quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Senador do PT envia carta a governadores por acordo nos royalties

O senador Wellington Dias (PT-PI) afirmou nesta quinta-feira que os Estados produtores de petróleo devem abrir mão de parte da receita para evitar a derrota na votação da próxima semana, no Senado. "Não adianta fazer proposta para agradar ministro ou governadores, é preciso olhar para quem tem a maioria no Senado e na Câmara", afirmou: "A ampla maioria quer derrubar o veto". Este é um veto do ex-presidente Lula ao projeto do ex-deputado federal gaúcho Ibsen Pinheiro. O senador enviou nesta quinta-feira uma carta a governadores, deputados e senadores pedindo o acordo. Pela proposta apresentada por ele, a receita da União com royalties se reduziria em R$ 2,5 bilhões, para um total de R$ 9 bilhões. Os Estados produtores perderiam R$ 2,2 bilhões, para um montante de R$ 11,8 bilhões. Aos não produtores sobrariam R$ 8,2 bilhões. "A expectativa dos não produtores era receber R$ 16 bilhões. Pela minha proposta, reduzimos à metade a nossa expectativa", afirmou Dias: "Abrimos mão de 50% da receita. Todos terão que abrir mão de uma parte". Segundo o senador, a sua proposta será incorporada pelo relator do tema no Senado, Vital do Rêgo (PMDB-PB) e, afirma, é o único caminho para se evitar a derrubada do veto à nova divisão.

Dilma recebe João Paulo Lima e pede para que ele não deixe o PT

A presidente Dilma Rousseff recebeu no início da noite desta quinta-feira o deputado João Paulo Lima (PT-PE), ex-prefeito de Recife, e fez um pedido para que ele permaneça no partido. João Paulo estava em negociações com o PV para deixar o PT por causa de divergências na sigla em Pernambuco. O ministro José Eduardo Cardozo (Justiça), que é da mesma corrente de João Paulo, Mensagem ao Partido, participou do encontro. Segundo a ministra Helena Chagas (Comunicação Social), a presidente afirmou que "João Paulo é um companheiro daqueles que nos dá muito orgulho". Em reunião com lideranças do PT na manhã desta quinta-feira, João Paulo comunicou a decisão de deixar a sigla. O pano de fundo são as disputas políticas em Pernambuco, em especial com o atual prefeito de Recife, João da Costa. Os dois passaram de aliados a ferrenhos opositores. Costa, escolhido por João Paulo para sucedê-lo na prefeitura, quer o direito de concorrer à reeleição. O deputado, entretanto, também quer disputar a vaga em 2012. Ao final do encontro, João Paulo afirmou que irá permanecer no partido. Comento: quanto isso vai nos custar?

Oi e Banco do Brasil lançam cartão de crédito com pagamento via celular

A empresa de telefonia móvel Oi e o Banco do Brasil começam a operar a partir do próximo dia 5 de outubro o primeiro cartão de crédito com a função de pagamento via celular. A Paggo, joint venture formada pela Oi e a Cielo, será a operadora da nova tecnologia, que surge de olho no crescimento do mercado por parte das outras operadoras de telefonia móvel. Segundo o presidente da Paggo, Massayuki Osmar Fujimoto, o sistema já foi apresentado a TIM, Vivo e Claro, e estão sendo analisados. "Queremos que eles sejam nossos clientes", disse. A Vivo, porém, mantém testes para um sistema próprio em parceria com o banco Itaú e a Mastercard. Segundo o banco, os pagamentos via celular são testados em São José dos Campos (SP). A empresa espera conquistar 1 milhão de usuários por ano e incluir 15 milhões de clientes no sistema de pagamentos eletrônicos. Atualmente, a Oi tem 40 milhões de clientes. Segundo o superintendente de produtos e serviços financeiros da empresa, Gabriel Ferreira, todos terão propostas para aderir ao cartão de crédito. O primeiro Estado a ter o cartão será o de Pernambuco. Em seguida, o serviço será expandido para toda a região Nordeste e, até o final do primeiro semestre de 2012, para todo o País. As taxas de anuidade do cartão vão custar de R$ 60,00 a R$ 280,92, e poderão ser parceladas em até 12 vezes.

BNDES aprova empréstimo de R$ 1,7 bilhão para logística do etanol

O BNDES aprovou empréstimo de R$ 1,7 bilhão para a implantação do sistema multimodal de distribuição e armazenamento de etanol da Lógum Logística S.A. Criada em março, a empresa tem a Petrobras como sócia. "O valor faz parte de um financiamento de longo prazo de R$ 5,8 bilhões a ser aprovado ao longo de 2012", explica Leonardo de Almeida, gerente do departamento de logística do BNDES. O dinheiro dará início à construção de uma rede de 1.330 quilômetros de dutos com capacidade para transportar até 21 milhões de metros cúbicos de etanol por ano, além de dez terminais de armazenamento. Parte do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), o projeto irá ligar as principais regiões produtoras de etanol (São Paulo, Goiás, Triângulo Mineiro, sul e sudeste de Mato Grosso do Sul e norte do Paraná) aos centros consumidores da grande São Paulo e Rio de Janeiro e aos terminais marítimos de Ilha D'Água (RJ) e Caraguatatuba (SP). Segundo estimativas da Lógum, os custos do transporte de etanol devem diminuir em 20%. Hoje o transporte é feito principalmente por rodovias. Nesta primeira fase, que vai até março de 2013, serão construídos os trechos de Ribeirão Preto-Paulínia, Uberaba-Ribeirão Preto e Anhembi-Paulínia, além dos terminais de Ribeirão Preto, Uberaba, Anhembi e Araçatuba. No total a Lógum irá investir cerca de R$ 6,5 bilhões no projeto, sendo que 80% desse valor será financiado pelo BNDES. Além da Petrobras, a empresa tem como sócios a Copersucar, a Raízen, a Camargo Corrêa, a OTP/Odebrecht e a Uniduto.

Fernando Henrique Cardoso critica corporativismo do Judiciário contra CNJ

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso criticou nesta quinta-feira a tentativa de setores do Judiciário para esvaziar o poder de investigação do CNJ (Conselho Nacional de Justiça). Para ele, trata-se de um "retrocesso corporativista". "Por que criaram o CNJ? Porque havia a sensação generalizada de que os mecanismos normais não funcionavam por causa do corporativismo", disse ele. Segundo o ex-presidente, eventuais mudanças no conselho precisam impedir o seu enfraquecimento: "Deve-se chegar a um acordo com regras definidas que não impeçam que o Conselho Nacional de Justiça seja acionado". Em um debate em São Paulo sobre as mudanças políticas do Brasil nos últimos 15 anos, Fernando Henrique Cardoso também disse que o corporativismo tem crescido com a sua capacidade de "pressão difusa": "Existe um risco de substituir o clientelismo por um corporativismo".

EcoRodovias e Fraport formam consórcio para disputar aeroporto

A EcoRodovias e a alemã Fraport (Frankfurt Airport Services Worldwide) anunciaram nesta quinta-feira que formarão um consórcio para participar da licitação de concessão dos aeroportos de Guarulhos (SP), Viracopos (SP) e Brasília (DF). A Fraport é uma das líderes mundiais na operação e administração de aeroportos. Além do Aeroporto de Frankfurt, um dos 10 maiores do mundo em tráfego de passageiros e cargas, a Fraport opera outros 13 terminais na Europa, Ásia e Américas. A EcoRodovias opera cinco concessões de rodovias, entre elas a Imigrantes, que liga São Paulo à Baixada Santista, e também terminais logísticos. O governo petista de Dilma Rousseff decidiu realizar os três leilões de privatização dos aeroportos no mesmo dia e na mesma hora, em 22 de dezembro. "Ao optar pelo leilão simultâneo, no mesmo dia e na mesma hora, nosso objetivo é aumentar a competição entre os interessados e garantir o melhor serviço no futuro ao usuário", disse o ministro Wagner Bittencourt. Para o governo, um modelo de leilões em datas diferentes pode reduzir o número de competidores: o vencedor de um leilão pode desistir de disputar outro, beneficiando seus adversários. Os editais de licitação serão colocados em consulta pública até o fim do mês e vão conter um "gatilho de investimento" para tentar evitar gargalos e deficiências de serviços nos aeroportos. Sempre que a capacidade de um aeroporto e/ou sua qualidade de serviço estiverem próximas de atingir um nível considerado de risco, o dono da concessão será obrigado a fazer investimentos.

Família de Ruth Escobar aponta negligência na gestão do patrimônio da artista

Ruth Escobar, vítima do Alzheimer
Primeiro foi o Alzheimer, que pouco a pouco se apropriou da memória da atriz e produtora teatral Ruth Escobar, de 75 anos. Ela foi fundamental para o desenvolvimento do teatro moderno do Brasil. Concebeu, entre outras obras, o primeiro festival internacional do gênero, apresentando ao País o trabalho de Bob Wilson e Jerzy Grotowski, entre outros encenadores de prestígio mundial. A artista foi diagnosticada com a doença em 2000, um ano antes de criar uma versão de "Os Lusíadas", de Luís Vaz de Camões, seu último trabalho nos palcos, como produtora. Agora é a memória de seu legado cultural que, segundo Inês Cardoso, uma das filhas de Ruth Escobar, está em deterioração. Inês Cardoso aponta negligência na administração do patrimônio da artista, que ficou a cargo do escritório de advocacia Pinheiro Sales após determinação da Justiça, há cerca de cinco anos. "Programas de espetáculos, folhetos, fotos, está tudo estragando por conta de umidade e sujeira em uma das casas da minha mãe, na rua Treze de Maio", diz Inês Cardoso. "Está tudo caindo aos pedaços. Tive que brigar para convencer a curadora a trocar o piso de madeira do terraço. No estado em que estava, poderia machucar alguém", completa. Inês Cardoso visita a mãe toda as manhãs. Conta que Ruth Escobar está bastante debilitada: "A doença começou a se alastrar. No início, minha mãe esqueceu o repertório das palavras. Há pouco tempo, também desaprendeu a mastigar". Há seis meses, com o Alzheimer em estado avançado, a artista deixou de sair de casa e, há cerca de quatro meses, depois de levar um tombo, Ruth Escobar pouco se levanta da cama. "Ela está mais magrinha, perdeu a tonicidade dos músculos", explica a filha. Inês se comunica com a mãe colocando canções de Edith Piaf ou Billie Holiday para ela escutar. "Não sei dizer se ela me reconhece. Nunca vou saber", diz. Na quarta-feira, outra filha de Ruth Escobar, Patrícia, postou no Facebook uma foto da mãe, debilitada, com mensagens sobre o tratamento dispensado a Escobar e aos herdeiros. "A Dignidade de uma Senhora, que fez tanto pela cultura e pela Politica Cultural e direitos das minorias..hoje ela sequer tem plano de Saúde ou um médico que a acompanhe..é apenas atendida pelo Sus..enquanto isso..os que detêm suas contas...." "preciso é de um Promotor Publico..sério...!!", "um Promotor..que queira ler o caso..o processo..e me explique porque ainda não foi julgado..por que tudo isso tem que acontecer..?? Por que ela esta sem plano de saúde e sem um médico dos bons a acompanhando..e a curadora paga 2000 reais por mês à uma secretaria particular..que tem emprego na secretaria de cultura do municipio de São Paulo..e só aparece duas vezes por mes por lá..e leva esses 2000 reais..e mamãe não tem plano de saúde?? e por que não tem enfermeiras formadas..só cuidadoras..e por que mantê-la naquela mansão que esta caindo aos pedaços..pois não tem manutenção devida..e não a colocam em uma excelente clinica especializada..?? eu sei..eles querem a herança...eu sei disso tudo..tá tudo no processo..sete volumes..e nada de julgamento..e vistas grossas..vistas que não querem ver..!! Os poucos que defendem meus meio irmãos...com certeza tem uma conta bancária mais gorda..eu digo..follow the money..e as mascaras cairão..!" "entrei com a interdição em maio de 2006..e ela foi diagnosticada em 2000...desde lá a casa vem caindo..e eu não sou golias..sou Davi..mas..cadê minha pedra??" "é preciso divulgar..partilhar esse escândalo..passar adiante..os políticos sumiram..os amigos também...só ficaram umas serpentes bem venenosas..por perto..que ainda reforçam a atitude dos meus meios irmãos..pessoas que me deixam com uma pulga atras da orelha..penso que essa gente também está recebendo propinas..pra os defender..numa conspiração para que ela não possa suportar muito e faleça brevemente..eles querem partilhar a herança..esquecem-se que eu não assino nada..nem agora nem depois..antes que me mostrem aonde foi parar todo o dinheiro e por que ela está neste estado..quero justiça..quero que eles paguem nos termos da lei..por tão grande abuso e maldade..e preciso de ajuda para que agora consiga tirá-la da custódia deles e colocá-la em uma clínica decente e com médicos e enfermeiras..isso é Urgente..pois acho que do jeito que está ela não sobrevive por muito tempo..". Comento: frequentei a casa de Ruth Escobar, no Pacaembu, em São Paulo, quando trabalhava na cidade, no Estadão ou na Folha de S. Paulo. Muitas vezes saí da redação, à noite, e passava na casa dela, onde havia algum jantar festivo, reunindo a fina flor da esquerda paulista e brasileira que lutava contra a ditadura militar. Lá cruzei, muitas vezes, por Fernando Henrique Cardoso, José Serra, Franco Montoro, Almino Afonso, e tantos outros. Por que deixaram Ruth Escobar ficar em tal abandono? Essa mulher é um símbolo da cultura brasileira. Merecia atenção muito maior. Como diz a Patrícia Escobar: cadê o Ministério Público?

Revista "The Economist" dá destaque a denúncias contra Ricardo Teixeira

A revista britânica "The Economist" destacou em uma reportagem, divulgada em sua página na internet, a série de denúncias que o presidente da CBF e do COL (Comitê Organizador Local), Ricardo Teixeira, enfrentou não só no Brasil, mas também em outros países. Foram citados vários casos, como a investigação no Congresso em 2001, com a CPI da (Comissão Parlamentar de Inquérito) da CBF/Nike, as acusações feitas pela BBC de que o dirigente teria recebido suborno, a ameaça de Teixeira de negar credenciais para a Copa-2014 aos meios de comunicação que o criticam, e a suspeita de superfaturamento em gastos da partida amistosa da seleção brasileira contra Portugal em 2008. A publicação afirmou que a presidente Dilma Rousseff, que está fazendo o seu melhor para limpar a política do País, tem motivos para se preocupar. A Copa do Mundo está sendo executada por uma das figuras mais manchadas do futebol.

Justiça Federal suspende leilão do trem-bala

A Justiça Federal em Brasília determinou a suspensão da licitação para exploração do trem-bala. A decisão, a pedido do Ministério Público Federal, impede qualquer ato administrativo no processo até que seja encerrada a regularização do serviço de transporte público interestadual em todo o País. O processo de concessão das linhas de ônibus interestaduais está atrasado pelo menos três anos. Atualmente, a ANTT está fazendo consultas públicas para liberar os editais de licitação do transporte interestadual e concluir no próximo ano o processo. A decisão obriga a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) a publicar, já no próximo mês, editais de licitação para a concessão de novas outorgas de exploração de todas as linhas do transporte rodoviário interestadual e internacional e que termine o procedimento até setembro de 2012. A decisão também condiciona a liberação do trem-bala à apresentação de projeto básico que permita a completa caracterização da obra. Após o fracasso da primeira tentativa de leilão do trem-bala, a ANTT mudou o modelo e informou que pretende licitar a obra com projeto executivo.

Estudo diz que rebanho do Mato Grosso vai crescer 18% em dez anos

O rebanho bovino de Mato Grosso, hoje o maior do Brasil, deverá crescer 18% nos próximos dez anos, com um aumento de abates superior a 95% no mesmo período. O número de cabeças, de acordo com o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária, deverá passar das atuais 28,7 milhões para 33,9 milhões. A perspectiva otimista é amparada tanto em melhorias nas práticas de manejo quanto no uso de tecnologia para aumentar o valor agregado da produção. A chamada taxa de desfrute (percentual do rebanho que vai para o abate), segundo a estimativa, deverá crescer 4% ao ano até 2021. "A expectativa da produção pecuária no Mato Grosso é a melhor possível, pois o rebanho vem aumentando em uma área de pastagem cada vez menor", disse o superintendente do Imea, Otávio Celidonio: "E esse ganho de produtividade só foi possível com o bom momento da produção". Para ele, os efeitos negativos de medidas como o embargo decretado pela Rússia (iniciado em 15 de junho e que fez despencar as vendas de Mato Grosso para o Exterior) serão minimizados pelo fortalecimento do mercado interno. "A maior parte da nossa carne ainda é consumida aqui e o Brasil tem um enorme potencial a ser explorado em relação a isso. Além disso, a carne tem outros mercados que podem e já estão sendo procurados", afirmou. Na produção de aves e suínos, o anuário também prevê um cenário favorável: "Diante do crescimento do abate de bovinos, suínos e aves, a produção de carnes do Mato Grosso passará dos atuais 1,5 milhão de toneladas para 3 milhões de toneladas".

Médicos são sequestrados para atender traficante no Rio de Janeiro

Uma equipe de saúde da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Maré (zona norte do Rio de Janeiro) foi obrigada por homens armados a entrar no conjunto de favelas para socorrer um dos chefes do tráfico de drogas na região, que havia sido baleado. O caso, ocorrido no último dia 1º, foi revelado por funcionários da unidade, reaberta pelo governo após uma semana fechada devido a ameaças do tráfico. "O traficante ferido veio acompanhado de mais de 20 bandidos armados com fuzis e pistolas para pedir atendimento", afirmou um funcionário. Segundo ele, armas eram exibidas para intimidar médicos, enfermeiros e auxiliares. Por volta das 10 horas, a equipe levou o criminoso de ambulância para um hospital particular, mas o atendimento foi negado. O grupo, então, retornou à Maré para deixar o homem em uma casa no local, onde permaneceram até o final da tarde. O funcionário contou que o criminoso recebeu atendimento básico dentro da ambulância, mas não soube dizer se a equipe realizou procedimentos mais complexos no interior da favela. De acordo com pessoas que trabalham na UPA, localizada em um dos principais acessos ao complexo de favelas, é comum que traficantes furem a fila e obriguem médicos a atendê-los na frente de outros pacientes. "Isso virou prática habitual. Pelo menos duas vezes por mês chegava alguém de moto para avisar que precisava de atendimento na favela", disse. Funcionários também contam que o sequestro do dia 1º foi o quarto envolvendo equipes da unidade. Comento: esse é o sucesso dos programas de intervenção do governador populista Sérgio Cabral. E o Rio vai sediar Copa do Mundo e Olimpíada.

Governo desapropria terras quilombolas em Minas Gerais

A presidente Dilma Rousseff assinou nesta quinta-feira decreto de desapropriação por interesse social de terras quilombolas no norte de Minas Gerais. A área de 17.312 hectares, denominada "Brejo dos Crioulos", deverá ser desocupada por latifundiários e grileiros e posteriormente entregue aos descendentes de escravos. De acordo com Paulo Roberto Faccion, da Comissão Pastoral da Terra, a assinatura do decreto foi "resultado de uma luta de 12 anos". Segundo ele, a região é marcada por conflitos, já que 512 famílias quilombolas dividem as terras com latifundiários, integrantes de milícias e grileiros. "Tem tiroteio, os trabalhadores são feridos, no mês passado um rapaz foi esfaqueado no pescoço e nas costas por um dos milicianos", afirmou. Para Zé Carlos Oliveira Neto, representante da comunidade, o maior problema é a dificuldade de produzir na terra que ocupa atualmente. Ele afirma que cerca de 13 mil hectares do total são ocupados atualmente por nove latifundiários e nas aldeias em que moram os quilombolas "não dá para produzir nada": "Agora, a partir da desapropriação, é que começa a luta pela titularização das terras". Faccion afirmou que a declaração de interesse social das terras autoriza a entrada de forças federais para tentar controlar a tensão no local, o que deve facilitar a desapropriação.

Dilma assina medida que desonera indústria de defesa

A presidente Dilma Rousseff assinou nesta quinta-feira uma medida provisória que desonera empresas que produzem equipamentos de defesa de impostos como o IPI, PIS/Pasep e Cofins. A medida criará um regime especial de tributação denominado Retid. A presidente Dilma, em discurso no Planalto, afirmou tratar-se de "um passo importante para o plano estratégico de defesa nacional". O texto prevê também regras especiais para compra e contratação de sistemas de defesa para o País, além de incentivos para o desenvolvimento de novas tecnologias. Para o governo, por estimular o avanço tecnológico, a Medida Provisória beneficiará não só as empresas de defesa. Segundo o ministro petista Celso Amorim, "a medida significa, por um lado, o forte comprometimento do governo com a defesa nacional. Por outro, medida de política industrial de grande importância". Comento: no País da "humanista" Dilma, indústria de armas é desonerada, indústria de alimentos leva o peso tributário total.

Licitação de obra de R$ 300 milhões para a Copa no Rio de Janeiro é paralisada

A licitação para a obra de construção de um novo píer de atracação de navios de passageiros no Porto do Rio de Janeiro foi paralisada pelo Tribunal de Contas da União por indícios de irregularidades. A concorrência estava marcada para o próximo dia 10 de outubro. A obra é estimada em cerca de R$ 300 milhões e faz parte dos compromissos assumidos pelo Brasil para a Copa de 2014. A estimativa é que a construção dure dois anos e quatro meses. De acordo com o relator do processo, ministro Valmir Campelo, há indícios de sobrepreço de R$ 45 milhões na licitação. O órgão de controle já havia apontado o problema no ano passado, quando o primeiro edital de licitação foi lançado. A Cia Docas do Rio de Janeiro, responsável pela obra, adiou na época a licitação para modificar o edital. Mas, segundo o Tribunal de Contas da União, os problemas com preços continuam após as mudanças.

Corretora deverá informar custo com tarifas em compra de moeda

Bancos, corretoras e casas de câmbio terão que informar o valor total da operação ao consumidor que comprar moeda estrangeira para viagens internacionais. A decisão foi tomada pelo Conselho Monetário Nacional, que batizou a informação de VET (Valor Efetivo Total). O VET é a soma da taxa de câmbio (que muda ao longo do dia e de instituição para instituição) e da tarifa cobrada pelo banco ou corretora pelo serviço, além do imposto sobre operações financeiras. As instituições terão até dia 2 de janeiro de 2012 como prazo para se adaptarem à medida. De acordo com Geraldo Magela, gerente executivo de Câmbio e Normatização do Banco Central, a idéia é que o consumidor tenha em mãos valores que sejam comparáveis, para que possa tomar mais facilmente a decisão de qual valor, entre o oferecido pelas diferentes instituições de câmbio autorizadas, vale mais a pena para ele. Outra decisão do CMN foi que as tarifas cobradas pelas instituições autorizadas a realizar câmbio, terão que ser submetidas às mesmas regras das tarifas bancárias. Uma dessas regras é que, quando essa tarifa cobrada pelo serviço é mudada, tem que permanecer no mesmo patamar por seis meses. Após esse período, a tarifa pode aumentar, mas apenas se a instituição avisar o consumidor com antecedência de 30 dias.

Mercadante diz que derrubada de veto presidencial seria "maldição do petróleo"

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloizio Mercadante, disse nesta quinta-feira que a derrubada do veto presidencial ao modelo de partilha dos royalties do petróleo, que deve ser decidida pelo Congresso na próxima semana, seria o início da "maldição do petróleo" no Brasil. Também conhecida como "doença holandesa", a "maldição do petróleo" é o nome dado à dependência excessiva que um país desenvolve em relação a uma commodity como o óleo. Falando num ato público promovido pela SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência) e da ABC (Academia Brasileira de Ciências) na Câmara dos Deputados, Mercadante afirmou que a derrubada do veto presidencial que impede que os royalties do petróleo sejam destinados a Estados e municípios não produtores vai pulverizar recursos que deveriam ser investidos em educação, ciência e inovação tecnológica para que o país possa "sair do petróleo a médio e longo prazo". "É assim que começa a maldição do petróleo: em vez de unir, divide os entes federativos", afirmou. Segundo o ministro, a derrubada do veto faria o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação perder só neste ano R$ 1,1 bilhão. Isso porque, no modelo defendido pelos Estados não produtores, os recursos dos royalties que hoje são carimbados para ciência, tecnologia e Marinha deixariam de sê-lo. Segundo Mercadante, a pulverização entre Estados e municípios da verba da ciência poderia levar o Brasil para o caminho do "Estado parasitário", nos moldes do que aconteceu com a Venezuela e com outros petroestados, como os países árabes.

Conar abre processo para avaliar propaganda com Gisele Bündchen denunciada por petistas

O Conar (Conselho Nacional de Autoregulamentação Publicitária) abriu processo, na tarde desta quinta-feira, para avaliar denúncias recebidas contra a campanha "Hope ensina", em que Gisele Bündchen aparece de lingerie e mostra a "melhor maneira" de dar uma má notícia ao marido. O processo está baseado na denúncia da Secretaria de Políticas para as Mulheres, que pediu ao órgão a suspensão da propaganda. Segundo a assessoria do conselho, o processo foi aberto após análise preliminar do caso, que verificou a existência de fundamento, no código brasileiro de autorregulamentação publicitária, para a aceitação da denúncia. O passo seguinte é a nomeação de um relator que, no âmbito do conselho de ética da entidade, vai elaborar seu parecer sobre as críticas. No meio do caminho, o relator pode decidir suspender liminarmente a veiculação da propaganda até o julgamento final. Caso entenda que a campanha fere, de fato, o código do setor, o Conar pode recomendar a suspensão definitiva do comercial. Na peça publicitária, Gisele aparece usando roupas normais para falar, por exemplo, que bateu o carro. A estratégia é classificada como "errada" e em seguida a forma "correta" é mostrada: a modelo repete a notícia, usando apenas lingerie. "Você é brasileira, use seu charme", conclui a peça publicitária, que está no ar desde o último dia 20. As denúncias recebidas pelo Conar consideraram que a campanha da Hope não tratou com respeito a condição feminina. Para as petistas, a condição feminina deve ser muito bem representada por cuecas (recheadas de dólares).

Justiça decreta prisão de outro policial militar suspeito de matar juíza

O juiz da 3ª Vara Criminal de Niterói, Petersen Barroso Simão, decretou na tarde desta quinta-feira a prisão temporária por 15 dias do soldado Handerson Lents Henriques da Silva, da Polícia Militar, apontado como suspeito de participar do assassinato da juíza Patrícia Acioli, no dia 11 de agosto, em Niterói. Segundo a Polícia Civil, o policial teria fornecido o endereço da juíza aos assassinos. O soldado Silva faz parte do 7º Batalhão de São Gonçalo. Ainda não há informações sobre o paradeiro dele. Na última terça-feira, a polícia prendeu o tenente-coronel Cláudio Luiz de Oliveira sob acusação de ser o mandante do crime, quando ainda era o comandante do Batalhão de São Gonçalo. Além dele, outros nove policiais militares permanecem presos sob suspeita de participar do assassinato. No início da semana, um dos cabos presos disse aos investigadores que Oliveira fazia operações ilegais quando comandava o Batalhão de São Gonçalo e ainda ficava com parte do material apreendido. O tenente-coronel foi exonerado e está preso em Bangu 1. O ex-comandante do Batalhão de São Gonçalo havia sido transferido para o 22º Batalhão da Maré dias depois da morte da juíza. Após a prisão de Oliveira, o comandante da Polícia Militar do Rio de Janeiro, Mário Sérgio Duarte, pediu demissão do cargo. O tenente-coronel era homem de confiança de Duarte, que foi o responsável direto por sua nomeação para o comando do 22º Batalhão, na Maré. Segundo a investigação feita até agora, a motivação do assassinato está relacionada à morte do jovem Diego Beliene, de 18 anos, durante uma operação policial. Os envolvidos neste crime, lotados no Batalhão de São Gonçalo, eram investigados pela suspeita de terem forjado a morte de Beliene como sendo "auto de resistência", como são classificadas pela Polícia Militar as mortes de suspeitos "em confrontos". Na verdade, não passam de execuções ilegais. Comento: no Rio de Janeiro, está tudo dominado.

Brasil aceita formar comissão de conciliação para debater caso do terrorista Battisti

O governo brasileiro atendeu ao pedido da Itália e aceitou formar uma comissão de conciliação para discutir por vias diplomáticas o caso do italiano Cesare Battisti. A medida é uma forma de tentar evitar que a decisão do Brasil de não extraditar o terrorista Cesare Battisti seja julgada pela Corte Internacional de Justiça, com sede em Haia (Holanda). O acerto foi feito na semana passada pelo ministro Antonio Patriota (Relações Exteriores) e o colega italiano Franco Frattini durante conversa na reunião da Assembléia Geral da ONU, em Nova York. A formação dessa comissão está prevista na Convenção sobre Conciliação e Solução Judiciária entre o Brasil e a Itália, assinada em 1954 pelos dois governos. O grupo será composto por um italiano, um brasileiro, além de um indicado de um país neutro. A idéia é que se encontre uma solução jurídica amigável. Um relatório será produzido após quatro meses de análise do caso. Cada país terá ainda mais três meses para se pronunciar sobre o documento. Segundo o acordo, no entanto, "o relatório, seja no tocante à exposição dos fatos, seja com relação às considerações jurídicas, não terá caráter de sentença arbitral". Ex-integrante do PAC (Proletários Armados pelo Comunismo), ele foi condenado à prisão perpétua por quatro assassinatos infames ocorridos que ele cometeu nos anos 1970 na Itália. O acordo ainda prevê que se a comissão não conseguir formar um consenso, o caso será encaminhado para a Corte de Haia. Anote: não haverá acordo.

Casa do delator do DEM é leiloada por R$ 3,5 milhões em Brasília

Uma casa do delator do Mensalão de Brasília, Durval Barbosa, em região nobre de Brasília, foi leiloada na tarde desta quinta-feira por R$ 3,5 milhões. Segundo o Tribunal de Justiça do Distrito Federal, em março, a residência foi avaliada em R$ 4,3 milhões e o lance mínimo feito nesta quinta-feira foi de 60% do valor, equivalente a R$ 2,6 milhões. A casa foi arrematada pela Construtora Dharma, de Minas Gerais. O Tribunal de Justiça informou que foram nove lances ao todo, de três pessoas diferentes. Esta foi a segunda tentativa do tribunal de leiloar o imóvel. Na primeira não houve oferta. A residência, segundo o Tribunal de Justiça, fica na QL 10, lote 19, conjunto 10, do Lago Sul, e tem 1087,5 metros quadrados de área total e 862,58 metros quadrados de área construída. O tribunal colocou o imóvel à venda porque ele foi obtido com dinheiro público. Comento: Durval Barbosa era só um delegado de polícia civil distrital, acredite.....

Suplente do DEM assume vaga de senador pemedebista

Clóvis Fecury (DEM-MA) assumiu na quarta-feira a vaga de João Alberto (PMDB-MA) no Senado Federal. João Alberto pediu licença para ocupar o posto de secretário de Estado Extraordinário de Projetos Especiais do Maranhão, governado por Roseana Sarney (PMDB). Fecury foi deputado federal por duas vezes e preside, desde 2007, o diretório regional do DEM no Maranhão. No ano passado, à frente da legenda, conduziu o partido à aliança que ajudou a eleger Roseana Sarney. O novo senador é o 17º a tomar posse nesta legislatura.

Governo mantém taxa de juros de longo prazo em 6% ao ano

O Conselho Monetário Nacional decidiu manter a TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo) em 6% ao ano, taxa válida para o período de 1º de outubro a 31 de dezembro. A TJLP está em 6% ao ano desde julho de 2009. A taxa serve de referência para os empréstimos concedidos pelo BNDES. O percentual é calculado com base nas expectativas para os próximos 12 meses para a inflação e para o risco-Brasil. "O entendimento do governo nesse voto é que o momento não exige nem aumento nem redução da TJLP, de modo a não comprometer os custos dos investimentos necessários para o País", afirmou o secretário-executivo adjunto do Ministério da Fazenda, Dyogo Oliveira.

Governador da Bahia anuncia construção da segunda maior ponte do Brasil

O governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), anunciou na tarde desta quinta-feira a construção de uma ponte de 11,7 km para ligar Salvador à ilha de Itaparica. A Rio-Niterói, maior ponte do Brasil, tem 13,3 km de extensão. Ao fazer o anúncio, o petista diz que a obra sairá do papel com verbas federais, estaduais e dinheiro da iniciativa privada. O investimento previsto é de R$ 7 bilhões e a previsão de conclusão da obra é 2018. Segundo o governador, os estudos de impacto ambiental e o edital de licitação da obra deverão ser feitos simultaneamente, para agilizar a obra. O governador disse que haverá cobrança de pedágio para cobrir os custos de manutenção da ponte. Hoje, a ligação entre Salvador e Itaparica, um corredor importante de ligação com o sul da Bahia, é feita por balsas que cruzam a baía de Todos os Santos. Comento: Dilma diz que não tem dinheiro para fazer a ponte sobre o rio Guaíba, em Porto Alegre, mas vai soltar uma fábula de dinheiro para a ponte nababesca do governador petista Jaques Wagner em Salvador. Isso é no que dá o peremptório Tarso Genro dizer que tem relações carnais com o governo Dilma. Veja animação de como será a ponte, conforme divulgado pelo governo da Bahia:

Record contrata Romário como comentarista de futebol

Romário, de 45 anos, assinou um contrato com a Record na tarde desta quinta-feira. O ex-atacante e atual deputado federal vai ser comentarista de futebol da emissora. Com isso, o artilheiro do time brasileiro no tetracampeonato será um dos enviados da Record ao Pan de Guadalajara, no México. Além dos jogos de futebol masculino, ele vai comentar as partidas da seleção feminina. Também é provável que ele seja enviado pela emissora para as Olimpíadas de 2012, em Londres. Não foram divulgados a duração nem os valores do contrato. Comento: mas ele não é deputado federal? Como poderá trabalhar na cobertura dos eventos esportivos e na Câmara dos Deputados ao mesmo tempo?

Servidores da Justiça Federal em São Paulo decidem entrar em greve

Os servidores do Judiciário Federal em São Paulo decidiram nesta quinta-feira entrar em greve por tempo indeterminado. A decisão foi tomada em assembléia que aconteceu na frente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (SP e MS), que fica na avenida Paulista. Cerca de 600 funcionários participaram da reunião, de acordo com o Sintrajud (Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal no Estado de São Paulo). "A expectativa é uma greve forte na próxima semana, principalmente no interior. A idéia é fazer uma paralisação nacional", disse o diretor do sindicato, Cléber Borges Aguiar. Na próxima quarta-feira haverá um protesto em Brasília. A categoria tem cerca de 20 mil funcionários em São Paulo, que atuam no Tribunal Regional Federal, na Justiça Federal e Justiça do Trabalho. Na terça-feira, o sindicato já havia decidido fazer uma paralisação de 72 horas. Em 2010, os servidores fizeram uma greve de 69 dias. Em São Paulo, os funcionários da Justiça Estadual também fizeram uma paralização de 92 dias no ano passado. Os servidores da Justiça Federal já estão em greve em Mato Grosso e na Bahia. Durante a semana também aconteceram paralisações no Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Pernambuco, Paraíba, Piauí, Maranhão e Minas Gerais. O Sintrajud afirma que os salários da categoria estão congelados desde 2006. A Ajufe (Associação dos Juízes Federais do Brasil) também ameaça entrar em greve. Como os servidores, os juízes voltaram a defender que o governo inclua o reajuste salarial do Judiciário no plano orçamentário de 2012.

Menino de 11 anos leva arma carregada para escola em Minas Gerais

Uma criança de 11 anos foi flagrada com uma arma calibre 38 em uma escola do bairro Itatiaia, em Belo Horizonte (MG), na tarde de quarta-feira. Segundo a Guarda Municipal, um colega de classe denunciou o garoto à diretoria da escola municipal Alice Nassif. Após o aviso, um agente fez uma revista e encontrou o revólver. A arma estava carregada com quatro balas. O menino foi encaminhado para o Conselho Tutelar. A Polícia Civil foi acionada e investiga como o garoto teve acesso à arma.

Pesquisa aponta melhores e piores cidades no saneamento básico

Uma pesquisa divulgada nesta semana coloca a cidade de Santos, no litoral paulista, como a melhor classificada do Brasil no saneamento básico. O ranking tem como base um estudo do Sistema Nacional de Informações de Água e Esgotos, do Ministério das Cidades. Para fazer o ranking, são compilados critérios diferentes do estudo do Ministério das Cidades, referente a 2009, como população atendida com água tratada e com rede de esgoto, tratamento de esgoto, tarifa média cobrada e investimento. Para cada aspecto analisado o estudo estabelece uma evolução e classifica as cidades. Foram avaliadas 81 cidades brasileiras com mais de 300 mil habitantes. Juntando esses aspectos, Santos está em primeiro lugar. Outro destaque é São José do Rio Preto, que tratava 5% do esgoto em 2008 e passou a tratar 99% no ano seguinte. Os dados utilizados pelo Ministério são fornecidos pelas empresas de saneamento das cidades. Das 81 cidades analisadas, 28 informam ter índice de coleta de esgoto de mais 80% da população. Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS) e Montes Claros (MG) informam atender 100% da população. Entre 2003 e 2009, houve um aumento de 12% da coleta no conjunto dos municípios. As cidades com índice zero de coleta são três do Rio de Janeiro, Duque de Caxias, Nova Iguaçu e São João do Meriti e Ananindeua (PA).

STF abrirá ação penal contra deputado federal Paulo Maluf e familiares

Por 7 votos a 1, o Supremo Tribunal Federal recebeu denúncia (Inq 2471) apresentada pelo Ministério Público Federal contra o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP), integrantes de sua família e empresários por lavagem de dinheiro. A acusação de crime de quadrilha foi rejeitada pelo Plenário somente em relação a Paulo Maluf e sua mulher, Sylvia, em virtude da prescrição do delito. Acompanharam o voto do relator do inquérito, ministro Ricardo Lewandowski, os ministros Luiz Fux, Cármen Lúcia Antunes Rocha, Ayres Britto, Dias Toffoli, Gilmar Mendes e o presidente Cezar Peluso. Somente o ministro Marco Aurélio divergiu e rejeitou toda a denúncia ao reconhecer a prescrição de todos os crimes imputados a Maluf. “Peço vênia ao relator para assentar a prescrição da pretensão punitiva quanto ao detentor da prerrogativa de foro e, a partir dessa premissa, determinar a baixa da denúncia à 1ª instância, para que se delibere quanto ao inquérito relativamente aos demais envolvidos”, disse. Mesmo acompanhando o voto do relator, os ministros Dias Toffoli e Gilmar Mendes fizeram uma ressalva ao manifestarem preocupação em relação ao chamado crime antecedente, referente ao dinheiro obtido de forma ilícita na década de 90. “Os fatos são extremamente relevantes e é a primeira vez, salvo melhor juízo, que a Corte se depara com essa situação: fatos que antecedem a própria lei (de lavagem de dinheiro) e que, tendo em vista a permanência do crime, podem criar uma situação de efetiva retroatividade”, disse o ministro Gilmar Mendes. O ministro Cezar Peluso fez uma ressalva “expressa” em relação à questão da prescrição do crime de lavagem de dinheiro. Em seu voto, o ministro Ricardo Lewandowski afirmou há diversos elementos que servem como indícios de provas para o desencadeamento da ação penal, com destaque para o detalhamento do caminho financeiro das alegadas propinas recebidas pelo grupo, com escalas nos Estados Unidos e países da Europa. Em razão da idade do casal Paulo e Sylvia Maluf (mais de 70 anos), o relator votou pelo reconhecimento da prescrição da pretensão punitiva do Estado em relação ao crime de formação de quadrilha que, porém, foi recebida quanto aos demais réus. A denúncia não foi recebida em relação à organização criminosa. Lewandowski, que também é relator das outras duas ações penais contra Paulo Maluf, rejeitou a alegação da defesa de que a denúncia do Ministério Público Federal seria inepta em razão de sua “pretensa generalidade”. Segundo ele, o fato de se tratar de supostos crimes cometidos por meio de atuação coletiva de agentes, que teriam praticados os delitos com a colaboração de várias pessoas físicas e jurídicas, não se pode exigir que o Ministério Público Federal “desça a minúcias dos atos atribuídos a cada um dos denunciados nesta fase processual, sob pena de adentrar-se, desde logo, em um inextricável cipoal fático”. Com base em elementos das ações penais em que atua como relator, Lewandowski afirmou haver indícios suficientes de que o esquema de desvio de verbas públicas operado por Paulo Maluf à frente da prefeitura de São Paulo gerou prejuízo ao erário de aproximadamente US$ 1 bilhão, dinheiro que circulou por contas correntes mantidas pela família na Suíça, Inglaterra e na Ilha Jersey, a partir de distribuição feita a partir da conta mantida em Nova York. “Os elementos colhidos na ação penal são pródigos no tocante à presença de indícios de autoria do delito de corrupção passiva por parte de Paulo Maluf, independentemente do fato de ter sido a respectiva denúncia recebida por juiz de 1º grau”, afirmou. O relator detalhou o suposto esquema de desvio operado especificamente na construção da Avenida Águas Espraiada, cuja obra foi executada por um consórcio formado pelas construtoras Mendes Jr. e OAS ao custo de R$ 796 milhões, mas ressaltou que os recursos obtidos por meio de corrupção passiva (crime antecendente), em tese, não têm origem apenas nesta obra. “Havia um conjunto de empresas supostamente subcontratadas pela Mendes Jr., que, que durante muito tempo vendiam serviços fictos, mediante uma remuneração de 10%. É por essa razão que, aparentemente, chegou-se a mais de 900 milhões de dólares de recursos supostamente desviados. É um trabalho, não diria nem de formiguinha, mas de tamanduá, ao longo do tempo”, ironizou. O ministro qualificou como “impactante” o depoimento prestado em juízo pelo ex-diretor financeiro da Mendes Jr., Simeão Damasceno de Oliveira, no qual contou detalhes do esquema. De acordo com o relator, há indícios de que parte do dinheiro da propina era transferida ao Exterior por meio de doleiros contratados pelas próprias construtoras. Também há evidências de que, nos bastidores da Administração municipal, o filho do prefeito, Flávio, atuava para que os pagamentos à OAS e à Mendes Jr. fossem feitos rigorosamente em dia.

Cuiabá vive surto de toxoplasmose, com 18 casos confirmados

A Secretaria de Saúde de Cuiabá (MT) anunciou nesta quinta-feira que a cidade vive um surto de toxoplasmose. Nos últimos nove dias foram identificados 29 casos, 18 deles já confirmados em laboratório. A maior ocorrência está em homens adultos, mas há um caso em criança de 18 meses e outros quatro em adolescentes. Alguns pacientes sintomáticos relataram o consumo de açaí no período que antecedeu a manifestação dos sintomas. Causada pelo protozoário Toxoplasma gondii, a doença provoca febre, gânglios inchados, aumento do fígado e manchas avermelhadas pelo corpo. Os primeiros casos foram notificados no dia 20 de setembro e envolviam frequentadores de uma associação religiosa. A secretaria lançou um alerta às unidades de saúde, aos médicos infectologistas e ao Conselho Regional de Medicina e anunciou que fará "fiscalização sanitária em estabelecimentos relacionados a produtos ou serviços passíveis de atuarem como fonte de infecção". A população será orientada a seguir uma série de medidas de controle, entre elas evitar o consumo de carnes cruas ou mal passadas; consumir água de procedência segura; eliminar fezes de gatos em lixo seguro; lavar as mãos após manipular carne crua, terra ou areia. Nos últimos dez anos, segundo a secretaria, foram registrados dez surtos de toxoplasmose no Brasil. O maior deles ocorreu em 2001, em Santa Isabel do Ivaí (PR), com 426 casos.

Novo marco regulatório preocupa mineradora Anglo American

O novo marco regulatório que está sendo formulado no Brasil preocupa a mineradora britânica Anglo American. "O código deve ser modernizado, mas temos a preocupação de que a questão seja tratada de forma a não afetar a competitividade", afirmou nesta quinta-feira o presidente da unidade de níquel da companhia no país, Walter di Simoni. "O código mineral merece uma revisão, mas é necessário entender toda a parte fiscal", acrescentou Stephan Weber, presidente da unidade de negócio de minério de ferro no Brasil. Os investimentos da mineradora Anglo American no Brasil somarão US$ 14 bilhões até 2013, considerando os aportes que a companhia fez desde 2007. "O investimento para o Brasil é maciço", lembrou a presidente global da Anglo, Cinthya Carroll, ao participar do 14º Congresso Brasileiro de Mineração. A companhia tem dois grandes projetos no Brasil: Barro Alto, de níquel, localizado em Goiás, e o Minas-Rio, para a produção de minério de ferro. Os dois foram citados por Carroll como fundamentais para a meta da companhia de elevar a sua produção mundial de commodities em 50% até 2015. A Anglo American trabalha para elevar a produção da área de níquel no Brasil das atuais 20 mil para 66 mil toneladas ate o final de 2012. Por meio da Mineração Catalão, a Anglo American produz nióbio nos municípios de Catalão e Ouvifor (GO) e, segundo Carroll, a empresa continuará investindo nesse negócio. "Descobrimos mais nióbio do que o estimado nas primeiras sondagens e queremos continuar explorando isso no futuro", afirmou.

Porta-voz de Gaddafi é capturado em Sirte

O porta-voz do regime de Muammar Gaddafi, Musa Ibrahim, foi capturado nesta quinta-feira nos arredores da cidade de Sirte, a 360 quilômetros a leste de Trípoli, segundo informações de comandantes das tropas do CNT (Conselho Nacional de Transição). "Os combatentes de Misrata nos contataram para anunciar que Musa Ibrahim foi capturado", disse Mustafah ben Dardef, da brigada de Zenten no CNT, cujo anúncio foi confirmado pelo comandante Mohammed Marimi. Ibrahim estava disfarçado entre moradores da vila local que tentavam fugir de Sirte, cidade natal do ditador, foco de combates entre rebeldes e forças leais a Gaddafi há dias.

Líder petista diz que vai chamar PSD para reunião da base aliada

O líder do governo na Câmara, o deputado federal Cândido Vaccarezza (PT-SP), classificou a criação do PSD como o principal fato político partidário do ano. O deputado disse, inclusive, que vai chamar o líder do partido, Guilherme Campos (SP), para participar das reuniões da base aliada do governo, que acontecem tradicionalmente durante o almoço das terças-feiras. "Acho não há precedentes, construir um partido desse tamanho, sem tempo de TV. Isso tem um significado político imenso, o maior do ano", afirmou. Na opinião de líderes da base, a formação do novo partido, comandado pelo prefeito Gilberto Kassab (São Paulo), é resultado da falta de projetos alternativos da oposição.

Polícia apreende 14 réplicas de pistola em Santa Catarina

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu 14 pistolas de brinquedo levadas por um homem em um ônibus de turismo na noite de quarta-feira, próximo à cidade de Maravilha, no oeste de Santa Catarina. Segundo a polícia, as armas são réplicas e podem ser usadas em assaltos. Na mesma ação, os policiais apreenderam remédios irregulares que estavam com duas mulheres: 360 comprimidos do moderador de apetite sibutramina e 400 do estimulante sexual Pramil. Enquanto a sibutramina é de venda controlada e tem sua importação proibida pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o pramil, que combate disfunção erétil, sequer tem registro na agência. Sua importação é crime de saúde pública e pode resultar em 10 a 15 anos de prisão. Também foram apreendidos no ônibus cerca de pares de 2.000 óculos.

Lula diz que vai doar prêmio de US$ 100 mil para país africano

O ex-presidente Lula recebeu nesta quinta-feira em Gdansk, na Polônia, o prêmio Lech Walesa, criado em 2008. Lula disse que irá doar para um país africano os US$ 100 mil (R$ 182 mil) que recebeu do instituto. O país será escolhido pelos diretores do Instituto Lula e pelos membros da fundação polonesa. Um dos fundadores do sindicato Solidarnosc (Solidariedade) e ganhador do Nobel da Paz de 1983, Lech Walesa foi eleito em 1990 o primeiro presidente da Polônia após a queda do comunismo. Em seu discurso, o ex-presidente comparou sua trajetória politica com a de Walesa. "Fomos muitas vezes tachados como pessoas despreparadas, incapazes de conduzir a luta sindical. Nossos críticos desconhecem, contudo, que os operários não aceitam nem toleram falsas lideranças", disse. Walesa afirmou que quando conheceu Lula, em 1980, disse a ele que estavam em caminhos diferentes. "Nós deixamos o comunismo e o senhor queria introduzir o socialismo. Parecia que estávamos em caminhos opostos, pois parecia não haver terceira via", afirmou o polônes. "O senhor não tinha razão há 30 anos, mas hoje mostrou que tinha razão", completou. O primeiro-ministro polonês, Donald Tusk, disse que Lula e Walesa fizeram mudanças radicais em seus países. Segundo o instituto, Lula recebeu o prêmio "em reconhecimento a seus esforços para conseguir uma cooperação pacífica e compreensão entre as nações, especialmente para reforçar o papel dos países em desenvolvimento no mundo dos negócios, e por sua contribuição para reduzir a desigualdade social".

Relator da reforma política na Câmara altera texto

O deputado federal Henrique Fontana (PT-RS) anunciou nesta quinta-feira algumas mudanças no relatório da reforma política, mas manteve a estrutura principal do texto: o financiamento público de campanha e o sistema de votação proporcional misto, em que o eleitor vota no nome do candidato a deputado e também em uma lista organizada anteriormente pelos partidos. Mesmo sem consenso, Fontana confirmou a votação do relatório para a próxima semana. Com o intuito de pressionar pela aprovação, ele organizou para a véspera um amplo ato político, com a provável presença do ex-presidente Lula e entidades representativas da sociedade civil, os braços secundários do PT, como OAB, CNBB e UNE, entre outras. "Lula é um convidado muito especial. Ele está muito imbuído da importância da aprovação da reforma política. A presença dele fortalece o ato", disse Fontana. Entre as mudanças anunciadas está a determinação de que haverá segundo turno em municípios com mais de 100 mil habitantes. Atualmente, apenas as cidades com mais de 200 mil habitantes realizam o segundo turno. A segunda alteração trata das filiações partidárias, reduzindo de um ano para seis meses o prazo mínimo da primeira filiação para que o candidato possa disputar as eleições. Além disso, Fontana ampliou a possibilidade de a sociedade participar do processo Legislativo. Ele propôs a abertura de um canal via internet para a apresentação de projetos de lei, com a possibilidade, inclusive, de que a proposta tramite com prioridade no Parlamento. Para começar a tramitar, por exemplo, um projeto de lei precisaria ter 500 mil apoios e com o dobro de adesões ganharia o chamado regime de urgência. A última alteração anunciada nesta quinta-feira é a que atinge o critério de distribuição dos recursos para o financiamento público de campanha. Ele ampliou a faixa de distribuição igualitária das verbas entre todos os partidos de 20% para 25%. Com isso, se aprovada, a repartição dos recursos será feita da seguinte forma: 10% aos partidos que elegerem pelo menos um deputado federal, 10% aos partidos que elegerem pelo menos 10 deputados federais e 5% igualitariamente entre todos os partidos com registro no Tribunal Superior Eleitoral. Os outros 75% dos recursos seriam distribuídos conforme o número de votos obtidos pelo partido na última eleição, divisão na qual a PT será o grande beneficiário.

Grécia rebaixa salário de funcionários públicos em até 25%

O governo grego aprovou nesta quinta-feira uma unificação dos salários públicos, para que todos os funcionários públicos em cargos equivalentes recebam o mesmo valor. De 15% a 17% dos empregados serão afetados pela nova medida e terão os salários rebaixados em até 25%. O ministro grego de Finanças, Evangelos Venizelos, anunciou que a nova escala salarial acaba com as diferenças de salários que havia entre ministérios, orgãos e empresas públicas. Ainda segundo o ministro, 78% dos 900 mil funcionários gregos não notarão mudanças em seu contracheque e 7% terão aumento salarial. Vários protestos contra a nova medida foram convocados pela Confederação de Sindicatos de Funcionários Públicos (Adedy). Grupos de trabalhadores chegaram a bloquear a entrada de alguns ministérios. No Ministério das Finanças, por exemplo, assessores técnicos da União Européia, do Banco Central Europeu e do FMI, que estão em Atenas para analisar as medidas de austeridade adotadas pelo país, foram impedidos de entrar no prédio. Acabou a farra de dinheiro público na Grécia, políticas populistas levam a esses resultados.

Pistola é achada com aluna de 14 anos em escola em Praia Grande

Uma pistola semiautomática calibre 635 foi apreendida na quarta-feira com uma aluna de 14 anos da Escola Estadual Lions Clube Centro, bairro no Jardim Quietude, em Praia Grande, litoral de São Paulo. Segundo a policia militar, ao estacionar o carro em frente à escola, os policiais militares que faziam a ronda escolar foram chamados para apurar a denúncia de que um aluno estava armado em sala de aula. Através de informações de alunos e professores, os policiais militares chegaram até um adolescente de 15 anos que, supostamente, estava com a arma. O menino, porém, disse que a pistola estava com outro aluno de 16 anos. O primeiro já foi detido uma vez por suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas. E o segundo, por roubo. Depois de dizer que não estava com a arma, o jovem de 16 anos informou que a pistola estava com uma aluna de 14 anos. A Polícia Militar ainda não sabe qual dos dois levou a arma para escola, mas diz acreditar que os garotos entregaram a arma para a menina, para que ela a escondesse, uma vez que não poderia ser revistada pelos policiais militares. Comento: escolas brasileiras se tornaram antros de tráfico de drogas por "anjinhos" protegidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente.

Forças anti-Gaddafi retomam aeroporto de Sirte

Forças do CNT (Conselho Nacional de Transição) tomaram nesta quinta-feira o aeroporto de Sirte, cidade natal do coronel Muammar Gaddafi e um de seus últimos bastiões na Líbia. Combatentes leais ao CNT, que controla hoje a maior parte da Líbia, circulavam no aeroporto parcialmente destruído e arrancavam símbolos relacionados ao regime de Gaddafi. A conquista do aeroporto é considerada um importante avanço para as tropas anti-Gaddafi, que tentam tomar Sirte do controle de aliados do antigo regime. Enquanto isso, os combates continuam causando temores entre os habitantes da cidade, muitos dos quais tentam fugir em dezenas de veículos que deixaram Sirte no último dia. É a segunda vez que os combatentes chegam ao aeroporto de Sirte, que fica a cinco quilômetros do centro da cidade. Há duas semanas, eles foram forçados a recuar do local, diante da resistência oferecida pelas forças leais ao ditador. Há relatos de duros confrontos na cidade nesta quinta-feira, inclusive com a presença de ataques aéreos da Otan (aliança militar do Ocidente) contra alvos militares e depósitos de armamentos.

Brasil deve retirar tropoas do Haiti em março de 2012

A presença brasileira na missão da ONU que atua para a estabilização do Haiti começará a diminuir a partir de março do próximo ano. A informação foi dada pelo ministro da Defesa, o petista Celso Amorim, nesta quinta-feira, no Senado. Segundo ele, dos cerca de 2.200 brasileiros que trabalham na chamada Minustah (Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti), ao menos 257 devem deixar o país caribenho no início de 2012. No dia 15 de outubro, o Conselho de Segurança da ONU deliberará sobre o futuro da missão. No total, somados todos os países que a compõe, 1.600 militares deverão ir embora, afirmou o ministro.

Justiça proíbe que São Paulo destine leitos públicos a planos de saúde

O Tribunal de Justiça de São Paulo negou o recurso que o governo do Estado moveu contra a decisão que proibia a destinação de 25% dos leitos de hospitais públicos a planos de saúde. O governo terá que esperar o julgamento da ação civil pública movida pela Promotoria de São Paulo contra a destinação dos leitos aos convênios, o que pode demorar. Se a decisão da Justiça paulista tivesse sido favorável ao governo, o decreto que destina os 25% dos leitos já poderia começar a ser implementado agora, enquanto a ação está correndo. O plano do governo era começar a implementação da lei pelo Icesp (Instituto do Câncer do Estado de São Paulo Octavio Frias de Oliveira) e Hospital dos Transplantes. A decisão foi do desembargador José Luiz Germano, da 2ª Câmara de Direito do Tribunal de Justiça de São Paulo. Ele afirmou que o "Estado ou as organizações sociais por ele credenciadas, não tem porque fazer o atendimento público da saúde com características particulares". O desembargador citou ainda que já há duas leis que permitem a cobrança dos planos pelo serviço feito de forma pública, uma do governo federal e outra do próprio governo de São Paulo. "A saúde é um dever do Estado, que pode ser exercida por particulares. Esse serviço público é universal, o que significa que o Estado não pode distinguir entre pessoas com plano de saúde e pessoas sem plano de saúde", afirmou.

Superávit primário cresce 135% no ano e chega a R$ 70 bilhões

O governo central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) registrou saldo de R$ 69,8 bilhões entre janeiro e agosto deste ano. O resultado é R$ 40,1 bilhões superior ao apurado no mesmo período de 2010. No ano, as receitas líquidas somaram R$ 532,043 bilhões, crescimento de 135% em relação ao mesmo período do ano passado. Já as despesas totais subiram 10,6%, ante crescimento de 17,3% registrado no ano passado e ficaram em R$ 462,200 bilhões. Em agosto, o governo central teve superávit de R$ 2,5 bilhões. Este foi o pior resultado para o mês desde 2003, quando o superávit ficou em R$ 2,48 bilhões, segundo o Tesouro. Em julho, o saldo foi de R$ 11,3 bilhões. O Tesouro Nacional teve resultado positivo de R$ 6,5 bilhões, enquanto a Previdência Social e o Banco Central apresentaram déficits de R$ 3,9 bilhões e R$ 58,3 milhões, respectivamente. A receita líquida total levou um tombo de R$ 77,790 bilhões em julho para R$ 60,776 bilhões em agosto. Já as despesas somaram R$ 58,286 bilhões. As despesas com pessoal caíram em agosto e somaram R$ 13,501 bilhões. Entre janeiro e agosto o governo já gastou R$ 117,889 bilhões com folha de pagamento.

Ministro da Defesa reclama de orçamento baixo

Em sua primeira audiência no Senado após assumir o ministério da Defesa, o petista Celso Amorim criticou nesta quinta-feira o baixo investimento federal nas Forças Armadas. Falando na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, Amorim disse que o montante gasto pelo País com o Exército, a Marinha e a Aeronáutica é o menor dentre todos os países do BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China). De acordo com o ministro, os R$ 60 bilhões anuais do setor representam cerca de 1,3% do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro, quando nos outros países do grupo esse percentual é de, no mínimo, 2,2% (China). No início do ano, a compra de equipamentos militares sofreu um revés, devido ao contingenciamento geral de R$ 50 bilhões ordenado pelo governo. Só a Defesa perdeu cerca de R$ 4,3 bilhões. Com isso, por exemplo, a negociação para a compra de 36 caças para a FAB, cujo custo pode chegar a R$ 10 bilhões, foi paralisada.

Governo fecha proposta de desoneração para plano de banda larga

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, afirmou nesta quinta-feira que o governo fechou o texto do regime especial de tributação para o PNBL (Plano Nacional de Banda Larga). Estarão isentos de PIS e Cofins os equipamentos para a construção da infraestrutura para o plano, e o prolongamento da isenção de IPI até 2016 para construção civil voltada para o plano. Está em vigor até dezembro de 2012 a isenção de IPI para toda a construção civil. O texto está fechado na Fazenda, e segue agora para a Casa Civil, que deverá editar a nova política como uma medida provisória ou projeto de lei. Segundo Bernardo, o plano de desoneração vai representar R$ 6 bilhões da arrecadação do governo, até 2016. O ministro enviou ao Confaz (Comitê Nacional de Política Fazendária) pedido para que os Estados avaliem a redução de ICMS sobre a banda larga popular do governo.

Primeiro satélite de órbita alta do Brasil pode ser feito fora do País

O Brasil tem até 2014 para lançar seu primeiro satélite geoestacionário, e para isso cogita não montar o equipamento no País e comprá-lo pronto. Esse satélite será usado para serviços de telecomunicações e uma pequena parte para o Ministério da Defesa. O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, afirmou que a compra está prevista em um plano já apresentado e aprovado pela presidente Dilma Rousseff, que concordou com a possibilidade de não fabricar o satélite para não atrasar o cronograma. A UIT (União Internacional de Telecomunicações) deu o prazo de 2014 para que o Brasil lance em órbita seu satélite, correndo risco de perder sua vez para outro país, caso desrespeite a data. No plano apresentado para a presidente Dilma também consta um segundo satélite geoestacionário, que deverá ser usado nas telecomunicações e nos serviços de meteorologia. Até hoje o País não tem um satélite próprio para esses serviços. Outro satélite, menor e de órbita mais baixa, será lançado em 2012 para monitoramento da Amazônia. Um grupo de trabalho composto por Defesa, Comunicações e Ciência e Tecnologia estão estudando o plano de satélites brasileiros. Esse grupo deverá apresentar em dois meses um diagnóstico sobre a possibilidade de construção no País do satélite.

Funcionários da Petrobras fazem "operação tartaruga" em refinaria

Os funcionários da refinaria da Petrobras em Araucária, na região metropolitana de Curitiba (PR), estão realizando uma "operação tartaruga" em protesto contra a falta de segurança no local. Para os trabalhadores, existe um "déficit" de cerca de 400 funcionários na Repar (Refinaria Presidente Getúlio Vargas), que seriam necessários para garantir as condições adequadas de segurança no trabalho. Atualmente, cerca de mil pessoas trabalham na refinaria. Eles pleiteiam aumento do número de funcionários. "Não podemos concordar com o crescimento a qualquer custo, que é o que a Petrobras está fazendo", afirma o presidente do Sindipetro (Sindicato dos Petroleitos do Paraná e Santa Catarina), Silvaney Bernardi. "O ritmo de produtividade está alucinante, e os cuidados necessários para a segurança do trabalho não estão sendo cumpridos". Os grevistas estão limitando o número de operações na área industrial, a fim de reduzir o ritmo de funcionamento da refinaria. O presidente do Sindipetro também manifesta preocupação com a ampliação da Repar. A obra é tocada pelo governo federal desde 2006. Parte da ampliação deve começar a funcionar em breve.

Perry cai e Romney avança em pesquisas para primárias republicanas nos Estados Unidos

O pré-candidato Rick Perry perdeu sua posição de favorito na disputa pela indicação republicana para as eleições presidenciais americanas de 2012. Já seu adversário Mitt Romney progride lentamente, segundo pesquisas publicadas nesta semana. Conforme pesquisa da rede de televisão Fox News divulgada na noite de quarta-feira, Romney possui 23% das intenções de voto, com aumento de um ponto percentual em relação ao mês passado, enquanto Rick Perry, que perdeu 10 pontos, tem 19%. Outra das surpresas desta pesquisa é que o homem de negócios Herman Cain sai das últimas posições das estimativas para assumir o terceiro lugar na corrida pela nomeação republicana, com 17% das intenções de voto. A pesquisa foi realizada com 925 pessoas e possui uma margem de erro de, aproximadamente, 3%. Outra pesquisa nacional, de The Economist/YouGov, também publicada na quarta-feira, situa igualmente Romney na liderança, com 15% das intenções de voto, seguido por Perry (14%). Esta pesquisa inclui, no entanto, candidatos que não se apresentaram oficialmente à eleição, como Sarah Palin, Rudy Giuliani e Chris Christie. Em outra pesquisa nacional que a CNN publicou na segunda-feira, Perry ainda mantinha a liderança, com 28%, embora já registrasse uma perda de velocidade diante de Romney (21%). Em Iowa, Estado chave da corrida das eleições primárias, uma pesquisa da America Research Group publicada na quarta-feira situa Romney na liderança dos candidatos republicanos com 21% das intenções de voto. A ultraconservadora Michele Bachmann, que apostou muito em Iowa, aparece na segunda posição (15%), enquanto Perry ocupa o terceiro lugar (14%). Os eleitores republicanos de cada Estado se pronunciarão sobre o candidato que querem que os represente nas eleições presidenciais de 2012 durante as primárias que começarão em janeiro.

Corinthians diz que metade da terraplanagem do Itaquerão está pronta

Quase quatro meses após o início das obras no estádio do Itaquerão, que deve receber a abertura da Copa do Mundo-2014, o Corinthians anunciou nesta quinta-feira que mais de 50% da terraplanagem no local já foi feita. O clube informa que as obras "seguem a todo vapor" e que já foram "cravadas 760 estacas, executados 155 blocos de concreto e instalados 20 pilares". De acordo com o site do time alvinegro, o setor leste da arena já recebeu algumas colunas sobre as quais serão assentadas as estruturas das arquibancadas. A primeira coluna de sustentação do Itaquerão foi colocada no final de agosto. O cronograma de obras já contou com a terraplenagem (limpeza do terreno) em junho, a colocação das estacas das fundações a partir de meados de julho, e a implantação dos blocos de coroamento (peças que transferem o peso das estruturas). A primeira estaca foi cravada no terreno no dia 15 de julho, ainda antes do que ocorreu na "concorrente" Arena Palestra, do Palmeiras. O alicerce foi fincado a 14 metros de profundidade na área onde vai ficar a arquibancada leste da praça esportiva.

Conselho de Direitos Humanos da ONU pede fim de suspensão da Líbia

O Conselho de Direitos Humanos na ONU, um órgão esquerdopata, adotou nesta quinta-feira uma resolução na qual exige que a Assembléia Geral levante a suspensão da Líbia do organismo com sede em Genebra. A resolução proposta pelo Marrocos, com o apoio de diversos países árabes e europeus, como França, Reino Unido e Espanha, foi adotada por consenso entre os membros do Conselho. O texto afirma "com satisfação que a Líbia se comprometeu a cumprir com as obrigações que lhe cabem em virtude do direito internacional relativo aos direitos humanos, a promover e proteger os direitos humanos, a democracia e o estado de direito, e a cooperar com os mecanismos internacionais dos direitos humanos competentes". Também felicita a Líbia por seu compromisso para cooperar com "a comissão internacional de investigação" criada pelo Conselho de Direitos Humanos da ONU para investigar as acusações de crimes cometidos no país desde o início, em fevereiro, da revolta contra o regime de Muammar Gaddafi. Comento: os gentis "revoltosos" líbios trucidiram seus inimigos sem perdão nas últimas semanas.

Dilma descarta criação de novo imposto para saúde "agora"

A presidente Dilma Rousseff disse nesta quinta-feira que o Brasil vai precisar de mais recursos para a saúde, mas descartou um novo imposto neste momento. Dilma afirmou que o Brasil deve primeiro melhorar a gestão da saúde, embora isso não seja suficiente para atender as demandas de universalização e de qualidade do SUS. "Nós temos de provar, governo federal, governos estaduais e municipais, que podemos gerir bem a saúde e, a partir daí, a gente começa a conversar com a população", afirmou a presidente. Dilma citou o caso dos Estados Unidos para reforçar a idéia da necessidade de dinheiro do setor: "Não aceitem em hipótese alguma que a saúde no Brasil não precisa de mais dinheiro. Não é possível aceitar isso. Isso é uma coisa perigosa que nos Estados Unidos levou àquela dificuldade do Obama para aprovar o Medicare e o Medicaid". O Medicare e o Medicaid são programas da saúde pública americana voltados para idosos e pessoas de baixa renda.

Presidente do Banco Central diz que Brasil estava crescendo acima do potencial

No dia em que o Banco Central reduziu a previsão de crescimento do Brasil, de 4% para 3,5%, o presidente da instituição, Alexandre Tombini, afirmou que o Brasil estava crescendo "acima de seu potencial" no primeiro semestre deste ano. "A estimativa caiu, e é necessário, em função das pressões inflacionárias", explicou. De acordo com Tombini, foi determinada uma "moderação do crescimento" a partir do segundo semestre, em função dos elevados índices de inflação. "Nossa economia crescia acima do potencial", afirmou: "Tivemos de fazer com que ela crescesse mais em linha com a capacidade de crescimento potencial, e conter a propagação de alguns preços". O processo de moderação foi feito com a adoção de algumas medidas pelo governo federal, como a contenção do crédito. Em consequência, deve haver queda da inflação nos próximos meses, segundo Tombini. "Agora, a inflação está chegando a seu pico. Depois, entra numa trajetória de queda, indo em direção ao centro da meta em 2012", afirmou o burocrata. Comento: se a economia estava crescendo acima do potencial, Tombini podia ter feito a gentileza de dizer qual é o limite do crescimento da economia do Brasil. E nenhum jornalista teve a capacidade de fazer a pergunta.

Professores em greve entram em confronto com a Polícia Militar no Ceará

Em greve há 56 dias, os professores da rede estadual do Ceará entraram em confronto, na manhã desta quinta-feira, com o Batalhão de Choque da Polícia Militar, na Assembléia Legislativa do Estado. No confronto, duas pessoas ficaram feridas e quatro professores foram detidos. O confronto ocorreu quando os professores tentaram entrar no plenário e foram impedidos pelos policiais militares. Entre os que foram levados para a delegacia estão os professores Clésio Silva Mendes, de 26 anos; Laura Lobato, de 53 anos; e José Cláudio de Lima Monteiro, de 49 anos, que iniciaram na quarta-feira uma greve de fome e vigília nas dependências da assembléia. O protesto é para pressionar pela retirada de pauta de projeto de lei enviado pelo Governador do Estado, Cid Gomes (PSB), que define o plano de cargos, carreiras e salários da categoria. O sindicato petista di que pelo menos 60% dos professores do Estado estão em greve e cerca de 250 mil alunos sem aulas. A Secretaria da Educação Básica do Ceará contesta os números do sindicato e diz que 86,7% das escolas do interior do Estado e 37,93% da capital estão com aulas normalizadas. Comento: esses professores que estão na Assembléia Legislativa do Ceará não têm experiência, eles deveriam ter chamado as gaúchas Luciana Genro e Maria do Rosário para que demonstrassem como se invade um plenário de Assembléia e se impede o funcionamento do Poder Legislativo.

Cidade do México estuda permitir casamentos renováveis a cada dois anos

A Assembléia Legislativa da Cidade do México vai discutir uma mudança no Código Civil para implantar contratos de casamento que possam ser renovados a cada dois anos, caso os cônjuges queiram continuar com o relacionamento. A proposta, que deve ser discutida na Comissão de Administração da Assembléia, visa reduzir o número de divórcios, garantir o sustento dos filhos e agilizar o processo administrativo no caso do fim do casamento. O contrato de dois anos seria opcional e evitaria o excesso de trabalho no setor do Judiciário que cuida de divórcios. O casal que optasse pelo contrato temporário poderia ver se o casamento funciona durante o período de dois anos. O contrato temporário de casamento também prevê uma série de acordos que seriam firmados entre o casal antes do casamento. Nestes acordos, os cônjuges poderiam determinar, por exemplo, quanto dinheiro cada um pagaria para manter os filhos ou o tempo em que se pagaria uma pensão em caso de separação. Alguns deputados da Cidade do México já se pronunciaram contra o casamento "renovável", alegando que este contrato vai contra o conceito tradicional de casamento "para toda a vida". Na Cidade do México cinco em cada dez casamentos terminam em divórcio. Desde que o chamado Divórcio Expresso entrou em vigor em 2008 na capital mexicana, uma medida que permite o fim do casamento em quatro semanas, ocorreram cerca de 60 mil divórcios na capital mexicana. Comento: os mexicanos estão agora inventando o casamento descartável.

Inflação preocupa, mas brasileiro mantém confiança em economia

As expectativas dos brasileiros a respeito das condições econômicas do País pouco se alteraram entre os meses de agosto e setembro, mesmo com a piora da crise internacional, refletida nos mercados financeiras. A constatação aparece nos resultadas para este mês da tradicional sondagem da CNI (Confederação Nacional da Indústria), a respeito das expectativas dos consumidores, com questionamentos sobre renda, emprego e inflação entre outros temas. Feita com 2.002 consumidores em todo o País, entre os dias 16 e 20 deste mês, a pesquisa da Confederação aponta que o tradicional Inec (o índice que sintetiza as respostas dos consumidores) subiu de 112 para 112,4 pontos entre agosto e setembro. O índice desse mês, no entanto, está bem abaixo do resultado registrado para setembro do ano passado, quando bateu os 118,3 pontos. Decompondo os resultados da pesquisa, nota-se que o brasileiro está preocupado com os rumos da inflação e com a questão do desemprego. Uma parcela de 53% dos entrevistados acredita que a inflação vai subir, sendo que 15% acha que "vai subir muito". Em termos de expectativa de desemprego, 35% dos entrevistados acreditam que a taxa de desocupação vai aumentar, enquanto 32% avaliam que vai ficar estável. Apenas 9% acreditam que a taxa de desemprego vai subir muito, enquanto 24% avaliam que reduzir. O brasileiro está bem mais otimista em relação à trajetória de sua renda pessoal. Uma parcela de 36% dos entrevistados avalia que vai aumentar nos próximos meses, contra 9% que espera uma redução nos ganhos, enquanto 51% acredita que o nível de renda não sofrerá alterações. Comento: como dizia Kate Lyra em programa humorístico, "brasileiro ser tão bonzinho..."

José Rainha é transferido para penitenciária no interior de São Paulo

José Rainha Junior, chefete da organização terrorista clandestina MST, foi transferido na tarde de quarta-feira, do Centro de Detenção Provisória de Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, para a penitenciária Zwinglio Ferreira, a P-I de Presidente Venceslau (a 620 quilômetros de São Paulo). Na segunda-feira ele será ouvido na Justiça Federal de Presidente Prudente (a 558 quilômetros de São Paulo). No dia 10, a audiência ocorrerá em Araçatuba (a 530 quilômetros de São Paulo). Rainha foi preso pela Polícia Federal na manhã de 17 de junho deste ano, no oeste do Estado. Ele é suspeito de envolvimento em desvios de verbas destinadas a assentados do Pontal do Paranapanema. A polícia estima irregularidades em repasses que somam R$ 5 milhões. O chefete da organização terrorista clandestina MST foi detido durante a Operação Desfalque, que apurou crimes de apropriação indébita e extorsão contra assentados, além de estelionato, peculato e formação de quadrilha. A investigação apontou que um grupo utilizou associações civis, cooperativas e institutos para se apropriar ilegalmente de recursos públicos destinados a manutenção de assentados em áreas desapropriadas para reforma agrária. Na época, a Justiça expediu dez mandados de prisão temporária, sete mandados de condução coercitiva (quando a pessoa é encaminhada para depoimentos) e 13 mandados de busca e apreensão. As ações foram deflagradas nas cidades de Andradina, Araçatuba, Euclides da Cunha Paulista, Presidente Bernardes, Presidente Epitácio, Presidente Prudente, Sandovalina, São Paulo e Teodoro Sampaio. A Operação Desfalque resultou também na prisão de uma servidora do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) e do irmão e advogado de José Rainha, Roberto Rainha. No dia 20 de junho, o Tribunal Regional Federal de São Paulo negou habeas corpus ao chefete. Na mesma data, a Justiça prorrogou a prisão temporária dele. Há dez dias, o ministro Gilson Dipp, do Superior Tribunal de Justiça, negou pedido de liberdade de Rainha. Para o ministro do STJ, não se encontra ilegalidades na decisão da Justiça de São Paulo que determinou a prisão.

José Dirceu diz que reforma política ajudará a acabar com caixa 2

Em artigo publicado nesta quinta-feira no blog do deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força (PDT-SP), o ex-ministro da Casa Civil, o mensaleiro José Dirceu (deputado federal petista cassado por corrupção) afirma que o financiamento público exclusivo de campanhas ajudará a acabar com o caixa dois nas eleições. Para José Dirceu, o financiamento público, dentro da reforma política, fará também com que "o poder econômico perca influência na eleição". Ele lembra que, hoje, a disparidade entre o que gastou em média um candidato eleito e o que gastou em média um candidato não eleito chega a mais de dez vezes. Outro tema defendido pelo ex-ministro é o sistema proporcional misto de lista partidária, com dois votos, um no partido e o outro no candidato. Para José Dirceu, o método mantém o direito de livre escolha do eleitor e favorece o debate sobre as propostas de cada partido. Comento: o objetivo do PT, como o maior partido do Brasil, é assegurar as maiores verbas para isso, e se tornar cada vez maior, assegurando sua manutenção no poder. E, naturalmente, tomará dinheiro dos capitalistas para sustentar suas bilionárias campanhas eleitorais.

Governo e empresa já procuram tomar providências sobre Belo Monte

O ministro em exercício de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, afirmou nesta quinta-feira que as áreas responsáveis, tanto do governo como do consórcio Norte Energia, estão tomando as providências necessárias para resolver o impasse sobre Belo Monte. Na quarta-feira a Justiça Federal no Pará pediu a suspensão das obras da usina hidrelétrica, pois afetam o curso do rio Xingu. A liminar atendeu a um pedido da Associação dos Criadores e Exportadores de Peixes Ornamentais de Altamira. Zimmermann esteve na abertura do encontro anual da Apine, entidade que representa os produtores independentes de energia. Em seu discurso, defendeu a matriz energética brasileira, concentrada em hidrelétricas, e citou Belo Monte como um dos desafios do setor. Sobre as concessões que vencem em 2015 de geradores, transmissores e distribuidores de energia, Zimmermann afirmou que o relatório sobre o assunto está pronto há quase dois anos, e que o setor aguarda o posicionamento final da presidente Dilma Rousseff.

China lança primeiro módulo de estação espacial

A China lançou na quarta-feira à noite seu primeiro módulo de teste de estação orbital. O país pretende ter uma estação permanente até 2020, nos moldes da ISS (Estação Espacial Internacional). O foguete Longa Marcha 2F, que transporta a nave Tiangong-1 ("palácio celeste", em chinês), decolou no horário previsto, às 21h15 (10h15 de Brasília), da base de Jiuquan (noroeste), no deserto de Gobi.

Ditadura de Cuba elimina Ministério da Indústria Açucareira

A ditadura cubana eliminou o Ministério da Indústria Açucareira como parte das mudanças que vêm sendo realizadas pelo ditador Raúl Castro. De acordo com o jornal Granma, o ministério foi eliminado porque "não cumpre nenhuma função estatal". É óbvio, tanto a plantação quanto as indústrias açúcareiras em Cuba foram absolutamente extintas. A publicação, citando declarações do facínora Raúl Castro, afirmou que o governo está insatisfeito com o andamento do programa nacional de agricultura por conta de deficiências em contratações, investimentos insuficientes e problemas na exploração de terras. Em 2008, o ditador autorizou a entrega de terras estatais a agricultores individuais a fim de incentivar a produção de alimentos. A decisão foi uma das primeiras de uma série de medidas para aperfeiçoar a economia do país. Nada funcionou, é claro, porque o país não dispõe de capitais e tecnologia.

Inadimplência das empresas cresce 14,8% no ano, aponta Serasa

A inadimplência das empresas avançou 1,9% em agosto na comparação com o mês anterior, segundo pesquisa da Serasa Experian divulgada nesta quinta-feira. Já no confronto com o mesmo mês do ano passado, houve alta de 23,5% e, no acumulado dos oito primeiros meses do ano, elevação de 14,8% ante igual intervalo em 2010. Para os economistas da Serasa, a inadimplência das empresas reduziu o ritmo de crescimento em agosto em razão do Dia dos Pais. A forte expansão das vendas para a data, acrescentam, gerou as receitas necessárias para honrar alguns financiamentos atrasados. Ainda que o capital de giro se mantenha caro, muitas empresas começam a ampliar suas encomendas, buscando aumentar os estoques para o Dia da Criança e o Natal, o que amplia a atividade produtiva e gera liquidez no fluxo de caixa das empresas, avaliam os economistas.

Reservas do Brasil são "pé-de-meia" contra crise, diz Dilma

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quinta-feira que nenhum país do mundo globalizado está livre das consequências da crise, mas que os grandes méritos do Brasil atualmente são o consumo interno e as reservas internacionais. "O Brasil está mais distante da crise, pela força do mercado interno, a força do consumo. As pessoas hoje têm uma renda melhor, podem comprar alimento melhor, têm acesso à compra com parcelamento de um fogão, um eletrodoméstico", disse ela." Para a presidente, o fato do brasileiro ter rendimento, "ter trabalho", cria uma rede de proteção: "Hoje temos uma condição melhor do que em 2008 quando fomos os primeiros a sair da crise. Hoje temos muita reserva internacional, temos um pé-de-meia de US$ 351 bilhões".

Brasil testa polipílula que poderá prevenir doenças cardiovasculares

Uma pílula que reúne quatro remédios para controlar a pressão arterial e o colesterol e prevenir o entupimento de vasos sanguíneos está sendo testada em diferentes países, incluindo o Brasil, para reduzir a incidência de doenças cardiovasculares. São dois os alvos: pacientes com risco moderado que não têm bons resultados com dieta e exercícios e pessoas com risco elevado, que já tiveram infarto ou derrame. O País já participou da primeira fase do primeiro estudo internacional com a chamada polipílula. Os resultados, publicados em maio na revista "PLoS One", mostraram que a pílula pode diminuir em 60% o risco de infarto e derrame em pessoas com risco moderado. Na pesquisa, esses pacientes tinham idade média de 60 anos, eram obesos e tinham pressão arterial e colesterol pouco elevados, além de outros fatores de risco. "São pessoas que não necessitariam de medicação, mas, infelizmente, boa parte delas não consegue reduzir o risco com outras medidas", diz Otávio Berwanger, cardiologista do HCor (Hospital do Coração) e coordenador da pesquisa no Brasil. Ao todo, 378 voluntários participaram do trabalho, que também foi feito na Índia, na Austrália, na Holanda, na Nova Zelândia e nos Estados Unidos. A segunda fase do estudo começa em novembro, com pacientes que já tiveram infarto ou AVC e tomam os remédios separadamente. No Brasil, a pesquisa envolverá 22 hospitais, além do HCor, e 2.000 pessoas em todas as regiões do País. Além disso, em 2012, o País deve participar da terceira fase de uma pesquisa já iniciada na Índia, na China e no Canadá. Dessa vez, o responsável pela pesquisa brasileira será o Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia. O objetivo, segundo o cardiologista Álvaro Avezum, diretor da divisão de pesquisa do instituto, é testar a medicação em 2.000 pacientes de São Paulo com risco cardíaco moderado. De acordo com Luiz Antonio Machado César, presidente da Socesp (Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo) e cardiologista do InCor (Instituto do Coração da USP), a ideia é simplificar e baratear o tratamento. Berwanger lembra que, hoje, no máximo metade dos pacientes de alto risco segue o tratamento corretamente.

Navio de R$ 75 milhões vai ajudar Brasil a explorar o pré-sal

O Brasil terá no próximo ano seu primeiro grande navio oceanográfico. A compra está sendo finalizada em um estaleiro chinês por um consórcio formado por governo, Vale e Petrobras, e deve ser anunciada em breve pela presidente Dilma Rousseff. O barco, de cerca de 80 metros de comprimento, terá capacidade para 90 pessoas e autonomia para ficar até três meses seguidos no mar. O navio responde a uma necessidade antiga do País: a de ter uma plataforma de pesquisa oceânica capaz de explorar o Atlântico Sul, a porção de mar menos conhecida do planeta. "Com 4,5 milhões de quilômetros quadrados de mar, um navio é pouco. Precisamos de dúzias", disse o almirante Ilques Barbosa Junior, secretário de Ciência e Tecnologia da Marinha. A conta trai um dos objetivos por trás da compra: 4,5 milhões de quilômetros quadrados é a área de mar sobre a qual o Brasil se autoconcedeu soberania econômica, na chamada plataforma continental. Trata-se de uma área maior que a Zona Econômica Exclusiva, que soma 3,5 milhões de quilômetros quadrados. Essa fronteira marítima, declarada pelo Brasil no âmbito da Unclos (Convenção das Nações Unidas para o Direito do Mar), é uma extensão geológica do pré-sal e provavelmente contém reservas ainda desconhecidas de petróleo, gás e minérios. Para exercer plenos direitos sobre a plataforma continental, porém, o País precisa fazer pesquisa. O ministério da Ciência e Tecnologia realizou uma consulta com oceanógrafos sobre os equipamentos que eles gostariam de ter no barco. A resposta foi uma "lista de compras" com 48 itens, que inclui até uma broca para coletar amostras de rocha. "A gente participa como coadjuvante de vários grandes programas, porque temos instrumentação, mas não temos navio para entrar no clube", afirma Carlos Eiras Garcia, diretor do Instituto de Oceanografia da Furg (Universidade Federal de Rio Grande). Segundo Nobre, o governo estuda a aquisição de um segundo navio oceanográfico, em 2014, a ser produzido por um estaleiro nacional.

Deputado solicitou lista de emendas de parlamentares em São Paulo

Oito meses antes de afirmar em entrevista que deputados estaduais vendem suas emendas, o deputado estadual Roque Barbiere (PTB) questionou formalmente a Casa Civil do governo de São Paulo sobre quais deputados destinaram emendas a entidades e obras públicas. O documento contém quatro questionamentos e foi recebido pela Casa Civil no dia 22 de dezembro do ano passado, endereçado ao então secretário, Luiz Antônio Marrey. No ofício, Roque Barbiere pede informações sobre emendas ao Orçamento estadual destinadas a fundações, obras, sindicatos e associações. Na sequência, pede detalhes como valores, nomes, endereços e a razão das liberações. De acordo com o gabinete de Roque Barbiere, os questionamentos não foram respondidos pelo governo. Na última sexta-feira, o deputado disse a uma TV regional de Araçatuba, sua base eleitoral, que alertou o governo paulista da existência do suposto esquema de emendas no Legislativo. No dia 10 de agosto, ele afirmou em entrevista ao jornal Folha da Região, também de Araçatuba, que 25% a 30% dos deputados estaduais ganharam dinheiro negociando emendas. "Tem bastante deputado fazendo isso. Não é a maioria. Mas tem um belo de um grupo que vive, sobrevive e enriquece fazendo isso", disse ele, sem citar nomes. O Ministério Público Estadual abriu inquérito para apurar o caso.

Nokia cortará 3.500 postos de trabalho e fecha fábrica na Europa

A Nokia Oyj, maior fabricante de celulares do mundo em volume, cortará 3.500 postos de trabalho em uma segunda grande reestruturação em seis meses, no momento em que enfrenta queda nas vendas e no lucro. O presidente-executivo, Stephen Elop, que assumiu a Nokia há um ano, revelou nesta quinta-feira os planos que incluem o fechamento de uma fábrica e um novo presidente para a joint-venture Nokia Siemens Networks. A companhia fechará a fábrica que abriu há somente quatro anos em Cluj (Romênia) e cortará, com isso, 2.200 postos de trabalho. A unidade produz celulares mais simples que smartphones. A Nokia anunciou também que cortará 1.300 postos de trabalho na unidade que inclui o maior serviço de mapeamento digital do mundo, a Navteq. A companhia também avalia o futuro de fábricas na Finlândia, México e Hungria e isso resultará em demissões no próximo ano. Os cortes desta quinta-feira fazem parte de um plano de economizar mais de 1 bilhão de euros, revelado em julho.

Banco Central reduz previsão do PIB e vê chance de estourar meta da inflação

O Banco Central reduziu a previsão de crescimento da economia brasileira neste ano de 4,0% para 3,5%, de acordo com o Relatório Trimestral de Inflação divulgado nesta quinta-feira. A redução se deve, segundo o Banco Central, aos resultados abaixo do esperado divulgados no primeiro semestre, a dados parciais que mostram desaceleração no terceiro e à revisão das projeções para os últimos três meses do ano. A agropecuária deverá crescer 2,1%, 0,2% acima da estimativa anterior. A expansão do setor industrial teve recuo de 1,9%, para 2,3%. A produção do setor de serviços deve aumentar 3,5%, ante 3,8% na projeção anterior. Em relação à demanda, a nova projeção considera crescimento maior no consumo das famílias (de 4,1% para 4,5%) e para o consumo de governo (de 1,9% para 2,1%). A estimativa para os investimentos foi reduzida de 6,4% para 5,6%. O Banco Central aumentou a previsão de inflação neste ano de 5,8% para 6,4% e avalia que há 45% de chance de que os preços fiquem acima do limite da meta fixada pelo governo. A meta de inflação é de 4,5%, com tolerância de dois pontos percentuais para cima ou para baixo. Hoje, os preços acumulam alta de 7,23% em 12 meses. A projeção não considera, no entanto, o nível atual do dólar. O Banco Central usou na conta uma taxa de R$ 1,65, valor em que estava no dia 9 de setembro. O Banco Central também não colocou no cálculo o impacto de novas reduções da taxa básica de juros, que está hoje em 12% ao ano.

Ex-ministro dos Transportes usa verba do Senado para pagar copeiro

Ex-ministro dos Transportes, o senador Alfredo Nascimento (PR-AM) usa recurso público para manter funcionário que atua como copeiro de sua casa, em Manaus. Desde 2007, Jackson Carlos Gomes Soares, conhecido como Aroeira, recebe R$ 2.042,14 do Senado como assistente parlamentar, mas empregados da casa e do condomínio de Nascimento confirmaram que Aroeira trabalha na residência particular do ex-ministro. Políticos do Amazonas disseram que ele é conhecido como o "garçom de Nascimento". Nascimento afirmou que o funcionário presta serviços de assessoria quando ele está no Estado. Segundo Nascimento, Aroeira é "integrante da equipe" de seu suplente, o ex-senador João Pedro (PT-AM).

Vale planeja produzir à plena capacidade em 2012

A Vale, maior produtora de minério de ferro do mundo, planeja operar à plena capacidade em 2012, refletindo o otimismo de a China, seu maior mercado, poderá lidar com qualquer potencial desaceleração em economias desenvolvidas. No entanto, a mineradora brasileira alertou nesta quinta-feira que a incerteza sobre a economia global manterá os preços do minério de ferro voláteis, apesar de ainda não ter recebido nenhum pedido de clientes chineses ou europeus para cancelar ou adiar embarques. "Temos recebido queixas de produtores de aço chineses de que os custos de produção estão altos e que os preços domésticos de aço não estão bem, mas não há atrasos ou cancelamentos à vista", afirmou o diretor-executivo de vendas e marketing, José Carlos Martins, durante uma conferência na cidade de Qindgao. Martins afirmou que a Vale planeja utilizar toda a sua capacidade de produção de minério de ferro em 2012 e que está projetando vendas de cerca de 130 milhões de toneladas para a China, uma meta anual que a empresa mantém desde 2009. Esse volume representa mais de 40% da produção total de minério de ferro da Vale, de 308 milhões de toneladas em 2010. A meta da Vale para 2011 é de produção de 310 milhões de toneladas. A Vale está tocando um ambicioso programa de investimento de US$ 24 bilhões que dever ser completado no primeiro trimestre de 2012 e deve aumentar sua produção de minério de ferro para 469 milhões de toneladas em 2015.

Tarso Genro faz ameaça explícita a PSB e PTB caso insistam em cassar a prefeita Rita Sanco, do PT de Gravataí

Em uma entrevista explosiva ao jornal Correio de Gravataí, com foto de cinco colunas e meia página na capa, o governador do Rio Grande do Sul, o petista Tarso Genro, deuj um botinaço no traseiro da classe política gaúcha ao interferir com determinação invulgar no processo de cassação da prefeita petista de Gravataí, Rita Sanco. A manchete do jornal Correio de Gravataí já diz tudo, retirada de afirmação do peremptório Tarso Genro: "Cassação influi no Estado". O processo de impeachment chegou à reta final e a cassação por 10 a 4 poderá sair na próxima semana. Tarso Genro fez ameaças nada veladas e peremptórias ao PSB e PTB, que integram a base aliada do seu governo: "Vou falar com as direções dos partidos para que chamem os vereadores à razão. Isto interfere nas relações do PSB e PTB com o governo". Isso é o bastante para demonstrar o respeito que ele tem pelo Parlamento. Tarso Genro foi peremptório: "O processo de impeachment saiu dos limites democráticos". Ah é, mesmo? Engraçado, ele não achou nada fora dos "limites democráticos" quando seu partido, na oposição, moveu ferozes ataques e perseguições aos então governadores gaúchos Alceu Collares (PDT, hoje "domesticado" pelo PT por uma vaguinha de conselheiro em Itaipu) e Yeda Crusius (PSDB). Em Gravataí, o PSB tem dois vereadores e o PTB apenas um, mas como o escore atual é 10 a 4, o Governador teria êxito na missão, caso virasse os votos socialista e trabalhista, porque o presidente, favorável ao impeachment, não vota. Aí estava a prova provada de que petistas, no Poder, usam a força bruta para alcançar seus objetivos. Estará também a prova de que a classe política gaúcha, em um Estado que se arroga muito macho, definitivamente se emasculou?

Agência de publicidade Publica vence a disputa pela conta publicitária da Assembléia gaúcha

A conta publicitária da Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul ficará com a agência de publicidade Publica. A agência venceu a disputa nos ítens "técnica" e "preço". A homologação do resultado do certame depende agora somente da máquina administrativa da Assembléia Legislativa gaúcha, cuja conta pode chegar a 6milhões de reais por ano, ou muito mais do que isso. A agência Publica pertence ao jornalista José Luiz Monteiro Fuscaldo, que chefiou a subchefia da Casa Civil para Assuntos de Publicidade e Relações Públicas no governo de Antonio Britto (PMDB). Ele também faz a assessoria do deputado federal Alceu Moreira (PMDB). Ele entrou no ramo assim que saiu do governo Britto. Também já fez campanhas e assessoria para o PPS gaúcho, já que é muito ligado ao ex-deputado federal Nelson Proença. Seu sócio, jornalista José Antonio Dios Vieira da Cunha, que comanda a Coletiva (fundada junto com Fuscaldo e com o jornalista Luis Fernando Moraes, hoje secretário de Turismo da prefeitura de Porto Alegre), foi membro do Conselho de Administração do Banrisul no governo Antonio Britto, além de presidente da TVE.

Hugo Chávez é internado às pressas em Caracas

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, foi internado às pressas no Hospital Militar de Caracas com insuficiência renal, informou o jornal El Nuevo Herald de Miami na noite desta quarta-feira. Chávez teria sido levado na manhã de terça-feira ao Hospital Militar e os médicos analisariam sua transferência ao Hospital das Clínicas de Caracas, revela o jornal, citando fontes ligadas ao caso que pediram para não ser identificadas. "Seu estado geral está comprometido. Chegou em situação bastante grave e foi trazido de emergência", revelaram as fontes ao jornal de Miami. Chávez voltou na quinta-feira passada à Venezuela, após se submeter em Cuba a mais um ciclo de quimioterapia contra um câncer. Os boatos sobre o agravamento do estado de saúde de Chávez ganharam força após a decisão do presidente de cancelar seu encontro com ditador iraniano, o nazista islâmico Mahmmud Ahmadinejad, previsto para o sábado passado.

Banco do Brasil partidarizado

Os presidentes dos três principais partidos de oposição atacaram a mudança parcial do Banco do Brasil para São Paulo, revelada nesta coluna, como forma de fortalecer o PT na campanha municipal de 2012. Para o senador Agripino Maia (DEM), “é crime de lesa-Pátria”. O presidente do PSDB, Sergio Guerra (PE), diz que a mudança do Banco do Brasil faz parte da “tentativa de derrotar” os candidatos tucanos em São Paulo. Roberto Freire, do PPS, ironizou: “O governo acha que o Banco do Brasil é uma entidade privada dele. Já fizeram isso com a Petrobras”.

Ministra Eliana Calmon paga o preço de não temer a coragem

A ministra Eliana Calmon, do Superior Tribunal de Justiça, paga preço alto por não ter medo de ter coragem. Como corregedora nacional de Justiça, sabe o que diz, por isso advertiu para a infiltração de bandidos na magistratura. Não generalizou, muito pelo contrário. Em vez de virar alvo de corporativismo anacrônico, ela merecia a proteção de sua entidade de classe e a solidariedade do Conselho Nacional de Justiça. A igualmente valente juíza Patrícia Acioly foi assassinada no Rio de Janeiro após colegas superiores lhe negarem apoio e até proteção. Investigações revelaram que a organização criminosa PCC financiava meliantes para fazerem concurso para a polícia, Ministério Público e até a Justiça. Ex-corregedor nacional de Justiça, o ministro Gilson Dipp lembrou na OAB: “Não fosse o CNJ, não seriam descobertos tantos descalabros”.(Claudio Humberto)

Comandante da Policia Militar do Rio de Janeiro deixa o cargo

O coronel Mário Sérgio Duarte pediu demissão no inicio da noite desta quarta-feira do cargo de comandante da Policia Militar do Rio de Janeiro. O pedido enviado ao secretário de Segurança, José Mariano Beltrame foi aceito. Mário Sérgio Duarte estava no cargo há pouco mais de dois anos. A decisão do comandante da Polícia Militar em deixar o cargo aconteceu após a prisão do tenente-coronel Cláudio Oliveira, suspeito de ser o mandante da morte da juíza Patricia Acioli, em agosto. O tenente-coronel era homem de confiança de Mário Sérgio Duarte. Na carta, o coronel ainda alegou como motivo seus problemas de saúde para deixar o cargo. Estão cotados para assumir o cargo os coronéis Aristeu Leonardo, atualmente na coordenação da região da zona oeste do Rio de Janeiro, Carlos Malheiros, atual subcomandante da Polícia Militar, e Pinheiro Neto, ex-comandante do Bope, atual assessor do comandante-geral.

Na Argentina, peronista populista Cristina Kirchner inaugura terceira usina nuclear do país

Usina nuclear Atucha II
A presidente da Argentina, a peronista populista Cristina Kirchner, inaugurou nesta quarta-feira a usina atômica de Atucha 3, que demandou um investimento de US$ 2,4 bilhões e que esteve paralisada durante 15 anos, na localidade de Zárate (localizada a 100 quilômetros ao norte de Buenos Aires). A usina, que está na margem do rio Paraná na província de Buenos Aires, é a terceira do País e dará um aporte de 700 megawatts ao sistema elétrico, que permitirá abastecer 4 milhões de habitantes. "A usina poderá começar a funcionar depois do teste e da verificação de cada um dos 566 subsistemas, o que pode demandar de seis a oito meses", explicou o ministro do Planejamento, Julio de Vido. A obra se soma às usinas atômicas de Atucha 1 (335 megawatts) e de Embalse (600 megawatts), que fornecem atualmente 7% da energia elétrica do país, mas uma vez que a nova usina entrar em produção comercial, a energia atômica fornecerá 10% da energia total do país. O reator de Atucha 2, um dos de maior tamanho no mundo, tem projeto alemão, e pesa 3.300 toneladas. A central começou a ser construída em 1980, mas depois ficou paralisada até que em 2006 o então presidente Néstor Kirchner (2003-2007), marido da atual presidente e falecido no ano passado, lançou o Plano Nuclear Argentino e decidiu completar o projeto.
Exibir mapa ampliado

Bolivianos mantêm intensos protestos contra estrada na Amazônia

Mesmo após a queda de dois ministros e a suspensão das obras de uma polêmica estrada que deve cortar uma reserva indígena em áreas amazônicas, centenas de bolivianos saíram às ruas nesta quarta-feira e grupos de índios disseram que devem retomar sua marcha de protesto. Na capital, La Paz, mineiros lançaram bananas dinamites e a polícia agiu para conter os manifestantes, no que já se transformou numa das maiores crises enfrentadas pelo ditador indio cocaleiro Evo Morales. Os índios amazônicos bolivianos anunciaram nesta quarta-feira que irão retomar a marcha até La Paz contra a construção da rodovia, reafirmando um desafio político que abalou a liderança do governo boliviano. Construída pela empreiteira brasileira OAS com financiamento do BNDES, a estrada, que tem 306 quilômetros e atravessa uma reserva natural em áreas amazônicas de 1,2 milhão de hectares, deve custar US$ 415 milhões. Os indígenas amazônicos, que rejeitam a estrada porque a obra atravessará o Território Indígena Parque Nacional Isiboro Sécure (Tipnis), argumentam que a obra pode levar à ruína da reserva ecológica e à invasão da área por produtores de coca, planta base para fabricar cocaína. O ápice da crise, após 40 dias de intensos protestos de indígenas, militantes e civis por todo o país, ocorreu no domingo, quando o governo ordenou uma violenta ação policial, usando gás lacrimogêneo e cassetetes, para conter cerca de 1.500 manifestantes. Os índios, fortalecidos por uma onda nacional de solidariedade, incluindo uma greve parcial convocada pela Central Operária Boliviana (COB), declararam nesta quarta-feira em uma manifestação na localidade de Rurrenabaque, no norte do país, que "a luta continua". "Viva a histórica marcha pelo Tipnis, a marcha continua", disse uma resolução dos aproximadamente 200 indígenas presentes na assembléia, lida pela dirigente Mariana Guasanía. Diante da resistência ao projeto, Morales, que também é indígena, anunciou que o projeto ficará suspenso até que moradores das regiões afetadas se manifestem em referendo. A dirigente indígena disse que não há mortes confirmadas por causa do incidente, mas que dezenas de pessoas estão desaparecidas. Ao dar posse a novos ministros na noite de terça-feira, Morales pediu desculpas aos índios pela "imperdoável brutalidade" policial, negou ter ordenado a intervenção, e acusou vários meios locais de comunicação de distorcerem os fatos, especialmente ao noticiarem que havia vários mortos no local. O Itamaraty defendeu a obra, na segunda-feira, dizendo tratar-se de uma estrada importante para a integração boliviana. Já a empreiteira brasileira OAS, construtora da estrada, disse nesta terça-feira que confia que o governo local chegará a um acordo com as comunidades indígenas.