segunda-feira, 7 de julho de 2008

Estrangeiros compram o equivalente a seis Mônacos por dia em terras no Brasil

A cada hora, fazendeiros e investidores estrangeiros compram ao menos meio quilômetro quadrado de terras brasileiras. Ao final de cada dia, 12 quilômetros quadrados de terras brasileiras passam legalmente para o controle de pessoas físicas ou jurídicas estrangeiras. Isso equivale a uma área semelhante a seis vezes o território de Mônaco (com área de 1,95 quilômetro quadrado). O ritmo da "desnacionalização é comprovado pelos dados do Sistema Nacional de Cadastro Rural, em um intervalo de seis meses, entre novembro de 2007 e maio de 2008. Nesse período, estrangeiros adquiriram pelo menos 1.523 imóveis rurais no País, em uma área somada de 2.269,2 quilômetros quadrados.

Passagens aéreas subiram 61,24% nos últimos 12 meses

A inflação nos preços das passagens aéreas no varejo alcançou, em junho, 61,24% no índice acumulado em 12 meses. É o maior patamar em 11 anos, conforme apurou a Fundação Getúlio Vargas. A pesquisa tomou por base dados do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) do mês passado, de 13,44% na mesma base de comparação. TAM, Gol e Varig admitem que as preços podem subir mais se o preço do barril de petróleo não ceder. Para o economista responsável pelo levantamento, André Braz, as companhias aproveitaram o bom momento de demanda interna para reajustar passagens e recuperar a margem de lucro perdida com a da crise no setor. A elevação nos preços das passagens em 12 meses até dezembro do ano passado era de 4%. Agora em junho está acima de 60%.

TSE restringe uso de internet na campanha

A restrição imposta pelo Tribunal Superior Eleitoral ao uso da internet como instrumento de propaganda fechou as portas do mundo virtual para a divulgação de informação jornalística e de manifestações individuais sobre candidatos. A limitação está prevista na Resolução nº 22.718, uma espécie de guia para as eleições municipais deste ano. O ponto mais polêmico é o fato de o TSE ter equiparado legalmente a internet ao rádio e à televisão, que são concessões públicas. A legislação eleitoral proíbe a mídia eletrônica de difundir opinião favorável ou contrária a candidato e ainda de dar tratamento diferenciado aos postulantes. Já os jornais e revistas, que são empresas privadas, não sofrem restrições. Na prática, a equiparação significa que as inúmeras ferramentas da internet --como blog, e-mail, web TV, web rádio e páginas de notícias, de bate-papo, de vídeos ou comunidades virtuais-- não poderão ser usadas para divulgar imagens ou opiniões que configurem apoio ou crítica a candidatos. A vedação cria situações inusitadas. Um texto desfavorável a uma candidatura, por exemplo, pode ser publicado num jornal impresso, mas não pode ser reproduzido em um blog. Até mesmo o internauta poderá ser multado se criar sites, blogs ou comunidades pró ou contra candidatos. O tribunal entende que quem não pode praticar um ato por meio próprio também não pode praticar por meio de terceiros. Uma consulta e um mandado de segurança foram encaminhados ao TSE para tentar esclarecer as dúvidas sobre a internet na disputa de 2008. A consulta, assinada pelo deputado federal José Fernando de Oliveira (PV-MG), questionava o uso do e-mail, do blog, do link patrocinado (anúncio em site de busca) e de comunidades virtuais como instrumentos de propaganda. Os ministros do TSE não chegaram a um consenso. Enquanto o presidente da corte, Carlos Ayres Britto, defendeu a internet como um espaço de liberdade de comunicação e, por isso, não sujeita a restrições legais, o colega Ari Pargendler apresentou cerca de 45 propostas de controle da rede mundial de computação. O TSE optou pelo voto do ministro Joaquim Barbosa, que propôs postergar a discussão para casos concretos que ainda serão levados ao tribunal. O mandado de segurança foi iniciado pelo Grupo Estado, que criticou a equiparação da internet às empresas de radiodifusão. Sem analisar o tema, o TSE rejeitou o recurso. Advogados de empresas jornalísticas com portais na internet criticaram a resolução. "É uma situação absurda. Um site vinculado a um jornal ou a uma revista pertence a um grupo privado, não é uma concessão pública, não pode ser censurado", disse o advogado do Grupo Estado Afranio Affonso Ferreira Neto. Para ele, um internauta não tem uma postura passiva diante da notícia, ele precisa "navegar" até encontrar o que busca. O advogado Luís Francisco Carvalho Filho, da Folha, também criticou os limites impostos pela resolução. "Como cidadão, tenho o direito de expressar a minha opinião em um blog, de dizer em quem voto e de criticar candidatos." Para Carvalho Filho, a maioria das questões sobre o uso da internet na eleição serão certamente analisadas pela Justiça. Luiz de Camargo Aranha Neto, advogado das Organizações Globo, defendeu o fim da regulamentação da internet, a exemplo do que já ocorre em outros países.

Marta Suplicy lidera a pesquisa pela prefeitura de São Paulo

Pesquisa Datafolha mostra que a ex-prefeita Marta Suplicy (PT) lidera as intenções de votos à prefeitura de São Paulo com 38%. O ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) está em segundo lugar com 31%. O atual prefeito, Gilberto Kassab (DEM), aparece em terceiro lugar, com 13%, seguido pelo ex-prefeito Paulo Maluf (PP), com 8%. O levantamento, realizado entre os dias 3 e 4 de julho, ouviu 1.085 moradores de São Paulo. A pesquisa mostra que caiu a vantagem do PSDB sobre o PT no 2º turno das eleições. Alckmin e a ex-prefeita estariam tecnicamente empatados em um eventual segundo turno, se as eleições fossem hoje, ele com 50% dos votos contra 45% dela.

Exército da Colômbia diz que apreendeu uma tonelada de explosivos das Farc

O Exército colombiano informou neste sábado que apreendeu uma tonelada de explosivos de terroristas das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), organização terrorista e traficante de cocaína, no departamento de Cundinamarca, próximo a Bogotá, durante operações para evitar um ataque após o resgate de 15 reféns. Os artefatos seriam utilizados para realizar atentados na capital. O material explosivo foi achado na sexta-feira, em um sítio de Bojaca, a cerca de 40 quilômetros a oeste de Bogotá. Segundo o general Luis Eduardo Pérez, chefe da 13ª Brigada do Exército, a operação não deixou feridos. As autoridades colombianas realizam operações especiais para evitar possíveis atentados, depois de o Exército resgatar na última quarta-feira a ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt, três norte-americanos e 11 militares e policiais que haviam sido seqüestrados pelas Farc. O oficial explicou que os explosivos estavam escondidos em sacos, localizados graças a informantes e pertenciam à Rede Urbana Antonio Nariño das Farc.

Ingrid Betancourt diz que os médicos a encheram de boas notícias

A ex-refém franco-colombiana Ingrid Betancourt declarou que recebeu boas notícias sobre sua saúde, no sábado, ao sair do hospital militar de Val-de-Grâce, em Paris, onde foi submetida a uma série de exames. "Os médicos me encheram de boas notícias. Durante todos estes anos tive uma série de preocupações com a saúde. Agora, felicidade total", declarou à rede pública de televisão France 3. A ex-refém, demonstrando muito cansaço, disse estar "muito surpresa de não ter seqüelas físicas depois de seis anos e quatro meses em cativeiro na mão das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), organização terrorista e traficante de cocaína, na selva colombiana". "Comentei isso com os médicos. Nós estamos, todos, surpresos de constatar que o corpo é uma máquina que tem uma resistência extraordinária", acrescentou ela. "Agora vou ser muito comedida e vou seguir à risca todas as recomendações dos meus médicos. Além disso, quero ter tempo de viver de verdade esta felicidade com meus filhos. Este descanso com que sonho", declarou Ingrid Betancourt.

Libertação de reféns das Farc foi antecipada para não ser descoberta

O resgate dos 15 reféns nas mãos das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), organização terrorista e traficante de cocaina, em espetacular operação de inteligência militar, na quarta-feira passada, foi antecipado em dez dias para que os terroristas não se apercebessem da infiltração, afirmou no sábado em Madri, o ministro colombiano da Defesa, Juan Manuel Santos. "O determinante para realizar esta operação foi que o risco para os reféns era mínimo, porque não era uma operação militar. Este resgate representa o quanto o Exército e o Serviço de Inteligência da Colômbia estão preparados e coordenados", disse o ministro. "As acusações de um jornalista suíço de que foi pago um resgate caem por terra por seu próprio peso, porque para as Farc é muito mais humilhante que um de seus comandantes se deixe comprar por um monte de dólares em troca de entregar a jóia da coroa", afirmou, referindo-se às afirmações da rádio RSR segundo a qual foram pagos US$ 20 milhões pelos reféns. A Operação "não tem chances de ser desprestigiada, pois produziu os resultados que todos vimos", disse o ministro. "Tudo isto não passa de uma tentativa para desprestigiar fatos que já estão aí. Quinze seqüestrados libertados, sem disparar um só tiro, já estão com suas famílias", afirmou.

Funcionários da Infraero decidem entrar em greve no dia 15

Os funcionários da Infraero (Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária) decidiram entrar em greve a partir do dia 15 de julho. A decisão sobre a paralisação ocorreu na sexta-feira, com adesão dos funcionários que trabalham na sede da Infraero, em Brasília. Os servidores dos demais aeroportos do País votaram pela greve em assembléias que ocorrem desde o dia 2. A assembléia foi realizada de manhã, no aeroporto de Brasília, e vários funcionários que trabalhavam no pátio chegaram a abandonar seus postos para votar. Os aeroportuários são responsáveis por serviços como operação de equipamentos de raio-X nos aeroportos, pela fiscalização de bagagens no embarque e desembarque, pelo controle do movimento de aeronaves na pista e pela liberação e manobra de cargas. A categoria não aceita a retirada de benefícios que teria sido sugerida pela empresa na renovação do acordo coletivo. Entre os benefícios que a empresa quer retirar está o pagamento de promoções e do bônus de Natal aos funcionários. Parece brincadeira....

Requião quer irmão em vaga do Tribunal de Contas do Paraná

O governador do Paraná, Roberto Requião (PMDB), indicou o próprio irmão para disputar uma vaga de conselheiro no Tribunal de Contas do Estado do Paraná. Maurício Requião, atual secretário estadual da Educação, é um dos seis candidatos. Ele é apontado como favorito, já que a escolha será feita em votação na Assembléia Legislativa, onde Requião tem maioria. O governo paranaense emprega oito parentes de Requião no primeiro e segundo escalão. São três irmãos (nos comandos do porto de Paranaguá, da secretaria da Educação e no programa de assistência social do governo), a mulher do governador (na direção do principal museu do Estado), três sobrinhos (na TV Educativa, na secretaria da Saúde e na empresa estatal de habitação) e um primo na companhia de saneamento e águas. Roberto Requião, no momento, é um dos campeões nacionais do nepotismo, ao lado da governadora petista do Pará, Ana Julia Carepa. Roberto Requião é tão esperto que mastigou caroço de mamona. Foi preciso o presidente Lula avisar que era venenoso.

Assessora da Presidência do Senado Federal é indicada para o conselho da Anatel

O presidente Lula da Silva assinou na sexta-feira a indicação de Emilia Ribeiro, assessora da Presidência do Senado Federal, para o Conselho Diretor da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). A indicação deve ser publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira. O nome da assessora ainda precisa ser aprovado pela Comissão de Infra-Estrutura do Senado e também pelo Plenário da Casa. Emília Ribeiro entrará na vaga aberta com a saída de José Leite Pereira Filho, que deixou o posto em novembro do ano passado. Emília Maria Silva Ribeiro trabalha para o senador Renan Calheiros (PMDB-AL). Emília já integra o Conselho Consultivo da agência reguladora como indicada do Senado Federal. Formada em Administração de Empresas e em Direito, foi assessora de Comunicação Social no Congresso Nacional e da Presidência da República e assessora parlamentar do Ministério do Planejamento durante o governo Fernando Collor. Também trabalhou como assessora no Ministério da Educação entre 1992 e 2003. Emília Ribeiro entrará no cargo durante um impasse entre os quatro conselheiros da agência sobre as mudanças no PGO (Plano Geral de Outorgas), que permite a aprovação da compra da Brasil Telecom pela Oi, um negócio fechado em abril por R$ 5,836 bilhões. Os conselheiros da agência pediram vistas do processo e adiaram a decisão sobre a mudança algumas vezes. Antônio Domingos Bedran e Ronaldo Sardenberg (presidente da Anatel) eram favoráveis à mudança e à criação da supertele, enquanto Pedro Jaime Ziller e Plínio de Aguiar Júnior, apesar de favoráveis ao negócio, queriam restrições, como a criação de empresas separadas para gerir a telefonia fixa e a banda larga.

Denúncia envolve Hugo Chávez em “caso da mala” na Argentina

Um dos envolvidos no caso em que um homem tentou entrar com uma mala contendo milhares de dólares não declarados na Argentina, acusou o presidente da Venezuela, o tiranete Hugo Chávez, de envolvimento na trama para financiar a campanha eleitoral da presidente argentina, Cristina Kirchner. Carlos Kauffman, que colabora com a Justiça após declarar-se culpado, em março, por sua participação no chamado "Caso da Mala", disse ao FBI que o advogado Moisés Maionica lhe assegurou que "o presidente Chávez estava envolvido no assunto". Assim consta em uma moção apresentada na semana passada em um tribunal de Miami. Trata-se da primeira vez que o nome de Hugo Chávez aparece envolvido diretamente no escândalo. Maionica também é acusado no caso, junto com Franklin Duran. O advogado de Durán, Edward Shohat, disse que a promotoria usará o testemunho de Kauffman sobre a participação de Chávez para provar que seu cliente atuava como agente da Venezuela. No total, cinco pessoas foram acusadas de conspirar para atuar como agentes encobertos da Venezuela, incluindo Antonio José Cánchica Gómez, um suposto agente do país que está foragido. Três dos presos se declararam culpados por sua participação na trama em troca de penas menores de prisão, e por isso o único que irá a julgamento será Durán. A valise continha quase US$ 800 mil, e foi achada em agosto, quando o empresário americano-venezuelano Guido Antonini Wilson, radicado em Miami, tentava introduzi-la ilegalmente na Argentina.

Senador Marcelo Crivella disputa prefeitura do Rio de Janeiro com ajuda de Duda Mendonça

O marqueteiro preferido de Lula, aquele que recebeu dinheiro do “Mensalão” em conta bancária clandestina no Exterior, o galista Duda Mendonça, está de volta à ativa. Ele vai dirigir a campanha do senador Marcelo Crivella (PRB), candidato da Igreja Universal, à prefeitura do Rio de Janeiro. Crivella lançou sua campanha neste domingo, divulgando uma "carta ao povo do Rio de Janeiro", em que afirma que continuará lutando pelo uso das Forças Armadas em obras de infra-estrutura em favelas dominadas pelo tráfico de drogas. Crivella está em primero lugar nas pesquisas de intenção de voto para a prefeitura carioca. É de sua autoria o projeto "Cimento Social", que faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no Morro da Providência. As obras foram interrompidas pela Justiça Eleitoral depois que três jovens foram mortos por terem sido entregues pelos militares para traficantes de uma favela rival. Para ele, as Forças Armadas deveriam ter a mesma atuação que no Haiti, auxiliando nas obras de infra-estrutura. "Por tudo o que nós, cariocas, sofremos, temos que ter ódio e nojo do tráfico de drogas". A cidade do Rio de Janeiro, que parecia já ter sofrido o assalto de todas as grandes pragas, ainda não viu o que vem pela frente.

Irmã de sócio do fundo norte-americano Matlin terá controle da VarigLog

Uma chinesa e um norte-americano naturalizados brasileiros são os novos personagens da novela que gira em torno da indefinição a respeito do controle da transportadora VarigLog. Nesta segunda-feira, a multinacional Volo do Brasil, controladora da VarigLog, promete apresentar sua nova composição societária que deve, segundo a empresa, adequá-la às exigências da legislação brasileira que impede o controle de uma companhia aérea por estrangeiros. A nova composição acionária será apresentada à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) na data limite para que a empresa volte a se adequar à lei brasileira e pudesse manter o controle sobre a VarigLog. Entram em cena a chinesa naturalizada brasileira Chan Lup Wai Ohira como nova sócia majoritária da Volo do Brasil, com 51% de participação, e o executivo Peter Marcussen Miller, um norte-americano também naturalizado, como sócio com 29% de participação. Ambos devem pagar, juntos, US$ 1,3 milhão pela participação no empresa. Os 20% restantes do capital votante permanecem com a Volo Logistics LLC, empresa do Fundo MatlinPatterson, mantendo-se a mesma estrutura aprovada anteriormente pela Anac. Chan Lup é administradora, com formação pela PUC-SP e especialização em administração de instituições financeiras pela Fundação Getúlio Vargas, além de ser irmã do empresário Lap Chan, sócio do Fundo MatlinPatterson. Ela tem experiência no mercado financeiro e atuou em diversas multinacionais, como os bancos Comind, ING Barings Banking, Icatu e BNP Paribas. Peter Marcussen Miller é funcionário do Fundo Matlin Patterson. Segundo comunicado da empresa, ele ocupou postos executivos em empresas como a Dresdner Kleinwort Securities, onde era responsável por todo o gerenciamento de negócios na América Latina e no Bankers Trust Company, nos Estados Unidos. O Brasil de Lula e do PT virou mesmo uma republiqueta caribenha, onde os bucaneiros aprontam todas as chicanas, porque a legislação brasileira é jogada na lata do lixo, com o beneplácito oficial. Virou um imenso laranjal.

Candidatos à prefeitura de BH devem gastar até R$ 50 milhões

Os nove candidatos à prefeitura de Belo Horizonte que protocolaram registro no Foro Eleitoral da capital mineira prevêem um total de gastos durante a campanha de até R$ 50,080 milhões, conforme dados do Tribunal Regional Eleitoral. Apoiada pelo governador Aécio Neves (PSDB) e pelo prefeito Fernando Pimentel (PT), a coligação Aliança por BH, encabeçada por Márcio Lacerda (PSB), tendo Roberto Carvalho (PT) como candidato vice, foi a que informou o maior limite de gastos: R$ 14 milhões. O valor representa mais de três vezes os R$ 4,3 milhões gastos por Pimentel na campanha vitoriosa de 2004. A segunda maior previsão de gastos na campanha foi feita pela coligação PMDB-PHS. A chapa, que conta com o peemedebista Leonardo Quintão como candidato a prefeito, informou gastos de até R$ 10 milhões. Minas Gerais é o estado mais corrupto do País. É o Estado mãe e pai do Mensalão, duplamente.

Colômbia acusa diplomata suíço de levar US$ 500 mil para Farc

O ministro da Defesa colombiano, Juan Manuel Santos, declarou que o diplomata suíço Jean Paul Gontard, que participou dos esforços para a libertação dos reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), organização terrorista e traficante de cocaína, aparece como "portador" de US$ 500 mil confiscados da guerrilha na Costa Rica. Juan Manuel Santos reiterou que o governo colombiano não pagou pelo resgate dos 15 reféns das Farc. Os seqüestrados foram libertados na quarta-feira passada pelo Exército da Colômbia, e entre eles estavam a ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt; os norte-americanos Thomas Howes, Keith Stansell e Marc Gonsalves, e 11 militares e policiais colombianos. "A única coisa que eu digo é que esse senhor Gontard terá que explicar por que aparece nas mensagens de Raúl Reyes como o portador dos US$ 500 mil apreendidos da guerrilha colombiana na Costa Rica", disse o ministro, referindo-se ao computador do porta-voz internacional das Farc. Reyes foi morto em 1º de março, em uma operação do Exército colombiano em território equatoriano, na qual também morreram outras 25 pessoas, e que gerou uma crise diplomática entre Colômbia e Equador. Quando perguntado se Gontard "se aliara à guerrilha" colombiana, Santos respondeu: "Nem uma palavra a mais".

“Companheiro Severino” ganha apoio de Lula e Eduardo Campos

A política brasileira tornou-se algo verdadeiramente desclassificado. Agora se sabe que a figura de Severino Cavalcanti, aquele que foi obrigado a renunciar à presidência da Câmara dos Deputados e ao seu mandato por causa do “mensalinho”, vai disputar a prefeitura de sua cidade, João Alfredo (em Pernambuco). Inacreditavelmente, ele tem o apoio do PT de Lula e do PSB do governador de Pernambuco, Eduardo Campos. Os dois partidos fazem parte da coligação de Severino Cavalcante, que é do PP (antiga Arena). Severino é o que pode se encontrar de mais atrasado na vida política brasileira, e Lula está abraçado com ele.