terça-feira, 26 de julho de 2011

Tarso Genro começa e enfrentar Lula e Dilma, e recebe torpedos de volta

Durante a campanha eleitoral do ano passado, o peremptório governador petista do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, dizia a todo momento que manteria relações umbilicais com o governo petista federal, e que isso seria fundamental para dar uma guinada no Estado. O que se viu até agora é um completo desmentido ao que ele prometia. Tarso Genro está desde o primeiro dia útil dos governos atuais (3 de janeiro) sendo continuamente torpedeado, e no caso atacado por fogo amigo, torpedos que vêm diretamente de seus aliados. Desde que assumiu, Tarso Genro deixou claro em suas atitudes e falas que pretende concorrer à Presidência da República, já em 2014. Isso tem condicionado suas iniciativas políticas. Nos últimos dias, Lula avisou que o PT poderá apoiar a reeleição de Fortunatti, desde que ele e o PDT comprometam-se desde já a apoiar a reeleição de Tarso em 2014. Ou seja, Lula manda uma indireta para Tarso Genro sair do caminho da disputa presidencial, e apresenta um consolo para seu peremptório companheiro petista gaúcho: concorrer à reeleição no Rio Grande do Sul, quase sem concorrência, tendo o apoio do PDT e de José Fortunatti (Lula manipula com os outros partidos como se fosse o seu). Nos últimos dias, em um almoço reservado no Palácio da Alvorada com o jornalista Jorge Bastos Moreno, de O Globo, Dilma Rousseff afirmou que Tarso Genro havia dito a ela que o PT apoiaria a candidatura da deputada federal Manuela D'Ávila, do PCdoB, para a prefeitura de Porto Alegre. Ora, se Manuela D'Ávila concorre à prefeitura de Porto Alegre com o apoio do PT, isso significa atrelar o partido. E assim Tarso Genro ficará diminuido, com a imagem de quem não controla o seu partido, e portanto não pode ter pretensão à Presidência da República. Resumindo: hoje, Tarso Genro é um pária na política petista nacional, e não conseguirá absolutamente nada para o Rio Grande do Sul. Já não vamos falar da renegociação da dívida do Estado, que estrangula e torna dependente a administração pública e a sociedade gaúcha e Avila, mas de coisas bem mais simples, como mais recursos para a criação de mais leitos na rede hospitalar do Rio Grande do Sul, que está completamente superlotada. O governo petista federal fará o Rio Grande do Sul e os gaúchos comerem o pão que o diabo amassou, para sufocar as pretensões políticas do petista Tarso Genro. Nos últimos dias, não adiantaram nada as declarações de apoio de Tarso Genro para seu estimado amigo Hideraldo Caron, diretor do Dnit. Ele foi miseravelmente defenestrado, ingloriamente. Até mesmo o poderoso Béria de Tarso Genro foi exilado para uma humilhante assessoria diplomática em Buenos Aires, que pode ser considerado o fim do mundo. Neste momento, as pretensões políticas de Tarso Genro são todos os males para os gaúchos e para o Rio Grande do Sul.

Mendes Ribeiro Filho emplaca Sandro Boka na diretoria da CGTEE

O ex-deputado estadual Sandro Boka (PMDB) é o novo diretor da CGTEE, a estatal federal que cuida das usinas a carvão do Rio Grande do Sul. A indicação partiu do deputado federal Mendes Ribeiro Filho, líder do governo Dilma no Congresso Nacional. O PMDB do Rio Grande do Sul não quis indicar ninguém para órgãos do governo federal no Estado, mas admitiu que o deputado faça isto, já que foi o único da bancada que apoiou a candidata do PT. Mantendo-se essa situação, Mendes Ribeiro Filho passa a ser o distribuidor único de cargos federais para peemedebistas no Rio Grande do Sul. Está todo mundo de olho para ver quem ele indicará para as muito suculentas assessorias do Grupo Hospitalar Conceição e se para lá irão mulheres de parlamentares do partido, ou filhos. Com essa condição de único distribuidor de cargos federais para o PMDB no Rio Grande do Sul, Mendes Ribeiro Filho logo terá o controle do partido no Estado.

Duas emergências de hospitais de Porto Alegre operam com o triplo da capacidade

Duas emergências hospitalares de Porto Alegre — Hospital de Clínicas e Hospital Conceição — operam com o triplo de sua capacidade. Outras cinco emergências também estão lotadas ou superlotadas e apenas três têm vagas. Menos de duas semanas após ter enfrentado um quadro de superlotação histórico (em 15 de julho), que superava o triplo de sua capacidade de atendimento (chegando a 150 pacientes), a emergência do Hospital de Clínicas de Porto Alegre voltou a enfrentar quadro de extrema lotação. Com 49 vagas para adultos, o setor atendia, no início da tarde desta terça-feira, 142 pacientes, muitos deles acomodados em macas,cadeiras de roda e cadeiras comuns colocadas nos corredores.  Além disso, já havia 15 pessoas com atendimentos agendados para as próximas horas que poderiam ou não permanecer na emergência. O Hospital Nossa Senhora da Conceição está com 151 pacientes, mais que o triplo de sua capacidade, que é de 50 pacientes. O Hospital São Lucas da PUCRS também está lotado, atendendo 39 pacientes, quando sua capacidade é para 15. Do complexo Hospitalar Santa Casa, o Hospital Santa Clara opera com mais que o dobro de sua capacidade (28 pacientes para 12 leitos). Hospital Dom Vicente Scherer e Hospital da Criança Santo Antônio também estão com mais pacientes que leitos. Apenas o Hospital Materno Infantil Presidente Vargas, o Hospital Mãe de Deus e o Hospital Moinhos de Vento têm vagas disponíveis.

Prefeitura de Porto Alegre pede ao Ministério Público para apurar atos de vandalismo contra contêineres

O prefeito de Porto Alegre, José Fortunati (PDT), irá nesta quarta-feira ao Ministério Público do Rio Grande do Sul para apresentar denúncia sobre os atos de vandalismo cometidos contra contêineres da coleta automatizada instalados pela prefeitura na área central da capital gaúcha. Fortunati terá uma audiência às 15 horas com o procurador-geral de Justiça, Eduardo de Lima Veiga, e às 17 horas com a delegada da 17ª Delegacia de Polícia, Shana Hartz, responsável pela investigação, para pedir a apuração dos culpados pela depredação. Os contêineres começaram a ser instalados em 12 de julho pela administração municipal em dez bairros da região central. No total, são 1.100 contêineres instalados.  Os atos de vandalismo registrados até o momento danificaram quatro unidades. A Conesul, empresa responsável pelo serviço, substituiu dois equipamentos e outros dois sofreram reparos. Cada contêiner custa R$ 4 mil, segundo a empresa. Ao deparar com a segunda investida de queimadores de contêineres, na última segunda-feira, Fortunati anunciou “ações enérgicas” para conter e punir os que estão tentando boicotar o serviço de coleta automática de lixo em Porto Alegre. Os cidadãos da cidade estão curiosíssimos para saber quem são os integrantes da máfia que o prefeito relatou estar em ação na cidade.

Comércio Brasil-Argentina deve superar US$ 40 bilhões em 2011

Apesar das restrições comerciais entre a Argentina e o Brasil, o comércio bilateral deve passar de US$ 40 bilhões em 2011, superando o recorde dos US$ 30 bilhões verificados no ano passado. As estimativas são do embaixador brasileiro em Buenos Aires, Enio Cordeiro, que se mostrou otimista com a relação entre os dois maiores sócios do Mercosul, mesmo com queixas comerciais de ambos os lados. Às vésperas da chegada da presidente Cristina Kirchner ao Brasil, Cordeiro afirmou que o clima entre os dois países não poderia ser melhor. Cristina Kirchner será recebida pela presidente Dilma Rousseff nesta sexta-feira, em Brasília, às 11 horas, para uma reunião de trabalho. Segundo o embaixador, Dilma e Cristina vão analisar se os mecanismos aplicados pelos dois países para administrar as restrições impostas de um lado e de outro estão sendo eficientes. O embaixador estimou que o déficit comercial argentino com o Brasil deverá se expandir de US$ 4 bilhões para US$ 6 bilhões nesse ano. Mesmo assim, ele considera que o contexto geral da relação comercial é positivo.

Pagot já presta consultoria para iniciativa privada um dia depois de entregar cargo no Dnit

Um dia depois de apresentar seu pedido demissão do cargo de diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit), Luiz Antonio Pagot afirmou que não pretende mais perder tempo falando do passado. Por isso, não quis revelar detalhes da carta que encaminhou à presidente Dilma Rousseff na sua saída e preferiu não comentar diretamente o fato de o atual ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, ter escapado ileso da ‘faxina’ promovida pelo governo na pasta. E já começou a preparar consultorias no setor para a iniciativa privada. Ele foi categórico ao ressaltar que Passos “esteve presente em todas as decisões” tomadas pelo ministério e pelo Dnit. “Ele esteve sempre presente, seja na posição A ou B…”, respondeu Pagot ao ser indagado se Passos tinha conhecimento de tudo o que acontecia no Dnit e nos Transportes. Ele comentou também a exigência feita pela presidente Dilma para que seu substituto tenha ficha limpa: “Se eu não tivesse ficha limpa, não teria assumido o cargo. Por isso, não me sinto ofendido". Pagot mostra disposição para virar a página e cuidar da vida, só que na iniciativa privada. E não perdeu tempo. Ele faz planos de montar uma empresa de consultoria na área de navegação, com escritório possivelmente em Brasília. Embora a empresa ainda não esteja montada, os primeiros clientes já apareceram. Poucas horas depois de ter entregue seu pedido de demissão, Pagot reuniu-se na segunda-feira à noite, em Cuiabá, com um grupo de empresários da América do Sul interessado em sua consultoria. E, nesta terça-feira, recebeu representantes do agronegócio do Estado interessados em conhecer melhor a navegação fluvial. Pagot não seria enquadrado no regime de quarentena imposto por lei a autoridades públicas. “Já estou trabalhando com o que sei fazer de melhor e tenho ‘expertise’. Passei nove anos na Marinha e trabalhei na Hermasa Navegação da Amazônia. Tenho vários projetos em estudo, que nunca abandonei mesmo estando no governo”, disse ele.

Lula fará palestra para militares no Rio de Janeiro

O ex-presidente Lula será palestrante em evento da Escola Superior de Guerra, no Rio de Janeiro, na sexta-feira. A palestra, segundo a assessoria do ex-presidente, terá como tema "Brasíl, o país do futuro". Lula falará sobre o papel dos militares na END (Estratégia Nacional de Defesa), projeto aprovado em sua gestão na Presidência da República. A palestra será feita para integrantes das Forças Armadas brasileiras. Entre os convidados que já confirmaram presença estão o ministro da Defesa, Nelson Jobim, e o petista José Genoíno, assessor especial do ministério (terrorista no Araguaia, na aventura militaresca montada pelo PCdoB na segunda metade da década de 60).

Brasil é maior destino dos investimentos de Portugal fora da Europa

O novo ministro de Negócios Estrangeiros de Portugal, Paulo Portas, disse nesta terça-feira que o Brasil é prioritário no processo de privatizações em diferentes setores no País, que podem resultar em torno de 6,5 bilhões de euros (R$ 14,4 bilhões) em dois anos e meio. Segundo Portas, o novo governo português, resultado das eleições antecipadas de 5 de junho, tem "apoio político e firme determinação" para seguir à risca os compromissos de austeridade, de cortes e de privatizações assumidos com a "troika" (União Européia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional). Entre as empresas listadas para oferta ao setor privado estão a TAP, a EDP (de energia), e a Galp, de petróleo. Outros setores são o de seguros e o dos estaleiros. O ministro disse que o Brasil é o maior destino dos investimentos de Portugal fora da Europa e que já há negócios e contatos entre companhias portuguesas e brasileiras em praticamente todos esses setores. Citou como exemplo as parcerias da Galp com a Petrobras. As privatizações fazem parte das contrapartidas de Portugal à ajuda financeira de 78 bilhões de euros (R$ 173,5 bilhões) que a "troika" concedeu ao país no primeiro semestre deste ano para tirar o país de profunda crise. O objetivo é sair de um deficit de 9,1% das contas públicas para 5,9% em 2011, 4,5% em 2012 e 3% em 2013. Para isso, os cortes não perdoam nem as áreas de saúde e educação e atingem uma medida politicamente delicada: corte de salário de funcionários públicos ativos e inativos. Além do corte já anunciado de 10% nos salários, está prevista também uma tesourada no bônus de Natal, que corresponde ao 13º salário no Brasil. Apesar disso, Portas destacou que 85% do Congresso apoia o acordo com a "troika" e não há manifestações de rua em Portugal, ao contrário do que ocorre na Grécia, por exemplo.

Fiesp entrega ao TCU representação contra a renovação das concessões

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, entregou na tarde desta terça-feira, na sede do Tribunal de Contas da União, em Brasília, uma representação contra a renovação das concessões do setor elétrico. O executivo defende uma nova licitação das usinas cujos contratos vencem nos próximos anos, começando em 2015. No mês passado, Skaf já havia entregue ao Tribunal de Contas da União um documento com um estudo onde a Fiesp aponta que a realização de novos leilões dessas usinas poderia gerar uma economia de R$ 904 bilhões ao longo de 20 anos. Pelo levantamento da indústria paulista, a realização de licitações deixaria as tarifas desses empreendimentos 80% menores do que as praticadas hoje, beneficiando os consumidores com R$ 30 bilhões anuais. Em debate realizado em São Paulo na semana passada, o secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Marcio Zimmermann, garantiu que qualquer decisão tomada pelo governo levará em conta a redução de tarifas, e que, para o cliente final, haverá pouca ou nenhuma diferença entre as opções, novas licitações ou renovação das atuais concessões.

Lula e Haddad são convidados a ler para alunos da Grande São Paulo

A prefeitura de São Bernardo do Campo convidou o ex-presidente Lula e o ministro da Educação, Fernando Haddad, para participar da Feira Literária da cidade, onde Lula ainda mora com a família. A idéia dos organizadores do evento é que o ministro e o ex-presidente façam leituras de livros para crianças da rede pública de ensino. De acordo com a prefeitura, São Bernardo tem cerca de 80 mil alunos matriculados em escolas municipais. A feira acontece de 2 a 14 de agosto, mas ainda não há a definição da data em que os dois participarão do evento. Lula é um dos principais defensores da candidatura de Haddad para a prefeitura de São Paulo em 2012.

Espanha busca restos mortais de Cervantes

Historiadores e arqueólogos se lançaram na busca pelos restos mortais de um dos mais importantes escritores da literatura ocidental. A intenção é revelar o rosto verdadeiro do autor de "Dom Quixote de la Mancha" (1605/1615), Miguel de Cervantes. O plano para procurar a ossada de Cervantes, que estaria sepultada nas paredes ou sob o assoalho de um convento na região central de Madri, permitiria que arqueólogos forenses reconstruíssem o rosto de um homem que só se conhece por um retrato pintado pelo artista Juan de Jauregui, cerca de 20 anos depois de sua morte. A ossada pode também revelar se Cervantes, que, segundo se acredita, morreu de cirrose e era acusado por rivais de ter sido um beberrão notório, morreu em consequência do álcool. "A ossada pode nos ajudar a descobrir não apenas como era a aparência dele, mas qual foi a causa de sua morte", disse o historiador Fernando Prado: "Consta que, no final da vida, ele teria ficado gravemente doente, mas sabe-se que essa mesma época também foi muito produtiva para ele". A equipe de Prado conseguiu o apoio das autoridades locais e do arcebispado de Madri para procurar os restos mortais do criador de Dom Quixote, candidato a cavaleiro errante famoso por ter atacado moinhos de vento, e de seu fiel escudeiro, Sancho Pança. Especialistas disseram que os ossos de Cervantes devem ser facilmente identificáveis, pois trariam marcas de ferimentos sofridos na batalha naval de Lepanto, em 1571. Cervantes foi ferido no peito e nos braços durante a batalha, em que uma esquadra liderada pelos espanhóis derrotou seus inimigos otomanos no golfo de Patras, ao largo da Grécia ocidental. "Ele levou um tiro de arcabuz no peito e teve outro ferimento, que o deixou incapaz de usar uma mão", disse Prado: "Essas duas coisas devem ter deixado marcas em seus ossos". Cervantes morreu em casa, em 1616, e foi sepultado no convento, não longe dali. Sua morte antecedeu a de Shakespeare em apenas dez dias (tanto Cervantes e Shakespeare morreram em 23 de abril de 1616; na época, a Espanha adotava o calendário gregoriano e a Inglaterra o calendário juliano, o que explica a diferença de dez dias). A ossada de Cervantes desapareceu em 1673, quando o convento passou por obras. Sabe-se que os restos mortais foram levados a outro convento e depois devolvidos ao convento original. O que ninguém sabe, porém, é onde, exatamente, eles estariam no interior do conjunto do convento. Os arqueólogos dizem que vão usar tecnologia de georradares para procurar nichos ocultos nas paredes do convento e escanear até cinco metros abaixo do chão. Prado espera que o trabalho seja concluído até 2016, ano em que se planeja uma comemoração global e conjunta do aniversário de morte de Cervantes e Shakespeare.

Dilma convida Pelé para ser embaixador da Copa, diz ministro no Twitter

A presidente Dilma Roussef convidou, nesta terça-feira, o ex-jogador Pelé para que ele seja o embaixador do País na Copa do Mundo de 2014. A informação foi passada pelo ministro do Esporte, Orlando Silva, que relatou o fato através de sua conta no Twitter (@ OrlandoSilva_Jr). "A Presidenta convidou e Pelé aceitou ser Embaixador do Brasil para a Copa do Mundo FIFA 2014. O decreto foi assinado agora", escreveu o ministro. Dilma recebeu Pelé no Palácio do Planalto na tarde desta terça-feira. Em março de 2008, o ex-jogador havia se tornado embaixador do comitê da Copa-2014. Na ocasião, ele selou a paz com o então desafeto Ricardo Teixeira. Mas, na prática, tal cargo nunca saiu do papel porque Pelé não chegou a um acordo salarial com Teixeira, que preside o Comitê Organizador Local e a CBF.

OMS diz que um terço da população mundial foi infectada por hepatite

Cerca de um terço da população global (em torno de 2 bilhões de pessoas) foi infectada pela hepatite, doença hepática que mata cerca de 1 milhão de vítimas anualmente, informou a Organização Mundial da Saúde nesta terça-feira. Embora a maioria dos portadores de hepatite não saiba que tem a doença, eles são capazes de transmití-la sem saber às outras pessoas e, a qualquer momento da vida, ela pode se desenvolver e matá-los ou incapacitá-los, advertiu a agência da ONU. "Essa é uma doença crônica ao redor do mundo inteiro, mas infelizmente, há uma consciência muito baixa sobre ela, mesmo entre os responsáveis pelas políticas de saúde", disse Steven Wiersma, especialista em hepatite da OMS. Wiersma disse que a doença, que tem cinco vírus principais, produziu um "peso surpreendente" sobre os sistemas de saúde ao redor do planeta e tem o potencial de causar epidemias, assim como é a principal causa de cirrose e câncer de fígado. Dos cinco vírus (chamados A, B, C, D e E), o B é o mais comum e pode ser transmitido pelas mães aos filhos no parto ou na primeira infância, assim como é transmitido por injeções contaminadas ou pelo uso de droga injetável, diz um novo documento da OMS. O vírus E, transmitido pela água ou por alimentos infectados, é uma causa comum de surtos da doença nos países em desenvolvimento e é registrado cada vez mais em economias desenvolvidas, de acordo com a OMS. A OMS diz que vacinas eficazes foram desenvolvidas para combater os vírus A e B e também poderão ser usados contra o D. A vacina contra a hepatite E foi desenvolvida, mas ainda não está amplamente disponível. E não há uma vacina eficaz contra o vírus C.

Brasil negocia acordo com Argentina para produção de remédios

O Brasil negocia com a Argentina uma cooperação binacional para a produção de medicamentos biotecnológicos, afirmou nesta terça-feira o ministro da Saúde Alexandre Padilha, durante cerimônia de abertura dos trabalhos da Rinc (Rede de Institutos Nacionais de Câncer), dos países membros da Unasul (União das Nações Sul-Americanas). "A proposta do Brasil é fazer cada vez mais parcerias com a indústria farmacêutica internacional e fortalecer as parcerias com a América Latina. Temos interesse em fazer parcerias com a indústria da Argentina, a do Equador, que está surgindo agora, e de outros países da região e, assim, garantir acesso universal aos medicamentos", disse Padilha. Os medicamentos biotecnológicos são definidos como produtos farmacêuticos fabricados por métodos de biotecnologia, com produtos de origem biológica, geralmente envolvendo organismos vivos ou seus componentes ativos. O ministro afirmou ainda que uma empresa argentina já demonstrou interesse no projeto. Atualmente, o Brasil tem 28 parcerias público-privadas de produção de medicamentos, financiadas pelo Ministério da Saúde e o BNDES. Essas parcerias permitem a produção de antirretrovirais e medicamentos contra doenças inflamatórias, mal de Parkinson, hepatite C e outras. "O Brasil possui 147 centros de radioterapia e o governo pretende praticamente duplicar esse número. Não produzimos nenhum equipamento de radioterapia, que são importados. No mundo, existem cinco fornecedores desses equipamentos e nenhum é produzido na América Latina. Precisamos convocar esses produtores para virem para cá, não só para reduzir os preços, como também para garantir a disponibilidade desses equipamentos", destacou.

Juiz do Pará nega que tenha ajudado fuga de suspeitos

O juiz Murilo Lemos Simão, que conduz o processo do casal de extrativistas mortos há dois meses no Pará, divulgou nota nesta terça-feira negando que suas decisões tenham ajudado na fuga dos três suspeitos do crime. Na segunda-feira, movimentos sociais e familiares de José Claudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo pediram o afastamento do juiz da comarca de Marabá, que por duas vezes rejeitou pedidos de prisão dos suspeitos feitos pela polícia. A atitude do juiz Murilo Lemos Simão foi considerada "absurda" pela ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência. A ministra disse que a ação contribui com a impunidade. Na nota, o juiz não explicou por que não aceitou os pedidos de prisão. Ele afirma que atendeu outras solicitações da polícia, como a expedição de mandados de busca e apreensão durante as investigações. O juiz disse ainda que aguarda manifestação do Ministério Público para apreciar um terceiro pedido de prisão. Sobre o sigilo do caso, também criticado por familiares dos extrativistas, Simão declarou: "A intenção deste juízo foi o de assegurar o êxito das diligências policiais, sem pretensão de dificultar o conhecimento público dos fatos investigados". Para ele, o segredo das informações era "necessário" justamente para evitar a fuga dos suspeitos. "Tendo em vista que a autoridade policial concluiu o inquérito e, antes mesmo de ser proferida decisão acerca do último pedido de prisão preventiva, já tornou público os nomes e as fotos dos indiciados, não há mais que se falar em segredo de justiça", diz a nota. O inquérito policial sobre as mortes, entregue à Justiça na semana passada, apontou como mandante dos crimes José Rodrigues Moreira, de 42 anos, dono de áreas dentro do assentamento Praialta Piranheira, onde o casal vivia.

Justiça condena bancária por crime financeiro na gestão Pitta

O juiz federal substituto Marcio Ferro Catapani, da 2ª Vara Federal Criminal em São Paulo, condenou a bancária Rachelle Abadi a seis anos de prisão por lavagem de dinheiro durante a gestão de Celso Pitta na prefeitura de São Paulo (1997 a 2000). O ex-prefeito morreu em 2009. Segundo o Ministério Público Federal, Rachelle Abadi prestava assessoria financeira a Celso Pitta e sabia dos atos ilícitos praticados pelo ex-prefeito. O serviço prestado por Rachelle Abadi estava relacionado à abertura e movimentação de contas no Exterior, além de abrir e fechar empresas e movimentar o dinheiro entre as empresas e contas do ex-prefeito. De acordo com a denúncia, o ex-prefeito enviou para contas em Nova York, Suíça e Guernsey (Comunidade Britânica), recursos provenientes de corrupção na realização de obras públicas na capital paulista durante os quatro anos em que ficou à frente da Secretaria de Finanças, durante a gestão do ex-prefeito Paulo Maluf (1993-1996) e, depois, durante o mandato de prefeito. Os recursos, segundo o Ministério Público, eram derivados da construção da avenida Jornalista Roberto Marinho, antiga Água Espraiada, e da canalização do córrego de mesmo nome. A obra, concluída em 2000, na gestão de Pitta, custou R$ 796 milhões.

Taxa cambial bate mínima de 12 anos e Banco Central compra dólar duas vezes no dia

Enquanto a taxa de câmbio testa patamares cada vez mais baixos, recuando para preços somente vistos no início de 1999, o Banco Central tem aumentado a dose de suas intervenções no mercado de moeda doméstico. Às 14h41 desta terça-feira (hora de Brasília), o dólar comercial era negociado por R$ 1,536, em um decréscimo de 0,45%, após oscilar entre R$ 1,540 e R$ 1,530. Na segunda-feira, quando o dólar oscilou abaixo de R$ 1,55, a autoridade monetária já comprou dólares dos agentes financeiros por duas vezes. Nesta terça-feira, quando o dólar atingiu a marca de R$ 1,53, a menor cotação em 12 anos, o Banco Central voltou à carga. Pela manhã, por volta das 10 horas (hora de Brasília), o Banco Central fez uma operação para compra de dólar a termo (com liquidação prevista para as próximas semanas), de modo a atuar sobre as projeções de preço da moeda americana. Nesse leilão, o Banco Central fixou uma taxa de R$ 1,5340. Após o meio-dia, o Banco Central fez um leilão para compra de dólar à vista, quando fixou taxa de R$ 1,5331 (taxa de corte). Em nenhuma das duas operações o Banco Central informou a quantidade de moeda comprada junto aos agentes financeiros. Nesse mês, até o dia 15, o Banco Central informou que "enxugou" US$ 2,484 bilhões em excesso de dólares, por meio dessas compras diárias, mais do que os US$ 2,29 bilhões em todo o mês de junho.

Brasil sobe para quinto lugar em ranking de investimentos estrangeiros

O Brasil pulou do 15° lugar, em 2009, para 5° no ranking dos países que mais receberam investimentos estrangeiros diretos (IED) em 2010, afirma um relatório da Unctad (agência da ONU para o comércio e o desenvolvimento) divulgado nesta terça-feira. Os investimentos estrangeiros diretos no Brasil aumentaram 84,6% em 2010 na comparação com o ano anterior, totalizando US$ 48,4 bilhões, de acordo com o estudo Investimento no Mundo 2011 da Unctad. Em 2009, em razão da crise econômica internacional, o Brasil havia sofrido uma diminuição de 42% no volume de IED, uma queda acima da média mundial naquele ano. Em 2010, os Estados Unidos lideram novamente o ranking do estudo da Unctad, com ingresso de US$ 228 bilhões em investimentos diretos estrangeiros, o que representou um aumento de 49%. A China e Hong Kong são classificados de maneira distinta e ocupam, respectivamente, o segundo e o terceiro lugares, com IED de US$ 106 bilhões e US$ 69 bilhões. Em quarto, ficou a Bélgica, com US$ 62 bilhões em investimentos. O salto do IED no Brasil em 2010 foi impulsionado pela entrada de mais de US$ 15 bilhões em dezembro, dos quais US$ 7,1 bilhões se referem à venda de 40% da unidade brasileira da companhia espanhola Repsol ao grupo petrolífero chinês Sinopec. O IED representa investimentos voltados para a produção, como a criação de fábricas e diversas operações empresariais internacionais, como fusões e aquisições, compra de participações acionárias, empréstimos para filiais e reinvestimento dos lucros.

Dilma lança programa com 100 mil bolsas de intercâmbio

Ao oficializar nesta terça-feira o programa "Ciência Sem Fronteira", a presidente Dilma Rousseff afirmou que tem trabalhado para criar ações que permitam acesso de pessoas pelo mérito e não pelo "quem indica". O programa prevê 100 mil bolsas de estudo no Exterior para estudantes brasileiros até 2014. São 75 mil bolsas custeadas pelo governo, um investimento de R$ 3,1 bilhões. O governo espera que 25 mil bolsas sejam financiadas pela iniciativa privada. "Nós não estamos fazendo programa baseado no quem indica. Estamos criando no Brasil ações orientadas pelo mérito dentro de um quadro de um grande esforço de garantir que as populações mais pobres tivessem acesso ao mérito. Isso para nós é muito importante", disse ela. Na reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, a presidente reforçou que essa preocupação com o mérito permite a ascensão social dos brasileiros. "A partir do critério de mérito, vamos aplicar outros que podem contemplar gênero, a questão étnica. A questão do mérito é essencial, sem o que não podemos implementar o projeto. Está provado que a política de mérito no Brasil pode contemplar as camadas mais pobres da população", disse ela. A presidente destacou que as bolsas são voltadas para as áreas exatas porque há uma deficiência nessa formação. As bolsas oferecidas serão prioritariamente para engenharias, ciências exatas (matemática, física, química), computação, produção agrícola, tecnologia aeroespacial, petróleo, gás, e demais áreas tecnológicas. Serão 27,1 mil bolsas para alunos de graduação, 24,5 mil para doutorado de um ano, 9.700 para doutorado integral e 2.600 para pós-doutorado.

Incra demite servidor suspeito de negociar áreas de assentamento

O Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) exonerou um servidor suspeito de envolvimento na venda irregular de lotes em áreas de assentamentos da reforma agrária em Mato Grosso. A dispensa de Lionor Silva Santos, que era chefe substituto da unidade avançada de Diamantino, foi publicada na edição desta terça-feira do Diário Oficial da União. No último domingo uma reportagem do Fantástico, da "TV Globo", mostrou a negociação ilegal de terras destinadas à reforma agrária em Mato Grosso e no sul da Bahia. O presidente do Incra, Celso Lisboa de Lacerda, diz que a autarquia está "apurando todas as eventuais participações de servidores nos casos denunciados". O instituto reforça que a venda, troca, aluguel e arrendamento de lotes destinados à reforma agrária são proibidos, e que podem levar à abertura de processo criminal. Segundo o Incra, nos últimos oito anos, o governo conseguiu reintegrar 128 mil lotes da reforma agrária que haviam sido alvo de negociação ilegal. Em relação ao assentamento Cumuruxatiba, no sul da Bahia, mostrado na reportagem como alvo de especulação imobiliária para construção de casas de luxo à beira mar, o Incra diz que de 2007 a 2008 juizou 33 ações de reintegração de posse para retomar as áreas onde estão localizadas as mansões construídas em lotes ilegais. O instituto afirma ainda ter vistoriado 146 dos 169 lotes do assentamento e ter notificado 11 ocupantes irregulares. "E 102 lotes têm processos administrativos em trâmite que podem resultar em ajuizamento de ações de reintegração de posse", segundo a autarquia. No assentamento Jonas Pinheiro, no município de Sorriso, a cerca de 200 quilômetros de Cuiabá, o Incra diz ter determinado, no último dia 20 de julho, uma vistoria para avaliar a ocupação das terras. De acordo com o instituto, 20 ocupantes irregulares foram notificados.

Gerdau diz que desindustrialização do país preocupa Dilma

O empresário Jorge Gerdau Johannpeter, que comanda a Câmara de Políticas de Gestão, Desempenho e Competitividade criada no início do ano pelo governo, afirmou nesta terça-feira que a desindustrialização "já está acontecendo" no Brasil e que a presidente Dilma Rousseff tem "preocupação total" no tema. Ele falou logo após a reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, o "Conselhão". Ele se disse preocupado com a política econômica brasileira, que pode ser "confortável no curto prazo", mas que a longo prazo pode trazer consequências muito negativas, como um processo de desindustrialização. Gerdau se referiu especialmente ao câmbio. Ele afirmou que "todo o mundo" está preocupado com a crise financeira nos Estados Unidos, mas se disse confiante de que o calote não irá ocorrer. "Seria uma irresponsabilidade total", disse.

Operação retira cerca de 2.000 sem-teto de fazenda invadida

Cerca de 2.000 pessoas foram retiradas de uma fazenda invadida, localizada entre Campinas (93 km de São Paulo) e Indaiatuba (98 km de São Paulo), na manhã desta terça-feira. Segundo o batalhão da Polícia Militar, responsável pela reintegração, a saída foi tranquila. O grupo de sem-teto invadiu cerca de 82 mil metros quadrados do total de 718 mil metros quadrados da Fazenda São Martinho de Itaguaçu, alegando que a área estava improdutiva. Há pouco mais de dois meses, a invasão contava com 200 integrantes, segundo o advogado dos proprietários da fazenda, Paulo Celso Sanchez. "Aumentou muito rapidamente a invasão. No início, eram pessoas da região, agora não sabemos mais", disse. De acordo com o advogado, a alegação de que as terras são improdutivas e a defesa do direito de moradia não sustentam a manutenção no local: "Isso não muda o direito de propriedade". Como a sede da fazenda fica em Indaiatuba, o pedido de reintegração de posse foi feito na Justiça do município, que concedeu o mandado em 29 de junho. Segundo a Polícia Militar, a reintegração só ocorreu agora porque foi necessário planejar a atuação no local e evitar o confronto.

Turistas brasileiros deixam recorde de US$ 10 bilhões no Exterior

O gasto dos brasileiros com viagens internacionais atingiu valor recorde de US$ 10,2 bilhões no primeiro semestre, segundo dados do Banco Central. Isso representa um aumento de 44% em relação ao mesmo período de 2010. Essa elevação se deu apesar do aumento do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) nos gastos com cartão no Exterior, que subiu de 2,38% para 6,38% no final de abril. O objetivo do governo era reduzir o endividamento dos brasileiros. Dados do Banco Central mostram que os brasileiros continuam gastando lá fora. Apenas trocaram o cartão de crédito por outras formas de pagamento (cartão pré-pago e dinheiro em espécie, por exemplo), nas quais o imposto é de 0,38%. As despesas dos estrangeiros que visitam o Brasil cresceram menos, de US$ 2,9 bilhões para US$ 3,4 bilhões. A diferença entre os gastos de brasileiros e estrangeiros é um dos fatores que contribui para o aumento do déficit do Brasil nas suas transações correntes. O Banco Central projeta uma diferença de US$ 15 bilhões neste ano. Isso representa 25% do resultado negativo do País nas suas transações com o Exterior. Dados parciais para o mês de julho mostram um gasto de US$ 1,7 bilhão no Exterior. Segundo o chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Tulio Maciel, os gastos das férias costumam ser diluídos no mês anterior, por conta de quem compra moeda antes de viajar, e no mês seguinte, quando vence o cartão de crédito.

Governo promete limpar baía de Guanabara antes da Olimpíada

As obras que faltavam para a despoluição da baía de Guanabara serão concluídas antes da Olimpíada de 2016, quando já começarão a ser sentidos os seus efeitos. A previsão é do coordenador executivo do programa de saneamento da baía, da Secretaria Estadual do Ambiente, Gelson Serva. O Programa de Saneamento Ambiental dos Municípios do Entorno da Baía de Guanabara (Psam) substituiu o antigo Programa de Despoluição da Baía de Guanabara (PDBG), criado em 1992, e que se estendeu até 2006. Durante esse período, foram investidos no programa cerca de US$ 760,4 milhões, englobando US$ 349,3 milhões do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), US$ 162,8 milhões do Banco de Cooperação Internacional do Japão (Jbic) e US$ 248,3 milhões de contrapartida do governo fluminense. A partir de 2006, têm sido aplicados no Psam, com recursos do Fundo Estadual de Conservação Ambiental e Desenvolvimento Urbano (Fecam), R$ 100 milhões, em média, por ano, na despoluição da baía de Guanabara, segundo Serva. "Vamos fazer as obras de direcionamento do esgoto, que hoje vai in natura para a baía, para as estações de tratamento de esgotos que foram construídas pelo Programa de Despoluição da Baía de Guanabara e algumas precisam ser ampliadas. Faltaram alguns troncos (coletores) para fazer as ligações também com as redes dos municípios. Isso nós vamos concluir antes das Olimpíadas. O efeito já vai começar, mas não é completo ainda", disse. Segundo Serva, o programa atual conta com US$ 640 milhões, sendo US$ 450 milhões do BID e US$ 190 milhões de contrapartida do governo do Estado. Os recursos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) para os projetos na capital fluminense, avaliados em R$ 450 milhões, deverão ser obtidos por meio de financiamento da Caixa Econômica Federal. De acordo com o coordenador executivo do Psam, o grande problema na baía de Guanabara é o esgotamento, principalmente o domiciliar, uma vez que as indústrias apresentam hoje um bom nível de nível de controle em relação aos efluentes. "Tem é que investir para que a gente não esmoreça". No caso do esgoto domiciliar, Serva salientou que três projetos estão no pacote de obras a serem realizadas pelo governo estadual com recursos do PAC: a ampliação da estação de tratamento Alegria e a construção de dois troncos coletores (Manguinhos e Faria-Timbó). Dentro do pacote de financiamento do BID está o projeto de construção do tronco de esgotamento Cidade Nova, que fará ligação também com Alegria, além da troca de boa parte da rede coletora de esgoto da zona norte carioca. Na Baixada Fluminense, serão feitas algumas ligações na estação Sarapuí e complementadas as obras de implantação do sistema Pavuna. "Na Baixada, nós vamos investir o maior recurso do Psam". Os dois projetos envolverão recursos no total de R$ 219 milhões. Serva afirmou que em São Gonçalo (região metropolitana do Rio de Janeiro está sendo desenhado um projeto para obtenção de recursos do PAC 2, visando à ampliação da estação de tratamento local. A previsão é que os projetos do centro do Rio e de São Gonçalo sejam concluídos até o final de 2014 e os da Baixada Fluminense, até o início de 2016. Naturalmente, isso tudo é uma quimera, conversa da carochinha para enganar trouxa. Veja a imagem abaixo. Ali, localizado a poucos metros da margem da Baía da Guanabara, está o Aterro Sanitário de Gramacho, com centenas de milhões de toneladas de lixo de toda espécie enterrado sem qualquer controle, poluindo totalmente o subsolo, o lençol freático e as águas da baía.

Exibir mapa ampliado

Caem secretário de Gestão e presidente da Carris em Porto Alegre

Caíram o secretário municipal de Gestão, Newton Baggio, e o presidente da Carris, João Pancinha. Baggio é do PDT e vinha tocando os empreendimentos públicos municipais ligados à Copa 2014, enquanto João Pancinha é apenas suplente de vereador do PMDB. O prefeito José Fortunatti informou que as alterações na sua equipe não tiveram caráter político, mas apenas administrativo.

Juiz manda cortar salário acima do teto de deputados

A Justiça Federal determinou que a Câmara dos Deputados corte imediatamente os salários dos congressistas e funcionários que estão acima do teto constitucional. Os servidores não podem receber mais do que os ministros do Supremo Tribunal Federal, que têm vencimentos de R$ 26,7 mil. O juiz Alaôr Piacini, da 9ª Vara Federal do Distrito Federal, disse que sua decisão atinge os parlamentares cuja soma de salário e aposentadoria pública ultrapasse o teto. Em um prazo de 30 dias, a Câmara terá que encaminhar à Justiça os dados da folha de pagamento da Casa de janeiro de 2010 a junho de 2011. A multa por descumprimento é de R$ 5 mil por dia.  O Judiciário determinou que a Câmara considere como salário, no caso de servidores, pagamento por hora extra, participações em comissões permanentes, de inquérito e grupos de trabalho, função comissionada e abonos por tempo de serviço. Esses valores não são contabilizados pela Câmara dentro do teto porque os considera como indenização.

Ministério Público paulista vai investigar compra de apartamento de Palocci

O Ministério Público Estadual de São Paulo decidiu abrir investigação sobre suposto crime de lavagem de dinheiro envolvendo a compra do apartamento ocupado desde setembro de 2007 pelo ex-ministro Antonio Palocci (Casa Civil), em Moema, zona sul de São Paulo. O imóvel, avaliado em R$ 4 milhões, pertence a Gesmo Siqueira dos Santos, filiado ao PT de Mauá (Grande São Paulo) há 23 anos e com folha corrida com mais de 120 inquéritos policiais. A apuração ficará sob responsabilidade do Grupo de Atuação Especial de Repressão à Formação de Cartéis e à Lavagem de Dinheiro e de Recuperação de Ativos (Gedec). A medida foi tomada pela Procuradoria-Geral de Justiça a partir de representação do PSDB paulista, subscrita pelo deputado Pedro Tobias.