sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Ministério Público pede anulação de diploma de prefeito petista, vice e suplentes de vereadores em Rio Grande


O Ministério Público Eleitoral ingressou com ações judiciais contra o prefeito petista de Rio Grande, Alexandre Lindenmeyer, o vice, Eduardo Lawson, e contra os suplentes de vereadores Cláudio Luís Silva de Lima e Enoc Braga Guimarães. Os pedidos apresentados pelo Ministério Público são de anulação dos diplomas dos eleitos e dos votos recebidos, com consequente recontagem do quociente eleitoral e partidário, em caso de procedência das ações. Segundo o promotor Marcelo Nahuys Thormann, os investigados realizaram eventos (como almoços e jantares) para divulgação e arrecadação de recursos para a campanha eleitoral, mas deixaram de comunicar ao juizado competente, dentro do prazo legal. As petições visam apurar também irregularidades nas prestações de contas dos candidatos no que diz respeito à arrecadação de recursos para a campanha eleitoral, “vislumbrando-se a conduta popularmente conhecida como caixa 2”. Thormann afirmou que as investigações tiveram origem na fiscalização e julgamento de desaprovação das contas de campanha dos candidatos pela juíza eleitoral Fernanda Duquia Araújo, o que motivou o envio de cópias dos processos ao Ministério Pùblico Eleitoral para análise.

Ministério autoriza importação de gás para alimentar térmica no Rio Grande do Sul


O Ministério de Minas e Energia publicou no Diário Oficial da União desta sexta-feira autorização para importação de gás natural para alimentar a usina térmica de Uruguaiana, que está desligada desde 2009. Segundo a portaria publicada, a autorização permite que a Companhia de Gás do Rio Grande do Sul (Sulgás) importe até 2,8 milhões de metros cúbicos por dia de gás natural para atender o mercado potencial no Estado, "em especial UTE Uruguaiana, da empresa AES Sul". A autorização é válida até o final deste ano e foi emitida depois que o Ministério aprovou no fim de 2012 o uso de gasoduto argentino para o envio de combustível à térmica. A AES Uruguaiana iniciou as atividades em 2000. A usina tem capacidade instalada de 630 megawatts (MW). A companhia informou que a Termelétrica de Uruguaiana estáa apta a iniciar geração de 164 MW (ciclo aberto) em meados de janeiro 2013 e, posteriormente, atingir 494 MW (ciclo combinado) em meados de março de 2013.

PT pode expulsar vereadora de Ponta Grossa suspeita de forjar seu sequestro

Petista Ana Maria

A vereadora Ana Maria Branco de Holleben (PT), de Ponta Grossa, interior do Paraná, presa desde o dia 2 sob a acusação de simular o próprio sequestro, corre o risco de ser expulsa do partido caso não peça seu afastamento. Em uma reunião do diretório municipal do PT, na noite de quinta-feira, em Ponta Grossa, o partido decidiu que irá ouvir a vereadora no Conselho de Ética e não descarta a expulsão da legenda. Já a Câmara fará uma reunião extraordinária na próxima semana para definir que ação tomará a respeito. É evidente que já deveria ter aberto processo para cassação do seu mandato por quebra de decoro parlamentar. No final da tarde desta sexta-feira, a Justiça decretou a prisão preventiva de Ana Maria. A vereadora foi transferida da sala especial da 13ª Subdivisão Policial de Ponta Grossa, onde passou a noite de quinta-feira, e foi levada para outra sala especial, localizada no Quartel do Corpo de Bombeiros. Segundo o deputado estadual Péricles de Mello, presidente municipal do PT e primo de Ana, o caso deve ter mais desdobramentos, pois uma quarta pessoa, que continua foragida e cuja identidade não foi revelada, seria ligada ao PSB, partido do vice-prefeito Doutor Zeca e com interesse na eleição da Câmara. "Não podemos assegurar nada ainda, mas vendo o depoimento da Ana e ao mesmo tempo envolvimento dessa pessoa, tenho certeza que o caso terá muito desdobramento. Se fosse simplesmente para não ir à sessão da Câmara, ela poderia ter agido de outra forma, pois é uma pessoa muito respeitada, tem história no partido e na cidade", afirma. Uma das versões para a suposta simulação de sequestro de Ana teria como objetivo obter vantagens com a não participação na eleição da Mesa Diretora da Câmara, o que daria condições para a chapa de situação vencer, o que não aconteceu, já que Aliel Machado (PCdoB), que lidera o bloco oposicionista ao prefeito Marcelo Rangel (PPS), foi eleito para o cargo. É muito engraçado esse PT, não expulsa, como manda o seu regimento, os condenados do Mensalão do PT, José Dirceu, José Genoíno, Delúbio Soares e João Paulo Cunha, que cometeram crime de lesa pátria ao afrontar a Constituição em um dos seus fundamentos, o da soberania do voto popular e da escolha dos representantes populares, e quer expulsar uma vereadorazinha que "só" cometeu uma fraude, ao forjar o seu próprio sequestro. O PT é assim, domina o Código Penal inteirinho.

Itaipu foi a maior produtora de energia em 2012


Em 2012, Itaipu Binacional foi a hidrelétrica que mais produziu energia no mundo, atingindo 98,287 milhões de megawatts-hora (MWh). A usina mantém a primeira posição desde 1997, quando ficou pronta. É responsável por 19,9% da energia elétrica consumida no Brasil e por 80% da distribuída no Paraguai. Celso Torino, superintendente de operações da Itaipu, diz que a maior concorrente é a chinesa Três Gargantas, que gerou 98,107 milhões de MWh no ano passado. Ele explica que apesar de a chinesa ter 60% a mais de equipamentos de geração, a natureza não contribui para o crescimento da produção. Há períodos do ano em que o rio Yang-tsé fica congelado.

Haddad volta a se encontrar com Mantega para negociar dívida da capital paulista


O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), reuniu-se nesta sexta-feira com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, para negociar a dívida da capital paulista com a União, estimada em mais de R$ 50 bilhões. O encontro com o ministro, na sede da Presidência em São Paulo (aquele local onde trabalhava, como chefe de gabinete a amante de Lula, Rosemary Novoa Noronha), foi o terceiro desde que Haddad elegeu-se prefeito. Nem Haddad nem o ministro deram declarações sobre a renegociação da dívida paulistana depois do encontro. Quando tomou posse, na terça-feira, o prefeito classificou a dívida com a União como 'insustentável' e disse que a renegociação será uma das prioridades de seu governo. Ao tentar reduzir o comprometimento das receitas municipais com o pagamento da dívida o prefeito tenta liberar recursos para ampliar os investimentos na cidade. Na avaliação de Haddad é possível liberar de 20% a 30% dos recursos para investimentos. O prefeito reclama que a capital investe anualmente R$ 264,30 per capita, a metade do que é investido pelo Rio de Janeiro (R$ 526,72). Além de discutir a mudança no indexador da dívida, Haddad tenta atrair investimentos do governo federal para a cidade, como forma de compensar o pagamento de cerca de R$ 4 bilhões anuais à União por conta do endividamento.

Uma estátua de Hitler rezando no gueto de Varsóvia causa indignação

Uma ofensa à memória dos judeus mortos no Holocausto

O grão-rabino da Polônia, Michael Schudrich, manifestou a sua indignação nesta sexta-feira com a presença de uma estátua representando o ditador nazista Adolf Hitler ajoelhado no local do antigo gueto judeu de Varsóvia, uma provocação do artista italiano Maurizio Cattelan. 'Quando se trata de mostrar o personagem de Hitler, temos a responsabilidade extraordinária de sermos sensíveis àqueles que sofreram, por causa do que Hitler provocou aos sobreviventes do Holocausto e aos sobreviventes não-judeus', declarou o rabino Schudrich. Uma estátua de cera representando Adolf Hitler, com a estatura de uma criança, vestido com um uniforme cinza, ajoelhado e rezando, foi instalada no antigo gueto de Varsóvia em 16 de novembro. A estátua pode ser vista apenas de costas e somente as pessoas mais atentas conseguem descobrir a instalação que passa despercebida da maior parte dos passantes. É possível observá-la apenas através de um buraco na porta de entrada de um prédio residencial abandonado. A obra, intitulada "Him" ("Ele"), é apresentada como parte de uma exposição do artista, no Centro de Arte Contemporânea de Varsóvia. "Colocá-la exatamente aqui, na Rua Prozna, que fazia parte do antigo gueto, é prova de uma falta de sensibilidade, e mostra por que isso causa problemas", reclamou o rabino. Segundo Michael Schudrich, antes do início da exposição, os responsáveis pelo museu haviam dito a ele que esta obra não constituía uma reabilitação de Hitler, mas mostrava que o mal pode existir na forma de uma criança de ar ingênuo e inocente. 'Eu achava que tinha ouvido que a obra fosse ficar no museu, mas talvez isso não tenha sido dito. Mas é certo que eles não disseram que a colocariam no antigo gueto', acrescentou Schudrich. O Centro Simon-Wiesenthal de Jerusalém havia classificado a instalação da estátua no antigo gueto de Varsóvia de "deturpação da arte, que insulta as vítimas dos nazistas" e "de uma provocação sem sentido", em um comunicado de 27 de dezembro. Um ano depois da invasão da Polônia, no dia 1º de setembro de 1939, os alemães criaram o bairro do gueto judeu de apenas três quilômetros quadrados onde ficaram amontoados cerca de meio milhão de judeus. Seus habitantes foram quase todos dizimados pela fome e por doenças, ou deportados para os campos da morte. O bairro foi destruído pelos nazistas em 1943, após a insurreição do gueto.

Karoon Petróleo e Gás perfura seu primeiro poço no litoral brasileiro


A companhia petrolífera australiana Karoon Petróleo e Gás anunciou o início da perfuração de seu primeiro poço no litoral brasileiro, na Bacia de Santos, em frente à costa de Santa Catarina. A operação no poço Kangaroo, localizado entre os blocos S-M-1101 e S-M-1165, começou na sexta-feira da semana passada, dia 28 de dezembro. Este é o primeiro dos três poços de prospecção que a empresa perfurará no País. A Karoon possui cinco poços no litoral brasileiro, localizados a 112 quilômetros da costa catarinense, a 400 metros de profundidade, com uma área de 865 quilômetros quadrados. O potencial estimado é de até 400 milhões de barris de petróleo em cada um dos três poços brasileiros e a primeira fase de trabalhos tem duração prevista entre seis e nove meses. Em seguida, a Karoon fará um plano de avaliação da área, com base nas informações dos poços estudados. A Karoon Petróleo e Gás é uma subsidiária da Karoon Gas Australia, empresa que além do Brasil opera no Peru.

BNDES cedeu ações ao Tesouro Nacional por direitos de créditos contra Itaipu


O BNDES esclareceu que as ações cedidas ao Tesouro no último dia 28, e que até então compunham a carteira da BNDESPar, representam o pagamento por um contrato de cessão onerosa de créditos firmado com a União. Em contrapartida, a União repassou para o banco de fomento direitos de créditos detidos contra a hidrelétrica de Itaipu Binacional. A operação foi autorizada pela Medida Provisória 600, também do dia 28. O comunicado enviado pelo BNDES não cita o repasse de ações feito no mesmo dia do Tesouro Nacional para a Caixa Econômica Federal. Segundo o banco, foram repassadas para a União 296.392.500 ações ordinárias da JBS; 5.330.000 ações ordinárias da Indústrias Romi; 1.453.568 ações preferenciais da Mangels; 54.986.177 ações ordinárias da Paranapanema; 161.700.000 ações ordinárias da Petrobras; 39.000.000 ações ordinárias da Eletrobras; 10.600.000 ações ordinárias da Vale; 3.061.339 ações preferenciais da Cesp; 1.655.200 ações ordinárias da MetalFrio; e 1.059.600 ações ordinárias da Vulcabrás.

Justiça paranaense determina prisão preventiva para vereadora petista que forjou seu próprio sequestro


A Justiça do Paraná decretou nesta sexta-feira a prisão preventiva da vereadora de Ponta Grossa, no interior do Paraná, Ana Maria de Hollebem (PT), conhecida como Professora Ana, acusada de forjar o próprio sequestro. Se não consiguir reverter a decisão, ela permanecerá detida até o fim do julgamento. Como agente político, a vereadora tem foro privilegiado e por isso deve ficar presa em uma cela especial ou em um quartel. Em respeito ao Código Penal, ela foi transferida para o quartel do Corpo de Bombeiros da cidade. A parlamentar está presa desde quarta-feira e o advogado que a representa, Pablo Milanese, chegou a protocolar um pedido de liberdade provisória que foi negado. Agora, ele deve recorrer da decisão que a manteve presa. “Nós ainda não temos conhecimento do teor, mas vamos ter contato com a decisão e ver como agir”, afirmou Milanese. Ana Maria, que foi eleita para o terceiro mandato nas eleições de outubro de 2012, sumiu por volta das 18 horas depois de sair do Cine Teatro Ópera, onde foi realizada a cerimônia de posse dos vereadores, prefeito e vice-prefeito eleitos. Do teatro, ela deveria ter ido para a Câmara Municipal para participar da eleição da Mesa Diretora, mas não apareceu. A ausência da vereadora acabou suspendendo a votação. Alguns parlamentares se negaram a dar início à eleição, sem a presença da colega. Na tarde de quarta-feira, a vereadora apareceu na Santa Casa de Misericórdia, dizendo-se atordoada. Ela recebeu atendimento médico e foi transferida para o Hospital Regional da cidade de onde saiu direto para a 13ª Subdivisão Policial. De acordo com a polícia, a vereadora forjou o próprio sequestro para não participar da votação da Mesa Executiva. O motivo exato ainda é desconhecido, já que ela recorreu ao direito de se manifestar apenas em juízo. Além de Ana Maria, outras quatro pessoas são suspeitas de envolvimento na fraude. O inquérito policial apontou que elas devem responder pelos crimes de formação de quadrilha, fraude processual e falsa comunicação de crime. O primeiro ato dos novos
vereadores deveria ser a instalação de comissão especial para cassação do mandato da petista, por falta de decoro parlamentar.

Duzentos navios escoltarão Fragata Libertad em Mar del Plata, Cristina Kirchner vai imitar o general de fancaria Leopoldo Galtieri

Fragata Libertad, festa para Cristina imitar Galtieri
Duzentas embarcações escoltarão, na quarta-feira, a aproximação ao porto de Mar del Plata (400 quilômetros ao sul de Buenos Aires) da Fragata Libertad, navio símbolo da Marinha argentina, que ficou mais de dois meses preso em um porto de Gana a pedido de um fundo especulativo. A chegada com escolta da Fragata Libertad a Mar del Plata faz parte de uma cerimônia de recepção com pompa que será liderada pela presidente peronista populista muito incompetente Cristina Kirchner. Ela quer imitar o general de fancaria Leopoldo Galtieri, último representante da ditadura militar que assolou o país, e que determinou o gigantesco fracasso da invasão das Ilhas Falklands. Os argentinos terminaram miseravelmente derrotados e apresentando rendição incondicional diante das tropas inglesas. O cachaceiro general Galtieri imaginava dar sobrevida à ditadura envolvendo o povo argentino no apelo populista nacionalisteiro. Deu no que deu..... Cristina Kirchner, vendo afundar o seu governo, faz o mesmo tipo de apelo. Isso demonstra que os argentinos não aprenderam nada com a história. "Estimamos que serão cerca de 200 embarcações a escoltar a Fragata Libertad', disse aos jornalistas Susana Salerno, titular do Clube Náutico de Mar del Plata, o maior destino turístico da Argentina com costa no Oceano Atlântico. Carlos Barrios Cardozo, chefe da prefeitura (guarda costeira) de Mar del Plata disse: "Estamos coordenando a atividade náutica esportiva e ajustando pautas de segurança no momento da aproximação das embarcações até a fragata", lançada ao mar em 1956, e que cumpria viagem de instrução. O navio militar foi retido em 2 de outubro no porto de Tema, perto de Accra, de onde zarpou em 19 de dezembro de volta à Argentina, depois que Gana levantou o embargo ao aceitar uma resolução do Tribunal Internacional do Mar, que pediu para liberar o navio 'imediatamente e sem condições'. O embargo foi decidido por um juiz ganense que acolheu a demanda do fundo NML Capital, que pedia 370 milhões de dólares pela falta de pagamento da dívida argentina que caiu em default em 2001, por US$ 100 bilhões. A tripulação é composta por 98 marinheiros que foram enviados especialmente a Gana para trazer a embarcação de volta e outros 44 que permaneceram na fragata após o embargo dos 326 que tinham iniciado a viagem de instrução.

Governo do peremptório petista Tarso Genro revoga edital do programa de recuperação da Rota do Sol e de outras estradas da Serra gaúcha


O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), do governo do peremptório petista Tarso Genro, revogou o edital que previa a reconstrução de 196 quilômetros de rodovias na Serra gaúcha. As obras em quatro estradas estavam previstas para começar em março por meio do Contrato de Restauração e Manutenção, o Crema/Serra. Segundo o Diário Oficial do Estado, a revogação da concorrência que habilitaria empresas para executar os serviços "atende a interesses da administração pública". Mas o muito incompetente órgão público Daer não explicou os motivos. O edital aberto em novembro teria falhas que poderiam comprometer o processo licitatório, segundo um parecer da Superintendência de Assuntos Jurídicos do governo do Estado. O projeto do Crema foi totalmente desenvolvido pela equipe do Daer. A Secretaria de Infraestrutura e Logística (Seinfra) havia anunciado um investimento de R$ 140.773.881,19 para recuperar a RS-324, entre Nova Araçá e Nova Prata, a RSC-470, entre Nova Prata eBento Gonçalves, a RS-122, entre Ipê e a localidade de Samuel, na BR-116 e RSC-453 (Rota do Sol), entre Caxias do Sul e Lajeado Grande. Essas quatros rodovias têm sinalização precária e o asfalto está comprometido pelos buracos, infiltrações e outros defeitos. O prefeito de Caxias do Sul, Alceu Barbosa Velho, definiu a decisão do governo do Estado em uma frase: "É lastimável".

Ministro do Supremo registra declaração politiqueira de candidato à presidência da Câmara.


O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, classificou nesta sexta-feira como um "arroubo de retórica" a declaração do deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), favorito para comandar a Câmara a partir de fevereiro, de que, se eleito, não cumprirá a decisão da corte sobre a perda automática do mandato dos condenados no julgamento do Mensalão do PT. Marco Aurélio avalia que o tribunal deve dar um "desconto" ao candidato à presidência da Câmara. "Temos que dar um desconto, pois ele está numa caminhada política e diz isso para agradar a Casa. Uma coisa é a voz política de um candidato, a outra é a voz ponderada de um presidente da Câmara", afirmou o ministro: "Só espero que prevaleça a voz ponderada. Mas neste momento, ele tem que atender sua clientela interna".

Ditadura da Venezuela abre processo contra TV e rádios que não veicularam discurso sobre saúde de Chávez


O diretor da Comissão Nacional de Telecomunicações (Conatel) da Venezuela, Pedro Maldonado, disse nesta quarta-feira que abriu um procedimento administrativo contra três emissoras de Caracas que não transmitiram, na quinta-feira, o pronunciamento do ministro de Comunicação e Informação da Venezuela, Ernesto Villegas, em cadeia nacional de rádio e televisão, sobre a saúde do ditador Hugo Chávez. Maldonado destacou que o ministro Villegas anunciou com antecedência que haveria a cadeia nacional e alegou que o procedimento administrativo é baseado na violação do Artigo 10 da Lei de Responsabilidade de Rádio e Televisão venezuelana, que obriga os meios de comunicação a transmitir discursos oficiais do presidente, do vice-presidente e do ministro de Comunicação e Informação. Segundo Maldonado, as emissoras de televisão La Tele, e de rádio, Candela Pura 91.9 e Es 96.9, foram notificadas nesta sexta-feira e terão que apresentar seus argumentos de defesa à Conatel. Diante das incertezas causadas pelos rurmores sobre o agravamento do estado de saúde de Chávez, a ditadura venezuelana promove uma campanha para tranquilizar a população. As autoridades venezuelanas acusam a oposição de estimular o clima de dúvidas no país. Em seu pronunciamento, na noite de quinta-feira, o ministro Ernesto Villegas leu um comunicado oficial e disse que há uma “guerra psicológica” no país com o objetivo de “desestabilizar” a região. É de fato um tipo desqualificado. Quem desestabilizou a Venezuela foi o ditador Hugo Chavez, disputando uma eleição quando sabia que sequer poderia assumir o novo mandato, como agora está comprovado. Por outro lado, a oposição a Chávez cobra mais informações sobre o estado geral de saúde do ditador. A cerimônia de posse de Hugo Chávez, reeleito em outubro, está marcada para o dia 10. Pela Constituição, se ele não assumir, o poder ficará interinamente com o presidente da Assembléia Nacional (Parlamento), Diosdato Cabello, e devem ser convocadas novas eleições em até 30 dias.

Rodoviários entram em estado de greve em Porto Alegre, na verdade, um lockout


Os rodoviários de Porto Alegre decidiram, na quinta-feira, entrar em estado de greve. Isso significa que eles podem paralisar os serviços a qualquer momento. A categoria reivindica reajuste salarial de 30%, aumento de R$ 10,00 no ticket alimentação e a revisão do acordo coletivo de 2012. Eles pedem que o Sindicato das Empresas Operadoras do Transporte em Porto Alegre (Seopa), que havia oferecido 3% de reajuste, apresente uma contraproposta. A Seopa aguarda uma resposta por escrito dos rodoviários para marcar uma nova reunião. Isso tem todo cheiro de lockout (greve de empregados estimulados pelos empregadores), para paralisar as contestações à planilha de custos dos aumentos da passagem de ônibus.

Ministério autoriza importação de gás para alimentar usina térmica no Rio Grande do Sul


O Ministério de Minas e Energia publicou no Diário Oficial da União desta sexta-feira autorização para importação de gás natural para alimentar a usina térmica de Uruguaiana (RS), que está desligada desde 2009. Segundo a portaria publicada, a autorização permite que a Companhia de Gás do Rio Grande do Sul (Sulgás) importe até 2,8 milhões de metros cúbicos por dia de gás natural para atender o mercado potencial no Estado, "em especial UTE Uruguaiana, da empresa AES Sul". A autorização é válida até o final deste ano e foi emitida depois que o Ministério aprovou no fim de 2012 o uso de gasoduto argentino para o envio de combustível à térmica. A AES Uruguaiana iniciou as atividades em 2000. A usina tem capacidade instalada de 630 megawatts (MW). A AES informou que a Termelétrica de Uruguaiana está apta a iniciar geração de 164 MW (ciclo aberto) em meados de janeiro 2013 e, posteriormente, atingir 494 MW (ciclo combinado) em meados de março de 2013".

Tesouro Nacional confirma resgate de recursos do Fundo Soberano para reforçar superávit primário em 2012 por artifício contábil


O secretário do Tesouro Nacional, o petista neotrotskista gaúcho Arno Augustin, confirmou nesta sexta-feira que o resgate de R$ 12,4 bilhões do Fundo Soberano do Brasil (FSB) teve o objetivo de reforçar o caixa do Tesouro Nacional e ajudar o governo a cumprir a meta de superávit primário de 2012. A meta estabelecida é R$ 139,8 bilhões. “Nós baixamos uma parte do valor do FSB, que vai para o superávit primário. O que importa é que tem, sim, um resgate para o superávit primário de R$ 12,4 bilhões. Assim como ele foi antes uma despesa, agora volta como uma receita”, disse. O Diário Oficial da União publicou esta semana três medidas tomadas no dia 31 de dezembro de 2012 que permitiram o ingresso de quase R$ 15,8 bilhões nos cofres do governo. Uma delas  foi autorizada pela Portaria 769, que permitiu ao BNDES comprar com títulos do governo federal ações da Petrobras que estavam no Fundo Soberano, captando com a operação R$ 8,847 bilhões para os cofres do Tesouro Nacional. Criado pelo governo em 2008 por meio da Lei  11.887/08, o fundo foi idealizado para enfrentar os efeitos de crises internas ou externas. Funciona como uma poupança e não impede que seja usado no cumprimento da meta de superávit primário das contas públicas. Na engenharia financeira, foi tomada outra medida para reforçar o caixa do Tesouro Nacional. O BNDES antecipou dividendos (lucro pago a acionistas) de R$ 2,317 bilhões ao governo. Nessa mesma linha de captação de recursos, a Caixa Econômica Federal repassou ao Tesouro R$ 4,69 bilhões também em dividendos. Somando todos esses valores, chega-se ao total de R$ 15,8 bilhões. Para concretizar a operação, foram transferidos R$ 12,4 bilhões do Fundo Soberano para o caixa do Tesouro Nacional, operação confirmada por Arno Augustin. Dessa forma, restaram apenas R$ 2,854 bilhões no fundo.

Desaceleração econômica na Argentina reduz exportações brasileiras em 20%


A desaceleração da economia na Argentina fez as exportações brasileiras ao país caírem 20,7% em 2012, segundo consultorias econômicas de Buenos Aires. Entre os setores mais afetados estão os de autopeças, máquinas agrícolas e eletrônicos. Em 2012, quando a economia argentina cresceu menos de 2%, Buenos Aires importou US$ 18 bilhões em mercadorias do Brasil. No ano anterior o montante havia sido de US$ 22,7 bilhões, segundo o economista argentino Maurício Claverí, da consultoria Abeceb. "A partir de abril de 2012 passou a ocorrer uma demanda menor argentina. Desde então, surgiu uma mistura de efeitos no fluxo do comércio do Brasil para a Argentina, que incluiu esta menor demanda, provocada pelo menor crescimento do país, e os reflexos das barreiras comerciais impostas pelo governo argentino", disse Claveri. No mesmo período, o Brasil importou US$ 16,4 bilhões em produtos argentinos, uma diminuição de 2,7% em relação ao ano anterior. A queda na importação de produtos brasileiros fez o déficit comercial da Argentina com o Brasil cair em 2012 para US$ 1,5 bilhão, o que significa uma redução de 73%. O comércio entre os dois países caiu de US$ 39,6 bilhões, em 2011, para US$ 34,4 bilhões, no ano passado. Para o economista Matías Carugati, da consultoria Management & Fit, maior crescimento argentino sempre resultou em maior importação. Carugati ressaltou que a Argentina é o terceiro sócio comercial do Brasil, depois da China e dos Estados Unidos. Claverí e Carugati disseram que o Brasil acumula três meses de déficit na balança comercial com a Argentina, mas esse quadro pode começar a mudar a partir de março ou abril deste ano.

IBGE revê para baixo produção industrial de outubro de 09,% para 0,1%


A forte revisão nos dados da produção industrial em outubro ante setembro, que saiu de 0,9% para 0,1%, foi resultado de um ajuste natural na série histórica da Pesquisa Industrial Mensal, afirmou André Macedo, gerente da Coordenação de Indústria do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo o pesquisador, as correções na série histórica são causadas ou por novos dados vindos dos informantes ou pela entrada da informação do novo mês. Em novembro, houve novas informações vindas dos informantes, mas positivas, que levaram a uma revisão para cima da taxa de outubro ante outubro de 2011, de 2,3% para 2,5%. Ou seja, a revisão para baixo na taxa de outubro ante setembro (de 0,9% para 0,1%,) foi causada pela informação de novembro. "A modificação no dado com ajuste sazonal não foi modificada pelo fato de entrar informação que foi revisada para baixo. Essa retificação acontece pela entrada de uma nova informação na série histórica. Foi uma mexida importante na série em função da entrada de uma informação no mês de novembro em relação a outubro em um padrão bem abaixo do que a gente costumava ter", declarou Macedo. O patamar de novembro foi 5% mais baixo do que o de outubro, uma diferença muito maior do que a que tinha sido verificada em relação ao ano anterior, notou o gerente do IBGE. Em 2011, a queda de novembro ante outubro antes do ajuste sazonal foi de 1,6%. Essa diferença maior foi potencializada por um efeito calendário. Em 2012, outubro teve dois dias úteis a mais do que novembro, quando a média histórica é de apenas um dia útil a mais. Esse é o chuchu da política econômica da petista Dilma Rousseff.