domingo, 7 de junho de 2009

Acionistas da Chrysler pedem ao Supremo dos Estados Unidos que adie venda à Fiat

Três fundos de pensões de Indiana, que possuem cerca de US$ 42 milhões dos US$ 6,9 bilhões em dívida segurada da Chrysler, pediram neste domingo à Corte Suprema dos Estados Unidos que adie a venda desta empresa à Fiat. Os fundos apresentaram a solicitação de adiar o acordo à juíza Ruth Bader Ginsburg, da Corte Suprema, encarregada destes temas na Corte de Apelações de Nova York. Uma decisão deste tipo, caso o pedido seja levado ao plenário, terá que ser aprovada por cinco dos nove membros do Supremo. O pedido ocorre depois que, na sexta-feira, o Tribunal Federal de Apelação de Nova York aprovou a autorização judicial concedida à Chrysler para que o grupo automobilístico, que pediu concordata em 30 de abril, venda a maior parte de seus ativos a um grupo liderado pela italiana Fiat. Essa Corte confirmou a autorização do Tribunal de Falências de Nova York, mas bloqueou a venda até esta segunda-feira, à espera de que o Supremo dos Estados Unidos confirme se atenderá à apelação dos fundos de investimento que são contra a operação.

OAB cobra julgamento imediato de Cesare Battisti pelo Supremo

A OAB quer que o processo envolvendo o italiano Cesare Battisti seja julgado o mais rápido possível pelo Supremo Tribunal Federal. Segundo nota divulgada neste domingo pelo presidente nacional da OAB, Cezar Britto, irmão do ministro Carlos Ayres Britto, a morosidade do processo se torna mais grave pela ausência de liberdade de Battisti, que está preso desde março de 2007 no complexo penitenciário da Papuda, em Brasília. Nunca se viu tanto gente esquerdista no Brasil demonstrando tanto interesse pela libertação de um terrorista como este Cesare Battisti, legitimamente condenado por um Estado Democrático de Direito, como a Itália. Observação: Battisti foi arregimentado para o terror político, na Itália, quando estava preso cumprindo pena por uma série de crimes nada revolucionários, todos abjetos. Cesare Battisti foi condenado na Itália, em 1993, à prisão perpétua, pela autoria de quatro assassinatos cometidos na década de 70, quando militava na organização de esquerda Proletários Armados pelo Comunismo.

Já foram recolhidos 17 corpos da tragédia do Airbus A330 da Air France

O Comando da Marinha do Brasil informou no início da noite deste domingo que até o momento já foram recolhidos 17 corpos pelas equipes brasileira e francesa de buscas, além, de dezenas de novos componentes estruturais do Airbus A330 da Air France que fazia o vôo AF 447 no dia 31 de maio. Oito corpos foram recolhidos por uma fragata francesa. A Fragata Constituição está a caminho de Fernando de Noronha, trazendo os cinco corpos resgatados entre sábado e manhã deste domingo, e mais quatro cadáveres recolhidos ao longo do dia. Quatro são homens e quatro mulheres. De um dos corpos não foi possível identificar o sexo. A identificação será feita em trabalho conjunto da Polícia Federal e Polícia Civil de Pernambuco. Seis navios, sendo cinco brasileiros e um francês, e 14 aeronaves, sendo 12 do Brasil e duas da França, continuam com as buscas na área. Também foram encontrados objetos pessoais dos passageiros. Uma das partes estruturais da aeronave encontradas foi um pedaço de asa do Airbus A330.

Presidente da BR Distribuidora é indicado para a presidência do PT

Ao ser lançado no sábado candidato à presidência do PT pela maior corrente do partido, a Construindo um Novo Brasil, o presidente da BR Distribuidora, José Eduardo Dutra, deixou evidente qual será seu papel: subordinar o partido nos Estados à costura de uma aliança em torno da candidatura da ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, ao Palácio do Planalto. Após a reunião, José Eduardo Dutra reproduziu o discurso majoritário dos dois dias do encontro: "A lógica nos Estados não pode se sobrepor à aliança nacional. O foco do PT é garantir o terceiro mandato com a Dilma. E, para isso, são necessárias as alianças". Ele presidiu a Petrobras entre 2003 e 2005, quando Dilma Rousseff era ministra de Minas e Energia, e Silvinho Pereira era secretário geral do PT, e estava recebendo Land Rover de presente de fornecedor da Petrobras. Agora, tanto José Eduardo Dutra quanto o atual presidente do PT, deputado federal Ricardo Berzoini (SP), defendem a construção de amplo arco de apoio a Dilma, ainda que o PT seja sacrificado nos Estados.

Receita Videversus – Aprenda a fazer um bolo pão de mel trufado com figo com a chef de cuisine Simone Nejar

Minha idéia hoje é trazer um pão-de-mel trufado gigante, recheado com figos e coberto com muito chocolate. Este pão de mel se conserva por muitos dias, justamente por não ter adição de ovos. Muitas pessoas fazem essa receita e a colocam em forminhas próprias para pão-de-mel. Fica uma delícia, muito melhor que aqueles comprados prontos. A idéia surgiu porque eu tive a necessidade de criar um bolo para um aniversariante que não suporta cheiro de ovo na comida, e por isso fiz um super pão-de-mel recheado com o que ele mais gosta: figos em calda. A minha avó contava que o seu filho costumava devorar todos os figos e pêssegos das latas na despensa e enchê-las, vejam só, com batatas! Pois é... o aniversariante do dia é o meu pai, então ele vai ganhar de presente um super pão-de-mel recheado de figos. Para a massa, vamos precisar de uma lata de leite condensado, a mesma lata cheia de leite, uma colher de sopa de canela em pó, 1 colherinha rasa de cravo moído, 1 colherinha de pó de café, 2 colheres de sopa de chocolate em pó, uma xícara de melado de cana, três xícaras de farinha de trigo, duas colherinhas de bicarbonato de sódio e duas colherinhas de fermento para bolo. Para o recheio e cobertura, duas barras de chocolate meio amargo (de 170g cada uma), meia caixinha de creme de leite, licor de cacau a gosto e uma lata de figos em calda. Preaquecemos o forno e untamos uma forma redonda de uns 25 cm de diâmetro com bastante manteiga. Para fazer a massa, vamos bater todos os ingredientes no liquidificador, aos poucos, primeiro os líquidos e depois os sólidos. Despejamos na forma e levamos ao forno médio por uns 40 minutos aproximadamente. Tiramos do forno e deixamos esfriar muito bem. Para preparar o recheio, vamos escorrer os figos da calda, reservando-a. Cortamos os figos ao meio. Derretemos as duas barras de chocolate no microondas por uns 50 segundos. Mexemos. Misturamos ali meia caixinha de creme de leite e mexemos. Separamos um pouco mais da metade para a cobertura do bolo. Para cortar o bolo, vamos usar uma técnica diferente hoje. Com uma faca num ângulo de 45º com o bolo, vamos tirar uma tampa e reservá-la. Agora vamos cavar o bolo, deixando pelo menos uns três centímetros de bolo nas bordas. Esfarelamos o miolo e o misturamos ao chocolate, adicionando um pouco de licor de cacau. Este é o recheio do bolo. Agora vamos respingar licor e calda de figo dentro do bolo cavado e colocar o recheio. Os figos cortados em metades embaixo, e o bolo esfarelado misturado à trufa por cima. Por último, recolocamos a tampa no bolo, para esconder o recheio. Agora vamos cobrir o bolo, usando aquela metade maior de chocolate derretido com o creme de leite e sem o figo. Espalhamos por cima e cobrimos o bolo. Aí você faz a decoração que quiser. Pode usar chocolate derretido e misturado ao creme de leite apenas, ou mesmo pasta americana para decorar. Como eu vou dar este bolo de presente, fiz uma decoração especial com pasta americana, mas deixar o pão-de-mel gigante coberto com chocolate fica mais original. Outra sugestão é fazer esta receita em forma de coração, já que o Dia dos Namorados está chegando. Se você não dispuser de uma forma de coração, recorte um molde em cartolina, coloque em cima do bolo assado em outra assadeira e recorte. Uma boa semana a todos e um Feliz Aniversário ao Eng. Nejar!

Tentativa de secessão no Peru termina com a morte de mais de 20 policiais

Mais de 50 pessoas morreram em confrontos entre secessionistas indígenas e a polícia no norte do Peru desde sexta-feira. Novas mortes ocorreram no sábado, quando forças policiais empreenderam uma ação para tentar libertar 38 policiais que tinham sido feito reféns pelos índios que assumiram uma iniciativa armada de secessão. Um total de 22 policiais, que estavam rendidos, foram assassinados pelos índios secessionistas. No confronto ainda resultaram mortos outros 30 índios que participaram da ação armada. Na operação de sábado, foram nove os policiais reféns mortos. Os policiais foram feitos reféns pelos índios secessionistas, comandados por organizações internacionais, em “protesto” contra decretos do governo Alan García que permitem a exploração de petróleo e minério na selva peruana. Os índios secessionistas pretendiam separar a região do resto do país, cortando a circulação nas estradas da região, na área conhecida como "Curva do Diabo", próximo da cidade de Bagua (a 710 quilômetros de Lima). O presidente Alan Garcia disse que os índios protestantes atacavam seu próprio país e agiam como terroristas. O presidente também sugeriu que os indígenas agiam incitados por grupos estrangeiros. O governo impôs toque de recolher, mas os indígenas continuaram a bloquear estradas na região amazônica no sábado. Mas, na noite de sábado, os indígenas começaram a se retirar e a abandonar os bloqueios das estradas. A organização secessionista que dirige a insurreição dos índios chama-se Aidesp, e um de seus dirigente é Rubén Binari.

Bradesco compra Banco Ibi por R$ 1,4 bilhão em ações

O banco Bradesco confirmou na sexta-feira a compra da totalidade do capital social do Banco Ibi, ligado à rede C&A, por cerca de R$ 1,4 bilhão em ações. Segundo comunicado encaminhado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), as empresas Ibi serão convertidas em subsidiárias integrais do Bradesco por um prazo de 20 anos. A operação envolve a transferência para o Bradesco de 100% das ações do Banco Ibi, da Ibi Corretora de Seguros Ltda, Ibi Promotora de Vendas Ltda e Ibi Participações Ltda. Com a aquisição, o Bradesco aumenta sua base de cartões de crédito chamados private label de 13,3 milhões para 34,1 milhões. Além disso, a base de cartões bandeirados do banco passa de 22 milhões para 31,8 milhões.

Principal aliado do grupo terrorista Hizbollah reconhece derrota no Líbano

O principal aliado cristão da organização terrorista Hizbollah na coalizão pró-Irã admitiu a derrota nas eleições libanesas deste domingo para a coalizão pró-ocidente. "A votação aponta para uma vitória da coalizão 14 de Março, e mostra também a derrota dos libaneses que tinham esperança de mudanças neste país", declarou Michel de Chadarevian, o fascista membro do Movimento Patriótico Livre, liderado pelo ex-general Michel Aoun. Um pouco mais cedo, a maioria pró-Ocidente libanesa, atualmente no poder, disse acreditar em uma derrota da aliança liderada pelo grupo terrorista xiita Hizbollah. "Até agora, as pesquisas mostram que nosso grupo vai preservar sua maioria no Parlamento", declarou uma fonte da frente em anonimato, poucas horas após o fim da votação. Segundo a rede de televisão Future TV, propriedade do dirigente da maioria, Saad Hariri, a coalizão apoiada pelo Ocidente ficará com cerca de 70 cadeiras no Parlamento, contra 58 da oposição apoiada pelo Irã e pela Síria.

Socialistas admitem derrota em eleições européias

O presidente do Partido Socialista Europeu (PSE), o alemão Martin Schulz, reconheceu neste domingo a derrota de seu bloco político nas eleições européias frente ao conservador Partido Popular Europeu-Democratas Europeus (PPE-DE) e disse que esta é uma noite triste para a social-democracia européia. Já o presidente do PPE-DE, o francês Joseph Daul, afirmou que seu grupo foi o grande ganhador após um dia estupendo para o bloco. Segundo a primeira distribuição de cadeiras divulgada pelo Parlamento Europeu tomando como base resultados e pesquisas, o PPE-DE terá entre 263 e 273 parlamentares de um total de 736. Esta estimativa já inclui a saída dos conservadores do Reino Unido deste grupo, já que pretendem formar seu próprio grupo. O PSE terá entre 155 e 165 representantes, enquanto os liberais e democratas obterão entre 78 e 84 assentos. Schulz assinalou que, apesar de algumas melhoras pontuais, os socialistas se saíram muito mal na maioria dos países da União Européia (UE). O presidente do grupo socialista justificou os resultados argumentando que sofreram grandes derrotas devido à situação política doméstica em alguns países da União Européia.

Mulheres famosas comparecem a almoço de campanha de Dilma promovido pela ricaça Marta Suplicy

Convidadas pela ricaça petista Marta Suplicy para um almoço no sábado, com a ministra-chefe da casa Civil, Dilma Rousseff, na casa da ex-prefeita, em São Paulo, mulheres de diversas áreas de atuação trocaram elogios com a ministra. Participaram do almoço as apresentadoras Adriane Galisteu, Ana Maria Braga e Luciana Gimenez, a ex-jogadora de basquete Hortência, a filósofa Marilena Chauí e a presidente do Instituto Ayrton Senna, Viviane Senna, entre outras. Antes de receber Dilma Rousseff, Marta Suplicy disse que a idéia do encontro era um bate-papo da ministra com as mulheres. Segundo a ministra, o almoço tratou de cultura, criança, violência doméstica, entre outros temas. A dramaturga Leilah Assumpção, que se disse simpatizante do governador José Serra (PSDB), disse que o resultado do encontro foi muito interessante: “Ela é uma pessoa séria. Não é pesada, mas é séria. Talvez a gente precise disso”. A ex-jogadora de basquete Hortência elogiou a “inteligência” de Dilma Rousseff. “Ela seria uma boa candidata. Principalmente por ser uma mulher forte. Nós precisamos ter mulheres fortes na política”. Segundo a advogada Helena Maria Diniz, presidente da OAB Mulher, a ministra respondeu as perguntas com muita clareza: “Acho que ela convenceu a todas nós”. “Ela está ótima, um espetáculo. Falamos de tudo. Ela é uma mulher inteligente, interessante”, disse a apresentadora Ana Maria Braga. A também apresentadora Adriane Galisteu disse ter levado a Dilma Rousseff um recado da sua mãe que, segundo Adriane, passou a prestar mais atenção à ministra pela forma como ela assumiu a sua doença. A ministra faz tratamento contra um câncer linfático descoberto em abril. Já a apresentadora Luciana Gimenez disse ter falado com a ministra sobre a falta de um banco de dados que integre as polícias de todos os Estados. Para a humorista Maria Paula, o encontro foi uma ótima oportunidade de conhecer “a mulher de fibra que a Dilma é”. Uma perguntinha bem simplória: como a ministra viajou para São Paulo? Usou jatinho oficial? Pegou um avião de carreira? Quem pagou a sua passagem? E a sua hospedagem?

Ex-companheira de Marcelo Cavalcante responde a processo movido pela família dele


Magda Koenigkan, a “socialite" que foi a última companheira de Marcelo Cavalcante, ex-chefe do escritório de representação do Rio Grande do Sul, morto no início do ano, esteve no Ministério Público Federal em Brasília para responder a um extenso interrogatório. Ocorre que ela está sendo processada pela família de Marcelo Cavalcante, supostamente por declarações desairosas emitidas contra o ex-companheiro e alguns de seus familiares. Essas opiniões desairosas teriam sido feitas por meio do MSN (Messenger, sistema de conversação e troca de arquivos da Microsoft). Disse Magda Koenigkan: “Estou exausta e tudo o que fizer será em silêncio". Ela afirmou neste domingo que está cansada de brigas judiciais: “Eu não vou processar nem interpelar ninguém. Estou exausta e tudo o que fizer será em silêncio”. Ela fez essa declaração em resposta à insinuação se iria processar a governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB).

Suplente de senador diz que Carlos Minc é machonheiro travestido de ministro

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, foi o principal alvo de críticas do suplente de senador José Bezerra Júnior (DEM), durante audiência realizada na sexta-feira, na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Norte, onde foi debatida a pecuária de corte. Durante a semana, Carlos Minc classificou os pecuaristas de “vigaristas”. “Eu não posso ficar calado diante de um ministro que chama os criadores de vigaristas. Estou revoltado”, afirmou Bezerra Júnior. E foi além tecendo comentários, inclusive, sobre a vida pessoal do ministro: “Não podemos admitir que um maconheiro travestido de ministro chame quem trabalha e quem produz neste País de vigarista”. José Bezerra Júnior assumirá a vaga do senador José Agripino Maia nos quatro primeiros meses de 2010.

Senador Tasso Jereissati admite deixar de concorrer

O coronel e senador Tasso Jereissati (PSDB) cogita a aposentadoria da vida pública, alegando cansaço e desgaste. “Ainda não sei se vou disputar a reeleição. Eu vou avaliar isso”, disse ele, segundo reportagem de Eliomar de Lima e Erivaldo Carvalho, publicada neste sábado no jornal O Povo, de Fortaleza (CE). “No ano que vem, eu faço 62 anos e estou nessa vida política desde os 36 anos. É cansativo, é desgastante”, disse. “A gente tem que ver isso”. Na verdade, Tasso Jereissati não conseguiria se reeleger, se tentasse ganhar mais um mandato de senador pelo Ceará, e consideraria uma humilhação ter de disputar uma vaga de deputado federal.

Aulas em creche de Florianópolis são suspensas por causa da gripe suína

O Ministério da Saúde, a Secretaria de Saúde de Santa Catarina e a Secretaria Municipal de Saúde de Florianópolis decidiram recomendar a suspensão das atividades de uma creche em Florianópolis. Uma das alunas, de 3 anos, foi infectada com a gripe suína. O caso foi confirmado na sexta-feira. A paciente apresentou os sintomas depois do contato com a tia, que esteve nos Estados Unidos e desenvolveu a doença. A criança passa bem e não precisou de internação hospitalar. Ela está em isolamento domiciliar. Na creche, a aluna convive com outras 19 crianças. Todos os alunos e os funcionários, bem como seus contatos próximos, estão sendo monitorados pelas autoridades de saúde estaduais e municipais.

Senadora Kátia Abreu e indústria de carne vão processar Greenpeace por ”mentiras”

A Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e a Associação Brasileira da Indústria Exportadora de Carnes (Abiec) anunciaram na sexta-feira que vão processar a organização ambientalista Greenpeace por danos morais e materiais, por causa do relatório divulgado no início do mês que acusa os criadores de gado da Amazônia de serem os principais responsáveis pelo desmatamento mundial. “Não vamos mais tolerar que essa ONG minta sobre o que o setor produtivo está fazendo no Brasil”, afirmou a presidente da confederação, senadora Kátia Abreu (DEM-TO). Ela foi uma das participantes do encontro que o PSDB realizou em Foz do Iguaçu para discutir a agricultura e o agronegócio no País. “O Greenpeace vem com ataques falsos, mentirosos, alegações levianas, colocando em risco até a imagem do Brasil”, disse o presidente da Abiec e diretor-geral da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Roberto Gianetti da Fonseca. Ele acentuou que é ambientalista de longa data e ficou indignado com o relatório, “que agride moralmente o País”.

Air France acelera substituição de sensores de aviões A330 e A340

A companhia aérea Air France anunciou neste sábado que acelerou a substituição dos sensores de velocidade de seus aviões A330 e A340, diante da possibilidade de que estes possam ter relação com a tragédia do vôo AF 447, que caiu no mar no domingo após decolar do Rio de Janeiro com destino a Paris. "Sem prejulgar a relação com as causas do acidente, a Air France acelerou o programa" de substituição dos sensores, afirmou a companhia, em comunicado. Esta decisão ocorre depois que o Escritório de Investigações e Análises (BEA) revelou que houve disfunções nos sensores de velocidade minutos antes de se perder contato com o vôo AF447. A Air France afirmou que já tinha iniciado um programa de substituição desses sensores em seus aviões, após terem sido detectados certos problemas em outros vôos e depois que foram propostos aparelhos com mais precisão. A companhia lembrou que o fabricante dos aviões, o europeu Airbus, tinha emitido uma recomendação sobre a forma de agir dos pilotos em caso de problemas com os sensores.

Aeronáutica amplia área de busca após achar corpos e parte da asa do Airbus

Os comandos da Marinha e da Aeronáutica informaram na noite deste sábado que a operação de localização e resgate de corpos de passageiros e destroços do Airbus-330 da Air France vai ampliar a área de busca. As autoridades também informaram que encontraram, além de poltronas e objetos como bolsas, parte da asa da aeronave. O local do impacto é calculado em uma posição próxima às ilhas de São Pedro e São Paulo, regiões desabitadas situadas a cerca de 704 quilômetros de Fernando de Noronha e a 1.296 quilômetros de Recife. Em torno desse ponto, foi traçado um raio 220 quilômetros, uma área na qual trabalharam nove aviões, além de um Falcon 50 e um Atlantic Rescue D, e um avião de patrulha marítima P-3C Orion dos Estados Unidos. Os trabalhos de identificação dos dois corpos recolhidos serão realizados em Recife, onde o Ministério da Defesa instalou sua principal base de operações, que conta inclusive com câmaras frigoríficas para os corpos.

Irmãos Muçulmanos dizem que discurso de Obama não devolverá direitos a islâmicos

O grupo opositor egípcio Irmãos Muçulmanos disse neste sábado que o discurso pronunciado no Cairo pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, na última quinta-feira, faz parte de uma "campanha de relações públicas" que não devolverá os direitos perdidos pelo mundo islâmico. "As expressões amistosas e a retórica decente que Obama usou em seu discurso não alcançarão a justiça nem devolverão os direitos dos muçulmanos, seja na Palestina, Iraque, Afeganistão ou Paquistão, ou em outro país islâmico", ressaltou a organização em um comunicado. Os Irmãos Muçulmanos são o grupo opositor mais influente no Egito. Criado em 1928 e colocado na ilegalidade em 1954, tem 88 das 454 cadeiras no Parlamento egípcio, obtidas nas eleições parlamentares de dezembro de 2005. É o grupo que deu origem a Al Qaeda. O grupo acusou Obama de seguir o caminho de seus antecessores ao ter reafirmado a continuidade do respaldo dos Estados Unidos aos israelenses em “território palestino”. Os Irmãos Muçulmanos são os pais do terrorismo do mundo árabe.

ANP quer que ONU assuma a reconstrução de Gaza

A Autoridade Nacional Palestina quer que a ONU assuma plena responsabilidade na reconstrução das infraestruturas destruídas por Israel na Faixa de Gaza, afirmou neste sábado o negociador-chefe palestino, Saeb Erekat. A última operação defensiva israelense, ocorrida entre dezembro e janeiro, deixou muitos danos materiais e destruiu casas, hospitais, escolas e edifícios do governo, edifícios onde se escondiam os terroristas do Hamas. Erekat disse à imprensa que o processo de reconstrução da faixa de Gaza ficará a cargo do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud). "Até agora não existe justificativa para que não haja um consenso internacional que obrigue Israel a permitir que a ONU comece o processo de reconstrução em Gaza", afirmou o negociador, um dos principais assessores do presidente da ANP, Mahmoud Abbas.

Brasil restringe vendas à Argentina em mais 4 setores

A última rodada de negociações entre empresários de Brasil e Argentina, que procuram amenizar a queda de 36% no comércio bilateral neste ano, terminou na sexta-feira, em Buenos Aires, com concessões brasileiras em quatro setores: freios, embreagens, calçados e móveis. Os empresários brasileiros aceitaram reduzir exportações à Argentina desses itens. Os cortes vão de 19% (calçados) a 40% (embreagens) em relação aos embarques de 2008. As conversas, iniciadas em março, são promovidas pelos governos como forma de enfrentar o mau momento da relação comercial, com acusações mútuas de protecionismo. Até agora predominam as autorrestrições brasileiras, em meio a um momento adverso para o Brasil no comércio exterior, com exportações em queda (-22% no ano) e real em alta. Dos 12 setores em negociação, há concessões do Brasil em seis deles. Já houve restrições em papel e baterias. Leite em pó é o único item com concessão argentina.