quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Grupo Bertin assinará nesta quinta-feira o Projeto Cais Mauá do porto da capital gaúcha

A governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), decidiu assinar às 11 horas desta quinta-feira o contrato de arrendamento do Cais Mauá, em Porto Alegre, ao Consórcio Porto Cais Mauá, liderado pelo grupo Bertin, vencedor da licitação para a revitalização da área, de 181 mil metros quadrados. O grupo, do qual faz parte o arquiteto Jayme Lerner, ex-governador do Paraná, administrará um projeto que resultará em investimentos totais de R$ 500 milhões.

Ibsen Pinheiro é eleito novo presidente do PMDB no Rio Grande do Sul

O deputado federal Ibsen Pinheiro, cujo mandato está vencendo, e não será mais parlamentar, foi escolhido para mandato de dois anos como presidente do PMDB no Rio Grande do Sul, em reunião realizada na noite de terça-feira. A primeira vice-presidência ficou com Maria Helena Sartori, deputada estadual eleita, e a segunda com Clair Kuhn, prefeito do pequeno município de Quinze de Novembro. A terceira vice-presidência ficou com o deputado federal Darcísio Perondi. Esta eleição derivou de um acordão interno, pelo qual a chapa continuista, que obteve 60% dos votos, ficou com a presidência e suas vices, e a "oposição", liderada pelo deputado estadual Marco Alba, ficou com 40% dos votos. O prefeito de Torres, João Alberto, membro da chapa dois, que competia com a chapa de Ibsen, foi escolhido para a secretaria-geral do partido. O maior desafio, segundo o presidente eleito, é de reerguer o partido após os maus resultados nas eleições estaduais de 2010. E será um desafio especialmente intenso, porque Ibsen Pinheiro já está com 75 anos e meio e não terá grande disposição para viagens constantes. Atualmente, o cargo exige muito mais do que isso, porque o PMDB do Rio Grande do Sul envelheceu notavelmente e precisaria de um urgente choque de renovação.

Dilma decide que PSB ficará com duas pastas e sem Aeroportos

A presidente eleita, Dilma Rousseff, definiu na tarde desta terça-feira, em reunião com líderes do PSB, que o partido ficará com dois ministérios: Integração Nacional e Secretaria de Portos. A decisão exclui a pasta de Aeroportos, como era inicialmente esperado. A área da aviação civil permanecerá no Ministério da Defesa. Dilma prometeu, entretanto, incluí-la na pasta de Portos futuramente. Ela acolheu as indicações do PSB de nomear Fernando Bezerra Coelho para o Ministério da Integração Nacional e o prefeito de Sobral (CE),  Leônidas Cristino, para Portos. Com essas indicações, Dilma ainda precisa confirmar três dos 37 ministérios.