quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Fernando Henrique Cardoso desafia Lula para um debate em rede nacional de TV

Como o presidente bolivariano Lula quer conduzir uma campanha eleitoral plebiscitária, comparando o seu governo com o governo Fernando Henrique Cardoso, então Fernando Henrique resolveu começar tudo isto por um debate em rede nacional de TV. Fernando Henrique Cardoso disse que aceita o desafio de debater os dois governos de dois mandatos de cada um, e afirmou que está pronto para ir para a televisão com seu adversário Lula. Anote aí: Lula não vai aceitar nunca, porque Lula só aceita conversar sozinho, com ele mesmo, no máximo com o espelho. Tudo aquilo que não reflete Lula, não é aceitável para Lula. Ele próprio já se definiu, como um "bocudo".

Yeda Crusius reúne prefeitos da Grande Porto Alegre para a construção de uma nova estrada pedagiada

A governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), reuniu prefeitos da região metropolitana de Porto Alegre, nesta quinta-feira, para a assinatura de um protocolo de intenções destinado a permitir a construção de uma estrada privada, de 42 quilômetros, ligando a capital gaúcha a Novo Hamburgo, com pedágio. A construção deverá ocorrer por meio de uma Parceria Público Privada. Estiveram presentes na reunião os prefeitos petistas de Canoas, Esteio, Sapucaia, Gravataí, São Leopoldo, Novo Hamburgo e Sapiranga, mais os prefeitos de Porto Alegre (PMDB), Campo Bom (PP) e Cachoeirinha (PSB). A nova estrada deverá correr paralelamente à BR-116, pelo lado esquerdo. Há apenas quatro meses, PT e PSB queriam a todo custo dar um golpe no Estado, aplicando um impeachment na governadora Yeda Crusius, com fundamento em um processo sem fundamento, que foi derrubado no Tribunal Regional Federal, que obrigou a exclusão do nome da governadora do rol de indiciados. A rodovia será a primeira PPP (Parceria Público Privada) da ára rodoviária do Estado e exigirá investimentos de R$ 715 milhões. Os empreendedores privados ainda não foram definidos. Eles recuperarão o dinheiro investido através da cobrança de pedágio. A Rodovia do Parque, lançada com festa pelo governo Lula, destinada a cumprir o mesmo trajeto, mas pelo lado direito, custará R$ 820 milhões, mas terá apenas 20 quilômetros. E é uma obrinha de papel, mais uma dessas ficções do PAC, porque não sai do lugar. Mesmo assim, tem custo quatro vezes mais caro do que a Estrada do Progresso projetada por Yeda Crusius. Em apenas dois anos, o primeiro trecho de 12 quilômetros será entregue, em quatro serão entregues mais 15 quilômetros e o restante estará concluído em 12 anos. Deveria ser convidado para esse ato o "Exterminador do Futuro", o ex-governador petista Olívio Dutra. Na sua propaganda eleitoral, quando concorreu ao governo do Estado, dizia que ele era a solução, e o então governador Antonio Britto o pedágio. Pois agora os prefeitos petistas da Região Metropolitana entregaram-se todos supimpas ao pedágio. Isto confirma o quanto era hipócrita a pregação eleitoral do PT.

Polícia Federal cumpre mandado de busca e apreensão na casa de Arruda

A Polícia Federal cumpriu na noite desta quinta-feira os mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça, em três endereços do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda. Foram feitas buscas na residência oficial do governador, em Águas Claras, na sede do governo, em Taguatinga, e na casa particular de Arruda, em Park Way. A Polícia Federal não confirmou o que foi apreendido nos endereços. Esta foi a segunda vez que a residência oficial do governador é vasculhada pela Polícia Federal. A primeira foi em 27 de novembro de 2009, quando foi deflagrada a Operação Caixa de Pandora, que investiga o esquema de arrecadação e pagamento de propina aos aliados no Distrito Federal. Na época, a busca foi realizada no escritório utilizado pelo chefe de gabinete de Arruda, Fábio Simão, que também é suspeito de participar do esquema de corrupção. Nunca se viu a Polícia Federal investigar com tanta determinação assim no caso do Mensalão do PT, e tampouco no caso dos Aloprados do PT. Ou seja, a Polícia Federal é seletiva, tornou-se a polícia política do PT.

Ministro do Supremo pede documentos sobre prisão de Arruda "com urgência"

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, pediu nesta quinta-feira ao Superior Tribunal de Justiça os documentos sobre a prisão preventiva do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, "com urgência". Marco Aurélio é relator de habeas corpus ajuizado pela defesa do governador para tentar reverter a decisão do STJ, que decretou a prisão de Arruda por envolvimento na tentativa de suborno do jornalista Edson dos Santos, o Sombra. O pedido de habeas corpus é assinado pelos advogados José Gerardo Grossi, Nélio Machado e Cristiano Ávila Maronna. A ação foi distribuída para Marco Aurélio porque ele é relator de outros processos relacionados à Operação Caixa de Pandora, que investiga o esquema de arrecadação e pagamento de propina a aliados no Distrito Federal.

Bill Clinton sofre intervenção cardíaca

O ex-presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton, passou por um procedimento médico de urgência nesta quinta-feira em que foram instalados dois stents em uma das artérias do coração, após ter sido internado com dores no peito. Clinton é o enviado especial das Nações Unidas para o Haiti e foi encarregado pela organização de coordenar os esforços de recuperação do país após o grande terremoto do mês passado. A secretária de Estado, Hillary Clinton, deixou Washington e foi para Nova York para ficar com o marido, que se submeteu ao procedimento no Hospital Presbiteriano de Columbia, em Manhattan. O stent é uma pequena prótese metálica com o formato aproximado de uma mola, introduzida na coronária por cateterismo, que se expande juntamente com um balão para manter aberta a passagem de sangue, normalmente obstruída por placas de gordura.

Arruda lembra em "carta aos amigos do GDF" o Mensalão e a saída de Collor

Após o Superior Tribunal de Justiça decretar sua prisão preventiva por tentativa de suborno, o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, escreveu uma carta endereçada aos "amigos do GDF" (Governo do Distrito Federal). No documento, o governador diz que é vítima de uma "campanha difamatória" que atinge "níveis jamais vistos na vida pública brasileira" e lembra que, nos "momentos mais graves" da política, como o "Mensalão do PT" ou o impeachment do ex-presidente Fernando Collor de Mello, atual senador pelo PTB de Alagoas, "não se viu medidas judiciais coercitivas dessa gravidade". "Com muita fé em Deus, vou manter o equilíbrio e a serenidade para contribuir não apenas com a total elucidação dos fatos presentes mas também com uma mudança na legislação eleitoral e política brasileira, que dá aos vândalos os métodos próprios de sucessivas eleições e aos ingênuos as penas máximas da visão que impera, onde o importante não é seguir a lei, mas saber ludibriá-la", diz o governador na carta. Segundo Arruda, as denúncias não atingem somente a ele, como governador eleito pelo povo, mas todo o Governo do Distrito Federal e Brasília. O governador também justifica seu pedido de licença e pede para darem seguimento aos projetos.

Sobrinho de Arruda também se entrega à Polícia Federal

O assessor especial do Distrito Federal, Rodrigo Arantes, sobrinho do governador José Roberto Arruda (sem partido), se entregou na noite desta quinta-feira à Superintendência da Polícia Federal, em Brasília. Arantes, Arruda e mais quatro pessoas tiveram a prisão decretada pelo Superior Tribunal de Justiça por tentativa de suborno. Arantes ficará preso em um prédio da Polícia Federal ao lado do Instituto Nacional de Criminalística, onde o governador está preso em uma sala de Estado Maior, reservada para autoridades.

Governador Arruda se apresenta à Polícia Federal em Brasília após STJ determinar sua prisão

O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido), se apresentou na tarde desta quinta-feira à Polícia Federal em Brasília após o Superior Tribunal de Justiça decretar sua prisão por envolvimento na tentativa de suborno do jornalista Edson dos Santos, o Sombra. A Corte aceitou o pedido de prisão do governador e mais cinco pessoas. O tribunal decidiu ainda pelo afastamento de Arruda do governo do Distrito Federal. O ministro Fernando Gonçalves aceitou pedido da subprocuradora-geral da República, Raquel Dodge, e a Corte do tribunal foi convocada para analisar a decisão de Gonçalves, relator do inquérito que investiga o esquema de corrupção no Governo do Distrito Federal. O Ministério Público Federal ofereceu denúncia contra o governador e mais cinco pessoas por formação de quadrilha e corrupção de testemunha. "Se não é possível fazer conclusões nesse atual estágio, por outro lado é inconteste que a presença do governador está ligada aos recentes eventos e tem gerado instabilidade na ordem publica da cidade. A única forma de se fazer cessar é decreto de prisão preventiva", disse o relator. Além de Arruda, o Superior Tribunal de Justiça também determinou a prisão do ex-deputado Geraldo Naves (DEM); Weligton Moraes, ex-secretário de Comunicação; Rodrigo Arantes, sobrinho do governador; Haroaldo Brasil de Carvalho, diretor da CEB (Companhia Energética de Brasília); e Antonio Bento da Silva, conselheiro do Metrô. Silva, no entanto, já está preso. A Polícia Federal prendeu, na semana passada, o conselheiro do Metrô. No momento da prisão, ele entregava R$ 200 mil a Sombra. Silva está no presídio da Papuda, em Brasília. Segundo o jornalista, o dinheiro seria a primeira parcela de um suborno de R$ 1 milhão em troca de um pacote de serviços que incluía uma declaração afirmando que os vídeos que mostram políticos de Brasília recebendo dinheiro de suposta propina foram manipulados por Durval Barbosa, delator do esquema. Em depoimento à Polícia Federal, Sombra disse que, além de Silva, Naves e Weligton foram interlocutores do governador na tentativa de suborno. O jornalista ainda entregou aos policiais um bilhete que teria sido escrito por Arruda como prova de que estaria envolvido na negociação de suborno. A reportagem está tentando contato com a defesa do governador para comentar a decisão do Superior Tribunal de Justiça. O Superior Tribunal de Justiça decretou a prisão por 12 votos a 2.

OAB diz que prisão de Arruda traz bom senso à política brasileira

O presidente nacional da OAB, Ophir Cavalcante, afirmou nesta quinta-feira que a prisão do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, coloca a política brasileira de volta ao bom senso. "A decisão confere esperança à sociedade de que é possível derrotar a corrupção. A prisão do governador pode ser o marco histórico da quebra da impunidade na política brasileira. A Justiça agiu, como é de seu dever", afirma Ophir em nota divulgada por sua assessoria. A OAB, nos últimos tempos, parece que perdeu totalmente o rumo. De entidade que deveria defender os advogados (inclusive os advogados de Arruda) e os institutos legais de defesa da liberdade no País, tornou-se uma espécie de linha auxiliar dos Ministérios Públicos. Ophir Cavalcante causa um grande mal à sociedade quando a ilude, dizendo que agora tudo mudará em relação à corrupção no País. Ora, o que fez a OAB em relação ao maior de todos os escândalos de corrupção, o Mensalão do PT? Pediu as prisões da alta nomenklatura do PT, de José Dirceu, José Genoíno, Delúbio Soares, Silvinho "Land Rover" Pereira, João Paulo Cunha e outros? E o escândalo do Mensalão do PT foi muito maior, porque corrompeu a Câmara dos Deputados, comprou o voto de parlamentares e de partidos em apoio ao governo Lula. Deturpou a própria democracia. Mas, o que fez a OAB nesse caso? Aliás, o que fez a OAB para trazer Lula para dentro do processo penal do Mensalão, como um dos réus da Quadrilha dos 40? Nada..... nada..... nada... E agora quer se apresentar como o maior Catão do Brasil. Ora, vá catar coquinho....

Arruda pediu licença do governo do Distrito Federal antes de se apresentar na Polícia Federal

O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido), enviou uma carta nesta quinta-feira à Câmara Legislativa pedindo licença do cargo. Arruda decidiu pela licença depois que o Superior Tribunal de Justiça decretou, por 12 votos a 2, sua prisão e de mais cinco pessoas envolvidas na tentativa de suborno do jornalista Edson dos Santos, o Sombra. O tribunal decidiu ainda pelo afastamento de Arruda do governo do Distrito Federal. O vice-governador Paulo Octávio (DEM) reuniu-se com seus advogados para definir seu futuro no governo.

Defesa de Arruda entra com pedido de habeas corpus no Supremo

O advogado Nélio Machado entrou com pedido de habeas corpus no Supremo Tribunal Federal para tentar reverter a decisão do Superior Tribunal de Justiça, que decretou a prisão do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido), por envolvimento na tentativa de suborno do jornalista Edson dos Santos, o Sombra. "Tudo foi feito de forma irregular, abusiva e irresponsável", disse Nélio Machado. O advogado pediu que o ministro Marco Aurélio Mello seja designado para relatar o caso no Supremo, porque já teria analisado outro caso envolvendo a Operação Caixa de Pandora.

DEM manda filiados deixarem cargos que ocupam no governo Arruda

A Executiva Nacional do DEM determinou nesta quinta-feira que seus filiados deixem os cargos que ocupam no governo de José Roberto Arruda (sem partido), no Distrito Federal. Segundo o partido, os filiados que não cumprirem a determinação sofrerão sanções disciplinares previstas no estatuto do partido. Segundo o partido, a determinação não vale para o vice-governador Paulo Octávio, já que ele foi eleito.

Senadores do DEM consideram que prisão de Arruda não traz prejuízos ao partido

Senadores do DEM afirmaram nesta quinta-feira que a decisão do Superior Tribunal de Justiça de ordenar a prisão do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, não traz danos à imagem do partido. Apesar de Arruda ter sido o único governador do DEM eleito nas eleições de 2006, líderes democratas afirmam que o partido já havia determinado o seu afastamento em meio à crise, decisão que se antecipou à Justiça. "O meu partido foi a primeira instituição a se posicionar. Nem a OAB, nem o Ministério Público, nem a Justiça tomou essa decisão. O partido agiu no primeiro momento e levou o governador a se desfiliar", disse o líder do DEM no Senado Federal, senador José Agripino Maia (RN). Para o senador Heráclito Fortes (DEM-PI), o partido cumpriu a sua parte ao afastar Arruda dos seus quadros: "É lamentável no contexto da política brasileira que isso ocorra. Agora, o meu partido não pode ser acusado de omissão. Acho que toda medida que é moralizadora é benéfica para o País. Quem acha não sou eu, quem acha é a Justiça. A Justiça tomou a decisão". Heráclito reconheceu, porém, que o DEM vai "ter que pagar o pecado" de ser o partido do governador no momento em que as denúncias surgiram no Distrito Federal: "Esse é um pecado que nós vamos ter que pagar, mas não fomos omissos como alguns partidos. Você está vendo por exemplo alguns envolvidos em corrupção sendo habilitados e voltando à direção partidária. Nós não agimos assim. Eu estou me referindo ao PT especificamente". E é verdade, o PT reabilitou figuras como José Dirceu, José Genoíno e João Paulo Cunha, que voltaram para a direção do partido, apesar do indiciamento de todos no processo penal do maior escândalo político da história da República, o Mensalão do PT.

Procuradoria Geral da República pede intervenção federal no Distrito Federal

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, ingressou com pedido no Supremo Tribunal Federal de intervenção federal no Distrito Federal alegando que a linha sucessória do governador José Roberto Arruda (sem partido) também está envolvida no escândalo de corrupção no Distrito Federal. Gurgel disse que o pedido se justifica porque há no governo do Distrito Federal uma "verdadeira organização criminosa" comandada pelo governador José Roberto Arruda. O procurador também usou como argumento para pedir a intervenção a falta de "condições mínimas" da Câmara Legislativa do Distrito Federal de tomar medida semelhante. "Há uma organização encastelada no governo, com indícios de um esquema criminoso de apropriação de recursos públicos, inclusive com parlamentares envolvidos. O governador tem demonstrado que o andamento das investigações não o tem impedido de continuar a atuar criminosamente, atuando para coagir testemunhas, apagar vestígios", disse o procurador-geral. O pedido de intervenção será decidido pelo presidente do Supremo, ministro Gilmar Mendes e, posteriormente, pelo plenário da Corte. Se o Supremo acatar a intervenção, o pedido segue para o presidente Lula, que terá que editar decreto nomeando um interventor federal para o Distrito Federal. E aí se configurará o golpe petista. Se isso ocorrer, o decreto terá que ser analisado pelo Congresso no prazo máximo de 24 horas.

Governadora Yeda Crusius assegura a expansão da Aurora

A governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), autorizou nesta quinta-feira o apoio da CEEE (Companhia Estadual de Energia Elétrica) ao projeto de implantação de uma linha de transmissão de 43 quilômetros entre Salto do Jacuí e Carazinho. Sem a nova energia, o complexo da Aurora (frigorífico e "sistemistas") não poderia sair. O investimento de R$ 16 milhões será bancado pela CEEE, já que a Eletrocar, responsável pelo empreendimento, e a RGE, distribuidora da região, não puderam ou não quiseram tocar o negócio. A CEEE será reembolsada pela Eletrocar, mas ela viabilizará o empreendimento de R$ 400 milhões e que gerará 3 mil empregos diretos, assegura o deputado estadual Jerônimo Goergen (PP), que costurou todas as partes em torno do empreendimento, até concluir pela autorização da Aneel. A governadora Yeda Crusius vai fazer o anúncio oficial da intervenção da CEEE, inclusive da ampliação do aroporto de Carazinho, no dia 15 de março, na Expodireto, em Não-Me-Toque.

Cocaleiro trotskista Evo Morales dá enorme passo para se tornar ditador absoluto na Bolívia

Congressistas bolivianos outorgaram poderes extraordinários ao ditador do País, o cocaleiro trotskista Evo Morales, que designará autoridades do Poder Judicial. Senadores agora estão com a palavra final sobre o famigerado projeto de "Ley Corta". A Câmara de Deputados já aprovou a "Lei de Necessidade de Transição a Novos Entes do Órgão Judicial e Ministério Público", que permitirá ao ditador cocaleiro trotskista Evo Morales "nomear com caráter interino" as autoridades judiciais cujo exercício terminará em dezembro. A norma de seis artigos, aprovada, permitirá designar ministros da Corte Suprema de Justiça, magistrados do Tribunal Constitucional e membros do Conselho da Judicatura. Isso é o sonho de todo ditador, de todo esquerdopata delirante que sonha com poder absoluto e a instalação de um regime totalitário. E a vagabunda da OEA não faz nada, só aplaude isso. E Barack Hussein só fica observando... Quando explodirem mais torres nos Estados Unidos ele verá o resultado de permitir o avanço de terroristas de todas as espécies.

Governo Lula inicia processo de retaliação contra os Estados Unidos

Foi publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira o texto da Medida Provisória 482 relacionada às sanções que o governo bolivariano de Lula pode adotar em relação aos Estados Unidos, por conta do subsídio agrícola dado ao algodão. A medida dispõe sobre medidas de suspensão de concessões ou outras obrigações do País relativas aos direitos de propriedade intelectual e outros, em casos de descumprimento de obrigações multilaterais por Membro da Organização Mundial do Comércio, quando a República Federativa do Brasil tenha sido autorizada pelo Órgão de Solução de Controvérsias da OMC a suspender a aplicação, para o referido Membro, de concessões ou outras obrigações sob os Acordos da OMC. Como propriedade intelectual, a Medida Provisória considera: a) obras literárias, artísticas e científicas; b) artistas intérpretes ou executantes, produtores de fonogramas e organismos de radiodifusão; c) programas de computador; d) marcas; e) indicações geográficas; f) desenhos industriais; g) patentes de invenção e de modelos de utilidade; h) cultivares ou variedades vegetais; i) topografias de circuitos integrados; j) informações confidenciais ou não divulgadas; k) demais direitos de propriedade intelectual estabelecidos pela legislação brasileira vigente.

Quip começa montagem de canteiro para construir plataforma de US$ 1,3 bilhão em Rio Grande

O diretor de suporte corporativo à gestão da Quip, Marcos Reis, esteve reunido na tarde da última quarta-feira com o superintendente do Porto do Rio Grande, Jayme Ramis, para oficializar o início da implantação do canteiro de obras para a construção da plataforma marítima P-63, em área junto ao Porto Novo do Rio Grande. A obra, orçada entre R$ 15 e 20 milhões, deverá levar de 8 a 12 meses para ser concluída para posteriormente ser dado início a construção da P-63. A Quip, consórcio formado pelas empresas Queiroz Galvão, UTC Engenharia, Camargo Corrêa, IESA e PJMR, através de sua afiliada Rig Oil & Gas Contractors, assinou, no final de janeiro deste ano, contrato com a Petrobras para a construção da plataforma P-63, no valor de US$ 1,3 bilhão. Aantes mesmo de assinar o contrato a Quip já estava preparando sua área para construção naval com a demolição de antigos armazéns que pertenceram a Bunge Fertilizantes. Essa etapa está na fase final, devendo em breve o novo espaço ganhar piso, tubulações, entre outras estruturas necessárias para a construção da plataforma. As estruturas já existentes na área da Quip, que foram utilizadas na construção da P-53, como refeitório, vestiários e banheiros, serão reaproveitadas. Com a execução da P-63, junto com a da P-55 em andamento na área do dique seco, deverão ser gerados de quatro a cinco mil postos de trabalho em Rio Grande. A Quip vai construir em Rio Grande os módulos de processo e completará a integração desses módulos no casco do navio BW Nisa, que será convertido em plataforma no Exterior em parceria com o Grupo BW Offshore. A P-63 é uma plataforma do tipo FPSO e irá operar no Campo de Papa Terra, na Bacia de Campos, no Rio de Janeiro, com capacidade para processar 140 mil barris/dia de petróleo e de compressão de gás de 1 milhão de Nm3/dia.

Fabricantes de máquinas agrícolas querem importar aço em conjunto

Os fabricantes de máquinas agrícolas anunciaram nesta quinta-feira que farão um pool para importar aço em conjunto. A medida foi discutida pela Câmara Setorial de Máquinas e Implementos Agrícolas, que reúne 160 membros da Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos). O objetivo é tornar mais barata a produção de máquinas e implementos agrícolas, deixando os produtos mais competitivos. Cerca de 30 empresas já se cadastraram para fazer parte do grupo. O setor de máquinas e implementos agrícolas usa aproximadamente 60 mil toneladas de aço por mês (excluído o segmento de tratores e colheitadeiras). Em nota, declara que "a decisão foi tomada após discussões entre os empresários e tentativas de conseguir descontos para a compra do insumo dentro do País". Para a Câmara Setorial, o cenário atual é preocupante. "A indústria brasileira de máquinas agrícolas está perdendo competitividade devido à valorização excessiva do real frente ao dólar e ao alto preço do aço no mercado interno, principal insumo para a cadeia produtiva", avalia.

Henrique Meirelles diz a Lula que prefere contribuir para o País no plano federal

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, comunicou ao presidente Lula e ao prefeito de Goiânia, Iris Rezende, que não será candidato ao governo de Goiás. Meirelles disse a ambos que pode contribuir melhor ao País "no plano federal". Com a decisão, Meirelles deixa em aberto não só a alternativa de manter-se no cargo até o final do governo Lula como, também, a opção de candidatar-se à vice-presidência na chapa da candidata petista Dilma Roussef. Conforme Iris Rezende, a decisão de Meirelles libera o PMDB estadual a tomar a decisão que lhe for mais adequada.

Conselho Nacional de Justiça vai divulgar lista de condenados por improbidade administrativa

A partir de março, o Conselho Nacional de Justiça colocará em sua página na internet a lista do cadastro de condenados por improbidade administrativa. A decisão de dar publicidade à lista foi tomada na quarta-feira. Atualmente o sistema registra 2.514 condenados por improbidade administrativa. A maioria é de agentes públicos de prefeituras e governos estaduais. O cadastro atualmente só permite o acesso através de senha. A proposta de mudança foi feita pelo conselheiro Felipe Locke Cavalcanti. Segundo ele, o cadastro ajuda as administrações públicas na hora da contratação de serviços. O público só não terá acesso a dados pessoais dos condenados. Pelo cadastro será possível saber a pena e a qualificação do ato cometido. O sistema informa por quanto tempo as pessoas e as empresas na lista não poderão fazer um contrato com a administração público.

Brasil vai apoiar reeleição do esquerdóide Insulza na OEA

O governo bolivariano de Lula apoiará a reeleição do esquerdóide chileno José Miguel Insulza como secretário-geral da OEA (Organização dos Estados Americanos), conforme o professor Pedro Bohomoletz de Abreu Dallari, do Instituto de Relações Internacionais da USP (Universidade de São Paulo). "Sinto que há um apoio que tende a se generalizar ao redor de Insulza", afirmou Dallari: "A tendência é que ele seja reeleito por unanimidade ou com um apoio muito expressivo". O professor David Fleischer, do departamento de Ciências Políticas da UnB (Universidade de Brasília), opina na mesma linha. Para ele, "não haverá um grande impasse, e o Brasil deve apoiar a candidatura de Insulza". A OEA realizará eleições para escolher seu secretário-geral no próximo dia 24 de março. A OEA se tornou um apêndice da política bolivariana dos ditadores sul-americanos, liderados pelo clown bolivariano venezuelano Hugo Chavez.

Suécia prende neonazista acusado de furtar letreiro de Auschwitz

O ex-líder neonazista sueco Anders Hogstrom foi detido nesta quinta-feira em Estocolmo, sob acusação de ser o autor do furto do letreiro "Arbeit Macht Frei" ("O trabalho liberta") do antigo campo de concentração de Auschwitz, anunciou o promotor encarregado do caso na Suécia. O letreiro em alemão foi roubado no dia 18 de dezembro do ano passado e recuperado dias depois, partido em três pedaços. Cinco poloneses foram presos e, posteriormente, Hogstrom, de 34 anos, fundador e diretor da Frente Nacional-Socialista, principal partido neonazista sueco, de 1994 a 1999. Ele admitiu que foi convidado a agir como intermediário para vender o letreiro. Hogstrom foi preso em casa, em Estocolmo, por força de um mandado de prisão europeu. O letreiro com a frase em alemão simboliza o cinismo sem limites da Alemanha nazista, já que muitos prisioneiros judeus eram obrigados a trabalhar até morrer de exaustão. "Arbeit Macht Frei" figurava na entrada dos campos de Dachau, Gross-Rosen, Sachsenhausen, Theresienstadt, Flossenburg e, por fim, Auschwitz, o maior de todos. Fabricada em julho de 1940 por um prisioneiro polonês, o ferreiro Jan Liwacz, a inscrição de Auschwitz é de aço, mede 5 metros e tem uma particularidade: a letra B da palavra Arbeit está invertida.

Suécia pede transparência do governo brasileiro no processo de escolha de caças

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Suécia, Carl Bildt, disse nesta quinta-feira esperar que o processo do governo brasileiro de escolha dos 36 aviões caça que serão vendidos ao Brasil seja "transparente e justo". Depois de o governo bater o martelo nos bastidores sobre a preferência pelo caça francês Rafale, e não pelo sueco Gripen NG, o ministro afirmou que a Suécia tem muito a oferecer ao Brasil caso a aeronave seja escolhida. "Eu presumo que seja um processo transparente e justo. Não é nenhuma surpresa que eu fale em favor da oferta sueca, que é muito forte com relação a tecnologia de ponta", afirmou. Bildt disse que, além do preço competitivo, a Suécia pode oferecer ao Brasil maior tecnologia que os demais países que estão no páreo para a venda das aeronaves. "A mídia acha nosso preço competitivo, mas é forte na tecnologia de ponta. Independente do interesse comercial, queremos desenvolver uma relação de alta tecnologia entre Suécia e Brasil", afirmou ele.

Anac quer mais transparência de companhias em preço das tarifas

A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) abriu nesta quinta-feira audiência pública para discutir mais transparência das companhias aéreas ao informarem suas tarifas aos passageiros. Segundo o órgão, o objetivo é fazer com que os custos fiquem claros para que o consumidor possa fazer comparações de preços. Pela proposta, todos os itens que fazem parte da prestação do serviço de transporte aéreo, como adicional de combustível nos vôos internacionais, devem estar incluídos no valor informado ao passageiro. Já os opcionais, entre eles custo de bagagens extras, poderão ser incluídos nas tarifas ou ainda cobrados à parte do bilhete de passagem, mas será proibida sua identificação no bilhete como taxa. Atualmente, ao consultar o preço, o consumidor fica sabendo do custo da passagem, porém, os detalhes dos gastos que terá com tarifa de embarque, adicional de combustível e adicional de emissões só é informado após a compra.

Deputados de Brasília deixam para depois do Carnaval definição sobre comando da CPI

Os deputados distritais decidiram embarcar para o Carnaval sem eleger o novo presidente da CPI da Corrupção criada para investigar o esquema de corrupção que envolve o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido). Nesta quinta-feira a CPI completou um mês de instalação sem ter avançado em nenhum ponto, mesmo com as novas denúncias de tentativa de suborno de testemunha do esquema e grampos ilegais de parlamentares oposicionistas. Os aliados do governador continuam com problemas para encontrar um governista que esteja disposto a assumir o comando das investigações e enfrentar o desgaste de atuar a favor de Arruda. A CPI ainda precisa preencher duas das cinco vagas.

Líder do governo diz que fez apelo à oposição contra disputa eleitoral na Câmara

Recém empossado na liderança do governo na Câmara, o deputado federal Cândido Vaccarezza (PT-SP) disse nesta quinta-feira que fez um apelo à oposição para evitar embates no plenário da Casa em ano eleitoral. Depois do DEM e PSDB aprovarem a convocação da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) no Senado em um gesto que o petista considerou político, Vaccarezza disse que a oposição não deve "criar fatos". Ah é? Então a oposição deve ficar bem boazinha para os bolivarianos agirem à vontade? "Eu tive uma conversa demorada com a oposição. Minha primeira preocupação era não deixar que a paixão da disputa eleitoral contaminasse o ambiente na Câmara porque vamos ter naturalmente embates com a oposição. Não vamos trazer temas para votação que façam a gente ganhar votos", disse o líder petista. E o pior é que esses que se dizem oposicionaistas devem, mais uma vez, cair no canto enganoso do petista. Papel de oposição é fazer oposição, sempre, forte, fortíssima, muito dura, implacável, o tempo todo.

Anatel afirma que licitação que ampliará acesso à tecnologia 3G deve acontecer até julho

A licitação da Banda H, faixa de frequência destinada à tecnologia 3G, deve acontecer ainda no primeiro semestre de 2010, afirmou nesta quinta-feira Nelson Takayanagi, gerente-geral de Comunicações Pessoais Terrestres da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). Takayanagi coordenou audiência pública para tratar do edital do leilão da Banda H e de sobras e extensões de outras frequências ainda não licitadas. O diretor afirmou que a expectativa da agência é de que entre uma a três operadoras participem da licitação. O objetivo do leilão é colocar à disposição mais espaço no espectro radiofônico voltado para a tecnologia 3G, que permite tráfego de voz e dados. Com o leilão, a Anatel pretende aumentar o acesso à tecnologia em mais localidades no País. A empresa Nextel é uma das maiores interessadas no leilão. "Nós vamos entrar para ganhar", disse Alfredo Ferrari, vice-presidente da empresa, confirmando a estratégia da operadora de entrar como um quinto ator no mercado de tecnologia 3G no Brasil, ao lado das empresas Claro, Oi, TIM e Vivo.

Vendas da Vale para a China crescem 53% e registram recorde em 2009

As vendas de minério de ferro da Vale para a China cresceram 53,6% no ano passado, totalizando 140,4 milhões de toneladas. Com o resultado financeiro afetado pela crise (lucro de R$ 10,2 bilhões, retração de 51%) a mineradora brasileira tem perspectivas mais positivas para 2010, e admite vender mais no mercado spot (de curto prazo). O diretor de Ferrosos da companhia, José Carlos Martins, disse que a crise ensinou a Vale a ser mais flexível em relação ao mercado. No ano passado, a empresa ampliou o volume de vendas no mercado spot, que já representa 50% dos negócios com minério em todo o mundo, e 70% na China, de acordo com o executivo. "Estamos preparados para atender os dois mercados de acordo com as necessidades. Sempre priorizamos as relações de longo prazo, mas tivemos que dar uma resposta aos efeitos da crise", afirmou, em teleconferência com analistas de mercado, no qual comentou os resultados de 2009.

Vacarezza admite que PT não tem "plano B" para São Paulo caso Ciro Gomes não aceite concorrer

O PT espera definir até abril o nome do candidato do partido que vai disputar o governo de São Paulo, caso o deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE), neocoronel cearense, mantenha sua candidatura à Presidência da República. Segundo o líder do governo na Câmara, deputado federal Cândido Vaccarezza (PT-SP), o partido não tem "plano B" caso Ciro Gomes desista de concorrer ao governo do Estado, mas possui nomes em condições de entrar na disputa. "O PT não tem plano B, nós tínhamos o plano de botar o Ciro. O que queremos é juntar uma frente de partidos do governo Lula que pode ganhar as eleições em São Paulo", afirmou ele. Vaccarezza disse que o PT não tem pressa para solucionar o impasse em São Paulo uma vez que o PSDB ainda não definiu quem será o seu candidato. Isso é uma bobagem, porque até as marquises do Estádio do Morumbi sabem que o candidato do PSDB é Geraldo Alckmin.

Petista líder do governo diz que serve comparação entre José Serra e Dilma Rousseff

Na defesa da propaganda dos 30 anos do PT que exibiu o presidente bolivariano Lula e a candidata do partido à Presidência da República, Dilma Rousseff, o líder do governo na Câmara, deputado federal Cândido Vaccarezza (PT-SP), disse que o partido tem o direito de apresentar à população suas lideranças mais importantes. Vaccarezza afirmou que a propaganda não caracteriza campanha eleitoral antecipada uma vez que Dilma Rousseff é a ministra mais importante do governo Lula. "A Dilma é nossa pré-candidata, a principal ministra do governo Lula. É natural que, em um programa, apareçam a Dilma e o Lula. O PSDB fez um programa que apareceu os governadores José Serra e Aécio Neves. Nenhum dos dois nunca foi presidente do PSDB. Por que o programa foi direto entre os dois? Porque eram pré-candidatos à Presidência", disse o petista. Engraçadinho o petista Vacarezza. Ele fala da aparição de Dilma Rousseff no programa do PT, uma candidata que nunca concorreu, até hoje, nem a síndica do prédio em que morou, e contradita com os dois governadores dos maiores Estados do País. Ele deve estar brincando, ou achando que os brasileiros são todos idiotas.

Petrobras e Odebrecht iniciam reestruturação do setor petroquímico

Petrobras e Braskem começaram o processo de reestruturação do setor petroquímico com a troca de ações entre suas subsidiárias e controladoras Petroquisa, BRK e WBW, no âmbito do acordo firmado em janeiro por ocasião da compra da Quattor. Em comunicado distribuído nesta quinta-feira, a Petrobras confirma que a WBW Empreendimentos e Participações, detentora de 31% das ações ordinárias da Braskem, e controlada pela Petroquisa (Petrobras), foi integralmente absorvida pela BRK Investimentos Petroquímicos. Por conta dessa reestruturação, a Petroquisa vai receber 0,16 de ação da BRK para cada ação ordinária da WBW em carteira. Como resultado dessa operação, a BRK passou a deter 93,3% do capital votante da Braskem. O acordo previa a criação da holding BRK formada por Odebrecht e Petroquisa, já prevendo um aumento de capital da Braskem da ordem de R$ 4,5 bilhões. Pelo menos R$ 280 milhões já devem ser subscritos (adquiridos) pelo BNDES, terceiro maior acionista da gigante do setor petroquímico.

Oposição promete nova representação contra Dilma e Lula por propaganda antecipada

A oposição promete ingressar no Tribunal Superior Eleitoral com mais uma representação contra o presidente bolivariano Lula e a ministra Dilma Rousseff por campanha eleitoral antecipada. Desta vez, o alvo da ação, proposta pelo DEM, PSDB e PPS, é o discurso do presidente durante inauguração do campus de uma universidade em Teófilo Otoni (MG), na última terça-feira. Na ocasião, Lula disse, segundo a oposição, que vai "fazer a sucessão neste País para dar continuidade ao que nós estamos fazendo, porque este País não pode retroceder". A oposição afirma que o evento foi um "comício de Lula em prol da candidata Dilma Rousseff ao Palácio do Planalto". A lei eleitoral estabelece que a propaganda só é permitida após o dia 5 de julho do ano da eleição. O Tribunal Superior Eleitoral está dando a maior demonstração de sua inutilidade.

AGU e Procuradoria pedem arquivamento de ação contra Lula e Dilma Rousseff

Em manifestações encaminhadas ao Tribunal Superior Eleitoral, a Advocacia Geral da União e a Procuradoria Geral Eleitoral concluíram que o presidente Lula e a ministra da Casa Civil, a neo petista candidata Dilma Rousseff, não realizaram propaganda eleitoral antecipada durante a inauguração da sede do Sindicato dos Trabalhadores e Empregados de Empresas de Processamento de Dados do Estado de São Paulo, no dia 22 de janeiro. DEM, PSDB e PPS entraram com representação no tribunal contra Lula e Dilma. A AGU destacou que, no discurso do presidente Lula no evento, em momento algum houve referência expressa à eventual candidatura de Dilma Rousseff à Presidência, e muito menos pedido de votos. No entendimento da AGU, ao deliberadamente enfatizarem poucos segundos de um discurso de mais de 31 minutos, o que os partidos de oposição fizeram foi descontextualizar a declaração do presidente Lula. O Brasil é mesmo um País macunaímico, um rebotalho da pior cultura lusitana do fisiologismo.

Hindu ganha direito de ser incinerado ao ar livre na Inglaterra

Um hindu que vive na Inglaterra ganhou na Justiça o direito de ser incinerado em uma pira ao ar livre, abrindo precedente para que milhares de correligionários sigam seu exemplo. Davender Ghai, de 71 anos, teve inicialmente o pedido para esse tipo de cremação negado pela prefeitura de Newcastle upon Tyne, no nordeste da Inglaterra. Para os praticantes do hinduísmo, o ritual é considerado essencial para uma boa morte e a libertação do espírito. Na quarta-feira, o tribunal de apelações londrino atendeu ao pedido ao concluir que o desejo de ser incinerado em uma pira "não é incompatível com as leis atuais em matéria de cremações". "Estou muito feliz. Sempre tive fé que a justiça seria feita. Agora posso morrer em paz", disse Ghai, após escutar a sentença no alto tribunal. Ghai explicou que a pira teria de ser de lenha e aberta ao ar livre, embora não se oponha que o local seja fechado com paredes, desde que o telhado esteja livre. A sentença do tribunal de apelações permitirá agora que milhares de hindus que vivem na Inglaterra sejam incinerados em piras ao ar livre.

Fernando Henrique Cardoso chama neopetista Dilma Rousseff de "autoritária" e "dogmática"

Uma reportagem do colunista Andres Oppenheimer, publicada nesta quinta-feira no jornal norte-americano "The Miami Herald", traz uma entrevista com Fernando Henrique Cardoso, na qual o ex-presidente classifica a candidata petista nas eleições presidenciais deste ano, Dilma Rousseff, como uma pessoa "autoritária", "dogmática" e mais próxima da esquerda do que o presidente Lula. Na entrevista, Fernando Henrique Cardoso afirma que é possível que Dilma Rousseff suba nas pesquisas de opinião, já que o "presidente Lula acelerou o início de sua campanha, e a oposição ainda não escolheu oficialmente seu candidato". O ex-presidente afirma que, apesar deste eventual crescimento, "as coisas irão mudar" quando os eleitores forem às urnas, devido à falta de experiência da ministra em cargos eletivos. Comparando as personalidades de Lula e de Dilma Rousseff, Fernando Henrique Cardoso afirma que a ministra é uma pessoa "dura, autoritária", enquanto Lula seria "um negociador habilidoso, com a habilidade de mudar de opinião". "Não acho que Dilma seria assim como Lula, porque ela é mais dogmática. Ela tem uma visão ultrapassada, a favor de uma maior interferência do Estado na economia", disse Fernando Henrique Cardoso. Na entrevista, o ex-presidente diz que "o coração de Dilma é mais próximo à esquerda" e afirma que ela "provavelmente" poderia se aproximar do presidente da Venezuela, Hugo Chávez.

Volks inicia recall de 193.620 Novo Gol e Voyage para reparo nas rodas traseiras

O recall da Volkswagen de 193.620 veículos dos modelos Novo Gol e Voyage ano 2009 e 2010 devido a problemas nos rolamentos das rodas traseiras começa nesta quinta-feira. "A empresa constatou a possibilidade de insuficiência de engraxamento no rolamento das rodas traseiras em algumas unidades", informou a montadora em comunicado divulgado na quarta-feira. "A utilização do veículo nessa condição pode causar ruído e o uso continuado pode ocasionar o travamento da roda. Em casos extremos pode haver o desprendimento da roda e, eventualmente, acidentes. Com essa ação, a empresa deverá realizar a inspeção, aplicação de graxa e, se necessária, a troca do rolamento. A ação envolve os veículos 2009 com chassis de 9P032093 a 9P087269 e de 9T152912 a 9T255796, e 2010 com chassis de AP000001 a AP049248 e de AT000001 a AT051483. O governo deveria multar pesadamente empresas que colocam no mercado produtos com esse grau de periculosidade, admitida publicamente.

Petrobras descobre petróleo em águas rasas na bacia de Campos

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira nova descoberta de petróleo em águas rasas na bacia de Campos. A área, adjacente ao campo de Pampo, tem reservas recuperáveis estimadas em 25 milhões de barris. O novo volume foi identificado no poço exploratório 4-PM-53, situado a 200 metros de profunidade. A área está a seis quilômetros da plataforma PPM-1 (Plataforma de Pampo). Em comunicado, a estatal informa que o reservatório apresenta "ótimas características" de porosidade, permeabilidade e espessura. Em função disso, estima que a vazão de óleo do poço será de 3 mil barris/dia. Como no local já existe infraestrutura de produção instalada, o poço irá iniciar a produção ainda este ano, com sua interligação com a plataforma PPM-1 ou com a plataforma P-7, produtora no campo de Bicudo.

Pesquisa constata que empresas brasileiras são as que mais restringem redes sociais

Pesquisa da empresa de recursos humanos Manpower aponta que 55% das empresas brasileiras adotam políticas para controlar o uso de mídias sociais no trabalho, o que coloca o país no topo do ranking mundial. A média global é de 20%. Nas Américas, isso ocorre com 29% das empresas; nos Estados Unidos, são 24%, na Argentina, 26%. Mesmo a China, que se notabiliza pelas restrições governamentais, ficou com índice de 33%. A Europa e a África ficaram com a menor média, 11%. Dos quase mil empregadores brasileiros entrevistados, 77% afirmam que evitam a perda de produtividade com suas políticas. Para 32%, o controle protege informações confidenciais das empresas. Também foram citados os motivos de "proteger a reputação da empresa" (19%). O controle no Brasil é maior no setor de finanças (81%), seguido pelo de transportes (65%), administração pública e educação (ambos com 58%). "Podemos notar que as políticas para mídias sociais ainda estão focadas no gerenciamento de riscos, e não na maneira como as organizações podem aproveitar essas ferramentas em benefício dos empregados e do negócio", analisa Pedro Guimarães, diretor comercial da Manpower no Brasil.

Venezuela assina os maiores contratos de petróleo do governo do ditador Chávez

A Venezuela assinou na quarta-feira o maior contrato de exploração de petróleo em 11 anos do governo do ditador Hugo Chávez, atraindo dezenas de bilhões de dólares em investimentos estrangeiros para o desenvolvimento da Faixa do Orinoco, que há apenas três anos teve suas operações nacionalizadas pelo líder esquerdista. A norte-americana Chevron e a espanhola Repsol lideram os grupos que deixaram de lado os riscos de operar na Venezuela para explorar as reservas do país membro da Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo), sinalizando que as grandes empresas do setor precisam repor reservas de petróleo que estão cada vez mais sob controle das nações produtoras. As empresas aceitaram os termos impostos por Caracas, enquanto a Venezuela atenuou as exigências fiscais, em mais um sinal de que a tendência nacionalista de gestão de recursos no mundo inteiro tem sido abalada pela queda na cotação do petróleo. "Este investimento internacional é absolutamente necessário para nós, não poderíamos desenvolver sozinhos a Faixa do Orinoco", disse o clown bolivariano Hugo Chávez a executivos do setor durante cerimônia no palácio presidencial de Miraflores. A produção venezuelana de petróleo caiu de mais de 3 milhões de barris por dia em 2001 para menos de 2,5 milhões de barris, em grande parte devido à falta de investimentos e mão de obra especializada.

Diário Oficial da União publica exoneração de general que criticou plano de direitos humanos

A exoneração do general Maynard Marques de Santa Rosa do cargo de chefe do Departamento-Geral do Pessoal do Exército foi publicada nesta quinta-feira pelo Diário Oficial da União. Em nota divulgada na quarta-feira, o Ministério da Defesa informou que a exoneração de Santa Rosa foi motivada pelas declarações do general contra o Programa Nacional(Socialista) de Direitos Humanos, criado por decreto presidencial. O general afirmou que a Comissão da Verdade, criada pelo governo bolivariano petista de Lula para investigar crimes contra os direitos humanos durante a ditadura militar (1964-1985), seria formada por "fanáticos" e viraria uma "comissão da calúnia". Santa Rosa, que é general de quatro estrelas (maior patente militar) e membro do Alto Comando do Exército, disse que os integrantes da comissão seriam os "mesmos fanáticos que, no passado recente, adotaram o terrorismo, o sequestro de inocentes e o assalto a bancos como meio de combate ao regime, para alcançar o poder".

Vale fecha opção de ações da Fosfertil junto à Mosaic por US$ 1 bilhão

A Vale informou que fechou um contrato de opção de compra com a Mosaic, no valor de US$ 1,03 bilhão, tendo por objeto ações de propriedade da Mosaic emitidas pela Fertifos e Fosfertil. De acordo com comunicado da Vale na noite de quarta-feira, o contrato de opção, fechado por meio da subsidiária Mineração Naque S.A, faz parte do processo de aquisição de 100% do capital da BPI (Bunge Participações e Investimentos), anunciado no final de janeiro. O contrato concede à Naque o direito de adquirir participação de 20,27% no capital social da Fosfertil, correspondendo a 27,27% das ações ordinárias e 16,65% das ações preferenciais. "O exercício do contrato de opção está sujeito a determinadas condições, dentre as quais a efetiva aquisição do negócio de fertilizantes da Bunge no Brasil", informou a nota. A Vale informou ainda que o preço de exercício do contrato de opção com a Mosaic utilizou o mesmo preço por ação, US$ 12,0185, acordado junto à BPI, Fertilizantes Heringer, Fertipar e Yara para a aquisição de suas participações diretas e indiretas na Fosfertil. Após a conclusão da aquisição das participações, a Vale deterá 78,90% do capital da Fosfertil, correspondendo a 99,81% das ações ordinárias e 68,24% das ações preferenciais, informou a empresa. O preço total a ser pago pela aquisição de 78,90% do capital da Fosfertil é de US$ 4 bilhões. Uma vez concluída a aquisição das participações mencionadas, a Vale lançará uma oferta pública obrigatória para comprar as ações ordinárias remanescentes detidas pelos acionistas minoritários da Fosfértil, 0,19% do total, pelo mesmo preço por ação acordado com a BPI, Heringer, Fertipar, Yara e Mosaic. Além da aquisição das ações da Fosfertil, a Vale também fechou contrato com a Mosaic para aquisição de uma planta de processamento localizada em Cubatão, no estado de São Paulo, por US$ 50 milhões. A planta tem capacidade nominal para produzir 300 mil toneladas métricas por ano de superfosfato simples, o nutriente fosfatado mais consumido no Brasil.

Camargo Corrêa planeja adquirir 33% da Cimpor

A Camargo Corrêa ainda está buscando uma participação de 33% na Cimpor, após adquirir 22% da companhia portuguesa no início desta semana. Em entrevista ao jornal português "Diário Económico", o presidente da unidade de cimento da Camargo Corrêa, José Edison, disse que a companhia pode apresentar uma nova oferta de fusão com a Cimpor, após retirar uma oferta para unir as operações cimenteiras das duas empresas no mês passado. Ele não disse quando uma nova oferta será feita. "Planejamos ter até 33% da empresa, mas não posso revelar nossa estratégia", afirmou. De acordo com a legislação de aquisições portuguesa, uma empresa pode adquirir até 33% de outra sem a necessidade de apresentar uma proposta de aquisição. A Cimpor é alvo de uma proposta de aquisição pela CSN, que apresentou uma oferta de 3,86 bilhões de euros (US$ 5,32 bilhões). A Votorantim Cimentos adquiriu uma parcela de pouco mais de 17% na Cimpor após acordo com a francesa Lafarge. Na quarta-feira, a Camargo Corrêa anunciou ter comprado 22,17% da empresa portuguesa que pertenciam à construtora Teixeira Duarte, a 6,5 euros por ação. Conforme a regulação portuguesa para aquisições, a CSN pode aumentar sua oferta de 5,75 euros por ação da Cimpor até sexta-feira.

Justiça libera militantes do MST presos por invasão e depredação de fazenda em São Paulo

O desembargador Luiz Pantaleão, do Tribunal de Justiça de São Paulo, determinou nesta quarta-feira a liberação dos sete militantes da organização clandestina terrorista MST, presos sob acusação de envolvimento na invasão, depredação e furto em uma fazenda da Cutrale, em Iaras (SP), no ano passado. Entre os beneficiados pela decisão da Justiça estão o ex-prefeito de Iaras, Edilson Grangeiro Xavier (PT), a vereadora Rosimeire Pan D'Arco de Almeida Serpa (PT) e o marido dela, Miguel da Luz Serpa, um dos coordenadores estaduais do MST. Na segunda-feira, o desembargador já havia mandado soltar o ex-prefeito de Iaras e presidente municipal do PT, Edilson Granjeiro Xavier. A Polícia Civil indiciou 51 integrantes da organização clandestina terrorista MST que foram identificados por meio de vídeos como participantes da invasão. Dos 20 integrantes da organização clandestina terrorista que tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça, sete estavam presos e 13 deles foragidos. A decisão do desembargador também beneficia os militantes foragidos. A fazenda da Cutrale foi invadida pela organização terrorista MST em 28 de setembro e desocupada em 7 de outubro após decisão judicial de reintegração de posse.

Novo presidente da CTNBio critica terrorismo transgênico

Escolhido na quarta-feira presidente da CTNBio (Comissão Técnica Nacional de Biossegurança), o agrônomo Edilson Paiva defendeu a liberação comercial de plantas geneticamente modificadas e criticou a oposição a esses organismos. Disse ele: "Trabalhamos com a fronteira do conhecimento, e os grupos contrários são muito eficientes em assustar". Cabe à CTNBio analisar pedidos de pesquisas e de liberação comercial de organismos geneticamente modificados. Nos últimos quatro anos, foram liberadas 20 variedades transgênicas de milho, algodão e soja. As primeiras aprovações ocorreram depois de constatado o plantio clandestino de soja e algodão transgênicos. Atualmente, há oito novos pedidos em pauta, inclusive da primeira variedade de arroz transgênico no País. Para Paiva, variedades transgênicas "são uma necessidade, uma realidade para a qual não há retorno". Pesquisador da Embrapa por 35 anos, com doutorado em engenharia genética, ele cita que culturas geneticamente modificadas já ocupam mais de 140 milhões de hectares no mundo. Paiva se manifestou contrário à rotulagem de alimentos que contenham transgênicos: "Pessoalmente, acho que seria desnecessário, porque esses alimentos não causam nenhum risco". No final do ano passado, na condição de vice-presidente da CTNBio, alinhou-se com o então presidente Walter Colli na interpretação que desobriga as empresas que comercializam ou usam transgênicos na produção de alimentos de rastrear esses eventuais efeitos após a liberação comercial de determinada variedade. Arre, finalmente começa a cair o obscurantismo científico dos esquerdopatas das ongs ambientais.

Banco do Brasil, Bradesco e Santander vão unir seus caixas eletrônicos até julho

Os bancos Bradesco, Banco do Brasil e Santander confirmaram nesta quinta-feira que irão unir suas redes de caixas eletrônicos, o que se traduzirá em uma rede de 11 mil unidades de atendimento externos. Segundo comunicado conjunto emitido pelos três bancos participantes do projeto, a consolidação de seus terminais de autoatendimento externos deverá ser concluída até meados de julho. "Na conclusão dessa operação, os bancos pretendem ter um modelo de negócios que possibilite o acesso por seus clientes a cerca de 11 mil terminais de autoatendimento externos. Esse modelo proporcionará significativo aumento da disponibilidade e capilaridade da rede, com ganho de eficiência em relação à atual forma de utilização individualizada das respectivas redes de autoatendimento", informou o comunicado. Outra novidade é que essa rede de caixas eletrônicos terá uma marca que a identifique. Segundo os bancos, o nome da nova marca ainda está em estudo. O compartilhamento das redes de caixas eletrônicos já era discutida há mais de dez anos, e teve um importante avanço nos últimos meses. Entre as grandes instituições financeiras, só ficou fora o Itaú Unibanco, o maior banco privado brasileiro e que era o que mais resistia à proposta. O Brasil é um dos poucos países em que os caixas eletrônicos não são universais.

Juiz federal Fausto De Sanctis diz que projeto anti-corrupção não é suficiente

O juiz federal Fausto Martin De Sanctis, da 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo, diz que o projeto de lei do governo Lula para combater a corrupção é válido, mas "totalmente insuficiente", quando comparado a mecanismos propostos pela ONU em convenções internacionais. "Toda medida de combate à corrupção é válida. É válida, mas é totalmente insuficiente diante dos mecanismos que são propostos em foros mundiais", disse. Juiz contestado de casos rumorosos, como os do banqueiro Daniel Dantas e da Camargo Corrêa, De Sanctis diz que duas das medidas preconizadas pela ONU seriam mais eficazes: a criação do crime de enriquecimento ilícito e a possibilidade de se processar criminalmente uma empresa. A primeira medida está prevista na convenção da ONU sobre corrupção de 2003; a segunda faz parte da Constituição de 1988 e não foi regulamentada.

Uruguai punirá emissoras que ignoraram rede nacional

O presidente do Uruguai, o socialista Tabaré Vázquez, da coalizão esquerdóide Frente Ampla, decidiu punir 36 rádios e TVs que desobedeceram a ordem oficial para transmitir, em cadeia nacional, uma propaganda pela revogação da Lei de Anistia. A decisão, tomada nesta semana por Vázquez, após reunião com seu gabinete de ministros, refere-se a um episódio ocorrido em outubro passado, no primeiro turno da eleição presidencial que manteve a Frente Ampla no poder o presidente eleito, o tupamaro José Mujica, que assume no próximo dia 1º. Simultaneamente à eleição, o Uruguai realizou um plebiscito, defendido pela Frente Ampla, que propunha anular a lei de anistia a militares que cometeram crimes durante a ditadura (1973-1985). Evidentemente, tratava-se de propaganda eleitoral casada. Promulgada em 1987, a lei havia sido referendada em consulta popular em 1989. No plebiscito de outubro passado, a proposta foi rejeitada por 53% do eleitorado. O comitê em defesa da anulação havia obtido do governo de Vázquez autorização para transmitir em cadeia nacional de rádio e TV uma peça com o testemunho de três vítimas da ditadura, incluindo Macarena Gelman, neta do poeta argentino Juan Gelman. Assim como o de Macarena, os demais depoimentos relatavam a história de filhos de militantes assassinados pelo regime. Sequestrados quando bebês pelos militares, foram adotados ilegalmente por casais que se diziam seus pais biológicos. Só na idade adulta eles descobriram sua identidade. O ministro da Indústria do Uruguai, o tupamaro Raúl Sendic, pasta à qual está vinculada a Diretoria Nacional de Telecomunicações, declarou que a decisão do governo é "exemplificativa" e que as multas deverão ser aplicadas de acordo com o alcance de audiência e a envergadura econômica das empresas. O presidente da Associação Nacional de Broadcasters Uruguaios (Andebu), Rafael Inchausti, disse que "causa estranheza a oportunidade escolhida pelo presidente para fazer esse anúncio, a poucos dias de deixar o cargo". É que Tabaré Vazquez não poderia deixar de manifestar seu lado bolivariano e macaquear igual a Hugo Chavez, tratando de agir contra os órgãos de comunicação. Segundo o representante das empresas de comunicação, o descumprimento, de 36 emissoras num total de 363, ocorreu porque não houve adequada comunicação, por parte do governo, da ordem para a formação da cadeia. Ele afirma que "a notificação foi feita às emissoras unicamente por e-mail e depois do horário normal de expediente".

Paris rejeita apelo do governo petista de Lula ao diálogo com Irã

A França minimizou na quarta-feira a posição do governo petista do bolivariano Lula sobre o programa nuclear do Irã e disse que continuará a "trabalhar com seus parceiros" para fortalecer as medidas que visam dissuadir Teerã da idéia de enriquecer urânio por conta própria. Não ficou claro se o Brasil estaria ou não entre eles, já que os dois países estreitaram a aliança nos últimos meses e se dizem parceiros estratégicos. Indagado durante entrevista coletiva transmitida pela internet sobre o que Paris pensava da posição do chanceler petista Celso Amorim e o que faria para persuadir o parceiro a aceitar punir Teerã, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Bernard Valero, evitou mencionar diretamente o país. Mas refutou a idéia de Amorim de que deve haver mais tempo para o diálogo, sem sanções. Nos últimos dias, a Rússia, que compartilhava da mesma posição do Brasil, recuou. "Até este momento, o Irã não respondeu às múltiplas ofertas de diálogo e cooperação que lhe foram colocadas", respondeu Valero. "Nessas condições, e segundo a abordagem dupla promovida pelo P5 +1 (China, Rússia, Estados Unidos, Reino Unido, França e Alemanha), que se baseia no diálogo e na firmeza, não nos resta outra opção hoje que não seja trabalhar com nossos parceiros para reforçar essas medidas", disse o ministro Bernard Valero.

Polícia Civil vistoria gabinetes de quatro deputados no Distrito Federal e não encontra grampos

A Polícia Civil terminou no início da madrugada desta quinta-feira a varredura nas dependências da Câmara Legislativa do Distrito Federal para identificar a instalação de escutas ilegais. Quatro gabinetes de deputados de oposição ao governador José Roberto Arruda (sem partido) foram vistoriados, mas nada foi encontrado. O restante da varredura ainda precisa ser combinada e autorizada pelo comando da Câmara. A operação começou na noite de quarta-feira, levou seis horas e foi interrompida porque terminou a carga dos aparelhos de contrainteligência utilizados para encontrar possíveis grampos. Foram analisados os gabinetes dos deputados distritais Erika Kokay (PT), Paulo Tadeu (PT), Jaqueline Roriz (PMN) e Reguffe (PDT). Os policiais levaram quase duas horas em cada sala. A varredura foi solicitada por parlamentares da oposição depois que dois policiais civis de Goiás foram presos, na semana passada, acusados de monitorarem parlamentares. Como se vê, anda em intensa marcha de psicopatia o clima político em Brasilia.

Iranianos protestam contra a ditadura no aniversário revolução fascista islâmica

O governo iraniano e a oposição do país convocaram grandes manifestações nesta quinta-feira para marcar o 31º aniversário da Revolução Islâmica. Milhares de simpatizantes do governo se reuniram de manhã na praça Azadi, em Teerã, para acompanhar um discurso do ditador fascista islâmico Mahmoud Ahmadinejad. Manifestações oposicionistas ocorreram em Teerã e em Tabriz. Este é o dia mais importante do calendário político iraniano, e o governo avisou que agiria "com firmeza" contra qualquer manifestação oposicionista.

Juan María Bordaberry, ex-ditador do Uruguai, é condenado a 30 anos de prisão

A Justiça do Uruguai condenou nesta quarta-feira a 30 anos de prisão o ex-ditador Juan María Bordaberry pelo golpe de Estado que liderou em 1973 e por crimes envolvendo o desaparecimento e a morte de opositores. A juíza Mariana Motta condenou Bordaberry como autor do crime de atentar contra a Constituição, dentro do golpe de Estado, e por ter sido coautor das violações aos direitos humanos ocorridas durante sua gestão. O presidente eleito democraticamente que se transformou em ditador cumpre prisão domiciliar por outra condenação a 30 anos de detenção, por responsabilidade pelo assassinato de 14 uruguaios que desapareceram depois de ser presos durante se governo de fato. A advogada Hebe Martinez Burlé, que apresentou a denúncia contra o ex-ditador, disse que a sentença "não acresce anos de prisão a Bordaberry, que hoje tem 81 anos, mas tem um enorme caráter simbólico para o Uruguai". Martinez Burlé lembrou que a denúncia apresentada em 2002 foi apoiada por 1.500 cidadãos de todos os partidos políticos. "Não muda em nada o tempo de detenção e não temos interesse nisso. A questão é que para nós é emblemático, simbólico, que, quando se viola a Constituição, quando há um golpe de Estado, a longo prazo se vai pagar", disse a advogada. Ela disse que este processo "não é habitual no mundo, onde os ditadores são processados por corrupção ou outros crimes, mas não especificamente por dar um golpe". Essa decisão judicial "novamente coloca o Uruguai como um exemplo de tradição democrática ", disse ela. O regime militar teve início no Uruguai no dia 27 de junho de 1973, com um golpe promovido pelas Forças Armadas, com a colaboração de Bordaberry, então presidente civil. Atingido pela violenta ofensiva terrorista dos Tupamaros, que se estendia desde o fim dos anos 60, o próprio Bordaberry havia cedido parte de sua autoridade aos militares no início de 1973. Depois de praticamente destruir a organização terrorista com uma brutal contraofensiva, os militares foram expandindo seu controle sobre a maioria das instituições nacionais, culminando com o golpe que inaugurou um dos regimes militares mais repressores da região. Em 1976, Bordaberry foi deposto e substituído por Aparicio Mendez Manfredini. Até a chegada ao poder da esquerdista Frente Ampla, em 2005, uma lei de anistia de 1986 foi respeitada com todo rigor pelos governos dos tradicionais partidos Colorado e Nacional que se sucederam. Mas, com a chegada da coalizão de esquerda ao governo, algumas das reivindicações que seus partidos, assim como organizações cívicas e sindicais do país, fizeram desde 1986 foram atendidas. O atual presidente do Uruguai, em fim de mandato, o socialista Tabaré Vázquez, deixou fora da Lei de Caducidade alguns dos mais famosos casos de violações de direitos humanos do país, mas sem chegar a promover a anulação da norma. Ao excluir de seu amparo os casos ocorridos fora do Uruguai, essa interpretação da lei permitiu o julgamento e a prisão de oito ex-policiais e ex-militares, além dos ex-ditadores Gregorio Álvarez (1981-1985) e de Bordaberry, que cumpre prisão domiciliar, por razões de saúde. Estima-se que cerca de 200 pessoas desapareceram durante a ditadura uruguaia, em uma época em que a maioria dos países da América do Sul caíram sob regimes autoritários, em conflito com terroristas de esquerda. Na Argentina, os julgamentos dos acusados de crimes durante a ditadura foram retomados depois da revogação, em 2005, das "leis do perdão" (Ponto Final e Obediência Devida) aprovadas em 1986 e 1987, e que foram consideradas inconstitucionais pela Suprema Corte do país.