quinta-feira, 19 de abril de 2012

Rio de Janeiro inclui Delta em grupo de empresas com contratos investigados

O governo do Estado do Rio de Janeiro publicou nesta quinta-feira no Diário Oficial a inclusão dos contratos da empreiteira Delta no grupo responsável por examinar suspeitas de irregularidades em licitações públicas. Segundo investigação da Polícia Federal, a direção da empresa mantém relações com o empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, pivô de um escândalo envolvendo tráfico de influência e políticos. O decreto foi assinado pelo governador Sérgio Cabral (PMDB) após divulgação de gravação telefônica em que o dono da Delta, Fernando Cavendish, diz que é possível ganhar contratos públicos subornando políticos. Cabral e Cavendish são amigos e viajaram juntos para Trancoso (BA) em junho de 2011 no jato do empresário Eike Batista. Desde que o governador assumiu, em 2007, a Delta já recebeu do Estado R$ 1,16 bilhão, mais que o triplo do valor recebido entre 2002 e 2006.

Ex-governador José Roberto Arruda denunciou vários pela construção da usina de Corumbá IV

O jornalista Mino Pedrosa informa, em seu site Quid Novi: "Às 8 horas e 20 minutos da manhã do dia 14 de março de 2012, o processo do maior escândalo político do Distrito Federal aumentava de volume com a participação do principal personagem dessa história: o ex-governador José Roberto Arruda. Foi num depoimento de 3h 14 min, gravado em áudio e vídeo, no Ministério Público Federal, aos cuidados de Ronaldo Albo, que o processo da Caixa de Pandora ganhou novos rumos e revelou novos personagens neste enredo, que ocupam o alto escalão da República. Arruda foi preso, em flagrante, em janeiro de 2010, tentando corromper o jornalista Edson Sombra, testemunha no processo. A autorização para a prisão do então governador correu em ritmo meteórico no Superior Tribunal de Justiça. Alí, já se percebiam as digitais do Palácio do Planalto tentando amordaçar Arruda. Na ocasião, o ex-governador ameaçava divulgar nomes que entrariam na Caixa de Pandora e alcançariam até o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A procuradora Raquel Dodge recusou-se a colher o depoimento de Arruda por conta deste assunto. A bomba era a usina hidrelétrica Corumbá IV capaz de revelar o envolvimento de José Dirceu, Gilberto Carvalho secretário especial da Presidência da República, o governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB), Marcos de Almeida Castro, suplente do senador Gim Argelo, o ex-governador Joaquim Roriz e outras 17 pessoas com menos expressão política. José Roberto Arruda, paralelamente ao seu depoimento, no final do mês passado, entregou ao MP uma pasta com documentos que comprometem meio mundo no DF e em Goiás. O ex-governador tentou prestar este depoimento várias vezes, mas a procuradora Raquel Dodge não queria colocar na Caixa de Pandora altos figurões da República, porque isto dificultaria a denúncia, que seria ralentada. Passados dois anos, o procurador Alexandre Camanho, amigo de Arruda, conseguiu junto ao procurador Geral Roberto Gurgel que ex-governador finalmente prestasse o depoimento ao promotor criminal Ronaldo Albo. Na construção de Corumbá IV foi feito um consorcio onde empresas de grande porte inicialmente faziam parceria com a CEB. Posteriormente foram substituídas por outras que, segundo Arruda, abasteceram os bolsos de José Dirceu, Gilberto Carvalho, Marconi Perillo, Marcos de Almeida Castro, Joaquim Roriz e outras 17 pessoas com menos expressão política. Com isso tudo, Arruda vai ganhar alguns anos neste processo. A maioria dos envolvidos, terão que prestar depoimento e tem foro privilegiado. Com isso, a Caixa de Pandora continuará aberta revelando lentamente todas as mazelas praticadas pelos personagens ilustres e outros nem tanto desta nossa República".

Em gravação, jornalista Leonardo Attuch manda Naji Nahas processar jornalistas

Em mais uma gravação revelada pelo blog "Quid Novi", o jornalista Leonardo Attuch, da IstoÉ, é flagrado instruindo o empresário Naji Nahas a processar os jornalistas Paulo Henrique Amorim e Mino Carta. Na conversa, Attuch mostra intimidade com Nahas e diz que ele precisa tomar uma atitude a respeito das reportagens publicadas contra ele em outros veículos de comunicação. O episódio diz respeito a uma denúncia de que Naji Nahas teria distribuído R$ 300 mil para deputados da Comissão de Ciência da Câmara dos Deputados. A intenção, supostamente, era convencê-los a aprovar uma medida que beneficiaria a Telecom Itália, da qual Nahas era consultor. Além de dizer que a Operação Chacal foi comprada, Attuch ataca diretamente alguns jornalistas que noticiaram indícios de corrupção da Comissão de Cência. "Tem que começar a mexer com essa turma de Mino Carta, Paulo Henrique Amorim, esses filhos da...", diz o jornalista.

OGX, de Eike Batista, encomenda duas plataformas para empresa do grupo

A OGX, empresa do setor de petróleo e gás do empresário Eike Batista, encomendou mais duas plataformas para a OSX, do mesmo grupo e especializada em construção naval, afretamento e serviços. Elas serão instaladas na área de Pipeline, na bacia de Campos, informou o diretor geral da OGX, Paulo Mendonça. As plataformas WHP-3 e WHP-4 (Wellhead Platforms) serão unidades fixas, próprias para águas rasas. Com as novas encomendas, a carteira da OGX sobe para 21 unidades de exploração e produção de petróleo e gás natural. Criada em 2007, a OGX já é a quinta produtora de petróleo do País e atualmente produz entre 10 mil e 13 mil barris diários de petróleo no campo de Waimea, também na bacia de Campos. Um segundo poço produtor já foi perfurado em Waimea, informou Mendonça, e aguarda apenas a autorização da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) para ser ativado. Nos próximos dias, Mendonça vai anunciar a comercialidade de mais um campo na bacia de Campos, Waikiki, que vai pular a etapa de TLD (Teste de Longa Duração) e começar a produzir no segundo semestre de 2013. "Já temos dados suficientes e furamos quatro poços, não vamos fazer TLD em Waikiki, vamos direto para a produção", disse Mendonça. Waikiki receberá a plataforma OSX-3, que será construída em um estaleiro de Cingapura. Mendonça ressaltou que a produção de Waikiki vai começar em tempo recorde, apenas dois anos depois de sua descoberta, em 2011, um padrão que o executivo pretende transformar em rotina na OGX. O óleo de Waikiki tem 22 graus API e de Waimea 21 graus API. A medida foi criada pelo American Petroleum Institute e indica que quanto mais próximo de 50 melhor a qualidade do petróleo.

Passaredo vai operar no aeroporto de Congonhas

A Passaredo, companhia aérea sediada em Ribeirão Preto, deverá operar no aeroporto de Congonhas, na capital paulista. Atualmente, todas as operações da empresa que envolvem a capital ocorrem no aeroporto internacional de Guarulhos. A empresa obteve horários para operação em Congonhas durante sorteio realizado na quarta-feira pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). Ao todo, a Anac redistribuiu 119 de 227 horários de pousos e decolagens (slots) que estavam disponíveis em Congonhas. Os slots vagos que foram sorteados são, no entanto, apenas para operações aos finais de semana. Nos dias úteis, de segunda a sexta, todos os horários para operação em Congonhas já estão ocupados. No sorteio, a Passaredo obteve 16 horários para operação no aeroporto. Outras empresas que também obtiveram slots são Webjet (38), Gol (32), TAM (15), Avianca (14) e NHT (4).

Bens de ex-presidente da Câmara de Curitiba são bloqueados

A Justiça do Paraná determinou na quarta-feira a indisponibilidade dos bens do ex-presidente da Câmara Municipal de Curitiba, João Cláudio Derosso (PSDB). O bloqueio atinge R$ 1,6 milhão em bens do vereador, que é suspeito de participação em um esquema de contratação de cinco funcionários fantasmas que custou R$ 2,5 milhões para os cofres públicos entre 1997 e 2007. Também foram bloqueados cerca de R$ 6,5 milhões em bens do ex-vereador Ehden Abib e R$ 2,7 milhões do servidor público João Leal de Matos. O bloqueio atende a um pedido do Ministério Público do Paraná, que além de pedir a devolução dos R$ 2,5 milhões quer a condenação dos três suspeitos por ato de improbidade administrativa. A parte que a Promotoria quer que Derosso devolva passa de R$ 545 mil. Corrigido, o valor total a ser devolvido pelos três, somado à multa prevista nesses casos, pode passar de R$ 11 milhões. Durante as investigações do caso, a Promotoria descobriu que quatro dos cinco funcionários fantasmas não sabiam que seus nomes haviam sido usados em contratações na Câmara. Já o servidor João Leal de Matos ficou lotado no gabinete do ex-vereador Ehden Abib por sete anos, enquanto acumulava um cargo na Assembleia Legislativa do Paraná, o que é proibido. Ehden Abib é irmão do ex-diretor da Assembleia Abib Miguel, o Bibinho, que comandou a diretoria do legislativo paranaense por 20 anos. Atualmente Bibinho está preso por suspeita de liderar um esquema que desviou R$ 100 milhões por meio de funcionários fantasmas. Já Derosso é suspeito de ter assinado a contratação dos servidores da Câmara sabendo das irregularidades. O bloqueio não atinge o salário de Derosso, que continuou a ser vereador depois de renunciar à presidência da Câmara, em março. Derosso comandou a Câmara de Curitiba por mais de 14 anos.

Alckmin classifica de "draconiana" dívida dos Estados com União

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), classificou nesta quinta-feira de "draconiana" a dívida dos Estados com a União. No Congresso para discutir alternativas que viabilizem o pagamento da dívida dos entes federados, Alckmin defendeu a mudança do indexador e a redução dos juros cobrados. Segundo Alckmin, no momento econômico do país, o IGP-DI (Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna) como indexador da dívida penaliza os Estados e torna o pagamento da dívida inviável. "O IGP-DI é de uma época em que o câmbio era fixo, década de 1990. [O IGP-DI] é muito sujeito a flutuações. Em 2002, foi mais de 26% de correção, mais 6% a 9% de juros", argumentou o governador tucano. "Defendemos que seja corrigida a questão do indexador e da taxa de juros para Estados de acordo com o momento econômico que o país vive", acrescentou. Segundo ele, em 1997, o Estado de São Paulo renegociou suas dívidas que estavam em R$ 41 bilhões. Já pagou R$ 68 bilhões e ainda deve R$ 177 bilhões à União. "Isso é uma coisa draconiana", disse. Alckmin é um dos 11 governadores que participam de audiência pública na Câmara dos Deputados para debater propostas e possíveis soluções para as dívidas dos Estados com a União. No encontro, o grupo de trabalho, criado pelo Congresso para analisar o tema, apresentará uma proposta preliminar que está sendo chamada pelos parlamentares de Carta de Brasília.

Comandante do Exército dá indireta sobre remunerações a Dilma

Na presença da presidente Dilma Rousseff, o comandante do Exército, general Enzo Peri, mandou indiretamente um recado em defesa de melhores remunerações para os militares durante cerimônia em comemoração ao Dia do Exército. O comandante disse, no entanto, que o soldado é "despojado de si mesmo e desapegado de interesses materiais", mas precisa de "meios" para cumprir sua missão. "Sua ambição é ter meios para que possa bem cumprir sua missão, sem submeter-se a riscos desnecessários. Entretanto, por trás desse homem há uma família, o bem mais caro de todos nós, onde repousa seu coração, e que precisa de condições compatíveis para viver com dignidade", afirmou. O general ainda pediu que a força confie no comando do Exército e na presidente Dilma Rousseff. Recentemente, o governo entrou em rota de colisão com parte dos militares por conta da Comissão da Verdade.

Financiamentos aprovados pelo BNDES têm queda de 34%

Os novos financiamentos aprovados pelo BNDES a empresas de janeiro a março deste ano totalizaram R$ 25,5 bilhões, uma retração de 34% frente ao primeiro trimestre de 2011. Já os desembolsos, referentes a empréstimos já contratados, mas liberados no período, somaram R$ 24,5 bilhões, com ligeira queda de 1% na comparação com os três primeiros meses do ano passado. Os dois números negativos refletem "uma conjuntura do passado", de seis meses atrás, quando as indústrias e os demais investidores entraram "num regime de cautela e postergaram planos de investimento" diante do receio com a crise europeia, segundo Luciano Coutinho, presidente do banco estatal de fomento.

FMI diz que recuperação é ameaçada por desemprego

Christine Lagarde, número 1 do Fundo Monetário Internacional, avaliou a situação da economia mundial como significativamente melhor do que há seis meses, o FMI acaba de revisar para melhor suas projeções de crescimento mundial em relação a janeiro. Enfatizou, porém, que ainda há problemas a serem resolvidos, e que a aparente calmaria serve como janela de oportunidade. "Estamos vendo uma leve recuperação se transformar em ventos primaveris", brincou, comparando a um boletim meteorológico: "Mas também vemos nuvens carregadas no horizonte, que é uma outra forma de dizer que houve alguma recuperação, tímida e frágil, com riscos ainda altos". O alto índice de desemprego --especialmente nos países ricos, mas não apenas neles-- é o principal problema apontado por Lagarde. Na zona do euro, o índice está em 10,8% e deve superar 11% até o fim do ano, na projeção dos governos locais. Nos Estados Unidos, o índice recrudesceu nos últimos meses mas ainda é de 8,2%, com expectativa de amenização mais lenta daqui por diante.

Embaixada nega que diplomata iraniano tenha abusado de crianças

A Embaixada do Irã divulgou nota na noite de quarta-feira negando que um diplomata da representação tenha abusado de quatro meninas num clube de Brasília. A embaixada afirmou que houve "incompreensão" sobre o episódio diante de "virtudes e valores relativos", específicos de cada sociedade. "A acusação levantada contra o diplomata iraniano é exclusivamente um mau entendimento decorrente das diferenças nos comportamentos culturais". Em nota, a embaixada afirmou ainda que o caso foi tratado pela mídia de forma tendenciosa "politicamente". "A transmissão do assunto se demonstra nitidamente um comportamento intencional, propositado e imparcial", diz um trecho do texto, que não cita o nome do diplomata. O diplomata, que é conselheiro da embaixada e está no País há dois anos, é suspeito de ter abusado de quatro meninas, entre 9 e 15 anos, no fim de semana passado. Segundo relato de testemunhas, ele tocava as partes íntimas das garotas enquanto mergulhava na piscina do clube. Avisados, os responsáveis tentaram agredir o diplomata.

Petrobras pode ampliar investimentos na Argentina

O governo brasileiro considera aumentar os investimentos da Petrobras na Argentina. Esse foi um pedido da presidente argentina, Cristina Kirchner, ao ministro de Minas e Energia brasileiro, Edison Lobão, em sua visita à Casa Rosada em março. Lobão afirmou nesta quinta-feira que esse pedido poderá ser tratado na reunião marcada para amanhã com o ministro do Planejamento argentino, Julio Miguel de Vido. O ministro voltou a defender a estabilidade da relação entre os dois países e afirmou que a posição do governo argentino em nacionalizar a petroleira espanhola YPF, do grupo Repsol, não inibe investimentos na América Latina. "Não estamos visualizando nenhum problema com a Argentina", disse Lobão, que citou a atitude da Argentina como uma questão de "autonomia de Estado". Sobre o cancelamento de uma das licenças da Petrobras na Argentina, em março, Lobão afirmou que não foi um posicionamento do governo central, e sim de uma província: "A presidente trabalhou para reverter essa história. Não temos razão para temor".

BNDES prevê alta de 31% nos desembolsos para energia e transporte

O BNDES projeta desembolsos no valor de R$ 24,5 bilhões para os projetos de energia e transporte em 2012. A cifra é 31% superior aos R$ 18,7 bilhões financiados no ano passado. Para 2013, a previsão é de liberação de R$ 31 bilhões para a área, o que representa expansão de 26% sobre a cifra estimada para este ano. O valor deste e do próximo ano incluem financiamentos a concessões de aeroportos, mas os valores específicos para os projetos não foi divulgado. O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, disse que esse ramo é o mais importante da infraestrutura, pois dá "suporte" ao crescimento da economia e gera eficiência --sobretudo os investimentos em portos, ferrovias e rodovias. Segundo o BNDES, a meta é manter um ritmo de expansão de 25% nos desembolsos a esse ramo da infraestrutura no longo prazo --percentual próximo ao alcançado nos dois últimos anos. Coutinho ressaltou, porém, que a previsão de liberações para 2012 inclui apenas os empréstimos diretos do banco a grandes projetos, sem considerar os financiamentos repassados por meios de bancos conveniados, em geral, de menor porte.

Em estado grave, Havelange passa por novos exames nesta quinta

O presidente de honra da Fifa, João Havelange, de 95 anos, internado há 32 dias no Hospital Samaritano, em Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro, passou por novos exames nesta quinta-feira. Segundo boletim médico, ele passou por tomografias de abdômen e tórax, e por uma nova revisão cirúrgica no tornozelo direito, foco da infecção que provocou sua internação. De acordo com o médico João Mansur Filho, o estado clínico de Havelange "é grave e inspira cuidados". O ex-presidente da Fifa e da CBD ainda precisa de remédios para controlar a pressão arterial e melhorar as funções do coração, além de estar sendo submetido a tratamento com antibióticos, por via venosa.

Demóstenes diz que seria "falso heroísmo" assinar pedido de CPI

Suspeito de favorecer o empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) disse nesta quinta-feira que seria "falso heroísmo" assinar o pedido para criação da CPI que vai investigar a ligação do empresário com parlamentares e agentes privados. "Não faço falso heroísmo. A vida toda fui coerente. Assinar, qual seria a razão? Falso heroísmo?", disse. Sem assinar o requerimento que criou hoje a CPI, Demóstenes disse que respeita os colegas que pediram a investigação. "Acho que o Congresso tem razão para a CPI. Eu respeito o Congresso." E completou: "todos têm direito de assinar". Aos poucos, Demóstenes tenta retomar sua rotina de trabalho mesmo respondendo a processo por quebra de decoro parlamentar no Conselho de Ética. Pelo segundo dia consecutivo, o senador registrou esta tarde sua presença no plenário, conversou com colegas e circulou pelos corredores da Casa até o seu gabinete.

Petrobras perde posições e é a 10ª empresa global

A Petrobras perdeu duas posições na edição deste ano do ranking das maiores empresas do mundo compilado pela revista "Forbes". A estatal é agora a décima da lista. A empresa marcou a entrada do primeiro nome brasileiro no grupo das dez primeiras no ano passado, quando avançou dez postos e foi parar na 8ª colocação. O ranking deste ano é encabeçado por outra petroleira. A Exxon Mobile avançou quatro posições e tirou a liderança dos grupos financeiros, representados pelos bancos JPMorgan e HSBC, os dois primeiros em 2011. Para a comparação, a "Forbes" considera uma combinação de dados, como faturamento, valor de mercado, ativos e lucro. O grupo das 2.000 maiores empresas do mundo, que figuram a lista, lucrou, ao todo, US$ 2,64 trilhões, cifra 11% superior à soma registrada no ano passado. O valor de mercado conjunto das companhias caiu 0,5% em relação a 2011. Além da Petrobras, outras 32 companhias brasileiras aparecem no ranking deste ano, quatro a menos do que no ano passado. Vale, Itaú, Bradesco e Banco do Brasil estão entre as 100 primeiras.

Ocupação de hotéis em São Paulo passa de 70% em março

A taxa de ocupação de hotéis em São Paulo atingiu 73,56% em março, 28,3% a mais do que fevereiro, e 38,43% a mais do que janeiro. A média também foi superior a março do ano passado: o crescimento foi de 9%. Os números foram divulgados pelo Observatório do Turismo da cidade de São Paulo, núcleo de estudos e pesquisas da São Paulo Turismo (SPTuris), e constituem um dos mais importantes indicadores do turismo paulistano. Com uma atividade econômica mais ativa do que os dois primeiros meses do ano, março apresentou melhor desempenho no período, confirmando a força do turismo de negócios e eventos da cidade. A média do trimestre, de 61,34%, permaneceu praticamente estável em relação ao mesmo período do ano passado e de 2010, quando o índice foi de cerca de 62%. Outra constatação foi a sensível alta na média de ocupação aos finais de semana durante o mês de março: 58,74%, número 13% maior do que a ocupação em fevereiro.

Sargentos e tenentes da Brigada Militar rejeitam proposta salarial do Governo do Estado

A nova proposta de reajuste salarial oferecida pelo governo do Estado do Rio Grande do Sul e a Brigada Militar novamente não foi aceita pela categoria. Em assembléia realizada nesta quinta-feira Sargentos e Tenentes rejeitaram a oferta apresentada pelo chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, com base sobre os salários de um coronel, patente mais alta da corporação. Desta forma o reajuste seria de 23% para cabos, de 28 a 33 para sargentos e 43% para os primeiros tenentes. O pagamento seria feito de forma parcelada até 2014. Apesar disso, de acordo com o presidente da Associação dos Sargentos, Subtenentes, e Tenentes da Brigada Militar, Aparício Santellano, a categoria irá apresentar uma nova proposta na qual o reajuste é seria baseado em 90% do salário do posto superior de cada patente. A partir da nova proposta da Associação os cabos teriam reajuste de 28%, os argentos teriam de 31 a 45% enquanto os primeiros tenentes teriam aumento salarial de 62%.

FMI espera anúncio de barreira anticrise acima de US$ 350 bilhões

O Fundo Monetário Internacional contabiliza até agora US$ 320 bilhões em promessas de contribuições para sua barreira de proteção anticrise o chamado "firewall" e espera chegar ao final de seu reunião de primavera, sábado, em Washington, com um consenso sobre o mecanismo, afirmou Christine Lagarde, diretora-gerente da instituição. "O FMI precisa se municiar de mais poder de fogo para contribuir com essa proteção anticrise global que estamos defendendo há meses, e é por isso que esperamos que um dos resultados desta reunião seja um aumento significativo de nosso poder do fogo", declarou ela em entrevista coletiva na sede do fundo. Lagarde evitou, porém, dar um número de referência - caso o fizesse, acabaria por nortear as expectativas para baixo ou para cima. Nas últimas semanas, porém, o FMI já tem admitido que a melhora do panorama econômico pode levar a uma recalibragem do valor inicialmente pensado para essa barreira de proteção (acima de US$ 1 trilhão, se considerados os US$ 500 bilhões da barreira de proteção específica para a União Europeia levantada pelos europeus no fim de março). Até agora, comprometeram-se a contribuir o Japão (US$ 60 bilhões), a Suíça (US$ 26 bilhões), os países escandinavos (cerca de US$ 26 bilhões), a Polônia (US$ 6 bilhões) e a União Europeia (por volta de US$ 200 bilhões). Há expectativa de que os países dos BRICs Brasil, Rússia, Índia e China anunciem uma contribuição ainda durante a reunião deste fim de semana. O Brasil tem defendido, porém, que ela seja atrelada à implementação da reforma dos sistema de cotas do FMI, que daria mais voz aos grupos.

Sarney recebe visitas mesmo após restrição de médicos

Mesmo após os médicos terem restringido as visitas, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), recebeu nesta quinta-feira no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, o ex-ministro da Fazenda Maílson da Nóbrega, o ex-presidente do PT José Eduardo Dutra e o ministro do Turismo, Gastão Vieira. Segundo informou sua assessoria, Sarney deve receber alta médica até o fim desta semana. O senador está internado após ser submetido a um cateterismo e a uma angioplastia com a colocação de stent na madrugada de domingo. Ele está bem e internado num quarto do hospital.

Partidos que se juntarem à coligação tucana também terão lugar na coordenação e formarão um conselho.

O ministro Antonio Patriota (Relações Exteriores) afirmou nesta quinta-feira que os relatos de que um diplomata iraniano abusou de menores num clube em Brasília são "muito preocupantes" e disse que a pasta vai pedir esclarecimentos à representação sobre o incidente. "São alegações que nós consideramos muito preocupantes, e que eu consideraria pessoalmente inaceitáveis se algum diplomata brasileiro se comportasse dessa maneira em qualquer país onde ele estivesse acreditado", disse Patriota. O diplomata do Irã é suspeito de ter abusado de quatro meninas, entre 9 e 15 anos, no último fim de semana. Segundo relato de testemunhas, ele tocava as partes íntimas das garotas enquanto mergulhava na piscina do clube. Com imunidade diplomática, ele foi liberado após comprovação de que pertence à embaixada iraniana. Em nota divulgada na noite de quarta-feira, a embaixada do Irã defendeu o diplomata, e alegou que houve "incompreensão" sobre o episódio diante de "virtudes e valores relativos", específicos de cada sociedade. "A acusação levantada contra o diplomata iraniano é exclusivamente um mau entendimento decorrente das diferenças nos comportamentos culturais", afirma trecho do texto.

Jornalista Fábio Portela será coordenador de imprensa de Serra

O jornalista Fábio Portela vai assumir a coordenação de imprensa da campanha do ex-governador José Serra à prefeitura de São Paulo. Ao assumir a função, Portela deixará o posto de editor de Brasil na revista "Veja", em São Paulo. Ele trabalhará com o marqueteiro Luiz Gonzalez, que chefiará a comunicação da campanha. Nesta quinta-feira, Serra fechou o desenho do comando de sua campanha à prefeitura de São Paulo. A coordenação-geral ficará com o secretário estadual de Desenvolvimento Metropolitano, Edson Aparecido, e a adjunta, com o vice-governador Guilherme Afif Domingos. O coordenador de finanças será o ex-presidente municipal do PSDB, José Henrique Reis Lobo. Lobo é um dos mais antigos aliados de Serra. A coordenação do programa de governo de Serra ficará a cargo do ex-deputado federal Arnaldo Madeira, tucano histórico com forte atuação no Congresso na fiscalização dos gastos do governo federal, e Hubert Alquéres, que atuou nos governos de Serra, Mário Covas e Geraldo Alckmin. Walter Feldman, que no ano passado chegou a romper com o governador Geraldo Alckmin e ameaçou deixar o PSDB, foi resgatado por Serra e coordenará o núcleo de mobilização da campanha, responsável por garantir a participação de entidades e movimentos sociais em eventos da campanha. A agenda do candidato ficará com outra serrista histórica, Ieda Areias.

Gilberto Carvalho diz que CPI do Cachoeira não preocupa Planalto

O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) disse nesta quinta-feira que a CPI do Cachoeira não traz preocupação ao Palácio do Planalto. Questionado se a investigação tem tirado o sono de alguém do governo, Carvalho afirmou apenas que tem dormido bem. "O governo não tem com o que se preocupar a não ser em cumprir o nosso papel, que é trabalhar, produzir, conduzir o país. O Legislativo cuida da pauta dele e nós cuidamos da nossa. E vamos seguindo assim", disse. O ministro voltou a negar interferência do governo na condução da CPI. "O governo não está falando sobre essa questão da CPI do Cachoeira, essa é uma questão do Legislativo, peço a compreensão de vocês, é um assunto restrito ao Legislativo", completou. Um assessor do Planalto, Olavo Noleto, já confirmou que teve contato com um dos principais interlocutores do grupo do empresário do jogo ilegal Carlinhos Cachoeira. "O governo ainda tem que administrar o fato de a construtora Delta, empresa que mais recebeu verbas do Orçamento do Executivo federal desde 2007", também se ver envolvida no escândalo de corrupção.

OAB diz que "parlamento tem servido de balcão de negócios para políticos"

Em discurso durante a posse do novo presidente do Supremo Tribunal Federal, Carlos Ayres Britto, o presidente da OAB, Ophir Cavalcante, fez referência ao recente escândalo que envolve o empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, e o senador Demóstenes Torres (ex-DEM-GO). Diante do recém-empossado, da presidente Dilma Rousseff, dos demais ministros do Supremo, além de parlamentares e governadores, ele afirmou, sem citar nomes, que o modelo de financiamento privado de campanhas, quando os eleitos tomam posse, "nas sombras outro poder se instala, apropriando-se dos negócios públicos e dando as cartas no jogo": "E manda tanto que quando cai arrasta, junto de si, numa grande cascata, bicheiros contraventores, falsificadores, arapongas, policiais, governadores, parlamentares, servidores, empresários". Citando Monteiro Lobato, o presidente da OAB afirmou ainda que Congresso Nacional se tornou, "em todos os níveis um pântano, onde muito se discute, mas nada é feito de concreto para melhorar o ambiente, que continua sendo o de um pântano".

Ministro Lewandowski deixa o TSE e Antonio Dias Toffoli assume seu lugar

O ministro Antonio Dias Toffoli vai assumir o lugar do ministro Ricardo Lewandowski no Tribunal Superior Eleitoral. Em ofício encaminhado ao presidente do Supremo Tribunal Federal, Cezar Peluso, Lewandowski renunciou ao mandato como membro da corte eleitoral. De acordo com Lewandowski, que deixou nesta quinta-feira a presidência do TSE, a renúncia é "tradição" no TSE. "Cumpri a minha missão, acredito nos princípios republicanos e na temporariedade dos mandatos. Acho que devemos dar lugar aos mais novos e o rodízio é muito importante na República". O ministro continuaria no TSE até maio de 2013. Segundo ele, várias questões pendentes no Supremo Tribunal Federal serão "objeto de uma análise mais detida".

CPI na Câmara de Porto Alegre convocará Assis para depor na CPI do Ronaldinho na próxima quinta-feira

Instalada nesta quinta-feira na Câmara Municipal de Porto Alegre, a CPI do Ronaldinho, destinada a apurar supostas irregularidades na parceria entre a prefeitura e o Instituto Ronaldinho Gaúcho (IRG), convocará imediatamente o empresário Roberto de Assis Moreira para depor. Integrante da comissão, o vereador Pedro Ruas (PSOL) sugeriu que a convocação seja feita na próxima quinta-feira, e solicitou medidas judiciais para impedir que Assis deixe o País enquanto a CPI estiver em andamento. A CPI é presidida pelo vereador Mauro Pinheiro (PT). Foram escolhidos para a vice-presidência o vereador Professor Garcia (PMDB) e para a relatoria o vereador Waldir Canal (PRB). Durante a instalação da CPI, governo e oposição apresentaram os mesmos nomes, mas divergiram nos cargos. Diante disso, foi realizada uma votação que terminou empatada. O presidente da CPI, vereador Mauro Pinheiro (PT), deu o voto de minerva.

Conselho de Ética do Senado pede ao STF acesso ao inquérito contra o senador Demóstenes

O Conselho de Ética do Senado decidiu nesta quinta-feira pedir ao Supremo Tribunal Federal acesso ao inquérito a que responde o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) para instruir o processo de quebra de decoro contra o parlamentar. A pedido do PSOL, Demóstenes responde a processo disciplinar, desde a terça-feira da semana passada, por envolvimento com o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. O pedido de envio dos autos foi aprovado, por unanimidade, um dia depois de uma comitiva de quatro senadores ter se reunido com o ministro Ricardo Lewandowski, relator da investigação no Supremo. O presidente do conselho, Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), afirmou que, no encontro ocorrido nesta quarta-feira, Lewandowski não deu certeza de que enviará ao conselho os autos, que correm sob segredo de Justiça. Há 10 dias, o ministro do Supremo havia rejeitado pedido semelhante feito pelo Senado, o que contribuiu para a criação, na manhã desta quinta-feira, da CPI Mista do Cachoeira. CPIs têm poderes para requisitar documentos sob sigilo.

Presidente da OAB gaúcha defende fechamento do Presídio Central

Em vistoria encerrada por volta das 13 horas no Presídio Central de Porto Alegre, o presidente da OAB/RS, Claudio Lamachia, deixou o local revoltado: "Pelo tudo que vimos aqui, é um verdadeiro descalabro. Um verdadeiro desrespeito à sociedade. Tem de ser interditado". Lamachia estava acompanhado do presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea/RS), Luiz Alcides Capoani, e do vice-presidente do Conselho Regional de Medicina (Cremers), Fernando Weber Matos, para avaliar as condições daquele que é considerado o pior presídio do Brasil. Até a próxima quarta-feira, as três entidades elaborarão laudos técnicos sobre a situação estrutural, sobre atendimento médico e sobre o tratamento aos presos em relação aos direitos humanos. Com base nesses estudos, a OAB vai debater com seus conselheiros a possibilidade do ajuizamento de uma ação para interdição do Presídio Central. Também será avaliada a apresentação de uma denúncia contra o Estado perante a Corte Interamericana de Direitos Humanos.

Governadores querem reverter parte da dívida com a União em obras de infraestrutura

Em audiência pública na Câmara dos Deputados, governadores e representantes de 11 Estados reivindicaram nesta quinta-feira a mudança do indexador de suas dívidas com a União e a possibilidade de reverter parte do pagamento da dívida em obras de infraestrutura. No encontro, os governadores alertaram que, mantida da forma como está, a dívida com a União pode se tornar "impagável". "A dívida do Rio Grande do Sul já é impagável. Está sendo paga e o estoque sempre cresce e, quando chegar ao fim do pagamento, o estoque será impagável", disse o governador Tarso Genro. Tarso ressaltou que qualquer decisão sobre a renegociação da dívida dos estados tem que ter o aval do governo. Já o governador catarinense, Raimundo Colombo, disse que se os estados pudessem usar parte do pagamento da dívida em obras estruturantes haveria uma "revolução". "É indispensável a mudança do indexador e diminuir o valor dos estoques, além do pagamento mensal. Assim, faríamos uma revolução na infraestrutura. Não interessa a ninguém que os Estados não tenham capacidade de investimento. Podemos mudar a história do País e melhorar a vida das pessoas", argumentou ele. O governador de Alagoas, Teotônio Vilela Filho, disse que o pagamento da dívida para a União impede que os Estados mais pobres, como o dele, avancem no combate à pobreza.

Suspeito de ameaçar ex-secretário é preso em São Leopoldo

Suspeito de fazer ameaças contra o ex-secretário de Desenvolvimento Econômico e Social de São Leopoldo, João Batista Pacheco se apresentou à polícia no início da tarde desta quinta-feira. Em depoimento ao delegado Marco Antônio de Souza, ele negou a autoria do crime, mas confessou que conhecia um dos envolvidos na suposta prática de corrupção em órgãos públicos do município do Vale dos Sinos, que foi denunciada pelo ex-secretário Marco Antônio Pinheiro. Com prisão preventiva decretada, o suspeito foi detido e na manhã de sexta-feira será encaminhado para a Penitenciária Estadual de Charqueadas. De acordo com o delegado, as ameaças ao ex-secretário ocorreram próximo à sua residência, entre dezembro de 2011 e o início deste ano, porém ainda não está confirmado se têm conexão com as denúncias ou se são de caráter pessoal. Em dezembro, o ex-secretário municipal de São Leopoldo, que assumiu a Secretaria de Desenvolvimento Econômico entre 2005 e 2006, divulgou um dossiê com informações sobre possíveis irregularidades em contratos com 16 empresas. A suposta prática de corrupção teria ocorrido na Câmara de Vereadores e na Prefeitura.

Montadora Audi compra a fabricante de motos italiana Ducati

A montadora Audi está comprando a tradicional fabricante italiana de motos Ducati, sediada em Bolonha. A transação foi aprovada pelos conselhos de administração da Audi e Volkswagen durante reunião em Hamburgo, Alemanha. A Ducati é conhecida mundialmente como a marca líder na fabricação de motos do segmento premium, com vasto conhecimento no desenvolvimento de motores de alta performance e na construção leve. Em adição às tradicionais marcas italianas Lamborghini e Italdesign, a Ducati agora é o terceiro pilar da Audi no norte da Itália. Em 2011, a Ducati vendeu aproximadamente 42 mil motos, gerando uma receita de cerca de € 480 milhões. A empresa emprega atualmente aproximadamente 1,1 mil pessoas.

Ayres Britto toma posse na presidência do STF e diz que Mensalão entrará na pauta assim que processo for liberado

O ministro Carlos Ayres Britto tomou posse na presidência do Supremo Tribunal Federal no final da tarde desta quinta-feira, em cerimônia no plenário da Corte. Ele foi empossado pelo ex-presidente Cezar Peluso. Britto cumprirá um mandato de apenas sete meses. No início de novembro, quando completa 70 anos, ele se aposenta compulsoriamente. A posse ocorreu após o ministro ler o "termo de compromisso de bem" e fielmente cumprir os deveres do cargo, em conformidade com a Constituição Federal e as leis da República. Em seguida, já no exercício do cargo, Ayres Britto empossou o ministro Joaquim Barbosa no cargo de vice-presidente do Supremo. O cargo de vice-presidente foi ocupado por Ayres Britto nos últimos dois anos. Ao chegar ao Supremo para a posse, Ayres Britto afirmou colocará na pauta o processo do mensalão tão logo "ele seja liberado (pelo relator, ministro Ricardo Lewandowski) para julgamento". Ministro do Supremo desde junho de 2003, Carlos Ayres Britto foi relator de ações em que o Supremo decidiu questões relevantes, como a liberação das pesquisas no Brasil com células-tronco embrionárias, a legalização da demarcação integral e contínua da área indígena Raposa Serra do Sul e o reconhecimento da união estável entre pessoas do mesmo sexo. Entre maio de 2008 e abril de 2010, ele presidiu o Tribunal Superior Eleitoral.

Aluno é pego com revólver em escola de Viamão

Um aluno de 13 anos da Escola Estadual Ayrton Senna da Silva, na Vila Augusta, em Viamão, foi flagrado com um um revólver calibre 22 na mochila. Além disso, dez balas de calibre 38 também foram encontradas. A Brigada Militar foi chamada pela diretora da escola e o garoto foi levado para a 2ª DP de Viamão.

Justiça eleitoral determina extinção de perfis de Manuela no Twitter

Em decisão liminar, a zona eleitoral 112, de Porto Alegre, determinou na tarde desta quinta-feira a extinção de dois perfis da deputada federal Manuela D'Ávila (PCdo B) do Twitter. Movida pelo PDT, a ação defendeu a tese de que se tratava de campanha eleitoral antecipada, considerando a recente decisão do Tribunal Superior Eleitoral. A Corte proibiu o uso desta rede social para a realização de campanha antes do dia 6 de julho. Os perfis atingidos pela sentença são o @manuelaprefeita e o @prefeita_manu. No julgamento de mérito da ação, Manuela poderá receber multa de R$ 5 mil a R$ 30 mil por cada perfil. Ela será candidata à prefeitura de Porto Alegre. Autor da medida, o PDT tentará reeleger o prefeito José Fortunati.

Lobão diz que térmicas podem ser ligadas por estiagem no Rio Grande do Sul

Usinas termelétricas podem ser ligadas "em breve" devido à estiagem no Rio Grande do Sul, afirmou nesta quinta-feira o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. "Vamos ter que ligar térmicas em breve. Podem ser ligadas este mês por um curto período. Térmicas existem para isso", afirmou Lobão: "Neste momento estamos com seca no Rio Grande do Sul, nossas hidrelétricas estão paralisadas e estamos enviando energia de outros Estados". O ministro de reuniu nesta quinta-feira com o presidente de Uruguai, José Mujica, que demonstrou preocupação com o abastecimento de energia em seu país. Ele solicitou aumento de envio de energia para o Uruguai, de 300 megawatts de energia para 500 megawatts. "Neste momento, estamos com dificuldade de envio de energia a mais para Uruguai. Estamos despachando a térmica de Uruguaiana para atender o Uruguai", ponderou o ministro brasileiro. Ainda de acordo com Lobão, o Brasil deverá investir em usinas térmicas e dois parques eólicos no Uruguai junto com o governo daquele país.

CPI do Cachoeira é assunto do Legislativo, diz petista Gilberto Carvalho

Um dos interlocutores mais próximos da presidente Dilma Rousseff, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, petista Gilberto Carvalho, disse nesta quinta-feira que a CPI instalada pelo Congresso para investigar as ligações do contraventor Carlinhos Cachoeira com agentes públicos e privados é um assunto "restrito ao Legislativo". "O governo não está falando sobre essa questão. Essa é uma questão do Legislativo, peço a compreensão de vocês de vocês jornalistas. É um assunto restrito ao Legislativo", disse Gilberto Carvalho, após participar de seminário sobre modelo energético no Palácio do Planalto. Questionado se o governo não estaria preocupado com a abertura de investigações, Carvalho respondeu: "O governo não tem com o que se preocupar a não ser em cumprir o nosso papel, que é trabalhar, produzir, conduzir o País. O Legislativo cuida da pauta dele e nós cuidamos da nossa e vamos seguindo assim".

Após corte na Selic, Banco do Brasil volta a reduzir juros

O Banco do Brasil voltou a anunciar novos cortes nas taxas de juros para pessoas físicas e jurídicas, refletindo a redução da Selic, na quarta-feira. s novas taxas passam a valer a partir da próxima segunda-feira e incluem reduções em linhas de crédito alteradas na última semana. "Com essa redução, o Banco do Brasil reafirma o compromisso de manter suas taxas entre as menores do sistema financeiro", disse o banco em comunicado. Para pessoas físicas, por exemplo, a taxa de financiamento de veículos do Banco do Brasil, cairá para 0,95 por cento ao mês, ante 0,99 por cento, enquanto a taxa mensal do cheque especial será reduzida de 1,97 para 1,38 por cento. Já para empresas, as taxas de descontos de títulos serão reduzidas para 1,25 por cento ao mês, 0,1 ponto percentual a menos que o cobrado anteriormente, informou o banco. O Banco do Brasil anunciou um primeiro corte agressivo de juros no começo de abril, em meio aos esforços do governo para redução do spread bancário.

Protesto da Polícia Federal atrasou embarques no aeroporto gaúcho

A operação-padrão dos policiais federais deixou o embarque mais lento, mas não atrasou os voos que saíram do aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, nesta quinta-feira. A manifestação durou duas horas, das 13h15min às 15h15min, período em que 12 aviões decolaram do principal aeroporto do Rio Grande do Sul. No saguão não houve formação de filas. Enquanto os agentes verificavam bagagens e acessavam o sistema de procurados e impedidos com o nome de todos os passageiros, outros policiais federais distribuíam panfletos para os poucos viajantes que estavam no saguão. "Temos apenas três colegas por turno no aeroporto e apenas um por turno em cada uma das oito passagens de fronteira no Estado", relatou o presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Rio Grande do Sul, Paulo Paes, destacando que o pequeno número de policiais acaba deixando a segurança ineficaz. "Precisamos mais policiais nos aeroportos e fronteiras".

Venezuela celebra independência sem notícias sobre saúde de Chávez

A Venezuela celebrou nesta quinta-feira o 202º aniversário do início de sua independência sem a presença do ditador Hugo Chávez, e praticamente sem informação sobre a evolução médica do governante, que se encontra em Cuba desde o sábado em tratamento de radioterapia. Ele se submete à fase final do tratamento de radioterapia que começou no final de março em Havana, mas nem Chávez nem seus colaboradores fizeram comentários sobre o andamento desse processo nos últimos dias. Chávez comentou temas nacionais através da rede social Twitter e recorreu a comunicados oficiais para avaliar a realidade internacional, como fez na segunda-feira para apoiar a decisão da presidente argentina, Cristina Kirchner, de expropriar a maioria acionária da companhia petrolífera espanhola Repsol na YPF. No entanto, há cinco dias o presidente não se comunica telefonicamente em atos governamentais ou com o canal de televisão estatal para fazer seus comentários, como veio fazendo ao longo de seu tratamento. Chávez completa nesta sexta-feira dez meses desde que foi operado de um tumor na região pélvica em Cuba, uma cirurgia da qual o governo informou apenas que o tumor maligno tinha o tamanho de uma bola de beisebol.

Mesa Diretora busca novo relator para reforma no Senado

A Mesa Diretora do Senado vai tentar reverter a decisão da Comissão de Constituição e Justiça de rejeitar a reforma administrativa, designando um novo relator para preparar outra proposta ou para optar por um dos pareceres que foi rejeitado. De acordo com o primeiro-secretário, senador Cícero Lucena (PSDB-PB), o texto será examinado inicialmente pelos integrantes da Mesa e, sendo aprovado, será votado no plenário. Lucena prevê que a maioria dos 81 senadores concorda com a necessidade de "enxugar" a máquina administrativa da Casa e que, portanto, a reforma será aprovada no plenário. Na quarta-feira, os dois pareceres, do relator Benedito de Lira (PP-AL) e do senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES), foram rejeitados na comissão, inviabilizando o trabalho executado nos últimos três anos para enxugar os gastos da Casa e impedir o apadrinhamento e o desvio de função de servidores comissionados.

Google lança serviço de estatísticas para Gmail

O Google apresentou nesta quinta-feira uma ferramenta que oferece aos usuários do Gmail estatísticas do serviço de correio eletrônico da companhia. O Gmail Meter, como foi batizado, analisa o comportamento dos usuários e envia ao proprietário da conta um relatório contendo diferentes dados sobre o serviço. Os gráficos criados a partir do monitoramento da conta detalham o volume de mensagens recebidas e enviadas, o padrão de tráfego, as categorias de e-mails trocados, o prazo entre o recebimento de uma mensagem e sua resposta, além da contagem de palavras de cada texto e a lista de contatos mais frequentes. Para adquirir a ferramenta gratuita, basta acessar a seção Docs do perfil de usuário e abrir um arquivo de Spreadsheet (tabela). Em seguida, clique sucessivamente em Tools (ferramentas) e Script Gallery. No campo de buscas, digite Gmail Meter. Encontrada a ferramenta, clique em Install (instalar). Para criar os relatórios, o usuário deve clicar em Get a Report.

Polícia Civil gaúcha aprofunda investigações e prende o primeiro bandido no âmbito da Operação Cosa Nostra, que investiga administração petista em São Leopoldo

Já está na cadeia o chefe de poderosa gang envolvida em tráfico, assaltos a bancos e estelionato, João Batista Pacheco, o Janga, que será encaminhado nesta sexta ao Presídio Central pela Delegacia de Polícia de São Leopoldo. Com ele foi encontrado farto armamente e asté um colete à prova de bala. Janga foi reconhecido pelo ex-secretário de Desenvolvimento do prefeito Ary Vanazzi, como o bandido que o ameaçou, armado, no dia 23 de dezembro, defronte da sua casa. O ex-secretário Marco Pinheiro vem denunciando o prefeito Ary Vanazzi, do PT, cuja administração é objeto da Operação Cosa Nostra. Órgãos da prefeitura foram devassados pela Polícia Civil, que recolheu computadores e documentos. O clima político e social em São Leopoldo, Grande Porto Alegre, é de insegurança e violência. O ex-secretário e agora inimigo de Vanazzi foi ameaçado por quatro vezes. Outros dois adversários do prefeito também foram ameaçados. Um deles, o diretor Clínico do Hospital Centenário, foi esfaqueado e só não morreu porque foi acudido a tempo pelos vizinhos. Janga poderá entornar o caldo na cidade, caso resolva listar os nomes dos mandantes. O ex-secretário forneceu dois nomes para a Polícia. Na Câmara, um pedido de CPI não caminha, mas poderá ser pedido impeachment do prefeito e seu afastamento preventivo do cargo. (Políbio Braga)

Delta recebe mais da União nos estados do Amazonas, Maranhão e do Pará

Os Estados do Amazonas, do Maranhão e do Pará, todos da Região Norte, são as unidades da Federação que receberam mais repasses da União para tocar obras da empreiteira Delta Construções no ano de 2011. Segundo o Orçamento Geral da União, a empresa evolvida em relações nebulosas com o grupo do contraventor Carlinhos Cachoeira recebeu R$ 106,9 milhões por empreendimentos no Amazonas, R$ 70,7 milhões no Maranhão e R$ 67,7 milhões no Pará. Completam a lista dos cinco primeiros beneficiados o Rio de Janeiro, com repasses de R$ 67,1 milhões, e Goiás, com R$ 62,3 milhões. Ao todo, em 21 Estados e no Distrito Federal, foram repassados R$ 884,4 milhões à Delta pela União no ano passado. Levantamento realizado pela ONG Contas Abertas mostra que a principal empreitada da construtora no Amazonas é a manutenção de trechos da rodovia BR-174, ao custo de R$ 95,3 milhões. O Estado é o berço político do ex-ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento (PR), que mantinha sob sua subordinação o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), responsável, por sua vez, pelas estradas federais. Nascimento pediu demissão após se envolver em seguidos escândalos de corrupção.

Maior rebocador construído no Brasil é batizado no Rio de Janeiro

O maior rebocador já construído no Brasil acaba de ser batizado no estaleiro STX OSV, em Niterói. O "Scandi Iguaçu" foi encomendado ao estaleiro pelo grupo norueguês DOF-ASA. O Scandi Iguaçu integra uma nova geração de rebocadores com motor superpotente para operar em águas profundas, em variadas condições ambientais. O DOF ASA não divulgou o custo da embarcação, mas informou que, nos próximos dois anos, pretende investir US$ 500 milhões no setor naval brasileiro. Desde 2001 no Brasil, o grupo já investiu mais de US$ 1 bilhão na construção e operação de navios destinados a atuar na indústria de óleo e gás. Além da Petrobras, o grupo tem como clientes as petroleiras Statoil, Shell, Chevron e OGX. A frota da empresa é composta por 28 barcos de várias modalidades, dos quais 24 já em operação, três em construção e, agora, o megarebocador.

Governo quer o RDC para obras do PAC

O governo pretende ampliar o Regime Diferenciado de Contratações (RDC) para o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A informação é da ministra Miriam Belchior (Planejamento), que participou nesta quinta-feira de um café da manhã, promovido pela ministra Ideli Salvatti (Relações Institucionais), com os líderes da base. No encontro, ela fez uma exposição para defender a ampliação do regime. Segundo o líder do PMDB, Henrique Alves, ela explicou que o RDC reduziu em 15% o valor das obras, além de diminuir em 40% o tempo para concluir a licitação – que durava cerca de um ano e, agora, passou para quatro meses. “A tendência é expandir esse modelo para outras licitações”, disse o líder, que foi completamente convencido pela explanação da ministra. O RDC foi aprovado no ano passado pelo Congresso Nacional e sancionado em agosto. A medida, que era prevista apenas para ser aplicada nas obras da Copa e dos Jogos Olímpicos, flexibiliza as exigências para contratação de obras públicas e modifica a Lei das Licitações.