terça-feira, 7 de julho de 2009

Presidente interino de Honduras e Zelaia se reunirão na Costa Rica

O presidente da Costa Rica, Oscar Arias, confirmou nesta terça-feira que o presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, e o interino, Roberto Micheletti, darão início em dois dias a um diálogo para superar a crise política no país. Arias foi aceito pelos dois lados para mediar as negociações sobre a crise iniciada com a deposição de Zelaya no último dia 28 e a ascensão ao poder de Micheletti, apoiado pela Suprema Corte e pelo Congresso Nacional. "Tomamos esta iniciativa do presidente da Costa Rica com grande satisfação", disse o presidente Micheletti. Em Washington, após se reunir com Zelaya, a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, elogiou a credibilidade de Arias, ganhador do Nobel da Paz em 1987 por ajudar a negociar o fim de guerras civis na América Central. "Ele é a pessoa natural para assumir este papel", disse Hillary. Ela representa o pensamento do presidente norte-americano, o muçulmano Barack Hussein.

Oposição cobra de Sarney substituição de todos os integrantes da CPI da Petrobras

A oposição levou para o plenário do Senado nesta terça-feira a disputa pela instalação da CPI da Petrobras. O senador Álvaro Dias (PSDB-PR), autor do pedido de criação da CPI, exigiu que o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), substituísse os senadores indicados pelos governistas que não comparecem as reuniões da comissão, impedindo o início da investigação. Sarney recorreu ao regimento e disse que não tinha respaldo legal para atender ao pedido do senador do PSDB. O peemedebista afirmou que vai trabalhar para que a CPI seja instalada. O presidente do Senado disse ainda que pretende reunir os líderes para tentar fechar um consenso até esta quarta-feira. O editor de Videversus sempre achou que o Senado Federal era um instrumento necessário para o equilíbrio dos poderes no Brasil. Mas, diante do que se vê, não tem mais jeito. É preciso mesmo fechar essa cara inutilidade.

Famílias de vítimas do desastre da Gol aguardam análise de recurso contra pilotos do Legacy

Passados quase três anos, as famílias das 154 vítimas do desastre com o vôo 1907 da Gol, ocorrido em setembro de 2006, ainda aguardam o andamento do processo criminal iniciado em 2007 no Brasil. Em 2008, os pilotos norte-americanos do jato Legacy da empresa ExcelAire, que colidiu com o Boeing da Gol, foram absolvidos pela Justiça brasileira. A procuradora Federal Analícia Trindade e o assistente de acusação, Dante D'Aquino, recorreram da decisão que ainda depende de análise do Tribunal Regional Federal em Brasília. O processo avança lentamente, o que aumenta a angústia das famílias. "Esperamos que, no TRF, tenhamos mais sucesso e que essa etapa seja logo resolvida", disse. Segundo informações da Associação dos Parentes e Amigos das Vítimas do Voo 1907, o procurador Regional da República, Osnir Belice, já deu seu parecer ao TRF endossando o recurso. Caso o recurso seja aceito, os pilotos norte-americanos voltarão a responder criminalmente. Inacreditavelmente, a Justiça brasileira permitiu que os pilotos norte-americanos retornassem para os Estados Unidos. Imagine o contrário, se dois pilotos brasileiros estivessem conduzindo um jatinho comprado nos Estados Unidos, desligassem um equipamento de bordo e derrubassem um Boeing da United Airlines, matando todo mundo, eles seriam autorizados a sair do País antes de responder processo? Mas, como o Brasil é um País macunaímico....

Senado reativa fiscalização de contas paralelas do plano de saúde dos servidores

O Senado reativou nesta terça-feira o Conselho de Supervisão do SIS (Sistema Integrado de Saúde), que é responsável pela fiscalização das três contas paralelas da instituição que reúnem recursos do plano de saúde dos servidores. O vice-presidente do Senado Federal, senador Marconi Perillo (PSDB-GO), foi escolhido para presidir o colegiado. O novo conselho terá que decidir sobre a contratação de uma auditoria externa e se a movimentação das contas será disponibilizada no Siafi (sistema de acompanhamento dos gastos público). Além de Perillo, o conselho será composto pelos diretores de Recursos Humanos, do Financeiro, do Serviço Médico, por dois servidores sem vínculo com cargos da área de saúde e por dois servidores inativos. Ou seja, fica tudo igual, nas mãos dos mesmos. As contas bancárias (duas na Caixa Econômica Federal e uma no Banco do Brasil) têm saldo de R$ 160 milhões e são movimentadas constantemente. As retiradas são realizadas sem controle e não há qualquer prestação de contas dos saques.

Câmara segue parecer de José Genoino e rejeita PEC do terceiro mandato

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania seguiu o parecer do relator, deputado federal José Genoino (PT-SP), um dos pais do Mensalão, e réu na ação penal que tramita no Supremo Tribunal Federal, e rejeitou a admissibilidade constitucional da PEC (proposta de emenda à Constituição) do terceiro mandato, de autoria do deputado federal Jackson Barreto (PMDB-SE). José Genoino alegou que a mudança constitucional ofende a ordem jurídica brasileira. As duas maiores bancadas, PT e PMDB, orientaram seus parlamentares a votar com o relator. Engraçado, no caso de Honduras, apesar de haver uma ordem contra o referendo, o PT e Lula não achavam que havia inconstitucionalidade em o presidente golpista Selaya pretender se eternizar no poder.

Senado anula ato secreto que aumentou o salário de 40 burocratas

A Mesa Diretora do Senado decidiu nesta terça-feira anular mais um dos 663 atos secretos que foram editados nos últimos 14 anos. Foi revogada a decisão administrativa que aumentou o salário de 40 burocratas do Senado. O novo diretor-geral do Senado, Haroldo Tajra, afirmou que 99% dos atos não poderão ser anulados porque tratam de nomeação e exoneração dos servidores. Que maravilha.... Esse foi o segundo ato secreto anulado. Em 2006, o ex-diretor-geral do Senado, o inefável Agaciel Maia, autorizou um reajuste para chefes de gabinetes das secretarias do Senado e manteve a decisão em segredo. O diretor-geral disse ainda que a diretoria está fazendo uma triagem nos atos secretos para decidir se serão ou não anulados. Até hoje, só um ato que estendeu aos diretores-gerais do Senado o plano de saúde vitalício concedido aos parlamentares, tinha perdido a validade.

Exame de DNA identifica segundo corpo de guerrilheiro morto no Araguaia

Exame de DNA permitiu a identificação dos restos mortais do comunista Bergson Gurjão Farias, desaparecido da Guerrilha do Araguai entre 4 de maio e 4 de junho de 1972. A identificação foi anunciada nesta terça-feira pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos e pela Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos. A família do comunista foi avisada pessoalmente em Fortaleza. O esqueleto foi exumado há 13 anos em Xambioá (norte de Tocantins). O único corpo identificado dos comunistas desaparecidos no Araguaia foi o de Maria Lúcia Petit, exumada em cova vizinha à do corpo de Jorge (codinome de Gurjão Farias). A chamada Guerrilha do Araguaia foi planejada, montada e executada pelo PCdoB, na segunda metade dos anos 60, antes do AI5, quando no País ainda havia relativa liberdade e as oposições tentavam derrubar a ditadura militar e promover a volta ao regime democrático. Mas, o PCdoB não queria saber de nada disso, o PCdoB queria ganhar o poder pela força e tornar o Brasil em uma ditadura do proletariado, como é seu objetivo até hoje.

Governo do Iraque proíbe organização de visitas a túmulo de Saddam Hussein

O governo do Iraque proibiu na segunda-feira a organização de visitas ao túmulo do ex-ditador do país, Saddam Hussein (1979-2003). Enforcado em 2006, após ter sido condenado por crimes contra a humanidade, ele está enterrado no vilarejo onde nasceu. Seguidores visitam regularmente o túmulo em Awja, onde ele está enterrado ao lado de dois de seus filhos. O governo iraquiano tomou a decisão de proibir visitas organizadas após escolas da região terem promovido excursões ao local. Bem.... o que se comentar sobre um povo que mantém esses hábitos, sobre escolas que dão esses ensinamentos a seus alunos? Qual é a perspectiva?

Somália é o retrato da destruição causada pelo islamismo terrorista

Ataques de milícias islâmicas insurgentes forçaram 200 mil moradores da capital da Somália a fugir de suas casas desde maio. Segundo informações da ONU e da organização Médicos sem Fronteiras, divulgadas nesta terça-feira, os intensos combates entre militantes islâmicos e tropas do governo transformaram Mogadício em uma cidade fantasma. As milícias Al Shabab e Hizbul, que controlam grande parte do sul do país, realizam ofensivas há oito semanas contra a capital. Ao menos 105 pessoas foram mortas e 383 ficaram feridas na última semana. Mais de um milhão de refugiados estão vivendo em abrigos temporários por causa das batalhas. A escalada do conflito em Mogadício teve um impacto devastador sobre a população da capital, causando sofrimento e êxodo em massa. Muitos somalis se dirigem para Dadaab, maior campo de refugiados do mundo, que fica em território queniano, a 80 quilômetros da fronteira da Somália, e abriga mais de 280 mil pessoas em uma área capaz de abrigar 90 mil. Sem um governo central efetivo desde 1991, a Somália tornou-se o sinônimo de um Estado fracassado, e o caos tem permitido as crescentes operações de pirataria nas rotas marítimas que passam pela costa do país. Mais de 17,7 mil civis foram mortos em dois anos de guerra islâmica, um milhão de pessoas abandonou suas casas e cerca de 3 milhões de somalis sobrevivem com ajuda alimentar de emergência. A milícia Al Shabab é a encarnação da organização terrorista islâmica Al Qaeda, do sinistro saudita Osama Bin Laden.

Aécio Neves diz estar "muito animado" para vencer as prévias do PSDB

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), afirmou nesta terça-feira estar "muito animado" para vencer as prévias do PSDB que vão decidir pelo candidato do partido na disputa à Presidência da República em 2010. "Estou muito animado. Onde tenho andando, recebo só motivação, só estímulo. É um projeto que vai ser enfrentado por nós no tempo certo, sem antecipações desnecessárias, e o partido regulamentou as prévias, já demos um passo consistente. Elas ocorrerão a partir de dezembro, muito provavelmente em janeiro ou fevereiro, mais provavelmente em janeiro”. Aécio Neves é a comprovação do baixo nível a que chegou a política no País. Como governador de Minas Gerais, é um excelente turista, vive mais fora, em viagens particulares com seus amigos, do que governando o Estado em Belo Horizonte. E Minas Gerais se tornou um dos Estados mais corruptos do País. Não é por acaso que gerarados em terrais mineiras dois Mensalões.

PT adia reunião e deve esperar recesso parlamentar para definir apoio a Sarney

A definição do PT sobre a permanência no cargo do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), não vai acontecer antes do recesso parlamentar. A bancada aposta nas férias dos parlamentares, que começam no dia 18, para esfriar as denúncias contra o peemedebista e evitar o constrangimento de ter que apoiar Sarney no comando da Casa. Esse é o PT, aquele partido que se apresentou durante 25 anos ao País como o único defensor da moralidade, hoje o campeão do Mensalão e cobertura de outras “maracutaias”. As indicações de que o partido não quer assumir uma postura em relação ao peemedebista ficam cada vez mais claras. O líder do PT, senador Aloizio Mercadante (SP), transferiu para esta quinta-feira a reunião da bancada que discutirá a crise política no Senado. Senadores petistas reconhecem nos bastidores que os petistas também estão preocupados em serem cobrados nas eleições de 2010 pela defesa de Sarney. Dez dos 12 integrantes da bancada pretendem disputar a reeleição ou o governo de seus Estados.

Gerdau obtém empréstimo de R$ 1,5 bilhão do BNDES

O grupo Gerdau obteve nesta terça-feira empréstimo de R$ 1,5 bilhão do BNDES para fazer investimentos previstos no plano estratégico que engloba o período entre 2009 e 2013. Ao todo, a companhia prevê investir US$ 3,6 bilhões nos próximos cinco anos. Os recursos serão voltados para a Gerdau Açominas, Gerdau Aços Longos, Gerdau Aços Especiais e Aços Villares. Segundo o BNDES, serão aplicados na ampliação da capacidade de produção de linhas de produtos, reforma e modernização de unidades, investimentos em logística e geração de energia, além de projetos ambientais e de sustentabilidade. O grupo Gerdau é líder na produção de aços longos no continente americano. Na cadeia do aço, é um dos maiores produtores mundiais do insumo. Em 2008, foram 19,5 milhões de toneladas, com faturamento de R$ 47,6 bilhões.

Banco público terá 90 dias para reduzir juro do crédito com recurso do FAT

Os bancos públicos que realizam empréstimos com recursos do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador) terão 90 dias para reduzir as taxas de juros cobradas nas linhas de crédito do Proger (Programa de Geração de Emprego, Trabalho e Renda). A proposta de redução dos juros foi apresentada na semana passada pelo Ministério do Trabalho e aprovada nesta terça-feira pelo Codefat (Conselho Deliberativo do FAT). A taxa final ao consumidor, que hoje varia de 0,73% a 0,98% ao mês, de acordo com a linha de crédito do Proger, vai ficar agora entre 0,61% e 0,69% ao mês. A queda no juro será possível com a redução de cerca de 50% no "spread" máximo cobrado por essas instituições. Os juros dessas linhas são formados pela TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo), que foi reduzida na semana passada de 6,25% para 6% ao ano, mais o "spread", que hoje varia de 3% a 6% ao ano. Agora, o "spread" máximo vai variar de 1,5% a 2,5% ao ano.

Embraer entrega 56 aviões e soma quase US$ 20 bilhões em pedidos

A Embraer informou nesta terça-feira que entregou 56 aeronaves para os segmentos de Aviação Comercial, Executiva e de Defesa no segundo trimestre de 2009. Apesar da crise e dos impactos relatados pela empresa, em 30 de junho deste ano, a carteira de pedidos firmes da Embraer totalizava US$ 19,8 bilhões, quase o mesmo do ano passado. Das 56 aeronaves entregues pela Embraer, 35 foram para o segmento de Aviação Comercial, 19 para o de Aviação Executiva e dois para o segmento de Defesa. As entregas feitas no segundo trimestre superam as realizadas em igual período de 2008 (52). Os pedidos ficaram um pouco abaixo do registrado no ano passado (US$ 20,7 bilhões). No semestre, a empresa entregou 96 aeronaves, quase o mesmo resultado de igual período do ano passado (97). Segundo a Embraer, no segundo trimestre a companhia fechou um contrato com a KLM Cityhopper, subsidiária regional da KLM, para sete pedidos firmes para o jato Embraer 190. A companhia holandesa tem ainda 11 opções de compra. A Empresa também assinou contrato com a Austral Líneas Aéreas, da Argentina, para a venda de 20 jatos Embraer 190. O valor deste contrato ainda não está incluso na carteira de pedidos firmes da empresa do trimestre. A empresa também informou que vendeu um terceiro jato à Fuji Dream Airlines, companhia japonesa do grupo Suzuyo. Esta encomenda já está incluída na carteira de pedidos firmes a entregar da Embraer do primeiro trimestre de 2009. No segmento de Defesa, a Embraer assinou dois contratos em abril. O primeiro foi com a FAB para o programa de desenvolvimento e fabricação da aeronave de transporte militar KC-390. O segundo foi para a modernização de 12 jatos da Marinha do Brasil, nove AF-1 (monoposto) e três AF-1A (biposto). A Companhia também entregou o 100º Super Tucano produzido. A aeronave comemorativa foi recebida pela FAB, que encomendou a produção de 99 unidades do modelo. Ainda no segundo trimestre, a Harbin Embraer Aircraft Industry Company firmou um acordo com a Hainan Airline Company para ajustar o contrato existente, assinado em 31 de agosto de 2006, alterando o número de pedidos firmes de 50 para 25 jatos ERJ 145.

Presidente do Egito diz que militar israelense será libertado em breve

O presidente do Egito, Hosni Mubarak, declarou nesta terça-feira que o soldado israelense Gilad Shalit, capturado por terroristas do Hamas em Gaza que invadiram o território israelense, há três anos, está vivo e será libertado em breve. A afirmação foi feita no Cairo, durante visita oficial do presidente de Israel, Shimon Peres. Gilad Shalit, de 22 anos, foi sequestrado em junho de 2006 por terroristas em uma ação de invasão do território israelense. Desde então, o governo israelense sofre grande pressão da opinião pública do país pela libertação do soldado. Sua libertação foi anunciada e exigida muitas vezes pelo governo de Israel, mas nunca surgiram provas de que o cabo estivesse vivo.

Ronaldo revela que Lula indica empreiteiras para ajudar o “projeto do Corinthians”

O jogador Ronaldo, também conhecido ultimamente como Ronalducho, fez uma revelação gravíssima na noite de segunda-feira no programa esportivo "Bem, Amigos", apresentado por Galvão Bueno no canal SporTV. Segundo ele, o presidente Lula está mobilizando empreiteiras amigas para ajudar seu time, o Corinthians. Aparentemente sem fazer idéia da gravidade da sua revelação, Ronalducho afirmou: “O presidente Lula é quem mais está ajudando o Corinthians nessa fase. Ele está dando alguns contatos de empreiteiras que podem nos ajudar. O presidente está muito interessado no projeto do Corinthians. Ele é fanático, um corintiano roxo”.

Presidente do PSDB diz que Yeda Crusius sofre por "ser mulher" e "ter promovido ajuste no Estado"

O presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), aproveitou seu discurso sobre o aniversário do Plano Real, nesta terça-feira, em sessão conjunta do Congresso Nacional, em Brasília, para defender a governadora do Rio Grande do Sul, sobre as denúncias de suposto caixa 2 em sua campanha eleitoral, endossada por uma parte da mídia gaúcha que escandalosamente já aderiu à campanha eleitoral petista do ministro da Justiça, Tarso Genro, ao governo do Estado. Disse Sérgio Guerra: “Yeda Crusius enfrenta uma maré de incompreensões em função de ser mulher e de ter promovido um ajuste fiscal no Estado que está apresentando um enorme custo político ao mandato dela”. Isso é absolutamente verdadeiro. Yeda Crusius sentou em cima do cofre para restaurar a estabilidade das finanças públicas, acabar com o déficit “estrutural” que durava mais de 30 anos, e que nenhum político homem, de nenhum partido, da extrema direita à extrema esquerda, foi capaz de combater. É um fato notório que, quanto mais esculhambadas as finanças de um Estado, mais fácil fica de roubar, de assaltar os cofres públicos. Isso é o que vinha ocorrendo no Estado do Rio Grande do Sul há 30 anos. Essa tendência se intensificou desde a instituição da reeleição. Então, com as famigeradas coligações e formações de “bases aliadas” em nome dessa comparsa da corrupção chamada “governabilidade”, o aparelho de Estado foi assaltado por múltiplas quadrilhas, que se especializaram na atuação em alguns setores da máquina pública. Há quadrilha para tudo, desde a que opera na área de informática, controlando contratações de consultorias, compras de equipamentos e softwares, até no lixo. Essas quadrilhas são formadas por quadros dos partidos, que “compram” proteção política. Ou seja, pagam mensalmente a um chefete político o direito de saquear uma determinada área, contra um régio pagamento mensal ao chefete. Isso ficou absolutamente explícito a partir do início do governo Germano Rigotto (PMDB), e o grande exemplo é o Detran gaúcho. A Operação Rodin deslindou como funcionou o esquema corrupto montado para o desvio de recursos da autarquia que se gerou no início do governo Rigotto. Para a comprovação desse verdadeiro tsunami, seria instrutivo se o Ministério Público Federal e a Polícia Federal fizessem um levantamento das mansões construídas ou adquiridas nos últimos quatro anos por figuras públicas que não têm como justificar a aquisição de tais imóveis. Um esquema diferente era utilizado durante o governo petista de Olívio Dutra no Detran, e utilizava muito a famigerada Fenaseg, que é investigada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal.

Uruguai pede ao Brasil que continue a comprar leite no Mercosul

O Uruguai pediu ao Brasil que continue comprando leite no Mercosul, ao invés de importá-lo dos Estados Unidos ou da Europa, disse nesta terça-feira o presidente do Instituto Nacional de Leite do Uruguai, Manuel Marrero. O jornal uruguaio Últimas Notícias informou nesta terça-feira que o Uruguai vendia 16 mil toneladas de leite em pó ao Brasil, que agora estão sem saída. Marrero disse que "grandes quantidades de leite" ficaram presas no Uruguai, já que as vendas ao Brasil eram automáticas e que agora o país vizinho mudou o sistema de forma unilateral. O Brasil ofereceu em troca, na semana passada, uma quota de importação de três mil toneladas de leite em pó por mês. O Uruguai informa que a razão para a rejeição da proposta brasileira foi que isso significaria um retrocesso ao acordo bilateral entre os dois países e prévio à criação do Mercosul. As mudanças afetam de modo significativo o Uruguai, que exporta 60% do leite que produz. O governo Lula só endurece com o minúsculo Uruguai, mas dobra miseravelmente a coluna quando se trata da Argentina, da Bolívia, da Venezuela e até do Equador.

Ex-presidente do Irã acusa líder supremo de ordenar fraude em pleito

O líder supremo do regime fascista islâmico do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, deu pessoalmente a ordem para a execução da fraude na eleição presidencial de 12 de junho que reelegeu o ultraconservador presidente, Mahmoud Ahmadinejad, afirmou em Viena o ex-presidente iraniano, Abolhasan Bani Sadr. Ele foi eleito em 1980 como o primeiro presidente da República Islâmica do Irã e deixou o cargo no ano seguinte, após sofrer impeachment por incompetência. "Khamenei deu a ordem de execução da fraude na eleição presidencial, assim como a autorização para a repressão dos manifestantes", declarou Sadr em uma entrevista coletiva organizada em Viena para recordar o 20º aniversário do assassinato de três opositores curdos, até hoje não esclarecido, nesta cidade. "O regime está à beira do abismo e só permanece no poder fazendo reinar a violência e o terror", acrescentou o ex-presidente, que vive no exílio, na França, desde 1981. Os intelectuais e os estudantes são os principais alvos da repressão, já que o regime considera que eles estimularam a resistência, segundo Sadr. "Querem erradicar os reformistas e os liberais", completou.

Fernando Henrique Cardoso critica Lula, mas reconhece competência do governo em manter economia

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso reclamou nesta terça-feira que o presidente Lula nunca fez uma declaração sobre a importância do Plano Real para o seu governo. Fernando Henrique, no entanto, afirmou, durante a sessão em homenagem aos 15 anos do Plano Real, que "reconhece a competência" do governo Lula para manter a estabilidade econômica. Fernando Henrique Cardoso alfinetou seu sucessor dizendo que ele manteve parte de seu estilo e modelo econômico. "Seria injusto se eu dissesse que ele esta apenas surfando na onda do Real. Ele usou, mas não reconheceu. Até agora ele não disse uma palavra de reconhecimento que o Real e de tudo que nós fizemos no meu governo trouxeram para o Brasil. Mas ele fez também a parte dele", afirmou. O ex-presidente afirmou que não pretende agir na oposição como o PT na época de seus mandatos: "Eu não quero ser como o PT foi comigo e dizer que nada serviu. Para começar, Lula seguiu tudo ou quase tudo que foi de política macroeconômica, então não acho que esteja surfando não, ele também tem a contribuição dele". Na avaliação do tucano, o país tem problemas, mas apresenta avanços que são fruto de vários governos: "Acho que o Brasil está avançando, mas não vim para fazer criticas, é como numa corrida que você entrega a faixa de uma equipe para outra equipe até chegar a um resultado melhor".

Vale do Rio Doce admite ampliar fatia em siderúrgica em construção no Rio de Janeiro

O presidente da Vale do Rio Doce, Roger Agnelli, admitiu nesta terça-feira que a companhia poderá ampliar sua participação na CSA (Companhia Siderúrgica do Atlântico), que está sendo construída no Rio de Janeiro. Ele lembrou que a ThyssenKrupp, empresa alemã que é majoritária no projeto, foi "pega duramente" pela crise em um momento em que fazia fortes investimentos na construção de novas unidades no mundo, e destacou que a Vale do Rio Doce fará "o que for preciso" para que a siderúrgica entre em operação no próximo ano. "Nos prontificamos a dar o apoio necessário, se preciso. Se tiver que aumentar participação, vamos fazer. Não sei o que vai ser, mas vamos fazer o necessário para que o projeto ande", afirmou o executivo. Agnelli ressaltou que a Vale mantém interesse em ser apenas minoritária no projeto. Atualmente, a mineradora detém 10% na composição acionária da CSA.

Dilma Rousseff admite “erro” em currículo e diz que não sabe se foi "jubilada" no doutorado

A ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, admitiu nesta terça-feira que o seu currículo no site do ministério estava “errado”. A divergência foi questionada na revista "Piauí". "Lá tem um equívoco, sim. A parte relativa ao mestrado está errada. A parte relativa ao doutorado não está errada. No que se refere à doutoranda, está errado o curso em que me botaram. Estão dizendo que fiz ciências sociais, mas nunca botei isso em currículo nenhum. Estamos fazendo levantamento para ver de onde saiu que fiz ciências sociais. Eu fiz economia", afirmou Dilma Rousseff. O currículo de Dilma Rousseff, de acordo com a revista "Piauí", informava que ela é mestre em teoria econômica e doutoranda em economia monetária e financeira pela Unicamp. Não é mestra, não apresentou tese, não defendeu tese, não foi titulada, e nessa medida não podia ser doutoranda, porque não era mestre. Simples assim.

Procuradoria pede suspensão de escavações nas buscas de corpos do Araguaia

O Ministério Público Federal no Distrito Federal protocolou requerimento na Justiça Federal pedindo a participação de civis e familiares na operação de buscas de corpos de guerrilheiros e camponeses mortos na região do Araguaia (PA). As buscas, que estão sendo conduzidas pelo Exército, devem começar nesta quarta-feira. No requerimento, a Procuradoria pede a suspensão das escavações feitas pelo Exército até que seja feito um levantamento mais seguro dos locais onde os militantes do PCdoB armados teriam sido enterrados. Em nota, a Procuradoria informa que o objetivo do requerimento é garantir o cumprimento da sentença judicial que obriga a União a informar onde estão enterrados os corpos dos guerrilheiros, entregar as ossadas às famílias e prestar informações sobre as operações militares realizadas no Araguaia em 120 dias.

Nazista alemão de 88 anos será julgado por crimes de guerra

A Justiça da Alemanha decidiu nesta terça-feira que o alemão Heinrich Boere, de 88 anos, está apto para enfrentar julgamento por crimes de guerra. Ele pertenceu a SS, tropa de elite das forças nazistas, e confessou os assassinatos de três civis holandeses durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Boere foi capturado por soldados norte-americanos depois do cessar fogo e confessou o assassinato dos civis, ocorrido em 1944, enquanto servia em uma unidade da SS que procurava membros locais da resistência antinazista. Mas, ele conseguiu fugir antes de ser sentenciado à morte por tribunais holandeses, em 1949. A Alemanha recusou um pedido da Justiça holandesa de extradição de Boere em 1980, mas o indiciou criminalmente em abril de 2008. Em janeiro deste ano o caso foi suspenso, porque o acusado foi considerado incapacitado devido a problemas de saúde. Uma corte de apelação reviu o caso após mais investigações e depoimentos de funcionários do asilo onde Boere mora terem sido recolhidos. Boere está na lista dos dez mais procurados do Centro Simom Wiesentthal, em Jerusalém, que monitora criminosos nazistas. A decisão da Justiça alemã acontece menos de uma semana após um guarda de um campo de extermínio nazista também ter sido considerado apto para enfrentar julgamento. John Demjanjuk, também de 88 anos, será julgado por ajudar a matar 29 mil judeus durante a Segunda Guerra.

Comissão do Senado aprova isenção de Imposto de Rendo sobre aposentadoria de diabéticos

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal aprovou nesta terça-feira, em caráter terminativo (não precisa ser aprovado no plenário da Casa), projeto de lei do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) que inclui os portadores de diabetes entre as pessoas passíveis de isenção de pagamento do Imposto de Renda. A isenção será sobre os proventos da aposentadoria. Para entrar em vigor, a matéria precisa ser aprovada na Câmara dos Deputados e sancionada pelo presidente Lula. No Brasil, de acordo com dados do Ministério da Saúde, 8% da população brasileira (cerca de 15 milhões de pessoas) têm diabetes.

Tucanos e petistas trocam provocações na comemoração dos 15 anos do Plano Real

Líderes do PSDB e do PT aproveitaram a sessão solene em homenagem aos 15 anos do Plano Real para trocar provocações sobre o sucesso da moeda. O líder do PSDB na Câmara dos Deputados, o deputado federal José Aníbal (SP), reclamou que apesar de o governo reconhecer a importância do Real para a boa avaliação do governo Lula não tomou nenhuma iniciativa para comemorar o aniversário de criação do plano. O líder do PT, senador Aloizio Mercadante (SP), cobrou que PSDB e PT comemorem "juntos" a estabilidade econômica do País. O líder tucano disse que, assim como o brasileiro esqueceu as altas inflações, o governo Lula ignorou a importância do real. "Enfim, 5.150% de inflação em um ano é algo que o Brasil, felizmente, já esqueceu. Nós até esperamos que fosse tomada alguma iniciativa, por parte do governo, para a comemoração dos 15 anos do Plano Real. Afinal, o governo reconheceu, tanto quanto todo o Brasil, a relevância e a importância desse programa e a centralidade nele para que a economia brasileira tenha os fundamentos que tem hoje. Como nenhuma iniciativa foi tomada, solicitamos esta sessão", disse o deputado federal José Aníbal.

Lula defende resposta dura contra golpistas em Honduras

O presidente Lula condenou nesta terça-feira a deposição do golpista ex-presidente de Honduras, Manuel Zelaya, e defendeu uma resposta dura e estrita contra seus autores. "É preciso ser muito duro, muito estrito, não podemos admitir sob nenhum conceito que alguém se ache no direito de poder derrubar um governo legitimamente eleito pelo povo", disse Lula em Paris. Ele acrescentou que a América Latina já sofreu "demais" com os golpes de Estado nos anos 60 e agora "não vamos permitir que isso ocorra de novo". O negócio é o seguinte: esse é o mesmo Lula que na semana passada estava sentado na Líbia, aquele Estado ultra democrático (como todos sabem), confraternizando com o genocida que se mantém no governo do Sudão e patrocinado o extermínio de milhões de seus compatriotas; é o mesmo Lula que imediatamente defendeu a fraude eleitoral no Irã, e saiu em defesa da continuidade no poder do fascista islâmico Ahmadinejad, contra a vontade de milhões de iranianos que protestavam nas ruas. Lula tem demonstrado essa insistência no caso de Honduras por uma razão muito simples: pela primeira vez, nesta época de populismo extremado na América Latina, um país depôs, por via legal, com ordem do Supremo Tribunal, um presidente queria usar os mecanismos do Estado Democrático de Direito para demolir a própria democracia, e se perpetuar no poder, como mais um tirano populista, ao estilo de Rafael Correa (Equador), Hugo Chávez (Venezuela), Evo Morales (Bolívia), do casal Kirchner (Argentina). É isso que Lula acha inaceitável, para ele e seus comparsas populistas da América Latina. E ainda encontra apoio no islamita Barack Hussein que governa os Estados Unidos.

Ministério Público do Rio de Janeiro denuncia 30 policiais militares acusados de assassinatos

O Ministério Público do Rio de Janeiro ofereceu na segunda-feira 13 denúncias (acusações formais) por homicídio contra 30 policiais militares acusados participar da morte de pessoas inocentes durante operações policiais. A Promotoria também pediu à Justiça a prisão preventiva de todos os envolvidos. De acordo com o Ministério Público, as mortes foram registradas nas delegacias, pelos policiais militares, que atuam no 9º Batalhão da PM (Rocha Miranda) e do 16º Batalhão PM (Olaria), como "autos de resistência", quando as mortes ocorrem durante confronto policial. Apesar disso, o promotor Alexandre Themístocles afirmou que as provas técnicas confirmam execução sumária das vítimas, e não morte durante confronto como afirmaram os policiais. "Isso é atividade típica de grupo de extermínio", afirma ele. Segundo o Ministério Público, das 20 mortes ocorridas entre 2007 e 2008, com o envolvimento de policiais militares, apenas duas vítimas tinham passagem pela polícia, todos com idade entre 14 e 29 anos.

Mulher do ministro Carlos Minc trabalha em gabinete da Câmara

A mulher do ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, trabalha desde abril no gabinete da deputada federal Cida Diogo (PT-RJ). Maria Margarida de Oliveira, mulher de Carlos Minc, foi trabalhar no gabinete de Cida Diogo depois de Flávia Martins Marques ser contratada como assessora especial do ministro. Flávia é parente de Cida Diogo e o emprego de parentes em gabinetes diferentes é característica do nepotismo cruzado. Fica evidente que o ministro Carlos Minc é mais um adepto da “Cosa Nostra”, ou seja, setor público é para ser “apropriado” pela família. Minc afirma que "não há qualquer ilegalidade ou imoralidade no processo”.

Petrobras, Gerdau e CSN planejam ampliação do porto de Sepetiba

A Petrobras e as companhias siderúrgicas Gerdau e CSN (Companhia Siderúrgica Nacional) assinaram um memorando para estudar a possibilidade de ampliar as instalações portuárias da baía de Sepetiba (localizada no litoral sul do Rio de Janeiro). Segundo a Petrobras, as três empresas assinaram um Memorando de Entendimento para estudarem em conjunto a possibilidade de realizar a obra e compartilhar as instalações. "As três empresas possuem áreas industriais adjacentes no município de Itaguaí, para as quais vêm desenvolvendo seus projetos separadamente", informou a Petrobras no comunicado.

Lula diz que não há crise no Senado e nega interferir em decisão da bancada do PT

O presidente Lula minimizou mais uma vez, nesta terça-feira, a crise que atinge o Senado Federal. Segundo ele, não dá para chamar de crise a série de denúncias de irregularidades contra o Senado, como atos secretos para nomear e exonerar parentes, que provocaram a discussão da permanência de José Sarney (PMDB-AP) à frente da instituição. "Quando voltar na sexta-feira para o Brasil, a partir da segunda eu começo a discutir a crise, que eu não vejo crise. Eu, sinceramente, não sei como alguém pode tratar de crise uma divergência dentro do Senado", disse Lula em Paris. Mesmo negando a crise que paralisa o Senado Federal, Lula defendeu a apuração das denúncias: "Eu estou tranquilo de que não existe crise, existem denúncias que têm que ser apuradas e apresentado à opinião pública o que é verdade e o que não é verdade, só isso”. Esse é Lula de sempre, o mesmo Lula que negou o Mensalão.

Veja ao vivo a cerimônia de despedida a Michael Jackson em Los Angeles

Stream videos at Ustream

Sindicância do Senado ignora recomendação de afastar funcionários de Zoghbi e Agaciel Maia

A comissão de sindicância que analisou a responsabilidade pela edição dos atos secretos (a comissão dos mesmos que investigou os mesmos) ignorou parte das recomendações do Ministério Público Federal. Apesar de a Procuradoria ter recomendado a anulação das 663 decisões administrativas mantidas em segredo, o que é inconstitucional, e a abertura de uma nova investigação para avaliar se há outros envolvidos, as medidas não foram incluídas no relatório entregue na segunda-feira ao presidente do Senado Federal, senador José Sarney (PMDB-AP), e repassado ao primeiro-secretário, senador Heráclito Fortes (DEM-PI). O Ministério Público sugeriu ainda que pessoas próximas ao ex-diretor-geral, Agaciel Maia, e o ex-diretor de Recursos Humanos, João Carlos Zoghbi, fossem afastadas de suas funções para evitar interferência nas investigações. Na avaliação de José Robalinho Calvacanti, procurador da República no Distrito Federal, que assina o documento, o Senado Federal deveria afastar os chefes de gabinete dos ex-diretores, Celso Antônio Martins e Ana Gomes Melo, pela possibilidade de "destruição de provas e interferência na apuração". Segundo a recomendação do Ministério Público, é preciso que o Senado aprofunde as investigações para entender os motivos que levaram os inefáveis Agaciel Maia e João Carlos Zoghbi a editar os atos secretos. O procurador não faz referência à participação dos senadores, mas aponta que é preciso esclarecer melhor a ordem para esconder as decisões administrativas que serviam para nomear, exonerar afilhados e parentes dos senadores, além de aumentar salários e benefícios. "Pouco importa quem assinou os autos, mas é absolutamente necessário saber quem determinou e porque determinou sua ocultação", afirma o Ministério Público. O relatório da comissão de sindicância, assinado pelos servidores Alberto Vasconcelos Filho, Gilberto Guerzoni Filho e Maria Amalia da Luz, responsabiliza Agaciel Maia e João Carlos Zoghbi pelos atos secretos e recomenda a abertura de processo administrativo contra os dois. Perguntinha: esses funcionários não estiveram presentes naquele ato de homenagem ao inefável Agaciel Maia no dia em que ele foi demitido da Direção Geral do Senado Federal?

Conselho da UFRJ apura desvio de verba para pesquisa em Aids

O Conselho de Curadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro convocou na segunda-feira o presidente da FUJB (Fundação Universitária José Bonifácio), Raymundo de Oliveira, e o coordenador do Projeto Praça Onze, Mauro Schechter, para prestarem esclarecimentos a respeito do sumiço de verbas do programa de pesquisa em Aids realizado pela universidade, com financiamento do governo dos Estados Unidos. Ao menos R$ 1,1 milhão foram parar na conta bancária de uma secretária, já indiciada pela Polícia Civil sob a acusação de estelionato. Há também dúvidas quanto ao destino de outros recursos. As suspeitas levaram o Instituto Nacional de Saúde, dos Estados Unidos, principal financiador, a exigir auditoria e ameaçar suspender o repasse. O conselho é responsável por aprovar a prestação de contas da Universidade Federal do Rio de Janeiro e emitir pareceres sobre temas relativos ao patrimônio e finanças. Qual é a estranheza quando se descobre estelionatários no mundo acadêmico nacional? Ora, se professores participam com orientandos seus na fraude de tese de mestrado, quando ministros de Estado fraudam seus currículos, qual é a estranheza? "No conjunto dos cheques que foram parar na conta pessoal da secretária, temos sempre a assinatura do Mauro Schechter", diz Raymundo de Oliveira. Mauro Schechter diz que a secretária Rosenilda Sales não foi recrutada por ele, como afirmou o presidente da FUJB. A universidade brasileira está minada pela corrupção.

Mais um caminhoneiro morre no Rio Grande do Sul com sintomas da gripe suína

Um caminhoneiro de 39 anos morreu no último sábado no município de São Borja (RS) com suspeita de ter contraído a gripe suína. Se confirmada, essa será a segunda morte em decorrência da doença no País. A primeira também foi de um caminhoneiro gaúcho. Nesta terça-feira, a Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul informou que o caminhoneiro que morreu no último fim de semana realizava viagens periódicas entre Buenos Aires, na Argentina, e a cidade de São Paulo. Na semana passada, ele retornou do país vizinho com sintomas semelhantes aos da gripe e foi internado no Hospital Ivan Goulart, onde morreu. O atestado de óbito apresenta "pneumonia" como causa da morte que, segundo a secretaria, pode ter sido provocada pela gripe. A pasta ainda investiga se o caminhoneiro tinha problemas respiratórios que possam justificar a morte. Mesmo sem a comprovação da gripe suína, familiares do caminhoneiro estão sendo acompanhados. Em todo o Brasil, o número de casos confirmados da doença chega a 905.

Veja ao vivo a cerimônia de despedida a Michael Jackson em Los Angeles

Stream videos at Ustream

Fernando Henrique Cardoso diz no Senado que em casa de enforcado não se fala em corda

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso evitou nesta terça-feira comentar a crise política que atinge a imagem do Senado Federal. Fernando Henrique Cardoso disse apenas que está "perplexo" com as denúncias de irregularidades que envolvem o presidente do Senado, senador José Sarney (PMDB-AP), e o comando administrativo da Casa. Ele participou de uma sessão solene no Congresso Nacional em homenagem aos 15 anos do lançamento do Plano Real. "Eu vim ao Senado para celebrar o real, não vinha aqui há muitos anos, fui senador há muitos anos, eu acho que a última vez que eu falei no Senado foi quando me despedi para ser presidente da República. Eu não vou em um dia como hoje falar da crise. Em casa de enforcado não se fala em corda", disse ele. O ex-presidente disse que tem acompanhado a crise, que classificou de "desagradável". "Como posso não acompanhar? Acho que estou como todo brasileiro, perplexo, sem dúvida, mas preferia em homenagem ao Senado não falar sobre essas coisas que são todas desagradáveis", afirmou Fernando Henrique Cardoso.

Senado triplica gastos com passagens de parlamentares em viagens para o Exterior

As denúncias de abuso no uso da cota de passagens pelos senadores não foram suficientes para impedir o aumento dos gastos do Senado Federal com passagens dos parlamentares para o Exterior. De janeiro a junho, o Senado gastou R$ 1,8 milhão para pagar passagens aéreas com destinos para fora do País. No mesmo período do ano passado, o gasto foi três vezes menor, somando R$ 549,9 mil. As viagens pelo País também registraram aumento de 53%. Os senadores gastaram no primeiro semestre R$ 7,8 milhões com esses bilhetes, enquanto nos primeiros seis meses de 2008 o órgão pagou R$ 5,1 milhões. O primeiro-secretário, senador Heráclito Fortes (DEM-PI), disse que pediu uma avaliação de técnicos da Casa sobre os números.

Corpo de príncipe brasileiro que estava no Airbus A330 da Air France é enterrado no Rio de Janeiro

O corpo do príncipe Pedro Luís de Orleans e Bragança, de 26 anos, herdeiro da família Orleans e Bragança, foi enterrado na tarde de segunda-feira, no município de Vassouras, no Rio de Janeiro. Pedro Luís é uma das 228 pessoas que estavam a bordo do vôo AF 447 da Air France. O Airbus A330 da empresa aérea saiu no dia 31 de maio do Rio de Janeiro com destino a Paris e caiu no oceano Atlântico pouco depois de passar por Fernando de Noronha (PE). O enterro aconteceu no cemitério Nossa Senhora da Conceição, no jazigo da família, onde também foi enterrado o avô de Pedro Luís, Dom Pedro Henrique de Orleans e Bragança, ex-chefe da Casa Imperial do Brasil. Antes do enterro, foi realizada uma missa na igreja Matriz da cidade. Pedro Luís estava no vôo 447 para retornar a Europa após realizar visita à família, que mora em Petrópolis (RJ). Ele era formado em administração de empresas e fazia pós-graduação pela FGV. Há dois anos ele morava em Luxemburgo. A Polícia Federal e a Secretaria de Defesa Social em Pernambuco confirmaram no último sábado a identificação de mais oito corpos das vítimas do acidente do vôo 447 da Air France. Até agora foram identificadas 43 vítimas dos 51 corpos encontrados. encontrada.

Veja ao vivo a cerimônia de despedida a Michael Jackson em Los Angeles

Stream videos at Ustream

IBGE informa que safra de grãos brasileira deve cair 8,7% em 2009

A safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas deve somar 133,3 milhões de toneladas em 2009, 8,7% menor que a obtida em 2008 (146 milhões de toneladas) e 1,2% abaixo da estimada em maio (135 milhões de toneladas), segundo estimativa apresentada no "Levantamento Sistemático da Produção Agrícola" de junho, divulgado nesta terça-feira pelo IBGE. A redução frente à estimativa do mês passado se deve principalmente às perdas ocorridas com o milho da segunda safra no Paraná e de reavaliações nas estimativas do arroz, feijão e soja, diz o instituto. A área a ser colhida, de 47,2 milhões de hectares, apresenta decréscimos em termos absolutos tanto em relação a 2008 quanto a maio, respectivamente, de 83.946 hectares e 61.554 hectares. A safra esperada para 2009 tem a seguinte distribuição regional: Região Sul, 53,2 milhões de toneladas (-13,3%); Centro-Oeste, 47,4 milhões de toneladas (-6,7%); Sudeste, 16,9 milhões de toneladas (-3,9%); Nordeste, 12,1 milhões de toneladas (-2,8%) e Norte, 3,7 milhões de toneladas (-1,7%). A produção do trigo foi estimada em 5,7 milhões de toneladas (uma expansão de 0,3%). No sul do Paraná e no Rio Grande do Sul, os plantios ainda não foram totalmente efetivados, e as condições climáticas deste início de ciclo são favoráveis à cultura. A estimativa de safra da produção canavieira ficou em 691,8 milhões de toneladas (um aumento de 0,2%), com ampliação de 0,4% na área a ser colhida. A expansão resulta do interesse pelos derivados do produto, sobretudo álcool e açúcar, este último mais atrativo no momento, devido à queda da oferta no mercado internacional. A produção de milho, no entanto, deve somar 49,8 milhões de toneladas, uma redução de 2,2%. A primeira safra, avaliada em 33,8 milhões de toneladas, supera em 1% à estimada em maio. O ganho se deveu às reavaliações nos dados finais de colheita da Região Sul, onde o Paraná e o Rio Grande do Sul tiveram um aumento de 2,2% e de 5,2% em suas produções finais, respectivamente. A previsão para a 2ª safra, de 15,9 milhões de toneladas, apresenta expressiva redução, de 8,4%, em comparação à estimativa de maio. O Paraná, segundo produtor nacional nesta safra, foi o principal responsável por este decréscimo, com perda de 20,6% na produção, decorrente de reavaliação negativa do rendimento médio (queda de 19,9%). A produção esperada para o arroz é de 12,6 milhões de toneladas (uma queda de 1,4%), após reavaliações nos dados das regiões Nordeste, Sul e Centro-Oeste. No Nordeste, o excesso de chuvas causou a redução na área (de 1,9%) e no rendimento médio (de 6,4%), agora estimados em 701.742 hectares e 1.583 quilos por hectare. Nas outras duas regiões, o produto encontra-se na fase final de colheita. A produção nacional de feijão, considerando as três safras do produto, deve somar 3.614.985 toneladas (uma queda de 0,7%) e está assim distribuída: 1.705.718 toneladas da 1ª safra (47,2%), 1.545.192 toneladas da 2ª safra (42,7%) e 364.075 toneladas da 3ª safra (10,1%). A comparação com o levantamento de maio indica variações de -2,9%, 1,5% e 0,6% nas três safras, respectivamente. A queda na primeira safra reflete as perdas no Maranhão (de 12%), Piauí (de 7,1%), Ceará (de 10,1%) e em Pernambuco (de 31%). Na segunda safra, o acréscimo deve-se às reavaliações na maior parte dos estados produtores do Nordeste, com destaque para Pernambuco (alta de 141,5%). Já a variação positiva da terceira safra é decorrente do ganho de 2,3% na produção verificado em Goiás, em vista da reavaliação de seu rendimento médio, que, confrontado ao mês anterior, apontou acréscimo de 22%. A produção da soja em grão, principal lavoura de verão, deve ficar em 56,8 milhões de toneladas (0,6% a menos). O decréscimo decorre principalmente de reavaliações no Centro-Oeste. O Mato Grosso do Sul registra redução de 4,8% na produção, consequência da queda no rendimento médio (queda de 5%). Já a produção de cana-de-açúcar deverá somar 691.790.861 toneladas, alta de 6,6% frente a 2008. O incremento decorre principalmente do crescimento, de 6%, na área a ser colhida. No momento, a área total plantada é de 9.694.448 hectares.

Rio de Janeiro terá museu na sua zona portuária

O antigo edifício D. João 6º, na praça Mauá, na zona portuária do Rio de Janeiro, será convertido em museu. Até agora chamado de Pinacoteca do Rio, esse museu será uma parceria entre a Fundação Roberto Marinho e a prefeitura da cidade. Depois de uma disputa pela posse do prédio, que pertencia ao ex-banqueiro Edemar Cid Ferreira e passou para a Docas, autoridade portuária do Rio de Janeiro, o palacete acaba de ser desapropriado pela prefeitura e deverá ser restaurado, dentro do projeto municipal de revitalização do cais do porto, para abrigar o futuro museu, com inauguração prevista para 2011. Segundo o Instituto Pereira Passos, órgão de planejamento municipal do Rio de Janeiro, será uma adaptação de R$ 25 milhões, R$ 15 milhões para restaurar o prédio, que ficou abandonado, e R$ 10 milhões para instalar o museu. Será o primeiro museu carioca gerido por organização social, modelo recém-aprovado no Rio de Janeiro e já usado em museus de São Paulo, como a Pinacoteca do Estado. Nesse tipo de gestão, o museu recebe uma dotação orçamentária fixa do poder público, mas toma as próprias decisões internas, como contratações, gastos e outras medidas. No caso, a Fundação Roberto Marinho fica encarregada de ocupar o museu e definir suas exposições. A princípio, a Pinacoteca do Rio de Janeiro não terá acervo fixo e fará mostras temporárias com obras emprestadas de coleções privadas do Rio de Janeiro. "A gente chama de pinacoteca em rede, porque vai conectar colecionadores", diz Hugo Barreto, secretário-geral da fundação. Devem integrar as mostras do espaço obras dos colecionadores João Sattamini, Gilberto Chateaubriand, Ronaldo Cezar Coelho, entre outros.

Honduras protesta contra Venezuela por avião venezuelano usado pelo golpista Zelaya

O novo chanceler hondurenho, Enrique Ortez, disse nessa segunda-feira que seu governo protestou contra a Venezuela pela "violação do espaço aéreo" por um avião deste país, no qual o presidente deposto, o golpista Manuel Zelaya, tentou retornar a Honduras no domingo. Ortez declarou à imprensa que a Chancelaria hondurenha enviou uma nota de protesto contra o governo venezuelano do ditador Hugo Chavez, "que danifica muito as relações cordiais que sempre mantiveram com a Venezuela". "Não podemos ficar mudos diante do fato de que uma nave com matrícula venezuelana tenha passado e entrado nos espaços que fazem parte do território nacional", apontou o chanceler hondurenho. Ele disse que a intenção da nota é "afirmar que esta é uma violação a nosso território e uma amostra muito clara de agressão".

Itamar Franco entra no PPS e já faz campanha para Aécio Neves

O ex-presidente Itamar Franco ingressou no PPS fazendo campanha para o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB). “No campo das oposições só há uma candidatura efetivamente colocada, a do governador Aécio Neves”, declarou ele, nesta segunda-feira, durante a cerimônia de assinatura da ficha de filiação. Itamar Franco afirmou que a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), nunca reconhece publicamente que é candidata, assim como o governador de São Paulo, José Serra (PSDB). Ao contrário, Aécio Neves já anunciou que deixará o governo em 2010 para disputar as eleições e manifestou sua disposição de disputar prévias para decidir quem será o candidato tucano à sucessão de Lula.

Marolinha - Gerdau demite 300 em Charqueadas

Pelo menos 300 funcionários da unidade da Gerdau Aços Especiais Piratini, em Charqueadas, perderam seus empregos entre janeiro e junho desde ano, conforme o Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos do município. O corte representa uma diminuição de 25% no quadro de funcionários da planta que, até o final de 2008, contava com 1,2 mil trabalhadores, segundo o presidente da entidade, Jorge Luiz de Carvalho. Em nota, a empresa admitiu que demitiu colaboradores da fábrica, mas sem confirmar o número de rescisões. A companhia ainda argumentou que a medida foi tomada depois de uma série de ações para reduzir custos e adequar a produção à menor demanda por aço no mercado.

Ministro Paulo Bernardo diz que governo deve arrecadar menos R$ 63 bilhões este ano

O governo federal estima arrecadar R$ 63 bilhões abaixo do esperado em 2009, disse nesta segunda-feira o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo. O ministro participou da cerimônia de abertura da Conferência Nacional de Recursos Humanos da Administração Pública Federal, em Brasília. “A receita nos surpreendeu. De fato foi menor do que nós tínhamos projetado”, afirmou ele. A projeção é baseada no desempenho observado no primeiro semestre. Apesar da estimativa, o ministro garantiu que as medidas que o governo poderia determinar para que o País não sofresse graves consequências com a crise econômica já foram tomadas. Paulo Bernardo acredita que o segundo semestre será melhor economicamente.

Governistas tentam antecipar votação de LDO para esfriar crise no Senado

Na tentativa de esfriar a crise política que atinge o Senado Federal, líderes governistas se movimentam para antecipar para o final desta semana a votação da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) no Congresso. Com a análise da LDO, o Legislativo pode dar início ao recesso parlamentar do mês de julho. A idéia dos governistas é tirar o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), do centro da denúncias de irregularidades e evitar a instalação das CPIs que vão investigar a Petrobras e o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte). Pelo calendário do Congresso, a LDO deveria ser votada no dia 16, véspera do início do recesso. O parecer da LDO que traça diretrizes para o orçamento que é encaminhado ao Congresso em no segundo semestre já foi apresentado na Comissão Mista de Orçamento e deve ser votado até quarta-feira. O relator deputado Wellington Roberto (PR-PB), disse que vai propor um corte linear de 30% sobre previsão de gastos do governo.

Eletrobrás estuda local de instalação da Central Nuclear do Nordeste

A Eletrobrás estuda as melhores alternativas de localização para a instalação da Central Nuclear do Nordeste, disse nesta segunda-feira o presidente da estatal, José Antonio Muniz Lopes. A decisão ficará a cargo do governo federal. Muniz Lopes disse que, em um primeiro momento, serão construídas duas usinas nucleares na Região Nordeste, "possivelmente no mesmo sítio". Cada uma terá uma capacidade de geração de 1.000 megawatts (MW) de energia. "No futuro, teremos outras", afirmou. Os investimentos para a instalação das duas usinas iniciais ainda não foram dimensionados de forma adequada, disse o presidente da Eletrobrás. Entretanto, estimou que deverão ser necessários em torno de R$ 10 bilhões para a construção de cada unidade. Até agora, quatro estados já demonstraram interesse em receber a Central Nuclear do Nordeste (Bahia, Alagoas, Sergipe e Pernambuco).

Receita Videversus – a chef de cuisine Simone Nejar ensina a fazer um picadinho de soja

Hoje vamos preparar um picadinho com proteína vegetal texturizada em pedaços grandes. Já sei que os carnívoros de plantão vão torcer o nariz, pois o preconceito com a soja existe e é grande. Todavia, como nem sempre podemos agradar a todos, e nem mesmo Jesus conseguiu isso, hoje a sugestão vai para os vegetarianos, vamos corrigir, lacto-vegetarianos. Não vou falar em carne vegetal, porque se é carne, tem que ser animal. A única tentativa que eu conheço de fazer soja parecer carne é naquelas misturas que fazem nos hambúrgueres que comemos fora, para que pensemos que estamos comendo, apenas, carne. Poder-se-ia fazer um hambúrguer de soja e ficaria bom, também. Carne e soja tem gostos diferentes, para paladares distintos. Eu gosto do sabor da soja, principalmente em pratos bem temperados. A proteína vegetal texturizada não é o que se possa chamar de um prato para gourmets. Antes de tudo, é um eficientíssimo produto para suprir deficiências protéicas, com quantidade ínfima de gordura. Mas, se levarmos em conta que grande número de pessoas hoje evita carne, vamos ver o que a soja pode fazer pelo Chef. Como a soja tem um sabor relativamente neutro, isto é, não está andando de carona com um filé ou um lombinho de porco, é preciso extrair o máximo de sabor dos demais ingredientes da receita. Hoje vamos preparar um picadinho com proteína vegetal em pedaços grandes, pois seria uma aberração falar em preparar um estrogonofe sem carne. Vamos colocar seis xícaras de água a ferver numa panela com 250 g de proteína de soja. Quando ferver, vamos desligar e escorrer a soja, passando-a por um pouco de água fria e deixando que escorra todo o líquido. Reservamos. Numa panela aquecida colocamos seis colheres de sopa de óleo e fritamos uma cebola média picada junto com dois dentes de alho. Juntamos a soja e refogamos, colocando agora vários temperos para dar sabor à soja: páprica doce ou picante, sal, uma folha de louro, pimentão picadinho, orégano e, por fim, uma lata de tomates pelados liquidificados. Deixamos o tomate cozinhar. Juntamos uma lata de creme de leite, mexemos e desligamos antes que ferva. Polvilhamos com tempero verde picado. Se quiser, adicione um vidrinho de champignons. Sirva imediatamente com arroz branco. Experimente, eu garanto que fica gostoso!

Governistas tentam antecipar votação de LDO para esfriar crise no Senado

Na tentativa de esfriar a crise política que atinge o Senado Federal, líderes governistas se movimentam para antecipar para o final desta semana a votação da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) no Congresso. Com a análise da LDO, o Legislativo pode dar início ao recesso parlamentar do mês de julho. A idéia dos governistas é tirar o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), do centro da denúncias de irregularidades e evitar a instalação das CPIs que vão investigar a Petrobras e o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte). Pelo calendário do Congresso, a LDO deveria ser votada no dia 16, véspera do início do recesso. O parecer da LDO que traça diretrizes para o orçamento que é encaminhado ao Congresso em no segundo semestre já foi apresentado na Comissão Mista de Orçamento e deve ser votado até quarta-feira. O relator deputado Wellington Roberto (PR-PB), disse que vai propor um corte linear de 30% sobre previsão de gastos do governo.

Eletrobrás estuda local de instalação da Central Nuclear do Nordeste

A Eletrobrás estuda as melhores alternativas de localização para a instalação da Central Nuclear do Nordeste, disse nesta segunda-feira o presidente da estatal, José Antonio Muniz Lopes. A decisão ficará a cargo do governo federal. Muniz Lopes disse que, em um primeiro momento, serão construídas duas usinas nucleares na Região Nordeste, "possivelmente no mesmo sítio". Cada uma terá uma capacidade de geração de 1.000 megawatts (MW) de energia. "No futuro, teremos outras", afirmou. Os investimentos para a instalação das duas usinas iniciais ainda não foram dimensionados de forma adequada, disse o presidente da Eletrobrás. Entretanto, estimou que deverão ser necessários em torno de R$ 10 bilhões para a construção de cada unidade. Até agora, quatro estados já demonstraram interesse em receber a Central Nuclear do Nordeste (Bahia, Alagoas, Sergipe e Pernambuco).

GM vai anunciar no próximo dia 15 investimento de um bilhão de dólares em Gravatai

Agora está confirmado. No próximo dia 15 (quarta-feira), pela manhã, em Brasília, e no Palácio Piratini, à tarde, a General Motors vai confirmar que dará a partida a um investimento de um bilhão de dólares (quase dois bilhões de reais) no Rio Grande do Sul, para a duplicação das instalações da fábrica em Gravataí. A partir de 2012 a GM quer lançar no mercado mais dois novos modelos de carros populares, que serão produzidos em Gravataí. Teve um papel preponderante para a escolha do local do investimento da GM o fato de a empresa ter excelentes relações com a base sindical de Gravataí, e de os trabalhadores estarem satisfeitos com a fabricante.

JBS-Friboi adquire cinco unidades de abate e contrata 3.000 funcionários

A JBS-Friboi, informou nesta segunda-feira que incorporou cinco unidades de abate e desossa no Brasil e que vai contratar 3.000 funcionários. Em duas das plantas a empresa também passará a produzir biodiesel de sebo. Segundo a companhia, os negócios vão ampliar a sua capacidade de abate em 5.150 animais por dia. A empresa arrendou unidades em Juara (com capacidade para processar 800 animais/dia), Alta Floresta (1.600 animais/dia), Colider (850 animais/dia), Cuiabá (800 animais/dia) e São José dos Quatro Marcos (1.100 animais/dia). As duas últimas unidades pertencem ao grupo Quatro Marcos, que está atualmente em recuperação judicial, e os arrendamentos foram autorizados judicialmente. A JBS informou que a integração destas unidades, que são habilitadas para exportar para os principais mercados do mundo, fortalece a posição da companhia no Brasil. A unidade de São José dos Quatro Marcos produz processados de valor agregado, como carnes enlatadas e carnes pré-cozidas para os principais mercados do mundo. As unidades de Juara e Colider também produzem biodiesel a partir do sebo, o que marcará a entrada da companhia neste setor. De acordo com a JBS, essa integração eleva a capacidade de abate da companhia acima de 26 mil animais por dia no Brasil.

Jarbas Vasconcelos critica Lula por interferir em decisão da bancada do PT sobre José Sarney

Um dos principais críticos do governo no Senado Federal, o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-AP) voltou a atacar nesta segunda-feira o presidente Lula. O peemedebista afirmou que o presidente volta aos temos da ditadura ao intimidar a bancada do PT a apoiar a permanência do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), no cargo. Para Jarbas Vasconcelos, o presidente Lula age para não atrapalhar seus planos políticos. Segundo Jarbas, o presidente "não tem pudor" e para permanecer no poder "poderá destruir a dignidade do Congresso". "O presidente Lula procurou intimidar os senadores do PT. Ele planejou todos os eventos políticos dos próximos meses para que ao final seja eleita sua candidata a ministra Dilma Rousseff, de forma consagradora, mas não para ela, mas para si próprio. Nosso presidente não tem pudor algum e fará tudo para permanecer no poder e destruir a dignidade do Congresso", afirmou. Jarbas disse que o interesse do presidente no apoio do PMDB é pela estrutura partidária e que ele é um deslumbrado pelo poder. "O presidente tem interesse no tempo de televisão, na estrutura partido para cumprir seu projeto político pessoal. O presidente Lula é um deslumbrado pelo poder e considera-se acima das instituições. É uma ingerência sem limites só vista na ditadura militar. Ele interveio para constranger seus próprios partidários para tentar sustentar no cargo um presidente que não tem apoio interno para permanecer no posto", disse. E acrescentou: "Ao afirmar que o desfecho da crise é imprevisível ele está falando de seu projeto pessoal de continuidade de poder. Ele está com medo de perder o domínio da bancada do PMDB no Senado, mas está mais preocupado ainda em manter privilégios do que enfrentar os problemas do País". Jarbas Vasconcelos fez um apelo para que o a bancada do PT oficialize o pedido de afastamento do Sarney: "Espero que a bancada do PT reafirme sua postura e defenda o afastamento de Sarney. Quanto ao meu PMDB não há ilusões. Tenho horror de exercer o papel de paradigma da honestidade, mas a atual crise impõe uma tomada de decisão e a minha é estar do lado daqueles que defendem uma saída imediata do presidente". Jarbas Vasconcelos também disse que o presidente Lula enterra o PT: "Ao enquadrar o PT no Senado e interferir de maneira despudorada em outro Poder da República, Lula enterra de vez o sonho daqueles que o elegeram acreditando em um País mais justo. A estrela vermelha ruma para o ocaso pelas mãos de seu próprio líder. É o epílogo do último partido ideológico e programaticamente definido. Que descanse em paz".

Arthur Virgílio diz que PMDB ameaça denunciá-lo ao Conselho de Ética para calá-lo

O líder do PSDB no Senado Federal, senador Arthur Virgílio (AM), desafiou nesta segunda-feira o PMDB a denunciá-lo ao Conselho de Ética. Arthur Virgílio disse que tem recebido recados de pessoas ligadas ao PMDB de que pode ser alvo de um processo por quebra de decoro parlamentar se não recuar na pressão para que o presidente do Senado Federal, senador José Sarney (PMDB-AP), se afaste do cargo. Arthur Virgílio afirmou que ligou para o líder do PMDB, senador Renan Calheiros (AL), e disse que esperava a ofensiva no partido até final da tarde desta segunda-feira. “Disse a Renan que se tiver que ser hoje será. Se alguém no PMDB tiver autorização para fazer isso, que faça. É uma notícia grotesca me imaginar processado pelo PMDB. Se querem me calar terão que cortar minha língua ou decepar as minhas mãos. Essa é a única forma de me calar", afirmou Arthur Virgilio.