terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Exportação de minérios deve cair em 2012

Os embarques de minério de ferro do Brasil, principal produto da pauta de exportações do Brasil, devem cair este ano por conta da crise financeira na Europa, após subirem 6,4% em volume em 2011 na comparação com 2010. Dados do governo apontam que as exportações de minério de ferro somaram 330,7 milhões de toneladas no ano passado, contra 310,8 milhões de toneladas em 2010. Mas este ano devem ficar em 320 milhões de toneladas, segundo a AEB (Associação de Comércio Exterior do Brasil). "Mesmo que a China (maior importador global) não deixe de comprar, entendemos que a Europa vai reduzir claramente, ela não tem alternativa", disse José Augusto de Castro, presidente em exercício da AEB. Com preços maiores no ano passado na comparação com o ano anterior, as exportações de minério do Brasil em 2011 subiram em receita bem mais do que em volume. A alta foi de 44,6%, para US$ 41,8 bilhões (16,3% das exportações totais do Brasil), segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Mas, com a queda de volume esperada e uma redução maior nos preços, após recordes em 2011, a queda nas exportações em receita pode ser acentuada em 2012. A AEB projeta um preço médio de exportação de minério em 2012 de US$ 105,00 por tonelada, ante cerca de US$ 128,00 em 2011. A AEB projeta receita com as exportações de minério em US$ 33,6 bilhões em 2012. Uma eventual desaceleração na China também preocupa. Na segunda-feira, o BTG Pactual retirou a ação ordinária da Vale (maior produtora de minério de ferro do mundo) de sua lista de recomendação para janeiro, citando preocupações com a economia chinesa.

Acionistas da TAM aceitam proposta de troca de ações com a LAN

Os acionistas da TAM aprovaram o valor da relação de troca de ações entre a empresa e a chilena LAN. A proposta prevê uma relação de troca de 0,9 ação da LAN para cada papel da companhia brasileira na oferta pública de permuta de ações que dá andamento ao processo de fusão. Segundo comunicado da TAM, 14,95% dos papéis em circulação da empresa estavam representados na assembléia desta terça-feira, que terminou com a aprovação unânime. O sinal verde para a fusão dos dois grupos foi dado em dezembro com a aprovação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), que impôs restrições ao negócio, assim como já fizera o tribunal da concorrência chileno. Em seguida, os acionistas das duas empresas aprovaram o negócio e a mudança de razão social da empresa para Latam Airlaines Group. A expectativa é que o novo grupo seja formado até o fim do primeiro semestre deste ano. A fusão das empresas cria uma gigante da aviação mundial com receita de mais de US$ 10 bilhões, 40 mil funcionários e operações para 115 destinos em 23 países.

Estado de São Paulo passa Bahia e é o quarto maior produtor de petróleo

O Estado de São Paulo se tornou em novembro o quarto maior produtor de petróleo e gás natural no País, ultrapassando a Bahia, ao produzir uma média de 52,7 mil barris diários de óleo e 6,2 milhões de metros cúbicos de gás na bacia de Santos, ou 91,6 mil barris de óleo equivalente (boe). O volume representa 2,4% da produção total do Brasil, informou hoje a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. Há um ano, São Paulo era o sétimo produtor brasileiro com 17,7 mil barris de boe, e deverá se tornar o primeiro Estado produtor nos próximos 10 anos, quando a produção do pré-sal na bacia de Santos estiver no auge. O incremento da produção de petróleo é resultado dos testes de longa duração nos campos BM-S-9, conhecido como Carioca, e BM-S-40, onde estão os prospectos de Tiro e Sidon, e de gás natural nos campos de Lagosta e Mexilhão, todos na bacia de Santos. O aumento em São Paulo ajudou a produção de petróleo no Brasil bater recorde em novembro, com 2,188 milhões de barris diários, superando o recorde anterior de 2,180 milhões de barris diários de dezembro de 2010 e registrando alta de 4,8% sobre o mês anterior. A produção de gás natural no Brasil foi de aproximadamente 68 milhões de metros cúbicos por dia em novembro, a segunda maior da história do País e superior em 2,4% contra outubro. A produção da Petrobras atingiu 1,968 milhão de barris diários de petróleo e 65,8 milhões de metros cúbicos de gás natural, seguida da Chevron Frade, que apesar do acidente no dia 7 de novembro continuou na segunda posição, à frente da Shell, com produção de 73,3 mil barris diários de petróleo e 869 mil metros cúbicos e gás natural. A qualidade média do petróleo brasileiro, no entanto caiu de 24,5 graus API em novembro de 2010 para 23,6 graus API em novembro de 2011. Pela escala do American Petroleum Institute, quanto mais próximo de 50 melhor a qualidade do óleo.

Estados Unidos advertem Egito sobre impasse a respeito de ONGs

O impasse do governo militar egípcio com as ONGs apoiadas pelo governo americano, alvo de uma violenta revista por parte das autoridades no Cairo, é inaceitável, advertiu nesta terça-feira o Departamento de Estado dos Estados Unidos. "Nós tínhamos recebido garantias dos líderes do governo egípcio de que o assunto seria resolvido. É inaceitável para nós que esta situação não tenha voltado ao normal", disse a porta-voz do Departamento de Estado, Victoria Nuland. Ela disse que a repressão às ONGs deve-se aos "resquícios da era Mubarak que não entendem como estas organizações funcionam em uma sociedade democrática". A reação do governo americano chega após a junta militar que governa atualmente o Egito ter enviado no dia 29 de dezembro agentes aos escritórios de quatro ONGs sediadas no Cairo (entre elas duas apoiadas por Washington), como parte de uma operação sobre o financiamento estrangeiro destes grupos no Egito. As operações tiveram como alvo escritórios locais do IRI (Instituto Internacional Republicano) e do NDI (Instituto Nacional Democrático), sediados nos Estados Unidos, e do Centro Árabe pela Independência e Justiça e da Organização Egípcia para o Orçamento e os Direitos Humanos, ambas egípcias. As declarações ocorrem quatro dias após o secretário da Defesa dos Estados Unidos, Leon Panetta, ter expressado sua "profunda preocupação" ao marechal Hussein Tantawi, chefe da junta militar egípcia.

Opositor cubano investiga omissão de ajuda em morte de preso

O diretor da Comissão Cubana de Direitos Humanos e Reconciliação Nacional, Elizardo Sánchez, disse nesta terça-feira que acredita que possa ter existido omissão de ajuda na morte de René Cobas, no presídio de Boniato, em Santiago de Cuba (a 900 quilômetros ao sul de Havana). O líder do organismo de oposição disse ter passado "todo o dia de ontem se questionando, pesquisando sobre o assunto, tentando descartar a possibilidade de ter existido negligência" por parte das autoridades do centro de detenção. Ele explicou que Cobas, um preso comum de 46 anos, sofreu um infarto na última quinta-feira. Segundo Sánchez, médicos sugeriram que o detento realizasse exames fora da cadeia, o que não foi obedecido pelos responsáveis pelo presídio. O prisioneiro estava em greve de fome há alguns dias por não ter sido incluído entre os 2.900 condenados pela Justiça que receberam indulto da ditadura facínora da dinastia Castro no final do ano passado.

Brasil faz emissão de bônus do Tesouro com vencimento para 2021

O governo brasileiro decidiu reabrir nesta terça-feira a emissão de bônus soberanos em dólares com vencimento em janeiro de 2021. Os governos utilizam a emissão de títulos soberanos de dívida para levantar recursos e financiar suas operações sem ter de fazer empréstimos no mercado. O valor inicial da emissão externa do Bônus Global estava prevista para ser em torno de US$ 500 milhões. O governo já havia informado que uma nova emissão externa poderia ser feita no início deste mês, aproveitando que as condições para os papéis brasileiros estão melhores. No início de novembro, durante fortes turbulências externas vindas da Europa, o Brasil captou cerca de US$ 1 bilhão por meio da emissão do Bônus Global 2041. A operação foi marcada pela forte demanda, chegando a cerca de US$ 6 bilhões, e pelo menor rendimento já pago pelo país em títulos de 30 anos: 4,694%. Segundo comunicado do Tesouro, a emissão desta terça-feira foi liderada pelos bancos BNP Paribas e Itaú BBA. Os títulos Global 2021 foram emitidos nos mercados norte-americano e europeu.

Paraguai localiza foco de febre aftosa

O Paraguai detectou um foco de febre aftosa em uma fazenda de San Pedro del Ycuamandiyú, município do departamento de San Pedro. A região não faz fronteira com o Brasil. Segundo informações do Serviço Nacional de Qualidade e Saúde Animal, o foco, localizado no dia 30 de dezembro, foi confirmado na segunda-feira após análises laboratoriais. O órgão afirmou, em nota, que comunicou a ocorrência à Organização Mundial de Saúde Animal e que irá solicitar cooperação técnica ao Centro Panamericando de Febre Aftosa. No Brasil, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, deputado federal Mendes Ribeiro Filho, disse que a pasta tomará todas as medidas necessárias para proteger a fronteira brasileira da doença.

Lula deve iniciar tratamento de radioterapia nesta quarta-feira

O ex-presidente Lula começa nesta quarta-feira as sessões de radioterapia que fazem parte de seu tratamento contra um câncer na laringe. No dia 13 de dezembro, Lula recebeu alta médica após passar pela terceira e última sessão de quimioterapia. O ex-presidente estava em férias com a família em sua casa de veraneio em Atibaia, no interior de São Paulo. Depois da fase de quimioterapia, que reduziu o tumor canceroso em 75%, segundo apontaram os médicos que tratam Lula no Hospital Sírio-Libanês de São Paulo, ele passa para a próxima etapa do tratamento, a radioterapia, que deve durar entre seis e sete semanas. Durante esse período, Lula terá fortes restrições à fala no período.

Argentinos fazem vigília em hospital onde Cristina Kirchner fará cirurgia

Dezenas de militantes governistas começaram nesta terça-feira uma vigília em frente ao Hospital Austral, nas proximidades de Buenos Aires, onde, nesta quarta-feira, a presidente peronista populista Cristina Kirchner será operada para extrair um tumor maligno da glândula tireóide. Os manifestantes montaram tendas de campanha e cartazes em apoio à presidente, de 58 anos. A partir desta quarta-feira, Cristina Kirchner entra em licença por 20 dias, até 24 de janeiro, período em que a chefia do Estado ficará nas mãos do vice-presidente, Amado Boudou. "Já somos 70 e, com o passar das horas, seremos muitos mais", declarou uma militante do Movimento Eva Perón às portas do Hospital Austral, um dos mais modernos da Argentina, que fica na área da universidade homônima na cidade de Pilar, a 60 quilômetros de Buenos Aires. Nesta terça-feira começou uma campanha da juventude do Partido Justicialista (peronista), do governo, para que a população doe sangue em hospitais públicos em demonstração de solidariedade e apoio à chefe do Estado. A campanha foi organizada pela Juventude Peronista e La Cámpora, braço juvenil liderado por Máximo Kirchner, filho mais velho de Cristina, com o lema "a solidariedade é a ternura dos povos". A cirurgia será conduzida por Pedro Saco, um dos maiores especialistas do país.

Bradesco anuncia três novos vice-presidentes

O Bradesco informou nesta terça-feira que seu Conselho de Administração aprovou mudanças na diretoria executiva do banco, incluindo a promoção de três diretores gerentes ao posto de vice-presidentes. Os novos vices são José Alcides Munhoz, Aurélio Conrado Boni e Sérgio Alexandre de Figueiredo Clemente. Eles ocupam as vagas deixadas por Norberto Barbedo e Arnaldo Vieira, que deixaram o banco em 2011, e de Laércio Albino César, que completou 65 anos, idade limite para aposentaria na empresa. Além disso, Marco Antonio Rossi foi nomeado diretor executivo vice-presidente, acumulando a função de diretor-presidente da Bradesco Seguros. Ao mesmo tempo, os Diretores executivos adjuntos Alexandre da Silva Glüher, Alfredo Antônio Lima de Menezes, André Rodrigues Cano, Josué Augusto Pancini, Luiz Carlos Angelotti, Marcelo de Araújo Noronha e Nilton Pelegrino Nogueira foram promovidos a diretores executivos gerentes. Também foram promovidos a diretores-executivos-adjuntos Denise Pauli Pavarina, Altair Antônio de Souza, André Marcelo da Silva Prado, Luiz Fernando Peres, Moacir Nachbar Junior e Octávio de Lazari Júnior.

Petroleira HRT anuncia potencial de gás em descoberta na Amazônia

A petroleira HRT informou nesta terça-feira estimativa preliminar de potencial de até 750 mil metros cúbicos de gás e mil barris de condensado por dia em acumulação de uma de suas descobertas na Amazônia. A empresa concluiu teste de formação pelo qual confirma potencial de produção de até 250 mil metros cúbicos de gás natural e 300 barris de condensado diários em reservatório da formação Juruá, localizada no bloco SOL-T-194. A sonda que realizou o teste permanecerá no bloco para perfurar um poço de extensão e, assim, melhor estimar o potencial comercial de toda a acumulação, "que pode alcançar até 750 mil metros cúbicos de gás e 1.000 barris de condensado por dia", segundo a empresa. "Confirmamos a presença de vários reservatórios com capacidade de produção na Formação Juruá neste poço e provamos a existência de uma acumulação de gás e condensado no bloco", assinala a HRT em comunicado. O poço 1-HRT-4-AM atingiu 2.800 metros de profundidade e está localizado a cerca de 25 km sul do Pólo de Urucu, grande produtor de óleo e gás natural da Petrobras. A HRT O&G detém 100% de participação neste bloco.

Fundo europeu emitirá bônus de 3 bilhões de euros em ajuda a Irlanda e Portugal

O Fundo Europeu de Estabilidade Financeira se prepara para emitir bônus a três anos por um valor de 3 bilhões de euros para ajudar Irlanda e Portugal, anunciou nesta terça-feira o próprio fundo através de um comunicado. "A ajuda acontecerá em breve, dependendo das condições do mercado", disse a nota do fundo, um mecanismo lançado em 2010 pela União Européia para enfrentar a crise da dívida. O presidente do fundo, Klaus Regling, havia indicado em dezembro que a emissão desses bônus aconteceria em janeiro, sem dar mais detalhes. Esta será a primeira emissão de bônus a três anos do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira. O fundo havia emitido dívida de longo prazo, a cinco e dez anos e leiloou letras a três meses.

Estados Unidos ignoram aviso do Irã e vão manter operações no Golfo

Os Estados Unidos desprezaram a advertência do Irã para manter um porta-aviões longe do Estreito de Ormuz e declararam nesta terça-feira que vão continuar normalmente com suas operações no Golfo Pérsico. De acordo com o Pentágono, o tráfego de navios de guerra dos Estados Unidos pelo Estreito de Ormuz (porta de entrada do Golfo) é necessário para o abastecimento das missões de Washington na região e não será interrompido. Na última quinta-feira, o porta-aviões americano John C. Stennis e seu grupo de batalha deixaram o Golfo Pérsico. Nesta terça, em Teerã, o chefe das Forças Armadas iranianas, general Ataolah Salehí, disse que a embarcação não deveria retornar ao local. "Aconselhamos ao navio americano que saiu do Estreito de Ormuz e se dirigiu ao Mar de Omã que não retorne ao Golfo Pérsico", declarou Salehí. O alerta foi feito um dia depois de a Marinha iraniana ter completado dez dias de exercícios na entrada do Golfo, com os testes de três mísseis com capacidade de afundar navios. O porta-voz do Pentágono, George Little, destacou em comunicado que os Estados Unidos seguirão mobilizando suas unidades militares no Golfo de acordo com suas necessidades, apesar das ameaças iranianas. O comunicado acrescenta que "os movimentos dos porta-aviões no Golfo Pérsico e no Estreito de Ormuz respondem a um compromisso militar americano de longa data". "Nossas passagens pelo Estreito de Ormuz acontecem conforme à lei internacional que garante o direito de passagem a nossos navios", salientou Little. "Estamos comprometidos com a proteção das regras do comércio marítimo, base da prosperidade internacional, e essa é uma das razões principais da presença militar dos Estados Unidos na região", concluiu o porta-voz.

Filha de ex-presidente iraniano é condenada à prisão

Uma filha do ex-presidente iraniano Akbar Hashemi Rafsanjani foi condenada a seis meses de prisão nesta terça-feira e banida da política por "propaganda contra o Estado" durante a eleição presidencial de 2009. O regime nazista islâmico do país vem aumentando a pressão sobre a oposição à medida que se aproximam as eleições parlamentares de 2 de março, o primeiro teste da popularidade desde a eleição de 2009, fraudada para permitir a reeleição do ditador nazista islâmico Mahmoud Ahmadinejad. Rafsanjani lidera um órgão poderoso que resolve disputas entre o Parlamento e um conselho clerical linha-dura nazista. Ele se aliou aos reformistas depois da eleição, a qual provocou protestos de rua de dezenas de milhares de pessoas durante oito meses. Sua filha Faezeh Hashemi foi a julgamento no mês passado sob a acusação de ter feito "campanha contra o sistema islâmico". "Minha cliente foi sentenciada a seis meses de prisão e proibida de se envolver em quaisquer atividades políticas e culturais por cinco anos", disse o advogado dela, Gholam-ali Riyahi. Isto é ditadura ou não é?

Michel Temer passa por cirurgia em São Paulo para retirada da vesícula

O vice-presidente da República, Michel Temer, de 71 anos, foi operado na manhã desta terça-feira para a retirada da vesícula, no Hospital Oswaldo Cruz, em São Paulo. Temer chegou ao hospital na segunda-feira à noite, conforme agendamento prévio da cirurgia, após descoberta de pedras na vesícula no mês passado. Temer desembarcou na capital paulista após período de descanso em Itacaré, na Bahia. Ele deve ficar no hospital até esta quarta-feira e seguir manter repouso por três ou quatro dias, segundo a Vice-Presidência. A mulher de Temer, Marcela, o acompanha no hospital. O médico responsável pelo procedimento é Albino Sorbello, doutor em cirurgia do aparelho digestivo e gastroenterologia. Em setembro, o vice-presidente foi internado em São Paulo devido a uma intoxicação alimentar que evoluiu para um quadro de desidratação, de acordo com informações do Hospital Albert Einstein na ocasião. A intoxicação ocorreu após Temer passar uma semana de férias em Natal (RN).

França defende endurecimento de sanções contra o Irã

A França pediu nesta terça-feira aos seus parceiros da União Européia que sigam o exemplo dos Estados Unidos, impondo ainda neste mês um embargo ao petróleo iraniano e o congelamento dos bens do Banco Central do país. A medida foi sugerida como punição ao país por conta de seu programa nuclear. O ministro das Relações Exteriores francês, Alain Juppé, disse que seus colegas europeus deveriam aproveitar sua reunião de 30 de janeiro para endurecer as sanções ao Irã. "A França quer sanções mais duras, e o presidente fez duas propostas concretas nessa frente, sendo a primeira a de congelar os bens do Banco Central iraniano, uma medida dura, e a segunda um embargo às exportações iranianas de petróleo", declarou Juppé. O Irã pediu à chefe da diplomacia européia, Catherine Ashton, que apresente uma proposta de data e lugar para o reinício das negociações nucleares entre Teerã e as grandes potências, interrompidas há um ano. O Conselho de Segurança da ONU já impôs quatro rodadas de sanções globais ao Irã por causa da sua recusa em abandonar atividades nucleares estratégicas. O comandante das Forças Armadas iraniana, o general Ataollah Salehi, pediu nesta terça-feira aos Estados Unidos que não enviem novamente um porta-aviões ao Golfo Pérsico. "Aconselhamos o porta-aviões americano que atravessou o estreito de Ormuz a não retornar ao Golfo Pérsico", disse o general Salehi, antes de afirmar que a República Islâmica do Irã não pretende repetir a advertência. O alerta foi feito um dia depois de a Marinha iraniana ter completado dez dias de exercícios na entrada do Golfo Pérsico, com os testes de três mísseis com capacidade de afundar navios. O porta-aviões citado por Salehi era o USS John C. Stennis, um dos maiores navios da Marinha dos Estados Unidos.

Parte de rodoviária desaba e deixa soterrados em Ouro Preto

Parte da rodoviária de Ouro Preto (MG) desabou na madrugada desta terça-feira após ser atingida por um deslizamento de terra. Informações preliminares apontam que dois taxistas que estavam dentro de seus carros foram soterrados. As chuvas dos últimos dias fizeram com que o número de cidades em situação de emergência subisse para 52. Os últimos decretos confirmados pela Defesa Civil são das cidades de São João Evangelista, Itabirito, Brumadinho, Cipotânea, Raul Soares, Congonhas e Guiricema. Outras diversas cidades também registraram inundações, danos em pontes e vias, além de falta de energia, como em Cipotânea, Moeda, Santana do Jacaré, Matipó, entre outros. O município de Nova Friburgo, na região serrana do Rio de Janeiro, saiu do estado de alerta, o segundo mais grave em uma escala de quatro, e retornou na noite de ontem ao estágio de atenção, o terceiro nível, após a redução das chuvas.

Síria diz que gasoduto foi atacado por "grupo terrorista"

A agência estatal síria de notícias afirmou nesta terça-feira que um "grupo terrorista armado" explodiu um gasoduto nas imediações da cidade de Rastan, no centro do país, o que interrompeu o suprimento para duas usinas de energia. Segundo a agência, o ataque vai provocar a redução de 400 megawatt/hora na rede de eletricidade e aumentar em uma hora os cortes diários de energia. Esse é o quarto ataque a um gasoduto sírio desde o início do levante contra o ditador Bashar Assad, em março de 2011. O exército da Síria se retirou das áreas residenciais e está na periferia das cidades do país, mas trocas de tiros são ainda uma ameaça, de acordo com o secretário-geral da Liga Árabe. Nabil El-Araby disse na segunda-feira que as forças de segurança não pararam de disparar contra manifestantes, apesar da presença de uma missão de observadores da Liga Árabe. A ONU estima que mais de 5.000 pessoas foram mortas na repressão aos protestos contra Assad.

Rio Grande do Sul é o Estado brasileiro no qual a população menos cresce

A população do Rio Grande do Sul, que é de 10,7 milhões de habitantes, chegará ao pico de 11,3 milhões de habitantes em 2030 e a partir daí começará a cair, até chegar a 10,5 milhões em 2050, número inferior ao registrado em 2010 pelo IBGE. A taxa de crescimento populacional gaúcha foi de apenas 0,49% ao ano na década passada (2000-2010), bem abaixo dos 1,17% ao ano da média nacional. Pedro Zuanazzi, especialista da FEE, chamou a atenção para o crescimento da população idosa, que na década passou de 7,2% para 9,3% da população, devendo chegar a 24,8% do bolo em 2050. José Ribeiro, do Ipea, avisou que o governo terá que investir mais pesadamente em saúde, previdência e reorganização urbana, sobretudo transporte mais adequado, visando atingir os idosos. Os governos estaduais tentam ajustar o perfil da sua previdência pública, que na verdade nem existe, mas setores corporativos do funcionalismo e líderes políticos atrasados têm impedido qualquer mudança.