terça-feira, 28 de julho de 2009

Relatório do Senado Federal deve pedir demissão de apenas 100 servidores

A comissão criada no Senado Federal para analisar os "atos secretos" deve pedir a demissão de cerca de 100 servidores, e não dos 218 inicialmente cogitados. Os atos secretos são determinações que não foram publicadas durante 14 anos de gestão do ex-diretor-geral do Senado, o inefável Agaciel Maia, criatura de José Sarney. No dia 13 de julho, Sarney determinou a anulação de todos os atos secretos. Uma primeira contagem indicou a existência de 663 desses atos. Mas a comissão criada para analisá-los diz ter localizado 152 medidas que haviam sido publicadas e, portanto, cumpriam os preceitos da Constituição. É nisso que dá, os mesmos investigando os mesmos. Mais umas semanas e nunca terá havido um ato secreto sequer.

Chávez retira embaixador de Bogotá e "congela" relação com a Colômbia

O presidente da Venezuela, o tiranete Hugo Chávez, anunciou nesta terça-feira que vai retirar o embaixador do país na Colômbia, Gustavo Márquez, e outros funcionários diplomáticos, após chamar de "irresponsável" o líder colombiano, Álvaro Uribe, por acusações de desvio de armas vendidas à Venezuela para os terroristas e traficantes de cocaína das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia). "Diante dessa nova agressão por parte do governo da Colômbia, eu ordenei a retirada do nosso embaixador de Bogotá, do nosso pessoal diplomático. Vamos congelar as relações com a Colômbia", disse Chávez na televisão oficial. "Esse governo da Colômbia dá vergonha, é dirigido por irresponsáveis da pior espécie que eu já vi”, acrescentou o clown bolivariano. Essa é a reação do mico caribenho, fazer-se de bravo para tentar ocultar o fato de que a Suécia confirmou que havia vendido para a Venezuela os lança-mísseis que foram parar com o terroristas e traficantes de cocaína das Farc.

Banco Mundial empresta US$ 30 milhões para combate à pobreza na Bahia

O Bird (Banco Mundial) concedeu nesta terça-feira um empréstimo de US$ 30 milhões ao Brasil com o objetivo de combater a pobreza. A meta é, com esse dinheiro, incluir mais 360.000 pessoas em um plano que busca melhorar as condições de vida dos pobres na Bahia, anunciou a instituição financeira em comunicado. O plano Produzir, destinado a aumentar as oportunidades econômicas dos menos favorecidos, beneficia atualmente 810 mil pessoas, ou seja, 18% da população rural da Bahia, ressaltou o Bird.

Ministro Paulo Bernardo diz que Brasil já saiu da crise

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, afirmou que o Brasil já saiu da crise financeira. Segundo ele, os indicadores econômicos apontam que "isso já é passado", uma vez que a indústria teve cinco meses de retomada e a venda de automóveis bateu recorde. "Tudo indica que o segundo trimestre vai ter um crescimento, em relação ao primeiro, na ordem de 1,5%, talvez até 2% do PIB. Enfim, nós estamos muito convencidos de que isso já é passado. Isso não quer dizer que os nossos problemas estejam resolvidos. Tem setores que ainda estão sofrendo. Precisamos aprimorar as políticas e trabalhar com muito afinco, muita disciplina, mas estamos bastante otimistas", disse Paulo Bernardo ao sair de congresso sobre gestão pública. Para o ministro, no entanto, as sequelas da crise poderiam ser muito piores se o Brasil não tivesse adotado as medidas anticrise. "Nós perdemos receita por conta da redução da atividade econômica e optamos por reduzir impostos, o que causou mais perda de receita, para manter nossos programas sociais. Tivemos que reduzir o rigor fiscal. Se tivesse aumentado o desemprego, nossa conta de seguro desemprego seria altíssima. Nós gastamos no primeiro semestre quase 10 milhões com seguro desemprego", disse ele.

PSOL promete entrar com nova representação contra José Sarney

Com a ameaça de aliados do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), de arquivar sem discussão as denúncias no Conselho de Ética, o PSOL deve protocolar nesta quarta-feira a segunda representação do partido contra o peemedebista. O líder do PSOL no Senado Federal, senador José Nery (PA), e a presidente do partido, a vereadora de Maceió, Heloisa Helena, estarão em Brasília discutindo o texto com técnicos. A idéia é que a nova reclamação contra o peemedebista inclua as denúncias de que ele interferiu a favor da fundação que leva o seu nome e que é suspeita de desviar R$ 500 mil de um patrocínio cultural da Petrobras, além de ter escondido da Justiça Eleitoral a propriedade de uma casa avaliada em R$ 4 milhões.

Aécio Neves diz que Senado Federal precisa de uma reforma profunda

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), disse nesta terça-feira que o Senado Federal precisa passar por uma reforma total. Ele não quis comentar sua posição sobre a manutenção ou não do senador José Sarney (PMDB-AP) na presidência da Casa e afirmou que o assunto deve ser tratado pela bancada do partido. "Independente ou não da licença do presidente José Sarney, o Senado precisa de uma reforma absolutamente profunda, com transparência, uma reorganização gerencial e administrativa", afirmou Aécio Neves. Ou seja, uma manifestação autenticamente mineira, nem sim, nem não, absolutamente mineira, mureteira. Para Aécio Neves, a atual crise é fruto de uma gestão ineficiente ao longo de mais de uma década e do acúmulo de ações que não foram transparentes. Aécio Neves afirmou que, se a situação atual se mantiver, as prévias serão um caminho natural para a escolha do candidato para as próximas eleições.

Entidades patronais abandonam Codefat e acusam governo Lula de interferência

Representantes dos setores empregadores anunciaram nesta terça-feira sua retirada do Codefat (Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo do Trabalhador), por divergências na eleição para a presidência da entidade realizada nesta terça-feira. Em nota, os representantes da indústria, comércio, bancos e agropecuária acusaram o Ministério do Trabalho de interferir na escolha. O Codefat é responsável por gerir um patrimônio que hoje está em quase R$ 160 bilhões. É desse montante que saem os recursos para pagamento do seguro-desemprego, abono salarial e parte dos empréstimos do BNDES. As entidades que se retiraram são CNI (indústria), CNC (comércio) CNA (agropecuário) e Consif (bancos). Elas apoiavam a candidatura de Fernando Antonio Rodrigues, representante da CNA. Mas, o candidato eleito foi Luigi Nesse, presidente da CNS (Confederação Nacional de Serviços), que teve 12 votos a favor. Houve duas abstenções, dos representantes dos ministérios da Previdência e Agricultura. As entidades patronais reclamam do apoio do governo Lula à Confederação Nacional de Serviços, uma entidade pelega, que só entrou no conselho em abril deste ano, por decisão do governo, criada pelo pelegão número um, o ministro do Trabalho, Carlos Lupi. As quatro grandes confederações que abandonaram o Codefat faziam parte do conselho desde a sua criação, em 1990. Com essa jogada, que derrubou o princípio da rotatividade entre as confederações na presidência da entidade, o pelegão Lupi conseguiu colocar as mãos em 160 bilhões de
reais do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador).

Corregedor de Justiça pede informações ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais sobre ato secreto

O corregedor nacional de Justiça, ministro Gilson Dipp, pediu informações ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais sobre a edição de um ato assinado há duas semanas e que não foi publicado no Diário da Justiça. O ato foi assinado pelo presidente do tribunal, desembargador Sérgio Antônio de Resende, e determinou a abertura de uma sindicância para investigar a suspeita de furto de um laptop por um funcionário. No ofício encaminhado ao presidente do tribunal, o ministro ressalta a necessidade de esclarecimento dos fatos "particularmente em atenção ao compromisso de todos os órgãos do Poder Judiciário com a transparência e publicidade de suas condutas e procedimentos". No último sábado, o jornal O Estado de S. Paulo revelou que, entre 1989 e 2008, o Tribunal de Justiça de Minas editou 102 atos normativos, entre portarias, resoluções e ordens de serviço, sem publicá-los no Diário Oficial. Todos esses atos, entre eles 18 portarias instaurando sindicâncias, haviam sido editados em gestões anteriores. Eles incluíam, em atos de 1989 e 1990, regulamentação sobre vencimentos de magistrados.

PSDB entra com três representações contra Sarney no Conselho de Ética

O PSDB decidiu protocolar na tarde desta terça-feira três novas representações contra o presidente do Senado Federal, senador José Sarney (PMDB-AP), no Conselho de Ética da Casa. As ações tratam do envolvimento do senador com os atos secretos, da interferência a favor de um neto que intermediava operações de crédito consignado para servidores do Senado e do uso do cargo a favor da fundação que leva seu nome e mentido sobre a responsabilidade administrativa pela fundação. As punições possíveis para Sarney vão desde uma simples advertência verbal até a cassação de seu mandato. A pena tem que ser decidida pela maioria dos conselheiros e em seguida referendada pela maioria do plenário. A estratégia de propor três representações é para tentar fortalecer a oposição porque, com essa movimentação, o DEM não precisaria representar contra o peemedebista e, com isso, um dos três senadores democratas do colegiado poderia ser sorteado para relatar algum dos processos.

Estados Unidos suspendem visto de juiz e do presidente do Congresso de Honduras

Tomas Arita, juiz da Suprema Corte de Honduras, que ordenou aos militares a prisão do presidente deposto, o golpista Manuel Zelaya, e Alfredo Saavedra, novo presidente do Parlamento hondurenho, são duas das quatro autoridades de Honduras que tiveram seus vistos suspensos pelos Estados Unidos nesta terça-feira, um mês após a deposição que interrompeu a realização de um golpe de Estado por meio de mecanismos do Estado Democrático de Direito, bem como dita a estratégia do Foro de São Paulo. A suspensão foi anunciada nesta terça-feira pelo departamento de Estado norte-americano, que parece ter queimado seus fusíveis e não consegue mais discernir quem é golpista de um democrata. Tomas Arita é um diplomata de carreira que assumiu como juiz da Suprema Corte em janeiro deste ano. No dia 28 de junho, assinou a ordem para que os militares revistassem a casa de Zelaya e o capturassem. O porta-voz do Departamento de Estado, Ian Kelly, disse que ainda serão revistos os vistos de todos os funcionários do presidente interino Roberto Micheletti.

Codefat aprova linha de R$ 200 milhões para taxistas renovarem frota

O Codefat (Conselho Deliberativo do FAT) aprovou na reunião desta terça-feira a criação de uma linha de crédito para taxistas comprarem carros novos. Ao todo, serão liberados R$ 200 milhões, e as condições incluem prazo de cinco anos para o pagamento. O teto de cada financiamento será de R$ 60 mil, com até 90% do valor do carro podendo ser concedido. Os juros anuais serão compostos pela TJLP (hoje em 6% ao ano) mais 4%. A linha será operada pelo Banco do Brasil e, possivelmente, também pela Caixa Econômica Federal. Os recursos para a linha de crédito virão do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador).

PSB deve decidir sobre candidatura de Ciro em São Paulo até setembro

A candidatura do deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) ao governo de São Paulo deve ser definida até o fim de setembro. A direção nacional do PSB vai reunir informações dos cenários eleitorais de todos os Estados até o fim de agosto. Depois disso se reunirá e avaliará as condições para a realização de uma aliança em suas bases. Apesar de o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), negar que haja interesse do partido e do candidato ao governo paulista, interlocutores do PSB afirmam que a candidatura é vista com bons olhos pelo deputado, pelo presidente Lula e seria interessante para o PT, já que o partido não tem um nome forte para a disputa.

Lula diz que lançará novo PAC em 2010 para o próximo governante

O presidente Lula afirmou nesta terça-feira que vai lançar em fevereiro do próximo ano um novo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). Segundo ele, o objetivo é deixar as coisas aprovadas para que o próximo governante não tenha de "começar do zero". Lula ainda criticou a oposição que, segundo ele, torce para que o Brasil não dê certo. "Eles têm que saber uma coisa primeiro, que não sou mais candidato e, segundo, se o Brasil for mal, não será ruim para o Lula, para a Dilma, para o Fernando Haddad, será ruim para a parte mais pobre deste País", disse ele na Paraíba. Nunca antes neste Pais se teve um presidente tão boquirroto, tão falastrão, e tão petulante. Quer dizer que ele pretende dar o rumo do próximo governo? Quer dizer que ele tem a pretensão de se tornar substituto do voto livre dos brasileiros e da vontade na Nação? Ora, vá se roçar em uma tundra.

Secretaria da Saúde confirma mais uma morte por gripe suína no Rio Grande do Sul

A Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul confirmou nesta terça-feira mais uma morte por gripe suína no Estado. Com isso, subiu para 19 o número de vítimas no Estado e 56 no País. A morte confirmada em Uruguaiana é de um homem de 45 anos, sem doença preexistente, e que morreu nesta segunda-feira.

Aliado deu emprego no STJ para neta de Sarney

Antes de pedir emprego para o namorado no Senado Federal, a neta do senador José Sarney (PMDB-AP) Maria Beatriz, ocupou por dois anos cargo de confiança no gabinete da presidência do Superior Tribunal de Justiça. Ainda cursando Direito, ela recebia mais de R$ 6 mil por mês. Na época, o Superior Tribunal de Justiça não exigia nível superior dos ocupantes de cargos por indicação política. Maria Beatriz, que teve diárias pagas por duas viagens internacionais no período (aos Estados Unidos e à Austrália) trabalhou como assessora internacional de 2004 a 2006. Maria Beatriz foi nomeada pelo então presidente do Superior Tribunal de Justiça, Edson Vidigal, hoje inimigo político dos Sarney.

Lula prevê crescimento "surpreendente" da economia em 2010

O presidente Lula afirmou nesta terça-feira que o Brasil terá um "crescimento surpreendente" no próximo ano. "O Brasil está saindo da crise, e no ano que vem vamos ter um crescimento surpreendente", disse em discurso em Campina Grande, na Paraíba. Ele atribuiu parte da crise econômica ao pânico e lembrou que, nos encontros que tem tido com governantes de outros países, como os presidentes dos Estados Unidos, Barack Hussein, e da França, Nicolas Sarkozy, só tem ouvido elogios à política econômica do Brasil. Diferentes estudos dos bancos Bradesco e Itaú Unibanco apontam que, de fato, a recessão brasileira terminou em maio. Segundo os dados, após dois trimestres seguidos de retração, que caracterizaram recessão técnica no País, a economia brasileira voltou a se expandir exatamente no centro do segundo trimestre.

Anatel manterá proibição de venda do Speedy até novas providências da Telefônica

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) deverá manter a proibição da venda do Speedy até que a Telefônica tome novas providências para melhorar a prestação do serviço. A área técnica da agência fez estudos que mostram que as providências tomadas pela operadora para a compra de novos equipamentos e realização de investimentos ainda não foram suficientes e, por isso, a proibição deverá ser mantida. No dia 22 de junho a Anatel proibiu a Telefônica de comercializar o serviço de banda larga Speedy depois de várias panes enfrentadas pelos usuários nos últimos meses. A Anatel determinou que a Telefônica adote procedimentos para melhorar a qualidade do serviço e disse que a medida cautelar valeria até que "a empresa declare que foram implementadas".

PSDB ignora apelo de Renan Calheiros e vai apresentar representação contra Sarney

O presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), disse nesta terça-feira que o partido decidiu apresentar uma representação contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), no Conselho de Ética, porque não existe mais espaço para uma conciliação. Sérgio Guerra afirmou que a decisão do partido foi provocada pela falta de "respostas claras" nas últimas semanas para as denúncias de nepotismo e tráfico de influência contra o peemedebista. Ele confirmou que recebeu um telefonema na segunda-feira do líder do PMDB, senador Renan Calheiros (AL), na tentativa de reverter a idéia dos tucanos de apresentar mais uma representação contra Sarney. O presidente do PSDB disse que, agora, a situação de Sarney precisa ser resolvida pelo Conselho de Ética. "Renan me disse que era um conciliador. Eu também sou um conciliador, mas acho que a conciliação deve ser feita no Conselho de Ética. Esse é o melhor caminho para o Senado resolver a crise que enfrenta", afirmou Sérgio Guerra.

Gripe suína adia volta às aulas na rede estadual paulista para dia 17 de agosto

A Secretaria de Educação de São Paulo prorrogou as férias em todas as escolas da rede estadual como forma de prevenir novas contaminações pela gripe suína. O retorno às aulas está programado para o dia 17 de agosto. Na segunda-feira foram confirmados mais quatro mortes causadas pela doença no Estado de São Paulo, sendo duas em Osasco (Grande São Paulo), uma em São Carlos e outra em Mogi-Guaçu. Na noite desta segunda-feira, contra toda a normalidade, o programa de Jô Soares, na Rede Globo, foi inteiramente dedicado para que o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, falasse sobre a disseminação da epidemia da febre suína no Brasil, o que contribuiu, também, para realçar a gravidade da situação, finalmente admitida pelo governo Lula. A suspensão das aulas na rede pública paulista aconteceu por recomendação da Secretaria Estadual de Saúde.

Arthur Virgilio defende que PSDB entre com quatro representações contra Sarney

O líder do PSDB no Senado Federal, senador Arthur Virgílio (AM), divulgou nota nesta terça-feira defendendo que o partido protocole quatro representações contra o presidente da Casa, senador José Sarney (PMDB-AP), no Conselho de Ética, por quebra de decoro parlamentar. O presidente do partido, senador Sérgio Guerra (PE), discute com técnicos do partido se o melhor seria uma ou quatro representações. Segundo o líder, quatro pedidos de cassação trariam mais desgaste aos aliados de Sarney no Conselho de Ética, que trabalham para arquivar as denúncias. O colegiado é comando pelo senador Paulo Duque (PMDB-RJ), que tem a prerrogativa do cargo de rejeitar as acusações e já sinalizou que pretende engavetá-las. A estratégia de propor quatro representações também poderia fortalecer a oposição porque, com essa movimentação, o DEM não precisaria representar contra o peemedebista e, com isso, um dos três senadores democratas do colegiado poderia ser sorteado para relatar algum dos processos. Pelo regimento, os autores das representações ou denúncias ficam impedidos de serem nomeados para qualquer relatoria. Os senadores do PMDB também não podem relatar os processos por serem do partido do presidente do Senado. "Apresentando as quatro representações evita-se que, por ventura, o presidente do Conselho de Ética arquive liminarmente as quatro denúncias numa só canetada. As denúncias devem ser julgadas individualmente", disse Arthur Virgílio.

Sadia recebe R$ 950 milhões da Brasil Foods para estabilizar sua situação financeira

A Sadia informou nesta terça-feira, em comunicado ao mercado, que recebeu de sua controladora, a Brasil Foods, a importância de R$ 950 milhões como "adiantamento para futuro aumento de capital". Segundo o documento, os recursos serão utilizados no processo de saneamento financeiro da companhia. A BRF (denominação atual da Perdigão) assinou a associação com a Sadia em maio deste ano, mas a fusão entre as duas companhias ainda depende da aprovação dos órgãos de defesa da concorrência. Os acionistas das empresas já aprovaram a associação. Um acordo entre as companhias e o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), assinado no começo de julho, permite que a BRF injete capital na Sadia para ajudar a empresa a sanar suas dívidas antes mesmo da aprovação da fusão.

Polícia Legislativa decide prorrogar por 60 dias inquérito que investiga Agaciel Maia

A Polícia Legislativa decidiu prorrogar por 60 dias o inquérito que investiga a nomeação sigilosa de uma servidora no gabinete do senador Demóstenes Torres (DEM-GO). O ex-diretor-geral do Senado Federal, o inefável Agaciel Maia, é acusado de inserir dados em documentos oficiais sem autorização, ou seja, pela edição dos atos secretos. A polícia ainda não vai pedir ao Ministério Público Federal o indiciamento de Agaciel Maia porque foi aconselhada pela Procuradoria Geral da República a aguardar o exame grafotécnico confirmando as assinaturas nos atos secretos. Olho, muito olho sobre eles, porque são os mesmos investigando os mesmos. Na tentativa de se defender das acusações, o inefável Agaciel Maia jogou para o ex-diretor de Recursos Humanos, o também inefável João Carlos Zoghbi, a indicação de Lia Raquel Vaz de Souza para o gabinete do senador Demóstenes Torres.

Juros do crédito pessoal caem para menor nível desde 1994

As taxas de juros para pessoa física nas linhas de crédito pessoal e para aquisição de veículos alcançaram em junho o menor nível desde 1994, início da serie histórica do Banco Central. De acordo com a pesquisa mensal do Banco Central, os juros do crédito pessoal ficaram em 45,6% ao ano em junho, o que representa uma queda de 14,8 pontos percentuais em relação á taxa praticada em dezembro de 2008. No caso do financiamento de veículos, a taxa caiu 9,6 pontos percentuais na mesma comparação, para 26,9% ao ano. O cheque especial continua com uma taxa bastante elevada (167% ao ano), apesar da queda de 7,9 pontos percentuais registrada no semestre. Em abril deste ano, por exemplo, essa modalidade de crédito apresentava juros menores que os verificados agora (166,3%). De acordo com a pesquisa, as taxas de juros para empresas e consumidores caíram em junho pelo sétimo mês consecutivo e chegaram ao menor nível desde dezembro de 2007. Dados parciais para o mês de julho mostram que os juros continuam caindo para as empresas, mas estão estáveis em relação ao consumidor.

Governo pede multa de R$ 300 milhões para Oi e Claro por falha em call center

O DPDC (Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor), do Ministério da Justiça, ingressou com duas ações coletivas na Justiça Federal contra a Claro e a Oi/BrT por descumprimento das regras para atendimento em call center. As ações pedem que cada empresa seja condenada a pagar multa de R$ 300 milhões por danos morais coletivos. Assinam as ações 23 Procons estaduais, entre eles o de São Paulo. De acordo com o balanço divulgado nesta terça-feira pelo DPDC, desde o dia 1º de dezembro, quando entraram em vigor as novas regras do call center, o setor de telefonia respondeu por 57% das reclamações nos Procons. Na telefonia fixa, a Oi/BrT é responsável por 59% das reclamações. Na telefonia móvel, a Claro é a empresa com maior número de denúncias, com 31%. Os principais motivos das queixas são dificuldades no acesso ao call center; má qualidade no atendimento; e problemas relacionados ao pedido de cancelamento imediato do serviço. 'É inacreditável a postura dessas empresas diante da sociedade brasileira. Não se trata de pessoas nos call centers que não são preparadas, mas de decisões empresariais de não atender ao consumidor', disse o diretor do DPDC, Ricardo Morishita. Desde dezembro, o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor já fez 431 autuações por descumprimento das regras. A Oi/BrT já foi multada em R$ 2,5 milhões e a Claro em R$ 1 milhão. O DPDC encaminhou ainda à Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) ofício em que destaca, oficialmente, que a agência não está sendo eficaz na fiscalização do atendimento ao consumidor. "A eficácia regulatória com relação ao consumidor é precária, é ineficaz", afirmou Morishita. Na telefonia móvel, depois da Claro, Oi/BrT possui o maior percentual de reclamações, 27,75%, seguida pela TIM (20,7%) e Vivo (11,87%). Na telefonia fixa, a GVT aparece em segundo, com 12,31%, seguida pela Telefônica (5,72%) e Embratel (5,17%). Desde dezembro, foram registradas mais de seis mil reclamações contra todos os setores. Em uma pesquisa geral nos Procons, os segmentos ligados à telefonia (telefonia fixa, celular, tv por assinatura, internet e aparelho celular) concentraram 32,9% de todos os registros de atendimento entre 2005 e 2009. Nesse período foram contabilizadas 607.746 demandas relativas ao setor de telecomunicações. O segmento de telefonia celular respondeu por 32,2% dos atendimentos, e o de telefonia fixa, 32,1%. Juntos, esses segmentos responderam por mais da metade (64,4%) do total de demandas do setor.

Inadimplência sobe pelo sétimo mês e chega a 5,7%

A inadimplência das empresas e dos consumidores brasileiros subiu pelo sétimo mês consecutivo e chegou a 5,7% das operações de crédito em junho, de acordo com dados divulgados nesta terça-feira pelo Banco Central. Esse é o maior índice da série do Banco Central, iniciada em junho de 2000. São considerados inadimplentes os atrasos superiores a 90 dias. Isso significa que o indicador ainda reflete o problema de falta de crédito e aumento dos juros no final do primeiro trimestre deste ano. No caso das pessoas físicas, a inadimplência se manteve estável em junho, no patamar recorde de 8,6%. Já entre as empresas, a taxa passou para 3,4%, o dobro do registrado antes do agravamento da crise econômica no Brasil.

Lucro da petrolífera BP cai 53% no trimestre

A gigante petrolífera BP (British Petroleum) anunciou nesta terça-feira que a queda nos preços do petróleo derrubaram o lucro do 2º trimestre em 53%, na comparação com o mesmo período de 2008, e afirmou que vê poucos sinais de aumento na demanda nos próximos meses. O lucro líquido entre abril e junho foi de US$ 4,39 bilhões, bem menos do que os US$ 9,36 bilhões do segundo trimestre do ano passado. Mas, este resultado ruim veio acima das expectativas do mercado e supera o lucro registrado no primeiro trimestre, de US$ 2,56 bilhões. Os preços do petróleo aumentaram um pouco desde então, com o Brent custando cerca de US$ 59,13 o barril no segundo trimestre contra US$ 44,46 no primeiro trimestre.

Uruguaiana adia volta às aulas e proíbe reuniões por causa da gripe suína

O prefeito da cidade de Uruguaiana (RS), Sanchotene Felice (PSDB), assinou um decreto no fim da tarde de segunda-feira adiando o retorna às aulas nas 23 escolas da rede municipal. A prorrogação das férias deve se estender até o dia 13 de agosto. Segundo a prefeitura, cerca de 10.700 alunos serão atingidos pela medida que também proíbe as reuniões de pessoas em locais públicos ou de uso coletivo. A cidade de Uruguaiana está em situação de emergência desde o dia 19 de julho e já registrou quatro mortes em decorrência da doença. A outra cidade gaúcha que também está com decreto de emergência em vigência é Barra do Quaraí (RS).

Morre primeiro nordestino por gripe suína

A direção do hospital Lauro Wanderley, em João Pessoa (PB), confirmou nesta terça-feira a primeira morte por gripe suína no Nordeste. Trata-se da 46ª vítima do País. Segundo o hospital, a vítima é um homem. Antes de morrer ele sofreu duas paradas cardíacas. A diretora da divisão infecto-contagiosa do hospital, Romilda Abreu Fernandes, informou que a vítima é um estudante de 31 anos internado na última quarta-feira. Dois dias antes ele esteve em um congresso de estudantes em Brasília. O jovem já apresentava problemas respiratórios e havia sido internado em outras oportunidades. As pessoas que tiveram contato com o estudante estão sendo monitoradas mas até agora não houve confirmação de outros casos.

Tarso Genro nega que Polícia Federal tenha vazado conversas da família Sarney

O ministro da Justiça, o peremptório Tarso Genro, negou nesta terça-feira que o vazamento de conversas telefônicas da família Sarney tenha partido da Polícia Federal. Gravações divulgadas pela imprensa mostram o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), o filho dele, Fernando Sarney, e a neta, Bia Sarney, negociando uma vaga no Senado para o namorado dela, Henrique Dias Bernardes. “As divulgações feitas sequer são objeto de inquérito. Mostram apenas uma pessoa orientando para fazer contração por DAS de outra pessoa, o que é livre”, disse Tarso Genro peremptóriamente. A situação dele ficou ruim porque é comandante da Polícia Federal, uma espécie de KGB no governo petista (polícia política), e também porque demonstrou que o PT cabalmente atua contra José Sarney e o poder reunido pela cúpula fisiologista do PMDB.

Caxias do Sul tem mais duas mortes por gripe suína confirmadas

A 5ª Coordenadoria Regional de Saúde da Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul confirmou no início da tarde desta terça-feira que mais 24 pessoas da região da Serra contraíram o vírus H1N1, da gripe suína. Está também confirmada a morte de mais duas pessoas que residem em Caxias do Sul, um homem de 36 anos e outro com mais de 50. Com os novos casos, o número de contaminados sobe para 28 na região da Serra gaúcha. Dos 24 resultados recebidos durante a manhã pela Secretaria Estadual da Saúde, todos foram positivos. São 19 pessoas de Caxias do Sul, uma de Farroupilha, uma de Nova Petrópolis, uma de Garibaldi e duas de Vacaria.

Governo gaúcho amplia número de procuradores para acelerar pagamento de precatórios

A partir de agosto, a Procuradoria-Geral do Estado do Rio Grande do Sul vai designar cinco procuradores para atuar exclusivamente junto a Central de Precatórios. Mesmo com dinheiro separado no orçamento para quitar dívidas judiciais, que não eram pagas nos últimos 10 anos, o governo Yeda Crusius (PSDB) tinha dificuldade para reavaliar os processos que já estavam em ordem cronológica. Assim, a intenção do Tribunal de Justiça de realizar 200 audiências por mês a partir de maio não vinha ocorrendo. A procuradora-geral adjunta Luciana Mabília Martins afirma que, para o Estado propor um acordo com os credores, é preciso fazer uma análise de todo o processo, antes de chegar na audiência. Na semana passada, foram realizadas 32 audiências para o pagamento de precatórios, de uma fila com mais de seis mil. O total da dívida ultrapassa R$ 4 bilhões, sendo que no mínimo 3 bilhões de reais foram contraídos pelo governo petista de Olívio Dutra. Durante sua gestão, o então presidente do IPE (Instituto de Previdência do Estado), Eliezer Pacheco (marido da deputada federal petista Maria do Rosário), fugia diariamente dos oficiais de Justiça que o procuravam com ordens de prisão, porque o governo petista se recusava a pagar as pensões e aposentadorias. O resultado dessa política irresponsável foi a criação de um bilionário rol de dívidas em precatórios para o Tesouro do Estado.

Repsol encontra indícios de petróleo e gás no litoral do Brasil

A companhia petrolífera hispano-argentina Repsol YPF encontrou novos indícios de petróleo e gás no poço Vampira, situado na Bacia de Santos, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP) confirmados nesta terça-feira pela companhia. O bloco onde ocorreu a descoberta é operado pela Repsol, que tem uma participação de 40%, e dele participam também a Petrobras (35%), a Vale do Rio Doce (12,5%) e a australiana Woodside (12,5%). O poço está situado a pouco menos de 200 quilômetros do litoral de São Paulo, em águas que têm uma profundidade de 140 metros. A análise preliminar de duas amostras coletadas entre 4.835 e 4.840 metros de profundidade confirmam a presença de petróleo muito leve e gás. A perfuração começou em setembro de 2008 no poço Panoramix e continuará este ano e em 2010 com mais dois ou três poços. O desenvolvimento da Bacia de Santos, em águas profundas do Brasil, é um dos 10 projetos-chave contemplados no Plano Estratégico da Repsol para o período 2008-2012.

Banco Central recebe autorização para realizar concurso para 500 vagas

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, autorizou em portaria publicada nesta terça-feira, no Diário Oficial da União, a realização de um concurso público para que sejam preenchidos 350 cargos de analista e 150 de técnico no Banco Central. Os cargos de analista, de nível superior, e de técnico, de nível médio, enquadram-se na carreira de especialista do Banco Central. O provimento dos cargos previstos no concurso "dependerá de prévia autorização do Ministério do Planejamento" e está "condicionado à declaração do respectivo ordenador de despesa sobre a adequação orçamentária e financeira da nova despesa com a Lei Orçamentária Anual e sua compatibilidade com a Lei de Diretrizes Orçamentárias, demonstrando a origem dos recursos a serem utilizados”.

Venezuela abre processo para cassar licença de 50 rádios

O ministro de Obras Públicas da Venezuela, Diosdado Cabello, informou nesta segunda-feira que o governo abriu processos administrativos contra 50 das 240 emissoras privadas de rádio, acusadas de "operar ilegalmente" e que, por isso, quer cancelar suas permissões de transmissão. Das 240 rádios AM e FM que “não passaram" pela Comissão Nacional de Telecomunicações (Conatel), em junho, para atualizar seus dados, "50 delas estão sendo notificadas" da abertura de processos administrativos para anular sua permissão de transmissão, declarou Cabello. O presidente da Câmara Venezuelana de Radiodifusão, Nelson Belfort, criticou a decisão e disse que os órgãos de regulação do governo, em breve, "vão escolher que estações de rádios nós devemos ouvir". O ministro disse que as medidas oficiais de revogar as concessões às 240 emissoras e restringir um máximo de três emissoras aos circuitos nacionais fazem parte do combate ao "latifúndio radioelétrico", onde 32% do mercado é controlado por "27 famílias". A Venezuela do tiranete Hugo Chávez se tornou um escárnio ao Estado democrático de direito, mas não se ouve essa organização moribunda, chamada OEA, dizer qualquer coisa a respeito dos atentados à democracia perpetrados por esse totalitário bolivariano.

Ligações telefônicas de empreiteiro indiciado pela Polícia Federal comprometem Sarney

A Polícia Federal captou, com autorização judicial, conversas do empreiteiro Zuleido Veras que comprometeriam o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Durante a conversa, divulgada nesta segunda-feira pelo jornal Folha de São Paulo, Zuleido Veras diz que não faltaria dinheiro para um empreendimento em Macapá porque "é obra de Sarney". Em uma outra conversa, em Brasília, Zuleido diz que já estava chegando à casa de Sarney. Dono da construtora Gautama, Zuleido foi o principal alvo da Operação Navalha, deflagrada em abril de 2007 para investigar fraudes em licitações de obras públicas. Ele foi preso ao lado de executivos e lobistas da empreiteira, indiciado por formação de quadrilha, corrupção e tráfico de influência e denunciado pelo Ministério Público. As interceptações são de julho e agosto de 2006. Na época, a construtora de Zuleido ampliava o aeroporto de Macapá, obra do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) orçada em R$ 112 milhões.

Petrobras paga R$ 203 milhões a empresa devedora da União

A Petrobras pagou, de 2003 a junho deste ano, R$ 203,1 milhões a um grupo de empresas de terceirização de mão de obra de Santo André (Grande ABC) que já utilizou laranjas e tem uma dívida milionária cobrada pela União, entre débitos tributários e previdenciários. As empresas possuem o mesmo nome (Protemp), têm fundadores ou sócios em comum, apresentam o mesmo endereço e estão abrigadas no mesmo site da internet. Dos 27 contratos com a Petrobras desde 2005, 11 foram por dispensa de licitação e 16 pelo sistema de convite, em que a estatal escolhe as empresas que apresentam propostas. Segundo a Petrobras, a Protemp é responsável por funcionários que fazem desde a análise de dados meteorológicos ou fiscalização de topografia até serviços de limpeza e comunicação. Dois CNPJs que receberam verbas da Petrobras estão na Lista de Dívida Ativa da União desde fevereiro de 2009 e não podem obter Certidão Negativa de Débitos, o que impede a contratação. Quem está na lista, diz a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, “não está parcelando, não tem uma decisão judicial favorável (mesmo que liminarmente) e nem efetuou um depósito como forma de garantia, antes de discutir a validade ou não do tributo”.

Colômbia diz que armas compradas pela Venezuela estão com Farc

O vice-presidente da Colômbia, Francisco Santos, afirmou nesta segunda-feira que várias armas que a Suécia "vendeu à Venezuela apareceram nas mãos" das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, organização terrorista e traficante de cocaína). "Isso não é algo novo, e acho que requer muito mais cuidado e uma vigilância extrema", disse Santos à Caracol Radio. As declarações foram feitas depois que o presidente colombiano, Álvaro Uribe, denunciou, no domingo, que as Farc compraram lança-foguetes de longo alcance, e culpou por isso os países vendedores de armas, sem citar nenhum. "Infelizmente, as Farc estão tendo a capacidade de adquirir equipamentos de uma maneira muito simples e através de mecanismos que são proibidos por toda a legislação internacional", acrescentou o vice-presidente. "Está confirmado que uma pequena quantidade de armas produzidas na Suécia foi encontrada em um acampamento das Farc. Pedimos explicações a responsáveis do governo da Venezuela para que nos digam como se explica que este equipamento tenha sido encontrado na Colômbia", disse em Estocolmo o ministro sueco do Comércio, Jens Eriksson. Segundo ele, as armas encontradas haviam sido vendidas ao governo venezuelano. O Exército colombiano apreendeu recentemente uma série de lança-foguetes produzidos na Suécia em um dos acampamentos da organização terrorista e traficante de cocaína. Em duas operações, em julho e outubro de 2008, o Exército encontrou vários lança-foguetes de origem sueca em acampamentos das Farc. Após a constatação, o governo colombiano entrou em contato com o governo da Suécia, cuja embaixada em Bogotá confirmou que os números de série das armas correspondem a um lote vendido pela empresa Saab Bofors Dynamics ao Exército da Venezuela. Dois generais que fazem parte do círculo mais estreito de relações do tiranete caribenho Hugo Chávez estão diretamente envolvidos na operação. Um deles integra uma lista de narcotraficantes elaborada pelo governo norte-americano. Conforme a revista colombiana Semana, no dia 2 de junho, durante a reunião da OEA em San Pedro Sula, em Honduras, altos funcionários do governo colombiano procuraram, em caráter de urgência, os representantes do governo da Venezuela. Tinham uma informação extremamente grave, que devia ser repassada aos venezuelanos com a maior discrição possível. O assunto, sem dúvida, era delicado. Tratava-se, nada mais, nada menos, de um informe dando conta de que a Colômbia havia encontrado em um acampamento das Farc vários lança-foguetes de propriedade do Exército venezuelano. A preocupação não era para menos. Ainda que, no passado, se tenha encontrado material bélico das Forças Armadas da Venezuela em poder da subversão, especialmente munição e fuzis, era a primeira vez que se encontra artilharia daquele tipo, com alto poder de destruição, nas mãos da organização terrorista e traficante de cocaína. Ao receber a informação, os funcionários venezuelanos se comprometeram a realizar uma investigação para tratar de explicar ao governo colombiano como material de guerra reservado ao Exército venezuelano havia ido parar nas mãos da subversão. Os dias se converteram em semanas. Até sexta-feira passada, quase dois meses depois de transmitido o informe, a explicação venezuelana não havia chegado. A história começou em meados do ano passado nas selvas de La Macarena, durante uma das muitas operações que o Exército colombiano realizou contra um dos mais temidos, sanguinários e procurados chefes guerrilheiros: Gener García, ou “Jhon 40″, chefe da Frente 43 das Farc. À frente de 300 subversivos, é um dos principais alvos das forças militares, dado que é um dos homens de confiança de Jorge Briceõ, o “Mono Jojoy”, há muitos anos o principal responsável pelo controle do narcotráfico na região oriental do país, razão por que há um pedido dos Estados Unidos para a sua extradição. No fim de julho de 2008, durante uma das incursões contra “Jhon 40″ e seus homens, o Exército chegou até um dos acampamentos do chefe terrorista e traficante de cocaína. Apesar de o subversivo ter escapado, os militares encontraram no local algo que os surpreendeu: vários lança-foguetes AT-4. A estranheza era explicável, já que se trata de uma arma que nem sequer as próprias Forças Armadas da Colômbia têm. É considerada uma das armas de infantaria mais eficientes e letais do mundo. Trata-se de uma espécie de bazuca de manejo e transporte simples. Um único homem pode usá-la facilmente; seu poder a torna muito eficaz para destruir veículos blindados, bunkers ou fortalezas militares. Em outubro, em outro acampamento das Farc, na mesma região, o Exército encontrou partes de outros lança-foguetes desse mesmo tipo. Os militares colombianos sabiam que, dado o modelo (AT-4), esses artefatos eram fabricados pela empresa Saab-Bofors Dynamics, da Suécia. Os projéteis traziam inscritos os números de série. Essa informação foi passada à embaixada sueca em Bogotá e a autoridades em Estocolmo, com o objetivo de buscar ajuda para estabelecer a origem do armamento e, sobretudo, saber como chegaram à Colômbia. Há pouco mais de três meses, veio a resposta oficial, que confirmou que os números de série dos foguetes encontrados nos acampamentos correspondiam a um lote que havia sido vendido, há alguns anos, pela firma sueca ao Exército da Venezuela. No acampamento do falecido chefe terrorista e traficante de cocaína Raúl Reyes no Equador, foram encontrados vários computadores dele. Nesses computadores, cuja autenticidade foi certificada pela Interpol, encontrou-se a informação que descreve em detalhe as polêmicas relações das Farc com o Equador e com a Venezuela. Poucas semanas depois do bombardeio de 1º de março, conheceu-se publicamente o conteúdo de parte da informação que Reyes guardava. E se evidenciavam, entre outras coisas, vínculos estreitos e colaboração econômica, política e militar de funcionários e militares do governo do tiranete Hugo Chávez com a organização terrorista e traficante de cocaína colombiana. Muitos desses documentos foram entregues pelo governo da Colômbia à Venezuela poucas semanas depois do bombardeio. Algumas das mensagens mais polêmicas eram aquelas nas quais Reyes e outros chefes terroristas e traficantes de cocaína trocavam informações sobre a entrega de armas da Venezuela para as Farc. Chamou atenção a coincidência de informação de alguns e-mails e os lança-foguetes que a Suécia vendeu ao Exército venezuelano e que acabaram em poder dos terroristas e traficantes de cocaína. Em 4 de janeiro de 2007, “Ivan Márquez” envia um e-mail a Reyes e a outros membros do Secretariado das Farc no qual dá um informe sobre vários pontos. “Como estava previsto, em 3 de janeiro, eu me reuni com os generais Cliver Alcalá e Hugo Carvajal, com quem já havia me reunido em três ocasiões na companhia de Ricardo (Rodrigo Granda). Falamos do Plano Patriota, troca de prisioneiros, a “parapolítica” e de três aspectos do plano estratégico: finanças, armas e política de fronteiras. Eles vão nos fazer chegar na próxima semana 20 bazucas (não me lembro o calibre) de grande potência segundo eles, das quais 10 seriam para Timo (Timochenko) e 10 para cá. Alcalá sugeriu que fosse uma quantidade maior”. É o que diz o quarto dos oito pontos do e-mail de Márquez. Poucos dias depois dessa comunicação, Márquez enviou uma nova mensagem a Tirofijo e ao Secretariado. Ele confirmou, entre outras coisas, que “o aparato que recebemos com Timo são foguetes antitanques de 85 mm, dois tubos e 21 cargas. O amigo disse que eles têm mais 1.000 cargas e que, em breve, nos fará chegar outras mais, assim como alguns tubos”. Quando os e-mails foram encontrados e divulgados, em maio de 2008, a Venezuela tratou de dizer que eles não tinham credibilidade. As autoridades colombianas, por sua vez, sabiam havia tempos da velha intenção das Farc de conseguir armamento pesado em qualquer lugar do mundo. Ainda que os e-mails de Márquez fossem muito claros sobre o tipo de arma que a guerrilha havia recebido dos generais Cliver Alcalá e Hugo Carvajal, a verdade é que nem as forças militares nem os organismos de segurança nacionais tinham a certeza ou evidências de que esse tipo de armamento estivesse em poder da organização terrorista e traficante de cocaína, o que ficou evidente agora. Os dois militares venezuelanos que são mencionados por Márquez em seu correio fazem parte do círculo de maior confiança do presidente venezuelano e podem ser apontados como colaboradores das Farc. O general Alcalá é o comandante da 41ª Brigada Blindada e Guarnição Militar de Valencia. O mais polêmico é o general Hugo Carvajal, chefe da Direção Geral de Inteligência Militar da Venezuela (Dgim). Carvajal está envolvido na tortura e assassinato de membros do Exército colombiano em território venezuelano. No ano passado, o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos incluiu Carvajal na lista especial de traficantes de drogas, ao lados de outros dois altos funcionários do governo venezuelano, o ex-ministro do Interior e Justiça, Ramón Rodríguez Chacín, e Heny de Jesús Rangel Silva, diretor dos Serviços de Prevenção e Inteligência (Disip). Está evidente que o tiranete venezuelano se porta como um delinqüente internacional. O tiranete não reconhece mais limites na ação para interferir na política interna do país vizinho. O que está em curso na América Latina é a formação de narcoestados, sob a chefia do super-delinquente Hugo Chávez. Evo Morales o índio cocaleiro trotskista que comanda a Bolívia, está criado uma nova região, na divisa com o Brasil, para a produção de folha de coca. Bem pertinho da selva, onde dá para esconder laboratórios de refino de cocaína. Consta que a vida dos traficantes estava bastante fácil na Honduras do golpista Manuel Zelaya.

Ministro Carlos Lupi tenta de novo se apropriar do FAT

Faz tempo que o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, herdeiro de Leonel Brizola e novo dono político do PDT, tenta dar um golpe e ficar de dono do FAT, o Fundo de Amparo ao Trabalhador, que tem hoje um patrimônio de R$ 150 bilhões, com um orçamento em 2010 de R$ 43 bilhões. Essa montanha de dinheiro é gerida por um conselho, o Codefat, com 18 representações, divididos em três bancadas: seis governamentais, seis patronais e seis de trabalhadores. A cada dois anos, renova-se a Presidência, com um revezamento entre essas bancadas. A vice-presidência é sempre do governo. Atualmente, a Força Sindical, do inefável deputado federal Paulinho da Força, comanda o Codefat. A eleição da nova presidência ocorre nesta terça-feira. Em 2008, com o surgimento de novas centrais sindicais, estimuladas pelo Ministério do Trabalho, o conselho resolveu aumentar a representação das bancas de quatro (era assim desde 1990) para seis. Junto com essa mudança, Carlos Lupi teve uma idéia genial: elaborou um decreto que transferia a presidência do FAT permanentemente para o ministro do Trabalho. Como a vice-presidência já é do governo, a gestão deixaria de ser tripartite. Lula recusou a proposta. O que Carlos Lupi tinha em mente? Em 2010, dada a rotatividade entre as bancadas, o comando do Codefat será dos empregadores. Na lógica do rodízio que há também entre as entidades de um mesmo grupo, é a vez de a CNA (Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil) comandar o conselho. A bancada patronal do Condefat era formada pelas seguintes entidades: CNI (Confederação Nacional da Indústria), Consif (Confederação Nacional do Sistema Financeiro), CNC (Confederação Nacional do Comércio) e CNA. Sob o patrocínio entusiasmado de Carlos Lupi, formaram-se no ano passado a CNS (Confederação Nacional de Serviços) e a CNTUR (Confederação Nacional de Turismo). A concessão de registro sindical à CNS, por exemplo, é de 8 de dezembro do ano passado. Ela só passou a integrar o conselho em janeiro. Pois bem, com seis meses de existência legal apenas, a CNS decidiu, sempre com o estímulo de Carlos Lupi e sem o apoio da sua bancada, criar confusão e indicar um candidato para a presidência do FAT: Luigi Nessi. O nome da CNA, a quem cabe agora a presidência, é Fernando Antônio Rodrigues. Carlos Lupi tenta agora convencer representantes da bancada do governo e dos trabalhadores a votarem contra o nome da CNA. Estão representados no FAT os ministérios do Trabalho, Fazenda, Previdência Social, Agricultura e Desenvolvimento Agrário e o BNDES. Pelos trabalhadores, falam a CUT, a Força Sindical, a UGP (União Geral de Trabalhadores), Nova Central Sindical de Trabalhadores, Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil e CGTB (Central Geral dos Trabalhadores do Brasil). Logo se verá se Lula está por trás da manobra.

Patético Celso Amorim diz que não há solução para Honduras sem volta do golpista Manuel Zelaya

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, ratificou nesta segunda-feira, a posição do governo Lula de que não há solução para Honduras que não passe necessariamente pela volta do presidente deposto, o golpista Manuel Zelaya, que pretendia liquidar com a democracia em seu país por meio de um referendo criminoso. “O Brasil vem condenando o golpe de forma veemente e acha que não existe solução que não passe pela volta do presidente Zelaya ao poder. Se depois ensejar algum dialogo, anistias internas, são coisas a serem discutidas posteriormente, como alias estavam e o presidente Zelaya chegou a aceitar uma das propostas do atual governo, mas os golpistas não aceitaram”, disse o ministro barbudinho, que trata de tornar o Ministério das Relações Exteriores do Brasil em uma espécie de sucursal do Foro de São Paulo. “O golpe não só é errado, como aliás todo golpe de estado. É um golpe anacrônico, não tem nada a ver com a situação geopolítica do mundo, então ele não tem futuro”, disse Amorim, na solenidade de abertura do 17º Seminário Internacional de Mídia sobre Paz no Oriente Médio, no Palácio do Itamaraty, no centro do Rio de Janeiro. O que dizer de um tipo que comanda a política externa e não diz uma linha de protesto contra a facinorosa ditadura de Cuba, e que apóia incondicionalmente um regime totalitário fascista islâmico (teocrático) como o do Irã? Ou ainda, que apóia grandes assassinos internacionais, como o genocida do Sudão? E cujo partido político, o PT, é aliado formal de organizações terroristas, como o Hamas, o Hizbollah e as Farc (esta, uma organização terrorista e traficante de cocaína)? Esse é o clamoroso defensor da democracia para Honduras, país no qual a Suprema Corte mandou destituir o presidente por violação da constituição.

Polícia Federal vai usar avião não tripulado para combater crime na Tríplice Fronteira

A Polícia Federal apresentou nesta segunda-feira, em São Miguel do Iguaçu, município localizado a 40 quilômetros de Foz do Iguaçu, o Sistema Vant (Veículo Aéreo Não Tripulado), que será usado no combate ao crime na região da Tríplice Fronteira, entre Brasil, Paraguai e Argentina. É a primeira vez no mundo que a polícia emprega um Vant, normalmente utilizado por forças militares, para combater esse tipo de crime. A aeronave é capaz de voar por 37 horas ininterruptas, cobrindo mais de 1 mil quilômetros. Além disso, pode fotografar ou filmar com nitidez, durante o vôo, pessoas e objetos no solo, de uma altura que pode chegar a 30 mil pés (10 quilômetros). O ministro da Justiça, o peremptório Tarso Genro, disse que até 2014 esse modelo de aeronave, de fabricação israelense, poderá ser construído no Brasil, já que o contrato de compra prevê a transferência de tecnologia para a indústria nacional. O investimento feito em cada uma das aeronaves é de aproximadamente R$ 8 milhões. É bom que se use mesmo esses aparelhos, porque organizações terroristas e traficantes de cocaína e armas operam com toda liberdade nessa região. Até o final do ano estarão em atividade mais dois aparelhos, um na Amazônia, tendo como base o Estado do Amazonas, e outro em São Paulo. Será preciso destacar uma quarta aeronave para vigiar a fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai, por onde entra uma gigantesca quantidade de armamento ilegal no Brasil. Em uma segunda etapa serão criadas outras quatro bases, com 14 aeronaves.

Ministro Edison Lobão garante que acordo de Itaipu não aumentará preço na conta de luz

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse nesta segunda-feira que os US$ 240 milhões anuais a mais que o governo paraguaio lucrará com Itaipu virão da renegociação dos juros da dívida assumida pelo Tesouro Nacional para construir a usina hidrelétrica. Lobão disse que o acordo não terá impacto sobre o preço da energia e afirmou que o governo não pretende onerar o contribuinte, apesar de o Tesouro assumir o aumento de custo. Pelo acordo fechado entre os dois países, a receita do governo do Paraguai com a usina subirá de US$ 120 milhões anuais para US$ 360 milhões. O Tesouro é credor de mais de 60% da dívida contraída pelos dois países para a construção da usina. “O dinheiro vai sair do cálculo que se estabelece para cobrança da dívida que Itaipu Binacional constituiu no Exterior e em bancos nacionais. Vai se procurar ajustar os juros atuais aos juros internacionais de tal sorte que essa diferença, se houver, possa ser repassada para o governo do Paraguai”, explicou Lobão. Ele informou que esses cálculos estão sendo feitos pelo Ministério da Fazenda e ainda não há detalhes sobre qual será a redução dos juros sobre a dívida e nem se sabe quando o repasse aos paraguaios será reajustado.

São Paulo e Paraná confirmam mais três mortes cada pela gripe suína e total no País chega a 44

A secretaria de Saúde da prefeitura de Osasco (SP) confirmou na tarde desta segunda-feira mais duas mortes pela gripe suína no município da Grande São Paulo. Durante a manhã, a Secretaria de Saúde de Mogi Guaçu (SP) já havia confirmado uma morte pela doença. À tarde, a Secretaria de Saúde do Paraná também informou mais três mortes causadas pela gripe suína na regional de Curitiba. Com as novas vítimas, são quatro mortes no Estado do Paraná e 19 em São Paulo. Ao todo, no País, o número de mortes chega a 44.

Rio Grande do Sul deve fechar julho com déficit de R$ 118,5 milhões

A Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul anunciou nesta segunda-feira que o Estado deve fechar o mês de julho com um déficit de R$ 118,5 milhões. De janeiro a junho, o Estado reduziu as despesas em R$ 259 milhões em relação ao previsto para os seis primeiros meses do ano. Porém, a arrecadação ficou R$ 534 milhões abaixo do previsto, em decorrência da crise econômica mundial.

Promotor dá parecer contra regime semiaberto para Suzane Von Richtofen

Suzane Von Richtofen, assassina dos seus país, pediu para cumprir o restante da pena em regime semi-aberto, porém o promotor Paulo José de Palma, da Promotoria de Justiça de Execuções Criminais de Taubaté, no interior de São Paulo, deu parecer contrário à concessão de regime semiaberto. Segundo Paulo José de Palma, ela não tem condições de voltar às ruas. Condenada a 38 anos de prisão, Suzane está presa há quase seis anos. De acordo com funcionários da penitenciária onde ela cumpre pena, a jovem apresenta bom comportamento. O trabalho na fábrica de roupas dentro do presídio contribui para reduzir a pena de Suzane. Nas contas da Justiça, ela já cumpriu um sexto da condenação, tempo mínimo para ter direito ao regime semiaberto. Mas, para obter o benefício, além do parecer do presídio com um relatório das pessoas que convivem com ela, Suzane ainda tem de passar por um outro teste: um laudo criminológico feito por técnicos do Estado. Funcionários do presídio depõem favoravelmente a ela. Mas ela não passa no laudo criminológico, feito por dois psiquiatras, dois psicólogos e uma assistente social. Os psiquiatras dizem que ela não tem uma doença mental (não, é muito naturalzinha, só matou pai e mãe, traicoeiramente e cruelmente), mas os psicólogos e a assistente social identificaram nela um perfil dissimulado. O juiz responsável pelo caso tem até sexta-feira para tomar uma decisão. É muito provável que ela consiga o benefício da saída da prisão. Ou seja, isso comprovaria que essa pena para assassinato de pai e mãe, de 38 anos, é uma mera ficção. Para começar, já se precisa abater oito anos, porque a pena máxima admitida no Brasil é de 30 anos. Depois, basta cumprir um sexto da pena (cinco anos) para ganhar o direito do regime semiaberto, ou da saída da prisão. Como ainda tem a remissão (abatimento de um dia de pena a cada três dias trabalhados, então o tempo a ser cumprido de pena fechada efetivamente é bem menor do que cinco anos). Portanto, matar pai e mãe custa só uns três anos, mais ou menos. Por isso que bandidos do mundo inteiro olham com carinho para o Brasil.

Felipe Massa sai da sedação e pergunta o que aconteceu

O último boletim da equipe médica do Hospital Militar de Budapeste, onde o piloto Felipe Massa foi internado desde o último sábado, apresentou o tom mais otimista até agora. Os exames realizados nas últimas 24 horas confirmaram uma melhora na condição do brasileiro, o que deu aos médicos a confiança para interromper os sedativos e retirar os equipamentos de respiração artificial. Assim que acordou, Massa perguntou: “O que aconteceu? Que horas são?” Ao retormar gradativamente a consciência, uma vez que os sedativos que tomou nos últimos dias ainda circulam na sua corrente sanguínea, Massa conversou com Dino Altmann, diretor médico do Grande Prêmio Brasil e que está na Hungria a pedido da família do piloto, chegando a fazer algumas perguntas. O brasileiro perguntou a Nicolas Todt, seu empresário, sobre o horário do dia. “Fazer algumas perguntas por iniciativa própria é um sinal fantástico. Ele quis saber o que tinha acontecido com ele, o que é uma pergunta natural. Eu disse a ele: ‘Você teve um acidente, está num hospital na Hungria e vai ficar bem’. Só isso. Ele quis saber também o que era o tubo na mão dele e chegou até a perguntar que horas eram”, declarou Altmann. O pai de Felipe Massa, Titônio Massa, afirmou nesta segunda-feira que ele pode deixar a UTI do Hospital Militar de Budapeste e ser transferido para um quarto comum, caso sua recuperação após o acidente sofrido no último sábado, no treino classificatório do GP da Hungria de F-1, continue no ritmo atual. Titônio disse que ele também pode ser transferido para um hospital de Paris, mas que não há pressa por parte da família para que isso aconteça. Ele deve ser transferido apenas quando estiver em plenas condições de ser transportado.

PSDB entra com representação contra Sarney nesta terça-feira

O PSDB deve protocolar nesta terça-feira a segunda representação contra o presidente do Senado Federal, senador José Sarney (PMDB-AP), no Conselho de Ética. O vice-líder do PSDB no Senado, senador Álvaro Dias (PR), disse nesta segunda-feira que a sociedade espera um julgamento político do presidente da Casa. Questionado sobre se o PSDB espera a cassação do presidente do Senado, Alavaro Dias afirmou: "A representação tem esse objetivo, a cassação. É a punição mais severa, mais rigorosa. Há uma exigência da sociedade e não responder é comprometer a credibilidade da instituição". Segundo Álvaro Dias, é melhor que ocorra uma "injustiça" com Sarney do que com o Senado. "Um julgamento político prescinde da prova material. Mas elas existem neste caso, gravações telefônicas se constituem em prova material, já que foram autorizadas judicialmente. O julgamento político não pode prescindir de indícios relevantes, eles existem no caso e sobretudo o que existe é a responsabilidade de preservar o Senado. Podemos correr o risco de cometer injustiça com qualquer senador, mas não podemos cometer injustiça com a instituição Senado", afirmou Álvaro Dias.

Citigroup troca ações preferenciais no valor de US$ 20,3 bilhões

As ações do grupo financeiro norte-americano Citigroup recuaram mais de 4% na Nyse (Bolsa de Valores de Nova York) nesta segunda-feira, após o anúncio de trocas de ações preferenciais, no valor de US$ 20,3 bilhões, por títulos comuns. O Citigroup explicou, na noite de domingo, que esse número representa 99% do valor das ações preferenciais conversíveis e não conversíveis que ofereceu trocar por pouco mais de US$ 5,833 bilhões, por ações comuns de nova emissão. Além disso, a entidade, uma das mais afetadas pela crise de crédito e pelos problemas gerados pelas hipotecas de alto risco, lembrou, em comunicado, que tinha completado a semana passada ofertas de troca de ações preferenciais no valor de US$ 25 bilhões com o governo dos Estados Unidos e outros setores privados. O Citigroup manifestou que espera completar outra troca com o governo norte-americano de ações preferenciais no valor de US$ 12,5 bilhões, com o que subiria para US$ 58 bilhões o valor total das trocas de valores preferenciais por comuns realizados.

Justiça condena donos de empresa envolvida com escândalo dos precatórios

A Justiça Federal condenou os donos de uma empresa envolvida com o escândalo dos precatórios (emissão irregular de títulos da dívida da Prefeitura de São Paulo que resultou no desvio de R$ 1,2 bilhão entre 1994 e 1996) por gestão fraudulenta e caixa dois. A decisão é do juiz Márcio Ferro Catapani, da 2ª Vara Federal Criminal de São Paulo, contra os proprietários da Split Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários. O escândalo dos precatórios foi deflagrado na época em que o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) era prefeito de São Paulo. Ele é acusado de ter emitido irregularmente R$ 1,23 bilhão em títulos da dívida pública. Segundo a denúncia do Ministério Público Federal, Estados e municípios emitiam títulos públicos para financiar o pagamento de precatórios. A empresa condenada pela Justiça Federal é acusada pelo Ministério Público de montar uma cadeia de negociações dos títulos, que tinha como vendedor inicial o fundo de liquidez e como comprador final a entidade que pretendia manter os títulos em carteira. O fundo de liquidez alienava os títulos públicos a uma pessoa participante do conluio, com deságio.

Diretor de Itaipu diz esperar apoio de políticos brasileiros a acordo

O diretor em Assunção da hidroelétrica binacional de Itaipu, Carlos Mateo Balmelli, disse esperar que os acordos sobre a usina assinados pelos presidentes do Brasil e do Paraguai sejam apoiados pelos políticos brasileiros. Uma parte do documento contempla o aumento dos benefícios do Paraguai na hidroelétrica de Itaipu e deve ser ratificado pelos parlamentares dos dois países para ser aplicado posteriormente. De acordo com as autoridades do Paraguai, o país receberá US$ 360 milhões por ano, a partir de 2010, pela cessão a seu parceiro da parte da energia que não consome, frente aos US$ 107 milhões, acordados em 2008. Segundo a imprensa de Assunção, o tema já gerou reações na oposição no Congresso. Nesse sentido, Balmelli disse que "Lula expressou no Paraguai a visão e o espírito de entendimento e cooperação, não só de seu governo, mas da classe dirigente e do povo brasileiro". "Lula expressa a consciência de uma classe política brasileira que acredita que o problema tem que ser resolvido nestes termos", afirmou o diretor paraguaio da hidroelétrica. É mesmo? Ele acha que Lula consultou os congressistas, ou os brasileiros, sobre este assunto?

Advogado-geral da União diz que Sarney não praticou nepotismo

O advogado-geral da União, Antonio Dias Toffoli, disse nesta segunda-feira que o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), não praticou nepotismo ao negociar a contratação de Henrique Dias Bernardes, namorado de sua neta Maria Beatriz Sarney. "Do ponto de vista legal, estritamente jurídico, não existe ilegalidade, pode se falar em uma eventual imoralidade. Aliás, nesse caso nem se pode aplicar o nepotismo, pois não há uma relação de vinculo, de casamento, mas de namoro", afirmou Toffoli. Ele defendeu o debate sobre o número de cargos em comissão em vez de se discutir o nepotismo. "Eu acho que diminuir o número de cargos em comissão é mais importante do que discutir nepotismo. Quem sabe não sai desse debate uma medida provisória para diminuir os cargos em comissão”, perguntou ele.

Governo dos Estados Unidos quer diminuir participação em montadoras

O governo norte-americano reiterou nesta segunda-feira que quer minimizar sua presença na GM (General Motors) e na Chrysler, mas esclareceu que não venderá o total de sua participação nas montadoras. Ron Bloom, responsável pelo grupo que supervisiona as operações da GM e da Chrysler, afirmou que, embora o governo queira vender suas ações o mais rápido possível, também não quer abrir mão de toda sua participação nas fabricantes. "Não esperamos vender a totalidade da participação", declarou Bloom durante uma audiência do Painel de Supervisão do Congresso realizado em Detroit. Ele também não quis estabelecer um calendário de quando o governo norte-americano poderia vender sua participação na GM. "A melhor forma de sair o mais rápido possível é não se comprometer com uma agenda definida", declarou. O Departamento do Tesouro possui hoje 60,8% da General Motors e 8% da Chrysler, após emprestar às duas empresas US$ 70 bilhões para sua reestruturação e saída da concordata.

Comando do PT negocia trégua da bancada no Senado sobre situação de Sarney

A direção do PT vai tentar negociar uma trégua com a bancada do partido no Senado em torno da permanência do presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), no cargo. O presidente do PT, deputado federal Ricardo Berzoini (SP), deve convocar uma reunião com os senadores petistas durante a próxima semana e defender que não é papel da bancada discutir a saída ou afastamento de Sarney. A avaliação de Berzoini é que, como o PT não apoiou a candidatura do peemedebista ao comando do Senado, não tem responsabilidade pelas ações dele no cargo. O presidente do PT teria dito que foi surpreendido com a nota divulgada pelo líder do PT, Aloizio Mercadante (SP), por acreditar que não existem novos motivos para pressionar o peemedebista. No documento, Mercadante afirmou que a divulgação das gravações da Polícia Federal que indicariam envolvimento de Sarney na negociação da contratação do namorado da neta era "grave, porque há indícios concretos da associação do peemedebista com atos secretos". Para a direção do PT, a nota foi precipitada.

Ministério Público denúncia dez ex-prefeitos por envolvimento na máfia das sanguessugas

O Ministério Público Federal no Tocantins denunciou dez ex-prefeitos acusados de participar da máfia das sanguessugas, esquema de fraudes em licitações na área de saúde para aquisição de ambulâncias. Todas as denúncias citam também os empresários Darci José Vedoin e Luiz Antonio Vedoin, sócios das empresas favorecidas, mentores da fraude, e o ex-deputado federal Pastor Amarildo, que direcionava as emendas ao Orçamento da União. De acordo com o Ministério Público Federal, Darci e Luiz Vedoin, se confirmadas as denúncias, responderão por crime de corrupção ativa e podem ser condenados a até 17 anos de prisão. Já o Pastor Amarildo responderá por corrupção passiva e pode ser condenado a passar até 13 anos na cadeia. Darci e Luiz Vedoin também se envolverão no crime de falsificação de dossiê pago pelos “aloprados” do PT para incriminar as candidaturas do PSDB, à presidência da República e governo de São Paulo, respectivamente, Geraldo Alckmin e José Serra. O esquema tinha envolvimento direto de um poderoso assessor do senador petista Aloizio Mercadante.

Corregedor-geral da Justiça Federal pede informações sobre grampos de Sarney

O corregedor-geral da Justiça Federal, ministro Hamilton Carvalhido, deu prazo de 48 horas para que o Tribunal Regional Federal da 1ª Região informe as providências tomadas sobre o vazamento das conversas telefônicas do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Os diálogos foram gravados pela Polícia Federal com autorização judicial, durante a Operação Boi Barrica, e ligam Sarney aos atos secretos do Senado e ao ex-diretor-geral da Casa, o inefável Agaciel Maia. A investigação está sob sigilo. As gravações foram divulgadas na semana passada pelo jornal "O Estado de S. Paulo" e mostram o presidente do Senado e seu filho, Fernando Sarney, negociando a contratação Henrique Dias Bernardes, de 27 anos, namorado da neta de Sarney, Maria Beatriz Sarney. O advogado Eduardo Ferrão, que defende o filho do senador, disse que os grampos foram "mutilados" e "não indicam nenhum ato ilícito".

Mulher de Sarney se recupera bem após cirurgia em São Paulo

A mulher do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), se recupera bem da cirurgia em decorrência de uma fratura no ombro. O hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, informou que Marly Sarney, de 77 anos, chegou ao local por volta das 15 horas de domingo para passar por exames. A cirurgia ocorreu durante a madrugada e às 4h30 ela foi levada para um quarto do hospital. Antes disso, dona Marly já tinha recebido cuidados médicos em um hospital de São Luís (MA). Ela sofreu uma queda em sua casa na última quinta-feira e teve quatro fraturas no ombro.

Balança comercial tem superávit de R$ 653 milhões na quarta semana de julho

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 653 milhões (média diária de US$ 130,6 milhões) na quarta semana de julho, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento divulgados nesta segunda-feira. O saldo representa a diferença entre exportações de US$ 3,424 bilhões (média diária de US$ 684,8 milhões) e importações de US$ 2,771 bilhões (média diária de US$ 554,2 milhões). No acumulado do mês de julho, as exportações somaram US$ 11,512 bilhões, e as importações foram de US$ 8,708 bilhões. A média diária de exportações foi de US$ 639,6 milhões, e as importações de US$ 483,8 milhões. Em relação ao mesmo período do mês passado, as exportações recuaram 7,2%, enquanto as importações avançaram 2,3%. Na comparação com o mesmo período do ano passado, as quedas são de 28,1% e 35%, respectivamente.

Juiz federal mantém recebimento da denúncia contra delegado Protógenes Queiroz

O juiz federal Ali Mazloum, da 7ª Vara Criminal Federal de São Paulo, negou pedido do Ministério Público Federal para anular o recebimento da denúncia contra o delegado federal Protógenes Queiroz e o agente federal Amadeu Ranieri Bellomusto, por violação de sigilo funcional e fraude processual durante a Operação Satiagraha. Em seu pedido, o Ministério Público Federal alegava ausência de notificação prévia dos acusados nos termos do artigo 514 do Código de Processo Penal (crime cometido por funcionário público) e por isso requeria a anulação do recebimento da denúncia. No entanto, Mazloum afirma que, na ocasião da denúncia, o Ministério Público Federal pedia a citação dos acusados sem nada requerer quanto ao disposto no art. 514. “Este juízo recebeu a denúncia e determinou a citação, tal qual requerido pelo autor”, afirmou. Além disso, o juiz expôs de ofício os motivos pelos quais seria inaplicável o art. 514 do Código de Processo Penal ao caso, e esclarece que caberia ao Ministério Público Federal recorrer. Foram expedidas quatro cartas precatórias, duas para o Distrito Federal e outras duas para dois Estados da federação, objetivando a citação dos acusados, “agentes públicos com endereço certo”. As diligências para citar Protógenes Queiroz foram infrutíferas até o momento, devendo-se empreender a citação com hora certa. “A despeito de um dos réus (Protógenes), como é público e notório, estar viajando o País com palestras e apresentações públicas, ladeado por membros do próprio Ministério Público Federal, fato que constitui, no mínimo, rematada extravagância, deve-se avaliar a hipótese de se empreender a citação com hora certa”, diz ele.

Receita Videversus – Faça uma lasanha de microondas do Garfield com a chef de cuisine Simone Nejar


Hoje é aniversário de Jim Davis, pseudônimo de James Robert Davis, pai de Garfield, o gato sarcástico que odeia as segundas-feiras e comporta-se tal e qual um humano preguiçoso e faminto. Jim Davis nasceu no dia 28 de julho de 1945 em Marion, Indiana, e foi criado em uma pequena fazenda, cercado de gatos. Asmático, era obrigado a ficar dentro de casa, desenhando por horas a fio. Logo começou a fazer histórias em quadrinhos. Garfield nasceu muitos anos depois, em 1978, como uma mistura da personalidade de todos os gatos da infância de Jim e ganhou um dos nomes de seu avô, James Garfield Davis. O gato, portanto, herdou até o nome de família de seu criador, e hoje é lido em 2570 jornais por cerca de 260.000.000 de leitores em todo o mundo. Fiquei imaginando que tipo de lasanha Garfield gostaria de comer, e cheguei à conclusão de que ela deveria ser rápida de preparar, de preferência no microondas, ter carne moída e, claro, queijo cheddar, para apurar o sabor e ficar no tom do pelo de Garfield, que, narcisista, haveria de adorar uma lasanha de sua cor. Assim, a receita de hoje vai para os famintos, gulosos e dorminhocos de plantão. Ela também é boa para preparar quando acordamos mais cansados do que quando fomos dormir, ou não estamos com muita vontade de sujar panelas ou ficar horas na cozinha. Para quem está dando os primeiros passos na cozinha, ela é perfeita. Mãos à obra! Numa panelinha vamos fritar meia cebola picada em um pouco de óleo, juntar meio quilo de carne moída, uma colher de molho de pimenta e sal, refogando até cozinhar o guisado. Juntamos uma lata de molho de tomate, esperamos ferver e desligamos. Numa tigela vamos misturar um copo de requeijão cremoso, um copo de queijo cheddar processado e um copo de leite. Só isso. Para montar, vamos precisar de um pacote pequeno de massa pré-cozida de lasanha, daquelas que cozinham em cinco minutos no microondas. Montamos a lasanha intercalando camadas de molho de queijo, massa e carne moída com molho de tomate. Levamos ao forno por cinco minutos para que a massa cozinhe e servimos o quanto antes. O tempo total de preparo não passa de quinze minutos e rende quatro porções generosas de lasanha. Ora, ora, como diria Garfield, “é difícil ser humilde quando se é o melhor”.