quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

"Carlos, o Chacal" é condenado à prisão perpétua por atentados na França

O venezuelano Ilich Ramírez Sánchez, conhecido como "Carlos, o Chacal", foi condenado nesta quinta-feira à prisão perpétua pela Justiça francesa por quatro atentados cometidos no país nos anos 80, que deixaram 11 mortos e 150 feridos. O tribunal, que julga "Chacal" desde o dia 7 de novembro, colocou em prática as penas propostas pela promotoria. O réu já cumpre pena de prisão perpétua desde 1997 por três assassinatos cometidos na França em 1975. Ele reivindicou, em uma entrevista publicada por um jornal venezuelano, a autoria de mais de cem ataques que mataram entre "1.500 e 2.000 pessoas". Preso no Sudão em agosto de 1994, nunca mais saiu mais das prisões francesas. Os advogados das vítimas dos atentados comemoraram o veredicto, quase 30 anos depois dos crimes. Outros três cúmplices foram julgados à revelia. Dois foram condenados e um foi absolvido. O palestino Kamal Al Issawi e o alemão Johannes Weinrich receberam a sentença de prisão perpétua e a alemã Christa Margot Frohlich foi absolvida. Weinrich, acusado de ser o chefe das operações do "Chacal" na Europa e um ex-membro da Facção Exército Vermelho, um grupo extremista de esquerda alemão, já está preso na Alemanha, enquanto Frohlich está livre e as autoridades francesas não conhecem o paradeiro de Al Issawi. Durante o atual julgamento, o governo venezuelano deu apoio legal, diplomático e logístico a Ilich Ramírez, e o ditador Hugo Chávez afirmou que "Carlos" foi um "digno continuador das grandes lutas pelos povos". O terrorista venezuelano foi acusado de orquestrar quatro atentados com o objetivo de libertar sua companheira alemã, Magdalena Kopp, e o suíço Bruno Bréguet, dois membros do grupo, presos em fevereiro de 1982 com armas e explosivos. Uma carta enviada ao ministro do Interior exigia a libertação "em um prazo de 30 dias", ultimato regado de "ameaças de guerra" contra a França. As impressões digitais de Carlos foram identificadas no documento, prova rejeitada pela defesa porque desapareceu do arquivo. Um mês depois da carta, no dia 29 de março de 1982, uma explosão em um trem Paris-Toulouse matou cinco pessoas e deixou 28 feridos. No dia 22 de abril, quando seria iniciado o julgamento de Kopp e Bréguet, um carro-bomba explodiu na frente da sede da revista Al Watan Al Arabi, na rua Marbeuf. O ataque matou um pedestre e deixou 66 feridos. Os dois outros atentados do dia 31 de dezembro de 1983, um na estação de trem Saint-Charles, em Marselha (dois mortos e 33 feridos), e o outro contra um TGV Marselha-Paris (três mortos e 12 feridos), aconteceram quando os "dois camaradas" recebiam a condenação de quatro e cinco anos de prisão. Ainda no início de novembro o "Chacal" afirmou que Hugo Chávez "é um venezuelano 100%".

PSOL vai ao Supremo contra concessão de TV a políticos

O PSOL está questionando no Supremo Tribunal Federal a legalidade do político, com mandato eletivo, poder ser dono de rádio ou TV, concessões do Estado. O partido entrou com uma ação, denominada de Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF), para que o Supremo declare se a propriedade pelos políticos é constitucional ou não. Levantamento feito pela Intervozes, uma entidade civil voltada para a liberdade de expressão, identificou 41 deputados e sete senadores sócios ou associados de pessoas jurídicas outorgadas de radiodifusão. O cruzamento foi feito com base em pesquisa no sistema de registro da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e a declaração de bens dos candidatos entregue nos Tribunais Regionais Eleitorais e no Tribunal Superior Eleitoral. Esse número é maior se forem considerados parentes em primeiro grau e participações indiretas. Nesse caso são 52 deputados e 21 senadores, segundo estudo feito pela Transparência Brasil. "É um coronelismo eletrônico", afirmou o líder do PSOL, deputado federal Chico Alencar (RJ). O deputado Ivan Valente (PSOL-SP) disse que o político que tem a concessão faz uso dela para se reeleger. "Existe um grande privilégio de quem detém e se beneficia de uma concessão de serviço público. Há uma deturpação do processo eleitoral, o favorecimento do Estado a políticos e partidos e implica conflito de interesse e benefício político", afirmou Valente.

CCJ da Câmara aprova criação de 69 varas trabalhistas

No apagar das luzes dos trabalhos do Congresso, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou nesta quinta-feira a criação de 69 varas trabalhistas em oito Estados: Mato Grosso, Ceará, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraná, Pará e Alagoas, além do Distrito Federal. Foram criados também 75 cargos de juiz e de juiz substituto, 966 cargos para analistas e técnicos judiciários e 348 cargos e funções comissionados. As varas e cargos serão criados a pedido do Tribunal Superior do Trabalho. Aprovados a toque de caixa e em votação simbólica, os nove projetos estabelecem que a criação das varas e dos cargos será feita a medida "das necessidades do serviço e da disponibilidade de recursos orçamentários". Enviados em meados deste ano para o Congresso, os projetos prevêem em sua maioria a instalação de varas do trabalho no interior dos Estados. Minas Gerais foi o Estado mais beneficiado com a criação de 21 varas trabalhistas. Em seguida vem o Rio de Janeiro, com 12 varas e, depois, o Pará e o Paraná, com 11 varas, cada um.

Para Soninha, Lula não transfere votos em São Paulo

A pré-candidata do PPS à prefeitura de São Paulo, Soninha Francine, garantiu nesta quinta-feira que o PPS não abrirá mão de sua candidatura para a disputa eleitoral mesmo que o PSDB requisite o apoio da sigla. A ex-subprefeita da Lapa, que atualmente é responsável pela Superintendência do Trabalho Artesanal (Sutaco), discordou da avaliação de que as eleições municipais serão polarizadas entre PSDB e PT e considerou que a popularidade do ex-presidente Lula não tem a capacidade de alavancar em São Paulo uma candidatura petista. "Nas últimas quatro eleições para prefeito, o PT foi derrotado, apesar de toda a influência do Lula", ressaltou: "Ele projetou para o Brasil, até no cenário internacional, uma imagem de sucesso, de pujança, de avanço que não é real". Segundo ela, a capacidade de transferência de votos do ex-presidente só pôde ser vista na eleição da presidente Dilma Rousseff, em 2010. Para a pré-candidata, a estratégia do ex-presidente ao escolher o ministro da Educação, Fernando Haddad, como candidato do PT, é ir ao encontro dos anseios da população de São Paulo pelo novo. "A escolha dele se baseia também na ausência de rejeição. Por ser desconhecido, ele é menos rejeitado", afirmou. A pré-candidata disse ainda que sua maior ambição é ser prefeita de São Paulo e rechaçou a pretensão de abrir mão de sua candidatura em prol de um nome do PSDB.

Oscar Niemeyer comemora 104 anos

O arquiteto Oscar Niemeyer comemorou seus 104 anos, completados nesta quinta-feira, em seu escritório na Avenida Atlântica, em Copacabana, no Rio de Janeiro. De terno preto e em cadeira de rodas, acompanhado pela mulher, Vera, ele consumiu uma taça de champanhe e lançou o número 11 da "Revista Nosso Caminho", dedicada à arquitetura, literatura e arte. A revista traz na capa a foto da mesquita de Argel, em fase de construção, e um texto de Niemeyer em homenagem ao amigo e poeta Vinicius de Moraes. "Ah, como era bom e afetuoso este velho companheiro, a nos contar, animado, sua vida cheia de alegrias e flores! Lembro-o a cantar no teatro de Paris, ele a entrar no palco com o seu violão, simpático como sempre. Nosso amigo se exibia com especial desembaraço como se estivesse tranquilo na branca areia das praias da Bahia, onde se deixava ficar feliz por tantas vezes. Ou no restaurante Plataforma do Leblon, o local preferido de encontro com Tom Jobim, a cantarem, de uísque na mão, para os amigos que os rodeavam. E era um prazer vê-lo naquelas noites tão inesquecíveis para todos nós".

Petrobras afirma que área de energia vai ganhar 50 mil técnicos por ano até 2014

Lançado recentemente pela Petrobrás, o site "Profissões de Futuro" lista algumas ocupações que estão com falta de mão de obra qualificada no mercado e que exigem somente o curso técnico. Voltado principalmente a estudantes, visa atrair interessados para esse nicho, principalmente para a área de energia. "O site é para quem ainda não pensou no assunto. Para quem irá ingressar no ensino médio e também que já está cursando", afirma Ricardo Salomão, gerente geral da Universidade Petrobrás. "Os alunos que concluíram um curso técnico podem usá-lo como uma profissão e não somente como um trampolim para uma faculdade", completa. Segundo o site, a expectativa é de que, até 2014, mais de 50 mil vagas para técnicos sejam criadas por ano na indústria de energia. Roberto Pitino, diretor da Page Personnel, empresa de recrutamento especializado, acredita que esta área esteja realmente crescendo e que há boas oportunidades para técnicos. "Se a pessoa se identifica com a área, o curso técnico é um bom ponto de partida para ingressar nesse mercado", afirma ele. "Mas não se deve parar de estudar. Mesmo que seja necessário estudar à distância, um curso superior é bastante importante", alerta Pitino. O conteúdo do 'Profissões de Futuro' é dividido em três espaços: para estudantes do ensino fundamental ou médio, para quem já está cursando o ensino técnico e para professores e responsáveis. Todos trazem informações sobre qualificação profissional, descrições das profissões, e depoimentos de profissionais que já estão no mercado. O portal é parte de uma iniciativa da Petrobrás, o Programa Profissões de Futuro, que promove palestras em escolas de vários Estados do Brasil para estudantes dos níveis médio e técnico, e do último ano do ensino fundamental a respeito das carreiras técnicas. "Não é só um curso superior que fornece um caminho de sucesso. O técnico possui a vantagem de oferecer rentabilidade mais rapidamente", diz Pitino.

Líder do PT ataca Beto Albuquerque de olho na Secretaria de Infraestrutura

Mesmo com direitos políticos cassados em primeira e segunda instâncias, como resultado de processo de improbidade administrativa, sem contar as denúncias a que responde por atos de corrupção em Gravataí, o deputado estadual Daniel Bordignon, líder do PT na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, resolveu atacar com especial agressividade o principal secretário do governador Tarso Genro, que é do PT, assim como Bordignon. Sobre o Secretário da Infraestrutura e Logística, Beto Albuquerque, do PSB, disse o líder do PT na Comissão de Segurança e Serviços Públicos da Assembléia Legislativa, Bordignon disse que Beto Albuquerque foi o responsável, no passado recente, de impedir a formação de uma CPI para investigar o DAER (Departamento Estadual de Estradas de Rodagem); disse também que o DAER é um antro de corrupção. Irritado, o deputado estadual petista Daniel Bordignon pediu vistas do processo e com isto interrompeu a aprovação do nome indicado pelo governador Tarso Genro para uma das vagas de conselheiro da Agergs. O candidato, Ayres Luís Apolinário, do PSB, foi um pedido feito por Beto Albuquerque a Tarso Genro. O PSB já anda agastado com o PT há bastante tempo e esta pode ser uma boa oportunidade para levar seus três deputados estaduais para a oposição. É o que mais quer Daniel Bordignon e os petistas que o apóiam, todos de olho na poderoso Secretaria de Infraestrutura e Logística. O petista Daniel Bordignon interpelou Ayres Luis Apolinário de forma dura, contudente. Ele quis saber se o candidato era advogado e tesoureiro do PT, logo depois de ter avisado que a secretaria de Infraestrutura e Logística era “um ninho de empreiteiras”. O deputado Daniel Bordignon, que se intitula "um mito" em Gravataí e região, tem se comportado de maneira agressiva. Na reunião de líderes da Assembléia, na última terça-feira, ele provocou o líder do PMDB, deputado estadual Giovani Feltes, um homenzarrão de dois metros de altura, que o chamou para a briga. O líder do PSDB, deputado estadualJorge Pozzobom, deu na mesma hora um conselho para o petista Daniel Bordignon: “Não vá, porque tiro dado por Feltes é bugio deitado".

Deputado gaúcho Vilson Covatti é depreciado pelo presidente nacional do seu partido

O deputado federal gaúcho Vilson Covatti, teve um forte bate-boca nesta semana com o presidente nacional de seu partido, o senador Francisco Dornelles, em reunião partidária ocorrida em Brasília. Ao final da reunião, Francisco Dornelles disse para os jornalistas: "Em reunião de políticos tem que ter bêbado ou maluco: dá sorte". O deputado federal gaúcho Vilson Covatti ainda não absorveu a frase do senador Francisco Dornelles, logo depois que os dois bateram boca na reunião. A frase do senador saiu depois que Covatti já não estava por perto. Pouco antes, Covatti tinha defendido o ministro Mário Negromonte, que a maioria dos deputados e senadores do PP quer ver pelas costas.

Ajuris quer auditoria na dívida gaúcha com a União

A Ajuris (Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul) resolveu defender a suspensão dos pagamentos mensais de juros e do principal da dívida pública gaúcha, que foi federalida, até que seja concluída uma auditoria sobre a mesma. A Ajuris quer reintroduzir na pauta de discussões políticas a auditoria da dívida com a União. O governo do Rio Grande do Sul deve à União, por conta da dívida pública federalizada, um total de R$ 32 bilhões. A Ajuris acha que a dívida é indevida. O PT, que sempre se opôs à dívida, está agora em posição confortável para propor que seu governo suspenda os pagamentos até que tudo seja auditado, conforme propõe a Ajuris. Como os juízes têm muita força e poder, seria conveniente que impusessem esta determinação ao governo do petista Tarso Genro.

Paraguai inicia construção de linha de transmissão em Itaipu

O Paraguai iniciou oficialmente nesta quinta-feira a construção de uma linha de transmissão de energia elétrica de 500 quilovolts, um projeto que demandará investimentos de 165 milhões de dólares e com a qual o país pretende se aproximar de uma desejada soberania energética. A obra, que consiste em uma linha de 348 quilômetros entre uma subestação da hidrelétrica de Itaipu e outra instalada em Valla Hayes, perto de Assunção, permitirá ao Paraguai utilizar uma fatia maior da energia produzida pela usina que compartilha com o Brasil. A construção da linha de transmissão, que estará a cargo de um consórcio integrado pelo grupo espanhol Elecnor, acontece depois de um acordo firmado em meados de 2009 pelo presidente paraguaio, Fernando Lugo, e o então presidente Lula. A obra será financiada pelo Fundo de Convergência Estrutural do Mercosul (FOCEM) e tem prazo de execução de 14 meses. Lugo participou do ato que deu início à construção em Hernandarias, 400 quilômetros a leste de Assunção, junto aos diretores de Itaipu no Paraguai e no Brasil. O presidente disse no evento que estava cumprindo com o compromisso assumido em 2008, quando chegou ao poder, de conquistar a soberania energética para o seu país. O Paraguai é dono de metade da energia produzida por Itaipu, uma das maiores usinas do mundo, mas utiliza uma pequena parte da produção. O restante deve vender unicamente ao Brasil, que financiou a obra, de acordo com um tratado.

Fitch reduz notas de Crédit Suisse, Deutsche Bank e mais quatro

A agência de classificação de risco Fitch anunciou nesta quinta-feira a redução da nota dos bancos Barclays, Crédit Suisse, Deutsche Bank, Bank of America, BNP Paribas e Goldman Sachs. Barclays, Crédit Suisse e Deutsche Bank tiveram sua classificação reduzida em dois níveis, enquanto Bank of America, BNP Paribas e Goldman Sachs caíram um grau. Bank of America, Barclays, Crédit Suisse, Deutsche Bank, Goldman Sachs, Morgan Stanley e UBS têm agora nota "A". BNP Paribas e Société Générale estão um grau acima, com "A+". Morgan Morgan Stanley, Société Générale e UBS mantiveram suas notas. A agência argumentou que as reduções "são motivadas pela opinião da Fitch de que os modelos dos bancos, de negócios e universais, são particularmente sensíveis às dificuldades crescentes dos mercados financeiros, que resultam dos fatos econômicos e de muitas mudanças regulamentárias". "Por mais bem geridos que estejam, os aspectos estruturais seus financiamento, benefícios e de endividamento os deixam vulneráveis aos sentimentos e à confiança do mercado, sobretudo durante os períodos de tensão financeira exógena", acrescentou a agência, que indicou ter tomado conhecimento das medidas dos bancos para reforçar capitais e liquidez.

Secretários de Sérgio Cabral têm aumento de 27%

A Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro aprovou nesta quinta-feira o aumento salarial do secretariado do governo estadual em 27,1%. O governador Sérgio Cabral (PMDB) teve reajuste de 6,4%. O projeto de lei, da Comissão de Orçamento, Fiscalização Financeira e Controle, aumentou o salários dos secretários de Cabral de R$ 12,9 mil, pagos neste ano, para R$ 16,4 mil a partir de 2012. O governador, que ganha R$ 17,2 mil, passará a receber R$ 18,3 mil. Os aumentos terão efeito cascata sobre o funcionalismo público do Rio de Janeiro.

Jornalista do The New York Times é condenado por ofender brasileiros

O jornalista e blogueiro norte-americano Joe Sharkey, que escreve para o The New York Times, foi condenado nesta quinta-feira a pagar uma indenização de R$ 50 mil por ter ofendido brasileiros em seu blog. A decisão é do Tribunal de Justiça do Paraná. Sharkey era um dos passageiros do jatinho Legacy que se chocou contra Boeing da Gol que fazia o vôo 1907, em 2006, matando 154 pessoas. O jornalista, especialista na cobertura da aviação comercial, chamou o espaço aéreo brasileiro de "zona" e culpou o sistema de controle de tráfego aéreo pelo acidente, além de acusar as autoridades brasileiras de "lutarem para se eximir da culpa". A ação de indenização por danos morais foi movida por uma viúva do acidente, a paranaense Rosane Amorin Gutjarh, que perdeu o marido na ocasião. Ela pretende doar o valor da indenização para uma instituição de caridade. "É um absurdo Sharkey tentar culpar as autoridades e a mídia brasileira por erros que os pilotos norte-americanos cometeram e que levaram à morte de 154 pessoas", afirma Gutjarh. Os pilotos do Legacy, Joseph Lepore e Jan Paul Paladino, foram condenados em maio pela Justiça Federal pelo crime de atentado contra a segurança do transporte aéreo, por terem mantido o equipamento anticolisão da aeronave desligado por cerca de uma hora. Os dois negam e afirmam que os equipamentos do Legacy não acusaram nenhum tipo de falha. Rosane Amorim Gutjarh, que moveu a ação contra Sharkey em 2008, perdeu a causa em primeira instância: a Justiça entendeu que ela era parte ilegítima no processo, ou seja, que as ofensas haviam sido feitas contra os brasileiros de uma maneira geral, e não contra ela e sua família. Rosane Amorim recorreu ao Tribunal de Justiça do Paraná, que aceitou a apelação. Dois dos três magistrados do Tribunal de Justiça votaram pela condenação de Sharkey e estabeleceram o valor da indenização em R$ 50 mil. Um terceiro desembargador votou a favor do jornalista, por entender que não havia nexo de causalidade entre a conduta do réu e o dano. Sharkey ainda pode recorrer da decisão ao Superior Tribunal de Justiça.

Sarney libera sinal digital para TV da Assembléia do Maranhão

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), assinou nesta quinta-feira um convênio para levar sinal digital para a TV da Assembléia do Maranhão, reduto político de sua família. Esse é o segundo acordo fechado pelo Senado nessa área, sendo que o primeiro ocorreu com a Assembléia da Paraíba. Estão na fila as assembléias do Amazonas, Rio de Janeiro, Amapá, Alagoas e Roraima. Pela parceria, o Senado paga para que assembléias estaduais tenham suas próprias televisões em sinal digital. A Casa leva a retransmissão da TV Senado, permitindo que além do canal dos senadores, as assembléias possam utilizar um subcanal para programação própria. O sinal digital admite até quatro subcanais. O gasto mínimo para o Senado em cada parceria é de R$ 1 milhão, custo apenas do retransmissor. Além disso, terá que arcar com a instalação e o custeio para a alimentação de energia elétrica das estações da TV e da Rádio Senado, valor que varia para cada unidade. O Senado também vai deslocar uma equipe para acompanhar a instalação.

TAM anuncia compartilhamento de vôos com a Turkish Airlines

A TAM Linhas Aéreas informou nesta quinta-feira que firmou um acordo de compartilhamento de vôos ("code-share") com a Turkish Airlines. De acordo com a TAM, as duas companhias poderão vender assentos em vôos operados pela parceira, aumentando as opções de destinos entre a América do Sul e a Europa. Pelo acordo, o passageiro da TAM poderá comprar passagens para Istambul diretamente na companhia brasileira e os clientes da Turkish poderão adquirir bilhetes para destinos operados pela TAM, como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Porto Alegre e Buenos Aires com a empresa da Turquia. As compras pelo code-share deverão estar disponíveis no ano que vem, após a autorização das autoridades de cada país.

Senadora que será substituída por Jader Barbalho ataca decisão do STF

A senadora paraense Marinor Brito (PSOL), que será substituída no Senado por Jader Barbalho (PMDB) após a decisão do Supremo Tribunal Federal de autorizar a posse do peemedebista, afirmou nesta quinta-feira que o presidente da Corte, Cezar Peluso, "está do lado dos corruptos". Peluso decidiu na quarta-feira dar um voto de desempate a favor de Jader, permitindo que o paraense assuma uma cadeira no Senado. Jader Barbalho foi o segundo senador do Pará mais votado em 2010, com 1,7 milhão de votos. Ele havia sido barrado pela Lei da Ficha Limpa e, em seu lugar, Marinor Brito assumiu o mandato.

Dilma veta inclusão do setor de transporte na desoneração da folha

A presidente Dilma Rousseff vetou a inclusão do setor de transporte público urbano na desoneração da folha de pagamentos. A medida tinha sido anunciada por meio do pacote de estímulo à competitividade das empresas brasileiras chamado de "Brasil Maior" e foi publicada nesta quinta-feira no Diário Oficial da União. Segundo o subsecretário de Tributação da Receita Federal, Sandro Serpa, este não era o momento oportuno para incluir o setor de transporte público urbano. "A transição dos setores que terão as folhas de pagamento desoneradas tem que ser feita com cautela e de forma parcial", explicou. Durante a tramitação da medida provisória 540 no Congresso Nacional, o setor de móveis de metal e o setor de produtos têxteis já haviam sido excluídos da desoneração da folha. A medida, que começou a valer desde o começo de dezembro, valeria inicialmente até o fim de 2012, mas foi estendida até 2014. Os setores de tecnologia da informação, em que estão incluídos os "call centers", além dos setores de confecções, couros e calçados permanecem na lista de desonerações. A Receita Federal não informou se novos setores serão incluídos na desoneração da folha de pagamentos no próximo ano. Pelas regras, as empresas destes setores não precisarão mais pagar a contribuição patronal do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) de 20% sobre o salário dos trabalhadores e passarão a pagar um percentual sobre a receita bruta. Esse percentual será de 2,5%, no caso tecnologia da informação e empresas de call center, e de 1,5% nos demais casos.

Sarney diz que "não há nada provado" contra o petista Fernando Pimentel

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), minimizou nesta quinta-feira as denúncias contra o ministro Fernando Pimentel (Desenvolvimento e Indústria), acusado de possível tráfico de influência relacionado às atividades de sua empresa de consultoria. Segundo Sarney, não há implicações contra o ministro. "Eu acho que apenas estão noticiando, mas na realidade não há nada provado a esse respeito que ele mereça ser julgado, considerado culpado. Agora, esse é processo democrático natural que tem que procurar esclarecer os fatos", disse. Entre 2009 e 2010, a P-21 Consultoria e Projetos, empresa da qual o ministro foi sócio, recebeu R$ 2 milhões. Sarney disse que vai encaminhar requerimento apresentado nesta quinta-feira pela oposição que pede explicações por escrito do petista Fernando Pimentel.

Reunião tenta evitar greve no setor aéreo

O Ministério Público do Trabalho agendou uma reunião de conciliação com trabalhadores e empresas aéreas em Brasília. A reunião, marcada para a próxima segunda-feira, às 15 horas, foi pedida pelos sindicatos de aeronautas (pilotos e comissários) e aeroviários (trabalhadores em terra) ligados à central Força Sindical. Participam as empresas e sindicatos ligados à Força e também à central petista CUT (Central Única dos Trabalhadores). "Vamos tentar conseguir avanço no processo de negociação sem a necessidade de greve", disse Ricardo Pereira, coordenador de liberdade sindical do Ministério Público do Trabalho: "A greve está anunciada, mas ainda não foi formalizada".

Governo mantém taxa de juros de longo prazo em 6% ao ano

O Conselho Monetário Nacional manteve nesta quinta-feira a TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo) em 6% ao ano. A taxa é utilizada em financiamentos de longo prazo, como os do BNDES. Ela está nesse patamar desde junho de 2009. "Não houve nenhuma justificativa para alterar a TJLP", afirmou o diretor de Programas do Ministério da Fazenda, Esteves Colnago. A TJLP é calculada com base nas expectativas para os próximos 12 meses para a inflação e para o risco-Brasil. O percentual decidido hoje vale para o primeiro trimestre de 2012 e é subsidiado com recursos do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador).

Agência Standard & Poor's reduz a nota de dez bancos espanhóis

A agência de classificação de crédito Standard & Poor's anunciou nesta quinta-feira a redução da nota de dez bancos espanhóis como consequência da aplicação de uma nova metodologia da nota de bancos e disse que estuda a possibilidade de reduzÍ-las novamente no curto prazo. Os bancos afetados são CaixaBank, Bankia, Banco Financeiro e de Poupança, Banco Popular, Bankinter, Banco de Sabadell, Caixa de Poupança e Pensões de Barcelona, Ibercaja Banco, Kutxa e Bilbao Bizkaia Kutxa. A Espanha foi forçada a reestruturar seu setor financeiro após ele ter sido afetado pelo pela bolha imobiliária em 2008. A Moody's também já alertou que pode cortar o rating de vários bancos espanhóis, incluindo Bankia e Sabadell, citando seu nível de exposição ao risco e fraca habilidade para gerar ganhos.

OEA entregará fotos de vítimas do "vôo da morte" para Argentina

O Centro Interamericano de Direitos Humanos (CIDH), ligado à OEA (Organização dos Estados Americanos) entregará às autoridades de Buenos Aires um total de 130 fotos, muitas delas inéditas, de vítimas do "vôo da morte". A prática de extermínio usada durante o regime militar (1976-1983) consistia em jogar os prisioneiros vivos no Rio da Prata depois de serem dopados em um centro de detenção clandestino. Parte das fotos mostra prisioneiros com as mãos e os pés amarrados e ferimentos no corpo por causa da tortura. De acordo com a imprensa, o CIDH conservou por 32 anos as imagens e as recolheu durante a realização de um dossiê intitulado "observation in loco". O anúncio do CDIH chega um dia após restos mortais de ao menos 15 pessoas terem sido encontrados em um prédio do Exército onde funcionou o maior centro clandestino de presos da ditadura, na província argentina de Tucumán. A descoberta, tornada pública pelo Centro de Informação Judicial, ocorreu em meio às escavações realizadas pela Equipe Argentina de Antropologia Forense no antigo Arsenal Miguel de Azcuénaga, na cidade de Tucumán.

Google doa US$11,5 milhões para combater escravidão moderna

O Google está doando US$ 11,5 milhões para combater tipos de escravidão moderna, que afetam 27 milhões de pessoas ao redor do mundo, afirmou a empresa na quarta-feira.
Acredita-se que a doação seja uma das maiores iniciativas coporativas na história para combater a escravidão. O Google disse em seu site de caridade que suas doações "libertarão mais de 12 mil pessoas da escravidão moderna" e evitará que "outros milhões sejam vitimizadas". A companhia listou 10 destinatários de suas doações. O dinheiro irá, principalmente, para projetos de intervenção e educação na Índia, Europa e Estados Unidos. O Google afirmou estar financiando os grupos International Justice Mission, BBC World Service Trust, ActionAid India e Aide et Action para ajudá-los a formar uma nova coalizão na Índia que trabalhará com governos para combater o trabalho escravo.

Leilão de transmissão de energia terá dez consórcios e seis empresas

Dez consórcios e seis empresas foram habilitadas para participar do leilão de transmissão que acontecerá nesta sexta-feira, informou a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) nesta quinta-feira. Segundo dados disponíveis no site da agência reguladora, entre as empresas que devem ir à disputa sozinhas estão Abengoa Brasil, Alupar Investimentos, Neoenergia, ECTE (Empresa Catarinense de Transmissão de Energia) e as subsidiárias da Eletrobras Eletronorte e Chesf. A Eletronorte ainda vai à disputa com a Cteep por meio do Consórcio Atlântico Nordeste, no qual a estatal tem 49% de participação e a empresa do grupo colombiano ISA tem o restante. Já Furnas, também da Eletrobras, vai à disputa em consórcio com a subsidiária brasileira da chinesa State Grid, esta última com 51% de participação e Furnas com 49%. A Eletrosul, outra companhia da Eletrobras, vai à disputa por meio dos consórcios Sul Brasileiro e Marumbi, em ambos com a Copel, sendo que a Eletrosul tem 80% de participação e a Copel tem 20% no Sul Brasileiro e a proporção se inverte no Marumbi. No Consórcio Barriga Verde, Eletrosul terá 29%, Copel terá 20% e a Triunfo terá 51%. A Copel ainda vai ao leilão com a Elecnor, por meio do consórcio Linha de Transmissão Integração Maranhense e também por meio do Consórcio Caiuá. Nos dois, a estatal paranaense terá participação de 49%. A CEEE-GT (Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia), do Rio Grande do Sul, vai à disputa com a chinesa Qware Technology Group (45%) e com a Procable Energia e Telecomunicações (10%). O leilão ainda contará com o consórcio Açailândia, formado por Empresa Paraense de Transmissão de Energia (51%) e por Empresa Norte de Transmissão de Energia (49%), além do consórcio Nordeste Transmissão, formado por ATP Engenharia e Construtora Sucesso (cada uma com 50%). O leilão, marcado para começar às 10h desta sexta-feira, licitará nove lotes com 1.378 quilômetros de linhas e 12 subestações. Os investimentos previstos nos empreendimentos são de R$ 1,6 bilhão.

Israel começa preparativos para soltar prisioneiros palestinos

Israel começou nesta quinta-feira os preparativos para a libertação de 550 prisioneiros palestinos como parte do segundo estágio do acordo de troca acertado com o grupo terrorista Hamas, que culminou na volta do soldado israelense Gilad Shalit após ele passar quase cinco anos em cativeiro na faixa de Gaza. O Serviço de Prisões israelense divulgou em sua página na internet a lista de nomes dos prisioneiros que devem sair da cadeira, e uma porta-voz disse que eles seriam reunidos em duas prisões antes da liberação, prevista para acontecer no domingo. Cidadãos israelenses têm 48 horas para contestar os presos que devem ser colocados em liberdade no tribunal, embora historicamente o Judiciário tenha optado por não intervir em trocas de prisioneiros, assunto visto como decisão política. Segundo o Serviço de Prisões, quase todos os palestinos que devem ser soltos (cujas condenações incluem tentativa de homicídio e ataques a bombas) vêm da Cisjordânia, onde o movimento Fatah, do presidente da ANP (Autoridade Nacional Palestina), Mahmoud Abbas, é dominante. Enquanto muitos dos libertos na primeira fase do acordo estavam servindo sentenças de prisão perpétua por ataques mortais, nenhum dos prisioneiros indicados na segunda etapa foi condenado por assassinatos.

Oposição quer explicações por escrito do petista Fernando Pimentel

Sem conseguir levar ao Congresso o ministro petista Fernando Pimentel (Desenvolvimento e Indústria), a oposição mudou de estratégia e agora quer explicações dele por escrito. O líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), apresentou ao comando da Casa um requerimento solicitando que o ministro responda a 12 questões sobre as suspeitas de possível tráfico de influência relacionado às atividades de sua empresa de consultoria. O documento não precisa ser votado pelo plenário do Senado, apenas ser analisado pela Mesa Diretora da Casa. Nas últimas semanas, orientados pelo Palácio do Planalto, deputados e senadores governistas blindaram Fernando Pimentel e derrubaram três convites para que ele falasse sobre as denúncias no Congresso. A presidente Dilma Rousseff também saiu em defesa de seu ministro e disse que ele não tinha que falar sobre questões privadas. Entre 2009 e 2010, a P-21 Consultoria e Projetos, empresa da qual o ministro foi sócio, recebeu R$ 2 milhões. Para Dias, há fortes indícios de conflito de interesses. Ele questiona os serviços e pede que sejam apresentadas notas e documentos. "Em princípio, foram quatro os casos citados: R$ 1 milhão da Fiemg (Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais), R$ 514 mil da construtora Convap, R$ 400 mil da QA Consulting e R$ 130 mil da ETA Bebida do Nordeste. Para algumas existem recibos, mas não existem os contratos. Para outras, não foram apresentados os recibos de pagamento. Não há, também, clareza com relação a que tipo de serviços foram prestados".

Corinthians inaugura hotel no Centro de Treinamento

O Corinthians inaugurou, na tarde desta quinta-feira, mais uma etapa da modernização do seu Centro de Treinamento, no Parque Ecológico do Tietê, na zona leste de São Paulo. A festa contou com a presença de Mário Gobbi, candidato à sucessão de Andres Sanches pela chapa da situação. Foram inaugurados os quartos do hotel onde os jogadores passarão a se concentrar, restaurante, uma nova piscina, além de área de lazer com churrasqueira, mesas de jogos e computadores. A quadra de tênis e um novo campo de grama sintética (o local já tem outros quatro com grama natural) deverão ser entregues até o final deste ano. Além da ampliação do Centro de Treinamento, a celebração também marcou a despedida de Andres Sanches da presidência do clube. Ele se licenciou do cargo quase dois meses antes do fim do seu mandato e o clube será presidido pelo atual diretor de futebol, Roberto de Andrade, até 12 de fevereiro, data do novo pleito corintiano.

Brasil fornecerá US$ 7,5 milhões à ONU por refugiados palestinos

O Brasil anunciou nesta quinta-feira que vai fornecer US$ 7,5 milhões para apoiar à agência da ONU para os refugiados palestinos, a UNRWA, a maior contribuição já feita por um país latino-americano ao organismo. "Brasil está muito preocupado com a situação humanitária em Gaza. Acreditamos que a missão da UNRWA é essencial para atender às necessidades dos refugiados palestinos", disse a embaixadora brasileira na ANP (Autoridade Nacional Palestina), Ligia Maria Scherer. No evento, o responsável da UNRWA, Filippo Grandi, falou "emocionado" sobre a contribuição do Brasil. Grandi destacou a "crescente influência global" que o País exerce. "A ajuda não só proporciona apoio direto aos necessitados, mas demonstra que os refugiados seguem sendo uma preocupação global e seguirão recebendo apoio por parte do conjunto da comunidade internacional", ressaltou Grandi. O anúncio foi feito em ato por ocasião de outra contribuição brasileira, de US$ 960 mil, em apoio à distribuição de alimentos e material educativo em Gaza. A escola feminina preparatória do bairro de Rimal foi palco da cerimônia, que contou com a participação de brasileiros residentes na faixa, assim como alunas do centro e seus pais.

Situação econômica é "muito dramática', afirma Dilma

Os países desenvolvidos vivem uma situação econômica "muito dramática" e o cenário internacional está em um "momento muito difícil". A avaliação é da presidente Dilma Rousseff, que discursou mais uma vez sobre o assunto durante cerimônia com a ex-presidente do Chile, Michelle Bachelet, diretora-executiva da ONU mulheres. "O motivo pelo qual eu apoiei e enfatizei no G20 a criação do piso de proteção social é que nós estamos vivendo uma situação econômica nos países desenvolvidos muito dramática e de certo ponto de vista prejudicial para suas populações", afirmou Dilma. No mês passado, na reunião de cúpula grupo em Cannes, a presidente defendeu uma antiga proposta da OIT (Organização Internacional do Trabalho) para a criação de uma espécie de programa de renda mínima global, nos moldes do Bolsa Família brasileiro. A presidente citou ainda o aumento do desemprego e a perspectiva de retrocesso nas políticas sociais diante da crise econômica internacional. "Processos de desemprego dramáticos levam a processo de perda de qualidade de vida e de condições de sobrevivência. Por isso eu acho que os governos precisam romper com a dissonância cada vez maior entre a voz dos mercados e a voz das ruas", disse a presidente.

Londres usará navios de guerra e caças na segurança dos Jogos Olímpicos

Os Jogos Olímpicos de Londres de 2012 contarão com um reforço militar pesado na segurança. No total, 13.500 militares em terra, água e mar ajudarão a proteger a cidade, assim como caças Typhoon, helicópteros e dois navios de guerra. A cidade terá ainda 22 mil policiais. Entre os integrantes, haverá homens treinados em detectar e destravar carros-bombas. O governo comunicou que durante os 17 dias do evento o alerta contra o terrorismo estará no nível "severo". A Olimpíada começará em 27 de julho e irá até 12 de agosto. O secretário de Defesa Philip Hammond disse que o apoio militar fornecerá retaguarda para a polícia e as guardas privadas já contratadas para fazer a segurança dos locais de competição para a Olimpíada e Paraolimpíada, no que será a maior operação de segurança da Grã-Bretanha em tempos de paz. A presença militar também incluirá forças especiais e unidades especializadas em desativação de bombas, assim como uma força contingencial de mil homens "para o caso de uma emergência civil relacionada às Olimpíadas". O Parque Olímpico em Stratford, no leste de Londres, será protegido por mísseis contra um ataque aéreo, em linha com as medidas tomadas por Pequim em 2008 e por Atenas em 2004. A maior preocupação com a segurança internacional depois dos levantes da Primavera Árabe e de outros acontecimentos levou a um aumento no orçamento da segurança de 282 milhões de libras para 553 milhões de libras (mais de R$ 1,5 bilhão), disse o ministro dos Esportes britânico, Hugh Robertson, este mês. Outros 475 milhões de libras (R$ 1,3 bilhão) estão sendo gastos no policiamento e em outras medidas de segurança fora dos estádios.

Grêmio contrata atacante boliviano por R$ 14,5 milhões

O Grêmio contratou o atacante boliviano Marcelo Moreno, do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, para as quatro próximas temporadas. O jogador de 24 anos assinou pré-contrato e será apresentado no Olímpico na próxima segunda-feira. Ele é o segundo reforço de peso do clube. O primeiro foi o ex-atacante palmeirense Kleber. O jogador foi negociado por 6 milhões de euros (cerca de R$ 14,5 milhões) e o Grêmio terá direito a 70% dos direitos federativos do atacante. Na prática, contudo, apenas 2,5 milhões de euros (R$ 6 milhões) sairão dos cofres do Olímpico. Na negociação, o Shakhtar receberá 15% dos direitos econômicos do meia Douglas Costa. Moreno, que é filho de um brasileiro com uma boliviana, nasceu em Santa Cruz de la Sierra e jogou na seleção brasileira sub-20 e na principal da Bolívia. Revelado no Vitória, o jogador ganhou projeção no Cruzeiro e foi negociado com o time ucraniano. De lá, ainda foi emprestado para o Werder Bremen (Alemanha) e Wigan (Inglaterra).

Ipea estima que indústria tenha crescido 0,7% em novembro

O Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, uma espécie de Ibope do governo petista) estima que a indústria tenha crescido 0,7% em novembro na comparação com outubro, mês no qual o setor registrou queda de 0,6% ante setembro, na terceira retração consecutiva, segundo o IBGE. A projeção do Ipea, órgão ligado à Presidência da República, foi feita com base em indicadores que sinalizam antecipadamente a atividade da indústria, como o consumo de energia, as vendas de veículos e papelão ondulado (embalagens), o movimento de carga nas estradas, o índice de confiança de empresários de uso de capacidade instalada das indústrias. Em outubro, o índice do Banco Central que tenta prever o desempenho do PIB apontou queda de 0,3%. Para Roberto Messenberg, coordenador do Grupo de Análises e Previsões do Ipea, o resultado da indústria, se confirmado, deve ter pouco impacto no PIB do quarto trimestre, que sofre com uma elevada base de comparação com o mesmo período de 2010. Se o PIB ficar estável no quarto trimestre ante o terceiro trimestre (que também apontou estagnação), o crescimento anual será de 2,8%, projeta o Ipea. Para chegar a 3%, é preciso de um crescimento de 0,5% na comparação com o terceiro trimestre.

Dólar cai após Banco Central fazer leilão de moeda estrangeira

O dólar acentuou a desvalorização ante o real após o Banco Central realizar dois leilões de venda conjugados com leilões de compra de moeda estrangeira no mercado interbancário de câmbio, por meio do Departamento de Operações das Reservas Internacionais. A operação equivale a um empréstimo de moeda estrangeira. As propostas foram acolhidas entre 11h30 e 11h45. A primeira vez em que a autoridade monetária realizou esse tipo de leilão foi em 19 de setembro de 2008, poucos dias depois de o banco de investimentos Lehman Brothers pedir concordata. A última foi em 29 de abril de 2009. O Banco Central, porém, não não aceitou nenhuma proposta. Às 12 horas, o dólar comercial recuava 1,01%, cotado a R$ 1,853 na compra e a R$ 1,855 na venda. Na mínima, atingiu R$ 1,854.

Irã diz ter iniciado a construção de nova usina nuclear

O Irã informou nesta quinta-feira que começou a construção de uma nova usina nuclear para uso civil na província de Isfahan, na cidade da Shahreza. A obra deverá ficar pronta em três anos e sua produção será voltada para uso médico e a agricultura, segundo o deputado Avaz Heidarpur, da Comissão de Segurança Nacional e Política Externa do Parlamento. Além de diversas instalações destinadas ao enriquecimento de urânio e fins diversos, o Irã tem uma única usina nuclear para a produção de eletricidade, a de Bushehr, com capacidade de mil megawatts. A central ainda não atingiu sua capacidade máxima, mas as autoridades iranianas dizem esperar que isso aconteça no início de 2012. Apesar de o governo garantir que o programa nuclear do Irã tenha fins pacíficos, a comunidade internacional suspeita que o país esteja produzindo bombas atômicas.

Beneficiários do Bolsa Família pagarão um centavo por correspondência

Os beneficiários do Programa Bolsa Família poderão, a partir de março de 2012, enviar correspondência pagando apenas R$ 0,01 (um centavo), segundo informou nesta quinta-feira o Ministério do Desenvolvimento Social. Segundo a pasta, as regras para postagem da carta visam facilitar o acesso aos serviços postais às camadas menos favorecidas da população. Para a diretora do Departamento de Cadastro Único do ministério, Letícia Bartholo, a iniciativa reforça a importância do banco de informações sociais do governo federal: "A utilização do Cadastro Único pelo Ministério das Comunicações reafirma sua legitimidade como meio de promover convergência entre as iniciativas governamentais voltadas à população de baixa renda". O peso máximo para a carta social deve ser de 10 gramas. Um mesmo remetente pode efetuar, no máximo, cinco postagens por dia.

Sobe para 37 o número de presos em ação contra máfia do bicho no Rio de Janeiro

Subiu para 37 o número de presos na manhã desta quinta-feira durante operação contra a cúpula do jogo do bicho no Rio de Janeiro. Entre eles, está o ex-prefeito de Teresópolis (região serrana), Mário Tricano. Cerca de R$ 500 mil foram apreendidos em dinheiro, sendo R$ 115 mil dentro do barracão da escola de samba Beija-Flor. Sete carros de luxo também foram apreendidos. Segundo a polícia, também houve a apreensão de grande quantidade de jóias e documentos que comprovam o envolvimento dos acusados na máfia do jogo do bicho. Batizada de Dedo de Deus, a ação visa cumprir 60 mandados de prisão. Até o final da manhã, 126 mandados de busca e apreensão foram cumpridos, no Rio de Janeiro e nos Estados de Pernambuco, Maranhão e Bahia. Entre os suspeitos procurados estão Aniz Abrãao David, presidente de honra da escola de samba Beija-Flor; Luizinho Drumond, presidente da Imperatriz Leopoldinense, e Helinho de Oliveira, presidente da Grande Rio. As investigações sobre o caso começaram há um ano e foram coordenadas pela Corregedoria Interna da Polícia Civil.

Palestina diz que incêndio de mesquita é declaração de guerra

Uma mesquita foi incendiada nesta quinta-feira na aldeia de Burka, na Cisjordânia, onde foram pichadas palavras em hebraico, supostamente obra de radicais israelenses. O incêndio aconteceu poucas horas depois que o Exército israelense demoliu duas construções não autorizadas em território judaico ilegal. De acordo com as fontes municipais, os rebeldes incendiaram dois andares do prédio, danificando tapetes e cadeiras. A ANP (Autoridade Nacional Palestina) considerou o ato uma verdadeira "declaração de guerra". "O ataque de lugares de culto supõe uma declaração de guerra por parte dos colonos israelenses contra o povo palestino", afirmou Nabil Abu Rudeina, porta-voz da Presidência da ANP. Segundo ele, o governo israelense deve adotar medidas urgentes para conter a violência e os ataques dos radicais judeus, assim como a própria comunidade internacional. Um porta-voz do Exército israelense disse que o incidente está sendo investigado.

Facebook libera novo perfil para o Brasil

O Facebook anunciou que as mudanças nos perfis da rede estão disponíveis para todos os usuários a partir desta quinta-feira. A Timeline, que no Brasil virou Linha do Tempo, é a principal novidade. Ela hierarquiza as informações de uma forma diferente, buscando dar ênfase ao que for mais importante em cada período. Eventos que aconteceram há mais tempo tendem a ser resumidos de forma mais condensada, enquanto os mais recentes são exibidos de forma mais extensa. Os perfis estão sendo atualizados automaticamente, pouco a pouco. Mas o usuário pode acelerar o processo ao acessar o link facebook.com/about/timeline e clicar em "Obter a Linha do Tempo". As funções já estão traduzidas. Se o usuário acha que um período importante de sua vida não está contado de forma apropriada, ele pode adicionar informações e elementos, inclusive sobre etapas de sua vida em que nem era associado ao Facebook. A "Linha do Tempo" levará em conta também a interação dos usuários com os aplicativos integrados à rede social. O Facebook anuncia a função como um recurso que vai ajudar usuários a descobrir de maneira mais fácil a história de seus amigos.

Dilma veta uso do fundo de investimento do FGTS na Copa-2014

A presidente Dilma Rousseff vetou a aplicação de recursos do Fundo de Investimento do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) em obras das cidades-sedes da Copa-2014 e da Olimpíada do Rio-2016. O veto foi sugerido pelos ministérios da Fazenda e do Planejamento. Segundo as pastas, os empreendimentos da Copa e das Olimpíadas "já dispõem de linhas de crédito disponíveis para o seu desenvolvimento além dos investimentos definidos como essenciais à realização dos eventos, especificados na matriz de Responsabilidades celebrada pela União, pelos Estados e Municípios". Os ministérios alegaram ainda que "a proposta desvirtua a prioridade de aplicação do fundo de investimento" do FGTS. Administrado pela Caixa Econômica Federal, o FI-FGTS foi criado em 2007 para servir de fonte de recursos para obras de infraestrutura em áreas como portos, hidrovias, ferrovias, energia e saneamento.

Venda de carros de marcas sem fábrica no País cresce 57%

A venda de carros de marcas que não têm fábrica no Brasil registrou crescimento de 13,8% em novembro ante outubro, atingindo 15.098 emplacamentos. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, a alta chegou a 57%, de acordo com os dados divulgados pela Abeiva (Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automotores). A participação das associadas à entidade (como BMW, Chery, Kia e JAC Motors) recuou de 18,8%, em outubro, para 18,4% do total de importados que entraram no País em novembro. O restante foi trazido por montadoras instaladas no País, principalmente de suas fábricas na Argentina e no México, países com os quais o Brasil tem acordos automotivos que possibilitam a isenção do Imposto de Importação de 35%.

IGP-10 desacelera para 0,19% em dezembro

A inflação medida pelo IGP-10 (Índice Geral de Preços-10) desacelerou a 0,19% em dezembro, após alta de 0,44% em novembro, informou a Fundação Getulio Vargas nesta quinta-feira. No acumulado de 2011, entre janeiro e dezembro, o IGP-10 variou 5,33%. "O cenário mundial e as conseqüências da crise estão sendo repassadas de maneira mais clara e transparente para a inflação", disse o economista da FGV Salomão Quadros. "De agosto a outubro, a nossa inflação subiu e ganhou um novo patamar por conta da pressão cambial, agora o padrão mudou com o agravamento da crise global", acrescentou. O IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo, que corresponde a 60% do IGP-10) caiu 0,03%, contra alta anterior de 0,48%. O movimento foi puxado pela queda de 4,62% no componente Minério de Ferro, ante alta em novembro de 3,03%. Dentro do IPA, o índice do grupo matérias-primas brutas caiu 0,86%, revertendo a alta de 0,55% em novembro. O índice de bens intermediários teve variação negativa de 0,09%, contra avanço de 0,46%, enquanto bens finais acelerou a 0,79%, ante 0,46%. O IPC (Índice de Preços ao Consumidor), com peso de 30% no IGP-10, avançou 0,65%, frente a 0,31%. Segundo a FGV, cinco das sete classes de despesa componentes do índice apresentaram aceleração em dezembro, com destaque para alimentação (de 0,20% para 1,02%). Nesse grupo, vale mencionar o comportamento dos preços dos itens carnes bovinas (de 1,04% para 4,48%) e frutas (de 0,18% para 4,30%). Respondendo por 10% do IGP-10, o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção) teve elevação de 0,53%, ante 0,39%. O componente materiais, equipamentos e serviços subiu 0,24%, contra alta de 0,28% em novembro, ao passo que mão de obra registrou acréscimo de 0,81 por cento em dezembro, ante 0,50%.

TRT manda médicos do Hospital de Clínicas de Ribeirão Preto voltarem ao trabalho

O Tribunal Regional do Trabalho de Campinas determinou a volta imediata ao trabalho dos médicos-assistentes do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (cidade localizada a 313 quilômetros de São Paulo), que estão em greve há 170 dias por reajuste salarial. A volta ao trabalho, no entanto, deve ser feita após publicação no Diário Oficial do Estado, prevista para ocorrer em janeiro por conta do período de recesso judicial. A Justiça também definiu que os servidores recebam 100% dos salários pelos dias parados, mas determinou uma compensação de 50% das horas não trabalhadas. Os médicos irão avaliar um possível recurso contra a compensação das horas. De acordo com Eliene Menezes dos Santos, vice-presidente da Amahc (Associação dos Médicos-Assistentes do Hospital das Clínicas), há médicos que chegaram a ter descontos de até 70% nos salários durante a greve. "Tem médico que, nos últimos dois meses, recebeu só R$ 200,00. Esperamos que devolvam tudo o que foi descontado", afirmou.

Eletrobras deve assumir controle de distribuidora goiana

A Eletrobras assinou protocolo de intenções para participar do processo de saneamento financeiro da Celg Distribuição (Celg D), o que culminará com a aquisição do controle da distribuidora goiana. "Este processo prevê que a Eletrobras assuma o controle da Celg D, por meio da aquisição de 51% das ações ordinárias do capital da companhia", informou a Eletrobras em comunicado nesta divulgado quinta-feira. A empresa informou ainda que será divulgado um comunicado ao mercado com os detalhes da operação e que irá agendar uma teleconferência sobre o tema. "A concretização da referida operação depende de diversas autorizações em diferentes esferas, não podendo, portanto, ser detalhada neste momento", informa a companhia.

Ditador nazista islâmico iraniano oferece assistência médica a Lula

O ditador nazista islâmico iraniano Mahmoud Ahmadinejad divulgou nesta quinta-feira uma oferta para "qualquer assistência médica" que o ex-presidente Lula possa precisar em sua luta contra o câncer de laringe. "Embora estejamos certos de que o Brasil é a casa de alguns dos melhores e mais experientes médicos e especialistas, eu gostaria de, por este meio, anunciar que meu país está pronto para oferecer qualquer assistência médica que você possa precisar", escreveu Ahmadinejad em uma carta publicada no site da Presidência. O ditador nazista islâmico iraniano ressaltou que Lula, de 66 anos, é "um dos mais importantes políticos no Brasil e um dos que pedem paz e justiça mundial". A oferta ressaltou os laços construídos Ahmadinejad não conhece as maravilhas do SUS.

Ditador nazista islâmico iraniano oferece assistência médica a Lula

O ditador nazista islâmico iraniano Mahmoud Ahmadinejad divulgou nesta quinta-feira uma oferta para "qualquer assistência médica" que o ex-presidente Lula possa precisar em sua luta contra o câncer de laringe. "Embora estejamos certos de que o Brasil é a casa de alguns dos melhores e mais experientes médicos e especialistas, eu gostaria de, por este meio, anunciar que meu país está pronto para oferecer qualquer assistência médica que você possa precisar", escreveu Ahmadinejad em uma carta publicada no site da Presidência. O ditador nazista islâmico iraniano ressaltou que Lula, de 66 anos, é "um dos mais importantes políticos no Brasil e um dos que pedem paz e justiça mundial". A oferta ressaltou os laços construídos Ahmadinejad não conhece as maravilhas do SUS.

Investimento estrangeiro direto no Brasil cresce 256%

O total de investimento estrangeiro direto (na forma de participação de capital) passou de US$ 162,8 bilhões em 2005 para US$ 579,6 bilhões em 2010, crescimento de 256%. O montante de 2010 é equivalente a 30,8% do PIB. Os dados são preliminares e constam do Censo de Capitais Estrangeiros 2011, cujo ano-base é 2010 e comparado com o resultado de 2005. O censo foi divulgado nesta quinta-feira pelo Banco Central. Ele é realizado a cada cinco anos. O Banco Central explica que houve um crescimento de fato, mas a grande diferença deveu-se, fundamentalmente, à mudança no critério de valoração dos investimentos, que passou de valor histórico para valor de mercado. A medida, informa a autoridade monetária, foi necessária para entrar em conformidade com o padrão estatístico internacional. O objetivo do censo é mensurar os estoques de IED (investimentos estrangeiros diretos) no País na posição de 31 de dezembro de cada ano-base. O FMI apura os estoques globais de investimentos diretos, bem como sua distribuição por país investidor e receptor.

Investimento estrangeiro direto no Brasil cresce 256%

O total de investimento estrangeiro direto (na forma de participação de capital) passou de US$ 162,8 bilhões em 2005 para US$ 579,6 bilhões em 2010, crescimento de 256%. O montante de 2010 é equivalente a 30,8% do PIB. Os dados são preliminares e constam do Censo de Capitais Estrangeiros 2011, cujo ano-base é 2010 e comparado com o resultado de 2005. O censo foi divulgado nesta quinta-feira pelo Banco Central. Ele é realizado a cada cinco anos. O Banco Central explica que houve um crescimento de fato, mas a grande diferença deveu-se, fundamentalmente, à mudança no critério de valoração dos investimentos, que passou de valor histórico para valor de mercado. A medida, informa a autoridade monetária, foi necessária para entrar em conformidade com o padrão estatístico internacional. O objetivo do censo é mensurar os estoques de IED (investimentos estrangeiros diretos) no País na posição de 31 de dezembro de cada ano-base. O FMI apura os estoques globais de investimentos diretos, bem como sua distribuição por país investidor e receptor.

Dilma sanciona lei que proíbe fumódromo em todo o País

A presidente Dilma Rousseff sancionou a lei que proíbe o fumo em ambientes fechados de acesso público em todo o País. A lei foi publicada nesta quinta-feira no Diário Oficial da União e já entrou em vigor. No mês passado, o Senado Federal aprovou a medida provisória que tratava do assunto, agora ainda é preciso regulamentar a lei para fixar o valor de multa a ser aplicado em locais que desrespeitem a nova regra. A norma já é aplicada atualmente nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná. A presidente Dilma manteve ainda o parágrafo que prevê que, a partir de 2016, os maços de cigarros também tragam mensagens de advertência sobre os riscos do produto à saúde em 30% da parte frontal (hoje existe só na parte de trás). O Executivo vetou, no entanto, outro parágrafo que permitia a "divulgação institucional dos fabricantes". Com isso, a empresa poderia promover seu nome em eventos, mas sem citar o produto que comercializa. O trecho foi alvo de polêmica no Congresso e alvo de críticas do ministro Alexandre Padilha (Saúde). Foi por sugestão do Ministério da Saúde que o parágrafo foi vetado.

Centro Simon Wiesenthal dá 25 mil euros por informação sobre envolvidos no Holocausto

A organização responsável pelo Centro Simon Wiesenthal, cuja sede fica em Los Angeles, nos Estados Unidos, lançou nesta quinta-feira na Alemanha uma campanha internacional para capturar os últimos responsáveis pelo Holocausto. A estimativa é que existam pelo menos 40 pessoas que podem ser capturadas e estão entre os suspeitos de participação nas ações nazistas. O centro ofereceu 25 mil euros de recompensa por qualquer informação que ajude a capturar essas pessoas, implicadas nos crimes cometidos durante a guerra. "A marcha do tempo não diminui em nada a culpa dos assassinos", disse o diretor regional do centro, Efraim Zuroff. "A idade não deve servir de proteção para os massacres. Cada uma das vítimas merece o esforço para que sejam encontrados seus carrascos", acrescentou ele, lembrando que os sobreviventes estão com idade avançada, mas não devem ser poupados da Justiça. De acordo com Zuroff, a condenação em maio do ex-guarda nazista John Demjanjuk, de 91 anos, representa um precedente judicial que poderá levar a novos processos criminais. Nascido na Ucrânia, Demjanjuk foi condenado a cinco anos de prisão por um tribunal alemão por ter participado no massacre de cerca de 30 mil judeus, no período em que foi guarda do campo de concentração de Sobibor, na Polônia. O tribunal de Munique, na Alemanha, considerou que o fato de Demjanjuk ser funcionário do campo durante a guerra bastava para o implicar nos crimes cometidos. O ex-guarda negou as acusações e ficou em liberdade enquanto esperava a decisão sobre um recurso interposto em um tribunal federal.

Pentágono considera "ridículas" acusações de Putin sobre morte de Gaddafi

O Pentágono considerou nesta quinta-feira "ridícula" a acusação do primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, de que os Estados Unidos tiveram participação na morte do ex-ditador líbio Muammar Gaddafi. "A afirmação de que as forças especiais dos Estados Unidos tiveram envolvimento na morte do coronel Gaddafi é ridícula", declarou o capitão John Kirby, porta-voz do secretário de Defesa dos Estados Unidos, Leon Panetta. Em uma entrevista ao vivo à televisão russa nesta quinta-feira, o premiê denunciou o envolvimento das forças especiais americanas no ataque ao comboio que levava Gaddafi, e que terminou com a captura e morte do ex-ditador. "Drones, principalmente americanos, atacaram o comboio. Depois, com seus rádios, por meio das forças especiais que não tinham que estar ali, chamaram a pseudo-oposição e os combatentes que o eliminaram sem julgamento e sem investigação", declarou Putin na entrevista. A Rússia havia criticado com veemência as operações militares que a Otan realizou na Líbia e as definiu como uma "cruzada". Na visão do país, os ataques aéreos não tinham respaldo na resolução da ONU, que apenas mencionava a necessidade de respeitar uma zona de exclusão aérea e ainda proibia a presença de tropas estrangeiras em solo líbio.

Fitch rebaixa cinco grandes bancos e grupos bancários europeus

A agência de classificação de risco de crédito Fitch anunciou o corte do rating de crédito de longo prazo de "cinco grandes bancos europeus com notas relativamente altas". Os bancos envolvidos no corte são o Credit Agricole, o Rabobank Group, o Banque Federative du Credit Mutuel (BFCM), o Danske Bank e o OP Pohjola Group. A Fitch justifica o rebaixamento dizendo que a ação reflete as dificuldades da indústria bancária como um todo. "A exposição a países em dificuldade da zona do euro por meio de suas subsiduárias foi uma consideração direta no rebaixamento dos ratings do Danske Bank e do Credit Agricole. Nos outros casos, porém, a Fitch considera que a crise na zona do euro também tem apresentado consequências indiretas negativas.

Empresas áereas poderão participar do leilão de privatização dos aeroportos

Às vésperas de lançar o edital de privatização (concessão) dos aeroportos de Guarulhos, Brasília e Viracopos (Campinas), o governo deverá recuar e autorizar as companhias aéreas a participarem do leilão de forma relevante, sob pena de restringir a disputa e deixar de fora administradores aeroportuários estrangeiros de peso que têm este tipo de empresa como sócia. Um deles é a gigante alemã Fraport, da qual a Lufthansa tem uma fatia. Outras duas grandes empresas, incluindo uma chinesa, também ficariam fora do negócio, segundo interlocutores do Executivo. A proposta inicial do Executivo permite apenas uma participação irrisória das aéreas de 1%, para evitar conflito de interesse. No edital definitivo, essa participação poderá ficar entre 10% e 20%. O governo vai exigir que todo consórcio tenha um administrador aeroportuário e com experiência no negócio, a gestão de pelo menos cinco milhões de passageiros por ano.

Restos de vítimas da ditadura são encontradas em vala comum na Argentina

Os restos mortais de pelo menos 15 pessoas foram encontrados em um prédio do Exército onde funcionou o maior centro clandestino de presos da ditadura, na província argentina de Tucumán, revelou nesta quarta-feira o Centro de Informação Judicial. A descoberta ocorreu em meio às escavações realizadas pela Equipe Argentina de Antropologia Forense no antigo Arsenal Miguel de Azcuénaga, na cidade de Tucumán. "Até o momento encontramos ossos correspondentes a pelo menos 15 indivíduos, parcialmente queimados, situados em diferentes profundidades", assinala o site do Centro de Informações Judiciais. "Os corpos estavam na posição como caíram" e os especialistas estimam que a "fossa foi incendiada", como revelam restos de pneus e vestígios de combustão". No local também foram encontrados projéteis de armas de fogo, pedaços de roupas e calçados. O achado foi divulgado pouco depois da identificação do corpo do ex-senador Guillermo Vargas Aignasse, desaparecido em abril de 1976, após o golpe de Estado de março do mesmo ano. Os restos mortais do político estavam em outro centro de detenção, conhecido como Pozo de Vargas. Em 2008, o general Antonio Domingo Bussi foi condenado à prisão perpétua pelo desaparecimento de Aignasse. O Arsenal Miguel de Azcuénaga, base da chamada "Operação Independência" contra o terrorismo de esquerda em 1975, abrigou um campo de concentração de presos políticos durante a ditadura militar (1976/83).