terça-feira, 17 de julho de 2012

Garotinho apresenta 68 quilos de documentos contra Sérgio Cabral


O deputado federal Anthony Garotinho (PR-RJ) entregou nesta terça-feira à CPI do Cachoeira documentos que, segundo ele, comprovam relação entre o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB) com a construtora Delta. A pilha de papéis, de quase um metro e meio, pesa 68 quilos e foi repassada ao deputado federal Miro Teixeira (PDT-RJ). Garotinho afirmou que o envolvimento de Cabral com a construtora Delta é ainda maior do que a do governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB). Segundo investigações da Polícia Federal, a Delta repassou dinheiro para empresas fantasmas que abasteciam o grupo de Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

Human Rights Watch acusa, situação de direitos humanos na Venezuela está mais precária


Quatro anos depois de publicar o relatório "Uma Década sob Chávez", a organização Human Rights Watch (HRW) constatou em novo relatório ter se tornado "ainda mais precária" a situação dos direitos humanos na Venezuela. O documento, divulgado nesta terça-feira em Washington, constata não ter havido recuo no controle do ditador venezuelano, Hugo Chávez, sobre o Congresso e a Suprema Corte de Justiça. Desde 2008, ao contrário, Chávez ampliou os poderes de seu governo para "limitar a liberdade de expressão e punir os seus críticos" e para desconsiderar a autoridade do sistema interamericano de direitos humanos. O texto "Apertando o Cerco - Concentração e Abuso de Poder na Venezuela de Chávez", com 133 páginas, destaca seis casos considerados pela HRW como flagrante abuso de poder de Chávez e de seus colaboradores. "Para juízes, jornalistas, emissoras e defensores dos direitos humanos, em particular, as ações do governo enviaram uma clara mensagem: o presidente e seus seguidores estão dispostos e capazes de punir as pessoas que desafiarem ou obstruírem seus objetivos políticos", assinala o documento. "Enquanto muitos venezuelanos continuam a criticar o governo, a perspectiva de enfrentar represálias semelhantes, de forma arbitrária ou de ação abusiva do Estado, minou a habilidade de juízes julgar casos politicamente sensíveis e forçou jornalistas e defensores de diretos humanos a pesar as consequências da publicação de informação e de opinião crítica ao governo". O primeiro caso exposto pela HRW foi o da juíza María Lourdes Afiune, punida pelo governo por ter concedido, em 2009, liberdade condicional a um crítico do regime, preso havia três anos sob acusação de corrupção e ainda não julgado. María de Lourdes foi qualificada como "bandida" pelo próprio ditador Chávez, que pediu à Justiça sua condenação a 30 anos de prisão. Ela permaneceu presa em "condições deploráveis" por um ano, exposta a prisioneiro que antes condenara e sujeita a ameaças de morte. Em fevereiro de 2011, María de Lourdes foi transferida do cárcere para prisão domiciliar e até hoje aguarda julgamento. O caso da prisão do político de oposição Oswaldo Álvarez Paz também figura entre os exemplos de arbitrariedade do governo venezuelano enumerados pelo HRW. Em março de 2010, Álvarez comentara em programa da emissora de televisão Globovisión a suspeita de aumento do tráfico de drogas na Venezuela e uma investigação de um tribunal espanhol sobre a possível colaboração entre o governo da Venezuela com a guerrilha colombiana e os separatistas bascos. O próprio Chávez pediu para setores de seu governo "tomar ações". Álvarez foi preso sob a acusacão de ter feito "falsas acusações" para semear o "medo na população". Um ano depois, foi condenado a dois anos de prisão, cumpridos em liberdade condicional. De acordo com o documento, a defensora de direitos humanos Rocío San Miguel foi acusada publicamente por Chávez de ser uma "agente da CIA" e de "incitar a insurreição" por ter denunciado, em um programa de TV, a filiação de militares venezuelanos ao partido político do presidente. Essa atitude é proibida pela Constituição venezuelana. A imprensa tem sido alvo frequente de censura e de sanções do governo, segundo o relatório. A emissora de televisão RCTV perdera o direito de transmissão aberta em 2007, por causa de seus materiais críticos ao governo de Chávez, e tornara-se uma TV a cabo. Novas regulações foram limitando progressivamente suas emissões, hoje apenas transmitidas pela internet. A Globovisión, único canal de televisão crítico ao governo a manter-se no ar, foi multada em US$ 2,1 milhões pelo governo, em 2011, como represália a reportagens sobre uma rebelião em um presídio. Segundo o documento, a reforma da Suprema Corte de Justiça aprovada pelo Congresso em 2004 permitiu o controle de Chávez sobre o Judiciário do país. Todos os membros da Corte composta em 2010, diz o documento, "abertamente rejeitam o princípio da separação dos poderes e publicamente se comprometem com o avanço da agenda política do presidente Chávez". O resultado foi a validação, pelo Judiciário, de "desrespeitos do governo às normas internacionais de direitos humanos".

Brasil domina tecnologia para posicionar satélite em órbita


O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) desenvolveu um subsistema de propulsão para satélite, um catalizador movido a hidrazina (derivado químico do petróleo), necessário para mover um satélite em órbita e corrigir o posicionamento. Ao dominar o subsistema de propulsão, o Brasil se torna também independente para criar mecanismo usado na orientação dos foguetes quando ultrapassam a atmosfera. O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, visitou nesta última segunda-feira a unidade do Inpe em Cachoeira Paulista, interior de São Paulo, para conhecer o subsistema de propulsão que será usado no satélite de observação Amazônia 1, com lançamento previsto para o próximo ano. A criação do equipamento é considerada “um salto” tecnológico do Programa Espacial Brasileiro, avalia Heitor Patire Júnior, pesquisador do Inpe e responsável técnico do projeto. “Isso era uma caixinha-preta, precisamos descobrir na raça”, disse ele, ao lembrar que atualmente o País precisava comprar pronto o propulsor (como no caso do Brasilsat) ou contar com o desenvolvimento por paceiros (como a China, no caso dos satélites Cbers). Além do feito tecnológico, o desenvolvimento do propulsor é comemorado como marco industrial em tempo que o governo federal lança medidas para incentivar áreas estratégicas de transformação, como reação à diminuição da produção industrial no País, causada, entre outras razões, pela importação de componentes. “Nossa indústria ainda não produz 60% dos equipamentos que precisamos para os satélites, mas em cinco anos poderemos chegar a 100% se os investimentos permanecerem”, calcula Patire Júnior, na esperança de que as fontes de financiamento do programa espacial sejam estáveis.

PMDB discute fusão com seis legendas

O presidente nacional do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), afirmou nesta terça-feira que o partido discute se fundir com seis legendas. Raupp não quis revelar quais são os partidos, mas acredita que as conversas se intensificarão após as eleições municipais. "Nós estamos conversando. Neste momento de eleição, não seria interessante dizer os nomes. Após as eleições, vamos intensificar as conversas e a possibilidade de fusão é praticamente real. Nós estamos conversando com meia dúzia de partidos", afirmou. Um dos que participam dessas tratativas é o Democratas. Raupp disse que há um "desconforto" de várias legendas com o que chamou de "pulverização de partidos". Atualmente são 30 disputando as eleições.

Funcionário da embaixada da Nigéria é acusado de estupro

A embaixada da Nigéria no Distrito Federal deve apresentar à polícia um dos moradores da residência oficial acusado de lesão corporal e investigado por estupro. Os crimes teriam acontecido dentro do prédio da embaixada, localizada na Avenida das Nações. Uma mulher de 32 anos foi levada para a delegacia com visíveis marcas de agressões na noite do último sábado. Segundo ela, o ataque foi praticado por um morador da embaixada nigeriana, Wisllei Salomão. Ela teria sido convidada a morar na residência oficial há quatro meses, com sua filha, de 6 anos. Ambas são nigerianas e moram no Brasil há dois anos. Em depoimento, a vítima afirmou que, um mês depois de se mudar, um dos funcionários do local, que não teve o nome e idade identificados, declarou estar apaixonado por ela. Segundo a moça, ela chegou a ser coagida sexualmente em dois momentos pelo homem, mas não delatou o ocorrido à época. "Porém, no último sábado, ela revelou o crime a alguém de dentro da embaixada. Essa pessoa contou para o embaixador o que aconteceu", diz Salomão. O delegado diz, na versão da suposta vítima, o embaixador da Nigéria no Brasil afirmou não poder fazer nada sobre o caso e sugeriu que ela deixasse a residência oficial. Após essa conversa, o autor dos possíveis estupros soube da delação e a agrediu fisicamente. A vítima foi encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML), que emitiu um laudo constatando a lesão corporal. Uma equipe da Polícia Civil foi à embaixada, mas, por meio de um funcionário, o embaixador afirmou que não iria se pronunciar sobre o caso. "Como se trata de uma residência oficial a policia só pode adentrar com a autorização do embaixador", afirma o delegado. Segundo ele, com o laudo do IML, o agressor seria autuado em flagrante. Caso a embaixada nigeriana não apresente o homem, o Itamaraty irá interceder. "Se o acusado portar a imunidade diplomática, todo o caso será comandado pelo Itamaraty. Se ele não tiver a imunidade, mesmo sendo funcionário da embaixada, morando lá e nigeriano, ele responde pelas leis brasileiras", explicou o delegado. A pena de lesão corporal varia de 3 meses a 1 ano e a pena de estupro de 6 a 10 anos.

Arquivos sobre o Holocausto são exibidos pela primeira vez na França

Os perturbadores arquivos policiais sobre o Holocausto, a maior deportação de judeus franceses durante Segunda Guerra Mundial, estão sendo abertos ao público pela primeira vez, um raro retrato dos dias mais sombrios da colaboração da França com os nazistas. A mostra, que começou nesta terça-feira, coincide com o 70º aniversário da batida policial em Paris que mandou mais de 13 mil judeus para o campo de extermínio de Auschwitz. Fotos, assinaturas e registros de bens pessoais de muitas vítimas entregues em 16 e 17 de julho de 1942 estão em exibição na prefeitura de Paris.

Quino, o pai da Mafalda, completa 80 anos

Joaquín Salvador Lavado Tejón, conhecido no mundo todo como Quino, o "pai" da Mafalda, completou 80 anos nesta terça-feira, vendo sua pequena heroína rebelde ter motivos de sobra para se preocupar com os rumos do planeta. Rodeado de parentes e amigos, Quino comemorou em Mendoza, sua cidade natal, o aniversário especial, de uma idade que "é uma temeridade", disse, parafraseando Jorge Luis Borges. Nascido em uma família de emigrantes espanhóis em 17 de julho de 1932, Quino estudou Belas Artes mas logo se encantou pelo universo da história em quadrinhos (HQ). O argentino começou a publicar a tirinha "Mafalda" em 1964 na revista Primeira Plana, sem imaginar que a menina irônica, questionadora e pacifista se transformaria em um ícone das histórias em quadrinhos (HQ), e que suas aventuras seriam traduzidas para 30 idiomas. Cansado da pequena Mafalda, Quino deixou de publicar a tirinha em 1973, mas recuperou o personagem para ilustrar campanhas a favor dos direitos da infância, até que, em 2009, o artista anunciou que deixaria de desenhar por um tempo para evitar se repetir. Durante sua longa trajetória, Quino publicou vários livros e recebeu inúmeros prêmios, como o "Romics d'Oro", premiação máxima do Festival de História em Quadrinhos e Animação de Roma, em 2011, e o II Prêmio Ibero-Americano de Humor Gráfico Quevedos.

Exército mexicano anuncia morte de chefe local dos Zetas

Soldados do Exército mexicano mataram durante um enfrentamento Carlos Alberto Fernández Hernández, o "Doble K", identificado como chefe da organização criminosa Los Zetas em Ciudad Victoria, no estado de Tamaulipas, informou nesta segunda-feira a Secretaria da Defesa Nacional. A dependência federal indicou em comunicado que Fernández foi abatido na última sexta-feira junto com três de seus cúmplices. A Sedena precisou que em 13 de julho, ao promover reconhecimentos terrestres em Ciudad Victoria, "pessoal do Exército mexicano que se encontra em apoio à função de segurança pública em Tamaulipas foi objeto de uma agressão armada por integrantes do crime organizado". O texto acrescentou que, "em defesa de sua integridade física e da cidadania", o pessoal militar repeliu a agressão, originando um enfrentamento "no qual faleceram quatro agressores". De acordo com a Sedena, Fernández seria o ajudante pessoal do líder dos Zetas, Heriberto Lazcano, para quem coordenava a aquisição de casas e veículos, além de recrutar novos membros para a gangue. O documento informa que "Doble K" estava há apenas quatro meses no cargo em Ciudad Victoria, onde se envolvia em crimes como venda de drogas, sequestros, roubo de combustível e extorsões a empresários e comerciantes. Ele também teria sido um dos participantes, junto a Gregorio Villanueva Salas, apelidado de o "Czar da Pirataria", dos ataques com explosivos ocorridos em maio e junho contra instalações da imprensa, escolas e comércios do município de Matamoros, também em Tamaulipas.

Novo álbum de Bob Dylan será lançado no dia 11 de setembro

O novo álbum de estúdio de Bob Dylan, "Tempest", será lançado em 11 de setembro para marcar o 50º aniversário do popular álbum de estréia do cantor-compositor, anunciou a Columbia Records nesta terça-feira. O álbum trará 10 músicas novas e originais e é o 35º álbum de estúdio de Dylan, cujo último disco em 2009, "Together Through Life", vendeu mais de um milhão de cópias e estreou em primeiro lugar na Grã-Bretanha e nos Estados Unidos. O álbum chega durante um período de aclamação da crítica e de criatividade para Dylan, que inclui quatro lançamentos de álbuns populares, como "Time Out Of Mind" em 1997, que ganhou um Grammy de álbum do ano, e "Modern Times", lançado em 2006, que resultou em mais dois Grammys. Nascido em Minnesota, Dylan, de 71 anos, recebeu este ano a Medalha Presidencial da Liberdade e foi premiado com um Pulitzer especial em 2008 por seu profundo impacto na música popular e cultura norte-americana.

Preço recorde de soja levará a plantio recorde no País

Os preços recordes da soja devem estimular os produtores brasileiros a plantarem uma área sem precedentes na safra 2012/13, segundo analistas. Na segunda-feira, a soja superou o patamar de 80 reais por saca pela primeira vez no porto de Paranaguá (PR), referência para o mercado. A consultoria AgRural projeta que a soja vai ocupar entre 27,5 milhões e 28 milhões de hectares na safra que começa a ser plantada nos próximos meses, um acréscimo de pelo menos 2,5 milhões de hectares ante os 25 milhões plantados em 2011/12. "Os custos são baixos e a lucratividade é a mais alta da história", disse nesta terça-feira Fernando Muraro, analista da AgRural, baseado em Curitiba. Segundo ele, o otimismo cresceu nos últimos 30 dias, com a elevação das cotações da soja no Brasil e nos mercados internacionais. Muraro projeta que a soja ocupará pelo menos 1 milhão de hectares onde na safra passada havia sido plantado o milho, principalmente no Sul do País. A oleaginosa substituirá o algodão em pelo menos 250 mil hectares, essencialmente na região Centro-Oeste. A consultoria Agroconsult, por sua vez, estima área de 27,9 milhões de hectares em 2012/13, um crescimento de mais de 10% frente a última safra. Em condições normais de clima, o Brasil poderá colher 83,1 milhões de toneladas, com crescimento de 25% ante a temporada 2011/12, quando a seca derrubou a colheita no País. "É a primeira vez que o Brasil (segundo produtor global) poderá ultrapassar os Estados Unidos, a nossa expectativa é de um incremento bastante significativo de área", disse o analista Marcos Rubin, da Agroconsult.

Entidade diz que há 30 órgãos paralisados no País

Depois de dois anos de mão fechada para o funcionalismo federal, o governo petista de Dilma Rousseff enfrenta um conjunto crescente de paralisações e operações-padrão nos órgãos da administração que prejudica empresas e causa transtornos à população. "Já é uma greve geral", afirma Sérgio Ronaldo da Silva, diretor da executiva da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef). Ela patrocina um acampamento de funcionários públicos em plena Esplanada dos Ministérios. A entidade fez um levantamento que aponta para cerca de 30 órgãos paralisados total ou parcialmente. A mais nova adesão ao movimento foi das agências reguladoras, cujos funcionários pedem um aumento médio de 30% e mudanças nas estruturas das carreiras.

Kadima deixa coalizão de Netanyahu

A coalizão partidária comandada pelo premiê de Israel, Binyamin Netanyahu, que domina a maioria dos assentos do Parlamento, se rompeu nesta terça-feira, com a saída do partido centrista Kadima, menos de três meses após o partido surpreender o país ao oferecer seu apoio ao governo direitista de Bibi. Provocada por uma disputa sobre uma lei que regulamenta a convocação de jovens religiosos ao serviço militar, a fratura não derrubará o primeiro-ministro, mas poderá, provavelmente, antecipar as eleições previstas para outubro de 2013. "Não foi fácil entrar no governo. Paguei publicamente um preço por isso. Mas não há como escapar da necessidade de romper", disse o vice-premiê e líder do Kadima, Shaul Mofaz, que buscava aprovar uma legislação que obrigaria todos os judeus ultraortodoxos de 18 anos a alistar-se no Exército, como qualquer outro cidadão israelense de origem judaica nascido no país. Atualmente os radicais não são obrigados a prestar serviço militar em Israel.O premiê, porém, propôs uma versão mais amena da lei, segundo a qual os religiosos teriam dos 18 aos 23 anos para ingressar nas Forças Armadas. De acordo com a proposta, os radicais judeus que não se alistarem nessa faixa etária não poderiam entrar no Exército, mas estariam aptos a integrar serviços civis como os bombeiros, a Estrela de Davi Vermelha, a polícia israelense ou a administração penitenciária.

Congresso retira benefício para a Petrobras e aprova LDO

O plenário do Congresso retirou da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2013 a permissão para que empresas públicas ou de economia mista, em especial a Petrobras, pudessem ter flexibilizadas as regras para a fiscalização de obras. A LDO, que define os parâmetros para a realização do Orçamento, foi aprovada e segue para a sanção presidencial. Com isso, o Congresso entrará em recesso a partir desta quarta-feira. O benefício para a Petrobras foi incluído pela Comissão Mista de Orçamento mesmo com parecer contrário do relator, Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), e críticas do Tribunal de Contas da União. Articulador da votação, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) disse ter recebido o pedido do ministro Edison Lobão (Minas e Energia). O líder do governo no Congresso, José Pimentel (PT-CE), corroborou a informação, mas em plenário o Planalto acabou cedendo porque a oposição ameaçava obstruir a votação, o que poderia impedir a aprovação da LDO. O texto que o governo tentou emplacar permitia que empresas estatais ou de economia mista com atuação internacional e tenham regime próprio de licitação não tenham de seguir as tabelas oficiais de licitação, Sicro, para obras rodoviárias, e Sinapi, para obras civis. O objetivo é atender à Petrobras, que tem divergências com o Tribunal de Contas da União. Com esse texto, o governo teria mais facilidade no final de ano para manter obras da empresa de petróleo fora da lista de obras com indícios de irregularidades graves, o que impede o repasse de recursos.

PSDB acusa CPI de perseguição e diz confiar em Perillo

Diante da possibilidade de reconvocação do governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), para prestar depoimento à CPI do Cachoeira, a cúpula tucana tentou demonstrar unidade nesta terça-feira ao defendê-lo das acusações que o ligam a Carlinhos Cachoeira. Os líderes do PSDB atacaram o PT, o comando da CPI e a Polícia Federal pelo que consideraram direcionamento político nas investigações. O presidente do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PE), disse que o PT está preocupado com o resultado do julgamento do Mensalão do PT no Supremo Tribunal Federal e seus efeitos na eleição municipal e busca usar a CPI para atacar o governador tucano. "Querem chamar pessoas ligadas ao PSDB na CPI em agosto para tirar o foco do Mensalão", disse o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), membro da CPI do Cachoeira e que participou da entrevista coletiva dada pela cúpula tucana nesta terça-feira.

Seca se agrava nos Estados Unidos e meteorologia prevê mais calor no Meio-Oeste

Um forte calor cobriu grande parte do Meio-Oeste dos Estados Unidos nesta terça-feira, agravando a pior seca em mais de meio século na região, e devastando as lavouras de milho, soja e outros cultivos. De Chicago e Nebraska, as temperaturas rondaram os 40 graus, e o Serviço Meteorológico Nacional emitiu alertas para o calor em todo o Meio-Oeste e na costa atlântica. Em muitos lugares, o calor excepcional deve durar até a próxima semana. A Administração Nacional Oceânica e Atmosférica disse em seu site que esta é a pior seca desde 1956. O problema atinge cerca de 55% da área contígua do país, numa época em que a umidade seria especialmente necessária, por ser o período de polinização dos milharais. Os Estados Unidos são o maior exportador mundial de milho, cereal usado em aplicações tão díspares quanto a ração animal e o etanol automotivo. "Estamos passando de uma crise para uma história de terror", disse o agrônomo Tony Vyn, da Universidade Purdue: "Vejo um crescente número de campos que irão produzir zero grão". O meteorologista Jason Nicholls, da empresa AccuWeather, disse que não há possibilidade de chuvas no Meio-Oeste antes de meados da próxima semana, e que a seca e o calor devem se prolongar até agosto. O milho já está com sua maior cotação em 13 meses, depois de uma alta de 45% neste verão. O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos disse em sua última avaliação semanal, na segunda-feira, que apenas 31% da safra de milho no país está em situação boa ou excelente; no boletim anterior, 40% da safra estava satisfatória. Problemas climáticos estão sendo relatados também no Leste Europeu e na Ásia.

Kassab vai recorrer para garantir apoio ao PT em Minas Gerais

O prefeito de São Paulo e presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, avisou nesta terça a dirigentes do partido em Minas Gerais que vai recorrer, "até a última instância", da decisão judicial, em caráter liminar, que retirou o partido da coligação do candidato do PT à prefeitura de Belo Horizonte, Patrus Ananias. "O Patrus vai contar com o apoio e o tempo de televisão do PSD na campanha municipal", sentenciou Kassab, na expectativa de derrubar, no mérito, a decisão do juiz do foro eleitoral da capital mineira, Rogério Alves Coutinho. Um interlocutor do prefeito avalia que, fora dos limites de Minas Gerais e do poder de influência do senador Aécio Neves (PSDB-MG), o mais destacado apoiador da reeleição do prefeito Márcio Lacerda (PSB), será mais fácil garantir na Justiça a parceria com o PT. "Pois que recorra. Justiça é para isto mesmo", desafia o deputado federal e presidente do PSDB de Minas Gerais, Marcus Pestana, convencido de que tem pela frente uma boa causa e uma das melhores assessorias em direito eleitoral. "Nossos advogados estão convencidos de que a decisão da justiça é sólida e irreversível, ainda que em caráter liminar, o que transforma a intervenção de Kassab no diretório municipal em um gesto inoportuno e politicamente inócuo", afirma Pestana.

Pesquisa Methodus aponta que comunista Manuela D'Ávila está perto de ganhar eleição para prefeitura de Porto Alegre no primeiro turno

Manuela e seu namorado
A primeira pesquisa eleitoral Correio do Povo/Instituto Methodus feita em Porto Alegre depois da realização das convenções municipais que oficializaram as candidaturas à prefeitura mostra que a deputada federal comunista Manuela D’Ávila (PCdoB) e o prefeito José Fortunati (PDT), candidato à reeleição, lideram a disputa. O levantamento indica que, se a eleição ocorresse nos dias em que foi realizada a pesquisa, a disputa pela prefeitura da capital gaúcha seria decidida em um segundo turno de votação entre Manuela e Fortunati. Com um total de 1,6 mil entrevistados, a pesquisa é a maior divulgada até agora em Porto Alegre. Com esse número de entrevistados, a margem de erro cai para 2,5 pontos percentuais para mais ou para menos. No primeiro turno, Manuela venceria por menor margem: 38,6% contra 33,5% de José Fortunati. Já na simulação de segundo turno, feita pelo Instituto Methodus, Manuela D'Ávila ganharia a eleição por 46,7% dos votos, contra 39,.3% do prefeito José Fortunati. Os demais colocados na simulação para o primeiro turno obtiveram os seguintes índices: Adão Villaverde, PT, 7,54%; Roberto Robaiana, Psol, 1,8%; Wambert Di Lorenzo, PSDB, 1%; Érico Corrêa, PSTU, 0,9%; Jocelin Azambuja, PSL, 0,4%. Os candidatos com maiores índices de rejeição são José Fortunati, 17,3%; Adão Villaverde, 16,6%; Manuela D'Ávila, 16,4%. Pelos números obtidos pela pesquisa do Instituto Methodus, a comunista Manuela D'Ávila estaria próxima de vencer as eleições já no primeiro turno. Como a margem de erro considerada para a pesquisa é de 2,5 pontos percentuais, se essa porcentagem fosse acrescentada a ela, e diminuida da de Fortunatti, Manuela D'Ávila ficar com 41,1% do eleitorado. Na outra ponta, Fortunatti cairia para 31%. Somado o seu índice com os dos outros candidatos daria o total de 42,6% do eleitorado. Ou seja, Manuela D'Ávila estaria distante, hoje, de uma vitória logo no primeiro turno, por uma margem de apenas 1,5% do eleitorado. O resultado mais notável dessa primeira pesquisa Methodus é o estrondoso fracasso da candidatura petista do deputado estadual Adão Villaverde. Tudo indica que ele será o grande "cristianizado" dessa campanha eleitoral.

Venda de novas linhas de celular e internet pode ser proibida em todo o Rio Grande do Sul

A venda de novas linhas de telefones celulares e de internet 3G poderá ser proibida em todo o Rio Grande do Sul. O diretor do Programa Estadual de Defesa dos Consumidores (Procon/RS), Cristiano Aquino, anunciou nesta terça-feira que o órgão vai solicitar às empresas TIM, Vivo, Claro e Oi uma série de informações, como plano de investimentos, prazos para melhoria na qualidade do serviço e uma relação de municípios onde não existe autorização para instalação de antenas. “Queremos que as empresas nos informem em que cidades gaúchas existem problemas com relação a instalação dos equipamentos”, acrescentou. Segundo Aquino, não está descartado que o órgão tome a mesma atitude do Procon de Porto Alegre. “Estamos analisando os desdobramentos do caso de Porto Alegre. Vamos buscar as informações necessárias para tomar uma decisão como esta, mas não está descartado que adotemos a mesma medida do Procon da Capital”, comentou. Segundo ele, no pedido de informações que será enviado às empresas será solicitado também que seja apontado em quais municípios gaúchos que elas estão tendo dificuldade de instalação das linhas e equipamentos em função da legislação ambiental.

Governo gaúcho do PT faz represália aos escoteiros e despeja Grupo Harmonia do CETE

O governo gaúcho do PT deu ordem de despejo para o grupo de escoteiros Harmonia, que foi fundado há 27 anos e há 17 anos ocupa o galpão 28 do Centro Estadual de Treinamento Esportivo, no bairro Menino Deus, em Porto Alegre. O PT detesta escoteiros. Nos Países comunistas, todos eles faróis do PT, como é o caso de Cuba, movimento semelhante foi criado com o nome de Pioneiros, mas os princípios e valores são comunistas. A alegação mentirosa para o despejo é de que os escoteiros não promovem práticas esportivas. Os escoteiros gostam de lembrar que seu pessoal só tem uma palavra e que sua honra vale mais do que a própria vida. São princípios e valores que não combinam com os princípios e valores comunistas. A mãe de um dos lobinhos do Grupo Harmonia, Giselle Simões, foi para o Facebook reclamar do despejo. Ela convidou as pessoas para conhecerem o grupo, sábado, às 10 horas. Eis o que escreve Giselle: "Só existem dois grupos escoteiros com nome 'Harmonia' no mundo. Enquanto o irmão uruguaio festeja cinco décadas, o daqui - brasileiro e gaúcho com orgulho - tem os dias contados por uma ordem de despejo. O movimento escoteiro se orgulha em ser apartidário, sem vínculo com qualquer religião ou segmento social. O escotismo valoriza o civismo, o respeito ao próximo e tem como especialidades 30 modalidades esportivas". Isso é que é educação em governo petista.

Hospital Centenário é condenado por negligência no atendimento

O Hospital Centenário de São Leopoldo, cidade comandada com muito desmando pelo PT, terá que indenizar uma mulher que perdeu o marido por negligência no atendimento de emergência. A sentença da comarca de São Leopoldo foi confirmada pelos desembargadores do Tribunal de Justiça, e a indenização está estipulada em R$ 51 mil. A Justiça considerou que houve omissão no procedimento de triagem, já que a vítima apresentava sinais visíveis de infarto. A esposa receberá uma pensão mensal correspondente a dois terços do salário mínimo, até a data em que a vítima completaria 72 anos de idade. Ela também receberá R$ 1,5 mil por danos materiais, por despesas decorrentes do falecimento. De acordo com o processo movido pela família, a mulher esteve no Hospital Centenário em busca de atendimento emergencial para o seu marido, que se sentia mal e suava muito. Passadas mais de duas horas, ela levou o marido ao posto de saúde, onde foi atendido e novamente encaminhado ao Hospital Centenário. Lá chegando, o paciente sofreu uma parada cardiorrespiratória e não resistiu. Na Comarca de São Leopoldo, a juíza Maria Elisa Schilling Cunha condenou o hospital. Segundo a magistrada, o relatório cronológico elaborado pela perícia criminalística demonstrou que houve falha no atendimento. De acordo com a sentença da juíza, ficou clara a negligência, já que sequer foi realizado o exame prévio para indicar o grau de urgência do quadro do paciente. O Hospital Centenário apelou ao Tribunal de Justiça alegando superlotação e afirmando que a esposa demorou para procurar atendimento nas unidades de saúde.

Mantega indica vice-presidente da Gol para comandar CVM

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, indicou o vice-presidente executivo da companhia aérea Gol, Leonardo Gomes Pereira, para a presidência da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Pereira substituirá Maria Helena Santana, cujo mandato encerrou-se no último sábado. Enquanto o novo presidente não assume o cargo efetivamente, o diretor Otavio Yazbek segue na presidência da CVM como interino. Engenheiro e economista, Pereira esteve desde 2009 na Gol. Na vice-presidência da empresa aérea, ele foi responsável pela compra da Webjet e participou das negociações da aliança com a companhia norte-americana Delta Airlines. Ele também consolidou a reestruturação de capital da Gol e desenvolveu contatos com bolsas de valores no Brasil e no Exterior. Pereira também integra o Comitê Executivo da companhia, sendo responsável pelas áreas de planejamento estratégico, finanças, controladoria, orçamento e projetos, controles internos, frota, planejamento da malha aérea, tecnologia da informação e relações com investidores. Antes de trabalhar na companhia aérea, Pereira foi diretor executivo da Net Serviços de Comunicação, de 2000 a 2007, onde participou do processo de reestruturação de uma dívida de mais de R$ 3 bilhões da empresa. Entre 1995 e 2000, atuou como diretor de Planejamento Corporativo e de Relações com Investidores da Globopar, supervisionando o orçamento das companhias e participando da venda de títulos da empresa no mercado doméstico e internacional. Subordinada ao Ministério da Fazenda, a Comissão de Valores Mobiliários é o órgão responsável por regular o funcionamento das bolsas de valores, do mercado de balcão (contratos de compra e venda de ativos financeiros fora da bolsa) e dos mercados de títulos. Só esqueceram de dizer que a Gol só apresenta prejuízo e está demitindo funcionários, inclusive pilotos.

CNJ derruba segredo de Justiça decretado pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina

O segredo de Justiça deve ser decretado apenas como exceção. A regra é a publicidade dos atos processuais. Com essa justificativa, o Conselho Nacional de Justiça suspendeu ato da Corregedoria do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, que conferia sigilo a ações de busca, apreensão e reintegração de posse decorrentes de contratos de leasing ou com alienação fiduciária em garantia. Segundo o conselheiro Emmanoel Campelo, responsável pela decisão, as medidas adotadas pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina estabelecem “injusta e indevida desigualdade” entre autores e réus. As operações em questão são normalmente promovidas por instituições financeiras, em contratos onde há alienação fiduciária do bem como garantia. A Corregedoria do Tribunal de Justiça de Santa Catarina sustentou que a postura adotada buscava garantir efetividade às liminares de busca e apreensão ou reintegração de posse, pois a parte devedora, ao saber da distribuição da ação, poderia desaparecer com os bens dados como garantia. A imposição prévia de segredo de Justiça nestes casos, defendeu, atenderia ao interesse público. No entanto, para Campelo, cabe ao juiz apreciar o pedido inicial e deliberar sobre a necessidade ou não de segredo de Justiça. “Jamais poderia um ato da Corregedoria definir o segredo como regra, em ações onde estão presentes somente os interesses privados dos devedores e credores em contratos de leasing ou contratos com alienação fiduciária em garantia”, afirmou.

Vale elevou produção de minério de ferro no segundo trimestre

A Vale divulga nesta quarta-feira o relatório de produção do segundo trimestre no qual deverá exibir maiores volumes de extração de minério de ferro, retomando patamares registrados antes das chuvas que interromperam operações de algumas minas da companhia e afetaram os embarques do primeiro trimestre. A maior produtora de minério de ferro do mundo deve anunciar ainda aumento na produção de cobre e níquel, de acordo com previsões de bancos que acompanham a mineradora. A produção de minério de ferro da Vale deverá ser da ordem de 80 milhões de toneladas, cerca de 15% maior em relação à quantidade obtida no primeiro trimestre e 5% acima do que alcançou no mesmo período de 2011, disse o Citibank em relatório a clientes. O Goldman Sachs estima que a Vale produzirá cerca de 73 milhões toneladas de minério de ferro sem considerar a produção da Samarco, na qual a Vale detém participação de 50%, em parceria com a australiana BHP. Dos quase 70 milhões de toneladas que a Vale produziu no primeiro trimestre do ano, 2,5 milhões de toneladas foram atribuídos à parcela da mineradora brasileira na Samarco. "Nós esperamos um preço médio de 112 dólares por tonelada, ligeiramente melhor do que 109 dólares por tonelada do último trimestre, com base no menor frete/custos de combustível", afirmam Alexander Hacking e Thiago Ojea, que assinam o relatório do Citi. O banco prevê ainda alta de 10% na produção de níquel em relação ao trimestre anterior e de 23% em comparação ao mesmo período de 2011.

Mercadante pode substituir o chanceler Patriota

A presidenta Dilma Rousseff planeja uma minireforma ministerial para tentar aparar arestas com a “base aliada” – em especial com o PMDB – e tirar do foco o chanceler Antônio Patriota, com quem não se entende. Uma alternativa seria o ministro Aloysio Mercadante (Educação), que já estaria às voltas com relatórios de política externa. Patriota ainda não caiu para não “não passar recibo” às críticas. Prestigiado por Dilma, Mercadante também sairia do foco da Educação, abalada pela grave e ainda insolúvel greve nas universidades federais. Patriota perdeu a interlocução com Dilma nas crises: ela prefere ouvir o ex-chanceler Amorim e aspone top-top aleatório Marco Aurélio Garcia. Os dois foram privilegiados por Dilma nas trapalhadas do Brasil no Paraguai e na entrada da Venezuela no Mercosul. Patriota não reagiu. Dilma pensou em demitir Patriota após o fiasco da conferência Rio+20, quando o documento básico aprovado virou piada internacional. (Claudio Humberto)