sexta-feira, 20 de agosto de 2010

PSDB acusa que PT investe contra liberdade de imprensa desde o começo do governo

O presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), rebateu nesta sexta-feira as declarações do ministro da Comunicação Social, Franklin Martins, de que o candidato José Serra (PSDB) "falta com a verdade" ao acusar o governo federal de cercear a liberdade de imprensa. Sérgio Guerra disse, em nota, que o PT tem investido contra a liberdade dos meios de comunicação de massa desde o início do governo Lula e expôs sua posição no primeiro programa de governo registrado pela candidata Dilma Rousseff (PT) no Tribunal Superior Eleitoral. "Se a imprensa no Brasil é livre e cumpre sua missão, deve isso não ao governo e a seu partido, o PT, mas à derrota e à rejeição das ameaças contra a liberdade de expressão expostas no Plano Nacional de Direitos Humanos III e no primeiro da série de programas de governo registrados pela candidata do PT". Na nota, Sérgio Guerra afirma que as conferências nacionais realizadas pelo PT no País propuseram o controle social da mídia e a criação de "instâncias punitivas para os que não se submetam aos seus ditames". Sérgio Guerra disse que Franklin Martins, jornalista, já manifestou publicamente seu "entusiasmo pelas teses que conspiram contra os fundamentos mais elementares" da sua profissão. "Sua nota, pois, desmente a si mesmo", afirmou Sérgio Guerra.

Juiz suspende propaganda de Protógenes a pedido de Maluf

O juiz Mario Devienne Ferraz, do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, suspendeu nesta sexta-feira a propaganda do delegado federal Protógenes Queiróz, candidato do PCdoB à Câmara dos Deputados por São Paulo. O pedido foi feito pelo deputado federal Paulo Maluf, que concorre à reeleição pelo PP paulista. No horário eleitoral da televisão, exibido na quinta-feira, a campanha do justiceiro Protógenes Queiroz mostrou a prisão de Maluf em 2005, que aconteceu durante uma investigação conduzida pelo delegado da Polícia Federal. "Protógenes Queiroz prendeu bandidos perigosos, políticos desonestos e recuperou mais de 40 milhões. Desmantelou quadrilhas que lesavam o povo", diz a propaganda do candidato neocomunista, conhecido também pela Operação Satiagraha, que prendeu o banqueiro Daniel Dantas. Para os advogados de Maluf, o anúncio é ilegal, ofensivo e degradante: "Verifica-se também a utilização de imagem de candidato que pertence a outro partido e coligação, o que, em tese, estaria em oposição ao previsto na legislação eleitoral", disse o juiz, na sua decisão. Protógenes Queiroz escolheu bem o partido pelo qual concorrer. Afinal, ele se acostumou a fazer Justiça, utilizando a mídia para seus justiçamentos eletrônicos.

Guido Mantega descarta manipulação na avaliação de reservas do pré-sal

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse nesta sexta-feira que a avaliação das reservas do pré-sal para a capitalização da Petrobras levará em conta apenas critérios técnicos. "A capitalização da Petrobras será feita de acordo com uma retaguarda técnica com bases concretas. Então, não se trata de um jogo, quem vai ganhar, quem vai perder, vou puxar um pouco para a União, vou puxar um pouco para a Petrobras. Estou nos dois lados, não posso puxar para nenhum lado. Tem que ser absolutamente justo e tem que ser aquilo que as análises técnicas definirem", disse ele após participar da assinatura de empréstimo de US$ 1 bilhão do Banco Mundial para a Prefeitura do Rio de Janeiro. O objetivo da análise é mapear 5 bilhões de barris que serão usados no processo de cessão onerosa. A União vai ceder esse volume à estatal, e a partir do preço das reservas, vai ser definido o valor que a Petrobras terá que captar na Bolsa, na oferta de ações que será feita, e também quanto o governo terá que aportar para manter sua participação na empresa.

Bank of America e Visa vão testar pagamentos com celulares

O Bank of America, maior banco comercial dos Estados Unidos, e a Visa, maior processadora de pagamentos do mundo, planejam iniciar em setembro um programa de testes que permitirá que os consumidores utilizem smartphones para pagar por suas compras em lojas. O programa, que se estenderá até o final do ano na região de Nova York, é o maior passo que as duas empresas já planejaram na direção da criação de uma "carteira digital" dotada de diversas capacidades financeiras e incorporada aos celulares inteligentes. Grandes bancos, companhias de tecnologia e fabricantes de celulares norte-americanos estão brigando pela liderança nesse segmento que, na opinião de alguns especialistas, pode se tornar o meio primário para compras cotidianas. A Visa também planeja conduzir um programa de testes semelhante com o US Bancorp este ano. Uma porta-voz do US Bancorp confirmou que o banco iniciaria o projeto piloto em outubro. Embora os pagamentos com celulares estejam em uso há anos em países como o Japão, a adoção da tecnologia vem sendo muito mais lenta nos Estados Unidos.

Diplomatas afirmam que Israel e palestinos retomarão negociações diretas em setembro

Diplomatas e fontes ligadas às negociações afirmaram nesta sexta-feira que as lideranças palestinas e de Israel aceitaram retomar conversas diretas de paz no próximo dia 2 de setembro, em Washington, nos Estados Unidos. A retomada, se acontecer de fato, romperia 20 meses de interrupção no diálogo direto pela paz no Oriente Médio, um processo que se arrasta há 62 anos. Os Estados Unidos, sob o novo presidente muçulmano Barack Obama, renovaram os esforços para avançar nas conversas de paz entre seu aliado Israel e a liderança palestina. Desde maio, o enviado americano para o Oriente Médio, George Mitchell, atua como mediador das chamadas "conversas de proximidade" entre o premiê israelense, Binyamin Netanyahu, e o presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas, sem grandes avanços. O Quarteto para o Oriente Médio (Estados Unidos, ONU, Rússia e União Européia) espera que um tratado que crie um Estado palestino em paz com Israel seja concluído em um ano. Segundo o texto do anúncio, o quarteto defende um acordo que "encerre a ocupação que começou em 1967 e resulte no surgimento de um Estado palestino independente, democrático e viável, convivendo em paz e segurança com Israel e seus outros vizinhos". As possibilidades de um acordo são muito remotas, porque os palestinos, cada vez mais dominados pelo fanatismo islâmico fascista, pretendem liquidar com Israel e os judeus. Cada criança palestina é ensinada, diariamente, em suas escolas, a assassinar judeus.

Marina Silva critica uso "oportunista" da imagem de Lula

A candidata do PV à Presidência, Marina Silva, disse que sua ligação de 30 anos com o presidente Lula não pode ser apagada, mas criticou o uso oportunista da imagem do petista, com avaliação positiva recorde. "Não sou favorável a reescrever a história. A minha história durante 30 anos foi ligada ao presidente Lula. Por cinco anos fui sua ministra. A história revela este ponto de contato. Naquilo que, sem ferir o Tribunal Superior Eleitoral, for necessário colocar na TV, não vejo porque aviltar a história. Mas terei todo o cuidado de não ser oportunista", declarou ela. O problema de Marina Silva é que ela não abandona nunca a seu papel de "santarrona". Questionada se estava fazendo uma crítica ao tucano José Serra, que levou imagens de Lula ao ar em seu programa eleitoral, a candidata do PV declarou: "Não tenho a avaliação do contexto porque não assisti ao programa. Não vou fazer uso indevido da imagem de quem quer que seja". É a santinha da floresta.

Steel do Brasil aprova capitalização de R$ 1,3 bilhão em ações

A mineradora Steel do Brasil, empresa recentemente criada por um grupo alemão com interesse em investir em minério de ferro no Brasil, anunciou nesta sexta-feira que seu conselho aprovou um aumento de capital em R$ 1,305 bilhão. A capitalização será feita por meio de emissão de 435 milhões de ações ordinárias a um preço de R$ 3,00 por papel, com os recursos obtidos reservados para concluir as aquisições feitas pela empresa neste ano. Segundo comunicado da empresa, "os acionistas poderão exercer o direito de preferência para subscrever ações no aumento de capital durante o prazo de 30 dias, iniciando-se em 24 de agosto de 2010 e terminando em 22 de setembro de 2010".

AmBev adquire 15% da venezuelana Cerveceria Regional

A AmBev e a Cerveceria Regional anunciaram nesta sexta-feira que iniciaram o processo de integração de suas operações na Venezuela. Após a conclusão do negócio, a AmBev deterá 15% da Regional. A participação da empresa brasileira, contudo, poderá aumentar para 20% no prazo de quatro anos. Os valores envolvidos no negócio não foram divulgados. "A operação criará um competidor mais forte e dinâmico na Venezuela, que é o segundo maior mercado consumidor de cerveja da América do Sul. Com a transação, as duas companhias poderão complementar suas abrangências geográficas, além de compartilhar as melhores práticas adotadas por ambas", afirmam as empresas em comunicado. A operação, que está sujeita a aprovação de órgãos reguladores, deve ser concluída até o final deste ano, segundo as companhias. Fundada em 1929, a Regional produz as cervejas Regional Light, Regional Draft e Pilsen. A AmBev opera na Venezuela desde 1994, inicialmente com a marca Brahma, com uma fábrica instalada na cidade de Barquisimeto, no Estado de Lara.

Rússia protesta contra extradição de "Mercador da Morte" para os Estados Unidos

O governo da Rússia protestou contra a decisão da Justiça da Tailândia de extraditar o russo Viktor Bout, conhecido como "Mercador da Morte", para que seja julgado nos Estados Unidos. O ministro de Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, descreveu a decisão anunciada pelas autoridades tailandesas nesta sexta-feira como ilegal e afirmou que foi tomada sob forte pressão externa. Lavrov afirmou que a Rússia continuará a lutar para que Bout seja enviado ao país. Viktor Bout é acusado de ter vendido armas para grupos insurgentes em vários países, da África, América Latina e Oriente Médio. Ele foi preso na Tailândia, em 2008, em uma operação em que agentes americanos se disfarçaram de guerrilheiros das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, organização terrorista e traficante de cocaína) tentando comprar armas. Uma corte tailandesa havia rejeitado o pedido de extradição apresentado pelos Estados Unidos, mas a apelação de Washington foi aceita por uma corte de instância superior nesta sexta-feira. As autoridades americanas apresentaram duas novas acusações de lavagem de dinheiro e fraude eletrônica contra Bout antes da audiência desta sexta-feira. Se a apelação tivesse sido rejeitada, o russo teria que aguardar na prisão uma nova decisão da Justiça. A corte deu às autoridades três meses para lidar com as novas acusações, mas o mais provável é que os Estados Unidos abandonem os casos para que a extradição ocorra o mais rapidamente possível. "A corte decidiu detê-lo para que seja extraditado para os Estados Unidos", afirmou o juiz Jitakorn Patanasiri. Bout é acusado de conspiração para matar americanos, conspiração para enviar material de apoio a terroristas e conspiração para adquirir e usar mísseis antiaéreos. O filme "O Senhor das Armas", estrelado por Nicolas Cage, foi baseado nas acusações sobre Bout. Seu advogado argumenta que Bout não vai receber um julgamento justo nos Estados Unidos, onde as autoridades o acusam de ter fornecido armas a ditadores, à rede Al Qaeda e ao Taleban, como se a Justiça americana fosse igual à de Cuba ou da Venezuela. Agências da ONU e vários governos ocidentais relataram que Bout entregou armas a ditadores e senhores de guerra na África e no Afeganistão, violando uma série de embargos das Nações Unidas.