segunda-feira, 19 de julho de 2010

Serviço de coleta de lixo em Porto Alegre na iminência de colapso

Os moradores da capital gaúcha estão na iminência de se verem soterrados por milhares de toneladas de lixo (Porto Alegre produz diariamente cerca de 1.200 toneladas de lixo, ou um milhão e 200 mil quilos). Ocorre que é iminente o colapso da empresa que faz a coleta do lixo em Porto Alegre, a Qualix. Esta empresa, na quinta-feira, ao meio dia, teve rescindido seu contrato pelo prefeito de Cuiabá (Mato Grosso), Chico Galindo (PTB). O prefeito foi obrigado a rescindir inesperadamente o contrato da empresa diante do colapso da Qualix, que deixou de enviar às ruas os seus caminhões para o recolhimento de lixo, por falta de óleo diesel para abastecer os veículos, e pela total falta de crédito no mercado. A Qualix vinha operando em Cuiabá já no quinto contrato emergencial consecutivo. Na semana passada, o Tribunal de Contas do Mato Grosso determinou a anulação da licitação que estava sendo promovida pela prefeitura de Cuiabá. Este é o truque mais manjado de administrações municipais em todo o Brasil. Simulam licitações que são anuladas, ou pelos Tribunais de Justiça, muitas vezes por concorrentes previamente acertados para isso, ou pelos Tribunais de Contas, estes mais raramente. O objetivo é a manutenção dos contratos por aditamentos emergenciais, nos quais sempre há majoração dos preços. A cidade gaúcha de Canoas, na Grande Porto Alegre, administrada pelo petista Jairo Jorge, ex-chefe de gabinete do Ministério da Educação na gestão do peremptório petista Tarso Genro, é uma dessas que vem fazendo renovações emergenciais de contratos de limpeza com a empresa lixeira Vega Ambiental. Não bastasse isso, o prefeito petista Jairo Jorge comete um crime, quando deixa sem conserto a balança de pesagem do lixo. Ou seja, ele paga a Vega Ambiental sem pesar o lixo. Não é mesmo um negócio da China? Há mais de 20 dias o lixo estava se acumulando em vários bairros de Cuiabá, porque a Qualix só fazia a coleta em parte da cidade, devido à sua precariedade econômica. Até que, a partir de quinta-feira, deixou o lixo se acumulando em toda a cidade. E agora, sim, emergencialmente, a prefeitura precisou assumir a coleta por conta própria, com caminhões basculantes não apropriados para a coleta. O último contrato emergencial feito com a Qualix pela prefeitura de Cuiabá previa que a empresa disponibilizaria 16 caminhões para os trabalhos de coleta do lixo, mas apenas 12 estavam funcionando nos últimos dias, com os demais fora de operação por quebra mecânica, falta de peças e manutenção. O editor de Videversus, jornalista Vitor Vieira, recebeu informações de São Paulo altamente preocupantes durante a semana passada. Na sexta-feira, outras fontes, em Porto Alegre, asseguraram ao editor de Videversus que a situação da Qualix também na capital gaúcha é de quase completa insolvência. A empresa não paga seus fornecedores há no mínimo 90 dias. Por essa razão, a Qualix em Porto Alegre não tem mais suprimentos de peças e equipamentos para manter seus caminhões contratados em funcionamento. Na última sexta-feira, pela manhã, conforme a informação recebida por Videversus de uma das suas fontes, a frota da Qualix, assim como aconteceu como os aviões da Varig e da Vasp, passou por um processo de "canibalização". Ou seja, nove caminhões foram colocados sobre cavaletes metálicos e tiveram retirados pneus e outros equipamentos, para que os restantes pudessem continuar funcionando. Dessa forma, mais um ítem contratual teria sido violado, porque a empresa ficou sem caminhões para eventuais substituições, o que é uma obrigação do contrato. Na última quarta-feira, em São Paulo, o controle da Qualix, ou do que resta dela, que pertencia ao grupo Macri (da família do prefeito de Buenos Aires, dona do clube de futebol Boca Juniors), foi repassado: 60% passaram para uma empreiteira de Mato Grosso. Essa parcela foi repassada pelo valor simbólico de um real, em troca de uma dívida de cerca de 300 milhões de reais. Os restantes 40% foram entregues para dois ex-executivos da Qualix, que os repassaram para um fundo de investimentos. Na última composição societária da empresa, comentada nos meios especializados em São Paulo, existe a informação de que este fundo investidor assumiu também parcela da empresa matogrossense, dominando agora 75% da Qualix. Os fornecedores da Qualix em Porto Alegre, que passam por grandes dificuldades econômicas, sem receber há 90 dias ou mais, não conseguiram nesse período sequer conversar com qualquer funcionário ou executivo da Qualix em São Paulo, onde ficavam centralizados os pagamentos, porque até os telefones da empresa tinham sido cortados também por falta de pagamento. A diretoria do DMLU (Departamento Municipal de Limpeza Pública), composta em sua maioria por membros do PMDB ligados ao deputado estadual Luiz Fernando Zachia e ao vereador Sebastião Melo, é totalmente responsável por esta situação, porque foi absolutamente conivente com a Qualix nos últimos meses, enquanto a empresa dava sinais eloquentes de seu progressivo colapso. Por exemplo: há muitos meses a Qualix despachava os seus caminhões para as ruas com uma guarnição de apenas dois garis (como se comprova na foto), fraudando o contrato que previa a obrigação de colocação de três garis. Essa é uma das pequenas questões. Nessa incompetência generalizada, os dirigentes peemedebistas do DMLU tiveram o concurso dos muito omissos auditores externos do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, que não auditam coisa alguma de importância. E nem vamos falar do Ministério Público Estadual. Há uma consistente denúncia sobre desmandos na área ambiental no Rio Grande do Sul que dorme nas gavetas do Ministério Público na rua Santana. Agora é uma questão de horas para o desastre ambiental e na área de saúde na capital portoalegrense. Cuiabá foi o anúncio mais eloquente que poderia acontecer. A Qualix tem mais de 1.100 protestos nos serviços Serasa, por falta de pagamento, conforme resultado de consultas realizadas na última semana, e um número incalculável de ações trabalhistas e pedidos de falência.

Lula faz escandaloso uso de recursos públicos para a campanha de Dilma

A oposição nem sequer ameaça processo por abuso de poder e uso da máquina pública, tampouco o Ministério Público Eleitoral se manifesta sobre a utilização do avião presidencial na campanha de Dilma Rousseff (PT). O uso abusivo do avião na campanha é caracterizado pelo transporte, para comícios como o de sexta-feira, no Rio de Janeiro, do maior cabo eleitoral e principal instrumento da propaganda da candidata. Quando foi ao comício de sexta-feira, no Rio de Janeiro, Lula nem se preocupou em inventar evento oficial. A agenda previa só “19h Compromisso privado”. Além do uso do avião de viaturas, a visita presidencial envolve uma centena de pessoas (e diárias), entre assessores, seguranças, etc, e mais o desvairado gasto com cartões corporativos, que é considerado secreto. Ora, se Lula vai para um ato partidário, quem tem que pagar seus custos é o partido, e não o contribuinte brasileiro.

Governo da Colômbia volta a acusar Venezuela de apoiar organização terrorista Farc

O governo do presidente Álvaro Uribe na Colômbia anunciou ter entregue à imprensa "provas contundentes" (mapas e vídeos) de que chefes das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, organização terrorista e traficante de cocaína) se encontram na Venezuela. Em uma mostra dos dados que Bogotá possuiria, o ministro colombiano da Defesa, Gabriel Silva, afirmou que o terrorista Iván Marquez estava em reunião com outros terroristas naquele momento em que falava. A rádio colombiana "W" divulgou inclusive a coordenada de Márquez fornecida pelo governo Uribe: 10º 72" 42" W 72º 32" 03". Gabriel Silva frisou que o anúncio era um pedido expresso de Uribe para provocar "reação, um debate" na opinião pública no momento em que o presidente eleito, Juan Manuel Santos, que assume em 7 de agosto, tenta reaproximação com Venezuela e Equador.

Venezuela convoca embaixador em Bogotá

O governo venezuelano convocou seu embaixador em Bogotá, Gustavo Márquez, e nas próximas horas deverá anunciar "medidas políticas e diplomáticas" em resposta às "agressões" feitas pela administração do presidente colombiano, Álvaro Uribe. "Chamamos o embaixador Gustavo Márquez para que venha a consultas em Caracas e se una à avaliação de uma série de medidas políticas e diplomáticas que serão tomadas nas próximas horas para rejeitar a agressão do governo colombiano", disse em entrevista coletiva o chanceler venezuelano, Nicolás Maduro. O ministro da Defesa colombiano, Gabriel Silva, divulgou na quinta-feira provas de que importantes chefes das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, organização terrorista e traficante de cocaína) e do Exército de Libertação Nacional (ELN) estariam escondidos na Venezuela.

Após crise e troca de acusações, ditador Chávez diz que presidente da Colômbia é "mafioso"

Três semanas antes de deixar o governo da Colômbia, o presidente Álvaro Uribe agravou a crise diplomática com a Venezuela ao denunciar que Caracas esconde guerrilheiros em seu território. Em resposta, o ditador Hugo Chávez convocou seu embaixador em Bogotá, negou as acusações, exigiu provas e afirmou que o presidente colombiano é "mafioso". "É uma patranha do governo burguês da Colômbia, governo apátrida da Colômbia. Não vou cair em provocações", declarou o ditador venezuelano em um ato transmitido na sexta-feira em rede nacional de rádio e TV. Essa ação "obedece ao desespero de Uribe, que está de saída, mas não significa que vamos ficar calados", continuou Chávez, referindo-se ao mandato do presidente colombiano, que será encerrado em 7 de agosto. Ele "é um mafioso e é capaz de qualquer coisa porque está cheio de ódio", completou.

Colômbia pede reunião de emergência da OEA para debater crise com Venezuela

Após acusar Caracas de esconder membros das organizações terroristas e narcotraficantes Farc e ELN e trocar acusações com o governo do ditador Hugo Chávez, a Colômbia pediu à OEA (Organização dos Estados Americanos) que convoque uma assembléia extraordinária para discutir a presença de "terroristas" em território venezuelano. Em comunicado, o presidente da Colômbia Álvaro Uribe pede que a OEA convoque "o mais breve possível uma reunião extraordinária do Conselho Permanente para examinar a presença de terroristas colombianos" na Venezuela. O texto foi divulgado aos jornalistas pelo secretário de Informação e Imprensa do país, César Mauricio Velásquez. O comunicado oficial acrescenta que o pedido "está antecedido por inúmeros esforços fracassados para a solução deste grave problema por meio do diálogo direto com a Venezuela e das ocasiões nas quais se comunicou esta situação à OEA e a seu secretário-geral", o esquerdóide José Miguel Insulza. De acordo com a Presidência colombiana em diversos momentos "o governo da Colômbia entregou informações ao governo da Venezuela e o tema foi abordado em reuniões privadas dos presidentes". Uribe deixa claro ainda em seu comunicado que já pediu para outros países ajudarem a intermediar o diálogo com Caracas, entre eles a Espanha, Cuba e o Brasil. O comunicado assinala também que, "segundo foi acordado na reunião de Cancún de 22 de fevereiro de 2010, os dois governos aceitaram a facilitação, acompanhados pelo Brasil, México e República Dominicana". De acordo com o texto, o presidente dominicano, Leonel Fernández, chegou a ir à fronteira entre Colômbia e Venezuela para tratar do assunto, mas sua ação "foi desautorizada pelo governo da Venezuela".

Emissora de TV acusa Venezuela de prender quatro jornalistas colombianos

Quatro jornalistas colombianos, dois deles da emissora televisiva RCN, aparentemente foram detidos em território venezuelano, denunciou em Bogotá a diretora de notícias Clara Elvira Ospina. Os dois detidos da RCN são o repórter Philip Moreno e o cinegrafista Milton Uzcátegui. Além deles, foram presos outros dois jornalistas de um canal regional do departamento colombiano de Arauca, fronteiriço com a Venezuela. "Foram detidos nosso correspondente e nosso cinegrafista em Arauca quando foram apurar uma notícia no município venezuelano de Nula" (no Estado de Apure), ressaltou Ospina. Os jornalistas colombianos tentavam localizar o acampamento de Carlos Marín Guarín, conhecido como 'Pablito', um dos líderes do Exército de Libertação Nacional (ELN) e que, segundo denúncias do governo colombiano, se encontra nessa região venezuelana. Os quatro jornalistas colombianos chegaram ao perímetro urbano de Nula e ali foram detidos por uma patrulha da Guarda Venezuelana, assinalou Ospina. Segundo ela, a patrulha os manteve detidos, disse a eles que não tinham licença de trabalho e, por isso, deveriam ser deportados. Os quatro estão incomunicáveis e "devem ser levados a Caracas, de onde devem ser deportados à Colômbia", acrescentou a diretora da RCN.

Chávez pede que Obama extradite banqueiro acionista da Globovisión

O ditador venezuelano Hugo Chávez pediu na sexta-feira ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, a extradição do dono do Banco Federal, Nelson Mezerhane, que também é acionista da emissora de televisão venezuelana Globovisión. "Tomara que Obama o extradite como deveria", exclamou o ditador Chávez em uma cerimônia na qual abordou uma série de assuntos. Segundo ele, Obama deveria extraditar Mezerhane, a quem chamou de "ladrão". Pesa sobre o banqueiro um mandado de prisão internacional por causa de uma intervenção do Estado no Banco Federal em 14 de junho passado por problemas de liquidez. No dia da intervenção, feita pela estatal Superintendência de Bancos (Sudeban), Mezerhane declarou à Globovisión que estava na cidade americana de Miami fazendo exames médicos.

Organizações terroristas colombianas perderam 21.500 combatentes no mandato de Uribe

As organizações terroristas e narcotraficantes colombianas das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) e o ELN (Exército da Libertação Nacional) perderam 21.500 membros durante o mandato do presidente Álvaro Uribe e esses grupos não representarão uma ameaça para o futuro governo de Juan Manuel Santos, afirmou neste domingo o chefe militar máximo do país, Freddy Padilla. As Farc passaram de 25 mil combatentes há oito anos para um máximo de 8.000 membros atualmente, e seguem perdendo terroristas todos os dias, abatidos em confrontos com o Exército nacional, e o ELN passou de 7.000 a 2.500, declarou o general Padilla.

Exército mata mais dois terroristas e captura segurança de chefe das Farc

Soldados colombianos mataram dois terroristas e capturaram uma terrorista que fazia parte do esquema de segurança do chefe das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, organização terrorista e traficante de cocaína), Alfonso Cano, depois de um confronto no Sul do país, informou neste domingo a chefia militar do país. Tropas da Nona Brigada abateram os terroristas e detiveram uma mulher conhecida como "Araceli", comandante de uma frente das Farc e "coordenadora" do esquema de segurança de Cano nos departamentos (Estados) de Huila e Cauca (Sul). "Araceli", que também enfrenta acusações de assassinato, sequestro e ataques às forças públicas, foi capturada ferida depois dos confrontos ocorridos em uma região montanhosa na fronteira entre Huila e Cauca, a 500 quilômetros de Bogotá, afirmou a chefia militar em um comunicado. Os soldados também confiscaram fuzis durante a operação na zona montanhosa, informou o exército.

Ditador Chávez exibe esqueleto de Simón Bolívar na televisão

O ditador da Venezuela, Hugo Chávez, exibiu (e comentou) na televisão os restos mortais de Simón Bolívar, considerado herói da independência na América espanhola. O corpo foi exumado, segundo o facinoroso ditador Chávez, para a realização de exames científicos para confirmar sua autenticidade. "Aqui está Bolívar vivo, mais que um esqueleto. Não é um esqueleto, é o grande Bolívar, que voltou. Aqui está lançando seu raio sobre um povo que o amará para sempre", declarou o ditador Chávez. O esqueleto de Bolívar foi exibido pontualmente às 23 horas de sexta-feira, como prometido por Chávez para não atrapalhar as crianças que estivessem assistindo TV. As imagens, que mostraram um grupo de supostos legistas manipulando a urna onde se encontram os restos mortais, foram transmitidas ao vivo durante um ato oficial. O vídeo teve como tema de fundo o hino nacional venezuelano. O ditador Chavez faz qualquer coisa para esconder dos venezuelanos a inflação de quase 40% ao mês e a falta de gêneros alimentícios de primeira necessidade.

Comicio da campanha de Dilma no Rio de Janeiro, com Lula, é monumental fracasso

A petista Dilma Roussef teve uma estréia péssima em comício eleitoral da sua campanha à Presidência da República. No primeiro deles, na sexta-feira, em que os petistas e seus subordinados na política do Rio de Janeiro, como o governador Sérgio Cabral e os peemedebista, prometiam colocar 100 mil filiados e simpatizantes na Cinelândia, não compareceram nem mil pessoas. Foi um fracasso monumental, rotundo. Nem mesmo a presença do sumo sacerdote do petismo, o presidente Lula, conseguiu atrair gente para o comício, apesar do escandaloso uso da máquina pública. O pajé do lulismo, Lula, falou durante 20 minutos e, por sete vezes, arrancou aplausos espontâneos das mil pessoas reunidas na Cinelândia. Já Dilma Rousseff, nervosa (como é natural em pessoas que não são do ramo), falou durante 19 minutos. Em quatro ocasiões, o prefeito Eduardo Paes puxou palmas para ela, e não adiantou nada, porque ninguem a aplaudiu. O governador Sérgio Cabral também puxou palmas, mas também não foi seguido por seus seguidores. - não foi atendido. Em seu discurso, Dilma exaltou as realizações do governo Lula e citou vários programas sociais. Estava nervosa. E em alguns momentos pareceu se perder no que dizia. Apresentou seu vice, o deputado Michel Temer (PMDB-SP). Não houve aplausos. Militantes do PT gritaram o nome de Lula. Acabou o comício.
A Cinelândia é conhecida por eventos políticos históricos. Dilma participou apenas dos 200 metros finais da caminhada que saiu da praça da Candelária e chegou até o comício. O trajeto tem 1.100 metros. Uma pick-up Mitsubishi Triton preparada para a candidata e batizada de "Dilmamóvel" não foi usado. Dilma estava em uma camionete 4x4 ao lado dos candidatos ao Senado, Jorge Picciani (PMDB) e Lindberg Farias (PT). O único político a participar de toda caminhada foi o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), que não faz parte da coligação do governador Sérgio Cabral (PMDB), candidato à reeleição e organizador do evento. Dilma Rousseff tem demonstrado pânico ao entrar em contato com agrupamentos populares, e tem fugido do contato com esses bolos de pessoas. Conforme o jornalista Claudio Humberto, em seu site, o comando da campanha do PT anda preocupado com a saúde de Dilma Rousseff. Os cuidados até excessivos para mantê-la distante de aglomerações revelam o temor com a redução de suas defesas, em decorrência do tratamento do câncer. Até criaram uma espécie de “papa-móvel” para dispensar a candidata do corpo-a-corpo, e ela tem cancelado compromissos alegando “cansaço”. Na verdade, trata-se da chefia da campanha mantendo um ritmo que não a debilite, não exija demais de suas condições físicas já debilitadas. No mercado público de Porto Alegre, há dias, onde almoçaria, Dilma se assustou com a aglomeração de pessoas, deu meia-volta, entrou no carro e foi embora.

Lula critica procuradora eleitoral e diz que querem tirá-lo da campanha

No seu primeiro comício eleitoral deste ano, o presidente Lula afirmou, sem dizer nomes, que querem tirá-lo da campanha da candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff. "Há uma premeditação para me tirarem da campanha para impedir que eu ajude a Dilma", disse Lula, no comício na Cinelândia. Lula criticou a vice-procuradora-geral eleitoral, Sandra Cureau. "Querem me inibir para que eu finja que não a conheço. Até botaram uma procuradora no meio para fingir que eu não a conheço", afirmou. Na quinta-feira, Sandra Cureau afirmou que Lula pode ter cometido abuso de poder político ao fazer elogios a Dilma Rousseff. "É absolutamente proibido, nessa época do ano, que em inaugurações se faça propaganda para um candidato. Isso é uso da máquina pública", disse ela. Na terça-feira, ao lançar a licitação do trem-bala, no CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), sede provisória do governo, Lula elogiou a ex-ministra da Casa-Civil.

Dilma faz ironias, dizendo que seu vice "não caiu do céu"

A candidata do PT à presidência da República, Dilma Rousseff, ironizou na sexta-feira a escolha do deputado federal Índio da Costa para a vice na chapa de José Serra (PSDB). Em comício no Rio de Janeiro, ao lado do presidente Lula, ela elogiou seu vice, o também deputado federal Michel Temer (PMDB), a quem classificou de "competente e capaz". "Meu vice não caiu do céu, não é improvisado. É competente e capaz", afirmou Dilma. Ela disse que vai continuar "trilhando o caminho que o presidente Lula ensinou", ao prometer dar continuidade às ações do atual governo. "Vou cumprir o legado que Lula nos deixou. Vamos seguir o caminho da transformação e da mudança", declarou.

Vice de Serra rebate Dilma e diz que petista é ateia e esfinge do pau oco

Em texto publicado na madrugada de sábado no Twitter, o deputado federal Indio da Costa (DEM-RJ), candidato a vice-presidente na chapa de José Serra (PSDB), chamou a presidenciável Dilma Rousseff (PT) de atéia e "esfinge do pau oco". Ele fez o ataque após a petista afirmar, em comício na noite de sexta-feira no Rio de Janeiro, que seu vice "não caiu do céu". "Para uma atéia, deve ser duro ter um adversário que cai do céu", reagiu Indio da Costa, em texto que foi ao ar por volta de meia-noite de sábado. Ainda na madrugada, o vice de Serra usou o microblog para acusar Dilma de "dissimular sobre religião". "Ela nem consegue olhar nos olhos do eleitor. Esfínge do pau oco", acrescentou Índio da Costa. Os comentários de Indio da Costa foram republicados por dezenas de internautas. Simpatizantes da campanha de Dilma o acusaram de "apelar" e baixar o nível do debate eleitoral. Imagina, petista acusando alguém de rebaixamento de campanha..... Quem rebaixou com a farsa do manifesto das centrais sindicais, de que José Serra não foi autor da emenda de criação do FAT, e da lei do seguro desemprego? Dilma Rousseff é uma marxista de longa data, militou em organização revolucionária, terrorista, que pretendia implantar a ditadura comunista do proletariado no Brasil. Vai virar católica agora, a esta altura do jogo? A petralhada é insuperável....

Vídeo de Jornal da Globo comprova a fraude dos petistas das centrais sindicais e da campanha de Dilma Rousseff

O video postado abaixo é de 14 de dezembro de 1989, tres dias antes da realização do segundo turno da eleição entre Lula e Collor. Trata-se de uma reportagem do Jornal da Globo. O video foi desencavado pelo jornalista Reynaldo Azevedo e postado no seu blog no site da revista Veja. William Bonner, na reportagem, na última matéria do Jornal da Globo, apresenta o então deputado federal José Serra como o autor do projeto que criou o FAT e o seguro-desemprego. Tem entrevista do próprio autor do projeto, no caso José Serra. O vídeo é um desmentido às mentirosas declarações feitas pelas cinco centrais sindicais, lideradas pela facínora CUT. O quinteto divulgou manifesto ilegal e apelegado contra a candidatura de Serra, mentindo sobre a autoria do projeto. A petralhada aproveitou para achincalhar José Serra. Um repórter pelego da rádio Mirante FM de propriedade do grupo de José Sarney, em São Luis, no Maranhão, usou o manifesto vagabundo e fraudulenta das facínoras centrais sindicais pelêgas para provocar José Serra em entrevista. O próprio Congresso Nacional, esta semana, também desmentiu as centrais. A proposta de criação do FAT está assegurada no Artigo 239 da Constituição, nascida de uma emenda originalmente apresentada por José Serra. Ali se asseguram também os recursos para o seguro-desemprego. Tudo foi regulamentado, depois, por lei. As centrais mentiram. Estavam fazendo campanha eleitoral ilegal, em uma afronta à Lei Eleitoral e à Lei dos Partidos Políticos. A última reportagem, a partir de 8min24s, trata da aprovação da proposta de seguro desemprego pela Câmara dos Deputados. Vejam ali quem é apresentado como AUTOR DO PROJETO e quem concede a entrevista nessa condição. Os anais do Congresso provam que Serra falava a verdade e que as centrais sindicais pelêgas canalhas e facínoras mentiram. A reportagem da época evidencia a mesma coisa. Então os tais “sindicalistas” não sabiam disso? Ora, é claro que sim! É que a mentira, no Brasil, passou a ser um bom negócio. Sindicalista petista aderiu de corpo e alma ao crime. Conta, inclusive, com o apoio daqueles setores da imprensa que não disseram a seus leitores, telespectadores, ouvintes ou internautas a verdade, como se tudo fosse uma questão de ponto de vista, de “lado” e “outro lado”. E quanto jornalista petista, ou de alma petista, andou nesses últimos dias espalhando a versão crimonosa da pelegada facínorosa sindicaleira petista. Não é assim. A verdade existe. A mentira existe, e o Brasil não é uma mera guerra de versões entre petistas e tucanos, mediada pela imprensa “isenta”. Qual é o compromisso? Não é a verdade? Então vamos à verdade. Mas, cabe uma pergunta: cadê o Ministério Público Eleitoral? Por acaso o Ministério Público Eleitoral não vai acionar as cinco centrais sindicais bandoleiras por terem feito “anticampanha” explícita, evidenciada pelos ataques desferidos contra o candidato e pelas mentiras escritas no “manifesto”? Da mesma forma que Lula, as centrais sindicais usam dinheiro e espaço públicos para fazer campanha escrachada em favor de uma candidata, mentindo, quando é o caso, para atacar o candidato que se opõe ao governo.
Veja o video e confirme o crime das centrais sindicais facinorosas petistas.

Justiça nega liberação de primo de Bruno e habeas corpus para goleiro

A juíza Marixa Rodrigues, do 1º Tribunal do Júri de Contagem, negou um pedido de liberdade provisória para Sérgio Sales, preso temporariamente por 30 dias no último dia 7 de julho. Sales é suspeito de participação no desaparecimento de Eliza Samudio, ex-amante do goleiro Bruno Fernandes. Ele é primo do jogador. A juíza disse que Sales pode continuar colaborando com as investigações e que isso "conta a seu favor" no caso de eventual denúncia. O pedido de revogação da prisão foi apresentado na última quarta-feira. Segundo o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, a juíza entendeu que se trata de um inquérito policial complexo, envolvendo crime de homicídio qualificado e outros conexos, alguns praticados em diferentes cidades, e que são atribuídos, em tese, a diversos agentes. Assim, somente após a conclusão do inquérito é que será possível identificar a necessidade, ou não, da prisão. Sales tem colaborado com as investigações e, segundo seu advogado, Marco Antônio Siqueira, já cumpriu o seu papel durante a coleta de provas feita pela polícia. Alegou no pedido que ele é réu primário, tem residência fixa e bons antecedentes. A juíza também negou o pedido de habeas corpus para o goleiro Bruno que chegou por e-mail, vindo do Rio de Janeiro, questionando a legalidade da prisão do goleiro.

Ibama isenta vice de Marina Silva de desmatamento na Bahia

O presidente do Ibama, Abelardo Bayma, afirmou na sexta-feira em nota que o empresário Guilherme Leal, candidato a vice-presidente na chapa de Marina Silva (PV), "não cometeu nenhum crime ambiental" em sua fazenda no litoral da Bahia. Ele apresentou o veredicto nove dias após emitir outra nota informando que fiscais do órgão haviam constatado, em vistoria na propriedade, a presença de "edificações e outras instalações que alteraram a paisagem natural em área de Mata Atlântica". "Após análise da documentação, o Ibama concluiu que o empreendimento está em conformidade com as autorizações concedidas pelas esferas estaduais e municipais", afirmou Bayma. Ao saber do comunicado, o bilionário Guilherme Leal comemorou: "Sempre estive sereno e confiante que o Ibama cumpriria o seu papel com isenção".

Petrobras recebe licença de instalação para parque eólico no Rio Grande do Norte

A Petrobras afirmou na noite de sexta-feira que recebeu licenças de instalação para o início das obras dos Parques Eólicos de Mangue Seco, no município de Guamará, no Rio Grande do Norte. Com as licenças, concedidas pelo Idema (Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente), "a companhia mantém a expectativa de entrada em operação de quatro usinas em setembro de 2011", disse a estatal em comunicado. Os parques eólicos são formados pelas usinas Mangue Seco 1, 2, 3 e 4 que serão construídas no entorno da Refinaria Clara Camarão. Cada usina terá 13 turbinas e 26 megawatts de capacidade instalada, totalizando uma capacidade instalada de 104 megawatts em todos os parques. Segundo a Petrobras, o sistema de transmissão de cada unidade será constituído de uma subestação elevadora de 34,5/138 kilovolts e de uma linha de transmissão de 138 kilovolts. "Os contratos de venda de energia para estes parques geradores foram ofertados no primeiro leilão de energia eólica, realizado em dezembro de 2009, e são válidos por 20 anos", disse a estatal. A usina Mangue Seco 1 será construída em parceria da Petrobras com a Alubar Energia, a de Mangue Seco 2, em parceria com a Eletrobras, e as usinas Mangue Seco 3 e Mangue Seco 4, em parceria com a Wobben WindPower.

Geração de energia na usina de Belo Monte é confirmada para 2015

O presidente do consórcio Norte Energia e diretor de Engenharia e Construção da Chesf, José Ailton de Lima, afirmou na sexta-feira que o grupo se comprometeu com a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) a iniciar a geração de energia na hidrelétrica de Belo Monte em outubro de 2015 para a primeira máquina, como estava previsto no edital. "Estão garantidas as condições do edital, não tem nenhuma previsão de antecipação", afirmou em teleconferência com jornalistas. O canteiro de obras de Belo Monte deve ser instalado em setembro deste ano, segundo o executivo. A expectativa é obter a licença para instalação do canteiro até o final de agosto. Ailton de Lima não quis detalhar o investimento previsto na usina, afirmando ser um "número confidencial entre os sócios". Cálculos da EPE (Empresa de Pesquisa de Energética) apontam investimentos de R$ 19 bilhões na usina de Belo Monte, localizada no rio Xingu (PA).

Datafolha registra pesquisa eleitoral no TSE

O Datafolha registrou na sexta-feira, no Tribunal Superior Eleitoral, pesquisas de intenção de voto para governadores e senadores a serem realizadas no Distrito Federal e nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Bahia e Pernambuco. O instituto registrou também pesquisa nacional de intenção de voto para presidente da República. Os contratantes da pesquisa são a Folha e a TV Globo. No total serão entrevistados 10.730 eleitores, em 379 municípios de 25 Estados e no Distrito Federal. As margens de erro são de dois pontos percentuais para a amostra nacional e para o Estado de São Paulo, três pontos nos demais Estados e quatro pontos no Distrito Federal. Os números dos registros para a divulgação das pesquisas são: TSE (19890/2010), DF (21746/2010), SP (51059/2010), RJ (59653/2010), MG (50097/2010), RS (31879/2010), BA (22781/2010), PE (32333/2010) e PR (15687/2010). Essas pesquisas estão usando universos muito pequenos, restritos, de pessoas entrevistadas por Estado. Com tão poucos entrevistas, a margem de erro deve ser necessariamente maior.

AIG concorda em pagar US$ 725 mi para encerrar ação nos Estados Unidos

A gigante americana dos seguros AIG concordou em pagar US$ 725 milhões para encerrar uma ação por fraude, anunciou o secretário de Justiça de Ohio na sexta-feira. "O acordo resolve as acusações de que a AIG esteve por trás de uma ampla fraude entre outubro de 1999 e abril de 2005 por meio de práticas contra o mercado, violações na contabilidade e manipulação do preço de ações", explicou o escritório do secretário de Justiça de Ohio, Richard Cordray. A ação foi movida pelo procurador-geral de Nova York, Eliot Spitzer, e pelo superintendente de Seguros de Nova York, Howard Mills. Foi o primeiro processo movido por reguladores com relação a erros de contabilidade admitidos pela AIG. O ex-presidente e diretor do conselho da AIG, Maurice Greenberg, e o diretor financeiro, Howard Smith, são acusados no processo e foram demitidos da empresa após o começo da investigação dos erros de contabilidade.

Ministério da Justiça acusa Ecad de formação de cartel

O ministério da Justiça instaurou processo administrativo na sexta-feira por formação de cartel contra o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição), órgão responsável pelo recolhimento e repasse dos direitos autorais de músicas no Brasil. A Lei do Direito Autoral confere ao Ecad o monopólio para arrecadação e distribuição dos valores relativos à execução pública dos direitos autorais. Os titulares dos direitos autorais podem fixar os valores para a execução pública de suas obras individualmente ou por meio de associações. No modelo vigente hoje, as associações fixam os valores dos direitos em conjunto, e não de forma individual. Segundo o ministério, o modelo de gestão coletiva dos direitos autorais conferiu ao Ecad o monopólio legal sobre as atividades de arrecadação e distribuição de valores, mas não sobre a atividade de fixação desses valores. O processo foi instaurado a partir de denúncia apresentada pela ABTA (Associação Brasileira de Televisão por Assinatura) contra o Ecad.

Ciro Gomes diz que não vai fazer campanha para ninguém

O deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) disse em Fortaleza que não vai se engajar na campanha da candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff. "Eu tenho um projeto que é não fazer campanha para ninguém. Eu vou fazer campanha para o Cid e para a chapa dele", disse Ciro Gomes, durante a inauguração do comitê de campanha do seu irmão Cid Gomes (PSB), candidato à reeleição ao governo do Ceará. Questionado se iria se engajar na campanha nacional de Dilma Rousseff, Ciro disse apenas: "não, não". Ele afirmou que vai "tomar conta" da campanha do irmão e caminhar pelo Ceará, porque estava "com muita saudade, muita, muita mesmo". Ciro Gomes é o protótipo de político que comete imbecilidades monumentais de maneira recorrente. Depois de ter acreditado em Lula sem nenhuma garantia para tanto, chegou a ponto até de trocar de domicílio eleitoral por ordem do pajé petista, e o resultado é que, agora, nem sequer poderá votar em seu irmão. Isso é a que leva tanta submissão a um petista.

Flamengo pretende demitir goleiro Bruno por justa causa

A presidente do Flamengo, Patrícia Amorim, afirmou que pretende demitir por justa causa o goleiro Bruno, suspeito de participar no desaparecimento e morte da ex-amante Eliza Samudio. A presidente afirmou também que vai processar Bruno por perdas e danos, seguindo a orientação dada na sexta-feira pelo conselho de juristas convocado pelo clube. "Tudo isso foi um baque enorme. Eu gostaria, sim, que ele fosse demitido por todo o desconforto e desgaste que causou ao Flamengo e aos torcedores, desde que não haja nenhum tipo de dolo para o clube", disse Patrícia Ammorim. De acordo com a dirigente, o clube precisou reunir um grupo de advogados para dar a consultoria necessária para tomar a decisão. Ou tem um bando completo de inúteis no Flamengo ou estão fazendo coisas inexplicáveis. Reunir um "conselho de juristas" para decidir coisa tão simplória, de domínio de qualquer advogado trabalhista de subúrbio, é inexplicável. O valor da rescisão do contrato do goleiro é de 6 milhões de euros (aproximadamente R$ 14 milhões).

Estatal do trem-bala pode ter ação em Bolsa

O governo Lula encaminhou na sexta-feira ao Congresso Nacional o projeto de lei que cria a Empresa de Transporte Ferroviário de Alta Velocidade S.A, a ETAV. A estatal do trem-bala será sócia do consórcio que vencer o leilão de concessão do projeto que liga Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro. O projeto determina que o governo tenha maioria do capital, mas não a totalidade, abrindo a possibilidade de negociação de ações da empresa em Bolsa. A ETAV será responsável pela absorção da tecnologia e por desenvolver projetos de trem de alta velocidade em outros trechos do País. O texto não fala em quantidade de funcionários e diz que a empresa será formalizada por uma Assembléia Geral a ser convocada pela Procuradoria-geral da Fazenda Nacional. A ETAV terá um conselho fiscal, um de administração e uma diretoria executiva que será escolhida "entre pessoas de ilibada reputação e de notória competência, eleitos e destituíveis pelo conselho de administração".

PT infla dados do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida

O PT divulgou no Twitter informação inflada sobre o programa "Minha Casa, Minha vida", plataforma eleitoral da candidata do partido à Presidência da República, Dilma Rousseff. Na última quinta-feira, na página do microblog, o PT publicou: "Minha Casa, Minha Vida já construiu mais de meio milhão de moradias", dado incorreto sobre a execução do programa. No Twitter, o PT não disponibilizou a fonte da informação. A publicação sobre o programa habitacional era a única das 20 mensagens mostradas na página do partido na quinta-feira, que não conta com link para conferência. Já no site do partido havia reportagem da Agência Brasil sobre o tema, com título idêntico ao publicado pelo PT no microblog. A íntegra da matéria, no entanto, diz que "foi iniciada a construção de 542 mil unidades". O dado citado pela agência, um dos órgãos da empresa pública EBC (Empresa Brasileira de Comunicação), é atribuído à presidente da CEF (Caixa Econômica Federal), Maria Fernanda Ramos Coelho. A assessoria da Caixa Econômica Federal disse que a informação correta é que 542 mil moradias foram "contratadas". Ou seja, no percurso, o PT frauda números oficiais para beneficiar a candidatura de Dilma Rousseff. Olhe a diferença entre "já construiu" (publicado no twitter do partido) e "contratada construção" (versão oficial da Caixa Econômica Federal). Petistas fraudam a linguagem e a realidade.

Lula diz que tragédia como a da BP não aconteceria no Brasil

O presidente Lula disse na sexta-feira que um vazamento de petróleo como o que aconteceu no Golfo do México não aconteceria na costa do Brasil. Lula diz que isso é porque a petrolífera estatal Petrobras utiliza tecnologia de exploração marinha "superior àquela utilizada pela British Petroleum (BP) que causou o vazamento nos Estados Unidos". Ele acrescentou: "Aquilo, se Deus quiser, não vai acontecer no Brasil". O presidente fez a declaração durante a inauguração de um projeto de desenvolvimento urbano em São Paulo. Ao longo dos últimos dois anos, o Brasil descobriu reservas em águas profundas com total estimado de 50 bilhões de barris de petróleo disponível.

Governo Lula quer fazer acordos previdenciários com Oriente Médio e África

O governo Lula pretende firmar acordos previdenciários com países da África e Oriente Médio e já traçou uma lista de lugares prioritários. O ministro da Previdência, Carlos Eduardo Gabas, e o chanceler Celso Amorim estiveram juntos na sexta-feira e consideraram Líbano, Síria, Israel, Angola, Moçambique e África do Sul como os próximos parceiros para esse tipo de negociação. O acordo previdenciário garante, após formalizado, que o tempo de contribuição do trabalhador em país estrangeiro seja contabilizado pelo seu país natal. Os acordos são recíprocos, ou seja, o estrangeiro no Brasil conta com o mesmo benefício. O tempo de contribuição previsto nos acordos serve, geralmente, para os cálculos de aposentadoria por idade, por invalidez e pensão por morte. Está definida para os próximos meses a assinatura de acordos já negociados com Japão, Estados Unidos e Canadá. Há ainda expectativa de concluir as negociações com Quebec e Alemanha. O governo brasileiro pretende também renovar em breve os acordos com Bélgica, Luxemburgo e Espanha e começar negociações com a França. Atualmente, estão em vigor acordos previdenciários com Luxemburgo, Itália, Grécia, Cabo Verde, Espanha, Portugal, Chile e os países do Mercosul (Argentina,Paraguai e Uruguai).

Indústria ferroviária prevê incremento de 30% ao ano com trem-bala

A implantação do projeto do trem-bala poderá levar a um incremento de ao menos 30% ao ano no faturamento da indústria ferroviária do País. Esta é a expectativa do presidente da Abifer (Associação Brasileira da Indústria Ferroviária), Vicente Abate. Segundo ele, o setor já vem se recuperando da queda causada pela crise de 2008 e o faturamento previsto para 2010 deverá ser um pouco superior ao de dois anos atrás quando chegou a R$ 2,6 bilhões. Abate afirmou que, como o governo cumpriu no edital do trem-bala a promessa de determinar que parte do equipamento do projeto fosse nacional, o trem-bala sozinho deverá levar a um incremento de receita de R$ 600 milhões a R$ 900 milhões ao ano. O edital do trem-bala prevê o leilão para o fim deste ano e a expectativa do governo é que as obras comecem ao fim de 2011.

Fidel visita chancelaria cubana em quinta aparição pública em nove dias

O ex-ditador cubano Fidel Castro visitou na sexta-feira a sede da Chancelaria, em frente ao Malecón de Havana, em sua quinta aparição pública em nove dias. Ele esteve reunido com os funcionários durante mais de uma hora. "Ele se reuniu conosco, estava muito bem", declarou um dos funcionários do Ministério das Relações Exteriores. Após quatro anos afastado da vida pública pela doença que o obrigou a ceder o poder para seu irmão Raúl Castro, o facínora genocída Fidel Castro voltou a ser notícia por suas reaparições públicas. No dia 7, visitou o Centro Nacional para Investigações Científicas, em Havana. Na última segunda-feira, apareceu em entrevista a um programa diário da TV local, em seu primeiro vídeo divulgado em quase um ano. Na terça-feira esteve no Centro de Pesquisas da Economia Mundial, também em Havana. Na quinta-feira esteve no Aquário Nacional de Havana.

Filho de ex-ditador paraguaio se livra de processos judiciais

O filho do ex-ditador paraguaio Alfredo Stroessner, que acompanhou o pai durante o governo dele e no exílio, poderá retornar livremente ao país depois que um juiz determinou na sexta-feira que uma causa judicial contra ele prescreveu. Gustavo Stroessner Mora, coronel da aviação visto pelo ex-ditador como seu sucessor na Presidência, enfrentava um processo por evasão impositiva que perdeu efeito com o tempo, mas que contemplava a expectativa da pena, explicou o juiz Andrés Casati. Stroessner reside atualmente em Brasília, onde seu pai se asilou após ser deposto em 1989 em um levante militar que teve como uma de suas causas as lutas internas para designar um sucessor. Alfredo Stroessner morreu em 2006, aos 93 anos, foi enterrado em Brasília e a família esperava poder trasladar seus restos ao Paraguai em algum momento.

Planos de saúde devem quase R$ 400 milhões ao SUS e serão inscritos na dívida ativa

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) informou que, ainda neste ano, vai inscrever na dívida ativa da União operadoras de planos de saúde que acumularam dívidas de cerca de R$ 400 milhões com o SUS (Sistema Único de Saúde). Segundo a legislação brasileira, os planos de saúde são obrigados a ressarcir o SUS quando um segurado recorre ao sistema público, em vez de ser atendido pela rede particular conveniada. A ANS não divulgou quantas das 1.480 operadoras que atuam no mercado brasileiro serão incluídas na dívida ativa. Segundo a ANS, a dívida total dos planos de saúde com o SUS pode chegar a R$ 370 milhões. Atualmente, o tempo médio entre o uso do serviço do SUS e a cobrança da dívida é de quatro anos, porque é necessária uma investigação para saber, por exemplo, se o cliente não estava em um período de carência do plano quando usou o serviço público. Ceschin quer reduzir esse tempo para, no máximo, um ano. Nos últimos seis anos, apenas R$ 115 milhões foram pagos pelos planos de saúde ao SUS, a título de ressarcimento.

Estudo diz que dependência econômica impede que vítimas deixem parceiros violentos

Centenas de milhares de vítimas de violência doméstica na América Latina permanecem nos lugares onde sofrem maus tratos porque não têm opção de moradia, segundo o estudo de uma Ong com sede em Genebra, na Suíça, divulgado na sexta-feira. O relatório do Centro pelo Direito à Moradia contra Despejos (Cohre) analisa a questão da violência contra a mulher no Brasil, na Argentina e na Colômbia. Nesses países, diz o estudo, "a falta de acesso a uma moradia adequada, incluindo refúgios para mulheres que sofrem maus tratos, impede que as vítimas possam escapar de seus agressores". "A dependência econômica aparece como a primeira causa mencionada pelas mulheres dos três países como o principal obstáculo para romper uma relação violenta", diz o estudo. A organização entrevistou dezenas de mulheres que já foram vítimas (ou continuam sendo) de violência doméstica em cada um desses três países analisados. O engraçado é que essa Ong deve recolher um monte de dinheiro para fazer uma pesquisa extremamente óbvia. Não precisava nada disso, bastava colocar um estudante de sociologia no plantão de uma delegacia de mulher durante uma semana para ter um retrato geral sobre a situação da violência doméstica.

Devon descobre indícios de petróleo em bloco com a Petrobras

A Devon informou à ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) que encontrou indícios de petróleo a 2.484 metros no bloco C-M-471, na bacia de Campos, o qual divide meio a meio com a Petrobras. A Devon vendeu seus ativos no Brasil para a BP, em março, mas a ANP ainda não aprovou a transação, que está sendo avaliada com mais rigor devido ao acidente envolvendo a empresa no Golfo do México. Segundo a assessoria da ANP, não há prazo para uma eventual decisão sobre a venda dos ativos. Por conta do acidente da BP a autarquia poderá também implantar novas regras de segurança para a exploração e produção de petróleo no Brasil, mas aguarda o resultado da investigação do desastre da BP para avaliar se isso será necessário. O bloco C-M-471 foi adquirido em 2005, na sétima rodada. O poço da descoberta é o 6DEV18PRJS.

Juíza argentina se nega a casar gays mesmo que "custe sua própria vida"

Uma juíza de paz argentina afirmou na sexta-feira que jamais realizará o casamento de casais homossexuais, um dia depois de o Senado aprovar uma lei que autoriza essas uniões. "Que me acusem do que quiser. Deus me diz uma coisa e eu vou obedecer com todo rigor, mesmo que custe meu cargo, e mesmo que me custe a vida", afirmou Marta Covella, juíza de paz da cidade de General Pico. "Fui criada lendo a Bíblia e sei o que Deus pensa. Deus ama a todos, mas não aprova as coisas ruins que as pessoas fazem. E uma relação entre homossexuais é uma coisa ruim diante dos olhos de Deus", assinalou ela. A Argentina se converteu na madrugada de quinta-feira no primeiro país da América Latina a autorizar o casamento entre homossexuais, com uma histórica e longa votação no Senado. A lei foi aprovada com 33 votos a favor, 27 contra e 3 abstenções, depois de uma sessão que durou mais de 14 horas e apesar da oposição da Igreja Católica, que liderou uma intensa mobilização social para impedir a aprovação do projeto.

PSC expulsa ex-deputado da "oração da propina" do partido

O ex-deputado distrital Júnior Brunelli, flagrado no vídeo da "oração da propina", em Brasília, foi expulso do PSC. Segundo a assessoria do presidente da sigla, Vítor Nósseis, Brunelli foi expulso por improbidade e por ter tentado registrar sua candidatura a deputado federal por Brasília sem a permissão do partido. Brunelli foi filmado recebendo dinheiro do delator do Mensalão do Distrito Federal, Durval Barbosa. No vídeo da "oração da propina", ele e o ex-deputado Leonardo Prudente (sem partido), também suspeito de participação no esquema de corrupção no Distrito Federal, fazem uma prece pela vida de Durval. Segundo denúncia feita na Operação Caixa de Pandora, Brunelli recebeu R$ 5,5 milhões de propina entre 2006 e 2009. Ele é acusado pelo Ministério Público de enriquecimento ilícito no exercício do mandato por receber o Mensalão pago pelo ex-governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido). Brunelli renunciou ao mandato em março e evitou a cassação pela Câmara do Distrito Federal. O seu pedido de candidatura a deputado federal, realizado no dia 10, no Tribunal Regional Eleitoral, foi impugnado pelo Ministério Público no dia 14.

Rio de Janeiro poderá captar mais R$ 10 bilhões com medida provisória

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), afirmou na sexta-feira que a cidade poderá captar mais R$ 10 bilhões após a assinatura nesta segunda-feira de uma medida provisória que flexibiliza o endividamento dos municípios que receberão jogos da Copa. "O presidente Lula vai fazer uma justiça com os municípios, que têm capacidade de endividamento muito restrita. No caso dos municípios, a capacidade de endividamento é exatamente igual à quantidade de receitas correntes líquidas. Nos Estados, essa proporção é de dois para um. Ele vai equiparar a situação em cidades que têm Olimpíada e Copa do Mundo e abrir a possibilidade de contrair novos empréstimos", disse. A medida tem o objetivo de acelerar o cronograma de obras. A Fifa tem mostrado preocupação com o andamento das obras para a Copa de 2014. Esse é um dos maiores crimes cometidos pela administração petista de Lula, quebrando a Lei de Responsabilidade Fiscal e permitindo que municípios possam voltar a serem administrados de forma irresponsável.

Hélio Costa chama de "risível" ação do PSDB contra Sensus

O candidato do PMDB ao governo de Minas Gerais, Hélio Costa, chamou de risível a representação do PSDB contra o instituto Sensus protocolada na última quinta-feira na Procuradoria Regional Eleitoral do Estado. "Adversário não gostou dos números da pesquisa que ainda não foi divulgada. Contesta as perguntas. Isto sim... é risível", disse Hélio Costa no Twitter. Segundo a coligação do candidato tucano, o governador Antonio Anastasia, o instituto Sensus é suspeito de fraudar pesquisa ao governo mineiro registrada na terça-feira. O PSDB diz que a primeira irregularidade está na divulgação da pesquisa um dia depois do registro feito. A lei eleitoral pede um prazo mínimo de cinco dias. Apesar de não ter sido publicada oficialmente, a pesquisa tem sido vazada para a imprensa e mostra Costa na frente da disputa, afirma o partido. O partido também reclama da forma com as perguntas foram feitas. Em uma delas, o vice do peemedebista, Patrus Ananias (PT), é apresentado, segundo o partido, como "ministro do Bolsa Família" ao invés de "ex-ministro do Desenvolvimento Social". "Trata-se de despudorada tentativa de vincular a chapa ao programa assistencial que constitui o carro-chefe do governo federal, vinculação essa que cabe à propaganda eleitoral e não ao instituto de pesquisa quando da elaboração de questionário", diz o PSDB na representação. A campanha de Anastasia diz haver ainda outras irregularidades como a não identificação das cidades onde houve a pesquisa.

Juiz condena à prisão perpétua americano que espionou para Cuba

A justiça federal americana condenou o ex-funcionário do Departamento de Estado, Walter Kendall Myers, à prisão perpétua, e sua mulher a 81 meses de prisão, por terem espionado para Cuba durante três décadas. Segundo o Departamento de Justiça, Walter Kendall Myers, de 73 anos, e sua mulher Gwendolyn, de 72 anos, foram detidos em junho de 2009. Meses depois, declararam-se culpados de fornecer material secreto a Cuba. Myers, conhecido como "Agente 202", iniciou a carreira no Departamento de Estado em 1977. O casal deverá também pagar multa de US$ 1,73 milhão. Myers começou a espionar para Cuba seis meses depois de uma viagem à ilha, em dezembro de 1978, confessou o casal. Em 1985, obteve acesso à informação classificada "top secret", e três anos depois passou à seção de inteligência e investigação do Departamento de Estado. Desde 2001 até a aposentadoria, em outubro de 2007, Myers foi analista de temas europeus nessa seção secreta. Teve acesso a pelo menos 200 informes sobre Cuba, conforme descobriu o FBI no computador do agente, durante investigação que durou vários anos Sua mulher, conhecida como "Agente 123" e "Agente E-634", trabalhava em um banco de Washington.

Diretor da "Playboy" deixa cargo após proposta de dona da "Penthouse"

O diretor da Playboy Enterprises, Russell Pillar, pediu demissão após a proposta de compra da empresa pela FriendFinder Networks, a companhia proprietária da revista "Penthouse". A informação foi comunicada na sexta-feira pela Playboy à SEC (comissão de valores mobiliários americana). Pillar, que entrou no conselho de administração da Playboy, sediado em Chicago, em 2003, disse que sua saída foi efetivada na última quinta-feira. O executivo explicou que sua decisão não era resultado de divergências com a empresa, mas porque "não podia prosseguir com os compromissos que a companhia exige neste momento". A companhia recebeu uma oferta de compra da dona da concorrente "Penthouse" por US$ 210 milhões e outra de seu próprio fundador, Hugh Hefner, de US$ 185 milhões, que contaria com a participação do grupo de investimentos Rizvi Traverse Management. Na segunda-feira, Hefner fez sua proposta e disse que sua intenção era tirar a Playboy do mercado de ações. A companhia foi afetada por uma crescente queda da publicidade na revista "Playboy", seu carro-chefe, e por um forte aumento na concorrência dos conteúdos adultos na internet. Hefner tem 69,5% do capital da Playboy Enterprises, mas detém apenas 27,7% dos títulos de classe B, os que dão direitos políticos.

Primeira bispa luterana deve renunciar na Alemanha

Uma agência de notícias alemã informou que a primeira mulher eleita como bispa luterana está renunciando em meio a alegações de não conseguir investigar completamente casos de abuso sexual. A agência DAPD informou na sexta-feira que a bispa protestante de Hamburgo, Maria Jepsen, deve anunciar sua renúncia. A bispa, de 65 anos, recentemente esteve sob fogo cruzado por conta de alegações de que sabia sobre casos de abuso sexual por vários anos, mas não tomou nenhuma atitude. Jepsen foi eleita bispa luterana em 1992, tornando-se a primeira mulher em todo o mundo a assumir tal cargo.

Acordo permite presença de navios dos Estados Unidos na Costa Rica

A oposição e movimentos esquerdopatas na Costa Rica protestam contra a aprovação pelo Legislativo, neste mês, de um acordo com os Estados Unidos que autoriza a chegada ao país de até 46 navios de guerra americanos, com capacidade para abrigar até 7.000 fuzileiros navais e 200 helicópteros. O governo Barack Obama e o da costarriquenha Laura Chinchilla, centrista que tomou posse em maio, sustentam que o acordo, que vigorará de julho a 31 de dezembro, é apenas um adendo da cooperação antidrogas bilateral de 1999. O acordo passou em 30 de junho no Parlamento unicameral do país, apesar do esforço da oposição de deixar o plenário para que não houvesse quórum. Segundo a transcrição do debate, os oficiais americanos poderão desembarcar na Costa Rica com uniformes militares e estão autorizados a realizar "todas as atividades que considerem necessárias para o desempenho de sua missão".

Trem-bala para ligar São Paulo ao Rio de Janeiro pode custar R$ 50 bilhões

Na avaliação de um executivo de uma grande construtora interessada no trem-bala, que ligará Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro, as empresas que participam do consórcio da hidrelétrica de Belo Monte não têm capital suficiente para bancar participação relevante no projeto. Nem condições de entrar no projeto do trem-bala sem se associar a um dos grupos estrangeiros que detêm a tecnologia e a experiência para esse empreendimento. Estudos preliminares feitos por essa construtora sugerem que o custo do projeto fique perto de R$ 50 bilhões. Quando um executivo de grande empreiteira fala em 50 bilhões, você pode ir trabalhando com valores finais de 90 a 100 bilhões de reais. É totalmente irreal para o País esse projeto. Por esse valor dá para construir 100 aeroportos modernos no Brasil.

New York Times denuncia que a elite turca ajudou a organizar frota atacada por Israel

A "organização de caridade" responsável pela embarcação turca que liderou o "comboio humanitário", abordado pelo Exército de Israel em 31 de maio, tem ligação com a elite da Turquia, e a tentativa da frota de desafiar o bloqueio israelense à Faixa de Gaza teve o apoio do governo turco, conforme o jornal The New York Times, que cita diplomatas e fontes do governo. De acordo com o The New York Times, embora tenha sido criticada no Exterior, a ação do grupo, denominado I.H.H., ajudou o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, a obter o apoio da ala muçulmana conservadora do país e aumentar a influência da Turquia no mundo árabe. Segundo fontes do governo turco, cerca de dez parlamentares do governista AK (Partido da Justiça e Desenvolvimento) consideraram a possibilidade de embarcar no navio Mavi Marmara, que foi abordado por soldados e teve nove terroristas mortos em reação à selvagem agressão que promoviam sobre soldados de Israel. No entanto, funcionários do ministério turco de Relações Exteriores alertaram que a presença dos políticos poderia acirrar demais as tensões com Israel. Ao retornarem à Turquia, os ativistas foram bem recebidos por representantes do governo, de acordo com Huseyin Oruc, vice-presidente do grupo, que estava na embarcação. "Quando voltamos à Turquia, eu estava com medo do que poderia acontecer devido ao episódio, mas quando desci do avião em Istambul vi Bulent Arinc, o vice-primeiro-ministro, em prantos", disse ele, citado pelo jornal: "Nós temos uma boa coordenação com o sr. Erdogan". Egemen Bagis, ministro turco para assuntos europeus, tentou negar que o AK mantenha laços com o grupo. "O I.H.H. não tem nada a ver com o AK, e não existe uma agenda secreta," disse Bagis. De acordo com o jornal The New York Times, 21 pessoas que fazem parte do I.H.H. têm fortes elos com o AK. Em janeiro, Murat Mercan, presidente do comitê parlamentar de Relações Exteriores e alto membro do partido, se juntou a um comboio terrestre para Gaza organizado pelo grupo que tentava forçar a entrada na região pela passagem de Rafah, no Egito. O "grupo humanitário" foi fundado no início da década de 90, a princípio para ajudar a população carente em Istambul e as vítimas da guerra na Bósnia. Hoje, o I.H.H. atua em mais de cem países, e é uma instituição de apoio a organizações terroristas islâmicas. A entidade possui um braço na Cisjordânia e outro em Gaza. Uma carta escrita em 21 de junho e assinada por 87 senadores americanos pede que o grupo seja qualificado como organização terrorista internacional. Nesse caso, os Estados Unidos devem investigar as atividades da documentarista Iara Lee, brasileira de ascendência coreana que estava no navio turno que pretendeu afrontar ilegalmente o bloqueio israelense à Faixa de Gaza. Israel já acusou o grupo de manter ligações com as organização terroristas Hamas e a rede Al Qaeda.

Lula fez campanha no horário de expediente

Lula fez campanha no horário do expediente ao subir, na sexta-feira, no palanque do comício fracassado de Dilma Rousseff na Cinelândia, no Rio de Janeiro. Esse pelo menos é o entendimento da Casa Civil. Em resposta a um requerimento de informação de autoria do líder do DEM na Câmara dos Deputados, o deputado federal Paulo Bornhausen (SC), a Casa Civil afirma que: “Conforme o Tribunal Superior Eleitoral, exatamente por ser agente político, não está o Chefe do Executivo sujeito a jornada de trabalho com horários prefixados, não havendo para ele horário de expediente normal". Em outras palavras: “O presidente não tem hora de trabalho fixado. Não deixa de ser presidente. Não bate o cartão de ponto”, explicou o assessor de imprensa da Casa Civil, Gustavo Santana. Tal entendimento é compartilhado pela vice-procuradora-geral eleitoral, Sandra Cureau. “Lula não deixa de ser presidente em momento nenhum. Ele está presidente. Acho muito discutível dizer: num horário ele está dando expediente e em outro ele não está”, disse Sandra Cureau, que não descarta preparar uma nova representação contra Lula e Dilma. “Em tese cabe uma representação. Mas antes é preciso avaliar os fatos”, ressaltou a procuradora. De posse do ofício, Bornhausen diz que vai procurar a equipe de campanha de Serra para estudar uma forma de enquadrar Lula na Lei Eleitoral por uso da máquina pública e abuso de poder a favor da campanha de Dilma.

Serra diz que Lula e Fernando Henrique Cardoso são mais parecidos

O candidato à Presidência da República pelo PSDB, José Serra, afirmou na sexta-feira, em Pernambuco, que se vencer as eleições vai "peitar" o Congresso Nacional e fazer a reforma política no Brasil. Durante entrevista a uma emissora local de rádio, ele lembrou que seus antecessores, Lula e Fernando Henrique Cardoso, não conseguiram fazer a reforma, e chegou a dizer que o petista e o tucano são parecidos. "O Lula não aceitou minha proposta de reforma política e nem o Fernando Henrique tentou fazer. Você sabe que o Lula e Fernando Henrique são mais parecidos do que parecem? Eu conheço bem os dois e posso garantir", disse José Serra, em entrevista à Radio Jornal, de Recife.

Ministério Público Eleitoral pede multa a Dilma e a PT paulista

O Ministério Público Eleitoral entrou com uma representação contra a candidata à Presidência da República pelo PT, Dilma Rousseff, e o Diretório Estadual do PT em São Paulo. O motivo é a prática de propaganda eleitoral antecipada em inserções veiculadas em rede regional de televisão nos dias 11, 14, 16 e 18 de junho. Segundo a representação, Dilma citou as realizações do governo federal no Estado como exemplos do que faria por São Paulo se fosse eleita. Para a autora da ação, a vice-procuradora-geral eleitoral Sandra Cureau, o discurso partiu da pré-candidata ao governo federal, dando ao discurso caráter de plataforma política e promessa de campanha. A propaganda eleitoral só passou a ser permitida no dia 6 de julho. Sandra Cureau também afirmou que a frase "é hora de acelerar e seguir em frente" caracteriza futuro slogan de campanha. Apontando a repetitividade de conduta da candidata petista, a procuradora pede multa máxima da R$ 25 mil a Dilma e entre R$ 5 mil e R$ 25 mil para o PT-SP.

Inquérito aponta suicídio como causa da morte de ex-assessor do governo gaúcho em Brasília

Um ano e cinco meses após a morte de Marcelo Cavalcante, a Polícia Civil de Brasília concluiu o inquérito apontando que o ex-assessor do governo gaúcho cometeu suicídio. Mas, apesar de concordar com a tese, o Ministério Público brasiliense preferiu reabrir as investigações. Diz o represente do Ministério Público que a intenção é esgotar as possibilidades de homicídio antes de arquivar o caso. Na tentativa de eliminar suspeitas de assassinato levantadas pela família de Cavalcante, o promotor Marcelo Leite Borges requisitou à polícia, no início de junho, novas diligências e perícias. Entre as tarefas que os policiais terão de cumprir até setembro está a busca por supostas testemunhas relatadas no depoimento de Marcos, irmão do ex-assessor. Marcelo Cavalcante foi encontrado morto no Lago Paranoá em fevereiro de 2009. Somente depois de analisar os novos resultados é que o promotor irá decidir o rumo do inquérito.

SIP afirma que Lula ameaça a democracia

O presidente da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), Alejandro Aguirre, afirmou que o governo do presidente Lula “não pode ser chamado de democrático’’. Segundo ele, Lula pode ser comparado a Hugo Chávez (Venezuela), Evo Morales (Bolívia) e Cristina Kirchner (Argentina), os quais, apesar de eleitos democraticamente, usam o governo para reduzir a liberdade de imprensa. O “apoio moral’’ que o Brasil dá à ditadura em Cuba, a tentativa de aprovar leis no Congresso que limitam a liberdade de imprensa e o uso da publicidade oficial foram citadas por Aguirre como sinais de fraqueza da democracia no Brasil, assim como na Argentina e no Equador.

Membro do maior clã petista do Brasil tenta condicionar os debates no País

Neste final de semana, no jornal Folha de S. Paulo, o matemático Claudio Weber Abramo, dirigente da organização filopetista Transparência Brasil, e membro do maior clã petista no País, o da família Abramo (seu tio, já falecido, o jornalista Perseu Abramo, dá o nome para a fundação do PT), escreve mais uma catilinária pretensamente moralizante e estende lições para os brasileiros de todos os Estados, além de ainda dizer o que devem fazer os veículos de comunicação que produzem debates com os candidatos para a eleição de outubro. Ele dá particular atenção para as eleições proporcionais. Claro, essa é a grande pretensão do PT, já enunciada claramente por Lula: os petistas querem maioria na Câmara e no Senado Federal, para que possam mudar a Constituição a seu bel prazer e instaurar aqui o socialismo bolivariano. Veja o que diz o artigo aparentemente inocente de Claudio Weber Abramo: "Silêncio e mistificação - É interessante que não seja inaceitável que um candidato se cale sobre corrupção. Conforme sempre mostram os levantamentos de opinião, a corrupção é um dos temas que mais preocupam o brasileiro. Apesar disso, o seu combate não aparece em campanhas eleitorais. Geralmente os candidatos nada têm a dizer a respeito -e, de toda forma, jamais são questionados sobre isso em debates, sabatinas e entrevistas. O principal motivo para o silêncio é o fato de o assunto costumar ser tratado no plano moral. Quando se menciona a corrupção, o que mais se ouve são alusões a defeitos individuais do ser humano, o que leva à pseudoexplicação de que ela seria um problema 'cultural'. Uma vez adotado esse ponto de vista, nada mais há a discutir senão exortações vago-genéricas que, uma vez distiladas, se reduzem à expressão do desejo de que seria melhor se as pessoas se comportassem de outra forma. Em suma, mistificação. Não se deveria permitir que candidatos em eleições, em qualquer nível, escapassem de forma tão conveniente. Ainda mais porque, sendo todos eles familiarizados com os mecanismos da corrupção, com a qual conviveram ao longo de suas vidas públicas, é impossível que desconheçam ao menos algumas de suas principais causas objetivas. Portanto, não é crível que ignorem transformações legais e administrativas que poderiam estimular e promover para reduzir a corrupção caso venham a ser eleitos. Observe-se que isso vale não apenas para candidatos à Presidência da República como, também, para quem concorre aos governos estaduais. Corrupção não acontece só em Brasília. Vale ainda para candidatos ao Senado, à Câmara dos Deputados e às Assembleias Legislativas, pois são esses os responsáveis tanto pela promulgação de leis quanto pela fiscalização do Executivo. É interessante que, no Brasil, se julgue impensável que um candidato silencie sobre temas cansativamente recorrentes da educação, da saúde, do saneamento e assim por diante (é claro que os contendores sempre dizem as mesmas trivialidades pasteurizadas), mas não se considere inaceitável que alguém busque o voto do eleitor sem se manifestar sobre as causas das perdas provocadas pela corrupção e como reduzi-las. Fica a sugestão aos idealizadores de debates eleitorais no sentido de sempre formularem aos candidatos a qualquer cargo duas perguntas: 1) quais são, em seu entender, as causas da corrupção? e 2) se eleitos, qual o programa que pretendem executar para reduzi-la? Respostas situadas no terreno embromatório da moral e da "cultura" assinalarão ignorância injustificável (na melhor das hipóteses) ou intenção deliberada de evitar o assunto". É muito engraçado esse senhor. Quando se senta para almoçar em família, cercado por petistas de todos os lados, ele não questiona a incrível corrupção promovida pelo partido do qual sua família é fundadora? Ele não se preocupa em medir o nível da corrupção promovida pelo partido da sua família, a maior já promovida no País, com o Mensalão do PT, porque conspurcou mesmo a base do funcionamento da democracia, ao comprar apoios políticos de partidos e parlamentares ao governo Lula? O senhor Claudio Weber Abramo, candidato a novo Catão brasileiro, pensa que irá enganar os leitores da Folha de S. Paulo até quando? Agora ele já quer condicionar a pauta e o debate político no Brasil. Essa estratégia bolivariana é conhecida.

Academia de Polícia gaúcha realiza matrícula de grupo de novos delegados

O grupo de novos alunos, aprovados para o cargo de Delegado de Polícia, realizou matrícula na sexta-feira. A ação ocorreu na sede da Academia de Polícia (Acadepol), localizada na Rua Comendador Tavares, 360, no bairro Navegantes, em Porto Alegre. Os convocados para matrícula atendem à decisão da administração da governadora Yeda Crusius (PSDB) e integram a 44ª turma de formação de Delegados de Polícia da Acadepol. As aulas teóricas e práticas, em regime de turno integral, têm início previsto para este mês de julho. Nenhum governador do Rio Grande do Sul terá nomeado tantos delegados durante seu mandato como a governadora Yeda Crusius.