quinta-feira, 20 de maio de 2010

Senador Mário Couto denuncia bilionário desvio de recursos no governo petista do Pará

O senador Mário Couto (PSDB-PA) denunciou nesta quinta-feira o desvio de mais de R$ 1 bilhão no governo petista do Pará. Baseado em auditoria realizada pela Auditoria-Geral do Estado do Pará, o parlamentar apresentou dados que mostram que, apenas na Secretaria da Educação, o desvio chega a R$ 900 milhões. Ele responsabilizou a governadora petista Ana Julia Carepa pelo “mar de corrupção” e solicitou à Mesa do Senado a criação de uma comissão especial para acompanhar a revelação dos relatórios daquela auditoria. Alguém ouviu aí que o Ministério Público Federal ou a Polícia Federal estejam investigando isto?

Dilma Rousseff foi a Nova York para premiação de Henrique Meirelles

A pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, viajou a Nova York para participar da premiação do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles. Ela deixou o Brasil na noite de quarta-feira, a bordo de um avião da Delta Airlines, e teve como companheira de assento, na primeira classe, a apresentadora de televisão Luciana Gimenez. A conversa entre as duas deve ter sido um espanto....

Ministra nega que Bolsa Família gere acomodação a beneficiários

A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Márcia Lopes, rebateu nesta quinta-feira críticas ao programa Bolsa Família e negou que o benefício gere acomodação ou desestimule a busca por emprego. "Essa idéia de que o Bolsa Família acomoda ou vicia não tem cabimento. Vivemos sob preconceito, e para as famílias pobres sobram rótulos", disse ela. Márcia Lopes argumentou que 77% dos beneficiários do programa trabalham, no mercado formal ou informal, segundo dados do IBGE: "É um indicativo de que as pessoas não se acomodam, o que acontece em muitos casos é a desinformação". Mesmo depois de conseguir um emprego, inclusive com carteira assinada, o beneficiário tem o direito de permanecer no programa por até um ano, até a reavaliação da renda familiar. Se o rendimento ultrapassar o limite mensal de R$ 140,00 per capita, o benefício é cancelado. A conversa da ministra é completamente furada. Ninguém pode ter emprego no País com carteira assinada com salário inferior ao mínimo, que é de R$ 500,00. Portanto, a valer a lorota que ela fala, 77% dos beneficiários deveriam agora estar fora do programa. O caso é o seguinte: passados sete anos de governo petista e de Lula, não há um sinal de que o programa Bolsa Família tenha contribuído para tirar alguém da miséria. Não há um avanço social sequer.

Juiz que liberou presos por excesso de trabalho ganha ajudante em Varginha

Após liberar 40 presos por falta de condição de julgar todos os seus processos, o juiz Oilson Hoffman, da Vara Criminal de Varginha (a 310 quilômetros de Belo Horizonte), ganhou um ajudante. O Tribunal de Justiça de Minas Gerais designou Wagner Aristides Machado como juiz auxiliar. Ele deve assumir nos próximos dias. De acordo com Hoffman, o excesso de trabalho e a falta de infraestrutura da Justiça na cidade o obrigaram a soltar os presos. Os detentos vêm sendo liberados desde janeiro, mas as autoridades judiciárias só se pronunciaram agora. Na última terça-feira, o presidente do Conselho Nacional de Justiça, ministro Cezar Peluzo, enviou um ofício ao presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, desembargador Sérgio Antônio Dias de Resende, pedindo explicações sobre a soltura. O juiz Hoffman afirmou que procura dar preferência aos casos de menor gravidade, mas que, devido ao número excessivo de processos, foi obrigado a soltar presos acusados de delitos sérios. Os presos foram liberados, segundo o Tribunal de Justiça, porque não foi possível julgar seus processos de prisão preventiva no prazo máximo previsto na lei (entre 81 e 120 dias), dependendo da gravidade do crime. Com uma população de 140 mil habitantes, Varginha tem apenas uma vara criminal e 5.400 processos aguardando julgamento na cidade.

Dívida pública cresce 6% e alcança R$ 1,585 trilhão em abril

A dívida pública federal voltou a crescer em abril, passando de R$ 1,495 trilhão para R$ 1,585 trilhão. Em relação a março, o aumento do estoque da dívida foi de 6,02%. O aumento foi sustentado pelas emissões diretas de R$ 74,2 bilhões para a capitalização do BNDES. O total de emissões no mês chegou a R$ 102,93 bilhões enquanto os resgates ficaram em R$ 22,92 bilhões. Com isso, a dívida interna teve seu valor aumentado em 6,61% para R$ 1,492 trilhão. O crescimento foi causado pela emissão líquida de R$ 80 bilhões em títulos e a apropriação positiva de juros no valor de R$ 12,52 bilhões. Já a dívida pública federal externa continuou a tendência de queda em abril. O valor do saldo devedor (R$ 92,16 bilhões) caiu 2,73% em relação ao mês anterior. Além do crescimento da dívida total, o perfil do endividamento também piorou. O custo médio acumulado da dívida pública nos últimos 12 meses aumentou de 9,32% em março para 9,55% no mês passado, enquanto o prazo médio de vencimento dos títulos caiu, de 3,73 anos para 3,57 anos.

PPS quer aprovar plebiscito que obriga reforma política na próxima legislatura

O deputado federal Raul Jugmann (PPS-PE) diz que conseguiu o número assinaturas necessárias para dar urgência ao plebiscito da reforma política. A idéia do deputado é que o Congresso aprove um plebiscito para acontecer durante as eleições deste ano, que decidirá sobre a obrigação de uma reforma política na próxima legislatura. O pedido de urgência, com 280 assinaturas de deputados, será entregue nesta sexta-feira. "Se ficarmos esperando uma iniciativa do Congresso a reforma política não sairá nunca", afirma Jugmann. Este deputado é um santarrão. Realizar plebiscito para reforma política, no Brasil, em pleno governo petista, é pedir para chavizar o País. Quanta ingenuidade!!!

Dissidente cubano aguarda oferta da Igreja Católica para encerrar greve de fome

O jornalista opositor cubano Guillermo Fariñas, em greve de fome há 86 dias para exigir a liberação de presos políticos, disse nesta quinta-feira que espera uma proposta da Igreja Católica para reconsiderar seu protesto. Ele fez sua declaração por telefone, a partir do hospital de Santa Clara, a 280 quilômetros a leste de Havana, onde está internado. Fariñas, de 48 anos, psicólogo e jornalista, iniciou a greve de alimentos e líquidos um dia após a morte do preso político Orlando Zapata. Ele pede a libertação de 26 presos políticos (de um total de 200), mas não descarta reconsiderar sua exigência dependendo do resultado da negociação da Igreja. Fariñas afirmou que recebeu na terça-feira a visita de dois padres, emissários do cardeal Jaime Ortega, que pediram que tivesse "calma", já que há discussões entre as hierarquias máximas do governo e da Igreja sobre a situação dos presos, e afirmaram que voltariam com uma proposta concreta.

Rússia diz que reator nuclear do Irã estará pronto em agosto

A Rússia afirmou nesta quinta-feira que a construção da primeira usina nuclear do Irã está no prazo e deve começar a operar em agosto deste ano. O anúncio vem em meio a pedidos da Chancelaria russa para que o Irã coopere com a Agência Internacional de Energia Atômica para evitar possíveis sanções a seu programa nuclear, apoiadas por Moscou. A usina de fabricação russa Bushehr é um tema de disputa entre o Irã e a comunidade internacional. Irã e Rússia afirmam que a usina visa apenas a geração de energia elétrica, mas críticos dizem que ela é parte dos esforços de Teerã para desenvolver armas nucleares.

Ministro do TSE suspende propaganda partidária do DEM

O corregedor-geral do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Aldir Passarinho, decidiu nesta quinta-feira suspender os direitos de veiculação das inserções de rádio e televisão do DEM em São Paulo, que iriam ao ar nesta quinta-feira e nos dias 22 e 25 de maio. Passarinho entendeu que a inserção do DEM veiculada na última terça-feira faz propaganda eleitoral antecipada em favor do pré-candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra. No programa, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), elogia o atual momento do País, mas diz que o Brasil "pode muito mais", fazendo referência ao, até agora, principal slogan da pré-campanha de Serra. Também diz que contou com o apoio do ex-governador paulista para as obras realizadas no município. O corregedor julgou um pedido do PT, que chegou na quarta-feira ao tribunal.

Diretor nacional de Inteligência dos Estados Unidos anuncia renúncia

O diretor nacional de Inteligência dos Estados Unidos, Dennis Blair, anunciou em um comunicado oficial que deve deixar o cargo nesta sexta-feira. "É com profundo pesar que informo que deixarei o cargo de Diretor Nacional de Inteligência nesta sexta-feira", diz a nota. A informação já havia sido divulgada pouco antes pela rede de TV americana ABC. Segundo a emissora, após semanas de discussão, Blair se reuniu com o presidente americano, Barack Obama, e se ofereceu para deixar o cargo. A saída de Blair ocorre depois de um ataque frustrado contra um avião da United Airlines no dia de Natal do ano passado. Na ocasião, o nigeriano Umar Farouk Abdulmutallab tentou explodir a aeronave, que voava de Amsterdã a Detroit. Na época, ele sofreu críticas de Obama, que disse que o serviço de inteligência tinha informações suficientes para impedir o embarque e interceptar o nigeriano. Abdulmutallab tinha sido colocado em um banco de dados extenso, mas nunca fora incluído em listas mais restritivas que teriam atraído a atenção de agentes de contraterrorismo, apesar dos vários avisos de seu pai à Embaixada dos Estados Unidos na Nigéria, no mês anterior ao ataque, sobre as posições radicais do filho.

Pesquisa Vox Populi aponta Tarso Genro na frente no Rio Grande do Sul

O pré-candidato do PT ao governo do Rio Grande do Sul, o peremptório Tarso Genro, lidera as intenções de voto no Estado. Ele tem 32% das intenções de voto para o pleito de outubro, segundo pesquisa Vox Populi divulgada nesta quinta-feira pela TV Bandeirantes. José Fogaça (PMDB) está em segundo lugar, com 27% dos entrevistados. Como a margem de erro da pesquisa é de 3,7%, o que é um intervalo muito grande, os dois podem estar empatados. A governadora Yeda Crusius (PSDB), mostra que entrou no páreo, ao registrar 10% das intenções de voto. O socialista que já retirou sua candidatura, Beto Albuquerque (PSB), aparece com 7%. Luis Augusto Lara (PTB) e Pedro Ruas (PSOL) têm 1% das intenções de voto cada. Se este nível de preferência dado ao deputado estadual Luis Augusto Lara se confirmar no final de semana, com a pesquisa Datafolha, sua tentativa de sair candidato ao governo do Estado estará absolutamente sepultada. Em um segundo cenário, sem os pré-candidatos Beto Albuquerque e Luis Augusto Lara, o peremptório petista Tarso Genro aparece com 34% das intenções de voto, enquanto José Fogaça tem 29%: Yeda Crusius fica com 10%, e Pedro Ruas registra o mesmo 1%. Mont Serrat (PV), que não pontuou no primeiro cenário, aparece, desta vez, com 1%. A pesquisa entrevistou 700 pessoas e foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral no último dia 10 sob o número 11313/2010.

CNI vai realizar sabatina com os pré-candidatos presidenciais

A Confederação Nacional da Indústria vai sabatinar na próxima terça os pré-candidatos à Presidência, Marina Silva (PV), Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB). O evento contará com uma platéia de lideranças empresariais interessadas em ouvir os planos dos presidenciáveis ao setor. Não vão ouvir nada de novo. Podem esperar....

The Washigton Post revela planos de assassinato e ligação entre as Farc e Hugo Chávez

O jornal norte-americano The Washington Post publicou nesta quinta-feira uma matéria de capa que acusa o ditador venezuelano, Hugo Chávez, de ter vínculos com a organização terrorista e traficante de cocaína Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e o grupo separatista basco ETA. Segundo informações do The Washington Post, há um plano - com o dedo do ditador Chávez - para assassinar o candidato colombiano Antanas Mockus. De acordo com a denúncia, as Farc pediram que o ETA assassinasse alvos colombianos na Espanha, que incluíam o presidente Álvaro Uribe e Antanas Mockus, que foi prefeito de Bogotá e agora é candidato a presidente.

Igreja Católica se reúne com Raúl Castro para mediar relação com dissidentes cubanos

A Igreja Católica cubana está procurando mediar as relações entre a ditadura e a oposição, na tentativa de obter a libertação de presos políticos da ilha. Pela primeira vez desde que assumiu o comando do país, em 2008, o ditador Raúl Castro reuniu-se na quarta-feira com o arcebispo de Havana, cardeal Jaime Ortega, e o líder da Conferência Episcopal, Dionisio García, para "analisar temas de interesse comum, em particular o desenvolvimento favorável das relações entre a igreja e o Estado cubano, bem como a atual situação nacional e internacional". Essa Igreja Católica da Teologia da Libertação só serve mesmo para referendar ditaduras esquerdopatas. "Serão dados passos" com relação aos presos políticos, e Raúl "mostrou disposição em resolver a situação", disse Dionisio García. O encontro ocorre três semanas depois de o arcebispo Jaime Ortega ter obtido do governo a permissão para que o grupo Damas de Branco, de mulheres de presos políticos, voltasse a marchar em Havana, e a um mês da visita do chanceler do Vaticano, monsenhor Dominique Mamberti, à ilha, em 20 de junho. A visita de Mamberti eleva as expectativas quanto a libertações: em 1998, após viagem histórica a Cuba do papa João Paulo 2º, foram soltos 300 presos políticos e comuns.

Lula critica aprovação do fim do fator previdenciário

O presidente Lula criticou nesta quinta-feira a aprovação no Congresso Nacional do fim do fator previdenciário. Na quarta-feira, o Senado Federal aprovou reajuste de 7,7% aos aposentados, além do fim do fator. Em discurso de encerramento da 13ª Marcha dos Prefeitos, Lula sinalizou que deve vetar pelo menos parte da proposta. “Vocês viram agora com a votação do fator previdenciário. Tem gente que acha que ganha votos fazendo isso, quando na verdade se o povo compreender o que significa isso, essas pessoas podem não ganhar o tanto de votos que esperavam”, criticou Lula. Segundo ele, o governo deve agir com “responsabilidade” para evitar danos irreparáveis aos cofres públicos. “Como presidente da República a gente tem que agir com a maior responsabilidade. Se a gente quebrar a prefeitura, o estado ou quebrar o governo, a gente não recupera cedo não”, alertou Lula. Engraçado o Lula, ele acha que presidente tem que agir com responsabilidade. Isso quer dizer que ele podia agir irresponsavelmente quando não era presidente, e quando então foi violentamente contrário à implantação do fator previdenciário, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso. Essa é a ética petista de Lula, a ética de Macunaíma, o herói sem nenhum caráter. Agora, o irresponsável de ontem acha que o aumento do reajuste para os aposentados também é preocupante. A proposta inicial, que foi enviada por meio de medida provisória ao Congresso, era de um reajuste de 6,14%, retroativos a janeiro. O reajuste de 7,7% representa um gasto extra de R$ 1,7 bilhão em relação à proposta original.

Cassio Taniguchi é condenado pelo Supremo

Uma semana depois de condenar um político pela primeira vez, o Supremo Tribunal Federal julgou mais uma ação penal contra parlamentar. Agora, foi a vez do deputado Cassio Taniguchi (DEM-PR) ser considerado culpado por crime de responsabilidade pelos ministros da corte. No entanto, ao declarar o caso prescrito, ele não terá que cumprir os seis meses de prisão a que foi sentenciado por mau uso do dinheiro público. Porém, se o Tribunal Superior Eleitoral considerar que a lei ficha limpa, aprovada na quarta-feira pelo Senado Federal, valerá para as próximas eleições, e se considerar que sua extensão atinge os processos decididos antes da sanção presidencial, Taniguchi ficará inelegível. Taniguchi foi alvo de denúncia feita pelo Ministério Público do Paraná quando era prefeito de Curitiba. Ao ser eleito deputado, em 2006, o inquérito acabou sendo enviado ao Supremo. O Ministério Público Federal acusou o parlamentar de autorizar o pagamento de R$ 4,9 milhões em precatórios de desapropriação de imóveis não incluídos no orçamento da prefeitura. De acordo com a denúncia, a quitação da dívida ainda teria sido feita com dinheiro recebido por meio de convênio com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para investimento em transportes na cidade. O relator da ação penal, ministro Celso de Mello, entendeu que o contrato assinado não foi respeitado por Taniguchi na época. Segundo o ministro, o acordo previa a implantação de um programa de transporte urbano, o que acabou não ocorrendo. "Os autos demonstram que houve desvio de finalidade na execução do empréstimo. Os recursos foram utilizados de maneira imprópria”, afirmou Celso de Mello no plenário. Não compareceram à sessão o presidente do Supremo, Cezar Peluso, e os ministros Gilmar Mendes, Ellen Gracie e Joaquim Barbosa. Os outros seis ministros presentes em plenário concordaram com Celso de Mello. Como se vê, o deputado não foi condenado por roubar dinheiro público, mas por deixar de aplicar em um ponto, para aplicar em outro.

Tucanos querem barrar a irresponsabilidade do Planalto nas dispensas de licitações dos aeroportos

Parlamentares do PSDB criticaram nesta quinta-feira a tentativa do governo federal de autorizar a Infraero para contratar empresas sem licitação com vistas a acelerar as obras em aeroportos das 12 cidades-sede da Copa de 2014. Para isso, o Palácio do Planalto incluiu em uma medida provisória a autorização para que a estatal possa comprar bens e contratar serviços com regras diferenciadas. No Congresso, os tucanos vão atuar para barrar esse dispositivo. O deputado federal Otavio Leite (RJ) já apresentou emenda à Medida Provisória suprimindo a dispensa de licitação. “Essa pressa é a prova cabal da incompetência administrativa do governo”, condenou o deputado tucano, ao lembrar que há mais de dois anos o Brasil foi escolhido sede do torneio. Apesar de todo esse tempo, até hoje não começaram as obras na maioria dos estádios e pouco foi resolvido no que diz respeito à infraestrutura urbana. De acordo com o parlamentar, não é correto o governo querer liberar a Infraero das exigências impostas pela lei: “Essa proposta não resolve o problema. Ela prejudicará mais a sociedade, pois o histórico da Infraero é ruim em relação a gastos, como mostram intervenções do Tribunal de Contas da União”. Ele também espera que a proposta seja derrotada no Congresso. No Senado, Alvaro Dias (PR) foi taxativo: a medida provisória é uma afronta à Lei de Licitações e à Constituição. Um montante de R$ 4,4 bilhões é quanto o governo Lula quer gastar para reformar os aeroportos sem fazer licitação.

OGX vai afretar até agosto segunda FPSO para bacia de Campos

A OGX vai contratar em até três meses a sua segunda plataforma para instalação nos primeiros campos da empresa que entrarão em produção, Waimea e Vesúvio, na bacia de Campos, informou o diretor geral e de exploração e produção da empresa, Paulo Mendonça. Ele disse que o esquema de afretamento será o mesmo da primeira plataforma, com compra ou arrendamento pela OSX, empresa de estaleiros do grupo EBX, do empresário Eike Batista. A capacidade da unidade vai depender da disponibilidade do mercado: "Vamos precisar de 19 plataformas e só temos uma, estamos procurando mais uma, está em fase de avaliação". A previsão da OGX continua sendo começar a produzir no primeiro semestre de 2011 nos campos de Vesúvio e Waimea, nos quais foram encontrados indícios de hidrocarbonetos com uma média de 22 graus API. Esses campos também deverão ser os primeiros declarados comercialmente viáveis pela empresa, o que está previsto para entre o final de 2011 e início de 2012. O diretor voltou a comentar que a falta de leilões no Brasil está levando a empresa para fora do País e que, depois da Colômbia, onde participará em junho de uma licitação de blocos em terra, a tendência da empresa é se voltar para o oeste da África. "Só vamos onde conhecemos bem", afirmou o executivo, referindo-se à parte ocidental da África que já foi unida ao continente brasileiro, tendo por isso uma formação geológica parecida. O objetivo da empresa no entanto é se concentrar no Brasil, e mesmo que a 11ª rodada de licitações de áreas petrolíferas do governo brasileiro, ainda sem data marcada, ofereça apenas blocos em águas rasas ou em terra, a intenção é participar. Depois de perfurar com sucesso as bacias de Campos e Santos, a OGX parte agora para a bacia Pará-Maranhão, região já prospectada pela Petrobras, empresa na qual Mendonça fez carreira. Apesar da Petrobras não ter realizado nenhuma descoberta no local, a OGX aposta na região, uma vez que as características geológicas presentes são similares às da plataforma continental de Gana (oeste da África), onde houve importantes descobertas de petróleo leve nos últimos anos. "Vamos fazer de 2 a 4 poços a partir de dezembro deste ano ou janeiro de 2011", informou. Outra área promissora, na avaliação de Mendonça, são os blocos comprados na bacia do Parnaíba, cuja licença ambiental para perfuração foi recebida na quarta-feira.

OGX vai afretar até agosto segunda FPSO para bacia de Campos

A OGX vai contratar em até três meses a sua segunda plataforma para instalação nos primeiros campos da empresa que entrarão em produção, Waimea e Vesúvio, na bacia de Campos, informou o diretor geral e de exploração e produção da empresa, Paulo Mendonça. Ele disse que o esquema de afretamento será o mesmo da primeira plataforma, com compra ou arrendamento pela OSX, empresa de estaleiros do grupo EBX, do empresário Eike Batista. A capacidade da unidade vai depender da disponibilidade do mercado: "Vamos precisar de 19 plataformas e só temos uma, estamos procurando mais uma, está em fase de avaliação". A previsão da OGX continua sendo começar a produzir no primeiro semestre de 2011 nos campos de Vesúvio e Waimea, nos quais foram encontrados indícios de hidrocarbonetos com uma média de 22 graus API. Esses campos também deverão ser os primeiros declarados comercialmente viáveis pela empresa, o que está previsto para entre o final de 2011 e início de 2012. O diretor voltou a comentar que a falta de leilões no Brasil está levando a empresa para fora do País e que, depois da Colômbia, onde participará em junho de uma licitação de blocos em terra, a tendência da empresa é se voltar para o oeste da África. "Só vamos onde conhecemos bem", afirmou o executivo, referindo-se à parte ocidental da África que já foi unida ao continente brasileiro, tendo por isso uma formação geológica parecida. O objetivo da empresa no entanto é se concentrar no Brasil, e mesmo que a 11ª rodada de licitações de áreas petrolíferas do governo brasileiro, ainda sem data marcada, ofereça apenas blocos em águas rasas ou em terra, a intenção é participar. Depois de perfurar com sucesso as bacias de Campos e Santos, a OGX parte agora para a bacia Pará-Maranhão, região já prospectada pela Petrobras, empresa na qual Mendonça fez carreira. Apesar da Petrobras não ter realizado nenhuma descoberta no local, a OGX aposta na região, uma vez que as características geológicas presentes são similares às da plataforma continental de Gana (oeste da África), onde houve importantes descobertas de petróleo leve nos últimos anos. "Vamos fazer de 2 a 4 poços a partir de dezembro deste ano ou janeiro de 2011", informou. Outra área promissora, na avaliação de Mendonça, são os blocos comprados na bacia do Parnaíba, cuja licença ambiental para perfuração foi recebida na quarta-feira.

França diz que resolução contra o Irã terá 12 dos 15 votos do Conselho de Segurança da ONU

Bernard Kouchner, ministro das Relações Exteriores da França, afirmou nesta quinta-feira que apenas três dos 15 países que compõem o Conselho de Segurança da ONU devem votar contra as sanções ao Irã: Brasil, Turquia e Líbano. Os dois primeiros costuraram o acordo-mandraque com o embusteiro fascista islâmico Mahmoud Ahmdinejad. Já o governo do Líbano é completamente aparelhado pelo movimento terrorista Hezbollah, financiado pelo Irã, que sustenta ainda o terrorismo nos territórios palestinos (Hamas) e no Iraque (grupos xiitas radicais). Se for como diz Kouchner, trata-se de uma vitória notável dos cinco membros permanentes do conselho, Estados Unidos, Rússia, China, França e Grã-Bretanha, especialmente dos Estados Unidos, que propuseram as sanções. Sem contar esses cinco com assento permanente no Conselho e os três que fatalmente votarão contra, restavam sete votos: Nigéria, Bósnia-Herzegóvna, México, Uganda, Gabão, Áustria e Japão. É preciso conquistar ao menos quatro votos no grupo, já que a resolução precisa de, no mínimo, nove votos para ser aprovada. Áustria e Japão eram dados como certos a favor das sanções; o México, como provável, e Uganda, como apenas possível. Gabão e Bósnia-Herzergóvna são países de maioria muçulmana. Na Nigéria, estima-se que metade da população siga o Islã. O país é palco de conflitos sangrentos entre cristãos e muçulmanos. Dado esse quadro, a ser verdade o que diz o chanceler francês, Barack Obama terá conseguido uma notável unidade no conselho. E Lula e o PT, definitivamente, terão colocado o Brasil ao lado do terrorismo internacional.

Quase 80% dos eleitores brasileiros ainda não conversam sobre eleições

Os pré-candidatos José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) estão percorrendo o País em busca da atenção de uma minoria de interessados nas eleições de outubro. A última pesquisa Vox Populi mostrou que, de janeiro para cá, continua estagnada em cerca de 20% a fatia da população que acompanha os desdobramentos da chamada “pré-campanha”. Nada menos que 78% dos entrevistados responderam que, na semana anterior à pesquisa, não conversaram sobre “política, governo, partidos ou eleições”. Os 22% que tocaram nesses assuntos o fizeram, na maior parte dos casos, com amigos e parentes.

OEA ouve testemunhas em processo contra o Brasil

A Corte Interamericana de Direitos Humanos começou a julgar nesta quinta-feira o caso da Guerrilha do Araguaia, sobre crimes cometidos pelo Exército brasileiro no combate ao grupo terrorista do PCdoB, que começou a implantá-lo no final da década de 60, antes mesmo da edição do AI5, quando ainda era possível lutar contra a ditadura militar nos marcos institucionais. Na verdade, o PCdoB queria promover uma guerra revolucionária para implantar a ditadura comunista do proletariado no Brasil. A audiência, que deve durar dois dias, ocorre em San José, capital da Costa Rica. O Estado brasileiro é réu no processo, sob a acusação de não ter investigado violações dos direitos humanos ocorridas naquela época. Na manhã desta quinta-feira, o tribunal, presidido pelo peruano César García Sayán, ouviu testemunhas e peritos indicados por representantes das vítimas. A ação levada ao tribunal pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos diz respeito à detenção arbitrária, tortura, assassinato e desaparecimento de pelo menos 70 pessoas, entre integrantes do PCdoB e camponeses que viviam na região do Araguaia e que haviam sido cooptados para a luta armada. Os desaparecidos foram capturadas pelo Exército em uma operação realizada entre 1972 e 1975 na região sul do Pará, entre os Estados do Maranhão e Tocantins. Depuseram nesta quinta-feira duas testemunhas do Estado brasileiro, o ex-ministro da Justiça, José Gregori, e Sepulveda Pertence, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal. A Comissão Interamericana de Direitos Humanos também fez a sua apresentação. A sentença deste organismo da OEA deve sair em seis meses, e dificilmente tomará uma decisão contrária ao Brasil. No fim de abril, o Supremo Tribunal Federal rejeitou uma ação impetrada pela OAB que pedia a revisão da Lei de Anistia para permitir o julgamento de agentes do Estado acusados de tortura. É esta lei, a da Anistia, na verdade, a verdadeira ré nesta ação promovida na Corte Interamericana de Direitos Humanos.

OEA vai julgar Brasil por crimes da ditadura

Iniciou o julgamento do Brasil em ação movida pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos, e a sessão terá continuidade nesta sexta-feira. O Estado brasileiro apresenta todas as ações que têm sido realizadas para oferecer compensações às vítimas e para resgatar a memória dos fatos relacionados à repressão do regime militar, incluindo aquelas realizadas especificamente na região do Araguaia, onde o PCdoB montou sua tentativa de guerrilha rural para a instalação de uma ditadura comunista do proletariado no País, ainda não década de 60, antes da edição do AI5, quando era possível luta contra a ditadura militar no marco institucional. A ação levada ao tribunal pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos diz respeito à detenção arbitrária, tortura, assassinato e desaparecimento de pelo menos 70 pessoas, entre integrantes do PCdoB e camponeses que viviam na região do Araguaia e que haviam sido cooptados para a luta armada. Os desaparecidos foram capturadas pelo Exército em uma operação realizada entre 1972 e 1975 na região sul do Pará, entre os Estados do Maranhão e Tocantins. Depuseram nesta quinta-feira duas testemunhas do Estado brasileiro, o ex-ministro da Justiça, José Gregori, e Sepulveda Pertence, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal. A Comissão Interamericana de Direitos Humanos também fez a sua apresentação. A sentença deste organismo da OEA deve sair em seis meses. No fim de abril, o Supremo Tribunal Federal rejeitou uma ação impetrada pela OAB que pedia a revisão da Lei de Anistia para permitir o julgamento de agentes do Estado acusados de tortura. É esta lei, a da Anistia, na verdade, a verdadeira ré nesta ação promovida na Corte Interamericana de Direitos Humanos.

Morre Francisco Gros, ex-presidente do Banco Central e da Petrobras

Morreu nesta quinta-feira, aos 67 anos, o economista Francisco Gros. Nascido em 21 de abril de 1943, no Rio de Janeiro, Francisco Roberto André Gros foi presidente do Banco Central em 1987 e novamente entre os anos de 1991 e 1992. Entre 2002 e 2003, o economista presidiu a Petrobras. Entre outros cargos executivos, foi ainda presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da Aracruz Celulose. Gros se formou em economia na Universidade Princeton, nos Estados Unidos, em 1964. Ele começou a carreira nos Estados Unidos, mas voltou ao Brasil em 1975. Em 1977, foi trabalhar na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), onde foi superintendente, superintendente-geral e diretor. Em 1981, voltou à iniciativa privada como diretor-executivo do Unibanco, cargo que exerceu até 1985. De 1985 a 1987, trabalhou no BNDES, onde foi diretor do banco e vice-presidente da BNDESPar. Gros saiu do BNDES para assumir a presidência do BC, em 1987, cargo que exerceu novamente entre 1991 e 1992. Entre os dois mandatos, foi presidente da Aracruz Celulose de 1987 a 1989. De 1993 a 2000, Gros foi diretor-executivo do banco Morgan Stanley Dean Witter. Em 2000, retornou ao BNDES como presidente do banco e também passou a integrar o conselho da Petrobras. Entre 2002 e 2003, foi presidente da Petrobras.

Tecnologia desenvolvida por Kevin Costner pode atenuar vazamento de óleo

O ator Kevin Costner tem uma solução para conter os prejuízos causados pelo vazamento de óleo no Golfo do México. Ele alugará à British Petroleum (BP) máquinas centrífugas com tecnologia desenvolvida por ele e por um grupo de cientistas, que separam o petróleo da água. O próprio ator, ecologista e pescador nas horas vagas, viajou para Nova Orleans para apresentar a invenção e para propor seu uso para salvar o delicado ecossistema e, sobretudo, evitar outro desastre da magnitude do derramamento provocado em março de 1989 pelo petroleiro Exxon Valdez, no Alasca. Foi essa tragédia ecológica que motivou o ator a investir em tecnologia que pudesse atenuar os efeitos de outro acidente similar. O Exxon Valdez derramou 37 mil toneladas de petróleo. Preocupado com o impacto no ecossistema do acidente do petroleiro no Alasca, Costner comprou tecnologia incipiente do governo americano em 1995 e investiu US$ 24 milhões de seu próprio dinheiro para desenvolvê-la para o setor privado. "Kevin viu o derramamento do Exxon Valdez e, como pescador e ecologista, não acreditou que não tivéssemos uma tecnologia separadora do petróleo da água", disse John Houghtaling, advogado e parceiro do ator na empresa Ocean Therapy Solutions, da qual é diretor-geral e que desenvolveu a tecnologia. O irmão do ator, Dan, é um dos cientistas envolvidos no projeto e acompanhou Costner e Houghtaling a Nova Orleans, onde o ator disse estar "triste" por causa do derramamento, provocado pelo afundamento da plataforma Deepwater Horizon, operada pela BP, há exatamente um mês. O diretor-geral de operações da companhia, Doug Suttles, assegurou que a BP autorizou o uso de seis das 32 máquinas da Ocean Therapy Solutions, para testes. Os equipamentos são capazes de purificar 97% da água contaminada e Houghtaling explicou à imprensa que a empresa está trabalhando para desenvolver tecnologia para conseguir separar os 3% restantes. As máquinas, segundo Costner — estão preparadas para serem utilizadas e resolverem problemas.

Rio Grande do Sul tem safra recorde de 24,4 milhões de toneladas de grãos

Com um clima favorável, o Rio Grande do Sul registrou uma colheita recorde de 24,4 milhões de toneladas de grãos na safra 2009/2010, conforme levantamento que a Emater divulgou na tarde desta quinta-feira. O estudo traz os dados finais do órgão para a produção das cinco principais culturas: arroz, feijão, soja, milho e trigo. O resultado é 3,6% superior à estimativa anterior, divulgada em março. Também é 5,2% maior do que a melhor marca da série histórica iniciada em 1990: 23,2 milhões de toneladas no período 2006/2007. Essa foi a quarta safra contínua bem sucedida no Rio Grande do Sul, o que faz da governadora Yeda Crusius (PSDB) a primeira governante gaúcha nessa condição. Não há dúvida de que ela trouxe muita sorte para o campo no Estado.

Serra faz reunião com deputados do PMDB e diz que sempre teve afinidade com bancada gaúcha do partido

O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, participou de uma reunião almoço nesta quinta-feira com a bancada gaúcha do PMDB na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul. Sete dos nove deputados estaduais do partido compareceram. Estiveram ausentes apenas os deputados estaduais Márcio Biolchi e Alexandre Postal, que acompanha o candidato a governador do Estado, José Fogaça, em viagem à Serra. O deputado federal Osmar Terra também esteve presente no encontro. Depois do almoço, José Serra falou sobre a decisão de vir ao Estado, que surpreendeu os tucanos gaúchos, avisados pela imprensa da súbita viagem do candidato: "Foi uma viagem muito apressada, muita gente ficou sabendo pela internet, inclusive eu". Serra disse ainda que sempre teve muita afinidade com o PMDB gaúcho e que recebeu manifestações de simpatia à sua candidatura. Apesar de ter dito que o encontro foi muito "proveitoso", ele não anunciou nenhum apoio formal por parte dos peemedebistas. Aliás, isso nem é necessário, porque há uma coisa que as bases peemedebistas no Rio Grande do Sul não aceitam nem ouvir falar, e que é a hipótese de uma coligação ao apoio a candidatados do PT.

Mercedes desenvolve sistema automático de duto na F-1

A equipe Mercedes tenta inovar e investe na concepção de um novo duto frontal para carros de F-1. Enquanto o sistema das outras escuderias é acionado pelo piloto, o time alemão está desenvolvendo um sistema automático visando não desviar a atenção de quem estiver pilotando. O diretor esportivo da montadora, Norbert Haug, revelou que a equipe ainda está trabalhando no desenvolvimento do sistema: "No momento, continua em fase experimental. Nossa solução é diferente das outras equipes". A Mercedes já utiliza uma versão provisória do duto, que foi originalmente desenvolvido pela McLaren. A única dúvida é até quando o sistema poderá ser utilizado, pois foi banido e não pode ser utilizado na próxima temporada.

STJ afasta desembargador do Tribunal de Justiça de Roraima

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça afastou do cargo o desembargador Mauro José do Nascimento Campello, do Tribunal de Justiça de Roraima. Denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal acusa Campello de crime de concussão. Ele deve ficar afastado por um ano. De acordo com a denúncia, Campello é o principal mentor de uma série de irregularidades detectadas no Tribunal Regional Eleitoral de Roraima, entre 2003 e 2005, quando ele foi presidente da Corte. A investigação do Ministério Público Federal mostrou que, enquanto o desembargador exerceu a presidência do Tribunal Regional de Roraima, os acusados exigiram vantagem indevida de funcionários que tinham cargo em comissão no tribunal. Os funcionários eram obrigados a entregar a Larissa Mendes Campello, sua ex-mulher, a Clementina Mendes, sua sogra, e a Valderlane Maia Martins, ex-servidora, parte de seus salários, sob a ameaça de perderem os seus empregos, caso se recusassem a cumprir a exigência. As três mulheres também responderão processso. Em seu voto, o ministro Teori Zavascki destacou que os fatos narrados na denúncia confirmam o crime de concussão, “não merecendo nenhum reparo”. Pena que o Ministério Público Federal não tenha tido a mesma desenvoltura nos Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Poderiam ter tido essa desenvoltura também nos outros Estados. A prática de tomar uma parte dos salários dos funcionários em cargos em comissão é muito comum. O Conselho Nacional de Justiça sabe disso.

Ministro do TSE julga improcedente nova representação contra Lula

O ministro Henrique Neves, do Tribunal Superior Eleitoral, decidiu pela improcedência de uma representação contra o presidente Lula por propaganda eleitoral antecipada. A suposta propaganda a favor de Dilma Rousseff teria acontecido em uma visita a obras de transposição do Rio São Francisco em Buritizeiro (MG), em outubro de 2009. O ministro não conheceu da representação em relação à Dilma devido à inexistência de provas. Quanto a Lula, Neves disse não ter encontrado "elementos capazes de caracterizar a prática de propaganda antecipada". É..... como se sabe, Lula não faz isso..... O ministro acredita em coelhinho da Páscoa. E quer dizer que aquilo que aconteceu em outubro de 2009, só agora foi a julgamento? Isso é Justiça eleitoral?!!!

Ministro diz que governo Lula vai "flexibilizar licitações" em aeroportos para Copa de 2014

O ministro dos Esportes, Orlando Silva, disse nesta quarta-feira que o governo Lula vai "flexibilizar" as regras para licitações da Infraero como forma de conseguir ampliar os aeroportos dentro dos prazos da Copa-2014. Ou seja, vai instalar a bagunça organizada, a esculhambação das obras de emergência, por decreto, o que assegurará que a roubalheira seja livre. O ministro classificou a situação dos aeroportos como o “gargalo central” para o evento. Segundo Orlando Silva, a idéia é primeiro avaliar os preços e depois a documentação necessária. Assim, de acordo com o ministro, a parte burocrática será concentrada apenas na proposta com o melhor preço. “Levando em conta que aeroporto é o tema mais sensível e deliciado, e o prazo é absolutamente exíguo, entendemos por bem que nesse caso o rito deve ser mais simplificado. Nosso objetivo é ganhar tempo”, disse ele. Esse é o mais velho truque da administração pública brasileira: deixar se esgotar o tempo, para aí partir para as muito desejadas obras de emergência, com dispensa de requisitos da licitação.

Ministério Público gaúcho deve denunciar mais dois suspeitos de envolvimento na morte de Eliseu Santos

O Ministério Público do Rio Grande do Sul deve denunciar mais dois acusados por envolvimento na morte do secretário da Saúde de Porto Alegre, o médico Eliseu Santos. De acordo com a investigação complementar realizada pela Promotoria do Juri, a denúncia está concluída e vai ser remetida nos próximos dias à Justiça. Além dos oito denunciados inicialmente pela morte do secretário, devem ser denunciados também o irmão de Eliseu Pompeu Gomes, Jonatan Pompeu Gomes, que trabalhou na empresa de vigilância Reação, e o presidente do diretório municipal do PTB, José Carlos Brack. Ou seja, com todas as letras, o Ministério Público gaúcho está dizendo que houve um complô do PTB gaúcho, por meio do presidente do Diretório Municipal de Porto Alegre, associando-se com bandidos, para eliminar o secretário da Saúde, que teria divergido da forma como era desviada a propina de sua secretaria. É a chamada tese dificil de engolir, a não ser que se passasse a chamar os partidos gaúchos de organizações mafiosas. Deputados estaduais e federais de todos os partidos deveriam revisar, com urgência, a prática de contemporização que mantêm como o Ministério Público gaúcho, empregando nele suas filhas e filhos. Até senador faz isso. Agora eles estão vendo que não tem essa de ficar de "amiguinho" com o Ministério Público.

Sabatina de pré-candidatos reúne 4500 prefeitos de todo País

Os três candidatos à Presidência da República passaram por uma sabatina na manhã desta quarta-feira. O evento foi organizado pela Confederação Nacional dos Municípios e integra a programação da XIII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. De acordo com a Confederação, cerca de 4500 prefeitos de todo o País estiveram presente durante a sabatina, em que José Serra (PSDB), Marina Silva (PV) e Dilma Roussef (PT) responderam a nove questões sobre pacto federativo, educação e saúde. Houve pontos comuns entre as respostas dos candidatos, como a questão dos royalties do petróleo. Todos buscaram evitar a polêmica, defendendo a distribuição entre todos os municípios, mas sem deixar de dizer que a situação dos principais estados produtores (Rio de Janeiro, Espírito Santo e São Paulo), deve ser levada em consideração. Outro ponto pacífico foi a reforma tributária, citada pelos candidatos como uma solução para a distribuição de recursos entre União, Estados e municípios. Os três se disseram a favor da Emenda Constitucional 29, que vincula 10% das receitas da União a gastos com saúde pública. Uma das questões que abriu mais espaço para críticas ao governo foi a redução do IPI, medida tomada pelo governo federal no ano passado para enfrentar a crise financeira mundial. A decisão impulsionou a economia, mas, de acordo com a Confederação Nacional, os municípios perderam recursos, pois esse imposto é compartilhado com a União.

Justiça mantém abertos dois hospitais da Ulbra em Tramandaí e Canoas

O Tribunal Regional Federal da Quarta Região manteve a concessão de certidão negativa de débitos aos hospitais de Tramandaí e Universitário, em Canoas. A União havia recorrido da decisão. Com a decisão, as instituições poderão continuar recebendo verbas do SUS e manter convênios com as prefeituras. Quanto aos hospitais Luterano e Independência, em Porto Alegre, segue a decisão de não liberar a certidão negativa de débitos, mantendo-os fechados.

Senado aprova uso de pulseira com rastreador em presos de baixa periculosidade

Os senadores aprovaram nesta quarta-feira a lei que vai permitir o uso de pulseira com rastreador eletrônico em presos considerados pouco perigosos. A ideia é utilizar o equipamento em condenados que estão em progressão de regime e durante os chamados saidões de Natal, Dia das Mães e outros feriados. Além disso, segundo o autor do projeto, senador Magno Malta (PR-ES), o rastreador poderá ser usado também em presos que tenham cometido crimes ocasionais, aqueles sem intenção, como o homicídio culposo. De acordo com ele, além de ser melhor para a ressocialização desse tipo de preso, o uso da tecnologia é mais barato que manter o condenado no presídio.

Filho de Carlos Menem é hospitalizado após acidente de carro

Carlos Nair Menem, filho do ex- presidente da Argentina, Carlos Menem, foi hospitalizado nesta quarta-feira após bater o carro que dirigia em Buenos Aires. O jovem, de 27 anos, bateu na parede de um restaurante de fast food no bairro de Núñez, no norte da capital na madrugada. Carlos Nair foi internado no hospital público Pirovano com politraumatismos, lesões na cabeça e uma fratura do fêmur da perna esquerda. Horas depois, ele foi levado à Clínica Suíço Argentino, em Buenos Aires. No dia 22 de maio, o jovem sofreu ferimentos leves ao bater com seu carro na rodovia que separa Buenos Aires da Província homônima, aparentemente após perder o controle do veículo devido a uma mancha de óleo. Ele é filho de Menem (1989-1999) e da ex-deputada Marta Meza, que se suicidou em 2003, e foi reconhecido por seu pai após ter ganho uma ação na Justiça em 2006.

José Alencar volta a defender desenvolvimento de arma nuclear com fins pacíficos

O presidente em exercício, José Alencar, voltou a defender nesta quarta-feira o desenvolvimento de artefatos nucleares como mecanismo de dissuasão. Segundo ele, mesmo as armas nucleares podem ter fins pacíficos. "Alguns países defendem que o próprio artefato nuclear é instrumento de dissuasão", disse José Alencar, quando chegava ao Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, para uma bateria de exames e sessão de quimioterapia: "Eu vejo a energia nuclear para fins pacíficos". É bom não esquecer que ele foi ministro da Defesa, portanto está refletindo o sentimento das áreas militares, que têm todo o apoio do PT, partido que passou a ser defensor da bomba atômica.

Petrobras acha mais indícios de petróleo na bacia de Campos

A Petrobras informou à ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) que descobriu indícios de petróleo no campo de Albacora Leste, na bacia de Campos, o mesmo campo que marcou a autossuficiência brasileira em petróleo em 2006. Em operação desde essa época por meio da plataforma P-50, com capacidade para produzir 180 mil barris diários, o campo de Albacora Leste foi descoberto em 1986 pela Petrobras, operadora do ativo em consórcio com a Repsol-YPF. De acordo com o site da ANP, o poço 6BRSA811DRJS indica que a empresa está buscando reservas mais profundas. "O número 6 na frente do nome do poço quer dizer que é um poço exploratório para jazidas mais profundas", informou a assessoria. A Petrobras deve colocar este ano em operação plataformas para adicionar 480 mil barris à produção da companhia, sendo 80 mil do campo da empresa na parte norte-americana do Golfo do México. Entram em produção este ano, além de Cascade-Chinook (3º trimestre), nos Estados Unidos, os projetos Uruguá-Tambaú (2º trimestre); Cachalote e Baleia Franca (2º trimestre); Teste de Longa Duração Guará (3º trimestre); Mexilhão (3º trimestre); Piloto de Tupi (4º trimestre); e TLD Tupi Nordeste (4º trimestre).

Eletrobras quer fazer usinas eólicas e linhas de transmissão nos Estados Unidos

A Eletrobras quer construir linhas de transmissão e usinas eólicas nos Estados Unidos. A estatal brasileira pretende aproveitar o plano do presidente Barack Obama de ampliar as linhas entre os Estados para concorrer em futuros leilões, disse nesta quarta-feira o superintendente de operações no Exterior, Sinval Gama. Para preparar sua entrada no mercado americano, a companhia avalia a compra de algum ativo de transmissão. Sinval Gama frisou que seria um empreendimento de pequeno porte. "Se houver alguma oportunidade, estamos de olho. Avaliamos todo o país, sem nenhuma pressa", afirmou, depois de participar do 22º Fórum Nacional, no Rio de Janeiro.

Ronaldinho demonstra sua falta de interesse e diz: "Não assistirei à Copa do Mundo"

Fora da lista dos 23 jogadores convocados pelo técnico Dunga para a Copa do Mundo, o meia-atacante Ronaldinho afirmou que não assistirá os jogos do Mundial. "Vou torcer pelo Brasil, mas não vou assistir à Copa do Mundo. Gosto de jogar, não de apenas ver", disse o jogador à Rádio Montecarlo. Ronaldinho, não foi incluído na lista de jogadores convocados para o Mundial, mas está entre os sete suplentes dos 30 nomes divulgados por Dunga. O meia-atacante também não quis comentar sobre seu futuro no Milan. Ele tem contrato com o time milanês até 30 de junho de 2011, mas já admitiu a possibilidade de deixar o Milan. Não é ele que vai deixar o Milan, é o Milan que vai deixar ele. Ronaldinho é o chamado jogador "fim de carreira", daqui para diante só sobrará para ele jogar em algum país árabe ou no bloco asiático. Ele não jogou nada nos últimos quatro anos. Este ano, com a proteção de Leonardo, técnico do clube já demitido, ele deu uma longa exibição do seu novo estilo "véia", encostado na lateral esquerda do campo, dali não saindo para nada.

Ronaldinho demonstra sua falta de interesse e diz: "Não assistirei à Copa do Mundo"

Fora da lista dos 23 jogadores convocados pelo técnico Dunga para a Copa do Mundo, o meia-atacante Ronaldinho afirmou que não assistirá os jogos do Mundial. "Vou torcer pelo Brasil, mas não vou assistir à Copa do Mundo. Gosto de jogar, não de apenas ver", disse o jogador à Rádio Montecarlo. Ronaldinho, não foi incluído na lista de jogadores convocados para o Mundial, mas está entre os sete suplentes dos 30 nomes divulgados por Dunga. O meia-atacante também não quis comentar sobre seu futuro no Milan. Ele tem contrato com o time milanês até 30 de junho de 2011, mas já admitiu a possibilidade de deixar o Milan. Não é ele que vai deixar o Milan, é o Milan que vai deixar ele. Ronaldinho é o chamado jogador "fim de carreira", daqui para diante só sobrará para ele jogar em algum país árabe ou no bloco asiático. Ele não jogou nada nos últimos quatro anos. Este ano, com a proteção de Leonardo, técnico do clube já demitido, ele deu uma longa exibição do seu novo estilo "véia", encostado na lateral esquerda do campo, dali não saindo para nada.

OAB comemora aprovação de "ficha suja" e diz que Parlamento funciona sob pressão

O presidente nacional da OAB, Ophir Cavalcante, comemorou nesta quarta-feira a aprovação pela Comissão de Constituição e Justiça do projeto contra candidatos com "ficha suja" nas eleições. Cavalcante afirmou que o projeto foi construído e votado a partir de uma pressão popular claramente legítima: "O Parlamento deve funcionar sempre assim, sob pressão da sociedade. É importante que o Congresso seja a caixa de ressonância da sociedade e que os parlamentares tenham a satisfação de receber as pressões da sociedade e serem sensíveis a elas". Uma ova, não houve nenhuma mobilização da sociedade, nenhuma passeata, nada. Só o que aconteceu foi o registro do projeto, com um milhão de assinaturas. Colocar a assinatura em uma proposta de projeto de lei é ato absolutamente passivo. Mas, Cavalcante quer mistificar a realidade: "A sociedade deu o seu recado, o Brasil não aguenta mais tanta impunidade e corrupção. A cidadania faz valer a sua vontade, de um Brasil ético, feito por políticos compromissados com as causas republicanas". É só lorota. O projeto aprovado pelo Congresso não vai mudar na vida política, como estão querendo dar a entender políticos em ano eleitoral.

Taffarel será olheiro da seleção brasileira durante a Copa-2010

A CBF anunciou nesta quarta-feira que o ex-goleiro Taffarel, tetracampeão em 1994, e o treinador Marcelo Cabo, serão os observadores técnicos da seleção brasileira na Copa do Mundo-2010. Taffarel disputou os Mundiais de 1990, 1994 e 1998. Nas três edições, ele teve o técnico da seleção brasileira, Dunga, como companheiro. Já Marcelo Cabo exerceu a função de observador na campanha do Brasil na conquista da Copa das Confederações-2009.

Governo da França aprova projeto que proíbe véus islâmicos

O gabinete de governo francês aprovou nesta quarta-feira um projeto de lei que proíbe o uso em público de vestimentas que escondam o rosto, como alguns tipos de véu islâmico. A proposta prevê que as mulheres que escondam o rosto sejam multadas em 150 euros (equivalentes a cerca de R$ 340,00) e que, em alguns casos, tenham que assistir a aulas de cidadania. Se reincidentes, elas poderiam ser condenadas à prisão. Também foi sugerido que seja reconhecido como crime a "incitação a esconder o rosto", para punir pessoas que obrigarem as mulheres a usar a vestimenta. Nesse caso, o condenado ficaria sujeito a um ano de prisão e multa de 15 mil euros (cerca de R$ 33 mil).

Polícia do Senado vai apurar suposta fraude em contratação de gabinete de Efraim

A Polícia do Senado abriu nesta quarta-feira processo de investigação para apurar a acusação de fraude na contratação de funcionárias no gabinete de Efraim Morais (DEM-PB). O senador nega participação na irregularidade e disse que já exonerou as pessoas envolvidas no caso. As irmãs Kelriany e Kelly Nascimento da Silva, que afirmaram à Polícia Civil que são funcionárias fantasmas de Efraim, serão ouvidas nesta quinta-feira no Senado. O corregedor-geral da Casa, Romeu Tuma (PTB-SP), disse que aguardará a investigação da polícia e que só poderá abrir uma outra apuração se for confirmado o envolvimento do senador na suposta fraude.

Lula afirma que negociações com o Irã podem voltar à estaca zero

O presidente Lula afirmou nesta quarta-feira que as negociações com o Irã podem "voltar à estaca zero" caso os membros do Conselho de Segurança da ONU não aceitem discutir com Teerã o programa nuclear do país. "O Irã aceitou se sentar à mesa de negociação. Agora depende do Conselho de Segurança da ONU, porque, se não se sentar para negociar, vai voltar à estaca zero", disse o presidente durante o discurso de encerramento de um seminário sobre economia em Madri, nesta quarta-feira. Lula está agora defendendo ostensivamente nação terrorista. E tenta disfarçar o seu papelão e o da sua diplomacia, que pensaram que poderiam enganar o resto do mundo.

Senado aprova projeto da "ficha suja"

O Senado Federal aprovou nesta quarta-feira o projeto contra político com "ficha suja", que impede a candidatura de condenados por um colegiado da Justiça. O texto, que recebeu voto favorável de todos os 76 senadores presentes, vai à sanção do presidente Lula e pode valer já para as eleições deste ano. Tanto governistas como oposicionistas concordaram que a proposta não é "perfeita" nem "acabada", mas concordaram em votar o texto porque ele "representa um passo importante na moralização da política do País". Se houvesse mudança de mérito no texto, o projeto voltaria à Câmara, o que diminuiria as chances de entrar em vigor neste ano. Como a pauta do Senado está trancada por medidas provisórias, o primeiro-vice-presidente do Senado, Marconi Perillo (PSDB-GO), que ocupa interinamente a presidência da Casa porque José Sarney (PMDB-AP) está nos EUA, abriu uma sessão extraordinária para analisar a matéria, atendendo a uma questão de ordem do PSDB. O plenário aprovou também a inversão da pauta para antecipar a votação da proposta. A senadora Marina Silva (PV-AC), que estava licenciada para se dedicar à sua pré-candidatura à Presidência da República, voltou nesta quarta-feira ao Senado para participar da aprovação do "ficha suja" e do reajuste de 7,72% das aposentadorias de quem ganha acima de uma salário mínimo.

Inquérito acusa de homicídio culposo médico que atendeu mãe do menino Sean

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro recebeu nesta quarta-feira o inquérito em que o obstetra Nadir Farah e outros integrantes de sua equipe médica são acusados de homicídio culposo (sem intenção) pela morte da estilista Bruna Bianchi. A morte de Bruna ampliou a disputa judicial pela guarda de seu primeiro filho, Sean Goldman, cujo pai é o norte-americano David Goldman. Ela havia trazido o filho para o Brasil a passeio, em 2004, com autorização do pai, mas depois avisou David que não retornaria aos Estados Unidos. Bruna morreu durante o parto do segundo filho, em 2008, quando tinha 34 anos e estava casada com o advogado João Paulo Lins e Silva, seu segundo marido. O parto foi realizado por Nadir Farah em um hospital de Botafogo (zona sul do Rio de Janeiro). O promotor Márcio Nobre, da 3ª Promotoria, tem 30 dias para decidir se aceita a acusação. Se aceitar, o inquérito será encaminhado ao Tribunal de Justiça para dar origem a uma ação penal. Relatório da Polícia Civil sobre a morte da estilista aponta que a equipe médica foi negligente. De acordo com o relatório, mesmo ciente da gravidade do estado da paciente após o parto, os profissionais deixaram a estilista sob cuidados da médica Izabel de Araújo Nogueira, de 70 anos, "que sofre de esclerose múltipla em estágio avançado com restrições como locomoção". "Ela não fez nada e não deixou que ninguém fizesse. A doutora Izabel fazia parte da equipe médica do doutor Nadir Farah, que era o médico responsável, e o doutor Nadir não ficou lá. Ele fez o parto, saiu e deixou a doutora Izabel como responsável. Em seguida, a Bruna teve as complicações. Na Justiça vai ser avaliada a responsabilidade dele quanto a isso porque, se a médica tem esclerose múltipla, ela não poderia fazer nenhum tipo de intervenção", disse o advogado da família Bianchi, Bruno Tavares, no fim de abril. Com a morte de Bruna, em 2008, o padrasto de Sean, Lins e Silva, passou a disputar com David Goldman a responsabilidade pela criação do menino. Em dezembro passado, por ordem judicial, o menino foi entregue ao pai, com quem hoje mora nos Estados Unidos.

Bolívia venderá US$ 2,3 bilhões de gás a Brasil e Argentina em 2010

A Bolívia venderá gás natural ao Brasil e a Argentina por um total de US$ 2,3 bilhões em 2010, informou nesta quarta-feira um executivo da empresa estatal de petróleo boliviana YPFB. "Com uma base conservadora de aumento, acredito que vamos ter pelo menos US$ 2,3 bilhões, um aumento de 15%", disse o executivo da YPFB, Cyro Camacho, referindo-se ao fornecimento de energia aos dois países vizinhos. No ano passado, as vendas de gás boliviano ao Brasil e à Argentina atingiram US$ 2 bilhões, 22 milhões de metros cúbicos diários ao primeiro e entre 3 e 4 milhões de metros cúbicos diários ao segundo, de acordo com um funcionário boliviano.

Polícia Federal apreende 460 diamantes extraídos ilegalmente em Rondônia

A Polícia Federal divulgou nesta quarta-feira ter realizado a segunda maior apreensão de diamantes extraídos ilegalmente da reserva indígena Roosevelt, em Rondônia, desde 2004. De acordo com a Polícia Federal, no dia 14 foram apreendidas 460 pedras, equivalente a 258 quilates. Por meio de uma denúncia anônima, a Polícia Federal foi informada de que dois homens em um Gol preto estavam negociando os diamantes em Cacoal (a 478 quilômetros de Porto Velho). O carro foi localizado no centro da cidade, e Paulo Ferreira Borges e Ubiratânio Lopes Mendonça foram presos. Eles disseram aos policiais que haviam comprado as pedras em Espigão D'Oeste (a 531 quilômetros de Porto Velho), e que elas haviam sido obtidas no garimpo Lajes, dentro da reserva indígena. De acordo com a Polícia Federal, elas estavam sendo negociadas por cerca de R$ 300 mil.