terça-feira, 14 de junho de 2011

No Paraguai, presidente Lugo diz que não disputará reeleição

O presidente paraguaio, Fernando Lugo, de 60 anos, disse nesta terça-feira que não aspira a um segundo mandato, aparentemente se distanciando de uma iniciativa de sua coalizão para reformar a Constituição e permitir a reeleição presidencial. Pesquisas de opinião divulgadas recentemente indicam que mais de 65% dos entrevistados se opõem a uma reeleição de Lugo, ex-bispo que chegou à Presidência em 2008 e se recupera de um câncer linfático. Ainda assim, dirigentes da ala esquerda de sua coalizão iniciaram, semanas atrás, a coleta de mais de 30 mil assinaturas para solicitar ao Congresso que aprove uma emenda constitucional que abriria caminho para sua reeleição em 2013. A iniciativa ameaça aprofundar os conflitos internos na coalizão governista. Dirigentes do Partido Liberal, o maior da aliança, se opõem à reeleição de Lugo e desejam que um liberal lidere a próxima chapa presidencial.

Câmara aprova crédito de R$ 55 bilhões ao BNDES

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira medida provisória que autoriza a União a conceder crédito de R$ 55 bilhões ao BNDES para aumentar sua capacidade de financiamento. A proposta aprovada tem poucas mudanças com relação ao texto original. Uma delas é a extensão do prazo para a contratação de operações de crédito pelo BNDES no (PSI) Programa de Sustentação do Investimento de dezembro de 2011 para 30 de junho de 2012. Elimina, no entanto, a autorização para que o Executivo prorrogue esse prazo, o que terá que ser feito por lei.

Joaquim Roriz é acusado de chefiar quadrilha

O Ministério Público do Distrito Federal acusa o ex-governador Joaquim Roriz (PSC) de chefiar uma quadrilha de desvio de dinheiro do Banco de Brasília. A denúncia foi oferecida pelo Núcleo de Combate às Organizações Criminosas e tramita sob sigilo na 1ª Vara Criminal de Brasília. Para os promotores, Roriz comandava um esquema de desvio de dinheiro por meio de contratos sem licitação com empresários que também participavam da quadrilha. Em um dos casos, o BRB fez a renegociação de uma dívida com uma empreiteira. Em troca, segundo a denúncia, a família de Roriz recebeu 12 apartamentos. Essa é a primeira denúncia na esfera penal contra Roriz, como desdobramento da Operação Aquarela, que investigou desvios no Banco de Brasília. Roriz já responde por improbidade administrativa no mesmo caso.

Senado aprova MP em meio a críticas da oposição por mais prazo

Em meio a protestos da oposição, o Senado aprovou nesta terça-feira medida provisória que permite a contratação temporária de professores nas instituições federais de ensino superior. A votação ocorreu na véspera da MP perder a validade, o que irritou os oposicionistas, que defendem mudanças no rito de tramitação das medidas para que o Senado tenha mais tempo para analisá-las. Com ampla maioria na Casa, os governistas aprovaram o texto por 49 votos a 12. A oposição tentou derrubar a votação ao afirmar que a MP não prevê os recursos orçamentários necessários para a contratação dos professores, como previsto pela LDO (lei de diretrizes orçamentárias) de 2011. "Toda medida provisória tem que vir com o seu impacto orçamentário e financeiro. Dessa vez, o desprezo pelo Congresso é tamanho que nem isso a presidente Dilma Rousseff mandou", afirmou o senador Demóstenes Torres (DEM-GO). Os oposicionistas pediram ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), para devolver a MP à Câmara sem votá-la por não cumprir o previsto na LDO.

COI abrirá investigação contra João Havelange

O programa exibido pela emissora britânica BBC, que levanta suspeitas sobre as condutas de Ricardo Teixeira e João Havelange, fez outra organização mundial, além da Fifa, querer apurar os fatos. O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou nesta terça-feira que abrirá investigação contra Havelange. Tanto Teixeira quanto Havelange (membro do COI e ex-presidente da Fifa) são suspeitos de receptação de propina nos anos 90. A abertura das investigações foi confirmada pelo presidente do COI, Jacques Rogge.

Paraguai autoriza doação de dois navios abandonados no porto da capital gaúcha

O governo paraguaio publicou nesta terça-feira, no Diário Oficial, a doação de dois navios que estão há mais de 15 anos atracados e abandonados no cais do porto da capital gaúcha. A medida, assinada pelo presidente do Paraguai, Fernando Lugo, é a forma de pagamento da dívida de R$ 4,9 milhões com a Superintendência de Portos e Hidrovias, pelo período que as embarcações ficaram no porto. Com a inclusão dos navios no patrimônio do Estado, a Superintendência de Portos e Hidrovias pretende realizar leilão da sucata resultante das embarcações para que elas sejam retiradas do cais. Outros dois navios abandonados foram retirados no mês de abril. O governo gaúcho pretende construir um terminal turístico para receber cruzeiros no local.

França planeja começar a identificação de vítimas do Airbus da Air France até sábado

O processo de identificação de 104 corpos das vítimas do desastre do Airbus A330 da Air France, que caiu no Oceano Atlântico em maio de 2009, deverá começar até o sábado. O diretor do Instituto de Pesquisas Criminais da Polícia Militar, coronel François Daoust, alertou que o processo poderá levar meses. Os passageiros eram de 33 nacionalidades, sendo a maioria de franceses (72), brasileiros (59) e alemães (26). O instituto, especializado na identificação de vítimas de catástrofes, comandará os trabalhos, que estão sob a autoridade da Justiça francesa. No total, 154 corpos dos 228 que estavam a bordo do avião, que fazia a rota Rio de Janeiro-Paris, foram resgatados. Os primeiros 50, sendo 20 deles de brasileiros, foram retirados do mar logo após a catástrofe, em 31 de maio de 2009. Segundo o coronel Daoust, o material coletado entre maio e o início deste mês podem não representar 104 vítimas. Alguns dos restos mortais podem ser de um mesmo passageiro, segundo o especialista.

Receita Federal envia ao Ministério Público dados de empresa de Palocci

A assessoria de comunicação da Procuradoria da República no Distrito Federal anunciou na noite desta terça-feira que a Receita Federal enviou ao órgão cópias das declarações dos últimos cinco anos do imposto de renda da empresa de consultoria Projeto, pertencente ao ex-ministro da Casa Civil, Antonio Palocci. Toda a investigação da Procuradoria está sob sigilo, decretado pelo procurador responsável pelo caso, Paulo José Rocha Júnior, e o acesso à documentação relacionada à Projeto é vedado aos jornalistas. A Receita enviou os dados no último dia 9, mas só agora a Procuradoria confirmou-o à imprensa. O procurador Paulo José abriu uma investigação preliminar para saber se o enriquecimento de Palocci caracterizou improbidade administrativa.

Negociações para trem-bala estão na reta final

As negociações entre as empresas interessadas em disputar o projeto do trem-bala Campinas-São Paulo-Rio de Janeiro estão na reta final, mas, faltando pouco mais de um mês para o leilão, ainda não há consórcios fechados, revelaram duas fontes que acompanham de perto as conversas. "Há muito namoro, mas casamento, mesmo, não", disse uma das fontes, que é do governo. Esse mesmo interlocutor acredita que pelo menos dois consórcios vão se apresentar para a disputa, marcada para o dia 29 de julho. Antes disso, porém, em 11 de julho, os consórcios já terão de apresentar suas propostas à ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). Segundo essa mesma fonte e a segunda, que trabalha para uma das empreiteiras que está negociando com investidores estrangeiros, as negociações ocorrem entre grandes construtoras brasileiras e representantes das tecnologias de Espanha, França, Japão e Coréia do Sul. Orçado pelo governo em R$ 33 bilhões, o projeto do trem-bala depende de tecnologia estrangeira para a implantação dos trens propriamente ditos e também de pesados investimentos em engenharia civil.

Aneel aprova aumento na conta de luz para cidades de três Estados

Os consumidores de energia de mais de 200 cidades do Rio Grande do Sul e dos municípios de Nova Friburgo, no Rio de Janeiro, e Cataguases, em Minas Gerais, terão aumento na conta de luz a partir do próximo fim de semana. A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou nesta terça-feira o reajuste tarifário das distribuidoras que atendem a essas regiões. A concessionária Rio Grande Energia (RGE), que atende 1,3 milhão de unidades consumidoras em 262 municípios gaúchos, terá um reajuste de 6,39% para as residências e de 7,19% para as indústrias a partir do dia 19 de junho. Para a Energisa Nova Friburgo, o aumento será de 12,89% nas unidades residenciais e de 14,4% nas industriais, a partir do próximo sábado. A distribuidora atende a 93 mil unidades consumidoras no município fluminense de Nova Friburgo. Os consumidores de Cataguases, atendidos pela Energisa Minas Gerais Distribuidora de Energia, terão as tarifas reajustadas também a partir de sábado. O aumento será de 3,34% para as residências e de 2,08% para as indústrias. São atendidos pela concessionária 386 mil consumidores.

Procuradoria processa Petrobras por danos a rodovias federais

O Ministério Público Federal entrou com ação contra a Petrobrás por danos a rodovias federais em Minas Gerais. De acordo com a Procuradoria, caminhões da BR, distribuidora da Petrobras, foram flagrados com carga até 4.000 kg acima do peso permitido nas rodovias nas BR-381 e BR-262, no trecho entre Ipatinga e João Monlevade, em Minas Gerais. Na ação, o Ministério Público Federal pede que a Justiça aplique multa de R$ 10 mil por cada veículo de carga da Petrobras que for flagrado transitando com excesso de peso nas rodovias federais. Pede ainda o pagamento por dano material causado ao patrimônio público federal, ao meio ambiente e à ordem econômica, com valor a ser estipulado, e pagamento por dano moral coletivo no valor de R$ 500 mil. "O transporte ilegal era registrado nas notas fiscais, sem nenhum subterfúgio, o que demonstra a conduta dolosa e ilegal de uma empresa pública, que, exatamente por ser uma empresa pública, deveria dar exemplo de cumprimento às leis brasileiras e não o contrário", diz o procurador da República Edmar Machado. De acordo com o Ministério Público, a Polícia Rodoviária Federal chegou a lavrar 33 autos de infração contra a empresa. Dentre os boletins de ocorrência, 13 mostram excessos superiores a 2.000 quilos.

Deputados pressionam por anistia de bombeiros do Rio de Janeiro

Deputados do Rio de Janeiro pressionaram o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), durante reunião de líderes nesta terça-feira, pela votação de projetos que concedem anistia aos 429 bombeiros e policiais militares denunciados por motim e danos materiais após invasão do quartel central da corporação, no dia 3. Mas, apesar da pressão, o governo não se mostrou favorável. "Isso não é para ser votado assim. Ninguém foi nem condenado, anistia é para quem já foi condenado", disse o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP). Para a votação dos projetos, seria necessário a retirada da urgência de uma outra proposta que tranca a pauta do plenário da Câmara. Vaccarezza já avisou que isso não deve acontecer. "Que fique claro que só não vota hoje, porque o governo não quer", acusou o deputado Anthony Garotinho (PR-RJ), um autor das propostas. Segundo o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ), o líder do PMDB, Henrique Eduardo Alves (RN), chegou a avisar que o governador Sérgio Cabral, de seu partido, não se colocaria contra a votação da anistia.

Juiz de Santa Catarina manda investigar lista suspeita de apoiadores do PSD

O juiz eleitoral Manoel Donisete de Souza, de Santa Catarina, determinou a investigação de uma suposta fraude na lista de apoiadores para a criação do PSD nas cidades catarinenses de Quilombo, Irati e Santiago do Sul. Segundo o juiz, o cartório eleitoral teria identificado problemas na lista como a assinatura de analfabetos e de pessoas que negam o apoio ao partido. O juiz Manoel Donisete de Souza mandou três cópias da lista para a Polícia Federal para a abertura de uma investigação. Ele também afirma, em despacho, que o Ministério Público Eleitoral deve apurar o caso. Para o juiz, os fatos podem configurar crime de falsificação de declaração para fins eleitorais. A pena prevista no Código Eleitoral pode chegar a cinco anos de prisão. Em Santa Catarina, o governador Ronaldo Colombo deixou o DEM para ser um dos fundadores do PSD do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. Para fundar um partido é preciso de 500 mil assinaturas de apoiadores em todo o país. Segundo o advogado do PSD, Admar Gonzaga, o partido já conseguiu as assinaturas.

PT no Senado manifesta apoio ao projeto que prevê fim de sigilo

A bancada do PT no Senado decidiu na tarde desta terça-feira manifestar publicamente apoio ao projeto que prevê o fim do sigilo eterno de documentos oficiais. O texto, modificado pela Câmara dos Deputados no ano passado, prevê 50 anos como prazo máximo de sigilo para papéis classificados como ultrassecretos. A decisão dos senadores petistas é divergente do que defendem os senadores e ex-presidentes da República, José Sarney (PMDB-AP) e Fernando Collor (PTB-AL), e também do que sinalizou na segunda-feira o Palácio do Planalto.

Serpro demite servidora acusada de acessar sigilo de tucanos

O Serpro (serviço de processamento de dados do governo federal) demitiu a funcionária Adeildda Ferreira dos Santos, indiciada por quebra de sigilos fiscais de tucanos nas eleições do ano passado. Ela estava cedida à agência da Receita Federal em Mauá (ABC paulista) até o estouro do caso, em setembro. Desde então, é investigada pela Corregedoria da Receita e havia sido "devolvida" ao Serpro. Na agência em Mauá foram acessados, sem autorização, dados dos sigilos fiscais de quatro pessoas ligadas ao PSDB em 8 de outubro de 2009, entre eles Eduardo Jorge Caldas, vice-presidente do partido, e de Verônica Serra, filha do então candidato tucano à Presidência, José Serra. Cópias das declarações de Imposto de Renda de Eduardo Jorge, conforme a Folha revelou na edição de 12 de junho do ano passado, foram incluídas em um dossiê preparado pelo "grupo de inteligência" criado durante a pré-campanha de Dilma Rousseff.

Brasil consome 55% de toda sibutramina produzida no mundo

O Brasil consome cerca de 55% de toda a sibutramina (inibidor de apetite) produzida no mundo. Esse é um dos dados que pesam para a avaliação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que estuda retirar do mercado o inibidor de apetite. O presidente da agência, Dirceu Barbano, citou as informações levantadas por instituições internacionais, que apontaram a produção de 9,7 toneladas do medicamento em 2009. O Brasil foi responsável pelo consumo de aproximadamente 5 toneladas, enquanto os Estados Unidos, que têm grave problema de saúde pública por conta da obesidade da população, consumiu somente 170 quilos de sibutramina. A Anvisa deverá decidir até agosto se irá permitir ou proibir o uso de sibutramina.

Líderes na Câmara reclamam da ausência de Ideli Salvatti em almoço

Um dia após a sua posse, a ministra Ideli Salvatti (Relações Institucionais) já enfrenta cobranças de aliados do governo. Líderes da base aliada da Câmara reclamaram de ela não ter comparecido ao almoço realizado nesta terça-feira na casa de Lincoln Portela (PR-MG). No mesmo momento, a ministra participou de encontro com senadores do PR e a presidente Dilma Rousseff. "A relação com a Câmara começa de uma maneira estranha, ela deveria ter dado prioridade número um aos deputados", afirmou o líder do PTB, Jovair Arantes (GO). Luiz Sérgio, ex-ministro das Relações Institucionais, esteve no almoço com os deputados. Ele compareceu, segundo líderes, para se despedir. A insatisfação na Câmara acontece, principalmente, pela "falta de atenção", "pela não liberação das emendas e pela demora nas nomeações". E os assuntos foram mais uma vez pauta de discussão. Deputados brigam para que 50% das emendas sejam liberadas rapidamente. Querem também prorrogar o prazo das emendas que perderiam vigor em junho, para o final do ano. Além disso, o governo vai ter que enfrentar cobranças na pauta de votações da Casa.

Venda de cotas de consórcios cresce 28% no primeiro quadrimestre

A venda de consórcios cresceu 28,2% no primeiro quadrimestre do ano, com 834,4 mil novas cotas. No mesmo período do ano passado, tinha sido vendidas 651 mil. Os dados foram divulgados nesta terça-feira pela Abad (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios). O número de participantes ativos também ficou maior, passou de 3,86 milhões, em abril de 2010, para 4,31 milhões no mesmo mês deste ano, representando alta de 11,7%. Já as contemplações acumuladas tiveram elevação de 10,7%, crescendo de 318,6 mil (no primeiro quadrimestre do ano passado) para 352,6 mil no mesmo período deste ano. O volume de negócios, por sua vez, registrou crescimento de 39,66%, totalizando R$ 25 bilhões entre janeiro e abril (no primeiro quadrimestre de 2010 tinha ficado em R$ 17,9 bilhões). O número de cotas de consórcio de veículos vendidas de janeiro a abril deste ano foi 33,1% maior do que a quantidade registrada no mesmo período de 2010. No primeiro quadrimestre deste ano foram comercializadas 733,6 mil, ante 551,5 mil em igual período do ano passado. Já em relação a imóveis, as vendas de cotas totalizaram 79 mil, 13,8% a mais do que os 69,4 mil do primeiro quadrimestre de 2010. Também tiveram crescimento no período as vendas de cotas de eletroeletrônicos e outros bens duráveis (38,5%) e serviços (182,5%).

Produção agrícola não depende de aumento de áreas cultiváveis

Dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento prevêem um crescimento de 23% na produção de alimentos (grãos) entre a safra 2010-2011 e 2020-2021 e um aumento de 9,5% da área plantada. Os números apresentados nesta terça-feira pelo governo mostram que o crescimento da produção agrícola não depende do aumento das áreas agricultáveis, diferentemente do que defendiam os ruralistas, que argumentam que seria necessário modificar o Código Florestal para expandir a produção de alimentos. Segundo o ministro da Agricultura, Wagner Rossi, "não é preciso derrubar nenhuma árvore" para produzir mais grãos ou aumentar áreas de pastagem para pecuária de corte. O ministério contabiliza a existência de 120 milhões de hectares "já antropizados" (desmatados) que podem ser recuperados para atividade agrícola ou para o ambiente. De acordo com Rossi, a principal demanda pela mudança do Código Florestal é de "segurança jurídica", ou seja, em relação à cobrança de multas a quem desmatou irregularmente, prevista em lei, mas considerada inviável pelos produtores rurais que buscam anistia.

Fatah e Hamas marcam reunião para decidir governo palestino

O presidente da ANP (Autoridade Nacional Palestina), Mahmoud Abbas, do Fatah, e o líder do movimento terrorista Hamas, Khaled Meshaal, irão se reunir no dia 21 de junho, no Cairo, para chegar a um acordo sobre o novo governo palestino, disse nesta terça-feira uma fonte envolvida nas negociações. O membro do Comitê Central do Fatah, Zakaria al Agha, explicou que os dois líderes pretendem firmar um acordo final sobre a formação de um governo de união nacional. A decisão foi tomada durante uma reunião na capital egípcia presidida pelo "número dois" do Hamas, o terrorista Moussa Abu Marzouk, e o chefe da delegação do Fatah, Azzam al Ahmad.

Oposição ameaça ir ao Supremo contra emenda sobre licitações

O PPS anunciou nesta terça-feira que pretende ingressar no Supremo Tribunal Federal com uma Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade) caso o governo tente incluir emenda para flexibilizar as licitações de obras da Copa de 2014 e a Olimpíada de 2016 em uma medida provisória que será votada em plenário. A MP, que trata da criação da Secretaria de Aviação Civil, pode ser votada ainda nesta semana pelos deputados e a emenda sobre licitações seria um "contrabando" ao texto, segundo o partido. É a quarta vez que o governo tenta incluir uma emenda para criar o RDC (Regime Diferenciado de Contratações) para obras da Copa e da Olimpíada. A primeira tentativa foi com uma medida provisória que acabou perdendo a validade e, depois, o governo cogitou incluir a emenda em duas outras MPs, mas acabou desistindo.

Google investe US$ 280 milhões para instalar painéis solares nos Estados Unidos

O Google anunciou nesta terça-feira uma aliança com a companhia de energia solar SolarCity para investir US$ 280 milhões na instalação de painéis solares residenciais nos Estados Unidos, maior aposta da gigante da internet em energias renováveis. O novo fundo financiado pela Google representa o investimento mais alto já feito nos Estados Unidos em projetos para impulsionar o uso residencial de energia solar. "Esperamos que, com este investimento, nos vejam como um modelo a seguir", afirmou nesta terça-feira o responsável de operações comerciais verdes da Google, Rick Needham, no blog da companhia. O executivo destacou que, com este fundo, a Google acumulará US$ 680 milhões investidos no setor de energias alternativas. "Achamos que o mundo precisa de um amplo leque de energias alternativas no futuro. Estamos contentes de iniciar esta nova aliança com a SolarCity", acrescentou Needman. Já o executivo-chefe da SolarCity, Lyndon Rive, afirmou em comunicado de imprensa que a Google é um "exemplo" do que outras empresas americanas deveriam fazer. "Se mais empresas seguissem a liderança da Google, poderíamos reduzir significativamente a dependência de nosso país a energias poluentes", ressaltou o executivo-chefe da SolarCity, empresa com sede em San Mateo (Califórnia). Rive destacou que investir em energia solar gera lucros aos investidores, economiza dinheiro às residências, ajuda a criar empregos e protege o meio ambiente. A companhia, com mais de 15 mil projetos de energia solar distribuídos por dez estados nos Estados Unidos, espera beneficiar entre 7 mil e 9 mil proprietários de novas casas.

Louis Dreyfus compra empresa de fertilizantes no Brasil

A trading e processadora de commodities francesa Louis Dreyfus adquiriu a produtora e distribuidora de fertilizantes brasileira Macrofértil, por valor não revelado, de acordo com nota divulgada pela companhia nesta terça-feira. Com isso, a companhia francesa, que atua na comercialização de fertilizantes no Brasil desde 2008, passa agora também a controlar operações industriais no segmento. Na semana passada, o vice-presidente de operações da Dreyfus para a região, chamada North Latam, Adrian Isman, havia dito que a companhia queria crescer em fertilizantes no Brasil e que poderia fechar a compra de alguma companhia local em breve. Com a aquisição da Macrofértil, a Louis Dreyfus Commodities vai controlar oito plantas industriais para preparação de fertilizantes no Brasil. A Macrofértil possui instalações em Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Goiás. "Avançar nesse mercado tem um papel estratégico no nosso modelo de negócio, com um maior ganho em escala de comercialização e aumento da capacidade de originação, mediante alavancagem das operações de barter (troca), como a soja, que consome cerca de 30% dos fertilizantes comercializados no Brasil", disse Javier Britez, diretor de Fertilizantes da LDC, no comunicado. Segundo a Dreyfus, a Macrofértil tem capacidade de processamento de 1,8 milhão de toneladas de fertilizantes/ano.

Vale manterá política de preços para minério de ferro

A Vale não vai alterar sua fórmula de preços para minério de ferro, afirmou o diretor de marketing global da mineradora, Pedro Gutemberg. A maior produtora mundial de minério de ferro, no entanto, está sugerindo uma nova fórmula de preços para pelotas, disse o executivo em uma conferência em Genebra. Atualmente, a pelota de minério de ferro é integralmente negociada entre clientes e produtores a cada trimestre. "Estamos tentando convencer os clientes a aceitar que temos um preço de conteúdo de minério de ferro, como fazemos com multas, e depois temos um prêmio de conversão", afirmou Gutemberg. "É um conceito dúbio e queremos separar (os dois componentes do preço)", acrescentou ele. O executivo disse ainda que espera que a demanda por minério de ferro no Japão alcance 90% dos níveis pré-crise no quarto trimestre. "A demanda de minério de ferro no Japão estava em quase 90% dos níveis pré-crise antes do terremoto (em março) e após a recuperação do desastre irá retornar a esse nível no quarto trimestre." Segundo Gutemberg, a demanda na Europa foi retomada e está em cerca de 85% dos níveis pré-crise global. "Todos os mercados estão se recuperando bem da crise. Vemos a China muito forte", completou. Ele afirmou que a Vale, maior produtora mundial de minério de ferro, não estava preocupada com o impacto que teria o aperto monetário na China sobre a demanda de minério de ferro. "Ele (aperto) é uma acomodação natural", disse o executivo. A China importa cerca de 60% do minério de ferro que necessita para produzir aço. A Vale exportou cerca de 260 milhões de toneladas de minério no ano passado, sendo 130 milhões de toneladas para a China, contra um pico de 140 milhões de toneladas em 2009.

Odebrecht estuda participar da concorrência do trem-bala

A Odebrecht estuda participar da concorrência do trem-bala e de concessões de aeroportos no País, afirmou na manhã desta terça-feira Paulo Cesena, presidente da empresa de transportes do grupo. Ele afirmou que a participação no trem-bala dependeria de associação com outros investidores e que a empresa ainda conclui estudos de engenharia sobre o projeto. É um projeto bastante complexo. Estamos correndo para atender os prazos", disse Cesena. Para a operação em aeroportos, a Odebrecht não descarta atuar sozinha. Mas Cesena afirmou que a empresa analisa também consorciar-se a outros grupos. Para ele, com a associação a um sócio especializado, "ganha-se competitividade num projeto de grande porte". Cesena disse que a Odebrecht Transport, criada em 2010, planeja faturar R$ 1 bilhão em 2012. O principal investimento da empresa, para o executivo, é a operação da Supervia, empresa concessionária dos trens urbanos do Rio de Janeiro. O braço de transportes da Odebrecht adquiriu 60% da empresa no fim de 2010.

Primeira-dama de Campinas tem pedido de prisão revogado

A defesa da primeira-dama de Campinas, Rosely Nassim Santos, conseguiu revogar no Tribunal de Justiça de São Paulo o pedido de prisão preventiva decretado pelo juiz da 3ª Vara Criminal de Campinas, Nelson Augusto Bernardes. Ela estava foragida desde a semana passada. Nassim foi denunciada por promotores do Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado) como mentora de um esquema de fraudes e desvios na prefeitura que envolvia secretários, lobistas e empresários. Os advogados dela negam as acusações e acusam a Promotoria de tentar atingir o prefeito, Hélio de Oliveira Santos, o dr. Hélio (PDT), que oficialmente não é alvo das investigações. A decisão foi do desembargador Poças Leitão.

Jerusalém espera ter 10 milhões de visitantes anuais em 20 anos

Jerusalém busca relançar o turismo religioso e cultural e receber 10 milhões de visitantes por ano, em uma estratégia de seu prefeito, Nir Barkat, para universalizar a cidade santa e fomentar sua unidade sob bandeira israelense. "A visão de futuro que temos para Jerusalém está em seu passado e na estratégia de abrir a cidade ao mundo", explicou o prefeito Barkat, que se propôs a alcançar o número de 10 milhões de turistas ao ano no prazo de duas décadas. A cidade, na qual vivem cerca de 800 mil pessoas, recebeu no ano passado o recorde de 3,4 milhões de visitantes, um número que considera ainda insuficiente para o que define como "o centro do mundo". O Brasil como um todo recebeu 5,16 milhões de turistas em 2010. Convencido de que tem em suas mãos "uma das "marcas" mais importantes no mundo todo" que "não precisa de nenhuma apresentação", o prefeito garante que 3,5 bilhões de pessoas desejariam visitar a cidade "pelo menos uma vez na vida" e que seu objetivo é ajudá-las a realizar esse desejo. Assim se manifestaram também os 25 participantes da 27ª edição da Conferência Internacional de Prefeitos em Jerusalém, um evento que neste ano conta com a participação dos governantes de Melbourne, Bratislava, Budapeste, Atenas, Nairóbi, Harare, Dar es Salaam, entre outros.

Novo Volkswagen Beetle terá versão turbinada

A Volkswagen apresentou na segunda-feira uma versão especial da nova geração do Beetle. O modelo será vendido, inicialmente, apenas nos Estados Unidos, mas pode ser reservado pela internet. O Beetle Black Turbo é equipado com motor 2.0 TSI, com turbo e injeção direta de gasolina, configurado para gerar 200 cv de potência. A série também recebeu o câmbio automatizado de dupla embreagem. Carroceria preta, discos de freio com pinças vermelhas, rodas de liga leve 18", "spoiler" e sistema de som com oito alto-falantes estão entre os itens exclusivos da versão. A venda é limitada a 600 unidades. O Beetle Black Turbo parte de US$ 24.950,00 e a reserva pela internet tem taxa de US$ 495,00. É um carro que ficou muito aparecido com o lendário Porsche Carrera.

Igreja Universal deu R$ 480 milhões à Record em 2010

A ordem evangélica comandada por Edir Macedo, dono da Record, colocou em 2010 exatos R$ 480 milhões nos cofres da emissora. Isso equivale a cerca de R$ 40 milhões por mês, que vem a ser o preço pago pela Universal para ocupar o espaço das madrugadas. Apesar desse reforço de caixa, balanço anual da Record, publicado no Diário Oficial Empresarial do último dia 31 de maio, informa que a emissora registrou prejuízo de R$ 1,7 milhão no ano passado. A Record não é a única emissora que vende faixas de sua programação para terceiros, em especial, igrejas. Tampouco é a única que vende horário para a Universal. A igreja também loteia horários na Gazeta e já tentou comprar espaço até no SBT, sem sucesso.

Queda no preço do etanol gera deflação em Ribeirão Preto

A queda nos preços do etanol e do aluguel geraram deflação de 0,20% no mês de maio em Ribeirão Preto, segundo IPC/Fipe (Índice de Preços ao Consumidor/Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas). Divulgados na manhã desta terça-feira pela Acirp (Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto), os dados mostram que os gastos com transporte, como combustíveis, apresentaram queda de 1,21%. Já as despesas com habitação tiveram redução de 0,51%. Os gastos com vestuário apresentaram redução de 0,80%. O resultado surpreendeu o economista da Acirp, Fred Guimarães, que esperava deflação de, no máximo, 0,10%.

OAB critica recuo de Dilma em votar projeto sobre sigilo de papéis

O presidente da OAB, Ophir Cavalcante, criticou nesta terça-feira a desistência da presidente Dilma Rousseff em dar prioridade para a votação do projeto que prevê o fim do sigilo eterno para documentos considerados ultrassecretos. O Planalto decidiu tirar a urgência do texto e disse que "o governo Dilma sempre apoiou o projeto enviado pelo ex-presidente Lula", que prevê a possibilidade de renovação indefinida do sigilo. Cavalcante disse lamentar a decisão do governo. "Lamento que o recuo de Dilma esteja ocorrendo em razão de pressões pessoais por parte dos ex-presidentes da República, José Sarney (PMDB-AP) e Fernando Collor de Melo (PTB-AL), que não querem revelar documentos secretos de seus mandatos", afirmou em nota. "Não se sabe porque eles não querem divulgar os arquivos e o que estão a esconder. No entanto, interesses particulares não podem se sobrepor à vontade da sociedade, que é de divulgação completa da história deste País para que, a partir daí, se possa reescrevê-la", disse. Cavalcante avalia que o recuo do governo talvez aponte para o recrudescimento da Comissão da Verdade e pode indicar uma manobra para que não se divulgue, em futuro próximo, os arquivos e documentos das duas gestões do governo Lula.

Líderes neonazistas são condenados a prisão perpétua na Rússia

Dois líderes de um grupo neonazista foram condenados a prisão perpétua na Rússia por uma série de assassinatos. O Tribunal de São Petesburgo também condenou outros 11 membros do grupo a até 18 anos de prisão por participação nos assassinatos. O grupo era formado por jovens que tinham entre 16 e 22 anos e que, na maioria das vezes, espancavam e esfaqueavam as vítimas até a morte. Uma menina de nove anos do Tadjiquistão (ex-república da União Soviética), norte-coreanos e dois ex-integrantes do grupo suspeitos de cooperarem com a polícia estão entre as vítimas do grupo. O escritório de direitos humanos de Moscou estima que há cerca de 70 mil neonazistas na Rússia.

"Não podemos fazer WikiLeaks da história do Brasil", diz Sarney

Ao defender nesta terça-feira a decisão do governo de retirar a urgência para a votação do projeto que trata do sigilo eterno de documentos oficiais, o senador José Sarney (PMDB-AP) voltou a criticar a divulgação de informações passadas do País. Sarney disse que não se pode fazer um "WikiLeaks" da história do Brasil: "Eu acho que nós não podemos fazer WikiLeaks da história do Brasil, da construção das nossas fronteiras. Quanto a documentos atuais, esses aí eu não tenho nenhuma restrição. Acho que devem ser abertos, publicados. Eu quero é melhorar o projeto, eu não quero que o projeto não exista". O senador disse ser legítimo ao Congresso "melhorar" o projeto encaminhado pelo Executivo em 2009. O texto reduz para 25 anos o caráter sigiloso dos papéis ultrassecretos, com a possibilidade indefinida de prorrogação, mas emenda aprovada pela Câmara acaba com o sigilo eterno: "Se o Congresso não pode nem melhorar o projeto, aí não tem razão de ser. Esse projeto foi feito com muita pressa. Está se tratando dele de maneira muito geral, mas é um projeto longo, de mais de 20 páginas". Sarney disse concordar com a abertura dos documentos secretos da ditadura e os mais "recentes" da história, mas criticou a possibilidade de tornar públicos os "históricos", como os da época da construção das fronteiras brasileiras.

Estudo diz que homem evolui um terço mais lentamente do que se pensava

Os seres humanos podem estar evoluindo um terço mais lentamente do que se pensava. Essa é a conclusão de um estudo sobre mudanças genéticas feito com duas gerações de famílias. O código genético compreende cerca de 6 bilhões de nucleotídeos ou blocos de construção de DNA, sendo a metade herdada do pai e a outra metade, da mãe. Até agora, a teoria convencional entre os cientistas era de que os pais contribuíam, cada um, com cem a 200 mudanças nestes nucleotídeos. O novo estudo, porém, aponta para a ocorrência de muito menos mudanças. Cada pai contribuiria com 30, em média. "A princípio, a evolução acontece um terço mais lentamente do que se pensava anteriormente", disse Philip Awadalla, da Universidade de Montreal (Canadá), que conduziu o estudo realizado pelo grupo CARTaGENE. A descoberta se deu a partir de uma análise detalhada dos genomas de duas famílias, cada uma composta de mãe, pai e filhos. O estudo abre novas perspectivas na área, apesar de o tamanho de sua amostra ser muito pequeno. Se confirmado em maior escala, repercutirá na cronologia evolutiva e mudará a forma como calculamos o número de gerações que separam o Homo sapiens de um antepassado primata, ancestral comum dos símios.

Jorge Luis Borges ganha espaço físico e virtual em Buenos Aires

Jorge Luis Borges ganhou em Buenos Aires, sua cidade natal, um novo espaço físico e virtual que, com uma proposta visual e em permanente renovação, busca introduzir o público generalista no universo literário do escritor, que morreu há exatos 25 anos. O centro, inaugurado em 1995, acolheu nestes 16 anos numerosas exposições e atividades em homenagem a Borges (1899-1986), mas nunca um espaço permanente que pudesse satisfazer a enorme quantidade de turistas que o escritor atrai. Para saldar esta dívida, elegeram o 25º aniversário da morte do escritor para inaugurar o Espaço Borges, que pretende se transformar em um instrumento para a divulgação e a reflexão sobre sua obra, relatou uma das responsáveis pelo projeto, Laura Mendoza. O espaço, criado em colaboração com a Fundação Borges (presidida pela viúva do escritor, Maria Kodama), se estrutura em torno de uma mostra permanente, cujos conteúdos serão renovados periodicamente, e se completa com um site e um calendário de atividades paralelas. "Histórias de um universo escrito", como batizaram a exposição, busca, "com uma visão bastante generalista", mostrar a "quantidade de facetas que teve e os interesses que desenvolveu ao longo de sua vida", disse Laura. É o próprio Borges, através de uma seleção de entrevistas de seus livros impressos pelas paredes, que guia o visitante através das seis seções nas quais está dividida a mostra. Embora tenha se tentado evitar mais uma "mostra biográfica", o espaço inclui um pequeno espaço com fotografias de sua família, retratos de sua juventude, recortes de jornais e dois desenhos feitos por Borges durante sua infância, um deles de um tigre, animal que o fascinou desde pequeno. Esse espaço se completa com uma apresentação audiovisual com a opinião de outros grandes escritores e intelectuais sobre a obra de Borges, como John Updike, Maurice Blanchot, Gérard Genette, Adolfo Bioy Casares e Mario Vargas Llosa. A seção "Fervor por Buenos Aires", título de um de seus primeiros livros, situa em um mapa os cantos "mais notáveis" de Borges na capital argentina: as casas em que viveu, a escola na qual cursou seus estudos, o zoológico que visitava durante sua infância e suas livrarias favoritas. O percurso continua com as confeitarias nas quais se reunia com outros intelectuais da época, a faculdade e a livraria na qual se deu sua última aparição pública na capital argentina. A mostra recolhe também uma seleção das leituras e dos autores favoritos de Borges, como Dante Alighieri, Franz Kafka, Walt Whitman, Gilbert Keith Chesterton, Edgar Allan Poe e Joseph Conrad, entre outros, representados com desenhos, fotografias ou fac-símiles de suas obras.

Produção brasileira de grãos deve aumentar 23% até 2021

O Brasil deve expandir a sua produção de grãos em 23% até 2021, segundo projeção divulgada nesta terça-feira pelo Ministério da Agricultura. De acordo com o relatório, em uma década a área de colheita deve ser aumentada em 9,5%. Segundo o estudo "Brasil - Projeções do Agronegócio 2010/2011 a 2020/2021", a produção de feijão, arroz, milho, soja em grão e trigo deve superar 175,8 milhões de toneladas em 2021. No ano passado, a safra desses produtos foi de 142,9 milhões de toneladas. O algodão é outro produto que deve se destacar nos próximos dez anos. Atualmente o País produz 1,6 milhão de toneladas de algodão, a estimativa é de aumento de 47,8% na produção. Em relação a exportação, a expectativa é de uma variação positiva de 68,4%, passando das 500 mil toneladas atuais para 800 mil toneladas. A cana-de-açúcar deve ter expansão de 2,02%, passando de 9,4 milhões de toneladas atualmente para 11,5 milhões em 2021. A produção de carnes (frango, bovina e suína) deve ter uma expansão de 27% no inicio da próxima década e, com isso, o volume deve superar 31,2 milhões de toneladas. Atualmente, a produção é de 24,6 milhões de toneladas. Dentre os três tipos de carne, o frango deve se destacar, com projeção de aumento de 33,7% nas exportações e 30% na produção. A maior parte do que será produzido de carnes, nos próximos dez anos, será usado exclusivamente no consumo interno. Ao todo, 67% do frango, 83% da carne bovina e 81% da carne suína deverá ficar no Brasil.

Battisti se hospeda perto do consulado italiano em São Paulo

O apartamento onde Cesare Battisti decidiu se hospedar nos primeiros dias de liberdade fica a apenas dois quarteirões de uma das sedes do Consulado da Itália em São Paulo. Battisti chegou à casa de seu advogado, José Eduardo Greenhalgh, na quinta-feira última, quando foi solto após quatro anos no Presídio da Papuda. O apartamento fica em uma das ruas do bairro Higienópolis (região central). Próximo dele fica o casarão que pertence ao governo italiano e abriga seu setor cultural. No primeiro dia livre, Battisti passou pelo escritório de Greenhalgh para telefonar para parentes. Na sexta-feira, o italiano, que decidiu morar em São Paulo, caminhou pela praça da República e visitou o Teatro Municipal. No fim do dia, entrou no apartamento e não foi mais visto pelos funcionários desde então.

Legalização de carros na Bolívia preocupa Brasil

O Brasil teme que a decisão do governo boliviano de legalizar veículos sem documentação regular estimule indiretamente o narcotráfico na fronteira entre os países. Segundo autoridades brasileiras, os carros do Brasil contrabandeados para a Bolívia são caros e novos, utilizados em sua maioria como moeda de troca para a compra de drogas. Assim, a polêmica medida adotada pelo presidente boliviano, o índio cocaleiro Evo Morales, poderia encorajar um "complexo de ilícitos", como tráfico de drogas e de armas, disse um diplomata brasileiro. Na semana passada, Morales promulgou lei que legaliza os carros em circulação no país sem documentos. O governo boliviano garantiu reforço nas fronteiras para evitar a entrada de carros roubados, mas o Brasil ainda aponta deficiências na aduana. O prazo para o cidadão nacionalizar o veículo é de 15 dias. A partir de então, as autoridades terão três meses para concluir o processo. A expectativa é que, nesse período, a Bolívia faça um pente-fino na lista de carros cadastrados para receber a nova identidade. Assim como outros países da região, o Brasil enviou lista com dados sobre veículos roubados para evitar sua regularização no país vizinho. Para a diplomacia brasileira, os carros contrabandeados do Brasil para a Bolívia têm perfil diferente daqueles que chegam pelo Chile, apontado como ponto mais crítico de fronteira e onde há relato de contrabando de veículos sucateados originários da Ásia, que abastecem as classes mais pobres do país.

Tiririca estréia no Congresso com projeto "bolsa alfabetização"

Mais de quatro meses após tomar posse, o deputado federal mais votado do Brasil fez enfim sua estréia no Congresso. Na última terça-feira, assessores de Tiririca (PR-SP) entregaram ao plenário da Casa os primeiros projetos de lei de autoria do humorista. Uma das propostas prevê a criação de uma "bolsa alfabetização" para adultos que concluírem curso para aprender a ler e escrever. O projeto fixa o valor mínimo de R$ 545,00 para o benefício. O palhaço teve a diplomação para o cargo ameaçada após suspeita de ter falsificado declaração em que afirmou ser alfabetizado. Ele aceitou fazer um teste para comprovar que sabe ler e escrever e foi absolvido pela Justiça Eleitoral. No texto da proposta, Tiririca justificou que o benefício tem a "finalidade de estimular o aprendizado da leitura e da escrita, de forma a qualificar e assegurar ao cidadão o pleno acesso e a utilização da informação". Em contrapartida, é exigido período mínimo de seis meses de aula, com ao menos 85% de frequência. Os outros dois projetos de Tiririca tratam da criação de vale-livro para alunos da rede pública e de serviços de assistência social para profissionais do circo. Segundo dados oficiais, 113 deputados não apresentaram nenhum projeto de lei neste primeiro ano da legislatura.

Papéis do Pentágono se tornam públicos com 40 anos de atraso

Quatro décadas após o início do escândalo, o governo dos Estados Unidos divulgou na segunda-feira a íntegra dos "Pentagon Papers". É um estudo secreto sobre a Guerra do Vietnã que ajudou a mudar o curso da ação americana ao ser vazado para a imprensa, em 1971. São 48 caixas com cerca de 7.000 páginas de texto que acabam de ser disponibilizadas na internet (www.archives.gov/research/pentagon-papers). Segundo o governo, aproximadamente 34% do conteúdo é inédito, incluindo detalhes sobre negociações de paz e material de referência. Os papéis do Pentágono revelaram um padrão de mentiras dos presidentes John Kennedy (1961-63), Lyndon Johnson (1963-69) e outros que secretamente aumentaram o conflito no Vietnã enquanto garantiam ao público que os Estados Unidos não queriam uma guerra mais ampla. Sua divulgação, iniciada em 13 de junho de 1971, no jornal The New York Times, ajudou a aumentar a pressão pública contra a guerra e resultou em uma decisão histórica da Suprema Corte dos Estados Unidos a favor da liberdade de expressão. A análise completa do material tomará tempo, mas há pouca expectativa de novas revelações bombásticas. Antes do aniversário da publicação do estudo, ele voltara a receber atenção devido a comparações com a divulgação de materiais secretos do governo pelo site WikiLeaks. Daniel Ellsberg, responsável pelo vazamento dos Papéis do Pentágono, classificou de "absurda" a demora de quatro décadas. Para ele, o estudo nunca deveria ter sido confidencial.

Fernando Henrique Cardoso liga para agradecer a Dilma por mensagem de aniversário

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso telefonou na segunda-feira para a presidente Dilma Rousseff e agradeceu pela carta repleta de elogios com a qual ela o cumprimentou pelo aniversário de 80 anos. Ele disse ter ficado "extremamente feliz" com o gesto da presidente. A mensagem foi publicada no fim de semana em um site especial criado para comemorar os 80 anos de Fernando Henrique Cardoso, que faz aniversário no próximo sábado. No texto, Dilma diz que o tucano acredita no "diálogo como força motriz da política", "foi essencial para a consolidação da democracia brasileira" e luta por seus ideais "até os dias de hoje". "Não escondo que nos últimos anos tivemos e mantemos opiniões diferentes, mas justamente por isso maior é a minha admiração por sua abertura ao confronto franco e respeitoso de idéias", diz Dilma na carta recheada de elogios.

Serasa diz que dívida com banco puxou alta na inadimplência em maio

A inadimplência do consumidor registrou crescimento de 8,2% em maio na comparação com o mês anterior, segundo o indicador da Serasa Experian divulgado nesta terça-feira. As dívidas com bancos foram o principal motivo da alta, contribuindo com 55% de toda a variação mensal. Segundo os economistas da entidade, a elevação dos juros e as medidas de restrição ao crédito para controle da inflação intensificaram a evolução da inadimplência do consumidor. Essa modalidade apresentou crescimento de 9,7% ante abril. Já as dívidas não bancárias (cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços, como telefonia e fornecimento de energia elétrica e água) registraram acréscimo de 5,1%, percentual inferior ao de cheques sem fundos (11,5%) e dos títulos protestados (20,7%). Ainda de acordo com os economistas, os gastos com presentes no Dia das Mães, com dívidas acima da capacidade de pagamento, agravaram a situação. O maior número de dias úteis em maio (22) também contribuiu para a expansão do indicador. No confronto com o mesmo mês do ano passado, houve variação de 21,7%. Já no acumulado dos cinco primeiros meses do ano, a alta chegou a 20,6%.

Anvisa diz que remédios emagrecedores deverão ser proibidos no País

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) deve vetar os inibidores de apetite no Brasil. Segundo o presidente da agência, Dirceu Barbano, a audiência pública em andamento não rendeu até agora argumentos para mudar a posição da área técnica do órgão, que defende a proibição dos emagrecedores. A Anvisa tem realizado painéis para discutir o assunto, mas, caso não surjam dados novos, a tendência é que emagrecedores como anfepramona, femproporex e mazindol sejam vetados.