quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Ibope aponta Dilma com 51% e Serra com 40%

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, tem 51% das intenções de votos conforme pesquisa Ibope, que trabalha para o PT sob contrato. José Serra está com 40% na pesquisa deste instituto de pesquisa que precisa ser investigado pela polícia. A pesquisa foi divulgada nesta quarta-feira. No levantamento anterior do Ibope petista, Dilma tinha 49% das intenções de voto (53% dos votos válidos) contra 43% de Serra (47% dos votos válidos).

Irã ameaça processar governos e empresas que não abastecerem os seus aviões

O ministro de Transportes e Estradas do governo fascista islâmico iraniano, Hamid Behbahani, advertiu nesta quarta-feira que o Irã empreenderá ações legais contra governos e empresas que se negarem a fornecer combustível a aviões de empresas do país. Behbahani ressaltou que esta ação não faz parte das sanções internacionais e que Teerã irá promover medidas recíprocas. "Não existe menção alguma sobre a proibição à provisão de combustível aos aviões de outros países em documentos internacionais. Por isso, atuaremos através das vias legais e resolveremos este conflito muito em breve", afirmou. O porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores do Irã, Ramin Mehmanparast, admitiu que alguns aviões do país tiveram dificuldades para reabastecer em aeroportos europeus. O porta-voz da Chancelaria iraniana advertiu os estados europeus de que este tipo de práticas, que classificou de ilegais, terá contrapartida, em uma evidente ameaça terrorista internacional: "Se prosseguirem com essa política, as empresas porão seus interesses em risco. Não toleraremos isso".

Nelson Jobim não descarta participar de eventual governo de Serra

Em visita a Washington, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, não descartou nesta quarta-feira participar de um eventual governo José Serra (PSDB), destacando sua amizade pessoal com o candidato à Presidência e dizendo que "transita para todos os lados".  "Não faço projetos, vamos ver a cada dia", afirmou, antes de brincar que a decisão final será de sua mulher: "Eu me dou bem com todo mundo. Já fui do governo Fernando Henrique, sou amigo do Serra". Mas frisou a jornalistas que é amigo de Serra há 30 anos: "Moramos juntos em Brasília e ele é meu padrinho de casamento". Em viagem aos Estados Unidos a dias do segundo turno, Jobim explicou que sua proximidade com o candidato tucano criou um impedimento para que ele participasse de campanhas no Brasil: "Disse ao presidente Lula que tinha impedimentos de natureza pessoal 'inamovíveis' de fazer campanha contra o governador Serra. Ele respondeu: então não se meta nesse assunto, fique de fora". Como tampouco poderia trabalhar em prol do PSDB, já que continua parte do governo petista atual, o ministro afirmou que nem sequer assiste aos programas eleitorais, "para evitar dar opiniões depois". A real, bem real, é que poucas pessoas adoram tanto o poder neste País como Nelson Jobim, e sua mulher Adriane.

Os fascistas Chávez e Ahmadinejad se chamam de "irmãos" e declaram "frente revolucionária"

O ditador fascista islâmico iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, disse a seu colega venezuelano, o ditador bolivariano histriônico Hugo Chávez, nesta quarta-feira, que eles vão derrotar seus inimigos em comum, na última bravata desafiadora contra os países ocidentais, que ele alega que estão fracassando em isolar o Irã da comunidade internacional. No final de uma visita de dois dias, Chávez condenou as ameaças militares contra o Irã. "Eu deveria usar a oportunidade para condenar aquelas ameaças militares que estão sendo feitas contra o Irã", disse Chávez em entrevista coletiva, na qual os dois ditadores se chamaram um ao outro de "irmão". A Venezuela está se tornando um entreposto do terrorismo internacional comandado e organizado pelo Irã.

Advogado da filha de Serra afirma que acuasado de violar sigilo fiscal será indiciado

O advogado da filha do presidenciável José Serra (PSDB), Sergio Rosenthal, afirmou que o indiciamento do jornalista Amaury Ribeiro Jr, apontado como o responsável pela encomenda da violação do sigilo fiscal de dirigentes tucanos e familiares de Serra "é iminente". Segundo o advogado de Veronica Serra, a Polícia Federal já está à procura de Amaury para ouvi-lo novamente e indiciá-lo. Rosenthal afirmou que o jornalista deve ser indiciado sob acusação de violação de sigilo funcional e corrupção ativa da servidora Adeilda Ferreira. O advogado conversou na tarde desta quarta-feira com o delegado Hugo Uruguai, da Polícia Federal, que conduz o inquérito do caso na sede da superintendência da Polícia Federal de São Paulo e que também verificou os autos do inquérito. Rosenthal afirmou que a investigação "deixa claro que as violações tiveram conotação política para prejudicar a candidatura de José Serra".

Lula passeia em carro elétrico que deverá ser comercializado no Brasil

O presidente Lula conheceu nesta quarta-feira o modelo de carro elétrico da Mitsubishi, construído na fábrica da empresa em Catalão (GO) e levado ao Palácio do Planalto pelos diretores da montadora. Após dar uma volta no veículo, o presidente elogiou a iniciativa de se produzir no País carros menos poluentes. "Tenho defendido a idéia de que o Brasil é quase invencível nessa disputa por novos produtos menos poluentes", disse. O carro elétrico pode transportar até quatro pessoas e atinge a velocidade máxima de 130 quilômetros por hora. Na comparação com o modelo a gasolina, ele deixa de emitir 1 tonelada de CO2 por ano. O custo por quilômetro rodado é cerca de um terço do custo de um carro compacto comum. Segundo os diretores, o carro elétrico da Mitsubishi poderá estar no mercado brasileiro em 2013. O presidente da Mistubishi no Brasil, Eduardo de Souza Ramos, disse que ainda não é possível precisar a que preço o carro será vendido, pois dependerá dos incentivos fiscais. De acordo com ele, a comercialização no mercado internacional é cada vez mais crescente: "A Mitsubishi produz esse carro há um ano. No ano passado vendeu 1.800 carros, este ano 9.000 e no ano que vem a expectativa é de comercializar 18 mil veículos".

Sarney diz que não disputará presidência do Senado em 2011

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), disse nesta quarta-feira que não vai disputar a presidência da Casa em 2011. Apesar de o PMDB estar disposto a brigar pelo cargo por ter conseguido eleger a maior bancada da Casa, Sarney disse que não vai estar entre os indicados do partido. "Já dei a minha cota de sacrifício", afirmou ele. O peemedebista tem mandato até 2015. Nos bastidores, seu nome vinha sendo cotado para o cargo, ao lado dos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL) e Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN). Garibaldi disse a interlocutores que abriria mão da vaga em prol do PMDB da Câmara, onde o seu primo, deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), está cotado para presidir a Casa. O PT, porém, reivindica o comando da Câmara por ter conseguido eleger a maior bancada. Sarney retornou nesta quarta-feira ao Senado depois de se manter afastado da Casa por quase um mês. Sarney ficou duas semanas internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, para se tratar de uma arritmia cardíaca.

TSE mantém programa de Serra que trata José Dirceu como 'membro de quadrilha'

O Tribunal Superior Eleitoral negou liminar pedida pelos advogados de Dilma Rousseff (PT), que pretendiam que o tribunal suspendesse propaganda da coligação tucana que apresenta o ex-ministro José Dirceu (PT) como "membro da quadrilha do Mensalão" e afirma que a candidata foi testemunha dele.  A propaganda, que foi ao ar por 24 vezes no domingo, na modalidade inserção, apresenta a imagem de Dilma ao lado de Dirceu, que tem a foto destacada com os dizeres "membro da quadrilha". Em seguida, o programa apresenta uma fotografia do ex-ministro com manchete de jornal em que se lê: "Dilma: Zé Dirceu é uma pessoa injustiçada". Na sequência, aparece outra manchete: "Dirceu: PT terá mais poder com Dilma do que com Lula". Dilma e sua coligação afirmaram que a propaganda tem o objetivo de associá-las à prática de crime. No entanto, o relator, ministro Henrique Neves, considerou que a propaganda eleitoral relata imputações que se direcionam exclusivamente a José Dirceu, "as quais se fundamentam em notícias veiculadas pela imprensa bem como em denúncia apresentada pelo Ministério Público, em trâmite no Supremo Tribunal Federal". Segundo ele, tanto as imagens quanto o áudio da inserção "limitam-se a divulgar o vínculo existente entre José Dirceu e a candidata, sem emitir juízo de valor ou associação, ainda que indireta, entre esta e os atos por ele eventualmente praticados".

Justiça de São Paulo anula processo contra bispos da Universal

O Tribunal de Justiça de São Paulo anulou o processo em que o líder da Igreja Universal do Reino de Deus, bispo Edir Macedo, foi acusado de envolvimento em crimes de lavagem de dinheiro por meio do envio de recursos para o Exterior. Segundo a Corte, esse tipo de ação penal deve tramitar na Justiça Federal, que agora deverá receber os autos da causa e recomeçá-la da estaca zero. O Ministério Público de São Paulo havia denunciado Edir Macedo e outras nove pessoas, entre elas os bispos Honorilton Gonçalves da Costa e João Batista Ramos da Silva, que foram os autores do pedido de anulação do processo. De acordo com a Promotoria, valores obtidos de fiéis da Universal foram remetidos para empresas no Brasil e depois para companhias com sede nas Ilhas Cayman. Segundo o voto do relator do pedido de anulação, desembargador Almeida Toledo, "as condutas imputadas aos réus tocam, em tese, o território estrangeiro, imprimindo caráter da 'transnacionalidade' ao crime de lavagem de dinheiro de que são acusados. A lavagem de dinheiro realizada parcial ou totalmente no Exterior constitui, por si só, o crime que induz a competência da Justiça Federal". E quem pode esperar algo da Justiça de São Paulo nessas condições?

Serra afirma que violações de sigilos foram ação direta ou terceirizada do PT

O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, afirmou na manhã desta quarta-feira que a quebra de sigilo de tucanos e seus familiares foi "uma ação direta ou terceirizada da campanha do PT".  Ele comentou a manchete da Folha, que revelou indícios colhidos pela Polícia Federal que vinculam a campanha de Dilma Rousseff (PT) à quebra de sigilo fiscal de membros do PSDB e de seus familiares. "Isso apenas comprovou o que já dizíamos. Foi uma ação direta ou terceirizada da campanha do PT. Esse cidadão (o jornalista Amaury Ribeiro Jr.) foi imediatamente contratado pelo PT para levar o seu know how, fruto das suas espionagens. Seja a que ele fez ou que ele iria fazer". Serra afirmou que "nos últimos anos se multiplicou muito uma espécie de privatização dos governos no Brasil". Ele voltou a defender "pressão diplomática" a Bolívia para que reprima o envio de cocaína para o Brasil. Também afirmou que vetará, se eleito, o projeto de lei aprovado na Câmara de Deputados que altera a distribuição dos royalties do petróleo. Serra garantiu que pretende nomear, se eleito, na área econômica uma "equipe harmônica" entre Banco Central e ministérios da Fazenda e do Planejamento.

TSE suspende programa de Dilma que fala em suposto caixa dois tucano

O Tribunal Superior Eleitoral determinou a suspensão do trecho exibido na propaganda eleitoral de Dilma Rousseff (PT) que menciona "suposto caixa dois da campanha tucana". O pedido deferido pelo relator foi apresentado ao tribunal pelos advogados de José Serra (PSDB). Eles afirmaram na representação considerar ofensiva a propaganda, que foi veiculada em inserção veiculada na quarta-feira. A propaganda informa que, segundo matéria da revista "Isto é", o ex-diretor da Dersa, Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, foi acusado de desviar R$ 4 milhões de suposto "caixa dois" da campanha tucana. O ministro Joelson Dias ressaltou que a jurisprudência da Corte não assegura direito de resposta em decorrência de notícias publicadas na imprensa, mas ressaltou que, neste caso, "além de abordar fatos noticiados pela mídia, imputa-se ao candidato adversário, ainda que indiretamente, a prática de ato ilícito". Segundo Dias, com base na narração da mensagem, a propaganda sugere ao telespectador a existência de "suposto caixa dois da campanha tucana".

Pesquisa CNT/Sensus indica diferença de apenas 5% entre Dilma e Serra

Pesquisa CNT Sensus divulgada nesta quarta-feira mostra Dilma Rousseff (PT) na liderança da corrida à Presidência da República com 46,8% das intenções de voto. Já o candidato do PSDB, José Serra (PSDB), aparece com 41,8%. Portanto, a diferença entre os dois é de apenas 5%. Como a margem de erro empregada na pesquisa é de 2,2%, então a proximidade entre eles, no extremo da margem (4,4%) pode estar em 0,6%. Esta é uma possibilidade que pode explicar a enorme raivosidade dos petistas, que nesta mesma quarta-feira, em um subúrbio do Rio de Janeiro, promoveram uma baderna em caminhada de José Serra e o agrediram fisicamente. A pesquisa CNT Sensus foi realizada nos dias 18 e 19 de outubro com dois mil eleitores. No levantamento, 44,7% dos eleitores afirmaram que Dilma é a única candidata em quem votariam, enquanto outros 35,2% não votariam nela de jeito nenhum. No caso de Serra, 35,8% declararam que o tucano é o único candidato em quem votariam. Apesar disso, 39,8% não votariam de jeito nenhum no ex-governador paulista.

Em janeiro deve começar a construção de plataforma no estaleiro em Rio Grande

A partir de janeiro a plataforma P-55 terá de dividir o espaço no dique seco, principal instalação do Pólo Naval de Rio Grande, com o início da construção de oito cascos para plataformas do tipo FPSO, principal finalidade da instalação do dique no município. O pólo será inaugurado nesta quinta-feira pelo presidente Lula, se a Capacitá Eventos, de Ibanez Cassel, diretor da EPE, não estiver organizando o evento. Além da cerimônia do Pólo Naval em Rio Grande, Lula participará da inauguração do campus Porto da Universidade Federal de Pelotas. A tônica da apresentação girou em torno das futuras construções de plataformas e cascos de navios no dique seco, principal instalação do pólo.

Tribunal de Contas do Distrito Federal anula decisão do governo que passava a nova empresa serviço de limpeza

A troca das empresas responsáveis pela coleta de lixo em 47 áreas do Distrito Federal, prevista para entrar em vigor nesta terça-feira, foi suspensa por determinação do Tribunal de Contas do Distrito Federal. No último dia 7, o Serviço de Limpeza Urbana havia determinado a suspensão dos contratos firmados entre o GDF e as empresas Qualix e Valor Ambiental, que somam mais de R$ 9,5 milhões mensais. A Valor Ambiental é empresa pertencente ao marido da promotora Deborah Guerner, que fez parecer autorizando o governo do Distrito Federal a promover contratações emergenciais, com dispensa licitação. Ela está sendo investigada pelo Conselho Nacional do Ministério Público, assim como o procurador geral de Justiça do Distrito Federal, Leonardo Bandarra, ambos denunciados por delator de receberem propina do governo do Distrito Federal. De acordo com o governo atual, a Delta Construções deveria assumir o serviço imediatamente. Mas a presidente do Tribunal de Contas, Anilcéia Machado, entendeu que o acordo não poderia ser anulado por questões legais e anulou o ato administrativo do Serviço de Limpeza Urbana no fim da última sexta-feira. A decisão do Tribunal de Contas foi motivada por uma representação da Valor Ambiental. Após o anúncio de suspensão do contrato, a empresa alegou ao Tribunal de Contas que havia feito grandes investimentos, com a contratação de funcionários para coletar o lixo das ruas de Brasília, pedindo a revisão da decisão do Serviço de Limpeza Urbana de suspender o contrato firmado no início deste ano. A presidente do Tribunal de Contas acatou as alegações de que a anulação dos acordos havia sido feita pela direção do Serviço de Limpeza Urbana "sem a observância da ampla defesa e do contraditório". Ela afirmou ainda que "a administração deixou de cumprir o devido processo legal, pois a lei exige que os interessados possam participar de todas as etapas do procedimento”. De acordo com o Tribunal de Contas, "o ato do Serviço de Limpeza Urbana poderia causar prejuízos ao patrimônio público, pois tais irregularidades podem ensejar uma ação de reparação por danos por parte da empresa Valor Ambiental, além de a questão se afigurar contrária aos ditames legais regentes da matéria. A batalha jurídica começou em maio de 2007, quando o Governo do Distrito Federal abriu concorrência pública para contratar empresas de limpeza urbana. Os contratos foram divididos em três lotes, licitados separadamente. A Delta Construções apresentou as menores propostas para os lotes 1 e 3. No primeiro caso, a empresa ofereceu o preço de R$ 6.148.626,23 e, para o lote 3, o valor foi de R$ 2.909.531,17. Mas a Comissão de Licitação do SLU afirmou que a empresa não apresentou a documentação exigida e desclassificou a Delta. Por conta disso, a Qualix, segunda colocada, ficou com o lote 1 por R$ 6.386.143,81 e a Valor Ambiental faturou o lote 3, com a previsão de receber mensalmente R$ 3.108.053,87. O contrato tem validade de cinco anos e foi assinado somente em maio deste ano. A Delta recorreu à Justiça logo depois para tentar reverter esse resultado, alegando que a documentação apresentada estava de acordo com as exigências do edital. No mês passado, a 1ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal decidiu que a Delta poderia assumir o serviço de limpeza urbana no lugar da Qualix e da Valor Ambiental. Com base nessa decisão, o SLU editou o ato normativo determinando a troca das empresas. Agora, o caso vai continuar na Justiça, já que a Qualix e a Valor Ambiental ainda recorrem contra a decisão proferida pela 1ª Turma Cível.

Farc executam membro por dizer que a guerrilha não tem futuro

Um chefe das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc, organização terrorista e traficante de cocaína) foi fuzilado por seus próprios companheiros após dizer que a luta armada não tinha futuro, informou o comandante-geral das Forças Militares da Colômbia, almirante Edgar Cely Núñez, nesta terça-feira.
Segundo ele, o terrorista conhecido como de "El Sordo", ou "Lucho", foi assassinado ao lado de uma árvore e tinha correntes no pescoço, mãos e pés. O terrorista, que estava nas fileiras das Farc desde os sete anos de idade, quando foi recrutado, foi submetido a um "conselho de guerra" depois de ter afirmado que "as Farc não têm futuro", destacou Cely Núñez. Segundo as autoridades, o guerrilheiro foi fuzilado no último dia 17 no departamento do Cauca, sudoeste da Colômbia. O "conselho de guerra" teve a participação de 32 terroristas, 28 dos quais votaram a favor da pena de morte de "El Sordo", enquanto outros quatro pediram "outra oportunidade" ao guerrilheiro, explicou o almirante.

Lula ataca PSDB e diz que FHC é "tucano do bico grande"

Principal cabo eleitoral da presidenciável Dilma Rousseff (PT), o presidente Lula recomendou nesta terça-feira cuidado aos eleitores com a falsa sedução do PSDB. Em uma referência indireta ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a quem chamou de "o tucano com bico grande", Lula afirmou que "tucano tem um bico grande e bonito para muita lábia, é só xaveco no ouvido da gente". Como sempre, ele é inexcedível nas suas tentativas de estabelecer um recorde imbatível de falta de compostura presidencional. A declaração partiu em meio aos ataques ao candidato do PSDB ao governo de Goiás, senador Marconi Perillo, a quem o petista acusou de desvio de recursos e de mentir ao exibir em seu programa eleitoral trechos da Ferrovia Norte-Sul como um de seus feitos. Lula odeia Marconi Perillo porque este o desmascarou na época do escândalo do Mensalão do PT, ao revelar que Lula sabia do que estava acontecendo. "Política a gente não pode fazer com ódio, com agressão, mas ninguém aguenta mentira. Ninguém pode aguentar mentira o tempo inteiro. Não tem nada pior do que um político mau caráter, alguém que não colocou um trilho na ferrovia dizer ele que fez a ferrovia", afirmou Lula durante comício ao lado de Dilma, no Jardim Curitiba, bairro da periferia de Goiânia.  Veja-se lá se isso é modo de falar de um presidente da República... Lula lembrou que faz aniversário no próximo dia 27 e pediu de presente a eleição de sua sucessora. Ele reforçou a estratégia de comparar sua gestão de FHC (1995-2002), lembrando que o tucano promoveu privatizações e não tinha um olhar social: "Não estamos votando num homem e mulher apenas. A gente está votando num projeto político, na definição do Brasil que a gente quer. Não é saber se o adversário é melhor que a Dilma ou ela melhor que ele. A questão não é essa. A gente não pode esquecer o Brasil da privatização, do FMI, do desemprego, da desesperança, da falta de oportunidade". Se FHC é "tucano de bico grande", conforme Lula, então o que será Lula? Uma garrafa sem fundo?

Serra consegue direito de resposta de 2 minutos em programa da Dilma

O Tribunal Superior Eleitoral concedeu ao candidato do PSDB, José Serra, direito de resposta no programa da petista Dilma Rousseff no rádio e na TV. A maioria dos ministros do tribunal considerou procedente o pedido da coligação de Serra de que a campanha petista mentiu, na propaganda eleitoral do último dia 12, ao dizer que Serra participou da privatização de 31 empresas quando governou o Estado de São Paulo. De acordo com a defesa do tucano, foram apenas nove empresas privatizadas. Serra terá direito de usar, como resposta, 2 minutos no programa de Dilma na TV. Ele poderá dividir o tempo nas inserções do início da tarde ou mesmo à noite. No rádio, o  tempo será de 1 minuto.

Pesquisa do instituto petista Vox Populi aponta Dilma com 51% e Serra com 39%

Pesquisa do insgtituto petista Vox Populi divulgada nesta terça-feira mostra que a vantagem da candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, em relação ao tucano José Serra, aumentou para 12 pontos percentuais. O que o petista Vox Populi fez? Ele pegou a margem de erro e jogou para o aumento da distância de Dilma. Segundo o Vox Populi, Dilma tem 51% contra 39% de Serra. Na última pesquisa, realizada nos dias 10 e 11 de outubro, a vantagem era de 8 pontos (Dilma tinha 48% e Serra 40%). Os votos brancos e nulos permaneceram em 6% e os indecisos passaram de 6% para 4%. Se forem considerados apenas os votos válidos (sem os brancos, nulos e indecisos) a vantagem subiu de 8 para 14 pontos. Dilma tinha 54% e passou para 57%. Serra caiu de 46% para 43%. Ou seja, tudo dentro da margem de erro. Quando as eleições acabarem, algum delegado em todo este País precisará ter a coragem de fazer um rigoroso inquérito sobre a atuação desses institutos de pesquisa que trabalham para manipular o voto da população. A candidata do PT tem o melhor desempenho na região Nordeste, onde ganha por 65% a 28%. Já Serra leva a melhor no Sul, onde tem 50% contra 41% da petista. No Sudeste, que concentra a maior parte dos eleitores, Dilma tem 47% contra 40% do tucano.

Serra acusa Vox Populi de maquiar números de pesquisas

O candidato à Presidência da República, José Serra, criticou o instituto Vox Populi. Disse ele: "Pesquisa do Vox Populi nós não levamos em consideração porque trata-se de um instituto de comprovada falta de credibilidade e que maquiou os resultados no primeiro turno inteiro". Serra concedeu entrevista no escritório do deputado federal Fernando Gabeira (PV), no Rio de Janeiro, antes de participar do Jornal Nacional. Também no Rio de Janeiro, Serra anunciou que, se eleito, pretende governar com a parceria dos chefes dos Executivos estaduais e municipais independentemente de suas filiações partidárias.

Serra diz que fará mudança ampla na política econômica

O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, disse nesta terça-feira, no Rio de Janeiro, ao criticar a política cambial do governo, que adotará "uma mudança ampla" na economia caso seja eleito. Serra criticou a política econômica do governo Lula ao ser questionado sobre a questão cambial e o aumento do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) determinado pelo Ministério da Fazenda, numa tentativa de conter a queda do dólar frente ao real. "O governo atual é o responsável pela política econômica. Eles nos levaram a uma situação em que o consumo de produtos importados, no começo do governo Lula, que era de 12%, chegasse agora a 20%. Isso está substituindo a produção nacional", acusou Serra, que se mostrou cético quanto às medidas adotadas pela equipe econômica.

Jornal de Uganda publica lista de gays e pede punição

A primeira página da edição do dia 9 de outubro do jornal Rolling Stone, publicado em Uganda, traz a lista dos 100 "principais" gays do país com uma faixa amarela onde se lê "enforquem-nos". Além das fotografias, o jornal traz os nomes e os endereços dos homens. Nos dias seguintes à publicação, pelo menos quatro dos gays ugandenses da lista foram atacados e muitos outros estão escondidos, segundo a ativista dos direitos humanos Julian Onziema. Uma pessoa citada na matéria teve a casa atacada com pedras pelos vizinhos. Um legislador do país africano apresentou, no ano passado, um projeto de lei que pode impor a pena de morte para alguns atos homossexuais e prisão perpétua para outros. Os gays de Uganda dizem que têm enfrentado um ano de ameaças e ataques desde a apresentação do projeto. A lei foi formulada após a visita de um grupo de líderes religiosos cristãos norte-americanos que promovem uma terapia que, segundo afirmam, podem fazer com que os gays se tornem heterossexuais. Mais de 20 homossexuais foram atacados no último ano em Uganda e outros 17 foram detidos e continuam presos, disse Frank Mugisha, presidente do grupo Minorias Sexuais.

Petrobras contrata plataforma para bacia de Santos com a canadense Teekay

A Petrobras assinou com a empresa canadense Teekay Corp contrato para arrendamento de uma nova plataforma flutuante (FPSO), batizada de Cidade de Itajaí, que será instalada nas áreas de Tiro e Sídon, no sul da bacia de Santos, em meados de 2012. Os trabalhos de conversão de um navio tanqueiro tipo Aframax na nova plataforma flutuante estão sendo realizados no estaleiro Jurong, em Cingapura, e vão custar US$ 370 milhões. "O contrato da FPSO para Tiro e Sídon representa outro marco significativo para a Teekay e reflete o crescimento da presença da companhia no mercado offshore brasileiro, que é rico em oportunidades", afirmou na nota o presidente executivo da empresa, Bjorn Moller. Os campos de Tiro e Sídon foram descobertos em 2008 e são considerados praticamente um, por estarem muito próximos. O volume recuperável das áreas é de aproximadamente 150 milhões de barris de óleo equivalente. As jazidas de Tiro e Sídon localizam-se no bloco exploratório BM-S-40, no pós-sal, a uma profundidade de aproximadamente 250 metros. Os primeiros resultados das perfurações feitas no local indicaram presença de óleo de boa qualidade, de 34 graus API, bem acima da média brasileira de cerca de 19 API.

Filho e advogado de Sakineh serão processados na próxima semana

O filho e o advogado da iraniana Sakineh Mohammadi Ashtiani, condenada à morte por adultério e acusada de ter participado do assassinato do marido, serão processados na próxima semana, conforme relatou Mina Ahadi, porta-voz do Comitê Internacional contra o Apedrejamento. De acordo com Ahadi, a decisão referente a Sajjad Ghaderzadeh, o filho mais velho de Sakineh, e Javid Houtan Kian, seu representante legal, foi tomada depois de "um interrogatório, diante dos juízes, que durou cerca de duas horas". Detidos no Irã desde o dia 10, os dois teriam passado por interrogatórios que se estenderam por toda a semana, além de serem submetidos a "intensas pressões", "principalmente o filho de Sakineh", assinalou a porta-voz. Ahadi comentou que Sajjad e Kian "por agora devem voltar à prisão".

Greve de três dias deixa Buenos Aires tomada por 20 mil toneladas de lixo

As ruas da capital argentina e sua periferia acumularam 20 mil toneladas de lixo em função de uma greve trabalhista que terminou nesta terça-feira, prejudicando 14 milhões de habitantes. A paralisação dos trabalhadores da estatal Coordenação Ecológica da Área Metropolitana teve início no domingo. Eles reivindicavam as obras prometidas para a construção de novos centros de processamento de resíduos. O chamado cinturão ecológico, localizado a 40 quilômetros a noroeste de Buenos Aires, processa cerca de dois milhões de toneladas de resíduos anuais. "Serão aplicadas novas tecnologias e será feito um pólo ambiental", anunciou o deputado peronista Jorge Manzini, líder do sindicato que organizou a greve. As autoridades da capital argentina, com três milhões de habitantes, chegaram a analisar a possibilidade de declarar estado de emergência sanitária, caso o protesto continuasse. Fabio López, líder do sindicato do setor, denunciou "esvaziamento da empresa", o que motivou o protesto no cinturão ecológico, onde são colocados os resíduos da área metropolitana. A prefeitura de Buenos Aires é dirigida por Mauricio Macri, empresário do setor do lixo, dono da empresa Qualix, que opera no Brasil. Está empresa quebrou em Cuiabá e teve seu contrato rompido unilateralmente. Está envolvida em Brasilia na corrupção dos últimos governos distritais. E recolhe o lixo de Porto Alegre de maneira muito precária, em flagrante descumprimento de várias cláusulas contratuais. Entretanto, o Tribunal de (Faz) Contas não se mexe, não fiscaliza, não faz nada. Em Buenos Aires são geradas quase 5.000 toneladas diárias de lixo.

Arrecadação no Porto de Santos bate recorde no terceiro trimestre

A Receita Federal arrecadou R$ 4,06 bilhões no porto de Santos no terceiro trimestre de 2010, resultado recorde para o período. A cifra é 29% superior ao último melhor desempenho, que tinha sido obtido entre julho e setembro de 2008 (R$ 3,1 bilhões), e 57% maior do que o do terceiro trimestre de 2009. Em todo o ano de 2010, a alfândega de Santos arrecadou R$ 10,8 bilhões. Segundo a Receita, as apreensões entre julho e setembro somaram R$ 108,8 milhões em mercadorias e superaram em mais de 100% o resultado obtido no mesmo período de 2009.

Justiça mantém prisão de prefeito pedetista afastado de Dourados

A Justiça de Mato Grosso do Sul rejeitou nesta terça-feira recurso e manteve a prisão preventiva do prefeito pedetista afastado de Dourados, Ari Artuzi. Preso há quase dois meses sob acusação de liderar um esquema de fraudes e desvio de verbas na prefeitura, Artuzi argumentou que já haviam sido concluídas as diligências de busca e apreensão. No recurso, o prefeito afastado afirmou que sua libertação não representaria "risco à ordem pública", uma vez que a cidade já teria "voltado ao seu ritmo normal".

Serra pede direito de resposta por acusação de "caixa dois"

O candidato à Presidência, José Serra (PSDB), e a coligação O Brasil Pode Mais, pediram direito de resposta contra a adversária Dilma Rousseff (PT) e sua coligação. O pedido se refere à propaganda eleitoral veiculada nesta terça-feira na TV, que informa que Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto,  foi acusado, de acordo com a revista "IstoÉ", de desviar R$ 4 milhões de suposto "caixa dois" da campanha tucana. De acordo com a representação, o conteúdo já está suspenso pelo Tribunal Superior Eleitoral e a mera sugestão de que haveria um "caixa dois" na campanha tucana já é mais do que suficiente para a imediata suspensão da propaganda. O pedido é para a concessão de direito de resposta com tempo não inferior a um minuto, todas as vezes em que inserção questionada aparecer, "em todas as emissoras de TV e no mesmo bloco em que foi veiculada". A representação ainda sustenta que o "caixa dois" constitui crime, "de maneira que a atribuição de sua prática à campanha de Serra é, por ser mentirosa, inaceitável e ilícita".