sábado, 25 de julho de 2009

Cirurgia de José Alencar durou quatro horas

A cirurgia de emergência a que o vice-presidente José Alencar foi submetido na sexta-feira no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, terminou por volta das 21 horas. O procedimento durou cerca de quatro horas. Ele foi submetido a uma colostomia (que desvia as fezes para uma bolsa plástica fixada no abdômen). Segundo o médico Raul Cutait, o vice José Alencar se "comportou muito bem" e mais uma vez foi "um bravo, um forte". O vice-presidente passou por uma nova cirurgia por causa de uma nova obstrução intestinal. José Alencar havia recebido alta no início da noite de quinta-feira, e no dia seguinte voltou ao hospital. Ele estava internado desde o último dia 8 para se recuperar de uma cirurgia para corrigir uma obstrução intestinal causada por tumores abdominais.

Ministério Público pede para Polícia Federal abrir inquérito para investigar grampos de Sarney

O Ministério Público Federal pediu à Polícia Federal abrir inquérito para investigar a divulgação de conversas telefônicas do presidente do Senado Federal, senador José Sarney (PMDB-AP), que ligam o peemedebista aos atos secretos. As gravações foram feitas pela Polícia Federal e mostram o presidente do Senado e seu filho, Fernando Sarney, negociando a contratação de Henrique Dias Bernardes, de 27 anos, namorado da neta de Sarney, Maria Beatriz Sarney. Dias depois da conversa, o namorado da neta de Sarney foi contratado no Senado por meio de um ato secreto assinado pelo então diretor-geral do órgão, o inefável Agaciel Maia, aliado do senador. Os diálogos foram gravados pela Polícia Federal com autorização judicial, durante a Operação Boi Barrica. Segundo o Ministério Público, a investigação está sob segredo de Justiça. O primeiro ao qual deve ser perguntado sobre a queda do sigilo das gravações é o comissário número um do PT no governo Lula, o peremptório ministro da Justiça, Tarso Genro, que manda na KGB petista.

Aliados de Sarney reagem à ofensiva da oposição e preparam representações

Os aliados do presidente do Senado Federal, senador José Sarney (PMDB-AP), preparam contra-ataque à ofensiva do PSDB, do DEM e de senadores que prometem uma nova representação contra o peemedebista no Conselho de Ética. Senadores ligados a Sarney encomendaram a assessores a elaboração de representações por quebra de decoro parlamentar contra colegas. A idéia é dividir a responsabilidade pela crise que atinge a imagem da instituição com outros senadores. Podem ser alvo de representação, o líder do PSDB, senador Arthur Virgílio (AM), os senadores Cristovam Buarque (PDT-DF), Efraim Moraes (DEM-PB) e Tião Viana (PT-AC). Todos já estiveram envolvidos em denúncias de irregularidades nos últimos meses. A estratégia dos senadores próximos ao presidente do Senado é intimidar opositores que insistirem em desgastar ainda mais imagem do peemedebista. Imaginem quem podem ser os autores desta iniciativa..... Certamente exemplos vivos de probidade... A movimentação dos aliados de Sarney começou depois que foram divulgadas gravações telefônicas interceptadas pela Polícia Federal que indicariam que o presidente do Senado negociou a contratação do namorado da neta. O Senado Federal virou uma casa de cafajestices de todos os naipes.

Macaquice do golpista Manuel Zelaya durou poucos minutos

Durou apenas alguns minutos a macaquice de permanência do presidente deposto de Honduras, o golpista Manuel Zelaya, naquele país. Logo depois de cruzar a fronteira entre Nicarágua e Honduras, o golpista Zelaya comemorou com os partidários que o seguiam e retornou à localidade de Las Manos, em território nicaragüense, tudo em menos de cinco minutos. "Tenho direito de voltar para minha casa, para minha família e voltar à Presidência", disse o presidente deposto à CNN, pouco antes da entrada em Honduras. A CNN na região é comandada por uma militante sandinista, que inclusive já parte do governo imensamente corrupto de Daniel Ortega. O golpista Zelaya cruzou a fronteira às 14h25 (17h25 de Brasília), escoltado por dezenas de militantes com escudos, enquanto minúsculo grupo de seus partidários comemoravam o feito, apesar do recolher que havia sido decretado pelo governo central do país. Depois de avançar alguns centímetros na fronteira, o golpista Zelaya recuou. Na comitiva de Zelaya estava o chanceler da Venezuela, Nicolás Maduro, enviado especial do tiranete caribenho Hugo Chávez. Com o recuo, o golpista Zelaya evitou que as forças de segurança do governo de Roberto Micheletti cumprissem a ordem de prisão emitida contra ele.

Lula quer reunião com laboratórios sobre vacina para gripe suína

O presidente Lula sugeriu na sexta-feira, em Assunção (Paraguai), durante a cúpula de chefes de Estado do falecido Mercosul (hoje uma mera filial do Foro de São Paulo), que seja realizada uma reunião com os principais laboratórios farmacêuticos com o objetivo de discutir a produção de vacinas contra a gripe suína. O objetivo é que a negociação com as empresas farmacêuticas seja feita "em bloco", o que daria maior peso às demandas dos países da região. A sugestão de Lula é que o encontro aconteça paralelamente à reunião da Unasul (União das Nações Sul-Americanas), marcada para os dias 9 e 10 de agosto no Equador. A Organização Mundial da Saúde também seria convidada. Durante os discursos na Cúpula do Mercosul, os presidentes dos quatro países do bloco se disseram preocupados com os critérios de distribuição da vacina, depois que ela for desenvolvida, e de remédios para a doença. Há o receio de que os países ricos recebam uma quantidade maior de vacinas em detrimento dos países pobres e em desenvolvimento. A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, chegou a defender a quebra de patente dos produtos relativos à doença, incluindo não apenas a vacina, mas também os medicamentos. Que gente mais patética.....

Lula felicita macaquice de Zelaya

O presidente Lula telefonou por volta das 16h30 de sexta-feira ao presidente deposto de Honduras, o golpista Manuel Zelaya, para desejar "boa sorte" em seu retorno ao país, uma macaquice que se limitou ao ingresso em meio metro dentro do território de Honduras, desde a Nicarágua, e em um retorno voando ao ponto de partida, com medo de ser preso. No telefonema, Lula recomendou cuidado ao presidente deposto e disse entender que sua tentativa de voltar para casa é "sua luta pessoal". Lula não tem norte. Vive dizendo que o Brasil não deve interferir na vida interna de outros países, mas interfere escandalosamente na vida de Honduras, país cuja Corte Suprema ordenou a deposição do golpista Manuel Zelaya. Os dois conversaram por cerca de dez minutos. Lula ligou de Assunção, no Paraguai, onde participou da cúpula do moribundo Mercosul, hoje uma mera filial do Foro de São Paulo.

Partidos devem se reunir antes do fim do recesso para avaliar denúncias contra Sarney

Antes mesmo do fim do recesso parlamentar, alguns partidos devem reunir suas bancadas para fazer uma avaliação sobre a crise no Senado, que envolve o presidente José Sarney (PMDB-AP). Até mesmo o PR, que antes do recesso mantinha uma posição de apoio ao senador, pode rever sua posição. Até o momento, uma representação do PSOL e quatro denúncias do líder do PSDB, senador Arthur Virgílio (AM), contra Sarney, estão no Conselho de Ética para que sejam apreciadas. O líder do PDT, senador Osmar Dias (PR), pretende convocar uma reunião da bancada para a próxima semana. Para Osmar Dias, a situação política de Sarney ficou insustentável a partir da divulgação das gravações de conversas telefônicas entre ele e o seu filho, Fernando Sarney, nas quais tratam da contratação do namorado de uma de suas netas para ocupar uma vaga no Senado. Osmar Dias apresentará para deliberação pelo menos três pontos: manter a postura de afastamento do presidente Sarney; incentivar mecanismos para que o Conselho de Ética decida o mais rápido possível a respeito das denúncias e da representação que já se encontram no colegiado; e reivindicar que os trabalhos nas comissões permanentes ocorram de forma mais intensa que no primeiro semestre. O líder do DEM, senador José Agripino Maia (RN), vai reunir a bancada na volta do recesso, dia 4 de agosto, para avaliar a situação política do presidente do Senado. Ele defende que o partido apresente ao Conselho de Ética representação contra Sarney, caso o parlamentar não dê "explicação convincente" sobre as denúncias. Ainda segundo Agripino, o recesso parlamentar serviu para "aumentar a pressão" pelo afastamento de Sarney. No PSDB, a avaliação é semelhante e a tendência deve ser de dar apoio institucional às iniciativas do líder Arthur Virgílio. "Agora é inevitável. O partido tem que rever a decisão para acelerar os procedimentos para o julgamento de Sarney", disse o vice-líder do PSDB, senador Álvaro Dias (PR).

Anac deve apresentar proposta de concessão de aeroportos nos próximos dias

A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) pretende entregar nos próximos dias ao governo a proposta de modelo de concessão dos aeroportos brasileiros. Segundo o diretor da agência, Marcelo Guaranys, a minuta do modelo já está pronta, e será levada ao grupo de discussão governamental sobre a questão, que envolve os ministérios da Defesa, Casa Civil, Planejamento e Fazenda. Entre as diretrizes do modelo que será proposto está a permissão para se fazer concessões em bloco ou de forma individual, a limitação de participação de empresas aéreas, que serão impedidas de ter controle sobre aeroportos e a liberação, sem qualquer limitação, de capital estrangeiro. "A Anac cria condições para que se façam investimentos em infraestrutura. Queremos definir o marco regulatório o mais rapidamente possível, para que possam ser feitos investimentos privados. A partir daí, a decisão sobre o modelo e privatizações fica a cargo do governo", afirmou Guaranys, depois de participar da abertura da Feira Nacional da Aviação Civil, no Rio. Para o diretor, há prazo suficiente para que se privatize aeroportos a tempo de que investimentos possam ser feitos para ampliar a infraestrutura para a Copa do Mundo de 2014. O processo de concessão, segundo ele, duraria pelo menos um ano, a partir do momento em que um aeroporto entre no PND (Plano Nacional de Desestatização). O governo chegou a anunciar a intenção de conceder à iniciativa privada os aeroportos Tom Jobim (Rio de Janeiro) e de Viracopos (Campinas). São Paulo já está com a capacidade aeroportuária próxima do esgotamento. Congonhas já está saturado e o aeroporto de Guarulhos segue na mesma direção. A Anac, inclusive, já proibiu novos vôos internacionais em Guarulhos e está desviando novas rotas para o Tom Jobim e Viracopos.

“Para o Senado é bom ter um funcionário como eu”, diz namorado da neta de Sarney

Apontado como o principal motivo do agravamento da crise em torno do presidente do Senado Federal, senador José Sarney (PMDB-AP), Henrique Dias Bernardes, de 27 anos, namorado da neta do peemedebista, sustenta que não vê ilegalidade na interferência de Sarney em sua contratação na Casa Legislativa. Nomeado por ato secreto para um cargo na Diretoria Geral, Henrique Dias Bernardes foi deslocado para a área administrativa no serviço médico do Senado. Por lá, ele diz que trabalha oito horas diárias e não demonstra constrangimento com a divulgação dos áudios da Polícia Federal que indicariam que o presidente do Senado negociou sua contratação. "Todos os parlamentares têm direito a cargos comissionados. São para pessoas de confiança. Não tenho parentesco com ninguém. Nem de terceiro grau. Não há ato ilícito nenhum", disse o rapaz. Ele afirmou que não pensa em deixar o trabalho na direção da SAMS (Secretaria de Assistência Médica e Social do Senado). Sem querer comentar a ligação com Maria Beatriz Sarney, neta do presidente do Senado, Bernardes disse que não conquistou o cargo só pela indicação do peemedebista, mas também pelo currículo. Pessoas próximas a Henrique Dias Bernardes dizem que o namoro terminou. Formado em física e pós-graduado em contabilidade e economia na UNB (Universidade de Brasília), ele acredita que é “gabaritado” para a função. "Sou um profissional altamente preparado, tanto por conta da minha formação universitária como da minha pós-graduação. Além disso, tenho experiência na iniciativa privada, como gerente administrativo e financeiro. Para a Casa, é bom ter um funcionário como eu", afirmou. Mas que tal?!!!! Se um sujeito como esse é tão capaz, por que não procurou um lugar na iniciativa privada?

Líder supremo do regime fascista islâmico do Irã ordena demissão de vice-presidente

O líder supremo do regime fascisita islâmico do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, ordenou na sexta-feira a demissão do primeiro vice-presidente do país, Esfandiar Rahim Mashaie, criticado pelos conservadores desde sua nomeação no dia 17. "A nomeação de Esfandiar Rahim Mashaie como vice do presidente é contrária ao seu interesse e ao do governo e provocará divisão e frustração entre seus partidários", afirmou Khamenei em uma carta enviada ao presidente, o fascistóide islâmico Mahmoud Ahmadinejad. "Essa nomeação tem de ser anulada", completou o líder supremo, a pessoa mais poderosa do Irã. A escolha de Mashaie,.cuja filha é casada com o filho de Ahmadinejad, irritou os conservadores, que o reprovam por ter dito em julho de 2008 que o "Irã é amigo do povo americano e do povo israelense". Os dois países são considerados inimigos do Irã, pelos clérigos fascistas islâmicos que dominam o país e implantaram uma ditadura teocrática.

Anac vai redistribuir posições em Congonhas dentro de um mês

A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) vai definir em até um mês a redistribuição de slots (vagas para operações de pouso e decolagem) no aeroporto de Congonhas, informou nesta sexta-feira o diretor da agência, Marcelo Guaranys. O tema entrou em discussão na diretoria da autarquia, e devem ser abertas vagas para 15 pares de slots, que serão retirados de companhias que não estiverem cumprindo os serviços com pontualidade e regularidade. A nova distribuição será feita por sorteio entre as companhias que já atuam por lá, e as empresas que estão pleiteando espaço para operar no aeroporto. TAM, Gol, OceanAir e Pantanal são as únicas companhias que operam em Congonhas. O aeroporto que, segundo a Anac, está saturado, sem espaço para a abertura de novas operações, mantém 30 movimentos por hora. A Azul e a Webjet querem operar no aeroporto paulista.

OMS afirma que gripe suína atinge principalmente crianças em idade escolar

O vírus da gripe suína, que já deixou 800 mortos no mundo, atinge principalmente crianças em idade escolar, afirmou nesta sexta-feira a OMS (Organização Mundial de Saúde). Em comunicado, a organização afirma que o vírus está se espalhando rapidamente pelas escolas, mas já começa a contaminar também pessoas mais velhas. "É mais fácil para o vírus se espalhar nas escolas", disse Gregory Hartl, porta-voz da organização, ressaltando que os mais velhos costumam contrair a forma mais severa da doença. "Continua nossa prioridade determinar quais grupos de pessoas correm risco maior de uma doença séria para que possamos tomar as precauções necessárias para protegê-los", disse a OMS. Segundo a organização, as mulheres grávidas e os obesos correm maior risco de contrair uma gripe severa. Para as mulheres, a doença pode causar até mesmo aborto espontâneo ou morte. Hartl destacou ainda que a gripe suína continua se espalhando a grande velocidade. Apenas quatro meses após seu surgimento no México, o vírus está perto de atingir todos os países do mundo. "Se vocês considerarem que a propagação deste vírus atingiu 160 dos 193 Estados membros da OMS, estamos nos aproximando de 100%. No que se refere aos mortos, acredito que estamos agora perto dos 800", disse Hartl.

OMC diz que contração do comércio mundial parece ter chegado ao limite

A contração do comércio mundial decorrente da crise econômica parece ter atingido seu máximo, devido à retomada observada na Ásia, disse nesta sexta-feira o diretor geral da OMC (Organização Mundial do Comércio), Pascal Lamy. Ele afirmou, no entanto, que é preciso evitar o "otimismo excessivo", ao destacar que o número de desempregados continua aumentando e que os efeitos políticos e sociais da crise ainda não foram notados completamente. "Embora os mercados financeiros tenham mostrado recentemente sinais de estabilização e a contração do comércio já pareça ter atingido o fundo, ainda não está muito claro como vamos sair da crise e quanto tempo levaremos", declarou ele. Lamy insistiu que, apesar de a Ásia ter iniciado a retomada de seu comércio, é preciso evitar "otimismo excessivo". Segundo ele, as perspectivas sobre a economia mundial ainda são frágeis e incertas. O sinal mais recente sobre o comércio exterior na Ásia foi divulgado ontem: o governo do Japão informou que o país teve em junho o quinto superávit comercial consecutivo, de 508 bilhões de ienes (US$ 5,3 bilhões), o maior desde março de 2008.

Ditadura facínora de Cuba continua fazendo presos políticos

Quatro meganhas da repressão política da ditadura facínora de Cuba, comandada pela dinastia criminosa dos Castro, prenderam sem acusação formal, na última terça-feira, o médico, ativista democrático e jornalista independente cubano Darsi Ferrer. Este destacado membro do movimento opositor na ilha foi conduzido imediatamente à prisão de Valle Grande, localizada em La Lisa, a oeste de Havana. Uns dias antes da prisão ele havia levado uma surra da polícia política do ditador fascista Raul Castro, sucessor do seu irmão, o facínora Fidel Castro. Darsi Ferrer se declarou em greve de fome até que lhe informem os motivos de sua prisão. Apesar de não haver uma acusação formal, os meganhas que efetuaram a detenção alegaram a seus familiares que iriam “conversar” sobre uns materiais de construção que ele supostamente havia roubado. Falando por telefone ao jornal El Nuevo Herald, de Miami, sua mulher, Yusnaimy Jorge Soca, informou que não “não há acusação formal, não há motivos e que o colocaram no pavilhão dos presos comuns”. Darsi Ferrer é o diretor do Centro de Saúde e Direitos Humanos Juan Bruno Zayas. Pois é esta Cuba, fantástica ditadura, que é tão defendida pelo super-bananão José Miguel Insulza, secretário-geral da OEA, que a quer de volta ao organismo. Ao mesmo termpo, este bananão defende o retorno ao poder do golpista Miguel Zelaya em Honduras. É com esta gente que o PT, os petistas e Lula se juntam. Por aí se vê o tipo de democracia ansiada pelo PT, pelos petistas e por Lula.

Família Minc, uma família que não se afasta do serviço público

Além da mulher, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, tem um filho empregado como assessor parlamentar. O advogado José Luís Galamba Minc Baumfeld, de 27 anos, está lotado desde o início do ano no gabinete do vereador petista Adilson Pires na Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro. O vereador, líder do governo do prefeito Eduardo Paes (PMDB) na Câmara, nega ter empregado o rapaz a pedido do ministro. Conhecido nos corredores da Câmara como Zezé, o filho de Carlos Minc foi nomeado para o cargo em comissão de Assistente 1, símbolo DAS-6, com salário bruto de R$ 4.587,00. Em abril, a mulher de Carlos Minc, Maria Margarida Galamba de Oliveira, também ganhou um cargo de secretária parlamentar, mas em Brasília, onde o ministro carioca passa a maior parte da semana desde que se tornou ministro do Meio Ambiente. Conhecida como Guida, ela foi nomeada no gabinete da deputada federal Cida Diogo (PT-RJ) na Câmara dos Deputados, ocupando a vaga de uma funcionária que foi empregada no Ministério do Meio Ambiente, em uma espécie de “nepotismo cruzado”. O salário dela é de cerca de R$ 4 mil. Cida e Pires fazem parte da mesma corrente petista, a Mensagem ao Partido, liderada nacionalmente pelo ministro da Justiça, o peremptório Tarso Genro. Mas, Minc, Sarney, gente dessa estirpe, não é nenhuma novidade no País. Qualquer campônio de Goiás, que se desloque para um Estado metido a politizado, como o Rio Grande do Sul, ingressando na política, também se torna um desses exemplares chefe de família extremamente dedicado ao setor público. No Rio Grande do Sul, político municipal em destaque momentâneo emprega o filho em emprego no Legislativo estadual, e a mulher em estatal federal. Naturalmente, a renda da família dedicada ao serviço público ascende a cerca de 40 mil reais mensais. Enquanto isso a companheirada de baixa extração, aquela que só é chamada a contribuir com votos na hora da eleição, fica chupando dedo. E não há quem mele essa situação.