segunda-feira, 5 de maio de 2008

Nápoles continua vivendo uma grande crise com lixo nas ruas

Cerca de 1.300 toneladas de lixo encontram-se espalhadas pelas ruas de Nápoles, na Itália, principalmente nos bairros da periferia, onde voltaram a ocorrer incêndios durante a noite e segue o estado de emergência. Os bombeiros foram chamados cerca de 30 vezes durante a noite da última sexta-feira para apagar o fogo provocado pela queima de lixo, que pode liberar gases tóxicos prejudiciais à saúde. As altas temperaturas registradas nos últimos dias no sul da Itália agravaram a crise do lixo em Nápoles, onde moradores desesperados ateiam fogo ao lixo que se acumula nas ruas. O problema é atribuído à incapacidade política de criar instalações suficientes para a administração dos resíduos, mas também aos interesses da máfia local, a Camorra, que administraria depósitos ilegais, muito ativos e lucrativos graças à escassez de depósitos legais. Com um poderoso controle do território e uma forte presença na reciclagem de lixo, a Camorra ganha mais terreno, o que lhe permite incitar protestos contra as empresas de incineração e, ao mesmo tempo, converter a província de Nápoles no maior depósito ilegal de resíduos tóxicos da Europa. A crise do lixo já se arrasta há 14 anos na região, criando tensões entre a Itália e a União Européia, que considera insuficientes os esforços do governo italiano para resolvê-la.

Empresas brasileiras já estão fugindo do dólar, fazendo exportações em euro

A desvalorização do dólar está levando os empresários brasileiros que exportam para a União Européia a ampliarem o uso do euro nas transações comerciais. No primeiro trimestre deste ano, os Registros de Exportação (REs) na moeda comum do mercado europeu cresceram 9,9% em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto em dólar norte-americano a alta foi de apenas 0,01%, de acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Segundo especialistas, o avanço das operações em euro ocorre pela valorização que a moeda européia apresenta ante o real neste ano, de 6,7%. Já o dólar se desvalorizou 4,8% em relação à moeda brasileira. "O fato de o euro estar se apreciando mais rápido do que o real sobre o dólar eleva o poder de compra das exportações brasileiras à Europa", afirma a economista Alessandra Ribeiro. Os empresários estão encontrando ainda no euro uma maior estabilidade nos preços, já que a moeda não apresenta uma tendência de queda, como vem ocorrendo com o dólar. "Quando se estabelece uma venda em euro, se mexe menos nos preços, pela variação cambial ser menor", destaca Humberto Barbato, diretor-superintendente da Cerâmica Santa Terezinha, que destina 50% de suas exportações à Europa.

José Serra participa do comício de Lula nesta segunda-feira em Teresina

Teresina, capital do Piauí será palco nesta segunda-feira de uma cerimônia inusitada. A população da cidade, depois de quase duas décadas de espera, vai ganhar um hospital para atendimentos emergenciais. Além de Lula, estarão presentes à inauguração a ministra chefe da Casa Civil, a petista Dilma Rousseff (a mãe e avó do PAC, conforme Lula), e o governador de São Paulo, José Serra (PSDB). Os convites a Lula e Dilma foram feitos pelo governador do Piauí, Wellington Dias, que é do PT. Serra foi “convocado” pelo prefeito de Teresina, Sílvio Mendes, filiado ao PSDB, já que o hospital é municipal. O prefeito justifica a presença de Serra dizendo que, no período em que foi ministro da Saúde de Fernando Henrique Cardoso (1998 a 2002), mandou dinheiro para a continuidade das obras do ospital de Urgências de Teresina. O Pronto Socorro levou 18 anos para ser concluído e custou quase R$ 30 milhões. O prefeito Silvio Mendes também convidou outros ex-ministros da Saúde, como o petista Humberto Costa e o cardiologista Adib Jatene. Ainda em Teresina, Lula e Dilma Rousseff, juntos com o ministro do Desenvolvimento Agrário, o trotskista gaúcho Guilherme Cassel (auditor fiscal da Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul, membro do grupúsculo petista DS – Democracia Socialista), vão assinar quatro convênios do programa “Territórios da Cidadania”, no valor de R$ 700 milhões. Lula leva ainda na sua comitiva o ministro da Justiça, Tarso Genro, e o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, jornalista Franklin Martins (ex-trotskista, membro do grupo que seqüestrou o embaixador norte-americano Charles Ellbrick no final da década de 60).

Prefeitura petista de Belo Horizonte volta a fazer licitação do lixo suspeita de fraude

O administrador de empresas gaúcho Ênio Noronha Raffin, que edita o site “Máfia do Lixo” (http://www.mafiadolixo.com.br/), deve protocolar nesta segunda-feira, protocola nesta segunda-feira, em Belo Horizonte, uma representação no Ministério Público Especial Junto ao Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, e no Ministério Público estadual, contra a licitação do lixo aberta pela administração petista da capital mineira. É a segunda representação apresentada pelo administrador Ênio Raffin. No ano passado, ele conseguiu que o Tribunal de Contas do Estado determinasse a paralisação da licitação que era de cartas marcadas, pronta para ser entregue à empresa Vital Engenharia Ambiental, uma empresa controlada do Grupo Queiroz Galvão. Agora, a nova licitação do prefeito petista Fernando Damata Pimentel, vem com a roupagem de uma Parceria Público Privada. Mas, a leitura atenta do edital e seus anexos revela que a concorrência nº 01.089205.07.10, uma concessão administrativa, é na verdade apenas a velha e tradicional contratação para prestação de serviços, só que com prazo muito mais elevado, em vez de cinco anos, passa para 25 anos. Mais ainda, a leitura do edital e seus anexos continua revelando que a licitação é dirigida, e mais uma vez, para a mesma da primeira licitação, ou seja, a Vital Engenharia Ambiental, do grupo Queiroz Galvão. A licitação é para prestação de serviços de disposição final em aterro sanitário e tratamento dos resíduos urbanos classificados segundo a ABNT como sendo de Classe II-A e Classe II-B, provenientes da limpeza urbana do município de Belo Horizonte. O prazo contratual previsto é para 25 anos e o valor da contratação correspondente a R$ 714.406.455,00 (reportando à base econômica e tributária do mês de junho de 2007). A data de entrega e abertura da documentação da licitação pública em questão está prevista para ocorrer na próxima quarta-feira, 7 de maio de 2008, às 9 horas, na Avenida do Contorno, nº 5454, 9º Andar, em Belo Horizonte. Minas Gerais é um dos estados com administração pública mais corrupta do País. Basta ver que lá se originou o publicitário Marcos Valério, autor do Caixa 2 da eleição ao governo do Estado do atual senador Eduardo Azeredo (PSDB), e operador do Mensalão, esquema de corrupção, para obtenção de apoios parlamentar e de partidos para o governo Lula, promovido pelo PT. O governador Aécio Neves nomeou para o Tribunal de Contas, como conselheira, Adriene Andrade, mulher do empresário Clésio Andrade, ex-vice-governador de Eduardo Azeredo e ex-sócio de Marcos Valério. Pois foi justamente com ela que caiu a relatoria da primeira denúncia do administrador gaúcho Enio Noronha Raffin. O processo só saiu das mãos dela quando Enio Raffin entrou com um pedido de declaração da suspeição de Adriene Andrade. O Grupo Queiroz Galvão é grande patrocinador de campanhas eleitorais em Minas Gerais.