quarta-feira, 9 de junho de 2010

Lula diz que fará qualquer coisa para conter inflação

O presidente Lula assegurou nesta quarta-feira que o crescimento recorde da economia no primeiro trimestre do ano tem que ser comemorado, mas com cuidado, para evitar que gere problemas, como um possível aumento da inflação. Lula disse que está disposto a fazer "qualquer coisa" para impedir o retorno da inflação ao Brasil e evitar que uma alta dos preços possa estragar o "momento excepcional" vivido pela economia brasileira. O presidente admitiu inclusive que, para evitar a inflação, poderia adotar medidas impopulares, em plena época de campanha para as eleições presidenciais de outubro. "Não permitirei que o processo eleitoral prejudique o que está ocorrendo no Brasil. Vamos manter a estabilidade econômica. Estou disposto a controlar a inflação, farei qualquer coisa para que a inflação não volte", disse ele.

Lula diz que fará qualquer coisa para conter inflação

O presidente Lula assegurou nesta quarta-feira que o crescimento recorde da economia no primeiro trimestre do ano tem que ser comemorado, mas com cuidado, para evitar que gere problemas, como um possível aumento da inflação. Lula disse que está disposto a fazer "qualquer coisa" para impedir o retorno da inflação ao Brasil e evitar que uma alta dos preços possa estragar o "momento excepcional" vivido pela economia brasileira. O presidente admitiu inclusive que, para evitar a inflação, poderia adotar medidas impopulares, em plena época de campanha para as eleições presidenciais de outubro. "Não permitirei que o processo eleitoral prejudique o que está ocorrendo no Brasil. Vamos manter a estabilidade econômica. Estou disposto a controlar a inflação, farei qualquer coisa para que a inflação não volte", disse ele.

Procuradoria recomenda multa ao PT por uso eleitoral de propaganda partidária

Parecer do Ministério Público Eleitoral recomendou a aplicação de multa ao PT por uso de propaganda partidária para fins eleitorais. Duas representações do PSDB reclamam no Tribunal Superior Eleitoral que o PT usou as inserções partidárias, exibidas nos dias 6 e 8 de maio, para promover a pré-candidata à Presidência, Dilma Rousseff. Na representação contra a propaganda exibida no dia 6 de maio, a vice-procuradora-geral Eleitoral, Sandra Cureau, afirma que, apesar de não haver pedido explicito de votos, a mensagem é de cunho eleitoral. Segundo o PSDB, a propaganda promove de modo claro Dilma como a pessoa mais apta para dar continuidade ao governo Lula. "Não cabe, em espaço gratuito dessa natureza, a divulgação de propaganda eleitoral de candidato a cargo eletivo", diz a vice-procuradora. Na segunda representação, Sandra Cureau afirma que também houve um desvio de finalidade nas inserções exibidas no dia 8 de maio.

Estados Unidos dão 72 horas para BP apresentar plano de contenção de vazamento

O governo americano deu à BP (British Petroleum) um prazo de 72 horas para apresentar um plano detalhado com medidas para acabar com o vazamento de petróleo no Golfo do México, informou nesta quarta o Departamento de Segurança Nacional. O contra-almirante James Watson, da Guarda Costeira, enviou na terça-feira ao diretor-geral de operações da BP nos Estados Unidos, Doug Suttles, com o ultimato. "A BP deve apresentar os planos dos processos paralelos, contínuos e alternativos de contenção, incluindo um calendário de aplicação no prazo de 72 horas depois do recebimento desta carta", disse Watson, membro da equipe de coordenação dos trabalhos de contenção do derramamento. Watson disse que depois das fracassadas tentativas para tapar o poço, a empresa deve continuar com outros planos para cessar o fluxo de petróleo no mar.

Mesa do Senado tenta aprovar projeto sigiloso de reajuste de R$ 170 milhões

A Mesa Diretora do Senado aprovou nesta quarta-feira um plano "secreto" de reajuste de cargos e salários com impacto de R$ 170 milhões na folha de pagamento da Casa neste ano. O projeto foi mantido em segredo dos próprios integrantes do colegiado até a hora da reunião. A votação foi frustrada inicialmente pelo pedido de adiamento da segunda-vice-presidente da Mesa, senadora Serys Slhessarenko (PT-MT). Mas outros senadores assinaram a aprovação do plano após a reunião. "Eu assinei e outros senadores assinaram", afirmou o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). O primeiro-vice-presidente da Mesa, senador Marconi Perillo (PSDB-GO), afirmou que deixou a reunião sem votar, mas foi procurado para assinar a aprovação: "Ainda vou analisar o projeto. Eu fui a favor do reajuste na Câmara. Precisamos ver se o que está sendo proposto aqui é compatível com os recursos que temos disponíveis". O primeiro-secretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI), que articulou o plano, não quis divulgar o documento nem falar sobre o assunto.

Tribunal de Contas gaúcho descobre 96 marajás

O Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul descobriu o óbvio ululante, a existência de marajás no serviço público gaúcho. E não são dois ou três, são 96 marajás, funcionários que recebem mensalmente além do teto constitucional. E mais: desses 96 marajá, 66 deles estão dentro do próprio Tribunal de Contas do Estado. Isso prova também que o Tribunal de Contas é uma inutilidade, porque não não é capaz de auditar sequer as suas próprias contas, mantendo 66 marajás em sua folha de pagamentos. O maior de todos os marajás do Tribunal de Congtas ganha mais de R$ 38 mil mensais. Isso é o de menos, porque esse marajá de sobrenome literário ainda recebe polpudissima CC (cargo em comissão). E desfruta de uma grande quantidade de vantagens, com diárias suculentas. Afinal de contas, para que servem auditores no Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul? É uma inutilidade cara paga pela sociedade gaúcha. Esses 96 marajás gaúchos ganham mais do que um minisgtro do Supremo Tribunal Federal.

Agência da campanha de Tarso Genro assina nova campanha do governo petista de Lula

A Competence, de Porto Alegre, uma das três maiores agências de publicidade do Rio Grande do Sul, assina a nova campanha do ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, sob cujas ordens funciona o Bolsa Família. A campanha divulga os programas da Rede de Proteção e Promoção Social para a população de baixa renda. Um dos objetivos da campanha é divulgar os Centros de Referência de Assistência Social e o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. Sob estes guarda-chuvas funcionam as operações de compra de alimentos da agricultura familiar, os restaurantes populares, as cozinhas comunitárias e as feiras populares. A campanha terá dois filmes de 30 segundos, dois spots de rádio e anúncios em revistas segmentadas. Esta conta do governo do PT é nacional. O dono da agência Competence é o publicitário gaúcho João Satt. Videversus divulgou ao vivo, no ato, o momento em que o peremptório Tarso Genro firmava seus entendimentos com o publicitário João Satte, no dia 19 de abril, por volta das 18 horas, em seu milionário apartamento no sofisticado bairro Moinhos de Vento, em Porto Alegre. O publicitário João Satte é o campeão do liberalismo gaúcho, o expoente número um da filosofia dos "vencedores". Fracassado (pobre) para ele não existe. Esse é o homem que cuida da campanha petista do peremptório Tarso Genro, o homem que detém agora poderosas contas publicitárias do governo petista bolivariano federal.

GM aumentará produção de veículos em 65% na fábrica de Gravataí

Com a presença da governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), e do presidente da GM do Brasil e Mercosul, Jaime Ardila, a General Motors anunciou nesta quarta-feira as obras de ampliação do complexo industrial de Gravataí. A empresa confirmou investimento de R$ 1,4 bilhão, o que aumentará a capacidade de produção da fábrica de 230 para 380 mil veículos por ano. Hoje a produção é de 900 carros por dia, no limite da capacidade instalada. Os carros chefe continuam sendo o Celta e o Prisma, mas a GM pretende produzir dois novos modelos até o segundo semestre de 2012, data de conclusão das obras. As obras iniciadas nesta quarta-feira amploiarão a área útil da fábrica em mais 74 mil metros quadrados, e gerarão mil empregos diretos, além dos seis mil postos atuais.

Conselho de Segurança da ONU aprova novas sanções contra Irã

Apesar de Brasil e Turquia votarem contra a resolução que impõe novas sanções ao Irã, o documento foi aprovado pelo Conselho de Segurança da ONU, em Nova York, com 12 votos a favor. Na abertura da sessão, a embaixadora brasileira da ONU, Maria Luiza Viotti, fazendo um papel ridículo, afirmou que, "na nossa visão" ( a visão dos bolivarianos do governo Lula), a resolução "atrasará, em vez de acelerar, uma solução para a questão". Incrivelmente, até o Líbano se absteve de votar e não acompanhou o irresponsável e criminoso voto ordenado pelo governo bolivariano de Lula. Amorim é o moderno Chamberlain, fazendo papel de traidor, submetendo-se, como aquele, aos caprichos de nazistas e fascistas. Os outros 12 países do Conselho de Segurança foram favoráveis, aprovando a quarta rodada de sanções contra o Irã desde 2006. A embaixadora americana, Susan Rice, afirmou: "O Brasil e a Turquia trabalharam duro, o que reflete as boas intenções de seus líderes. No entanto, o acordo alcançado com o Irã no dia 17 de maio, na tentativa de evitar as sanções, não responde às questões fundamentais que geram desconfiança nos americanos, o que fez com que a resolução fosse necessária. Estamos nesse ponto porque o governo do Irã escolheu violar as regras da agência nuclear. Não suspendeu o enriquecimento de urânio e outras atividades nucleares".

Petista bolivariano Amorim critica Conselho de Segurança da ONU por sanções ao Irã

O chanceler brasileiro, o petista bolivariano Celso Amorim, lamentou nesta quarta-feira o pacote de sanções conta o Irã aprovado pelo Conselho de Segurança da ONU e disse que esperava uma reação mais positiva dos países que votaram a favor das medidas. O Brasil foi miseravelmente conduzido a uma situação de isolamento total, ao lado apenas da Turquia, por causa dessa irresponsável e criminosa política externa conduzida por esse bolivariano tupiniquim Celso Amorim. Disse ele: "Uns votaram por convicção, outros porque teriam alguma vantagem com isso". O chanceler macunaímico Celso Amorim alfinetou também a AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica) pela demora de envio de resposta à carta enviada pelo governo iraniano, que se comprometia a seguir o acordo assinado entre Irã, Brasil e Turquia. Nunca, em toda a sua história, o Brasil teve um chanceler tão irresponsável como o atual. Mas, ele é apenas um títere de Lula, faz exclusivamente o que Lula e o clone de chanceler Marco Aurélio "Top Top" Garcia ordenam que faça.

Após novas sanções, Irã diz que não suspenderá enriquecimento de urânio

O governo fascista islâmico do Irã não irá suspender as atividades de enriquecimento de urânio após o Conselho de Segurança da ONU, em Nova York ter aprovado a adoção de novas sanções contra o país. "Nada vai mudar. A República Islâmica do Irã vai manter suas atividades de enriquecimento de urânio", disse Ali Asghar Soltanieh, enviado do Irã na AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica), com sede em Viena, logo depois da aprovação da medida na ONU, em Nova York. Anteriormente, o Irã já havia rejeitado a aprovação do pacote de sanções, dizendo que a medida é "errada" e deve piorar a crise, de acordo com a rede de TV iraniana Al Alam. "A resolução foi uma medida errada, não é um passo construtivo para resolver a questão nuclear. Isso tornará a situação mais complicada", disse o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores, Ramin Mehmanparast, logo após a aprovação.

Irã deve ficar cada vez mais isolado da comunidade internacional, diz Obama

Após o resultado da votação dos 15 membros do Conselho de Segurança da ONU que aprovou por 12 votos a favor uma quarta rodada de sanções contra o Irã, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou que a república fascista islâmica deve ficar mais cada vez mais isolada enquanto a ditadura iraniana "seguir ignorando" as regras internacionais do Tratado de Não Proliferação. Em pronunciamento em Washington, o presidente americano deixou claro que a aprovação do novo pacote de sanções, defendido e impulsionado em grande parte pelos Estados Unidos, "não fecha a porta da diplomacia" entre o Ocidente e Teerã, mas demonstra que toda "ação tem consequências", e nesta quarta-feira o governo do Irã "sofre as consequências" de suas atitudes. Os EUA consideram que o Irã coloca em risco a segurança regional do Oriente Médio, criando tensões com seus vizinhos, declarando ameaças (numa clara referência a Israel), "patrocinando grupos terroristas", e dando prosseguimento ao seu polêmico programa nuclear.

Israel afirma que "sanções contra Irã são passo importante numa boa direção"

Israel considera que as novas sanções votadas nesta quarta-feira pelo Conselho de Segurança da ONU contra o Irã e seu programa nuclear representam "um passo importante numa boa direção", afirmou o vice-primeiro-ministro israelense Sylvan Shalom. Mas, segundo Shalom, "elas não bastam, pelo que é preciso contemplar rapidamente outras medidas contra o Irã se o país não renunciar a seus projetos nucleares". O ministério das Relações Exteriores israelense publicou um comunicado no qual afirma que Israel estima que a "decisão do Conselho é importante e outorga mais peso às exigências da comunidade internacional no que diz respeito ao Irã". Apesar de ter negado reiteradas vezes, o Irã trabalha para produzir uma bomba atômica. No dia 26 de maio, o primeiro-ministro israelense, Binyamin Netanyahu, qualificou de "impostura" o recente acordo nuclear assinado por Irã, Brasil e Turquia. "O objetivo desta impostura é evitar ao Irã sanções internacionais", disse Netanyahu.

Israel critica exclusão de israelenses de Parada Gay em Madri

Israel denunciou que a participação da representação israelense na Parada do Orgulho Gay de Madri foi cancelada pelos organizadores por "motivos de segurança" e provocou fortes críticas oficiais. A primeira participação israelense nos eventos da Parada do Orgulho Gay em Madri incluía um ônibus no desfile, e a realização de festas ao estilo "Tel Aviv", com cantores e DJs israelenses. Não há dúvida, esse foi mais um ato antisemita e também profundamente discriminador, por ironia produzido por um festa que justamente combate o preconceito.

PT e PMDB minimizam divergências entre programas de governo

PT e PMDB minimizaram nesta quarta-feira as divergências entre os programas de governo elaborados pelos dois partidos e prometeram trabalhar na fusão dos textos para a formatação final do material que será apresentado durante a campanha. O programa do PMDB foi entregue nesta quarta-feira pelo presidente do partido e indicado a vice pela legenda para a chapa governista, deputado federal Michel Temer, à pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff. Segundo Temer, a proposta é o início de uma discussão para a consolidação de "uma aliança político-eleitoral programática", que será oficializada após a convenção dos partidos que confirmarão a chapa governista. "Apresentado o nosso programa, e naturalmente dos demais partidos aliados, tentaríamos fazer uma fusão dos temas. A aliança político-eleitoral programática estará fundada em tópicos programáticos para o País. Haverá fusão de idéias que representem um mínimo de consenso dos diversos partidos", disse ele. Michel Temer pensa que ainda engana alguém neste País.

Senado derruba ponto polêmico de projeto que altera Lei Pelé

Um dos pontos mais polêmicos do projeto que altera a Lei Pelé, a redução do limite do direito de imagem de eventos esportivos, foi derrubada nesta quarta-feira pelo Senado Federal. A proposta aprovada na Câmara dos Deputados previa o limite de imagem de 3% do tempo do evento, limitado a 90 segundos. Pressionado por emissoras de TV que não compram direito de transmissão de jogos, o governo segurou a votação no Senado por três semanas, até conseguir um acordo com a oposição para retirar o limite de 90 segundos. A restrição, por outro lado, interessava à TV Globo, que, como detentora dos direitos de transmissão de vários campeonatos, queria limitar o acesso de outras emissoras às imagens. O relator do projeto, senador Álvaro Dias (PSDB-PR), era a favor da restrição maior porque é "assim em vários países e é o mais justo". Com a alteração, qualquer veículo continuará a ter direito a até 162 segundos (2,7 minutos) de uma partida de futebol, por exemplo. 'O que acontece é que quem não tem direito de transmissão pega vários trechos de jogos no final de semana e faz um programa de uma hora sem pagar nenhum tostão', afirmou Álvaro Dias.O projeto reforça o chamado "mecanismo de solidariedade", pelo qual sempre que houver transferência nacional de atleta profissional, até 5% do valor pago pela nova entidade será distribuído entre os clubes de práticas desportivas que contribuíram para a formação do atleta. Como sofreu alteração no Senado, a proposta volta à Câmara.

AGU diz que Lula está absorvendo regras mais rígidas do TSE para evitar novas multas

As cinco multas aplicadas ao presidente Lula por propaganda eleitoral antecipada são fruto de uma mudança de orientação do Tribunal Superior Eleitoral, afirmou nesta quarta-feira o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams: "Houve uma mudança por parte do tribunal em relação ao comportamento dos agentes de governo. O presidente Lula está absorvendo isso para evitar novas condenações". Segundo Adams, o Tribnunal Superior Eleitoral "não errou" ao penalizar Lula, acusado de fazer campanha para a pré-candidata do PT, Dilma Rousseff. Mas afirmou que o presidente não usou todo o ato público para fazer propaganda eleitoral, "pegaram uma frase de um discurso de uma hora". Em dois casos, disse, foram eventos não governamentais. Mudança de interpretação é uma ova..... A lei é clara, Lula é que sempre quis burlar a lei, porque se considera acima da lei.

Morre a célebre bailarina russa Marina Semenova, com 102 anos

Uma figura lendária da dança clássica da época soviética, a bailarina russa Marina Semenova, morreu em sua casa de Moscou, aos 102 anos, anunciou nesta quarta-feira o diretor do Teatro Bolshoi, Anatoli Iksanov. "O Bolshoi chora a morte de Marina Semenova como todos os representantes do balé russo", declarou Iksanov. "Foi protagonista das melhores páginas do Bolshoi, onde brilhou como primeira bailarina", acrescentou Iksanov. Nascida em 1908, Marina Semenova começou a carreira no teatro Kirov, de São Petersburgo e, em 1930, passou a fazer parte do Bolshoi, onde permaneceu até 1952. No final da carreira, Semenova dedicou-se ao ensino e, em 1975, recebeu o título de "artista popular da União Soviética". Em 2008, o Bolshoi comemorou em seu palco os cem anos da lendária bailarina.

Presidente do TRE do Mato Grosso pede afastamento após denúncia de venda de sentenças

Investigados pela Polícia Federal por suspeita de envolvimento em um suposto esquema de venda de sentenças no Judiciário de Mato Grosso, o desembargador Evandro Stábile, presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Mato Grosso, e o juiz eleitoral Eduardo Jacob, pediram afastamento de seus cargos. Os requerimentos foram aprovados por unanimidade em reunião realizada na terça-feira no tribunal. O inquérito, que é conduzido pelo Superior Tribunal de Justiça, aponta para a existência de uma rede de lobistas, advogados e magistrados que, conforme a Polícia Federal, atuava para direcionar a concessão de decisões judiciais. Os nomes dos dois magistrados são mencionados em interceptações de diálogos entre integrantes do esquema. Stábile já havia protocolado um pedido de férias na semana passada e não compareceu ao tribunal.

Pesquisa mostra que apenas 11% dos brasileiros dizem confiar nos políticos

Uma pesquisa da empresa GfK mostra que o índice de confiança dos brasileiros nos políticos continua baixa. Em 2010, 11% dos entrevistados disseram confiar na categoria, em comparação a 16% em 2009. A média global caiu para 14% neste ano depois de estar em 18% no ano passado. A pesquisa mediu o nível de confiança da população em profissões e organizações no Brasil, em alguns países da Europa, nos Estados Unidos, na Colômbia e na Índia. Foram ouvidas, entre os dias 6 e 29 de março, 18,8 mil pessoas, sendo mil no Brasil. O maior índice de confiança nos políticos está na Índia, onde 29% dos entrevistados disseram confiar na classe.

Lula adia decisão de demitir cúpula dos Correios para garantir PMDB na aliança

O medo de prejudicar a aliança com o PMDB e a campanha da petista Dilma Rousseff fez o presidente Lula adiar a decisão de demitir o presidente dos Correios, Carlos Henrique Custódio, e parte da diretoria da estatal apadrinhada por peemedebistas de Minas Gerais e do Rio de Janeiro. Custódio é protegido do senador Hélio Costa (PMDB), ex-ministro das Comunicações e candidato da base aliada ao governo de Minas Gerais, e do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR). Assim como Custódio, foram bancados pelo PMDB, agora do Rio de Janeiro e de Minas Gerais, os diretores Marco Antonio Marques de Oliveira (Operações), Décio Braga de Oliveira (Econômico-Financeira) e Pedro Magalhães Bifano (Gestão de Pessoas). Como o PMDB indicará o vice na chapa de Dilma, Lula avalia se vale a pena arrumar uma confusão com o partido neste momento, especialmente com Costa. O ex-ministro conseguiu a duras penas o apoio da cúpula do PT à sua candidatura ao governo de Minas Gerais, mas ainda não tem a certeza de que o partido local vai engajar-se em sua campanha. Na Presidência, a informação é de que a briga dos quatro apadrinhados do PMDB com outros três diretores, defendidos pelo PT, está inviabilizando os Correios do ponto de vista de gerência e confiabilidade. Foram identificados problemas até na entrega de correspondência pelo Sedex. Os três diretores defendidos pelo PT são Roberto dos Santos Souza (Administração), Ronaldo Takahashi de Araújo (Comercial) e José Osvaldo Fontoura de Carvalho (Tecnologia).

Pfizer corta preço do Viagra pela metade para enfrentar genéricos

Na tentativa de driblar a concorrência dos medicamentos genéricos e similares contra a disfunção erétil, a Pfizer anunciou nesta terça-feira uma redução de 50% no preço do Viagra. Cada comprimido, que custava em média R$ 30,00 agora será vendido por R$ 15,00 e já vale a partir desta quarta-feira. O laboratório chegou a divulgar que o novo preço seria mais baixo que o da versão genérica. Mas a medida, na verdade, fará com que os valores dos novos medicamentos também sejam reduzidos. A Agência Nacional de Saúde (ANS) determina que a versão genérica de qualquer um desses produtos seja pelo menos 35% mais barata que o medicamento de referência. "Isso não vai impedir que os genéricos sejam fabricados", diz Odnir Finotti, vice-presidente da Pró Genéricos. "Se esse for mesmo o preço praticado, vai haver um ajuste de todos os lados". Com o Viagra mais barato, os primeiros genéricos devem chegar às farmácias até o fim do mês com um preço 67% inferior ao que é encontrado hoje. A estratégia da Pfizer de vender o Viagra a preços mais baixos foi anunciada um mês depois da decisão do Superior Tribunal de Justiça que impôs o fim da patente do medicamento para o dia 20 de junho. A determinação judicial permite a produção de novas drogas para o tratamento de disfunção erétil, com base no mesmo princípio ativo das conhecidas pílulas azuis. O laboratório alega que a patente deveria vigorar até junho do próximo ano. A empresa pretende compensar a perda da margem de lucro com um incremento nas vendas. Nos últimos 12 meses, o laboratório faturou R$ 180 milhões com o Viagra no País. Para perder menos receita, a empresa faz planos de triplicar as vendas em três anos. Desde a determinação do Superior Tribunal de Justiça, cinco laboratórios já entraram com pedidos de registro para medicamentos genéricos e similares ao Viagra. A EMS, maior fabricante nacional, foi a primeira a conseguir. A produção começa no dia seguinte ao fim da patente e os medicamentos devem chegar às farmácias uma semana depois. "Independentemente do preço, vamos estar sempre 35% abaixo do preço deles", diz o vice-presidente de mercado do laboratório, Waldir Eschberger Júnior. Em 2009, a Pfizer vendeu 7 milhões de comprimidos no Brasil, seu terceiro maior mercado no mundo, atrás de Estados Unidos e Inglaterra. O laboratório calcula vender o produto para cerca de 1,5 milhão de brasileiros, de um universo de 25 milhões que apresentam algum tipo de disfunção erétil. A Pfizer já faturou R$ 1,8 bilhão com o Viagra desde que o medicamento foi lançado no Brasil, em 1998. A pílula contra disfunção erétil foi líder de vendas por cinco anos, até que a Eli Lilly surgiu com o Cialis. A Bayer desenvolveu o Levitra e a brasileira Cristália, o Helleva. As vendas de Viagra representam 8% do faturamento da Pfizer no Brasil, que gira em torno de R$ 3,3 bilhões. O produto é o terceiro mais vendido pelo laboratório, atrás do Lipitor (contra colesterol alto) e do Enbrel (contra artrite reumatoide).

Conselho da ONU define lista negra e vota sanções ao Irã nesta quarta-feira

Após meses de duras negociações, as potências do Conselho de Segurança da ONU disseram nesta terça-feira estarem próximas de votar uma resolução para impor uma quarta rodada de sanções ao Irã por seu programa nuclear. O embaixador mexicano na ONU, Claude Heller, atual presidente do Conselho de 15 nações, disse que a reunião será às 11 horas de quarta-feira (horário de Brasília), após um acordo sobre a lista dos alvos das sanções. Em Quito, no Equador, a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, afirmou nesta terça-feira que as sanções são as "mais significativas que o Irã já enfrentou". A ditadura fascista islâmica do Irã insiste no caráter pacífico do seu programa nuclear, a despeito das suspeitas ocidentais em contrário. O país já desafiou cinco resoluções do Conselho de Segurança exigindo que paralise suas atividades de enriquecimento de urânio, processo que pode gerar combustível para reatores civis ou para armas nucleares. Diplomatas ocidentais esperam que 12 membros do Conselho, incluindo todos os cinco com poder de veto, votem pela resolução. Brasil, Turquia e Líbano, os países que dão suporte a terroristas, devem ser contrários às sanções. O esboço da resolução foi resultado de meses de conversas entre Estados Unidos, Reino Unido, França, Alemanha, China e Rússia. Diplomatas ocidentais disseram haver um indivíduo e 40 instituições em uma lista negra no esboço de resoluções. Eles identificaram a pessoa como Javad Rahiqi, diretor de um centro nuclear em Isfahan, onde o Irã tem uma unidade de processamento de urânio. Diplomatas disseram que a China exigiu que uma empresa, a Export Development Bank of Iran, fosse retirada da lista. Apesar de as potências do Conselho terem concordado com a lista, os Estados Unidos e a China seguem discutindo um ponto, o que significa que ela poderá sofrer pequenas mudanças antes da votação, disseram os diplomatas. Aqueles incluídos na lista negra da ONU por laços suspeitos com os programas nuclear e de mísseis do Irã podem enfrentar limitações em viagens internacionais e congelamento de bens. A resolução impõe medidas contra novos bancos iranianos no Exterior por suspeita de envolvimento com os programas de mísseis ou com o programa nuclear iraniano. Também há medidas de vigilância de transações com qualquer banco iraniano, incluindo o Banco Central do Irã. Além disso, amplia o embargo de armas ao Irã e cria restrições a três entidades ligadas às Linhas de Navegação da República Islâmica do Irã e a 15 pertencente à Guarda Revolucionária Islâmica. A resolução também estabelece uma inspeção de cargas semelhante àquela que vigora na Coréia do Norte. Em Londres, Gates disse que vários países devem aprovar rapidamente medidas ainda mais duras do que o pacote da ONU.

Estados Unidos e aliados podem ir mais longe com sanções contra o Irã

Os Estados Unidos e seus aliados estão preparados para implantar sanções contra o Irã além das previstas na resolução da ONU, disse nesta terça-feira o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Robert Gates. Durante encontro em Londres com o secretário de Defesa britânico, Liam Fox, Gates afirmou que o Conselho de Segurança da ONU poderia adotar uma quarta rodada de sanções ao Irã já na quarta ou quinta-feira. “Sou otimista que uma resolução será aprovada em breve”, disse à imprensa. A ação permitiria que países e organizações como a União Europeia imporem sanções que iriam “além da própria resolução”. “Um dos muitos benefícios que a resolução irá trazer e que será uma plataforma legal para que países individualmente tomem ações adicionais que vão além da proposta. E eu acredito que muitas nações estão preparadas para agir prontamente”, explicou Gates. Ele também acrescentou que ainda há tempo para impedir que o Irã obtenha armas nucleares. “Eu não acho que perdemos a oportunidade de parar os iranianos de desenvolver armas nucleares. Se houver cooperação internacional nós podemos impedi-los”. Uma resolução que impõe a quarta rodada de sanções ao Irã por seu programa nuclear está pronta para ser votada pelo Conselho de Segurança da ONU.

STJ nega liberdade à procuradora acusada de agredir criança

O Superior Tribunal de Justiça negou, nesta terça-feira, o habeas-corpus à procuradora aposentada Vera Lúcia Sant'Anna Gomes, acusada de torturar uma menina de dois anos que estava sob sua guarda provisória. Caberá à 5ª Turma a análise do mérito do caso. Vera Lúcia se entregou à Justiça no dia 13 de maio e está presa no Complexo Penitenciário de Bangu, no Rio de Janeiro. No dia 18 de maio, a 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro negou pedido de liberdade à acusada. A defesa da procuradora recorreu de decisão do Tribunal de Justiça fluminense. A procuradora aposentada foi acusada de ter agredido e torturado uma criança de dois anos e nove meses durante um mês. A menina, que tinha sido adotada pela procuradora em março, foi encontrada pelo Conselho Tutelar, no último dia 14, com hematomas em todo o rosto, no apartamento de Vera Lúcia, em Ipanema, na zona sul do Rio de Janeiro.

Delegado confirma pedido de petista para grampear Serra e não nega que tenha gravado conversa

O delegado Onézimo das Graças Souza, aposentado da Polícia Federal, confirmou o que disse em entrevista à revista VEJA, que está nas bancas: o chefe de campanha da petista Dilma Rousseff, Luiz Lanzetta, lhe pediu que investigasse a vida de José Serra. Segundo Onézimo, ele havia sido chamado para fazer um trabalho de segurança na tal casa que abrigava os petistas em Brasília. Durante a conversa, a coisa mudou de rumo, e Lanzetta lhe fez a outra encomenda, que ele teria recusado.
FOLHA - À “Veja” o sr. falou em ‘coisas pessoais’ do ex-governador [Serra]. Ocorreu essa expressão, ‘coisas pessoais do ex-governador’?
ONÉZIMO - Veja bem, a partir do momento em que alguém me procura e fala assim, ‘doutor, eu quero saber tudo do jornalista ‘xis”, eu tenho bola de cristal, eu sou [a vidente] Mãe Diná? Eu não sou Mãe Diná. Não precisa explicitar, né?
FOLHA - Então o sr. confirma que eles queriam saber tudo de José Serra?
ONÉZIMO - Exatamente. Então, para eu saber tudo de você, você sabe qual seria o método. Eu não trabalho com esse tipo de coisa.
Gravação
Indagado se gravou a conversa da reunião em que a encomenda para grampear o tucano José Serra teria sido feita, o delegado nem nega nem confirma:
FOLHA - Há o boato de que alguém teria gravado a reunião. O sr. gravou esse encontro?
ONÉZIMO - Isso é matéria de defesa minha. Ele [Amaury Ribeiro] disse que vai me processar. Eu vou esperar o processo dele. Você não pode gravar conversas de terceiros, mas sua, você pode.
FOLHA - Isso é pacífico que pode, há jurisprudência no Supremo. Mas o sr. realmente registrou a conversa?
ONÉZIMO - Eu prefiro não declinar. Agora, se ele vai me processar… Mas pelo menos ele não negou a reunião, pois eles me chamaram, queriam que eu fosse à casa e eu não fui.

Planilha mostra doações de empresa de fachada da Bancoop ao PT

Uma planilha que chegou nesta terça-feira às mãos dos deputados estaduais da CPI da Bancoop, na Assembléia Legislativa de São Paulo, traz demonstrações inequívocas e indesmentíveis de doações feitas pela empresa Mirante/Mizu Artefatos Ltda ao PT, no valor de 43.200 reais. O Ministerio Público considera que a empresa era de fachada. Em 2002, ano das doações, o Tribunal Superior Eleitoral não registra nenhuma contribuição oficial feita pela Mirante/Mizu a qualquer campanha ou candidato. A Mirante/Mizu Artefatos foi registrada em 23 de julho de 2002. Parece ter sido feita sob medida para atender a um único cliente, a Bancoop, à qual fornecia blocos de concreto. Segundo a planilha, já nos três primeiros meses de funcionamento tinha recebido da cooperativa 900.000 reais. Quatro dirigentes da Bancoop, incluindo o então presidente Luiz Eduardo Malheiros, faziam parte da diretoria da Mirante/Mizu. Malheiros autorizava os depósitos da Bancoop na conta da fabricante de blocos. A cooperativa e a empresa tinham conta na mesma agência bancária. Naquele momento, o diretor financeiro da Bancoop era o petista Ricardo Berzoini. A suspeita do Ministério Público e de integrantes da CPI da Bancoop é de que a cooperativa usava uma rede de empresas contratadas para abastecer o caixa dois do PT na eleição de 2002 e para enriquecimento dos dirigentes da cooperativa. A Mirante/Mizu seria uma dessas empresas.

PIB do 1º trimestre cresce 9% na comparação anual

O Produto Interno Bruto (PIB) registrou crescimento de 9% no primeiro trimestre de 2010 ante o mesmo período do ano anterior, segundo divulgou nesta terça-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Trata-se da maior alta da série histórica, iniciada em 1995, na comparação com igual trimestre de ano anterior, levando-se em conta todos os trimestres da série. O resultado nesta comparação veio dentro das estimativas do AE Projeções, que variavam de 7,74% a 9,20%, com mediana de 8,55%. Em 12 meses, o PIB acumula alta de 2,4%. Na comparação com quarto trimestre de 2009, o PIB apresentou alta de 2,7%, a maior ante trimestre imediatamente anterior desde o primeiro trimestre de 2004, levando-se em conta todos os trimestres. O resultado também veio dentro do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pelo AE Projeções (2,20% a 3,10%) e acima da mediana projetada de 2,50%.

Indústria é destaque entre os setores produtivos

O PIB da indústria registrou forte expansão nas duas bases de comparação e ajudou a impulsionar as contas nacionais. O setor cresceu 4,2% no primeiro trimestre de 2010 ante o quarto trimestre de 2009. Já na comparação com o primeiro trimestre de 2009, o PIB do setor subiu 14,6%. O PIB da agropecuária, por sua vez, subiu 2,7% no primeiro trimestre deste ano, em comparação com o quarto trimestre do ano passado. Já na comparação com o mesmo período do ano passado, a expansão foi de 5,1%. O PIB de serviços, por fim, registrou expansão de 1,9% no primeiro trimestre ante o quarto trimestre de 2009, e de 5,9% na comparação com o primeiro trimestre do ano passado. A Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), constituída principalmente por máquinas e equipamentos e pela construção civil, cresceu 7,4% no primeiro trimestre deste ano ante o quarto trimestre do ano passado. Já na comparação com o primeiro trimestre de 2009, a FBCF subiu 26,0% no primeiro trimestre deste ano, a maior alta da série do IBGE, iniciada em 1995. Ainda segundo o IBGE, a taxa de investimento (FBCF/PIB) ficou em 18,0% no primeiro trimestre deste ano. No primeiro trimestre do ano passado, a taxa de investimento foi de 16,3%.

Setor externo volta a contribuir negativamente

O forte crescimento das importações fez com que o setor externo, que tinha contribuído positivamente para o resultado do PIB em 2009, tenha voltado a dar uma contribuição negativa no cálculo do Produto, segundo destacou a gerente de contas trimestrais do IBGE, Rebeca Palis. As importações entram com sinal negativo nas contas do PIB e cresceram bem acima das exportações no início deste ano. Segundo o IBGE, as importações de bens e serviços aumentaram 13,1% no primeiro trimestre de 2010 ante o quarto trimestre de 2009, enquanto as exportações subiram 1,7% no período. Rebeca explica que essa forte expansão das importações reflete o câmbio, o aumento da demanda doméstica e a elevação dos investimentos, que leva à importação de máquinas e equipamentos. Na comparação com igual trimestre do ano passado, as importações de bens e serviços aumentaram 39,5% no primeiro trimestre de 2010, enquanto as exportações registraram alta de 14,5% no período.

Consumos das famílias e do governo crescem

O consumo das famílias, principal componente das contas brasileiras pelo lado da demanda, aumentou 1,5% no primeiro trimestre de 2010 ante o quarto trimestre de 2009. Na comparação com o primeiro trimestre do ano passado, houve aumento de 9,3% no consumo das famílias. Em 12 meses até março deste ano, o consumo das famílias acumula alta de 6,0%. Já o consumo do governo teve alta de 0,9% no primeiro trimestre de 2010 ante o quarto trimestre de 2009 e subiu 2,0% ante igual trimestre do ano passado. Em 12 meses até março, o consumo do governo acumula alta de 3,1%. O cálculo do PIB leva em conta o acompanhamento de pesquisas setoriais que o próprio IBGE realiza ao longo do ano, em áreas como agricultura, indústrias, construção civil e transporte. O indicador inclui tanto os gastos do governo quanto os das empresas e famílias. Mede também a riqueza produzida pelas exportações e as importações. O IBGE usa ainda dados de fontes complementares, como o Banco Central, Ministério da Fazenda, Agência Nacional de Telecomunicações e Eletrobrás, entre outras.

Setor de maquinário agrícola tem um grande boom de crescimento

O ramo de máquinas e implementos agrícolas é um dos mais aquecidos de todo o setor industrial brasileiro, segundo o presidente do Simers, o empresário gaúcho Claudio Bier. Conforme ele, as vendas de abril comparadas com as de um ano antes cresceram 53,3%. No acumulado dos quatro primeiros meses, o avanço foi de 52%. Para este ano, a expectativa é crescimento de 20%. O Rior Grande do Sul concentra 65% de toda a produção industrial brasileira de colheitadeiras, tratores e implementos agrícolas e tem as principais fábricas do setor, Agco e John Deere. O número de empregados do ramo industrial, que era de 29 mil trabalhadores em 2008, pulou para 33 mil.

"Pagador" do comitê de Dilma colaborou para campanha de Agnelo Queiroz

Um dos encarregados de cuidar das finanças e da logística da megaestrutura montada em Brasília para servir à pré-campanha de Dilma Rousseff (PT), o empresário brasiliense Benedito Rodrigues de Oliveira Neto doou R$ 1 mil à campanha de Agnelo Queiroz (então no PCdoB, hoje PT-DF) ao Senado em 2006. O pagamento, feito no dia 11 de setembro de 2006, está registrado na prestação de contas feitas ao Tribunal Superior Eleitoral. Um dia depois, a Gráfica e Editora Brasil, à qual Benedito continua a administrar, recebeu R$ 2.430,00 tipificada como “Publicidade por materiais impressos”. A empresa faturou R$ 90 milhões do governo federal desde 2006.

Diretor-geral do Senado contesta contratação irregular de 1.600 terceirizados

O diretor-geral do Senado, o inefável Haroldo Tajra, divulgou nesta terça-feira nota em que contesta informação de que o Senado teria recontratado irregularmente 1.600 funcionários terceirizados. Tajra afirma que a Casa não recontratou "nem dez, nem mil" funcionários, e diz que o número se mantém "basicamente o mesmo". Ele nega que as despesas com os terceirizados tenham aumentado. O diretor-geral do Senado informa que o custo do edital não é de R$ 55 milhões, mas de R$ 43,7 milhões, como se fizesse grande diferença. O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), afirmou nesta terça-feira que foi surpreendido pela notícia. "Sobre essa questão dos terceirizados também fui surpreendido, uma vez que essa parte de contratação compete à diretoria-geral. Se forem verdadeiros, são números excessivos", disse o senador. É inacreditável, o próprio presidente no Senado não sabe o que acontece abaixo do próprio nariz.

Justiça abre processo criminal contra Luxemburgo

A Justiça Eleitoral do Tocantins acatou pedido do Ministério Público Eleitoral e abriu processo criminal contra o técnico Vanderlei Luxemburgo, sob acusação de "inscrição fraudulenta de eleitor". Luxemburgo era cotado para disputar uma vaga de senador pelo Tocantins nas eleições deste ano. Filiado ao PT desde outubro passado, o técnico tentou transferir seu domicílio eleitoral para Palmas em 2009. Em dezembro, a juíza Silvana Parfieniuk, da 29ª Zona Eleitoral de Palmas, havia negado o pedido de transferência de seu domicílio eleitoral porque o treinador não conseguiu comprovar residência na cidade por pelo menos três meses, como determina a lei. Conforme a denúncia assinada pelo procurador eleitoral João Gabriel Morais de Queiroz, que serviu como base para a decisão da juíza, o técnico usou como prova cópia de contrato de aluguel de um apartamento e de um terreno sem data e assinatura. Ao acatar o pedido de abertura de processo contra o treinador, o juiz Gilson Coelho Valadares propôs a suspensão condicional do processo por três anos. Isso significa que, se neste período Luxemburgo acatar a determinação do magistrado de comparecer à Justiça Eleitoral todo mês, não será necessária a prisão e o processo será arquivado no final do prazo. Como se vê, o petista Luxemburgo é um fraudador primário, começa fraudando seu endereço. Quem não sabe que ele mora, neste momento, em Belo Horizonte, onde está treinando o Atlético?

Espanha planeja reduzir deficit para 6% do PIB em 2011

A ministra de Economia e da Fazenda espanhola, Elena Salgado, assegurou nesta terça-feira que o governo fará o que for necessário para conseguir que o deficit público da Espanha caia para 6% do PIB (Produto Interno Bruto) em 2011. Elena, que presidiu nesta terça-feira, pela última vez, a reunião do Conselho Ecofin, já que a Presidência espanhola de turno da União Européia termina esse mês, reiterou "o compromisso firme de que o déficit conjunto das administrações públicas seja de 6% em 2011". "Portanto, se houver algum desvio nos termos de execução orçamentária nos diferentes níveis da Administração, do governo central, das comunidades autônomas, das entidades locais e de seguridade social tomaremos as medidas necessárias para alcançar esse objetivo", acrescentou a ministra.

Evo Morales é reeleito líder dos cocaleiros de Chapare

O presidente boliviano, o índio cocaleiro trotskista Evo Morales, foi reeleito na segunda-feira líder dos sindicatos de produtores de coca da região de Chapare, com a difícil missão de frear as demandas para mais permissões de cultivo da matéria-prima da cocaína. O cocaleiro Morales conseguiu apenas adiar uma decisão final sobre o incremento das áreas de coca antes de ser empossado para um novo mandato bienal como presidente das seis federações de cocaleiros de Chapare, cargo que exerce desde o início da década de 1990.

Justiça dá 60 dias para Anatel regulamentar uso de SMS nos serviços de emergência

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) tem 60 dias para regulamentar, a partir da intimação, o uso de mensagens de texto via celular (SMS) nas comunicações de emergência à Polícia Militar e ao Corpo de Bombeiros, que atendem respectivamente pelos números 190 e 193. A decisão, liminar (provisória), foi proferida na semana passada pelo juiz federal Douglas Camarinha Gonzales, substituto da 7ª Vara Cível Federal em São Paulo, e divulgada nesta terça-feira. O Ministério Público Federal propôs ação afirmando que os serviços de emergência não dispunham de equipamentos para receber mensagens SMS, recurso usado principalmente por pessoas com deficiência auditiva, justamente pela falta de regulamentação da Anatel. As duas corporações (policia militar e bombeiros) já possuem um sistema chamado "Contact Center", que está pronto para receber torpedos, mas solicitam desde abril de 2008 que a Anatel regulamente o serviço com as operadoras de telefonia celular.

Irã muda nomes e bandeiras de navios para burlar sanções, afirma o New York Times

O Irã e sua estatal Empresa de Navegação da República Islâmica lançam mão de métodos como trocar nomes e bandeiras de navios ou abrir empresas de fachada para burlar a lista negra de controle de exportação dos Estados Unidos, informa reportagem do jornal "The New York Times" nesta terça-feira. As sanções dos Estados Unidos proíbem empresas e bancos americanos de fazerem negócios com a Empresa de Navegação da República Islâmica, suas subsidiárias e seus navios. Um navio de nome Diplomat, com bandeira de Hong Kong e pertencente à empresa Starry Shine Ltd. atracou por cerca de uma hora no porto sul-africano de Durban, em 24 de janeiro de 2009, para retirar uma lancha Blaerunner 51, que pode ser armada com torpedos e usada como método de ataque rápido no Golfo Pérsico, informa o The New York Times. Seis meses antes, o nome estampado no mesmo navio era Iran Mufateh, e ele fazia parte de uma frota pertencente à Empresa de Navegação da República Islâmica. No momento em que os EUA perceberam o truque, Diplomat e Starry Shine já eram coisa do passado. Localizado por um sistema de radar eletrônico em abril, em Karachi, no Paquistão, o navio levava o nome Amplify, estava sob nova direção e tinha um misterioso novo dono, segundo o jornal. Esse exemplo ilustra como o Irã tenta maquiar a propriedade de seus navios usando uma série de empresas de fachada na Europa e na Ásia, segundo investigação do The New York Times, em um jogo de gato e rato que torna cada vez mais difícil garantir a eficácia das sanções impostas pelos Estados Unidos. Entre as estratégias adotadas pelo Irã estão dar nomes em inglês aos navios, usar bandeiras da Alemanha, Hong Kong e Malta, e alterar os donos, operadores e diretores das frotas. A "lista negra" elaborada pelos Estados Unidos em 2008 com todos os nomes dos navios da Empresade Navegação da República Islâmica não está atualizada. Dos 123 navios da empresa listados, apenas 46 ainda pertencem claramente à empresa ou a suas subsidiárias oficialmente conhecidas pelos Estados Unidos. Quatro foram afundados. Os outros 73 estão registrados como pertencentes e operados por companhias que não aparecem na lista negra, informa o jornal. Essas empresas estão localizadas longe do Irã, em lugares como Malta, Hong Kong, Chipre, Alemanha e Ilha de Man. A maioria são controladas por autoridades da Empresa de Navegação da República Islâmica ou pertencem a ela. A maioria dos navios são operados por três recém-fundadas empresas iranianas (Hafiz Darya, Sapid e Soroush Sarzamin Asatir), que podem ser localizadas em endereços de instituições pertencentes à Empresa de Navegação da República Islâmica, no Irã, como o "Irisl Club" e o Instituto Marítimo Irisl. Em janeiro de 2009, a Hafiz Darya assumiu os negócios de navios de contêineres da Irisl, mas autoridades da Irisl alegaram que a Hafiz Karya era uma entidade independente e que a medida fazia parte de um grande esforço de privatização do governo. A Hafiz Darya tornou-se a 23ª maior empresa mundial de navios de contêineres, enquanto a Irisl desapareceu da lista das cem maiores.

Brasil perde US$ 12,6 bilhões em exportações por causa de produtos da China

A indústria nacional deixou de receber US$ 12,6 bilhões por exportações entre 2004 e 2009 por causa da penetração dos produtos chineses em seus principais mercados internacionais, diz um relatório divulgado nesta terça-feira pela Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo). Segundo o levantamento, as perdas para produtos da China ocorreram com mais intensidade nos mercados europeu e norte-americano, com US$ 6,2 bilhões e US$ 5 bilhões, respectivamente. Em terceiro lugar, aparece a Argentina, o terceiro mercado analisado pela Fiesp, onde as perdas foram de US$ 1,4 bilhão. Foram analisados os embarques para os Estados Unidos, União Européia e Argentina. Além disso, a disputa com a China também custou à indústria local US$ 14,4 bilhões em vendas internas.

ONG diz que Irã tem política elaborada de repressão a jornalistas

O governo do Irã aplicou uma "política de repressão sabidamente elaborada" desde a reeleição do ditador Mahmoud Ahmadinejad, afirmou nesta terça-feira a organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF), que denunciou as detenções de jornalistas no País. No total, 170 jornalistas e blogueiros foram detidos em um ano e "22 deles foram condenados a penas que representam no total 135 anos de prisão", destacou a Repórteres Sem Fronteiras. Mais de uma centena de profissionais de imprensa tiveram de abandonar o país, 23 jornais foram proibidos e "milhares de site" foram bloqueados pelas autoridades iranianas, assegurou a Repórteres Sem Fronteira. A organização critica o que qualifica de "erradicação" do regime iraniano contra a profissão de jornalista, mas também para denominar o que, em sua opinião, Teerã faz com observadores políticos e militantes sociais. Eles são "uma parte essencial da inteligência viva do país", comenta a Repórteres Sem Fronteiras.

Para presidente do Ibope, eleição será decidida por um terço do eleitorado

O presidente do Ibope, Carlos Augusto Montenegro, disse nesta terça-feira que a eleição presidencial será decidida por um terço do eleitorado, que só definirá seu voto depois da Copa do Mundo. Pesquisa Ibope divulgada no final de semana mostra que os dois principais pré-candidatos, José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), estão empatados nas intenções de votos com 37% cada. Para Montenegro, esses eleitores já decidiram seus votos e dificilmente irão mudar. Já o grupo dos indecisos é de eleitores menos radicais que, segundo ele, já votaram no presidente Lula e no ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Segundo o presidente do Ibope, "os votos do tucano incluem simpatia pelo candidato, o trabalho dele como ministro da Saúde e como governador. E incluem a rejeição ao PT, rejeição ao MST. No caso de Dilma, há adoração por Lula, continuidade de governo, pessoas que passaram a gostar de Dilma, e os que não apreciam o PSDB. Esse pessoal é difícil mudar".

Governo da Venezuela prorroga estado de emergência elétrica até agosto

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, prorrogou por 60 dias, até agosto, o estado de emergência elétrica iniciado em fevereiro, como forma de tentar aplacar a grave crise energética pela qual passa o país. Com isto, o Executivo poderá autorizar a compra de energia de fornecedores sem a necessidade de abertura de licitação pública, como obriga a lei. O governo manterá o racionamento que inclui restrições ao fornecimento a indústrias e a centros comerciais, assim como cortes programados em dias úteis em todo o país, com exceção de Caracas. Os usuários que não diminuírem seus níveis de consumo estarão sujeitos a multas. No final de maio, o governo venezuelano chegou a suspender por um momento os cortes de energia elétrica nos finais de semana e feriados, devido à quase normalização do nível d'água da represa de Guri, no sul do país, responsável por 73% do fornecimento na Venezuela. O governo prevê instalar em 2010 um total de 5.900 MW (megawatts) procedentes das termelétricas. No momento, a geração elétrica no país ronda os 16.500 MW, cifra inferior à demanda em 1.000 MW.

TAM confirma encomenda 25 aviões da Airbus

A TAM Linhas Aéreas anunciou nesta terça-feira uma encomenda de 20 novas aeronaves Airbus da família A320 e cinco A350-900. O pedido pode chegar a US$ 3 bilhões. O objetivo é cumprir o plano de frota. Com o anúncio, o número total de pedidos feitos pela TAM à Airbus aumentou para 176, com 134 aeronaves da família A320, 15 A330-200 e 27 A350 XWB. O número inclui todos os pedidos já feitos pela TAM, entregues ou ainda a entregar. A TAM informou que as novas aeronaves A350-900 contarão com motores Rolls Royce. No caso dos modelos A320, a empresa ainda vai selecionar os motores.. Atualmente, a companhia aérea opera sua frota de aeronaves da família A320 com motores CFM e IAE. A nova encomenda de aeronaves da família A320 vai substituir as aeronaves da mesma família em operação na malha da TAM. Das 20 encomendas da família A320 (A319, A320 e A321), dez serão entregues em 2014 e as outras dez em 2015.

Banco do Nordesde cobra de Lula R$ 10 bilhões para obras do PAC

O presidente do estatal BNB (Banco do Nordeste), Roberto Smith, cobrou publicamente do presidente Lula a concessão de um empréstimo de RS 10 bilhões para, segundo ele, atender a demanda de investimentos na região, inclusive para o andamento de obras do PAC. Em evento em Fortaleza, Smith criticou a postura do ministro da Fazenda, Guido Mantega, em relação aos pedidos do BNB e cobrou de Lula, ao seu lado, interferência direta no caso. "Converse com o Guido, presidente. Solicitamos respeitosamente sua interferência junto ao Tesouro para a concessão do empréstimo", disse Smith. O presidente do BNB comparou, ainda, a injeção de recursos no seu banco com a política do governo para o BNDES. "Luciano Coutinho (presidente do BNDES) recebeu RS 200 bilhões. Nós não recebemos nada", afirmou.

Senado rechaça pressa e começa discussão do Código de Processo Penal

A polêmica reforma do Código de Processo Penal começou a ser discutida nesta terça-feira no plenário do Senado. O relator da proposta, senador Renato Casagrande (PSB-ES), defendeu os principais pontos do seu parecer e afirmou que irá retirar do seu texto as alterações que pretendia fazer no habeas corpus, que limitariam sua utilização. O projeto tem mais de 700 artigos e faz uma série de mudanças na lei que define a tramitação de processos penais, como a criação da figura do juiz de garantias (um segundo juiz que passaria a atuar na parte de investigação do processo) e a instituição, na lei, de uma série de medidas cautelares (como o monitoramento eletrônico) para serem usadas antes mesmo da sentença. Parte das mudanças foi criticada por diversas instituições de juízes e advogados, tendo encontrado forte resistência também no governo e no Supremo Tribunal Federal. Além de críticas sobre pontos específicos da proposta, há o entendimento, dentro do governo, de que a tramitação da reforma do código se dá de maneira "açodada".

Anfavea aponta que vendas de veículos caem 9,6% em maio

As vendas de veículos no mercado brasileiro somaram 251.087 unidades em maio deste ano, registrando uma queda de 9,6% ante abril, mas uma alta de 1,7% no confronto com maio de 2009. Os números foram divulgados nesta terça-feira pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). No acumulado dos primeiros cinco meses de 2010 foram vendidos 1.316.937 veículos, equivalente a um aumento de 14,6% ante igual intervalo do ano passado. As vendas de veículos no mercado brasileiro somaram 251.087 unidades em maio deste ano, registrando uma queda de 9,6% ante abril, mas uma alta de 1,7% no confronto com maio de 2009. No acumulado dos primeiros cinco meses de 2010, foram vendidos 1.316.937 veículos, equivalente a um aumento de 14,6% ante igual intervalo do ano passado. O setor automobilístico produziu em maio 309.629 veículos, uma alta de 6,6% ante abril e crescimento de 14,9% relativamente a maio do ano passado, segundo a Anfavea.

Juiz argentino ordena liberação de ponte na fronteira com Uruguai

Um tribunal argentino ordenou nesta terça-feira a ambientalistas que bloqueiam há mais de três anos uma ponte na fronteira com o Uruguai que permitam o livre trânsito e encerrem o protesto, antes que as autoridades considerem a necessidade de retirá-los a força. Os ambientalistas responderam que manterão sua postura e que decidirão os passos a seguir numa assembléia a ser realizada na quarta-feira. "Não vamos acatar a decisão", disse Luis Molinuevo em declarações à televisão. Grupos de ambientalistas mantêm o acesso interrompido como forma de protesto contra uma empresa de celulose instalada pela finlandesa Botnia no lado uruguaio de um rio na fronteira, o que levou a uma disputa diplomática entre Argentina e Uruguai no tribunal internacional de Haia. A corte internacional decidiu que o Uruguai tem todo o direito de permitir a instalação da fábrica na sua margemdo rio. A ponte liga as cidades de Gualeguaychú, na Argentina, e Fray Bentos, no Uruguai. Os argentinos não podem viver sem um contencioso internacional. Quando o governo vai mal, inventa uma bronca internacional. Quando a ditadura militar agonizava, inventou um conflito com a Inglaterra pelas ilhas Falklands. Sofreu uma derrota humilhante. Agora o governo da peronista populista Cristina Kirchner, em profunda crise, inventa uma crise com o pequeno Uruguai.

Supremo decide que provas contra conselheiro da OAB são ilegais

O Supremo Tribunal Federal concedeu nesta terça-feira habeas corpus, no qual considera que são ilegais as provas colhidas pela Polícia Federal no escritório do advogado Ulisses César Martins de Sousa, em São Luís (MA). Conselheiro federal da OAB pelo Maranhão, Martins de Sousa foi um dos alvos da Operação Navalha, realizada em 2007 pela Polícia Federal. O ministro Gilmar Mendes acatou a tese dos advogados Alberto Zacharias Toron e Carla Domenico, segundo a qual o escritório de um advogado é inviolável e não pode ser alvo de buscas e apreensões. O pedido de habeas corpus foi impetrado pelo Conselho Federal da OAB. A Operação Navalha investigou fraude em licitações que beneficiariam a construtora Gautama em três Estados: Alagoas, Maranhão, Piauí e Sergipe.