segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Uruguai pede dados de mortos no Brasil

O governo do Uruguai se prepara para solicitar ao Brasil arquivos sobre uruguaios mortos e desaparecidos no País nos anos da ditadura militar. A revelação foi feita na segunda-feira pelo ministro de Relações Exteriores do Uruguai, Luis Almagro, em Genebra. A ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, já indicou que o País está disposto a oferecer as informações que serão solicitadas pelos uruguaios. Na segunda-feira, na ONU, ela garantiu que haverá "transparência plena" sobre os documentos, mas não disfarçou o mal-estar ao ser questionada sobre a carta enviada por militares criticando sua postura sobre como tratar o passado. "Precisamos ir no sentido contrário ao que os países da região fizeram nos anos da ditadura quando criaram a Operação Condor. Agora, precisamos ir no sentido inverso e usar o fato de que somos democracias para contribuir justamente na troca de informações", disse Almagro. Segundo o ministro, as investigações em Montevidéu já indicaram o desaparecimento de uruguaios em vários países da região, inclusive no Sul do Brasil. "Vamos fazer um pedido de informações ao Brasil", disse ele, sem dar detalhes dos casos. O chanceler admitiu que já há casos identificados de uruguaios que desapareceram no Paraguai e diz que também vai pedir esclarecimentos. O Uruguai tem sido um dos líderes na busca por informações e abertura de investigações sobre sua ditadura, que durou de 1973 a 1985. O presidente José Mujica, ex-guerrilheiro tupamaro, conseguiu mudar a legislação para tornar os delitos imprescritíveis. Maria do Rosário antes de entrar para o PT militou durante vários anos no PCdoB, partido no qual iniciou sua atividade política. E o PCdoB foi o responsável pela implantação da Guerrilha do Araguaia, tentativa terrorista iniciada na segunda metade da década de 60, quando o Brasil ainda vivia um clima de razoável liberdade, embora na ditadura, antes da decretação do AI-5. Aliás, há uma grande curiosidade para saber se a ministra Maria do Rosario vai mostrar o mesmo empenho na investigação do assassinato de Kurt Kriegel, dono do restaurante Rembrandt, em Porto Alegre, na noite de 22 de setembro de 1968, por um comando terrorista que pretendia arrecadar fundos para a "revolução".

DMLU de Porto Alegre descumpre recomendação do Ministério Público gaúcho

Do site Máfia do Lixo (www.mafiadolixo.com.br), do administrador Enio Noronha Raffin: "Durante o governo do ex-prefeito José Fogaça (PMDB), a prefeitura de Porto Alegre promoveu uma concorrência pública para contratar os serviços de uma empresa privada para operar a coleta de lixo domiciliar. Isso ocorreu no ano de 2007. O certame em questão promovido pela Secretaria Municipal da Fazenda originou um contrato que teve a assinatura do diretor geral do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), coronel Mário Moncks, hoje afastado da autarquia por motivo de saúde. Na oportunidade do encerramento dos trabalhos dessa milionária concorrência pública, foi declarada vencedora a Qualix Serviços Ambientais Ltda, que assinou contrato e iniciou as operações da coleta de lixo ainda em 2007. Depois de mudar a razão social para Sustentare, a empresa Qualix teve o seu contrato rescindido, unilateralmente, em dezembro de 2011. Um ano antes, em janeiro de 2011, já no governo do prefeito José Fortunati (PDT), o Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul "recomendou" ao DMLU, da prefeitura de Porto Alegre, para que a autarquia rescindisse com a empresa Qualix-Sustentare, em decorrência das irregularidades que foram constadas no decorrer da execução operacional da coleta de lixo domiciliar. Diversas dessas irregularidades foram apontadas no site Máfia do Lixo. Uma delas o leitor pode ler na sua íntegra clicando aqui . Em janeiro de 2011, o DMLU não acatou a recomendação do Ministério Público Estadual. Somente um ano após é que o DMLU procedeu na quebra do contrato da Qualix-Sustentare. Para substituir a Qualix-Sustentare, em 14 de dezembro do ano passado, o DMLU fez a contratação da empresa REVITA Engenharia Ambiental S/A, do grupo Solví, de forma emergencial, sem licitação pública, para a operação da coleta de lixo domiciliar da capital gaúcha. Considerando que Porto Alegre tem 1.409.351 habitantes (Censo 2010-IBGE), e que a área correspondente a 125.000 moradores da capital gaúcha é atendida por meio da coleta de lixo domiciliar por containerização, via robótica, a diferença de 1.284.351 habitantes recebe hoje os serviços públicos de coleta de lixo domiciliar tradicional, através da empresa privada REVITA Engenharia Ambiental S/A. Desde que a REVITA iniciou as operações de coleta de lixo domiciliar em Porto Alegre, o DMLU já liquidou as faturas correspondentes aos serviços prestados no mês de dezembro de 2011, que totalizaram o montante de R$ 1.208.540,25. Recentemente o Ministério Público Estadual agiu novamente na defesa do Patrimônio Público. Em dezembro de 2011, o MPE-RS fez uma segunda recomendação ao DMLU. Dessa fez recomendou que a autarquia abrisse, em 30 dias, ou seja, em janeiro de 2012, a licitação pública para a coleta de lixo domiciliar, visando substituir o contrato emergencial na área de Porto Alegre em que hoje opera a REVITA. Mais uma vez o DMLU não acatou a recomendação do Ministério Público do Rio Grande do Sul. Até a data dessa segunda-feira, o Departamento Municipal de Limpeza Urbana, da Prefeitura de Porto Alegre, publicou apenas os editais CC-010-2011, para a concorrência da coleta de lixo especial, e o CC-011-2011, da licitação dos serviços de capina. O edital da coleta de lixo domiciliar ainda não teve publicação no Diário Oficial de Porto Alegre. Foram consumidos 76 dias de contrato emergencial da REVITA de um total de 180 dias previstos pelo DMLU para a coleta de lixo domiciliar. Faltam 104 dias para terminar o prazo contratual desse instrumento público firmado entre o DMLU e a empresa REVITA Engenharia Ambiental S/A. Em outras palavras, o DMLU para evitar um segundo contrato emergencial com a REVITA, tem exatamente 3 meses e 14 dias para publicar o edital da coleta de lixo domiciliar, abrir a concorrência, realizar todos os trabalhos dessa licitação, adjudicar a vencedora, assinar contrato e dar o início da operação, sem que a cidade sofra um novo caos como o que ocorreu em dezembro de 2011. Com toda a certeza, o DMLU ao retardar a publicação do edital da coleta de lixo domiciliar, descumprindo a recomendação do Ministério Público Estadual, proporciona neste momento um novo contrato, sem licitação pública, a ser firmado com a mesma empresa que hoje opera os serviços em Porto Alegre. Isso acontece em pleno ano eleitoral. Certamente a pré-candidata a candidata a Prefeitura de Porto Alegre, a deputada federal Manuela D’Ávila, vai fazer uso do tema lixo, e terá a sua disposição muita “munição” para o debate na TV durante a Eleição de 2012, ou mesmo em seus programas eleitorais gratuitos. No Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul e no Ministério Público de Contas, que atua junto o Tribunal de Conta do Rio Grande do Sul estão lá pelo menos seis processos tramitando, cujo objeto é a investigação dos atos administrativos do Departamento Municipal de Limpeza Urbana de Porto Alegre. Com absoluta certeza o lixo de Porto Alegre será tema nos programas eleitorais dos partidos do PDT, PCdoB, PT e outros. Ainda mais que o DMLU de Porto Alegre dá motivos para que isso venha a acontecer".

Beltrame autoriza processo para expulsão de policiais militares grevistas no Rio de Janeiro

O secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, assinou nesta segunda-feira as autorizações para os processos de expulsão no Conselho de Justificação da Polícia Militar contra três oficiais da corporação. Eles são acusados de participação no movimento grevista no início do mês. Ao todo, seis oficiais podem ser expulsos por incitar a paralisação. Os policiais indiciados nesta seguna-feira são o tenente-coronel Sérgio de Alvarenga Rodrigues e os tenentes Fernando Alves de Lima Inácio Silva e Diego Luciano de Almeida. Eles deverão apresentar suas justificativas ao conselho, que decidirá pela expulsão ou permanência na corporação. Em seguida, a Polícia Militar remete a decisão ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Em março, o governo do Estado diminuiu por decreto o prazo de julgamento nas corporações para bombeiros e policiais. O limite para conclusão dos trabalhos caiu de 30 para 15 dias. O processo de expulsão para oficiais costumava ser lento e demorava anos, segundo especialistas. O movimento grevista de bombeiros, policiais militares e civis foi iniciado no dia 10 de março. A paralisação teve baixa adesão e foi desmobilizada três dias depois. O governo do Rio de Janeiro agiu rápido para reprimir o protesto. Na manhã do primeiro dia de greve, a Justiça decretou a prisão de 16 lideranças. Todos foram enviados para o presídio de segurança máxima de Bangu 1. Dois coronéis e um major já respondiam ao Conselho de Justificação.

Peru indicia comandante do Sendero pelos crimes de terrorismo e tráfico

Promotores peruanos apresentaram nesta segunda-feira acusações de terrorismo e tráfico de drogas contra um comandante da guerrilha maoista do Sendero Luminoso, o camarada Artemio, cujo nome é Florindo Eleutério Flores Hala, de 50 anos. Artemio foi transportado sob forte esquema de segurança até o presídio de segurança máxima de Callao, perto de Lima, onde cumpre pena de prisão perpétua, desde a década de 1990, o líder máximo do Sendero, Abimael Guzmán, o camarada Gonzalo. O promotor Marco Guzmán disse que camarada Artemio será levado a julgamento em no máximo três meses. Guzmán disse que a promotoria pedirá a pena máxima para o acusado, que é a prisão perpétua. Flores Hala foi capturado em 12 de fevereiro nas florestas peruanas. Artemio era um dos últimos membros do temido Comitê Central do Sendero, organização que na década de 1980 e começo da de 1990 mobilizou milhares de combatentes contra o governo peruano e chegou a controlar regiões inteiras do país. A guerra deixou dezenas de milhares de mortos, até que em 1992 camarada Gonzalo foi capturado e o Sendero começou a ser desmantelado e se retirou para as florestas. O grupo se aliou ao narcotráfico, ao qual passou a oferecer proteção em troca de dinheiro e armas. O governo peruano disse que após a captura de Artemio falta prender apenas o camarada José, outro membro do antigo Comitê Central do Sendero. Polícia e exército acreditam que camarada José chefia um punhado de combatentes na região do vale do rio Apurímac-Ene, no sudeste do Peru.

Justiça quebra sigilo bancário de Dr. Hélio, ex-prefeito de Campinas

A Justiça determinou a quebra dos sigilos bancário e fiscal do prefeito cassado de Campinas, interior de São Paulo, Hélio de Oliveira Santos (PDT). Os ex-secretários José Francisco Kerr Saraiva, da Saúde, e Carlos Henrique Pinto, Negócios Jurídicos, também terão os sigilos quebrados, em uma decisão do juiz Mauro Iuji Fukumoto, da 1ª Vara da Fazenda Pública. O pedido foi feito pelo promotor Geraldo Navarros Cabañas, que investiga irregularidades no convênio firmado entre o município e a entidade conveniada ao programa DST/AIDS. Dois diretores da Ação Artística Para o Desenvolvimento Comunitário (ACADEC) também são alvos da quebra de sigilos bancário e fiscal e, além disso, terão os bens bloqueados. O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo julgou irregular o convênio firmado em 2007 pela prefeitura, antes do impeachment de Hélio de Oliveira Santos, que foi cassado em agosto de 2011.

Protesto reduz ritmo no Porto do Açu, de Eike Batista

Cerca de 1.500 operários que trabalham na obra do Porto do Açu, em São João da Barra, do empresário Eike Batista, cruzaram os braços nesta segunda-feira por melhores salários e condições de trabalho. Atualmente o empreendimento emprega 4.500 pessoas. A manifestação dos trabalhadores começou cedo, depois que o grupo atravessou um ônibus na estrada de acesso ao porto na manhã e bloqueou a passagem para a obra dos demais funcionários. O protesto reduziu o ritmo da obra, que não parou totalmente, informou a assessoria da LLX, empresa do grupo EBX responsável pelo empreendimento. Segundo a LLX, a responsabilidade sobre os trabalhadores é do consórcio ARG Civil Port, empresa contratada pela OSX, outra empresa do grupo, e pela LLX Minas-Rio.

Província da Argentina proíbe dois navios britânicos de atracar em Ushuaia

O governo da província argentina da Terra do Fogo proibiu nesta segunda-feira a passagem de dois navios de cruzeiro com bandeiras de territórios britânicos pelo porto de Ushuaia, no extremo sul do país. A decisão foi tomada pela governadora da província da Terra do Fogo, Fabiana Ríos, que pertence à Frente para a Vitória, mesmo partido da presidente peronista populista Cristina Kirchner. No domingo, o território aprovou uma lei que proíbe a entrada de embarcações de bandeiras de países do Reino Unido e de territórios britânicos no porto da cidade. O Star Princess e o Adonia, pertencentes à empresa de cruzeiros Carnival, possuíam bandeiras das ilhas Bermudas. Ambos navios saíram das ilhas Falklands no domingo em direção a Ushuaia, onde fariam uma parada em uma viagem do Rio de Janeiro até Valparaíso, no Chile. A norma aprovada determina que apenas barcos militares e mercantes teriam a proibição de entrada, mas autoridades locais consideraram que as duas embarcações de passageiros, em atividade turística, se enquadravam na lei. O responsável pelo Departamento de Portos da Terra do Fogo, Alejandro Berola, afirmou que as tripulações das embarcações foram comunicados do embargo enquanto trafegavam pelo canal de Beagle, próxima à cidade de Puerto Williams, no Chile.

Cuba mantém silêncio absoluto sobre estado de saúde do ditador Hugo Chávez

Cuba manteve nesta segunda-feira um silêncio absoluto sobre o estado do ditador Hugo Chávez, que na última sexta-feira chegou a Havana para se operar de uma nova "lesão" localizada na mesma região de onde extraiu um tumor cancerígeno. Como também ocorreu nas operações anteriores pelas quais passou em Cuba por conta de sua doença, o silêncio oficial é a tônica na ilha em relação ao estado de Chávez, que declarou na semana passada que seria operado nesta segunda-feira ou na terça em Havana. Sua nova "lesão", como foi denominada pelo governante venezuelano, é de dois centímetros e tem grande probabilidade de ser maligna. Após uma grande despedida em Caracas, o presidente da Venezuela chegou na noite da sexta-feira à ilha, onde foi recebido por Raúl Castro, e durante o fim de semana se submeteu a exames médicos preliminares. Também não foi revelado oficialmente qual é o centro médico no qual o governante será operado, embora de acordo com os vídeos de Chávez que foram divulgados no ano passado, pode se tratar do prestigiado Centro de Pesquisas Médico-Cirúrgicas de Havana.

Promotor é acusado de bater em juíza na Bahia

Uma juíza acusa um promotor de tê-la agredido com socos e chutes durante uma festa de Carnaval em Porto Seguro. O caso ocorreu, segundo a juíza, na quinta-feira. Nesta segunda-feira ela passou a receber proteção policial. De acordo com o Tribunal de Justiça da Bahia, Nemora de Lima Janssen, de 35 anos, juíza titular da comarca de Caravelas (cidade localizada 856 quilômetros ao sul de Salvador), afirmou em seu pedido de proteção policial que foi agredida pelo promotor criminal Dioneles Leone Santana Filho, de 42 anos, da comarca vizinha de Porto Seguro. Segundo o Tribunal de Justiça, Santana viu a juíza entre um grupo de pessoas em um camarote montado em uma praia de Porto Seguro e desferiu um soco quando ela estava de costas. Ainda segundo o Tribunal de Justiça, a juíza caiu e o promotor continuou com as agressões, chutando-a enquanto ela estava caída no chão. Até mesmo o namorado da juíza, que estava no local, foi agredido. Ainda de acordo com o tribunal, as vítimas informaram não saber a razão das agressões. Nemora de Lima Janssen já havia ocupado anteriormente o cargo de juíza substituta na comarca de Porto Seguro, onde o promotor Dioneles Leone Santana atua.

Aloysio Nunes questiona demora do governo para alterar fator previdenciário

Após ouvir diversas críticas ao fator previdenciário, criado em 1999 no governo de Fernando Henrique Cardoso, o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) questionou, durante audiência na manhã desta segunda-feira por que o governo do PT ainda não agiu para alterar ou acabar com esse mecanismo, após nove anos no poder. Nunes lembrou que o PT está à frente do governo federal "há exatos nove anos, um mês e 27 dias" e que esse partido, quando estava na oposição, "sempre disse" que era contra o mecanismo. "O atual governo diz que é contra o fator e que este é perverso. Então é preciso mudar, não é? Por que não mandam um projeto com esse objetivo? Eu estou pronto para votar a favor dessa mudança", declarou. O fator previdenciário é uma equação utilizada para calcular a aposentadoria do segurado do INSS levando em consideração a idade ao se aposentar, o tempo de contribuição e a expectativa de vida.

Clay Lago proíbe "traidores" do PDT de usarem a imagem de seu marido

A ex-primeira-dama do Maranhão, Clay Lago, juntamente com outros membros do PDT, anunciaram nesta segunda-feira a criação do Comitê de Resitência Democrática. Trata-se de um diretório paralelo que servirá para acompanhar o trabalho da Comissão Executiva Provisória Estadual, presidida pelo ex-deputado Julião Amim, cujo comando foi imposto pela Direção Nacional da legenda. Clay tornou pública uma notificação extrajudicial proibindo Julião de “fazer qualquer divulgação de escritos, transmissão da palavra ou utilização da imagem do saudoso e estimado Jackson Lago, sobretudo para associá-la a postura partidária que não condiz com os ideiais que lhe inspiraram e pelos quais devotou todo sua honrosa vida”. A medida foi estendida também a outros membros do partido. “Quem eu quiser que publique, publica. Quem eu não quiser, não publica”, informou a ex-primeira-dama ao explicar que a proibição atinge, principalmente, “coisas do partido”. Ela criticou a direção nacional do partido, citando o presidente Carlos Lupi por ter “imposto” a comissão provisória. “Essa comissão é uma minoria contra a maioria”, afirmou.

Ministério Público quer retirar Dicionário Houaiss das estantes por definir o cigano como "velhaco"

O Ministério Público Federal protocolou, em Uberlância (MG), uma ação judicial contra a Editora Objetiva e o Instituto Antônio Houaiss. Na peça, o procurador Cléber Eustáquio Neves pede que seja retirado de circulação o famoso Dicionário Houaiss de Língua Portuguesa. Segundo o procurador, o dicionário atribui ao vocábulo “cigano” significados que, por serem pejorativos, difundem o preconceito e potencializam o racismo contra cidadãos de origem cigana, uma comunidade que, segundo o procurador, soma 600 mil pessoas no Brasil. No Houaiss, o verbete cigano inclui acepções como: “Aquele que trapaceia; velhaco, burlador”. Ou ainda: “aquele que faz barganha, que é apegado ao dinheiro, agiota, sovina”. Para o procurador, o dicionário afronta a Constituição ao “semear a prática da intolerância, especificamente da intolerância étnica”. Viola também a lei que tipifica o crime de racismo ao “albergar posturas preconceituosas e discriminatórias". Por isso, além de retirar o Houaiss das estantes, Cléber Neves deseja impor à editora e ao instituto responsáveis pelo dicionário o pagamento de indenização de R$ 200 mil por “dano moral coletivo” à comunidade dos ciganos. A ação judicial tem origem em uma investigação aberta há três anos. O escritório da Procuradoria em Uberlândia recebeu, em 2009, representação de um brasileiro de origem cigana. Queixava-se da discriminação e do preconceito difundido contra sua etnia pelos dicionários de língua portuguesa. Imagina se o procurador resolver se insurgir contra a literatura de Monteiro Lobato..... E alguns sambinhas, como aquele cujo verso diz: "Nêga do cabelo duro, qual é o pente que te penteia...."

Garotinho e Cesar Maia celebram aliança no Rio de Janeiro

O deputado federal Anthony Garotinho (PR) e o ex-prefeito do Rio de Janeiro, Cesar Maia (DEM), anunciaram a aliança para as eleições municipais em todo o Estado do Rio de Janeiro se esforçando para relevar críticas feitas no passado. A união, segundo eles, tem como principal objetivo enfraquecer o governador Sérgio Cabral (PMDB). No início do encontro dos dois partidos, Cesar Maia chegou a ser vaiado por integrantes do PR, maioria das cerca de 3.000 pessoas no auditório. "A nossa coligação começa a ser discutida em função da oposição ao PMDB no Estado todo. É mais importante do que as divergências do passado", disse Cesar Maia. Garotinho citou exemplo do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), para explicar a união dos antigos desafetos. "Nossas diferenças nunca chegaram ao nível das diferenças do próprio prefeito Eduardo Paes com o ex-presidente Lula. Dona Marisa não queria nem vir ao Rio de Janeiro por causa das ofensas que Paes fez ao filho do Lula. Isso foi superado, faz parte do jogo da política", disse o ex-governador. Garotinho disse no passado que Maia tinha uma "imaginação descontrolada", e era acostumado a "criar mentiras". O ex-prefeito, por sua vez, já ameaçou pedir a prisão do atual aliado, e criticou o candidato a presidente Geraldo Alckmin (PSDB) em 2006 por buscar apoio de Garotinho. Considerou a estratégia "um desastre". Os dois hoje se concentraram a criticar a gestão de Cabral e Paes. Garotinho chamou o governador de "saguinário, covarde e cruel" e disse que sua coligação, composta por 17 partidos, é feita a partir de compra das siglas. Paes, por sua vez, foi chamado de "subserviente" e "submisso". Garotinho comparou os dois a personagens de novela das oito da TV Globo "Fina Estampa". "Nunca vi um governador fazer tanta maldade como Sérgio Cabral. Ele chamou mulheres pobres de favelas de fábrica de marginais, médicos de vagabundos, professores de preguiçosos, bombeiros de vândalos. Agora essa maldade de colocar as lideranças da greve de policiais e bombeiros em Bangu 1. Poderia comparar Cabral só àquela Teresa Cristina da novela. Passa o dia inteiro pensando em maldade. E o Paes é sem personalidade. Tudo o que o Cabral manda ele faz. Parece a dupla Teresa Cristina e o Crô". No evento, realizado em um centro de convenções no centro do Rio de Janeiro, integrantes do PR vaiaram César Maia e seu filho, o deputado federal Rodrigo Maia (DEM). Só pararam após discurso da ex-governadora Rosinha Garotinho (PR). Rodrigo Maia e a deputada estadual Clarissa Garotinho (PR), que devem formar a chapa para a capital, foram coadjuvantes na cerimônia que criou a chamada "Aliança Republicana, Democrática e Popular".

PPS diz que manterá candidatura de Soninha em São Paulo

A disposição do ex-governador José Serra de disputar a prefeitura de São Paulo não altera os planos eleitorais do PPS na cidade, segundo informou o partido nesta segunda-feira. Em seu blog, o PPS reafirmou que a ex-vereadora Soninha Francine será candidata na cidade, "sejam quais forem os adversários em 7 de outubro de 2012". O PPS de Soninha é um dos partidos cotados para compor a aliança em torno da candidatura tucana na cidade. A ex-vereadora foi coordenadora da campanha de José Serra à Presidência em 2010 e atualmente é superintendente da Sutaco (Superintendência do Trabalho Artesanal nas Comunidades), uma autarquia de artesanato no governo de São Paulo. Caso a candidatura de Soninha seja confirmada, será a segunda vez que ela disputa o cargo. Na primeira vez, em 2008, não passou do primeiro turno.

ANP prorroga segundo período exploratório de nove blocos da HRT

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) prorrogou por dois anos a vigência do segundo período exploratório para os blocos BT-SOL-148, BT-SOL-149, BT-SOL-168, BT-SOL-169, BT-SOL-170, BTSOL-172, BT-SOL-191, BT-SOL-194 e BT-SOL-195, que a HRT opera na bacia do Solimões. O segundo período exploratório dos nove blocos se encerraria ao longo de 2012, mas a vigência foi prorrogada para acontecer ao longo de 2014. Atualmente, a HRT opera e tem 100% de participação em 21 blocos na bacia do Solimões. A empresa aguarda a ANP outorgar a transferência de 45% de participação nos 21 blocos para a russa TNK-BP.

Grupo Gerdau procura investidores para entrar na mineração

Informa o jornalista Políbio Braga: embora a Gerdau não confirme nada, já são conhecidas as primeiras sondagens feitas pela Goldman Sachs para encontrar um investidor que tenha R$ 2 bilhões para entrar de sócio no negócio de mineração do grupo do Rio Grande do Sul. A Gerdau tem negócios na área, mas eles são pequenos. Ela quer ser uma mineradora de porte internacional, o que já ocorre com a Vale do Rio Doce. A direção do grupo gaúcho acha que vale mais a pena extrair minério do que produzir aço. Nota da Redação: é característica do empresariado gaúcho a atitude de alcançar sucesso no mundo industrial (segundo setor) e então se voltar para a atividade primária. Ou seja, deixar de ser um produtor de bens de valor agregado para explorar e exportar commodities (produtos primários). É uma inversão de valores característica do empresariado gaúcho.

MEC divulga piso de R$ 1.451,00 para professores de ensino básico

O Ministério da Educação divulgou nesta segunda-feira o novo valor do piso salarial nacional para os professores de educação básica: é de R$ 1.451,00. O novo valor representa um reajuste de 22,22% em relação ao ano passado - o valor anterior era R$ 1.187,00. O MEC usa como parâmetro de reajuste o aumento no valor gasto por aluno no Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica), como prevê a lei nacional do piso do magistério, de 2008. O novo valor se refere ao mínimo que deve ser pago para professores com jornada semanal de trabalho de 40 horas. O piso deve ser divulgado anualmente até o mês de janeiro para ter vigência para todo o ano. Como houve atraso, o novo valor deve ser retroativo ao primeiro mês do ano. Apesar de ser uma lei federal, o piso para professores ainda é desrespeitado por muitos Estados e municípios. "Na verdade, a lei completa não é cumprida em praticamente nenhum lugar", disse o presidente da CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação), Roberto Franklin de Leão. A CNTE convocou uma paralisação nacional para os dias 14,15 e 16 deste mês por conta do não cumprimento da lei do piso. Além do mínimo salário que deve ser pago, a lei também prevê que um terço da jornada de trabalho deve ser extraclasse, na preparação de aulas ou atendimento ao aluno.

Empresa de inteligência dos Estados Unidos sugere que Lula recebeu propina por caças franceses Rafale

Quando assumiu o poder central, uma das primeiras providências da presidente Dilma Rousseff foi colocar na chamada “geladeira” o projeto de renovação da frota de supersônicos da Força Aérea Brasileira. Seu antecessor Lula anunciou a decisão do País de comprar os caças Rafale da francesa Dassault, mas o assunto entrou na fila da espera sem maiores explicações. Para despejar doses extras de polêmica sobre um caso que vinha agitando os bastidores da política, em Brasília, o Wikileaks começou a publicar e-mails da companhia de inteligência global Stratfor. Sediada no Texas, a Stratfor tem o Departamento de Defesa e de Segurança Interna dos Estados Unidos como um dos seus principais clientes. Entre algumas mensagens já disponíveis para o público, a Strafor analisa as compras militares brasileiras e cita um jornal “parceiro” da companhia. Na mensagem que analisa as compras militares do Brasil, o analista de geopolítica da Stratfor cita fontes no consulado norte-americano para questionar o Ministério da Defesa. “Você está certo em se perguntar o que, em nome de Deus, Brasília está fazendo. A Marinha brasileira é uma merda. É uma piada, e eu sei porque eu falo com os militares do consulado o tempo inteiro a respeito disso. A tentativa deles de adquirir um submarino nuclear não faz sentido algum”, diz a mensagem, que também fala da compra dos caças Rafale. “O fato de que eles querem o Rafale e o Gripen é uma piada. O F-18 é o melhor equipamento. Nós oferecemos um excelente pacote, inclusive bastante transferência de tecnologia. O Rafale, mesmo com o preço reduzido, ainda está muito caro. E o Gripen é uma merda. Se você compra o Gripen, você é uma Eslováquia”. Para justificar a escolha brasileira pelo Rafale, a empresa aponta que Lula pode ter recebido propinas para dar preferência aos franceses. “A compra dos submarinos é tão estúpida que deve ter alguma compensação por trás. Lula provavelmente está procurando um dinheiro para sua aposentadoria. A compra ainda veio no fim do seu mandato, assim como os caças. O nosso Departamento de Tesouro é contra oferecer propinas, o que não nos permite fazer grandes negócios num lugar corrupto como o Brasil”, diz o telegrama publicado pelo Wikileaks.

Piloto Luiz Razia deixa F-1 e vai para equipe da Red Bull na GP2

O piloto Luiz Razia, de 22 anos, está de volta à GP2, a principal categoria de acesso à F-1, onde era piloto de testes da Lotus (hoje Caterham). O piloto baiano fechou contrato com a equipe Arden e passa a integrar um dos programas de talentos da Red Bull, atual bicampeã do Mundial de Construtores. Um dos donos da Arden é Christian Horner, chefe da Red Bull; o piloto Mark Webber é um dos sócios. O brasileiro terá como companheiro de equipe o novato Simon Trummer. O time também foi a casa de Razia na temporada 2008 da GP2 asiática, quando ganhou a etapa do Bahrein. Na divisão principal, o baiano também possui uma vitória (em Monza), uma pole e seis pódios pelas equipes FMS International, Rapax e Caterham Team AirAsia. "Já venci corridas com a Arden no passado e não preciso me adaptar ao time. Já conheço todos lá! Estou muito contente em aceitar o convite deles e dar o resultado que eles merecem", disse.

Russos ressuscitam planta morta há 32 mil anos

Planta ressuscitada
Cientistas russos geraram plantas vivas a partir do fruto de uma pequena flor do Ártico, a Silene stenophylla, extinta há 32 mil anos. O fruto ficou conservado por várias décadas graças a um singelo esquilo, que o guardou nos compartimentos de sua toca, preservada no "permafrost" (subsolo que fica congelado a maior parte do ano) siberiano. O feito agora precisa ser confirmado pelo método de datação por radiocarbono. Os russos acreditam que circunstâncias especiais contribuíram para a notável longevidade das células da stenophylla. Os esquilos constróem os armazéns de comida próximos ao solo congelado do Ártico, o "permafrost", para manter as sementes frescas durante o verão ártico. Ou seja, os frutos teriam permanecido congelados desde o início, mas as suas placentas, que contêm alta dose de sacarose e de fenóis, não se congelaram. A partir delas é que as plantas foram cultivadas. O recorde anterior era de uma tamareira, que cresceu de uma semente com cerca de 2.000 anos de idade, recuperada no antigo forte de Massada, em Israel. O trabalho é de autoria da equipe chefiada por Svetlana Yashina e David Gilichinski, do centro de pesquisas da Academia Russa de Ciências, em Puschino (perto de Moscou), e será publicado na edição desta terça-feira da revista oficial da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos.

Dilma diz que prazo de construção da refinaria Abreu e Lima deve ser cumprido

A presidente Dilma Rousseff disse em Maracanaú, na grande Fortaleza, que o governo quer que os prazos de construção da refinaria Abreu e Lima sejam cumpridos para que a produção de derivados de petróleo aumente e, consequentemente, deixe o País menos vulnerável às alterações de preços. "Nós queremos que os prazos sejam cumpridos. Esse é um compromisso inclusive, da presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster", declarou Dilma. "O Brasil parou de investir em refino. Durante muito tempo disseram que a taxa de retorno de uma refinaria era muito baixa. Quem tem taxa alta de retorno são as produções de petróleo e gás bruto. Só que quando você produz petróleo e gás bruto, se você é uma empresa verticalizada, você perde dinheiro porque na hora que o vento muda, como mudou agora, você tem um preço exorbitante para os derivados de petróleo que a refinaria produz", afirmou Dilma, lembrando que o Brasil não é autossuficiente em derivados. Para a presidente, é importante que a refinaria Abreu e Lima fique pronta para ajudar na produção de derivados de petróleo no País. Dilma avisou que voltará brevemente à região para verificar de perto o andamento das obras. As obras da refinaria Abreu e Lima estão atrasadas e há um impasse por causa da postura do governo da Venezuela, que seria parceiro no investimento, mas que até hoje não aplicou os recursos prometidos.

Dívida pública federal recua 3,5% em janeiro, para R$ 1,8 trilhão

Com a concentração de vencimentos de títulos públicos no início do ano, o estoque da dívida pública federal caiu 3,5% em janeiro, fechando o mês em R$ 1,801 trilhão, ante resultado de R$ 1,866 trilhão em dezembro. Isso ocorreu porque o governo resgatou mais papéis do que emitiu, o que resultou em um saldo líquido de R$ 76,16 bilhões. Em janeiro, o Tesouro Nacional emitiu papéis no valor de R$ 10 bilhões, recursos que foram emprestados para o BNDES. Esse lançamento já havia sido anunciado pelo governo e completa os R$ 55 bilhões autorizados no ano passado. A parcela de títulos com remuneração prefixada caiu de 37,22% em dezembro para 34,31% em janeiro. A maior parte dos papéis com vencimento em janeiro que foram resgatados pelo governo são os com essa característica. Por outro lado, os papéis que rendem pela variação da taxa básica de juros (Selic) tiveram a participação aumentada de 30,14% para 31,62%. Cresceu também a fatia dos títulos indexados à inflação de 28,28% para 29,92%. O custo médio da dívida pública federal acumulado em 12 meses caiu em 0,39 ponto percentual de dezembro para janeiro, quando foi de 12,44% ao ano.

Fazenda de brasileiro no Paraguai é atacada por terroristas

O grupo terrorista EPP (Exército do Povo Paraguaio) realizou um ataque contra uma fazenda de um brasileiro, localizada no norte do Paraguai, e provocou a morte de animais da propriedade. A ação foi realizada na noite de domingo por quatro terroristas em Curuzú de Hierro, que fica a cerca de 430 quilômetros da capital Assunção. O grupo deixou duas cartas no local, por meio das quais pediam o fim do desmatamento e a entrega de mantimentos a indígenas e anunciavam a vingança pela morte de três companheiros que foram abatidos pela polícia paraguaia. De acordo com as autoridades, o EPP tem entre 20 e 30 membros e desde 2005 foi o responsável pela morte de ao menos sete policiais, além de ter realizado sequestros e ataques com bombas em diversos locais do país.

Giovani Luigi isenta Banrisul de responsabilidade sobre as obras de reforma do estádio Beira-Rio

Nesta segunda-feira, além de o Internacional se manifestar oficialmente sobre a polêmica envolvendo a nota publicada nos jornais do último sábado pela Andrade Gutierrez, o presidente do clube, Giovanni Luigi, deu entrevista considerando injusto colocar a responsabilidade pelas obras de reforma do Beira-Rio no Banrisul. "Seria injusto nós colocarmos esta questão nos ombros do Banrisul. Logicamente que não é compromisso do Banrisul ou de qualquer banco assumir esta responsabilidade", afirmou Giovani Luigi. O presidente colorado comentou o conteúdo da nota oficial da Andrade Gutierrez e destacou que o Inter ajudará a construtora a buscar as garantias que faltam para a aprovação do financiamento das obras. Fica evidente que a empreiteira Andrade Gutierrez está buscando um motivo para romper o contrato com o Internacional.

Crédito para infraestrutura será de até R$ 59 bilhões, diz BNDES

O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, afirmou nesta segunda-feira que o financiamento da instituição para infraestrutura neste ano deve ficar entre R$ 58 bilhões e R$ 59 bilhões. De acordo com ele, o crédito do BNDES para infraestrutura em 2011 deve ter alcançado pouco mais de R$ 54 bilhões. "A presidente Dilma tem nos orientado sobre a importância do investimento de longo prazo", acrescentou ele, durante aula no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos. O presidente do BNDES ressaltou ainda que a Petrobras tem o maior programa de investimentos do mundo entre as empresas internacionais de energia. Coutinho afirmou hoje que o crédito tem uma perspectiva de expansão muito grande no Brasil. Segundo ele, em 20 anos o crédito pode atingir 70% do PIB do País. Ele afirmou ainda que um dos desafios do Brasil é que o investimento cresça mais do que o consumo. Para ele, isso é importante para evitar pressões inflacionárias. Coutinho estimou que será preciso elevar o investimento para o equivalente a 24% do PIB.

Maior produtor de trigo do País, Paraná reduz safra 2012 em 15%

Em sua primeira estimativa para a safra de trigo de 2012, o Paraná estimou um plantio de 891,3 mil hectares, queda de 15% na comparação com a temporada passada, com produtores pouco atraídos pelo cereal em meio a preços mais favoráveis do milho, cultura concorrente no Estado. Apesar da queda na expectativa de plantio, que pode começar no próximo mês, o Paraná teria uma safra maior do que a verificada na temporada passada, quando o clima adverso afetou a produtividade fortemente. O Departamento de Economia Rural (Deral), do governo do Estado, previu nesta segunda-feira a produção de trigo em 2,5 milhões de toneladas, ante 2,4 milhões de toneladas em 2011, quando as lavouras sofreram o efeito de geadas e seca. O Paraná é o principal Estado produtor de trigo do Brasil, respondendo tradicionalmente por cerca de metade da produção nacional. Uma boa produção no Paraná sinaliza para menor necessidade de importação do país, um importador líquido do cereal. A produtividade média estimada com o trigo no Paraná foi de 2.817 kg por hectare para 2012, contra 2.380 kg na temporada passada. O Paraná também revisou para baixo a sua safra de soja para 10,7 milhões de toneladas, ante 11,7 milhões de toneladas na previsão de janeiro e contra um recorde de mais de 15 milhões de toneladas na temporada passada. A revisão se dá em meio à seca que atingiu o Sul do País nesta temporada, sob o efeito do fenômeno climático La Niña. Já a previsão da primeira safra de milho foi mantida em 6 milhões de toneladas, ante o número de janeiro. A colheita de soja e milho primeira safra atingiu 22% da área, de acordo com os últimos dados do Deral. Já o milho safrinha poderá ter uma produção recorde no Estado, uma vez que para "a segunda safra a opção do produtor paranaense recai preferencialmente sobre o plantio do milho", disse o diretor do Deral, Otmar Hubner, em comunicado. A safrinha pode ocupar quase 2 milhões de hectares, a maior área já ocupada com a cultura nesse período do ano. A produção, dependendo do clima, seria recorde de 9,6 milhões de toneladas, ante 6,3 milhões de toneladas na temporada passada.

Consumo de alumínio no Brasil sobe 5,6% em janeiro

O consumo brasileiro de produtos de alumínio, entre chapas, folhas, extrudados, fios e cabos, cresceu 5,6% em janeiro, na comparação com o mesmo período do ano passado. A informação foi divulgada pela Abal (Associação Brasileira do Alumínio), que já havia anunciado uma queda de 1,4% na produção de alumínio primário em janeiro, para 122,3 mil toneladas no período. O resultado foi prejudicado pela menor atividade das operações no País da Alcoa, da BHP Billiton e da Novelis. O indicador de consumo abrange a demanda por produtos transformados de alumínio reportada por empresas associadas à Abal.

Ministros podem ser convocados a explicar incêndio em base na Antártida

O PPS vai pedir a convocação dos ministros Celso Amorim (Defesa) e Marco Antonio Raupp (Ciência e Tecnologia) para debaterem, em audiência pública na Câmara dos Deputados, o acidente que destruiu cerca de 70% Estação Antártica Comandante Ferraz, que abrigava o programa brasileiro na Antártida e matou dois militares e deixou um ferido. O partido quer discutir também a redução de recursos para o Proantar (Programa Antártico Brasileiro), o menor dos últimos sete anos. A base Comandante Ferraz começou a operar em fevereiro de 1984 e fica em uma praia da península Keller, na baía do Almirantado. O complexo brasileiro na Antártida tinha cerca de 2.600 metros quadrados de área construída, incluindo laboratórios, oficinas, garagens para lanchas e embarcações, biblioteca e enfermaria. No momento do incêndio, estavam na base 15 militares, 30 pesquisadores, um alpinista que presta apoio às atividades de pesquisa e um representante do Ministério do Meio Ambiente. O incêndio ocorreu na "praça de máquinas", onde ficam os geradores de energia. Há um mês começou a funcionar no local um novo gerador, movido a etanol. O pedido de audiência para debater o programa brasileiro na Antártica vai ser apresentado pelo deputado federal Dimas Ramalho (PPS-SP) na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional. Dimas disse que na reunião irá cobrar do governo explicações sobre o motivo da redução do orçamento do programa na Antártida. O valor destinado para o programa este ano é 42% menor do que em 2011, passando de R$ 18,3 milhões para R$ 10,7 milhões.

Alckmin diz que José Serra tem mais chances de vencer eleição em São Paulo

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, afirmou nesta segunda-feira que o PSDB tem "tudo para vencer a eleição" em São Paulo com a entrada do ex-governador José Serra na disputa. Questionado se o partido tem "mais chances" com Serra do que com os outros pré-candidatos da sigla, Alckmin disse achar que sim. "O PSDB tem tudo para vencer as eleições, dentro de um amplo arco de alianças", disse o governador. De acordo com Alckmin, não tem importância, no momento, a questão da data das prévias. "O importante é a prévia, que representa ouvir a militância, dar oportunidade do partido falar. A data, se é dia 4 ou 11, uma semana para frente, é irrelevante. É uma decisão da executiva municipal". Para o tucano, a desistência de dois pré-candidatos não esvazia a prévia: "Só não terá prévia se tiver só um candidato". Segundo o governador, a entrada de Serra não significa uma "nacionalização" da eleição. "A disputa sempre é municipal, por maior que seja a cidade", afirmou o tucano, que participou de um evento na Secretaria de Agricultura de São Paulo. O ex-governador José Serra anunciou nesta segunda-feira, pelo microblog Twitter, que disputará as prévias do PSDB para definir o candidato tucano. "Sempre fui favorável às prévias para a escolha do candidato a prefeito do PSDB. E delas pretendo agora participar. Hoje comunicarei por escrito à direção do PSDB de São Paulo minha disposição de disputar a prefeitura de SP", disse ele no Twitter.

Navio da Costa Cruzeiros fica à deriva após incêndio

Um navio da empresa Costa Cruzeiros, com mais de mil pessoas a bordo, que se dirigia de Madagascar às Ilhas Seychelles, encontra-se à deriva no Oceano Índico após ter sofrido um incêndio, informou nesta segunda-feira a companhia em um comunicado. O comandante do navio, com 627 passageiros e 413 tripulantes, indicou que todas as pessoas a bordo "se encontram bem" e pediu às autoridades das Seychelles que dirijam as operações de socorro. A companhia é a proprietária do navio de luxo "Costa Concordia", que naufragou no dia 13 de janeiro em frente à ilha italiana de Giglio, causando a morte de 32 pessoas.

Afif diz que PT era terceira alternativa do PSD

O vice-governador Guilherme Afif Domingos afirmou nesta segunda-feira que a aliança com PT em São Paulo sempre foi considerada uma terceira alternativa para o PSD. "Eram as alternativas que nós tínhamos. Primeira era a candidatura de José Serra. A segunda condição era a candidatura própria desde que nós tivéssemos tempo de televisão", afirmou. Afif disse que o PSD tem bom nomes para indicar como vice de Serra na disputa pela prefeitura de São Paulo. Ele, no entanto, não condicionou o apoio à indicação. "Nós temos o interesse de formar o maior arco de alianças possíveis para ter um bom tempo de televisão", disse Afif, cujo partido vai tentar aumentar na Justiça o seu tempo de televisão. No sábado, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), já havia dito que seu partido não impunha condições à Serra para apoiá-lo, mas disse que tinha colocado à disposição do tucano o nome de três vices. "Eu indiquei os nomes do secretário Alexandre Schneider, a vice-prefeita Alda Marcoantonio e o secretário Eduardo Jorge. Mas não imponho nenhuma condição". Segundo Kassab, o apoio a Serra é natural: "O meu governo é Serra-Kassab. Eu o apoio porque ele é ótimo para a cidade. Ele é meu candidato, terá meu voto. O Serra, por sua história, não precisa de nenhuma condição".

Fernando Alonso diz que é cedo para fazer previsões sobre a Ferrari

Depois de duas semanas de treinos em Jerez e na Catalunha, o piloto espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, afirmou que ainda é cedo para fazer uma avaliação sobre as chances da escuderia italiana na temporada 2012 da F-1. "Havia uma certa tendência a pensar que a Ferrari não estava fazendo uma boa pré-temporada e que o novo carro era ruim. O certo é que é um carro complexo e ainda há muito trabalho a ser feito", disse Fernando Alonso. "Por enquanto, as conclusões são zero. Esta pré-temporada é igual a todas as outras. É um período de adaptação a novas normas que te fazem mudar um pouco a forma de dirigir. Na pré-temporada, o que temos que fazer é adaptar-nos à perda de carga aerodinâmica na parte traseira e, aos novos conjuntos de pneus", acrescentou. Além de evitar fazer uma avaliação sobre a Ferrari, Fernano Alonso também não quis comentar sobre as outras equipes. "Agora tudo são suposições. Se supõe que os carros da Red Bull não vão ficar fora das primeiras posições e que McLaren e Mercedes não estarão longe. Mas são apenas suposições. É muito difícil saber onde está cada um", declarou. Após uma temporada ruim, Fernando Alonso admitiu que as exigências para 2012 serão maiores.

Eletropaulo impacta resultado da AES com provisão de US$ 190 milhões

A AES Corporation, controladora indireta da AES Eletropaulo, teve seu resultado financeiro de 2011 impactado em US$ 190 milhões (R$ 356,8 milhões) por uma provisão referente à distribuidora de energia brasileira. "Essa provisão reflete a melhor expectativa quanto aos possíveis impactos da postergação pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) da data de aplicação da metodologia do 3º Ciclo de Revisão Tarifária para a AES Eletropaulo, que deveria ter ocorrido em 4 de julho de 2011 de acordo com o contrato de concessão", explicou a empresa em comunicado na sexta-feira. As tarifas da Eletropaulo estão congeladas desde 4 de julho de 2011 até que ocorra a divulgação das novas tarifas, que produzirão efeitos retroativos na receita da empresa. A estimativa de impacto de R$ 356,8 milhões foi calculada com base no laudo de avaliação da base de remuneração regulatória, que se encontra sob análise da Aneel e na metodologia aprovada pelo regulador para o 3º Ciclo, informou a Eletropaulo. "Tal valor não impactará o resultado da AES Eletropaulo em 2011, respeitando as normas internacionais de contabilidade emitidas pela International Accounting Standards Board (IASB) e as práticas contábeis adotadas no Brasil". A estimativa de impacto somente será confirmada quando ocorrer a aplicação para a AES Eletropaulo da metodologia do 3º Ciclo de Revisão Tarifária. A Eletropaulo divulga os resultados do quarto trimestre de 2011 no dia 13 de março. Já a controladora AES Corp divulgou nesta segunda-feira que registrou uma receita consolidada de US$ 4,3 bilhões no quarto trimestre de 2011, de acordo com os resultados em USGAAP.

Itália capta 12,25 bilhões de euros em operações de curto prazo

O Tesouro italiano captou nesta segunda-feira 12,25 bilhões de euros a curto prazo com juros em forte baixa, em uma nova prova do retorno da confiança aos mercados, anunciou o Banco da Itália. O governo de Roma emitiu 8,75 bilhões de euros de títulos a seis meses e 3,5 bilhões de euros em títulos a 295 dias, alcançando assim a meta graças a uma forte demanda dos investidores, que superou 19,5 bilhões de euros. O país se beneficiou de uma forte queda dos juros a pagar: 1,202% contra 1,969% em 27 de janeiro e mais de 6% no fim de novembro. É impressionante porque a captação é de curto prazo.

Banco do Brasil esconde cachê de Gisele Bunchen em campanha de televisão

O Banco do Brasil lançou neste domingo, pela primeira vez, uma campanha internacional para divulgar a imagem da instituição pelo mundo. A garota-propaganda, já conhecida em todo o planeta, é a modelo Gisele Bündchen, considerada a modelo mais bem paga do mundo na lista da revista Forbes de maio de 2011. O banco diz não poder informar os valores a serem pagos à modelo por questões contratuais. O curioso é que trata-se de uma verba pública, já que o Banco do Brasil é uma instituição estatal, com quase 70% de suas ações pertencentes à União. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, a ideia da campanha, que tem como conceito “Banco do Brasil. Do Brasil para o mundo. Do mundo para o Brasil!, é mostrar que o Banco do Brasil pode ser o principal elo para negócios com investidores de todo mundo. Para usar a cara imagem de Gisele, o diretor de Marketing e Comunicação do Banco do Brasil, Hayton Jurema da Rocha, justifica: “A marca do Banco do Brasil tem 203 anos, e carrega a nacionalidade no nome. Fazer uma associação com a Gisele sintetiza bem o atributo de brasilidade”. Para Gisele, a campanha retrata o bom momento que o Brasil vive e a percepção dos demais países sobre o nosso País. “É uma campanha de muita responsabilidade porque vamos divulgar a imagem do Brasil e como o brasileiro é visto lá fora”, disse a modelo.

PSDB quer convocar presidente do Banco do Brasil para explicar atritos no banco

O PSDB vai aproveitar um requerimento aprovado em dezembro por uma comissão da Câmara dos Deputados para agilizar a convocação do presidente do Banco do Brasil, Aldemir Bendine, para explicar os desentendimentos em torno de trocas de cargos do banco. O foco de tensão é a queda de braço entre Bendine e o presidente da Previ (fundo de pensão dos funcionários do banco), Ricardo Flores. Bendine é homem de confiança do ministro Guido Mantega (Fazenda) e acusa Flores de tentar derrubá-lo. Já o grupo de Flores diz que Bendine quer um aliado à frente do fundo de pensão dos funcionários do banco. Em dezembro, a comissão já havia aprovado a ida Bendine para prestar esclarecimentos sobre os procedimentos adotados na aquisição do Banco Postal por parte do Banco do Brasil. Segundo a assessoria de imprensa do partido, o líder do PSDB na Câmara, Bruno Araújo (PE), vai reforçar o convite na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle para que Bendine participe de uma audiência pública e preste esclarecimentos sobre o Banco Postal e a recente briga na cúpula. "Há muitas informações desencontradas e é preciso que haja apuração. Essa desinformação pode prejudicar a entidade de alguma forma. O que queremos é esclarecer os fatos e resguardar a instituição", afirma Araújo.

Ações por falta de pagamento de condomínio sobem 72% em janeiro

O número de ações de cobrança por falta de pagamento da taxa de condomínio nos fóruns da cidade de São Paulo registrou aumento de 72,4% em janeiro ante o mesmo mês de 2011, atingindo 888 processos, segundo levantamento divulgado nesta segunda-feira pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação). Já em relação a dezembro, o volume teve acréscimo de 53,4%. Para o vice-presidente de Administração Imobiliária e Condomínios do sindicato, Hubert Gebara, as despesas de final de ano devem ter contribuído para a expansão. "Provavelmente o paulistano gastou mais com presentes, viagens e lazer", afirma, apontando ainda o pagamento de tributos (IPVA e IPTU) como fator de endividamento, assim como gastos com matrícula e material escolar. Para ele, no entanto, a tendência de queda deve ser retomada, porque a lei 13.160, de julho de 2008, que permite o protesto de boleto de condomínio, mudou o comportamento dos inadimplentes. "Com a lei, os condôminos receiam ter seus nomes apontados nos serviços de proteção ao crédito, o que é muito positivo", constata Gebara, que aconselha os síndicos e as administradoras a reforçarem as negociações de cobrança, buscando conscientizar os condôminos da importância desse pagamento para a manutenção da saúde financeira do prédio.

PISO SALARIAL NACIONAL NO RIO GRANDE O SUL E IN)COERÊNCIA

Artigo de Mariza Abreu O ano letivo no Rio Grande do Sul começará sob tensão. Causa? Reajustes salariais e piso nacional dos professores. O governo apresentou proposta em parcelas para maio e novembro/2012 e fevereiro/2013. Construção engenhosa com falsa interpretação. Os 23,51% acumulados de agora são menos do que os 10,91% de 2011, parcela única a partir de maio. Menos do que os 22,2% de reajuste do piso nacional em 2012, também numa parcela a partir de janeiro. Nem maior aumento real, pois 1,5% em 2012 e, em 2011, 4,7%. Em maio/2012, com reajuste pela incorporação da parcela autônoma ao vencimento, paga menos a quem ganha menos e mais a quem ganha mais, na lógica inversa à do piso nacional. Entre o vencimento básico e o piso nacional, a diferença de 66,5% em janeiro/2011 ficou em 50,1% em maio, hoje é de 83,4%, voltaria a 66,9% em maio e a 57,4% em novembro/2012. Em 2011, o governo podia alegar início de mandato, orçamento herdado e surpresa no julgamento do STF. E agora? Muito menos pode afirmar desconhecer a lei, assinada pelo governador como ministro da Justiça, sobre o reajuste do piso nacional pelo Fundeb e a impossibilidade de receber recursos federais. A proposta anunciada na sexta-feira com dados fora da lei: valor do Piso de 2011 em 2012 e reajuste pelo INPC já em 2012. Há três posições sobre o piso nacional. Com a declaração de constitucionalidade do Piso como vencimento inicial, pelo STF em 2011, defendemos seu imediato pagamento e, para isso, adequação da carreira, como previsto na lei federal, nossa proposta já em 2009. O Cpers quer o piso como vencimento básico no atual plano de carreira, de 1974, único anterior à Constituição federal de 1988, ignorando a previsão de adequação da carreira e defendendo cumprimento parcial da lei. O governo, embora concorde com o piso nacional como vencimento básico, tanto que quis retirar-se de autor da ADI 4167/08, assume a posição de não adequação da carreira, não paga o piso, prejudica os professores e gera imenso passivo para o Estado. Nossa posição é também a do ex-ministro Haddad, em entrevista à imprensa gaúcha, e da CNTE que, em nota de janeiro, afirma haver "inabilidade do governo em negociar com a categoria a adequação do seu plano de carreira à luz das perspectivas de ganho real asseguradas pelo piso". Cabe, pois, ao governo encaminhar as medidas de sua competência para pagamento imediato do piso nacional, a fim de acelerar a recuperação do valor dos vencimentos dos professores e não aumentar a dívida do Estado.

VOCÊ QUER SABER COMO O GOVERNO TARSO GENRO ESTÁ ENROLANDO OS PROFESSORES GAÚCHOS?

Se você quer ler e saber como o governo do Rio Grande do Sul, do peremptório petista Tarso Genro, está enrolando os professores do magistério gaúcho com uma mirabolante proposta de "reajuste" salarial, leia o artigo de Mariza Abreu (ex-secretária da Educação do Estado). É um be-a-bá da desconstrução da proposta petista. Clique no link a seguir http://www.tucanoseducacao.blogspot.com/2012/02/piso-dos-professores-enganacao-do.html

Lucro do BNDES caiu em 2011

O BNDES fechou 2011 com lucro líquido de R$ 9 bilhões, com queda de 8,7% na comparação com os R$ 9,9 bilhões obtidos em 2010, informou o banco estatal nesta segunda-feira. Apesar da retração, trata-se do segundo melhor da história do banco, atrás apenas do ano anterior. A retração, segundo o BNDES, ocorreu porque em 2010 o banco teve uma receita extraordinária de R$ 2,3 bilhões, assegurada graças "aos elevados valores de recuperação de crédito". Ou seja, o banco conseguiu retomar empréstimos em atraso e reduziu a provisão (reserva de recursos para créditos que podem não ser pagos) que havia feito. Tal fato, diz, o BNDES foi "pontual" e não se repetiu em 2011. O resultado obtido com a carteira de crédito do banco (pagamento de empréstimos) aumentou em 2011. O valor passou de R$ 5,8 bilhões em 2010 para R$ 6,1 bilhões no final do ano passado. O BNDES também lucrou com a participações acionárias que detém em empresas. O recebimento de dividendos das companhias cresceu R$ 1,9 bilhão, totalizando R$ 4,2 bilhões. Já a venda de ações, por seu turno, apresentou uma redução de R$ 1,5 bilhão de 2010 para 2011. Ao final de 2011, o patrimônio líquido do BNDES totalizou R$ 61 bilhões. O BNDES fechou 2011 com uma carteira de crédito de R$ 426 bilhões, 20,8% da oferta total de crédito do sistema financeiro nacional. Segundo o banco, 83,1% do saldo de operações de crédito estão classificados no longo prazo, o que mostra um "desempenho financeiro compatível com suas atividades de banco de desenvolvimento".

Luz para Todos fará 400 mil novas ligações até 2014, diz Dilma

O programa do governo federal Luz para Todos fará mais 400 mil novas ligações elétricas até 2014, afirmou a presidente Dilma Rousseff nesta segunda-feira. De acordo com a presidente, o programa de universalização de energia elétrica já beneficiou cerca de 12 milhões de pessoas desde a sua criação, no final de 2003. "Já fizemos muito, mas agora ainda temos um desafio grande, que é o de levar energia elétrica, luz elétrica para as pessoas que moram em lugares de acesso mais difícil, em áreas isoladas, no meio da floresta e em serras e ilhas", disse Dilma em seu programa de rádio semanal "Café com a Presidenta". "Para atender a esses brasileiros, o Luz para Todos vai fazer mais 400 mil novas ligações de luz elétrica até 2014", acrescentou. A presidente disse que o programa passou a utilizar postes de fibra de vidro, mais leves e fáceis de transportar que os de concreto, para levar energia a locais mais isolados e de difícil acesso.

Porto Seguro tem lucro de R$ 192 milhões no quarto trimestre

A seguradora Porto Seguro encerrou o quarto trimestre com lucro líquido de R$ 192,3 milhões, alta de 7% sobre um ano antes, em meio a uma alta da receita e no resultado financeiro. Sem considerar os efeitos de negócios em que a empresa tem participações, o lucro líquido dos três últimos meses encerrados em dezembro somou R$ 201 milhões, expansão de 6% sobre o quarto trimestre de 2010. A companhia apurou um crescimento de 4% no período nos prêmios auferidos, para R$ 2,261 bilhões, a maior parte no segmento de veículos, cuja participação caiu de 70,2% para 68,2%. Enquanto os prêmios da área de automóveis subiram 1,4%, para R$ 1,543 bilhão, os prêmios da área de seguro saúde subiram 17,7%, a R$ 229,3 milhões. A seguradora registrou um crescimento de 7,5% na receita total, para R$ 2,686 bilhões no quarto trimestre, enquanto o resultado financeiro cresceu 30,9%, para R$ 225,1 milhões quando confrontado com o registrado um ano antes. O resultado positivo veio apesar de um incremento de 76% no quadro de funcionários, que ajudou a elevar as despesas administrativas em 70,9%, para R$ 124,43 milhões.

Mandela se recupera após breve internação por dores abdominais

O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela se recuperava nesta segunda-feira em sua residência de Johannesburgo, após uma breve hospitalização, depois da qual as autoridades tentaram tranquilizar a população sobre o estado de saúde do dirigente, muito querido no país e no exterior. Mandela, de 93 anos, vencedor do Prêmio Nobel da Paz em 1993, passou apenas 24 horas no hospital e recebeu alta no domingo, depois de ter sido submetido a exames, incluindo uma laparoscopia, que pretendiam encontrar uma explicação para suas frequentes dores abdominais. "Ele retomou o curso normal de sua vida e se recupera em casa, com o apoio da família", afirmou o presidente Jacob Zuma. No domingo, a presidência informou que o herói da luta contra o apartheid não tinha nada grave. Apesar do alívio, a nova hospitalização obriga os sul-africanos a compreender que Mandela, o primeiro presidente negro, eleito em 1994, não é eterno e a pensar na morte do líder que tirou o país do terrível regime do apartheid e de sua ideologia racista.

Embraer vende quatro aeronaves à Estonian Air

A Embraer vendeu três aeronaves E175 e uma E190 para a Estonian Air, que também contratou outras oito aeronaves, quatro E170 e quatro E190, por meio de acordos de leasing com outras empresas. No início do mês, a Estonian Air tinha fechado o leasing de quatro aviões da Embraer originalmente entregues à Finnair, tendo afirmado que pretendia adicionar outros oito jatos da fabricante brasileira à frota. "O primeiro dos quatro E170 arrendados da Finnair está entrando em operação neste mês, e o início das entregas das novas aeronaves está previsto para o segundo semestre de 2014", detalhou a Embraer nesta segunda-feira em comunicado. "Continuamos acreditando no grande potencial das empresas que operam na Europa, com a substituição de aeronaves mais antigas e a adesão ao conceito do redimensionamento da frota", afirmou o presidente da Embraer do segmento de aviação comercial, Paulo Cesar de Souza e Silva. A Estonian Air operará três dos quatro modelos da família de E-Jets. Todos os jatos serão configurados em classe única, com 76 assentos para os E170, 88 para os E175 e 112 para os E190.

Inadimplência das empresas sobe 26,7% em um ano

A inadimplência das empresas apresentou uma elevação de 4,4% em janeiro, na comparação com dezembro último, conforme revela o Indicador Serasa Experian de Inadimplência das Empresas. Na comparação com janeiro de 2011, por sua vez, a alta verificada foi de 26,7%. De acordo com os economistas da Serasa Experian, os juros ainda elevados, encarecendo o capital de giro e o empréstimo para pagamento do 13º salário, e o fraco desempenho das vendas no Natal 2011 e em janeiro dificultaram as finanças corporativas. Segundo a Serasa, o maior desafio foi gerar caixa para honrar os pagamentos assumidos. Cabe notar que alguns setores registraram aumento dos estoques, em decorrência das vendas baixas, o que também impactou negativamente os custos das empresas. Em janeiro, as dívidas não bancárias (cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica e água) tiveram um valor médio de R$ 803,66, o que representou um crescimento de 2,0% ante igual mês de 2011. As dívidas com bancos, por sua vez, tiveram no primeiro mês de 2012 um valor médio de R$ 5.217,80, resultando em 9,1% de alta na relação com janeiro do ano anterior. Quanto aos títulos protestados, o valor médio verificado em janeiro foi de R$ 1.823,77, com elevação de 14,7% sobre o mesmo mês de 2011. Por fim, os cheques sem fundos tiveram, em janeiro, um valor médio de R$ 2.143,38, representando um aumento de 8,4% quando comparado com o primeiro mês do ano anterior.

Bolsistas de pós estão sem receber desde janeiro

A principal agência que financia bolsas de pós-graduação no Brasil está atrasando o pagamento de pesquisadores de universidades federais. A Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), vinculada ao Ministério da Educação, não fez os depósitos relativos ao mês de janeiro de alguns estudantes. O problema está no repasse dos recursos da Capes às universidades federais do programa Reuni (Reestruturação e Expansão das Universidades Federais). O órgão admitiu o problema e informou que o pagamento estava condicionado à publicação de uma portaria conjunta da Capes e da Sesu (Secretaria de Ensino Superior), do MEC. Embora o documento (Portaria Conjunta Número 23) tenha saído no Diário Oficial do dia 17 de fevereiro, os bolsistas dizem que ainda não receberam. Os estudantes, que na maioria das vezes têm dedicação exclusiva à pesquisa, dizem estar sofrendo para pagar as próprias contas. "Em 2011 tivemos o mesmo problema. Os bolsistas ficaram três meses sem receber os pagamentos. Estamos apreensivos e com medo de que isso se repita", diz a bióloga Juliana Carlota Kramer Soares, que faz pós-doutorado na Unifesp (Universidade Federal de São Paulo). Os atrasos em pagamentos da Capes são assunto recorrente nos corredores acadêmicos há alguns anos. Hoje, a Capes tem 71.957 bolsistas de pós-graduação e também é responsável pela avaliação dos programas de pós-graduação.

Brasil vai usar navio como base provisória na Antártida

O ministro da Ciência e Tecnologia, Marco Antonio Raupp, afirmou neste domingo que o governo vai manter o Programa Antártico Brasileiro e deve usar o navio polar Almirante Maximiano como base provisória na Antártida, até que seja reconstruída a Estação Comandante Ferraz, destruída após incêndio na madrugada de sábado. O governo prometeu reconstruir a estação, mas fez estimativas conflitantes sobre o prazo. Raupp afirmou que a recuperação levará um ano. O petista Celso Amorim, ministro da Defesa, previu o dobro de tempo. Segundo Raupp, algumas das pesquisas desenvolvidas na base não podem ser interrompidas, como as que trabalham com efeitos das mudanças climáticas e das análises de cadeias alimentares, na área da biologia marinha. Os prejuízos começarão a ser contabilizados neste segunda-feira. A utilização do navio como base provisória pode garantir a continuidade das pesquisas, ainda que de forma precária. "O Almirante Maximiano é um navio polar que pode ficar pela região", disse o ministro. Adquirido pelo governo brasileiro em 2009, o Almirante Maximiano tem cinco laboratórios e hangar para dois helicópteros. O País tem ainda o navio Ary Rogel para pesquisas de menor porte, que está quebrado há quase dois meses, no porto chileno de Punta Arenas. Em uma avaliação preliminar da Marinha, um grupo enviado ao local constatou que 70% da estação foi destruída. O prédio principal, onde ficavam os alojamentos e vários laboratórios, foi totalmente queimado. Salvaram-se do incêndio os refúgios (dois módulos isolados, para casos de emergências, equipados com alimentos, água, agasalhos e cobertores), os laboratórios de meteorologia, química e de estudo da alta atmosfera, além dos tanques de combustíveis e do heliponto. Essas unidades ficavam isoladas da estrutura principal. Cada uma foi construída a pelo menos 150 metros da base; uma delas, está a cerca de 1 quilômetro. No momento do acidente, 60 pessoas, entre cientistas e militares, estavam na base, dois militares morreram e um ficou ferido.