domingo, 13 de fevereiro de 2011

Aos 34 anos, Ronaldo vai anunciar nesta segunda-feira o fim de sua carreira no futebol

Ronaldo Nazário, 34 anos, um dos maiores atacantes já surgidos no futebol brasileiro, confirmou neste domingo que anunciará o fim da sua carreira como jogador às 12h40m desta segunda-feira, em entrevista coletiva. "Não aguento mais. Eu queria continuar, mas não consigo. Penso em uma jogada, mas não executo como quero. Está na hora, mas foi lindo pra caramba", disse ele. Com contrato valendo até o fim do ano, Ronaldo antecipou o adeus ao futebol profissional devido à eliminação precoce do seu time da Libertadores e também por causa das sua própria condição física, que caiu bastante nos últimos tempos. A decisão de Ronaldo já era cogitada desde a eliminação corintiana da Libertadores diante do Deportivo Tolima, no dia 2 de fevereiro. A indignação dos torcedores se voltou contra dirigentes, a equipe técnica e não poupou os jogadores, nem Ronaldo, o grande ídolo da torcida.

Justiça suspende restrições de vôos no aeroporto Santos Dumont

Uma liminar da Justiça Federal do Rio de Janeiro suspendeu as restrições que entrariam em vigor nos próximos dias para operações de pouso e decolagem no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. A polêmica em relação aos vôos no aeroporto Santos Dumont começou em dezembro do ano passado, quando o Inea (Instituto Estadual do Ambiente) concedeu uma licença ambiental para o aeroporto que incluía restrições ao número de pousos e decolagens nos horários entre 6 e 8 horas da manhã e entre 20 horas e 22h30. A liminar concedida pelo juiz Marcello Enes Figueira, da 18ª Vara Federal do Rio de Janeiro, atende a um pedido da Infraero, responsável pela administração do aeroporto. De acordo com a decisão, o órgão ambiental não tem competência para interferir no número de vôos e essa atribuição cabe à Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), responsável pela regulação do setor. O aeroporto Santos Dumont concentra uma das operações mais rentáveis para as companhias aéreas, a ponte aérea Rio-São Paulo, onde a demanda elevada e o grande volume de executivos garantem vôos lotados e um número mais reduzido de tarifas promocionais. Com a perspectiva de novas obras no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, e de redução dos horários a partir de março, a alteração no aeroporto carioca teria um impacto ainda mais significativo para as empresas. A partir do próximo mês, Congonhas deverá operar das 7 às 22 horas. Atualmente, o horário é das 6 às 23 horas.

Ditadura de Cuba anuncia liberalização da venda de açúcar

A ditadura comunista de Cuba afirma que vai liberalizar a venda de açúcar, após passar décadas subsidiando o preço do produto, um dos seus principais itens de exportação. Este é o mais recente passo dado pela ditadura do genocida sanguinário Raúl Castro para reduzir o papel do Estado na economia e incentivar a iniciativa privada na ilha comunista, em resposta a uma grave crise econômica. Mas os cubanos vão continuar podendo comprar apenas uma porção limitada de açúcar, dentro de suas cadernetas de ração, cujo uso o governo cubano também pretende eliminar gradualmente. O jornal estatal "Juventud Rebelde" afirma que o açúcar deve "gradualmente" ser retirado do controle do Estado para ser vendido em lojas e supermercados, onde o preços são muito maiores. A publicação não diz em quanto tempo isto será implementado. Segundo o jornal, a medida é especialmente necessária depois das reformas econômicas anunciadas pelo ditador genocida sanguinário Castro em setembro do ano passado. Uma das medidas é a demissão de cerca de 1 milhão de servidores públicos, que serão encorajados a procurar emprego no setor privado.

Medo da inflação realimenta preços

A escalada da inflação dos últimos meses ressuscitou mecanismos informais de indexação de preços, especialmente dos serviços. É o pedreiro ou o cabeleireiro, por exemplo, que aumenta o valor da diária ou do corte de cabelo, seguindo a intuição ou usando critérios próprios, como o gasto com a condução para chegar ao trabalho ou com a refeição fora de casa. Um estudo feito pelos técnicos da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), de São Paulo, com base nos dados do Índice de Preços ao Consumidor (IPC), ilustra com números o estrago das expectativas negativas nos preços dos serviços que seguem uma indexação informal. Em 12 meses até janeiro deste ano, os preços dos serviços reajustados segundo critérios informais aumentaram 8,45%. O resultado supera de longe a variação do mesmo período pelos serviços que têm critérios previamente definidos de reajuste (4,93%) e incluem aluguéis e contratos de assistência médica, entre outros.

Caixa alcança lucro de R$ 3,8 bilhões

A Caixa Econômica Federal alcançou em 2010 um lucro líquido de R$ 3,8 bilhões, com crescimento de 25,5% em relação ao ano anterior, e atingiu um volume de concessão de crédito recorde, que superou R$ 194 bilhões. Os números mostram também que, na área da habitação, a Caixa Econômica Federal bateu novamente o recorde em contratações, ao chegar a R$ 77,8 bilhões em crédito, que inclui arrendamentos e repasses, e supera em 57,2% o número de 2009.