terça-feira, 4 de março de 2014

USO DE USINAS TÉRMICAS A DIESEL JÁ PRODUZ CONSEQUÊNCIAS NA BALANÇA COMERCIAL

Os riscos de apagão e de prejuízos à safra não são os únicos problemas causados pela estiagem prolongada. O acionamento de usinas térmicas a óleo diesel, por causa do baixo nível dos reservatórios, já afeta a balança comercial brasileira. As importações do combustível tiveram um salto de 40% na passagem de dezembro para janeiro, mês em que as termelétricas movidas a óleo diesel começaram a ser acionadas. Em dezembro, o Brasil importou 797.624.138 quilogramas (kg) de óleo diesel, ao custo de 735,54 milhões de dólares. Em janeiro, o volume passou para 1.116.821.012 kg (1,036 bilhão de dólares), segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. "A gente já importa muito óleo diesel, mas, com as térmicas ligadas, a Petrobras está sendo obrigada a importar ainda mais", disse Adriano Pires, diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE): "Esse aumento na importação é puxado pelas térmicas mesmo". Dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) mostram que quinze usinas termelétricas a óleo diesel estão em operação desde janeiro, com capacidade de produção de 561 MW: Palmeiras de Goiás, 176 MW (SE/CO); Daia, 44 MW (SE/CO); Goiânia II, 140 MW (SE/CO); Xavantes, 54 MW (SE/CO); e onze usinas da empresa Enguia, sendo 95 MW no Ceará e 52 MW na Bahia. Essas térmicas foram entrando em operação gradativamente ao longo do mês, com as de maior porte sendo acionadas na última semana de janeiro. O presidente da Associação Brasileira de Geração Flexível (Abragef), Marco Antônio Veloso, disse que essas usinas costumam ser notificadas com pelo menos uma semana de antecedência. Dessa forma, elas têm tempo hábil para se planejar e estocar combustível suficiente para alguns dias de geração ininterrupta. "As usinas trabalham com uma estocagem interna equivalente de três a cinco dias de consumo até que toda a difícil logística de recebimento do combustível seja realizada", disse Veloso. Todas essas usinas a óleo diesel ainda estão operando neste momento, o que deve sustentar o alto patamar de importação do combustível também nos números de fevereiro. "Eu vejo um problema sério do impacto das térmicas na recomposição da balança comercial. Boa parte da importação de óleo em janeiro era para termoelétricas. E as térmicas vão continuar pressionando a balança, porque São Pedro ainda não ajudou", alertou o economista Pedro Paulo Silveira, diretor da gestora de recursos Vetorial Asset Management. Até domingo, o nível dos reservatórios do sistema Sudeste/Centro-Oeste estava em 34,63%, um dos piores níveis desde 2001, quando houve o racionamento. No Nordeste, o armazenamento era de 42,17%, segundo dados do ONS. As importações de petróleo e derivados subiram consideravelmente no início deste ano em relação ao mesmo período de 2013, apontou a Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB). A importação de petróleo e derivados aumentou 29% em janeiro de 2014 ante janeiro de 2013.

NÍVEL DO SISTEMA CANTAREIRA CAI PARA 16,2%

A Sabesp registrou nova queda no nível dos reservatórios do Sistema Cantareira, para 16,2%, nesta terça-feira. Um dia antes, o índice era de 16,4%. O sistema abastece quase 10 milhões de habitantes da capital paulista e da Grande São Paulo e o volume de água armazenada tem caído diariamente e registrado sucessivos recordes negativos. Conforme a Sabesp, a queda é devido à ausência de chuvas no sistema de segunda para terça-feira. O índice pluviométrico acumulado em março é de 39,3 milímetros até o momento. Para o mês, a média história de chuvas é de 184,1 milímetros. As chuvas do fim de semana haviam ajudado a elevar em 0,2 ponto porcentual o nível de água armazenado, que atingiu 16,6% de sua capacidade no último sábado. Apesar da pequena elevação, este foi o primeiro aumento do índice dos reservatórios desde dezembro do ano passado. De acordo com dados da Sabesp, choveu somente 73 milímetros em fevereiro, contra uma média histórica de 202,6 milímetros de chuva do mês. Já no sistema Alto Tietê, que abastece a Zona Leste e alguns municípios da Grande São Paulo, o nível de armazenamento passou de 38,6% para 38,4%. A pluviometria acumula no mês um total de 28,4 milímetros, enquanto a média histórica de chuvas para o mês nesse sistema é de 175,4 milímetros.

MAIOR VIRUS JÁ ENCONTRADO VOLTA À VIDA

Um vírus gigante, de 30 mil anos, voltou à vida em laboratórios franceses. Chamado Pithovirus sibericum, ele é o maior já encontrado por cientistas, com 1,5 micrômetro de comprimento (um micrômetro equivale à milésima parte do milímetro). O novo agente não oferece perigo aos humanos, mas sua descoberta, publicada na segunda-feira na revista Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS), mostra que é possível um vírus permanecer contagioso depois de milênios. Encontrado na Sibéria, enterrado a 30 metros do solo, ele permanecia dormente em uma camada chamada permafrost, formada por gelo, terra e rochas geladas. Depois de descongelado, voltou a ser contagioso. O grupo de cientistas, liderados por pesquisadores da Universidade Aix-Marseille, na França, colocou o vírus em contato com amebas, que começaram a morrer. Assim que os cientistas analisaram esses organismos, perceberam que o vírus gigante estava se multiplicando dentro deles. Vírus assim infectam exclusivamente estruturas unicelulares, como a ameba, porque é mais fácil entrar nelas. Elas se alimentam por um processo chamado fagocitose, que engloba partículas estranhas, como o vírus gigante. A maior parte das células humanas e de outras células animais têm processos de defesas mais sofisticados e, por isso, os vírus que as afetam usam estratégias mais complexas de entrada. É por isso que eles são cerca de cem vezes menores que o vírus gigante e têm apenas 13 genes, como o da gripe. O Pithovirus sibericum tem 500 genes e, de acordo com os pesquisadores, 60% deles não se parecem com nada encontrado na Terra. Uma das grandes surpresas dos cientistas foi perceber que o vírus pode manter seu poder de contágio por muito mais tempo que o imaginado. Esses agentes permanecem dormentes por anos e dificilmente são eliminados do planeta. Os pesquisadores afirmam que o vírus gigante é uma boa demonstração de como a idéia de que é possível erradicar um vírus está errada e passa uma falsa sensação de segurança.

NÍVEL DO RIO MADEIRA CONTINUA SUBINDO

O nível do Rio Madeira, que corta Porto Velho, em Rondônia, continua subindo e nesta terça-feira registrou 18,73 metros. Na última grande enchente na região, em 1997, o rio atingiu 17,52 metros. Segundo o tenente-coronel Denargli da Costa Farias, do Corpo de Bombeiros de Rondônia, ainda há previsão de chuvas fortes na Bolívia, o que influencia diretamente o nível do rio. A Defesa Civil já está preparada caso seja preciso remover mais famílias de suas casas. Atualmente, 2.041 famílias atingidas pela cheia do Rio Madeira estão em 43 abrigos de Porto Velho e em outros distritos. Em São Carlos e Nazaré, todas as famílias precisaram deixar suas casas. A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil enviou para Rondônia 500 barracas com capacidade para até dez pessoas, que serão instaladas na região do médio e baixo Madeira, segundo o coronel Farias. Ele explica que as equipes de socorro e assistência estão em trabalho constante, coordenando os abrigos, a distribuições de alimentos e verificando a situação e a segurança das casas alagadas. O Navio de Assistência Hospitalar Oswaldo Cruz, da Marinha do Brasil, está ancorado em Porto Velho para dar suporte aos atendimentos médicos e odontológicos e para a aplicação de vacinas. São três médicos, três dentistas, um farmacêutico e seis enfermeiros a bordo, além de uma tripulação formada por oito oficiais e 43 praças que estão recebendo os casos encaminhados pela Secretaria Municipal de Saúde.

BLATTER DIZ QUE PROBLEMAS ESTÃO SOB CONTROLE, A 100 DIAS DA COPA

Em entrevista que marca a contagem dos 100 dias para a Copa do Mundo, o presidente da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Joseph Blatter, disse que as dificuldades relacionadas ao Mundial estão sob controle. Blatter ressaltou que o período que antecede a Copa pode ser considerado pouco se ainda há problemas, o que, segundo ele, não é o caso do Brasil. “Agora todos os problemas estão sob controle e daqui a 100 dias haverá um início excepcionalmente bom para uma competição excepcional”, disse em vídeo divulgado no site da Fifa na internet sobre as expectativas para a Copa do Mundo. O presidente espera que os brasileiros recebam o torneio de braços abertos e que haja fair play (jogo limpo). “Os torcedores brasileiros apoiarão a seleção desde o começo e esperam que o Brasil vá até o fim. Mas há outras 31 equipes que querem evitar que o Brasil esteja na final, e é por isso que o nível da competição será tão alto. Será como uma luta, mas com espírito esportivo, onde o futebol também transmitirá uma mensagem de jogo limpo, disciplina e respeito”.

CRESCE CLIMA DE DISPUTA DENTRO DO PMDB GAÚCHO

O PMDB do Rio Grande do Sul irá a disputa acirrada no próximo dia 15, para escolha do candidato do partido ao governo do Estado (José Ivo Sartori e Paulo Ziulkoski). A candidatura deste último é francamente filopetista. Ele colocou a Frente Municipalista Brasileira, a qual preside, a serviço do governo Dilma. Até vaia de prefeitos contra a petista Dilma Rousseff ele tentou afabar. É dirigido pelo deputado federal Eliseu Padilha, o mais ativo operador a favor do peitsmo. No campo da disputa pela vaga ao Senado Federal a coisa também não está calma. Querem a vaga o ex-governador Germano Rigotto, o ex-prefeito José Fogaça e também o ex-deputado federal Ibsen Pinheiro.

OPERAÇÃO OURIVES DA POLÍCIA CIVIL GAÚCHA APUROU ROUBALHEIRA NO SINDICATO PETISTA DOS BANCÁRIOS, FEITA POR CINCO FUNCIONÁRIOS

O Ministério Público Estadual encaminhou denúncia à 9ª Vara Criminal do Fórum Central de Porto Alegre contra cinco pessoas suspeitas de envolvimento em um esquema que teria lesado 137 associados do petista Sindicato dos Bancários de Porto Alegre. O grupo teria desviado R$ 1,4 milhão — apuração inicial era de R$ 5 milhões. O golpe se materializou entre janeiro de 2004 e junho de 2012, envolvendo o ex-funcionário da tesouraria do sindicato João Carlos Galbarino Amaral, de 46 anos, e outros quatro amigos, que serviriam de "laranjas" (concordavam com depósitos das quantias desviadas em suas contas em bancos). Um deles, Erni Menezes Flores, de 50 anos, tinha sido integrante do conselho fiscal do Sindbancários em anos anteriores. Eles foram denunciados por estelionato e formação de quadrilha.

MARQUETEIRO ARGENTINO FARÁ A CAMPANHA DE AÉCIO NEVES

O argentino Guillermo Raffo, que atuou na campanha de Márcio Lacerda (PSB) em Belo Horizonte, em 2008, e na de Fernando Pimentel (PT). na capital mineira, em 2004, com Duda Mendonça, vai trabalhar para a campanha tucana em 2014 em parceria com Paulo Vasconcelos, que já está com o candidato tucano.

LIDER DO PMDB ATACA PRESIDENTE DO PT E DIZ QUE SEU PARTIDO DEVERIA REVER ALIANÇA NACIONAL

A presidente Dilma Rousseff segue sendo a franca favorita no pleito de 2014, ao menos nas condições atuais, segundo informam os institutos de pesquisa. Mas a instabilidade está no ar, e o PMDB pode dar muita dor de cabeça. Nesta terça-feira de Carnaval, o deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), líder inconteste do seu partido na Câmara, rasgou a fantasia e chamou para o confronto o deputado estadual Rui Falcão (SP), presidente do PT. Segundo informa Gabriela Guerreiro, na Folha, chegou a defender o rompimento da aliança nacional do PT com o PMDB. Há alguma chance de isso acontecer? Resposta: nenhuma! Michel Temer, vice-presidente da República, é do PMDB e deve ser, de novo, parceiro na chapa de Dilma. Uma coisa, no entanto, é certa: desta vez, os peemedebistas de Pernambuco e do Rio Grande do Sul não serão os únicos rebeldes. “A cada dia que passa, me convenço mais que temos de repensar está aliança, porque não somos respeitados pelo PT”, escreveu Eduardo Cunha em seu perfil no Twitter. Ele reagia a declarações atribuídas a Falcão, que, ao visitar o sambódromo, no domingo, teria dito que o grupo de Eduardo Cunha está descontente porque Dilma se recusou a lhes dar um ministério. Na entrevista à Folha, o líder peemedebista afirmou, referindo-se ao presidente do PT: “Não preciso xingá-lo como fizeram outras lideranças do PMDB porque não sou igual a ele. Mas, por onde passa o Rui Falcão, mais difícil fica a aliança”. A bancada do PMDB na Câmara decidiu declarar independência nas votações da Casa, e Eduardo Cunha, pessoalmente, articulou o chamado “blocão”, uma união de partido da base que reúne, além do PMDB, PP, PR, PTB, PDT, PSC e PROS. Também está no grupo uma legenda que já declarou apoio a Aécio Neves: o Solidariedade. Caso realmente votem em conjunto, somam-se aí 250 dos 513 deputados da Câmara. O grupo ameaça, por exemplo, apoiar uma CPI da Petrobras. Eduardo Cunha é do Rio de Janeiro, Estado em que a tensão entre PT e PMDB se eleva a cada dia. Os petistas deixaram o governo Sérgio Cabral e vão lançar o senador Lindbergh Farias para o governo do Estado. O PT e o PMDB fecharam alianças regionais, até agora, em nove Estados: Amazônia, Rondônia, Pará, Tocantins, Distrito Federal, Rio Grande do Norte, Alagoas, Sergipe e Santa Catarina. Juntas, essas unidades da federação reúnem 21,7 milhões de eleitores, ou 15,43% do total. Serão, com certeza, adversários em 11 Estados: Acre, Roraima, Piauí, Pernambuco, Bahia, Minas, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rio, Paraná e Rio Grande do Sul, o que corresponde a 95,9 milhões de eleitores — ou 68,21% do total. Em sete Estados, não há definição, a saber: Amapá, Maranhão, Paraíba, Ceará, Mato Grosso, Goiás e Espírito Santo: são 23 milhões de eleitores, ou 16,36% do total. Ainda que os dois partidos se unissem em todos os Estados em que hoje há indefinição, não se chegaria nem à metade do eleitorado daqueles em que estarão separados: 95,9 milhões contra 44,7 milhões. O problema para Dilma, evidentemente, não está no risco de rompimento formal do PMDB com o PT, mas na possibilidade de o partido passar a flertar com o tucano Aécio Neves em vários Estados.

PETROBRAS ADOTA REAL FORTE EM SEUS PLANOS E PREOCUPA O MERCADO

A Petrobras está estimando, para este ano, um real bem mais forte do que especialistas e o próprio Banco Central na hora de prever seus gastos e investimentos, o que tem preocupado analistas em bancos e corretoras. Na semana passada, ao anunciar seu plano de investimento até 2018, a estatal disse que trabalha com um dólar a R$ 2,23 neste ano. Isso é um cenário bastante distinto do que prevêem analistas consultados pelo Banco Central, que calculam uma cotação média de R$ 2,45. Já o Comitê de Política Monetária do Banco Central trabalha com um valor médio de R$ 2,40. Atualmente a moeda americana está cotada a R$ 2,32. A previsão é que ela ganhe força durante o ano, à medida que o Fed continue a retirada de estímulos iniciada no fim de 2013 e que tem feito o dólar ganhar força ante divisas emergentes. Esse movimento fez o real perder 13,3% do seu valor ante o dólar em 2013. “Ninguém no mercado consegue entender de onde saiu isso”, diz Flávio Conde, analista da Corretora Gradual. “Não posso acreditar na seriedade disso, porque todas as previsões, de dívida, de investimento, de importação, ficam maquiadas”, afirma o economista Mauro Rochlin, do Ibmec/Rio.

JORGE PAULO LEMANN É O BRASILEIRO MAIS RICO

A publicação americana Forbes divulgou nesta segunda-feira a lista das pessoas mais ricas do mundo, que conta com 1.645 nomes. Entre os brasileiros, o destaque fica com o empresário Jorge Paulo Lemann, titular do posto mais rico do país pelo segundo ano consecutivo, com uma fortuna avaliada em 19,7 bilhões de dólares. Eike Batista, que por mais de cinco anos figurou no clube de bilionários, foi retirado da lista depois que seu império de energia e infraestrutura teve de ser fatiado e vendido para arcar com dívidas, ao longo de 2013. Lemann, que é um dos controladores da AB InBev, o maior conglomerado de cervejas do mundo, também possui fatias das empresas Burger King e Heinz, que foram adquiridas pela gestora de recursos da qual é sócio, a 3G Capital. Entre as empresas nas quais detém participação estão ainda Lojas Americanas e a São Carlos  Participações. Seus sócios na AB InBev, Marcel Telles e Beto Sicupira, também figuram entre os dez brasileiros mais ricos. Entre as novidades estão Eduardo Saverin, cofundador do Facebook, que aparece como o nono brasileiro mais rico. Com uma fortuna de 4,1 bilhões de dólares, Saverin se beneficiou dos ganhos recentes das ações do Facebook, do qual detém uma participação de 2,2%. Outra novidade é Walter Faria, dono do Grupo Petrópolis, cujo lucro subiu 50% no ano passado. Já o empresário Antônio Ermínio de Moraes, do grupo Votorantim, saiu do top 10.

LEVANTAMENTO APONTA VENDA DE 245,9 MIL CARROS EM FEVEREIRO

As vendas de automóveis e comerciais leves somaram 245,9 mil unidades em fevereiro, de acordo com a consultoria Carcon, a partir de levantamento feito com dados do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam). O volume mostra uma alta de 10,5% sobre as 222,5 mil unidades de fevereiro do ano passado e uma queda de 18% sobre os 299,8 mil veículos emplacados em janeiro de 2014. No entanto, para efeito de comparação, as vendas diárias em fevereiro de 2014 somaram 12,3 mil unidades nos 20 dias úteis do mês, recuo de 0,5% ante as 12,36 mil unidades de autos e comerciais leves vendidas nos 18 dias úteis de fevereiro do ano passado. Em janeiro foram 22 dias úteis e uma média diária de 13,63 mil unidades. No primeiro bimestre de 2014 foram emplacados 545,7 mil veículos leves, aumento de 5,1% sobre o igual período de 2013, quando 519,3 mil carros e comerciais leves haviam sido registrados. Na avaliação de Julian Semple, diretor da consultoria, a leve alta nas vendas de veículos este ano ainda é reflexo do bom movimento nas concessionárias na primeira quinzena de janeiro, quando as lojas ainda tinham estoques de carros com o Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) reduzido.