sábado, 20 de agosto de 2011

PSOL quer cassar mandato de Demétrio Vilagra, vice-prefeito de Campinas

O presidente do PSOL em Campinas, Paulo Búfalo, protocolou na última quinta-feira pedido de instalação de uma Comissão Processante com objetivo de cassar também o mandato de Demétrio Vilagra, caso o petista assuma o lugar do prefeito Hélio de Oliveira Santos (PDT). A sessão de julgamento do pedido de impeachment de Santos começou às 9 horas de quinta-feira. "Demétrio está na iminência de ser prefeito e é alvo de denúncia do Ministério Público", afirmou Búfalo. Na tarde de quinta-feira, ao divulgar o voto da bancada petista favorável ao impeachment do prefeito, o presidente do PT em Campinas, Ari Fernandes, disse que o vice-prefeito está preparado para assumir o cargo. "Demétrio é alvo de denúncias mas está preparado e disposto a assumir o cargo, uma vez que a Câmara opte pela cassação do mandato do prefeito", disse o presidente do PT.

Traficante austríaco procurado pela Interpol é preso no Maranhão

A Polícia Federal no Maranhão prendeu, em Santa Inês, o austríaco Herbert Anton Pfurtscheller, que era procurado pela Interpol por crime organizado, tráfico internacional de pessoas, crimes sexuais e imigração ilegal. Herbert aguarda por decisão da Justiça na carceragem da Superintendência da Polícia Federal, em São Luís (MA). Como é que essas figuras entram no País?

Dilma diz: "Onde há corrupção somos obrigados a tomar providência"

A presidente Dilma Rousseff deu demonstrações na sexta-feira de ignorar a inquietação do PT nos bastidores com o impacto político da "faxina ética" iniciada em julho em ministérios e autarquias federais. Dilma afirmou que o governo federal irá continuar a combater os "malfeitos" na máquina pública e ressaltou que a base aliada no Congresso Nacional também não concorda com a existência de irregularidades na administração federal. Parte do PT teme que as medidas carimbem o governo Lula como corrupto. Em entrevista concedida à Rádio Metrópole AM, de São José do Rio Preto (SP), a presidente negou, no entanto, que o objetivo da sua gestão seja apenas combater a corrupção: "Onde houver problemas de corrupção, nós somos obrigados a tomar providências. Eu não faço disso um objetivo central do meu governo. O meu governo vai continuar combatendo todos os malfeitos. Agora, o meu governo e o povo brasileiro também não gostam de injustiça", acrescentou. A presidente voltou a defender presunção da inocência e destacou que o governo federal respeita os direitos individuais e a dignidade humana.

Assessor de Mendes Ribeiro Filho teve duplo emprego

O novo ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, emitiu nota na sexta-feira para explicar o duplo emprego que seu assessor Ivan Trevisan mantinha, como vereador de Pantano Grande (RS) e como secretário parlamentar de seu gabinete de deputado federal. No texto, o parlamentar diz que a Mesa Diretora da Câmara autorizou a nomeação, mas, depois de constatar o acúmulo de vencimentos, considerado impróprio pelo Supremo Tribunal Federal (claro, porque é vedado pela Constituição, e Mendes Ribeiro, que foi relator da Constituinte gaúcha sabe disso), avisou o gabinete, para providências, no dia 17 de agosto. "O funcionário já foi notificado e tem prazo de até dez dias para optar por uma das funções públicas", conforme o comunicado.

Justiça manda retirar outdoor evangélico criticado por gays em São Paulo

A Justiça de Ribeirão Preto (313 quilômetros de São Paulo) determinou a retirada imediata da mensagem com citações evangélicas em um outdoor que gerou críticas pelo movimento gay da cidade. A liminar foi concedida para ação civil pública movida pela Defensoria Pública de Ribeirão. Segundo o defensor público Victor Hugo Albernaz, a decisão da 6ª Vara Cível de Ribeirão Preto determina a imediata retirada, sob pena de multa de R$ 10 mil. A obrigação de retirada foi dirigida à Casa de Oração, igreja evangélica autora das mensagens, e à Nobili Painéis, proprietária do outdoor. O outdoor colocado na última quarta-feira trazia três citações bíblicas. Entre elas uma do livro de Levítico: "Se também um homem se deitar com outro homem, como se fosse mulher, ambos praticaram coisa abominável". A outra, da Carta de São Paulo aos Romanos, diz que "até as mulheres trocam as relações naturais pelas que são contra a natureza. E também os homens deixam as relações naturais com as mulheres e se queimam de paixão uns pelos outros".

Com hemorragia, ex-jogador Sócrates é internado na UTI

O ex-jogador de futebol Sócrates, ídolo do Corinthians e da seleção brasileira, está internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Segundo o hospital Albert Einstein, ele sofreu uma hemorragia digestiva alta provocada por uma hipertensão portal. Sócrates foi um dos principais nomes da chamada "Democracia Corintiana", período da história do time paulista em que várias decisões eram tomadas após votação. Um dos principais pontos da "Democracia Corintiana" foi a decisão de colocar um fim às concentrações. Os jogadores do time paulista treinavam e depois voltavam para suas casas. Só se reuniam no dia dos jogos para irem juntos ao estádio. O Corinthians tinha programado justamente para este sábado uma homenagem aos jogadores desse período. Sócrates também havia sido convidado, mas já tinha decidido não participar deste evento. Anteriormente, ele já havia mostrado insatisfação com o atual presidente corintiano, Andres Sanchez. Recentemente, Sócrates chegou a ser cogitado para virar treinador da seleção de Cuba.

Light passa a deter 25,81% no capital da Renova

A Light concluiu o investimento na Renova e passa a deter 25,81% do capital total da companhia de energia eólica, conforme previsto no acordo de investimentos anunciado em julho, informaram as empresas na sexta-feira. A Light adquiriu 50.561.797 ações ordinárias emitidas pela Renova mediante aporte de cerca de R$ 360 milhões. A Light informou também que os outros acionistas da Renova renunciaram aos direitos de preferência gratuitamente e os cederam à Light. A Light pretende tornar a Renova o seu veículo para o crescimento em fontes alternativas de energia, principalmente na energia eólica. A Renova foi uma das principais vencedoras nos leilões de energia eólica A-3 e de Reserva de 2011, nos quais vendeu energia de nove parques no total de 212,9 megawatts.

CSN cresce na Usiminas e aproxima-se de lugar em conselho

A Companhia Siderúrgica Nacional anunciou nesta sexta-feira que aumentou sua participação no capital da Usiminas e que continua avaliando alternativas estratégicas em relação ao investimento na companhia. De acordo com o comunicado enviado à CVM (Comissão de Valores Mobiliários), com as compras de papéis, a CSN passou a deter 15,15% das ações preferenciais e de 11,29% das ações ordinárias da Usiminas. "A Companhia não detém direitos adicionais de subscrição de ações, de opções de compra de ações, de debêntures, nem de qualquer acordo regulando o direito de voto ou a compra e venda de valores mobiliários de emissão da Usiminas", disse a CSN. No mês passado, a CSN já tinha elevado a participação na Usiminas, afirmando que seguia "avaliando alternativas estratégicas" sobre o investimento na siderúrgica mineira. Em janeiro, quando começou a aumentar sua fatia na rival, a CSN afirmara que não tinha objetivo de adquirir parcelas acima de 10% de cada uma das classes de ações da Usiminas. O controle da Usiminas é dividido entre os grupos Nippon Steel, Camargo Corrêa, Votorantim e Caixa dos Empregados da empresa. No início de julho, o presidente da Usiminas, Wilson Brumer, afirmou que o aumento da participação da CSN na empresa causava "desconforto", mas que a chance da companhia comandada por Benjamin Steinbruch conseguir participar do controle da empresa mineira era pequena. Pela Lei das Sociedades Anônimas, para ter direito a um assento no conselho de administração de uma empresa é necessário cerca de 15% das ações ordinárias e 10% das preferenciais.

Líbano bloqueia condenação pela ONU dos ataques de terroristas palestinos a Israel

O Líbano bloqueou na sexta-feira uma condenação pela ONU do triplo ataque a Israel ocorrido na última quinta-feira, em que oito israelenses morreram. Durante uma reunião do órgão a portas fechadas na sexta-feira, o Líbano se recusou a assinar o comunicado, que precisa do apoio dos 15 membros do Conselho de Segurança, segundo fontes diplomáticas. O governo libanês é controlado por uma organização terrorista islâmica, o Hizbollah. Os Estados Unidos fizeram circular no Conselho de Segurança o projeto de declaração à imprensa que condenaria os ataques na fronteira de Israel. A vice-embaixadora americana, Rosemary DiCarlo, disse aos repórteres que a declaração usava "linguagem padrão para atos terroristas", usada pelo conselho muitas vezes. "Acreditamos que o conselho precisa se pronunciar sobre esse assunto", disse DiCarlo. "Achamos lamentável que, por causa de uma delegação, não pudemos nos pronunciar de forma adequada". Oito israelenses morreram e 25 ficaram feridos em três ataques realizados em uma estrada normalmente tranquila no deserto. O ataque foi realizado pelas organizações terroristas Comitês de Resistência Popular, de Gaza, com o beneplácito do Hamas, e patrocínio do Irã, por terroristas que cruzaram de Sinai a Gaza pelos túneis de contrabando. Eles viajaram, em seguida, cerca de 200 quilômetros até uma área da fronteira entre Israel e Egito menos protegida, para então entrar no território israelense. Fontes das forças israelenses dizem que o objetivo do ataque era sequestrar um soldado. Ao menos sete dos agressores foram mortos pelas forças israelenses, que lançaram uma massiva operação de busca ao longo da fronteira, ao norte de Eilat, cidade turística na costa do mar Vermelho.

Funai tenta impedir conflito entre índios e fazendeiros no Mato Grosso do Sul

A Funai (Fundação Nacional do Índio) tenta impedir que um protesto de indígenas no Mato Grosso do Sul termine em confronto violento com fazendeiros da região. Um grupo com cerca de 60 índios teria ocupado, no último dia 7, uma área na fronteira entre duas fazendas no município de Iguatemi, a cerca de 470 quilômetros ao sul de Campo Grande, perto da fronteira com o Paraguai. Eles reivindicam a terra, que tem cerca de 20 mil hectares e hoje pertence às fazendas Santa Rita e Maringá. Desde 2005, a área é objeto de estudo do grupo de identificação e delimitação de terras indígenas da Funai. O assessor-técnico da coordenadoria da Funai em Ponta Porã, Thiago Cavalcante, afirmou que avisou os responsáveis pelas fazendas a respeito da presença dos índios e pediu que não haja um despejo violento. "É uma região com histórico bastante violento, os aparelhos do Estado estão relativamente longe", explicou o técnico, que não descarta um desfecho violento da situação. Na terça-feira, a Polícia Federal realizou uma diligência nas fazendas, mas, segundo a assessoria de comunicação da delegacia da Polícia Federal em Naviraí, os agentes não encontraram vestígios do grupo, que pertence à etnia kayowá. Segundo o antropólogo, que é descendente da mesma etnia e mantém contato próximo com o grupo, os kayowá reivindicam a área pois teriam vivido no local até a década de 70, quando foram deslocados para um acampamento com cerca de 1.800 hectares. Hoje, os mais de 2.000 membros da tribo vivem em condições precárias na reserva ou espalhados por outras tribos. Em dezembro de 2009 houve uma tentativa semelhante de ocupação, com o objetivo de pressionar o governo a acelerar o processo de identificação de terras no Estado, mas terminou na expulsão forçada dos indígenas. Os índios foram amarrados, vendados e transportados em um caminhão de transporte de bois até uma reserva indígena distante cerca de 70 quilômetros do local. No domingo (dia 14), o acampamento atual do grupo foi destruído, segundo a Funai. Cavalcante explicou que a Funai no Estado tem seis grupos técnicos de identificação e delimitação de terras indígenas, mas todo o procedimento está centralizado em Brasília. A previsão, segundo ele, é de que a decisão sobre as áreas possa ser publicada no "Diário Oficial da União" neste semestre ou no próximo ano. A fazenda Santa Rita pertence à família do prefeito de Iguatemi, José Roberto Felippe Arcoverde (PSDB).

Servidor é demitido por postar piada sobre Dilma em Twitter

Um servidor da assessoria de imprensa do Ministério do Planejamento foi demitido por ter publicado no Twitter oficial da pasta uma piada sobre a presidente Dilma Rousseff. A exoneração foi publicada no Diário Oficial da União de sexta-feira. Ele divulgou na última quinta-feira no microblog um link do site de humor "Sensacionalista" com uma sátira sobre a presidente. O site brinca que a "faxina" de Dilma no "submundo de corrupção do governo" rendeu um contrato de propaganda. "Ela fará o comercial do produto Veja Limpeza Pesada. A presidente chegou ser cotada para anunciar o Bombril, mas não aceitou. Dilma disse a amigos que seu trabalho é muito mais do que ariar panelas. Trata-se de uma limpeza difícil, acumulada por muitos anos, que não poderia acabar com um produto qualquer", ironiza o "Sensacionalista". Na sexta-feira, o próprio site publicou um nota sobre o episódio com o título "Real: twitter do governo publica notícia do Sensacionalista". O ministério afirma que a brincadeira ficou apenas alguns minutos no ar antes de ser retirada. Em abril, um funcionário terceirizado da TV Brasil pediu demissão depois de ter feito um ataque ao senador Aécio Neves (PSDB-MG) no Twitter oficial da emissora. O funcionário da Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto, que presta serviço para a TV Brasil, disse que publicou a mensagem pensando estar usando sua conta pessoal. Outro caso conhecido aconteceu em fevereiro quando o Supremo Tribunal Federal mandou dispensar uma funcionária terceirizada que questionou no Twitter quando o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), iria pendurar as chuteiras.

Espanhola Isolux transfere sede para o Brasil

A presidente Dilma Rousseff recebeu na tarde de sexta-feira, no Palácio do Planalto, representantes do grupo espanhol Isolux Cosán, que trabalha com concessões nas áreas de rodovias, linhas de transmissão e energia solar. Os executivos comunicaram a decisão de transferir a sede da empresa para o Brasil. Ela passará a se chamar Isolux Infrastructure. Segundo o presidente do Conselho de Administração da Isolux Infrastructure, João Nogueira Batista, R$ 5 bilhões dos R$ 10 bilhões de investimentos planejados até 2014 serão concentrados no Brasil. A empresa foca seus trabalhos ainda na Índia, México, Estados Unidos e Espanha. O grupo já trabalha em uma concessão rodoviária no Brasil e pretende ampliar as participações na área em que atua.

Presidente do PP defende "faxina" de Dilma no governo

O presidente nacional do PP, senador Francisco Dornelles (RJ), disse na sexta-feira que o partido apóia "integralmente Dilma", em referência à "faxina ética" empreendida pela presidente nos ministérios. "Ela tem um grande apoio na Câmara e no Senado e não são medidas pontuais que vão tirar esse apoio", disse o senador, ao participar de congresso do partido na capital mineira. Partido da base aliada do governo, o PP tem um representante no Executivo, o ministro das Cidades, Mário Negromonte, do PP da Bahia. "O PP participa do Ministério das Cidades com um grande ministro, competente, sério, com grande ligação e afinidade com presidente Dilma. Nós queremos cada vez mais fortalecer o ministro", disse Dornelles. Na semana passada, Negromonte defendeu-se na Câmara sobre uma suposta denúncia de desvio de verbas para campanha eleitoral de empresas com contratos em sua Pasta. Na ocasião, o ministro recebeu amplo apoio de líderes e parlamentares ligados à base do governo.

Polícias divergem sobre prisão de suspeito de matar juíza Patricia Acioli

A Polícia Militar do Rio de Janeiro confirmou na tarde de sexta-feira que prendeu um suspeito de envolvimento no assassinato da juíza Patrícia Acioli, executada na semana passada quando chegava em sua casa em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Porém, a Polícia Civil descarta que Alex Sandro da Costa Silva, o Alex Orelhinha, esteja na lista de suspeitos. Apontado como chefe do tráfico de drogas no morro Menino de Deus, em São Gonçalo, cidade onde a juíza atuava, Silva foi preso pela Polícia Militar na sexta-feira, um dia após a execução da juíza Patricia Acioli. A Polícia Militar afirma que o traficante seria um dos suspeitos de participar do crime. Policiais militares do 7º Batalhão de São Gonçalo, que efetuaram a prisão, afirmaram que o preso é semelhante a um suspeito que foi visto três dias antes do assassinato nas proximidades da casa dela. O homem, filmado por câmeras de segurança às 23h13 do dia 8 de agosto, circulou pela região e fez perguntas sobre a rotina da juíza para vizinhos e conhecidos, sem se identificar. Pelos menos cinco policiais do 7º Batalhão estavam entre os PMs cujos crimes seriam julgados por Patrícia Acioli.

Gerdau afirma que Câmara de Gestão irá rever Dnit e Correios

Incumbido de dar mais eficiência e produtividade aos órgãos do governo, o empresário Jorge Gerdau afirmou na sexta-feira que órgãos como o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura em Transportes) serão avaliados pela recém-criada Câmara de Políticas de Gestão, Desempenho e Competitividade, para funcionarem com mais transparência e eficiência. "Para um processo funcionar, você precisa de três fatores: uma liderança forte, ter o conhecimento dos problemas e sistema de gestão com transparência absoluta", disse ele, que vê a fórmula como uma maneira de diminuir a corrupção. Ele ressaltou, entretanto, que casos como os de corrupção e irregularidades recentes não são focos imediatos do grupo, que ele preside. "A nossa função não é trabalhar especificamente sobre corrupção. Nós não somos fiscais", disse ele. Na manhã de sexta-feira, a câmara se reuniu pela quarta vez no Planalto. Gerdau afirmou que a reunião definiu que aeroportos e demais áreas que afetem a realização da Copa de 2014 no Brasil e a Olimpíada de 2016 no Rio de Janeiro são as prioridades do grupo. Houve uma apresentação sobre a nova Secretaria da Aviação Civil, da Infraero, e outra da CGU (Controladoria-Geral da União). Eles também iniciaram um diagnóstico nos Correios. Outra área prioritária para o grupo é o setor da Casa Civil que acompanha e monitora as ações de governo. "Procuramos dar maior eficiência e produtividade, redução de custos e transparência absoluta aos processos", disse.

Vereadores criam CPI para investigar outra CPI no Paraná

Vereadores de Foz do Jordão (cidade localizada a 350 quilômetros de Curitiba) criaram uma CPI para investigar o vazamento de documentos supostamente sigilosos de outra CPI em andamento no Legislativo. Na prática, será uma comissão para investigar outra. Em maio, após o prefeito Anildo Alves da Silva (PMDB) se recusar a enviar documentos à Câmara Municipal sobre portarias oficiais sem publicação legal, os vereadores criaram a CPI dos Atos Secretos, que já apontou mais de 300 documentos irregulares. Na última quarta-feira, o vereador Derli Rodrigues Costa (PP) apresentou o requerimento da nova CPI, com assinaturas de outros cinco vereadores. Ele justificou que um documento vazou da CPI dos Atos Secretos e foi publicado em uma página de notícias na internet. O documento em questão é o decreto de nomeação do chefe do Setor de Transporte de Emergência, Rudinei Machado, que há dois meses atropelou uma menina de oito anos quando dirigia um micro-ônibus da prefeitura, usado para o transporte escolar. O site se baseou no documento para afirmar que Machado estava em desvio de função quando ocorreu o acidente. O vereador Juliano Zwaricz (PRP), presidente da primeira CPI, teria repassado o documento ao site de notícias. Ele nega a acusação e classificou de "hilária" a nova comissão, já que o decreto é público. Para ele, os vereadores da base de apoio do prefeito criaram a nova CPI com o objetivo de desviar o foco das investigações em andamento.

Inflação pode atingir centro da meta em 2012, diz diretor do Banco Central

O diretor de Assuntos Externos do Banco Central, Luiz Pereira, disse que a instituição está vigilante com a inflação e que, se for necessário, vai adotar todas as medidas para fazer com que as taxas fiquem dentro do centro da meta determinada pelo governo para 2012, de 4,5% ao ano. "Estamos vigilantes e não hesitaremos em adotar medidas para atingir o centro da meta", disse ele, durante palestra no Enaex (Encontro Nacional de Comércio Exterior). Pereira afirmou que já foi possível observar os primeiros sinais para que a inflação convirja em 2012 para o centro da meta, porque as taxas já se desaceleraram nos últimos dois meses. Além disso, a expectativa de inflação medida no mercado seria "compatível" com o centro da meta, na opinião do diretor do Banco Central. "A inflação já está em trajetória descendente", disse ele.

Bancada do PV deve migrar para base de apoio do governo Dilma

A bancada do PV na Câmara dos Deputados deve romper com o bloco formado com o PPS e estuda apoiar o governo da presidente Dilma Rousseff, disse na sexta-feira o deputado federal Ricardo Izar (PV), pré-candidato à prefeitura de São Paulo. O PPS, junto do PSDB, PSOL e DEM, é um dos principais partidos de oposição. "Não vamos mais ficar no bloco porque divergimos em muitos pontos do PPS, como a votação do Código Florestal e da MP (medida provisória) dos Correios. Foi decidido em reunião que é melhor sair para ter postura mais livre", afirmou o parlamentar, que participou de evento de filiação de vereadores em São Paulo. O bloco, liderado pelo deputado federal Sarney Filho (PV), tem 26 parlamentares (14 do PV e 12 do PPS). O deputado disse ainda que há conversas para participar da base aliada. "Estamos votando junto com o governo em muitos temas, mas por sermos independentes, ficamos sem o acesso que a base tem com o Planalto para conseguir investimentos nas nossas cidades", afirmou. "O ideial é abandonar a postura independente e ser ou oposição ou situação de vez", defendeu.

FGV pede inquérito policial para apurar fraude em contrato

A Fundação Getúlio Vargas requisitou na sexta-feira, em Brasília a abertura de inquérito policial para apurar a falsificação de documentos com timbre da entidade para justificar o contrato de R$ 9,1 milhões feito sem licitação entre o Ministério da Agricultura, e a Fundação São Paulo, mantenedora da PUC-SP. Os documentos têm papéis timbrados forjados, uma assinatura falsa e um número de fax inexistente no processo que levou ao contrato com a fundação, para cursos aos funcionários do ministério. A assinatura falsa é do professor Antonio Dal Fabbro, que coordena um setor da FGV voltado ao aprimoramento de executivos. Dal Fabbro apontou a irregularidade. O contrato está no centro de um dos episódios que levaram nesta semana à queda do ministro Wagner Rossi (PMDB), que pediu demissão na última quarta-feira em meio a uma onda de denúncias de irregularidades no ministério. Segundo denúncia do ex-presidente da comissão de licitações do ministério, Israel Leonardo Batista, o contrato foi feito por intermédio do lobista Júlio Fróes. Já foram pagos R$ 5 milhões. A Polícia Federal abriu inquérito para investigar as suspeitas de corrupção no ministério.

Empresários aceitam aumento do aviso prévio para até 90 dias

Os empresários da indústria, agricultura e comércio se uniram para dizer ao Supremo Tribunal Federal que aceitam que o aumento do aviso prévio proporcional ao tempo de serviço seja de até 90 dias. Atualmente, as empresas concedem 30 dias. Mas, em junho, o Supremo decidiu que o tribunal irá regulamentar, temporariamente, o artigo 7º da Constituição. Ele prevê o "aviso prévio proporcional ao tempo de serviço, sendo mínimo de 30 dias". Em reunião nesta semana com o relator do caso, ministro Gilmar Mendes, as confederações nacionais da indústria, transportes, comércio, agricultura e do sistema financeiro disseram que aceitam a manutenção do prazo atual e o acréscimo de três dias por ano trabalhado. Essa proposta, segundo a CNI (Confederação Nacional da Indústria), só teria um limite de 20 anos. Os empresários ainda pediram que o Supremo não aplique o aviso prévio proporcional aos micro e pequenos empresários.

Funai tenta impedir conflito entre índios e fazendeiros no Mato Grosso do Sul

A Funai (Fundação Nacional do Índio) tenta impedir que um protesto de indígenas no Mato Grosso do Sul termine em confronto violento com fazendeiros da região. Um grupo com cerca de 60 índios teria ocupado, no último dia 7, uma área na fronteira entre duas fazendas no município de Iguatemi, a cerca de 470 quilômetros ao sul de Campo Grande, perto da fronteira com o Paraguai. Eles reivindicam a terra, que tem cerca de 20 mil hectares e hoje pertence às fazendas Santa Rita e Maringá. Desde 2005, a área é objeto de estudo do grupo de identificação e delimitação de terras indígenas da Funai. O assessor-técnico da coordenadoria da Funai em Ponta Porã, Thiago Cavalcante, afirmou que avisou os responsáveis pelas fazendas a respeito da presença dos índios e pediu que não haja um despejo violento. "É uma região com histórico bastante violento, os aparelhos do Estado estão relativamente longe", explicou o técnico, que não descarta um desfecho violento da situação. Na terça-feira, a Polícia Federal realizou uma diligência nas fazendas, mas, segundo a assessoria de comunicação da delegacia da Polícia Federal em Naviraí, os agentes não encontraram vestígios do grupo, que pertence à etnia kayowá. Segundo o antropólogo, que é descendente da mesma etnia e mantém contato próximo com o grupo, os kayowá reivindicam a área pois teriam vivido no local até a década de 70, quando foram deslocados para um acampamento com cerca de 1.800 hectares. Hoje, os mais de 2.000 membros da tribo vivem em condições precárias na reserva ou espalhados por outras tribos. Em dezembro de 2009 houve uma tentativa semelhante de ocupação, com o objetivo de pressionar o governo a acelerar o processo de identificação de terras no Estado, mas terminou na expulsão forçada dos indígenas. Os índios foram amarrados, vendados e transportados em um caminhão de transporte de bois até uma reserva indígena distante cerca de 70 quilômetros do local. No domingo (dia 14), o acampamento atual do grupo foi destruído, segundo a Funai. Cavalcante explicou que a Funai no Estado tem seis grupos técnicos de identificação e delimitação de terras indígenas, mas todo o procedimento está centralizado em Brasília. A previsão, segundo ele, é de que a decisão sobre as áreas possa ser publicada no "Diário Oficial da União" neste semestre ou no próximo ano. A fazenda Santa Rita pertence à família do prefeito de Iguatemi, José Roberto Felippe Arcoverde (PSDB).

Prejuízo com fraudes bancárias na internet cresce 36%

As perdas com fraudes bancárias realizadas por meio eletrônico totalizaram R$ 685 milhões no primeiro semestre do ano, alta de 36% na comparação com o mesmo período do ano passado. Os dados foram divulgados na sexta-feira pela Febraban (Federação Brasileira dos Bancos). Segundo Wilson Gutierrez, diretor técnico da entidade, o aumento é consequência do uso crescente dos meios eletrônicos como forma de pagamento, da falta de uma legislação que iniba o avanço da ação dos criminosos com punições efetivas, e do descuido de alguns usuários em relação a procedimentos de segurança. De acordo com o diretor, não há registro de invasão ou fraude eletrônica a partir dos sistemas internos dos bancos. Gutierrez afirma que as fraudes quase sempre ocorrem externamente, como, por exemplo, "por captura de trilhas de cartões nas operações de compras". A Febraban informa que na internet é comum que a fraude só ocorra porque, ao ser iludido, o cliente informa os seus códigos e senhas para os estelionatários, além de não adotar as medidas recomendáveis de segurança nos seus equipamentos, como antivírus, sistemas operacionais legítimos e firewall.

Governo pede que PR volte à base e partido analisa proposta

Em um encontro fora da agenda oficial, a ministra Ideli Salvatti (Relações Institucionais) se reuniu na manhã de sexta-feira com o líder do PR na Câmara, Lincoln Portela (PR), e o vice-líder do governo na Câmara, Luciano Castro (PR-RR), para discutir a relação do governo com o PR. Segundo os dois parlamentares, a ministra fez um apelo para que o partido volte à base aliada do governo. Segundo Portela, o pedido "não pode ser respondido rapidamente" porque precisa passar pelas "bases do partido". A posição de independência e o anúncio de que o PR estava deixando a base do governo foram feitos no início da semana pelo presidente da sigla e senador Alfredo Nascimento (AM). Ele deixou o ministério dos Transportes na esteira de denúncias de irregularidades na pasta e no Dnit (departamento Nacional de Infraestrutura em Transportes), até então comandados pelo PR. Apesar de dizer que colocaram todos os cargos do partido à disposição da presidente Dilma Rousseff, o PR, na prática, mantém todos os postos estaduais aos quais foi indicado.

Bank of America demitirá 3,5 mil, mas os cortes podem atingir 10 mil

O Bank of America vai demitir neste trimestre 3.500 funcionários em um agressivo plano de reestruturação que poderia acabar no futuro com quase 10 mil postos, 3,5% do universo da companhia, informou na sexta-feira o jornal "The Wall Street Journal". Os cortes atingem todas as áreas do Bank of America, o maior dos Estados Unidos em ativos, e alguns trabalhadores já tiveram seus contratos rescindidos. Espera-se que todo o processo esteja concluído até o fim de setembro. A publicação nova-iorquina afirma que o executivo-chefe do Bank of America, Brian Moynihan, procura cortar em US$ 1,5 bilhão as despesas com pessoal da instituição financeira. "Sei que é duro fazer cortes, mas face aos clientes e aos acionistas temos de continuar sendo competitivos, eficientes e administrar com cuidado nossas despesas", justificou Moynihan em mensagem enviada na quinta-feira aos altos executivos do banco. O Bank of America desfez-se nas últimas semanas de ativos, como parte de seu negócio de hipotecas, que vendeu à agência estatal Fannie Mae, alguns bens imóveis que ainda tinha do Merril Lynch e seu negócio de cartões de crédito internacionais. Com as vendas, a entidade tenta aumentar seu capital para focar no atendimento a consumidores, empréstimos comerciais e bancos de investimento.

Corpo de filho de Antônio Ermírio de Moraes é cremado em São Paulo

O corpo do empresário Carlos Ermírio de Moraes foi cremado no início da tarde de sexta-feira no Crematório de Vila Alpina, em São Paulo. Filho de Antônio Ermírio de Moraes, ele morreu aos 55 anos na noite da última quinta-feira, no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, vítima de um câncer que enfrentava desde 2007. O velório foi realizado às 8 horas de sexta-feira, no salão nobre da Beneficência Portuguesa de São Paulo. Moraes era presidente do Conselho de Administração da Votorantim Participações desde 2001. Ele trabalhava no grupo Votorantim há mais de 30 anos, tendo atuado na Votorantim Cimentos, na CBA, na Votorantim Metais e na Votorantim Energia.

Planos de saúde têm 30 dias para regularizar tempo de atendimento

Em 30 dias, beneficiários de planos de saúde não poderão esperar mais do que sete dias por uma consulta com especialistas das áreas de pediatria, clínica médica, cirurgia geral, ginecologia e obstetrícia. Nas demais especialidades, o prazo de espera será até 14 dias. Para consultas e sessões com fonoaudiólogos, nutricionistas, psicólogos, terapeutas educacionais e fisioterapeutas, a espera será até dez dias. As novas regras da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) foram publicadas em junho, com prazo de 90 dias para adequação a partir da data de publicação. A resolução da agência determina também que exames para diagnóstico por laboratório de análises clínicas (como os de sangue e urina) sejam agendados em até três dias. Os procedimentos de maior complexidade, como tomografia e ressonância magnética, terão que ser marcados em até 21 dias.

Ricardo Teixeira se diz traído e que levou "cacetada" da Globo

Em conversas reservadas durante os últimos dias semana, o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, se disse perplexo e "revoltado" com o que considerou "cacetada da Globo". Para o dirigente, a reportagem do Jornal Nacional exibida no dia 13 foi "uma porrada" e "pesada demais". No último dia 13, o Jornal Nacional utilizou três minutos para falar das investigações sobre supostas irregularidades em contrato da seleção brasileira para a realização de um amistoso (Brasil 6 x 2 Portugal, em 2008). Foi a primeira vez que o telejornal da Globo entrou nas denúncias contra o comandante da CBF e até então um aliado histórico da emissora. Aos amigos, Ricardo Teixeira se disse traído por Marcelo Campos Pinto, diretor da Globo Esportes. Aiados de Teixeira ameaçam retaliar divulgando gravações de diálogos supostamente comprometedores de Campos Pinto, durante negociações feitas quando a Globo ainda tinha portas abertas na CBF. "Eles soltam esse tal princípio editorial para me dar a cacetada?", desabafou Teixeira, vinculando o "ataque" sofrido à carta de princípios divulgada por todos os veículos das Organizações Globo, no último dia 6. Nesse mesmo dia 13 também houve protesto na av. Paulista pedindo investigações sobre as denúncias e a saída de Teixeira da CBF. Para Teixeira, a "traição" é maior porque Campos Pinto lhe pediu pessoalmente ajuda para a Globo solapar as pretensões da Record, que tentava lhe tirar a exclusividade de transmissão do Campeonato Brasileiro. A Globo derrotou a Record, mas graças ao apoio da CBF. Só em publicidade e outros contratos relacionados ao futebol, a Globo movimenta cerca de R$ 1 bilhão por ano. Como manobrou para implodir o Clube dos 13, a emissora teve de negociar individualmente com os times a realização dos próximos campeonatos. Estima-se que, só para cobrir o que gastou nessa guerra, a Globo Esportes terá de faturar cerca de R$ 840 milhões em 2012. O contrato dá direito à Globo de explorar o futebol também em outras mídias, como internet, tablets e celulares. No ano passado, a Globo faturou com o futebol (tirando jogos da seleção) R$ 616 milhões em cotas de patrocínio. Apesar do grande faturamento, o futebol não é mais lucrativo como no passado para a Globo. Além da briga com a Globo, Teixeira vem sendo alvo da TV Record, empresa que o detesta e lhe declarou guerra por causa do "imbróglio" do Clube dos 13. C13 e a Record estavam associados e a emissora já dava como certa a vitória na licitação pelo Brasileiro. Só que a Globo conspirou nos bastidores com auxílio da CBF e acabou com as pretensões da TV de Edir Macedo.

Superintendente do Dnit em Mato Grosso é exonerado

O Diário Oficial da União de sexta-feira publicou a exoneração do superintendente do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) no Mato Grosso, Nilton Brito. Quem assina a exoneração é o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, que assumiu o comando da pasta no mês passado, após denúncias de corrupção que derrubaram 28 pessoas na pasta e em órgãos vinculados, como o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes). Ele era secretário-executivo do ex-ministro e senador Alfredo Nascimento (PR-AM), que deixou o cargo diante do escândalo. Após as suspeitas, o governo realizou uma espécie de "limpeza" na pasta, demitindo indicados políticos no ministério e também na Valec (estatal de ferrovia) e no Dnit.

Israel volta a bombardear Gaza um dia após triplo ataque de terroristas islâmicos palestinos

A Força Aérea israelense bombardeou na sexta-feira a faixa de Gaza. Um porta-voz das Forças de Defesa israelense disse que os aviões israelenses atingiram centros de produção de armas no centro de Gaza e outros dois alvos no norte e no sul do território. "As Forças de Defesa israelenses não vão tolerar nenhuma tentativa de ferir cidadãos israelenses e soldados israelenses", disse um comunicado dos militares, acrescentando que as forças israelenses vão continuar operando "de maneira resoluta" contra qualquer um que aterrorizar Israel. Israel acusou milícias terroristas de Gaza e prometeu reação.

Google Maps agora tem serviço de meteorologia

O Google Maps oferece aos usuários informações meteorológicas, um serviço que permite verificar as temperaturas e o tempo em todo o globo, assim como previsão do tempo de até quatro dias. Como detalha em seu blog oficial, o Google indica que a nova plataforma utiliza os recursos do site especializado em meteorologia weather.com e do Naval Research Laboratory dos Estados Unidos, com informações da cobertura de nuvens em todo o planeta. Ao fazer busca em qualquer região do planeta, o Google Maps abre um mapa no qual é possível visualizar as temperaturas naquele instante, ainda se é dia ou noite, além de outros símbolos que indicam as condições do tempo, como ensolarado, nublado ou chuvoso. Se o usuário quiser mais detalhes, pode acessar um quadro que inclui dados de umidade e vento. É possível também escolher a unidade de medida: milhas por hora ou km/h, graus Celsius e Fahrenheit.

BNDES prevê que segmento primário concentrará investimentos

Estimativas feitas pela área de pesquisa do BNDES indicam que, deste ano até 2014, aumentará a concentração dos investimentos no setor primário e, dentro da indústria, na área de petróleo e gás. Segundo as projeções, as manufaturas perderão espaço em relação ao período de 2006 a 2009, ficando com 13,7% dos investimentos. A participação da produção petrolífera passará de 9,9% para 11,1%, e a de agricultura, comércio e serviços, de 36,2% para 41,7%. Dos R$ 611 bilhões de investimentos esperados em sete setores-chave da indústria, o de petróleo e gás deve ficar com quase 62% e a mineração com 10%. Siderurgia, química, veículos, eletroeletrônica e papel e celulose dividirão o restante. "O Brasil vai primarizar cada vez mais, e isso não é necessariamente ruim. A tecnologia para a produção de petróleo é altíssima, para a produção de papel idem", disse o economista Ernani Torres, professor da UFRJ e ex-superintendente de Pesquisa do BNDES. Torres defendeu que não há uma relação necessária entre esse boom e a desindustrialização. Mas disse que é preciso conter a valorização do câmbio e seu impacto sobre as importações, que crescem enquanto a produção industrial está estagnada. Para isso, os juros têm que cair.

Para Dilma, ministro da Agricultura será reconhecido pelo setor

A presidente Dilma Rousseff disse na manhã de sexta-feira que o novo ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho (PMDB-RS), é desconhecido das instituições que representam o setor. Segundo a presidente, todo o País, no entanto, poderá reconhecê-lo com o tempo. Ao lado do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), Dilma desembarcou em São José do Rio Preto para a entrega de 1.993 casas populares do programa "Minha Casa, Minha Vida", do governo federal, construídas no residencial Nova Esperança. "O novo ministro pode ser, de fato, não conhecido no Brasil, mas logo será", disse a presidente em entrevista a uma rádio AM local.

Basf e Braskem farão projeto de acrílicos de US$ 750 milhões na Bahia

A empresa química alemã Basf anunciou na sexta-feira que vai construir um pólo produtor de acrílicos no Brasil, e a brasileira Braskem será a fornecedora de matérias-primas para o projeto, que terá investimentos de mais de 500 milhões de euros (US$ 750 milhões). A Braskem fornecerá propeno e soda para o projeto em escala mundial de ácido acrílico, acrilato de butila e polímeros superabsorventes (SAP) no Brasil. Os investimentos da empresa brasileira serão da ordem de US$ 30 milhões. O complexo da Basf, maior empresa química do mundo, começa a ser construído em Camaçari (BA) este ano e a expectativa é de início de produção em 2014. O projeto representa o primeiro investimento em ácido acrílico e SAP no País. Segundo a Braskem, o propeno que será fornecido tem um valor aproximado de US$ 200 milhões por ano e atualmente é destinado à exportação. "Com esse acordo, o produto passará a ser consumido no mercado interno com agregação de valor, gerando efeitos positivos para a balança comercial do Brasil pela substituição de importações de ácido acrílico, acrilatos e superabsorvente", disse a Braskem. O ácido acrílico é utilizado em segmentos como tintas, indústria têxtil e mineração, enquanto o acrilato de butila é um insumo para a indústria têxtil e construção civil. Já os polímeros superabsorventes são usados para produzir fraldas, para tratar água e na extração de petróleo, entre outras aplicações.

Ex-senadora Piedad Córdoba decide deixar a Colômbia após ameaças

A ex-senadora colombiana Piedad Córdoba, mediadora na libertação de vários reféns da guerrilha das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, organização terrorista e traficante de cocaína), decidiu sair da Colômbia diante das ameaças de morte. "Ela disse que recebeu informação sobre um plano para assassiná-la, com caráter iminente. Assim, com a situação, nos comunicou à noite que deixaria o país", disse o congressista Iván Cepeda, membro da ONG Colombianos e Colombianas pela Paz, liderada por Piedad Córdoba. Segundo Cepeda, as ameaças aumentaram depois das polêmicas com o ex-presidente Alvaro Uribe (2002-2010). Desde 2007, PIedad Córdoba, do Partido Liberal, participou como "mediadora" na libertação de pelo menos 20 sequestrados das Farc. Piedad Córdoba foi destituída pelo Congresso em novembro de 2010, depois de ter os direitos políticos cassados por 18 anos pela Procuradoria, que considerou que ela "colaborou e promoveu" grupos ilegais como as Farc.

Operários do Maracanã decidem manter greve

Os operários que trabalham na reforma do estádio do Maracanã para a Copa do Mundo de 2014 decidiram na sexta-feira não encerrar o movimento que interrompeu a obra. Uma nova assembléia será realizada nesta segunda-feira. Na véspera, representantes do Sitraicp (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada Intermunicipal do Rio de Janeiro) se reuniram duas vezes com o consórcio responsável pela construção. Eles reivindicam melhores condições de trabalho, plano de saúde e aumento salarial para algumas categorias. Os operários decidiram cruzar os braços há dois dias, após um trabalhador se ferir. O ajudante de produção Carlos Felipe da Silva fraturou o joelho e sofreu queimaduras nas pernas quando tentava cortar com uma solda um galão de material inflamável vazio, que explodiu. Atualmente, 2.100 operários trabalham na reforma do estádio, que receberá a final do Mundial. O canteiro funciona praticamente por 24 horas diárias há cerca de três meses. "Até agora, o que conseguimos foi o plano de saúde. Queremos que todos os trabalhadores se sintam seguros lá", disse o presidente do Sitraicp, Nilson Duarte Costa.

Sócio de empresa que emprestou jatinho a ex-ministro é exonerado

Ricardo Saud foi exonerado do cargo de diretor da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo do Ministério da Agricultura, segundo portaria publicada no Diário Oficial da União de sexta-feira. Indicado ao cargo pelo ex-ministro da Agricultura, Wagner Rossi (PMDB), que pediu demissão na quarta-feira, Saud foi sócio até 2009 dos donos da Ourofino, empresa proprietária de um jatinho que foi utilizado pelo ministro pelo menos duas vezes no ano passado. A exoneração foi assinada pela ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil). Um dos motivos para a saída de Rossi na quarta-feira foi a acusação de ele ter viajado várias vezes no jatinho da Ourofino, avaliado em US$ 7 milhões. Na última quinta-feira, uma edição extra do Diário Oficial também oficializou a exoneração de Rossi e a indicação do deputado federal Mendes Ribeiro Filho (PMDB-RS) para o Ministério da Agricultura. Em nota, Rossi disse ter usado o jato "em raras ocasiões", como "carona", e nega ter beneficiado a empresa. A Ourofino é de Ribeirão Preto (SP), cidade onde moram o ministro e sua família. Ela obteve aprovação, liberação e licença para comercialização de vacina contra febre aftosa em 2010.

Yahoo e Facebook testam a hipótese dos seis graus de separação

O Yahoo e Facebook juntaram forças para testar o experimento da década de 60, que concluiu que todas as pessoas estão conectadas umas a outras por seis elos, que se tornou conhecido pelo nome "seis graus de separação", em 1967, quando o psicólogo social Stanley Milgram (1933-1984), de Harvard, realizou um estudo sobre uma nova forma de conceber as conexões dos círculos sociais da humanidade. Com o fenômeno das redes sociais virtuais, como o Facebook com seus 750 milhões de membros, também mudou o modo como são vistas as interligações globais. Portanto, nada como usar essas novas tecnologias sociais para testar a famosa conclusão de 44 anos atrás. Nos últimos dias, os cientistas sociais do Facebook e Yahoo começaram a maior pesquisa do gênero. Eles querem descobrir, no vasto mundo das redes on-line, quantos elos de contato são necessários para uma mensagem chegar a um desconhecido de um país qualquer. O experimento Yahoo-Facebook poderia resolver questões em andamento sobre se os graus de separação entre as pessoas são tão poucos como Milgram e outros investigadores concluíram. O estudo de Milgram deixou abertas algumas lacunas, o que provocou dúvidas entre muitos cientistas sociais. A atual versão do experimento Yahoo-Facebook, chamado de "Small World" (mundo pequeno), pode ajudar a saná-las. Em média, cada membro do Facebook tem 130 amigos na rede social, e o Facebook visualiza a teia de conexões como um "gráfico social". O gráfico social não apenas aumenta com o acréscimo de membros à rede social (o Facebook triplicou de tamanho nos últimos dois anos). Ele também se torna mais denso, pois as lacunas entre as pessoas vão sendo preenchidas por novos membros, explica o cientista-chefe de dados do Facebook, Cameron Marlow. Enquanto o registro digital do gráfico mostra a extensão das conexões entre as pessoas, os indivíduos podem não estar sempre conscientes de quão grande a sua rede realmente é, já que eles nem sempre conhecem os amigos de seus amigos. O experimento atual do "Small World" colaboraria para dimensionar o postulado acima. Os resultados podem ter aplicações de negócios do Facebook, acrescenta Marlow, porque os graus de separação entre os indivíduos, e entre pessoas e marcas comerciais que publicam anúncios no Facebook, são importantes. "O Facebook depende da sua conexão, e o fato de que os usuários estão conectados uns aos outros e estão conectados a marcas permite a difusão de mensagens importantes, da qual uma grande parte é a nossa plataforma de publicidade", disse Marlow. O mundo tinha cerca de 3,5 bilhões de pessoas quando Milgram realizou seu experimento na década de 1960. Hoje é praticamente o dobro desse número.

Socialite petista Marta Suplicy faz corpo a corpo com Dilma e Lula por candidatura em São Paulo

A socialite paulistana Marta Suplicy (PT-SP) teve com Dilma, na noite da última quarta-feira, uma conversa de "grande sintonia feminina", nas palavras da senadora petista, sobre a eleição paulistana. Nesta segunda-feira, o encontro será com Lula. A senadora, que já foi prefeita da cidade de 2001 a 2004, quer ser a candidata do partido em 2012, contrariando principalmente a vontade do ex-presidente Lula, que apadrinha o ministro da Educação, Fernando Haddad. Nos últimos dias, Lula chegou a dizer que apoiou Marta Suplicy quando ela se elegeu porque era um nome novo e, pelo mesmo motivo, apóia agora Haddad. Lula faz força para que o ministro assuma a candidatura, por apostar que um nome novo possa fazer o PT reconquistar a prefeitura. Novato em disputas no partido, Haddad iniciou há duas semanas um périplo pelos diretórios zonais do partido, em caravanas que reúnem todos os pré-candidatos. Paralelamente, busca apoios que legitimem sua candidatura para além da preferência já manifestada pelo ex-presidente Lula.

Polícia prende homem com quase 180 quilos de cocaína no Morumbi

A Polícia Civil prendeu um homem de 27 anos, na última quinta-feira, com quase 180 quilos de cocaína em um apartamento no bairro do Morumbi (zona oeste de São Paulo). Também foram encontrados no local cerca de 130 quilos de uma substância que serve como insumo para produção de drogas, além de uma balança de precisão. A polícia chegou ao local após denúncia de que uma pessoa faria o transporte da cocaína para favelas da zona sul de São Paulo. Os policiais fizeram então uma campana no endereço indicado e prenderam o suspeito.

Terroristas de Gaza lançam dez bombas contra Israel

Terroristas palestinos da faixa de Gaza lançaram ao menos dez foguetes Grad e Qassam contra o território de Israel na sexta-feira. Apesar de nenhum grupo ter assumido o triplo ataque, Israel acusou grupos terroristas de Gaza e prometeu reação. A maioria dos foguetes atingiu áreas de Ashkelon, Be'er Sheva e Kiryat Gat. Um dos mísseis atingiu um prédio em um parque industrial de Ashdod, ferindo ao menos seis pessoas, uma delas gravemente. Dois dos foguetes lançados contra a cidade de Ashdod deixaram danos e dois feridos em uma sinagoga e na escola. Outros três foguetes Qassam foram disparados contra comunidades em Negev. As autoridades israelenses pediram aos moradores que permaneçam perto de abrigos antibombas. Na tarde de quinta-feira, um ataque aéreo israelense matou o chefe e ao menos outros quatro membros dos Comitês de Resistência Popular, facção terrorista palestina, na faixa de Gaza. A ação ocorreu horas depois de Israel ter acusado militantes do território pela série de ataques terroristas em Israel. Oito israelenses morreram e 25 ficaram feridos em três ataques realizados em uma estrada normalmente tranquila no deserto. Ao menos sete dos agressores foram mortos pelas forças israelenses, que lançaram uma massiva operação de busca ao longo da fronteira, ao norte de Eilat, cidade turística na costa do mar Vermelho.

Marina Silva diz que redução de parques nacionais é "retrocesso"

"Retrocesso" é como a ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, vê a medida provisória publicada nos últimos dias que reduziu a área de três parques nacionais na Amazônia, dois deles para dar lugar a hidrelétricas. A MP não foi bem recebida pelo PV, que ameaçou recorrer ao Supremo. "Minha percepção é que é inconstitucional", disse Marina Silva. Para ela, a Constituição de 1988 diz que unidades de conservação só podem ser alteradas por lei. A MP publicada no "Diário Oficial" na última segunda-feira altera o limite dos parques da Amazônia, dos Campos Amazônicos e do Mapinguari. O primeiro foi "desafetado" (reduzido) para resolver um conflito fundiário com 12 comunidades locais. O parque dos Campos Amazônicos teve seus limites redefinidos. Perderá 34 mil hectares para permitir a construção do lago da hidrelétrica de Tabajara, obra do PAC, e para liberar área para agricultores. Ganhará, por outro lado, 110 mil hectares. O Mapinguari foi reduzido em 8.000 hectares para ceder espaço aos canteiros de obras das usinas de Santo Antônio e Jirau. Para o presidente do ICMBio (Instituto Chico Mendes), Rômulo Mello, a alteração foi uma "correção" de um erro de desenho cometido na criação do parque, em 2008. Mello diz não ver problemas de constitucionalidade no ato: "A MP se transforma em lei, a presidente entende que para o País é uma coisa urgente".

PMDB agora elogia a atuação de Dilma

A cúpula do PMDB avalia que o relacionamento do partido com a presidente Dilma passou pelo seu principal teste, depois de colecionar atritos desde o início do ano. Líderes peemedebistas elogiaram o comportamento da presidente no episódio que levou à demissão do ministro Wagner Rossi (Agricultura), indicado pelo vice-presidente Michel Temer. A presidente, na visão de líderes do PMDB, seguiu o manual da boa convivência. Os peemedebistas destacaram que Dilma não ouviu ninguém ao nomear Gleisi Hoffmann (Casa Civil), Ideli Salvatti (Relações Institucionais) e Paulo Sérgio Passos (Transportes), mas entregou ao PMDB a indicação do substituto de Rossi. "Ela se saiu muito bem. Primeiro porque o Rossi saiu porque quis, a presidente insistiu muito para ele ficar, ela foi muito correta. Depois, após a saída de Rossi, ela consultou o Temer sobre os substitutos", disse o líder do partido na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN). O tom conciliador é atribuído a uma sugestão do ex-presidente Lula, que aconselhou Dilma a se reconciliar com sua base aliada, principalmente com o PMDB. Segundo relato de amigos de Lula, ele alertou que o governo perderia sustentação política se entrasse em guerra com o partido. Desde o início do governo, Dilma e PMDB viveram momentos de tensão. A presidente chegou a ameaçar demitir todos os ministros da sigla após a derrota sobre o Código Florestal na Câmara. Recentemente, líderes do partido comandaram uma "greve branca" no Congresso por conta da demora na liberação de verbas.

Santos deve assinar contrato para construção de novo estádio até o fim do ano

A diretoria do Santos pretende assinar até o final deste ano o contrato para a construção do novo estádio do clube. A nova arena será erguida na Baixada Santista no terreno de uma rede de supermercados. A Vila Belmiro não deixaria de ser usada, mas ficaria apenas para partidas de menor público, uma vez que o novo estádio terá capacidade para 40 mil lugares. A arena será feita com investimentos privados. Em março, o presidente do clube, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, disse que não haveria dinheiro do clube na construção do novo estádio e que as obras seriam financiadas por uma grande empreiteira: "Será em um lugar fantástico, uma arena multiuso, com complexo imobiliário, shopping, várias coisas. É um projeto para três ou quatro anos".