terça-feira, 15 de novembro de 2011

Ministro Carlos Lupi ajudou aliado a criar sindicatos-fantasmas

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, concedeu registro a sete sindicatos patronais no Amapá para representar setores da indústria que, segundo o próprio governo local, não existem no Estado. Os certificados saíram a pedido do deputado Bala Rocha (PDT-AP), dirigente do partido de Lupi, que afirma ter se valido da proximidade partidária com o ministro. Nenhum dos presidentes desses sindicatos é industrial. São motoristas de uma cooperativa de veículos controlada por um aliado de Rocha. Os sindicatos têm registros em endereços nos quais não há estrutura montada. As certidões foram dadas pelo ministério em abril e agosto de 2009 e levam a assinatura de Lupi, ao lado da inscrição "certifico e dou fé", e do então secretário de Relações do Trabalho, Luiz Antonio de Medeiros. O ministério foi avisado por ofício pela Federação das Indústrias do Estado do Amapá, em fevereiro de 2009, de que esses sindicatos não tinham representação. Como resposta, a pasta alegou que "não cabe ao ministério apurar se os integrantes da entidade possuem indústria no ramo ao qual pretendem representar" e que apenas sindicatos poderiam fazer esses questionamentos. Em agosto deste ano, o deputado Vinícius Gurgel (PRTB-AP) enviou ofício ao gabinete de Lupi reiterando as suspeitas de irregularidades. Entre os sindicatos criados está o das Indústrias da Construção e Reparação Naval. A produção de navios no Estado é zero, segundo o secretário de Indústria do Amapá, José Reinaldo. Assim como não há indústria de papel e celulose, segmento que também ganhou carta sindical de Lupi. "No Amapá a gente apenas produz matéria-prima para fabricar papel", disse o secretário. Hoje, afirma, o setor público domina a economia do Estado. Em 2009, segundo o IBGE, havia 145 empresas da indústria, com 4.000 empregos. "A criação de tantos sindicatos só se explica pelo cunho político", afirmou. O reconhecimento do ministério daria aos sete sindicatos força para disputar o controle da Federação das Indústrias do Amapá, que tem orçamento anual superior a R$ 10 milhões e controla verbas do Sistema S (Sesi, Senai). A federação é dirigida hoje pelo PR. Quem escolhe o presidente são os dirigentes dos sindicatos, por maioria. Os sindicatos também têm o direito de recolher o imposto sindical pago por empresas que se filiarem a eles. Os presidentes dos sindicatos do Amapá têm em comum o fato de serem de uma cooperativa de motoristas ligada a um político do PTB, aliado ao PDT no Estado.

Capiberibe é diplomado senador pelo TRE do Amapá

João Capiberibe (PSB) foi diplomado na noite de segunda-feira senador pelo Amapá. Em cerimônia na sede do Tribunal Regional Eleitoral, Capiberibe recebeu o diploma de senador das mãos do corregedor do tribunal, desembargador Raimundo Vales. Após a cerimônia, Capiberibe foi até a sede do PSB para comemorar. Centenas de filiados compareceram. A diplomação de Capiberibe ocorre mais de um ano após a sua eleição para o Senado. No Estado, ele, que é adversário do grupo do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), foi o segundo candidato mais votado. Logo após as eleições, ele foi impedido de assumir a vaga por ter sido enquadrado na Lei da Ficha Limpa. Em 2005, quando era senador, Capiberibe (PSB) e sua mulher, Janete (PSB), que era deputada federal, perderam os mandatos após serem acusados de compra de votos.

Narcotraficantes das Farc anunciam novo chefe após morte do terrorista Alfonso Cano

A organização terrorista e traficante de cocaína Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) escolheu Timoleón Jiménez, também conhecido por "Timochenko"', para substituir Alfonso Cano na chefia da organização, conforme divulgação feita nesta terça-feira. "O camarada Timoleón Jiménez, com o voto unânime de seus companheiros do Secretariado, foi designado no dia 5 de novembro o novo comandante das Farc-EP", indica um comunicado publicado no site do jornal "El Tiempo", de Bogotá. Alfonso Cano, cujo nome verdadeiro era Guillermo León Sáenz Vargas, foi morto por tropas do Exército colombiano no dia 4 de novembro passado, em uma operação nas selvas do departamento de Cauca. Cano era o substituto do chefe e fundador das Farc, Manuel Marulanda (Tirofijo), que morreu de um ataque do coração em março de 2008. Timochenko era, até o momento, comandante do Bloco Magdalena Medio das Farc, com cerca de 800 terrotistas e traficantes de cocaína sob seu comando. Médico de profissão, é considerado um líder forte da ala militar e um especialista em inteligência.

Oposição defende CPI da Corrupção e cobra demissão de Lupi

O presidente nacional do PPS, deputado federal Roberto Freire (SP), e o líder do partido na Câmara dos Deputados, o deputado federal Rubens Bueno (PR), cobraram nesta terça-feira a demissão do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, e defenderam a necessidade de instalação imediata da CPI da Corrupção. Segundo reportagem publicada nesta terça-feria pelo jornal Folha de S. Paulo, Carlos Lupi concedeu registro a sete sindicatos patronais no Amapá para representar setores da indústria que, segundo o próprio governo local, não existem no Estado. Bueno afirmou que a denúncia demonstra, mais uma vez, que o Brasil está contaminado pela corrupção administrada pelo governo federal através dos ministérios. Para o líder, por mais que o governo tente esconder as denúncias, elas sempre surgem mais fortes. O deputado disse que a permanência de Lupi no cargo é insustentável. Bueno afirmou que o episódio demonstra a importância de instaurar uma investigação no Congresso: "A história se repete mais uma vez. Precisamos criar logo a CPI da Corrupção para investigar os escândalos que assolam esse governo. Para tomarmos as medidas necessárias e buscarmos o dinheiro público desviado. O papel dessa Comissão será de contribuir com o País ajudando-o a estabelecer uma nova gestão mais eficiente e menos corrupta. Nós, do PPS, não iremos desistir". Já Roberto Freire creditou os escândalos do governo federal à presidente Dilma Rousseff. Para ele, não há como dizer que Dilma não é complacente com os esquemas de corrupção que atingem o País: "A convulsão em que se encontra o Ministério do Trabalho é impressionante. Houve até deboche de ministro. Dilma está sendo conivente com tudo isso. Ela é a verdadeira responsável. Queremos investigações. Se tivéssemos em regime parlamentarista a questão já estaria resolvida. Teríamos chamado eleições antecipadas e nomeado um novo governo".

Célula-tronco de coração recupera danos em primeiro teste

Pela primeira vez, foi testado em humanos o transplante de células-tronco, retiradas do próprio coração, para combater a insuficiência cardíaca. A estratégia teve bastante sucesso. O uso de células-tronco aumentou a capacidade de o coração bombear sangue e fez com que o tecido afetado pelo infarto, considerado morto, conseguisse se regenerar, disse Luís Henrique Gow-dak, médico-assistente do Laboratório de Genética e Cardiologia Molecular e coordenador clínico dos estudos de terapia celular em cardiopatias do InCor (Instituto do Coração da USP). "Nosso entendimento era de que o miocárdio morto tinha capacidade de regeneração inexistente. O trabalho desafia esse conceito, é um marco. Provou que essa recuperação é possível e não traz efeitos adversos", afirma ele. O estudo, feito por pesquisadores da Universidade de Louisville e de Harvard, nos Estados Unidos, foi publicado na revista médica "Lancet". Existem vários tipos de células-tronco, todas conhecidas por causa da capacidade de assumir a função de diversos tecidos. As do coração ajudam a formar as várias partes do órgão. Em 14 pacientes (entre 16 que fizeram o autotransplante de células-tronco), foi observada, depois de quatro meses, uma redução de 25% do tamanho da área de músculo morto, medida por ressonância magnética. Todos os voluntários já tinham sofrido infarto do miocárdio e feito ponte de safena. Foi na cirurgia que as células-tronco foram retiradas do átrio. O transplante parece ter levado a um aumento expressivo na capacidade de o coração bombear sangue. Em pacientes que receberam a infusão de células-tronco, o índice que mede essa capacidade, chamado de fração de ejeção do ventrículo esquerdo, aumentou de 30% para 38,5% em quatro meses. O valor normal é de 55%, e todos os voluntários do estudo tinham esse índice abaixo de 40%, o que representa insuficiência cardíaca. Surpreendentemente, esse índice aumentou ainda mais (de 39,2% para 42,5%) após um ano em oito pacientes. De acordo com Gowdak, essa melhora pode significar, a longo prazo, menor mortalidade e menor taxa de admissão em hospitais.

Receita de maiores bancos com serviços e tarifas é de R$ 38 bilhões

A receita dos três maiores bancos do Brasil com prestação de serviços e tarifas bancárias somou quase R$ 38 bilhões, de janeiro a setembro deste ano, segundo dados divulgados nos balanços contábeis do Banco do Brasil, Itaú Unibanco e Bradesco, referentes ao terceiro trimestre. Em relação a igual período do ano passado, quando o lucro com essas receitas chegou a R$ 34,1 bilhões, o crescimento foi 11,4%. No caso do Banco do Brasil, as receitas com prestação de serviços (cartão de crédito e débito, conta-corrente, administração de fundos e outros) e tarifas bancárias (pacote de serviços, operações de crédito, transferência de recursos e outros) chegaram a R$ 13,215 bilhões no período de janeiro a setembro deste ano, registrando crescimento de 11,4% em relação ao ano passado. Somente as receitas com cartão de crédito e débito do Banco do Brasil chegaram a R$ 2,337 bilhões e com pacotes de serviços, a R$ 1,979 bilhão. O Itaú Unibanco apresentou receitas com prestação de serviços e tarifas bancárias de R$ 13,960 bilhões, de janeiro a setembro de 2011, com alta de 10,7% em relação ao mesmo período do ano passado. O balanço do Bradesco mostrou que as receitas com a prestação de serviços e tarifas chegaram a R$ 10,816 bilhões no acumulado até setembro deste ano, representando crescimento de 12,3%.

Oposição quer convidar dono de ONG para dar explicações à Câmara

O líder do DEM na Câmara dos Deputados, o deputado federal ACM Neto (BA), quer aprovar convite nesta quarta-feira na Comissão de Fiscalização e Controle para ouvir o ex-secretário de Políticas Públicas do Trabalho, Ezequiel Nascimento, e o dono da ONG Pró-Cerrado, Adair Meira. "Queremos ouví-los para tornar oficial a mentira do ministro", disse ele. Na segunda-feira, um site do Maranhão divulgou fotos do ministro Carlos Lupi (Trabalho) desembarcando de uma aeronave que, segundo a revista "Veja", foi alugada por Meira, que tem contratos com o ministério. Durante depoimento na semana passada, Lupi disse na Câmara desconhecer o empresário. "Lupi foi pego na mentira e agora eu defendo que ele seja convocado novamente", afirmou o líder do DEM.

Morre comandante da Revolução Cubana que integrou guerrilha aos 14 anos

Morreu nesta terça-feira, em Havana, Joel Iglesias Leyva, que foi o comandante mais jovem da guerrilha liderada por Fidel Castro que derrubou a ditadura de Fulgêncio Batista em 1959. Iglesias nasceu em 1941 em uma família de camponeses pobres que simpatizavam com o Movimento 26 de Julho. Com 14 anos integrou as forças revolucionárias, tornou-se tenente aos 15 anos e comandante aos 17 anos, o mais jovem da Revolução Cubana. Ele combateu o Exército em Sierra Maestra no início de 1957 sob o comando do guerrilheiro Ernesto Che Guevara. Após o triunfo da Revolução em 1º de janeiro de 1959, Iglesias foi o primeiro presidente da Associação de Jovens Rebeldes, que poucos anos depois se transformou na União de Jovens Comunistas. Ele relatou as suas experiências no livro "De la Sierra Maestra al Escambaray", publicado em 1975. Os gerontocratas da ditadura comunista cubana estão todos morrendo. O regime vai terminar por inanição.

Turquia interrompe explorações de petróleo conjuntas com a Síria

A Turquia decidiu interromper as explorações de petróleo conjuntas com a Síria, país onde missões diplomáticas turcas foram atacadas durante o fim de semana por manifestantes pró-governamentais, declarou nesta terça-feira o ministro turco da Energia, Tanez Yildiz. A decisão envolve seis poços na Síria, onde eram realizadas explorações por parte da companhia pública turca TPAO e pela companhia nacional de petróleo da Síria. Aliada econômica e política da Síria antes das convulsões registradas neste país, a Turquia condenou fortemente a repressão e Erdogan chegou a anunciar que havia rompido seus laços com o regime de Damasco. Este Erdogan tem o sonho de reconstruir o antigo império otomano.

Turquia ameaça cortar o fornecimento de energia elétrica para a Síria

A Turquia pode parar com suas exportações de energia elétrica para a Síria se o clima atual persistir entre os dois países, antigos aliados na região, declarou nesta terça-feira o ministro turco de Energia, Taner Yildiz. "Fornecemos atualmente eletricidade à Síria. Se esta situação persistir, seremos obrigados a revisar todas estas decisões", disse o ministro, referindo-se aos recentes ataques a missões diplomáticas turcas por parte de manifestantes pró-governamentais. Também nesta terça-feira, o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, disse que seu país perdeu a esperança de ver o regime sírio responder favoravelmente aos apelos da comunidade internacional para que se comprometa com reformas democráticas e ponha fim à repressão. Erdogan, que era um aliado político e amigo pessoal do ditador sírio, Bashar Assad, manifesta há meses a sua frustração com a atitude adotada pelo regime de Damasco em relação ao movimento de contestação no país vizinho que deixou 3.500 mortos desde março, segundo a ONU. "O governo sírio segue um caminho muito perigoso e está sobre o filho da navalha", considerou Erdogan que preveniu que um "precipício" está no fim do caminho escolhido por Damasco. No sábado, representações diplomáticas turcas situadas em Damasco e Alep foram alvos de violentas manifestações de partidários do regime sírio após a decisão da Liga Árabe de suspender a Síria.

Setor financeiro possui mais da metade dos títulos do governo

Mais da metade do que a União deve está nas mãos do setor financeiro. Segundo o Tesouro Nacional, as instituições financeiras e os fundos de investimento detêm 56,6% da dívida em títulos do governo federal no mercado interno, o que equivale a quase R$ 1 trilhão. De acordo com o último relatório da dívida pública, a dívida mobiliária (em títulos) federal somava R$ 1,723 trilhão em setembro, dos quais R$ 976,28 bilhões estavam em poder do segmento financeiro. Desse total, R$ 524,85 bilhões (30,45%) pertenciam a bancos, corretoras e distribuidoras e R$ 451,43 bilhões (26,19%) estavam sob a posse de fundos de investimento (que também são de bancos). Em terceiro lugar entre os detentores da dívida mobiliária estão os planos de previdência aberta e fechada, com R$ 267,36 bilhões (15,51%). Neste caso, como quase todos os fundos são controlados pelo governo, a dívida do governo estaria em parte com o próprio governo. Os estrangeiros detinham insignificantes R$ 194,65 bilhões (11,29%). Por meio de fundos administrados pela União, como FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e o FSB (Fundo Soberano do Brasil), o governo federal possuía em setembro R$ 155,32 bilhões (9,01%). Apesar das iniciativas nos últimos anos, a proporção de pessoas físicas na dívida pública continua pequena. O estoque do Tesouro Direto, programa de venda de títulos públicos a pessoas físicas pela internet, somou R$ 6,722 bilhões em setembro, o que corresponde a apenas 0,4% da dívida mobiliária interna. A predominância do setor financeiro entre os detentores dos títulos federais é estimulada pelos juros altos, que tornaram-se fonte de lucro fácil para os bancos e fundos de investimento. Essa postura dos bancos afeta o crédito, à medida que as instituições financeiras preferem comprar em títulos públicos a emprestarem dinheiro.

Polícia de Nova York remove acampamento do "Ocupe Wall Street"

Policiais com capacetes e portando escudos expulsaram manifestantes do movimento "Ocupe Wall Street", na madrugada desta terça-feira, de um parque no distrito financeiro de Nova York, onde estavam acampados há quase dois meses. Autoridades declararam que a ocupação no parque Zuccotti, que se tornou um mar de barracas, lonas e placas de protesto com centenas de manifestantes dormindo no local, era uma ameaça à saúde e à segurança. O porta-voz da polícia, Paul Browne, disse que cerca de 70 pessoas foram detidas no parque durante a operação por desafiar ordens de retirada e muitos outros foram detidos nas proximidades, apesar de a maioria ter saído voluntariamente. Cerca de uma dúzia de manifestantes haviam se acorrentado entre si e outros dois se acorrentaram em árvores antes de serem retirados pelas autoridades, disse Browne. O prefeito da cidade de Nova York, Michael Bloomberg, defendeu a medida para expulsar os manifestantes e destruir sua cidade de barracas: "Infelizmente, o parque estava se tornando um lugar onde muitas pessoas vieram não para protestar, mas para infringir leis, e em alguns casos, prejudicar os outros. Houve relatos de empresas ameaçadas e reclamações sobre o barulho e as condições sanitárias precárias que têm afetado gravemente a qualidade de vida dos moradores e dos comerciantes nesse bairro próspero". Os manifestantes montaram o acampamento no parque Zuccotti em 17 de setembro para protestar contra o sistema financeiro que, segundo eles, beneficia as corporações e os ricos.

Petista Agnelo Queiroz diz que "palavra de governador é prova"

O governador do Distrito Federal, o petista Agnelo Queiroz (PT), negou-se a apresentar provas de que o depósito de R$ 5.000,00 feito por um lobista em sua conta bancária era apenas o pagamento de um empréstimo feito em caráter pessoal. Ao ser questionado sobre o tema, o petista afirmou, via assessoria, que a "palavra de um governador de Estado já é, por si, uma prova". Que tal, ele inventou uma nova categoria judicial. Agnelo Queiroz era diretor da Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária) quando, no dia 25 de janeiro de 2008, recebeu em sua conta pessoal um depósito de R$ 5.000,00 feito por Daniel Tavares, que trabalhava como lobista para a farmacêutica União Química. O petista Agnelo Queiroz liberou no mesmo dia certificado para que a empresa pudesse participar de licitações. A Anvisa abriu investigação sobre o caso. Na segunda-feira da semana passada, Agnelo Queiroz afirmou que o depósito foi a devolução de um empréstimo feito ao lobista. Ele disse que deu o montante em espécie, "em caráter pessoal, sem documento ou contrato". Na quarta-feira, o petista afirmou que poderia provar que emprestou o dinheiro. Mas, voltou atrás, e agora sua assessoria diz: "O que o governador disse é que, de modo geral, há provas de que ele fala a verdade". E acrescento que a palavra de um governador deve funcionar como prova, "ainda mais quando confrontada com a de pessoas que a cada momento mudam de versão". O lobista primeiro dizia que o depósito era parte de propina para o então diretor da Anvisa ajudar a União Química. Depois, passou a confirmar a versão do governador.

Sigilo que protege políticos causa perplexidade

Provoca perplexidade até em políticos, em especial nos chamados “operadores do Direito”, a emenda regimental proposta pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Cezar Peluso, determinando a ocultação de nomes de políticos e autoridades que respondam a processos na Corte. Os nomes e sobrenomes são substituídos por suas iniciais. Já são 152 os nomes de figurões “protegidos”. “Quando não há restrição não tem motivo. Fora disso configura abuso. Tem que ser revista”, diz o senador Demóstenes Torres (DEM-GO). O presidente nacional da OAB, Ophir Cavalcanti, lembra ao Supremo Tribunal Federal que “a transparência é essencial na democracia”. Para Ophir, ao criar exceções na regra de publicidade nos julgamentos, “o STF reconhece que no Brasil uns são mais iguais do que os outros”. “Devem ser públicas informações de interesse público. Sou contrário à posição do STF”, diz o senador Pedro Taques (PDT-MT). (CH)

Site publica fotos de Lupi em avião que seria "providenciado" por empresário

Imagens divulgadas pelo site "Grajaú de Fato" mostram o ministro Carlos Lupi (Trabalho) desembarcando de um avião turbo-hélice que, segundo a revista "Veja", foi alugado por um empresário dono de ONG que tem contratos com o ministério. De acordo com a reportagem, Lupi fez uma viagem oficial pelo Maranhão em dezembro de 2009 a bordo de um avião turbo-hélice King Air "providenciado" pelo empresário Adair Meira, de Goiânia (GO). No sábado, o Ministério do Trabalho divulgou nota atribuindo ao PDT a responsabilidade pelo avião usado na viagem. Disse ainda que Lupi cumpriu "agendas oficiais e partidárias". De acordo com a nota do ministério,"a aeronave que acompanhava o ministro Lupi na agenda não se trata de um modelo King Air, conforme a revista "Veja" afirmou, mas do modelo Sêneca". Já se sabia que ministro tinha mentido para os deputados, para Dilma e para gente do seu próprio partido. Agora há as fotos que provam a mentira. Com a palavra, a sua chefe! O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, mentiu na semana passada ao dizer que não conhece o gaúcho Adair Meira, dono de três ONGs que têm contratos milionários com a pasta. Conforme revelou a revista Veja, Adair providenciou um avião King Air, de prefixo PT-ONJ, para que Lupi cumprisse uma agenda oficial em sete municípios do Maranhão, em dezembro de 2009. Lupi afirmou que viajou pelo Estado a bordo apenas de aviões Sêneca, providenciados por dirigentes do PDT. Chegou a divulgar fotos dessas aeronaves em aeroportos do interior rodeadas de populares. As fotos não provam que Lupi desembarcou ou embarcou sempre em Sêneca. Nem poderiam. Mas, as fotos divulgadas nesta segunda-feira pelo portal www.grajaudefato.com.br mostram o ministro desembarcando no município de Grajaú justamente no King Air providenciado por Adair Meira. E não apenas Lupi, como também o ex-secretário de Políticas Públicas de emprego do Ministério, Ezequiel Nascimento. Ezequiel foi quem contou à revista Veja que coube a Meira, dono das ONGs que fraudaram o governo, a pagar o tour maranhense de Lupi. Dilma tem de decidir se demite Lupi ou se mantém um ministro que mente para os deputados, mente para membros de seu próprio partido e mente para a presidente da República.

Polícia do Rio de Janeiro apreendeu 315 quilos de drogas na favela da Rocinha

A Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro divulgou na segunda-feira um balanço onde revela que na operação da favela da Rocinha, feita na madrugada de domingo, foram apreendidas 38 armas, além de 315 quilos de drogas. A polícia encontrou ainda 15 fuzis, 20 pistolas, uma submetralhadora e duas espingardas. Com relação às drogas, foram 135 quilos de cocaína, 120 quilos de maconha e 60 quilos de pasta base de cocaína. Já dá para causar uma abstinência significativa nos drogados da zona sul por alguns dias.

JBS sai de lucro para prejuízo de R$ 67,5 milhões no terceiro trimestre

A JBS apresentou prejuízo de R$ 67,5 milhões no terceiro trimestre, revertendo lucro líquido de R$ 143,4 milhões no mesmo período de 2010. No segundo trimestre deste ano, a empresa teve prejuízo de R$ 180,8 milhões. Segundo a companhia, o resultado negativo deve-se aos efeitos da variação cambial líquida sobre o resultado e ao prejuízo da Pilgrim's Pride, unidade de frango da JBS nos Estados Unidos.

Pré-candidato à Presidência do Paraguai nega ligação com narcotráfico

O pré-candidato à Presidência do Paraguai pelo oposicionista Partido Colorado, Horacio Cartes, negou na segunda-feira seu envolvimento com o narcotráfico e com operações de lavagem de dinheiro, como foi publicado recentemente pela imprensa local. "Sinceramente, é um absurdo ridículo", disse o empresário sobre a publicação de fac-símiles de textos divulgados pelo site WikiLeaks por jornais da capital paraguaia. Segundo os documentos, que foram atribuídos à Embaixada dos Estados Unidos em Assunção, um informe sobre a ligação de Cartes com o narcotráfico teria sido proporcionado por Hugo Ibarra, um ex-chefe da Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) do Paraguai que, no entanto, negou ter feito tais acusações. Outros documentos do WikiLeaks publicados anteriormente pela imprensa local indicavam que o empresário teria sido submetido no passado a uma investigação da Agência Antidrogas dos Estados Unidos (DEA) por conta de uma suposta vinculação com a prática de lavagem de dinheiro. Cartes aparece nas pesquisas de intenção de voto como o principal candidato do Partido Colorado, que apresenta as maiores chances de vencer as eleições internas da legenda.

Ministro do Supremo cassa reeleição de presidente do São Paulo

O ministro Luis Fux, do Supremo Tribunal Federal, cassou decisão judicial que permitia a alteração do estatuto do São Paulo para liberar ao atual mandatário, Juvenal Juvêncio, no cargo desde 2006, uma "terceira gestão de três anos". A eleição ocorreu em abril. A 8ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo havia declarado legal a reforma do estatuto realizada pelo Conselho Deliberativo do clube, e não através de voto da assembléia geral dos sócios, como previsto no Código Civil e no inciso I do artigo 217 da Constituição Federal. Mas, para o ministro Fux, que acatou reclamação (RCL 11760) movida por conselheiros deliberativos do São Paulo, a decisão da 8ª Câmara feriu a Súmula Vinculante 10 do Supremo, que fala do princípio constitucional da reserva de plenário (artigo 97 da Constituição). O ministro afirmou a necessidade de deliberar sobre o pedido encaminhado ao Supremo para que a decisão tomada na ação principal tenha eficácia imediata. No pleito, que aconteceu no dia 20 de abril, o presidente Juvenal Juvêncio, amparado por recurso analisado por um desembargador, derrotou o oposicionista Edson Lapolla por 163 votos a 7. O resultado, porém, ficou sub judice. Pelo regimento interno do clube, um mandatário pode disputar apenas uma reeleição. Mas a mudança estatutária sugerida pela situação e aprovada pelo conselho decidiu desconsiderar o primeiro mandato, que ocorreu sob um estatuto diferente. Em maio, o juiz Carlos Alberto de Campos Mendes, da 3ª Vara Cível de Pinheiros, já havia decidido que o resultado da eleição era ilegal. A situação conseguiu reverter depois. O artigo 59 do Código Civil determina que cabe apenas à assembléia geral destituir os administradores ou alterar o estatuto de uma entidade. O parágrafo único do dispositivo ressalta que somente assembléia especialmente convocada e que respeite o quórum estabelecido no estatuto pode deliberar sobre o disposto nos incisos I e II deste artigo.

Aldo rebelo diz que vai cancelar mais de 50 convênios com ONGs

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo (PCdoB), afirmou nesta segunda-feira que cancelará entre 50 e 60 convênios firmados pela pasta com ONGs na gestão do seu antecessor, o também comunista Orlando Silva, que foi demitido do ministério após denúncias de corrupção relacionadas a convênios com ONGs dentro do programa "Segundo Tempo". Por um decreto presidencial de 31 de outubro, todos os convênios com entidades de direito privado sem fins lucrativos estão suspensos até que sua regularidade seja avaliada. De acordo com Rebelo, os convênios em que ainda não houve desembolso do governo, ou seja, em que nenhuma parcela do contrato foi paga, não serão retomados após o período.

Ajufe elogia CNJ por "camuflar" nomes de juizes investigados

A Ajufe (Associação dos Juízes Federais do Brasil) elogiou, em nota divulgada nesta segunda-feira, a medida do Conselho Nacional de Justiça de divulgar apenas as iniciais dos nomes de juízes e desembargadores investigados em seus tribunais. O Conselho Nacional de Justiça colocou em seu site uma página para divulgar os processos disciplinares contra juízes nas corregedorias locais. O sistema, no entanto, não revela os nomes dos magistrados e esconde os detalhes do processo. "A divulgação pelo Conselho Nacional de Justiça das iniciais dos nomes de juízes e desembargadores e o número dos processos administrativos é realizado para uma prestação de contas com a sociedade seguindo o princípio constitucional da publicidade que rege a administração pública", afirma a nota da entidade de juízes. Mas, qual é a publicidade que há nesses casos? A divulgação dos números dos processos não quer dizer absolutamente, é como grego. Nenhum cidadão brasileiro tem acesso pela Internet a esses processos, ninguém sabe do que eles tratam, ninguém sabe qual o andamento deles, ninguém sabe qual o resultado dos mesmos. É mero jogo de cena.

Estado afasta professora que pediu para aluna encontrar pedófilo

A Secretaria de Estado da Educação de São Paulo deve afastar uma professora de São Carlos (cidade localizada a 232 quilômetros da capital) que, segundo o Conselho Tutelar, orientou uma aluna de 12 anos a procurar um pedófilo na internet para um trabalho da disciplina de português. O caso ocorreu na escola estadual Professora Maria Ramos, no bairro Boa Vista. O trabalho, em grupo, era sobre os riscos da pedofilia. Segundo a conselheira Rose Helena Aparecida Polese, a mãe mostrou aos conselheiros um bilhete no caderno da filha, que teria sido escrito pela professora, orientando a garota a entrar em uma sala de bate-papo na internet com nome fictício, mas idade real, para localizar um pedófilo. O bilhete ainda orientava a aluna a imprimir a conversa para ser anexada ao trabalho e que os pais vigiassem a conversa, porque o único objetivo seria mostrar aos alunos o risco desse tipo de bate-papo. Além do bilhete, segundo a conselheira, a mãe contou que a filha recebeu a orientação da professora de marcar um encontro com o pedófilo em frente à catedral da cidade e que a professora tentaria flagrá-lo no encontro com uma câmera fotográfica. Segundo a conselheira, a mãe ficou revoltada com o pedido e contou que a filha saiu chorando da escola ao receber a tarefa. O Conselho Tutelar vai encaminhar o caso ao Ministério Público Estadual. Professores devem estar enlouquecendo..... mandar uma criança de 12 anos procurar um pedófilo pela internet, fazendo sua sedução, é coisa de louco. Como é que uma professora ousa expor assim uma criança de 12 anos?

Petrobras descobre nova jazida de petróleo na Bacia de Santos

A Petrobras e suas parceiras Repsol e BG Group anunciaram nesta segunda-feira a descoberta de uma nova jazida de petróleo de alta qualidade na área de Carioca, na Bacia de Santos. A Repsol, que opera no Brasil em uma sociedade conjunta com a chinesa Sinopec, destacou que a descoberta foi feita no poço conhecido como Abaré, situado 35 quilômetros ao sul do poço Carioca e a 293 quilômetros do litoral de São Paulo. As análises realizadas indicam a existência de petróleo de alta qualidade a uma profundidade de 4.830 metros, mas ainda não foram realizados testes para avaliar a produtividade da nova descoberta. A Petrobras, que administra a região do achado, participa com 45% no consórcio que descobriu a jazida, assim como a Repsol (25%) e o BG Group (30%).

Banco do Brasil anuncia redução de juros de empréstimos

O Banco do Brasil cortou taxas de juros de financiamentos de veículos, crédito pessoal e consignado (com desconto na folha de pagamentos) destinados a pessoas físicas. A redução é reflexo das medidas anunciadas na sexta-feira pelo Banco Central, que diminuiu restrições a esses tipos de financiamento, o que barateia os custos dos bancos para emprestar e abre espaço para o corte de juros. O banco reduzirá em até 0,5 ponto percentual a taxa de juros nos empréstimos para a compra de veículos novos e com até 10 anos de uso. O corte valerá para os financiamentos de até 60 meses, alvo das medidas do Banco Central. No caso do crédito consignado, as operações entre 37 e 60 meses terão os juros reduzidos em até 0,4 ponto percentual. Haverá ainda corte de até 0,2 ponto percentual em linhas de crédito pessoal entre 25 e 36 meses.

ANP diz que perfuração de poço provocou vazamento de petróleo na bacia de Campos

O poço de petróleo explorado pela multinacional Chevron, que provoca um vazamento no litoral fluminense desde a semana passada, deverá ser abandonado e cimentado. A afirmação é do diretor da ANP (Agência Nacional do Petróleo), Florival Carvalho. A ANP e a empresa avaliam a melhor forma de executar a cimentação do poço, que apesar de ser próximo não tem ligação com a estrutura de produção de petróleo da Chevron já em atividade na área de Frade, na Bacia de Campos. A Chevron confirmou que vai selar e abandonar o poço exploratório. Em relação à causa do vazamento, a empresa disse que as investigações feitas em conjunto com órgãos governamentais apontaram o poço como a provável causa. A companhia já havia paralisado temporariamente os trabalhos no local, para investigar o problema. Segundo o diretor da ANP, o motivo do vazamento foi a perfuração do poço de exploração. "O que foi detectado é que, com a perfuração, houve aumento de pressão em algum ponto e houve essa fissura na rocha que fez com que o óleo vazasse", afirmou Carvalho. A mancha de óleo está localizada a 120 quilômetros da costa de Campos, mas desloca-se na direção sudeste, afastando-se do litoral.

Aldo Rebelo troca cúpula do Ministério do Esporte

O ministro dos Esportes, Aldo Rebelo (PCdoB), anunciou nesta segunda-feira os nomes de três novos secretários para compor a pasta. A economista Paula Pini, que desde 1998 ocupa o posto de especialista para o desenvolvimento urbano no Banco Mundial, foi nomeada secretária-executiva. Rebelo afirmou que o atual secretário, Waldemar Souza, continua no ministério, mas ainda não definiu o cargo. O ministro citou a experiência de Paula Pini na área de mobilidade urbana como um dos critérios para a nomeação. Para a chefia da assessoria internacional, Rebelo nomeou o diplomata Carlos Henrique Cardim, que há poucos meses era embaixador do Brasil na Noruega e Islândia. Ana Prestes, a atual ocupante do cargo, fica na subchefia de Cardim. Já a secretaria nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social ficou com o vice-almirante reformado Afonso Barbosa, afastado da Marinha desde 2007. Assim como Cardim, Barbosa trabalhou nos governos Sarney, Fernando Henrique Cardoso e Lula. Ele ocupava, até a indicação, um cargo na diretoria da Bunge Brasil.

Dilma veta reabertura de prazo para demitidos do governo Collor

A presidente Dilma Rousseff vetou integralmente o projeto de lei que previa a reabertura de prazo para demitidos durante o mandato de Fernando Collor (1990-92) pedirem o retorno à administração federal. Esses servidores alegam ter sido vítimas de atos ilegais e perseguição política. Em 94, uma lei definiu o prazo de 60 dias para o pedido de retorno ao funcionalismo público. O projeto de lei vetado pela presidente previa a reabertura do prazo por mais um ano, a partir da sanção da lei. "A partir de 1993 o governo federal se empenhou no deslinde da questão, o que foi reforçado com a publicação da lei no 8.878, em 1994. Desde então, foram constituídas diversas comissões para recebimento, análise, reexame e revisão de pedidos de anistia, não se justificando nova reabertura de prazo, decorridos 17 anos da publicação da anistia original", afirma trecho de justificativa do veto, publicado nesta segunda-feira no Diário Oficial da União. Em maio deste ano, o governo reintegrou 432 funcionários públicos demitidos durante o governo Collor.

Dilma veta reabertura de prazo para demitidos do governo Collor

A presidente Dilma Rousseff vetou integralmente o projeto de lei que previa a reabertura de prazo para demitidos durante o mandato de Fernando Collor (1990-92) pedirem o retorno à administração federal. Esses servidores alegam ter sido vítimas de atos ilegais e perseguição política. Em 94, uma lei definiu o prazo de 60 dias para o pedido de retorno ao funcionalismo público. O projeto de lei vetado pela presidente previa a reabertura do prazo por mais um ano, a partir da sanção da lei. "A partir de 1993 o governo federal se empenhou no deslinde da questão, o que foi reforçado com a publicação da lei no 8.878, em 1994. Desde então, foram constituídas diversas comissões para recebimento, análise, reexame e revisão de pedidos de anistia, não se justificando nova reabertura de prazo, decorridos 17 anos da publicação da anistia original", afirma trecho de justificativa do veto, publicado nesta segunda-feira no Diário Oficial da União. Em maio deste ano, o governo reintegrou 432 funcionários públicos demitidos durante o governo Collor.

Greve na Petrobras é aprovada em 90% das assembléias

A reunião do conselho deliberativo da FUP (Federação Única dos Petroleiros), realizada no sábado, aprovou a greve dos petroleiros da Petrobras a partir desta quarta-feira. De acordo com o coordenador geral da FUP, João Antônio de Moraes, cerca de 90% das assembléias que aconteceram pelo País votaram a favor da paralisação. "O cenário é de greve", afirmou Moraes. "Nós já conhecemos todas as propostas, mas agora falta a Petrobras oficializar as questões econômicas para que possamos discutir com os trabalhadores o que fazer", completou. Segundo ele, as propostas da estatal estão muito longe do reivindicado pelos funcionários.

Deputados podem restituir texto de Aldo Rebelo do Código Florestal

Preocupado com as alterações feitas pelos senadores no texto do projeto do novo código, o líder do PMDB na Câmara, deputado federal Henrique Eduardo Alves (RN), vai propor às lideranças partidárias a formação de "um grupo de acompanhamento informal" dos trabalhos na comissão de Meio Ambiente do Senado. Ele e outros parlamentares da base aliada e da oposição não descartam a restituição do projeto de lei relatado pelo deputado e atual ministro do Esporte, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), quando a matéria retornar à Câmara para análise final antes de seguir para sanção da presidenta Dilma Rousseff. Os deputados querem que pontos polêmicos sejam revistos. A recomposição das APPs (áreas de preservação permanente) para quem tem propriedades rurais de até quatro módulos fiscais, por exemplo, é considerada improcedente pelo líder peemedebista: "É inviável recompor APPs que, ao longo do tempo, tiveram suas áreas construídas ou ocupadas por plantações ou pastos". Henrique Eduardo Alves ressaltou, porém, que os deputados "não querem fazer do Código Florestal "um novo royalties". Para ele, não há o que se discutir no que se refere à área consolidada. Por isso, o deputado não descarta a possibilidade de deixar a votação da matéria para 2012, pois se trata de um projeto "sensível", que exige tempo para discussão.

Estudo mostra "maioria" de negros em 56,8% dos municípios

O número de municípios onde os domicílios tinham maioria de pretos e pardos aumentou 7,6% entre 2000 e 2010, passando de 49,2% para 56,8%. A constatação faz parte do Mapa da População Preta & Parda no Brasil segundo os Indicadores do Censo de 2010, divulgado nesta segunda-feira. Em 1.021 cidades (18,3% do total), pretos e pardos eram mais de 75% da população. O estudo foi elaborado pelo Laeser (Laboratório de Análises Econômicas, Sociais e Estatísticas das Relações Raciais), da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). O percentual de pessoas que se declararam pretas passou de 6,2% para 7,6% em uma década. O aumento foi maior entre as que se declararam pardas, de 38,5% para 43,1% no mesmo período. Em 2010, aproximadamente 91 milhões de pessoas se classificaram como brancas, 15 milhões como pretas, 82 milhões como pardas, 2 milhões como amarelas e 817 mil como indígenas. O coordenador da pesquisa, Marcelo Paixão, acredita que os indicadores com base no Censo 2010 foram influenciados pelo processo de valorização da presença negra na sociedade brasileira e pela adoção das políticas afirmativas. De acordo com o levantamento de 2010, São Paulo é a cidade com maior número de pretos e pardos em todo o País, com cerca de 4,2 milhões, seguido do Rio de Janeiro (cerca de 3 milhões) e Salvador (cerca de 2,7 milhões). Se forem considerados apenas negros, Salvador lidera o ranking, com 743,7 mil, seguida de São Paulo (736 mil) e do Rio de Janeiro (724 mil). No Norte e no Nordeste, respectivamente, 97,1% e 96,1% dos municípios eram formados por maioria preta e parda. No Centro-Oeste, esse percentual chegava a 75,5%, no Sudeste, a 37,1% e, no Sul, a apenas 2,3%.

Islamistas conseguem 89 cadeiras de 217 na assembléia da Tunísia

Os islamitas do Ennahda ficaram com 89 das 217 cadeiras da Assembléia Constituinte da Tunísia, seguidos pelo partido de esquerda CPR (29 eleitos) e pela Petição Popular (26 representantes), segundo os resultados definitivos da eleição do dia 23 de outubro anunciados oficialmente nesta segunda-feira. A taxa de participação na primeira eleição livre do país foi de 54,1%, informou a comissão eleitoral (Isie). Cerca de 4 milhões de eleitores foram às urnas. Os candidatos eleitos sob a bandeira da Petição Popular foram "classificados entre os independentes", explicou o presidente da Isie, Kamel Jendubi. Divisões surgiram nos últimos dias entre os eleitos da Petição Popular, pois alguns negam ligação com Hechmi Haamdi, empresário tunisiano que lidera o grupo. O Ettakatol (centro-esquerda) obteve 20 assentos, o Partido Democrata Progressista (PDP, centro-esquerda) ficou com 16 e o Polo Democrático Modernista (PDM, esquerda) ganhou cinco representantes. A Iniciativa (liberal dirigida por Kamel Morjane, ex-ministro de Ben Ali) também ficou com cinco representantes, o Afek Tunes (liberais) teve quatro eleitos, o PCOT (comunistas) obteve três cadeiras, o Achab (nacionalistas árabes) teve dois eleitos e o MDS (centro) ganhou dois representantes. As 16 cadeiras restantes estão divididas entre pequenos partidos e formações independentes. A Assembléia Constituinte vai se reunir pela primeira vez no dia 22 de novembro para redigir a nova Constituição da Tunísia, após a queda do presidente Zine Abidine Ben Ali. Ela deverá formar o novo Poder Executivo até as próximas eleições gerais.

Warren Buffett paga US$ 10,7 bilhões por fatia de 5,5% na IBM

O bilionário americano Warren Buffett anunciou que ele e a sua Berkshire Hathaway acumularam uma participação de 5,5% na IBM, a maior aposta do investidor no ramo da tecnologia, que ele historicamente sempre evitou. O investidor disse ter comprado cerca de 64 milhões de ações da IBM, pagando US$ 10,7 bilhões por elas. A Berkshire começou a comprar as ações em março, com uma meta de construir uma posição de US$ 10 bilhões, segundo ele. Buffet se disse convencido do plano a longo prazo da IBM e da posição enraizada em grandes negócios, parte da vantagem competitiva que procura quando investe em alguma companhia.

Kleber diz que 80% dos jogadores do Palmeiras não gostam do técnico Luiz Felipe Scolari

De saída do Palmeiras, o atacante Kleber disparou críticas ao técnico Luiz Felipe Scolari. O atleta foi afastado do grupo no dia 11 de outubro após entrar em atrito com o treinador. Disse ele: "80% dos jogadores e 90% dos funcionários do clube não gostam de Scolari. O meu afastamento foi escolha da diretoria". O atleta discutiu com Luiz Felipe Scolari durante uma reunião feita após a briga de torcedores com o volante João Vítor, em frente ao estádio Palestra Itália, sede do Palmeiras: "O treinador Scolari falou que era para pegar um ônibus e ir à quadra da Mancha Verde conversar com os caras. Falei que era isso mesmo e que só jogador está se ferrando. Ele disse que a comissão também está junto. Aí eu falei que não". Kleber disse que torcedores foram até a sua casa protestar e que isso não aconteceu com o Scolari, que estaria sendo poupado pela torcida: "Scolari disse que há dez anos colocou arma na cara dos torcedores. Aí eu disse que a coisa mudou. Ele coloca a gente contra a torcida. Já falou que o time jogava que nem partida entre casados e solteiros, que treinar o nosso time era como acordar com mulher feia. Falou que em 20 anos era a primeira vez que nunca tinha conseguido armar um time. Disse assim: 'Não tenho culpa se peço o Sheik (Emerson, do Corinthians) e me trazem o Ricardo Bueno'. Isso na frente do garoto. Desmoraliza o elenco". O Palmeiras está sem vencer há nove jogos no Brasileiro e ocupa a parte de baixo na tabela (é o 14º), com grandes chances de rebaixamento para a segunda divisão do futebol brasileiro. Kleber falou que o time está desmotivado por causa das acusações do técnico. Desmotivado, é? Ganhando 300 mil reais por mês? Imagina se um motorneiro do metrô se considerar desmotivado e não trabalhar mais.....

Relatório conclui que Internet não é essencial na formação de terroristas

A internet "não desempenha um papel significativo" para atrair muçulmanos à rede terrorista Al Qaeda, constata um relatório do Ministério do Interior do Reino Unido divulgado no último domingo. O relatório (um dos três sobre terrorismo encomendados em 2009 pelo então governo trabalhista) examina as fórmulas mais eficazes de captação de recrutas, assim como o perfil das pessoas suscetíveis aos interesses das causas extremistas. Diferente do que se imaginava, a internet não possui um papel determinante para a formação de novos adeptos, porém o estudo reconhece que os contatos sociais são importantes para o recrutamento de militantes por meio de relações diretas com pessoas já envolvidas ou figuras de autoridade. "As relações pessoais com agentes 'radicalizadores', sejam colegas, ativistas encarregados de recrutamento ou figuras de autoridade moral, desempenham um papel-chave na captação de novos adeptos para causas como a da Al Qaeda", destaca o estudo.

Rei da Jordânia é o primeiro árabe a pedir saída de Assad

O rei Abdullah 2º, da Jordânia, pediu nesta segunda-feira que o ditador sírio, Bashar Assad, "deixe o cargo", em uma entrevista à rede de televisão pública BBC divulgada nesta segunda-feira. "Acredito que, se estivesse em sua posição, deixaria o cargo. Deixaria o cargo e asseguraria que qualquer um que viesse depois de mim tivesse a capacidade de mudar o status quo que estamos vendo", declarou Abdullah 2º, tornando-se o primeiro líder árabe a pedir a renúncia de Assad. O monarca jordaniano insistiu que o presidente sírio deve inaugurar uma nova era política de diálogo na Síria para permitir que sejam implementadas reformas após meses de repressão a protestos por parte do regime. "Não acredito que o sistema permita isso, ou seja, se Assad se interessasse por seu país, deixaria o poder, mas também criaria as condições necessárias para iniciar uma nova fase na vida política síria", disse. As declarações de Abdullah 2º foram feitas dois dias após a Liga Árabe ter suspendido a Síria como membro da organização por sua rejeição em aplicar o plano árabe para pôr fim à crise, como havia prometido, e de ter ameaçado o país com sanções. O ministro sírio das Relações Exteriores, Walid Moualem, afirmou nesta segunda-feira que a decisão da Liga de suspender o país do grupo, que entra em vigor nesta quarta-feira, foi "um passo extremamente perigoso" no momento em que Damasco estava implementando um acordo para acabar com a violência e iniciar um diálogo com a oposição.

Bank of America levanta US$ 1,8 bilhão ao vender fatia em banco chinês

O Bank of America Corporation anunciou nesta segunda-feira a venda da maioria de sua participação no China Construction Bank. Segundo comunicado do banco, um grupo de investidores vai comprar 10,4 bilhões de ações ordinárias que o Bank of America possui, em uma operação privada. Com isso, o Bank of America deve levantar US$ 1,8 bilhão depois de impostos. Após a conclusão da venda, o Bank of America terá 1% das ações do CCB. "Nossa decisão de vender a maior parte das nossas ações no China Construction Bank sustenta nosso objetivo de seguir construindo um forte balanço", disse o diretor financeiro do banco, Bruce Thompson. Banqueiros fazem de tudo para aumentar sua remuneração nas instituições que dirigem.

Israel mantém congelamento de receitas da Autoridade Palestina

O governo de Israel decidiu nesta segunda-feira continuar a reter a transferência das receitas fiscais devidas à Autoridade Palestina, uma medida imposta há duas semanas após os palestinos ganharem a adesão plena à Unesco, a agência da ONU para cultura. Um funcionário do governo disse que os ministros do gabinete votaram por pequena margem a favor da continuação do congelamento sobre a transferência de receitas que Israel recolhe em nome da Autoridade Palestina. O dinheiro, que inclui impostos sobre mercadorias importadas pelos territórios palestinos, corresponde a cerca de US$ 100 milhões por mês. Os acordos de Paris de 1994 estabelecem o recolhimento por Israel desses fundos, que representam dois terços das receitas orçamentárias da Autoridade Palestina e permitem pagar mais de 150 mil funcionários públicos palestinos, cuja massa salarial representa cerca de US$ 160 milhões.

Vale e Petrobras estão entre empresas mais lucrativas das Américas

A Vale e a Petrobras ocuparam a quinta e a 11ª posição, respectivamente, entre as empresas mais lucrativas das Américas no terceiro trimestre do ano, segundo levantamento divulgado nesta segunda-feira pela consultoria Economatica. Considerando apenas a América Latina, a Vale ocupa a primeira posição e a Petrobras a segunda. A pesquisa não considera as empresas do Canadá por não serem acompanhadas pela consultoria. Somente as duas companhias ficaram entre as 20 maiores da amostra analisada pela Economatica. A empresa mais lucrativa da amostra é a Exxon Mobil, que totalizou US$ 10,3 bilhões no terceiro trimestre de 2011. A pesquisa mostra ainda que setores de petróleo e gás e eletroeletrônicos são os que têm o maior numero de representantes, com quatro empresas cada.

PDT vai levantar dados sobre pagamento de avião usado por Lupi

O presidente em exercício do PDT, André Figueiredo, disse nesta segunda-feira que vai cobrar do diretório do partido no Maranhão a prestação de contas de 2009 para comprovar o pagamento do avião usado em viagem do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, ao Estado. "Se Lupi afirmou que foi pago pelo Maranhão, deve estar na contabilidade do Estado. Vou cobrar na volta do feriado", disse ele. O presidente do PDT no Maranhão, Igor Lago, afirmou que já havia solicitado a contabilidade do diretório de 2009 e 2010. Segundo a revista "Veja", Lupi fez uma viagem oficial ao Maranhão em dezembro de 2009 a bordo de um avião disponibilizado pelo empresário Adair Meira, que controla duas ONGs beneficiárias de convênios no valor de R$ 10,4 milhões com o Ministério. Figueiredo afirmou que na época do episódio não estava na Executiva do partido e, portanto, não acompanhou o caso: "Não tenho como dar mais explicações".

CNJ divulga processos contra juízes, mas esconde nomes

O Conselho Nacional de Justiça colocou em seu site uma página para divulgar os processos disciplinares contras juízes nas corregedorias locais. O sistema, no entanto, não revela os nomes dos magistrados e esconde os detalhes do processo. O site mostra que existem 730 processos e sindicâncias nas corregedorias dos tribunais de Justiça nos Estados. O Tribunal de Justiça do Piauí aparece em primeiro lugar, com 211 processos, seguido por São Paulo, com 134. Em terceiro lugar estava o Amazonas, com 59 processos. Diz o presidente do Conselho Nacional de Justiça, ministro Cesar Peluso, que a nova página dará "mais transparência aos processos disciplinares contra juízes e desembargadores em todos os tribunais". Que transparência, se não se consegue qualquer informação a partir do que é publicado? O sistema, por enquanto, é alimentado pelos próprios tribunais, que enviam os dados ao CNJ uma vez por mês. Os tribunais da Justiça Federal e do Trabalho ainda não fazem parte do sistema.

Procuradoria recorre contra decisão da Justiça sobre Enem

O Ministério Público Federal protocolou na noite da última sexta-feira um novo recurso para reverter a decisão do Tribunal Regional Federal da 5ª Região que anulou 14 questões da prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) para alunos do Colégio Christus, de Fortaleza (CE). O recurso foi encaminhado por meio da Procuradoria Regional da República da 5ª Região. Os alunos do colégio cearense tiveram acesso antecipado a 14 questões do Enem por meio de uma apostila distribuída pela escola semanas antes da aplicação do exame. Os itens vazaram na fase de pré-testes da prova, da qual estudantes do Christus participaram em outubro do ano passado. De acordo com o Tribunal Regional Federal da 5ª Região, o recurso protocolado pela Procuradoria deverá ser julgado na sessão desta quarta-feira. O Ministério Público Federal quer que essas questões sejam anuladas para todos os 4 milhões de candidatos que participaram do Enem. O órgão havia conseguido uma liminar na Justiça Federal para garantir essa situação, mas ela foi cassada no dia 4 de novembro por decisão do presidente do TRF-5 que decidiu pela anulação das questões apenas para os alunos do Christus, opção também defendida pelo Ministério da Educação.

Exportações crescem no mês e superávit atinge US$ 26 bilhões no ano

As exportações superaram as importações na segunda semana de novembro, fazendo a balança comercial brasileira registrar superávit de US$ 1,575 bilhão no período do dia 7 até 13. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Com o avanço das exportações na segunda semana, o resultado do mês fica positivo em US$ 1,032 bilhão. No período, as exportações alcançaram US$ 9,745 bilhões, e as importações US$ 8,713 bilhões. Na primeira semana do mês, foi registrado déficit de US$ 543 milhões. No ano, o superávit comercial acumulado atigiu US$ 26,422 bilhões, resultante das exportações de US$ 221,884 bilhões e importações de US$ 195,462 bilhões. O superávit, na comparação com o acumulado do ano do mesmo período de 2010, cresceu 66,7%. Em 2010, no período foi registrado saldo de US$ 15,847 bilhões.

Kassab barateia inspeção veicular em São Paulo em ano eleitoral

A gestão Gilberto Kassab (PSD) aprovou a redução da tarifa da inspeção veicular a partir de janeiro de 2012, ano de eleições municipais. A Secretaria do Verde e do Meio Ambiente oficializou a revisão do contrato com a Controlar, fixando a taxa da vistoria em R$ 41,87, o que representa uma redução de 26% em relação ao valor de dezembro de 2010. O preço ainda sofrerá reajustes monetários contratuais antes de ser aplicado, devendo ficar perto de R$ 50,00. Desde janeiro deste ano, os proprietários de veículos pagam R$ 61,98 para fazer a inspeção na capital paulista. A indicação do novo valor foi publicada pela pasta no Diário Oficial do último sábado, após estudo de reequilíbrio econômico-financeiro feito pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas). Responsável pela vistoria, a Controlar diz ter sido surpreendida e que a revisão está errada, "por se apoiar em premissas equivocadas". A empresa (ligada ao grupo CCR) vê na medida uma quebra de contrato.

GE fecha contrato de US$ 6 bilhões com a Emirates Airlines

A General Electric Co informou nesta segunda-feira que firmou um contrato de 12 anos e avaliado em US$ 6 bilhões com a companhia aérea Emirates Airlines. Ela irá fornecer pelo menos 50 turbinas e prestar serviços de manutenção, reparo e revisão desses equipamentos, que serão usados na nova frota de Boeings 777 da empresa. A Emirates, que tem sede em Dubai, é a maior operadora de aeronaves 777-300 da Boeing, equipados com turbinas GE90-115B.

Beltrame diz esperar que traficante Nem forneça dados sobre tráfico e corrupção

A prisão de Antonio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, chefe do tráfico de drogas na favela da Rocinha, pode resultar em informações sobre o organograma do crime e corrupção policial. O secretário da Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, afirmou nesta segunda-feira que a polícia espera que Nem contribua com as investigações. "Seria uma oportunidade importantíssima o oferecimento de alguma medida judicial para que ele pudesse contribuir com a Justiça e, obviamente, com a polícia", disse o secretário. Medida que costuma ser aplicada é a da delação premiada, quando o criminoso coopera com a investigação e tem a pena reduzida pela Justiça. Você acredita em Papai Noel? Parece que Beltrame acredita.

Rede Record entra na briga do bispo Edir Macedo e ataca igrejas neopentecostais

O programa "Domingo Espetacular", da Record, entrou no domingo na "guerra" declarada por seu proprietário, o bispo Edir Macedo, às novas correntes pentecostais. O ataque foi contra as igrejas e congregações que admitem ou pregam o chamado "cair no espírito". Trata-se de uma prática em que o pastor ou líder religioso toca o corpo do fiel, e este tem uma espécie de "desmaio", que é chamado também de "Desmaio do Espírito Santo". A prática já fora atacada diretamente por Edir Macedo em um programa da Igreja Universal em setembro. Na época, o alvo foi a cantora Ana Paula Valadão, da banda gospel Diante do Trono. O bispo se referia ao encontro da banda e da vocalista com um pastor, no qual a cantora desmaiou após ter sua cabeça tocada pelo religioso. Comandada por Romualdo Panceiro, considerado por Edir Macedo como seu herdeiro espiritual, Ana Paula virou alvo de chacota nos programas da Igreja Universal. A reportagem "Domingo Espetacular" durou cerca de 40 minutos. A Rede Record infiltrou produtores e repórteres com câmeras escondidas em cultos. Um dos produtores da emissora foi tocado por um pastor "do desmaio" por vários minutos, mas o produtor não desmaiou. O pastor desistiu. "Comandados por um líder religioso, os fiéis ficam imóveis, caem e se debatem, em transe, no chão; muitas vezes, todos ao mesmo tempo. O Domingo Espetacular investigou o fenômeno e entrevistou ex-fiéis, psicólogos e neurologistas", disse a locução do "Domingo Espetacular" na abertura da reportagem. A reportagem revoltou outros líderes religiosos, inclusive aqueles que não professam a prática do "cair no espírito", como Silas Malafaia. A ira se propagou pela internet. Bandas como "Diante do Trono" e outras de estilo gospel, que comandam núcleos e congregações, já vinham sendo alvo do bispo Edir Macedo, que as vê como ameaça ao seu "rebanho". A expansão de mais uma denominação, a do "desmaio no espírito", pode ter agravado esse temor.

Itália coloca 3 bilhões de euros em bônus para cinco anos pagando juro recorde

O Tesouro italiano colocou nesta segunda-feira 3 bilhões de euros em bônus para cinco anos com juro de 6,29%, o máximo desde 1997, informou o Banco da Itália em nota. No leilão anterior, de outubro, os juros dos títulos para cinco anos foi de 5,32%. A Itália esperava colocar entre 1 e 3 bilhões de euros e recebeu demanda de 4,406 bilhões de euros. Este é o primeiro leilão de dívida pública italiana desde a renúncia do ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi e a designação, no domingo, de Mario Monti para o cargo, por isso que era especialmente esperado pelos mercados. Para os analistas, o Tesouro demonstrou cautela ao comunicar que colocaria entre 1 bilhão e 3 bilhões de euros. O novo recorde dos juros confirma, na opinião dos especialistas, o momento crítico da economia italiana e a necessidade de que o novo governo comece a fazer reformas.

França se diz confiante sobre venda de caças Rafale aos Emirados Árabes

O fato de os Emirados Árabes Unidos terem pedido informações técnicas sobre o avião de combate Typhoon, fabricado pelo consórcio europeu Eurofighter, não abalou a confiança da França em fechar a venda de mais de 60 aviões de guerra Rafale para o país asiático, afirmou nesta segunda-feira o chefe do Estado Maior da Força Aérea (Cemma), general Jean-Paul Palomeros. "Pegar informações sobre sistemas diferentes não tem nada de mais", disse o general no domingo, nos bastidores do Salão de Dubai: "Sei que a Força Aérea dos Emirados gosta muito do Rafale. Isso é certo, pois eles me disseram gostar muito do avião, sabem o quão operacional ele é". Em outubro, a Eurofighter mostrou a representantes dos Emirados o avião de combate Typhoon, em uma atitude surpreendente que pode desapontar a França na medida em que o país europeu tenta fechar a venda do Rafale, da Dassault, nesta semana durante o Salão de Dubai. Os Emirados tinham dito em 2008 que estavam em negociações com a França para comprar pelo menos 60 Rafale para substituir a frota de aviões de guerra Mirage-2000-9, em um negócio que poderia valer 10 bilhões de euros.

Rússia condena suspensão da Síria da Liga Árabe

A Rússia é contra a decisão da Liga Árabe de suspender a Síria e acredita que as nações do Ocidente estão incitando os opositores do ditador Bashar Assad a pressionar por sua renúncia, disse o ministro de Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, nesta segunda-feira. Lavrov também reiterou a oposição de Moscou a qualquer sanção internacional contra o Irã por conta de seu programa nuclear, e disse que outros países estavam alimentando tensões para justificar a imposição de sanções unilaterais. Seus comentários ressaltaram os desacordos do Kremlin com o Ocidente e com outros países sobre como encerrar os meses de violência na Síria e persuadir o Irã a abordar as preocupações internacionais de que estaria desenvolvendo tecnologias voltadas para construção de armas nucleares. A Liga Árabe suspendeu a Síria no sábado e pediu que seu Exército parasse de matar civis, uma medida inesperada que alguns líderes ocidentais avaliaram que poderia desencadear ações internacionais mais duras contra Assad.

Dívida de bancos espanhóis com Banco Central Europeu sobe para 76 bilhões de euros

O valor dos empréstimos do Banco Central Europeu ao setor bancário da Espanha voltou a subir no mês de outubro pelo terceiro mês consecutivo, chegando aos 76 bilhões de euros, cerca de 13% a mais em comparação ao mesmo período do ano anterior, segundo dados divulgados nesta segunda-feira pelo Banco da Espanha. O aumento do recurso a tal tipo de medida extraordinária por liquidez pode ser explicado em parte pela crescente desconfiança entre os bancos da zona do euro e pela punição das entidades que carregam a marca espanhola. O indicador mostra o total do saldo que as instituições da Espanha ainda possuem pendente com o Banco Central Europeu como consequência de financiamentos que o órgão lhes concedeu anteriormente. Em relação a setembro, a dívida dos bancos espanhóis com a autoridade monetária do bloco subiu 9,74%. O resultado aumenta a preocupação referente à saúde dos bancos espanhóis, ainda mais depois da decisão de outubro da União Européia de obrigar os 70 maiores bancos europeus a alcançarem antes de julho de 2012 um capital de máxima qualidade ("core capital") de 9%, o que os obrigará a obterem recursos no total de 106 bilhões de euros. Depois da parte que caberá aos bancos gregos, o pior cenário ficará a cargo dos cinco grandes bancos espanhóis (Santander, BBVA, Popular, Caixabank e Bankia), com necessidade de capitalização de 26 bilhões de euros.

Pequenas instituições desafiam poder de banco grande

O movimento de contestação ao sistema financeiro "Ocupe Wall Street" ganhou uma versão local no Brasil, porém focada contra a atuação das grandes instituições financeiras, que impõem preços e padrões de serviço. Ao contrário dos Estados Unidos, a bandeira aqui é levantada por corretoras independentes, butiques de investimentos, cooperativas de crédito e instituições financeiras de pequeno porte que desafiam a concentração do setor oferecendo taxas competitivas e serviços diferenciados. Se nos Estados Unidos os manifestantes pregam a retirada dos depósitos mantidos nos bancos para levar às cooperativas de crédito, sem fins lucrativos, os contestadores no Brasil tentam romper o preconceito quanto à fragilidade das pequenas instituições. Um dos argumentos é a segurança total para os CDBs e contas até R$ 70 mil. Cooperativas de crédito como a Secres (funcionários da Sabesp) oferecem taxas de 1,49% ao mês para "adiantar" o dinheiro da restituição do Imposto de Renda. No Bradesco e no Santander, a taxa é de 2,45% e 3,29% ao mês.

Mercado corta previsão de Selic em 2012 para 10%

O mercado reduziu as estimativas para a taxa Selic em 2012, para o PIB neste ano e para a inflação oficial (o IPCA - Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) para este e o próximo ano. As informações são do boletim Focus, divulgado pelo Banco Central nesta segunda-feira. A previsão para a Selic, a taxa básica de juros, em 2012, voltou a cair depois de cinco semanas de estabilidade: passou de 10,5%, na semana passada, para 10% nesta segunda-feira. Para este ano, a previsão ficou inalterada em 11%. A projeção para o crescimento do PIB apura queda pela sexta semana consecutiva, passando de 3,20%, na semana passada, para 3,16% nesta segunda-feira, para este ano. Já a previsão para 2012 foi mantida em 3,50%. A estimativa do IPCA para este ano baixou de 6,50%, na semana passada, para 6,48% nesta semana, abaixo do teto da meta do governo de 6,50%. E, para 2012, o percentual caiu de 5,57%, na semana passada, para 5,56% nesta semana.

Fragata brasileira chega ao Líbano para liderar frota da ONU

Uma fragata da Marinha brasileira chegou nesta segunda-feira no porto de Beirute para reforçar as operações da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (Unifil). A fragata União é equipada com helicóptero e leva cerca de 250 militares brasileiros. A embarcação brasileira será o principal navio de uma frota internacional que conta ainda com três navios alemães, dois de Bangladesh, um grego, um turco e um da Indonésia. O navio brasileiro leva um destacamento de mergulhadores de combate e outro de fuzileiros navais, responsável pela segurança do navio. A missão brasileira, de oito meses, começou oficialmente em fevereiro, quando o contra-almirante brasileiro Luiz Henrique Caroli assumiu o comando da Força Tarefa Marítima, a unidade marítima da Unifil. É a primeira vez que militares brasileiros participam da frota marítima de uma força de paz. A Unifil atualmente monitora a fronteira entre Líbano e Israel e ajuda o governo libanês a evitar a entrada de armas ilegais no resto de suas fronteiras. A Força Tarefa Marítima patrulha águas da costa libanesa para evitar a violação do embargo de armas imposto ao Líbano, além de treinar a Marinha do país. A força foi criada por uma resolução do Conselho de Segurança da ONU em 2006.

Cai secretário e padrinho de ONG alvo de irregularidades no Esporte

Ao anunciar nesta segunda-feira os novos secretários do Ministério do Esporte, o ministro Aldo Rebelo decidiu manter na pasta dois dos três secretários da gestão de seu companheiro comunista Orlando Silva. O único dos secretários a sair é o ex-secretário Nacional de Esporte, Wadson Ribeiro, apontado nas denúncias como um dos responsáveis pelas assinaturas de convênios sob suspeita. A incursão da Polícia Federal à ONG Instituto Cidade, de Juiz de Fora (MG), cercou o então secretário nacional de Educação, Esporte e Lazer do Ministério do Esporte, Wadson Ribeiro, braço do ex-ministro Orlando Silva. Natural da cidade, Wadson é padrinho da ONG e endossou repasses de R$ 9,5 milhões. Enquadrado pela Controladoria Geral da União, ele segurou os documentos que a controladoria solicitou e irritou o órgão. O secretário-executivo, Waldemar Manoel Silva de Souza, e a chefe da assessoria internacional, Ana Prestes, permanecem trabalhando no Ministério do Esporte, mas fora dos cargos de comando. Comunista protege comunista.

Seguradoras bancam evento para cúpula da Justiça em resort

A convite da Confederação Nacional de Seguros, instituição privada, ministros do Supremo Tribunal Federal, do Superior Tribunal de Justiça e do Tribunal Superior do Trabalho participaram de seminário em hotel de luxo no Guarujá (SP), no início de outubro. O evento, que aconteceu em um hotel cinco estrelas, o Sofitel Jequitimar Guarujá, começou em uma quinta-feira e prolongou-se até domingo. No período, as diárias variavam de R$ 688,00 a R$ 8.668,00. Além dos ministros, desembargadores e juízes de tribunais estaduais participaram do seminário. O congresso teve o apoio da AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) e da Apamagis (Associação Paulista de Magistrados), mas não foi divulgado nos sites dessas entidades.