segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Lula prega em Santa Catarina a extirpação do DEM da vida política nacional

Em comício da candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, na noite desta segunda-feira, em Joinville, Santa Catarina, o presidente Lula defendeu que o partido de oposição DEM seja "extirpado" da política brasileira. Lula disse que o Democratas "alimenta ódio". "Eu não quero crer que esse povo extraordinário de Santa Catarina vá pensar em colocar no governo alguém de um partido que alimenta ódio, que entrou na Justiça para acabar com o ProUni, como o DEM entrou", declarou Lula. De acordo com pesquisa mais recente do Ibope, o candidato do DEM ao governo catarinense, Raimundo Colombo, assumiu a liderança. Colombo tem o apoio do PSDB e do PMDB do ex-governador Luiz Henrique, apoiado por Lula em 2006 e que hoje disputa vaga no Senado. Em referência ao escândalo do Mensalão do PT, Lula disse ter sido alvo da "direita raivosa" que "levou Getúlio Vargas a dar um tiro no coração" e também impulsionou a ditadura militar no País. "Essa mesma direita tentou fazer o mesmo comigo em 2005, e não fez. Porque eu tinha um ingrediente a mais, eu tinha vocês, e eles nunca tinham lidado com um presidente da República que tinha nascido no berço da classe operaria desse País", afirmou Lula.

Cuba vai demitir 500 mil funcionários até o primeiro trimestre de 2011

A ditadura de Cuba vai eliminar mais de meio milhão de empregos até o primeiro trimestre de 2011, em uma tentativa de elevar a produtividade e tornar sua economia mais eficiente, anunciou nesta segunda-feira o sindicato único de trabalhadores, em uma das mudanças de rumo mais importantes decidida pelo governo em décadas. O ditador cubano, o gerontocrata facínora Raúl Castro, já havia anunciado em abril um plano que prevê a demissão de mais de 1 milhão de funcionários públicos nos próximos cinco anos, como parte de suas reformas moderadas para melhorar a produtividade do trabalho e elevar a qualidade dos serviços. "Dentro do processo de modernização do modelo econômico e das previsões da economia para o período de 2011-2015, está prevista a redução de mais de 500 mil trabalhadores do setor estatal", disse a Central de Trabalhadores de Cuba. "O calendário para a execução do plano foi traçado pelos organismos e empresas até o primeiro trimestre de 2011", acrescentou a central. O Estado é o maior empregador em Cuba (para não dizer o único), e a decisão de eliminar 20% de sua força de trabalho deixa muitos trabalhadores na incerteza em relação a seu futuro. O governo assegurou que ninguém ficará desamparado e ofereceu recolocar os funcionários excedentes em outros setores que historicamente são deficitários de mão-de-obra no país, como a agricultura, a construção, a educação e a polícia, entre outros. Ou seja, a ditadura cubana está pretendendo aplicar uma espécie de modelo cambojano no País. "Nosso Estado não pode nem deve continuar a manter empresas, entidades produtivas, com orçamentos inflados e prejuízos que prejudicam a economia", assinalou o documento. Segundo o texto, a Central de Trabalhadores disse que foram anunciadas várias medidas que abrangem desde eliminar o estudo como forma de emprego e a aposentadoria antecipada até a modificação dos salários dos trabalhadores excedentes (vale dizer, a redução salarial). Mesmo assim, para absorver os futuros desempregados, serão criadas outras alternativas de emprego, como "o arrendamento, o usufruto, as cooperativas e o trabalho por conta própria, para onde vão se deslocar centenas de milhares de trabalhadores nos próximos anos", segundo o documento. Esse é o modelo do PT e de Lula.

Chefe da Casa Militar gaúcha protocola aposentadoria e deixa o cargo

A governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), tomou nesta segunda-feira a decião de praticamente desmontar, quase extinguir, a Casa Militar do Palácio Piratini. Logo cedo, pela manhã, o chefe da Casa Militar, tenente-coronel Marco Antônio Quevedo, chefe do órgão, protocolou pedido de aposentadoria no Departamento Administrativo da Brigada Militar. Ao mesmo tempo, a governadora Yeda Crusius comandava reunião na qual foi decidido que a Casa Militar estava sofrendo um corte de 50% dos seus efetivos. Também ficou decidido pela governadora que os membros da Casa Militar não terão mais acesso ao sistema Consultas Integradas. As mudanças ocorrem 10 dias depois de o sargento César Rodrigues de Carvalho, que atuava na Divisão de Inteligência da Casa Militar, ser preso a pedido do Ministério Público sob suspeita de extorquir contraventores e de acessar indevidamente dados sigilosos de políticos e de autoridades. Conforme o secretário da Transparência e da Probidade Administrativa, Francisco Luçardo, o efetivo da Casa Militar deve ser reduzido em 50% e o setor de inteligência será extinto. Os serviços de informações necessários para garantir a segurança da governadora Yeda Crusius e de seus familiares ficarão a cargo da Brigada Militar. O tenente-coronel Quevedo, que iria ter reunião com o promotor de Canoas, Amilcar Macedo, que conduz inquérito sobre a suposta extorsão praticada pelo sargento César Rodrigues de Carvalho e arapongagens em geral, foi avisado por um torpedo que não estaria na reunião. Assim, no começo da tarde, o promotor bateu na porta do Palácio Piratini e não havia quem o recebesse para que pudesse realizar investigação com ordem judicial, dos carros utilizados pela segurança do Palácio Piratini. Segundo ele, um desses carros era usado pelo sargento em suas supostas extorsões de bingueiro em Canoas, e aparecia em gravação de câmera de segurança da cidade. Ao final da tarde, uma fonte muito bem situada informou ao editor de Videversus, jornalista Vitor Veira, que a governadora Yeda Crusius havia recebido a informação de que jornalistas da RBS, entre repórteres, editores e radialistas, haviam recebido dez senhas do sargento César Rodrigues de Carvalho para acessar os sistemas de segurança do Estado. Isto confirmaria informação do promotor Amilcar Macedo de que jornalistas tinham requisitado informações sigilosas dos sistemas de segurança gaúchos. O próprio jornal Zero Hora, do grupo RBS, na sexta-feira da última semana, fez uma inédita confissão em matéria na página 18 de que seus profissionais obtinham informações dos sistemas de segurança do Estado do Rio Grande do Sul para suas investigações jornalísticas. Agora a expectativa é para que o promotor divulgue as senhas, as pessoas que foram bisbilhotadas, e os números (IPs) dos computadores acessaram os sistemas de segurança do governo do Rio Grande do Sul.

Prefeitura de Porto Alegre quer comprar terrenos para realocar vileiros

A Prefeitura de Porto Alegre abriu cadastro de reservas para quem quiser vender seus terrenos em Porto Alegre. Ocorre que a prefeitura precisa adquirir imóveis para reassentar 3,5 mil famílias no âmbito do Programa Integrado de Sanemanento Ambiental e do Programa Porto Alegre Copa 2014. , nos bairros do entorno da Vila Tronco. Pessoas físicas e jurídicas proprietárias de terrenos em Porto Alegre, interessadas em vender os imóveis, podem contatar a prefeitura para compor o novo cadastro de reserva que o município compõe para adquirir áreas. O edital com as regras do processo foi publicado nesta segunda-feira, no Diário Oficial de Porto Alegre. Os imóveis selecionados serão destinados a iniciativas de reassentamento e habitação popular para cerca de 3,5 mil famílias, no âmbito do Projeto Integrado Socioambiental (Pisa) e do Programa Porto Alegre Copa 2014 – Projeto Divisa/Tronco/Teresópolis. As regiões preferenciais para aquisição estão localizadas nos bairros Cristal, Camaquã, Nonoai, Teresópolis, Santa Tereza, Glória, Medianeira, Aparício Borges e Partenon. Podem apresentar proposta pessoas físicas e jurídicas, proprietárias de terrenos com área de 4 mil metros quadrados a 22.500 metros quadrados, no prazo de 60 dias a contar da publicação do edital.

Ibope aponta Antonio Anastasia 9 pontos à frente de Hélio Costa em Minas Gerais

Pesquisa Ibope sobre as intenções de voto para o governo de Minas Gerais, divulgada na noite desta segunda-feira, coloca o candidato do PSDB, o governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição, nove pontos à frente do seu principal concorrente, o senador Hélio Costa (PMDB). Segundo o Ibope, Anastasia tem 41% das intenções de voto, contra 32% do peemedebista. Os indecisos somam 15% dos entrevistados. Brancos e nulos somaram 7%. Os demais candidatos na disputa somaram 3%. Esse resultado indica a vitória tucana no primeiro turno. No levantamento anterior, de 3 de setembro, o Ibope apontou empate técnico entre os dois principais candidatos. Anastasia tinha 35%, contra 33% de Hélio Costa.

Procuradoria pede que candidatura de Valdemar seja barrada por "ficha suja"

A vice-procuradora-geral eleitoral, Sandra Cureau, pediu ao Tribunal Superior Eleitoral que negue o pedido de candidatura do deputado federal Valdemar Costa Neto (PR) por causa da Lei da Ficha Limpa. Segundo Sandra Cureau, Valdemar Costa Neto deve ficar inelegível porque renunciou durante o escândalo do Mensalão do PT, em 2005. No ano seguinte, ele se candidatou e voltou à Câmara dos Deputados. A procuradora lembra que o deputado é um dos réus do processo do Mensalão do PT, em tramitação no Supremo Tribunal Federal. Sandra Cureau afirma também que a renúncia de Vadelmar teve a motivação ilegítima de evitar a sua cassação, o que o tornaria inelegível. Para ela, a renúncia deve ser enquadrada na Ficha Limpa e que o fato de ter sido eleito em 2006 não invalida a lei para o seu caso.

Polícia Federal vai analisar denúncias contra filho de Erenice Guerra por lobby no governo

O diretor-geral da Polícia Federal, Luiz Fernando Corrêa, pediu à Corregedoria da polícia que analise o caso envolvendo a ministra Erenice Guerra (Casa Civil) e seu filho. A Corregedoria irá avaliar se abre uma investigação sobre as denúncias de que a ministra teria atuado para viabilizar negócios nos Correios intermediados por uma empresa de consultoria de propriedade de Israel Guerra. Israel Guerra e a empresa Capital Assessoria e Consultoria Empresarial, à qual é ligado, fizeram lobby para ajudar a MTA a obter a renovação de uma concessão da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). Como é cuidadosa essa Polícia Federal....

Mineradora de Eike Batista vende produção de duas unidades a sul-coreana

A minerador MMX, uma das empresas do bilionário Eike Batista, divulgou nesta segunda-feira comunicado de venda da produção das unidades da MMX Sudeste e MMX Chile para a sul-coreana SK Networks. A mineradora possui ainda uma terceira unidade (cujo acordo não contempla a venda da produção) em Corumbá (MS). A sul-coreana faz parte de um dos maiores conglomerados da Coréia do Sul e atua fortemente nos ramos de siderurgia e química, e tem como foco o mercado chinês, Europa e Pacífico. Além do acordo de venda do minério à sul-coreana, a MMX comunicou que fará OPA (oferta pública de ações), via permuta, para adquirir 100% da LLX Sudeste, detentora das operações em portos brasileiros, como o do Rio de Janeiro, por US$ 2,3 bilhões. O acordo da brasileira com a sul-coreana dá preferência à SK Networks na aquisição de parte das ações da mineradora de Eike Batista. "A MMX espera utilizar o capital levantado para financiar parte da aquisição da LLX Sudeste e para adquirir novos recursos e reservas de minério de ferro no Estado de Minas Gerais", informa a mineradora brasileira em comunicado. A MMX Sudeste é composta por duas unidades: Serra Azul, no Quadrilátero Ferrífero de Minas Gerais (formada pelas minas Tico-Tico e Ipê) e a unidade de Bom Sucesso (MG), no município de mesmo nome. A MMX Sudeste possui capacidade instalada de produção de 8,7 milhões de toneladas anuais de minério de ferro, e fazem parte da sua produção produtos finais como o lump (minério granulado, pronto para ser transformado em aço), o sinter feed (minério fino) e o pellet feed (minério fino, usado na fabricação de pelotas). Já a MMX Chile fica instalada no deserto de Atacama, na cidade de Copiapó, a 800 quilômetros da capital do país, Santiago. A unidade tem foco no desenvolvimento de novos negócios ligados à área de mineração e tem logística favorável de escoamento dos produtos em direção aos países asiáticos.

Petrobras vai construir porto para escoar produção no Rio de Janeiro

A Petrobras anunciou nesta segunda-feira a construção de um porto em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro, para atender o Comperj (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro). O projeto será erguido na praia das Pedrinhas, disse o diretor de Abastecimento e Refino, Paulo Roberto Costa. A estatal deve fechar em breve acordo com o governo do Rio de Janeiro e a prefeitura local para dar início aos estudos finais da obra. Paulo Roberto Costa não revelou o valor do investimento, mas adiantou que serão necessários uma dragagem de 8,5 metros e a construção de uma estrada com 20 quilômetros de extensão para o Comperj, que tem 90% das obras de terraplenagem definidas, segundo o diretor.

Dilma torce o pé e aparece de bota ortopédica em evento

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, torceu o pé na manhã desta segunda-feira e está calçando uma bota ortopédica. Ela surgiu na Fisesp (Federação Israelita do Estado de São Paulo) calçando o acessório e informou que teve "um pequeno acidente" pela manhã. A presidenciável se exercitava na esteira quando torceu o pé. Dilma foi atendida pelo médico Roberto Kalil, que imobilizou o pé da petista e afirmou que só houve uma torção.

Petrobras pode aumentar capital em até R$ 150 bilhões com oferta de ações

O governo autorizou a Petrobras, por meio de decreto, a aumentar seu capital social em até R$ 150 bilhões. Segundo o texto publicado nesta segunda-feira no Diário Oficial da União, o aumento do capital poderá ser feito até o limite de 5,6 bilhões de novas ações. No anúncio da capitalização, na semana passada, os valores previstos eram um pouco abaixo porque foram estruturados desta forma pela empresa. Portanto, embora o limite seja de R$ 150 bilhões, a capitalização pode somar o limite dos R$ 127,4 bilhões previstos na semana passada. A capitalização é uma forma de garantir dinheiro no caixa da estatal sem precisar recorrer a empréstimos. A capitalização da Petrobras ocorrerá em duas etapas, que acontecerão simultaneamente. Na primeira, 80% dos novos papéis vão direto para os atuais acionistas, que terão prioridade de compra. Os 20% restantes serão oferecidos aos demais interessados, sejam eles brasileiros, sejam estrangeiros. Desse lote, os investidores pessoa física ficarão com 10% a 20% das ações. Os funcionários da estatal têm direito de levar até 50% da oferta do varejo, mas não poderão vender os papéis por 365 dias. O preço das ações na oferta será fechado no dia 23, e os novos papéis começam a ser negociados no dia 24, na Bolsa de Nova York. No Brasil, a estréia será no dia 27. O dinheiro arrecadado entra no caixa da Petrobras já no dia 29 deste mês, com folga de um dia da data máxima estipulada pelo governo. A Petrobras vai promover a capitalização para pagar por até 5 bilhões de barris em reservas que a União lhe cederá e levantar dinheiro para novos investimentos.

Serra defende limitação de "nanico" e diz que eles apresentam candidatos "paranóicos"

Em sabatina na OAB, o candidato do PSDB à Presidência, José Serra, defendeu nesta segunda-feira a limitação de partidos "nanicos" que, na opinião do tucano, servem para apresentar candidatos "paranóicos" ou "legendas de aluguel" nas eleições. Serra sugeriu que a OAB elabore proposta para reduzir a atuação dos "nanicos", com uma espécie de cláusula de barreira para essas legendas. "Além de reduzir custos, tem que ser encontrada fórmula legal de forçar a existência de debates, o que pressupõe medidas para limitar a representação de partidos nanicos sem a menor representatividade ou corrente de opinião, muitas vezes para a apresentação de candidatos paranoicos ou legendas de aluguel", disse ele. Ao defender o voto distrital misto ou em lista, Serra disse que a mudança vai reduzir custos das campanhas para que os candidatos se mostrem efetivamente como são. "Permite-se mascarar os candidatos como se fosse iogurte, sabonete, como se fosse produto novo. Tudo passa a ser maquiado. Não defendo a supressão do horário eleitoral, mas que os candidatos se apresentem tal como são", afirmou Serra.

Após deixar governo Lula, irmã de Erenice passou a usar escritório contratado sem licitação

A advogada Maria Euriza Alves Carvalho, irmã da ministra-chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, despacha quando está em Brasília no mesmo escritório que havia contratado, sem licitação, quando era assessora jurídica da EPE (Empresa de Pesquisa Energética), órgão vinculado ao Ministério de Minas e Energia. A Trajano & Silva Advogados tinha como sócio até março outro irmão da Ministra, Antonio Alves de Carvalho, e é o local onde Israel Guerra, filho de Erenice, teria usado para promover atividades de lobby. A EPE contratou com aval de Euriza o escritório em que o irmão trabalhava em setembro de 2009, de forma emergencial, por R$ 80 mil. O valor pago, entretanto, segundo o escritório, foi de R$ 25 mil. Ela deixou o governo pouco depois e, desde então, o escritório imprimiu um cartão e cede um espaço para ela manter suas atividades de advocacia, que seria na área de energia. Sócio responsável pelo escritório, o advogado Márcio Luiz Silva disse que é amigo de Euriza e que, portanto, cede o espaço a ela sem custo. Como ela é do Rio de Janeiro, Euriza faria serviços para o seu escritório no Estado, em contrapartida. Um dos diretores da EPE, o fiscal do ICMS gaúcho Ibanez Cassel, é um homem de confiança de Dilma Rousseff. Quando ela foi secretária de Minas e Energia no Rio Grande do Sul, colocou Ibanez Cassel como conselheiro da Sulgas, quando esta estatal gaúcha era dirigida por Maria das Graças Foster, hoje diretora da Petrobras.

Serra chama de "hilariante" declaração de Dilma de que não era candidata em 2009

O candidato à Presidência, José Serra (PSDB), criticou nesta segunda-feira a sua adversária Dilma Rousseff (PT) ao classificar de "hilariante" a afirmação da petista de que não era candidata em 2009, quando ocorreram violações do sigilo fiscal de pessoas ligadas ao PSDB, por isso não teria envolvimento com o episódio. Serra disse que Dilma começou sua campanha em 2008, mesmo que de forma indireta, por isso deve ser responsabilizada pelas quebras de sigilo. "A idéia de que ela não era candidata é hilariante. A Dilma já desde meados de 2008 começou a campanha ao lado do presidente da República, inclusive quem tocava a Casa Civil na prática era a atual ministra da Casa Civil, Erenice Guerra. Isso até as paredes, o gramado da Esplanada, as lâmpadas da OAB, todo mundo sabe disso", disse ele, após participar de sabatina na Ordem dos Advogados do Brasil. Serra disse que Dilma, ao não colocar a mão no fogo pela ministra Erenice, adota postura contraditória: "Ela disse 'não vou por a mão no fogo' por um lado, e por outro disse que era jogada eleitoral. Ou seja: atacou aqueles que denunciaram. Quem denunciou passa a ser culpado". O tucano voltou a afirmar que a Casa Civil se transformou em um "foco de escândalos": "Esse atual é o terceiro, Waldomiro, José Dirceu e esse aí que está sendo conhecido".

Presidente Lula decide manter Erenice Guerra na Casa Civil

O presidente Lula decidiu manter a ministra Erenice Guerra (Casa Civil) no cargo após as denúncias de que teria atuado para viabilizar negócios nos Correios intermediados por uma empresa de consultoria de propriedade de seu filho, Israel Guerra. Lula chamou Erenice domingo à noite no Palácio da Alvorada e recomendou que, se as denúncias são infundadas, ela deve apresentar respostas e provas "o mais rápido possível".

Procuradoria diz que slogan de Tiririca é legal

A Procuradoria Regional Eleitoral em São Paulo divulgou uma nota para dizer que o slogan "pior do que está não fica", do candidato Francisco Everardo Oliveira Silva, o palhaço Tiririca, não pode ser considerado crime eleitoral. A nota foi divulgada depois que o promotor eleitoral Maurício Antonio Ribeiro Lopes, do Ministério Público Eleitoral de São Paulo, deu uma entrevista na qual afirmou que o slogan poderia ser considerado uma infração capaz de barrar a candidatura. Tiririca disputa uma vaga à Câmara dos Deputados pelo PR de São Paulo. "A propaganda do candidato Tiririca não é, até o presente momento, irregular nem gera cassação de registro, pois que não viola dispositivo constitucional ou infraconstitucional que trate da matéria", afirma a procuradoria na nota. O Ministério Público Eleitoral ainda afirma que os partidos têm autonomia para escolher seus candidatos e diz que não pode haver uma intervenção do Estado nos casos em que a lei não é violada.

Congresso dos Estados Unidos é esvaziado após alerta por pó suspeito

A Câmara de Representantes dos Estados Unidos foi esvaziada nesta segunda-feira após um alerta emitido pelas equipes de segurança pela suspeita de antraz. Segundo a polícia do Capitólio, o pó suspeito foi encontrado nas instalações do Congresso. As únicas pessoas que estava presentes neste momento eram alguns funcionários, que foram retirados por precaução", indicou a porta-voz da polícia, Kimberly Schneider.

Erenice se reúne com advogados e resolve processar Veja por calúnia

Depois de se reunir com advogados, na tarde desta segunda-feira, a ministra chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, anunciou que entrará com ação contra a revista Veja por calúnia. Reportagem publicada na revista no fim de semana aponta que Erenice teria atuado para viabilizar negócios nos Correios intermediados por uma empresa de consultoria de propriedade de seu filho, Israel Guerra. A ministra, informa a revista, se encontrou quatro vezes, fora da agenda oficial, com o empresário Fábio Baracat, ex-sócio da MTA Linhas Aéreas, que atua com transporte de correspondências. Todos os encontros, afirma a revista, aconteceram fora da Casa Civil, sempre com a participação do filho de Erenice. Erenice contratou o escritório de advocacia Tojal, Teixeira Ferreira, Serrano e Renault Advogados Associados, por indicação do ex-ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos. Erenice é o braço direito da candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff. Antes de suceder Dilma na Casa Civil, Erenice era sua secretária-executiva. Sábado, após ler as denúncias na revista Veja, a ministra telefonou para o chefe-de-gabinete do presidente, Gilberto Carvalho, "aos prantos" e alegando não ser verdade.

Ex-chefe de grupo terrorista ETA é condenado a 83 anos de prisão na Espanha

A Justiça espanhola condenou Gorka Palacios, ex-chefe militar do grupo terrorista basco ETA, nesta segunda-feira, a 83 anos de prisão. Na primeira condenação a um membro do grupo desde o anúncio de um cessar-fogo na semana passada, Palacios foi considerado culpado pelo atentado ao Ministério da Justiça, no dia 10 de julho de 2001, que matou o policial Luis Ortiz de la Rosa e deixou ao menos 20 feridos. Em 2003 o ex-chefe do grupo terrorista também já havia sido condenado a 19 anos de prisão na França, país que o extraditou temporariamente para ser julgado na Espanha. Considerada uma organização terrorista pela União Européia, o ETA foi responsabilizado pela morte de 829 pessoas em mais de 50 anos de violência pela independência do que, em basco, chama-se Euskal Herria, uma nação independente almejada pelo grupo, que seria formada pelo País Basco espanhol, a vizinha região de Navarra e o País Basco em território francês.

Ibope aponta vantagem de 49 pontos de Casagrande sobre tucano no Espírito Santo

Pesquisa Ibope aponta que o senador Renato Casagrande (PSB) tem 61% das intenções de voto para o governo do Espírito Santo. Ele venceria hoje no primeiro turno com 49 pontos de vantagem sobre o deputado federal Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB), que tem 12%. O senador Magno Malta (PR) lidera as intenções de voto para o Senado, com 59%. A deputada federal tucana Rita Camata tem 24% das intenções de votos.

Datafolha aponta que Cid Gomes aumenta vantagem na disputa pelo governo do Ceará

O governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), candidato à reeleição, aumentou sua vantagem em relação a seus adversários. Segundo pesquisa Datafolha realizada entre os dias 9 e 10 de setembro e divulgada nesta segunda-feira, 58% dos eleitores declaram votar em Cid, contra 16% no segundo colocado, o ex-governador Lúcio Alcântara (PR), e 8% no sociólogo Marcos Cals (PSDB). Com esses números, Cid Gomes obtém 69% dos votos válidos e pode vencer as eleições já no primeiro turno. Em comparação com as pesquisas anteriores, realizadas entre os dias 20 e 23 de julho e 24 e 25 de agosto, Cid foi o único candidato que cresceu. Ele aparecia com 47% no primeiro levantamento e 53% no segundo.

ANP pode autorizar novas perfurações para investigar pré-sal

A Agência Nacional do Petróleo pode autorizar a perfuração de novas áreas na camada pré-sal, disse nesta segunda-feira a diretora da agência, Magda Chambriard. Existe a possibilidade de haver mais reservas significativas ao sul do bloco BM-S-21, na bacia de Santos, onde a Petrobras já encontrou petróleo. As novas perfurações dependem de estudos sísmicos que já foram encomendados pela ANP. Se for constatada a presença de quantidade relevante de petróleo, a ANP pode autorizar a Petrobras a fazer pesquisas nessas áreas, situadas em São Paulo.

Oposição quer convocar Erenice Guerra para explicar denúncia contra filho

A oposição quer convocar a ministra chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, para explicar no Congresso as denúncias de que teria atuado para viabilizar negócios nos Correios intermediados por uma empresa de consultoria de propriedade de seu filho, Israel Guerra. DEM e PSDB também vão à Procuradoria Geral da República para pedir que o Ministério Público investigue as acusações contra Erenice Guerra. Apesar do Congresso estar em "recesso branco", funcionando apenas parcialmente até as eleições, o senador Álvaro Dias (PSDB-PR) protocolou nesta segunda-feira requerimento para que Erenice Guerra seja convocada a depor na Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal. O pedido tem que ser aprovado pela comissão para que a ministra seja obrigada a se explicar no Congresso. Em outra frente, o PSDB e o DEM ingressaram nesta terça-feira com representações na Procuradoria Geral da República com pedidos de investigações. O líder do DEM na Câmara, deputado federal Paulo Bornhausen (SC), disse que a investigação aberta pela Comissão de Ética da Presidência para apurar o caso não terá credibilidade. "São fartos os indícios de que houve tráfico de influência e enriquecimento ilícito. É preciso uma apuração séria. Como uma investigação dessa Comissão de Ética vai ter credibilidade? Ela é a chefona do governo, enquanto estiver no cargo nada será feito", afirmou. Bornhausen criticou a postura do presidente Lula que decidiu manter Erenice Guerra no cargo em meio às acusações. "Já se passaram mais de 72 horas e até agora nada foi feito. Ela deveria ser demitida a bem do serviço público. Com essa omissão, eu tenho o direito de pensar até que ele, presidente Lula, sabia de tudo, porque as pessoas envolvidas são muito próximas a ele", disse Paulo Bornhausen.

Jornalista presta depoimento à Polícia Federal sobre vazamento de informações sigilosas

O jornalista Amaury Ribeiro Jr., que foi contratado da equipe de pré-campanha de Dilma Rousseff (PT), prestou depoimento na tarde de desta segunda-feira à Polícia Federal. Acusado pela coligação de José Serra (PSDB) de ser um dos responsáveis pelo dossiê produzido pelo "grupo de inteligência" da pré-campanha petista, Amaury disse na semana passada que não participou da produção de documentos contra tucanos. Segundo o jornalista, a informação de que documentos foram compilados contra José Serra foi originalmente "plantada na imprensa" por setores do próprio PT no contexto de uma disputa de espaço no comando da pré-campanha da petista, o chamado "fogo amigo". Os dois grupos eram representados pelo ex-prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel, que teria levado o "grupo de inteligência" para a pré-campanha, e o deputado estadual paulista Rui Falcão. O jornalista participou de reunião em Brasília, em abril, para discutir como o "grupo de inteligência" atuaria. Após a revista Veja revelar a movimentação da equipe, ela foi desfeita.

Receita pede que servidora envolvida em quebra de sigilo volte a órgão de origem

A Superintendência da Receita Federal do Brasil em São Paulo encaminhou nesta segunda-feira uma solicitação de retorno imediato da servidora Ana Maria Rodrigues Caroto Cano ao Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados). Ana Maria Rodrigues Caroto Cano estava cedida para a Receita Federal e é uma das investigadas no caso de quebra de sigilo de tucanos e de outros contribuintes. Há uma semana, a servidora Adeildda Ferreira dos Santos, também investigada no caso de quebra de sigilo, foi devolvida ao Serpro. Na noite de quinta-feira, ela e seu marido foram detidos pela Polícia Civil suspeitos de tentar "esquentar" a violação do sigilo fiscal de contribuintes. De acordo com o delegado Marcos Carneiro, o casal informou que seguia orientações da Corregedoria da Receita Federal.

Caixa Econômica Federal prevê que área de óleo e gás libere R$ 5 bilhões até 2011

A recém-criada superintendência de petróleo e gás na Caixa Econômica Federal pretende encerrar 2010 com desembolsos de R$ 2,5 bilhões e com R$ 5 bilhões em 2011, segundo a direção do banco estatal. Desde a sua criação no primeiro semestre de 2010, o departamento da Caixa já realizou ao menos 50 operações para o segmento, que totalizaram operações de R$ 1 bilhão. "Imaginamos esse ano chegar nos R$ 2,5 bilhões. Temos muitos projetos em andamento e consultas. Com o pré-sal, o céu é o limite", disse o superintendente da Caixa, Edalmo Porto Rangel. A presidente da Caixa Econômica Federal, Maria Fernanda Coelho, reforçou que os recursos para a área de petróleo e gás são destinados prioritariamente para micro, pequenos e médios fornecedores de equipamentos. O objetivo, segundo ela, é ajudar a indústria a se preparar para atender a demanda crescente do setor, que tende a ser impulsionada pela produção do pré-sal. Segundo ela, o objetivo é dar prioridade a empresas brasileiras.