segunda-feira, 4 de julho de 2011

Juiz convoca general reformado na investigação sobre morte de Salvador Allende

O juiz da Corte de Apelações de Santiago, Mario Carroza, que investiga a morte do ex-presidente Salvador Allende (1970-1973), convocou nesta segunda-feira o ex-comandante-em-chefe da Força Aérea do Chile, Fernando Matthei. Os restos de Allende foram exumados no dia 23 de maio por ordem de Carroza, já que algumas pessoas acreditam que Allende se suicidou, versão mais aceita, e outros acham que os militares o assassinaram. Matthei será interrogado pelo magistrado a partir das 10 horas desta terça-feira na Guarnição Aérea de Santiago. O juiz especial tomou esta decisão nesta segunda-feira após o pedido do advogado querelante, Roberto Ávila, que afirmou ser pertinente o comparecimento de Matthei, após serem divulgadas as declarações do general no livro "El Juramento", do jornalista Juan Pablo Salaberry. Na publicação consta que foi estabelecido uma espécie de acordo do alto comando, a fim de não dar detalhes sobre os militares que participaram do ataque ao Palácio de La Moneda no dia 11 de setembro de 1973, data do golpe militar liderado pelo ditador Augusto Pinochet (1973-1990). A parte querelante afirmou que "não é crível que a Força Aérea não saiba quem foram os pilotos que bombardearam o palácio". "Se ocultam a informação é porque têm consciência de que foi cometido um crime e que eles têm responsabilidades legais vigentes", enfatizou Ávila. O advogado admitiu que em 17 de maio, o chefe do Estado-Maior da Fach, general Wolfram Celedón Mecketh, disse que a instituição desconhecia os nomes dos militares que participaram do ataque. Durante a ditadura militar, Matthei, pai da atual ministra do Trabalho e Previdência Social, Evelyn Matthei, foi ministro da Saúde e em 24 de julho de 1978 substituiu o destituído Gustavo Leigh na Junta Militar do governo, onde ficou até 1990.

Abilio Diniz convoca reunião de conselho que controla Pão de Açúcar

O empresário Abilio Diniz informou, em nota, que irá convocar uma reunião do Conselho de Administração da Wilkes, controladora do Pão de Açúcar, para discutir a proposta de fusão com o Carrefour. A reunião será agendada para o dia 2 de agosto, "o que dará tempo suficiente para os conselheiros analisarem a proposta, os estudos e documentos que estão sendo enviados para os mesmos", diz a nota. O empresário, ainda segundo a nota, afirma que está "inteiramente à disposição" para discutir a proposta de associação entre o Grupo Pão de Açúcar e o Carrefour.

Casino pede para BNDES não financiar fusão Pão de Açúcar-Carrefour

O presidente do grupo francês Casino, Jean Charles Naouri, se reuniu na noite desta segunda-feira com Luciano Coutinho, presidente do BNDES, para reforçar sua posição contrária à fusão entre o Pão de Açúcar e o Carrefour. A reunião foi reservada e os executivos não deram entrevista. Naouri quer que o BNDES desista de financiar a operação. O BNDES, que a princípio estava apoiando as negociações, afirmou que só vai financiar a fusão entre o Pão de Açúcar e o Carrefour se houver acordos amigáveis entre as partes. O banco disse que pode investir até R$ 4,5 bilhões no negócio. Naouri reclamou que ainda não recebeu a proposta oficial de fusão entre os dois grupos, mais de uma semana após o anúncio oficial da operação. Abilio Diniz disse que enviou a proposta no dia 28 de junho. Para que a documentação seja apresentada, é necessário que seja convocada uma reunião da Wilkes, a holding que controla a varejista brasileira e cujo capital é dividido entre o Casino e a família Diniz. O Casino possui 43,1% das ações do Wilkes. O grupo francês tem adquirido ações preferenciais do Pão de Açúcar no mercado brasileiro a preços relativamente altos para elevar sua participação na holding controladora da rede varejista brasileira. Nesta segunda-feira, o Casino anunciou a abertura de um segundo procedimento em tribunal internacional contra Abílio Diniz. Mais cedo, o conselho de administração do Carrefour apoiou o plano de fusão, estratégia que pode elevar a proporção das vendas vinda de mercados em crescimento para mais de 40% em 2013, informou a companhia. "Esta transação, se completada, vai levar à criação de uma grande empresa de varejo no Brasil, o terceiro maior mercado do mundo em termos de gasto com alimentos", informou o Carrefour. O Casino, por sua vez, afirmou em comunicado que o apoio do Carrefour à fusão pode implicar em responsabilização da rede "e dos membros do seu conselho por aceitarem, apesar de repetidos alertas, uma transação hostil, resultado de negociações ilegais".

Ciro Gomes critica Fernando Henrique Cardoso no velório de Itamar Franco

O ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PSB), que foi ministro da Fazenda no governo Itamar Franco (1992-1994), disse no velório do senador que prefere a sua visão de País à de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que o sucedeu no cargo. A frase foi uma crítica isolada, já que Ciro Gomes afirmou que o momento não era de falar de desavenças políticas, mas de se despedir. "O Brasil acaba de perder um de seus melhores quadros. Eu posso dizer isso menos pelo afeto extremo que nutro pela figura de Itamar e mais pela experiência como ministro da Fazenda no auge da consolidação do Plano Real", afirmou ele. De acordo com Ciro Gomes, a inflação no Brasil era um negócio patrocinado pela Presidência da República. "Itamar Franco desfez esses interesses e se colocou ao lado da sociedade brasileira. É a ele que o Brasil deve sua estabilidade econômica", afirmou. Ciro Gomes disse ainda que crê na dor de Fernando Henrique Cardoso. "Eu o encontrei e pude perceber que estava triste e emocionado", disse.

Fernando Henrique Cardoso diz que deve a Itamar por ele ter apostado em seu nome como sucessor

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) disse nesta segunda-feira, em Belo Horizonte, que deve ao presidente e senador Itamar Franco (PPS-MG) por ele ter apostado em um político desconhecido. "Sociólogo, não economista", afirmou ele. Com os olhos vermelhos após sair do velório do presidente que o antecedeu, Fernando Henrique Cardoso afirmou ainda que chora, com todos os brasileiros, de saudades do senador morto no último sábado. Fernando Henrique Cardoso concedeu entrevista acompanhado dos principais nomes do PSDB em Minas Gerais e São Paulo. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse que Itamar Franco foi exemplo para o País desde o primeiro cargo público, como prefeito de Juiz de Fora (MG). "Ele fica marcado como alguém que fez uma política que servia ao País e aos brasileiros", afirmou. O senador mineiro Aécio Neves (PSDB) afirmou que o povo mineiro fez a Itamar Franco uma grande homenagem em vida, ao elegê-lo para o Senado nas últimas eleições. "De minha parte, além de lamentar pelo homem público, choro a perda de um grande amigo", disse, às portas do Palácio da Liberdade, de onde governou o Estado por dois mandatos. José Serra, ex-governador de São Paulo e candidato derrotado à Presidência nas últimas eleições, lembrou justamente do pleito para homenagear o ex-senador. "A coisa que me deu mais satisfação durante a campanha foi ter o apoio, aqui em Minas Gerais, do presidente Itamar Franco, ao lado do senador Aécio Neves e do governador Anastasia", afirmou. Já Anastasia lembrou que o Estado perdeu, desde o início do ano, três políticos históricos: Itamar, o ex-vice presidente José Alencar e o ex-senador Eliseu Resende (DEM-MG), morto em janeiro.

Corpo do ex-presidente Itamar Franco é cremado em Minas Gerais

O corpo do senador e ex-presidente tamar Franco (PPS) foi cremado na tarde desta segunda-feira, em Contagem (MG), em uma cerimônia restrita à família e amigos. Antes, foi velado no Palácio da Liberdade, sede do governo mineiro, em Belo Horizonte, onde 4.000 pessoas prestaram homenagem ao parlamentar, que foi presidente da República. A presidente Dilma Rousseff chegou por volta das 13h40 desta segunda-feira no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, onde ocorreu o velório do presidente Itamar Augusto Cautiero Franco. Ela ficou no local por cerca de 40 minutos. Após um cortejo por cerca de 15 quilômetros pelas ruas da capital mineira, o corpo do presidente chegou ao palácio conduzido por militares do Exército, da Aeronáutica e da Polícia Militar ao som da música "Oh!, Minas Gerais", para a segunda cerimônia de velório. As autoridades que acompanharam a chegada do caixão, coberto com as bandeiras do Brasil e de Minas Gerais, jogaram pétalas de rosas para homenagear Itamar Franco. O caixão foi recebido pelo governador Antonio Anastasia (PSDB) e pelo senador Aécio Neves (PSDB), que estava emocionado. Por conta do mau tempo em Juiz de Fora (MG) e o fechamento do aeroporto da cidade, o corpo saiu do local às 8h57, com uma hora de atraso, e chegou em Belo Horizonte por volta das 10h35. Família e amigos de Itamar Franco foram recepcionados na capital mineira pelo prefeito Márcio Lacerda e pelo governador Anastasia, e o corpo recebeu honras militares. Em Juiz de Fora, o corpo do presidente foi velado durante todo o domingo e a madrugada desta segunda-feira na Câmara Municipal da cidade.

Petrobras anuncia duas descobertas em bloco no Espírito Santo

A Petrobras informou ter descoberto mais petróleo e gás na bacia do Espírito Santo, no bloco ES-M-525. As novas áreas com inícios de petróleo e gás foram denominadas informalmente pela estatal de Pé-de-moleque e Quindim. Anteriormente, uma outra descoberta tinha sido feita no mesmo bloco, e batizada de Brigadeiro. O bloco está a 115 quilômetros da costa capixaba, a 1.900 metros de profundidade, aproximadamente. Não foi feita estimativa sobre o tamanho dos reservatórios. A Petrobras é a operadora do consórcio para exploração do bloco, com 65% de participação. Tem como sócios a Shell (20%) e Inpex Petróleo Santos (15%).

Turistas brasileiros na França aumentam 29,5% em 2011

O número de turistas brasileiros na França aumentou em 29,5% no primeiro quadrimestre de 2011 (janeiro a abril) em relação ao mesmo período do ano anterior. A informação foi fornecida em anúncio de Frédéric Lefebvre, secretário de turismo francês, por meio de nota da Atout France em São Paulo, órgão oficial da divulgação francesa. O Brasil se destacou entre os "mercados mais longínquos", fazendo parte do crescimento turístico vindo da América Central e do Sul. A Ásia também teve certo destaque, com mais 5% de turistas chineses, mas um recuo sensível do Japão a partir de fevereiro. Quanto ao próprio turista francês na França, suas despesas aumentaram nos primeiros cinco meses do ano em 6,8% segundo o índice TNS-Sofres.

Senadores do PR saem em defesa do ministro dos Transportes

Senadores do PR saíram nesta segunda-feira em defesa da permanência no cargo do ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento. Ao chegarem ao ministério para reunião da bancada do Senado com Nascimento, os senadores do partido reafirmaram que o titular da pasta tem apoio da sigla para ficar no governo. "Há a afirmação de apoio da presidente Dilma ao ministro. O partido também confia nele", disse o líder do PR no Senado, Magno Malta (ES). O senador Blairo Maggi (PR/MT) afirmou que o ministro tem o apoio do partido, mas defende que o caso seja investigado. "O partido deve se manifestar no sentido de pedir à Polícia Federal, ao Ministério Público Federal e aos órgãos de controle que tomem as previdências devidas e cabíveis", declarou. Para Malta, o governo deve pedir investigações sobre as denúncias à Procuradoria-Geral da República e ao Tribunal de Contas da União. "A gente não conhece o coração da pessoa, quem cometeu crime, quem responde por isso. Que não se leve as pessoas para a vala comum. Se existem inocentes, que as pessoas recebam o benefício da dúvida e se defendam", afirmou.

Toyota volta a suspender produção em duas fábricas

A Toyota anunciou nesta segunda-feira que voltará a suspender provisoriamente a produção nas fábricas de Indaiatuba (Brasil) e Zárate (Argentina). O motivo é a falta de peças fornecidas pelo Japão após os desastres naturais ocorridos no país, em março. Em Indaiatuba, onde produz o sedã médio Corolla, a suspensão será no dia 8 de julho. Em 27 de julho, a planta já tinha parado a produção por um dia. Já em Zarate, onde fabrica a picape Hilux e o utilitário esportivo SW4, o segundo turno será suspenso no dia 15 de julho. Nos dias 20, 21 e 22 de julho os dois turnos de produção serão suspensos. No mês passado, o segundo turno já tinha sido suspenso por dois dias (17 e 24). A empresa declarou que o "ajuste não afetará o nível de emprego nas fábricas da Toyota Mercosul". Atualmente, a companhia emprega mais de 7.100 pessoas nos dois países.

Banco Central simplifica registro de câmbio

O Banco Central detalhou nesta segunda-feira as novas regras para o registro de operações de câmbio com o objetivo de reduzir o custo dos bancos para acessar o seu sistema de controle cambial. De acordo com estimativas da própria autoridade monetária, os custos devem cair em até 70%. Ela disse ainda esperar o repasse da redução para os clientes. O Banco Central publicou duas circulares sobre as mudanças, que entram em vigor em duas fases: outubro deste ano, para as negociações entre bancos e grandes clientes, e julho de 2012, para as operações entre bancos. O custo de acesso ao sistema do Banco Central, o chamado Sisbacen (Sistema de Informações do Banco Central), para fazer o registro dessas operações, é de R$ 50 milhões por ano e deve cair para R$ 15 milhões. Esse valor é pago pelos bancos, que repassam os custos para seus clientes. Os maiores beneficiados devem ser as grandes empresas, pois, além da mudança tecnológica, haverá também uma simplificação dos contratos de câmbio. Esse instrumento é utilizado, por exemplo, para comércio exterior, remessas de capital e investimentos no País. Há hoje no país 175 instituições autorizadas a operar no mercado de câmbio. São 21 mil operações por dia, sendo US$ 5,6 bilhões nas operações com grandes empresas e de US$ 7,4 bilhões nas transações entre instituições bancárias. "A significativa redução de custos operacionais para o Banco Central e para as instituições cria condições para beneficiar, em última instância, todas as pessoas e empresas que negociam moeda estrangeira no mercado cambial brasileiro", diz o Banco Central em nota.

Vaticano rejeita ordenação de bispo chinês sem autorização do papa

O Vaticano informou nesta segunda-feira que não reconhece como novo bispo de Leshan (cidade no centro-sul da China) o religioso Lei Shiyin, ordenado em 29 de junho sem autorização do papa Bento 16. O caso expõe a tensa relação entre o Vaticano e o governo de Pequim. Lei é vice-presidente da Associação Patriótica, a igreja "oficial" criada pelo regime comunista com o objetivo de controlar as atividades da chamada "igreja subterrânea", ligada a Roma. Ele tem dois filhos ilegítimos e seria membro de um órgão do parlamento chinês. Para o Vaticano, a ordenação do religioso foi um "ato unilateral" que pode provocar tensões e divisão na comunidade católica chinesa. Para evitar perseguição, o Vaticano nem sempre divulga o nome dos religiosos ordenados na China. Para justificar a decisão, a Santa Sé citou o Código de Direito Canônico da igreja, que prevê a excomunhão imediata de um bispo ordenado sem autorização do papa. Não está claro se ele já foi oficialmente excomungado ou não. Caso seja punido, Lei não poderá receber o sacramento da comunhão nem desempenhar qualquer função na Igreja Católica oficial. A nota esclarece também que o religioso chinês já tinha sido avisado de que não seria aceito como bispo pela Santa Sé. A ordenação de Lei foi a primeira que o Vaticano considerou ilegítima após a divulgação, em junho passado, das normas que prevêem a excomunhão aos bispos ordenados sem autorização papal.

Oposição no Senado defende demissão do ministro dos Transportes

Senadores da oposição defenderam nesta segunda-feira a demissão do ministro Alfredo Nascimento (Transportes), depois das denúncias de um suposto esquema de superfaturamento de obras e pagamento de propina envolvendo servidores da pasta e de órgãos ligados ao ministério. "A presidente deu um passo, mas não é o suficiente. O fato exige o afastamento do ministro até os esclarecimentos. Tudo isso é consequência do loteamento de cargos entre partidos", disse o líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR). O senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) afirmou que o esquema de corrupção no ministério é anterior à posse da presidente Dilma, por isso a petista deveria afastar Nascimento, que assumiu o cargo na gestão do ex-presidente Lula. "Todo mundo sabe desse esquema, que inclui até pagamento de mensalão. Não vejo outra maneira a não ser o afastamento de toda a cúpula do ministério incluindo o próprio ministro", disse o peemedebista.

Aécio Neves cobra investigação profunda no Ministério dos Transportes

O senador Aécio Neves (PSDB-MG), um dos líderes da oposição no Congresso, defendeu uma "investigação profunda" no Ministério dos Transportes para apurar o esquema de desvio de verbas na pasta. Denúncias veiculas pela revista Veja neste fim de semana levaram a presidente Dilma Rousseff a afastar quatro integrantes da cúpula do ministério, comandado por Alfredo Nascimento (PR). "São muito graves as denúncias para ficar apenas no afastamento de algumas pessoas. Não basta afastar, é preciso uma investigação profunda e há instrumentos para isso", disse Aécio Neves nesta segunda-feira, durante o velório do presidente Itamar Franco, no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte (MG).

Oposição quer audiência com BNDES e Pão de Açúcar no Senado

A oposição quer aprovar uma audiência pública no Senado para discutir o uso de verbas do BNDES para financiar a aquisição da operação brasileira do Carrefour pelo Pão de Açúcar. De acordo com o líder tucano no Senado, Alvaro Dias (PSDB-PR), o PSDB irá solicitar a audiência à Comissão de Assuntos Econômicos da casa. O senador disse que, se o requerimento for aprovado, serão convidados o presidente do BNDES, Luciano Coutinho; o presidente do conselho de administração do Grupo Pão de Açúcar, Abílio Diniz; e um representante do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica); entre outros. Alvaro Dias afirmou que o eventual financiamento do BNDES a essa operação "é um escândalo e representa um caso de Robin Hood às avessas, já que retira recursos dos pobres para dar aos ricos". Luciano Coutinho já avisou o empresário Abílio Diniz, financiador de campanhas petistas, que o governo Dilma Rousseff não vai sustentar a operação se houver conflito entre os sócios.

Grécia intercepta barco da flotilha rumo a Gaza

Um barco da flotilha de apoio ao terrorismo do Hamas que pretende afrontar o bloqueio marítimo imposto por Israel à Faixa de Gaza foi interceptado pela guarda costeira gregaa pouco depois de deixar o porto de Aghios Nikolaos, na ilha de Creta. O barco "Tahir", que partiu com cerca de 40 pessoas a bordo, entre canadenses, franceses e italianos, teve que regressar à Grécia. "Eles (a guarda costeira grega) conseguiram tomar o controle do barco. Nós resistimos, mas ninguém está gravemente ferido", disse David Heap, um dos ativistas apoiador do terrorismo que estava presente no barco. Autoridades gregas haviam proibido que barcos com intenção de afrontaar Israel partissem dos portos da Grécia justificando a decisão pela necessidade de "proteger os passageiros" da flotilha pró-palestina. O primeiro-ministro grego se ofereceu para levar a ajuda humanitária à Grécia, e o secretário-geral da ONU, Ban Ki-Monn, apóia a iniciativa. O barco "A Audácia da Esperança" tentou partir rumo à Gaza semana passada, mas foi interceptado e o capitão foi preso.

CVM suspende registro da Brinquedos Estrela

A CVM (Comissão de Valores Mobiliários) informou nesta segunda-feira a suspensão do registro de oito empresas, entre elas a Brinquedos Estrela. Segundo a nota, a medida ocorreu porque as companhias descumpriram, por mais de 12 meses, obrigações periódicas previstas na Instrução nº 480, editada no fim de 2009. Essa instrução modificou o padrão das informações prestadas pelas companhias, transformando o antigo INA (Informativo Anual) em Formulário de Referência, além de obrigar a divulgação dos salários dos executivos e conselheiros. Enquanto os registros estiverem suspensos, os donos dessas ações não podem negociadar os papéis em mercados regulamentados, seja na Bolsa, balcão organizado ou não organizado. Já as operações privadas, em que não há participação de intermediários, não estão proibidas. De acordo com a CVM, a suspensão do registro não exime a companhia, controladores e administradores das responsabilidades com infrações cometidas.

Brasil envia militares a seis embaixadas consideradas de alto risco

Prestes a ser inaugurada, a nova Embaixada do Brasil no Iraque deve se tornar a sétima representação do País no Exterior protegida por militares da Marinha e do Exército. Hoje, o Brasil mantém embaixadas, consulados, representações e escritórios em 183 países no mundo. Seis embaixadas (Haiti, Paraguai, Bolívia, Colômbia, Costa do Marfim e República do Congo) são consideradas de alto risco e não contam apenas com seguranças privados locais, como as demais. O aparato de segurança especial custa R$ 2,6 milhões por ano ao Itamaraty. São pelo menos 50 militares brasileiros fazendo serviço de proteção diplomática. No Haiti, a falta de segurança é resultado de o País ter sido devastado primeiro pela guerrilha e golpes de Estado e depois por furacões e pelo megaterremoto de 12 de janeiro de 2010. Além do contingente brasileiro na missão de paz da ONU, a embaixada tem uma segurança exclusiva, feita por militares altamente treinados pela Marinha. Especialistas em técnicas de tiro, escolta de autoridades e combate irregular protegem o embaixador, seus familiares e a embaixada, em ternos escuros, como se fossem seguranças comuns. As armas da Marinha, como pistolas e submetralhadoras, não ficam aparentes. Colômbia e Bolívia enfrentam problemas de segurança urbana, relacionados principalmente ao tráfico de drogas. Já a embaixada no Paraguai se parece com uma fortaleza e ocupa um quarteirão inteiro em Assunção. O país sofre com a ação do crime organizado internacional. As outras duas embaixadas sensíveis ficam no continente africano. A da Costa do Marfim fica em Abidjã. A cidade viveu 12 dias de conflito nos quais houve até bombardeios da ONU contra tropas do ex-presidente Gbagbo. Já no Congo a embaixada fortificada fica na capital, Brazzaville. As atividades principais dos fuzileiros nas representações são proteger os embaixadores, suas casas e os edifícios da embaixadas. Cada uma das seis embaixadas tem um grupo de ao menos oito fuzileiros. A embaixada no Iraque, que deve estar implantada até dezembro, é o cenário mais perigoso de todos, e exigirá a maior proteção. Os gastos com segurança na representação devem chegar a cerca de R$ 100 mil por mês. O contingente militar que protegerá a embaixada em Bagdá será do Exército e está sendo treinado pela Brigada de Operações Especiais de Goiânia.

Ministro diz que Brasília é candidata forte para abrir a Copa

O ministro Orlando Silva (Esporte) disse nesta segunda-feira que Brasília se credencia "fortemente" para abrir a Copa-2014. "O estádio ter executado mais de um terço do programado é um resultado extraordinário e aumenta nossa confiança de que esse será um dos estádios que cumprirão o cronograma. Brasília, na medida em que cumpre seu cronograma, se credencia fortemente para poder receber a abertura do mundial", disse Orlando Silva, após vistoria ao estádio brasiliense. Além de Brasília, São Paulo, Salvador e Belo Horizonte disputam a abertura da Copa-2014. Perguntado se São Paulo corria risco de ficar sem dinheiro para o estádio, uma vez que o crédito de R$ 420 milhões dado pela prefeitura condiciona à abertura do mundial, Orlando Silva não quis falar. "Pergunta ao prefeito e à Câmara de São Paulo", disse ele. Há receios, dentro do governo federal, de que São Paulo possa ficar sem dinheiro se não abrir a Copa. As declarações do ministro foram feitas após a realização de testes de segurança no estádio de Brasília. Cerca de 90 pessoas da Polícia Federal, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil participaram da operação. Houve testes antibomba, uso de cães farejadores e cadastro dos operários que participam da obra. Segundo o delegado José Ricardo Botelho, responsável pela segurança da Copa no Ministério da Justiça, os 12 estádios da Copa passarão por testes até 2014. "Temos que avaliar a estrutura em cada fase. Uma vez concretado, os cães precisam verificar se está tudo ok em relação a bombas", disse o delegado. Atualmente, Brasília está com 33% das obras do estádio concluída. Trabalham na área cerca de 1.900 operários e arena está em fase de conclusão da escavação e construção de arquibancadas. A obra está prevista para ser concluída em dezembro de 2012, ao custo de cerca de R$ 600 milhões, para 70 mil lugares.

Jornalista francesa processará Strauss-Kahn por tentativa de estupro

A jornalista e escritora francesa Tristane Banon, de 31 anos, vai processar Dominique Strauss-Kahn por tentativa de estupro em 2002, anunciou nesta segunda-feira seu advogado David Koubbi. "Minha cliente, Tristane Banon, vai apresentar um ação por tentativa de estupro contra Dominique Strauss-Kahn. Vou entrar com a ação nesta terça-feira, que receberá o documento na quarta-feira pela manhã", detalhou ele. "Tomamos essa decisão antes de 1º de julho, quer dizer, em meados de junho. Levei o tempo necessário porque não queria ser instrumentalizado pela justiça americana", acrescentou. O ex-diretor geral do FMI, Dominique Strauss-Kahn, foi detido em 14 de maio em Nova York sob acusação de agressão sexual de uma camareira em um hotel local. Submetido à prisão domiciliar e estrita vigilância, Strauss-Kahn foi posto em liberdade na sexta-feira, após declaração da Justiça de que a acusadora havia "mentido deliberadamente" à Justiça, pondo em risco sua credibilidade.

Dilma decide manter Alfredo Nascimento no Ministério dos Transportes

A presidente Dilma Rousseff decidiu manter o ministro Alfredo Nascimento no comando dos Transportes. Segundo a assessoria de Imprensa do Palácio do Planalto, a presidente já conversou com Nascimento e pediu que ele conduza as investigações do esquema envolvendo servidores do ministério e de órgãos ligados à pasta em superfaturamento de obras e recebimento de propina de empreiteiras e consultorias. De acordo com assessores, o governo "reitera apoio ao ministro": "O governo manifesta sua confiança no ministro Alfredo Nascimento". O ministro é o responsável pela coordenação do processo de apuração das denúncias feitas contra o Ministério dos Transportes. Após reportagem da revista "Veja" sobre o esquema no fim de semana, Nascimento, presidente licenciado do PR, foi obrigado a afastar a cúpula do ministério. Sua permanência não estava assegurada e dependia do encontro com a presidente. Entre os servidores afastados estão o diretor-geral do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), Luiz Antônio Pagot, e o diretor-presidente da Valec (Engenharia, Construções e Ferrovias S.A.), José Francisco das Neves. Nem de longe o governo pensou no afastamento do petista gaúcho Hideraldo Caron da diretoria do DNIT. Afinal de contas, todo o País sabe, não é mesmo, que os petistas são incorruptíveis.

Ministro Carlos Ayres Britto defende criminalização da homofobia

O ministro Carlos Ayres Britto, do Supremo Tribunal Federal, defendeu, pela primeira vez, e publicamente, a criminalização da homofobia. Conhecido por citações poéticas e votos "progressistas", o ministro disse que o homofóbico "chafurda no lamaçal do ódio". O projeto de lei anti-homofobia está parado há dois meses no Senado, por causa de protestos de congressistas da bancada evangélica. Para o ministro, não são necessárias novas leis para garantir aos casais gays os mesmos direitos dos heterossexuais já que a Constituição é "autoaplicável". Questionado se qualquer decisão que diferencie a relação entre o homossexual e o heterossexual vai contra o Supremo, o ministro disse que sim: "A decisão foi claramente no sentido da igualdade de situações entre os parceiros do mesmo sexo e casais de sexos diferentes".

Hage defende entrada da Polícia Federal para apurar esquema corrupto no Ministério dos Transportes

Acionado a investigar as suspeitas que levaram ao afastamento coletivo no Ministério dos Transportes, Jorge Hage (Controladoria-Geral da União) diz que só a entrada da Polícia Federal no caso pode provar a existência de cobrança de propina: "Isso não é assunto que a Controladoria possa detectar com auditoria". Apesar disso, ele vislumbra campo fértil de trabalho, pois irregularidades estariam "no DNA do Dnit", como "superfaturamento, licitações direcionadas e serviços malfeitos e pagos". Hage ressalta "esforço" do Ministério dos Transportes para correção, mas diz que recebia críticas do nº 1 do Dnit, Luiz Antonio Pagot: "Ele sempre reclamou. Chegava a dizer que não tinha tempo de cuidar de outra coisa que não responder à CGU".

Ministério amplia atendimento odontológico em três Estados

Seis novos Centros de Especialidades Odontológicas serão criados no Paraná, Paraíba e São Paulo. O coordenador de Saúde Bucal do Ministério da Saúde, Gilberto Pucca, explica quais serão os serviços disponíveis nas unidades: "São centros que oferecem endodontia, periodontia, o diagnóstico do tratamento do câncer de boca, o atendimento de pacientes portadores de necessidades especiais e as cirurgias orais menores". A portaria que anuncia a criação dos novos Centros já foi publicada no Diário Oficial da União. Para os três Estados contemplados nessa fase, o Ministério da Saúde vai liberar, anualmente, R$ 554 mil para a manutenção e custeio das atividades.

Avião da Pantanal liberado pela Anac sofre nova nova pane em São Paulo

O avião da Pantanal cujo motor pegou fogo e explodiu na última quinta-feira sobre São Paulo voltou a apresentar problemas durante o vôo, pelo mesmo motivo. O ATR-42, prefixo PT-MFM, saiu do aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, no sábado pela pela manhã para o trecho Bauru-Araçatuba-Cumbica. Uma vibração no motor direito, porém, obrigou a aeronave a interromper o vôo em Bauru e voltar vazia para Cumbica. Os passageiros tiveram que descer e seguir para Araçatuba de ônibus. Ao inspecionar a aeronave, os mecânicos da Pantanal constataram novo vazamento de óleo no motor. Não era o mesmo motor da quinta-feira passada: o equipamento foi trocado pelo de um ATR parado no hangar da TAM em São Carlos e liberado para voar. A TAM é a dona da Pantanal desde o final de 2009. Quem se candidata a ganhar uma passagem aérea gratuita pela TAM-Pantanal?