sábado, 5 de setembro de 2009

Produção de motos no País cresce 22% em agosto

A produção de motocicletas e similares no País cresceu 22% em agosto em relação a julho, segundo balanço divulgado nesta sexta-feira pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo). Foram produzidas 154.714 unidades, contra 127.297 no mês anterior, o que revela uma recuperação das fabricantes. As vendas para concessionárias também tiveram alta com 140.702 unidades comercializadas ante 122.736 em julho, um aumento de 14%. Apesar do recorde, a Abraciclo ainda vê com ressalvas o mercado de motocicletas no país. Os dados ainda estão muito aquém dos apresentados em 2008, quando o setor fechou o balanço de agosto com produção de 202.574 unidades e venda de 179.002, sinalizando uma queda de 23% e 21%, respectivamente.

Senadora Marina Silva critica rito de urgência de projetos do pré-sal

A ex-ministra do Meio Ambiente, senadora Marina Silva (PV-AC), criticou nesta sexta-feira, em Manaus, o rito de urgência dos projetos de lei do marco regulatório do pré-sal enviados pelo governo para o Congresso Nacional. A senadora defendeu a realização de mais debates com a participação de especialistas e audiências públicas, que permitam a participação popular a fim de que haja um entendimento comum sobre o assunto. "O caráter de urgência para uma matéria complexa como essa não é o melhor caminho. Há de ter o tempo para que o Congresso faça o debate e para que a sociedade possa se manifestar", disse a senadora. Marina Silva participou, em Manaus, da abertura da Conferência Nacional de Direito Ambiental e a Questão da Amazônia, promovida pelo Conselho Federal da OAB, no Teatro Amazonas.

Stora Enso poderá regularizar terras compradas na faixa de fronteira no Rio Grande do Sul

A Stora Enso conseguiu remover um importante obstáculo ao seu plano de expansão no Brasil. O grupo sueco-finlandês, maior fabricante europeu de papel, obteve aval para regularizar o registro de terras compradas na faixa de fronteira no Rio Grande do Sul. Agora, o projeto da fábrica gaúcha, estimado em US$ 1,5 bilhão, depende da recuperação da demanda mundial de celulose e do destravamento do cronograma de investimentos da empresa em vários países. No Rio Grande do Sul, a Stora Enso comprou 46 mil hectares, dos quais 20 mil já foram plantados, de um total previsto de 100 mil hectares. As aquisições foram interrompidas em 2006, e o cultivo, no começo do ano passado, quando a crise internacional se agravou e a tentativa de liberação de registro em nome da empresa estava emperrada há cerca de dois anos.

Juiz aceita denúncia contra Carli Filho

O juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Curitiba, Daniel Surdi de Avelar, recebeu nesta sexta-feira a denúncia por duplo homicídio qualificado formulada pelo Ministério Público do Estado do Paraná, contra o ex-deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho. Carli Filho é acusado das mortes de Gilmar Rafael de Souza Yared e Carlos Murilo de Almeida, ocorridas no último dia 7 de maio em um desastre de trânsito que ele provocou, no bairro Mossuguê, em Curitiba. Com base nos indícios dos laudos e das testemunhas, o juiz afirma no despacho que a autoria do fato recai sobre o deputado. Como se ainda houvesse dúvida disso. O juiz determinou a citação do réu para responder a acusação, por escrito, no prazo de dez dias. A denúncia contra o ex-deputado foi apresentada pelo Ministério Público no dia 26 de agosto. Os promotores acusam o ex-deputado de duplo homicídio, qualificado, com dolo eventual, e também por dirigir embriagado e ainda violar a suspensão da Carteira Nacional de Habilitação. Se Carli Filho for julgado pelo Tribunal do Júri e for condenado pela prática de todos os crimes que lhe foram imputados na denúncia, poderá receber pena máxima de 30 anos. Anote aí: esse deputado não cumprirá um dia sequer de pena em cadeia.

Presidente da Assembléia da ONU chama Fidel de "discípulo de Jesus"

O presidente da Assembléia Geral das Nações Unidas, o nicaraguense Miguel d'Escoto, que é padre (da degenerada Teologia da Libertação”, além de ter afinidades grandes com a corrupta Frente Sandinista), disse nesta sexta-feira, em Havana, que o ex-ditador cubano Fidel Castro é "o melhor discípulo de Jesus". "Fidel é para mim, hoje em dia, o melhor discípulo de Jesus. Tive o privilégio de estar perto dele, de observá-lo, de ouvi-lo, de vê-lo, e é um homem apaixonado pela justiça, pela fraternidade, pela solidariedade", afirmou d'Escoto, que dá nas pessoas uma imensa vontade de provocar trocadilho. Por outra parte, disse que a ONU tem que ser "reinventada", em um discurso diante do presidente do parlamento cubano, Ricardo Alarcón, e o ministro de Cultura do país, Abel Prieto, entre outros funcionários. Posteriormente, em um programa da televisão estatal, ressaltou a boa saúde de Fidel. "Eu vejo seu rosto, seu semblante, sua cor. Possivelmente está em melhor estado de saúde agora que quando deixou o poder. Está se cuidando um pouco mais, acho que as orações dos revolucionários de todo o mundo foram escutadas por Deus e que teremos Fidel por enquanto", acrescentou. Esse é o tipo que domina a Igreja Católica na Nicarágua e em boa parte da América Latina, por meio dessa excrescência chamada de Teologia da Libertação. Ou seja, um padre defendendo um assassino genocida, uma ditadura totalitária. D'Descoto foi chanceler da Nicarágua por uma década durante o governo “socialista” sandinista, um dos mais corruptos na face da terra, que recebeu apoio cubano. A alta nomenklatura sandinista se metia em tudo quanto era negócio, especialmente pedofilia.