sexta-feira, 13 de maio de 2011

Seis emergências de hospitais que atendem SUS em Porto Alegre estão superlotadas

Seis hospitais que atendem pelo SUS e convênios estão superlotados em Porto Alegre. Duas das emergências estão com o atendimento de pacientes restrito por causa da superlotação nesta sexta-feira. A unidade do hospital Dom Vicente Scherer, do Complexo Santa Casa, está fechada. No Hospital Ernesto Dornelles, somente pacientes com quadros considerado urgente são atendidos. No hospital do grupo Santa Casa, nesta sexta-feira, 22 pacientes estavam internados, enquanto a emergência tem capacidade para 10. No ano passado, neste mesmo período, a unidade precisou fechar a emergência praticamente uma vez por semana. No Hospital Nossa Senhora da Conceição, são 50 leitos somente pelo SUS na emergência. O número de pacientes, no entanto, é de 122. Já no Hospital de Clínicas, são 49 leitos (para o SUS) e 117 internados. O Hospital São Lucas da PUCRS tem 15 leitos na emergência para adultos pelo SUS, mas está com quase o dobro da capacidade. Na unidade de emergência do Hospital Santa Clara (SUS), são 12 leitos, mas 33 pacientes. Já na emergência infantil do Hospital Santo Antônio, dos 8 leitos destinados ao SUS, 7 estão ocupados. Já na unidade de convênio, os 8 leitos estão disponíveis. Essa situação dramática ocorre em Porto Alegre enquanto o inverno ainda nem deu sinal. Deverá piorar muitas vezes quando chegar o inverno.

MP para tablets mais baratos pode ser encaminhada ao Congresso na segunda-feira

O governo Dilma deve encaminhar ao Congresso Nacional na próxima segunda-feira Medida Provisória que reduz a tributação dos tablets fabricados no País. A previsão é que a MP seja publicada no Diário Oficial na segunda-feira conforme negociação fechada entre diversos ministérios envolvidos para equiparar os tablets aos notebooks, o que reduzirá o preço dos equipamentos em cerca de 30%. A MP é oriunda de proposta desenvolvida junto ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), que colocou em consulta pública uma minuta de desoneração de impostos para tablets fabricados no País, nos mesmos moldes dos benefícios já concedidos para a fabricação de computadores pessoais, por meio da inclusão desses equipamentos no Processo Produtivo Básico (PPB). Pela proposta submetida a consulta pública, o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) cobrado na fabricação cai de 15% para 3% e o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), para São Paulo, por exemplo, cai de 18% para 7%. A classificação imputada aos tablets seria "microcomputador portátil, sem teclado físico, com tela sensível ao toque". A redução da tributação dos tablets foi uma das exigências da taiwanesa Foxconn para produzir o iPad, da Apple, em uma fábrica em Jundiaí, (SP) a partir de julho. A medida provisória, porém, concede o benefício para qualquer empresa que fabricar o equipamento no País.

Cantor Ed Motta xinga o povo brasileiro no Facebook e ainda ameaça jornalistas

Ed Motta: "brasileiro é gente feia"

O cantor Ed Motta cometeu uma besteira enorme nesta sexta-feira, postada em sequência no seu perfil no Facebook. Disse ele: "Em Curitiba lugar civilizado graças a Deus. O Sul do Brasil como é bom, tem dignidade isso aqui". A frase foi apenas o início de uma série de críticas ao resto do Brasil, que, na opinião do músico, é repleto de um "povo feio". "Sim porque ooo povo feio o brasileiro rsrs. Em Avião dá vontade chorar rsrsrs.  Mas chega no Sul ou SP gente bonita compondo o ambiance rsrsrsrs", declarou ele. Em outro post em seu perfil, as críticas de Motta foram dirigidas às "mulheres feias". "Mulher feia tem que cantar igual Sarah Vaughn, se não eu não tenho tempo hahaha!", disse. O comentário foi feito num vídeo da cantora paulista Tulipa Ruiz. Depois, vieram críticas à vocalista do Kid Abelha, Paula Toller. "Se não, é Paula Toller nas cabeças rsrs. Linda, burra e sem talento". Respondendo a um internauta que afirmou que Motta não era "um arquétipo de beleza" para fazer tais comentários, o cantor respondeu que estava "num plano superior". "Eu tenho pena de ignorantes como vc... Brasileiros...", escreveu. "A cultura que eu vivo é a CULTURA superior. Melhor que a maioria ya know?" As declarações do cantor foram reveladas pelo jornal Folha de S. Paulo nesta sexta-feira. "Os ratos da Folha querem publicar meus comentários que fiz aqui muitos deles em tom de brincadeira", justificou-se. E ameaçou: "Eu e minha advogada estamos bastante interessados no que esses idiotas da Folha pretendem fazer". Minutos depois, Motta voltou ao ar pianinho. "Depois das loucuras eu não tenho como consertar, só posso lamentar e ficar com uma vergonha gigante. Mas tudo bem assumo meu erro. Na verdade estou mais chateado comigo do que com a Folha... Triste", escreveu. Antes da polêmica surgir, no entanto, sua explicação para as declarações havia sido outra: "Não pode chegar bebum e entrar no FB rrsss. Sai um monte de merda que eu realmente penso mas deixo escondidinho hahahaha!" Parece que é mais um confirmando o ditado que diz que, bêbado, todo mundo diz o que sente verdadeiramente.

Gilberto Kassab paga R$ 50 milhões a ONG suspeita de irregularidade

Gilberto Kassab
A gestão do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), pagou R$ 50,2 milhões nos últimos cinco anos para o Instituto Via Pública, entidade que, segundo o Tribunal de Contas do Município, "causou graves danos ao erário". A instituição presta consultoria para a Secretaria Municipal da Saúde e manteve parceria com a pasta da Assistência Social. O Tribunal de Contas do Município analisou os contratos firmados entre a administração municipal e o Via Pública e recomendou a Kassab que a entidade fosse classificada como "inidônea", impedindo-a de firmar novos acordos com a prefeitura. Após dois anos de investigações, o tribunal julgou irregular o contrato mantido pelo Via Pública com a Assistência Social durante o ano de 2007. O instituto foi contratado, sem licitação, pelo valor de R$ 4,7 milhões, para realizar um levantamento das famílias de São Paulo que poderiam ser cadastradas no Bolsa Família do governo federal. Depois de quatro meses e de ter recebido R$ 1,03 milhão (22% do previsto), a entidade apresentou um CD com 250 cadastrados. Trinta dias depois o instituto informou que não cumpriria o contrato, que previa o cadastramento de 273 mil famílias. O acórdão do Tribunal de Contas do Município sobre o caso determina que o Via Pública devolva aos cofres públicos R$ 907 mil dos R$ 1,03 milhão recebidos da prefeitura. O secretário de Assistência Social à época, o vereador Floriano Pesaro (PSDB) admite que a pesquisa não foi feita. "Nós não recebemos nenhum levantamento. Nada foi cumprido do contrato", disse. Antes de contratar o Via Pública para o levantamento do Bolsa Família, a Prefeitura já havia feito parceria com a entidade na Secretaria Municipal de Saúde, em abril de 2006, pelo valor inicial de R$ 2,7 milhões. O contrato já teve oito aditamentos, totalizando R$ 49 milhões em valores pagos, e ainda segue em vigor. No dia 11 de novembro de 2010, a secretária de Assistência Social, Alda Marco Antonio, publicou um despacho no Diário Oficial da Cidade no qual reconhecia o instituto como inidôneo. No dia seguinte, um novo despacho anulou a medida da secretária. Neste ano, a entidade já recebeu mais de R$ 1,7 milhão. O instituto presta consultoria na gestão das Organizações Sociais (OSs) que gerenciam a rede municipal de saúde. Mas, auditoria do Tribunal de Contas do Município concluiu que o Via Pública terceirizou seus serviços para a empresa espanhola Gesaworld, o que é proibido pelo artigo 3.º da Lei Federal 9.790/1999. Foi a Gesaworld quem fez os relatórios entregues para aos auditores. O tribunal diz que o instituto não apresenta as notas fiscais dos serviços prestados. Em depoimento na Câmara Municipal, o presidente do Via Pública, Pedro Paulo Martoni Branco, afirmou que todos os serviços da entidade são devidamente prestados.

Aécio Neves diz que governo Dilma é improvisado, ineficiente e sem comando

Aécio Neves e Antonio Anastasia, governador de Minas Gerais

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) disse na tarde desta sexta-feira que a "ineficiência vem se tornado a marca" de Dilma Rousseff (PT). Ele avalia que a gestão petista na Presidência da República é feita de “improviso” e com “falta de comando”. A declaração de Aécio Neves foi feita quando o ex-governador de Minas Gerais foi questionado sobre a indefinição da política de concessão de aeroportos do governo federal à iniciativa privada. “O governo mostra que não planeja. O governo, no ponto de vista da gestão, é extremamente frágil. Eu acho que é ineficiência, falta de comando, de decisão, de pessoas que pensem as coisas de forma planejada. A ineficiência, cada vez mais, vem se tornando a marca deste governo, que não investiu nada na gestão pública de qualidade”, disparou ele, após defender parcerias do poder público com a iniciativa privada porque “o Estado brasileiro não tem condições de fazer, com os recursos necessários e na velocidade necessária, todos investimentos.

Lucro da Brasil Foods sobe mais de seis vezes no primeiro trimestre de 2011

A Brasil Foods anunciou nesta sexta-feira lucro de R$ 383 milhões no primeiro trimestre, contra resultado positivo de R$ 61 milhões registrado no mesmo período do ano passado. A companhia, líder na exportação global de carne de aves, reportou Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) de R$ 816,4 milhões, contra R$ 444 milhões no mesmo trimestre de 2010. A receita líquida da BRF foi de R$ 6 bilhões no primeiro trimestre, alta de 19,3% ante o mesmo período de 2010. As vendas no mercado interno aumentaram 20,4%, somando R$ 3,6 bilhões, com crescimento de 13% em volume, para 980 mil toneladas. A demanda mundial por carnes também colaborou com as exportações da companhia, que cresceram 17,7% ante o mesmo período do ano anterior, atingindo R$ 2,4 bilhões. O volume embarcado para o Exterior aumentou 7,5%, somanto 545 mil toneladas. As exportações, embora representem uma parcela relativamente menor do total, foram fundamentais para os resultadados da companhia, disse o presidente da BRF, Jose Antonio Fay. "O mercado externo foi o grande agente de melhoria de resultado quando a gente compara trimestre com trimestre", disse Fay. Segundo ele, havia excesso de oferta no mercado internacional em 2010. "Entramos com estoques altos e isso sempre atrapalha um pouco, ao contrario de 2011. Os mercados emergentes puxaram muito produto e isso regularizou os estoques globais, e hoje no mundo não há grandes estoques de carnes", afirmou o presidente. Fay afirmou ainda que a empresa se benefiou da estratégia de estar com bons estoques de matérias primas, compradas antes da alta expressiva dos preços. Com a alta global dos preços dos insumos, como milho e farelo de soja, a companhia elevou seus preços, ganhando margem.

Advogado diz que pedido de soltura do terrorista Cesare Battisti é oportunista

O advogado da Itália no processo de extradição do terrorista Cesare Battisti, Nabor Bulhões, afirmou nesta sexta-feira que o pedido de soltura feito pela defesa do italiano é um "oportunismo latente". Para Bulhões, os advogados se valeram do fato de o relator do processo no Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, estar em missão oficial no Exterior para encaminhar o pedido alegando urgência. "Mas isso não é urgente. Todos já sabiam que Battisti estava preso, isso não é novidade. Além do mais, o relator volta no domingo", afirmou. O pedido da defesa será julgado por Marco Aurélio de Mello. No julgamento sobre a extradição, feito pelo plenário em 2009, Marco Aurélio votou a favor do terrorista Cesare Battisti, diferentemente de Gilmar Mendes, que optou pela extradição. Um artigo do regimento interno do Supremo deu à defesa do italiano a possibilidade de prever que o caso ficaria nas mãos de Marco Aurélio. A regra determina que, quando o relator está ausente em missão oficial de até 30 dias, os pedidos urgentes devem ser encaminhados ao ministro imediato em antiguidade. A próxima em antiguidade seria Ellen Gracie, mas ela também está viajando em missão oficial. O mais antigo, então, é Marco Aurélio Mello. Bulhões disse que o ministro será prudente, uma vez que a decisão sobre a soltura cabe ao plenário. "A posição pessoal vencida do ministro Marco Aurélio Mello não pode ser parâmetro para decisão que cabe ao plenário. Ele não é o Tribunal", disse Nabor Bulhões. Segundo o advogado, em três situações optou-se por manter Battisti preso até definição do caso. Em 2009, por decisão do plenário, em janeiro deste ano, por decisão do presidente Cezar Peluso, e de fevereiro até agora, por decisão do relator. Ele também criticou o atraso no andamento do caso: "A Procuradoria-Geral da República deveria ter cinco dias para se manifestar, mas levou 60 dias para dar parecer com a mesma opinião que o procurador-geral manifestou na festa de posse da presidenta Dilma", disse o advogado. O parecer da Procuradoria Geral da República foi encaminhado na quinta-feira ao gabinete do relator.

Ministro egípcio dá sinais de que pode abrir fronteira na Faixa de Gaza

O novo ministro de Relações Exteriores do Egito, Nabil Al-Araby, deu indícios de que planeja abrir a fronteira de Rafah, na Faixa de Gaza, a única não controlada por Israel. O governo egípcio havia liberado somente a passagem de grupos de ações humanitárias, de acordo com a Missão de Assistência às Fronteiras da União Européia, em fevereiro passado. Neste período, cerca de 373 pessoas costumavam fazer a travessia diariamente, menos da metade das que costumavam passar por lá em 2006, antes do fechamento da fronteira. O Egito sem Mubarak dá francos sinais de que caminha para romper o tratado de paz com Israel.

Defesa do terrorista Cesare Battisti pede no Supremo relaxamento de prisão

Os advogados do terrorista Cesare Battisti protocolaram nesta sexta-feira no Supremo Tribunal Federal um novo pedido de relaxamento da prisão. O Supremo havia decidido, em 2009, que Battisti deveria ser extraditado, mas deixou a palavra final para o então presidente Lula, que no último dia de seu governo, em 31 de dezembro de 2010, negou a extradição, provocando enorme polêmica e tensões com o governo da Itália. O ministro Marco Aurélio é o responsável pela análise da petição apresentada pela defesa nesta sexta-feira, já que o relator do caso, ministro Gilmar Mendes, está em viagem. Isto é um jogo de cartas marcadas. Advogados esperam surgir uma sexta-feira em que Marco Aurélio Mello esteja em Brasília para ingressar pedidos dessa ordem, porque ele quase sempre atende. Quando tomou sua decisão, Lula se baseou no parecer da Advocacia Geral da União, considerando que o terrorista Battisti poderia ser vítima de perseguição política se fosse extraditado para a Itália. Neste caso, pelo tratado de extradição assinado pelos dois países em 1989, a extradição não deve ser concedida "se a parte requerida tiver razões ponderáveis para supor que a pessoa reclamada será submetida a atos de perseguição e discriminação". O Supremo Tribunal Federal ainda deve analisar se a decisão de Lula está ou não de acordo com o tratado de extradição. Battisti é um terrorista que cometeu quatro assassinatos infames, covardes, contra cidadãos italianos desarmados, sem defesa, nos anos 70. Ele recebeu refúgio do ex-ministro da Justiça, Tarso Genro, que foi anulado pelo Supremo, por ser ilegal.

Petrobras lucra R$ 10,985 bilhões no primeiro trimestre

A Petrobras registrou lucro líquido de R$ 10,985 bilhões no primeiro trimestre deste ano, representando alta de 42% frente aos R$ R$ 7,726 bilhões registrados em igual período em 2010. O resultado é recorde dentro de um primeiro trimestre. O Ebitda (lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização) de janeiro a março somou R$ 16,093 bilhões, 7% a mais do que o constatado no trimestre anterior. O resultado foi influenciado pelo aumento de 9% da receita de vendas, pelo aumento dos preços médios nas exportações de petróleo, e pelo crescimento das vendas no mercado interno. Em comunicado ao mercado, o presidente da estatal, José Sergio Gabrielli ressaltou o aumento das reservas da empresa, que chegaram a 15,986 bilhões de barris, significando uma alta de 7,5% frente ao ano anterior. A receita líquida atingiu R$ 54,800 bilhões no primeiro trimestre, um acréscimo de 9% na comparação com período correspondente em 2010. A média de produção da companhia nos três primeiros meses foi de 2,627 milhões de barris de petróleo e gás em campos nacionais e internacionais, apresentando alta de 3% sobre o registrado no mesmo período do ano anterior. Os investimentos da Petrobras no primeiro trimestre de 2011 totalizaram R$ 15,871 bilhões, representando uma queda de 11% em relação ao registrado em igual período de 2010. O resultado do primeiro trimestre deste ano é 4% superior ao registrado no último trimestre do ano passado.

Aliança com o PSB em Belo Horizonte preocupa novo presidente do PT

Recém-eleito para a presidência do PT, o deputado estadual Rui Falcão (SP) se reuniu, nesta sexta-feira, com petistas de Minas Gerais para discutir eleição do próximo ano. Desde quinta-feira, Rui Falcão se dedica à análise do cenário em Belo Horizonte, onde o prefeito Márcio Lacerda, que é do PSB, tem o apoio do PT e do PSDB. Segundo participantes da articulação, Rui Falcão defende a manutenção da aliança com o PSB, desde que os tucanos estejam fora do acordo. Um dos coordenadores da campanha de Lacerda, o ex-ministro Walfrido Mares Guia (PSB), almoçou em Brasília com o ministro Fernando Pimentel (Desenvolvimento) para trabalhar pela preservação da aliança, incluindo o PSDB. Pimentel, segundo petistas, defende a exclusão do PSDB do acordo. Na véspera do encontro com Walfrido, Pimentel almoçou com o vice-prefeito de Belo Horizonte, Roberto Carvalho (PT), defensor de candidatura própria no próximo ano. Carvalho quer concorrer à prefeitura, sob o argumento de que o PT precisa consolidar seu palanque no Estado, um dos redutos do PSDB.

Obras do metrô de Porto Alegre devem começar em 2012

O secretário nacional de Transporte e Mobilidade Urbana, Luiz Carlos Bueno, confirmou na quinta-feira a construção do metrô em Porto Alegre. A prefeitura da capital gáucha obteve a garantia da obra após reunião com técnicos do Ministério das Cidades. As obras devem começar em 2012, e a previsão é que estejam concluídas em cinco anos. O custo total do projeto é de R$ 2,46 bilhões. A administração municipal solicitou recursos federais de R$ 1,58 bilhão. O restante, cerca de R$ 900 milhões, pode ser custeado por isenção de impostos estadual e federal e contrapartidas da prefeitura e da empresa contratada, que terá 30 anos para explorar a linha do metrô. O processo licitatório deve ser iniciado após a oficialização do projeto, em julho, quando serão divulgadas as obras do PAC da Mobilidade Urbana. Como esse PAC destinará R$ 2,4 bilhões ao Rio Grande do Sul, restam R$ 820 milhões de investimentos, que podem ser destinados a outras cidades da região metropolitana de Porto Alegre que tiverem projetos.

Governo assina convênio para construir barragens em Pernambuco

A presidente Dilma Rousseff assinou nesta sexta-feira um convênio com o Estado de Pernambuco para a construção de duas barragens que irão ajudar na contenção das águas em cidades atingidas por enchentes no ano passado. Dilma se reuniu com o governador do Estado, Eduardo Campos (PSB). Segundo o Planalto, as barragens de Panelas II e Gatos irão custar R$ 65 milhões. O governo será responsável por uma contrapartida. Ambas serão construídas para conter afluentes do rio Una, que em junho do ano passado foi responsável por uma tragédia na região que destruiu casas e deixou milhares de desabrigados.

Socialite petista Marta Suplicy confirma pré-candidatura à prefeitura de São Paulo em programa de TV

Socialite Marta Suplicy confirma candidatura

A senadora Marta Suplicy (PT-SP) confirmou, durante entrevista concedida a um programa de televisão, que pretende concorrer à Prefeitura de São Paulo em 2012. Na entrevista para a Rede CNT, a socialite petista Marta Suplicy afirmou que não pretendia se candidatar, mas acabou mudando de idéia por causa da gestão do prefeito Gilberto Kassab, que está saindo do DEM para fundar um novo partido, o PSD, à qual ela teceu críticas. "Não pensava em ser candidata em 2012, mas passei a cogitar concorrer à prefeitura depois de ver o que o Kassab fez com a minha cidade", declarou a senadora ao apresentador do programa. "Isso me permitiu pensar: eu tenho possibilidade e estou colocando meu nome à disposição do partido", completou. Ela também citou a falta de investimento de Kassab no transporte público coletivo. "Estavam programados 300 quilômetros de corredor, não fizeram nenhum. Para uma cidade como São Paulo, o que funciona é o metrô, mas isso é responsabilidade do governo. A prefeitura pode ajudar, mas é o governo quem tem que fazer", explicou Marta Suplicy.

PV registra desagravo a Marina Silva após polêmica do Código Florestal

O PV registrou na noite de quinta-feira, na Câmara Federal, uma nota de desagravo à ex-senadora Marina Silva. No comunicado, o partido de Marina Silva afirma que o deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB-SP), fez uma acusação caluniosa e injusta contra ela. O PV acusa o deputado de ser duplamente injusto ao acusar Marina Silva de usar seu Twitter para dizer ele havia fraudado o seu relatório do Código Florestal e pela "demonstração de desequilíbrio e falta de preparo para o exercício de função tão importante", a de relator do código. Aldo Rebelo acusou Fabio Vaz de Lima, marido da ex-senadora, de "fraudar o contrabando de madeira". A nota afirma que a acusação ao marido de Marina Silva é uma inverdade.

Vereadores aprovam detectores de metal em escolas de Belo Horizonte

A Câmara dos Vereadores de Belo Horizonte aprovou na quinta-feira um projeto de lei que obriga as escolas municipais com mais de 500 alunos por turno a instalar detectores de metal. O projeto é de autoria do vereador Cabo Júlio (PMDB-MG). Se passar pela sanção do prefeito, todas as pessoas que entrarem essas escolas deverão passar por detectores. Se for identificada alguma "irregularidade", uma inspeção visual deverá ser feita nos pertences. De acordo com o autor do projeto, "o massacre do Rio de Janeiro deu visibilidade a um problema que já existe. Aqui, em Belo Horizonte, chama a atenção a apreensão de armas nas escolas". Ele disse ainda que a idia é proteger os próprios alunos. Questionado se a medida não vai gerar constrangimento, o vereador afirmou que "ainda que haja um constrangimento em um primeiro momento, o prejuízo é menor do que se uma pessoa for morta em sala de aula".

França diz que não divulgará diálogo de pilotos do Airbus A330 da Air France

As autoridades francesas anunciarão nesta segunda-feira se existem condições de acessar os dados das caixas-pretas do Airbus A330 da Air France que caiu quando fazia o vôo Rio-Paris em 2009. Mas o BEA (Birô de Investigações e Análises), órgão do governo francês responsável pela investigação do acidente, afirmou nesta sexta-feira que os diálogos dos pilotos não serão divulgados. "As transcrições só virão a público se as informações forem importantes para a investigação", disse Jean-Paul Troadec, diretor do BEA. Na quinta-feira chegaram a Paris as duas caixas-pretas do Airbus A330, resgatadas do fundo do Atlântico nos dias 1º e 3 de maio após ficaram quase dois anos submersas a 3.900 metros. Segundo Troadec, o aspecto exterior dos aparelhos é bom, o que prova que resistiram à queda no oceano, mas não é possível afirmar ainda se os dados foram preservados. Ele disse acreditar "bastante" que o órgão possa utilizar os dados na investigação do acidente. O BEA considera que uma falha nos sensores de velocidade (as sondas Pitot) foi um dos fatores do acidente, mas acredita que só terá a explicação definitiva da tragédia se conseguir analisar os dados das caixas-pretas do Airbus A330. Os dois corpos resgatados do oceano estão em um laboratório e os resultados dos testes que tentam extrair seu DNA deverão ser conhecidos na próxima quarta-feira. As caixas-pretas começaram a ser analisadas na sede do BEA, em Le Bourget, nos arredores de Paris. Segundo o BEA, o primeiro passo será limpar e secar o equipamento, o que deve levar dois dias, antes que se possa tentar extrair os dados contidos nos cartões de memória, por meio de um decodificador. Caso os cartões de memória tenham sofrido corrosão ou outro tipo de desgaste, os investigadores poderão levar semanas para conseguir ler as informações.

WTorre e Palmeiras assinam escritura para construção da arena

A WTorre anunciou nesta sexta-feira que assinou a escritura do novo acordo com o Palmeiras para dar prosseguimento as obras da Arena Palestra, que haviam sido paralisadas na última quarta-feira. O acordo foi anunciado por Walter Torre Júnior através de seu perfil no Twitter. "A WTorre informa à nação palmeirense, aos paulistanos e aos brasileiros apaixonados por futebol que SEP assinou hoje a re-ratificação", escreveu o dono da WTorre, Walter Torres Júnior. "E confirma que entregará em Abril/13 uma Arena da Magnitude da Cidade de S Paulo, e com a sempre inovadora e bonita historia Palmeiras", completou. O presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone, estava relutante em assinar a escritura do estádio por causa do seguro do empreendimento. A WTorre cedeu garantias ao clube que ultrapassam os R$ 200 milhões como desejava o presidente palmeirense para assinar a escritura.

Lucro da Eletrobras mais que dobra em 2010

A holding Eletrobras registrou em 2010 lucro líquido consolidado de R$ 2,25 bilhões, mais que o dobro dos R$ 911 milhões em 2009. A estatal tinha adiado por duas vezes a divulgação do balanço de 2010, primeiro do final de março para abril e então para 12 de maio. O demonstrativo do resultado foi enviado à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) nesta sexta-feira. Por conta da mudança para o padrão contábil internacional IFRS, a Eletrobras não divulgará os números referentes apenas ao quarto trimestre do ano passado, segundo a assessoria de imprensa da companhia. O crescimento do lucro líquido foi possível graças à melhora do resultado financeiro, que foi negativo em R$ 364 milhões em 2010, depois da despesa financeira líquida de R$ 3,6 bilhões no exercício anterior. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização das controladas da Eletrobras em 2010 totalizou R$ 4,9 bilhões, alta de 0,9%. Excluindo a geração de caixa negativa das distribuidoras de R$ 789 milhões, o Ebitda anual teria crescido 26,2%. A receita operacional líquida somou R$ 27,4 bilhões em 2010, 11% acima de 2009. A geração respondeu por 69% da receita líquida, seguida pela transmissão, com 19%, e distribuição, com 10%. Outros negócios representaram 2% do faturamento. No ano passado, a Eletrobras investiu R$ 5,3 bilhões, alta de 1,7% sobre 2009.

Cisco prepara-se para fazer maior demissão de sua história

A Cisco Systems deve demitir milhares de funcionários para realizar a meta de corte de custos de US$ 1 bilhão anunciada pelo presidente-executivo John Chambers. Quatro analistas contatados pela Reuters estimam que a maior fabricante mundial de equipamento para redes eliminará até 4.000 postos de trabalho nos próximos meses; a previsão média é de 3.000 demissões. Isso equivaleria a 4% dos 73 mil funcionários permanentes da empresa, e pode ser a maior onda de demissões na história da companhia. A Cisco também conta com número não revelado de prestadores de serviços temporários. O recorde anterior de demissões da Cisco ocorreu no ano fiscal de 2002, quando a companhia demitiu cerca de 2 mil funcionários, de acordo com Paul Mansky, analista da Cannacord Genuity. Isso ocorreu quando estourou a bolha da Internet, o que pôs fim a um período de investimento desenfreado em produtos de tecnologia, causado pela corrida de empresas estreantes e tradicionais para estabelecer uma presença na Web. Desta vez a Cisco não pode apontar para más condições de mercado ou problemas na economia como motivos para reduzir sua folha de pagamentos. Em lugar disso, Chambers assumiu no mês passado a responsabilidade por erros na gestão da companhia, afirmando que ela precisa se concentrar em seu negócio básico e se mostrar mais disciplinada no que tange a se expandir para novos campos. Assim, algumas das demissões devem vir de áreas de negócios que a Cisco pretende abandonar nos próximos meses. Chambers, que comandou a empresa por 16 dos seus 26 anos de história, anunciou que a companhia abandonará certas áreas não estratégicas nas quais não ocupe o primeiro ou segundo posto no mercado. Um mês atrás, ele anunciou que a Cisco fecharia a divisão Flip de câmeras de vídeo, realizando 550 demissões e constituindo provisão de US$ 300 milhões para cobrir os custos. Um dos principais desafios da Cisco é impulsionar a receita e as margens de lucros de seus maiores negócios individuais, venda de switches que formam o backbone da Internet e redes corporativas, com uma força de trabalho menor.

Argentina envia carta dura ao Brasil sobre barreiras comerciais

A ministra da Indústria argentina, Débora Giorgi, enviou nesta sexta-feira uma dura carta a seu colega brasileiro, Fernando Pimentel, na qual defende as medidas de proteção comercial adotadas pela Argentina e acusa o Brasil de impor múltiplas barreiras às exportações do país vizinho. A carta, cujo conteúdo foi divulgado pelo Ministério da Indústria argentino, foi enviada um dia depois de o Brasil impor o regime de licenças não automáticas à importação de veículos, um dos principais produtos que a Argentina exporta para seu primeiro parceiro comercial. Em Buenos Aires, essa medida foi interpretada como represália às denúncias brasileiras de que alguns produtos, principalmente alimentos, submetidos também ao regime de licenças não automáticas, que demoram para ingressar no mercado argentino. "Gostaria de ter feito essas considerações por telefone ou até mesmo pessoalmente. Infelizmente, quando tentei ligar ontem (quinta-feira), fui informada que o senhor estava reunido com o embaixador dos Estados Unidos e, certamente, as múltiplas ocupações que temos nós ministros o impediram, depois, de retornar a minha ligação", afirma Giorgi em sua carta a Pimentel. O ministro petista Fernando da Mata Pimentel foi um dos membros de organização terrorista na frustrada ação de tentativa de sequestro do cônsul americano em Porto Alegre, em 1970. A ministra diz que recebeu uma nota na quinta-feira do ministro brasileiro, na qual ele expressou sua preocupação pelas medidas adotadas pela Argentina e o impacto que podem ter nas exportações brasileiras. Segundo a ministra, no primeiro trimestre do ano as importações do Brasil cresceram 33%, para os US$ 4,7 bilhões, enquanto neste período a balança comercial foi deficitária para a Argentina em US$ 730 milhões. Os dados preliminares para o primeiro quadrimestre indicam déficit para a Argentina de US$ 1,2 bilhão, o dobro do registrado em igual período de 2010, com compras ao Brasil no valor de US$ 6,4 bilhões, com saldo anualizado de 33%.

PMDB quer cabeça de chapa para Prefeitura de São Paulo

Contrariando o movimento do PT de preparar nomes fortes para eleição de 2012, o presidente licenciado do PMDB, Michel Temer, disse que o partido não abre mão de ser cabeça da chapa na eleição para a prefeitura de São Paulo. "Vamos sempre tentar uma coligação com o PT. Se não for possível no primeiro turno, será no segundo turno", afirmou Temer. As declarações de Temer foram feitas em aula magna na Universidade Mackenzie, nesta sexta-feira. O vice-presidente voltou a defender o sistema distrital misto para que a reforma política seja transitável no Congresso. Em relação às eleições estaduais, Temer afirmou que a chapa será analisada. O PT inicia um movimento nos bastidores do partido para preparar nomes fortes para 2012 em São Paulo. Até o momento, surgiram nomes como o da senadora Marta Suplicy e dos ministros Fernando Haddad (Educação) e Guido Mantega (Fazenda). O PT terá o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como puxador de votos para seus candidatos a prefeito no Estado de São Paulo.

Medida brasileira já bloqueia na fronteira 2.000 carros vindos da Argentina

A medida do governo Dilma para dificultar as importações de veículos no País já está surtindo efeitos, segundo informações do site do jornal argentino "El Clarín". Segundo a publicação, mais de 2.000 automóveis produzidos no país vizinho já estão parados em portos do Brasil e na aduana de Uruguaiana, no Rio Grande do Sul. Desde terça-feira, os carros que chegam ao Brasil dependem de uma licença prévia para a liberação da guia, o que, até então, era feito de forma automática. A medida pode atrasar a entrada dos produtos em até dois meses. A mudança foi feita pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior para "monitorar o fluxo de importações" do setor.  A medida, no entanto, é uma retaliação do governo brasileiro ao argentino, que dificulta a entrada dos produtos nacionais naquele mercado. De acordo com o Clarín, até o momento, as restrições do governo afetaram o envio de três montadoras para o Brasil: Toyota, General Motors e Mercedes Benz. O jornal afirma, porém, que há varios navios, com automóveis de outras marcas com instalações na Argentina, a caminho de portos no Paraná e no Rio de Janeiro. A ministra da Indústria argentina, Débora Giorgi, reagiu à notícia das travas brasileiras à importação e afirmou que o Ministério do Desenvolvimento está "atuando de forma intempestiva e sem aviso, afetando 50% do comércio bilateral".

Vaticano aumenta a pressão para adoção de missas em latim

O Vaticano disse a bispos católicos de todo o mundo nesta sexta-feira que eles têm que obedecer a ordem papal que permite aos padres rezar a missa em latim no estilo antigo para católicos tradicionalistas. O Vaticano emitiu uma "instrução" aos bispos seguindo o decreto papal de 2007 autorizando adoção generalizada da missa em latim, que estava em uso universalmente antes do Concilio do Vaticano de 1962-1965, que permitiu missas nas linguagens locais. A reinstauração da missa em latim é uma das demandas dos tradicionalistas que tiveram os seus líderes excomungados em 1988, na primeira divisão da igreja na modernidade. O papa permitiu em 2007 a utilização generalizada da missa em latim, na qual o padre fica de frente para o altar e de costas para o público na maior parte da cerimônia. No entanto, muitos bispos ao redor do mundo disseram, em privado, que a decisão gerou muita dor de cabeça pela pequena quantidade de padres treinados em latim e os problemas logísticos de colocar uma missa em latim na agenda das igrejas. A instrução do departamento doutrinal do Vaticano, a Congregação pela Doutrina da Fé, deixa claro em cinco páginas que o papa exige que os bispos sigam as suas ordens. "É a tarefa do bispo da diocese tomar todas as medidas necessárias para garantir o respeito pela forma extraordinária", define a instrução, usando o termo em latim para a antiga liturgia. A instrução afirma que as paróquias locais precisam adicionar uma missa em latim dentro das suas agendas litúrgicas se os fiéis tradicionalistas quiserem. Além disso, o comunicado diz que os padres precisam mostrar "um espírito de generosa boas vindas" para aqueles que querem a missa no estilo antigo e precisam "permitir esse tipo de celebração".

Positivo Informática tem prejuízo de R$ 33,7 mi no trimestre

A Positivo Informática registrou um prejuízo líquido de R$ 33,7 milhões para o exercício do primeiro trimestre, ante um lucro de R$ 37,8 milhões um ano antes. A receita líquida encolheu 20,6% entre os dois trimestres, para R$ 421,6 milhões. Enquanto as receitas com vendas de computadores cederam 19,7%, principalmente no item "desktops" (queda de 31,2%), o faturamento com programas educacionais caiu quase 50% entre os dois trimestres. A despesa financeira líquida (já descontadas as receitas) foi de R$ 5,9 milhões, ante despesas de R$ 8 milhões um ano antes.

Preço da gasolina puxa inflação ao consumidor nos Estados Unidos

O aumento do preço da gasolina puxou a inflação ao consumidor nos Estados Unidos para 0,4% em abril. No acumulado de um ano até abril, os preços ao consumidor subiram 3,2%, o maior aumento em 12 meses desde outubro de 2008. Se excluídos os preços mais voláteis (de alimentos e energia), a inflação no mês passado foi de 0,2%. Esse é o chamado núcleo da inflação americana. Na inflação anual, se excluídos os preços mais voláteis, o núcleo de inflação de um ano está em 1,3%, o maior desde abril de 2010. O objetivo do Fed (banco central americano) é manter essa taxa dentro de 2%. Os preços de energia subiram 2,2% no mês passado, enquanto os alimentos subiram 0,4% no período. O preço da gasolina subiu de US$ 0,94 por litro em março para US$ 1,00 o litro em abril. Em alguns dias do mês passado, o preço médio da gasolina chegou a US$ 1,05.

Economia de Portugal entra oficialmente em recessão

A economia portuguesa entrou oficialmente em recessão, depois de uma contração de 0,7% no primeiro trimestre de 2011, maior do que a prevista, anunciou o Instituto Nacional de Estatísticas (INE). No trimestre anterior a economia portuguesa registrou contração de 0,6%. O novo retrocesso havia sido previsto pelos economistas, como consequência dos efeitos das novas medidas de austeridade implementadas em janeiro (redução de salários e aumento do IVA, em particular) para tentar reduzir o déficit público, que chegou a 9,1% ano passado e a 10% em 2009. Os resultados, ainda provisórios, são piores que o previsto pelos analistas, que projetavam uma contração limitada a 0,3% no primeiro trimestre ou até mesmo um crescimento zero. O retorno à recessão, da qual Portugal havia saído no fim de 2009, aconteceu antes mesmo da aplicação das novas medidas de rigor previstas em contrapartida à ajuda financeira de 78 bilhões de euros, negociada no início do mês entre o governo socialista interino, a União Européia e o Fundo Monetário Internacional. O programa de austeridade exigido em troca do empréstimo por três anos, que os ministros europeus das Finanças devem aprovar na segunda-feira, pode provocar uma contração da economia de 2% em 2011 e em 2012, afirmou no início de maio o ministro português da Economia, Fernando Teixeira dos Santos, antes da retomada do crescimento em 2013.

Supremo nega recurso de réus do Mensalão do PT

O Supremo Tribunal Federal indeferiu nesta quinta-feira recurso de três acusados no processo do Mensalão do PT. Kátia Rabelo, José Roberto Salgado e Vinícius Samarane pediram ao relator, ministro Joaquim Barbosa, que fossem enviados ofícios ao Banco do Brasil, com pedido de informações sobre movimentações financeiras de alto valor das pessoas jurídicas ligadas ao réu Marcos Valério. Segundo o relator, a intenção dos denunciados seria cotejar essas informações com os fatos apontados na denúncia, relativos ao Banco Rural, para possível demonstração de que as imputações seriam, na verdade, práticas comuns à época. Eles pediram informações sobre como atuavam outras instituições financeiras na época dos fatos investigados na ação penal. Com isso, a defesa pretendia demonstrar que o Banco Rural, centro das investigações do processo do Mensalão do PT, se comportava da mesma forma que as demais instituições financeiras. O ministro Joaquim Barbosa negou o pleito sob a justificativa de que as constatações em nada alterariam a situação dos recorrentes. Para o ministro, eventuais ilegalidades praticadas por dirigentes de outras instituições não teriam a prerrogativa de tornar lícitas as condutas atribuídas aos dirigentes do Banco Rural. Com este argumento, o relator disse entender que a diligência não seria importante para o julgamento do caso. Todos os ministros presentes à sessão acompanharam o relator nesse ponto.

Grupo Pão de Açúcar lucra R$ 110,8 milhões no trimestre

O Grupo Pão de Açúcar anunciou um lucro líquido de R$ 110,8 milhões no primeiro trimestre deste ano, em um número que já inclui os resultados da Nova Casas Bahia. Considerando os resultados somente do GPA Alimentar (que exclui os números da Nova Casas Bahia e da Nova Pontocom), o gigante do varejo teve um lucro líquido de R$ 135,6 milhões, em um decréscimo de 23,1% sobre o lucro contabilizado no primeiro trimestre do ano passado. Segundo a diretoria do Pão de Açúcar, o lucro do primeiro trimestre teve impacto das maiores despesas financeiras com a mudança da estrutura empresarial, após a absorção da Casas Bahia. Com a exclusão dessas despesas extraordinárias, a empresa calcula um lucro de R$ 155,4 milhões. Ainda considerando os números do GPA Alimentar, o gigante do varejo brasileiro apurou uma receita líquida de R$ 5,984 bilhões, uma cifra 4,7% acima do resultado apurado um ano antes.

TSE confirma multa a Dilma Rousseff por propaganda antecipada

Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral confirmaram em sessão na noite de quinta-feira a multa de R$ 5.000,00 aplicada à presidente da República, Dilma Rousseff, por propaganda eleitoral antecipada durante as eleições de 2010. A decisão ocorreu no julgamento de um recurso de Dilma contra a multa que recebeu em setembro do ano passado. A irregularidade ficou caracterizada pelas imagens televisivas nas quais deveriam ser veiculadas a propaganda do PT no Estado do Amazonas em junho de 2010. Na ocasião também foram multados o diretório estadual do PT no Amazonas, em R$ 30.000,00 (R$ 5.000,00 para cada inserção), e a professora Marilene Corrêa, também em R$ 5.000,00. Segundo a decisão do TSE, nas inserções partidárias do PT, a presidente aparece salientando sua participação no governo Lula. Nas eleições passadas, Lula recebeu multas que totalizaram R$ 47.500,00. Em uma delas, o locutor faz menção a programas do governo e diz: "Luz para Todos, uma idéia de Dilma e Lula que ilumina os lares pobres do Brasil. Minha Casa, Minha Vida, uma idéia de Dilma e Lula que está dando moradia digna a milhões de brasileiros. PAC, uma idéia de Dilma e Lula que está fazendo crescer o Brasil e todos os brasileiros". Ao final da inserção, a então pré-candidata Dilma aparecia na imagem com a seguinte fala: "Me orgulho de ter feito grandes projetos com o presidente Lula. Agora é hora de avançar ainda mais". Em seu voto, a ministra Nancy Andrighi decidiu manter sua decisão e confirmar a multa. Ela lembrou que ao final de todas as inserções surgia a afirmação "é hora de acelerar e ir em frente", vinculando as ações realizadas à então pré-candidata Dilma Rousseff.

Retrato de Liz Taylor feito por Warhol é arrematado por US$ 26,96 milhões

Liz Taylor, por Andy Warhol

Um retrato da atriz Elizabeth Taylor feito pelo artista plástico Andy Warhol foi vendido nesta quinta-feira em Nova York por US$ 26,96 milhões, em um leilão no qual "Third Eye", outra de suas obras, feita em colaboração com Jean-Michel Basquiat, superou todas as previsões e foi adquirida por mais que o dobro do valor estimado. "Liz #5", de 1963, foi feito quando a atriz (que faleceu no dia 23 de março, tinha 30 anos. "A tela é uma jóia, é Warhol em seu melhor momento", declarou o diretor de arte contemporânea da Phillips, Michael McGinnis. O diretor qualificou a obra de "um clássico" que reflete "como era ela quando Warhol pintou, há quase 50 anos". Esta pintura, disse, "tem tudo o que qualquer grande colecionador de arte dos séculos XX e XXI quer", pois reúne características da obra de Warhol, como "o bem-estar, o sexo, os escândalos, a morte e Hollywood". Esta popular obra já foi objeto de uma edição de selos nos Estados Unidos e está reproduzida em várias cidades de todo o mundo. Outra de suas produções, "Third Eye", feita em parceria com Basquiat, foi vendida por US$ 7,02 milhões, tornando-se uma das maiores surpresas da noite ao superar em duas vezes o valor estimado (entre US$ 2 milhões e US$ 3 milhões).

Percevejo e formiga indicam origem de drogas que entram no Brasil

Insetos encontrados dentro de pacotes de maconha poderão se tornar "informantes" policiais, indicando locais de plantio e possíveis rotas de distribuição da droga até os centros consumidores. A possibilidade foi testada por um pesquisador da UnB (Universidade de Brasília), que analisou 52 fragmentos de insetos contidos em 7,5 kg da droga prensada, oriundos de duas apreensões realizadas no Distrito Federal. Em sua pesquisa de mestrado, o biólogo Marcos Patrício Macedo conseguiu identificar uma espécie de formiga (Cephalotes pusillus) e duas de percevejo (Euschistus heros e Thyanta perditor) nos pacotes da droga. Ao cruzar os registros de ocorrência dos insetos com o mapa das principais áreas de cultivo de maconha na América do Sul (inclui regiões da Colômbia, da Bolívia, do Paraguai e do Nordeste do Brasil), ele afirma ter descoberto a origem provável da droga: o Paraguai. No estudo, o pesquisador, que trabalha como perito da Polícia Civil, diz que as duas espécies de percevejo são pragas de monoculturas (soja, principalmente), mas uma delas não tem registros no Nordeste do Brasil, o que excluiria o chamado Polígono da Maconha, em Pernambuco, da lista de "suspeitos". A espécie de formiga, por sua vez, não tem registro de ocorrência na Colômbia. A pesquisa, iniciada em 2008, dependeu do aval da Justiça e, por motivos de segurança, foi realizada dentro do laboratório da Cord (Coordenação de Repressão às Drogas) da Polícia Civil do Distrito Federal. "Levei oito meses até conseguir a autorização para pesquisar a droga", disse Macedo.

Paraguai quer mais do Brasil em Itaipu

O Paraguai recebeu o aumento da tarifa que o Brasil lhe paga pela energia da usina hidrelétrica de Itaipu como um presente ao seu Bicentenário da Independência, comemorado neste fim de semana, mas considerou-o insuficiente. A queixa é de que o Brasil, mesmo após o reajuste, continuará a pagar pela energia valor abaixo do praticado pelo mercado. "É bom deixar claro que o Brasil não faz nenhuma caridade ao Paraguai", disse o senador Alberto Grillon, aliado do presidente Fernando Lugo. "Foi uma decisão lógica, mas temos que seguir negociando. Precisamos vender a energia paraguaia em condições iguais às do mercado internacional", afirmou ele. Mas o Tratado de Itaipu, assinado entre os países em 1973, prevê que até 2023 a lógica da venda de energia entre Brasil e Paraguai não será a do mercado, mas a de custo, já que o país vizinho não deu contrapartida financeira na construção da usina. O Senado brasileiro aprovou anteontem projeto que amplia os valores do tratado, elevando de 5,1 para 15,3 o fator de multiplicação aplicado no pagamento à energia não utilizada no Paraguai. O valor pago anualmente pelo Brasil subirá de US$ 120 milhões para US$ 360 milhões, segundo estimativa baseada nos custos de 2008. A hidrelétrica de Itaipu representa 20% do total das receitas do Paraguai.

China vai usar sua moeda para 50% do comércio até 2015

A estratégia da China de aumentar a importância mundial da sua moeda local vai fazer com que a metade do comércio exterior do país seja em yuan (também chamado de renmimbi) até 2015. A previsão é do diretor global de comércio e serviços internacionais do HSBC, Rakesh Bhatia, para quem a escalada do yuan como moeda global não deve provocar desvalorização do dólar. Atualmente, cerca de 7% das exportações e importações da China são negociadas em yuan. No primeiro trimestre deste ano, a corrente de comércio chinesa foi de US$ 800 bilhões. "A moeda chinesa vem se tornando importante no comércio exterior. As empresas chinesas insistem em usar a moeda nos negócios externos", disse Bhatia. O executivo do banco inglês, radicado em Hong Kong, calcula que o uso da moeda local no comércio exterior chinês tenha crescido 20 vezes no primeiro trimestre deste ano em comparação com os três primeiros meses de 2010, para 360 bilhões de yuans (cerca de US$ 55,4 bi). O yuan ultrapassou a libra como moeda de preferência no pagamento de compras e vendas do comércio global e agora está em terceiro lugar neste ranking, atrás do dólar e do euro. Apesar de a China ser o principal parceiro comercial do Brasil, as pequenas e médias empresas nacionais preferem exportar ou importar da América Latina, diz o mesmo estudo. Para 40% destas empresas, a região oferece as melhores perspectivas de crescimento do comércio.

Empresa aérea não poderá administrar aeroporto

O governo Dilma proibiu as empresas aéreas que queiram participar da privatização por meio de concessão do novo aeroporto de São Gonçalo do Amarante (RN) de ter assento no conselho administrativo ou nomear diretores da nova empresa. A regra consta do edital da concessão, divulgado na quinta-feira, que terá seu leilão realizado em julho. Esse aeroporto é o primeiro federal a ter administração concedida à iniciativa privada. Seu modelo, segundo o governo informa, servirá de base para outras concessões em aeroportos maiores, como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Minas Gerais. Na semana passada, a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), responsável pelo leilão, já havia adiantado que o edital restringiria a 10% a participação das empresas aéreas no capital da gerenciadora da unidade. Mas, no edital, consta, além dessa limitação, a proibição de que ela nomeie diretores e conselheiros. A vencedora também terá limite de 10% do capital caso adquira uma empresa aérea. Em outros países, também há restrições à participação de empresas aéreas. Nos Estados Unidos há aeroportos totalmente administrados por companhias aéreas, que concentram suas operações em suas unidades, para ter ganho de produtividade. Segundo o estudo que consta do edital, o vencedor da licitação terá que gastar R$ 375 milhões de investimento inicial para construir o terminal de passageiros. Ele vai administrar o aeroporto por 25 anos e tem até três anos para realizar a obra. A pista e o pátio já estão sendo construídos pelo governo, com custos que chegam a R$ 250 milhões. Vence o leilão quem oferecer a maior outorga por toda a concessão, com mínimo de R$ 51,7 milhões.

Justiça do Uruguai isenta ditadura de crime de lesa-humanidade

A Suprema Corte de Justiça do Uruguai decidiiu nesta quinta-feira que os crimes cometidos durante a ditadura militar não são delitos de lesa-humanidade, e sim homicídios passíveis de prescrição. A decisão pode afetar outros casos envolvendo questões de direitos humanos. Pela lei uruguaia, os crimes de lesa-humanidade não prescrevem, enquanto os homicídios deixam de ser punidos após um prazo de 20 anos. A sentença, por enquanto, afeta apenas dois ex-militares condenados a 25 anos de prisão por 28 assassinatos, mas ela cria uma jurisprudência que pode ser decisiva na avaliação de outros crimes cometidos durante o regime militar (1973-85). "Em termos mais gerais, pode incidir sobre o critério dos juízes", disse Raúl Oxandabarat, assessor da Corte. "É uma decisão que sem dúvida terá projeções em todo o âmbito do debate que se gerou nas investigações de crimes e na revogação ou anulação da Lei de Caducidade", acrescentou. Essa lei, que existe desde 1986 e está atualmente sendo revista pelo Parlamento, isenta os militares de serem julgados por violações de direitos humanos ocorridas durante a ditadura. Ativistas de direitos humanos disseram que a decisão da Corte Suprema estabelece um "precedente muito grave". "É uma vergonha histórica. Como podem dizer que a tortura sistemática não é um delito de lesa-humanidade? E os desaparecidos e as violações não são delitos de lesa-humanidade?", questionou Irma Leites, do grupo Plenária Memória e Justiça. A anulação da Lei de Caducidade, já aprovada pelo Senado, motivou fortes críticas da oposição conservadora e gerou divisões dentro da coalizão esquerdista de governo. "Este elemento complica ainda mais a decisão da Frente Ampla a respeito da lei, porque se os casos não são considerados delitos de lesa-humanidade, ocorrerá a prescrição com o tempo", disse o analista político Juan Carlos Doyenart, da consultoria Interconsult. Cerca de 200 pessoas morreram e milhares sofreram torturas e abusos nas mãos dos militares durante a ditadura militar.

Ipea diz que negros são maioria no Brasil e estão mais expostos à violência

A população negra predomina no Brasil, é jovem, tem mais filhos, é mais pobre e está mais exposta à mortalidade por causas externas, especialmente homicídios, segundo o estudo Dinâmica Demográfica da População Negra Brasileira, divulgado nesta quinta-feira pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O trabalho mostra a trajetória da população negra e suas componentes, como fecundidade e mortalidade, comparada à população branca, e aponta implicações para a demanda por políticas públicas. Os brancos sempre foram majoritários no total da população brasileira. No entanto, o Censo Demográfico de 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostrou que, naquele ano, a população negra superou a branca, lembra o Ipea. Foram contabilizadas 97 milhões de pessoas que se declararam negras, ou seja, pretas ou pardas (na nomenclatura do IBGE), e 91 milhões de pessoas brancas. Perguntinha: por que os pardos não podem ser contabilizados para o lado dos brancos? Segundo o Ipea, "o fenômeno pode ter ocorrido devido à fecundidade mais elevada observada entre as mulheres negras, mas também de um possível aumento de pessoas que se declararam pardas em relação aos censos anteriores". O estudo indicou também que a população branca apresentou uma redução na faixa de idade menor de 20 anos, de 4,2 milhões de pessoas, entre 1999 e 2009. Na população negra, o fenômeno ocorreu apenas entre crianças menores de cinco anos e a redução foi de 402 mil pessoas. "Por outro lado, a população idosa negra aumentou em 3,6 milhões e a branca, em 3,2 milhões", informa o Ipea. Além da fecundidade mais elevada entre a população negra em relação à branca, outra diferença importante na dinâmica demográfica encontrada está no perfil da mortalidade, tanto por idade quanto por causas. "Os óbitos da população branca eram mais concentrados nas idades avançadas. Entre os negros, notou-se uma proporção bem mais elevada de mortes na população de 15 a 29 anos, o que pode ser explicado pelo fato da população negra ser mais afetada pelas causas externas", como homicídios, diz o Ipea, acrescentando que isso é mais recorrente entre os homens.

Justiça acolhe denúncia e suspeitos de espionagem na Casa Civil do governo Yeda Crusius viram réus

A Justiça de Canoas (RS) acatou a denúncia do Ministério Público Estadual contra três suspeitos de acessar ilegalmente dados sigilosos do Sistema de Consultas Integradas da Secretaria de Segurança Pública. As informações foram acessadas na Casa Civil do governo do Estado, na gestão Yeda Crusius. Pela decisão, César Rodrigues de Carvalho, sargento da Brigada Militar; Ricardo Luís Lied, ex-chefe de gabinete de Yeda Crusius, e Frederico Bretschneider Filho, tenente-coronel da reserva e ex-assessor de gabinete da ex-governadora, tornaram-se reús no processo. O juiz Fernando Alberto Corrêa Henning, da 3ª Vara Criminal de Canoas, ainda manteve o decreto de sigilo sobre o processo. Ele justificou a decisão pelo fato de os autos conterem conversas telefônicas interceptadas e dados bancários e fiscais de um dos acusados. De acordo com o magistrado, a partir de agora, será instaurado processo judicial para apurar a denúncia. O próximo procedimento é a citação dos réus para que apresentem defesa. O esquema, com suspeitas de espionagem e recebimento de propina, veio à tona no ano passado. O sargento é suspeito de acessar dados sigilosos de políticos, jornalistas, advogados, delegados e oficiais da Brigada Militar. Ele teria agido a mando de Lied e do tenente-coronel da reserva. A denúncia havia sido oferecida pelo Ministério Público em 14 de janeiro deste ano, tendo o juiz a rejeitado e pedido esclarecimentos ao Ministério Público, que os apresentou em 13 de abril.

Lula diz que moradores de Higienópolis têm preconceito contra pobres

O ex-presidente Lula acusou nesta quinta-feira os moradores do bairro Higienópolis, de São Paulo, que se opuseram à chegada do metrô, de ter preconceito contra pobres. Ele chamou de "absurda" e "inadmissível" a reação que fez o governo do Estado desistir de abrir uma estação na avenida Angélica. "Eu acho um absurdo, porque isso demonstra um preconceito enorme contra o povo que anda de transporte coletivo neste País", disse ele. O petista acusou os moradores que protestaram contra o metrô de tentar impedir a circulação de pobres no bairro de alto padrão. "Sinceramente, não posso conceber que uma pessoa que estudou e tem posses seja tão preconceituosa e queira evitar que as pessoas mais humildes possam transitar no bairro onde mora", disse ele. "Eu lutei a vida inteira contra o preconceito. Acho isso inadmissível", concluiu Lula, após receber homenagem do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo. Lula compõe o perfil clássico dos seguidores de Hitler.

Justiça suspende genéricos de Lexapro

A Justiça Federal em Brasília determinou a anulação do registro de dois medicamentos genéricos usados no tratamento de doenças psiquiátricas. Trata-se de produtos que têm como princípio ativo o oxalato de escitalopram, usado no tratamento de depressão, ansiedade e TOC (transtorno obsessivo compulsivo). O nome comercial do primeiro registro do medicamento é Lexapro. Caso o entendimento seja mantido pela Justiça, defensores dos genéricos temem que ela abra um precedente para outros tribunais anularem o registro de novos genéricos ou anularem alguns já existentes. Na sua decisão, o juiz entendeu que os dois genéricos cujo registro ele mandou cancelar foram feitos com base em testes de segurança do laboratório dinamarquês Lundbeck, o primeiro a registrar o medicamento. Para o magistrado, esses testes, exigidos pela Anvisa, têm que ser mantidos em sigilo pela agência por dez anos, mesmo que a patente da droga já tenha expirado. A Anvisa nega disponibilizar os testes de laboratórios para outras empresas.

Justiça decreta prisão preventiva de vereadores de Taboão da Serra

A juíza Flávia Castellar Olivério decidiu na noite desta quinta-feira decretar a prisão preventiva dos 11 acusados de integrar um esquema para fraudar quitações da dívida ativa de Taboão da Serra (Grande São Paulo). Dos 11 acusados com a prisão preventiva decretada, três são vereadores e haviam sido presos temporariamente no dia 4. São eles Carlos Alberto Aparecido de Andrade, do PV; Arnaldo Clemente dos Santos, o Arnaldinho, do PSB, e José Luiz Eloi, do PMDB. Os três foram presos pela Polícia Civil durante sessão na Câmara Municipal de Taboão da Serra, cidade com 244 mil habitantes. Segundo a Delegacia Seccional de Taboão da Serra, o rombo causado pela fraude atribuída aos vereadores ultrapassa os R$ 10 milhões. A quadrilha cobrava 30% do que era devido de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) para sumir com o valor integral da dívida, diz a polícia.

DEM dissolve diretório em Santa Catarina

A direção nacional do DEM decidiu dissolver nesta quinta-feira os diretórios estadual e municipais de Santa Catarina. Enquanto outro diretório não for nomeado, ninguém responde pelo partido no Estado. A decisão foi tomada durante reunião do partido na manhã desta quinta-feira. Não há prazo para definir a nova direção, de acordo com o senador Agripino Maia, presidente nacional do DEM. A decisão foi tomada depois de as principais lideranças do DEM catarinense anunciarem, no início deste mês, que deixarão a sigla. O governador, Raimundo Colombo, afirmou que abandonará o partido para se filiar ao PSD, do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. Ele levará consigo toda a bancada do DEM catarinense no Congresso Nacional, de três deputados federais e dois suplentes de senador. O presidente de honra e um dos fundadores do partido, Jorge Bornhausen, também afirmou que abandonará o DEM.

Anistia adverte que empresas não podem ser cúmplices de governos repressores

Empresas provedoras de internet e de telefonia móvel ou que têm sites de relacionamento social não podem ser coniventes com governos que tentam restringir a disseminação de informações entre sua população, adverte a ONG Anistia Internacional. A advertência, feita no relatório anual da organização, divulgado nesta quinta-feira, tem como alvo a repressão ao uso desses instrumentos por parte de governos do Oriente Médio e do norte da África acuados por protestos pró-democracia organizados por meio do uso de novas mídias. "Essas empresas não devem ser marionetes nem cúmplices de governos repressores que querem espionar e sufocar a livre expressão de seu povo", afirma o relatório da Anistia Internacional. Para a organização, os recentes levantes populares na região representam uma "oportunidade sem precedentes de mudança na situação dos direitos humanos" no mundo e um "momento histórico de mudança". A Anistia Internacional parece Lord Chamberlain, que via boas intenções em Hitler e no nazismo. Os ongueiros da Anistia Internacional não conseguem ver as garras da organização nazista islâmica Irmandade Muçulmana em todas as rebeliões em curso no Oriente Médio. E ainda acreditam que os nazistas islâmicos são cheios de boas intenções democratizantes. Santos bobos....

Governo Dilma libera R$ 390 milhões do PAC 2 para o norte de Minas de Gerais

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, anunciou nesta quinta-feira um investimento de mais de R$ 390 milhões em projetos de irrigação no norte de Minas Gerais até 2014. Os recursos são do PAC 2. Em encontro na manhã desta quinta-feira com o governador do Estado, Antonio Anastasia (PSDB), em Belo Horizonte, Coelho oficializou a liberação de R$ 85,5 milhões para a construção de barragens no Vale do Jequitaí, localizado entre as serras do Espinhaço e do Onça, na região mais pobre do Estado. Minas Gerais investirá R$ 9,5 milhões como contrapartida. As barragens vão possibilitar a irrigação de 30 mil hectares na região, incentivando, por exemplo, a plantação de frutas para a exportação na área, que hoje é utilizada majoritariamente para a agricultura de subsistência. Nessa primeira fase do projeto, 19 municípios serão beneficiados. O ministro disse ainda que outros R$ 304 milhões já estão alocados para a região até 2014. Os governos Federal e do Estado elaboraram um Plano Diretor de Agricultura Irrigada que prevê que Minas Gerais tem potencial para produzir em 3 milhões de hectares com a técnica. Hoje, há 525 mil hectares de área irrigada no Estado, segundo o governo.

Após tumulto, senadora entra com representação contra Bolsonaro

Após a troca de insultos com o deputado federal Jair Bolsonaro, na tarde desta quinta-feira, a senadora Marinor Brito entrou com representação contra o deputado na Procuradoria do Senado Federal. O tumulto aconteceu depois que a Comissão de Direitos Humanos do Senado suspendeu a votação do projeto que criminaliza a homofobia no País. Os parlamentares trocaram insultos e foram controlados por colegas. A representação, que pede o encaminhamento à corregedoria da Câmara para a instauração de processo disciplinar, diz que Bolsonaro cometeu ato atentatório ao decoro parlamentar. O texto cita trechos de uma matéria da "TV Globo" para afirmar que a atitude do deputado foi desrespeitosa e que a senadora "se sentiu ofendida em sua feminilidade". No vídeo, Bolsonaro diz que a senadora "não pode ver um heterossexual na frente dela que alopra. Ela deu azar duas vezes: uma que sou casado e outra que ela não me interessa". O texto da representação afirma ainda que Bolsonaro não deve ser protegido pela imunidade parlamentar porque as afirmações não se referiam ao exercício do mandato. De acordo com o gabinete de Marinor Brito, o PSOL entrará com outra representação na terça-feira, na corregedoria da Câmara, e a senadora pretende ajuizar pessoalmente uma ação penal contra o deputado por injúria, além de um pedido por danos morais. O tumulto teve início ao final da sessão, quando Bolsonaro, com folhetos "anti-gays", se postou atrás da senadora Marta Suplicy (PT-SP), relatora do projeto, que concedia entrevista a emissoras de rádio e TV. O deputado estava com folhetos "anti-gays" nas mãos, ao lado de outros parlamentares. Irritada, Marinor reagiu tentando tirar o grupo do local. A senadora chegou a bater com as mãos em um dos panfletos que estava com Bolsonaro. "Homofóbico, criminoso, está usando dinheiro público para fazer cartilha", gritou Marinor. O deputado reagiu ao afirmar que a senadora deveria provar suas acusações: "Olha a intolerância, denuncie então senadora". O tumulto acabou controlado por outros deputados e senadores que estavam no local. Marinor disse que vai analisar as "medidas cabíveis" que serão tomadas contra Bolsonaro. Além de Bolsonaro, diversos deputados contrários ao projeto que criminaliza a homofobia acompanharam a sessão da Comissão de Direitos Humanos, a maioria integrantes da bancada evangélica.

Liminar garante pagamento de revisão para 131 mil aposentados

A Justiça Federal em São Paulo concedeu liminar obrigando o INSS a pagar, em até 90 dias, a revisão a cerca de 131 mil aposentados e pensionistas que tiveram o benefício concedido entre 1988 e 2003 e limitado ao teto da época. A liminar, do juiz Marcus Orione Correia, foi concedida a pedido do Ministério Público Federal em São Paulo e estipula multa de R$ 500 mil por dia se não for obedecida. A revisão, garantida pelo Supremo Tribunal Federal em 2010, teve repercussão geral, ou seja, deve ser seguida por todas as instâncias. O INSS já demonstrou interesse em pagá-la, mas ainda não sabe quando e nem comentou a decisão. Cálculos da Advocacia-Geral da União apontam que o aumento médio no benefício desses segurados será de R$ 184,86. Eles também têm direito aos atrasados, diferenças que não foram pagas nos últimos cinco anos, no valor médio de R$ 11.586,00. Segundo o procurador Jefferson Dias, autor da ação, a liminar garantirá economia. Como a decisão do Supremo só vale para ações que estão na Justiça, o cumprimento da liminar evitaria que 131 mil novos processos sejam abertos, dos quais já se sabe o resultado, já que os juízes são obrigados a seguir o Supremo. O reajuste deve custar R$ 1,5 bilhão aos cofres públicos, segundo estimativa do Ministério da Previdência. O procurador Dias argumenta que, se o INSS não pagar a revisão e haver uma avalanche de ações, esse custo pode aumentar em até 30% apenas com o pagamento dos honorários, sem contar os custos do próprio ministério e da Justiça para dar andamento aos processos. A revisão é válida porque em duas ocasiões, em dezembro de 1998 e em janeiro de 2004, o governo elevou o teto previdenciário (valor máximo pago como benefício pelo INSS) a um valor acima do que era pago, até então, aos segurados que recebiam esse valor. Até novembro de 1998, o teto era de R$ 1.081,50. Depois, o governo elevou esse limite para R$ 1.200,00. Entretanto, quem já recebia o valor anterior não passou a receber o novo teto. O mesmo ocorreu em janeiro de 2004, quando o teto anterior, de R$ 1.869,34, passou para R$ 2.400,00. Quando o INSS vai calcular a aposentadoria do segurado, seu benefício é limitado ao teto, mesmo que a média de seus salários de contribuição, a base de cálculo para os benefícios, ultrapassse esse valor, devido à correção monetária. O mesmo pode ocorrer para os aposentados que tiveram fator previdenciário maior que 1, o que eleva o valor do benefício.

Quadrilhas roubaram mais de 600 armas de quartéis em oito anos

As forças de segurança do Brasil perderam em oito anos mais de 600 armas para quadrilhas, indica relatório do deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS). O alvo dos criminosos são armas de grosso calibre. Na mira dos bandidos estão principalmente batalhões de polícias militares e quartéis do Exército. O relatório, porém, aponta que também ocorrem furtos em instalações da Marinha, Aeronáutica, polícias civis e guardas municipais. De acordo com especialistas, criminosos buscam armas pesadas nos arsenais para uso em atividades criminosas. "Ninguém vai no quartel para roubar um 32 ou um 38. São organizações criminosas que atuam com o objetivo claro de buscar armas para suas ações", disse Pimenta, que foi relator das CPIs de Tráfico de Armas e da Violência Urbana, já concluídas. O relatório aponta o roubo de 643 armas em 64 ações contra unidades das forças de segurança. Do total, foram ao menos 115 fuzis e 16 metralhadoras e submetralhadoras, além de pistolas e granadas. O cientista político, especializado em segurança pública, Guaracy Mingardi afirmou que boa parte dos roubos em unidades de forças de segurança ocorrem com a participação de seus integrantes.

Secretaria ligada à Presidência ajudará na lista do trabalho escravo

A partir desta quinta-feira, a Secretaria de Direitos Humanos, ligada à Presidência da República, ajudará o Ministério do Trabalho a decidir quem entra e quem sai da chamada "lista suja" do trabalho análogo à escravidão. Desde sua criação, em 2004, a lista era produto exclusivo do ministério. Atualizada semestralmente, ela cita empregadores flagrados cometendo o crime de "escravidão moderna". A permanência mínima nela é de dois anos, impede contrair crédito público e tende a excluir a empresa de cadeias produtivas. O acompanhamento da secretaria se dará por meio da Conatrae (Comissão Nacional Para a Erradicação do Trabalho Escravo), já vinculada à pasta. A entrada da secretaria também fortalece a lista perante ações judiciais para impedir a inclusão ou pedir a exclusão das empresas autuadas. Agora, dois órgãos federais responderão nesses processos.

Ex-secretário da Receita é nomeado para conselho da Fazenda

O ex-secretário da Receita Federal, Otacílio Cartaxo, foi nomeado nesta quinta-feira presidente do Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais), órgão do Ministério da Fazenda. O órgão é responsável pelo julgamento de recursos apresentados à Receita Federal. Cartaxo foi indicado pelo ministro Guido Mantega (Fazenda). Ele estava à frente da Receita no ano passado quando, durante a disputa para a Presidência, foi revelado que funcionários do órgão quebraram o sigilo fiscal de Verônica Serra, filha do então candidato pelo PSDB, e de integrante do partido.

Brasil libera primeiros lotes de genérico nacional contra Aids

Os primeiros lotes do Tenofovir, primeiro medicamento genérico desenvolvido no Brasil, foram liberados para distribuição na quarta-feira. A informação é da empresa Blanver, que fabrica a droga. Usado no tratamento da Aids e da hepatite B, o remédio é fruto de uma PDP (Parceria para o Desenvolvimento do Produto), criada pelo governo para reduzir os gastos com medicamentos e, ao mesmo tempo, produzir no País os produtos hoje importados. O genérico foi desenvolvido por empresas privadas nacionais e pela Funed (Fundação Ezequiel Dias) do governo de Minas Gerais e vai integrar o coquetel de drogas disponibilizado pelo ministério da Saúde aos portadores do vírus HIV. A expectativa dos fabricantes é produzir cerca de 80 milhões de unidades do remédio nos próximos três anos. Os investimentos para pesquisa e produção do remédio no país foram superiores a R$ 25 milhões.

Por recomendação médica, Dilma cancela viagem ao Paraguai

A presidente Dilma Rousseff cancelou nesta quinta-feira a viagem que faria ao Paraguai para as comemorações do bicentenário da independência do país vizinho. O cancelamento foi por recomendação médica. Dilma ainda está convalescendo de uma pneumonia e tem trabalhado boa parte do tempo no Palácio do Alvorada, residência oficial, passando apenas parte do dia no Palácio do Planalto, para os despachos inadiáveis. Desde a posse, em primeiro de janeiro, Dilma tenta ir ao Paraguai, um dos sócios originais do Mercosul, bloco que reúne ainda o Uruguai e a Argentina. Vinha adiando porque o Congresso ainda não havia aprovado o texto do acordo bilateral pelo qual o Brasil vai pagar o triplo do valor pela energia excedente de Itaipu, ou seja, pela energia a que o Paraguai teria direito, mas não consegue utilizar e revende ao Brasil.

Governo não tem prazo para votar Código Florestal, diz líder na Câmara

O líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), afirmou nesta quinta-feira que o Palácio do Planalto não trabalha com prazo para a votação da reforma do Código Florestal. Segundo o petista, que foi responsável pelo cancelamento da votação que começou na noite de quarta-feira na Câmara, o governo só vai liberar a análise do texto quando tiver certeza de voto favorável à proposta que defende. Na quarta-feira, um racha na base aliada ameaçou imprimir a primeira derrota do governo Dilma Rousseff no Congresso. O líder mandou um recado para a bancada ruralista afirmando que é preciso acelerar um entendimento porque nunca ouviu no governo o interesse de prorrogar o decreto que anistia desmatadores, que vence no dia 11 de junho. "Tem um decreto que vai expirar no dia 11 de junho e pelo que sei das conversas do governo, esse decreto não será prorrogado, em uma evidente ameaça aos ruralistas. Então, é importante que as pessoas que defendem o setor produtivo, que estão participando desse debate acelerem para fazer um acordo para a gente poder votar", disse ele. Vaccarezza reconheceu que o clima na casa não está favorável para votações e disse que vai trabalhar na próxima semana para restabelecer a interlocução tanto com a base aliada, como com a oposição.

França multa ao menos 30 mulheres por uso do véu islâmico

Um mês após a aprovação da polêmica lei que proíbe o uso do véu islâmico em público, a polícia da França já abordou 46 e multou ao menos 27 mulheres, informou o Ministério do Interior francês. Cerca de 2.000 mulheres usam o véu no país, de acordo com estimativas do governo. Já a organização "Touche pas à la Constitution" ("Não altere a Constituição") diz que foram ao menos 30 as multadas e que a lei já fez com que metade das mulheres deixassem de usar o véu. A utilização da vestimenta "foi confinada à casa, por lei", disse Jean-Bruno Roumégoux, presidente da ONG que critica a lei. O uso do véu pode incorrer em multa de até 150 euros ou a realização de um curso de cidadania. Já a mulher que utilizar a burca pode ser multada em até 60 mil euros e dois anos de prisão.

Procurador defende ato de Lula que negou extradição do terrorista Cesare Battisti

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, enviou nesta quinta parecer ao Supremo Tribunal Federal em que afirma que os ministros não podem avaliar se o ex-presidente Lula descumpriu Tratado de Extradição entre Brasil e Itália ao manter o terrorista Cesare Battisti no Brasil. Para ele, portanto, o terroristas não deve ser enviado ao seu país de origem. O documento era a única peça que faltava para que o tribunal volte a analisar o caso do italiano. O relator do caso, ministro Gilmar Mendes, poderá agora levar o tema ao plenário ainda este mês, mas ainda não há prazo para que isso ocorra. Cesare Battisti foi condenado à prisão perpétua pela Justiça Italiana por crimes cometidos durante os anos 70. Depois de anos fugindo, ele foi preso no Brasil, mas recebeu refúgio político do então ministro da Justiça, o peremptório Tarso Genro, em 2009. Naquele mesmo ano, o Supremo anulou o ato de Genro, considerando-o ilegal. Tempos depois, autorizou sua extradição à Itália, mas afirmou que a última palavra seria do presidente da República, mas consoante os termos do acordo de extradição entre Brasil e Itália.

Grupo hoteleiro espanhol quer investir no Brasil

O presidente do grupo hoteleiro espanhol Hotusa, Amâncio Lopez, que participa de evento do setor em Fortaleza (CE), disse que tem interesse em investir no Brasil e que está prospectando oportunidades de negócios e parceiros no País. O grupo Hotusa, proprietário da cadeia Eurostar, é um dos maiores consórcios de hotéis do mundo, com atuação em 49 países. No Brasil, o grupo tem apenas hotéis associados, mas ainda não tem operação própria. Segundo Lopes, o grupo tem interesse em investir na gestão de hotéis urbanos em grandes cidades, em resorts na região Nordeste e no desenvolvimento de sistema de reservas de hotéis pela internet. O presidente não quis revelar quanto o Hotusa está disposto a investir. Para Lopes, pelo tamanho do Brasil e pelo número de hotéis disponíveis, há espaço para investimentos no setor de reservas online. "Estamos abertos a diferentes atividades", disse. "Ainda não há projetos fechados, mas foram abertas várias frentes de negociação que esperamos que possam se concretizar".

'Minha Casa, Minha Vida 2' deve receber R$ 72 bilhões do governo

O governo Dilma anunciou nesta quinta-feira que serão destinados R$ 71,7 bilhões para a segunda fase do programa "Minha Casa, Minha Vida". Desses, R$ 62,2 bilhões serão provenientes do Orçamento Geral da União e outros R$ 9,5 bilhões de recursos do FGTS destinados à habitação. Segundo Inês Magalhães, secretária nacional de habitação do Ministério das Cidades, a meta é contratar dois milhões de unidades habitacionais até 2014. Nesta segunda fase do programa, 60% das moradias serão destinadas a famílias com renda de até R$ 1.395,00. Uma das novidades incluídas na nova fase do programa é a instituição de um cadastro de beneficiários de programas habitacionais ou rurais. De acordo com a secretária, esse cadastro vai funcionar para as pessoas que já receberam o benefício. Assim, evita-se que alguém receba o subsídio do governo mais de uma vez.

Médicos atacam decisão de ministério contra boicote a planos

O Conselho Federal de Medicina e os conselhos regionais divulgaram nesta quinta-feira uma nota em que criticam a decisão da Secretaria de Direito Econômico do Ministério da Justiça de proibir médicos de boicotarem planos de saúde. Em nota, as entidades dizem que, ao cercear o direito dos médicos de lutarem por melhores condições de trabalho e assistência, a secretaria regride "aos tempos da ditadura e opressão". O texto afirma que os profissionais e empresários foram tratados de forma desproporcional. De um lado a decisão penaliza o movimento dos profissionais da medicina como um cartel, sujeitando-o a medidas adequadas às empresas; de outro, ignora a ação coordenada dos empresários, que acumulam lucros exorbitantes, e condena trabalhadores e pacientes a se sujeitar ao pouco oferecido sem direito a reação. O Conselho Federal de Medicina está elaborando um recurso ao Cade contra a decisão da Secretaria. A entidade também estuda se há outras formas de reverter na Justiça a medida. A secretaria encaminhou ao Cade nota técnica recomendando a condenação do Conselho Federal de Medicina, da Associação Médica Brasileira e da Federação Nacional dos Médicos por influenciarem os profissionais a adotar uma tabela de preços, o que, segundo a Secretaria de Direito Econômico, desencadeou um movimento nacional de paralisações e descredenciamentos em massa para forçar o reajuste de honorários.

Governo Dilma prepara "PAC da igualdade racial"

O governo da presidente Dilma Rousseff (PT) prepara para o próximo ano o lançamento de uma espécie de PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) da igualdade racial. Será um sistema de repasse de recursos federais para bancar projetos de "inclusão do negro e valorização de manifestações culturais", de acordo com a ministra Luiza Bairros (Igualdade Racial). "Pretendemos, já em 2012, criar linhas de incentivo financeiro para que ações desta natureza sejam mais aceleradas nos municípios", afirmou Luiza nesta quinta-feira à tarde, em Ribeirão Preto. Ela visitou a cidade para se reunir com gestores da região e defender a elaboração de um plano local de políticas voltadas à população e à cultura negras. O plano, que por enquanto é uma "exigência política" do governo federal, deverá se tornar um pré-requisito para o recebimento de verbas da União quando entrar em vigor o novo PAC, que a ministra chama de Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial.

Obra da Copa sem teto de gastos é inconstitucional, diz Procuradoria

Parecer do Ministério Público Federal classifica de "inconstitucional" o texto da medida provisória encaminhada ao Congresso que cria mecanismos para driblar a Lei de Licitações e vai valer para as obras da Copa-2014 e da Olimpíada de 2016. Assinado por procuradores do grupo de trabalho que acompanha as ações para o Mundial em 2014, a nota técnica foi encaminhada no início desta semana ao Procurador Geral da República, Roberto Gurgel, para que providências sejam tomadas. Segundo o parecer, o texto encaminhado ao Congresso viola os princípios da "competitividade, isonomia e da impessoalidade" porque permite a realização de contratos sem que haja um limite para o aumento de custos além do valor original. "Também poderá ensejar graves desvios de verbas públicas em razão da deficiência e da insuficiência do citado anteprojeto de engenharia", afirma o Ministério Público Federal. A medida provisória cria o chamado Regime Diferenciado de Contratações. Por esse mecanismo, licitações para obras e serviços dos eventos deixam de ser regidas pela lei 8.666.

Governo muda regra para dificultar entrada de carro importado

Os automóveis que entram no Brasil desde a última terça-feira têm que pedir uma licença prévia para a liberação de guias de importação, o que, até então, era feito de forma automática. A mudança foi feita pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior para "monitorar o fluxo de importações" do setor. O ministério não admite que essa medida seja uma retaliação do governo brasileiro ao argentino, que dificulta a entrada dos produtos nacionais naquele mercado. Anteriormente, o órgão havia informado que autopeças e pneus também estavam incluídos na nova regra. Na terça-feira, o ministro Fernando Pimentel (Desenvolvimento) havia dito que o objetivo é "defender nossos exportadores". "Não queremos que a Argentina adote praticas não condizentes com a relação que temos com eles, mas não podemos esquecer que o saldo é positivo para nós", completou. Desde então, pelo menos 67 caminhões com veículos vindos da Argentina aguardam na fronteira brasileira a liberação da entrada no País, já sob as novas regras de importação. Segundo determinação da OMC (Organização Mundial do Comércio), esse tipo de procedimento tem que valer para todos os países. Ou seja, a partir desta semana, o governo brasileiro tem até 60 dias para permitir a entrada dos automóveis. A maior parte dos carros importados são trazidos pelas montadoras com fábrica no Brasil da Argentina e do México, com os quais há acordos comerciais para isenção na alíquota de importação de 35%, de acordo com a logística de produção de cada empresa. Apesar da fatia desses dois países estar diminuindo ao longo dos anos, ainda representa mais de 60% das importações.

OGX anuncia descoberta de hidrocarbonetos na Bacia de Santos

A OGX, do grupo empresarial de Eike Batista, anunciou a identificação de hidrocarbonetos em águas rasas da Bacia de Santos. A descoberta foi feita no bloco BM-S-58, do qual tem 100% de participação. De acordo com a empresa, a identificação permitiu confirmar o modelo geológico para a região para que se inicie a delimitação da área da descoberta. A nova área pode se complementar com uma descoberta recente da empresa, que tem coluna equivalente, e gerar sinergia para a produção, afirma a OGX em comunicado. "A análise do gás mostrou tratar-se de um gás rico, ou seja, que apresenta maior poder calorífico. A próxima etapa será realizar testes de produção com equipamentos adequados às pressões e temperatura do poço", diz a empresa. O poço da descoberta fica a 105 quilômetros da costa do Estado do Rio de Janeiro. A empresa iniciou as atividades de perfuração no local em janeiro deste ano. A OGX registrou no primeiro trimestre prejuízo de R$ 33,8 milhões e atribuiu o resultado ao crescimento das despesas com exploração e queda das receitas financeiras. Os gastos para novas descobertas somaram R$ 32,3 milhões.

Taxa condominial em São Paulo sobe 30% em quatro anos

O valor mensal pago em condomínios residenciais de padrão médio em São Paulo passou de R$ 338,75 em 2008 para R$ 439,50 em 2011, aponta levantamento da administradora Lello Condomínios. O aumento médio (29,8%) é superior ao acumulado do IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado), usado para o reajuste de aluguéis. Nos últimos 48 meses o índice registrou aumento de 24,4%. O estudo leva em conta condomínios com uma torre, de 54 a 64 apartamentos, dois elevadores e seis funcionários. A zona norte foi aquela que teve maior aumento percentual no período (37,3%). Em 2008 o condomínio médio na região era de R$ 252,00 e hoje é de R$ 346,00. A zona sul é aquela com maiores valores de taxa condominial. O valor médio é de R$ 580,00 aponta o levantamento.

União Européia dá primeiro passo para restabelecer controle de fronteiras

A União Européia deu nesta quinta-feira um primeiro passo para restabelecer os controles pontuais em suas fronteiras internas com o objetivo de enfrentar a imigração ilegal, mas se comprometeu a ir com cautela para evitar colocar em perigo a livre circulação do espaço Schengen. Os países europeus concordaram em examinar a proposta da Comissão Européia para reintroduzir os controles como "último recurso" e em "condições claramente definidas e excepcionais", indicou a comissária de Imigração, Cecilia Malmstrom, durante uma reunião em Bruxelas de ministros do Interior da União Européia. O aumento da chegada de imigrantes norte-africanos à Europa devido à "primavera árabe" fez os 27 solicitarem uma revisão do tratado de Schengen de livre circulação.

Exportações do agronegócio atingem US$ 7,9 bilhões em abril

As exportações do agronegócio brasileiro atingiram US$ 7,9 bilhões em abril. Isso representa um incremento 24,4% em comparação ao mesmo mês de 2010, segundo dados divulgados nesta quinta-feira pelo Ministério de Agricultura. No acumulado do ano, a balança comercial do agronegócio brasileiro registrou US$ 81,3 bilhões, um aumento de 20,4% em relação ao mesmo período do ano passado. Por conta desse desempenho, o superávit comercial também subiu e alcançou os US$ 66,6 bilhões. O principal responsável pelo resultado foi o complexo soja (grão, farelo e óleo), que apresentou um crescimento de 35,7% e totalizou US$ 3 bilhões (38,4% do total exportado em produtos do agronegócio no mês de abril de 2011). A quantidade exportada de grão e farelo aumentou 3,6% e 11,6%, respectivamente, assim como os preços dos produtos subiram 29,9% e 37,8%. Apenas o óleo teve redução no volume exportado (37,3%), mas o aumento de 51,8% no preço mais que compensou esta queda. A segunda mercadoria mais importante em valor exportado no mês foi a carne, responsável por um aumento na receita de 19,2%, o que representa US$ 1,3 bilhão em abril de 2011 (em 2010, o montante registrado no mês foi de US$ 1,1 bilhão). A terceira posição ficou com o complexo sucroalcooleiro (etanol e açúcar), com 10,6% do valor total exportado em produtos do agronegócio. De US$ 677 milhões em abril de 2010, o valor passou para US$ 839 milhões em abril deste ano, indicando um crescimento de 23,9%.

Petrobras e Vale tiveram maiores vendas entre latino-americanas

As gigantes brasileiras Petrobras e Vale registraram as maiores vendas entre as empresas de capital aberto da América Latina, no ano de 2010, aponta um levantamento feito pela consultoria Economática. Em um ranking das 30 maiores empresas por volume de vendas, empresas brasileiras ocupam 16 posições, enquanto o México tem oito representantes. Convertendo os números brasileiros pela Ptax, a Economática calculou vendas de US$ 128 bilhões para Petrobras, e de US$ 49,94 bilhões para a Vale. Nas três posições abaixo, a mexicana América Móvil teve vendas de US$ 49,221 bilhões; a brasileira JBS, de US$ 33,043 bilhões, e a filial mexicana do grupo WalMart, US$ 27,196 bilhões.

Polícia gaúcha apreende droga oxi pela primeira vez no Estado

A Polícia Civil gaúcha divulgou nesta quinta-feira a primeira apreensão da droga oxi no Estado. Segundo o Denarc (Departamento de Investigação do Narcotráfico), responsável pela operação, foram apreendidas 300 gramas da droga no bairro Rubem Berta, na zona norte de Porto Alegre. A quantidade é suficiente para produzir cerca de 1.500 pedras, disse a polícia. Para o Denarc, "há fortes indícios" de que o oxi tenha entrado no Brasil pela fronteira do Acre com a Bolívia, passando por São Paulo e Paraná por via terrestre, até chegar ao Rio Grande do Sul. "A entrada da droga pelo Acre é facilitada por se tratar de uma fronteira seca, de fácil trânsito", disse o delegado Rodrigo Zucco, titular da 2ª Delegacia de Investigação do Narcotráfico do Denarc. Juntamente com a droga foram aprendidos, segundo a polícia, um fuzil de uso das Forças Armadas bolivianas, um morteiro AT4, capaz de derrubar helicópteros, e coletes à prova de tiros com a inscrição da facção criminosa PCC. Segundo a polícia, a droga foi encontrada com três homens, suspeitos de ligação com uma quadrilha de roubo a bancos e a estabelecimentos comerciais na capital. O oxi é um subproduto da cocaína, com a diferença de que tem em sua composição cal virgem e solventes como querosene e líquido de bateria. Estima-se que o oxi seja de três a quatro vezes mais poderosa que o crack, podendo levar à morte após um ano de consumo.

Ferrovia do Vaticano reabre vias para 60 anos da Caritas

A estação de trens do Vaticano voltará a funcionar em 21 de maio em uma viagem para Orvieto, a cem quilômetros ao norte de Roma, com o trem "Caritas Express", para comemorar 60º aniversário da Caritas Internationalis. O trem sairá da estação do Vaticano, que fica atrás da Basílica de São Pedro, às 10 horas e percorrerá os 900 metros de vias do Estado da Cidade do Vaticano antes de entrar na estação romana de São Pedro, já pertencente à Itália. A partir dali, o trem composto por uma locomotiva de 1915 a vapor e outra elétrica, que se alternam, e cinco vagões, um deles que transportou para Assis em 1962 o beato papa João 23, fará o trajeto a Orvieto, onde de 22 a 27 de maio a Caritas realizará sua 19ª assembléia geral. No entardecer de 21 de maio, o "Caritas Express" voltará a Roma. No trem viajarão religiosos, políticos, diplomatas e benfeitores de Caritas, que pagarão por seus bilhetes.

Novo aeroporto de Natal terá investimento de R$ 375 milhões

A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) divulgou nesta quinta-feira edital da licitação da privatização do primeiro aeroporto federal, em São Gonçalo do Amarante (RN). De acordo com estudos do órgão, o vencedor da concorrência que vai construir o novo terminal de passageiros e administrar todo o aeroporto por 25 anos, vai gastar R$ 375 milhões de investimento inicial no terminal. A previsão é que o terminal de passageiros tenha 39,5 mil metros quadrados e depois seja ampliado para 69 mil metros quadrados próximo ao fim da concessão. A pista e o pátio já estão em obras feitas pelo governo, com custos que já chegaram a R$ 250 milhões. Outra previsão do edital é que o aeroporto tenha um movimento de 2,9 milhões de passageiros em 2014, terminando em 2038 com 11,4 milhões. Já o número de aviões em 2014 seria de 27 mil saltando para 98 mil em 2038. Outra previsão do estudo é que as receitas em 2013 fossem de R$ 22 milhões/ano, chegando a R$ 48 milhões em 2014 e saltando para R$ 216 milhões em 2038. Pelo edital, vence quem oferecer o maior preço pela outorga, cujo valor mínimo é de R$ 51,7 milhões por todo o período da concessão.

Facebook contrata empresa para plantar notícias negativas sobre o Google

O Facebook contratou a empresa de relações públicas Burson-Marsteller para tentar plantar notícias negativas sobre o Google. Em matéria no site The Daily Beast, o jornalista Dan Lyons conta que, nos últimos dias, havia um mistério rondando a região do Vale do Silício, na Califórnia, onde se localizam várias empresas de tecnologia. A Burson-Marsteller, multinacional de relações públicas, teria sido contratada para plantar no noticiário matérias negativas sobre o Google, tendo como mote acusações de invasão de privacidade por parte da gigante de buscas. E quem seria o cliente da Burson? "Enquanto os dedos apontavam para a Apple a Microsoft, o Daily Beast descobriu que é uma empresa que ninguém suspeitava, o Facebook", diz o texto de Lyons. "Confrontado com evidências", um porta-voz do Facebook confirmou a contratação da Burson e citou duas razões: 1) o Facebook "acredita que o Google está fazendo algumas coisas em redes sociais que causam preocupações de privacidade; 2) "e talvez mais importante", a empresa "ressente as tentativas do Google de usar dados do Facebook em seu próprio serviço de rede social".

Mantega discute reforma tributária com governador do Ceará

O governo voltou a discutir reforma tributária com os governadores. Nesta quinta-feira, o ministro Guido Mantega (Fazenda) se reuniu com o governador do Ceará, Cid Gomes, para discutir o assunto. Segundo Gomes, o assunto principal da reunião foi a redução da alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) para importações e a desoneração da folha de pagamento. Gomes disse, ao sair do encontro, que fez sugestões ao governo sobre as contrapartidas para os Estados do Norte e Nordeste na redução da alíquota do ICMS para importações. Para ele, elas devem ser feitas na forma de redução de tributos federais para estas regiões, e não em incentivos em obras, como quer o governo. A redução do PIS (Programa de Integração Social) e Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) para esses Estados já seria uma solução, segundo Gomes. "[É preciso] que se faça uma medida mais rigorosa na questão da importação, porque, além de repercussões na receita, tem repercussão na produção nacional", afirmou. O governador cearense explicou ainda que "é fundamental que isso venha casado com uma política federal clara e visível de incentivo ao desenvolvimento das regiões mais deprimidas do Brasil". Para ele, são necessárias "políticas com PIS/COFINS e outros tributos federais que diferenciem o Nordeste e façam com que ele fique atrativo". Cid Gomes defendeu ainda que os Estados das regiões Norte e Nordeste sejam tratados de forma diferenciada pelo governo nessa questão do ICMS. Segundo ele, só assim as desigualdades sociais e regionais seriam reduzidas. "Se não houver um diferencial fiscal por parte da União, a gente vai eternizar as desigualdades regionais. É fundamental que o Brasil seja um país mais justo e que sejam reduzidas as desigualdades sociais e regionais", declarou.

Marco Maciel renuncia a cargos dados por Kassab em São Paulo

Após repercussão negativa dentro do DEM, o ex-vice-presidente da República Marco Maciel (PE) renunciou aos cargos que ganhou nos conselhos de administração da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) e da SPturis (São Paulo Turismo). Os cargos foram dados pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (que saiu do DEM para fundar o PSD), no final de 2010. Sem mandato depois da derrota para o Senado por Pernambuco no ano passado, Maciel iria receber R$ 6.000,00 por cada cargo. Pelo pagamento, ele deveria participar de uma reunião mensal em cada conselho. Marco Maciel é presidente do Conselho Político do partido. Além de Maciel, Kassab aumentou os rendimentos de seus aliados e secretários com cargos nas empresas municipais. São oito empresas, com 75 conselheiros administrativos que ganham R$ 6.000,00 cada um, e 36 conselheiros fiscais que recebem R$ 3.000,00. Dos 29 secretários, 17 foram nomeados conselheiros de estatais. É comum um secretário fazer parte de mais de um conselho.

Honda pode cortar empregos em São Paulo após terremoto no Japão

A Honda pode cortar empregos em sua fábrica de automóveis no Estado de São Paulo devido à falta de peças provocada pelos terremotos de março no Japão, afirmou nesta quinta-feira o sindicato que representa os trabalhadores. "A produção da Honda, instalada em Sumaré (SP), está totalmente paralisada na manhã desta quinta-feira. O motivo é o anúncio da empresa de reduzir a produção em 50% e também demitir 1.270 trabalhadores diretos e indiretos, a partir de junho", afirmou o Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Campinas e Região, em comunicado. A fábrica de Sumaré emprega 3.431 funcionários. No final de abril, a Honda divulgou que iria antecipar parada de manutenção de equipamentos na fábrica de Sumaré de julho para o final deste mês, após o terremoto japonês. Na ocasião, a montadora informou que a medida tinha sido adotada por causa de risco de falta de componentes produzidos no Japão e que equipam uma série de sistemas dos veículos, como transmissão automática e injeção eletrônica. A fábrica de Sumaré produz os sedãs Civic e City e o monovolume Fit a um ritmo de 650 a 680 veículos por dia.

Bolsonaro é agredido e revida insultos no Senado

A senadora Marinor Brito (PSOL-PA) e o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) trocaram insultos e quase se agrediram fisicamente nesta quinta-feira, no Senado, depois que a Comissão de Direitos Humanos da Casa suspendeu a votação do polêmico projeto que criminaliza a homofobia no País. O tumulto teve início ao final da sessão, quando Bolsonaro se postou atrás da senadora Marta Suplicy (PT-SP), relatora do projeto, que concedia entrevista a emissoras de rádio e TV. O deputado estava com folhetos do Ministério da Educação que promovem a homossexualidade em escolas. Irritada, Marinor reagiu tentando tirar o grupo do local. A senadora chegou a bater com as mãos em um dos panfletos em um dos documentos que estava com Bolsonaro. "Homofóbico, criminoso, está usando dinheiro público para fazer cartilha", gritou Marinor. Bolsonaro respondeu dizendo que ela era heterofóbica. A senadora do PSOL se ofendeu. O deputado reagiu ao afirmar que a senadora deveria provar suas acusações: "Olha a intolerância, denuncie então senadora". Além de Bolsonaro, diversos deputados contrários ao projeto que criminaliza a homofobia acompanharam a sessão da Comissão de Direitos Humanos, a maioria integrantes da bancada evangélica. A comissão adiou a votação do projeto depois que a petista Marta Suplicy pediu para retirá-lo de pauta na tentativa de dialogar com os parlamentares contrários ao texto. Os evangélicos são contra a proposta por considerar que pastores e líderes religiosos poderão ser punidos se condenarem a prática homossexual em suas pregações. Marta Suplicy disse que vai incluir em seu relatório artigo que protege os cultos nas igrejas da criminalização da homofobia, apesar de discordar da mudança. A concessão, porém, não agradou à bancada evangélica. Contrário ao projeto, o senador Magno Malta (PR-ES) disse que a criminalização da homofobia pode criar um "império homossexual" no Brasil ao condenar aqueles que são contrários à união gay.

Cai volume de consultas aos SCPs entre março e abril

Cai volume de consultas aos SCPs entre março e abril
Uma pesquisa da Associação Comercial de São Paulo apontou uma redução do nível de atividade comercial entre os meses de março e abril, baseado no volume de consultas aos serviços de proteção ao crédito. O chamado Índice Nacional SCPC de Crédito ao Consumidor recuou 1,1% em abril, embora ainda esteja 6,3% mais alto na comparação com o resultado de abril do ano passado. Esse índice é elaborado a partir de consultas a mais de 2.200 SCPCs e SPCs (serviços de proteção ao crédito) de todas as regiões do País. "A desaceleração do ritmo de crescimento era esperada em função das medidas que vem sendo adotadas pelo Banco Central, aumento dos compulsórios e da taxa SELIC, e elevação do IOF nas operações de crédito", comentou o economista-chefe da Associação, Marcel Solimeo.

Lula dá "palestra secreta" a executivos da AmBev na Bahia

O ex-presidente Lula deu palestra na manhã desta quinta-feira em evento fechado da cervejaria AmBev no resort Costa do Sauípe, no litoral da Bahia. A multinacional o contratou para animar uma reunião de executivos brasileiros e de outros países da América Latina. Segundo a assessoria do ex-presidente, a participação não foi divulgada a pedido da empresa, que desejava "fazer uma surpresa" a seus convidados. O valor do cachê também não foi informado. No Brasil, estima-se que Lula tem cobrado cifras em torno de R$ 200 mil a cada palestra remunerada, com tempo médio de 40 minutos. Em geral, ele alterna uma apresentação elogiosa do seu governo com piadas e referências à empresa que o convidou.

Tombini diz que medidas do Banco Central já são sentidas nas vendas do comércio

O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, disse nesta quinta-feira que o arrefecimento no ritmo das vendas do comércio é reflexo do começo dos resultados das medidas tomadas pelo banco para conter o consumo no País e segurar a inflação. "É um resultado de políticas que foram adotadas desde a virada do ano e já estão começando a ter impacto sobre o arrefecimento e moderação da demanda. Isso vai ajudar ao longo do ano para trazer a inflação de volta ao centro da meta em 2012", afirmou, após participar da abertura do Seminário de Metas da Inflação, na sede do Banco Central no Rio de Janeiro. Tombini se referia às vendas do comércio em março, que se comparadas a igual período em 2010, subiram 4,1%, anjte variação de 8,5% em fevereiro, na mesma relação. Ele explicou que o efeito da elevação dos juros na economia tem uma defasagem de seis a nove meses, e que, por isso, espera-se que a demanda seja mais contida daqui para frente. Ele ressaltou que a concessão de crédito no país vem caindo, se comparado a meses anteriores.

Keiko Fujimori tem vantagem sobre Humala em pesquisa eleitoral no Peru

A parlamentar Keiko Fujimori tem uma pequena vantagem sobre o nacionalista de esquerda Ollanta Humala para a eleição presidencial no Peru no dia 5 de junho, de acordo com uma pesquisa da Datum divulgada nesta quinta-feira. A pesquisa nacional, publicada no jornal "Peru 21", mostrou Keiko Fujimori com uma liderança de 2,7 pontos, ficando com 40,6 % das intenções de votos contra 37,9 % de Humala. É a segunda vez nesta semana que uma pesquisa mostra Keiko Fujimori abrindo vantagem sobre Humala. Humala é um antigo oficial do Exército que fez campanha como um esquerdista moderado, mas assustou os investidores com a sua plataforma política mais radical.

Tribunal alemão condena ex-guarda nazista por crimes de guerra

Um tribunal alemão condenou o nazista John Demjanjuk a cinco anos de prisão nesta quinta-feira por sua participação no assassinato de 27.900 judeus no campo de concentração nazista de Sobibor. O tribunal de Munique determinou que Demjanjuk, de 91 anos, era culpado de ser cúmplice no assassinato em massa quando era guarda de segurança do campo de Sobibor, na Polônia, durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Demjanjuk chegou a ser condenado à morte por outro tribunal do Holocausto duas décadas atrás em Israel, por ter sido o notório guarda "Ivan o Terrível" do campo de concentração de Treblinka, também na Polônia. A decisão foi anulada pela suprema corte de Israel depois que novas evidências isentaram o acusado. Demjanjuk, nascido na Ucrânia, já esteve no topo da lista do Centro Simon Wiesenthal para os criminosos de guerra nazistas mais procurados. Ele alegou que foi alistado para o Exército soviético em 1941 e depois tomado como prisioneiro de guerra pelos alemães. Demjanjuk participou do processo judicial de 18 meses no tribunal em Munique, cidade de origem do movimento nazista de Adolf Hitler, em uma cadeira de rodas e às vezes deitado, enquanto sua família tentava argumentar que ele estava muito debilitado para participar do julgamento.