domingo, 26 de julho de 2009

Receita Videversus – aprenda a fazer peito de frango à florentina com a chef de cuisine Simone Nejar


Descendente da antiga família dos senhores de Florença, Catarina de Médici (1519 – 1589) teve em suas mãos o reino da França e entre lutas e guerras de religião salvou para os filhos a preciosa coroa. Uma característica marcante de Catarina era a crença cega nos adivinhos de todo o tipo, tendo sido protetora, inclusive, de Nostradamus, que chegou à corte em 1556, para compilar o horóscopo dos príncipes reais. Conta-se, também, que graças à Catarina a cor preta entrou na moda, pois os seus vestidos de luto eram novidade na Corte. Até então, as rainhas enlutadas só vestiam branco, enquanto as grandes damas misturavam o preto e o branco (aliás, a combinação mais chique que existe). O fato é que a feia Catarina, além de lançar moda, proteger adivinhos e massacrar protestantes, foi também responsável pelo nome dado a um acompanhamento feito com espinafre. Introduzido na Europa por volta do Século XII, o espinafre foi realmente valorizado como alimento graças ao consumo freqüente por Catarina. Até hoje, o "acompanhamento à Florentina" denota a presença do espinafre.
Vamos precisar de dois peitos de frangos cortados em bifes, uma xícara de leite, 4 colheres de sopa cheias de farinha, dois ovos, duas colheres de sopa de amido de milho, uma colherinha de fermento, sal, uma pitada de açúcar, temperos para o frango (pimenta do reino, molho de alho e mostarda), um pote de requeijão, meia cebola picadinha e um maço de folhas limpas de espinafre. Temperamos os bifes com sal, pimenta do reino, mostarda e molho de alho e reservamos. Preparamos uma massa para empanar os bifes, misturando os ovos, o amido de milho, a farinha, o leite, o sal, o açúcar e o fermento. Deve ficar uma massa pastosa. Passamos os bifes nesta mistura e vamos fritá-los em óleo por alguns minutos. Reservamos. Abafamos as folhas de espinafre numa panela por poucos minutos, até que murchem. Colocamos numa tábua e batemos com uma faca para cortar as folhas. Aquecemos um pouco de óleo numa panela, fritamos a cebola, juntamos o espinafre, sal, o copo de requeijão e mexemos por um minuto. Colocamos os bifes num prato e viramos o molho de espinafre e requeijão por cima, levando ao forno para aquecer bem. Servimos com guarnição de batatas.

Polícia Federal investiga comunidades de venda de armas ilegais na internet

A Polícia Federal está investigando o Orkut porque há indícios de que comunidades estejam vendendo armamento ilegal. Um catálogo de armas de uso exclusivo das Forças Armadas e das polícias, todas com fotos e preços, é oferecido livremente em uma página que mostra pistolas, rifles, revólveres e carabinas, alguns deles de fabricação estrangeira. A Polícia Federal já identificou quadrilhas que negociam armamentos por e-mails ou bate-papos eletrônicos. O dono confirmou que vende as armas. Disse que é de Foz do Iguaçu (PR), na fronteira com o Paraguai, cidade brasileira com maior índice de mortes de jovens. Afirmou também que as armas podem ser compradas pessoalmente ou por entrega. O site chamou a atenção do chefe da Divisão de Repressão ao Tráfico de Armas da Polícia Federal, delegado Marcus Vinicius Dantas. Segundo ele, o suposto vendedor trouxe um elemento novo: "O fato desse internauta dizer que é de Foz do Iguaçu indica que o anúncio pode ser verdadeiro, já que se trata de uma cidade de fronteira com o Paraguai onde se vendem armas de uso restrito”. O chefe da Coordenação de Combate a Crimes Cibernéticos da Polícia Federal, delegado Carlos Eduardo Sobral, defendeu a investigação: "É preciso fazer uma análise preliminar de inteligência. O tráfico de armas é um dos crimes praticados na rede, como fraudes bancárias, pirataria e pedofilia”. As armas anunciadas no Orkut incluem um Mauser tchecoslovaco, arma antiga usada nas duas guerras mundiais e oferecida por R$ 2,5 mil; rifles 770 de calibre 308 a R$ 4,2 mil e uma série de pistolas 9 mm (Beretta 9000, Pardini GT9, Taurus PT e Glock G17) e de calibres 45 e 380 (Taurus PT 1911, PT 58), por R$ 1,2 mil a R$ 1,9 mil. O dono da página disse que também pode conseguir armas que não estão no catálogo, como fuzis da marca Colt, que oferece por preços que variam entre R$ 15 mil a R$ 30 mil.

Ferrari mantém versão de cirurgia bem-sucedida no piloto Felipe Massa

A operação a que se submeteu o piloto Felipe Massa foi bem-sucedida e o prognóstico sobre a sua recuperação não é pessimista, reafirmou neste sábado a equipe Ferrari, depois da má-interpretação da mídia de um boletim redigido em húngaro expedido pelo hospital onde o piloto está internado. Um porta-voz da equipe mostrou-se visivelmente irado depois que a imprensa, com base em um comunicado pouco claro, anunciou que a Felipe Massa corria risco de morte. Massa foi levado de helicóptero ao hospital AEK de Budapeste, onde passou por uma cirurgia, com resultados positivos, havia anunciado a Ferrari. "Agora, Felipe está sob observação na Unidade de Tratamento Intensivo", prosseguiu a escuderia, acrescentando que notícias sobre o piloto seriam dadas na manhã deste domingo. Operado por uma "fratura de crânio, seu estado é sério, mas estável", explicou o chefe da equipe cirúrgica, Peter Bazso, em comunicado em húngaro.

A mulher do piloto Felipe Massa pediu aos brasileiros que rezem por uma melhora no quadro clínico de seu marido. Antes de embarcar para a Hungria, Rafaella Massa fez o apelo em entrevista à TV Globo. "Não importa a fé e a religião, rezem por ele", pediu Rafaella, que está grávida, ainda no Aeroporto Internacional de São Paulo, na noite deste sábado. "Vamos acompanhá-lo porque é muito difícil para um pai, uma mãe e uma esposa ficar sabendo das coisas apenas pelo telefone", completou Titonio Massa, pai do piloto brasileiro. Depois de ser atingido por uma peça do carro de Rubens Barrichello, perder o controle da sua Ferrari e bater na proteção de pneus, no fim do treino de classificação para o GP da Hungria, Felipe Massa foi hospitalizado. O brasileiro foi submetido a uma cirurgia para retirada de parte do osso do crânio, acima do supercílio esquerdo. Apesar de o procedimento cirúrgico ter sido bem sucedido, Felipe Massa está em coma induzido e será despertado apenas na manhã deste domingo, quando realizará novos exames.

Hugo Chávez diz que ia a prostíbulos quando era subtenente

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, confessou neste sábado, em discurso exibido na televisão, que frequentava prostíbulos com outros militares quando era subtenente do Exército, e que, por isso, recebia felicitações de seus superiores. “Eu também ia, às vezes, confesso. Eu, pecador, confesso... É que um levava o grupo e como ia se negar? Minha mãe tinha um velho jipe que passava cheio de subtenentes e o prostíbulo era um de nossos destinos", admitiu ele. O chefe de Estado fez referência ao assunto ao comparar o estudo e a prática de esportes que são estimulados atualmente nas fileiras militares venezuelanas, o que afirmou ser proibido no passado e era considerado quase como "uma traição à pátria". Chávez afirmou, em um ato de graduação de oficiais venezuelanos e de militares de Argentina, Bolívia e Brasil, que uma vez ele e os colegas foram surpreendidos em "uma dessas casas pelo capitão" do batalhão ao qual pertenciam e que, longe de repreendê-los, ele os felicitou. "Fomos condenados à incultura, companheiros", prosseguiu Chávez, que disse que em uma ocasião negaram a ele a permissão que solicitou para estudar e que, em outra, ambas como subtenente, foi detido por questionar o capitão que lhe negou outra permissão para jogar beisebol. Mas que maravilha este senhor. As seguidas idas aos prostíbulos da Venezuela devem ter afetado os seus miolos.

Honduras reforça segurança e amplia toque de recolher na fronteira

O governo de Honduras, presidido por Roberto Micheletti, reforçou neste sábado a segurança na fronteira com a Nicarágua e ampliou o toque de recolher na região. As medidas foram tomadas após o presidente deposto, o golpista Manuel Zelaya, ter voltado à localidade fronteiriça de Los Manos, de onde tentou na sexta-feira entrar no país novamente. O lado hondurenho da fronteira está ocupado por membros do Exército e da Polícia de Honduras. O governo interino ampliou o toque de recolher na zona fronteiriça, das 18 horas deste sábado às 6 horas deste domingo. As autoridades hondurenhas também reiteraram que se o golpista Zelaya entrar em Honduras será preso.

Bombardeio aéreo contra base das Farc mata 16

Militares da Colômbia afirmaram neste sábado que pelo menos 16 terroristas das Forças Armadas Revolucionárias do país (Farc, organização terrorista e traficane de cocaína) morreram durante um ataque aéreo a um acampamento do grupo. A base dos terroristas e traficantes de cocaína marxistas foi alvo de um bombardeio, e segundo um porta-voz militar colombiano, os corpos foram encontrados perto de equipamentos militares por tropas de infantaria do Exército. Analistas dizem que a ofensiva seria contra um dos chefetes das Farc, o terrorista Jorge Briceno, conhecido como Mono Jojoy. A divisão comandada por Briceno seria considerada a mais poderosa das Farc, com cerca de 4 mil homens. Os terroristas colombianos estão sob crescente pressão do governo do presidente Alvaro Uribe. Depois de sete anos no poder, ele continua com altos índices de popularidade e agora tenta aprovar uma emenda constitucional que permita se candidatar para um terceiro mandato.

Republicanos se reúnem com presidente interino de Honduras

Uma missão de congressistas republicanos dos Estados Unidos se reuniu neste sábado com o presidente Honduras, Roberto Micheletti, no início de uma visita para ouvir relatos sobre a crise vivida pelo país após a deposição golpista ex-presidente Manuel Zelaya. Os congressistas Tom Dime, da Flórida, e Brian P. Bilbray, da Califórnia, se reuniram com Micheletti na Casa Presidencial. O chanceler e a vice-chanceler de Honduras, Carlos López e Martha Alvarado, também participaram do encontro, além de uma assessora de Micheletti, Marcia Villeda. Os congressistas também se reuniram com os magistrados da Suprema Corte de Justiça, e devem se encontrar até segunda-feira com deputados do Congresso Nacional, funcionários do Ministério Público, empresários e representantes de setores sociais. O objetivo dos legisladores é "verificar de fonte fidedigna a realidade" do que aconteceu em Honduras em 28 de junho, quando os militares depuseram o golpista Zelaya, por ordem da Supremo Corte, e o Parlamento designou em seu lugar Micheletti, até então chefe do Legislativo.

Fernando Sarney vendia poste para estatal que dirigia

Fernando Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), há muito tempo atua com energia no Maranhão. Formado na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), na turma de 1978, ele se vangloriava, nas rodas de amigos na década de 80, de ter o melhor emprego do mundo: ao mesmo tempo que presidia a Companhia Energética do Maranhão (Cemar), era sócio de uma empresa que fabricava postes de cimento, contratada pela própria estatal.

Polícia Legislativa deve pedir indiciamento de Agaciel

A Polícia Legislativa do Senado Federal deve pedir nos próximos dias ao Ministério Público Federal o indiciamento do ex-diretor-geral da Casa, o inefável Agaciel Maia. Ele é acusado de crime de inserção de dados falsos em sistema de informação de órgão do serviço público. A pena para esse delito varia de dois a 12 anos de reclusão. O inefável Agaciel Maia é acusado de nomear, por ato secreto, uma servidora para o gabinete do senador Demóstenes Torres (DEM-GO), sem autorização do parlamentar. A Polícia Legislativa ainda apura a participação do ex-diretor de Recursos Humanos, outra figura inesquecível, João Carlos Zoghbi, na contratação ilegal. O envolvimento de Zoghbi neste caso foi denunciado pelo próprio Agaciel Maia, em depoimento.

Polícia Legislativa deve pedir indiciamento de Agaciel

A Polícia Legislativa do Senado Federal deve pedir nos próximos dias ao Ministério Público Federal o indiciamento do ex-diretor-geral da Casa, o inefável Agaciel Maia. Ele é acusado de crime de inserção de dados falsos em sistema de informação de órgão do serviço público. A pena para esse delito varia de dois a 12 anos de reclusão. O inefável Agaciel Maia é acusado de nomear, por ato secreto, uma servidora para o gabinete do senador Demóstenes Torres (DEM-GO), sem autorização do parlamentar. A Polícia Legislativa ainda apura a participação do ex-diretor de Recursos Humanos, outra figura inesquecível, João Carlos Zoghbi, na contratação ilegal. O envolvimento de Zoghbi neste caso foi denunciado pelo próprio Agaciel Maia, em depoimento. Esta Polícia Legislativa era subordinada às duas inefáveis figuras. Imagine a qualidade da investigação.....

Em nota, bancada do PT pede licenciamento de Sarney

A bancada de senadores do PT reafirmou na sexta-feira a posição favorável a um pedido de licença do presidente do Senado Federal, senador José Sarney (PMDB-AP). "A bancada reafirma a sua posição de que o melhor caminho seria o pedido de licença da presidência da Casa por parte do senador José Sarney", comunicou a bancada, em nota assinada pelo líder do partido na Casa, Aloizio Mercadante (SP). Os parlamentares petistas afirmaram ser "grave" a revelação feita em reportagem do jornal O Estado de S. Paulo sobre envolvimento do senador nas negociações para nomeação do namorado de sua neta para um cargo no Senado. “É grave essa nova denúncia porque há indícios concretos da associação do presidente do Senado, José Sarney, em ato secreto de nomeação do namorado de sua neta”, diz a nota. Segundo a bancada, o Conselho de Ética terá que investigar "com rigor" a suspeita "de participação direta do senador Sarney na promulgação de ato secreto". "Também deve ser apurada a divulgação de conversas telefônicas do senador José Sarney, que constam em inquérito que tramita sob segredo de Justiça", diz o comunicado. Os parlamentares do PT ainda afirmaram que não se opõem à antecipação da reunião do Conselho de Ética, "desde que asseguradas as exigências regimentais e a concordância e a disponibilidade de seus integrantes em período de recesso".

Petista Mercadante diz que há indícios concretos de ligação de Sarney com ato secreto

O líder do PT no Senado Federal, senador Aloizio Mercadante (SP), disse em nota na sexta-feira que a divulgação das gravações da Polícia Federal, nas quais o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), negocia com o filho Fernando Sarney emprego para o namorado da neta, é “grave, porque há indícios concretos da associação do peemedebista com atos secretos”. A transcrição da escuta telefônica foi publicada pelo jornal “O Estado de S.Paulo” na última quarta-feira. No comunicado, o líder do PT diz ainda que a bancada continua defendendo o afastamento temporário de Sarney do cargo e que não se opõe a uma reunião de emergência do Conselho de Ética, como defenderam na véspera os senadores Cristovam Buarque (PDT-DF) e Pedro Simon (PMDB-RS). Mesmo com novas declarações de apoio do presidente Lula, na quinta-feira, Sarney começa a perder parte dos aliados que sustentam sua permanência no cargo.