sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Prefeito de Curitiba faz propaganda em jornais do Interior

A prefeitura de Curitiba, administrada por Beto Richa (PSDB), pré-candidato ao governo do Paraná, publicou anúncios de página inteira em jornais de Cascavel sobre um programa de saúde realizado na capital paranaense. De acordo com a prefeitura de Curitiba, o anúncio foi publicado por "erro" da agência publicitária responsável, que deveria ter enviado aos jornais uma peça sobre turismo. Beto Richa disputa com o senador Álvaro Dias a indicação do PSDB à candidatura ao governo do Estado. O prefeito, que tem aprovação de 84% da população da capital, segundo a última pesquisa Datafolha, tem a preferência da maioria dos tucanos. A propaganda publicada em Cascavel foi veiculada entre os dias 20 e 31 de janeiro, por quatro vezes, em dois jornais de Cascavel: "Gazeta do Paraná" e "O Paraná". Este último pertence ao deputado estadual Alfredo Kaefer (PSDB), que apoia a candidatura de Richa ao governo. A prefeitura de Curitiba diz que realiza uma campanha para atrair turistas à capital paranaense desde outubro do ano passado. As peças da campanha, que deve durar até março, foram veiculadas em vários jornais do interior do Estado, segundo a prefeitura. O editor-chefe do jornal "O Paraná", Julio Cesar Fernandes, disse que desde o início de 2009 a prefeitura de Curitiba veiculou "de seis a sete" anúncios no jornal sobre as atrações turísticas da cidade. Para Fernandes, o fato de o jornal ser propriedade de um tucano nada tem a ver com a publicação do anúncio, já que a campanha foi veiculada em vários outros jornais da região. No ano passado, reforça ele, "O Paraná" passou a circular também em Curitiba, para onde vai cerca de 6% de sua tiragem.

Justiça gaúcha suspende jogos de futebol entre 10 e 18 horas por causa do calor

A juíza plantonista do Tribunal Regional do Trabalho indeferiu o recurso da Federação Gaúcha de Futebol pedindo a cassação da liminar que impede a realização de jogos profissionais entre 10 e 18 horas, no Rio Grande do Sul. Os novos horários das partidas que serão transmitidas pela televisão estão indefinidos. Na manhã desta sexta-feira, o Sindicato dos Atletas Profissionais do Rio Grande do Sul solicitou a liminar à Justiça do Trabalho. A entidade alega que a ação foi tomada para preservar a integridade da saúde dos jogadores em razão do forte calor dos últimos dias no Estado. No final da tarde, a Federação Gaúcha de Futebol entrou com um pedido para cancelar a liminar, o que não conseguiu. Esses dirigentes de futebol às vezes agem como celerados. Se não pensassem nos jogadores, ao menos que pensassem nos torcedores. Bastava que procurassem a emergência do Hospital Mãe de Deus, na Avenida José de Alencar, para ver quantos torcedores deram entrada ali durante a após o jogo do Grêmio iniciado às 17 horas, em uma temperatura superior a 40º.

Fogaça apresenta as reivindicações de Porto Alegre para a petista Rousseff

O prefeito de Porto Alegre, José Fogaça, formalizou nesta sexta-feira, em encontro com a candidata petista, Dilma Rousseff, a proposta de inclusão de novas obras na área de mobilidade urbana para a Copa de 2014. Fogaça entregou um ofício com a relação das obras prioritárias a Dilma Rousseff, que não garantiu o atendimento das reivindicações. Em função da exclusão da
obra do metrô, Porto Alegre recebeu um valor inferior de financiamento, comparado ao total que será destinado às demais cidades sedes. Com isso, a prefeitura pediu ao governo federal a inclusão de sete novas obras. O custo estimado é de R$ 125,04 milhões. "Todas as obras apresentadas são fundamentais para a cidade e representam um pequeno aditivo à Matriz de
Responsabilidade assinada em janeiro, colocando Porto Alegre em situação de maior igualdade com os outras cidades sedes", afirmou Fogaça. De acordo com o prefeito, com a exclusão do metrô, Porto Alegre ficou inferiorizada em relação às outras cidades sedes quanto ao volume dos financiamentos. A candidata petista reconheceu a posição inferior de Porto Alegre no atendimento de reivindicações pelo governo Lula, e disse que, por este motivo, levará em consideração os pleitos para a cidade. A relação das obras reivindicadas pelo prefeito José Fogaça é a seguinte: 1) duplicação da avenida Voluntários da Pátria, na extensão de 4,5 quilômetros, ao custo estimado de 30 milhões; 2) prolongamento da Rua Severo Dullius, na extensão de 2 quilômetros, ao custo estimado de 9,2 milhões; 3) inclusão da avenida Bento Gonçalves no projeto dos Portais da Cidade, na extensão de 9,4 quilômetros, ao custo estimado de 23 milhões; 4) solução do “X” da rodoviária, com a construção de via eevada e rodoviária, ao custo estimado de 21 milhões; 5) duplicação do quarto trecho da avenida Edvaldo Pereira Paiva, na extensão de 1,2 quilômetros e a um custo estimado de 8,2 milhões; 6) construção de ciclovia na extensão de 40 quilômetros e um custo estima em 10 milhões; 7) construção de viaduto da 3º Perimetral sobre a avenidas Cristóvão Colombo e Anita Garibaldi, ao custo estimado de 24 milhões.

Celulose Riograndese retoma plantio em 13 mil hectares no Rio Grande do Sul

Confirmando a retomada do plantio de árvores para a produção de celulose no Estado no próximo mês, a Celulose Riograndense começa a operar o processo interrompido pela Aracruz no final do ano passado. Ainda em 2010 serão plantados 13 mil hectares no Rio Grande do Sul. Com perdas decorrentes da crise e questões cambiais, a Aracruz chegou a demitir cerca de 2 mil funcionários no Rio Grande do Sul. Agora, com os negócios recomeçando pelas mãos do grupo chileno Compañía Manufacturera de Papeles y Cartones, a Celulose Riograndense aplicará cerca de R$ 250 milhões nos campos do Rio Grande do Sul. O anúncio foi feito nesta quinta-feira pelo presidente da companhia, Walter Lídio Nunes, que calcula já ter contratado 900 empregos no Estado desde novembro. A base florestal da empresa abrange 39 municípios gaúchos.

Yeda Crusius fecha acordo para construção do primeiro presídio gaúcho em Parceria Público-Privada

Um ato histórico marcou, nesta quinta-feira, uma evolução no sistema penitenciário do Rio Grande do Sul: a governadora Yeda Crusius (PSDB) assinou no Centro Administrativo Fernando Ferrari protocolo de intenções para construção do primeiro presídio gaúcho no sistema de Parceria Público-Privada (PPP). O novo complexo deverá abrir 3 mil novas vagas e ficará localizado no bairro Fazenda Guajuviras, em Canoas, em uma área de 50 hectares. "Queremos uma sociedade menos violenta, mais justa e desenvolvida. Essa inovação reduz custos, produz resultados e faz mais com menos", disse a governadora. De acordo com Yeda Crusius, a penitenciária será um novo paradigma para a segurança pública. "Isso tem que vir junto com um programa de desenvolvimento das comunidades e das pessoas, para prevenir a reprodução da violência", frisou ela. A governadora comunicou que o Estado deve zerar o déficit de vagas prisionais no sistema semiaberto ainda em fevereiro. Também anunciou que serão assinados, na próxima semana, convênios com empresários interessados na oferta de empregos a apenados. O novo complexo prisional terá cinco unidades independentes, que permitirão aos apenados a progressão de regime dentro do próprio local. Haverá apoio à ressocialização, assistência médica e oficinas profissionalizantes. O Comitê Gestor das PPPs foi instituído pela governadora Yeda Crusius no final de 2007. Por meio de resolução, o governo do Estado lançou editais de chamamento de interesse público, em setembro de 2009, que permitiram ao setor privado apresentações de autorização para estudos de viabilidade de projetos em áreas como saneamento, segurança pública e transportes. Os passos seguintes foram análise técnica das propostas e aprovação, pelo Comitê, com sugestões de adequação. Um dos projetos em andamento é a construção da RS-010, a chamada Rodovia do Progresso, planejada como alternativa para desafogar a BR-116 e abrangendo, em 68,5 quilômetros, os municípios de Cachoeirinha, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo, Novo Hamburgo e Sapiranga. Em janeiro, uma comitiva do governo do Estado esteve na Europa para conhecer as experiências de PPPs em presídios da Grã-Bretanha e da Espanha.

Polícia Federal prende homem entregando dinheiro a amigo de delator de esquema no Distrito Federal

A Polícia Federal prendeu Antônio Bento da Silva, nesta quinta-feira, identificado como possível assessor do Governo do Distrito Federal. No momento da prisão, realizada em um restaurante da cidade, ele entregava uma sacola com aproximadamente R$ 200 mil ao "jornalista" Edmilson Edson dos Santos, conhecido como Edson Sombra. Silva "faria parte" do Conselho Fiscal do Metrô do Distrito Federal. O "jornalista" é apontado como a principal testemunha de Durval Barbosa, ex-secretário de Relações Institucionais e delator do esquema de corrupção que envolve o governador José Roberto Arruda (sem partido). A Polícia Federal investiga se o dinheiro seria uma tentativa de suborno para Barbosa. De acordo com a assessoria do Governo do Distrito Federal, Antonio Bento da Silva é gerente comercial de um jornal da cidade dirigido por Wânia Luiza, que seria mulher de Edson Sombra. O jornalista Edson Santos, o "Sombra", afirmou à Polícia Federal haver negociado com o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, os termos do suborno revelado nesta quinta-feira com a prisão de Antônio Bento da Silva, um "velho amigo do chefe de governo do Distrito Federal". "Sombra" disse à Polícia Federal ter sido contatado no início de janeiro pelo deputado Geraldo Naves, um "emissário" de Arruda, com a proposta de suborno, mas teria negociado com o próprio governador a definição de um outro emissário, Antônio Bento. Ele contou também haver recebido um bilhete de Arruda, já em poder da Polícia Federal, que documentaria a negociação. Em seu depoimento, o jornalista disse que o valor total da propina seria de R$ 1 milhão, divididos em cinco vezes. Segundo ele, os R$ 200 mil apreendidos foram entregues na casa de Bento por um motorista que é sobrinho e assessor pessoal de Arruda, e representariam a primeira parcela do suborno negociado. A Polícia Federal, que filmou o momento em que se daria a entrega do dinheiro, tomou conhecimento do caso por meio do próprio "Sombra". Em depoimento na Polícia Federal, Antonio Bento da Silva, funcionário aposentado da Companhia de Energia de Brasília, disse que recebeu de Rodrigo Arantes, sobrinho e secretário-particular do governador José Roberto Arruda, do Distrito Federal, os R$ 200 mil que entregou em um restaurante da cidade ao jornalista Edson Sombra. Parece que em Brasília tudo é possível, inclusive o maior festival de amadorismo do mundo, de todas as partes. Mas, essa história toda cheira muito mal, há muita coisa mal contada nessa história.

França apoiará Alemanha por vaga no Conselho de Segurança da ONU

A França apoiará a Alemanha no objetivo de conseguir uma vaga permanente no Conselho de Segurança da ONU, anunciaram nesta quinta-feira ambos os países ao término da 12ª edição de seu conselho bilateral de ministros, em Paris. A obtenção desse assento permanente é uma "aspiração legítima da Alemanha", segundo um comunicado divulgado ao término do encontro, que contou com o presidente francês, Nicolas Sarkozy, e a chanceler alemã, Angela Merkel. Membro permanente do conselho ao lado de Estados Unidos, Rússia, China e Reino Unido, a França também defendeu a entrada de países como o Brasil. Na reunião em Paris, Sarkozy e Merkel apresentaram 80 medidas para reforçar a colaboração entre seus países em assuntos como economia, política energética, pesquisa, segurança interior, Justiça e imigração. Perguntinha: mas o Brasil não estava fazendo todos os agrados possíveis à França, inclusive comprar aviões caça que valem quatro vezes mais do que outros, para conseguir o voto para uma vaga no Conselho de Segurança da ONU? Aí está mais uma demonstração cabal da incompetência dessa linha de atuação da diplomacia brasileira bolivariana lulista.

Promotoria move ação contra ex-prefeito petista de Belo Horizonte

O Ministério Público de Minas Gerais protocolou uma ação civil pública contra o ex-prefeito de Belo Horizonte, o petista Fernando Pimentel (PT), por irregularidades cometidas na construção de casas populares. Na ação, a Promotoria pede a indisponibilidade dos bens do petista e de outras nove pessoas citadas, além do ressarcimento dos prejuízos causados ao erário. Entre as irregularidades estão a dispensa de licitação para contratar a empresa responsável pelas obras, superfaturamento do contrato e desvio de recursos públicos para financiamento da campanha de Pimentel. Na ação, proposta em dezembro e distribuída para a 4ª Vara da Fazenda Pública de Belo Horizonte, a Promotoria também relaciona outras irregularidades cometidas pelos réus. Entre elas estão desvios de recursos públicos para financiar empréstimos obtidos pela HAP Engenharia Ltda., responsável pelas obras, em bancos privados. A investigação da Promotoria também identificou desvio de recursos públicos para pagar comissão à ASA (Ação Social Arquidiocesana), entidade que firmou convênio com a Prefeitura de Belo Horizonte para viabilizar as obras.

Renan Calheiros compara Ciro Gomes a Heloísa Helena e diz que ele padece de "tensão pré-eleitoral"

Irritado com críticas do deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) à cúpula do PMDB, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) disse nesta quinta-feira que a candidatura do parlamentar ao Palácio do Planalto lembra a da ex-senadora Heloísa Helena (PSOL), que nas eleições de 2006 terminou com pouco mais de 6% dos votos na disputa à Presidência da República. "A candidatura do Ciro Gomes parece demais a candidatura da senadora Heloísa Helena, na eleição passada. Durante a campanha, ela tinha 11%, 10%. Depois, acabou com 6% dos votos. Acho que isso tem deixado o Ciro Gomes em um estado de nervosismo permanente. Só vejo isso para explicar todos os dias as suas desencontradas declarações", afirmou. Renan Calheiros disse acreditar que o neocoronel cearense Ciro Gomes, assim como outros políticos, "padeça da TPE": tensão pré-eleitoral. E assim ressurge na cena eleitoral, novamente, essa sumidade de qualidade chamada Renan Calheiros.

Plano Nacional de Banda Larga custará até R$ 14 bilhoes

O Plano Nacional de Banda Larga demandará entre R$ 3 bilhões e R$ 14 bilhões até 2014, afirmou nesta quinta-feira o petista gaúcho Cezar Alvarez, coordenador de Inclusão Digital da Presidência da República. A estimativa da Presidência é bastante inferior ao plano do Ministério das Comunicações, que prevê R$ 79 bilhões de investimento. Alvarez frisou que a reativação da Telebrás ainda não foi decidida pelo presidente Lula. "Volto a insistir que falar em Telebrás foi muito mais um eufemismo, um cacoete, que inclusive pode ter problemas na Comissão de Valores Mobiliários, na medida em que é uma empresa cotada com ações na Bolsa de Valores", afirmou. Em uma reunião para discutir o plano de banda larga, o presidente Lula afirmou ter a intenção de reativar a Telebrás. O petista Alvarez não descarta a reativação da estatal. "É preciso uma empresa de gestão desses ativos de fibras ópticas, com papel regulador, a partir principalmente da interconexão com as redes existentes. A reativação da Telebrás é uma das opções", afirmou.

Armínio Fraga defende investimento urgente em infraestrutura

Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central, defendeu nesta quinta-feira a necessidade de mais investimentos caso o Brasil queira manter um bom ritmo de crescimento, e "com urgência" na área de infraestrutura, que estaria em "péssimas condições". Em uma conferência organizada pela Câmara de Comércio Brasileiro-Americana em Nova York, o atual presidente do Conselho de Administração da BM&FBovespa afirmou que o Brasil tem "boas bases para voltar ao ritmo de crescimento anterior à crise". Fraga destacou que o consenso do mercado é de que, neste ano, o País crescerá em torno de 5% e disse confiar que o Banco Central "fará o que tem que fazer" para manter a inflação sob controle. "Acho que o panorama em geral é bom", defendeu o ex-presidente do Banco Central que, no entanto, advertiu que "muita gente acredita que o Brasil é perfeito e isso não é bom para nós, nem mesmo saudável". Nesse sentido, opinou que existem "sérias barreiras que obstaculizam o crescimento e a prosperidade" do País, e disse que uma delas é a excessiva importância dada ao consumo como motor de criação de riqueza, em detrimento do investimento e da economia. "Há potencial para crescer 6% ou 7% ao ano, mas para isso é preciso fazer algumas coisas", explicou Fraga, que citou aumentar a qualidade da educação, reduzir as taxas de juros e reequilibrar o rápido crescimento do gasto público, que representa "uma ameaça ao modelo macroeconômico que temos a longo prazo", entre outros fatores.

Declaração de general sobre gays nas Forças Armadas divide senadores

A declaração do general Raymundo Nonato de Cerqueira Filho durante sabatina na quarta-feira na Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal, de que os gays não têm trabalho "compatível" com as Forças Armadas, gerou divergências entre os senadores nesta quinta-feira. O general é indicado para uma vaga no Superior Tribunal Militar. O senador Romeu Tuma (PTB-SP) saiu em defesa do general ao afirmar que ele não pode ser retaliado por ter manifestado uma opinião sincera. "Pior seria se ele mentisse lá na comissão e, em seguida, agisse de forma diferente das suas palavras no tribunal. Ele não foi preconceituoso, apenas alertava sobre as dificuldades de participação dos homossexuais nas Forças Armadas. A pergunta feita ao general foi muito simplista", disse Tuma. Mais cedo, o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) prometeu apresentar pedido para que o general fosse novamente ouvido na Comissão de Constituição e Justiça para "explicar melhor" suas declarações. Suplicy estava na comissão no momento em que Cerqueira Filho externou sua posição, mas não contestou o general. Nesta quinta-feira, Suplicy (depois de passar os efeitos do Mogadon) disse que reavaliou as palavras de Cerqueira Filho, por isso decidiu reagir. "Como a Constituição tem como um de seus fundamentos a dignidade da pessoa humana, sem preconceito de sexo, cor e idade, quero sugerir que possam de novo comparecer à Comissão de Constituição e Justiça, para expressar que não estão contrariando a Constituição", disse Suplicy. O presidente da Comissão de Constituição e Justiça, senador Demóstenes Torres (DEM-GO), disse que o general não pode ser novamente sabatinado pela comissão. Mas reconheceu que Cerqueira Filho pode ser ouvido em audiência pública, se esse for o desejo da maioria dos integrantes da comissão. Durante a sabatina, o general disse que "a vida militar se reveste de características que podem não se enquadrar em quem tem esse tipo de comportamento". Ele afirmou que não vê problemas na presença de gays se mantiverem a "dignidade e a honra". "Mas não vejo que é compatível com o trabalho nas Forças Armadas", afirmou. Segundo o general, o indivíduo homossexual não consegue comandar uma tropa por não ter características de comando sobre os demais militares. "O indivíduo não consegue comandar em combate, tem uma série de atributos e fatalmente a tropa não vai obedecer. A tropa não obedece indivíduos desse tipo. Estou sendo sincero na minha resposta", afirmou ele. Já o almirante Álvaro Luiz Pinto, também ouvido na Comissão de Constituição e Justiça, adotou postura neutra sobre a presença de gays nas Forças Armadas: "Não tenho nada contra, desde que mantenham a dignidade da farda, do cargo e do trabalho. Se ele mantiver a sua dignidade, sem problema nenhum. Se for ferindo a ética, aí eu não seria a favor". A Marinha é tida como a força militar que tem a maior incidência de homossexualismo em seus quadros.

Petrobras cancela licitação para contratar agências de publicidade

A Petrobras decidiu cancelar o processo de escolha das agências de publicidade que atuarão para a empresa. A continuidade do processo vinha sendo contestada pelo mercado publicitário após o vazamento do resultado de uma das fases do processo, mas até então, a estatal assegurava que não mudaria a licitação. O resultado integral da licitação, que era secreto, foi publicado com 100% de acerto cerca de duas horas antes da divulgação do certame, pelo site PropMark. A Petrobras foi obrigada a anular a sua licitação altamente suspeita. Disse a estatal que "um novo edital será lançado em breve e trará aprimoramentos no processo licitatório". No comunicado, a companhia reconheceu que o resultado foi divulgado antes por um site especializado. "A Petrobras reafirma que a divulgação antecipada dos resultados por um site especializado não comprometeu a análise das propostas técnicas, pois ocorreu três dias após o encerramento desta fase". "Não comprometeu" uma ova, a divulgação antecipada do resultado comprova que havia coisa altamente irregular nessa licitação. Ao todo, 18 agências participaram da licitação. A suspeita de vazamento surgiu depois que os nomes das três primeiras colocadas na primeira etapa da licitação foram publicadas no site PropMark cerca de duas horas antes da abertura dos envelopes com as propostas. Se as propostas estavam dentro de envelopes fechados, como puderam ser conhecidas antes da abertura dos envelopes? É óbvio, como dizia Lula, que houve alguma "maracutaia" das grossas. Alguém se lembra disso? Quem lançou no Brasil a expressão "maracutaia"?

Dólar acumula alta de 8,2% no ano

A economia européia concentrou as preocupações do mercado, num forte movimento especulativo que levou a moeda norte-americana a encostar no nível de R$ 1,90 pela primeira vez em mais de cinco meses. Dessa forma, a cotação do dólar encerrou o dia a R$ 1,884, subindo 2,16% na comparação com a taxa final de quarta-feira, em seu maior preço desde 1º de setembro do ano passado. No decorrer do dia, a cotação chegou a bater R$ 1,900, com um piso de R$ 1,861. Nas casas de câmbio paulistas, o dólar turismo foi cotado por R$ 2,00 em um avanço de 2,04%. A deterioração das contas públicas dos países do Mediterrâneo (Grécia e Portugal, com destaque para a Espanha) ganhou destaque no radar dos agentes financeiros, provocando uma forte desvalorização do euro, que chegou à cotação de US$ 1,375, ante US$ 1,391 na jornada de quarta-feira.

Projeto de lei na Câmara vincula investimento rural ao uso de energia solar

Um projeto de lei que tramita em caráter conclusivo na Câmara dos Deputados dá mais rigor ao uso de energia solar no meio rural. Se ele for aprovado, os projetos de investimento em propriedades rurais que demandarem o uso de água aquecida ou de energia elétrica só poderão receber crédito bancário se instalarem sistemas de aquecimento ou geração de eletricidade por energia solar. Unidades rurais para energia elétrica contempladas no projeto incluem por exemplo "silos, criatórios, moradias ou unidades de processamento". A obrigatoriedade está prevista no projeto de lei 6529/09, do deputado federal Inocêncio Oliveira (PR-PE). A proposta também autoriza o Poder Executivo a aumentar em 50% a subvenção ao crédito rural destinado ao financiamento de equipamentos para captação de energia solar. Com toda a certeza aí tem o dedo de lobismo defendendo interesses de empresas que atuam no setor.

Brasil anuncia alimentação como novo direito constitucional

O Congresso brasileiro proclamou nesta quinta-feira a alimentação como um novo direito constitucional, junto com a saúde, a habitação, o trabalho, a seguridade social e a proteção à infância, entre outros que já figuravam na carta magna. A inclusão da alimentação entre esses direitos foi aprovada em uma sessão realizada nesta quinta-feira na qual o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), disse que o Brasil "tem agora a satisfação de contar com uma Constituição com os melhores capítulos de direitos sociais do mundo". Essa lista dos direitos sociais que já figuram na Constituição pode ser ampliada nos próximos meses, por uma iniciativa que prepara o governo Lula. O presidente declarou que, neste ano, pretende enviar ao Parlamento um projeto de lei para tornar efetivos os programas sociais de seu governo, em funcionamento desde 2003. Ele quer se eternizar no governo, obrigando sucessores a fazer o que ele fez. É um candidato a ditador em cena.

CGU defende veto de Lula ao Orçamento e diz que paralisação de obras foi política

O ministro-chefe da Controladoria Geral da União, Jorge Hage, rebateu nesta quinta-feira as afirmações da oposição de que o presidente Lula teria rasgado a Constituição ao vetar, no Orçamento de 2010, a paralisação de obras que estariam sob suspeita de irregularidades. Hage afirmou que Lula se valeu de um preceito constitucional e, agora, cabe ao Congresso derrubar o veto "se tiver maioria para isso". Isso é a chamada conversa cafajeste, porque qualquer criança sabe que passa no Congresso qualquer coisa que o Imperador desejar que passe. Essa porcaria chamada Controladoria Geral da União é uma inutilidade total. Ela é incapaz, simplesmente, de investigar seu próprio chefe. Portanto, é uma máscara que foi criada pelo petismo para dizer que seu governo investiga fraudes. Mentira, não investiga nada. E ainda quer competir com e desmoralizar o Tribunal de Contas da União.

País registra quarto recorde consecutivo no consumo de energia esta semana

A sequência de altas temperaturas vem fazendo o consumo de energia disparar, e a demanda registrou, nesta quinta-feira, o quarto recorde consecutivo. Por volta das 15 horas, houve pico de 70.600 MW (megawatts) na demanda, de acordo com dados do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico). O ONS atribui a pressão da demanda ao forte calor. Em média, as máximas estão 3ºC acima do que era verificada neste período, no ano passado. Na quarta-feira, o pico havia sido de 70.421 MW, com registro de recordes também nos subsistemas Sul e Sudeste/Centro-Oeste. A média, ao longo do dia, foi de 61.726 MW. Desse total, 80,21% foram gerados por usinas hidrelétricas nacionais. Itaipu, que é binacional, foi responsável por outros 12,22%. As usinas termelétricas despacharam 2.542 MW médios, o correspondente a 4,12% do total. As usinas nucleares contribuíram com produção de 1.956 MW, o correspondente a 3,17% de tudo o que foi gerado. As usinas térmicas vem sendo ligadas para evitar sobrecarga no sistema e evitar novos apagões, à medida em que Itaipu aumenta sua geração para atender à demanda, e também para poupar o nível dos reservatórios. Na região Sul, 96,75% dos reservatórios estão cheios. No subsistema Centro-Oeste/Sudeste, a proporção é um pouco menor, com 76,93% das reservas preenchidas.

Ipea diz que pequenas empresas respondem por dois terços dos novos empregos

As pequenas empresas foram as principais responsáveis pela criação de empregos em dez anos, entre 1989 a 2008. A cada três ocupações abertas no setor privado não agrícola, duas foram em pequenas empresas com até dez funcionários, mostra pesquisa do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), divulgada nesta quinta-feira. O levantamento aponta que, em 2008, os empregados em pequenos negócios representavam 27,1% do total de trabalhadores assalariados do País. Já os empregadores correspondiam por 78% do total de empresários e postos de trabalho por conta própria. O Ipea mostra ainda que, em 2008, a renda média dos ocupados nestes estabelecimentos foi de R$ 902,10, sendo R$ 633,03 para os empregados assalariados, de R$ 2.607,00 para empregadores e R$ 807,34 para trabalhadores por conta própria. Contudo, somente 29,4% do total de vagas em negócios com até dez trabalhadores tinham alguma proteção pela atual legislação trabalhista. Entre os ocupados por conta própria, apenas 16,7% estavam amparados pela lei. Já entre os assalariados o percentual foi maior, de 40,8%, e entre os empregadores ficou em 55,8%.

Bank of America processado por "manipular" dados para obter ajuda

A Justiça do Estado de Nova York anunciou nesta quinta-feira a intenção de processar o Bank of America, o maior dos Estados Unidos, por ter ocultado as perdas de sua filial Merrill Lynch e "manipulado" as autoridades para obter uma ajuda federal no fim de 2008. O secretário da Justiça de Nova York, Andrew Cuomo, disse que processará o banco, seu ex-presidente Kenneth Lewis e seu ex-diretor financeiro. Segundo Cuomo, os dirigentes do Bank of America fizeram uma "manobra arrogante" e cometeram "uma enorme fraude". A diretoria do Bank of America é acusada de ter ocultado deliberadamente as perdas do banco de negócios Merrill Lynch, que decidira comprar em setembro de 2008, "para que os acionistas aprovassem a fusão". "Assim que a transação foi aprovada, a diretoria do Bank of America manipulou o governo federal para receber bilhões de dólares dos contribuintes, alegando que desistiria do acordo se não recebesse a ajuda", afirmou Cuomo.

Aécio Neves diz que agora tomou decisão de ser candidato ao Senado

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB) disse nesta quinta-feira que tomou a decisão de ser candidato ao Senado Federal por Minas Gerais. Foi a primeira vez, desde que desistiu da pré-candidatura à Presidência da República, que ele disse abertamente que concorrerá ao Senado. Das vezes anteriores, ele apenas admitia a possibilidade de se candidatar. "Ter passado sete anos como o governo mais bem avaliado do País é motivo de honra. Não para mim apenas, mas para todos os mineiros. Quanto ao futuro, fiz uma opção muito clara hoje. Serei candidato ao Senado da República por Minas Gerais e no Congresso quero dar continuidade ao trabalho que iniciamos aqui, defendendo lá, os interesses de Minas Gerais", afirmou Aécio Neves em entrevista.

Tarso Genro diz que possível desistência de Ciro Gomes fortalece candidatura da petista Dilma Rousseff

O ministro da Justiça, o peremptório Tarso Genro, disse nesta quinta-feira que a presença do deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE), neocoronel cearense, na disputa pela Presidência da República, não fragiliza a candidatura da petista Dilma Rouseff. Ao contrário, conforme o "Garoto de Ouro", conforme Tarso Genro é conhecido em algumas rodas em Porto Alegre, a possível desistência do neocoronel cearense Ciro Gomes fortalece a ministra. Ou seja, o "Garoto de Ouro" é o chefe supremo da seita do relativismo. "Eu entendo que a candidatura dele em relação ao primeiro turno não implica na fragilização da candidatura da Dilma. Agora, a presença dele junto a Dilma, fortalece", afirmou peremptório o ministro. Tarso Genro também reforçou a legitimidade da candidatura de Ciro Gomes, mas destacou que se ele desistisse seria melhor para a candidatura de Dilma Rousseff. É um dialético por excelência, e acha isso bonito.

Venda de carros importados em janeiro atinge nível recorde na década

A proporção de veículos importados nas vendas no Brasil atingiu em janeiro o seu maior nível desde ao menos o início da década, informou nesta quinta-feira a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores). Entre as unidades comercializadas no mês passado, 20,1% vieram do exterior, somando 42.981 unidades. O aumento das importações, acompanhada de uma queda nas exportações em decorrência da crise financeira global, já tinha feito o Brasil importar em 2009 mais veículos do que exportou pela primeira vez em 14 anos. A tendência deve se repetir neste ano, de acordo com as previsões da Anfavea. O número de veículos vindos do Exterior deve fechar o ano, de acordo com a entidade, com aproximadamente 580 mil unidades, contra 488,9 mil no ano passado. Já as exportações somarão 530 mil veículos.

Kassab anuncia moradia para artistas

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), anunciou na manhã desta quinta-feira a destinação de um prédio na avenida São João para a moradia de artistas com baixa renda. A medida faz parte do Programa de Habitação e Requalificação do Centro - Renova Centro, que irá desapropriar 53 prédios na região central da cidade para a criação de cerca de 2.500 unidades habitacionais. A atriz Nicete Bruno compareceu ao evento, representando o Sated (Sindicato dos Artistas e Trabalhadores em Espetáculos de Diversão). Ela afirmou que o local é uma reivindicação antiga da classe. "É a oportunidade de criar em São Paulo aquilo que há tanto tempo nos desgostava. Irá abrigar artistas que não trabalham mais individualmente, mas ainda têm possibilidades de fazer um trabalho coletivo com jovens", disse Nicete. Kassab afirmou que, caso o número de artistas interessados na moradia ultrapasse o número de unidades destinadas no prédio do hotel, outro edifício deve entrar no programa. "Queremos trazer os artistas de volta ao centro de São Paulo", disse o prefeito. Dos 53 decretos necessários para as desapropriações, dez já foram publicados no Diário Oficial e 43 serão publicados na edição desta sexta-feira. Os locais exatos dos prédios que serão desapropriados e reformados para moradia ainda não foram informados para evitar a invasão dos imóveis. De acordo com a legislação, a desapropriação só pode ser realizada em edifícios vazios. Segundo Ricardo Pereira Leite, presidente da Cohab (Companhia Metropolitana de Habitação), o último levantamento do IBGE, feito no ano 2000, revelou que São Paulo tinha cerca de 400 mil imóveis desocupados.

Governo norte-americano afinal abre investigação sobre os freios de veículo da Toyota

Autoridades norte-americanas ordenaram nesta quinta-feira a abertura de uma investigação formal sobre falhas nos freios do principal veículo híbrido da Toyota, o Prius. A NHTSA, órgão ligado ao Departamento de Transporte que é responsável pela segurança viária no país, anunciou que vai analisar a fundo "as acusações sobre momentâneas perdas da capacidade de frear quando se dirige sobre uma superfície irregular, com buracos ou protuberâncias". A NHTSA informou que havia recebido 124 informes de consumidores, "o que inclui relatórios segundo os quais ocorreram choques" com os Prius, o carro híbrido mais popular do mundo. O primeiro modelo do Prius foi lançado em 1997. A sua última versão foi apresentada em maio no Japão e foi o carro mais vendido naquele país em 2009. Este caso atinge ainda mais a Toyota, que já está envolvida em um megarecall de milhões de veículos devido a falhas nos pedais de aceleração.

Nova presidente do Banco Central da Argentina promete estabilidade financeira

A designada presidente do Banco Central argentino, Mercedes Marcó del Pont, afirmou nesta quinta-feira que, durante sua gestão, levará adiante políticas monetárias razoáveis e estabilizadoras, e também colaborará com um aprofundamento do modelo econômico do governo. "Impulsionaremos políticas cambiarias absolutamente razoáveis de estabilidade e aprofundamento do modelo econômico do governo", afirmou Marcó del Pont em suas primeiras declarações à imprensa. A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, anunciou a designação da nova presidente do Banco Central em entrevista à imprensa na noite de quarta-feira. Obviamente, os mercados financeiros internacionais estão vendo com péssima imagem a política populista da peronista Cristina Kirchner, que está liquidando com a independência do Banco Central de seu país, e se mostra disposta a torrar as reservas internacionais do país para pagar dívidas.

Senado aprova convite para que Jobim e Vannuchi expliquem plano de direitos humanos

Em meio à polêmica em torno do Programa Nacional de Direitos Humanos lançado pelo governo federal no final de 2009, o Senado aprovou nesta quinta-feira convites para que os ministros Nelson Jobim (Defesa) e Paulo Vannuchi expliquem detalhes do programa em audiência na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Casa. Autor dos requerimentos, o senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) afirma que o Senado deve participar do debate para discutir os pontos do programa que dividiram a área militar e de direitos humanos no governo federal. "Com a realização desta audiência, esperamos que sejam prestados aos senadores e aos demais cidadãos brasileiros os devidos esclarecimentos sobre os efeitos reais deste decreto e qual a importância deste programa para o aprimoramento dos direitos humanos no Brasil", disse Azeredo. O requerimento com o convite a Vannuchi teve o apoio da base aliada governista, com a assinatura do senador Eduardo Suplicy (PT-SP). O impasse sobre o programa teve início depois que a área militar reagiu ao artigo que criava a "Comissão da Verdade" para investigar crimes cometidos pela "repressão política" durante o período da ditadura militar (1964-1985). Jobim pressionou o presidente Lula por mudanças, o que levou o petista a editar um novo decreto.

Brasil aumentou em 77% capacidade de geração de energia eólica

A capacidade de geração de energia eólica no Brasil aumentou 77,7% em 2009, em relação ao ano anterior. Com isso, o País passou a ter uma capacidade instalada de 606 megawatts (MW), contra os 341 MW de 2008. Os dados, divulgados na quarta-feira pelo Conselho Global de Energia Eólica, mostram que o Brasil cresceu mais do que o dobro da média mundial, que foi de 31%. O crescimento brasileiro foi maior, por exemplo, que o dos Estados Unidos, que teve aumento de 39%; o da Índia (13%) e o da Europa (16%), mas menor que o da China, cuja capacidade de geração ampliou-se em 107%. O Brasil também cresceu menos do que a média da América Latina, cujo aumento foi de 95%, puxado, em grande parte, pelas expansões de capacidade do México (137%), Chile (740%), da Costa Rica (67%) e Nicarágua (que saiu de zero para 40 MW). De acordo com a pesquisa, a capacidade da América Latina passou de 653 MW para 1,27 gigawatt (GW ou 1.270 MW), enquanto a capacidade do mundo ampliou-se em 37,5 GW, chegando a 157,9 GW. Em termos absolutos, os Estados Unidos têm uma capacidade de 35 GW, a China, de 25 GW, a Índia, de 11 GW e a Europa, de 76 GW. O Brasil responde por cerca da metade da capacidade instalada na América Latina, mas representa apenas 0,38% do total mundial. Para o diretor-executivo da Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica), Pedro Perrelli, o desenvolvimento do parque eólico do País só não é maior porque o Brasil tem muita capacidade hidrelétrica instalada e potencial.

Comissão do Senado aprova convite para Nelson Jobim falar sobre compra de caças

A Comissão de Relações Exteriores do Senado aprovou nesta quinta-feira convite para o ministro da Defesa, Nelson Jobim, explicar detalhes sobre a compra de 36 aviões caça para a FAB. O presidente da comissão, senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), quer saber os motivos que levaram o governo a optar pelos caça franceses, e não os suecos, considerados pela área técnica da FAB como o mais viável para o País. Segundo o senador, a preferência do governo brasileiro pelos caças franceses "tem causado constrangimentos" frente ao relatório da área técnica da FAB. O tucano também quer saber detalhes sobre o preço dos caças que, de acordo com Azeredo, "não estão sendo divulgados". "Da mesma forma que a escolha da melhor opção seja prerrogativa do Poder Executivo, permitindo-lhe contrariar o relatório e ficar com o concorrente que ficou em terceiro lugar, é prerrogativa regimental da Comissão de Relações Exteriores o papel de acompanhar e tornar mais transparente as negociações", afirmou Azeredo. A comissão ainda não marcou data para a audiência de Jobim.

Montadoras aumentam estoques e se preparam para fim do corte no IPI

Diante da perspectiva do fim do benefício fiscal dado pelo governo Lula para a aquisição de veículos, que ocorrerá em março, o setor automotivo aumentou seus estoques em 38% em janeiro. De acordo com os dados da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), divulgados nesta quinta-feira, os veículos disponíveis para venda no mês passado seriam suficientes para 36 dias de comercialização, contra 26 em dezembro. "Nós vemos aí uma precaução para as maiores vendas com o fim do corte no IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados). Há uma expectativa de aumento nas vendas para o fim de fevereiro e começo de março", disse o presidente da Anfavea, Jackson Schneider. A venda de veículos começou a sentir os efeitos da crise em outubro de 2008 e, em dezembro do mesmo ano, o governo anunciou o corte do IPI sobre veículos para estimular a venda no mercado interno. O benefício, renovado ao longo de 2009, termina no dia 31 de março. Schneider admitiu que o fim do corte no IPI deverá ter um impacto sobre as vendas do setor a partir de abril.

Lobão diz que acionamento de térmicas no Rio de Janeiro é normal e nega problemas

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse nesta quinta-feira que o acionamento de usinas térmicas nesse momento é normal e que se deu para atender a picos de demandas no Rio de Janeiro e em outros Estados por conta do maior uso de equipamentos como ar-condicionado. "Por conta do consumo excessivo de ar condicionado no Rio de Janeiro, tornou-se necessário um pouco mais de energia. O que está ocorrendo nesse momento é um consumo extra-normal e que exige portanto uma providência especial", afirmou ele. Os três recordes diários consecutivos no consumo de energia do País registrados nesta semana obrigaram o ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) a acionar mais usinas termelétricas, cuja energia é mais cara e mais poluente, e a reduzir a geração de Itaipu a fim de evitar nova sobrecarga do sistema, como a que causou o blecaute de novembro.

Ronaldinho admite que esteve três noites em hotel, mas desmente a megafesta

O meia-atacante Ronaldinho, do Milan, admitiu nesta quinta-feira, por meio de um comunicado em seu blog oficial, que esteve hospedado em um luxuoso hotel de Milão nos três dias que precederam o clássico contra a Inter de Milão, mas negou que tenha realizado uma megafesta no local, ao contrário do que informou o jornal italiano "Corriere della Sera". De acordo com a publicação, Ronaldinho reservou durante três noites uma luxuosa suíte em um dos melhores hotéis de Milão para organizar uma festa de três dias com seus amigos. A diversão, acrescentou o jornal, custou a ele 75 mil euros. "Circula nos veículos de comunicação que eu teria feito uma 'megafesta' nos dias que antecederam o clássico Inter x Milan e, embora seja verdade que estive hospedado num hotel de Milão, não é correto que organizei uma festa e muito menos os detalhes que comentam", escreveu Ronaldinho. "Me parece injusto que estejam usando imagens muito antigas e o fato de que admiti gostar de música publicamente para explicar um mau resultado e criar história a meu respeito", continuou o festeiro Ronaldinho. O Milan perdeu por 2 a 0 contra uma Inter com um jogador a menos desde a metade do primeiro tempo, após a expulsão do meia holandês Wesley Sneijder. Nesta partida, Ronaldinho ainda desperdiçou um pênalti nos minutos finais. A cobrança foi defendida pelo goleiro da Inter, o brasileiro Julio César. A diretoria do Milan admitiu que teve uma conversa com o jogador sobre o episódio.

Usina térmica prevalece em obras do PAC para energia

Em três anos de PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), houve o financiamento de obras para a geração de 5.900 MW de potência. Desse total, 3.600 MW são referentes à geração de energia de 35 usinas térmicas. Em contrapartida, foram gerados 2.300 MW de energia limpa com investimentos do programa. Foram oito usinas hidrelétricas, 45 pequenas centrais hidrelétricas e 21 usinas de energia eólica. As obras que ainda estão sendo concluídas devem desfazer a tendência do programa de concentrar mais investimentos na geração de energia térmica, que é mais cara e poluente. Dos 17,9 mil MW de geração em andamento, 6.900 MW são provenientes de térmicas e a maioria proveniente de fontes renováveis. A polêmica usina hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu, é o maior empreendimento do PAC. Tem investimento previsto de R$ 16 bilhões e terá potência instalada de 11,2 mil MW. Apesar da demora na liberação da licença, emitida nesta semana pelo Ibama, o governo manteve a previsão de conclusão da obra para 30 de abril de 2014. Pretende fazer o leilão até 12 de abril deste ano.

Decisão sobre caças será submetida ao Conselho de Defesa Nacional

Informantes do Palácio do Planalto garantiram nesta quinta-feira que a decisão sobre a compra de 36 aviões-caças para renovar a frota da Força Aérea Brasileira será submetida ao Conselho de Defesa Nacional. O presidente Lula e o ministro da Defesa, Nelson Jobim, teriam batido o martelo a favor do caça francês Rafale. A decisão teria sido tomada depois da francesa Dassault reduzir de US$ 8,2 bilhões (R$ 15,1 bilhões) para US$ 6,2 bilhões (R$ 11,4 bilhões) o valor total da operação. O Rafale ficou em último no relatório técnico da FAB, que trouxe em primeiro o caça sueco Gripen e, em segundo, o norte-americano F-18, da Boeing. O francês é o preferido de Jobim e de Lula, que defendem negócio com a França porque o país é seu "parceiro estratégico", com o qual assinou grande acordo militar em 2009. O Conselho de Defesa é um órgão de consulta do presidente nos assuntos relacionados com a soberania nacional e a defesa do Estado. O conselho é formado pelo vice-presidente da República, José Alencar, e pelos presidentes do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e da Câmara dos Deputados, o deputado federal Michel Temer (PMDB-SP). Ainda fazem parte representantes dos ministérios da Justiça, Defesa, Relações Exteriores, Planejamento, Gabinete de Segurança Institucional, e os Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica. Ou seja, é um conselho de mentirinha. Vale a decisão do imperador.

Obras do PAC em aeroportos estão com cronograma atrasado

De acordo com o balanço de três anos do PAC, divulgado nesta quinta-feira, 6% das obras em andamento estão com ritmo de execução abaixo do esperado. Entre as obras que preocupam o governo está a revitalização e ampliação do aeroporto de Guarulhos, que continua recebendo selo vermelho. A obra está paralisada desde março de 2008, e espera conclusão da perícia judicial para que seja retomada, o que não deve acontecer no primeiro semestre do ano. Outros aeroportos estão com o cronograma de projetos e obras atrasados. Outros exemplos são os aeroportos de Brasília, Vitória (cujas obras estão paralisadas desde julho de 2008) e Macapá. O leilão para o Trem de Alta Velocidade, que ligará Rio de Janeiro, Campinas e São Paulo, deve ser realizado ainda neste semestre. Mas, de acordo com o balanço, não deve acontecer no primeiro trimestre, como acreditava o governo.

Justiça nega pedido de grupo do PMDB e mantém data de convenção do partido

Dois juízes de Brasília negaram o pedido de um grupo do PMDB, contrário à aliança nacional do partido com o PT, contra a convenção da legenda, marcada para 6 de fevereiro. Com isso, a data ainda está mantida para este sábado. A cúpula do PMDB articula a apresentação de chapa única liderada pelo atual presidente da legenda, deputado federal Michel Temer (PMDB-SP), mas o grupo contrário à união com o PT queria protelar a convenção caso não tivesse representação na chapa de Michel Temer. A convenção tem como objetivo eleger a nova Executiva Nacional do PMDB. O encontro foi antecipado do dia 10 de março para 6 de fevereiro. O grupo de Temer trabalha para reconduzi-lo ao comando da legenda com o objetivo de fortalecer o seu nome para disputar a vice-presidência da República na chapa da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) ao Palácio do Planalto.

Dinheiro público financiará 94% dos estádios da Copa-2014

A Copa de 2014, que Ricardo Teixeira, o presidente da CBF, dizia que seria o Mundial da "iniciativa privada", terá 94% dos R$ 5,342 bilhões para a reforma e a construção de estádios bancados pelos cofres públicos. A conta foi formalizada pelo Ministério do Esporte, que divulgou documento que detalha as responsabilidades dos gastos do Mundial e especifica quanto custará cada um dos 12 estádios da Copa e quem irá pagá-los. O contrato mostra que R$ 3,427 bilhões para as obras nas arenas serão bancados com dinheiro do BNDES. O governo federal argumenta que o banco estatal de fomento fará empréstimos em condições de mercado, o que não configuraria uso de verba pública. Mas, desse montante, só R$ 175 milhões devem ser tomados por entidades privadas (R$ 25 milhões pelo Atlético-PR e R$ 150 milhões pelo São Paulo). O resto, ou quase tudo, será levantado pelos governos estaduais, que falharam na tentativa de angariar parceiros privados para as obras. Além do dinheiro do BNDES, os Estados ainda prevêem investir, com recursos próprios, quase R$ 1,6 bilhão nas arenas. O governo de Brasília, por exemplo, promete bancar com dinheiro do seu orçamento R$ 345 milhões dos R$ 745 milhões que vai custar o novo Mané Garrincha, o mais caro de todos os estádios do Mundial. Em 2007, quando o País ganhou o direito de abrigar a Copa pela segunda vez, a CBF, a responsável pela candidatura brasileira na Fifa, estimava que o País gastaria pouco menos de R$ 2 bilhões com estádios. Ou seja: a estimativa atual já é 167% maior do que a original. O fato de os cofres públicos assumirem quase toda a conta dos estádios vai na contramão do que Ricardo Teixeira discursava até ano passado.

Saldo da caderneta de poupança tem melhor janeiro desde 1997

O saldo de recursos na poupança fechou o mês de janeiro em R$ 2,61 bilhões, de acordo com relatório divulgado nesta quinta-feira pelo Banco Central. O valor é o melhor para meses de janeiro desde 1997, quando a captação foi positiva em R$ 3,5 bilhões. O estoque de recursos depositados na poupança somou em janeiro R$ 323,21 bilhões. Em outubro do ano passado, o total ultrapassou os R$ 300 bilhões pela primeira vez na história. O resultado de janeiro, porém, ficou abaixo do saldo registrado em dezembro. Por conta do pagamento do 13º salário, o valor no último mês de 2009 saltou para R$ 9,17 bilhões No mês passado, os depósitos somaram R$ 87,82 bilhões e os saques, R$ 85,2 bilhões. Os rendimentos totalizaram R$ 1,5 bilhão. Em 2009, a captação líquida da poupança somou R$ 30,412 bilhões, o segundo melhor resultado da série histórica --atrás de 2007, quando somou R$ 33,379 bilhões. O resultado do ano passado superou 2008 em 71,2%. O saldo de 2009 é resultado dos depósitos, que somaram R$ 1,043 trilhão, e das retiradas R$ 1,013 trilhão.

Governo dos Estados Unidos acredita que crise põe em dúvida "futuro político" do ditador Chavez

Para o governo Barack Hussein, problemas internos na Venezuela como racionamento de energia e água, a inflação crescente e alta da violência no país, levantam dúvidas sobre o "futuro político a longo prazo" do ditador Hugo Chávez. A avaliação consta do relatório anual sobre ameaças aos Estados Unidos, apresentado na terça-feira pelo diretor nacional de Inteligência, Dennis Blair, à Comissão de Inteligência do Senado. É o primeiro documento do tipo produzido pelo governo Barack Hussein. O de fevereiro de 2009 havia sido preparado pela gestão George W. Bush. Com relação à América Latina, o texto segue as linhas gerais do documento anterior, com críticas ao venezuelano, que lidera "uma força regional anti-EUA" e deseja "debilitar" os governos moderados e pró-Washington da América Latina. Um exemplo disso é que segue dando apoio encoberto a grupos insurgentes como as Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, organização terrorista e traficante de cocaína). O texto apresentado por Dennis Blair afirma que as "medidas repressivas, a alta da das taxas de crime, a inflação crescente, racionamentos de água e luz, e uma importante desvalorização da moeda levantam questões sobre seu futuro político a longo prazo".

"Garoto de ouro" Tarso Genro diz que candidatura de Dilma foi imposta ao PT diante do vazio do partido

Ao entregar o cargo de Ministro da Justiça, o peremptório petista gaúcho Tarso Genro deu mais uma daqueles entrevistas que o projetaram para ser conhecido, em Porto Alegre, em círculo de amigos, como "Garoto de Ouro". Ele deu entrevista dizendo que o presidente Lula escolheu sozinho Dilma Rousseff candidata porque havia um "vazio" no PT, que estava "fragilizado" pelo esquema de corrupção do Mensalão, montado pela direção do partido. Segundo o "Garoto de Ouro" petista gaúcho, não fosse isso, o partido "no mínimo faria uma negociação com o presidente", que "agiu corretamente". Candidato ao governo do Rio Grande do Sul, Tarso Genro diz que a eleição de Dilma Rousseff para suceder Lula não é "garantida", mas aposta que ela é
competitiva. Neopetista assim como Dilma Rousseff, da qual é um adversário político (ele é adversário de qualquer um que se atravesse na frente de seus interesses eleitorais), Tarso Genro informa, peremptoriamente, que chegou a cogitar ser o indicado de Lula. Quando não há nada de novo no noticiário, o "Garoto de Ouro" dá um jeito de aparecer na mídia. Videversus sugere uma pauta para ele: a superlotação da emergência do Grupo Hospitalar Conceição, de Porto Alegre, estatal que pertence ao Ministério da Saúde do governo Lula.