quarta-feira, 24 de julho de 2013

LEWANDOWSKI DETERMINA FIM DA GREVE DE MÉDICOS EM SALVADOR

O presidente em exercício do Supremo Tribunal Federal, ministro Ricardo Lewandowski, concedeu liminar para suspender a greve de médicos em Salvador. Ele atendeu a pedido da prefeitura. Como plantonista da Corte, o ministro é responsável por decidir questões urgentes durante o período de recesso. O ministro cassou decisão anterior do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, retomando entendimento da primeira instância do Judiciário baiano que proibia a greve, alegando que a prestação de saúde não poderia ser interrompida. Segundo Lewandowski, a continuidade do movimento grevista resulta em “quadro de extrema gravidade que poderá inviabilizar por completo o já combalido sistema público de saúde e, por conseguinte, o próprio direito à saúde da população”. Ele destaca que são conhecidos os problemas de estrutura e de gestão vivenciados pelos médicos brasileiros, mas que a desassistência à saúde “inflige pena extremamente gravosa à população, já atingida pelas demais deficiências ainda existentes no Sistema Único de Saúde”. Segundo relato da Secretaria Municipal de Saúde, anexado ao processo, vários médicos deixaram de trabalhar na rede pública desde o início da greve, sem obedecer taxas mínimas de comparecimento. De acordo com o documento, em 35 dias de paralisação, 11,8 mil pessoas ficaram sem atendimento.

CIDADE CATARINENSE REGISTRA SENSAÇÃO TÉRMICA DE 33 GRAUS ABAIXO DE ZERO

Na madrugada desta quarta-feira, a cidade de Urupema, na serra catarinense, registrou a menor sensação térmica do País: 33 graus abaixo de zero. A informação é do Centro de Informações de Recursos Ambientais e Hidrometeorologia de Santa Catarina (Ciram). A sensação térmica é calculada a partir do cruzamento das medições de temperatura e intensidade do vento, e pode variar em relação à umidade do ar.  A onda de frio que chegou ao Brasil nesta semana atingiu a região Sul. Nevou em pelo menos 128 cidades dos Estados do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e do Paraná, incluindo Curitiba e a região metropolitana de Florianópolis. Na capital catarinense houve alagamentos em vários pontos da cidade devido à alta das marés, fenômeno causado pela massa de ar frio que se desloca pelo continente.

CERCA DE 200 MIL PESSOAS ACOMPANHARAM VISITA DO PAPA A APARECIDA DO NORTE

Cerca de 200 mil pessoas acompanharam a missa celebrada pelo Papa Francisco na Basílica de Aparecida, interior paulista, informou o arcebispo da cidade, dom Damasceno Assis. Durante todo o tempo em que o papa permaneceu em Aparecida, choveu na cidade. Ao encerrar a passagem pela cidade, o pontífice desfilou mais uma vez de papamóvel pela cidade. Durante o trajeto, ele desceu do carro e cumprimentou algumas pessoas que estavam nas ruas. No Seminário Bom Jesus, o papa permaneceu por cerca de duas horas, almoçou com um grupo restrito, encontrou-se com irmãs enclausuradas e trocou informações sobre a Igreja, conforme o arcebispo. Dom Damasceno informou ainda que espera a volta do santo padre, em 2017, na cerimônia comemorativa aos 300 anos que a imagem de Nossa Senhora Aparecida foi encontrada por três pescadores. Depois da missa em Aparecida, o papa seguiu para compromissos no Rio de Janeiro.

RIO GRANDE DO SUL REGISTRA 294 MUNICÍPIOS INSCRITOS NO PROGRAMA MAIS MÉDICOS

O Programa Mais Médicos registrou 294 municípios do Rio Grande do Sul inscritos até esta quarta-feira. O número equivale a 57% das cidades do Estado. Desse total, 35 estão nas regiões gaúchas de maior vulnerabilidade social e consideradas prioritárias. As inscrições seguem abertas até a meia-noite desta quinta-feira e podem ser feitas pelo site www.saude.gov.br. No Brasil todo, 2.552 municípios aderiram ao programa, o equivalente a 45,8% das cidades brasileiras.

DÓLAR COMERCIAL REGISTRA FORTE VALORIZAÇÃO

Depois de duas sessões com desempenho negativo, o dólar avançou 1,26% no mercado à vista do Banco Central, nesta quarta-feira, e fechou a sessão a R$ 2,25. Esse comportamento contrariou o rumo no Exterior, onde a moeda dos Estados Unidos permaneceu praticamente estável diante do euro, que seguiu negociado no nível de US$ 1,32. Nos Estados Unidos, apesar do otimismo com o forte aumento na venda de casas novas em junho, 497 mil unidades diante de 459 mil em maio, os investidores optaram por realizar lucro. Wall Street encerrou com baixa de 0,16%. Esse desempenho influenciou os negócios na Bolsa de São Paulo (Bovespa), que fechou com perda de 0,91% e 48.374 pontos.

PAPA JÁ AGENDA RETORNO AO BRASIL PARA 2017

Após celebrar missa em português no interior da Basílica do Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, o Papa Francisco cumprimentou fiéis e religiosos no interior da Igreja e seguiu, por volta das 12h40, para a Tribuna Bento XVI, na parte externa do santuário. Com a imagem da santa padroeira, o Papa fez o sinal da cruz, abençoando os fiéis. A bênção foi feita em espanhol e Francisco pediu que os fiéis rezem por ele. O pontífice prometeu retornar à basílica em 2017, quando completam-se 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida no Rio Paraíba.

OBAMA NOMEIA CAROLINE KENNEDY EMBAIXADORA NO JAPÃO

O presidente americano, Barack Obama, nomeou Caroline Kennedy, filha do presidente assassinado John F. Kennedy, como embaixadora no Japão, anunciou a Casa Branca nesta quarta-feira. Caroline Kennedy, de 55 anos, foi uma das primeiras personalidades a apoiar Obama nas primárias americanas contra a pré-candidata e ex-primeira-dama Hillary Clinton. Sua nomeação ainda precisa ser confirmada pelo Senado.
"Um presidente como meu pai", escreveu Caroline em uma coluna no jornal The New York Times, quando a disputa nas primárias democratas ainda estava longe de ser resolvida. Seu tio, Ted Kennedy, falecido em agosto de 2009, também apoiou a candidatura de Obama. Durante a convenção democrata de 2008, Caroline Kennedy tomou a palavra para apoiar Obama. Em 2012, foi uma dos 35 co-presidentes de sua campanha para a reeleição e participou de reuniões para arrecadar fundos, reunindo a alta sociedade de Manhattan. "Ela se tornou uma das minhas amigas mais queridas", disseo Obama, em 2008. Sua indicação faz parte da tradição dos Estados Unidos de oferecer certos postos de embaixador a personalidades não diplomáticas.

PETROBRÁS CONFIRMA POTENCIAL DE ÓLEO RECUPERÁVEL NO CAMPO DE IARA

A Petrobras concluiu a perfuração e o teste de formação do quarto poço exploratório em Iara, no bloco BM-S-11, no pré-sal da Bacia de Santos. A empresa ressaltou, em comunicado enviado ao mercado, que os resultados obtidos com o poço 3-RJS-706 "reforçaram o potencial de óleo recuperável de Iara e comprovaram a descoberta de petróleo de boa qualidade (28ºAPI)". "Os resultados do teste de formação confirmaram a excelente produtividade dos reservatórios", diz o comunicado. O poço está localizado a  226 quilômetros da costa do Rio de Janeiro, a cerca de 6 km a oeste do poço descobridor, em profundidade de água de 2.197 metros. O consórcio dará continuidade às atividades previstas no Plano de Avaliação da Descoberta (PAD) aprovado pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). No momento, está sendo perfurado o poço 3-RJS-715D (3-BRSA-1181D-RJS) na área central do PAD de Iara. A Petrobras é a operadora do consórcio (65%) em parceria com a BG E&P Brasil (25%) e Petrogal Brasil (10%).

PETROLEIROS PARAM ATIVIDADES EM 33 PLATAFORMAS DA BACIA DE CAMPOS

Os petroleiros da Bacia de Campos, responsável por mais de 80% da produção de óleo do Brasil, decidiram parar atividades em 33 plataformas nesta quinta-feira, informou um representante do sindicato que optou pela greve. A paralisação terá início a partir de meia-noite com duração de 24 horas, podendo ter algum impacto na produção da estatal, afirmou o coordenador Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF), José Maria Rangel. Os trabalhadores decidiram parar após tomarem conhecimento, pelo contracheque dos funcionários, que a Petrobras interrompeu o pagamento de uma remuneração conquistada na Justiça no passado, segundo o sindicalista. A greve, aprovada por representantes de 33 plataformas entre as 39 que realizaram assembléias, tem caráter de advertência contra decisão da Petrobras de suspender o pagamento do reflexo das horas extras no repouso, remuneração que vinha fazendo há mais de um ano em razão de decisão judicial.

DOM RAYMUNDO DIZ QUE PAPA FRANCISCO INICIOU UMA RENOVAÇÃO NA IGREJA

Balanço parcial da Arquidiocese de Aparecida do Norte aponta que cerca de 200 mil pessoas foram para Aparecida nesta quarta-feira durante a visita do Papa Francisco. O pontífice celebrou na cidade sua primeira missa pública no País durante a visita que ocorreu das 10 horas às 16h30. O entusiamo e ânimo dos romeiros surpreenderam o cardenal arcebispo de Aparecida, Dom Raymundo Damasceno Assis, que é presidente da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Após a saída do Papa, por volta das 17 horas, Dom Raymundo afirmou que o número de fiéis que foram a Aparecida foi acima do esperado e que "Francisco é um nome que caiu no coração e na simpatia do povo". “No retorno do Papa ao Santuário, já para embarcar para o Rio de Janeiro, eu imaginava que a rua já estaria vazia devido ao frio e a chuva, mas estava com o mesmo número de pessoas, as pessoas com o mesmo jeito, com o mesmo entusiasmo", disse Dom Raymundo. "O povo acolheu ele aqui, mostrou isso muito claramente. Mesmo sob chuva, frio, e tendo passado a noite toda aqui, esse povo não se abateu, era um povo alegre feliz e vibrante”, afirmou. Segundo ele, o Papa iniciou uma renovação na igreja. “O Santo Padre vai levando a Igreja para uma renovação, por uma adequação cada vez mais ao mundo de hoje, mais pelas suas atitudes, decisões, do que pelas suas palavras. A linguagem que mais fala hoje ao jovem é a atitude, o jovem quer ver coerência entre o que a gente fala e o que a gente faz e temos visto isso, inclusive no Brasil”, completou.

PARA FRANCISCO CRITICA LEGALIZAÇÃO DAS DROGAS AO INAUGURAR CENTRO PARA DEPENDENTES NO RIO DE JANEIRO

O Papa Francisco criticou nesta quarta-feira a legalização das drogas e disse que a liberalização não é solução para enfrentar a dependência química, durante visita a um hospital que trata dependentes no Rio de Janeiro. Em seu discurso durante a visita ao Hospital São Francisco de Assis, o Papa Francisco deu uma palavra de apoio aos dependentes, afirmando que a Igreja está pronta a ajudá-los a abandonar a dependência. "Não é deixando livre o uso das drogas, como se discute em várias partes da América Latina, que se conseguirá reduzir a difusão e a influência da dependência química", disse o papa: "É necessário enfrentar os problemas que estão na raiz do uso das drogas, promovendo uma maior justiça, educando os jovens para os valores que constróem a vida comum, acompanhando quem está em dificuldade e dando esperança no futuro". Recentemente, o Uruguai legalizou a maconha e alguns grupos e personalidades de países latino-americanos têm defendido a liberalização dessa substância, caso do ex-presidente brasileiro Fernando Henrique Cardoso e da petralhada em peso. Francisco disse que a Igreja e seus fiéis devem "abraçar" aqueles que enfrentam dificuldades, como a dependência química, mas alertou que deixar essa dependência passa principalmente pela vontade do dependente. O papa lembrou a história de São Francisco de Assis, que dá nome ao hospital e inspirou o então cardeal Jorge Mario Bergoglio na escolha de seu nome como papa: "Precisamos todos aprender a abraçar quem passa necessidade, como São Francisco. Há tantas situações no Brasil e no mundo que reclamam atenção, cuidado, amor, como a luta contra a dependência química", disse ele. "Frequentemente, porém, nas nossas sociedades, o que prevalece é o egoísmo. São tantos os mercadores de morte que seguem a lógica do poder e do dinheiro a todo o custo", criticou. Durante a visita, o papa escutou testemunhos emocionados de ex-dependentes químicos. Ao lado do arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani Tempesta, o Papa Francisco cumprimentou e foi abraçado pelos ex-dependentes. Ao terminar seu discurso, o papa rezou o Pai Nosso com os jovens, os ex-dependentes, os pacientes, médicos, enfermeiras e religiosos que participaram do encontro.

ASSOCIAÇÃO ENTRA COM NOVA AÇÃO NO SUPREMO CONTRA MAIS MÉDICOS

A Associação Médica Brasileira (AMB) apresentou nesta quarta-feira uma nova ação no Supremo Tribunal Federal na qual pede decisão provisória para suspender a criação do programa Mais Médicos, do governo federal. O programa, criado ela medida provisória 621/2013, visa suprir a carência de profissionais nas periferias e interior do país, além de permitir a vinda de profissionais estrangeiros para trabalhar em locais específicos sem exigir a revalidação do diploma. A AMB pede, em mandado de segurança, que a MP seja suspensa provisoriamente e que, posteriormente, o plenário do Supremo decida pela anulação da medida. A entidade argumenta que não havia relevância e nem urgência para que o tema seja tratado em uma MP, uma vez que mudanças só serão válidas a partir de 2015. O mandado de segurança é tipo de ação para questionar abuso de poder de autoridade pública quando há risco de se ferir um direito. Além da AMB, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) já entrou com um mandado de segurança no Supremo. Outras duas entidades médicas, o Conselho Federal de Medicina (CFM) e o Federação Nacional dos Médicos (Fenam) acionaram a Justiça Federal do Distrito Federal contra regras do Mais Médicos.

LUCRO LÍQUIDO DA FORD SOBE PARA US$ 1,23 BILHÃO NO SEGUNDO TRIMESTRE

O lucro líquido da Ford Motor subiu para 1,23 bilhão de dólares no segundo trimestre deste ano, depois de ter registrado 1,04 bilhão de dólares no mesmo período do ano passado. A receita, enquanto isso, cresceu 15%, para 38,1 bilhões de dólares, enquanto o lucro operacional antes de impostos aumentou para 2,6 bilhões de dólares, superando a previsão de analistas. A fabricante anunciou que os 24.217 híbridos vendidos no segundo trimestre representam um aumento de 517% em um ano, graças a um aumento da demanda nos Estados Unidos. Além dos resultados trimestrais fortes, a Ford melhorou suas projeções para o restante do ano. A estimativa de prejuízo na Europa foi reduzida de 2 bilhões de dólares para 1,8 bilhão de dólares e a companhia afirmou que terá lucro na Ásia, depois do lucro recorde obtido na região no segundo trimestre. Com isso, o lucro da Ford para 2013 será maior do que 2012, segundo a empresa.

VENDAS DE GENÉRICOS SOMAM R$ 6,3 BILHÕES NO PRIMEIRO SEMESTRE

As vendas de medicamentos genéricos no Brasil somaram 6,3 bilhões de reais no primeiro semestre deste ano, conforme divulgado nesta quarta-feira pela Associação Brasileira das Indústrias de Medicamentos Genéricos, a PróGenéricos, com base nos dados do IMS Health. O número representa crescimento de 23,5% ante o mesmo período de 2012. Em volume de unidades, as vendas tiveram alta de 16%, chegando a 373,2 milhões de itens. A PróGenéricos destaca ainda a grande participação das regiões Sul e Sudeste, que juntas respondem por 80% das vendas. De acordo com um levantamento que leva em consideração as vendas realizadas até dezembro de 2012, o Sudeste responde por aproximadamente 67% do mercado de genéricos e o Sul por mais 13%. A entidade destaca que o setor continua em expansão, embora o ritmo de crescimento este ano esteja mais fraco. Historicamente, essa indústria vinha crescendo entre 20% e 25% em volume de unidades e os fabricantes esperavam desempenho melhor este ano. No primeiro semestre de 2012, o faturamento com venda de genéricos havia crescido 33,1% em comparação com o ano anterior e, em volume, a alta havia sido de 21,7%. Para o segundo semestre deste ano, a expectativa é de aceleração. A PróGenéricos espera que o setor encerre 2013 com 20% de crescimento em unidades vendidas. A performance dos genéricos ainda é mais acelerada que a do mercado de medicamentos como um todo. A indústria brasileira movimentou 13,4 bilhões de dólares em vendas e apresentou crescimento de 6,3% no primeiro semestre de 2013.

MONSANTO ANUNCIA O LANÇAMENTO COMERCIAL DE SUA NOVA SOJA TRANSGÊNICA

A Monsanto anunciou o lançamento da segunda geração de sua soja transgênica, a Intacta RR2 Pro. A tecnologia promete maior proteção, produtividade e controle contra as principais lagartas que atacam a cultura. O custo inicial para usá-la será de R$ 115,00 por hectare, que será pago juntamente com a semente. "Ouvimos dos nossos clientes que essa é a melhor maneira de o produtor remunerar a tecnologia. Ao pagar junto com a semente, ele fica sabendo na hora o custo total do seu hectare plantado e, dessa forma, pode tomar a decisão de usar ou não a tecnologia, comparando seu custo com as outras opções no mercado", disse Marcio Santos, diretor de Estratégia e Gerenciamento de Produto da Monsanto. A Monsanto também decidiu oferecer, nas próximas quatro safras, um bônus de R$18,50 por hectare, a ser usado para a compra de sementes da soja Intacta RR2 Pro no ano seguinte.

SÉRGIO CABRAL RECUA E DECIDE ALTERAR DECRETO QUE EXIGE DADOS DE MANIFESTANTES

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), decidiu alterar o texto do decreto que exige das empresas de telefonia e provedores de internet informações sobre participantes dos protestos sem autorização judicial. A informação foi confirmada pela assessoria da Casa Civil do Rio de Janeiro. Sérgio Cabral deve mexer no parágrafo que trata dos dados telefônicos e de internet. Diz trecho do decreto publicado na segunda-feira no Diário Oficial do Estado: "As empresas operadoras de Telefonia e Provedores de internet terão prazo máximo de 24 horas para atendimento dos pedidos de informações da CEIV". CEIV é a Comissão Especial de Investigação de Atos de Vandalismo em Manifestações Públicas, criada por Sérgio Cabral após a onda de protestos nas ruas do Rio de Janeiro. Esse Sérgio Cabral parece estar sempre viajando, é um monumental estúpido, não deve nunca ter lido a Constituição brasileira. O governador tem sido o principal alvo dos manifestantes, que organizaram protestos em frente à sua casa e na sede do governo. A comissão é formada por representantes do Ministério Público estadual, da Secretaria de Segurança e das polícias civil e militar. O decreto provocou reação do setor de telefonia e de especialistas da área jurídica, que consideram a medida inconstitucional.

GOVERNO ADMITE REVER DOIS ANOS EXTRAS NOS CURSOS DE MEDICINA

Bombardeado com críticas sobre o programa Mais Médicos, o governo da soberana bolivariana petista Dilma Rousseff já admite rever sua decisão de ampliar o curso de Medicina com os dois anos extras de serviços prestados no SUS (Sistema Único de Saúde). Lançado há 16 dias pela presidente Dilma Rousseff via medida provisória, o Mais Médicos tem dois eixos: fixar médicos brasileiros e estrangeiros em regiões carentes desses profissionais, e ampliar o curso de medicina com dois anos de trabalho na rede pública de saúde. A proposta conquistou a resistência de médicos, parlamentares e faculdades de Medicina públicas e privadas. Após reunião com o Conselho Nacional de Educação, nesta quarta-feira, os ministros Alexandre Padilha (Saúde) e Aloizio Mercadante (Educação) falaram sobre soluções alternativas que serão estudadas. "Em vez de serem dois anos a mais de graduação, a recomendação da comissão de especialistas do MEC é que fossem dois anos de residência médica", afirmou Mercadante. Segundo o ministro, a idéia dos especialistas é manter a graduação com os seis anos atuais e tornar obrigatório o início da residência médica, na área de especialidade escolhida pelo formado, logo após a conclusão dos seis anos de graduação. Hoje não há vagas de residência para todos os formados, e a residência médica é optativa. Uma proposta nesse sentido deve ser formalizada ao governo pela comissão de especialistas até a próxima semana, disse Mercadante.

ESTADOS UNIDOS DECIDEM INTERROMPER ENTREGA DE AVIÕES CAÇA AO EGITO

O governo dos Estados Unidos anunciou nesta quarta-feira que decidiu interromper a entrega de quatro caças F-16 ao Egito por tempo indeterminado devido à "situação atual" no país. "Dada a situação atual no Egito, nós não acreditamos ser apropriado ir em frente, neste momento, com a entrega dos F-16s", disse o porta-voz do Pentágono, George Little, acrescentando que a decisão do presidente Barack Obama foi tomada com a concordância unânime de sua equipe de segurança nacional. Houve uma escalada da violência no Egito desde que os militares destituíram o presidente Mohamed Morsi, um fascista islâmico. Os Estados Unidos ainda não tomaram nenhuma decisão com relação à manutenção ou não da ajuda anual de US$ 1,3 bilhão às Forças Armadas do Egito.

DILMA SE REÚNE COM LULA ANTES DE SEMINÁRIO NA BAHIA

A soberana bolivariana petista Dilma Rousseff chegou na tarde desta quarta-feira ao Bahia Othon Palace, em Salvador, onde participará do seminário "O decênio que mudou o Brasil". Antes do seminário, Dilma se reuniu com o ex-presidente Lula, hospedado no hotel desde a terça-feira. Hóspedes do Bahia Othon Palace foram surpreendidos com a chegada de Dilma no saguão de entrada e tiraram fotos. A presidente foi abordada por um artista plástico local, que comentou que gostaria de lhe entregar um quadro.

PLATAFORMA DE PERFURAÇÃO DE GÁS PEGA FOGO NO GOLFO DO MÉXICO

Uma plataforma de perfuração de gás, no Golfo do México, pegou fogo na terça-feira, por volta das 22h45, depois de um vazamento, segundo o Escritório de Segurança e Meio Ambiente dos Estados Unidos. A plataforma fica a pouco mais de 80 quilômetros do estado de Louisiana. Segundo o Escritória de Segurança e a Guarda Costeira norte-americana, o vazamento está sendo monitorado. Em nota, a empresa informou que são realizados sobrevôos na região em um esforço para controlar a situação. O Escritório de Segurança informou também que, com o incêndio, as vigas de sustentação da torre e o assoalho desabaram. Dois navios de combate a incêndio estão na área.

JORNALISTAS TURCOS DENUNCIAM PERSEGUIÇÃO POLÍTICA

Mais de 70 jornalistas foram despedidos, forçados a deixar o posto de trabalho ou impelidos à demissão, desde o início dos recentes protestos contra o governo, afirmou nesta quarta-feira a União Turca de Jornalistas. De acordo com a organização, desde o início da resistência do Parque Gezi, em Istambul, e dos protestos iniciados no final de maio, pelo menos 59 jornalistas perderam o seu emprego e 14 profissionais aguardam decisão dos órgãos para os quais trabalham. Dos 59 jornalistas, 22 foram despedidos e 37 forçados, de acordo com o levantamento da União Turca de Jornalistas, que acusa o governo de pressionar os veículos de comunicação por uma postura menos crítica em relação às políticas governamentais. Os veículos, incluindo as emissoras de televisão, na Turquia, são, em sua maioria, controladas por conglomerados empresariais considerados próximos do Executivo islamita conservador do primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan.

COMPOSIÇÃO DA DÍVIDA PÚBLICA REGISTRA EM JUNHO MELHOR NÍVEL DA HISTÓRIA

O vencimento de R$ 14,8 bilhões em papéis vinculados a taxas flutuantes, como a Selic (taxa de juros básicos da economia), fez a Dívida Pública Federal (DPF) registrar em junho a melhor composição da história. A participação desses papéis na dívida interna caiu de 22,56% em maio para 20,34% no mês passado. A fatia dos títulos prefixados (com juros definidos antecipadamente), no entanto, subiu de 40,42% para 41,20%, pouco acima do recorde registrado em dezembro do ano passado. A fatia dos títulos vinculados a índices de preços também caiu, de 36,40% para 35,70%. A forte alta do dólar registrada no último mês, no entanto, refletiu-se na participação da dívida interna vinculada ao câmbio. O percentual subiu de 0,62% em maio para 2,76% em junho. Esses números levam em conta as operações de swap pelo Banco Central, que equivalem a operações de compra ou venda de dólar no mercado futuro e têm impacto na dívida pública. Com taxas definidas antecipadamente, os títulos prefixados são preferíveis para o Tesouro Nacional porque dão previsibilidade à administração da dívida pública. Em contrapartida, os papéis vinculados à Selic representam mais risco porque pressionam a dívida para cima, caso o Banco Central tenha de reajustar os juros básicos por causa da inflação. Depois de atingir os melhores resultados da história por dois meses seguidos, o prazo médio da DPF interrompeu a sequência de recordes em junho. Segundo números divulgados nesta quarta-feira pelo Tesouro Nacional, o prazo médio recuou de 4,30 anos, em maio, para 4,26, no mês passado. Apesar disso, o intervalo é o segundo maior registrado desde o início da série histórica, em 2005. O prazo médio corresponde ao tempo que o Tesouro leva para renovar completamente a dívida pública. O órgão não divulga o resultado em meses, apenas em anos. A participação dos vencimentos nos próximos 12 meses caiu de 23,38% em maio para 22,50% em junho. Prazos mais longos são favoráveis ao Tesouro, porque dão ao governo mais tempo para planejar e executar as operações de rolagem (renegociação) da dívida pública. Apesar da turbulência financeira internacional, a participação dos estrangeiros na dívida interna subiu em junho. A fatia da dívida mobiliária interna – em títulos – nas mãos de não residentes passou de 14,38% (R$ 264,69 bilhões), em maio, para 14,52% (R$ 275,18 bilhões) no mês passado.

SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES R$ 200 BILHÕES EM IMPOSTOS NOS ÚLTIMOS QUATRO ANOS

Com 348 milhões de clientes, o setor de telecomunicações contabilizou, nos três primeiros meses de 2013, receita bruta de R$ 55,1 bilhões, valor 5,2% maior do que os R$ 52,4 bilhões registrados no mesmo período de 2012. Nos últimos quatro anos, o setor recolheu R$ 200 bilhões em impostos e taxas, 2,3% mais do que o investido pelas empresas no mesmo período. No primeiro trimestre deste ano foram investidos R$ 5 bilhões pelas empresas. O valor, o maior registrado no mesmo período, é 4,1% maior do que o realizado no mesmo período de 2012. Nos últimos quatro anos, as empresas de telecomunicações investiram R$ 86 bilhões na prestação de serviços. Ao longo dos últimos quatro anos, o setor registrou mais de 106 milhões pontos de acesso em banda larga e 17 milhões de acessos de TV por assinatura. Foram vendidos 265 milhões de chips de telefonia móvel e 44 milhões de linhas de telefonia fixa.

RIO GRANDE DO SUL REGISTRA PRIMEIRA MORTE POR CAUSA DO FRIO

O município de Sinimbu, no Rio Grande do Sul, registrou o primeira morte provocada pelo frio intenso que atinge a região. Um homem de 53 anos foi encontrado morto em uma propriedade rural do município e a causa da morte foi confirmada nesta qyuarta-feira como hipotermia . A onda de frio que atinge o Sul do País tem provocado temperaturas negativas em várias cidades da região. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou geada em 15 cidades do Rio Grande do Sul e em 15 de Santa Catarina. No Paraná, 44 municípios estão com temperaturas abaixo de 0 grau Celsius (°C). De acordo com o secretário de Saúde de Sinimbu, Plínio Weigel, o homem foi encontrado sem marcas de violência, mas com sinais de embriaguez: “Ele deve ter dormido do lado de fora e como está muito frio, não resistiu”.

COM A NANOTECNOLOGIA, PRODUTOR TEM EQUIPAMENTO DE BAIXO CUSTO PARA IRRIGAÇÃO

Uma nova tecnologia desenvolvida por pesquisadores brasileiros responderá perguntas recorrentes de produtores rurais sobre quando irrigar e o volume de água a ser utilizada. Os estudos ajudarão o consumidor a controlar o uso dos recursos hídricos em tempo de escassez. O sensor, batizado por tensiômetro de diedro, mede a força com que a água é retida no solo e indica o momento certo da irrigação. O  equipamento não requer manutenção de funcionamento e poder ser utilizado no campo, em laboratório e em jardinagem. De acordo com o pesquisador da Embrapa Instrumentação, Adonai Calbo, responsável pela criação do sensor, ao irrigar as plantas de forma adequada o produtor rural pode ter uma economia de até 40% no consumo. “Cada tipo de planta exige uma quantidade de água. Atualmente, o produtor vai muito pelo instinto, mas água em excesso pode levar à falta de oxigênio na raiz da planta e ainda causar doenças. Quando é irrigado em menor quantidade, a água pode ficar retida fortemente no solo, inibir o crescimento e reduzir a produtividade”, diz Calbo. O equipamento também tem uso doméstico ao medir a necessidade de água em vasos de plantas. Dessa forma, o tensiômetro impedirá o excesso de irrigação, evitando que ocorra no ambiente a proliferação de mosquitos da dengue. O sensor já foi patenteado e despertou o interesse da indústria agrícola. O produto está em fase de desenvolvimento para ser comercializado até o final do ano. Segundo o empresário Luis Fernando Porto, parceiro nesta tecnologia com a Embrapa, o equipamento será vendido por até R$ 15,00. “A empresa licenciou a patente por ser um produto que não existe no mercado brasileiro nem no mercado mundial. É uma inovação tecnológica. O produto não precisa de pilha, só colocar em cima do solo que terá a leitura do quanto a água está retida no solo. O produtor utilizando esse sensor vai saber exatamente qual o momento de irrigar, quando aquele solo está precisando de água”, explicou Luis Fernando. Uma empresa internacional também tem contrato de transferência de patente do sensor. A vantagem do controle de irrigação independe do clima da região em que será utilizado. Ele regula tanto o excesso, em tempos de chuva, quanto a falta, em época de estiagem.

FIM DO IOF E ALTA DE JUROS AUMENTAM INTERESSE DE ESTRANGEIROS POR TÍTULOS BRASILEIROS

A retirada da taxação de capitais estrangeiros que entram no País e a alta dos juros básicos da economia estimularam o interesse dos investidores internacionais em papéis do governo brasileiro, mesmo em um cenário de turbulência financeira global. A participação de não residentes na dívida pública mobiliária (em títulos) interna saltou R$ 10 bilhões no mês passado e encerrou junho no maior volume da história.
Em junho, os investidores estrangeiros tinham R$ 275,18 bilhões aplicados em títulos federais, o que representava 14,52% da dívida mobiliária. Em termos percentuais, o recorde na participação de aplicadores de fora do País tinha sido registrado em março, quando atingiu 14,8%. De acordo com o coordenador-geral de Operações da Dívida Pública, Fernando Garrido, a retirada do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para aplicações de estrangeiros em renda fixa contribuiu para aumentar as compras de papéis do Tesouro Nacional por não residentes. “O fim do IOF trouxe novo fluxo de compra de investidores, concentrados em papéis prefixados de prazo mais longo. Alguns investimentos planejados foram efetivados”, declarou. Desde março de 2008, os investidores estrangeiros que aplicavam em renda fixa no Brasil pagavam IOF na hora de embolsar os rendimentos. Inicialmente, a alíquota correspondia a 1,5%, sendo reajustada para 2% em outubro de 2009, 4% em outubro de 2010 e 6% também em outubro de 2010. A taxação tinha como objetivo conter a entrada de capitais especulativos, que contribuíam para a queda do dólar. A alta da moeda norte-americana a partir do fim de maio, motivada pela perspectiva de retirada dos estímulos monetários para a economia dos Estados Unidos, mudou o cenário. Em junho, o Ministério da Fazenda zerou o IOF para conter a subida do dólar. A medida surtiu efeito sobre as compras de títulos por estrangeiros. Nos últimos meses, o estoque de títulos da dívida interna nas mãos de aplicadores internacionais estava em torno de R$ 264 bilhões. “Somente em um mês, observamos um salto de R$ 10 bilhões no volume detido por não residentes”, destacou Garrido.

DOIS ANOS A MAIS DE CURSO DE MEDICINA PODEM VIRAR RESIDÊNCIA MÉDICA

Os dois anos adicionais ao curso de Medicina, previstos no Programa Mais Médicos, podem constituir uma residência no Sistema Único de Saúde (SUS). A proposta ainda está em debate, mas, caso seja levada adiante, os dois anos obrigatórios de trabalho em urgência e emergência previstos no programa configurariam a pós-graduação, enquanto a graduação continuaria com seis anos de duração. Segundo o Ministério da Educação, trata-se de uma possibilidade ainda em discussão técnica. Na terça-feira, o ministro da Educação, o petista aloprado Aloizio Mercadante, mostrou-se simpático à proposta e argumentou que 50% dos estudantes de Medicina fazem uma residência após a graduação. A residência no SUS seria uma solução. Considerar os dois anos como pós-graduação também resolveria as dúvidas do Conselho Nacional de Educação. O presidente da Câmara de Educação Superior do CNE, Gilberto Gonçalves Garcia, falou da inconsistência de uma pós-graduação antes do diploma de graduação. A Medida Provisória (MP) 621/2013, que institui o Programa Mais Médicos, ainda está em discussão no Congresso Nacional, e pode sofrer alterações. O prazo máximo para aprovação, ou rejeição, é 120 dias.

JUSTIÇA MANTÉM PRISÃO DE 11 INVESTIGADOS NA OPERAÇÃO APOCALIPSE

O Tribunal de Justiça de Rondônia decidiu manter 11 pessoas presas durante a Operação Apocalipse. Dos 15 pedidos de habeas corpus julgados nesta quarta-feira, quatro foram atendidos. A operação policial investigou crimes relacionados ao financiamento, tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, envolvendo empresários e políticos de Rondônia. Deflagrada pela Polícia Civil, no último dia 4, a operação resultou na prisão de 53 pessoas, entre empresários, funcionários fantasmas e vereadores de Porto Velho. Foram liberados Maria Margarete da Silva, Roberto Rivelino Guedes Coelho, Marilene Carvalho dos Santos e Edivaldo Braga da Silva. A Justiça determinou prisão domiciliar para Adriana Argemiro de Macêdo, porque ela tem uma criança menor de 2 anos e seu companheiro também está preso. Na última quinta-feira, a Justiça manteve por mais 15 dias o afastamento de quatro dos cinco deputados estaduais investigados. Atendeu a pedido da Polícia Civil, que detectou novos indícios de envolvimento dos parlamentares com a organização criminosa. Os deputados estão afastados da Assembléia Legislativa desde 4 de julho. A decisão da Justiça diz respeito ao presidente da Assembléia, Hermínio Coelho (PSD), investigado por crime de peculato. Ele é acusado de nomear para cargos comissionados pessoas indicadas pela quadrilha. Também continuam afastados os deputados Ana da 8 (PTdoB), Adriano Boiadeiro (PRP) e Cláudio Carvalho (PT).

PRESIDENTE DA FUNAI DIZ QUE CONSULTA A OUTROS ÓRGÃOS NÃO DEVE RETARDAR CRIAÇÃO DE TERRAS INDÍGENAS

Há pouco mais de um mês ocupando a presidência da Fundação Nacional do Índio (Funai),  Maria Augusta Assirati disse nesta quarta-feira que o resultado de novos estudos de identificação e delimitação de terras indígenas será divulgado em breve. Maria Augusta disse acreditar que a proposta do governo federal de confrontar os estudos antropológicos da Funai com levantamentos produzidos pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) não vai retardar a conclusão dos processos demarcatórios e a criação de novas reservas indígenas. “Espero que não retarde. Espero que a discussão se dê em um plano de respeito ao trabalho e à missão institucional de cada órgão”, disse a presidente da Funai que, até substituir a antecessora, a antropóloga Marta Azevedo, estava à frente da diretoria de Promoção ao Desenvolvimento Sustentável da Funai. "Há muitas áreas em estudos e alguns laudos antropológicos estão para ser publicados ainda durante este ano”. A proposta do governo anunciada em maio pela ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, prevê também a consulta a outros órgãos como os ministérios da Agricultura, do Desenvolvimento Agrário e das Cidades. A iniciativa, conforme explicou a ministra à época, é prevenir e aperfeiçoar a gestão de conflitos, qualificando a tomada de decisões do governo sobre a criação ou a ampliação de terras indígenas.

PORTUÁRIOS DO PARÁ AMEAÇAM PARALISAR ATIVIDADES A PARTIR DESTA QUINTA-FEIRA

Os portuários ligados à Companhia Docas do Pará ameaçam paralisar as atividades em todos os portos do Estado a partir desta quinta-feira. Caso a estatal portuária não cumpra os pontos acertados durante o acordo coletivo de 2011, nova paralisação, de 72 horas, está prevista para o dia 29. Entre as reivindicações (respaldadas, segundo o Sindicato dos Portuários, por um acórdão do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região) está a de piso salarial de R$ 900,00 com reajuste de 9,22% retroativo à data-base iniciada em 1º de junho de 2011, auxílio-educação e pagamento de 50% da hora normal para o profissional de informática que fica à disposição da empresa depois do horário de trabalho. “De tudo o que foi acertado, o único ponto que eles cumpriram foi o reajuste do tíquete-alimentação”, disse o presidente do Sindiporto-PA, Carlos Rocha.

GOVERNO DILMA QUER MUDAR FORMA DE USO DE TERMELÉTRICAS

O Ministério de Minas e Energia apresentou nesta quarta-feira uma nova metodologia para o uso de termelétricas, que deverá garantir a utilização de usinas mais baratas e diminuir oscilações no preço da energia. Segundo o secretário executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, a mudança também poderá evitar distorções de preços da energia. “No modelo atual, temos grande variações e oscilações, e agora vamos conseguir uma estabilidade maior e que represente os custos desse sistema”, explicou Zimmermann. Atualmente, o uso das térmicas é decidido pontualmente pelo Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico, quando há necessidade de maior suprimento energético, geralmente por causa do baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas. Agora, o acionamento dessas usinas será incorporado ao planejamento energético do País. Outra vantagem, segundo Zimmermann, é que, quando o despacho de térmicas é antecipado, as usinas mais baratas podem ser usadas antes, o que torna o sistema mais eficiente e o custo, menor. De acordo com Zimmermann, com a mudança, o despacho de usinas térmicas fora da ordem de mérito, ou seja, que são ligadas emergencialmente, será “baixíssimo”. A nova metodologia, desenvolvida pelo Centro de Pesquisa de Energia Elétrica (Cepel), ainda vai passar por consulta pública na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e deve começar a ser aplicada em setembro.

CNJ QUER FECHAR UNIDADES DE INTERNAÇÃO DE JOVENS EM QUATRO ESTADOS E NO DISTRITO FEDERAL

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) recomendou aos governos do Distrito Federal, do Piauí, do Amapá, da Bahia e do Espírito Santo a desativação de cinco unidades de internação de adolescentes devido a condições precárias de funcionamento. Situações de superlotação e insalubridade foram detectadas em inspeções feitas pelo órgão no ano passado, repetindo experiência já feita em 2010. Em Brasília, o CNJ pediu o fechamento da Unidade de Internação do Plano Piloto, antigo Centro de Atendimento Juvenil Especializado (Caje), reiterando recomendação de 2010. O relatório indica que a lotação da casa chegou a 426 adolescentes, sendo que há espaço para apenas 160 internos. O conselho ainda aponta que, em agosto e setembro do ano passado, três internos foram assassinados por colegas dentro da unidade. No Piauí, o CNJ encontrou “péssimo estado físico” no Centro Educacional de Internação Provisória, com alojamentos em "local escuro, sujo, insalubre e sem condições de habitabilidade”. Alguns jovens passam o dia trancados, e o CNJ recebeu denúncias de que os adolescentes são agredidos pelos funcionários do local. Duas unidades dedicadas à internação de jovens em Macapá apresentaram os mesmos problemas da primeira visita: ambiente insalubre, estrutura inadequada de prisão e ociosidade dos adolescentes. As juízas do CNJ encontraram “abundância de mosquitos e até retorno de água do esgoto, por entupimento em uma das celas". Outra recomendação é a desativação da Comunidade de Atendimento Socioeducativo de Salvador devido ao aspecto prisional das instalações, com espaço reduzido para os internos. O órgão reiterou ainda o pedido de demolição da Unidade de Internação Feminina de Cariacica (ES). “A parte administrativa está situada, em parte, dentro de contêineres, os quais, anteriormente, eram utilizados como alojamentos”, relataram as magistradas.

PREFEITO EDUARDO PAES RECONHECE FALHA DO PODER PÚBLICO DO RIO DE JANEIRO NA SEGURANÇA DO PAPA FRANCISCO

O prefeito Eduardo Paes admitiu nesta quarta-feira que houve falha da prefeitura do Rio de Janeiro e do governo federal na segurança do Papa Francisco na chegada à cidade, na última segunda-feira. “A responsabilidade é do Poder Público. Da prefeitura, que fazia a segurança, e do governo federal, que fazia a escolta”, disse ele, durante coletiva de imprensa no Centro de Mídia da Jornada Mundial da Juventude. O carro que levava o Papa Francisco da Base Aérea do Galeão ao centro do Rio de Janeiro ficou retido em um engarrafamento na Avenida Presidente Vargas, e com isso, uma multidão conseguiu se aproximar do Papa. Em nota na segunda-feira, a prefeitura do Rio de Janeiro e a Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos, do Ministério da Justiça, argumentaram que a retenção "decorreu de uma série de fatores, em especial, opções do próprio Vaticano, relativas à visibilidade e ao contato com os peregrinos, manifestadas pelo Papa. A velocidade reduzida do comboio e a janela do veículo aberta são fatos que demonstram o perfil do pontífice e incentivam a aproximação dos fiéis". O prefeito prometeu que tudo será feito para evitar que episódio semelhante volte a ocorrer, “apesar da indisciplina carinhosa do nosso Papa”. Segundo ele, a disposição também foi comunicada às autoridades de segurança do Vaticano. Para Paes, o fato do Papa ser carismático afastou o risco de um incidente: “O povo desta cidade mostrou, mais uma vez, que sabe tratar as pessoas de maneira carinhosa e proteger o próprio papa”. Porém, reconheceu que isso não é desculpa para a falha. Segundo o prefeito, o Papa Francisco é “no bom sentido, um criador de engarrafamentos, traz gente para perto dele”. O papel da prefeitura, esclareceu, é  minimizar os transtornos e reforçar a segurança. Declarou que o pontífice está protegido por seus seguidores e pela população que o abraça. O deslocamento do Papa Francisco “vai ser sempre uma prioridade e uma preocupação” para a prefeitura. Ele descartou que as manifestações tenham prejudicado a imagem do Rio de Janeiro. De acordo com Paes, os protestos são expressões legítimas de democracia consolidada. “A violência é ruim por si só. Não é por causa da imagem”. O prefeito disse encarar as manifestações como ”algo absolutamente normal”.

TRIBUNAL RUSSO DECIDE MANTER NA PRISÃO UMA INTEGRANTE DA BANDA PUSSY RIOT

Um tribunal russo rejeitou nesta quarta-feira o novo pedido de libertação antecipada de Maria Alekhina, uma das duas jovens integrantes do banda de rock Pussy Riot, presas há um ano por terem cantado uma "oração punk" anti-Putin na catedral de Moscou. O tribunal de Perm, nos Urais, rejeitou a apelação apresentada por Alekhina contra a decisão de outro tribunal, que em maio se pronunciou contra a libertação antecipada. Mais de 100 músicos de todo o mundo, entre eles Madonna, Adele, Elton John e Bryan Adams, lançaram na segunda-feira uma campanha pedindo sua libertação e a de Nadezhda Tolokonikova, de 23 anos, a outra integrante do grupo detida. Alekhina cumpre sua pena em uma colônia penitenciária de Berezniki, nos Urais, e Tolokonikova está presa na Mordóvia, uma região situada 640 km a leste de Moscou. Ambas foram detidas em fevereiro de 2012 depois de terem cantado uma oração punk na catedral de Moscou na qual pediam a renúncia de Putin. Em agosto foram condenadas a dois anos de campo de reclusão por "hooliganismo" e "incitação ao ódio religioso". Outra jovem, Ekaterina Samusevich, que também havia sido detida na catedral e condenada, foi colocada em liberdade condicional em outubro.

DÍVIDA PÚBLICA FEDERAL CRESCE R$ 50 BILHÕES EM JUNHO

Influenciada pela emissão de títulos públicos a bancos oficiais, a Dívida Pública Federal (DPF) cresceu 2,6% em junho. De acordo com dados divulgados, nesta quarta-feira, pela Secretaria do Tesouro Nacional, a Dívida Pública Federal fechou o mês passado em R$ 1,985 trilhão, com alta de R$ 50 bilhões em relação ao estoque registrado em maio. A dívida pública mobiliária (em títulos públicos) interna subiu 2,94%, passando de R$ 1,841 trilhão em maio para R$ 1,895 trilhão em junho. Isso ocorreu porque, no mês passado, o Tesouro emitiu R$ 39,01 bilhões em títulos a mais do que resgatou. Além disso, o Tesouro reconheceu R$ 15,05 bilhões em juros. O reconhecimento ocorre porque a correção que o Tesouro se compromete a pagar aos investidores é incorporada gradualmente ao valor devido. A alta foi influenciada pela emissão de R$ 15 bilhões para o BNDES e de R$ 8 bilhões para a Caixa Econômica Federal. O Tesouro emitiu os títulos públicos para reforçar o capital dos dois bancos. No caso do BNDES, os papéis ajudarão a enquadrar a instituição financeira nos novos limites de segurança exigidos pelos padrões internacionais. Os títulos emitidos para a Caixa Econômica Federal fornecerão recursos para o Programa Minha Casa Melhor, que concede financiamento para a compra de móveis e eletrodomésticos pelos beneficiários do Programa Minha Casa, Minha Vida. As operações haviam sido autorizadas por duas medidas provisórias editadas em junho.

JOSÉ SERRA GARANTE: "O CICLO DO LULISMO SE ESGOTOU"

Em teleconferência realizada nesta quarta-feira, o ex-governador de São Paulo, José Serra, atacou o governo da soberana bolivariana petista Dilma Rousseff, sobre o qual disse: "Nunca vi um time de ministros tão fraco como esse. Esse governo não tem gestão, não sabe nem rimar lé com cré. Me lembra os últimos seis meses do governo Jango e os últimos dias do governo Collor". José Serra disse que a gestão não tem prioridades e nem metas: "Na prática, não existe". E lastimou o clima político: "É semelhante aos últimos seis meses do governo do presidente João Goulart (interrompido pelo golpe militar de 1º de abril de 1964) ou dos últimos dias do governo Collor (encerrado por impeachment). A herança que Dilma deixará a ela mesma, caso se reeleja em 2014, ou a outro político, será semelhante àquela que o ditador João Figueiredo passou ao civil José Sarney, em 1985, ou à que Collor passou, com o impeachment, ao seu vice Itamar Franco, em 1993: situações quase inadministráveis". O quadro foi pintado no início da tarde desta quarta-feira pelo ex-governador José Serra, na teleconferência "Tendências da economia brasileira e desafios para a política econômica". Serra definiu sete características do atual momento econômico. Para ele, o modelo de expansão pelo consumo está esgotado. "O ciclo do lulismo acabou, e o pior é que o governo não está apresentando uma alternativa para a superação desse modelo", afirmou o ex-governador. "É sempre, como dizem os espanhóis, más de lo mismo" (mais do mesmo). Ele deu pistas sobre sua posição. Definitivamente, ele não está, neste momento, engajado na candidatura do presidente nacional do PSDB, Aécio Neves. Questionado sobre qual dos atuais presidenciáveis pode superar o quadro negro que ele mesmo pinto, Serra não citou nenhum nome: "Dentro das minhas possibilidades, trabalho pela unidade das oposições, por meio de um projeto comum. Para isso, tenho feito palestras, escrito artigos". Ele não deixou de criticar os adversários do PT: "O PT sempre quer ter a hegemonia do processo político, e isso é ruim. Já que esse governo tem uma base tão grande, por que não aproveitá-la para coisas boas?"
Serra disse que já na campanha eleitoral de 2010, quando concorreu contra Dilma, sabia que o quadro econômico pela frente seria difícil: "É claro que eu queria ganhar, mas tinha uma grande preocupação em vencer e encontrar uma situação muito difícil". Segundo ele, o modelo adotado por Lula e o PT, a partir de 2002, articulou uma combinação que estaria se encerrando agora, de incentivo ao consumo com baixo investimento em infraestrutura: "Apenas entre 2008 e 2012, o consumo cresceu três vezes mais que o investimento". No período que chamou de "bonança internacional", no segundo governo Lula, Serra viu um grande desperdício de oportunidades: "Jogaram pela janela, ou no vaso sanitário e apertaram a descarga, a oportunidade de ajustar a taxa de câmbio diante da queda dos juros internacionais". No momento atual, José Serra acredita ser "impressionante a capacidade do governo de transformar soluções em problemas". Como exemplos, citou os programas de concessões de rodovias, dos portos e da exploração de campos de petróleo: "Tudo isso existia no final do governo Fernando Henrique e funcionava bem, mas os programas foram paralisados, não se implantou nenhuma alternativa a eles e, agora, são retomados, mas depois de muito tempo perdido". O ex-governador preferiu não fazer previsões sobre as consequências político-eleitorais da manifestações que, desde junho, vão ocorrendo em todo o País, com protestos variados: "É imprevisível". Ele comparou o quadro futuro ao que se deu nos Estados Unidos na virada das décadas de 1960 para 1970, quando, após uma série de manifestações contra a Guerra do Vietnã, o republicano Richard Nixon foi eleito presidente: "Ele não representava exatamente a chamada voz das ruas".  Sobre o programa Mais Médicos, atual menina dos olhos do governo federal, Serra mais uma vez foi duro: "É apenas um golpe de marketing. O Brasil não tem um problema de falta de médicos, mas de má distribuição desses médicos. Se não for marquetismo, é pura ignorância, porque o programa é simplesmente inviável. Ele não tem a menor condição de ser implantado". Não ficaram de pé, na avaliação feita por José Serra, nem mesmo as altas taxas de emprego registradas no Brasil até o momento: "Nesses últimos dez anos, foram criados 21 milhões de empregos de até dois salários mínimos, mas acima desse patamar foram fechados seis milhões de postos de trabalho. Isso mostra que não se criaram empregos de qualidade, além do que as taxas de emprego formal também refletem uma maior fiscalizaçao".

DEPUTADO PETISTA QUADRILHEIRO E CORRUPTO JOSÉ GENOÍNO É INTERNADO EM UBATUBA COM DORES NO PEITO

O deputado federal petista José Genoino (PT-SP), de 67 anos, condenado como quadrilheiro e corrupto no processo do Mensalão do PT, foi internado nesta quarta-feira, por volta das 6 horas, na Santa Casa de Ubatuba, no litoral norte de São Paulo, após sentir forte dor no peito. José Genoino é submetido a uma série de exames clínicos e permanecerá em observação médica. De acordo com assessores, ele passa bem e não corre o risco de morrer. A expectativa, segundo a assessoria do deputado, é que José Genoino retorne logo para São Paulo. Na capital paulista, o deputado deverá fazer mais exames para identificar o que causou o mal-estar. No sétimo mandato como deputado federal, José Genoino foi presidente nacional do PT (comandou a operação corruta e corruptora do Mensalão), líder da legenda na Câmara e faz parte de comissões importantes na Casa, como a de Constituição e Justiça e de Relações Exteriores.

INTERNET NO BRASIL É APENAS A 73ª MAIS RÁPIDA DO MUNDO

Mesmo sendo um dos maiores mercados da internet mundial, o Brasil segue muito atrás na qualidade do serviço prestado. O relatório mundial "O Estado da Internet", publicado nesta semana pela consultoria norte-americana Akamai, mostra que os brasileiros recebem de seus provedores apenas a 73ª melhor média de velocidade de conexão. É pouco mais de 2,32 mil Kbps, seis vezes menos que o desempenho do País com a internet mais rápida do planeta, a Coreia do Sul, com 14,2 mil Kbps. A situação brasileira não melhora muito no comparativo com os vizinhos da América do Sul. A internet brasileira é apenas a quarta mais "rápida" dentre os 13 países da região, atrás de Chile (3 mil Kbps), Colômbia (2,8 mil Kbps) e Equador (2,33 mil Kbps).

VATICANO CRITICA OPORTUNISMO DA SOBERANA BOLIVARIANA PETISTA DILMA ROUSSEFF E QUER DISTÂNCIA DAS ARMADILHAS POLÍTICAS DA PRESIDENTE

O discurso da soberana bolivariana petista Dilma Rousseff ao receber o Papa foi inoportuno e demagógico, mas só agora se conhece a extensão do plano do Planalto para tirar proveito político da visita. Na tentativa desesperada de escapar da crise que chacoalha o governo, a soberana petista bolivariana Dilma Rousseff acrescentou mais uma derrota política ao seu currículo. Aproveitando a visita do papa Francisco para distrair a opinião pública, Dilma abusou do oportunismo ao pedir ao religioso apoio da Igreja Católica para projetos internacionais de combate à fome. Trata-se de uma estratégia velha e conhecida, muito utilizada pelo então presidente Lula, agora um bem sucedido lobista de empreiteiras, para minimizar os efeitos colaterais dos escândalos de corrupção que marcaram seus dois governos. A cúpula do Vaticano já descartou a possibilidade de aceitar o pedido da soberana bolivariana petista, assim como não quer ver a Igreja Católica sendo utilizada como massa de manobra por um governo que está debaixo de sérias acusações e enfrenta uma incontestável crise de credibilidade. A necessidade de colar sua imagem à popularidade crescente do Papa Francisco levou a soberana bolivariana petista Dilma Rousseff a um ato impensado. A soberana bolivariana petista Dilma Rousseff enviou ao Vaticano uma carta em que pediu para que o Papa Francisco transformasse sua vinda ao Brasil em viagem de chefe de Estado, o que, de acordo com o protocolo, o obrigaria a fazer escala em Brasília. Conhecedor das muitas artimanhas que impulsionam a política, o Papa descartou de pronto o pedido de Dilma Rousseff.

PORTO ALEGRE É CAPITAL COM MENOR TAXA DE DESEMPREGO

O IBGE divulgou nesta quarta-feira que a  taxa de desemprego na região Metropolitana de Porto Alegre é a menor do País para o mês de junho: 3,9% ante 6,0% da média nacional. Além disso, o índice é o mais baixo desde 2002, segundo a Pesquisa de Emprego e Desemprego (PME). Na Grande Porto Alegre, a taxa de desocupação permaneceu estável se comparada a maio deste ano e junho de 2012. Atualmente, a população ocupada, de cerca de 1.922 mil pessoas, apresentou estabilidade no mês e no ano. A população desocupada, com aproximadamente 78 mil pessoas, não variou nas comparações mensal e anual. Em relação às outras cinco capitais pesquisadas pelo IBGE - São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife e Salvador -, Porto Alegre tem o menor índice de desocupação do País. A capital baiana lidera a lista com 8,8%. O rendimento médio real da população ocupada na Região Metropolitana de Porto Alegre teve leve alta. Estimado em R$ 1.870,70, em junho de 2013, registrou aumento de 3,2% na comparação mensal e de 6,3% no ano.

CONFIANÇA DOS INDUSTRIAIS GAÚCHOS DESPENCA PARA NÍVEIS DA CRISE GLOBAL DE 2008

 A confiança dos industriais gaúchos caiu pela quinta vez consecutiva e somou 48,6 pontos em julho, de um total de 100, atingindo o menor patamar em quatro anos. O índice, medido pela filopetista Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), recuou 5,3 pontos em comparação com junho. "A confiança, que já vinha sendo corroída sistematicamente por fatores como a falta de competividade, a inflação elevada e o ambiente externo desfavorável, atingiu a faixa de pessimismo com a retomada da política de elevação dos juros e com a perspectiva de menor crescimento da economia", afirmou o presidente da FIERGS, Heitor José Müller, um permanente incensador do PT. Com a forte queda, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI/RS) voltou ao patamar do início de 2009, quando sofria os efeitos da crise financeira internacional que levou o setor fabril a uma forte recessão. A redução em julho refletiu, sobretudo, à expressiva desaceleração nas condições atuais da empresa e da economia gaúcha e brasileira (42,1 pontos). Não há, no Rio Grande do Sul, classe ou casta mais atrasada do que a dos chamados "industriais". Comportam-se autenticamente como avestruzes, e são incapazes, politicamente, de ver o cenário um metro adiante do nariz. Resumindo, são de uma estupidez oceânica.

ACI DE NOVO HAMBURGO AVISA QUE A ECONOMIA DÁ CLAROS SINAIS DE DESACELERAÇÃO

Saiu nesta quarta-feira o relatório sobre o estado da economia, apresentado segunda-feira ao Comitê de Economia da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha. O assessor econômico da ACI, Luiz Carlos Kopschina, constatou que a falta de confiança na política econômica, a queda no PIB e a inflação no limite da meta, ocasionam uma produtividade em queda e perda de mercado pela competitividade. "Estes fatores pressionam custos de produção, afetando a rentabilidade das empresas", disse ele. Luis Carlos Kopschina voltou a afirmar o que já havia enfatizado há um ano: "Continuamos a sobrecarregar a classe empresarial com impostos elevados e complexos, infraestrutura precária, legislação trabalhista arcaica, elevados custos de logística e de insumos industriais e, por fim, uma mão de obra que nos últimos anos se tornou escassa e demasiadamente cara, quando comparada com a sua produtividade. Precisamos de reformas institucionais de imediato para restaurar a confiança no futuro".