terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Presidente do PT diz que há "tentativa de linchamento moral" de Lula



O presidente nacional do PT, Rui Falcão, publicou artigo no site do partido nesta segunda-feira (8) afirmando que há uma "tentativa de linchamento político e moral" do ex-presidente Lula. De acordo com ele, "nunca antes neste país", um ex-presidente foi "tão caluniado, difamado, injuriado e atacado como o companheiro Lula". Na semana passada, o delegado federal Marlons Cajado informou à Justiça Federal em Brasília que há um inquérito em curso para investigar a participação de Lula e outros agentes públicos em um esquema de compra de medidas provisórias em seu governo. O ex-presidente e sua mulher, a galega italiana Marisa Letícia, também foram convocados pelo promotor Cássio Conserino, do Ministério Público de São Paulo, a prestar depoimento na manhã do dia 17, no Fórum da Barra Funda, em São Paulo. O promotor já disse ter indícios para denunciá-los à Justiça por ocultação de patrimônio relacionada à compra de um tríplex no condomínio Solaris, reservado pela OAS à família Lula, em Guarujá. Transações envolvendo o imóvel foram alvos da Operação Triplo X, a 22ª fase da Lava Jato, deflagrada no fim de janeiro. A Lava Jato também investiga benfeitorias executadas por empresas envolvidas no escândalo da Petrobras em um sítio frequentado por Lula e sua família, em Atibaia, no interior de São Paulo.
 

Há duas semanas foi divulgado que a Odebrecht, segundo fornecedores, arcou com a reforma do sítio. Uma empresária que forneceu materiais diz que a empreiteira gastou ao menos R$ 500 mil com as obras. A empresa nega. O ex-presidente admitiu frequentar, "em dias de descanso", o sítio em Atibaia, mas afirmou que não é dono da propriedade. Para Rui Falcão, a "tentativa de linchamento político e moral" do ex-presidente "escora-se em denúncias sem provas", como, segundo diz, "virou moda no país nos últimos meses". "Valem as versões, não os fatos. O dever da prova não é mais de quem acusa, mas de quem é acusado, delatado, caluniado. Como diz o professor Luiz Gonzaga Belluzzo, 'primeiro aponta-se o criminoso, depois vasculha-se o crime'", escreve Falcão. O presidente nacional do PT, que declarou recentemente que Lula é o "plano A para o PT em 2018", diz que há um "consórcio entre a oposição reacionária, a mídia monopolizada e setores do aparelho de Estado capturados pela direita" para converter o ex-presidente em vilão: "O legado de realizações a favor dos mais pobres, a elevação do Brasil no cenário mundial, os sucessos na educação, na saúde, nos programas sociais, na área da infraestrutura, em seus oito anos na Presidência, precisa ser destruído para que Lula não possa retornar em 2018". Falcão termina o texto convocando a militância do PT e a "combater a escalada golpista e o cerco criminoso ao Lula". "Estou convencido que, assim, mais uma vez a verdade triunfará sobre a mentira".

Michael Bloomberg admite candidatura à Presidência dos Estados Unidos




Michael Bloomberg, o bilionário que por três mandatos consecutivos foi prefeito de Nova Iorque, disse ao Financial Times que está considerando se lançar candidato à presidência dos Estados Unidos. Em uma entrevista ao jornal londrino, Bloomberg criticou a qualidade do debate que está sendo travado entre os candidatos atuais, incluindo uma radicalização da política norte-americana, como apontamos aqui semana passada. Perguntado se ele mesmo se candidataria, Bloomberg disse ao FT que está “considerando todas as opções". "Eu considero o nível do discurso e da discussão assustadoramente banal, um ultraje e um insulto aos eleitores", disse Bloomberg, que se apresentaria aos eleitores como um candidato independente, não afiliado a nenhum dos dois grandes partidos americanos. A possibilidade de uma candidatura Bloomberg foi aventada pela primeira vez pelo jornal The New York Times no final de janeiro, mas esta é a primeira vez que o próprio Bloomberg a admite. Bloomberg, que deixou um emprego na Salomon Brothers nos anos 80 para fundar o que se tornou a maior empresa de informações financeiras do mundo — a Bloomberg LP — tem um patrimônio pessoal de cerca de 40 bilhões de dólares, o que o coloca entre as 10 maiores fortunas do mundo. Um Democrata por toda a vida, até se candidatar à Prefeitura de Nova Iorque como um Republicano, em 2001, Bloomberg é conhecido por sua postura a favor de um maior controle governamental na posse de armas, equidade para as mulheres no mercado de trabalho e medidas para lidar com as mudanças no clima global, temas que o aproximam mais de um Democrata do que de um Republicano. E também é um grande amigo de Israel. Em agosto do ano passado, até Rupert Murdoch, cuja Fox News é um esteio do Partido Republicano, encorajou Bloomberg a se candidatar. Bloomberg disse em uma entrevista recente ao The New York Times que, dos candidatos atuais, “apenas Hillary Clinton e Jeb Bush sabem como fazer os trens funcionar". Uma vitória de Bloomberg seria positiva para a credibilidade dos Estados Unidos, tanto do ponto de vista dos gastos públicos quanto do ambiente de negócios. Seria também mais um fator contribuindo para a valorização do dólar contra as outras moedas.

O comunista uruguaio Mujica diz que ditador Raul Castro já decidiu deixar o poder em Cuba


O ex-presidente uruguaio, o comunista e ex-terrorista tupamaro José Mujica, que visitou Havana no final de janeiro, disse ao jornal uruguaio "La República" que o ditador Raúl Castro, de 85 anos, já tomou a decisão de deixar o governo por causa de sua idade. "Raúl vai embora, tem 85 anos e já está com a decisão tomada. Por que? Porque não se pode brigar com a biologia. É preciso respeitá-la, porque ela é determinante", afirmou o ex-presidente do Uruguai (2010-2015) em entrevista publicada nesta segunda-feira (8). O comentário surgiu quando Mujica foi questionado sobre a possibilidade de voltar a se candidatar no Uruguai, o que também descartou por causa da idade. Em seguida, ele deu como exemplo governantes longevos como Raúl Castro. Sobre Fidel, Mujica disse que ele está melhor do que há dois anos, quando tinham se visto, apesar de "estar com dificuldades para caminhar". "Ele tem que usar uma bengala, mas está com a cabeça muito boa, perfeitamente informado. Fiquei surpreso que leia sem os óculos. Está vivaz, faz perguntas inteligentes, como sempre", afirmou. O comunista uruguaio disse que Fidel vive em uma "casa de classe média típica, bastante simples", com uma área de plantação. "Disseram-me que ele a percorre com uma cadeira motorizada e está observando o uso de novas forrageiras e leguminosas que podem servir para melhorar a pecuária cubana", afirmou Mujica: "Ele me fez comer iogurte de ovelha". Mujica também afirmou que o ex-ditador cubano está atento à disseminação do vírus da zika: "Ele está comprometido com coisas concretas que tocam em nossas vidas. Está muito preocupado com o mosquito (...). Neste momento ele vê como algo muito grave e não notava uma reação importante". A foto de Mujica com Fidel Castro, difundida em 30 de janeiro, é a imagem mais recente do facínora comunista cubano. 

Após desistir de disputa, o republicano Rick Santorum anuncia apoio ao senador Marco Rubio


Cinco dias após desistir da disputa pela candidatura republicana à Casa Branca, o ex-deputado e ex-senador pela Pensilvânia, Rick Santorum, anunciou nesta segunda-feira (8) seu apoio ao senador pela Flórida, Marco Rubio. "Para mim, a escolha foi fácil: na última noite (sábado, no debate republicano), Marco reafirmou, na minha visão, que entende as ameaças de segurança nacionais específicas que nossa nação enfrenta. Não há candidato nesta corrida que tenha demonstrado ter melhor compreensão destes desafios do que Marco Rubio", disse Santorum, em e-mail enviado a seus apoiadores nesta segunda. 


O ex-senador se soma aos ex-governadores George Pataki (Nova York) e Bobby Jindal (Louisiana), que, após também desistirem da corrida pela nomeação republicana em dezembro e novembro, respectivamente, decidiram apoiar Rubio. Santorum, de 57 anos, republicano religioso e defensor dos valores morais, que ficou em segundo lugar nas prévias de 2012, representará um apoio de maior peso para Rubio. Apesar de seu discurso conservador e contra o casamento gay, Rubio não tem laços com o eleitorado cristão – o que poderia colocá-lo em desvantagem contra Ted Cruz, senador pelo Texas que venceu as prévias em Iowa na última semana. Santorum, contudo, pode ajudar Rubio a conquistar essa fatia do eleitorado. Rubio, que é filho de cubanos, ficou em terceiro lugar em Iowa, mas teve quase o mesmo percentual de votos do magnata Donald Trump, que ficou em segundo, e menos de cinco pontos percentuais atrás de Cruz. Sua vantagem sobre o quarto lugar, o neurocirurgião aposentado Ben Carson, foi de quase nove pontos. O senador pela Flórida poderia ser uma opção para os doadores conservadores que não se sentem seguros apoiando o imprevisível Trump ou o politicamente mal preparado Cruz. Após o primeiro caucus, em Iowa, Santorum e o senador pelo Kentucky, Rand Paul, desistiram da corrida. Com o avançar das prévias do partido, são esperadas mais desistências – e, por consequência, mais anúncios de apoio em torno de alguns poucos nomes. Além de Rubio, Cruz e o ex-governador da Flórida, Jeb Bush, receberam respaldo de ex-concorrentes: o ex-governador do Texas, Rick Perry, e o senador pela Carolina do Sul, Lindsey Graham, respectivamente. Segundo Santorum, Rubio "entende a ameaça do Islã radical": "Ele sabe quem é nosso inimigo, quais são os seus objetivos e tem um plano para derrotá-lo", disse, na mensagem, em que pede doação ao ex-concorrente.

Avanço de tropas sírias em Aleppo pode levar 600 mil refugiados à fronteira turca


Após uma semana de intensos confrontos com forças rebeldes levando dezenas de milhares de sírios a deixarem suas casas, as tropas do governo recuperaram um povoado ao norte de Aleppo, informaram autoridades e ativistas da oposição. A conquista levou os combatentes do regime mais próximos à fronteira com a Turquia, onde cerca de 35 mil pessoas estão acampadas em tendas improvidas enquanto aguardam para entrar no país vizinho, fechado pelo quinto dia seguido — autoridades temem que até 600 mil cheguem. Para discutir o drama humanitário, a chanceler alemã, Angela Merkel, visitou Ancara nesta segunda-feira. "Precisamos de um projeto visível. Os refugiados querem ver escolas, e rápido. Precisamos assegurar que não haverá muitos obstáculos burocráticos", advertiu a líder alemã em coletiva de imprensa com o premier turco, Ahmet Davutoglu. O mais recente avanço do Exército ocorre no povoado de Kfeen, uma zona rural na região de Aleppo. Segundo a agência estatal de notícias “Sana”, os soldados eliminaram o último grupo de rebeldes instalados no local, que foram classificados como terroristas. A emissora de televisão do grupo Hezbollah, al-Manar, também noticiou a captura e divulgou imagens direto da vila. A ofensiva foi apoiada pela Rússia e pelo Irã, num movimento que ameaça o futuro da insurreição rebelde. Milícias apoiadas pelo Irã tiveram um papel fundamental no solo ao mesmo tempo que caças russos intensificavam bombardeios, o que permitiu ao Exército sírio assumir o controle de importantes áreas no Norte do país pela primeira vez em mais de dois anos. "Nossa existência está agora ameaçada, não estamos apenas perdendo terreno", disse o islâmico Abdul Rahim al-Najdawi, do grupo rebelde Liwa al-Tawheed: "Eles estão avançando e nós estamos recuando porque em face a ataques aéreos tão fortes, precisamos minimizar nossas perdas".


Mas, ao passo que o regime comemora, o drama humanitário se agrava ainda mais no país há quase cinco anos imerso em uma guerra civil. As imagens na fronteira turca denunciam o desespero vivido por cerca de 35 mil sírios impedidos de entrar no país vizinho, apesar dos apelos dos líderes da União Européia para deixá-los atravessar. O vice-primeiro-ministro, Numan Kurtulmus, advertiu que a pior situação a curto prazo poderia ser “uma nova onda de 600 mil refugiados na fronteira”, já que pelo menos 150 mil estão em movimento após o avanço das tropas de Bashar al-Assad. A Turquia alega não ter recursos financeiros e nem estrutura para abrigar mais que os atuais 2,5 milhões de sírios em seu território. Para tentar minimizar a gravidade da situação, no domingo o governo enviou caminhões de ajuda e ambulâncias para a população. "Em algumas partes de Aleppo o regime de Assad interrompeu o corredor norte-sul. A Turquia está sob ameaça", disse o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.

Pier Mauá bate recorde e tem dia com 9 transatlânticos atracados


O dia foi de recorde no domingo no Pier Mauá, no Rio de Janeiro, onde podiam ser vistos nove navios atracados simultaneamente. Antes, o máximo a que se chegou foram oito embarcações. Outro número inédito foi o de transatlânticos que passaram a noite de domingo para segunda-feira no local: oito, contra seis em outras temporadas. Até o fim da tarde desta segunda-feira, mais três transatlânticos eram esperados, totalizando 11, dos quais desembarcaram cerca de de 80 mil turistas. Quem chegou no sábado se deparou com os mesmos problemas que turistas já vêm enfrentando nos últimos tempos, como escassez de táxis e a necessidade de caminhar por uma passagem improvisada em meio às obras do VLT. “Aqui é perto do Leblon?”, “Onde tem estação de metrô?”, “Para que lado fica a Lapa?” eram frases comuns entre os visitantes. Alguns reclamavam, outros não. Neste último caso, estavam os músicos quenianos, Mike Kdionge e Jacob Jochome. Pela primeira vez no Brasil, eles vieram no espírito de conhecer a cultura da região do Pier Mauá e disseram que se sentiram bem orientados. Já o radialista Adir Leski, que esteve outras vezes no Rio de Janeiro, reclamou da falta de táxis: "A mobilidade está bem ruim. Na última vez em que estive aqui, havia uma fila de táxis. Agora, não tem nenhum. Vamos ter que andar cerca de três quarteirões para tentar conseguir um". Alguns turistas, assim que deixavam o Pier Mauá, começavam a tirar fotos do Museu do Amanhã, do Museu de Arte do Rio de Janeiro e também dos foliões do Cordão do Boi Tolo. A previsão é que, neste carnaval, passem pelo Pier Mauá 130 mil pessoas, enquanto no ano passado foram 70 mil — ou seja, a estimativa é que haja um aumento de 85%. Esses passageiros devem injetar na economia da cidade, de acordo com Alexandre Gomes, gerente de Operações do Pier Mauá, cerca de US$ 4 milhões. É gente como a estudante alemã Alice Miller, que visita a cidade pela primeira vez. A princípio, a agitação do carnaval a deixou um pouco apreensiva. Mas Alice logo começou a se sentir em casa: "Não estou acostumada a ver tanta gente pelas ruas, mas é muito legal". Também estreando em terras cariocas, as paranaenses Giovana Vilas Boas, Viviane Deus e Daniele Hossaka disseram que só estavam preocupadas com a dengue, o vírus zika e o chikungunha. Nada, no entanto, que as impeça de aproveitar a estada no Rio de Janeiro. A Riotur estima que o número de turistas na cidade para o carnaval atinja 1,026 milhão, contra 977 mil registrados no ano passado — um acréscimo de 5%, em plena recessão. Eles devem movimentar cerca R$ 3 bilhões na economia da capital. Nos hotéis, a estimativa é que o número de estrangeiros hospedados passe dos 30% para os 45%. Quem faz o cálculo é a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio (ABIH-RJ). Presidente da entidade, Alfredo Lopes disse que a média de ocupação dos quartos deve se manter este ano — com a diferença de que a cidade, em relação ao mesmo período de 2015, ganhou cinco mil unidades. Pela última pesquisa da ABIH, divulgada semana passada, a ocupação nos hotéis estaria em 82,2%, podendo chegar a 85%. 

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Corra, Lava Jato, corra

Como a compra da cozinha do sítio Santa Bárbara foi feita por executivos da OAS, paga pela empreiteira em dinheiro, com nota fiscal emitida em nome de Fernando Bittar e entregue em endereço diferente, a Lava Jato precisa fazer uma busca urgente no imóvel. Antes que a cozinha seja desmontada e levada para outro local.

Quem transportou a cozinha de Lula

O Antagonista descobriu que a Kitchens contratou a empresa Laurimar Transportes Gerais, de São Paulo, para fazer a entrega da cozinha do sítio Santa Bárbara. A Lava Jato precisa ouvir com urgência os funcionários responsáveis pela entrega.

Prepare-se para novo temporal com capacidade devastadora no Rio Grande do Sul


A MetSul está promovendo alerta para a alta probabilidade de temporais isolados no Rio Grande do Sul entre a tarde e noite desta segunda-feira de Carnaval. Massa de ar quente, úmido e muito instável cobre o Rio Grande do Sul neste começo de semana. Modelos numéricos analisados indicam índices de instabilidade muito altos. Isso sinaliza uma atmosfera muito instável e propícia à formação de temporais nos dois dias, alguns potencialmente fortes com chuva forte a intensa localizada e risco de vendavais. O forte calor, e algumas cidades já tinham 35ºC ao meio-dia, agrava o risco de episódios localizados de vento forte. Hoje, a instabilidade se formará sobre o Rio Grande do Sul por convecção em razão do calor e a umidade e será mais isolada, apesar de ser possível na maioria das regiões. Alguns dados apontam que o Sul e Sudoeste gaúcho teriam o risco mais alto de tempo severo. Amanhã, a instabilidade associada a uma frente fria avançará de forma mais generalizada do Uruguai para o Estado, mas eventos severos ainda serão localizados. O risco de fenômenos severos serão localizados, logo podem afetar uma cidade ou parte de uma cidade e não um município vizinho na mesma região. Em razão disso, somente alertas de curto prazo (nowcasting) podem identificar que uma tempestade afetará determinada localidade. Horas antes é possível estabelecer apenas uma área mais ampla de risco. Reitera-se que o temporal do dia 29 de janeiro em Porto Alegre foi excepcional pela sua força e que a grande maioria dos temporais que se dão na área da Capital não tem ou terão a mesma magnitude no futuro. Como a cidade ainda está em processo de recuperação dos estragos com árvores e redes de energia fragilizadas, chuva e/ou vento moderado a forte neste momento pode trazer transtornos adicionais.

O plano para despistar o destino da cozinha para o sítio de Lula

O endereço que Fernando Bittar indicou para entrega da cozinha também não tem relação com o sítio Santa Bárbara. Como revelado por O Antagonista e confirmado por depoimento de funcionários da Kitchens, essa foi uma estratégia para evitar deixar pistas que levassem a Lula... O caminhão da transportadora foi enviado ao número 4891 da Avenida Água Espraiada, em Caetetuba, Atibaia. De lá, foi escoltado por seguranças até o sítio Santa Bárbara. Coisa de cinema. O MPF precisa checar qual a relação de Fernando Bittar com os endereços indicados no pedido e na nota fiscal.

A pressa do advogado de Lula

O compadre de Lula, Roberto Teixeira, contratou o topógrafo que fez a planimetria do sítio em Atibaia. O fato foi revelado pelo Estadão em 14 de janeiro. Hoje o jornal revela algo ainda mais suspeito: no fim de 2015, o mesmo topógrafo foi convocado às pressas por Roberto Teixeira para demarcar uma área comprada por Jonas Suassuna, adjacente ao sítio de Lula. O topógrafo disse à reportagem: “É um desmembramento para esse Suassuna que parece que ele comprou 30 mil metros do vizinho. O que ele queria desmembrar era 30 (mil metros quadrados), só que uma matrícula separada no cartório. Pode ser que ele não anexe no outro. Então ele fica com aquele imóvel que ele já tinha e esses 30 mil com outro nome”. O topógrafo estranhou a pressa de Roberto Teixeira: “Ele pediu para eu fazer urgente, urgentíssimo, para ontem. Eu corri que nem louco”. Naquele período, a Lava Jato acabara de prender José Carlos Bumlai, aproximando-se definitivamente de Lula. E tudo se tornou urgente, urgentíssimo.

Lula é usufrutuário do sítio

O PT debochou de Eduardo Cunha quando ele alegou ser usufrutuário de contas no exterior. Agora o partido terá de sambar para mudar seu discurso. Luiz Marinho defendeu Lula dizendo que ele é usufrutuário do sítio Santa Bárbara, registrado em nome de Fernando Bittar e Jonas Suassuna e reformado por Odebrecht, OAS e José Carlos Bumlai. Passamos da carne enlatada de Eduardo Cunha para a laranja enlatada de Lula.

Onde estava Lula no dia em que Odebrecht foi preso?

Lula estava em seu sítio, desfrutando da reforma paga pela Odebrecht, no dia em que o dono da empreiteira, Marcelo Odebrecht, foi preso. O fato, relatado pela Época, sintetiza dois anos de Lava Jato. E não há controvérsias sobre isso.

Silvinho sumiu

Silvinho Pereira, como na época do mensalão, sumiu de cena mais uma vez. Diz O Globo: "Depois de fazer um curso de gastronomia, o ex-dirigente do PT montou o restaurante Tia Lela, em Osasco, cidade onde nasceu. Mas, no segundo semestre do ano passado, o empreendimento foi fechado e deu lugar a uma academia de ginástica. A mãe do ex-secretário geral do PT, Maria Alice, garante ter tido poucos encontros com o filho, porque o celular dele está quebrado. No apartamento que Silvinho possui no centro de São Paulo desde que era dirigente do PT, o porteiro contou que o ex-petista só aparece por lá de vez em quando".

De Los Fubangos para "Las Naranjas"

O Estadão publica que o sítio de Atibaia, "frequentado por Lula e sua família, tem a cara de Marisa Letícia:
"Segundo uma pessoa que já frequentou o sítio na companhia de Lula, a propriedade 'é a cara da dona Marisa', fato que justifica a presença constante do casal no local. “Ela gosta muito desse sítio. Lá tem pato, ela gosta de plantar, fez uma horta. Tem gente que gosta de ir para a praia, ela gosta de ir para o campo. O fato de a pessoa ir toda semana no Guarujá não significa que a pessoa seja dona da praia”, afirmou, sob a condição de anonimato.
O ex-presidente e dona Marisa possuem um sítio registrado no nome do casal chamado 'Los Fubangos', em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, às margens da represa Billings. Eles não frequentariam mais o local pela falta de segurança e devido a condições desfavoráveis ao cultivo. “Ali não dá para plantar um pé de fruta”, disse um interlocutor de Lula."
A festa junina que o Lula e Marisa organizavam na Granja do Torto passou também a ser feita no sítio-de-Lula-que-não-é-de-Lula.
De "Los Fubangos" para "Las Naranjas".

Ao vitimizar-se, "Lula tenta fazer o povo de bobo"

Um editorial do Estadão trata da vitimização de Lula e a sua estratégia tresloucada de atacar a imprensa. Diz o editorial:
"Diante das investigações envolvendo denúncias de ocultação de patrimônio e do recebimento de favores de duas grandes empreiteiras, o ex-presidente Lula partiu para o ataque. Classificando os meios de comunicação como “imprensa facciosa”, o antigo líder sindicalista assume o papel de vítima. A respeito do famoso tríplex do Guarujá – cujas notícias são tratadas como “invencionices” –, a assessoria de imprensa do ex-presidente não poupa palavras: 'A mesquinhez dessa ‘denúncia’, que restará sepultada nos autos e perante a História, é o final inglório da maior campanha de perseguição que já se fez a um líder político neste país'."
E:
"Os supostos ataques contra Lula nada mais são do que a revelação de informações de alto interesse público: a promiscuidade do ex-operário com as grandes empreiteiras. Revela-se também como algumas dessas empresas se esforçam por oferecer um pouco de bem-estar ao líder político que cresceu atacando as elites. Não publicar tais informações seria dispensar um tratamento privilegiado a quem sempre afirmou combater os privilégios."
E:
"É compreensível o desejo de Lula de que essas informações permanecessem ocultas. Com seu faro político, sabe bem que essas notícias esburacam o que esperava que fosse um fácil caminho para 2018. Certamente Lula intui como o povo – esse que sofre as consequências da grave crise econômica, com inflação e desemprego crescentes, e não tem a quem recorrer na hora da reforma da casa – vê tudo isso: apartamento, sítio, cotas, reformas, barco, amizades, favores, pescarias."
Por fim:
"A compreensível irritação de Lula diante de todas essas notícias não justifica, no entanto, sua metralhadora giratória contra a imprensa. Sua atitude apenas faz abrir ainda mais o fosso entre o que ele é, de fato, e o mito do grande estadista democrata que ele ajudou a criar para proveito próprio e da companheirada. Democratas não agem assim. As coisas mal explicadas, mal contextualizadas, um democrata honesto trata de explicá-las convincentemente. Lula sempre teve à sua disposição todos os meios para informar com transparência. No tempo em que ainda distinguia a sua realidade do mito que não parou de criar, Lula não se cansava de dizer que devia a sua ascensão social e política ao trabalho da imprensa. Mas ele mudou, sem deixar de ser o mesmo. Agora tenta, sem sutilezas, fazer o povo de bobo, menosprezar sua inteligência ou seu senso comum."

MPF quer devassa na Funcef

O procurador Anselmo Henrique Cordeiro Lopes abriu inquérito civil para investigar a cúpula da Funcef por improbidade administrativa. Lopes se baseou em auditoria interna da Caixa que apontou indícios de que investimentos do fundo foram direcionados ao "favorecimento de empresas determinadas". Como se sabe, o resultado foi um rombo de proporções bilionárias no fundo de pensão dos servidores da Caixa. Lopes pediu o compartilhamento de informações com a CPI dos Fundos de Pensão.

Até contrato de cerveja

Além de canal de TV a cabo e empresa de software, Lulinha e Fernando Bittar também fazem intermediação de contratos de cervejaria para bares e restaurantes. Segundo uma fonte relatou ao MPF, foi assim que o Paris 6 fechou contrato de exclusividade com a cervejaria Itaipava. O Paris 6, de Isaac Azar, está na lista de clientes/parceiros da G4, de Lulinha.

Ainda devem explicações

Os executivos Paulo Gordilho e Roberto Ferreira, que O Antagonista revelou serem os emissários da OAS para a compra das cozinhas Kitchens, ainda não prestaram esclarecimentos ao Ministério Público. Não deixem para depois, procuradores.

Lula pode ter companhia em ação do MP

O MP avalia incluir Freud Godoy e João Vaccari Neto na denúncia contra Lula e Marisa por suspeita de ocultação de patrimônio e lavagem de dinheiro envolvendo o triplex da Bancoop. Há indícios de irregularidades na operação de compra e venda do apartamento de Vaccari no Solaris. Godoy, por sua vez, deve explicações sobre a compra de imóvel no mesmo edifício. Godoy firmou contrato superfaturado com a Bancoop por meio de sua empresa de segurança, a Caso Sistemas. Chegou a faturar R$ 1,5 milhão por ano.

Oi, Lula?

A instalação de uma antena da operadora de telefonia Oi a poucos metros do sítio de Lula em Atibaia pode se transformar em mais um indício ligando o imóvel ao ex-presidente. Quem visita o local percebe que o sinal de celular é precário na região e melhora quanto mais perto se chega do sítio Santa Bárbara. Uma pesquisa no cadastro das ERBs (Estações Rádio Base) revela que a Oi Móvel instalou uma antena no local em 13 de setembro de 2011, meses após a reforma do sítio. A licença de operação só saiu em 3 de setembro de 2013. A torre (última da relação abaixo) está instalada no final de uma travessa da Estrada Parque das Cascatas, ao lado de uma casinha simples, nos limites da propriedade frequentada por Lula. O local faz divisa com o sítio "La Chamade" e outro imóvel sem identificação. O Antagonista sugere que a Lava Jato solicite informações à Anatel e ao cartório da região.

Quem trabalhou na reforma do sítio de Atibaia, como o arquiteto Igenes Iragay Neto, tinha que usar o telefone da loja de material de construção "Depósito Dias". Não havia celular que pegasse no meio do vale onde está o Santa Bárbara.

Cansados de ver o PT sambando

Na sexta-feira, os promotores José Carlos Blat e Cássio Conserino estiveram no Ilhas de Itália, empreendimento da Bancoop finalizado pela OAS. Eles ouviram algumas vítimas, que relataram a coação da empreiteira para que pagassem novamente pelos imóveis adquiridos da cooperativa. Os promotores descobriram que João Vaccari Neto vendeu parte do terreno destinado inicialmente ao Ilhas de Itália para a OAS realizar outro empreendimento, fracionando o terreno original. No sábado, Blat e Conserino ouviram vítimas do Altos do Butantã - onde Vagner Freitas, da CUT, tem um apartamento em nome da OAS.


Vítimas "triplo x": Bancoop, OAS e PT

Rota do Atlântico: No Congo, propina de 3%

A operação Rota do Atlântico, que fisgou o diretor da Asperbras no Congo, descobriu que José Veiga e seu sócio cobravam propina de 3% dos contratos públicos, valor idêntico ao praticado no petrolão. A investigação, que apura desvios em contratos que somam 1 bilhão de euros, também já tem um colaborador: Paulo Santana Lopes, sócio de José Veiga. Ele já confirmou o uso da Asperbras, que pertence a Beto Colnaghi, amigo de Antonio Palocci, para lavar recursos desviados de obras.

O "dono do sítio" tem outro imóvel em Atibaia

No contrato com a Kitchens, Fernando Bittar, sócio de Lulinha, indicou o endereço do sítio Santa Bárbara para a montagem da cozinha. Mas ele também deu um "endereço residencial" na Estrada Fazenda Sul Brasil, 500, em Caetetuba, Atibaia. Será outro sítio? O Antagonista recomenda ao Ministério Público que faça uma visita ao local. Se algum leitor antagonista passar por lá, pode fazer a gentileza de tirar uma foto?

domingo, 7 de fevereiro de 2016

Ribeirão Preto tem 140 mulheres grávidas com suspeita de zika; registros crescem no interior paulista

Balanço da Vigilância Epidemiológica de Ribeirão Preto, divulgado no fim da semana, apontou 140 mulheres grávidas com suspeita de ter contraído o zika vírus. No total, são 800 casos suspeitos de zika na cidade, que teve 8 registros confirmados em 2015. Embora São Paulo tenha confirmado em laboratório a circulação interna do zika vírus só em três municípios - São José do Rio Preto, Sumaré e Piracicaba -, houve um aumento do número de crianças com microcefalia desde novembro de 2015. O total triplicou em relação à média observada nos anos anteriores. E cada vez mais cidades do interior relatam casos e suspeitas de microcefalia. O Estado, assim como o governo federal, só tem divulgado estatísticas gerais de microcefalia. Este ano, até agora, não há relação entre recém-nascidos com a má-formação e relatos de zika em Ribeirão Preto, mas em 2015 foram investigados cinco casos. Uma das grávidas com sintomas compatíveis com o vírus teve filho com microcefalia. Mais três mulheres grávidas apresentaram sintomas de contaminação pelo zika vírus, em Bauru. Com isso, o número de gestantes com suspeita de contaminação subiu para quatro só neste ano. A cidade já registrou um caso positivo e autóctone de zika em gestante em 2015 e reforçou as ações preventivas. O prefeito Rodrigo Agostinho (PMDB) pediu apoio ao Exército para combater o mosquito. Soldados do 37º Batalhão de Infantaria Leve iniciam no sábado um trabalho de porta em porta. Outros exames confirmaram que uma gestante de 31 anos foi infectada pelo zika em Americana. A grávida é moradora do Parque Gramado e está sendo acompanhada pela rede municipal. O resultado positivo foi divulgado na sexta-feira, elevando para quatro os casos confirmados na região. Os demais foram registrados em Campinas (1) e em Sumaré (2). A área registra 15 casos importados da doença e tem outros 17 em investigação, entre importados e autóctones. Em Sorocaba, dois casos de zika vírus foram confirmados na última semana. Outros oito estão em investigação. A confirmação ocorreu após exame laboratorial, mas são casos importados, segundo a Secretaria Municipal de Saúde. Uma paciente esteve no Rio de Janeiro e a outra em Ribeirão Preto. Ambas são acompanhadas pela rede pública de saúde. A secretaria municipal ainda aguarda o resultado de exame de amostras de uma gestante cujo feto teve diagnóstico de microcefalia. As amostras foram encaminhadas ao Instituto Adolfo Lutz (referência estadual) em dezembro, mas os resultados não ficaram prontos.

Secretária municipal de Petrópolis manda vítima de Guillain-Barré "catar coquinho"; a este ponto chegamos


A secretária de Trabalho, Assistência Social e Cidania de Petrópolis, na Região Serrana, Fernanda Ferreira, publicou em sua página pessoal no Facebook um texto em que manda uma paciente, vítima da síndrome de Guillain-Barré, “catar coquinho”. A postagem foi feita neste sábado. Na publicação, a secretária cita reportagem do GLOBO publicada na última sexta-feira, contando o caso da dona de casa Sabrina Moraes, de 29 anos, moradora de Magé, na Baixada Fluminense. Na rede social, Fernanda se queixa de que Sabrina é moradora da Baixada Fluminense e que Petrópolis não pode dar conta de pacientes da Baixada Fluminense. “Vale dizer que ela é de Magé. Confiram matéria no GLOBO. Ela passou por atendimento no município dela, que é Magé, não foi atendida. Foi em Duque de Caxias, não foi atendida. E vem criticar minha cidade, vai catar coquinho né. Dar conta da Baixada é demais”, disse a secretária municipal no Facebook.  Após ter a doença diagnosticada, Sabrina passou quase 24 horas esperando por uma internação dentro da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Centro de Petrópolis. De acordo com o marido de Sabrina, o motorista Fabiano de Castro, de 37 anos, ela contraiu zika e chegou a achar que estava curada, mas última segunda-feira, passou a sentir dormência nos membros e procurou a UPA de Piabetá, em Magé, onde o médico plantonista disse que ela sofria de hipertensão. O mesmo diagnóstico foi dado no Hospital Municipal Moacir do Carmo, em Caxias, e no Hospital da Posse, em Nova Iguaçu, dos quais ela foi liberada. Mas após o agravamento dos sintomas a família procurou atendimento particular em Petrópolis, onde a síndrome foi diagnosticada. O médico então encaminhou Sabrina para a UPA da cidade. Fernanda Ferreira afirmou que a expressão "vai catar coquinho" foi direcionada ao Estado, a Magé e a Duque de Caxias, que não conseguiram prestar o atendimento adequado à paciente. Segundo ela, foi um desabafo sobre a crise na saúde estadual: "Em nenhum momento tive intenção de falar sobre a paciente, mas em relação à crise da saúde no Estado, que não está conseguindo dar conta dos atendimentos. Falei sobre a situação da saúde estadual, que é tão grave que Petrópolis assumiu a administração das duas UPAs da cidade". No dia 29 de janeiro, o prefeito de Petrópolis, Rubens Bomtempo (PSB), foi fotografado em uma praia em Búzios, na Região dos Lagos. A viagem do prefeito aconteceu uma semana após ele declarar situação de emergência no município por conta dos estragos causados pelas chuvas. As imagens deixaram moradores indignados e provocou. No mesmo dia, o governo do Estado tinha acatado o pedido para que fosse decretada emergência na cidade. Sabrina foi transferida na última sexta-feira à noite para o Hospital da Lagoa, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Segundo seu marido, ela foi avaliada por um neurologista apenas na manhã deste domingo, que confirmou o diagnóstico de Guillain-Barré. De acordo com Assunção, ela está lúcida e falando com dificuldade, além de sentir dormência nos membros inferiores e superiores.

Mulher de Eduardo Cunha na mira da PGR


A Procuradoria-Geral da República avalia que já tem evidências para denunciar Claudia Cordeiro Cruz , mulher de Eduardo Cunha, o presidente da Câmara dos Deputados. Quanto à galega italiana nada, não é mesmo, senhor Janot?.

Ex-assessor de Dilma, "Neném", aquele do RedBar no Estádio Beira Rio, tem passe livre para o sambódromo


A Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro deu uma credencial de livre acesso ao Sambódromo — a mais concorrida do carnaval do Rio — para Anderson Braga Dorneles, que até semana passada era o principal assessor particular de Dilma Rousseff.

Ministro do STJ é suspeito de venda de sentença


Além de Benedito Gonçalves, outro ministro do STJ passou a ser formalmente investigado no STF a partir de indícios que apareceram na Lava-Jato. O inquérito, que está em segredo de Justiça, apura a suspeita de venda de sentenças. Embora tenha aparecido em meio à Lava-Jato, não se trata de Petrobras.

Por quanto tempo?

Algumas montadoras de veículos cogitam deixar o Programa de Proteção ao Emprego por não ser suficiente para segurar o excesso de mão de obra na crise. Atrasos no reembolso do Fundo de Amparo ao Trabalhador também influenciam a decisão. Suspensão de contratos, férias coletivas e folgas extras são alternativas exploradas pelas empresas para evitar mais demissões. Por quanto tempo conseguirão evitar o pior?