sábado, 27 de novembro de 2010

Tiroteio recomeça no Complexo do Alemão e 17 bandidos são detidos no Rio de Janeiro

Uma troca de tiros entre policiais e criminosos recomeçou por volta das 17h30 deste sábado no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro, quando um helicóptero da Polícia Civil voltou a sobrevoar a região. Um incêndio começou em uma casa na avenida Itararé, um dos principais acessos ao conjunto de favelas. Moradores da favela arrombaram um bar vizinho à casa para salvar o estoque do estabelecimento. Uma pessoa encontrada desfalecida foi pelos bombeiros. Até as 17 horas deste sábado, 17 pessoas que saiam do morro foram detidas pela polícia e encaminhadas para delegacias para averiguações.

Polícia prende traficante disfarçado de pastor em fuga no Alemão

Para fugir do cerco da polícia no conjunto de favelas do Alemão, um traficante se disfarçou de pastor evangélico e, com a Bíblia na mão, seguiu viagem rumo a Volta Redonda. No entanto, a fuga do criminoso foi frustrada na tarde deste sábado pelos agentes da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis. De acordo com o delegado Marcio Mendonça Dubugras, o traficante conhecido como Leandrinho chefiava a venda de drogas em Volta Redonda, Angra dos Reis e Barra Mansa. Contra Leandrinho, há seis mandados de prisão e 12 anotações crimininais. “Cercamos ele no acesso a Volta Redonda. Ao ser preso, ele confessou que estava no conjunto de favelas do Alemão e que planejou a fuga para não ser preso”, disse o delegado. Ainda neste sábado, outros seis criminosos com funções importantes na hierarquia do tráfico foram presos.  Um deles, conhecido como Playboy, é apontado pela polícia como o homem de confiança do traficante Fernandinho Beira-Mar, que cumpre pena no Presídio de Segurança Máxima de Mato Grosso do Sul. Nilsa Maria dos Santos, de 53 anos, conseguiu convencer o filho Diego Raimundo Silva Santos, o Mister M, de 25 anos, a se entregar à polícia, na tarde deste sábado. O traficante, também conhecido como 50, por ser fã do cantor americano  Fifty Cent, era o segurança e braço direito de Pezão,  o chefe do tráfico do conjunto de favelas do Alemão.

Mais de 50 carcaças de veículos queimados são removidos da favela Vila Cruzeiro

A Seop (Secretaria da Ordem Pública) do Rio de Janeiro disponibilizou, desde a quinta-feira, mais de 50 reboques para retirar carcaças e veículos em diversos pontos da cidade e na favela da Vila Cruzeiro, onde a Polícia realiza uma megaoperação contra o narcotráfico, no Rio de Janeiro. Na quinta-feira foram removidos 23 veículos, entre carcaças de ônibus, caminhões e carros. Na sexta-feira, outros nove veículos foram removidos. Todos foram levados para a Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis, na Leopoldina, e para delegacias locais. Neste sábado, a Coordenadoria de Fiscalização de Estacionamento e Reboques da Seop atuou na favela de Vila Cruzeiro, onde removeu motos e carros roubados que eram utilizados por traficantes. Dez motos e nove carros foram removidos e levados para a DRFA. De acordo com o secretário de Ordem Pública do Rio, Alex Costa, a Seop agiu com a maior rapidez possível para barrar a estratégia terrorista dos traficantes. "Quanto mais rápido as carcaças de automóveis e os veículos roubados forem retirados, maior a sensação de segurança do cidadão" disse ele.

Polícia encontra corpo de jornalista de 29 anos sequestrada em São Paulo

A DAS (Divisão Anti-Sequestro) da Polícia Civil de São Paulo encontrou na tarde deste sábado o corpo da jornalista Luciana Barreto Montanhana, 29. A vítima foi sequestrada em 11 de novembro quando saía de uma academia de ginástica no shopping Eldorado (zona oeste de SP). O corpo da jornalista estava no km 44 da rodovia Anchieta. O principal acusado de sequestrar e matar a jornalista é, segundo a polícia, Rodrigo Domingues Medina, integrante da Tropa de Choque da PM paulista. Medina está internado no Hospital da Polícia Militar, na zona norte de São Paulo, desde o último 21. Ele foi baleado ao tentar resistir à prisão durante confronto com policiais civis da DAS. No momento da tentativa de prisão, Medina estava em um orelhão na Vila Maria, também na zona norte, ligando para a família da jornalista e pedindo resgate para libertá-la. Segundo a polícia, neste sábado Medina confessou o crime. Disse ter matado a jornalista e jogado o corpo às margens da rodovia logo após o sequestro, e que, mesmo assim, resolveu exigir resgate.

Ministro da Justiça determina isolamento total de chefes do tráfico

O ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto, determinou o isolamento total dos principais chefes de facções criminosas presos e o aumento da vigilância nos presídios federais para impedir que a onda de violência se alastre para São Paulo e outros centros urbanos. "Sou favorável ao isolamento total, neste momento, de todo preso que tiver envolvimento nos atos do Rio", disse ele. Mas o ministro minimizou o risco de ampliação da crise: "Tudo indica que o problema seja restrito ao Rio de Janeiro, mas preventivamente adotamos todas as cautelas para impedir que eles continuem mandando ordens para fora das prisões". Luiz Paulo Barreto informou que, além da mobilização de centenas de agentes das Polícias Federal e Rodoviária, outros 500 homens da Força Nacional de Segurança Pública foram colocados de prontidão para serem mandados imediatamente ao Rio de Janeiro, caso o governo do Estado requisite a tropa. Um primeiro grupo, com 180 policiais, já está acantonado no Batalhão de Pronto Emprego (BPE) que a Força mantém em caráter permanente em um quartel em Luziânia (GO), no entorno de Brasília. O emprego de tropas da Forças Nacional, conforme explicou Barreto, foi oferecido há uma semana ao governador Sérgio Cabral, mas as autoridades de segurança do Estado, dentro do seu planejamento de ação, não acharam necessário seu uso no primeiro momento, optando pelas Forças Armadas, que possuem veículos blindados com esteiras metálicas, mais apropriados do que viaturas com pneus para romper as barricadas dos traficantes.

Secretaria do Ambiente do Rio de Janeiro pede intervenção ambiental na CSN

A Secretária Estadual do Ambiente, Marilene Ramos, pediu ao governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, intervenção ambiental na Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), em Volta Redonda. Na manhã deste sábado, um problema em um tanque de estocagem da siderúrgica provocou o vazamento de aproximadamente 2 milhões de litros de resíduos químicos no rio Paraíba do Sul. O Sistema Guandu, que fornece água para o Rio e a Baixada Fluminense é alimentado por este rio. Segundo a secretária, a multa que a empresa vai receber pode chegar a R$ 50 milhões. Fatores como os prejuízos causados ao meio ambiente, as características do acidente, mobilização e reação da empresa, assim como seus agravantes e atenuantes entrarão no cálculo da multa. “Foi um acidente muito grave. Pedi ao governador que seja feita uma intervenção ambiental imediata na empresa. O risco ambiental é muito grande, já que o Rio Paraíba do Sul abastece 11 milhões de pessoas”, disse a secretária, acrescentando que a Procuradoria Geral do Estado vai avaliar os custos dessa intervenção para que não recaia sobre o Estado.

Fortes indicativos de um novo "caos aéreo" no fim de ano

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) está sentindo um cheiro de caos no ar. A ameaça de greve de aeronautas e aeroviários e a animação das companhias aéreas com o notável crescimento das vendas de passagens este ano são prenúncio de confusão. Em dezembro de 2006, ano em que a aviação brasileira registrou 102 milhões de passageiros, o País conheceu o que passou a chamar de “apagão aéreo”. De lá para cá, não houve nenhuma melhoria nos aeroportos do País, mas o movimento aumentou. Este ano, o número de passageiros deve saltar para 153 milhões. Só em dezembro, 14 milhões de pessoas tentarão embarcar nos aeroportos do País.

Dilma passa o fim de semana em Porto Alegre

A presidente eleita Dilma Rousseff (PT) está descansando em Porto Alegre. Ela não tem compromissos agendados para este fim de semana. Dilma chegou na noite de sexta-feira e permanece reclusa em seu apartamento na zona sul da capital gaúcha. Desde a vitória nas urnas, Dilma reduziu drasticamente suas aparições públicas. A última ocorreu na reunião do Diretório Nacional do PT, em Brasília, no dia 19 de novembro. Quando está em Brasília, ela só tem saído da Granja do Torto, onde passou a morar, para participar de reuniões na sede do CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), sede do comando da transição, ou para se encontrar com Lula no Palácio da Alvorada. No prédio de classe média onde fica a cobertura de Dilma, em Porto Alegre, o movimento mais intenso é o da Polícia Federal, responsável pela segurança dela.

Cirurgia do vice-presidente José Alencar chega ao fim após cinco horas

Foi finalizada por volta de 14h30 a cirurgia de desobstrução do intestino do vice-presidente da República, José Alencar. Boletim médico divulgado pelo hospital Sírio-Libanês disse que a operação "atingiu seus objetivos". José Alencar foi internado na última terça-feira com um quadro de suboclusão intestinal. Em internação anterior o diagnóstico de obstrução do intestino já havia sido feito, mas a equipe médica do hospital optou por tentar reverter o problema com base apenas em medicamentos. Sem sucesso, houve a intervenção cirúrgica, na qual foram retirados nódulos que estavam bloqueando o órgão e parte do intestino delgado. A operação durou cerca de cinco horas e foi conduzida pelos médicos Raul Cutait e Ademar Lopes.

Polícia Militar do Rio de Janeiro define local de rendição de traficantes no Complexo do Alemão

A Polícia Militar definiu o local em que os traficantes do Complexo do Alemão, conjunto de favelas localizado na zona norte do Rio de Janeiro, devem se entregar. O ponto escolhido foi a esquina da rua Joaquim de Queiroz com a estrada do Itararé. Há um tanque de guerra nesse local, principal entrada do morro da Grota, aguardando a rendição. O mediador de conflitos e coordenador do Afroreggae, José Júnior, está no local há mais de duas horas negociando uma rendição com os traficantes para evitar o elevado número de mortes que se espera em um combate. Desde 1993, ele criou a ONG que atua na área social cultural em favelas, abrigando e empregando ex-traficantes dispostos a abandonar o crime. Os mediadores atuam para evitar confrontos que prejudiquem a vida de moradores das comunidades. O comandante-geral da Polícia Militar do Rio de Janeiro, coronel Mário Sérgio Duarte, disse neste sábado que a polícia vai invadir o Complexo do Alemão "a qualquer momento". Segundo o oficial, a decisão já está tomada e não há possibilidade de se voltar atrás. "Temos toda a superioridade. Não há hipótese de os traficantes serem bem sucedidos. Eles devem se entregar, essa é a hora. Depois que entrarmos, as coisas serão complicadas", afirmou o comandante da Polícia Militar.

Chefe do Comando Vermelho e mais 500 bandidos estão no Complexo do Alemão

Depois que pelo menos 200 traficantes fugiram da Vila Cruzeiro, na quinta-feira, para o conjunto de favelas do Alemão, na zona norte da capital fluminense, a polícia calcula que pelo menos 500 bandidos estejam dentro do complexo. Um deles seria Fabiano Atanásio da Silva, o FB, chefe da facção criminosa Comando Vermelho (CV) na região. Na Favela da Grota, os agentes ficaram a menos de cem metros de uma casamata que serviu de abrigo aos criminosos. Os criminosos provocaram os policiais aos gritos: "Vou meter bala!" — berrou um deles. "É contigo mesmo!" — respondeu o agente federal. Os bandidos ainda expunham e apontavam fuzis em direção a um grupo de fotógrafos que registravam as cenas na Avenida Itararé, via que cruza várias comunidades do Complexo do Alemão, em desafio à investida militar. Quando viam que eram filmados, alguns bandidos debochavam da situação, colocando as armas para o alto e até simulando uma dança. Ocorreram tiroteios nas favelas da Grota, Nova Brasília e Fazendinha. Antes de meio dia, um major do 16º Batalhão da Polícia Militar (PM) foi ferido levemente na cabeça, durante um confronto. Pela manhã, agentes da Polícia Federal, além de militares e PMs, passaram a ocupar os acessos ao complexo e revistaram suspeitos, carros de passeio, kombis e motos que saíam e entravam. Após a chegada de 800 homens da Brigada de Infantaria Paraquedista do Exército para o cerco, ouviu-se outro intenso tiroteio, com mais de meia hora de duração. Durante todo o dia, helicópteros da Polícia Civil e Militar sobrevoavam as 18 favelas do Alemão. Houve disparos de criminosos contra as aeronaves.

Vice-presidente José Alencar será submetido a nova cirurgia neste sábado

O vice-presidente da República, José Alencar, será operado neste sábado devido a uma "suboclusão intestinal" (obstrução de alguma parte do intestino), problema que o levou a ser internado mais uma vez no Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista, na última terça-feira. Será a 16ª cirurgia do vice-presidente da República, que há 10 anos faz um tratamento contra o câncer. Em menos de uma semana, o vice-presidente esteve duas vezes internado no Hospital Sírio-Libanês. No fim de outubro, o mesmo problema, uma suboclusão intestinal, levou José Alencar a ficar internado por 24 dias, recebendo alta médica na quinta-feira da semana passada. Um dia depois, voltou ao Sírio-Libanês por causa de um quadro de anemia, que o fez passar por uma transfusão de sangue. No último sábado deixou o hospital, mas na terça-feira foi internado novamente.

Arábia Saudita prende 149 supostos membros da Al Qaeda

As autoridades sauditas prenderam 149 membros da rede terrorista Al Qaeda nos últimos oito meses, anunciou na sexta-feira o Ministério do Interior. Os suspeitos planejavam ataques na Arábia Saudita, principalmente contra dirigentes políticos e jornalistas, segundo o ministério. Eles faziam parte de 19 células da Al Qaeda. "Nos últimos oito meses, 149 pessoas ligadas com a Al Qaeda foram presas, entre elas 124 sauditas e 25 de outras nacionalidades", disse o porta-voz do ministério, Mansour Turki. Os suspeitos estrangeiros são árabes, africanos e sul-asiáticos.

Cern descobre novas informações sobre a matéria na origem do Universo

Os experimentos do acelerador de partículas do Cern (Centro Europeu de Pesquisa Nuclear) já descobriram novas informações sobre a matéria na origem do Universo. "Menos de três semanas após ter iniciado os experimentos que estudam as colisões de íons de chumbo no Grande Colisionador de Hádrons, já foram registrados novos descobrimentos", destacou o Cern na sexta-feira. O resultado prévio aponta novos detalhes sobre como seria a matéria nos momentos da origem da vida do Universo. A compilação de informações com os íons de chumbo continuarão até 6 de dezembro, momento em que o acelerador (uma enorme circunferência subterrânea de 27 quilômetros sob a fronteira suíço-francesa) realizará uma pausa técnica para manutenção, antes de retomar os testes em fevereiro de 2011. "É impressionante a eficiência dos estudos em registrarem tais resultados, que são de uma física muito complexa", informou em nota o diretor da pesquisa do Cern, Sergio Bertolucci.

Ditador Chávez quer barrar fundos estrangeiros para ONGs na Venezuela

A Assembléia Nacional da Venezuela está preparando uma lei para vetar fundos estrangeiros para ONGs que atuam no país. A legislação tem o apoio do ditador Hugo Chávez e já preocupa organizações de direitos humanos. Os ativistas temem que a lei proíba permanentemente o recebimento de fundos internacionais, tornando as ONGs completamente dependentes das limitadas doações de venezuelanos e colocando algumas em risco de parar de funcionar. A legislação limitaria ainda a autonomia dos grupos, segundo críticos. A Lei Internacional de Cooperação, que logo deve ser aprovada pelos legisladores, "impediria as ONGs de ter recurso suficiente", diz Liliana Ortega, diretora da organização de direitos humanos Cofavic. Chávez ordenou aos legisladores nesta semana que aprovem a lei que proíbe não apenas organizações, mas também partidos políticos e observadores de eleição, de obter fundos dos Estados Unidos. O ditador Chávez alega que algumas das ONGs da Venezuela que receberam fundos de organizações com laços com o governo americano estão conspirando contra seu governo com a ajuda de Washington. A cada dia que passa o ditador Chavez arrocha um pouco mais a repressão do seu regime, e ainda levará a Venezuela a se tornar uma grande Coréia do Norte, o país mais fechado do mundo.

Banco do Brasil dobra carteira de crédito imobiliário e atinge marca dos R$ 3 bilhões

O Banco do Brasil comunicou que nesta semana sua carteira de crédito imobiliário atingiu a marca dos R$ 3 bilhões, isto é, o dobro do verificado em dezembro de 2009, ano em que começou a expandir de maneira mais agressiva nesse ramo de operações. No final de 2008, esse volume era pouco superior a R$ 100 milhões. A instituição planejava dobrar o financiamento à habitação até o final deste ano. A instituição financeira tem por meta, até 2013, emplacar entre os três maiores do banco do País no segmento de crédito imobiliário. Hoje, o banco ocupa a quinta posição nesse ranking. A Caixa Econômica Federal, líder no segmento, encerrou o terceiro trimestre deste ano com uma carteira de crédito habitacional de R$ 97,9 bilhões, número 56% acima da cifra registrada em setembro do ano passado.

Governo adia leilão do trem-bala para abril de 2011

O governo anunciou na sexta-feira que vai adiar o leilão do trem-bala marcado para esta segunda-feira. A nova data ficou para 11 de abril de 2011 (entrega das propostas). Os envelopes devem ser abertos no dia 29 de abril. Além das pressões de grupos brasileiros e estrangeiros, pesou na decisão de adiar o leilão o risco de ter apenas um concorrente na disputa, o consórcio coreano. Mais cedo, o consócio coreano que pretende disputar a licitação do trem-bala do Brasil divulgou a lista de 22 empresas que formam o grupo. São 9 empresas nacionais e 13 estrangeiras. De acordo com o consórcio, juntas elas tinham patrimônio R$ 35,42 bilhões no fim do ano passado e faturamento anual de R$ 71,62 bilhões.

Dilma decide manter Marco Aurélio "Top Top" Garcia

A presidente eleita Dilma Rousseff decidiu manter o assessor especial internacional do presidente Lula, Marco Aurélio "Top Top´" Garcia, no mesmo cargo que ocupa hoje. Ele é ex-dirigente da 4ª Internacional trotskista, e foi criador e dirigente do Foro de São Paulo. A manutenção de Marco Aurélio "Top Top" Garcia no Planalto é um sinal da continuidade de política de boa vizinhança do Brasil com os países vizinhos, como a Venezuela, que rendeu muitas críticas à política externa do presidente Lula, e com as Farc, assim como com outras nações terroristas, como o Irã.

Polícia já apreendeu mais de 200 motos roubadas por traficantes

Foram apreendidas pela Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis do Rio de Janeiro mais de 200 motos roubadas que eram utilizadas pelos traficantes da favela Vila Cruzeiro, na Penha. A polícia ainda recolheu nas ruas da favela dezenas de carros roubados que foram abandonados pelos traficantes terroristas, durante a ocupação pela polícia. Além dessas apreensões, a polícia também encontrou 1 tonelada de maconha prensada e uma caixa de material cirúrgico. Duas pessoas morreram e três ficaram feridas em confronto com os militares. Entre os mortos está o chefe do tráfico do Morro da Fazendinha, em Inhaúma, uma das favelas do Complexo do Alemão, identificado como Thiaguinho G3.

Palocci aceita chefiar a Casa Civil

O ex-ministro da Fazenda, Antonio Palocci, aceitou ser o chefe da Casa Civil do governo e será o braço direito da presidenta eleita, Dilma Rousseff. Ele foi convidado na última quarta-feira para assumir a pasta, porém, chegou a resistir, já que preferia um ministério de menor visibilidade, e após conversar com o presidente Lula acabou aceitando o cargo. Palocci também estava cotado para comandar a Secretaria-Geral da Presidência e, segundo informações, era esse o cargo que ele gostaria de ocupar. Atualmente, o mais cotado para a Secretaria-Geral da Presidência é Gilberto Carvalho, atual chefe de gabinete de Lula.

Supremo arquiva dois processos contra parlamentares por crime eleitoral

O Supremo Tribunal Federal arquivou dois processos contra parlamentares por crimes eleitorais. Nos dois casos, os relatores reconheceram a prescrição da pretensão punitiva do Estado. Um inquérito, sob a relatoria da ministra Ellen Gracie, trata de denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal contra o senador Francisco de Assis de Moraes Souza, o Mão Santa (PSC-PI), e o deputado federal Ciro Nogueira (PP-PI). Eles foram acusados de promover uma carreata em 1º de outubro de 2006, que transitou por diversas seções eleitorais dos municípios de Teresina e Parnaíba. Chegou a ser proposta aos acusados a substituição da pena de prisão pela restritiva de direitos, mas "foi rechaçada pelos dois parlamentares", segundo a ministra. A manifestação quanto à prescrição da pretensão punitiva foi feita pelo próprio Ministério Público Federal, que pediu o arquivamento do processo. Ao analisar o caso, Gracie observou que "a pena máxima cominada ao crime é de um ano de detenção, de modo que se opera em quatro anos a prescrição, nos moldes do artigo 109, inciso 5, do Código Penal".

PSDB ameaça expulsar vereador que não seguir votação à presidência da Câmara de São Paulo

O vereador tucano que não votar em José Police Neto (PSDB) para a presidência da Câmara Municipal de São Paulo poderá ser expulso do partido e, consequentemente, perder o mandato, de acordo com a lei eleitoral. A ameaça está em nota do diretório municipal do PSDB, que aprovou na quinta-feira o "fechamento de questão" em torno da candidatura de Police, líder do prefeito Gilberto Kassab (DEM) na Câmara Municipal. O rival de Police deverá ser Milton Leite (DEM), que é ligado ao Centrão, um bloco formado por 15 parlamentares de partidos como o PR, PTB, PV e PMDB e que tem aliança com o PT para a eleição da Mesa Diretora, no dia 15 de dezembro. O PSDB tem 12 vereadores e, aparentemente, todos estão fechados com Police, mas o acirramento da disputa tem levado a pressões dos dois lados sobre os parlamentares em busca de voto. A estimativa corrente na Câmara é que o resultado será apertado e que nenhum lado terá mais que 30 dos 55 votos da Casa.

Fotógrafo da Reuters é baleado no Rio de Janeiro em cobertura no Complexo de Alemão

O fotógrafo Paulo Whitaker, de 50 anos, da agência de notícias Reuters, foi baleado na sexta-feira durante a cobertura da operação envolvendo policiais e militares do Exército no Complexo do Alemão, na Penha, zona norte do Rio de Janeiro. Whitaker deu entrada no Hospital Pasteur, no Méier, também na zona norte, com um tiro no ombro. Ele foi examinado e seguiu internado porque teve uma crise de hipertensão. O motorista de táxi José Augusto de Carvalho Leite também ficou ferido após ser atingido por estilhaços no cotovelo direito. Os dois foram atingidos quando estavam em Ramos (zona norte), próximo à entrada das favelas que compõem o Complexo do Alemão.

Presídios federais possuem 335 vagas ociosas

O sistema penitenciário federal tem ao todo 335 celas vazias nos quatro presídios sob sua responsabilidade. No início desta semana, o Ministério da Justiça ofereceu ao governo do Rio de Janeiro 50 vagas nas penitenciárias federais para criminosos presos nas operações contra o tráfico de drogas. A crise de segurança no Rio de Janeiro provocou um vaivém de presos. Desde quarta-feira, um jato da Polícia Federal) transportou 32 criminosos. Dez foram levados do Rio de Janeiro para Catanduvas (PR). O mesmo avião levou outros 11 presos para o presídio federal de Porto Velho (RO). O diretor do Sistema Penitenciário Federal, Sandro Torres Avelar, diz que a troca de presos nas unidades federais ocorre com frequência. "Esse rodízio é importante para que os presos não criem raízes", afirma. Ainda segundo o sistema, há 832 vagas disponíveis nos quatro presídios federais, com 208 em cada um deles. No total, são 497 presos cumprindo pena. O número de presos por unidade é o seguinte: Porto Velho (RO) tem 159 presos por unidade, Campo Grande (MS) tem 136, Mossoró (RN) tem 38 e Catanduvas (PR) está com 164.

PT pressiona Dilma para reaver ministérios nas mãos de aliados

O PT pressiona a presidente eleita, Dilma Rousseff, para tentar reaver ministérios cedidos a partidos aliados no governo Lula. Os principais alvos são o s ministérios da Saúde e Cidades, hoje nas mãos de PMDB e PP, respectivamente. A ofensiva também inclui pastas de menor orçamento como a da Cultura, cuja indicação cabia ao PV, além de cargos federais de segundo e terceiro escalão nos Estados. "É uma ação de reintegração de posse", resume a senadora Ideli Salvatti (PT-SC), cotada para a Secretaria de Políticas para as Mulheres. O presidente do PT, José Eduardo Dutra, coordena um mapeamento de cargos para organizar os pedidos petistas em cada Estado. Na quinta-feira, representantes de diversas correntes do PT discutiram o tema em Guarulhos, na Grande São Paulo, em reunião fechada com a presença do ex-ministro mensaleiro José Dirceu (Casa Civil). Sem mandato a partir de fevereiro, Ideli Salvatti defendeu abertamente a retirada do Ministério das Cidades do PP, que se manteve neutro na eleição presidencial. "Politicamente, não faz sentido mantê-los ali. Não é compatível com o compromisso na campanha", disse. Ela também pressiona por cargos em Santa Catarina cedidos a alas de PMDB e PP que apoiaram José Serra (PSDB) na eleição.

PT pressiona Dilma para reaver ministérios nas mãos de aliados

O PT pressiona a presidente eleita, Dilma Rousseff, para tentar reaver ministérios cedidos a partidos aliados no governo Lula. Os principais alvos são Saúde e Cidades, hoje nas mãos de PMDB e PP, respectivamente. A ofensiva também inclui pastas de menor orçamento como a da Cultura, cuja indicação cabia ao PV, além de cargos federais de segundo e terceiro escalão nos Estados. "É uma ação de reintegração de posse", resume a senadora Ideli Salvatti (PT-SC), cotada para a Secretaria de Políticas para as Mulheres. O presidente do PT, José Eduardo Dutra, coordena um mapeamento de cargos para organizar os pedidos petistas em cada Estado.

Justiça do Rio de Janeiro decreta prisão dos advogados de Marcinho VP

O juiz Alexandre Abrahão Dias Teixeira, da 1ª Vara Criminal de Bangu, decretou na sexta-feira a prisão preventiva de Flávia Pinheiro Fróes e de Luiz Fernando Costa, advogados do traficante Márcio dos Santos Nepomuceno, conhecido como Marcinho VP, e de Beatriz da Silva Costa, também advogada e apontada por denúncia do Ministério Público como amante do criminoso. Os três são suspeitos de transmitir ordens de VP e de seu comparsa, Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco, para os crimes que ocorrem no Rio de Janeiro desde o dia 21. O magistrado baseou sua decisão no fato de que Beatriz, também apontada como amante de Marcinho VP, segundo denúncia do Ministério Público, Flávia e Luiz Fernando eram as pessoas que, por lei, tinham direito a conversas reservadas com o traficante, que chefiava o Comando Vermelho no Complexo do Alemão e na Vila Cruzeiro. Após Marcinho VP ser preso, em 1996, foi sucedido por Elias Maluco, também capturado em 2002, após matar o jornalista Tim Lopes. De acordo com a decisão de Alexandre Abrahão Dias Teixeira, os advogados "periodicamente se uniram a eles na penitenciária e, através das entrevistas sigilosas, por força de suas profissões, receberam ordens transmitidas por bilhetes e outros escritos, como também no decorrer de suas entrevistas, verbalmente".

Banco Central tenta alinhar expectativas por alta da Selic

O Banco Central tenta alinhar as expectativas do mercado para uma alta iminente dos juros ao mencionar as condições de crédito como um fator de definição da política monetária, após meses de previsões díspares sobre a Selic. Em uma reunião com economistas normalmente usada para colher informações, e não emitir pronunciamentos, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, citou na quinta-feira o desenrolar do caso Panamericano para passar a mensagem de que um fator contra a alta dos juros já não existe mais. Além disso, o Banco Central fez questão de tornar públicas essas declarações ao divulgar o vídeo do encontro. "O relevante é que o Banco Central tinha a informação já para o Copom de julho e, certamente para o de setembro, que tinha um problema", afirmou Meirelles, que considerou haver "um risco importante" para as condições de crédito futuras, ainda que num primeiro momento o Banco Central não conseguisse identificar a fonte do problema. Em julho, o Copom elevou os juros para o atual patamar, a 10,75%, e contrariou as expectativas de parte dos agentes, que previam uma elevação maior. "Dá a sensação de que ele achava que poderia ter aumentado o juro e não aumentou. Como agora tem inflação e o Panamericano está equacionado, deve ter alta", disse André Perfeito, economista da Gradual Investimentos, que participou da reunião do Banco Central com economistas em São Paulo. Para Roberto Padovani, estrategista-chefe do banco WestLB do Brasil que também compareceu ao encontro, foi "um recado muito forte": "Só não subiram mais antes por causa do crédito". A fraude contábil no Banco Panamericano foi revelada somente em 9 de novembro, com a divulgação de um aporte de R$ 2,5 bilhões do acionista controlador, o grupo Silvio Santos. As atas das reuniões do Copom de julho e de setembro não traziam nenhuma menção a riscos para o crédito. O recente aumento da inflação, pressionada pelos custos dos alimentos, já criava apelos para uma alta do juro. Mas, após a interrupção surpreendente do ciclo de aperto monetário, o mercado não interpretava os sinais do Banco Central de maneira uniforme. Para um economista que participou da reunião, mas não quis ser identificado, a justificativa de que os juros não subiram por causa do banco Panamericano "é conversa para boi dormir". "Acho que não aumentou por uma série de outras questões também. Teve o período eleitoral que trouxe ruído. E existia uma visão de que o cenário externo ia contribuir de forma benigna pra inflação", completou o economista.

Número de mortos pela epidemia de cólera no Haiti sobe para 1.648

O número de mortos no Haiti por causa da epidemia de cólera que o país enfrenta desde meados de outubro chegou a 1.648, segundo os últimos dados divulgados na sexta-feira pelo Ministério da Saúde Pública e População. Em relatório datado de 24 de novembro, o ministério informa que 72.017 pessoas contaminadas foram atendidas em hospitais do país. O Departamento de Artibonite (norte), com 754 mortos, é o que mais sofreu desde o início da epidemia. Houve ainda 12 mortes no Departamento Sul, três em Grand Anse e duas no Sudeste. A origem da epidemia no Haiti continua sendo desconhecida, embora testes realizados pelos Centros de Prevenção e Controle de doenças, em Atlanta (Estados Unidos) indiquem que o surto pode ter sido provocado por uma cepa igual a uma encontrada na Ásia meridional. Setores políticos e sociais do país acusam soldados do Nepal da Missão da ONU para a Estabilização do Haiti (Minustah) pela origem da epidemia, pois eles teriam contaminado um afluente do rio Artibonite em sua passagem por Mirebalais, no leste do país.

Ministério Público recorre para aumentar a condenação do médico Roger Abdelmassih

O Ministério Público apresentou à Justiça, na sexta-feira, recurso contra a sentença que condenou o médico Roger Abdelmassih, um dos mais famosos especialistas em reprodução assistida do País, a 278 anos de reclusão por ter abusado de pacientes de sua clínica de reprodução, em São Paulo. A condenação foi dada na última terça-feira. Para os promotores do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), que acompanharam as investigações da Delegacia da Defesa da Mulher e ofereceram a denúncia contra Abdelmassih, a pena de 278 anos de reclusão não é alta, uma vez que foi aplicado o tempo mínimo legal para cada tipo de crime praticado. Formalmente, Abdelmassih foi acusado de estupro contra 39 ex-pacientes, mas como algumas relataram mais de um crime, há 56 acusações contra ele. Desde que foi acusado pela primeira vez, Abdelmassih negou por diversas vezes ter praticado crimes sexuais contra ex-pacientes. A sentença considerou que o médico cometeu 48 crimes, consumados ou tentados. Segundo o Ministério Público, os 278 anos de reclusão foram sentenciados pela conduta do médico. A sentença não teria considerado a possibilidade legal da aplicação da pena acima do mínimo previsto no Código Penal. Como o médico está próximo de completar 70 anos, então essas penas individualizadas mínimas que ele recebeu cairiam pela metade. Dessa forma, em pouco tempo todos os crimes cometidos por ele estariam prescritos, e assim Abdemassih escaparia da prisão. Aliás, o quase certo mesmo é que ele não prestaria um dia sequer de cadeia pelos seus crimes. E, como se vê, aquela história dos 278 anos de pena não passa de mera ficção. Assim é a Justiça brasileira.