segunda-feira, 7 de outubro de 2013

POLÍTICOS ISRAELENSES FAZEM VISITA À CISJORDÂNIA

Uma delegação de políticos israelenses fez uma visita rara à Cisjordânia nesta segunda-feira para se encontrar com o presidente palestino Mahmoud Abbas e dar um impulso emocional às negociações de paz que enfrentam um forte ceticismo nos dois lados. Os parlamentares defenderam o apoio às negociações de paz que foram retomadas em julho após anos de paralisação e dúvida mútua. Os políticos insistiram que a visita à Ramallah para negociações oficiais, cujo conteúdo continua um segredo, mas para contribuir com apoio e expressar a urgência dessa missão. "Não queremos acreditar que está é a última chance de paz, mas pode ser a última", afirmou o parlamentar Hilik Bar, do Partido do Trabalho, que chefiou a reunião parlamentar para a resolução do conflito árabe-iraelense.

STJ SUSPENDE CONTRATAÇÃO DE EMPRESA SEM LICITAÇÃO PARA CONSTRUÇÃO DE CADEIAS EM CANOAS

O Superior Tribunal de Justiça suspendeu a contratação, pelo governo do Rio Grande do Sul, comandado pelo peremptório petista Tarso Genro, da empresa Verdi Construções S/A para construção do presídio de Canoas. A ação cautelar foi obtida pelo Ministério Público. Em ação civil pública, o Ministério Público questionou a justificativa apontada pelo Estado para não fazer licitação, dizendo que "as supostas vantagens construtivas do sistema SISCOPEN, apontadas pelo ente público para justificar a inexigibilidade de licitação, estariam a merecer acurada atenção, porquanto verificados sérios defeitos em outras obras nas quais fora utilizada a dita técnica, pela empresa Verdi".

JUSTIÇA NEGA RECURSO CONTRA LIMINAR QUE OBRIGA PROFESSORES DO RIO DE JANEIRO A VOLTAR ÀS AULAS

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro decidiu nesta segunda-feira, por maioria de votos, negar o recurso (agravo regimental) ajuizado pelo Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio (Sepe) contra a liminar que obrigou os professores da rede municipal de ensino do Rio de Janeiro a voltar a trabalhar, sob pena de multa diária de R$ 200 mil. Os professores do município iniciaram o movimento no dia 8 de agosto. A decisão do Órgão Especial foi tomada seguindo o entendimento do relator, Antônio Eduardo Ferreira Duarte, que, em seu voto, argumentou que “a conduta da categoria, ao manter o estado de paralisação, gera inúmeros prejuízos e afeta mais de 600 mil alunos da rede pública de ensino, restando configurado o abuso do direito”. Em seu voto, o magistrado também autorizou o município, se este assim achar conveniente, a cortar o ponto dos grevistas a partir do dia 3 de setembro, data em que o Sepe foi intimado da liminar. Ora, desde quando o município precisa de autorização judicial para cortar o ponto de grevista?

PLATAFORMA PETROLÍFERA "EXPORTADA" QUE PUXOU SUPERÁVIT BRASILEIRO NÃO DEIXARÁ O BRASIL, INFORMA A PETROBRAS

A plataforma de extração de petróleo e gás P-55, cuja exportação somou US$ 1,9 bilhão e puxou o superávit de US$ 1,85 bilhão da balança comercial divulgado nesta segunda-feira, não deixará o Brasil. Segundo nota divulgada no site da Petrobras, a plataforma saiu no domingo do porto de Rio Grande, no Rio Grande do Sul, e está sendo conduzida por um rebocador para a Bacia de Campos (RJ). Trata-se de um tipo de operação em que as plataformas são adquiridas por subsidiárias da estatal no Exterior e depois utilizadas no próprio País. Ou seja, é tudo manobra contábil. Assim, é possível a empresa beneficiar-se do Regime Aduaneiro Especial de Exportação e Importação de Bens Destinados à Produção e à Exploração de Petróleo e Gás (Repetro), que permite pagar menos impostos. O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior confirmou em nota que a plataforma contabilizada no saldo comercial da primeira semana de outubro é a P-55. Segundo o órgão, "desde 2004 as operações de exportação de plataformas de petróleo ocorrem no Brasil ao amparo do Repetro". De acordo com o ministério, a contabilização dessas operações é regular porque  "a apuração estatística das referidas operações seguem as recomendações das Nações Unidas de metodologia e produção estatística de comércio exterior, da qual o Brasil é signatário”. Na nota, o órgão informa que esta é a quarta exportação de plataforma ocorrida em 2013 e que o valor total das operações até o início de outubro chega a US$ 4,7 bilhões. No ano passado, foram contabilizadas vendas de três plataformas a US$ 1,45 bilhão e, em 2011, de uma unidade ao valor de US$ 1,043 bilhão. Resumindo: as contas externas brasileiras são ficção para encher olho de estrangeiro otário.

BANCÁRIOS DE TODO PAÍS REJEITAM CONTRAPROPOSTA PATRONAL E MANTÉM GREVE

Bancários de todo o País rejeitaram nesta segunda-feira a contraproposta apresentada na sexta-feira pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e decidiram continuar em greve. A proposta da Fenaban, que elevou o reajuste de 6,1% para 7,1%, foi considerada “melhoria irrisória” pelo Comando Nacional dos Bancários, que orientou as federações e sindicatos a rejeitar o ganho salarial de 0,97%,  parcela acima da inflação de 6,1% acumulada nos últimos 12 meses. Os bancários pedem reajuste de 11,93% (aumento real de 5%) e valorização do piso salarial e dos vales refeição e alimentação, entre outros benefícios. No início da noite, a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) divulgou nota destacando a participação “massiva” de trabalhadores nas assembléias que rejeitaram a proposta da Fenaban. Segundo os bancários, nesta segunda-feira 11.717 agências e centros administrativos de bancos públicos e privados foram paralisados em todo o País. A greve completa 20 dias nesta terça-feira. Os bancários já vão para quase um mês de greve. Os bancários são necessários? Pelo que se viu nesta virada de mês, os banqueiros estão constatando que os bancos não precisam dos bancários. Sou testemunha. Fiquei na tarde desta segunda-feira por cerca de uma hora em uma fila, esperando o momento de ser admitido no salão dos caixas do amplíssimo hall térreo da sede central do Banrisul, em Porto Alegre. Depois, confortavelmente sentado, esperei não mais de 15 minutos para ser atendido em um caixa e pagar todas as minhas contas. O único desconforto é que a fila de entrada não respeitava os privilégios de velhos, mulheres grávidas e com crianças no colo, e deficientes. De resto, tudo funcionou às mil maravilhas. Ou seja, tirei o dinheiro de outro banco, onde sou correntista, e fui pagar minhas contas com dinheiro no caixa do Banrisul. Ou seja, os banqueiros viram passar o momento de maior estresse de suas instituições. E agora há uma certeza no ar: esses bancários que promover essa longuíssima greve estão dando um tiro no pé. Estão se liquidando. Após o final da greve, os banqueiros deverão promover uma grande onda de demissões, porque constataram que os bancários estão sobrando dentro de seus bancos. Mais máquinas entrarão no lugar deles.

MANIFESTANTES INCENDEIAM ÔNIBUS NA AVENIDA RIO BRANCO E JOGAM COQUETEL MOLOTOV NO CONSULADO AMERICANO

Manifestantes black blocs, que mais cedo participaram de um protesto em apoio à educação no Rio de Janeiro, incendiaram um ônibus na Avenida Rio Branco, depredaram mais dois, e jogaram dois coqueteis-molotov no consulado americano. Passageiros que estavam  em outros ônibus foram obrigados a descer para não serem atingidos pelo fogo. Manifestantes também jogaram pedras contra o consulado. Os policiais militares do Batalhão de Choque se posicionaram próximo ao consulado e começaram a dispersar os manifestantes com bombas de gás e de efeito moral. Pontos de ônibus foram quebrados e o prédio do Consulado de Angola também foi depredado. Black blocks assumiram a direção de dois ônibus e colocaram os veículos de forma que bloqueassem a Avenida Rio Branco ao lado do monumento do Obelisco. Os bombeiros foram chamados e começaram a apagar as chamas do ônibus que foi incendiado. Neste momento incendiaram um segundo ônibus. Também foram atirados coquetéis molotov contra o Clube Militar. Isso cheira tanto ao clima pré-64.....

MINISTRO LUIZ FUX DIZ QUE JULGAMENTO DE EMBARGOS INFRINGENTES DO MENSALÃO DO PT DEVE OCORRER ANTES DAS ELEIÇÕES DE 2014

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, e relator dos embargos infringentes do processo do Mensalão do PT, disse nesta segunda-feira que “com otimismo” o julgamento dos recursos do processo deverá ocorrer antes das eleições de 2014, provavelmente no primeiro semestre do próximo ano. “Não dá para fazer previsão. Dá para ter uma visão otimista de que isso não chegue às eleições”, disse. “É mais factível que ocorra no primeiro semestre. Bem mais factível”, acrescentou, após participar de cerimônia no Instituto dos Advogados de São Paulo (Iasp). O relator disse que pretende colocar em julgamento os recursos sem “embaraços” ou questões de ordem. Para isso, Fux pretende fazer acertos prévios com os demais ministros. “A minha tendência é fazer um julgamento previamente acordado com a Corte toda. Quer sobre metodologia, quer sobre o início das sessões, a duração das sessões. Eu quero dialogar com todo mundo para que não haja questão de ordem, não haja nenhum embaraço”, disse.

TST DECIDE QUE CORREIOS PODEM CONTRATAR TRABALHADORES TERCEIRIZADOS

O Órgão Especial do Tribunal Superior do Trabalho decidiu nesta segunda-feira que a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) pode fazer licitação para contratação temporária de trabalhadores para transportar objetos pessoais. Os ministros decidiram manter decisão do presidente da corte, ministro Carlos Alberto Reis de Paula, que cancelou a proibição em julho. O órgão analisou um recurso da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) contra decisão do presidente. Na ação, a federação defendeu a proibição e informou que a empresa tem 8 mil empregados terceirizados. A maioria dos ministros entendeu que as licitações temporárias garantem o funcionamento do serviço de entregas. Segundo Reis de Paula, a proibição de contratação de trabalhadores e de transporte terceirizados poderia paralisar os Correios “prejudicando, de forma direta, a população brasileira". Os funcionários dos Correios estão em greve desde o dia 17 de setembro e, para voltar ao trabalho, pedem aumento real de 15% sobre os salários, reposição da inflação de 7,13%, aumento linear de R$ 200, reposição de 20% de perdas salariais e jornada de seis horas diárias para os atendentes.

TALIBÃ CONTINUA COM AMEAÇA, DIZ QUE NÃO DESISTIU DE MATAR A JOVEM MALALA YOUYSAFZAI

Os terroristas do Talibã não desistiram de matar a jovem paquistanesa Malala Yousafzai, de 16 anos, que causou comoção mundial ao ser baleada na cabeça em 2012 por defender o direito à educação para meninas no Paquistão. Hoje Malala vive na Grã-Bretanha. Ela  afirmou que deseja entrar para a política para mudar seu país, e expressou seu apoio ao diálogo com os talibãs, embora tenha declarado que isso era um tema do governo. Aos 16 anos, a jovem é uma das favoritas ao Nobel da Paz de 2013. Shahidullah Shahid, um porta-voz do Talibã, disse que a garota ainda consta entre os alvos do grupo, assim como qualquer um que se oponha a ele. Os talibãs tentam impor a sharia, o código de leis muçulmano, no Afeganistão e em regiões do Paquistão. Shahid afirmou ainda que Malala não foi baleada na cabeça por defender a educação, mas por ter servido como uma garota-propaganda contra o Talibã. Já a jovem defende o diálogo. "Serei uma política no futuro. Quero mudar meu país e quero fazer com que a educação seja obrigatória", disse Malala. "A melhor maneira de resolver um problema e combater a guerra é com o diálogo, de maneira pacífica", acrescentou. "Mas para mim o melhor modo de lutar contra o terrorismo e o extremismo é fazer uma coisa simples, educar a próxima geração", insistiu.

PETISTA LINDBERGH QUER VER O CIRCO PEGAR FOGO NO RIO DE JANEIRO

“O PT tem que sair imediatamente do governo. O partido tem uma base social ligada aos professores que está extremamente indignada com o que aconteceu na Cinelândia. Vamos exigir que seja marcada reunião o mais rápido possível, e que se delibere sobre a saída imediata. As pessoas que defendem a permanência do PT no governo terão que se levantar e sustentar isso”, disse Lindbergh. O senador petista Lindbergh Farias teve uma segunda-feira melhor que a encomenda. Ele viu se levantar outra manifestação contra o prefeito Eduardo Paes e o Plano de Cargos e Salários aprovado para os professores. E os black blocs, linha auxiliar do PT, produziram de novo as guerilhas urbanas tão ao gosto dos interesses petistas. É bem feito para o PMDB do governador Sérgio Cabral e do prefeito Eduardo Paes. O PT se faz de "aliado" dos dois enquanto destrói e imagem de ambos. Bem feito para eles..... O PMDB está se preparando para ser escorraçado pelo eleitor brasileiro no próximo ano. Está a caminho de perder a sua hegemonia e deixará de ser importante na partilha do poder.

RELATÓRIO APONTA QUE BRASIL TEM A TARIFA MUNDIAL MAIS CARA DE CELULAR

O Brasil é o país que tem a tarifa de celular mais cara, em termos absolutos, entre as 161 economias analisadas pelo relatório Medindo a Sociedade da Informação, divulgado nesta segunda-feira pela União Internacional de Telecomunicações (UIT). Os dados da pesquisa são referentes ao ano de 2012. De acordo com o documento, uma ligação de um celular para outro de mesma operadora custa, em média, 71 centavos de dólar por minuto no Brasil. Quando a ligação é para outra companhia, o custo médio sobe para 74 centavos de dólar. A UIT usou dados de custo de ligações em São Paulo como base para o levantamento. Para se ter uma ideia, em locais como Bangladesh e Hong Kong, esse custo médio é de apenas 2 centavos de dólar. Na Itália, onde está localizada a controladora da Tim, a Telecom Italia, o custo médio da tarifa é de 17 centavos de dólar. Em Portugal, sede da Portugal Telecom, que acaba de anunciar fusão com a brasileira Oi, o custo médio é de 25 centavos de dólar. Na Espanha, da Telefónica/Vivo, o custo médio é menor, de apenas 15 centavos de dólar. No México, sede da Telemovil, controladora da Claro, o custo médio de ligações de celular para a mesma operadora é de 32 centavos de dólar. Os brasileiros comprometem em média 6,7% da renda com telefonia móvel.

IMPÉRIO DE EIKE BATISTA DEVE ENCOLHER AINDA MAIS COM DEMISSÕES NA OSX

O encolhimento do império de Eike Batista ficou evidente na saída da sede do grupo EBX do suntuoso e moderno edifício Serrador, de 23 andares, no centro do Rio de Janeiro (RJ), para voltar a ocupar os poucos andares de dois prédios na Praia do Flamengo, Zona Sul carioca, onde nasceu a holding. Com as recentes demissões, o grupo já não precisava mais de tanto espaço em seus escritórios: no início de 2012, a holding EBX tinha 400 funcionários que hoje se reduziram a cerca de 65. E a diminuição prosseguirá: o estaleiro OSX planeja demitir parte dos 800 empregados e só tem adiado os cortes por falta de caixa para pagar as indenizações trabalhistas. O encolhimento se revela também no valor de mercado das empresas do grupo na BM&FBovespa. Em novembro de 2010, no auge do império X, quando os executivos do grupo se mudaram para o Edifício Serrador, as companhias valiam 98 bilhões de reais e hoje não passam de 2 bilhões de reais. O inferno astral do grupo começou em 26 de junho do ano passado, quando, após o fechamento do mercado daquela terça-feira, um comunicado enviado pela OGX à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) informou que a vazão do poço de Tubarão Azul, na Bacia de Campos, em produção desde o início daquele ano, seria menor do que fora prometido. Se 2012 foi infernal para Eike Batista, na virada para este ano ainda havia esperança. Oficialmente, a EBX afirmava, às vésperas do Natal, que todas as suas companhias abertas tinham “funding (financiamento) substancialmente equacionado para os próximos anos”. Segundo fontes ouvidas à época, o grupo calculava ter recursos para os projetos de 2013 e 2014. A esperança, porém, virou pesadelo. A OGX iniciou o ano demitindo cerca de 30 funcionários e os dados de produção de petróleo seguiram decepcionando. Em março, o clima de reestruturação se instalou, com o anúncio do acordo com o banco de investimentos BTG Pactual. André Esteves, presidente do banco, logo deu os primeiros sinais do desmonte, sugerindo a diminuição nas participações de Eike Batista no conglomerado. “O desmonte começaria ainda em março, pela MPX, empresa de energia do grupo, considerada a empresa mais saudável entre as "X". A alemã E.ON, então sócia minoritária da empresa de energia, decidiu comprar 24,5% da MPX, por 1,415 bilhão de reais. Após uma operação de aumento de capital, os alemães ficaram com 37,9% e Eike Batista, com 23,9%. Em setembro, o nome da empresa foi mudado para Eneva. Eike Batista ainda compartilha o controle, mas já está em tratativas para vender sua parte a um novo sócio. Enquanto as agruras da OGX prosseguiam, a reestruturação começou a atingir ativos mais supérfluos da EBX, muito associados às excentricidades de Eike. Ainda em maio, um jatinho Legacy 600, da Embraer, ano 2008, foi colocado à venda. Em agosto, o barco Pink Fleet deixou a Marina da Glória para começar a ser desmanchado e ter as peças vendidas. Paralelamente, a relação do BTG Pactual com Eike Batista começou a azedar. Com isso, outras consultorias foram contratadas para ajudar na reestruturação, como a Angra Partners e a Alvarez & Marsal. Um dos motivos da discórdia entre Eike Batista e Esteves seria a venda da LLX, dona do Superporto do Açu, em construção no Rio de Janeiro. Em agosto, foi firmado compromisso de venda do controle, por 1,3 bilhão de reais, para a americana EIG. A negociação teria sido feita diretamente por Eike Batista, sem passar pelo BTG. Em setembro, a MMX anunciou entendimento com a trading holandesa Trafigura e o Mubadala, fundo soberano de Abu Dhabi, para a venda do Superporto Sudeste, também em construção, no Rio de Janeiro, e principal ativo da mineradora. A OGX já anunciou o calote de pagamento de juros de dívida e está muito próxima de um pedido de recuperação judicial. No rol das empresas de menor porte, no mês passado a companhia suíça Acron declarou seu interesse em comprar, por 225 milhões de reais, o tradicional Hotel Glória (primeiro cinco estrelas do País). Por fim, o BNDES busca sócios para assumir a participação do EBX na SIX Semicondutores, fábrica de chips em construção em Minas Gerais.

SUPREMA CORTE DOS ESTADOS UNIDOS REJEITA RECURSO DA ARGENTINA SOBRE FUNDOS ABUTRES

A Suprema Corte dos Estados Unidos rejeitou nesta segunda-feira um recurso apresentado pelo governo da Argentina contra os credores holdouts, chamados pelo governo de Cristina Kirchner de "fundos abutres", aqueles que não participaram de uma reestruturação da dívida do país. A ação tinha como objetivo impedir que esses credores recebessem qualquer rendimento pelos bônus da dívida argentina que detêm. A decisão representa mais um revés para o governo argentino em sua batalha contra os fundos abutres. A Argentina, no entanto, provavelmente terá outra oportunidade de entrar com outra petição na corte. A briga do governo argentino com os fundos holdouts tem origem no calote histórico da Argentina de sua dívida em 2001. Após o default, o governo argentino negociou a troca de títulos em 2005 e em 2010, o que permitiu que o país postergasse sua dívida. Com isso, em torno de 93% dos títulos da dívida foram trocados.  No entanto, credores do fundo NML Capital não aceitaram a proposta do governo argentino e exigem o pagamento da dívida. O governo argentino havia pedido aos juízes americanos que revissem decisões de instâncias inferiores determinando que o país não efetuasse pagamentos aos credores que aceitaram a reestruturação da dívida a menos que também pague aos holdouts, liderados por fundos de hedge que incluem a Aurelius Capital Management e a NML Capital Ltd., afiliada da Elliott Management Corp.

AÇÕES DA OGX DESPENCAM APÓS RUMORES DE FALÊNCIA

As ações da petrolífera OGX, do empresário Eike Batista, despencaram nesta segunda-feira, após reportagem da Bloomberg afirmar que a empresa optará pela pelo pedido de falência e não pela recuperação judicial.Os papéis da empresa fecharam em queda de 13,04%, recuando para 20 centavos. No acumulado do ano, a empresa perdeu 95% do seu valor na bolsa de valores de São Paulo. Se o pedido de falência se confirmar, a OGX colocará em default 3,6 bilhões de dólares em títulos emitidos com vencimento para 2018 e 2022. O calote, se concretizado, será considerado o maior já feito por uma empresa da América Latina. Na semana passada, a OGX deveria pagar 45 milhões de dólares em juros aos detentores dos títulos, mas não honrou o compromisso. A queda das ações da petroleira de Eike Batista também influenciaram o Ibovespa, que terminou com perda de 0,82%, aos 52.417,10 pontos. O índice também foi afetado pela desvalorização de 1,6% das ações da Vale. Os papéis da Petrobras também fecharam em queda: as ações ordinárias (com direito a voto) caíram 0,52%, enquanto as preferenciais recuaram 0,27%.

PESQUISAS PREMIADAS COM PREMIO NOBEL DE MEDICINA AINDA DEVEM DAR ORIGEM A TRATAMENTOS

O Prêmio Nobel de Medicina de 2013 foi concedido a três cientistas que ajudaram a revelar detalhes do funcionamento interno das células humanas. Seus estudos mostraram como uma série de moléculas produzidas dentro dessas células são transportadas e transmitidas para o resto do corpo. As pesquisas, produzidas há mais de duas décadas, serviram, a princípio, para aumentar o conhecimento sobre a fisiologia humana. Nos últimos anos, no entanto, elas começaram a sair das apostilas de ciência básica e a ser levadas aos laboratórios farmacêuticos, onde prometem dar origem a novos tratamentos contra doenças neurológicas e distúrbios hormonais e imunológicos. James E. Rothman nasceu em 1950 na cidade de Haverhill, nos Estados Unidos. Ele recebeu seu PhD na Faculdade de Medicina de Harvard em 1976, mas iniciou as pesquisas que levariam ao Nobel na Universidade de Stanford, em 1978. Em 2008 , Rothman  passou a lecionar na Universidade de Yale, onde é diretor do Departamento de Biologia Celular. Randy W. Schekman nasceu 1948, em St Paul, nos Estados Unidos. Ele obteve seu doutorado na Universidade de Stanford, em 1974, sob a supervisão de Arthur Kornberg (vencedor do Prêmio Nobel de 1959), no mesmo departamento ao qual Rothman se juntou alguns anos mais tarde . Em 1976, Schekman se transferiu para o corpo docente da Universidade da Califórnia, em Berkeley, onde atualmente é professor do Departamento de Biologia Molecular e Celular. Thomas C. Südhof nasceu em 1955, em Gotinga, na Alemanha. Ele estudou na Universidade de Gotinga, onde recebeu o doutorado em 1982. Após se mudar para os Estados Unidos, Südhof se tornou pesquisador do Instituto Médico Howard Hughes em 1991 e foi nomeado professor de Fisiologia Molecular e Celular da Universidade de Stanford, em 2008. No começo dos anos 1990, quando o último dos estudos agraciados com o Nobel foi realizado, a intenção dos pesquisadores era explicar a extrema regularidade e precisão com que as células humanas são capazes de transportar e secretar substâncias. Randy Schekman explicou a genética por trás do processo, James Rothman mostrou como essas substâncias são entregues exatamente nos lugares que devem atingir e Thomas Südhof, como elas são liberadas nos momentos exatos em que teriam algum efeito. Juntos, descortinaram o processo complexo pelo qual as células transmitem moléculas produzidas dentro delas para o resto do corpo. Isso serve tanto para as células que produzem hormônios, como a insulina, quanto os neurônios, que se comunicam pela emissão de neurotransmissores. As pesquisas básicas, que apenas descrevem os mecanismos estudados e não possuem grandes consequências práticas, nem sempre são reconhecidas com o Nobel de Medicina. Foi o que aconteceu com os três pesquisadores nas primeiras décadas após seus estudos. Os avanços da ciência nos últimos anos, no entanto, têm permitido que os cientistas consigam manipular esse mecanismo no interior das células, levando ao surgimento de uma série de estudos que prometem resultar no desenvolvimento de novos remédios e tratamentos. “Os cientistas descreveram um mecanismo celular muito básico. No decorrer dos últimos vinte anos, esse princípio já foi usado para desenvolver uma série de áreas da medicina, como a endocrinologia e a neurologia, e aumentou a possibilidade de se criar novas drogas para tratar uma série de doenças.

DILMA PEDE PRESSA NA APROVAÇÃO DA MEDIDA PROVISÓRIA DO PROGRAMA MAIS MÉDICOS

A presidente Dilma Rousseff pediu aos líderes aliados nesta segunda-feira que aprovem a Medida Provisória do Mais Médicos ainda nesta semana. A base aliada está dividida: o PMDB exige a votação da minirreforma eleitoral, e o PT, contrário à reforma, bloqueia a pauta. Um dos temas em aberto no texto envolve a possibilidade de o Ministério da Saúde conceder o registro que permite aos médicos estrangeiros atuar temporariamente no Brasil. A oposição quer que essa prerrogativa permaneça com os Conselhos Regionais de Medicina. Em encontro no Palácio do Planalto, Dilma ouviu dos líderes o compromisso de votar a MP dos Mais Médicos mesmo que não haja acordo. "Expressamos para a presidente que votaremos de qualquer jeito a MP nesta terça-feira, com ou sem obstrução. Chegou a hora de a onça beber água, e quem tiver voto leva", disse o líder do PT na Câmara, José Guimarães (CE). Segundo ele, até o PMDB concorda com a inclusão do tema em pauta. Para atender ao pedido da presidente, o PT - junto com PDT e PCdoB - deve suspender a obstrução à pauta da Câmara. Mas Guimarães continua negando apoio à minirreforma. "Vamos insistir na tese do plebiscito. Queremos uma reforma ampla, e não um arremedo", disse o líder.

PARA O IPEA, BRASIL NÃO ESTÁ EM FASE DE PLENO EMPREGO

Pesquisadores do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea) disseram os dados divulgados recentemente pela Pesquisa Nacional de Amostra de Domicilio (Pnad) referentes a 2012 não indicam uma fase de pleno emprego, como tem sido divulgado pelo governo. De acordo com Marcelo Néri, presidente do Ipea e ministro interino da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE), a queda da participação de jovens no mercado de trabalho mostra que há espaço para expansão da oferta. O Ipea emitiu um comunicado nesta segunda-feira sobre o mercado de trabalho a partir dos dados da Pnad, divulgada em setembro pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo Néri, os dados da Pnad mostram desaceleração no mercado de trabalho — e não o pleno emprego. “A taxa de desemprego é muito baixa, mas a taxa de participação entre os que estão em idade produtiva e poderiam entrar no mercado de trabalho continua baixa e pode ser ampliada, especialmente entre as mulheres e os jovens entre 15 e 24 anos. Com isso, diminuiria um pouco a pressão sobre o mercado de trabalho”, disse Neri. Segundo ele, a queda da participação dos jovens no mercado ocorre desde 2009. Entre 2009 e 2012, a taxa de participação entre as mulheres caiu 4,2%, contra 2,5% dos homens. Já entre os jovens na faixa de 15 a 24 anos, a queda foi de 5,9%. O estudo revelou também que, no mesmo período, aumentou o número de jovens nessa faixa etária fora do mercado de trabalho e da escola. Cerca de 23,2% dos jovens não estavam na escola nem trabalhando em 1999, e essa relação aumentou para 25,7% em 2012. Entre as mulheres, esse porcentual era de 38,4% e, em 1999 passou para 40,6%. Entre as categorias em que houve maior aumento de renda, segundo o estudo, estão agricultura, construção civil e serviços, onde estão incluídos as empregados domésticos. O aumento de renda estaria associado a uma melhor escolarização, na visão de Néri: "É um bônus educacional, o trabalhador saiu de um nível muito baixo de qualificação para um menos baixo". A consequência do movimento seria um "apagão" de mão de obra de baixa qualificação. A avaliação é radicalmente contrária à idéia difundida entre empresários de que há escassez de mão de obra qualificada no País. "Entre as pessoas com baixa qualificação, o salário está aumentando, pela redução da oferta. É um processo retardado, o País começou a viver isso em 2001. Talvez seja um sinal de que o Brasil não está dando um salto tecnológico. O grande apagão é de gente pouco qualificada". Segundo Ulyssea, os dados do IBGE demonstram que há um aumento da oferta de trabalho para as categorias mais qualificadas: "O quantitativo dos trabalhadores qualificados vem aumentando acima dos não qualificados. Outro fator é a evolução da renda da mão de obra qualificada, que está em queda. Isso é coerente com o aumento da oferta de mão de obra. Essas duas características são incompatíveis com a idéia de escassez". O estudo mostrou também que, atualmente, o gargalo para uma maior expansão no mercado de trabalho é a queda na taxa de participação da população em idade produtiva. A taxa se refere à relação entre a população inserida no mercado e o total da população em idade produtiva. O problema atinge, sobretudo, mulheres e jovens entre 15 e 24 anos que não estão no mercado ou em busca de uma ocupação. Entre 2009 e 2012, a taxa de participação entre as mulheres caiu 4,2%, contra 2,5% dos homens. Já entre os jovens nessa faixa etária, a queda foi de 5,9%. "É surpreendente, pois acontece no momento de melhora no mercado, quando deveria ter maior atratividade", explica Néri. Segundo ele, em 2012, o mercado de trabalho cresceu 6,45%, ou "duas vezes mais rápido que em toda a década (3,08%), o que surpreende dado que o PIB cresceu apenas 0,9%". Para Gabriel Ulyssea, coordenador de pesquisas em trabalho e renda do instituto, a queda chama atenção pela intensidade em curto intervalo de tempo e "preocupa, pois tira a possibilidade de aumento na oferta de mão de obra". No caso das mulheres, a razão apontada é uma saída do mercado de trabalho pela decisão de ter de cuidar dos filhos. "Nesse sentido, a provisão de creches terá papel importante no futuro", explica Ulyssea. Para os jovens, o pesquisador afirma que não há clareza sobre as causas do fenômeno: "É possível que esteja relacionado ao aumento de renda por outras vias que não o trabalho, isso inclui os programas sociais. Mas o fato de a queda ter sido mais intensa no Nordeste é um fator que demonstra a influência de ações sociais nesse tema".

PRÍNCIPE HARRY DEVE SE CASAR NO PRÓXIMO ANO

Depois do nascimento do filho do príncipe William com Kate Middleton, o príncipe George, em julho, outras novidades devem ampliar a família real britânica. Segundo o jornal britânico The Telegraph, o irmão de William, Harry, deve se casar em 2014 com Cressida Bonas, sua namorada. “Cressie vai se casar com Harry”, disse um amigo da moça ao jornal: “Harry não pára de falar de casamento e filhos e ela se acostumou com a idéia. O casamento deve acontecer no próximo ano". De acordo com o jornal, o príncipe Harry, conhecido como o “príncipe festeiro”, se encantou pela moça e queria se casar com ela há algum tempo, mesmo com o receio de Cressida, que se considerava jovem demais para oficializar o relacionamento. “Cressida já foi às lágrimas”, disse outro amigo ao Telegraph. “Harry está insistindo muito, mas ela pensa que é nova demais para se casar e está assustada com toda a conversa sobre matrimônio e estabilidade.” Cressida, 24 anos, começou o relacionamento com Harry em maio de 2012 e enfrentou poucas e boas ao lado do príncipe, que foi o centro das atenções no último ano, quando foram publicadas fotos em que ele aparecia nu ao lado de uma moça em um hotel de Las Vegas.

LEILÃO DA LINHA PRINCIPAL DE TRANSMISSÃO DA USINA DE BELO MONTE DEVE OCORRER SÓ EM 2014

O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, afirmou que o leilão de linha de transmissão da hidrelétrica Belo Monte, do Rio Xingu (PA), será realizado ainda no primeiro trimestre de 2014. "O linhão deve ser no início do ano que vem", afirmou o executivo, que participou de seminário promovido pelo Grupo de Economia de Energia (GEE/UFRJ). Inicialmente, a intenção do governo federal era licitar o linhão de Belo Monte ainda em 2013, mas a única licitação de transmissão prevista até o fim do ano, marcada para novembro, não ofertará o tronco principal de escoamento da energia da usina. "Porém, está garantido que dá tempo para a linha entrar em operação em janeiro de 2018, o momento que o sistema vai precisar", afirmou Tolmasquim. A linha principal irá trazer a energia da usina para o Sudeste. A capacidade da usina é de 11 mil MW. Se a data for cumprida, a linha de transmissão irá entrar em operação comercial dois anos depois da primeira turbina de Belo Monte ser acionada. A expectativa da Norte Energia, concessionária que está construindo e operará Belo Monte, maior usina em construção no Brasil, é de colocar a primeira máquina em funcionamento em 2016.  Por estar próxima da hidrelétrica de Tucuruí, também no Pará, Belo Monte poderá utilizar a infraestrutura de transmissão existente para escoar a sua produção inicial de energia. Além disso, o governo federal vem licitando alguns projetos nos últimos leilões de transmissão conhecidos no setor como o sistema "pré-Belo Monte", os quais permitirão antecipar o escoamento da energia. Tolmasquim aproveitou para mostrar confiança na participação da hidrelétrica São Manoel, de 700 MW de capacidade, no leilão de energia nova A-5, que será realizado em dezembro e tem por objetivo contratar a demanda do mercado cativo, onde os preços são fixos, em 2018. "Fizemos as audiências públicas e foram muito boas. Está tudo ocorrendo para que o projeto seja licitado. Estamos muito otimistas. A parte mais complicada, que eram as audiências públicas, foram feitas com sucesso", afirmou. O projeto da hidrelétrica São Manoel, do Rio Teles Pires (PA/MT), ainda não dispõe da licença prévia ambiental (LP) e, sem este documento, o projeto não poderá ser licitado pelo governo federal no leilão A-5.

MARINA SILVA TERMINA NO HOSPITAL DE BRASÍLIA DEVIDO A MAL-ESTAR

A ex-senadora Marina Silva passou mal na madrugada desta segunda-feira e foi levada a um hospital de Brasília, cidade onde reside atualmente. Depois de medicada, ela recebeu alta no início da manhã. Suspeita-se que Marina Silva tenha sofrido uma reação alérgica a resquícios de chocolate que teriam se misturado à comida que ela preparou no domingo. A ex-senadora, de 55 anos, tem uma dieta que exclui alimentos como carne vermelha, café e chocolate. Ela teve, no final da última semana, uma jornada extenuante de reuniões para definir o futuro político após a rejeição, no Tribunal Superior Eleitoral, do registro do partido que tentava fundar, o Rede Sustentabilidade.

BALANÇA COMERCIAL TEM PRIMEIRO SUPERÁVIT NO ACUMULADO DO ANO

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 1,85 bilhão na primeira semana de outubro. O saldo positivo resultou de US$ 6 bilhões em exportações e US$ 4,21 bilhões em importações nos quatro dias úteis do mês. No acumulado do ano, é a primeira vez que a balança fica superavitária, com resultado positivo em US$ 236 milhões. Até o fim de setembro, o saldo acumulado estava negativo em US$ 1,6 bilhão. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. A balança abriu o mês no azul em função da exportação de uma plataforma de petróleo e gás, que, segundo informações do ministério, representou ingresso financeiro de US$ 1,9 bilhão. Puxadas pela plataforma, as vendas externas de manufaturados cresceram 119,5% frente a outubro do ano passado. A comercialização de produtos básicos também aumentou na primeira semana, crescendo 24,2% ante o mesmo mês do ano passado em função de petróleo bruto, soja em grão, minério de ferro, carne bovina e folhas de fumo. As exportações de semimanufaturados foram as únicas em queda, com recuo de 25%. No total, a média diária exportada ficou em US$ 1,51 bilhão contra US$ 989,2 milhões em outubro de 2012, o que representa aumento de 53,4%. As importações alcançaram média diária de US$ 1,054 bilhão, 15,3% superior à de outubro do ano passado. O movimento é explicado principalmente pela aumento nos gastos com combustíveis e lubrificantes (139,4%), aparelhos eletroeletrônicos (22,6%), siderúrgicos (14,7%), produtos químicos orgânicos e inorgânicos (9,8%) e borracha (7%). A balança comercial brasileira está se recuperando após uma série de resultados negativos neste ano, causados, principalmente, pela diminuição nas exportações e aumento nas importações de petróleo. Houve queda na produção brasileira em função de paradas programadas para manutenção de plataformas. Com a retomada da produção, o governo espera encerramento do ano com superávit.

PAULINHO DA FORÇA SINDICAL GARANTE, "EXISTE UM GRANDE MOVIMENTO CONTRA O PT"

Responsável por costurar apoios e assinaturas para a criação do partido Solidariedade, o deputado federal e líder da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, egresso do PDT, trabalha para formar a sexta maior bancada na Câmara dos Deputados – três secretários estaduais devem se licenciar nos próximos dias para consolidar o bloco de deputados – e se cacifar para as negociações sobre que
alianças devem ser formalizadas pelo partido. A ideia, diz Paulinho, é que a nova força política apoie as pretensões do tucano Aécio Neves ao Palácio do Planalto, mas também atue para garantir competitividade à candidatura do socialista Eduardo Campos, agora fortalecida com o ingresso da ex-senadora Marina Silva no PSB. “Existe um grande movimento contra o PT”, afirmou Paulinho da Força Sindical, para a Veja.
- O Solidariedade, recém-criado, já desponta com um bancada de mais de vinte deputados. Como estão as negociações para coligações em 2014?
- Pelos nossos cálculos temos 23 deputados e três secretários estaduais que devem assumir as cadeiras na Câmara. Saí do PDT e o Lupi [Carlos Lupi, presidente do partido] anda falando muito mal de mim por aí afora. A maior baixa nas mudanças partidárias foi no PDT. Levei uma turminha.
- As negociações para apoio político ao tucano Aécio Neves continuam?
- A nossa ideia é ir para a oposição, mas ainda precisamos ver qual delas, temos que ver o jogo político todo. O que eu tenho defendido tanto junto ao Aécio quanto ao Eduardo Campos é que deveríamos dar as mesmas condições para que os dois disputassem em pé de igualdade e, no segundo turno, um tivesse o apoio do outro.
- Como criar condições para que os dois candidatos sejam competitivos no primeiro turno? Qual o papel do Solidariedade nisso?
- A ideia é que a gente fizesse um trabalho para que os dois tivessem condições, mas eu tenho uma relação muito grande com o Aécio e minha tendência é apoiá-lo. Em princípio, propus aos dois que teríamos que calcular quantos minutos já tem um candidato e arranjar condições para que o outro tivesse um tempo equivalente de propaganda eleitoral no rádio e na TV.
- Eduardo Campos e Marina Silva são ex-ministros do governo Lula. Em um eventual segundo turno com a presença de Aécio Neves, por que os dois não apoiariam a reeleição da presidente Dilma, já que ela tem o próprio Lula como estrategista?
- Acho que não corre o risco de apoiarem a Dilma porque os dois estão com mais raiva da Dilma do que eu. Tem um movimento muito grande contra o PT. Se soltar a Dilma perto da Marina, elas saem no tapa. O que fizeram com o Eduardo Campos também para evitar a candidatura dele não se faz nem com um inimigo.
- Na MP dos Portos, o senhor se aproximou de Eduardo Campos. Agora apresenta propostas aos dois e, ao mesmo tempo, quer apoiar oficialmente Aécio Neves nas eleições?
- Tenho conversado com Aécio. Venho falando toda hora, toda semana, várias vezes. Não consegui falar com o Eduardo Campos depois da filiação da Marina. Vamos continuar conversando com todo mundo, mas minha preferência é pelo Aécio.

MILHARES VOLTAM ÀS RUAS NO RIO DE JANEIRO EM PROTESTO

Cerca de 20 mil pessoas foram às ruas do centro do Rio de Janeiro nesta segunda-feira, para protestar ao lado dos professores da rede pública por melhorias na Educação. No Facebook, mais de 82 mil pessoas tinham confirmado presença no ato. A caminhada saiu da Candelária em direção à Cinelândia, às 18 horas. A multidão ocupou pelo menos quatro quadras da Avenida Rio Branco. Em apoio à manifestação, pessoas jogaram papel picado das janelas dos edifícios localizados na via.  Grupos de manifestantes, ligados ao Black Bloc e com rostos cobertos, picharam as paredes do lado de fora da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, jogaram artefatos semelhantes aos usados nas festas juninas e tentaram atear fogo no prédio. A concentração foi marcada para as 17 horas, na Candelária. Comparado a outros protestos, um menor contingente de policiais acompanhou a manifestação.

OGX, DE EIKE BATISTA, PEDIRÁ FALÊNCIA EM UM MÊS; CALOTE É DE 3,6 BILHÕES DE DÓLARES

A OGX, empresa de exploração de petróleo do ex-bilionário Eike Batista, empresário de fancaria, já trabalha com a possibilidade de pedir falência. Concretizado, o calote será de 3,6 bilhões de dólares em títulos. Segundo fontes ouvidas pela agência Bloomberg, a empresa estuda a possibilidade de fazer o pedido dentro de um mês, no Rio de Janeiro, onde a empresa está sediada. A alternativa que vinha sendo considerada pelo mercado até o momento era a de recuperação judicial, que ocorre quando uma empresa busca proteção judiciária para reestruturar sua dívida com credores e continuar operando. Já no caso de falência, todos os ativos da empresa são liquidados. Caso o pedido se confirme, a OGX dará o calote em 3,6 bilhões de dólares em títulos emitidos com vencimento para 2018 e 2022, configurando-se como o maior default de dívida de uma empresa da América Latina. Na semana passada, a empresa deveria pagar 45 milhões de dólares em juros aos detentores dos títulos, mas não honrou o compromisso. Os campos de exploração da OGX se mostraram sobreavaliados. Primeiro, Tubarão Azul, que era o principal deles, deixará de produzir em 2014 e será devolvido ao Estado, devido à sua baixa capacidade de exploração. Na semana passada, o campo de Tubarão Martelo também desapontou: sua capacidade, atualmente, é de um terço da estimativa inicial.

JUSTIÇA PEDE BLOQUEIO DE AÇÕES DO FILHO DE PAULO MALUF

A Justiça de São Paulo mandou bloquear R$ 47 milhões em ações da Eucatex, cujo dono é filho do deputado federal Paulo Maluf, Flávio Maluf. As ações são mantidas desde 2001 sob a guarda de um banco na Suíça. A medida foi determinada pela juíza Celina Toyoshima, que acatou o pedido do promotor estadual Silvio Marque. Ele investiga desvios ocorridos na época em que Maluf foi prefeito de São Paulo, entre 1993 e 1996. O promotor suspeita que as ações foram adquiridas com dinheiro desviado de obras públicas executadas pela prefeitura. Se comprovado, a prefeitura poderá mover uma ação para reaver o montante. As ações da Eucatex tiveram uma valorização de 250% desde 2001, fato que eleva o valor dos papéis encontrados agora na Suíça para R$ 164,5 milhões.

CENTRO INTEGRADO DO GOVERNO VAI CUSTAR R$ 262 MILHÕES AO DISTRITO FEDERAL

Na quinta-feria será iniciada a licitação que contratará, por meio de parceria público-privada, a empresa responsável pela implantação do Centro de Gestão Integrada (CGI) do Governo do Distrito Federal. ”O CGI consiste em ter em um mesmo ambiente os diversos órgãos de governo trabalhando juntos, recepcionando as demandas, desencadeando as tarefas e criando uma maior interação com a população”, disse o secretário da Casa Civil, Swedenberger Barbosa. O sistema vai integrar todos os sistemas de informação existentes no governo e reunirá informações estratégicas que possibilitarão respostas rápidas na área de segurança e gerenciamento de serviços públicos. Lançado no final de agosto, o edital prevê um contrato de 15 anos, renovável por mais 20 anos. O investimento será de R$ 262 milhões. A previsão é de que o processo licitatório seja concluído até o final de novembro. O CGI é o segundo passo de um sistema implantado em dezembro do ano passado, que consiste em acompanhamento em tempo real de dados e órgãos públicos do Distrito Federal por meio de câmeras espalhadas por Brasília e planilhas eletrônicas interativas: o Sistema de Monitoramento e Gestão. “Fizemos o georreferenciamento de todos os equipamentos públicos. Monitoramos 128 câmeras e 820 projetos”, explicou Gustavo Shimoda, diretor de projetos e sistemas informatizados da Casa Civil, um dos responsáveis pela criação da tecnologia. A tecnologia tem acesso a câmeras instaladas em diversos hospitais, no Metrô e em algumas vias. É possível detectar se há uma grande aglomeração de pacientes esperando atendimento, por exemplo. Também tem acesso a dados em tempo real de todas as obras de infraestrutura em andamento, de escolas, creches, metrô, malha elétrica, entre outros. As informações e imagens estão disponíveis em 12 painéis dentro do gabinete do governador Agnelo Queiroz e em seu tablet pessoal. O diretor do Hospital de Base (HB), Julival Fagundes, conta que já recebeu ligações do governador pedindo explicações sobre o que estava vendo por meio das câmeras. “Ele fica muito atento à emergência do HB. Sempre liga para saber por que uma ambulância está parada ou por que o paciente está na maca. E nós temos que dar respostas”, contou. “O sistema também acompanha todas as decisões da Junta de Execução Orçamentária (JEO) e os Projetos Estruturantes do DF (com os principais investimento do Governo nas cidades) e o PAC (os programas desenvolvidos com o Governo Federal), entre outros”, completou Barbosa, usuário do sistema. O Sistema de Monitoramento e Gestão foi criado por seis funcionários de carreira do GDF, sem custos.

52 DEPUTADOS FEDERAIS TROCARAM DE PARTIDO ATÉ O ÚLTIMO SÁBADO

O troca-troca de legendas na Câmara dos Deputados foi intenso nos últimos dias, 52 deputados federais trocaram de partido até o último sábado. Sábado foi o último dia para que os parlamentares que pretendem disputar as eleições do próximo ano se filiassem a outras legendas. Os partidos que mais receberam novos parlamentares foram o Solidariedade, com 22 filiações, e o PROS, com 14.
O PDT foi o partido que mais perdeu deputados, nove ao todo. Deixaram a legenda Miro Teixeira (RJ), Zé Silva (MG), Dr Jorge Silva (ES), Manato (ES), Salvador Zimbaldi (SP), Marcos Medrado (BA), Paulo Pereira da Silva (SP) Sebastião Bala Rocha (AP) e João Dado (SP). O PSDB perdeu seis deputados: Luiz Nishimori (PR), Eduardo Gomes (TO), Dudimar Paxiuba (PA), Alexandre Toledo (AL), Urzeni Rocha e Walter Feldman (SP).Seis deixaram a sigla do PMDB, Arthur Maia (BA), Paulo Lustosa (CE), Genecias Noronha (CE), Benjamim Maranhão (PB), Luiz Pitiman (DF) e Wladimir Costa (PA). O PR também perdeu seis deputados: Lilian Sá (RJ), Maurício Trindade (BA) Vicente Arruda (CE), Henrique Oliveira (AM), Laercio Oliveira (SE) e Ronaldo Fonseca (DF). No PSB, quatro deputados – Antonio Balhmann (CE), Ariosto Holanda (CE), Valtenir Pereira (MT) e Givaldo Carimbão (AL) – optaram por outro partido. No PSD, também houve quatro trocas de partido. Saíram Marcelo Aguiar (SP), Raul Lima (RR), Ademir Camilo (MG) e Armando Vergílio (GO).Oito legendas perderam um deputado: Domingos Dutra (MA) saiu do PT, Fernando Francischini (PR), do PEN, Aureo (RJ), do PRTB, Magda Mofatto (GO), do PTB, Vilalba (PE), do PRB, (Hugo Leal (RJ), do PSC, Alfredo Sirkis (RJ), do PV, e Dr. Grilo (MG), do PSL.

CRISTINA KIRCHNER SERÁ OPERADA NESTA TERÇA-FEIRA PELA MANHÃ

A presidente da Argentina, a peronista populista Cristina Kirchner, será operada nesta terça-feira, pela manhã, para retirar um acúmulo de sangue na cabeça. Ela foi internada nesta segunda-feira, quando os médicos detectaram o hematoma subdural e foi submetida a exames cardiovasculares pré-cirúrgicos. Cristina Kirchner foi ao médico após sentir um formigamento no braço esquerdo. “A presidente apresentou no domingo um formigamento em seu braço esquerdo, registrando uma transitória e leve perda de força muscular em seu membro superior. É indicada a intervenção cirúrgica que consiste na retirada do hematoma”, explicou a Fundação Favaloro. Cristina  Kirchner, que tem 60 anos, ficará um mês de atestado médico para se recuperar da cirurgia. O fato acontece há apenas três semanas para a eleição legislativa, quando ela saberá quanto poder terá no Congresso pelos próximos dois anos. O vice-presidente Amado Boudou já assumiu o lugar de Cristina Kirchner.

BOLÍVIA VAI LANÇAR SATÉLITE AO ESPAÇO EM DEZEMBRO

A Bolívia vai lançar um satélite ao espaço na segunda quinzena de dezembro para ampliar a cobertura de internet no país. A informação é do diretor da Agência Boliviana Espacial, Iván Zambrana, que já começou uma contagem regressiva para o lançamento do Túpac Katari. “Já estamos em contagem regressiva, faltam 74 dias para que a Bolívia chegue ao espaço. É um grande passo para o país e nos vai trazer muitos benefícios”, disse. Segundo ele, o satélite do projeto começou a ser construído em 2012 e foi necessário um investimento de US$ 300 milhões, financiados pelo Banco de Desenvolvimento da China e recursos da Bolívia. O satélite pesa 5,2 mil quilos. Que tal, hein, a Bolívia na era espacial?

SECRETÁRIO DE MINAS E ENERGIA AFIRMA QUE ESPIONAGEM NÃO AFETARÁ LEILÕES DE PETRÓLEO DO PRÉ-SAL

Os leilões para concessão de direito de exploração de petróleo e gás no pré-sal não serão afetados pela espionagem americana, segundo o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia, Altino Ventura. O secretário reforçou a tese do ministro Edison Lobão enquanto discursava nesta segunda-feira no seminário Desafios da Energia no Brasil, na Universidade Federal do Rio de Janeiro. “Grande parte das informações, particularmente da área de energia elétrica, gás e petróleo, até certo ponto, e eu diria também mineração, são informações que o ministério divulga amplamente. São informações públicas. Nós queremos que os investidores tomem conhecimento dos dados”, disse. Ventura ressaltou que o ministério divulga apenas algumas informações em site da internet, mas algumas delas não são publicadas porque envolvem aspectos estratégicos, relacionados com recursos energéticos e tecnologia.

JUSTIÇA SOLTA DOLEIRO FAYED E OUTROS QUATRO ACUSADOS DE FRAUDE

O juiz Evandro Neiva de Amorim, da 8ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios, mandou soltar nesta segunda-feira cinco presos na Operação Miquéias, da Polícia Federal. A operação foi deflagrada no dia 19 de setembro e investigou uma quadrilha suspeita de pagar propina a prefeitos para captar investimentos de fundos de pensão municipais. Na decisão, o juiz entendeu que os acusados não podem aguardar o julgamento na prisão, porque o processo da Operação Miquéias foi remetido ao Supremo Tribunal Federal em função da presença de parlamentares na investigação. A decisão beneficia os acusados Fayed Traboulsi, Marcelo Toledo, Sandra Maria da Silveira, Carlos Marzola e Flávio Júnior. A Polícia Federal investigou os envolvidos durante um ano e meio por meio das contas bancárias de empresas de fachada ou fantasmas, abertas em nome de laranjas. Na ocasião, verificou-se a existência de uma holding de empresas que consistia em um serviço de terceirização para lavagem do dinheiro proveniente de crimes diversos. Segundo a Polícia Federal, a quadrilha lavou cerca de R$ 300 milhões, sendo que R$ 50 milhões vieram da aplicação indevida de recursos de fundos de investimentos do Regime Próprio de Previdência Social administrados por prefeituras. Dentre as prefeituras envolvidas estão as de Manaus; Ponta Porã e Murtinho, em Mato Grosso do Sul; Queimados, no Rio de Janeiro; Formosa, Caldas Novas, Águas Lindas, Itaberaí, Pires do Rio e Montividiu, em Goiás; Jaru, em Rondônia; e Barreirinhas, Bom Jesus da Selva e Santa Luzia, no Maranhão.

SE O GOVERNO DILMA ROUSSEFF ERA SÓ MARKETING, AGORA VIRA LEILÃO PELO TEMPO DE TV

A aliança da ex-senadora Marina Silva com o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), acirrou a disputa entre petistas e tucanos por aliados para a eleição presidencial do próximo ano. Por recomendação do ex-presidente Lula, principal estrategista da campanha da presidente Dilma Rousseff à reeleição, o Palácio do Planalto vai intensificar negociações para manter o PDT e o PP a seu lado e tirar o recém-criado Solidariedade da órbita tucana. Dilma planeja usar a reforma ministerial prevista para o fim deste ano para amarrar suas alianças tanto no plano federal como nos Estados. Do lado do PSDB, o senador Aécio Neves (MG) vai buscar o apoio do PPS, que tentou sem sucesso atrair o ex-governador tucano José Serra e Marina Silva para lançá-los como candidatos à Presidência. Sem candidato a presidente, a avaliação é que a aliança natural do PPS é com o PSDB, já que a legenda tem vários parlamentares que se elegeram em coligações com os tucanos em seus Estados. "Se analisar o cenário de hoje, só tem Aécio e o Eduardo Campos", diz o presidente do partido, o deputado federal Roberto Freire (SP). O apoio desses partidos é disputado por causa do tempo a que eles têm direito na propaganda eleitoral na TV. Em conversas reservadas, Aécio Neves disse confiar que, apesar da estratégia do Palácio do Planalto de atrair o apoio de deputados do Solidariedade, a cúpula da nova sigla está fechada com seu projeto. Seu criador, o deputado federal Paulo Pereira da Silva (SP), o Paulinho da Força Sindical, tem o controle do partido, chamou Dilma de "inimiga" na semana passada e já garantiu seu apoio a Aécio Neves. O PP será disputado pelo governo Dilma e pelo PSDB. Os articuladores políticos do governo têm conversado com o senador Ciro Nogueira (PP-PI), presidente da sigla, para garantir seu apoio a Dilma. O partido, liderado pelo senador Francisco Dornelles (PP-RJ), que é tio de Aécio Neves, ficou neutro na campanha de 2010, mas hoje controla o Ministério das Cidades. A equipe de Dilma acredita que o apoio do PDT está garantido, especialmente depois que a presidente decidiu manter no cargo o ministro do Trabalho, Manoel Dias, apesar de suspeitas de irregularidades na sua pasta. Assessores de Dilma avaliam que suas chances de decidir a eleição no primeiro turno cresceram, já que dois possíveis candidatos se tornaram apenas um. Além disso, a equipe da presidente tem dúvidas sobre a capacidade que Marina Silva terá de transferir seu eleitorado para Eduardo Campos e acha possível até que parte dos seus votos migre para o campo petista. De acordo com a mais recente pesquisa do Datafolha, concluída no início de agosto, Dilma tinha 35% das intenções de voto. Marina Silva aparecia com 26%, Aécio Neves estava com 13% e Eduardo Campos com 8%, em quarto lugar. Os petistas querem reduzir ao máximo possível as traições nos Estados de seus aliados no plano nacional. Eles vão trabalhar para evitar a repetição do que ocorrerá na Bahia, onde o peemedebista Geddel Vieira Lima, mesmo com cargo no governo federal, tende a apoiar um nome da oposição na campanha. Em dezembro, a presidente vai trocar boa parte de sua equipe porque vários ministros vão disputar as eleições em 2014. Entre eles estão os petistas Gleisi Hoffmann, da Casa Civil, que concorrerá ao governo do Paraná, e Fernando Pimentel, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, que será candidato ao governo de Minas Gerais.

PETROBRAS AFUNDA SOB COMANDO DO PT, DÍVIDA DA ESTATAL AUMENTA R$ 53 BILHÕES EM 2013

Extrair de uma profundidade de sete mil metros os 27 bilhões de barris de petróleo em reservas descobertas no pré-sal na Bacia de Santos tem pelo menos um obstáculo além do fundo do mar: o custo alto. O grande desafio da Petrobras é conseguir executar seus projetos, que exigem investimentos de US$ 236,7 bilhões de 2013 a 2017, com uma geração de caixa insuficiente, por causa da defasagem nos preços dos combustíveis vendidos no mercado interno. Segundo analistas, o problema é que, sem fazer caixa com a venda dos combustíveis, a companhia está elevando seu endividamento. No último dia 3, quando a estatal comemorava 60 anos, a agência de classificação de riscos Moody’s rebaixou a nota da dívida da estatal, de “A3” para “Baa1”, com perspectiva negativa, mas ainda mantendo o grau de investimento. A presidente da Petrobras, a petista Maria das Graças Foster, é otimista e espera reforçar o caixa com o aumento da produção: "Tenho a convicção de que alcançaremos as metas traçadas, compartilhando com nossos investidores (grandes e pequenos) o retorno esperado para seus investimentos e um futuro promissor para a Petrobras, seus funcionários, clientes, fornecedores e toda a sociedade brasileira", afirmou Graça Foster. O analista Pedro Galdi, da SLW Corretora, diz, no entanto, que a única saída para melhorar o caixa da Petrobras e garantir recursos para os investimentos é um reajuste dos preços dos combustíveis, como gasolina e óleo diesel: "A Petrobras está sendo estrangulada pelo governo que segura os preços por causa da inflação. Só um reajuste de preços pode melhorar o caixa e evitar que a Petrobras não perca o grau de investimento". Cálculos feitos pelo Centro Brasileiro de Infra Estrutura (CBIE), com base nos dados do dia 30 de setembro, indicam que a defasagem da gasolina vendida no País é de 13,4% em relação aos preços internacionais, e a do óleo diesel está em torno de 19,9%. De janeiro a agosto deste ano a Petrobras acumula perda de receita de R$ 3,4 bilhões referente à diferença entre os gastos com as importações de gasolina e diesel e o valor de venda no mercado interno. A Petrobras encerrou o primeiro semestre deste ano com uma dívida total de R$ 249 bilhões, representando um crescimento de 27% em comparação aos R$ 196,3 bilhões em igual período do ano passado. Pedro Galdi diz que o endividamento da companhia vem crescendo fortemente nos últimos tempos. Segundo ele, em junho do ano passado, a relação da dívida líquida com o patrimônio líquido era de 39,3%. Em dezembro do mesmo ano passou a 42,7% e agora em junho chegou a 51,8%. Para um analista, só existem duas opções possíveis diante da grave situação de caixa da Petrobras: ou aumenta sua geração de caixa ou adia os investimentos, o que seria prejudicial não só para a empresas como também para o PIB brasileiro. Segundo ele, a venda de ativos no Exterior e os programas de redução de custos da empresa atualmente em curso não são suficientes para executar os projetos previstos: "Sem reajustes, o governo está matando a galinha dos ovos de ouro".

PMDB GAÚCHO, SEM RUMO, REAFIRMA DISPOSIÇÃO DE APOIAR CANDIDATURA À REELEIÇÃO DE DILMA ROUSSEFF

O PMDB do Rio Grande do Sul repete a frase famosa pronunciada por Talleyrand sobre os Bourbon: “Não aprenderam nada, não esqueceram nada”. Eles (os dirigentes do PMDB) não têm cura. Eles são aborrecidamente iguais. Eles se repetem de forma igualmente aborrecida. Nesta segunda-feira, o presidente do partido, deputado estadual Edson Brum, disse que o partido reafirma sua disposição de apoiar a candidatura da presidente petista Dilma Rousseff para novo mandato. Mas, fez uma ressalva, como se isso desinfetasse o partido: "A presidente, para garantir nosso apoio, terá que subir no palanque do nosso candidato no Rio Grande do Sul". Como um Bourbon, ele esquece de perguntar aos peemedebistas gaúchos se querem votar na situação ou na oposição. Quando ratifica o apoio à candidatura Dilma, está colocando para correr em disparada do partido algumas centenas de milhares de votos de gaúchos que não querem saber de Dilma Rousseff e o PT. Por consequência, está afugentando os eleitores do próprio candidato do partido ao governo do Estado, se é que o PMDB gaúcho chegará a ter alguém concorrendo ao Palácio Piratini. Da maneira como se descaracteriza, como se esvazia, como aceita passivamente a retirada do seu papel protagonista, da maneira como se subordina bovinamente ao projeto petista, parece não ter outro caminho. No momento, o PMDB gaúcho está em profunda crise. Não consegue sequer montar uma nominata de concorrentes a deputado federal. E, na sua bancada atual, pontifica um ficha suja, sobre o qual o partido silencia vergonhosamente.

IDELI SALVATI UTILIZA ÚNICO HELICÓPTERO DA POLÍCIA FEDERAL EM SANTA CATARINA PARA FAZER CAMPANHA AO SENADO FEDERAL

Pré-candidata por Santa Catarina ao Senado Federal, a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti (PT), intensificou a agenda de missões oficiais em sua base eleitoral. Para turbinar as aparições públicas em todo o Estado, a ministra utiliza o único helicóptero da Polícia Rodoviária Federal de Santa Catarina, justamente a aeronave destinada à remoção de pacientes graves resgatados em acidentes e tragédias naturais. O helicóptero modelo Bell 407 (prefixo PT-YZJ), conveniado ao Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), é equipado com uma maca, tubo de oxigênio e materiais de primeiros socorros. À disposição de Ideli, o helicóptero tem os equipamentos retirados e a escala de atendimento de urgência suspensa.

A RBS DIZ QUE NÃO TEM CANDIDATOS. ACREDITA QUEM QUISER....

O anúncio da candidatura do jornalista Lasier Martins, o principal comunicador da RBS no Rio Grande do Sul, surgiu um dia depois do editorial "Comunicadores e Candidatos" ter sido publicado nos principais jornais do grupo no Estado e em Santa Catarina. O editorial faria melhor se o título fosse "Nossos comunicadores e candidatos", porque é do que se trata. Leia o discurso insincero da RBS: "Como já se tornou praxe na antevéspera de campanhas eleitorais, partidos de diversas tendências do espectro político convidam comunicadores e jornalistas para integrar seus quadros de candidatos. Trata-se de um movimento perfeitamente compreensível: profissionais reconhecidos pelo público e com visibilidade na mídia têm potencial para se tornarem candidatos competitivos. A RBS respeita a ação partidária e a opção de seus colaboradores que decidem concorrer, mas rejeita veementemente qualquer vínculo ou compromisso com candidaturas eleitorais. Por isso, estabelece claramente no seu Guia de Ética e Autorregulamentação Jornalística o afastamento imediato de colaboradores que se proponham a disputar cargos eletivos ou que aceitem participar de propaganda partidária ou campanha eleitoral. A RBS não tem nem apoia candidatos ou partidos". Ao contrário do que afirma o grupo empresarial em seu editorial, agora, mais do que nunca, ficou absolutamente claro que a RBS está formando sua própria bancada, com uma provável enorme representação parlamentar, em todas as esferas.

GOVERNO DILMA AGORA INTERPELA GOVERNO DO CANADÁ POR ESPIONAGEM. QUAL SERÁ O PRÓXIMO PAÍS A LEVAR PUXÃO DE ORELHA?

Luz Alberto Figueiredo Machado, ministro brasileiro das Relações Exteriores, convocou o embaixador do Canadá no Brasil, Jamal Khokhar, para prestar esclarecimentos sobre a denúncia de que comunicações do Ministério de Minas e Energia foram espionadas pelo órgão de inteligência canadense. Em nota, o ministro manifesta a "indignação" do governo brasileiro e classifica a ação de inaceitável e grave. Está virando a autêntica Casa da Mãe Joana. Agora qual será o país que o governo brasileiro puxará as orelhas?

PSDB GAÚCHO DEMONSTRA QUE GOVERNO TARSO GENRO SÓ EXECUTOU 19,8% DOS INVESTIMENTOS PROMETIDOS PARA ESTE ANO

A bancada estadual do PSDB demonstrou nesta segunda-feira que o governo do peremptório petista Tarso Genro demonstra incapacidade na execução dos investimentos. Em meio à análise da peça orçamentária do Estado para 2014, os deputados estaduais da bancada do PSDB na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul reuniram dados relativos a execução dos investimentos deste ano. De acordo com os números levantados pelos tucanos junto ao sistema de gestão financeira da Secretaria Estadual da Fazenda, o governo do peremptório Tarso Genro executou, até 31 de agosto, apenas 19,8% dos R$ 2,7 bilhões prometidos para investimentos em áreas essenciais, como Saúde, Educação, Segurança e Infraestrutura. Os parlamentares também analisaram os orçamentos anteriores. Em 2012, o Executivo Estadual prometeu investir R$ 1,9 bilhão, mas liquidou somente 39% desse valor. No primeiro ano do governo do peremptório petista Tarso Genro, a previsão orçamentária para investimentos era R$ 1,7 bilhão, entretanto foram executados apenas 52% desse total. Os tucanos atribuem a baixa execução orçamentária ao volume de receitas fictícias presentes nos orçamentos elaborados pela administração petista. Entre 2011 e 2013 deixaram de entrar no Caixa do Estado cerca de R$ 2,5 bilhões. Os valores correspondiam a compensações financeiras que não se concretizaram conforme expectativa do governo do peremptório Tarso Genro. Ou seja, o governo petista lida com um orçamento de ficção.

ESPECIALISTAS DESTRÓEM ARMAS QUÍMICAS NA SÍRIA

Especialistas destruíram mísseis, bombas, ogivas e equipamentos para misturar produtos químicos neste domingo, no primeiro dia da campanha para eliminar armas na Síria, informou a ONU. Especialistas internacionais supervisionaram o pessoal sírio que "usou maçaricos e máquinas trituradoras para destruir, ou inutilizar, uma gama de objetos", segundo nota divulgada pela ONU e pela Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq). A equipe de inspetores chegou em Damasco na terça-feira para iniciar o processo de verificação detalhada do programa de desenvolvimento de armas químicas do governo sírio. A equipe está na Síria sob os termos da resolução da ONU garantida pelo acordo entre os Estados Unidos e Rússia para que o regime do presidente Bashar Assad entregue suas armas químicas para destruição. Pela resolução da ONU, o arsenal de armas químicas da Síria será destruído até meados de 2014.

SUPREMO PUBLICA ACÓRDÃO DO JULGAMENTO DO MENSALÃO DO PT ATÉ TERÇA-FEIRA

O Supremo Tribunal Federal vai publicar até esta terça-feira o acórdão do julgamento dos primeiros recursos do processo do Mensalão do PT, ocorrido entre agosto e setembro. Com isso, abrirá o prazo para que as defesas dos 25 condenados recorram novamente e que os 12 com possibilidade de novo julgamento apresentem o pedido, os chamados embargos infringentes. Nesta nova fase, as condenações por formação de quadrilha podem ser revistas, o que tiraria expoentes do caso, como o ex-ministro José Dirceu e o ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, do regime fechado de prisão. Abre-se ainda a discussão sobre o cumprimento da pena para quem não tem direito a este tipo de recurso. A publicação do acórdão dos embargos de declaração será feita antes do prazo legal de 60 dias que o Supremo dispunha. Os ministros concluíram o envio dos seus votos na quinta-feira passada. Dias Toffoli foi o último, e o presidente da Corte, Joaquim Barbosa, elaborou a ementa, um resumo das decisões. A documentação agora está com a Secretaria Judiciária apenas para a padronização no sistema e o encaminhamento para a publicação. Mesmo com a celeridade, a análise dos embargos infringentes deve ocorrer apenas em 2014. Após a publicação, abre-se um prazo de 30 dias para que as defesas apresentem o recurso que possibilita a reanálise das sentenças quando houve quatro votos divergentes. Apresentadas as contestações, os recursos seguirão para a análise do Ministério Público. Há ainda cinco dias para que todos os 25 condenados apresentem questionamentos ao acórdão que será publicado agora por meio de embargos de declaração.