quinta-feira, 25 de março de 2010

TSE multa Lula de novo por campanha antecipada

O Tribunal Superior Eleitoral multou o presidente Lula de novo, desta vez em R$ 10 mil, na noite desta quinta-feira, por propaganda eleitoral antecipada que havia sido denunciada àquela corte há três meses. Lula fez propaganda de sua candidata a presidente, ministra Dilma Rousseff, durante evento em um sindicato na cidade de São Paulo. A votação foi interrompida por um pedido de vista, quando três dos sete ministros já haviam votado favoravelmente a Lula. Depois disso, um dos ministros aplicou multa no presidente no valor de R$ 5 mil, valor considerado irrisório. Na sessão desta noite, com o voto do presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Carlos Ayres Britto, os ministros resolveram aplicar a punição por 4x3 votos. Esta tarde, Lula havia ironizado a multa de R$ 5 mil, perguntado à platéia quem não pagaria aquela penalidade, se fosse para aplaudir Dilma Rousseff.

CNA apresenta diretrizes gerais de proposta que será entregue aos candidatos à Presidência

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) apresentou nesta quinta-feira as diretrizes gerais da proposta com as contribuições do setor agropecuário nacional que será aprimorada e entregue aos candidatos à Presidência da República após as convenções partidárias que definirão os concorrentes ao Palácio do Planalto. O documento, finalizado no seminário nacional “O que esperamos do próximo presidente”, contém os principais problemas e as proposições para ajudar a sanar as principais dificuldades enfrentadas pelo setor nos seguintes tópicos: insegurança jurídica, meio ambiente, logística, política agrícola, processo tecnológico e responsabilidade social. “Não é apenas uma listinha de reivindicações. Nós queremos cooperar com o plano de governo de todos os candidatos, para que a agropecuária esteja em consonância com a realidade. Nenhum candidato pode desconsiderar a agropecuária, que representa um terço do PIB, um terço dos empregos, 40% das exportações. Deve haver um interesse especial dos presidenciáveis por este setor”, enfatizou a presidente da CNA, senadora Kátia Abreu. Ela defendeu também que nos períodos eleitorais o setor possa discutir propostas para apresentá-las não apenas aos candidatos à Presidência, mas aos concorrentes aos governos estaduais e poderes legislativos.
Ministro do Supremo mantém juiz De Sanctis à frente de processo da Satiagraha
O ministro Eros Grau, do Supremo Tribunal Federal, manteve o juiz Fausto De Sanctis, da 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo, à frente do processo envolvendo o empresário Daniel Dantas, investigado por crimes financeiros na Operação Satiagraha, da Polícia Federal. Dantas recorreu ao Supremo contra decisão do Superior Tribunal de Justiça, que já havia mantido o juiz no caso. De Sanctis era suspeito de parcialidade no caso.

Lula admite que apartamentos do PAC foram entregues sem azulejo

O presidente Lula admitiu nesta quinta-feira, durante entrega de apartamentos em Osasco (Gerande São Paulo) relacionados ao PAC, que os imóveis foram entregues sem alguns itens básicos, como os azulejos. Segundo ele, isso ocorreu para que os próprios moradores escolhessem seus revestimentos. "A gente entregava com o azulejo mas o pessoal tirava para colocar outro", disse Lula durante a inauguração. "Então agora entregamos sem o azulejo para que cada um faça do jeito que quiser." Em compensação, os apartamentos que Lula entregou nesta quinta-feira têm uma espécie de varanda externa, o que ele disse ter sido uma exigência sua. "Essas casas têm uma varanda. Esta varanda tem sido uma briga minha imensa com as empresas quanto com a Caixa Econômica Federal que financiou a obra. Uma varandinha é o mínimo que a gente pode oferecer para alguém que vai ter um apartamento novo", disse Lula.

HSBC vê comércio com China turbinar crédito no Brasil

Após um ano na retranca devido aos efeitos da crise global, o HSBC no Brasil refez sua estratégia para o crédito, vendo no crescente fluxo de comércio do país com a China o carro-chefe de uma expansão estimada de 20% dos financiamentos em 2010. "Vamos retomar o market share que perdemos para os bancos estatais durante a crise", disse nesta quinta-feira o presidente-executivo do HSBC no País, Conrado Engel. Segundo ele, robustecer a atividade de financiamento ao comércio exterior com o mercado chinês, valendo-se da experiência do HSBC naquela região, foi o principal alvo da injeção de R$ 1 bilhão feita pela matriz na filial brasileira na virada do ano. "Nossa capacidade de ajudar empresas brasileiras que têm negócios com a China é inigualável", afirmou, sublinhando que o esforço deve incluir também os repasses do BNDES. Em 2009, os chineses tornaram-se o principal parceiro comercial do Brasil, com a soma de importações e exportações entre ambos atingindo R$ 36,1 bilhões, superando os R$ 35,9 bilhões das transações com os Estados Unidos.

Minc afirma que Brasil tem "falência no transporte público"

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, afirmou nesta quinta-feira que os resultados do 1º Inventário Nacional de Emissões Atmosféricas por Veículos Automotores Rodoviários mostram a "falência do sistema público de transporte", no Brasil. O estudo indica que o setor de transportes é o que mais causa impactos na qualidade do ar, e a modalidade dos rodoviários é responsável por 90% das emissões de gases poluentes e de CO2. "É um quadro mais direto para estimular políticas alternativas. Na França, com a rede de integração e a rede de metrô, as pessoas usam carro de noite ou quando vão sair de Paris. Aqui, você vê um dado impressionante, ou seja, o número de passageiros por ano transportados com carro e moto individual é praticamente idêntico ao número de passageiros que usam transportes públicos. Acho esse dado completamente gritante e chocante e mostra realmente a falência do sistema público de transporte, o atraso do metrô, as deficiências do trem, questões que a gente tenta enfrentar agora em algumas cidades com o bilhete único, com integração

dos modais", desabafou Minc.

Arruaceiro invade plenário do Supremo e toma microfone de ministro

Um arruaceiro protesto interrompeu a sessão de hoje do Supremo Tribunal Federal. O arruaceiro Rana Iaube Alexandre invadiu a área reservada aos ministros no plenário da Corte e tomou o microfone do ministro Marco Aurélio Mello, que estava com a palavra. Rapidamente imobilizado pelos seguranças, Alexandre conseguiu dizer apenas que queria fazer uma denúncia, até ser retirado por cinco seguranças, que tiveram dificuldade em contê-lo. Fora do Supremo, ele fez acusações de "nepotismo" ao Supremo com palavras ofensivas aos ministros. É nisso que dá a história de ouvir os ruídos roucos das ruas.

Eduardo Suplicy quer medir força com Mercadante antes de PT escolher candidato em São Paulo

Na tentativa de convencer o PT a apoiar o seu nome ao governo de São Paulo, o senador Eduardo Suplicy (PT) defende que o partido realize pesquisa de intenção de voto no Estado antes de optar pelo senador Aloizio Mercadante (PT) como candidato ao Palácio dos Bandeirantes. Mesmo se mostrando contrário à realização de prévias no partido para a escolha do candidato, Suplicy disse que o partido deve levar em conta as chances de cada um antes de escolher quem vai disputar o governo do Estado. "Se o Aloizio estiver melhor do que eu ou equivalente a mim, não terei problema em apoiá-lo. Se a pesquisa mostrar que estou melhor, seria interessante poder examinar isso, mas estou aberto ao diálogo", afirmou o candidato Mogadon. Enquanto isso, sua ex-mulher, a socialite petista Marta Suplicy, já lançou sua candidatura para o Senado Federal.

Conselho Monetário amplia atuação de fundos de pensão em SPEs

O Conselho Monetário Nacional definiu nesta quinta-feira que todo fundo de pensão que tem participação em SPE (Sociedade de Propósito Específico) poderá conceder garantias nos financiamentos tomados. Até então era vedada a prática aos fundos de pensão, pois a concessão de garantia é uma atividade financeira. Havia o temor de que os fundos de pensão atuassem como instituição financeira, vendendo garantias no mercado. De acordo com o secretário-adjunto de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Diogo Oliveira, a preocupação era que os fundos pudessem constituir um mercado paralelo de venda de fiança bancária. O Conselho Monetário Nacional aprovou a decisão por entender que a limitação prejudicava a participação dos fundos de pensão nas sociedades, desfavorecendo também as próprias SPEs e os projetos executados. SPEs são formadas para tocar, sobretudo, projetos de infraestrutura, como ferrovias e hidrelétricas.

Conselho Monetário Nacional mantém juros de longo prazo a 6% ao ano

O Conselho Monetário Nacional decidiu nesta quinta-feira manter a TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo) estável em 6% ao ano. A taxa está nesse patamar desde julho de 2009. A decisão vale para o segundo trimestre do ano, até 30 de junho. Antes de julho de 2009, a TJLP ficou, por dois anos, em 6,25%. A fórmula para estabelecer a TJLP leva em conta a expectativa de inflação para os próximos 12 meses e o risco-país do Brasil. A taxa é aplicada a contratos do BNDES junto ao FAT, ao PIS-Pasep e ao Fundo de Marinha Mercante, além de outros casos autorizados pelo Conselho Monetário Nacional.

ONU diz que Brasil é o país mais desigual da América Latina

O Brasil é o país mais desigual da América Latina, onde os 10% mais ricos concentram 50,6% da renda, mostra um relatório divulgado nesta quinta-feira pelo ONU-Habitat (Programa de Assentamentos Humanos da ONU) no Rio de Janeiro. Na outra ponta, os 10% mais pobres ficam com apenas 0,8% da riqueza brasileira. O problema da má distribuição de renda afeta a América Latina como um todo. Segundo o documento, divulgado durante o quinto Fórum Urbano Mundial da ONU, os 20% latino-americanos mais ricos concentram 56,9% da riqueza da região. Os 20% mais pobres, por sua vez, recebem apenas 3,5% da renda, o que faz da América Latina a região mais desigual do mundo.

Aécio Neves diz que embate ainda não começou e José Serra tem "chances reais" de vitória

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), afirmou nesta quinta-feira que o embate eleitoral ainda não começou e o presidenciável tucano, José Serra, tem "chances reais de vencer" as eleições. "O embate ainda não começou. No momento em que o embate se der entre os candidatos, entre a história dos candidatos, entre a visão de Brasil dos candidatos, os limites a qual cada um estará amarrado, acho que temos chances reais de vencer essas eleições e vejo no governador José
Serra toda qualidade, toda história política para vencer e ser um grande presidente de República", disse ele.

Igrejas e partidos se mobilizam contra proibição de minaretes na Alemanha

As duas principais igrejas alemãs, Católica e Luterana, e o Partido Social Democrata alemão (SPD), anunciaram nesta quinta-feira sua rejeição à campanha convocada pela organização de direita Pro NRW, do Estado da Renânia do Norte-Westfália, pela proibição dos minaretes no país. Em um comunicado conjunto, as igrejas e o partido disseram que as posições do grupo são provocadoras ao Islã e não estão de acordo com a fé cristã. O presidente do SPD, Sigmar Gabriel, anunciou que visitará diversas mesquitas daquele Estado no próximo fim de semana. A campanha da Pro-NRW já dura dois anos e tem atacado duramente a construção de mesquistas na Renânia do Norte-Westfália (NRW). Com a proximidade das eleições regionais no mais populoso Estado da Alemanha, as ações do grupo tornaram-se mais intensas e um congresso na cidade de Gelsenkirchen já foi agendado pelos direitistas para o próximo sábado. Após a reunião uma marcha de neonazistas deverá acontecer na cidade de Duisburg, que sedia a maior mesquita do país.

Lula ironiza multa do TSE e diz que vai viajar muito para inaugurar obras

O presidente Lula prometeu nesta quinta-feira que ainda inaugurará obras em todo o Brasil até o final de seu mandato, e brincou com a multa que levou do Tribunal Superior Eleitoral por fazer propaganda eleitoral antecipada. Na semana passada, o ministro Joelson Dias determinou a aplicação de multa de R$ 5.000,00 ao presidente Lula por propaganda eleitoral antecipada. A propaganda teria ocorrido na inauguração de obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) de Manguinhos e Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, em maio do ano passado. "Este ano nós vamos viajar o Brasil inteiro para a gente inaugurar todas as coisas que estamos aprontando pelo País", disse Lula durante a entrega de casas populares construídas dentro do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) em Osasco, na Grande São Paulo. Lula lembrou que "todas as cidades do país" receberam obras de seu governo, principalmente na área habitacional. "Existem poucos municípios que não tenham um projeto habitacional do governo federal, seja os projetos da Caixa financiado pelo Fundo de Garantia, seja do PAC ou do Minha Casa Minha Vida", disse ele, reiterando que na segunda-feira lançará a segunda fase do PAC e do programa habitacional.

Paulo Octávio vai à Polícia Federal e fica calado em depoimento

O ex-vice-governador do Distrito Federal Paulo Octávio (sem partido) se antecipou à notificação da Polícia Federal e se apresentou espontaneamente nesta quinta-feira para dar explicações sobre o esquema de arrecadação e pagamento de propina que devastou o Governo do Distrito Federal. Paulo Octávio chegou acompanhado de um advogado e se reservou o direito de ficar calado. Ele se apresentou ao delegado Alfredo Junqueira, responsável pelas investigações. Sem apoio para governar e ameaçado de expulsão pelo DEM, o ex-vice-governador renunciou ao cargo após assumir o comando do Distrito Federal por 14 dias com a prisão do governador cassado José Roberto Arruda (sem partido).

Nelson Jobim diz que relatório sobre caças ficará para abril e sinaliza preferência por franceses

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse nesta quinta-feira que o relatório sobre a proposta de compra de caças para a FAB ficará pronto só em abril. O documento será entregue ao presidente Lula, que dará a palavra final. Participam da disputa caças franceses Rafale (Dassault), americanos F-18 (Boeing) e suecos Gripen (Saab). "O relatório está sendo terminado agora. O trabalho está na consultoria jurídica do ministério para que depois eu possa fazer a exposição ao presidente", disse ele. Segundo o ministro, Lula deve receber o relatório perto da Páscoa --que cairá no começo de abril. "Creio que pela Páscoa terei condições de apresentar ao presidente os motivos e trazendo dois aspectos. Um fazendo uma sugestão em relação às opções. E outro fixando parâmetros para o prosseguimento das negociações com o eventual escolhido".

Ministros em Israel querem que Netanyahu resista à pressão dos Estados Unidos

Ministros israelenses exortaram o primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, a resistir a pressões do presidente norte-americano, Barack Obama, e "defender firmemente os interesses de Israel", após os encontros entre os dois líderes em Washington. Netanyahu esteve nos Estados Unidos por dois dias para tentar por um fim à crise iniciada com os anúncios de novas construções em Jerusalém Oriental, que receberam duras críticas do governo norte-americano. O premiê disse acreditar que houve progressos nos encontros com Obama e com o enviado especial dos Estados Unidos ao Oriente Médio George Mitchell. Fontes do governo israelense disseram que ambos os lados teriam concordado na criação de um pacote de medidas que poderiam reavivar negociações de paz com os palestinos. A Casa Branca não deu detalhes sobre as discussões. Poucas horas antes do retorno de Netanyahu a Israel, vários dos parceiros do premiê na coalizão governamental deram declarações em tom de desafio ao presidente norte-americano. "Não somos uma extensão dos Estados Unidos", disse o ministro da Ciência e Tecnologia, Daniel Hershkowitz, do partido da extrema-direita Habait Hayehudi. "Não queremos brigar com o nosso grande amigo, porém nossa responsabilidade é para com o povo de Israel, somos um Estado independente, temos que evitar uma situação na qual poderemos fechar o Parlamento e o governo e dar as chaves a Obama". O vice-primeiro ministro, Silvan Shalom, do partido de Netanyahu, o Likud, disse à radio estatal de Israel, Kol Israel, que "Jerusalém é inegociável e se Netanyahu ceder às pressões de Obama nessa questão, seu governo cairá no mesmo dia".

Deputado federal do PSB vira réu em ação por calúnia

O plenário do Supremo Tribunal Federal recebeu a queixa-crime do jornalista José Ursílio de Souza e Silva contra o deputado federal José Abelardo Guimarães Camarinha (PSB-SP) pelo crime de calúnia. Com a decisão, Camarinha passará à condição de réu em ação penal privada pelo crime de calúnia. "Há uma imputação efetivamente de prática do crime de homicídio", disse o relator, ministro Eros Grau. "É fora de dúvida que o querelado Camarinha praticou crime de calúnia, sim, ao imputar ao querelante José Ursílio falsamente fato definido como crime, ao artigo 138 do Código Penal", reiterou. O voto foi acompanhado por todos os ministros. Em entrevistas, o deputado federal imputou o homicídio de seu filho a José Ursílio. Ele também teria acusado o jornalista de ter diploma falso e o chamou de "cheirador de cocaína". José Ursílio ajuizou ação contra o deputado por três crimes: calúnia, injúria e difamação, mas, pelo tempo passado desde a data em as acusações teriam acontecido, já houve a prescrição em relação aos crimes de injúria e de difamação.

Lula ignora abusos no Irã, afirma ativista que teve noiva assassinada

Até dez meses atrás, o escritor e documentarista iraniano Caspian Makan jamais pensara em se meter em política. Mas a morte de sua noiva em junho do ano passado, registrada em imagens dramáticas que se espalharam rapidamente pela internet, tornou-se um símbolo da oposição ao regime dos aiatolás e virou sua vida de cabeça para baixo. Makan diz que virou ativista político para expor os abusos cometidos pela "ditadura iraniana" e alertar que é ingenuidade achar que é possível moderar as posições de Teerã por meio do diálogo, como tem defendido o governo brasileiro. As cenas de Neda Agha-Soltan agonizando em uma rua de Teerã, o sangue escorrendo pela boca e nariz, deram rosto e nome à brutalidade que milhares de oposicionistas anônimos afirmam ter sofrido nas mãos do regime desde a contestada reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad. Segundo testemunhas, Neda, de 27 anos, foi atingida no peito por franco-atiradores da milícia fascista islâmica pró-governo Basij. Entrevistado por redes de TV internacionais sobre a morte da noiva, Makan foi preso seis dias depois, em casa. Durante 65 dias ele foi interrogado na prisão de Evin, conhecida por confinar presos políticos, até ganhar liberdade provisória. Temendo ser novamente preso, fugiu do país, e no começo do ano recebeu asilo político no Canadá. Há poucos dias, Makan desembarcou no aeroporto de Tel Aviv e teve seu passaporte iraniano carimbado com o símbolo de Israel, considerado o inimigo número um pelo presidente Ahmadinejad. Encontrou-se com o presidente Shimon Peres, deu entrevistas e palestras e visitou o museu do Holocausto, que documenta o massacre de 6 milhões de judeus pela Alemanha nazista, cuja veracidade Ahmadinejad questiona. Tamanha exposição, justamente no país que é o principal antagonista do Irã na região, acabou transformando Makan em alvo de críticas da própria oposição iraniana. Em sites oposicionistas na internet, foi acusado de servir à propaganda de Teerã ao aceitar o convite de Israel e até de já não ser o namorado de Neda quando ela foi morta, como afirma. Em Israel, Makan manteve um ar fúnebre. Por mais de uma hora, na entrevista coletiva que ele concedeu em um hotel de Tel Aviv para poucos jornalistas, Makan manteve-se cabisbaixo, com o semblante fechado realçado pelas olheiras profundas e a voz baixa, quase um sussurro. O único momento em que esboçou um sorriso amargo foi ao ser questionado sobre a visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Irã, marcada para maio, e o apoio do Brasil a um diálogo com Teerã para resolver o impasse em torno de seu programa nuclear. "Isso mostra que os líderes do Brasil não sabem o que está se passando no Irã, com abusos diários dos direitos humanos", diz Makan. "Como é possível ignorar 30 anos de crimes contra o povo iraniano? Como é possível negociar e ter relações com um regime ditatorial como esse?", questiona.

Peugeot Citroën vai investir R$ 1,4 bilhão no Brasil até 2012

A montadora PSA Peugeot Citroën informou nesta quinta-feira que vai investir R$ 1,4 bilhão até 2012 para o desenvolvimento de suas atividades no Brasil. O anúncio foi feito presidente mundial da empresa, Philippe Varin, ao governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral. Segundo a montadora, o investimento será destinado, principalmente, ao desenvolvimento de novos projetos de veículos das marcas Peugeot e Citroën e de novos motores. Ele também será usado no aumento da capacidade de produção em Porto Real. Em julho do ano passado, a empresa inaugurou uma unidade de usinagem de motores e, em janeiro deste ano, contratou 700 funcionários para a implantação do terceiro turno de produção de veículos e motores.

Eletrobrás vai disputar leilão de Belo Monte dentro de consórcios

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, confirmou nesta quinta-feira que a Eletrobrás vai participar do leilão da usina hidrelétrica de Belo Monte por meio de suas quatro principais subsidiárias de geração: Eletronorte, Eletrosul, Furnas e Chesf, que entrarão nos consórcios formados para a disputa. Segundo o ministro, a Eletrobrás terá "ganhos satisfatórios" no negócio. Foi descartado, portanto, o modelo em que a estatal entra com o consórcio vencedor após a realização do certame. "Pretendíamos fazer isso após o leilão, mas decidimos antecipar a decisão para dar mais conforto aos consórcios que competirão entre si", afirmou. O ministro reiterou que a participação do governo no negócio não deve ser menor que 40% e não vai ultrapassar os 49%. Há dois consórcios rascunhados para participar do certame: um com a Odebrecht e a Camargo Corrêa, e outro formado por Andrade Gutierrez, Neoenergia, Vale e Votorantim.

Ministro Lobão diz que governo Lula está pronto para comprar a Celg

O governo Lula está pronto para comprar ações da distribuidora goiana Celg (Companhia Energética de Goiás), e para isso pode lançar mão da Reserva Global de Reversão, afirmou nesta quinta-feira o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. A empresa possui uma dívida de R$ 6 bilhões com a Eletrobrás, que deve ser negociada no ato da compra. "O Ministério de Minas e Energia está pronto para, através da Eletrobrás, fazer entendimento com o governo de Goiás sobre a Celg", afirmou Lobão. A reserva é um encargo usado pelo governo para projetos de universalização do serviço de energia e para financiamento de projetos e dívidas. Seria necessária uma mudança na lei, ou uma medida provisória, para que a operação de compra com uso do fundo seja liberada. Segundo Lobão, o governo de Goiás já encaminhou à Assembleia Legislativa local uma mensagem pedindo permissão para alienar ações da empresa.

Ditador Fidel Castro rebate críticas e diz que Obama é um fanático que diz tolices

O ex-ditador cubano Fidel Castro respondeu em tom ofensivo nesta quinta-feira as críticas do presidente norte-americano, Barack Obama, que na véspera fez as mais duras críticas de seu governo a Cuba ao cobrar o fim da repressão contra opositores e a libertação de todos os prisioneiros políticos mantidos por Havana. O ditador Fidel Castro disse que Obama é "um fanático crente do sistema capitalista imperialista" que às vezes fala "bobagens" sobre Cuba. O ex-ditador disse, contudo, que não nutre nenhum sentimento de "animosidade" contra ele.

Governo Lula dá status de ministério para quatro secretarias

O governo Lula publicou na edição desta quinta-feira do Diário Oficial da União uma medida provisória que dá mais autonomia para as secretarias de Direitos Humanos, Igualdade Racial, Políticas para as Mulheres e Portos e à Controladoria Geral da União. As secretarias ganharam status de ministérios. Das quatro pastas, três titulares tinham status de ministro, mas só Edson Santos (Igualdade Racial) era ministro de fato. A medida provisória ainda cria secretarias em dois ministérios. No da Saúde, as secretarias passam de cinco para seis. A mais recente irá cuidar da saúde dos povos indígenas. Já no Desenvolvimento Agrário, as secretarias sobem de três para quatro. A nova, que terá caráter extraordinário, administrará o processo de regularização fundiária na Amazônia. A Medida Provisória também diz que, a partir de agora, os titulares das
secretarias de Políticas para as Mulheres, Políticas de Promoção da Igualdade Racial e de Direitos Humanos vão integrar o Conselho de Desenvolvimento Econômicos e Social. Isso não tem qualquer importância....

Governo "fatia" Amazônia em 10 áreas para guiar ações

A Amazônia Legal será dividida em dez áreas e cada uma delas terá uma estratégia própria de preservação e de desenvolvimento econômico. O fatiamento faz parte do chamado "macrozoneamento" da região, apresentado na quarta-feira pelo Ministério do Meio Ambiente e que deve ser transformado em decreto pelo presidente Lula. Na prática, esse documento passa a ser uma diretriz para qualquer tipo de ação territorial, econômica (pública e privada) e ambiental nos Estados do Norte, em Mato Grosso e parte do Maranhão. O decreto presidencial não criará novas regras. Por isso, para funcionar de fato, terá de contar com a colaboração de Estados e municípios.

Serasa diz que empresários pretendem rever faturamento para cima no segundo trimestre

Mais de metade dos empresários brasileiros pretende rever suas projeções de faturamento para o segundo trimestre deste ano, aponta pesquisa da Serasa Experian. O levantamento mostra que 61% dos 1.010 executivos ouvidos vão alterar suas estimativas, sendo 87% deles para cima. "Há consenso dos empresários sobre o melhor resultado de seu negócio, em termos de faturamento. Isto, aliado ao vigoroso crescimento econômico, amplia a confiança do empresário que, gradualmente, eleva a contratação de novos funcionários e aumenta seus investimentos", afirma a Serasa. As grandes empresas são as mais otimistas, com 93% apostando em um faturamento maior que o previsto. As médias e pequenas aparecem praticamente empatadas, com 87% e 86%, respectivamente. Os Serviços (89%) e a Indústria (88%) são os setores que mais acreditam em um faturamento superior na revisão de suas expectativas.

Déficit da Previdência sobe 40% em fevereiro

As contas da Previdência Social registraram déficit de R$ 3,78 bilhões em fevereiro, de acordo com os dados divulgados nesta quinta-feira pelo ministério. O número significa um aumento de 39,5% em relação ao mesmo período do ano passado (R$ 2,71 bilhões). Já o déficit acumulado em janeiro e fevereiro teve redução de 19,8% ante igual intervalo em 2009. No primeiro bimestre, o valor ficou em R$ 7,515 bilhões, contra R$ 9,371 bilhões nos dois primeiros meses de 2009. A arrecadação líquida aumentou em fevereiro em relação ao mesmo mês de 2009, ficando em R$ 15,207 bilhões, considerando os setores urbanos e rural. No ano passado, o valor atingiu R$ 13,797 bilhões. Já as despesas com benefícios subiram de R$ 16,507 bilhões para R$ 18,988 bilhões nesse período. A Previdência gastou R$ 138,2 milhões com sentenças judiciais em fevereiro. O valor está abaixo dos R$ 177,3 milhões registrados no mesmo período do ano passado.

Anatel estuda interferir em preços de banda larga após sinais de abusos

A diferença de preços de pacotes de internet entre Estados, e até entre municípios vizinhos atendidos pela mesma operadora, está forçando a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) a interferir no setor. De acordo com as regras desse mercado, a agência nada poderia fazer para controlar o preço porque o acesso à internet é um serviço privado. Mas existe
uma exceção, caso sejam comprovados abusos das prestadoras. É exatamente isso o que os técnicos da agência acreditam que ocorra no momento. Em um informe de setembro de 2008, eles já recomendavam a interferência da agência, cumprindo sua obrigação de coibir o suposto abuso das operadoras. Em setembro de 2008, chegou reclamação à agência de que o preço do pacote de 1 Mbps do Velox, produto de acesso à internet da Oi, custava quase 1.000% a mais no Amazonas do que no Rio de Janeiro. A Anatel ainda não tomou providências. Na Bahia, a Justiça determinou que a Oi reduzisse os preços dos pacotes. Em Salvador, o consumidor pagava 246% mais que os assinantes da cidade do Rio de Janeiro, onde o pacote mensal de 1 Mbps saía por R$ 34,90, em agosto de 2008. O regulamento do serviço determina que não pode haver
discriminação de consumidores. A agência admite que os preços sejam diferentes, mas não nos patamares atuais.

Conselho da ONU sugere que Israel pague indenização a palestinos

Israel deveria pagar indenização aos palestinos por perdas e danos sofridos na guerra do último ano na faixa de Gaza, sugeriu nesta quinta-feira o Conselho de Direitos Humanos da ONU, organização especializada na defesa de tudo quanto é grupelho terrorista espalhado na face da terra. Mas, naturalmente, estes apoiadores de terroristas, grupo formado por 47 países, e com sede em Genebra, não pediu pagamentos similares aos terroristas do Hamas, que despejaram por mais de dois anos além de 6.000 foguetes sobre território israelense, até Israel se decidir a promover uma ação militar defensiva em Gaza, para eliminar a ameaça. O embaixador israelense Aharon Leshno-Yaar disse que a decisão é enviesada e difamatória, e não ajudaria em nada na reaproximação de palestinos e israelenses. A proposta do Paquistão foi apoiada nesta quinta-feira por uma maioria de 29 votos. Ora, o Paquistão é um país islâmico. Foram seis votos contrários, dos Estados Unidos e mais cinco países europeus, e 11 abstenções. Um país, o Gabão, não votou. O Conselho, na prática, é dominado por um bloco de países em desenvolvimento, no qual a Organização da Conferência Islâmica tem forte influência, e que obtém rotineiramente o apoio de China, Rússia e Cuba. Ou seja, é uma organização vagabunda da ONU, porque considerar que China, Russia e Cuba respeitem os direitos humanos, assim como os países islâmicos em sua maioria, é de uma hipocrisia abissal. E a diplomacia de Lula segue esta canalhice.

As grosserias de Lula e Dilma Rousseff em Tatuí, fazendo demagogia com a saúde pública

O presidente Lula, o candidato do PSDB à Presidência e governador de São Paulo, José Serra, e a candidata do PT e ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, estiveram na manhã desta quinta-feira em Tatuí, interior de São Paulo, para a solenidade de entrega a prefeituras de 650 ambulâncias. Serra discursou e afirmou que o Sistema Único de Saúde é o melhor das Américas, mas que precisa melhorar: “Temos que torná-lo cada vez melhor, com atendimento de primeira classe. Podem ter em um avião a primeira classe, a segunda e a classe turista. Mas não podemos ter na saúde serviços de primeira e serviços de segunda classe”. Em sua fala, Lula aproveitou para cutucar as oposições e reclamou do fim da CPMF, afirmando que o presidente que virá depois dele terá de recriar o imposto: “Fiquei muito magoado e ofendido quando a minha oposição no Senado derrubou a CPMF. Eu não conheço um empresário no Brasil que reduziu do custo do seu produto 0,38 por cento, que é o que a gente pagava no cheque”. Ora, como sempre, Lula é o permanente inventor de uma realidade que só ele vê. Quando a CPMF foi criada, José Serra era parlamentar e votou a favor. Mas, o PT, que estava na oposição ao governo de Fernando Henrique Cardoso, moveu uma guerra contra a criação da CPMF. O PT e os petistas só descobriram que era muito gostosinho o dinheiro da CPMF depois que assumiu o governo. Quanto à derrubada da CPMF no Congresso durante o governo Lula. A oposição, sozinha, não tinha votos para derrubar a contribuição. Isso só foi possível, em dezembro de 2007, com os votos dos partidos que compõem a chamada "base aliada", aquela que o PT comprou com o Mensalão. Portanto, foram os votos governistas que derrubaram a CPMF. E Lula é um mentira. Cria uma mentira e a repete 1.000 vezes, para ver se se torna verdade, como faziam os nazistas. Mas, como se bastasse, durante cinco de seus oito anos de governo, o petista Lula teve os recursos da CPMF e a saúde só piorou o tempo inteiro durante suas duas administrações. Portanto, está comprovado, faltou competência ao governo Lula na área da saúde. Foi incompetente. Mas, na realidade especial que Lula cria em seus delírios, ele disse o seguinte em Tatuí: “Eu era um peão. Cheguei ao hospital com o macacão fedendo a graxa às 3 horas da manhã. O médico olhou para minha cara e disse: ‘Pra que esse peãozinho quer esse dedo? Vou logo tirar’. E tirou o cotozinho. Podia ter deixado o cotó para eu poder coçar o nariz”. A platéia riu. E era isso que Lula queria, esse era o efeito desejado por ele. Lula atua como se fosse o palhaço do rei na Idade Média. Já Dona Dilma falou que quando o bolo cresce, tem que dividir. Mas não fez nenhuma referência que o bolo só cresceu porque a saúde no Brasil teve como seu melhor gestor justamente José Serra, que ganhou reconhecimento mundial por isso. Sua política de combate à AIDS virou referência mundial. Sua política dos remédios genéricos também, e por aí vai. Lula e Dilma são como a sanguessuga, vivem do sangue dos outros.

Após revelação das ligações de José Dirceu, despencam as ações da Telebrás

Um mês após a revelação de que o ex-ministro petista José Dirceu (deputado federal cassado por corrupção e réu na ação penal do Mensalão do PT) recebeu R$ 620 mil de uma empresa diretamente interessada na reativação da Telebrás, o governo Lula encolheu o alcance do PNBL (Plano Nacional de Banda Larga), e o valor das ações da estatal caiu 44%, quase à metade. Originalmente, o plano cobriria 3.200 cidades até o final do governo Lula. A nova versão reduziu-se a um simples projeto piloto com 300 municípios que, mesmo assim, seria implantado apenas no próximo governo, não mais em 2010. Rumores e vazamentos sobre a reativação da Telebrás, que seria gestora do plano, haviam levado as ações da estatal a um ganho de 35.000% desde 2003 (até o dia 8 do mês passado), valorização recorde investigada pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários). O ex-ministro petista José Dirceu recebeu R$ 620 mil da Star Overseas Ventures, do empresário Nelson dos Santos, dono da Eletronet, empresa que detém os 16 mil quilômetros de fibras óticas que comporiam a espinha dorsal do plano. Agora os papéis da Telebras caíram de R$ 0,00254 para R$ 0,00142. Um investidor que tivesse R$ 100,00 em ações da Telebrás em 22 de fevereiro teria hoje apenas R$ 56,00. A desconfiança aprofundou-se na quarta-feira, quando o jornal Folha de S. Paulo revelou que o Tesouro Nacional elaborou uma nota técnica condenando a reativação da estatal para ser gestora do PNBL. Segundo a nota do Tesouro, a Telebrás já está exposta a várias ações judiciais e haveria risco de contaminação de ativos usados no plano. A posição do Tesouro é contraria à opinião do próprio presidente Lula. “Nós vamos recuperar a Telebrás. Nós vamos utilizá-la para fazer banda larga neste País”, disse Lula no último dia 19 de fevereiro, durante um evento em Minas Gerais. Esse é um negócio extremamente suspeito do governo petista.

DEM gaúcho é execrado e só resta fazer aliança com PTB

O DEM do Rio Grande do Sul está mais próximo do PTB do que já esteve do PSB e do PMDB para fazer uma coligação para as eleições de outubro. Coligar-se com o PT é quase impossível. Com o PSDB também, em face das dificuldades criadas para o governo Yeda Crusius (PSDB) pelo seu vice Paulo Afonso Feijó (DEM). A única coisa de valor que o DEM gaúcho tem é o seu minilatifúndio de horário político, com quase três minutos. É este cacife que o dono do DEM no Rio Grande do Sul, o deputado federal Onix Lorenzoni, quer usar para tentar se reeleger.

Presidente de TV que faz oposição a Chávez é preso na Venezuela

O presidente do canal de TV Globovisión, Guillermo Zuloaga, foi preso nesta quinta-feira na Venezuela. O executivo foi detido em um aeroporto de Punto Fijo, no oeste do país, onde tomaria um vôo fretado para uma ilha do Caribe. A prisão foi pedida pelo Ministério Público venezuelano, um mero braço do ditador Hugo Chavez. Segundo a Procuradoria-Geral do país, Zuloaga não poderia deixar a Venezuela por estar sendo investigado pela Justiça, mas o órgão não informou a acusação que pesa sobre o empresário. Familiares do executivo alegam que ele sofre perseguição do governo do ditador Hugo Chávez, por causa da linha editorial oposicionista do canal. Zuluaga disse em entrevista a Globovisión, reproduzida pelo diário Universal, que oficiais a paisana se dirigiram a ele dizendo que tinham um mandado de prisão. Segundo o executivo, um avião do governo deve levá-lo a Caracas. "Se eu quisesse me esconder, não sairia por um aeroporto conhecido. Espero ver o que dizem as autoridades e que meus advogados entrem em ação", acrescentou.

OAB-RJ quer garantias à defesa no caso Isabella Nardoni

O presidente da OAB no Rio de Janeiro, Wadih Damous, ressaltou nesta quinta-feira a importância da garantia das prerrogativas da defesa no caso Isabella Nardoni, atualmente em julgamento em São Paulo. O advogado do casal, Roberto Podval, foi violentamente hostilizado, tendo inclusive recebido chutes em suas costas, na quarta-feira, quando foi almoçar em um restaurante ao lado do Foro de Santana, na capital paulista. “Poucas vezes se viu em nosso País tamanho desrespeito às prerrogativas da defesa, com agressões morais e físicas ao advogado encarregado de cuidar do caso do casal Nardoni”, disse Wadih Damous. “O direito de defesa é um princípio civilizatório comumente desrespeitado pelas tiranias”, concluiu Damous. Enquanto isso, o presidente nacional da OAB e seu conselho federal ficaram inacreditavelmente quietos.

Parecer da PGR defende manutenção de Arruda na prisão

A Procuradoria Geral da República encaminhou nesta quinta-feira ao Superior Tribunal de Justiça parecer em que defende que seja negado o pedido de liberdade feito pelos advogados do ex-governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido). Segundo o parecer, o ex-governador mantém a capacidade de “alterar a verdade que está sendo apurada no inquérito” que apura o esquema de corrupção no governo do Distrito Federal: “É a prisão preventiva que tem restringido sua capacidade de influir na prova. É a prisão preventiva que tem restringido sua capacidade de influir na prova". No parecer, assinado pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel, e a subprocuradora-geral, Raquel Dodge, a Procuradoria Geral da República rebate os argumentos dos advogados do ex-governador no pedido de liberdade.

Seis acusados da morte de Celso Daniel vão a júri

A Justiça de São Paulo decidiu nesta quinta-feira enviar a júri popular seis acusados da morte do ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel (PT). A decisão foi anunciada no Fórum de Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo. A data do julgamento ainda será marcada, segundo informou o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). Celso Daniel foi morto em 2002, após ser sequestrado na noite de 18 de janeiro. O corpo dele foi encontrado dois dias depois com marcas de bala em uma estrada de terra em Itapecerica da Serra. No período em que ele esteve sob o domínio de seus sequestradores, Celso Daniel foi barbaramente torturado. Ele era o escolhido para chefiar a coordenação da campanha de Lula à Presidência da República. Para a promotoria, o ex-prefeito foi assassinado porque tentou acabar com um esquema de corrupção na prefeitura. Já isto, com certeza, é uma bobagem da promotoria.

Conta de US$ 13 milhões de filho de Sarney é bloqueada na Suíça

O governo suíço achou e bloqueou uma conta de US$ 13 milhões controlada pelo filho mais velho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB). Os depósitos foram rastreados a pedido da Justiça brasileira, por suspeita de que a família do senador tenha remetido ilegalmente dinheiro para fora do Brasil. Os depósitos estão em nome de uma empresa e eram movimentados exclusivamente por Fernando Sarney, que cuida dos negócios da família no Maranhão. O dinheiro não está declarado à Receita Federal. O bloqueio da conta na Suíça é um desdobramento da Operação Faktor (ex-Boi Barrica), conduzida pela Polícia Federal e pelo Ministério Público. Nesse inquérito, Fernando Sarney já foi indiciado por formação de quadrilha, gestão financeira irregular, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica. O bloqueio determinado pelos suíços ocorreu quando Fernando Sarney tentava transferir recursos daquele país para o principado de Liechtenstein, conhecido paraíso fiscal entre a Áustria e a Suíça. Essa é a segunda conta no Exterior movimentada por Fernando Sarney que foi rastreada pelas autoridades brasileiras e não informada à Receita Federal. O governo chinês já havia informado o Ministério da Justiça que Fernando Sarney transferiu em 2008 a quantia de US$ 1 milhão de uma conta no Caribe para Qingdao, na China. A ordem foi assinada de próprio punho pelo empresário. Segundo as autoridades chinesas, os recursos foram creditados na conta da Prestige Cycle Parts & Accessories Limited, exatamente como estava escrito no ordem bancária. Tanto no caso da Suíça quanto no da China, as contas não estão diretamente no nome de Fernando Sarney, mas no de "offshores", empresas localizadas no Exterior, normalmente em paraísos fiscais. A conta suíça estava registrada em nome de uma empresa chamada Lithia. Fernando Sarney consta nos registros da conta como único autorizado a movimentá-la.

Polícia Civil gaúcha investiga morte de paciente na clínica do médico Nelson Heller

A Polícia Civil gaúcha investiga a morte de Livia Ulguim Marcello, de 29 anos, na clínica de cirurgias plásticas do médico Nelson Heller, no bairro Santa Tereza, em Porto Alegre. Ela morreu na manhã desta quarta-feira, na mesa de cirurgia. Os procedimentos de lipoaspiração e de colocação de silicone nos seios começaram às 9 horas. O trabalho do médico Nelson Heller e seus assistentes estava quase no final quando, no começo da tarde, a pressão sanguínea da paciente começou a cair. "Quando perceberam que a pressão estava baixa, iniciaram os procedimentos necessários. Um tempo depois, chamaram o Samu", afirma o delegado Marcelo Farias Pereira, que responde pela Delegacia de Homicídios. A Polícia Civil chegou ao local às 16 horas. Lívia Gulgim Marcello deixou um filho pequeno. Sua página no Orkut encheu-se instantaneamente de mensagens de condolências aos milhares. O cirurgião Nelson Heller, que começou na medicina como especialista na área de otorrino, e especializado em cirurgias do nariz, realizava mais de 1.200 cirurgias plásticas por ano, o que dava uma média superior a quarto por dia útil.

PSDB e DEM fecham chapa Alckmin-Afif

PSDB e DEM avançaram na costura do acordo para a eleição ao governo do Estado de São Paulo e estão prestes a anunciar que o candidato a vice-governador na chapa de Geraldo Alckmin ao Palácio dos Bandeirantes será Guilherme Afif Domingos. Os dois ocupam secretarias do governo e devem deixar os cargos para a disputa. O último nó para o acordo foi desatado na terça-feira: o chefe da Casa Civil, Aloysio Nunes Ferreira, avisou aos aliados que concorrerá ao Senado. Atendendo ao pedido do governador e presidenciável José Serra, Aloysio desistiu de desafiar Alckmin para as prévias.

Ditador Chávez decreta feriado de 5 dias para poupar energia na Venezuela

O ditador da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou nesta quarta-feira que haverá feriado entre a segunda-feira e a sexta-feira da próxima semana como forma de contribuir para o plano de economia de energia elétrica vigente no país. "Decretamos feriado na semana", anunciou o ditador venezuelano. Esses dias se juntarão à Quinta-Feira Santa e à Sexta-Feira Santa. O ditador Chávez previu que, caso o nível da represa da usina de El Guri continue caindo 13 centímetros por dia, se chegará ao "nível crítico" para o primeiro dos dois conjuntos de turbinas em meados de junho.

Banco Central simplifica registros de operações cambiais

O Conselho Monetário Nacional e o Banco Central aprovaram nesta quarta-feira mudanças em normas de câmbio. Serão adotadas medidas para consolidar e simplificar procedimentos aplicáveis a capitais internacionais e ao mercado cambial. A decisão trata exclusivamente do registro de fluxos de investimentos diretos, créditos externos, royalties, transferências de tecnologia e arrendamentos mercantis externos. O Banco Central espera que a medida reduza custos de transação e que incremente a segurança jurídica das operações. Segundo o Banco Central, essa iniciativa tem o objetivo de simplificar e desburocratizar as regras e procedimentos, atualmente dispersos em 60 normativas entre resoluções, circulares e cartas-circulares, que serão integralmente revogados.

Ação da Telebrás retrai 13,6%

A ação preferencial da estatal Telebrás desvalorizou 13,60% ao final do pregão desta quarta-feira na Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo), em um dia de volume financeiro excepcional, e em meio a mais um capítulo sobre a reativação dessa estatal, "encostada" após as privatizações dos anos 90. Hoje, a Bolsa fechou em queda de 0,68%. Somente neste ano, essa ação já valorizou 94,67%. No mesmo período, o índice Ibovespa, que reflete os preços das ações, subiu somente 0,47%.O papel da Telebrás, negociado por R$ 1,46 no encerramento das operações, foi alvo de R$ 76,45 milhões. Nos últimos três meses, o giro médio desse papel ficou em torno de R$ 1 milhão. Os papéis da empresa já sofreram várias oscilações violentas nos últimos meses, em meio a rumores, confirmações e desmentidos sobre a reativação de sua rede para o projeto do governo de banda larga (internet de alta velocidade).

TRF absolve ex-ministro Humberto Costa da acusação da "máfia dos vampiros"

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região, em Recife, absolveu nesta quarta-feira o ex-ministro Humberto Costa (Saúde) da acusação de corrupção passiva e formação de quadrilha no caso que ficou conhecido como "máfia vampiros". Os 14 desembargadores do plenário votaram a favor do ex-ministro por falta de provas. Humberto Costa, que atualmente é secretário das Cidades de Pernambuco, foi acusado em 2004 pelo Ministério Público de participar de um esquema de compra superfaturada de medicamentos.

Anvisa suspende comércio e uso de remédio para verrugas

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) suspendeu a importação, fabricação, distribuição, comércio e uso do produto Pointts, utilizado no tratamento para verrugas. O remédio era anunciado em horário nobre da TV como um produto importado "seguro e eficaz". Segundo o órgão, o produto não tem registro e seu fabricante é desconhecido. A Anvisa informou, por meio de assessoria, que o Pointts é vendido de maneira ilegal no Brasil e pode chegar contrabandeado ao País, pois o remédio não foi aprovado para ser comercializado.

Lançamento de Serra à Presidência reunirá os três partidos de oposição

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), lançará sua candidatura à Presidência da República no dia 10 de abril em um evento em Brasília que reunirá os três partidos de oposição numa demonstração de apoio ao seu nome na corrida presidencial. Intitulado de "Encontro dos partidos", o evento reunirá filiados do DEM, PSDB e PPS para lançar oficialmente a pré-candidatura do tucano. Depois do PT lançar a pré-candidatura da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) em um encontro nacional do partido, os tucanos querem passar a ideia de que candidatura de Serra tem o apoio conjunto da oposição, numa ação que não é isolada do PSDB.

Procuradoria pede arquivamento de inquérito contra Meirelles no Supremo

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, pediu nesta quarta-feira ao Supremo Tribunal Federal o arquivamento de um inquérito que pedia uma investigação contra o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, por crimes contra a ordem tributária. O inquérito foi encaminhado há cerca de duas semanas para o Supremo Tribunal Federal e está sob a responsabilidade do ministro Joaquim Barbosa. Nela, Meirelles é suspeito de enviar dinheiro por meio de contas CC-5. Segundo Gurgel, não há elementos que justifiquem a investigação, já que os fatos são os mesmos de um outro inquérito contra Meirelles que foi arquivado pela Suprema Corte em 2007.

Oposição tenta anular decreto que estendeu "Bolsa Combustível" para comissionados

A oposição vai tentar anular decreto do presidente Lula que estendeu a chamada "Bolsa Combustível" para servidores comissionados do governo federal. O deputado Raul Jungmann (PPS-PE) protocolou nesta quarta-feira na Câmara projeto de decreto legislativo que anula a decisão de Lula de estender o benefício em ano eleitoral. O parlamentar também promete recorrer à Justiça contra a medida presidencial. Se o projeto for aprovado pela Casa, o decreto de Lula será anulado.

Líderes da oposição pedirão que Procuradoria investigue caso Bancoop

A oposição encaminhou nesta quarta-feira representação à Procuradoria Geral da República para pedir a intervenção do órgão nas investigações de irregularidades na Bancoop (Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo). Líderes do DEM, PSDB e PPS pediram à Procuradoria Geral da República acesso aos depoimentos concedidos pelo corretor Lúcio Bolonha Funaro no inquérito do Ministério Público que investiga as denúncias. Na representação, os oposicionistas afirmam que as investigações da Procuradoria Geral da República podem ajudar na responsabilização dos envolvidos com irregularidades na cooperativa, em especial, o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, um dos "aloprados" de Lula, e agora se sabe, também "mensaleiro do PT".

Lula diz que escolherá caças no momento adequado para evitar especulações eleitorais

O presidente Lula afirmou nesta quarta-feira que só irá tomar uma decisão sobre a compra dos caças para a FAB após ouvir o Conselho de Defesa Nacional, órgão de consulta para assuntos relacionados à soberania nacional e à defesa do Estado, composto por ministros da Defesa, do Planejamento, da Justiça, entre outros. Lula afirmou que é preciso escolher bem o momento de fazer a decisão, para que não vire uma questão polêmica para ano eleitoral. "Estamos em ano atípico, em ano eleitoral, e uma coisa dessa envergadura não pode ficar à mercê de especulação política. Temos que ter muito cuidado, bom senso, queremos conversar com todos os setores da sociedade", afirmou.

CCJ do Senado aprova projeto que dá poder de polícia às Forças Armadas

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou nesta quarta-feira o projeto que concede poder de polícia nas áreas de fronteira às Forças Armadas, o que atualmente é prerrogativa somente do Exército. Aprovado pela Câmara no início de março, o projeto permite à Marinha e Aeronáutica executar ações como prisões em flagrante e revista de pessoas em aeronaves em localidades situadas até 150 quilômetros a partir da divisa com o Brasil. Com a aprovação, o projeto segue para análise da Comissão de Relações Exteriores do Senado, depois para o plenário da Casa. Na prática, o texto permite que os militares das Forças Armadas ajam como policiais em regiões de fronteiras, já que atualmente deixam de executar prisões ou tomar medidas mais duras porque não têm autonomia para agir como policiais.

Lula diz que conversará com Henrique Meirelles na próxima semana sobre eleição

O presidente Lula afirmou nesta quarta-feira que poderá conversar na semana que com o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, sobre o seu destino político. "A situação do Meirelles é uma situação que depende só dele. Eu talvez converse com ele na semana que vem. Não sei se ele quer ser candidato, se ele não quer ser candidato", afirmou Lula, em entrevista coletiva concedida após almoço com o rei da Suécia, Carl Gustaf 16, no Itamaraty.

Rei da Suécia diz esperar cooperação na área da aeronáutica

O rei da Suécia, Carl Gustaf 16, afirmou nesta quarta-feira, antes de almoço com o presidente Lula e autoridades, que espera do Brasil cooperação na área de aeronáutica. Segundo Gustaf, os dois países têm potencial para desenvolverem juntos parcerias estratégicas na área de educação, desenvolvimento sustentável, defesa, alta tecnologia e inovação. Um dos objetivos da visita real ao país é negociar a venda dos caças Gripen NG, da indústria sueca Saab.

Defesa estuda pedir habeas corpus ao Supremo para depoimento de delator no Distrito Federal

A defesa de Durval Barbosa, delator do esquema de corrupção que derrubou o ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda (sem partido), avalia recorrer ao Supremo Tribunal Federal para garantir um habeas corpus que permita que ele permaneça calado quando desejar durante depoimento à CPI da Corrupção da Câmara Legislativa. Segundo a advogada de Durval, Margareth de Almeida, essa decisão será tomada até o final da semana. "A gente ainda não sabe o que vai ser tratado nesse depoimento à CPI. Não confirmo nem descarto o habeas corpus, mas estamos estudando", disse ela. O depoimento do delator está marcado para terça-feira no auditório do INC (Instituto Nacional de Criminalística) da Superintendência da Polícia Federal, a poucos metros da sala onde Arruda está preso.

Pedro Simon propõe que União recompense Estados produtores de petróleo

O senador Pedro Simon (PMDB-RS) entregou nesta quarta-feira ao presidente da Comissão de Constituição e Justiça, senador Demóstenes Torres (DEM-GO), emenda ao projeto de partilha dos royalties do pré-sal, que complementa a emenda do deputado federal Ibsen Pinheiro (PMDB-RS), aprovada na Câmara dos Deputados. Pelo texto de Simon, a União ficaria encarregada de compensar, com recursos oriundos de sua parcela em royalties e participações especiais, os Estados e municípios que sofrerem redução de suas receitas em virtude da nova lei.

Insulza é reeleito secretário-geral da OEA por unanimidade

O esquerdóide chileno José Miguel Insulza, de 66 anos, foi reeleito nesta quarta-feira como secretário-geral da OEA. Candidato único, ele cumprirá novo mandato no período entre 2010 e 2015. Momentos antes da reunião, ele recebeu o apoio até mesmo de Venezuela, Equador e Peru, que não o respaldavam na votação. O novo mandato começa no final de maio, quando termina seu período atual à frente da OEA.

Setor de máquinas e equipamentos tem alta de faturamento de 12,3%

A indústria brasileira de máquinas e equipamentos faturou em fevereiro R$ 5,29 bilhões, 12,3% acima do montante registrado em janeiro. Na comparação com fevereiro do ano passado, houve crescimento de 23,5%. Em relação ao resultado de fevereiro de 2008, no entanto, o faturamento do último mês foi 14% menor. Os números, divulgados nesta quarta-feira pela Abimaq (Associação Brasileira de Indústria de Máquinas e Equipamentos), consideram o faturamento nominal. No acumulado do bimestre, o faturamento chegou a R$ 10 bilhões, 20,8% acima do acumulado no mesmo período de 2009, que foi de R$ 8,7 bilhões. Descontado a inflação do período, o crescimento de faturamento foi de 21,6%. No entanto, se o faturamento do primeiro bimestre de 2010 for comparado ao de 2008, o resultado é uma retração de 14%.

Comissão do Senado adia decisão sobre análise de projeto que cria a Petro-Sal

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado adiou por mais uma semana a decisão sobre o requerimento do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) para que a votação do projeto que cria a Petro-Sal seja suspensa até o término da análise do projeto sobre o sistema de partilha dos recursos provenientes da exploração do petróleo na camada pré-sal. Jereissati defende que não faz sentido decidir sobre a criação da nova estatal que irá administrar os recursos da partilha do petróleo enquanto o novo regime não for de fato aprovado.

Mesa da Câmara aprova projeto com regras mais duras para Conselho de Ética

A Mesa Diretora da Câmara aprovou nesta quarta-feira projeto que muda as regras de funcionamento do Conselho de Ética da Casa. Se o texto for aprovado pelos demais deputados, os parlamentares passarão a restituir os cofres da Casa quando houver desvios de verbas, assim como poderão ser suspensos por um período seis vezes maior que o previsto atualmente em caso de irregularidades. A Casa encaminhou o texto para análise dos líderes partidários, que depois têm que levá-lo para votação no plenário. Autor do projeto, o deputado Antônio Carlos Magalhães Neto (DEM-BA) vai tentar votar a matéria em plenário até o início de abril. Na prática, o projeto estabelece que os deputados serão obrigados a devolver dinheiro à Câmara se fizerem mau uso da verba parlamentar paga a cada um dos 513 parlamentares.

Supremo vai analisar pedido de impedimento de Joaquim Barbosa para relatar processo do Mensalão do PT

A defesa do publicitário mineiro Marcos Valério entrou com uma arguição de impedimento no Supremo Tribunal Federal para que o ministro Joaquim Barbosa seja afastado da relatoria do processo do Mensalão do PT. No pedido, o advogado de Marcos Valério, Marcelo Leonardo, alega que, no início de novembro, ao julgar em plenário o Mensalão mineiro, esquema de arrecadação ilegal de recursos durante a campanha do senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) ao governo de Minas Gerais em 1998, o ministro Joaquim Barbosa fez um prejulgamento do Mensalão do PT. Com isso, a defesa afirma que o ministro se pronunciou antecipadamente e é suspeito para tocar a relatoria da ação penal 470 sobre o processo do Mensalão do PT. O presidente do Supremo, ministro Gilmar Mendes, mandou prosseguir com o pedido e pediu um parecer da Procuradoria Geral da República, que recomendou que o ministro Joaquem Barbosa fosse ouvido sobre o assunto. Após manifestação do ministro, o caso será levado ao plenário do Supremo, sob a relatoria do ministro Gilmar Mendes.

Arábia Saudita prende 113 terroristas ligados à Al Qaeda

A Arábia Saudita anunciou nesta quarta-feira a prisão de 113 militantes ligados à rede terrorista Al Qaeda, incluindo 12 que planejavam ataques a instalações petrolíferas no país, com apoio da rede no Iêmen. As prisões foram feitas ao longo do último mês em vários pontos do país. A maioria dos militantes foram presos na província de Jazan, no sul, próximo à fronteira com o Iêmen. Um porta-voz do Ministério do Interior disse que os presos são 47 sauditas, 51 estrangeiros (a maioria do Iêmen e também da Somália) e outros 15 cujas nacionalidades estão sendo confirmadas. Entre os presos estão 12 terroristas que planejavam atentados suicidas e foram capturados poucos dias antes de cometerem ataques contras instalações petrolíferas na área de El Yobeir, no noroeste da Arábia Saudita. Segundo a mesma fonte, eles também tinham planejado atacar uma universidade recentemente inaugurada na cidade de Yeda. A Arábia Saudita, o maior produtor mundial de petróleo, passou a ser cenário de uma série de ataques de grupos islâmicos radicais vinculados à Al Qaeda, desde maio de 2003.

Fernando Henrique Cardosos critica falta de discussão técnica sobre o pré-sal

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso criticou nesta quarta-feira a falta de discussão sobre o modelo de exploração do pré-sal. Segundo ele, falta discussão porque o governo quer aprovar o marco regulatório muito rapidamente e pela centralização do foco na questão da partilha dos royalties. Qual a sua opinião sobre a distribuição dos royalties do pré-sal? "A única discussão é sobre os royalties de um petróleo que nem existe", reclamou Fernando Henrique Cardoso após dar uma palestra na Escola Superior de Propaganda e Marketing, em São Paulo: "Não há uma discussão substantiva sobre o modelo".

Petrobras afirma que refinarias terão mais paradas programadas em 2010

A Petrobras fará este ano mais paradas programadas do que no ano passado, informou o presidente da companhia, José Sergio Gabrielli, nesta quarta-feira. A principal delas será na maior unidade da empresa, a Replan (Refinaria de Paulínia), em São Paulo. "A grande parada é na Replan, vai parar coque e unidade de tratamento de produtos", informou Gabrielli durante teleconferência com analistas para comentar o resultado no quarto trimestre do ano passado, divulgado na noite da última sexta-feira. Paradas programadas são comuns na indústria de petróleo e geralmente não afetam a produção, com o equilíbrio feito por outras refinarias da companhia. Em 2008, no entanto, uma parada programada em maio na Replan, que processa 365 mil barris por dia, foi apontada pela empresa como motivo da redução da carga processada do primeiro trimestre daquele ano. De acordo com Gabrielli, outras unidades também terão paradas para manutenção, como na Revap (Refinaria Henrique Lages), em São José dos Campos (SP), com capacidade para 251 mil barris diários.

Saída de dólares supera entrada em US$ 2,345 bilhões até o dia 19

O fluxo cambial do País (a diferença entre saídas e entradas de dólares) está em negativo em US$ 2,345 bilhões no mês de março, até o dia 19. Segundo o Banco Central, o resultado também é negativo no acumulado deste ano, em US$ 1,669 bilhões. A conta comercial (exportações e importações) contribuiu com US$ 837 milhões para reduzir o saldo negativo neste mês. A conta financeira, porém, teve US$ 3,181 bilhões de saída até dia 19. Em março do ano passado, considerando o mesmo período (15 dias úteis), o saldo estava negativo em US$ 1,910 bilhão. Incluindo janeiro e fevereiro na conta, as saídas foram maiores que as entradas por US$ 4,086 bilhões.

Para Saab, decisão do Brasil sobre caças será política

O contrato bilionário para o fornecimento de 36 caças à FAB será atribuído por uma decisão política, afirmou o presidente da companhia sueca Saab, que disputa a licitação. "Sempre é uma decisão política, e por isto é muito difícil prever o resultado", declarou Aake Svensson, presidente executivo da Saab, à agência de notícias "TT" em Brasília. Svensson integra a delegação sueca que chegou na terça-feira ao Brasil, encabeçada pelo rei Carl Gustaf 16 e a rainha Silvia, e na qual também está o ministro da Defesa, Sten Tolgfors, além de vários empresários. O avião Gripen da fabricante sueca Saab disputa a licitação dos caças com o F-18 da americana Boeing e o Rafale da francesa Dassault, favorito do governo brasileiro. Svensson destacou que o Gripen ficou em primeiro lugar na avaliação sobre preço e tecnologia, mas lembrou que isso pode não ser suficiente para garantir o negócio.

Cassado, Arruda deve ser solto no início de abril

O governador afastado do Distrito Federal, José Roberto Arruda, não deverá permanecer por mais muito tempo na prisão. O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, disse nesta quarta-feira que ele já poderá ser solto assim que a Polícia Federal ouvir as demais testemunhas que ainda não depuseram sobre o escândalo, o Mensalão do Distrito Federal. Ele calcula que todos os depoimentos podem acontecer em dez dias, se o prazo sugerido foi respeitado. Dessa forma, Arruda poderá ser solto já no início de abril.

Empresário falta a depoimento e CPI decide ouvir primeiro delator de esquema no Distrito Federal

Flagrado em vídeo reclamando do valor de propina cobrada pelo governo do Distrito Federal, o empresário Gilberto Lucena não compareceu ao depoimento que estava marcado para esta quarta-feira na CPI da Corrupção da Câmara Legislativa local. Com a ausência, a CPI decidiu adiar todos os depoimentos de empresários para depois da oitiva de Durval Barbosa, delator do esquema de corrupção, marcada para terça-feira. Os parlamentares agendaram o novo depoimento de Lucena e dos empresários Ricardo Pechis, da Adler, e Maria Bonner, da TBA, para o dia 5 de abril.

Procurador deve prestar esclarecimentos a conselho

O procurador-geral de Justiça do Distrito Federal, Leonardo Bandarra, pode ter de esclarecer ao Conselho Nacional do Ministério Público sobre a suspeita de que estaria envolvido no esquema de arrecadação e pagamento de propina que derrubou o ex-governador preso José Roberto Arruda (sem partido). O conselheiro Bruno Dantas fez uma representação ao Conselho Nacional do Ministerio Público, pedindo que o órgão assuma as investigações das denúncias contra Bandarra que atualmente estão na Corregedoria do Ministério Público do Distrito Federal. Segundo Brunno Dantas, o procurador-geral de Justiça local precisa apresentar sua versão sobre as acusações para evitar novos desdobramentos sobre o caso. Para o conselheiro, é preciso garantir transparência as investigações. "Quatro meses depois das denúncias, Bandarra sequer foi ouvido. É importante que ele apresente sua versão e que ocorra uma investigação aberta. Ele não precisa provar que é inocente, mas queremos garantir uma investigação isenta. Pelos elementos que nós temos, a Corregedoria não tem as melhores condições de fazer essa investigação", disse. Em depoimento ao Ministério Público no final do ano passado, Durval Barbosa, delator do esquema de corrupção, envolve o nome do procurador-geral de Justiça local.

OGX anuncia mais uma descoberta de indícios de petróleo

A OGX, empresa de petróleo do empresário Eike Batista, anunciou nesta quarta-feira mais uma descoberta de hidrocarbonetos, desta vez no poço identificado como 1-OGX-8-RJS, do bloco BM-C-41, localizado na parte sul da Bacia de Campos. Trata-se do terceiro anúncio somente neste mês sobre esse bloco. A empresa não tem revelado estimativas de volume dos poços. Segundo a OGX, o poço OGX-8 está em fase final de perfuração. A meta é atingir uma profundidade de 3.600 metros. O poço, também chamado de "Fuji", está localizado a 82 quilômetros da costa do Rio de Janeiro. As atividades de perfuração começaram no dia 25 de fevereiro de 2010. No último dia 12, a empresa já havia anunciado a presença de hidrocarbonetos na seção aptiana do poço 1-OGX-6-RJS, no bloco BM-C-41, em águas rasas da parte sul da Bacia de Campos.

Petrobras precisa de aporte de até US$ 25 bilhões, diz seu presidente

O presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, afirmou nesta quarta-feira que a companhia precisa de um aporte de algo entre US$ 15 bilhões e US$ 25 bilhões para fazer frente ao plano de investimentos entre 2010 e 2014, que pode chegar a US$ 220 bilhões: "É o valor que precisa entrar no caixa da empresa para manter a atual relação capital versus dívida, e capital versus Ebitda". No final de 2009, o nível de alavancagem da companhia era de 31%, segundo seu balanço financeiro, e a estatal afirma que o máximo a que iria se expor em alavancagem seria chegar a 35%. Segundo ele, este volume de recursos corresponde ao que a companhia estima receber durante o processo de capitalização previsto para ocorrer até o final deste semestre.

Emissões de títulos e juros fazem dívida pública aumentar 2,56% em fevereiro

As emissões de títulos, principalmente papéis prefixados, e o reconhecimento de juros, contribuíram para o aumento da dívida pública em fevereiro. Segundo números divulgados nesta quarta-feira pelo Tesouro Nacional, o estoque da Dívida Pública Federal subiu para R$ 1,494 trilhão no mês passado, com alta de 2,56% em relação a janeiro. O aumento só não foi maior porque a Dívida Pública Externa caiu 4,53% no mês passado. Influenciada pela queda de 3,4% do dólar no último mês, a dívida externa encerrou fevereiro em R$ 97,31 bilhões. A dívida mobiliária (em títulos) interna, no entanto, subiu 3,09%, passando de R$ 1,355 trilhão em janeiro para R$ 1,397 trilhão em fevereiro. De acordo com o Tesouro Nacional, a alta da dívida pública foi provocada pelo fato de o governo federal ter emitido R$ 30,2 bilhões a mais em títulos do que resgatou no mês passado. Além disso, o Tesouro reconheceu o pagamento de juros da dívida no valor de R$ 11,74 bilhões. Em janeiro, a Dívida Pública Federal tinha caído 3,65% por causa do vencimento de títulos prefixados (com os juros definidos no momento da emissão) típico do início de cada trimestre.

Nota técnica do Tesouro defende extinção da Telebrás

Uma nota técnica do Tesouro Nacional defende a extinção da Telebrás e a criação de uma nova empresa pública para exercer as funções da estatal de telecomunicações. A nota preparada por técnicos e encaminhada ao secretário do Tesouro, Arno Augustin, no início de janeiro, argumenta que novas atividades operacionais que venham a ser assumidas pela Telebrás, como a operação do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL), podem ser prejudicadas por alguma decisão judicial desfavorável. O Tesouro também alerta para o custo de manutenção da Telebrás e para a possibilidade de ser necessário um novo aporte financeiro do Tesouro. A preocupação manifestada pelo órgão na nota técnica sempre destaca o custo que o Tesouro terá que assumir, caso a Telebrás venha a ser reativada para gerir o PNBL. Os técnicos lembram que a estatal só representa despesa aos cofres públicos, pois as únicas receitas são das aplicações financeiras da empresa. Eles lembram que a Telebrás tinha um patrimônio negativo de R$ 10,7 milhões em 30 de setembro de 2009, além de um estoque de dívidas judiciais. A nota lembra que o plano de liquidação da empresa não foi concluído por causa de problemas de pessoal na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que incorporou servidores da Telebrás, e por causa de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) protocolada no Supremo Tribunal Federal (STF) questionando a lei 9986/2000, que trata da gestão de recursos humanos pelas agências reguladoras. Por conta de todo este passivo, os técnicos do Tesouro recomendam o fim da empresa e a criação de "uma nova sociedade para exercer as atividades da Telebrás sob forma de empresa pública".

Campanha da petista Dilma Rousseff terá jatinho e mansão alugados pelo PT

O diretório nacional do PT finaliza os detalhes da estrutura que está montando para a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), durante a campanha eleitoral. A ministra receberá do partido salário, casa, escritório, assessores e transporte. De abril até junho, quando a candidatura é oficializada, os custos com Dilma Rousseff devem ser bancados pelo PT. É a segunda vez na vida em que Dilma Rousseff atuará como política profissional, assalariada por partido político. Durante a ditadura militar ela foi mantida por organização terorista. Pela Lei Eleitoral, nesse período a candidatura não pode receber doações, ao contrário do partido. Nesta quarta-feira, um grupo de dirigentes petistas reuniu-se com funcionários da TAM e da Líder Taxi Aéreo. O partido negocia para contratar o aluguel de um jatinho em tempo integral para a ministra. Nesses três meses, Dilma Rousseff fará uma série de viagens pelo País e não usará avião de carreira.

Obama lamenta morte de dissidente e pede fim da repressão em Cuba

O presidente norte-americano, Barack Obama, pediu que o governo de Cuba "respeite os direitos" de sua população e lamentou a morte do dissidente político Orlando Zapata em uma greve de fome, em um comunicado divulgado nesta quarta-feira. Ele também exigiu a libertação de todos os presos políticos e o fim da repressão aos direitos humanos no país. No comunicado, Obama qualificou os últimos acontecimentos em Cuba de "profundamente preocupantes", e disse que, em vez de entrar em uma nova era, as autoridades cubanas continuam a responder às aspirações de seu povo com a "mão dura" do regime comunista. "Uno a minha voz à dos bravos indivíduos em Cuba e ao crescente coro ao redor do mundo no apelo pelo fim da repressão, pela libertação imediata e incondicional de todos os prisioneiros políticos e pelo respeito aos direitos básicos do povo cubano", diz o texto. Obama lembrou ainda que, ao longo do ano passado, seu governo deu passos para inaugurar uma nova era nas relações com o governo de Havana. "Continuo comprometido a apoiar o simples desejo do povo cubano de determinar livremente seu futuro e disfrutar dos direitos e das liberdades que definem o continente americano, e que deveriam ser garantidas para todos os seres humanos", disse Obama no comunicado.

Senado aprova prorrogação de incentivo fiscal para montadoras

O Senado aprovou nesta quarta-feira a medida provisória que prorroga o incentivo fiscal para as montadoras instaladas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. O benefício se extinguiria em dezembro. As emendas apresentadas à medida provisória foram rejeitadas. O benefício concedido em 1999 foi prorrogado e, a partir de janeiro de 2011 até dezembro de 2015, essas empresas poderão apurar o crédito presumido do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) como ressarcimento das suas contribuições à seguridade social (PIS e Cofins). A redução, gradual, é uma medida adequada, segundo o relator da Medida Provisória no Senado, senador César Borges (PR-BA), pois "viabilizará uma transição mais suave para o momento em que cessem todos os incentivos".

Empresa chinesa compra mineradora Itaminas por US$ 1,2 bilhão

A companhia chinesa ECE (Bureau de Exploração e Desenvolvimento Mineral do Leste da China) assinou nesta quarta-feira uma carta de intenções para a compra da Itaminas Comércio de Minérios por US$ 1,2 bilhão. A venda do ativo de minério de ferro do grupo Itaminas, que também atua nos segmentos de ferro gusa e reflorestamento, tem como objetivo principal o pagamento de dívidas no valor de US$ 400 milhões e de terras arrendadas pela companhia, de acordo com Wilson Brumer, presidente da Winbros, empresa contratada para organizar a venda e atrair potenciais compradores. "Somente a partir de agora será detalhado como será feito o pagamento pelo ativo", afirmou Brumer. As negociações entre a Itaminas e a ECE ocorrem há cerca de seis meses, afirmou. Com 51 anos de mercado, a Itaminas produz 3 milhões de toneladas de minério de ferro por ano e possui uma jazida com recursos estimados em 1,3 bilhão de toneladas. É possível, entretanto, que a produção chegue a 25 milhões de toneladas de minério de ferro anuais, por conta do potencial da reserva e de outras condições existentes no local. Os ativos da mineradora estão localizados no município de Sarzedo, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Yeda Crusius lança pedra fundamental do Parque Eólico de Tramandaí

Com investimentos de R$ 350 milhões (100 milhões de euros) da EDP Renováveis, a obra do Parque Eólico de Tramandaí foi lançada nesta quarta-feira na Sociedade Amigos de Tramandaí. A governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), e a presidente da empresa, Ana Maria Fernandes, descerraram a placa da pedra fundamental da obra. O parque terá 35 aerogeradores, com potência de 2MW cada, alcançando a produção de 70MW, o que equivalerá a 2% da demanda média de energia do Rio Grande do Sul. No pico das obras, o empreendimento deverá utilizar mão-de-obra local para a construção das vias de acesso, fundações, torres, subestação e linha de transmissão. Yeda Crusius agradeceu aos empresários portugueses pela confiança no Estado. "Digo com toda a tranqüilidade, esta confiança será retribuída", assinalou ela. O Rio Grande do Sul, ressaltou o presidente do grupo EDP no Brasil, Antônio Pita de Abreu, terá dois dos três maiores parques eólicos do País: Osório e Tramandaí. A unidade deverá entrar em operação em dezembro. Yeda Crusius celebrou o novo empreendimento: "É um ato de preservação da natureza, de geração de energia e desenvolvimento sustentável, a partir de imensa riqueza natural". Destacou as principais ações do seu governo e citou o equilíbrio das contas, o pagamento em dia de fornecedores, a resolução das dívidas com os prefeitos e os investimentos em educação, saúde e segurança pública: "Desenhei um plano de desenvolvimento no qual primeiro pagaríamos as contas atrasadas. Nenhuma obra seria feita antes de terminar as iniciadas". No ato, o prefeito de Tramandaí, Anderson Hoffmeister, chamou a governadora "amiga dos prefeitos".