segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Pesquisa mostra que 92% dos brasileiros condenam ocupações do MST

A maioria dos brasileiros considera ilegal a invasão de propriedades, de acordo com pesquisa "Imagem do MST", encomendada pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e divulgada nesta segunda-feira. Segundo o levantamento, 92% dos 2 mil entrevistados consideram as ocupações ilegais. A pesquisa foi feita pelo Ibope e trata das ações promovidas pela organização terrorista clandesti na MST. A organização também não é bem vista mesmo quando o questionamento sai do campo da legalidade e passa a tratar de simpatia pela causa. Neste aspecto, porém, a rejeição é menor, de 64% contra 20% a favor e 13% que se mostram indiferentes.

Sobreviventes recordam horrores do Holocausto durante julgamento

O nazista John Demjanjuk reclamava de dores nas costas enquanto sobreviventes do Holocausto recordavam os horrores da Alemanha nazista no julgamento em que é acusado de ajudar a matar 27.900 judeus nas câmaras de gás em 1943. O tribunal rejeitou uma moção da defesa para suspender o julgamento, mantendo o confinamento do homem que já esteve no topo da lista dos criminosos de guerra mais procurados do Centro Simon Wiesenthal. Promotores públicos alemães acusam Demjanjuk de ajudar nos assassinatos do campo de extermínio de Sobibor, na Polônia, onde ao menos 250 mil judeus foram mortos. Antes, o homem de 89 anos sentou-se em silêncio em sua cadeira de rodas e não demonstrou emoção quando 12 pessoas, algumas com os olhos marejados e as vozes trêmulas, descreveram como sobreviveram ao Holocausto, quando outros morreram. Philip Jacobs, de 87 anos, teve de receber ajuda para chegar ao banco das testemunhas, onde disse se sentir culpado por sobreviver ao Holocausto, quando seus pais e sua noiva morreram. "Sobibor é uma ferida aberta", disse o ex-farmacêutico. Outra testemunha, Robert Cohen, de 83 anos, cujo irmão e pais foram mortos em Sobibor, descreveu sua experiência nos campos da morte nazistas, incluindo Auschwitz: "Não sabíamos o que estava acontecendo. Pensávamos que tínhamos de trabalhar". Esse é provavelmente o último grande julgamento de crimes de guerra da era nazista. Demjanjuk nasceu na Ucrânia e lutou pelo Exército soviético antes de ser capturado pelos nazistas e recrutado como guarda de campo de concentração. Ele emigrou para os Estados Unidos em 1951.

STJ suspende condenação de Daniel Dantas na Satiagraha

O Superior Tribunal de Justiça suspendeu toda a Operação Satiagraha, polêmica investigação da Polícia Federal (a KGB petista) contra o banqueiro Daniel Dantas, do Grupo Opportunity. A medida tem alcance ilimitado, ou seja, bloqueia qualquer ato relativo à Operação Satiagraha, inclusive a ação penal que culminou na condenação de Daniel Dantas a 10 anos de prisão por crime de corrupção ativa, em sentença emitida pelo juiz Fausto De Sanctis, em novembro de 2008, e que era alvo de apelação da defesa junto ao Tribunal Regional Federal da 3ª Região. Está suspenso também o processo principal da Satiagraha, nol qual Daniel Dantas foi denunciado pela Procuradoria da República por crimes financeiros, evasão e lavagem de dinheiro. A acusação teve base no controvertido e midiático inquérito da Polícia Federal, inicialmente dirigido pelo delegado fundamentalista Protógenes Queiroz, depois restaurado pelo delegado federal Ricardo Saadi, chefe da Delegacia de Repressão a Crimes Financeiros da Polícia Federal. Por trás da Operação Satiagraha sempre esteve o ex-chefe da Polícia Federal, Paulo Lacerda. E por trás de Paulo Lacerda sempre esteve o senador Romeu Tuma, ex-chefe da repressão política durante quase toda a ditadura militar no DOPS (Delegacia de Ordem Polícia e Social) paulista, famoso centro de tortura.

Dilma Rousseff joga para o PT a responsabilidade de escolher seu vice

A candidata petista Dilma Rousseff, ministra chefe da Casa Civil, disse nesta segunda-feira, no Rio de Janeiro, que cabe ao PT discutir, neste momento, a escolha do vice na chapa presidencial em 2010. Mais cedo, o presidente Lula havia minimizado o mal-estar provocado na cúpula do PMDB com seu pedido para que o partido apresente uma lista tríplice para a escolha do vice de Dilma Rousseff. Lula disse que os peemedebistas têm autonomia para apresentar o nome de vice, mas que cabe a ministra decidir sobre o assunto. Dilma Rousseff negou que esteja negociando, pessoalmente, a definição do nome de um nome que viria do PMDB. Ela alegou que o tema está sendo discutido pela direção do PT, e que não tem legitimidade para discutir o assunto, justificando ainda não ser pré-candidata do partido.

STF deve divulgar nesta terça-feira recurso para que menino Sean seja entregue ao pai

O Supremo Tribunal Federal informou na noite desta segunda-feira que as decisões sobre os mandados de segurança apresentados pela Advocacia Geral da União e pela defesa do norte-americano David Goldman, pai do menino Sean, de nove anos, pivô de uma disputa diplomática entre Brasil e os Estados Unidos, serão divulgadas somente nesta terça-feira. Os recursos pediam que Sean fosse devolvido imediatamente ao pai, e a previsão era de que o presidente do Supremo, ministro Gilmar Mendes, decidisse nesta segunda-feira sobre o assunto. O norte-americano David Goldman, com razão, alega que seu filho sequestrado e quer que ele retorne para os Estados Unidos.

Funeral de aiatolá dissidente vira protesto e acaba em violência no Irã

Opositores fascistas islâmicos do aiatolá dissidente reformista Hossein Ali Montazeri interromperam seu funeral em Qom, nesta segunda-feira, causando tumulto em meio a manifestações que atraíram dezenas de milhares de pessoas, e durante as quais tiros foram disparados por membros da milícia fascista do ditador fascistóide Ahmadinejad. Uma enorme multidão foi às ruas da cidade sagrada para atender ao funeral. "Cerca de 2.000 oponentes de Montazeri chegaram à mesquita em Azam e interromperam o serviço", informou o site Ayande. Como resultado, o funeral terminou antes do previsto, de acordo com o site, que disse ainda que forças de segurança "não tomaram as medidas necessárias para impedir que os homens entrassem na mesquita e sabotassem o evento".

Justiça livra casal Kirchner de acusação de enriquecimento ilícito

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, e seu marido, o ex-presidente Néstor Kirchner, foram liberados pela Justiça de uma acusação de enriquecimento ilícito na função pública, informou nesta segunda-feira uma fonte judicial. O juiz federal Norberto Oyarbide resolveu encerrar o caso com base em uma decisão pericial da Corte Suprema de Justiça que descartou irregularidades na declaração juramentada apresentada pelo casal e no qual está detalhado um crescimento patrimonial de 158%, em 2008. Segundo a apresentação, o patrimônio da presidente passou em um ano de 17,8 milhões de pesos (R$ 8,3 milhões) a 46 milhões (R$ 21 milhões), devido a lucros com a venda de imóveis em Santa Cruz, a Província natal do ex-presidente e a fortes taxas de juros sobre seus depósitos bancários nessa Província patagônica. Ao chegar ao governo em 2003, os Kirchner haviam declarado um patrimônio de 6,8 milhões de pesos (cerca de R$ 3,1 milhões). Como é bom chegar à presidência.....

Classe DE puxa consumo de bens não duráveis e volume cresce quase 10%

O consumo de bens não duráveis da classe DE puxou o volume médio do terceiro trimestre em 9,7% no terceiro trimestre de 2009, em relação a igual período de 2008. O grupo social registrou expansão de 16,8%. A classe C registrou um aumento de 7,7% no volume médio de compras, enquanto AB aumentou o consumo em 5,2%. Os dados, da pesquisa da LatinPanel, mostram que o gasto médio das famílias com as cestas de alimentos, bebidas, higiene pessoal e produtos de limpeza cresceu 10,7% no terceiro trimestre de 2009, ante o mesmo período de 2008. A classe DE puxou a expansão, com 14,3% de aumento de gastos. O segundo maior crescimento se deu na classe AB (9%). Seguida pela classe C (8,4%). A categoria Alimentos, com aumento em volume médio de 13,8% no terceiro trimestre de 2009, ante o mesmo período de 2008, foi a principal responsável pelo crescimento do consumo de bens não duráveis. Limpeza ficou logo em seguida, com ascensão de 9,2%, e bebidas em terceiro, com 6,2%. A cesta de higiene e beleza cresce porém em menor patamar, com 3,1%.

Delator Durval Barbosa diz que esquema de corrupção em Brasília começou no governo Joaquim Roriz

Em depoimento ao Ministério Público Federal, o delator do esquema de corrupção no Distrito Federal, Durval Barbosa, confirmou aos procuradores que o esquema de corrupção começou no governo de Joaquim Roriz, em 2002, já com a participação do então deputado federal José Roberto Arruda, atual governador. Segundo o delator Durval Barbosa, em 2005, Arruda recebeu a autorização de Roriz para "gerir" nichos dentro do governo para arrecadar recursos para a sua campanha de governador em 2006. Em seu depoimento, o delator Durval Barbosa sustentou que foi procurado por Arruda, em 2002, quando comandava a Codeplan (Companhia de Planejamento do Distrito Federal). O esquema teria beneficiado Arruda, especialmente às vésperas das últimas eleições para governador, em 2005, quando a Codeplan fechou, entre junho e dezembro, "diversos contratos emergenciais com empresas de informática", que, embora "sob o controle de Arruda", foram feitos por "interferência" junto "ao próprio governador Joaquim Roriz".

Morre Lincoln Gordon, embaixador dos Estados Unidos no Brasil pré-golpe militar

Lincoln Gordon, diplomata norte-americano que foi embaixador dos Estados Unidos no Brasil entre os anos 1961 e 1966, e presidente da Universidade Johns Hopkins, no final dos anos 60, morreu na casa de repouso onde vivia em Washington, informou o "New York Times". Gordon, que tinha 96 anos, morreu na casa de repouso Collington, em Mitchellville, onde morava desde 2007, segundo seu filho Robert. Economista, o diplomata cursou doutorado na Universidade de Oxford, no Reino Unido, e foi professor de Harvard, nos Estados Unidos, durante muitos anos. Ele foi o representante norte-americano no Brasil durante cinco anos, e presidente da John Hopkins entre 1967 e 1971. Em 1964, após o golpe de estado que depôs o então presidente do Brasil, João Goulart, e deu início à ditadura militar, Gordon, sua equipe e a CIA foram acusados de envolvimento com o golpe. Mas, em 1976, uma década depois de deixar o cargo de embaixador, Gordon admitiu que a administração do então presidente norte-americano Lyndon Johnson estava se preparando para intervir militarmente para impedir que um esquerdista tomasse o poder no Brasil.

Walmart planeja abrir até 110 lojas no Brasil em 2010

O Walmart ampliará em até 40% seus investimentos no Brasil em 2010, quando pretende abrir de 100 a 110 novas lojas. O foco do maior varejista global no País será no crescimento orgânico, embora o presidente da unidade brasileira não descarte aquisições. Nesta segunda-feira, a empresa anunciou que investirá com recursos próprios de R$ 2 bilhões a R$ 2,2 bilhões no próximo, o maior aporte desde que o grupo iniciou operações no Brasil, há 14 anos. O valor também se compara ao R$ 1,6 bilhão investido em 2009, a maior parte para abertura de 91 lojas. Mais da metade das lojas que serão abertas no próximo ano terão as bandeiras Todo Dia (varejo) e Maxxi (atacado), voltadas para as classes C, D e E. O presidente da subsidiária brasileira, Héctor Nuñez, ressaltou que o país será em 2010 o destino do maior volume de investimentos do Walmart fora dos Estados Unidos, matriz da empresa.

Mulher de Agaciel Maia é nomeada para órgão da diretoria geral do Senado

O diretor-geral do Senado, Haroldo Tajra, assinou um ato nomeando a servidora Sânzia Maia, mulher do inefável ex-diretor-geral Agaciel Maia, para um órgão ligado à sua diretoria. Ela assume uma vaga no SIS (Sistema Integrado de Saúde), nove meses após seu marido ter deixado o comando da diretoria sob acusações de irregularidades em sua gestão de 14 anos e a pouco mais de um mês do Senado decidir sobre a demissão dele, que é responsabilizado pela edição dos atos secretos. Atualmente, Sânzia estava lotada na gráfica, considerado berço político do inefável Agaciel Maia, recebendo por mês R$ 3.302,42. Sânzia permaneceu de 1999 até 2008 em uma situação considerada irregular na Casa. Foi nomeada pelo próprio marido para comandar a Secretaria de Estágios, mesmo com a Lei 8.112/90, que trata do Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União, proibindo que se mantenha sob sua chefia imediata, em cargo ou função de confiança, cônjuge, companheiro ou parente até o segundo grau civil. Ela acabou exonerada da função em 2008 quando o Supremo Tribunal Federal proibiu o nepotismo nos Três Poderes. O novo local de trabalho de Sânzia também esteve envolvido nas denúncias de irregularidades contra Agaciel. Desde 1997 o Senado criou três contas bancárias paralelas e deu para Agaciel Maia total liberdade para movimentá-las sem prestar esclarecimentos a ninguém. O saldo delas chegou a R$ 160 milhões. As contas não estão na contabilidade oficial do Senado nem no Siafi. O dinheiro das contas paralelas saía justamente do desconto feito no salário de servidores da Casa para custear o plano de saúde por meio do SIS. Mas só uma pequena parte desse valor era usada para essa finalidade porque o Senado custeia quase a totalidade das despesas médicas de seus funcionários. A Casa tem orçamento próprio para isso. Depois de denúncia, o Senado decidiu desvincular da conta única da Casa os recursos do plano de saúde da instituição, anunciando a criação de duas contas bancárias para gerir, exclusivamente, as contribuições. Na última sexta-feira a comissão disciplinar do Senado que investiga a responsabilidade pela edição do atos secretos decidiu recomendar o indiciamento de Agaciel Maia e mais seis servidores, que podem ser demitidos.

Serra rebate Lula e diz ser possível dois craques no mesmo time

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), rebateu nesta segunda-feira a declaração do presidente Lula de que uma chapa puro sangue no PSDB, reunindo Serra e o governador Aécio Neves (MG), pode ser prejudicial para o desempenho da oposição. Para Serra, é possível dois craques no mesmo time. "Dois craques podem jogar no mesmo time. Quando um jogador é muito bom, dá para duplicar, encontra um jeito de se arrumar no campo", disse José Serra. Ele negou que estivesse falando de política, mas questionado sobre se sua teoria poderia ser aplicada na política, respondeu que pensaria sobre isso. Aécio Neves desistiu de sua candidatura à Presidência em favor de José Serra. Seu partido quer que ele seja o vice do governador de São Paulo.

Cineasta Fábio Barreto passa por cirurgia para auxiliar respiração

O cineasta Fábio Barreto foi submetido a uma traqueotomia (procedimento para auxiliar a respiração) na tarde desta segunda-feira, no hospital Copa D'Or, no Rio de Janeiro, onde ele está internado em estado grave após um acidente de carro na noite de sábado. No acidente, Barreto sofreu traumatismo craniano grave, e foi internado em coma induzido. Ele respira com auxílio de aparelhos, e pela manhã foi submetido a uma cirurgia para colocação de cateter no ventrículo cerebral para diminuir a pressão intracraniana. Barreto realizou nesta segunda-feira pela manhã um exame de tomografia computadorizada de crânio, que demonstrou alguma redução do edema cerebral. Na tarde desta segunda-feira foi realizada a traqueostomia (pequeno corte na traqueia para posicionamento de tubo ventilatório, substituindo o tubo oral), pois o cineasta precisará de ventilação mecânica por um período prolongado. Luis Carlos Barreto dirigiu o filme "Lula, o Filho do Brasil".

Consumo de gás natural do Brasil cai 19,52% em novembro

O consumo diário de gás natural do Brasil em novembro caiu 19,52% contra o mesmo mês do ano anterior, informou a Abegás (Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado) nesta segunda-feira, atribuindo a retração ao aumento de preço do produto. Ao todo foram consumidos em novembro 37,8 milhões de metros cúbicos de gás natural no País por dia, representando queda de 1,36% contra outubro. Segundo dados da associação, foram queimados por dia, em média, 9,88 milhões de metros cúbicos, o que equivale a 46,43% da oferta de gás natural nacional do mercado ou ainda a 22,46% do total disponibilizado ao mercado, incluindo a produção nacional e o importado. O consumo do setor industrial mostrou leve recuperação em novembro, crescendo 2,72% contra o mesmo mês no ano passado e caindo 1,50% em relação a outubro deste ano. Já o setor de geração térmica despencou 82,83% contra igual período de 2008, devido ao maior volume de chuvas este ano que evita o acionamento de usinas térmicas.

Brasil retaliará os Estados Unidos em US$ 830 milhões anuais por subsídios ilegais ao algodão

O governo brasileiro recebeu nesta segunda-feira autorização da Organização Mundial de Comércio para aplicar sanções comerciais de US$ 829,3 milhões anuais contra os Estados Unidos devido aos subsídios ilegais dados pelo país aos produtores de algodão. O Brasil não informou quando iniciará as sanções. Porém, a entidade máxima do comércio mundial já permitiu que US$ 268 milhões da retaliação sejam usados nas áreas de propriedade intelectual e serviços comerciais norte-americanos. Os R$ 561 milhões restantes poderão ser usados para aumentar as taxas impostas aos produtos industriais. A quantia foi determinada segundo uma fórmula matemática complexa elaborada no dia 31 de agosto pelos juízes da OMC. Na ocasião, a OMC autorizou o Brasil a colocar as sanções comerciais contra os Estados Unidos por manter os subsídios para o algodão mesmo após serem considerados ilegais, e criou a fórmula para determinar o valor das retaliações de acordo com o tamanho do prejuízo causado pelos subsídios norte-americanos.

TSE abre concorrência para compra de 250 mil urnas eletrônicas

O Tribunal Superior Eleitoral abriu concorrência para a compra, em caso de necessidade, de até 250 mil urnas eletrônicas para a substituição de equipamentos antigos nas eleições de 2010. A empresa vencedora foi a Diebold Procomp. Segundo o tribunal, cada urna custará US$ 680,00 cerca de 30% a menos que as adquiridas na última licitação, em 2008, quando o preço da urna eletrônica ficou em torno de US$ 1.000,00. O Tribunal Superior Eleitoral informou que também foram incluídas no processo de registro de preços baterias para substituição de algumas defeituosas e aquisição de 1,2 milhão de disquetes. As novas urnas vão utilizar pen drives em lugar de disquetes, que serão mantidos, por ora, nas urnas antigas, para posterior substituição. Serão adquiridas 160.000 urnas eletrônicas para substituir 84.209 urnas do modelo 1998, atender ao crescimento vegetativo do eleitorado e outras necessidades de substituição.

Lula afirma que reduções de impostos podem ser mantidas em 2010

O presidente Lula não descartou nesta segunda-feira manter em 2010 as alíquotas reduzidas de impostos que serviram de incentivo à indústria para o combate à crise financeira internacional. Segundo ele, a continuidade dessas políticas vai depender de como a economia vai reagir no próximo ano. Lula disse esperar que a economia permita que os setores se recuperem sem a ajuda do governo. "Espero que não se faça mais nenhuma desoneração por problemas. É muito importante para não cometer exageros de fazer demais nem a imprudência de não fazer", comentou Lula. "A gente vai começar a colher o que foi plantado, mas se algum setor tiver, por alguma razão, problemas de produtividade, com exportações, obviamente estaremos atentos a tomar medidas para que aquele setor possa se recuperar rapidamente", afirmou. Segundo o presidente, as reduções de IPI podem se tornar definitivas desde que a economia brasileira tenha condições de oferecer isso. "Se o Estado crescer mais, muitas alíquotas podem ficar como estão", disse. Lula afirmou que vai trabalhar no próximo ano para manter o controle de gastos: "A economia vai crescer de forma vigorosa em 2010. Vamos ter a mesma responsabilidade fiscal, mas isso não significa arrocho salarial. Não abdicaremos de ter uma política fiscal séria. Estamos provando que é possível fazer isso. O mesmo governo que teve a coragem de aumentar o superávit primário para 4,5% pode reduzir para 4% quando quiser". Segundo o presidente, controlar a inflação é um dos principais objetivos em seu último ano de governo.

Dilma Rousseff abandona peruca e aparece de cabelos curtos em evento em Brasília

Após sete meses recorrendo a uma peruca durante as aparições públicas para evitar mostrar as falhas no cabelo provocadas pelo tratamento quimioterápico em função do câncer, a candidata petista Dilma Rousseff, ministra chefe da Casa Civil, exibiu nesta segunda-feira, pela primeira vez, um visual de cabelos curtos, em tom castanho escuro. A aparição foi durante uma cerimônia no Palácio do Itamaraty, de lançamento do Programa Nacional de Direitos Humanos e de entrega do prêmio Direitos Humanos 2009. A ministra adiantou em novembro que pretendia aposentar a peruca quando os cabelos alcançassem um tamanho mais uniforme. Os fios de cabelo começaram a cair por causa do tratamento contra um linfoma. Em setembro, a equipe médica que acompanhava a ministra anunciou que o tratamento estava encerrado. A doença chegou a colocar em dúvida a candidatura de Dilma Rousseff à sucessão presidencial de 2010. O novo visual da ministra Dilma Rousseff provocou reações no comando do governo. O presidente Lula fez referência ao visual durante uma cerimônia para a entrega do prêmio Direitos Humanos de 2009. Ao comentar a luta da ministra contra a ditadura, Lula disse que há mais de um mês vinha pedindo para a ministra tirar a peruca. Os elogios mais intensos partiram do vice-presidente José Alencar, que também luta contra o câncer desde 1997. Ele lembrou que já enfrentou situação semelhante de perder os cabelos. "Eu já passei por isso. Eu também perdi o cabelo, mas agora está nascendo. Eu estou meio calvo ainda, mas está nascendo. Agora, está bonito o cabelo dela. Está moderno", disse ele. José Alencar ainda saiu em defesa de Dilma Rousseff para a sucessão do presidente Lula: "Há uma característica na pessoa da ministra Dilma que deve ser observada, ela é uma mulher brava e nós precisamos sempre que, à frente do governo, esteja alguém com determinação, com seriedade, com competência. A Dilma possui tudo isso. Não é por acaso que o presidente Lula a escolheu como sua indicada. É porque ela merece e o Brasil também merece que ela esteja à frente da Presidência da República".

Empresa de Eike Batista consegue licença no Chile para porto

A OMX, empresa do grupo EBX no Chile, recebeu do governo chileno a concessão marítima para o desenvolvimento de um porto no município de Copiapó, ao lado do terreno onde será instalada a UTE Castilla (usina termoelétrica), com capacidade para gerar 2.100 megawatts. Segundo comunicado ao mercado da MPX, braço de energia do grupo EBX, do empresário Eike Batista, o projeto da UTE Castilla encontra-se em processo de licenciamento ambiental. "A instalação de um porto na região é um importante avanço na implementação do projeto, pois irá assegurar uma logística eficiente para o recebimento de combustível para a usina', explicou a MPX. A usina térmica de Castilla será a carvão mineral, com módulos de 350 MW. A construção da usina térmica está integrada ao projeto da MMX no país, braço de mineração do grupo. "A instalação de um porto na região é um importante avanço na implementação do projeto de mineração da MMX, pois irá assegurar uma logística eficiente para o carregamento e exportação do minério de ferro que será produzido pela MMX Minera de Chile, subsidiária da MMX", informou a MMX em outro comunicado nesta segunda-feira.

Amil desiste de fechar capital da Medial Saúde

A empresa de planos de saúde Amil anunciou nesta segunda-feira que desistiu de fazer uma OPA (Oferta Pública de Aquisição) de todas as ações da Medial Saúde com objetivo de fechar o capital da empresa. Em comunicado ao mercado, as empresas afirmam que a Amil "realizará somente oferta pública obrigatória de aquisição de ações de emissão da Medial Saúde em decorrência da alienação de controle e que no momento não irá formular oferta pública de aquisição de ações com as finalidades de saída do Novo Mercado e cancelamento do registro de companhia aberta da Medial Saúde". A Amil, líder no mercado brasileiro de planos de saúde, anunciou em 19 de novembro acordo para comprar o controle da Medial Saúde por R$ 612,5 milhões em dinheiro. O anúncio incluiu aviso pela empresa de que faria uma OPA pelas ações da Medial em circulação em igualdade de condições dos acionistas controladores e que a intenção era cancelar o registro de companhia aberta da Medial, com saída da empresa do Novo Mercado da Bovespa.

Lula reafirma que Dilma Rousseff precisa aprovar vice do PMDB

O presidente Lula minimizou nesta segunda-feira o mal-estar provocado na cúpula do PMDB com seu pedido para que o partido apresente uma lista tríplice para a escolha do vice da candidata petista Dilma Rousseff, ministra chefe da Casa Civil. Porém, Lula reafirmou, em conversa com jornalistas, que os peemedebistas têm autonomia para apresentar o nome de vice, mas que cabe a ministra decidir sobre o assunto. "Essa questão da lista é quando as pessoas transformam o óbvio em novidade. Eu disse que quem cuida disso é a Dilma. Ela tem que sentar com os aliados e discutir a vice. No momento certo, todos vão sentar e discutir e não quero nem estar perto. O PMDB tem todo o direito de apresentar um nome. O meu vice fui eu quem escolhi", afirmou ele. Lula evitou falar sobre sua preferência pelo nome do presidente de Banco Central, Henrique Meirelles, para compor a chapa com Dilma Rousseff. Segundo Lula, por ele, Meirelles permanece à frente do Banco Central até 31 de dezembro de 2010. O presidente, no entanto, não poupou elogios ao presidente licenciado do PMDB e presidente da Câmara dos Deputados, o deputado federal Michel Temer (SP). "O Temer é um bom companheiro, tem sido de muita lealdade, um bom presidente da Câmara, mas não quero que digam que eu quero que seja o Temer ou não. Quero que a Dilma converse com o PMDB", disse. A frase de Lula causou mal-estar na cúpula do PMDB, que trabalha para lançar Temer como candidato a vice-presidente. A cúpula do partido cobrava uma declaração pública de Lula para dar fim ao mal-estar.

Pesquisa indica que Hélio Costa lidera em Minas Gerais

O ministro das Comunicações, Hélio Costa (PMDB), lidera todos os cenários em que seu nome aparece na pesquisa Datafolha para a sucessão do governo de Minas Gerais. As intenções de voto de Hélio Costa variam de 31% a 37%, este último resultado atingido no cenário em que não há nenhum petista disputando o governo. Nesse caso, o atual vice-governador e candidato do tucano Aécio Neves, Antonio Anastasia (PSDB), fica com 13%. A taxa dos que não souberam dizer o seu candidato ficou em 26%. Nos casos em que há petistas na disputa, Hélio Costa também lidera. No primeiro caso, ele fica com 31% contra 19% do ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel (PT) e 10% de Anastasia. Nesse cenário, a taxa dos que ainda não sabem em quem vão votar ficou em 23% e a de votos nulos e brancos, em 12%. No cenário em que o candidato petista é o ministro Patrus Ananias (Desenvolvimento Social), Costa tem 32%, Patrus, 12%, Anastasia, 10%, e 24% não sabem em quem irão votar.

Lula descarta ceder à pressão do Supremo no caso Battisti

O presidente Lula disse nesta segunda-feira que não vai agir sob pressão dos ministros do Supremo Tribunal Federal para decidir sobre a extradição do terrorista italiano Cesare Battisti. Lula minimizou a decisão da Corte que abriu uma brecha para que ele seja responsabilizado caso decida manter o terrorista no Brasil. "Não me importa o que o Supremo fez. Não dei palpite quando eles decidiram. Não falei nada. Agora, se a bola foi passada para mim, eu decido como vou chutar, se de três dedos, de trivela ou como a Marta fez no jogo de ontem", disse ele. Lula reafirmou que só vai se posicionar depois que o Supremo publicar o acórdão com o resultado do julgamento do pedido de extradição. A expectativa é de que o texto seja publicado no primeiro semestre do próximo ano que vem. Segundo o presidente, ele vai esperar a decisão porque neste caso não pode tomar uma decisão pautada pelo "conhecimento popular". "Não peça para falar de um caso que o conhecimento popular não me permite fazer. Nesse caso, só me pronuncio nos autos do processo. Na hora que decidir, mando, por escrito, a decisão". O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Gilmar Mendes, afirmou na sexta-feira que não está em cogitação a possibilidade de o presidente Lula descumprir o tratado de extradição do terrorista italiano Cesare Battisti: "Essa é uma hipótese que não se cogita. O Brasil é pleno Estado de direito, uma democracia que está em funcionamento e estamos muito orgulhosos dela. Não temos um histórico de descumprimento de decisões judiciais, da legislação e dos tratados. Se, por acaso, um tratado autorizar providências que impliquem a recusa, não vou falar do caso Cesare Battisti, mas de qualquer extradição, terá de ser feita dentro das balizas estabelecidas na legislação". O tratado foi firmado em Roma em 1989 e ratificado pelo Congresso em 1993 e tem força legal. Ele permite que o presidente se recuse a entregar o italiano. Diz, contudo, que o fato precisa ser motivado, justificado. Existem sete opções para que o presidente deixe de entregar um extraditando, mas a única que poderia ser usada no caso é dizer que o terrorista italiano poderá ser submetido a "atos de perseguição por opinião política". Nessa hipótese, Lula estaria cometendo um gesto de imensa grosseria com a nação italiana.

Balança comercial reverte déficit e tem saldo positivo de US$ 224 milhões na semana

A balança comercial brasileira reverteu o déficit registrado na semana passada e marcou saldo positivo de US$ 224 milhões na terceira semana de dezembro, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira pelo Ministério do Desenvolvimento, Comércio e Indústria. Entre os dias 14 e 20, o País exportou US$ 3,254 bilhões e importou US$ 3,03 bilhões. No acumulado do mês, o saldo comercial do Brasil está positivo em US$ 596 milhões (média diária de R$ 42,6 milhões). Considerando as médias diárias de negócios, o valor está 59,6% abaixo do superavit registrado nas três primeiras semanas de dezembro de 2008. Na comparação com novembro deste ano, o saldo da balança tem alta de 38,4%. Entre janeiro e a terceira semana de dezembro, a balança comercial acumula superávit de US$ 23,798 bilhões, 2,6% acima do mesmo período do ano passado. As exportações no ano somam US$ 147,616 bilhões, queda de 22,7% ante 2008. As importações, por sua vez, estão em US$ 123,818 bilhões, em baixa de 26,2% frente ao mesmo período do ano passado.

Lula diz que denúncias de corrupção não igualam partidos para as eleições

O presidente Lula afirmou nesta segunda-feira que as denúncias de pagamento de propina envolvendo o governador José Roberto Arruda, e que também já envolveram integrantes do PT e do PSDB, não colocam os partidos em pé de igualdade para as eleições de 2010. Conforme Lula, o escândalo envolvendo Arruda não vai provocar no eleitor o julgamento de que todos são iguais porque a questão ética sempre vai ser um fator decisivo. "Ética nunca foi secundária nem em campanha nem no cotidiano. O povo vai saber combinar comportamento ético dos candidatos e avaliar se a vida dele está melhorando ou não. Numa pesquisa qualitativa tem como descobrir o comportamento do povo", afirmou ele. Lula minimizou a sua primeira declaração sobre as denúncias contra Arruda na qual afirmou que as imagens não diziam por si só. Agora ele afirmou que a liturgia do cargo não lhe permite fazer o mesmo julgamento das pessoas. O presidente afirmou que é preciso aguardar o fim das investigações, que estão sendo conduzidas pelo Superior Tribunal de Justiça. "Acho que está acontecendo o que deve acontecer quando se descobre um crime contra o dinheiro público. O processo de investigação está longe de terminar. Esse país tem norma. O importante é que foram descobertas e está sendo investigado. É isso que quero que aconteça e que seja punido quem for culpado", disse ele.

Cabral lidera no Rio com 15 pontos à frente de 2º colocado, diz Datafolha

O governador Sérgio Cabral (PMDB) lidera pesquisa Datafolha sobre a sucessão estadual no Rio de Janeiro com índices entre 36% e 39% dos votos, abrindo uma vantagem de 13 a 15 pontos sobre o segundo colocado, dependendo da lista de concorrentes. O principal adversário de Sérgio Cabral é um ex-aliado: o ex-governador Anthony Garotinho (PR), que tem entre 23% e 24% das intenções de voto. O deputado federal Fernando Gabeira (PV), quando incluído no rol de candidatos a governador, obtém entre 14% e 17%. O prefeito de Nova Iguaçu, Lindberg Farias (PT), fica entre 6% e 8%.

Polícia Federal amplia número de operações e prisões chegam a 4.534 em 2009

A Polícia Federal apresentou crescimento nos números de operações especiais e de prisões realizados em 2009 na comparação com o ano passado, segundo relatório divulgado pelo órgão nesta segunda-feira. No acumulado do ano, até o dia 15 de dezembro, a Polícia Federal deflagrou 281 operações especiais, contra 235 no ano passado, representando uma alta de 19,6%. A maioria delas foi focada no combate ao tráfico de drogas (72) e à corrupção (43), com fortes conotações políticas. Já o número de mandados de prisão cumpridos atingiu 4.534, contra 3.969 no ano passado, o que significa um aumento de 14,2%. Durante a apresentação dos números, o ministro da Justiça, o peremptório Tarso Genro, chamou a atenção para o aumento do número de prisões preventivas, de 2.300 em 2008 para 3.392 neste ano. Ele ressaltou que a Polícia Federal passou a priorizar a obtenção de provas consistentes ao invés da publicidade. "O marketing da Polícia Federal era um pouco irregular. Estava gerando dentro da corporação algumas relações privilegiadas com a imprensa. Alguns setores estavam utilizando isso muito mais para aumentar o seu prestígio pessoal do que o da corporação", disse Tarso Genro. O Alto Comissário da KGB petista disse ainda que a Operação Pandora, que investiga um esquema de pagamento de propina no governo do Distrito Federal, está entre as operações em que foi privilegiada a qualidade do inquérito. "O que tem ocorrido não somente nessa operação, mas em todas as operações processadas ao longo desse ano, é uma qualidade cada vez maior do inquérito e uma definição cada vez maior de responsabilidades", afirmou. O diretor-geral da Polícia Federal, Luiz Fernando Corrêa, também disse que a corporação vem priorizando a obtenção de provas robustas como as obtidas na Operação Pandora, entre elas gravações em que políticos aparecem recebendo dinheiro. Isso é uma admissão de que a Polícia Federal, especialmente nestas investigações de corrupção, só obtinha prova furada, que caía depois na Justiça.

Alstom instalará fábrica de montagem de turbinas eólicas no Brasil

A empresa francesa Alstom, especializada na produção de energia e em infraestrutura ferroviária, anunciou nesta segunda-feira, em Paris, a assinatura de um protocolo de acordo com o governo do Estado da Bahia para a instalação de sua primeira fábrica de montagem de turbinas eólicas. "Esta fábrica será o primeiro estabelecimento de montagem de turbinas eólicas da Alstom no Brasil e demandará um investimento de R$ 50 milhões", afirmou a Alstom através de comunicado. A fábrica pode entrar em funcionamento no início de 2011. "Com a instalação da primeira fábrica de montagem de turbinas eólicas neste país, a Alstom confirma sua estratégia na região e o desejo de se tornar um ator maior no mercado eólico brasileiro", afirmou o vice-presidente da Alstom Wind, Philippe Cochet.

Lula elogia Ciro e diz decisão sobre duas candidaturas ficará para março de 2010

O presidente Lula disse nesta segunda-feira que pode fazer um apelo para que o pré-candidato do PSB à Presidência, deputado federal Ciro Gomes (CE), retire sua candidatura. Lula disse que não hesitaria em conversar com o deputado se houver o entendimento de que o lançamento de dois candidatos da base possa trazer prejuízos ao processo eleitoral. Segundo Lula, no entanto, essa conversa só deve ocorrer em março, quando vence o prazo de desincompatibilização para os integrantes do governo. Lula lembrou que tem uma aproximação forte com Ciro Gomes, a quem chamou de irmão. O coronel do Nordeste irmão do metalúrgico do ABC.... "Eu tenho muito apreço pelo Ciro. É como se fosse um irmão. É um companheiro de primeira hora, de lealdade extraordinária. É óbvio que se ele entender que deve ser candidato, eu jamais me oporia, mas se eu perceber que o jogo não comporta mais de um candidato da base, eu não hesitarei falar com ele. Mas isso não é agora, é para março, abril", disse Lula. Para os articuladores da pré-candidatura Ciro ao Palácio do Planalto, a decisão do governador Aécio Neves (PSDB-MG) de retirar o seu nome da disputa à Presidência da República fortalece o nome do "socialista" cearense nas eleições de 2010. Como Ciro Gomes tem afinidade pessoal com Aécio Neves, o grupo que defende a sua candidatura acredita que há espaço para o seu ingresso na corrida presidencial.

Lula diz que chapa puro sangue com Serra e Aécio pode não dar certo

O presidente Lula afirmou nesta segunda-feira que a desistência do governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), de disputar a Presidência em 2010, pode não ser definitiva e deve ter sido provocada pelo "jogo interno" do PSDB para que o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), seja o candidato. Lula disse ainda que a chapa puro sangue, reunindo os dois tucanos, pode ser prejudicial para o desempenho da oposição. "Não sei. Eu acho que num time de futebol... não sei se dois Coutinhos, se dois Tostões, se dois Dirceus Lopes dariam certo no mesmo time. Não sei. Às vezes, é preciso fazer uma composição diferenciada para poder dar certo, então... mas aí o PSDB é que decide". Lula sempre fala com imagens de futebol. Para os que não sabem, ou não viveram à época: Coutinho jogou no maravilhoso time do Santos ao lado de Pelé, na década de 60; Tostão e Dirceu Lopes jogaram no maravilhoso time do Cruzeiro, também nos anos 60 e início dos anos 70. Na avaliação de Lula, a saída de Aécio Neves da corrida presidencial não provoca mudanças na estratégia do PT de polarizar as próximas eleições, comparando o projeto do seu governo e a gestão do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. As declarações de Lula foram feitas durante uma conversa informal com jornalistas.

Lula critica política do PT em São Paulo e diz que partido precisa de aliados

O presidente Lula fez duras críticas nesta segunda-feira à política adotada pelo Diretório do PT em São Paulo nos processos eleitorais. Ele disse a jornalistas que o PT cometeu um "erro histórico" de sempre apresentar um novo nome petista para concorrer ao Palácio dos Bandeirantes. Segundo o presidente, esse fator desfavorece qualquer candidatura petista e ajuda na hegemonia do PSDB no comando da capital paulista. Lula recomendou que as lideranças do PT repensem a forma de compor aliança. "O PT cometeu um erro histórico de não repetir candidato em São Paulo. Precisa ter noção que, antigamente, 30% ganhava eleição quando não tinha segundo turno. Isso aconteceu com Luiza Erundina em 1988. Mas, como hoje você precisa de 50% mais 1%, o PT precisa perceber que precisa de aliado. Deve procurar os outros 20%, que não estão dentro do PT", disse ele. Na avaliação do presidente, o PT precisa ampliar o rol de aliados, não só agregando partidos de esquerda. O presidente lembrou que fez isso na eleição de 2002, ao trazer o então empresário José Alencar para vice-presidente: "A palavra é aliança política. O PT precisa descobrir partidos, personalidades, deveria procurar um Zé Alencar. Só faz aliança pela esquerda. É a soma do zero com o zero, não acrescenta nenhum segmento novo. Precisa procurar gente de fora. Não sei se é partido, não sei se são figuras políticas. Eu mais que ninguém tenho mais noção do benefício que o José Alencar trouxe. Ele quebrou preconceitos. O PT precisa encontrar sua cara metade", afirmou Lula. De acordo com pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira, e realizada entre os dias 14 e 18 de dezembro, tanto o ex-governador Geraldo Alckmin quanto o atual, José Serra, ambos do PSDB, venceriam no primeiro turno a eleição para o governo do Estado de São Paulo, se a eleição fosse hoje. Alckmin, mais provável candidato da sigla, tem 50% ou mais em todos os cenários em que aparece. Serra possui 44% em uma simulação e 55% em outra.

Empresas fantasmas remeteram R$ 800 milhões para o Exterior

Um grupo de 40 empresas criadas com o uso de laranjas para remeter dólares para fora do País mandou ao menos R$ 800 milhões entre 2005 e 2008, de acordo com investigação da Polícia Civil de São Paulo. A apuração, ainda não concluída, aponta que essas empresas são usadas por doleiros e por empresários que fazem importação por valores subfaturados para sonegar impostos. O esquema é simples. Pega-se a documentação de pessoas com pouca ou nenhuma renda, abre-se empresa e simula-se contrato de importação. Com os papéis, assina-se um contrato de câmbio com um banco e o valor pode ser enviado, com registro legal no Banco Central. A polícia enviou relatório com as empresas suspeitas ao Banco Central, o qual diz que repassou a lista para o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras). A lei brasileira contra lavagem de dinheiro obriga os bancos a avisar o Coaf de operações suspeitas. Segundo a legislação, os bancos deveriam conhecer os clientes antes de fazer a operação. Nada disso foi feito, de acordo com a polícia. Se o bancos fossem conhecer os clientes, como manda a lei, levariam um susto. A empresa recordista em remessas chama-se Celmix e enviou US$ 120 milhões. Ela tinha a sua suposta sede em uma pequena rua no centro de São Paulo, em um prédio no qual o aluguel de uma sala não passa de R$ 300,00. A Receita Federal também tentou descobrir que tipo de importação a Flórida S.A. fazia para remeter o equivalente a R$ 153 milhões em cinco anos e descobriu que a empresa tinha um único funcionário e que em vários dias da semana a suposta sede nem abria.

Petista Mercadante lidera disputa ao Senado, seguido por Tuma e Quércia, diz Datafolha

Pesquisa Datafolha realizada na semana passada mostra que o senador Aloizio Mercadante (PT) lidera, com 32% das intenções de voto, a disputa por uma vaga ao Senado por São Paulo. No próximo ano, serão escolhidos dois senadores por Estado. Mercadante deve concorrer à reeleição assim como o também senador Romeu Tuma (PTB), que aparece com 27%. Os dois são seguidos pelo ex-governador paulista Orestes Quércia (PMDB), com 24%. A taxa de eleitores que pretendem votar em branco ou anular o voto para ao menos uma das vagas ao Senado é de 25%, e 14% disseram não saber quem serão seus candidatos. O vereador Netinho de Paula (PCdoB) e a subprefeita da Lapa, Soninha Francine (PPS), atingem 22% das intenções.

França rejeita trocar jovem francesa por prisioneiro iraniano

A França rejeitou nesta segunda-feira a oferta chantagista do governo fascista islâmico do Irã de trocar a jovem francesa Clotilde Reiss, acusada no Irã de ter participado nos protestos da oposição, por um um terrorista iraniano condenado e preso no país. "O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, quer trocar a jovem francesa Clotilde Reiss por Ali Vakili Rad", disse o chanceler francês Bernard Kouchner, em referência ao iraniano condenado à prisão perpétua na França pelo assassinato, em 1991, do ex-premiê iraniano Shapur Bajtiar. "Mas isto não acontecerá de maneira nenhuma. Mesmo que quiséssemos, não poderíamos fazê-lo", completou o ministro, ressaltando a independência do Poder Judiciário em relação ao Executivo na França. Rad foi condenado em 1994 na França a prisão perpétua, com um período de detenção mínimo de 18 anos, pelo assassinato de Bajtiar. Kouchner também informou que a justiça iraniana convocou Clotilde Reiss para uma "última" audiência na quarta-feira. Em 17 de novembro passado, ela compareceu ao Tribunal revolucionário iraniano e, depois de interrogada, retornou à Embaixada da França em Teerã, onde está em liberdade provisória, desde 16 de agosto. Clotilde Reiss, de 24 anos, foi detida em 1º de julho passado no aeroporto imame Khomenei, em Teerã, quando tentava deixar o país. Ela é acusada de ter participado nos protestos de junho no Irã contra a reeleição fraudulenta do fascista islâmico Ahmadinejad. As autoridades iranianas a acusam ainda de espionagem, por ter enviado informação sobre as manifestações através do e-mail a uma pessoa na embaixada francesa e para sua família.

Camargo Corrêa vai disputar com a CSN a compra da Cimpor

Pelo menos mais uma empresa brasileira, a Camargo Corrêa, pode fazer uma oferta para a Cimpor, a maior produtora de cimento de Portugal, após a oferta da CSN divulgada na sexta-feira, publicou a imprensa portuguesa nesta segunda-feira. O diário "i" afirma que o conglomerado de construção Camargo Corrêa tem interesse em não mais que um terço da Cimpor em uma "abordagem muito mais amistosa do que a da CSN". "Há várias possibilidades, uma oferta em dinheiro ou um acordo que envolva fusão de negócios. A proposta da Camargo deve ser anunciada na terça-feira ou na quarta-feira e será em um modelo diferente do divulgado pela CSN", disse o diário. O "Diário Econômico" e o "Jornal de Negócios" também publicaram que a Camargo Corrêa está preparando uma oferta, que pode visar uma fatia minoritária em vez de toda a empresa, como é a intenção da siderúrgica CSN. Outros potenciais interessados mencionados pela mídia local são o conglomerado Votorantim, maior produtor de cimento do Brasil, a suíça Holcim e a mexicana Cemex.

Assembléia gaúcha não tem controle sobre seus pagamentos

O chefe da Controladoria e Auditoria-Geral do Estado do Rio Grande do Sul, órgão da Secretaria da Fazenda, Roberval Marques, admitiu nesta segunda-feira que existe uma "grande fragilidade" no controle dos pagamentos de funcionários da Assembleia Legislativa do Estado. Ele explicou: "Há uma grande fragilidade no controle que esperamos estar normalizado com a entrada de novos concursados. Existe um ordenador de despesa, um cargo de confiança, que recebe função gratificada e coordena a despesa. Além dele, existe outra figura, que é o atestador, que talvez seja o mais importante do sistema. Ele atesta que o bem, a obra ou a prestação de serviço foi executada nas condições que o documento está dizendo que foi. Ele diz que a pessoa está apta a receber o recurso. Realmente existe uma falha em toda a cadeia de processo de controle neste caso do pagamento da folha". Talvez assim é que esteja ao Qual um sabe: quanto menos controle tiver uma instituição, mais fácil fica de desviar recursos da mesma.

TAM compra Pantanal Linhas Aéreas por R$ 13 milhões

A companhia aérea TAM comprou a Pantanal Linhas Aéreas S.A por R$ 13 milhões. A aquisição foi informada por meio de fato relevante divulgado à Comissão de Valores Mobiliários e aos investidores. A operação está sujeita ao cumprimento de "determinadas condições" não especificadas no comunicado e à obtenção da autorização expedida pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Com a aquisição, a TAM abre vantagem na liderança das companhias aéreas brasileiras. Em novembro, a companhia detinha 43,93% do mercado nacional de aviação, pouco mais de 1 ponto percentual a mais que a Gol/Varig, com 42,25%, de acordo com a Anac. A Pantanal opera uma frota de seis aeronaves, com vôos entre as cidades de São Paulo, Araçatuba (SP), Bauru (SP), Juiz de Fora (MG), Marília (SP), Maringá (PR) e Presidente Prudente (SP). No Brasil é assim, o governo Lula quebrou a Varig supostamente para desmonopolizar o setor da aviação comercial brasileira, e agora permite o retorno desse monopólio por meio da empresa empresa preferida por 10 entre 10 petistas.

PMDB já condiciona aliança à performance da candidata petista Dilma Rousseff

A parte governista do PMDB e o PT vão encerrar o ano tão ou mais distantes de um acordo eleitoral quanto estavam no início de 2009. Já não bastassem as dificuldades existentes entre os dois partidos, o presidente Lula resolveu terminar o ano criando um grande complicar: pediu ao PMDB para indicar uma lista tríplice, de onde a candidata petista escolheria o seu preferido. Foi o que bastava. O pavio dos chefetes do PMDB incendiou. Agora já há no grupo gente que condiciona o apoio a Dilma Rousseff à performance da candidata petista. Na percepção desse pedaço do PMDB, o petismo trata seu principal aliado a golpes de barriga. Pior: dissemina-se no PMDB a sensação de que o PT almeja o principal (o apoio a Dilma Rousseff) sem abrir mão do acessório, a cessão de espaço nos Estados. Em Minas Gerais arma-se um palanque petista, com Fernando Pimentel ou Patrus Ananias, contra a candidatura do pemedebista Hélio Costa. No Mato Grosso do Sul, Zeca do PT hostiliza o governador pemedebista André Puccinelli. No Rio de Janeiro, o petista Lindberg Farias continua ameaçando a candidatura exclusiva à reeleiçao do governador peemedebista Sérgio Cabral. No Ceará, o pemedebista Eunício Oliveira é preterido na composição para o Senado. Por esses sinais todos, e muitos outros, os peemedebistas já começam a pensar seriamente se foi um bom negócio ter se comprometido com a candidatura da petista Dilma Rousseff.