sábado, 23 de maio de 2009

SCB é o 35º banco a falir nos Estados Unidos apenas neste ano

A Corporação de Seguro de Depósito (FDIC) dos Estados Unidos anunciou a falência do Strategic Capital Bank (SCB), de Champaign, do Estado de Illinois. Foi o 35º banco a falir nos Estados Unidos neste ano. O Midland States Bank irá assumir todos os depósitos do banco falido, que continuarão a ser assegurados pela FDIC. Em 13 de maio de 2009, o Strategic tinha ativos totais de US$ 537 milhões e depósitos de aproximadamente US$ 471 milhões. Além de assumir todos os depósitos, o Midland irá comprar aproximadamente US$ 536 milhões em ativos.

Justiça dos Estados Unidos diz que indústria mente sobre cigarros "light"

As empresas de tabaco mentiram para o público sobre os riscos do cigarro para a saúde, concluiu na sexta-feira um tribunal norte-americano que manteve seu veredicto de um julgamento anterior. A Corte de Apelos de Washington rejeitou a apelação feita por um fabricante de cigarro contra decisão de 2006 que bania o uso de termos como "light' ou "baixo teor de alcatrão". Empresas como a Phillip Morris norte-americana foram consideradas culpadas de fraude. Os juízes rejeitaram o argumento usado pelos fabricantes de que eles nunca teriam afirmado que cigarros light causariam menos mal. "Os acusados sabiam que estavam sendo falsos na época e fizeram as declarações com o intuito de enganar", diz o veredicto. O julgamento de 2006 concluiu também que a indústria havia firmado um "acordo de cavalheiros" para não competir sobre quais cigarros seriam os menos prejudiciais à saúde. Os advogados das empresas negaram que tenha ocorrido uma conspiração para evitar uma discussão pública sobre os males do fumo. O veredicto original exigia que as empresas publicassem declarações corretivas sobre os efeitos à saúde e a capacidade viciante dos produtos. Outras companhias que contestaram essa decisão foram a British American Tobacco, a Lorillard Tobacco, RJ Reynolds Tobacco, e Brown & Williamson Tobacco. Elas devem levar o caso agora para a Suprema Corte dos Estados Unidos, embora analistas acreditem que elas têm poucas chances de sucesso. Em outro caso, em dezembro passado, a Suprema Corte decidiu que fumantes poderiam processar companhias de cigarro por causa do uso enganador das expressões "light" e "baixo teor de alcatrão". Essas ações, agora, poderão ser tentadas também no Brasil por fumantes.

Senador tucano rebate Dilma e acusa PT de aparelhar Petrobras com "candidatos derrotados"

O líder do PSDB no Senado Federal, senador Arthur Virgílio (AM), criticou na sexta-feira as declarações da ministra Dilma Rousseff de que a Petrobras foi uma caixa-preta no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Arthur Virgílio disse que "existem diferenças estruturais" na forma como os dois governos definiram a composição da estatal. Segundo ele, a atual gestão da Petrobras foi "aparelhada com candidatos derrotados". "É no mínimo estranho que a ministra diga que naquela época era uma caixa-preta e agora não e se posicione contra a investigação. Há diferenças estruturais na linha que os dois governos escolheram para compor a estatal. No governo Fernando Henrique não havia aparelhamento, não havia candidato derrotado como boa parte dos nomes que estão por lá agora", disse o líder. Virgílio afirmou que não pretende polemizar com a ministra. "Não queremos barulho, não queremos polemizar com a ministra. Queremos discutir questões técnicas com o José Sérgio Gabrielli, presidente da Petrobras. Não queremos brincar com a Petrobras, mas também não podemos deixar que ela seja roubada", afirmou.

Lula diz que ficou "surpreso" com redução de investimentos da Vale

O presidente Lula disse, na sexta-feira, em Ancara, na Turquia, ter ficado "surpreso" com a informação sobre a redução de investimentos da empresa Vale do Rio Doce, anunciada na quinta-feira pela mineradora. "Para falar sobre isso, primeiro preciso saber quais são os investimentos que a empresa vai parar de fazer", afirmou. "Vou conversar com o presidente da Vale, Roger Agnelli, porque não vejo necessidade de a Vale parar os investimentos. Até porque ela tem dinheiro em caixa”, acrescentou Lula. Já o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, que acompanha Lula na viagem, disse que a notícia sobre a mineradora "não é boa, mas não é preocupante". A Vale havia anunciado a redução da projeção de investimentos para este ano em 36,5%.

Edmar Moreira diz que vai prestar depoimento ao Conselho de Ética na terça-feira

Apesar de mostrar resistência em participar do interrogatório dos colegas do Conselho de Ética, o deputado federal Edmar Moreira (sem partido-MG) confirmou ao presidente do órgão disciplinar, deputado federal José Carlos Araújo (PR-BA, que vai comparecer ao depoimento. A reunião foi marcada para terça-feira. Edmar alegou que enfrenta problemas de saúde e que não poderia passar pelo desgaste de mais uma reunião. O deputado apresentou sua defesa ao Conselho na quarta-feira e disse que seu processo por quebra de decoro parlamentar "foi um cala boca" e que ele foi o "boi de piranha" para desviar o foco dos escândalos que mergulharam a Câmara no início do ano.

Pesquisa contratada pelo PT mostra Dilma Rousseff aparece com 20% de intenção de voto

A ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, aparece com mais de 20% de intenção de voto para presidente da República, segundo pesquisa encomendada pelo PT para as eleições de 2010. Dilma Rousseff é pré-candidata do PT à sucessão e tem o apoio do presidente Lula. Dos cinco cenários mostrados pela pesquisa, Dilma Rousseff aparece na frente apenas em um, na disputa com o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), e com a ex-senadora Heloísa Helena (PSOL-AL). No primeiro cenário, o deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) aparece com 23%, Dilma Rousseff com 21%, Aécio Neves com 18% e Heloísa Helena com 10%. Os votos brancos e nulos somam 18%. Sem Aécio Neves, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), aparece em primeiro no segundo cenário, com 36%; seguido por Dilma Rousseff, com 19%; Ciro Gomes, com 17%; e Heloísa Helena, com 8%. Os brancos e nulos somam 19%. No terceiro cenário, sem Ciro Gomes e José Serra, Dilma Rousseff venceria a disputa com 25%, seguida por Aécio Neves com 20% e Heloísa Helena com 16%. Os brancos e nulos somam 40%. Este é o único cenário em que Dilma Rousseff venceria a eleição. Sem Aécio Neves e Ciro Gomes, José Serra vence no quarto cenário com 43%. Dilma Rousseff aparece em segundo, com 22%, e Heloísa Helena em terceiro, com 11%. Os votos brancos e nulos somam 24%. Em uma eventual disputa apenas entre Dilma Rousseff e José Serra, este ganharia com 48% e a petista teria 25%. Os brancos e nulos somariam 37%. A pesquisa também avaliou a rejeição dos pré-candidatos à sucessão presidencial: Heloísa Helena tem 17%; Aécio Neves, 13%; José Serra, 12%; Dilma Rousseff, 11%; e Ciro Gomes, 9%.

PT critica MP do governo Lula sobre mudanças na legislação ambiental

O PT criticou a MP (medida provisória) do governo do presidente Lula que promoveu mudanças na legislação ambiental. Em nota publicada na sexta-feira no site do partido, o Núcleo Setorial Agrário Nacional do PT se posiciona contra a MP 458 que prevê a regularização fundiária na Amazônia Legal. A MP 458 já foi aprovada pela Câmara dos Deputados e ainda deve ser analisada pelo Senado Federal. Pela medida, serão legalizados os ocupantes das áreas públicas de até 1.500 hectares. A proposta foi alvo de críticas porque beneficia "especuladores" e "grileiros" que se "apropriaram" do patrimônio público. "A aprovação da MP 458 na Câmara repercutiu positivamente junto à bancada ruralista. Em que pese o apoio da bancada do PT, e a sua tentativa de alterar a MP, esse pacto tem a digital inicial da base conservadora do governo na Câmara dos Deputados, não expressa a história de lutas sociais do PT e nos distancia dos movimentos sociais de trabalhadores rurais", diz a nota. Os petistas ressaltam que a Amazônia Legal representa cerca de 60% do território nacional onde vivem mais de 20 milhões de pessoas. Desses, um terço vivem na área rural.

Banco Central da Bolívia lança moeda com efígie de Evo Morales

O Banco Central da Bolívia anunciou nesta sexta-feira a entrada em circulação, a partir de terça-feira, de uma moeda comemorativa do bicentenário da revolução de Chuquisaca de 1809, com a efígie do presidente Evo Morales, o primeiro indígena a ocupar o cargo. A moeda comemorativa do primeiro grito libertário na América contra a metrópole espanhola, de 25 de maio de 1809, está cunhada em ouro nórdico (uma liga de bronze e de alumínio) e coroada com um anel externo de prata. Ela poderá ser comparada por 80 bolivianos (cerca de R$ 23,00). O reverso da peça mostra os rostos de Bartolina Sisa e Túpac Katari, dois líderes indígenas que lideraram a luta pela independência e a libertação da etnia aimara. Outra versão mostra o escudo da Bolívia, nação fundada em 6 de agosto de 1825.

Dilma Rousseff nega pressão do PMDB por diretoria da Petrobras e critica CPI

A ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, negou nesta sexta-feira que o PMDB esteja pressionando por mudanças na diretoria da Petrobras em troca de apoio ao governo na batalha contra a CPI da Petrobras no Senado. Ela voltou a reagir contra a investigação e atacou o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. A ministra subiu o tom das críticas e disse que no governo anterior a estatal era uma caixa-preta. Alguns líderes do PSDB justificaram o pedido de investigação da Petrobras afirmando que a estatal é uma caixa-preta. "Essa história de falar que a Petrobras é uma caixa preta, a Petrobras pode ter sido uma caixa preta em 1997, 1998, 1999, 2000. A Petrobrás de hoje é uma empresa com nível de contabilidade dos mais apurados do mundo. Porque caso contrário os investidores não a procurariam como sendo um dos grandes objetos de investimento. Investidor não investe em caixa preta deste tipo. Agora é espantoso que se refiram dessa forma à uma empresa do porte da Petrobrás. A ministra disse que o governo não teme investigação, mas defendeu que seja realizada pelo Ministério Público ou pelo Tribunal de Contas da União. "Eu acredito que a Petrobrás é uma empresa tão importante, não só do ponto de vista estratégico para o Brasil, mas também por ser a maior empregadora, a maior contratadora de bens e serviços e a empresa que hoje ocupa e vai ocupar cada vez mais, a partir do pré-sal, um espaço muito grande, ela é uma empresa que tem de ser preservada. Acho que você pode, todos os objetos pelo menos os que eu vi da CPI, você pode investigar usando o Tribunal de Contas da União, o Ministério Público", disse ela.

Governo da Venezuela compra filial do Santander por US$ 1 bilhão

O governo da Venezuela pagará US$ 1,050 bilhão (cerca de R$ 2,12 bilhões) ao grupo espanhol Santander pela sua filial no país, o Banco da Venezuela, nacionalizado em 2008. A negociação foi divulgada por Ramón Carrizález, vice do presidente Hugo Chávez, na sexta-feira. O valor corresponde a todas as ações do grupo Santander no Banco da Venezuela, que equivalem a 96% do capital, desde 1996. A venda era negociada desde julho do ano passado, mas havia um impasse sobre o preço a ser pago. Chávez afirmou, em março passado, que o valor do banco havia caído por causa da crise econômica mundial. De acordo com Carrizález, 60% do valor será pago no momento da assinatura da escritura de compra e venda, no próximo dia 3 de julho, e o restante será entregue ao Santander em duas cotas iguais de pagamento com vencimento em outubro e dezembro próximos. Com a nacionalização do Banco da Venezuela, o terceiro maior do país, o governo de Chávez passa a ser a parte mais poderosa do sistema financeiro do país, controlando de 12% a 13% do setor e cerca de 25% de sua renda.

Justiça decreta prisão de dono da Gol


Justiça decreta prisão de dono da Gol
A defesa de Nenê Constantino, de 78 anos, fundador da Gol, entrou por volta das 13 horas de sexta-feira com um pedido de habeas corpus no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios. A Justiça ordenou na quinta-feira a prisão do empresário, a pedido do Ministério Público. Nenê Constantino havia sido indiciado, no fim de 2008, sob a acusação de ser o mandante do assassinato de um líder comunitário em 2001. O empresário é pai de Constantino de Oliveira Júnior, presidente da companhia aérea, e foi presidente do Conselho de Administração da Gol. O empresário está foragido e seu advogado, Marcelo Bessa, disse que ele está em São Paulo "em tratamento médico sério", sem especificar a doença. De acordo com a polícia, Márcio Leonardo de Souza Brito liderava um grupo de 30 famílias que ocupavam um terreno em Taguatinga pertencente à viação Planeta e foi assassinado para facilitar a retirada dos invasores. Testemunhas relataram ameaças de Constantino aos ocupantes entre 1999 e 2001. Em dezembro do ano passado, poucos dias depois do primeiro indiciamento pela morte de Brito, a polícia voltou a indiciar Nenê Constantino. Desta vez, suspeito de ser o mandante de um outro homicídio e de uma tentativa de assassinato.

Dilma Rousseff diz que não parou de trabalhar e que tecnologia ajuda "uma barbaridade"

A ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff (Casa Civil) disse na sexta-feira que vai tirar o fim de semana de folga e por isso cancelou os compromissos previstos para sábado e domingo. Ela deixou o hospital Sírio-Libanês na quarta-feira após ser internada às pressas na terça-feira com fortes dores nas pernas. A dor foi uma reação ao tratamento quimioterápico contra um câncer linfático. Dilma Rousseff disse que mesmo na quinta-feira, quando ficou em São Paulo para repousar, trabalhou: "Trabalhei, trabalhei. A tecnologia ajuda uma barbaridade", disse ela após sair de uma reunião de trabalho com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, no escritório da Petrobras, localizado na avenida Paulista.

Financiamento imobiliário com recursos da poupança cresce 10% no ano

Os financiamentos imobiliários com recursos da caderneta de poupança cresceram em abril tanto em quantidade de unidades financiadas como em volume de empréstimos, segundo dados da Abecip (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança). Nos primeiros quatro meses do ano já são R$ 8,256 bilhões, crescimento de 10,26% em comparação com o mesmo período do ano passado. Em números absolutos, as contratações feitas pelos agentes do SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo) envolveu a construção e aquisição de 78.552 unidades, número 6,31% superior ao registrado entre janeiro e abril de 2008. Se considerado apenas o mês de abril, o número de unidades financiadas atingiu 22.831, 6,1% acima do anotado em março e 19,5% em relação a abril de 2008. No acumulado em 12 meses, as unidades financiadas somam o recorde de 304.345.

CPI da Petrobras deverá ter Jucá na relatoria e ACM Jr. na presidência

O líder do PMDB no Senado Federal, senador Renan Calheiros (AL), vai indicar o líder do governo na Casa, senador Romero Jucá (RR), para relator da CPI da Petrobras. O anúncio será feito por Renan ao presidente Lula na segunda-feira. Renan também defenderá o acordo para que a presidência da CPI seja cedida ao DEM, que nomeará o senador Antonio Carlos Magalhães Jr. para o posto. O PMDB avalia que um acordo com a oposição logo na largada das investigações é importante para estabelecer limites e evitar que a CPI degringole. O maior medo dos governistas é que, abrindo demais o leque das investigações, empresários que têm contratos com a estatal e são, também, grandes financiadores de campanha, sejam colocados no centro das denúncias.

Superior Tribunal de Justiça desmembra processo da Operação Têmis

O Superior Tribunal de Justiça desmembrou o processo originado da Operação Têmis, da Polícia Federal. A ação investiga um esquema de venda de sentenças envolvendo desembargadores de São Paulo. De acordo com o Superior Tribunal de Justiça, ficarão na corte somente as denúncias contra os desembargadores do Tribunal Regional Federal da 3ª Região: Nery Júnior, Alda Basto e Roberto Haddad. Eles possuem prerrogativa de foro em função do cargo. A denúncia atinge também outros 13 investigados, entre advogados e empresários. O foco inicial da operação foi desmontar uma quadrilha que burlava o fisco. Depois, descobriu-se a ligação do grupo com juízes que proferiam decisões favoráveis a empresas de bingos.

Alerj pede ao Supremo acesso a dados sigilosos para CPI que investiga Tribunal de Contas

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro entrou com ação no Supremo Tribunal Federal para ter acesso a dados sigilosos solicitados pela CPI que investiga supostas irregularidades cometidas por membros do Tribunal de Contas do Estado. Na ação, a Alerj pede que o Supremo determine que a Receita Federal repasse as informações, que estão protegidas por sigilo fiscal, para a CPI. A Alerj informa que a CPI solicitou os dados à Receita, que recusou o pedido alegando que somente as comissões federais poderiam acessar informações protegidas por sigilo.

Governo norte-americano libera mais US$ 7,5 bilhões para GMAC

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos liberou na sexta-feira empréstimo de US$ 7,5 bilhões ao banco GMAC, braço financeiro da General Motors. A medida serve para fornecer mais capital para financiamento de veículos e imóveis e, assim, evitar a quebra do grupo. Na quinta-feira, o jornal "The Wall Street Journal" já havia antecipado que o banco poderia receber parte de um empréstimo de US$ 14 bilhões nos próximos dias. Em dezembro, a empresa recebeu US$ 5 bilhões dos empréstimos do governo, por meio do Tarp (Programa de Socorro a Ativos Depreciados). Funcionários do Tesouro afirmaram que a ajuda, a primeira do governo de Barack Obama à financeira, vai elevar o capital da instituição para financiar veículos da GM e da Chrysler, duas das mais afetadas montadoras norte-americanas. Segundo o secretário do Tesouro dos EUA, Timothy Geithner, a nova injeção de capital da GMAC "oferece grandes oportunidades de crédito, ajuda a estabilizar o mercado de vendas de veículos e contribui com toda a recuperação econômica". Os empréstimos são concedidos em troca de ações preferenciais do banco. A medida deve fazer com que o governo norte-americano passe a deter 35,4% do capital do GMAC. O governo determinou que US$ 4 bilhões serão exclusivamente direcionados para levantar capitais das lojas e oferecer mais crédito de financiamento aos consumidores, enquanto os outros US$ 3,5 bilhões são uma parcela do que recomendou o "teste de estresse" realizado com os 19 maiores bancos do país.

Sadia e Perdigão garantem ao Cade que operações continuarão separadas

Os presidentes da Sadia, Luiz Fernando Furlan, e da Perdigão, Nildemar Seccher, se reuniram na sexta-feira com conselheiros do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). Segundo eles, o objetivo foi fazer uma apresentação informal da fusão das duas empresas. De acordo com Furlan, a operação ainda será apresentada formalmente dentro do prazo legal, que vence no dia 3 de junho. "Fizemos um primeiro contato com os conselheiros do Cade, que não conhecíamos, para dizer que estamos preparando a documentação", disse Furlan. Segundo o presidente do Cade, Arthur Badin, os dois presidentes fizeram questão de frisar que a reversibilidade da operação será mantida até o julgamento da operação pelo conselho, ou seja, que a operação das duas empresas podem ser mantidas separadas. De acordo com Badin, em um primeiro momento não parece haver necessidade de assinatura de um Apro (Acordo de Previsão de Reversibilidade da Operação) para garantir que a separação ocorra, mas ele ressaltou que isso só será decidido após a apresentação formal da operação ao Cade. A Sadia e a Perdigão anunciaram na terça-feira a fusão entre as duas empresas, que resultará na Brasil Foods.

Levantamento mostra que Supremo concede 35% dos habeas corpus analisados

Dos 1.024 habeas corpus analisados em 2008 pelo Supremo Tribunal Federal, 34,7% foram concedidos, segundo levantamento divulgado na sexta-feira pela Corte. Isso corresponde a 34,7% dos habeas corpus que puderam ser conhecidos, quando o mérito do pedido é analisado. Outros 669 habeas corpus foram indeferidos. De acordo com o levantamento, 27,4% dos habeas corpus concedidos foram impetrados pela Defensoria Pública ou pela própria pessoa que se diz vítima de um constrangimento ilegal. Para o Supremo, esse número comprava a tese da ampliação do acesso à Justiça para a baixa renda. O estudo mostra ainda que a principal causa de concessão dos habeas corpus foi a deficiência de fundamentação na decretação da prisão cautelar de alguém que responde a crime perante a Justiça (20,6%). O segundo motivo foi o chamado "cerceamento de defesa" (9,6%). O cerceamento da defesa ocorre quando o direito processual do acusado é suprimido. O Supremo informou que em terceiro lugar está a aplicação do princípio da insignificância, quando o potencial ofensivo do ato é levado em conta para descaracterizar o crime.

Israel quer extradição "rápida" do Brasil de suposto torturador de crianças


O Ministério da Justiça de Israel disse esperar que o processo de extradição do Brasil, do israelense suspeito de crimes graves de tortura contra crianças, Elior Hen, seja concluído "o mais rápido possível". Elior Hen fugiu de Israel em março de 2007 e foi preso em São Paulo em junho de 2008. Desde então as autoridades israelenses vem pedindo sua extradição, que foi autorizada na quarta-feira pelo Supremo Tribunal Federal. O porta-voz do Ministério de Justiça de Israel, Moshe Cohen, disse que as autoridades israelenses "ficaram muito satisfeitas" com a decisão do Supremo. "Estamos contentes com o fato de que as autoridades brasileiras entenderam o quanto são graves os crimes atribuídos a Elior Hen e quanto é necessário que ele seja trazido e julgado em Israel". Os crimes atribuídos a Hen foram tidos em Israel como um dos casos mais graves de tortura de crianças na história do país. Elior Hen, que se autodenomina "rabino", era líder de uma seita mística religiosa em Jerusalém e torturou duas crianças para "expulsar os demônios" e "purificá-las". Uma das crianças, de 3 anos, ficou gravemente ferida e, em consequência das torturas, ficou em coma por um ano. A mãe das crianças, que fazia parte da seita dirigida por Hen, tornou-se testemunha do Estado e relatou à polícia que o suposto rabino usou aparelhos elétricos para queimar a pele das crianças, que também foram duramente espancadas, obrigadas a ingerir grandes quantidades de álcool, enclausuradas e amarradas durante longos períodos.

Fiat apresenta oferta pelos negócios da GM no Brasil e na Argentina

A montadora italiana Fiat apresentou nesta sexta-feira uma oferta pelas atividades da GM (General Motors) no Brasil e na Argentina, como parte das negociações de compra das filiais européias da empresa norte-americana. A GM negocia a venda a Opel e da Vauxhall na Europa, a fim de reduzir seus custos para reestruturar a empresa e evitar a concordata. A Fiat entregou um documento com uma oferta sobre a alemã Opel e a marca britânica Vauxhall, mais as atividades da GM no Brasil e Argentina. Na quarta-feira, o grupo italiano já havia anunciado a oferta sobre as operações européias da GM. A Fiat e a GM disputam a liderança do mercado no Brasil, colocadas, respectivamente, como primeira e a terceira montadora, em volume de vendas de automóveis. Considerando a América Latina, a GM tem maior participação no mercado, com vendas que passam de 1,2 milhão em 2008 veículos, enquanto a Fiat vendeu 700 mil unidades. Com suas propostas agressivas sobre a GM, a Fiat busca se tornar uma montadora global, disputando mercado com a japonesa Toyota e a alemã Volkswagen. A Fiat não está sozinha na concorrência pelas operações européias da GM: o grupo austro-canadense Magna International, o fabricante de veículos russo Gaz Russia e a empresa belga RHJ International também demonstraram interesse na Opel e Vauxhall.

Estratégia de governistas para minar CPI da Petrobras prevê ataque à oposição nos Estados

Aliados do governo no Senado ainda buscam uma forma de evitar o funcionamento da CPI da Petrobras, que pode passar pela tática de deixá-la sem quórum para tocar seus trabalhos, emperrando por exemplo a eleição de presidente e relator. Para essa tática funcionar, os governistas querem colar na oposição a imagem de que ela estaria contra a estatal, prejudicando investimentos nos Estados, além de estar querendo investigar a empresa por conta de interesses contrariados. Acuada, a oposição manteria suas críticas à Petrobras, mas não faria grande esforço para fazer a CPI funcionar. Tucanos e democratas acusaram o golpe e ontem já reclamavam da estratégia governista. "Disseram em Pernambuco que eu, Marco Maciel [DEM] e Jarbas Vasconcelos [PMDB] somos irresponsáveis porque queremos investigar irregularidades na refinaria Abreu e Lima. É desespero", disse o senador Sérgio Guerra (PSDB-PE).