sexta-feira, 19 de abril de 2013

Polícia de Boston anuncia prisão de segundo suspeito de atentado terrorista

Terrorista checheno de Boston

A polícia de Boston anunciou na noite desta sexta-feira a prisão do checheno Dzhokhar Tsarnaev, o segundo procurado pelos atentados terroristas ocorridos na segunda-feira cidade, no final da maratona local. Ele estava encurralado em um barco no quintal de uma casa em Watertown, Massachusetts. A longa perseguição aos suspeitos começou na noite de quinta-feira, quando a polícia local e o FBI foram acionados após relatos de um tiroteio no prédio 32 no campus do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), em Cambridge. A troca de tiros deixou um guarda universitário morto. A polícia local, agentes do FBI e integrantes da SWAT, o esquadrão de operações especiais da polícia americana, cercaram o campus, mas os suspeitos conseguiram escapar. Pouco depois, a polícia recebeu a informação de que um motorista havia sido sequestrado por dois homens armados. Cerca de 30 minutos depois, o motorista foi deixado em um posto de gasolina em Cambridge. Ele não sofreu ferimentos. Mais tarde, a polícia divulgou imagens de Dzhokhar captadas pela câmera de segurança de um posto bancário, no fim da noite de quinta-feira. A partir daí foi montada uma megaoperação policial, com mais de 9.000 policiais, veículos blindados e helicópteros, para cercar os fugitivos na cidade de Watertown, região metropolitana de Boston. Durante a perseguição ao veículo que havia sido roubado, os fugitivos atiraram explosivos contra os policiais. Encurralados, os suspeitos trocaram tiros com a polícia usando o carro como barricada. Ferido na troca de tiros, Tamerlan foi preso e declarado morto no início da madrugada de sexta-feira, já no hospital. Dzhokhar conseguiu fugir. A partir daí, a caça ao suspeito número 2, considerado “armado e perigoso” pelo FBI, se concentrou em Watertown, uma localidade de 35.000 habitantes. O sistema de transporte foi interrompido e a polícia estadual aconselhou que todos os moradores da zona oeste de Boston e de seis cidades vizinhas ficassem dentro de casa. Todas as escolas e também os prédios de Harvard e do MIT foram fechados. Durante a caçada a Dzhokhar, o apartamento dos irmãos em Cambridge também foi revistado. Um esquadrão antibomba chegou a ser acionado para realizar uma explosão controlada, mas a suspeita sobre a existência de explosivos no local não chegou a ser confirmada.