sexta-feira, 11 de julho de 2014

INDIANA É ESTUPRADA COMO RETALIAÇÃO PELO CRIME COMETIDO POR SEU IRMÃO

Uma jovem de 14 anos foi estuprada por ordem de um conselho local e como parte da punição aplicada ao seu irmão, que teria abusado de outra mulher no estado de Jharkhand, no leste da Índia. O caso aconteceu na quarta-feira, mas a polícia informou que efetuou três prisões nesta sexta-feira. O primeiro caso de abuso sexual, cometido pelo irmão da jovem, aconteceu no último domingo, na vila Gulgulia Dhora. O agressor foi denunciado ao conselho local pelo estupro de uma mulher, informou o delegado Virender Kumar. A partir desta denúncia, o conselho – panchayat, um sistema de Justiça paralela – determinou que a irmã do agressor fosse estuprada pelo marido da mulher agredida, acrescentou Kumar. Após localizar os envolvidos, a polícia deteve nesta sexta-feira o irmão da jovem violada, o marido da mulher agredida e o chefe do conselho local do pequeno vilarejo rural. Na Índia, sobretudo nas comunidades rurais, muitas pessoas vivem sob a tutela de conselhos locais que se sobrepõe à administração do governo. Esses conselhos instituem tribunais paralelos. Suas decisões se baseiam em tradições que perante a Justiça indiana são inaceitáveis, como espancamentos, proibição de casamentos entre pessoas de cidades diferentes ou penas de exílio. Em janeiro, uma mulher foi estuprada por dez homens de um conselho tribal como castigo por manter uma relação com um homem de outra cidade em um povoado do leste da Índia. O estupro e o assassinato de uma jovem estudante de Nova Délhi em dezembro de 2012 gerou uma série de protestos e deu início a um debate sem precedentes em relação à situação da mulher no país. Desde então, a imprensa indiana passou a dar mais atenção aos crimes sexuais contra mulheres. O estupro especialmente hediondo de uma universitária de 23 anos que voltava do cinema com um amigo e foi atacada por seis homens dentro de um ônibus na capital Nova Délhi chocou a população indiana. Todos os criminosos se revezaram no ataque sexual e no espancamento da vítima, em violências que incluíram uma barra de ferro e provocaram ruptura intestinal. A estudante de fisioterapia não resistiu aos ferimentos. A indignação com as autoridades forçou mudanças na legislação, que foi reforçada e passou a prever a pena de morte para casos brutais, sentença que foi aplicada contra os agressores da universitária. No entanto, o endurecimento das leis não se mostrou suficiente para intimidar os criminosos. Entre 2010 e 2012, as condenações por estupro no país caíram de 17,1% para 14,3%. Dos mais 200.000 casos de estupro em 2012, menos de 15% foram a julgamento. Destes, apenas 26% resultaram em condenações. Outro dado alarmante é que em mais de 94% dos casos de estupro as vítimas eram conhecidas dos agressores, que geralmente são familiares, vizinhos, amigos da família.

PRIMEIRO MINISTRO ISRAELENSE BENJAMIM NETANYAHU AVISA, "PRESSÃO NÃO VAI NOS IMPEDIR DE COMBATER TERRORISTAS"

O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu afirmou nesta sexta-feira que Israel vai resistir às pressões internacionais e manter sua operação em Gaza. Ele também não descartou uma invasão por terra para enfrentar o terrorista Hamas, organização fundamentalista islâmica palestina que controla a região. “Estamos pesando todas as possibilidades e nos preparando para todas as alternativas”, disse o premiê em Tel Aviv. Ele informou que Israel já atingiu mais de 1.000 alvos em Gaza desde terça-feira e ainda haverá mais ataques. “Nenhuma pressão internacional vai nos impedir de combater os terroristas que estão nos atacando”, acrescentou, ressaltando que teve conversas “muito positivas” com vários líderes mundiais, incluindo o presidente americano Barack Obama e a chanceler alemã Angela Merkel. Netanyahu fez a afirmação depois de a alta comissária de Direitos Humanos da ONU, a esquerdóide pró-palestina Navi Pillay, ter dito que há “sérias dúvidas” de que a operação militar israelense está de acordo com as leis internacionais. “Vou encerrar a operação quando não houver mais ameaça”, disse o premiê israelense, que acusa o Hamas e membros da Jihad Islâmica de “se esconder atrás de civis” e serem responsáveis se algum mal acontecer a eles.

FAMÍLIA ESPÍRITO SANTO VAI ENTREGAR FATIA EM SEU BANCO PARA PAGAR DÍVIDAS

A família de banqueiros portugueses Espírito Santo vai entregar 5% de sua participação no Banco Espírito Santo (BES) para pagar dívidas, afirma o jornal português Expresso nesta sexta-feira. Por meio do braço financeiro de sua holding, a Espírito Santo Financial Group (ESFG), a família contraiu, há cerca de um mês, uma dívida de 100 milhões de euros junto ao banco Nomura, do Japão. Como garantia ao empréstimo, foram oferecidas ações no BES. Contudo, a queda de mais de 30% dos papéis do banco (cujas negociações foram suspensas na quinta-feira) fez com que o credor executasse a garantia para não ficar a ver navios. Desta forma, a participação da família no Banco Espírito Santo cairá de 25% para 20%. Maior instituição financeira listada de Portugal, o BES está no centro de uma tempestade após preocupações sobre suas ligações com uma rede de empresas controladas pelo poderoso clã Espírito Santo. A exposição da entidade provocou uma turbulência nos mercados globais nesta semana, o que levou algumas empresas européias a suspender captações de recursos, revivendo memórias da crise da dívida no bloco econômico. Pressionado a esclarecer sua vulnerabilidade em relação às empresas e não deixar que a situação saia de controle, o BES divulgou um comunicado na madrugada desta sexta-feira afirmando que tinha exposição de 1,15 bilhão de euros em bônus – e que acreditava ter reservas suficientes para absorver quaisquer perdas. O BES disse ainda que tinha 2,1 bilhões de euros em capital acima dos requisitos regulamentares mínimos de 31 de março, levando em conta um adicional de 1 bilhão via emissão de ações. Como consequência da turbulência, a agência de classificação de risco Moody's rebaixou nesta sexta os ratings de longo prazo do BES de B3 para Ba3. A decisão é justificada com "a preocupação sobre a qualidade de crédito que foi atingida pela falta de transparência do BES em relação aos problemas que emergiram no ESFG e de outras entidades do grupo". Em 9 de julho, a agência já havia rebaixado a nota do banco. Dos sete bancos portugueses seguidos pela Moody's, o BES detém, agora, o segundo pior rating, ficando apenas acima do Banif. Com isso, a instituição fica seis níveis abaixo do grau de investimento.

DEMAGOGIA DA PETISTA DILMA ROUSSEFF COM OS PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS LEVOU A PETROBRAS A PERDER R$ 104 BILHÕES EM TRÊS ANOS

O represamento dos preços do diesel, gasolina e gás liquefeito de petróleo adotado pelo governo para o mercado interno, deixando-os inferiores aos praticados no mercado internacional, teve um custo de oportunidade de R$ 104 bilhões para o caixa da Petrobras entre 2011 e 2013, valor próximo ao aumento da dívida líquida da estatal verificado no período. Essa é a principal constatação de estudo sobre o tema liderado por Edmar de Almeida, do Grupo de Economia da Energia (GEE) da UFRJ, que coloca a defasagem de preços como um dos principais responsáveis pelo aumento da dívida da estatal no período e diz ser necessária outra política para os preços de derivados de petróleo. Apenas com as importações, a Petrobras teve um perda em valor presente de R$ 14,9 bilhões, causado pela diferença entre o valor pago pelos derivados no Exterior e aquele praticado no mercado doméstico. No período, levando em conta um cenário no qual a estatal praticasse preços similares ao patamar internacional, a estatal teria receitas maiores em R$ 66,3 bilhões com o diesel, R$ 34,9 bilhões com a gasolina e R$ 3 bilhões com o gás liquefeito de petróleo. Nos últimos três anos, a dívida líquida da companhia aumentou de R$ 103 bilhões para R$ 222 bilhões. "Essa defasagem não só tem restringido o caixa da Petrobras, como aparece como um fator preponderante no aumento da fragilidade da empresa", afirma Almeida, que também chama a atenção para um efeito secundário da defasagem de preços no setor de petróleo e gás brasileiro.

PMDB E ALIADOS DE EUNÍCIO OLIVEIRA NO CEARÁ QUEREM PALANQUE SÓ PARA AÉCIO NEVES, COM A PETISTA DILMA FORA

Candidato a governador do Ceará em coligação com o PSDB do ex-senador e ex-governador Tasso Jereissati, o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira, tem dito que vai pedir voto para a presidente Dilma Rousseff e manter seu palanque aberto. Mas aliados do próprio partido defendem que ele garanta palanque exclusivo ao candidato tucano à Presidência da República, senador Aécio Neves. "Palanque aberto é conversa para boi dormir. Ele tem que fechar com o Aécio. Cachorro que tem dois donos morre de fome", diz o deputado estadual Carlomano Marques (PMDB). Para ele, a candidatura de Dilma "vai derreter como picolé no sol" e a hora de Eunício Oliveira aderir à campanha presidencial tucana é agora, "para não parecer oportunista". Afinado ao governo federal como líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira foi isolado pelo governador Cid Gomes (Pros), que reuniu as forças governistas em torno do seu candidato ao governo, Camilo Santana (PT). Isso forçou o senador do PMDB a se coligar com o PSDB e outros partidos de oposição, como DEM e PPS. Por sua formação, a chapa tem o carimbo de oposição. O candidato a vice-governador é do PR, Roberto Pessoa, ex-prefeito de Maracanaú, desafeto de Cid. Tasso disputa o Senado tendo como seu primeiro suplente o vice-presidente estadual do DEM, Chiquinho Feitosa. Mesmo encurralado, mantém o discurso de apoio à reeleição de Dilma e do vice-presidente Michel Temer, presidente licenciado do PMDB. Além disso, Eunício Oliveira diz aguardar o cumprimento de compromisso que o ex-presidente e alcaguete Lula (delatava companheiros para o Dops paulista durante a ditadura militar, conforme Romeu Tuma Jr) teria assumido com ele, de fazer gesto de apoio à sua candidatura. Mas os aliados são céticos quanto a esse suposto apoio e acham que as chances eleitorais do líder do PMDB estão atreladas às de Aécio Neves. "Ele está sendo solenemente enrolado tanto por Lula quanto pela presidente Dilma. Eles não vão apoiá-lo, porque o PT tem candidato a governador", argumenta Marques. Na sua opinião, o líder está sendo "exagerado" na lealdade a Temer. Para o deputado federal Danilo Forte (PMDB-CE), Eunício Oliveira será definitivamente visto pelo eleitor como candidato da oposição - não só ao governo estadual, como também ao federal - nos primeiros dias da propaganda eleitoral na televisão, quando Dilma aparecer no horário destinado à campanha do candidato a governador do seu partido. Esse quadro pode levar o PMDB do Ceará a ser mais um a apoiar Aécio Neves.

EMBRAER NEGOCIA VENDA DE 60 AVIÕES PARA A CHINA

A Embraer negocia a venda de até 60 aviões para empresas aéreas chinesas, afirmou o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Mauro Borges. O ministro não forneceu detalhes como o modelo de aeronave ou quem são os compradores, mas disse que os contratos serão assinados na próxima semana, durante visita oficial do presidente da China, Xi Jinping, a Brasília, para a 6ª cúpula dos Brics. A Embraer também não faz comentários sobre possíveis vendas. Os termos dos contratos ainda estão sendo definidos e podem ser alterados. Por enquanto, os acordos incluem uma ordem firme de 40 aviões por uma empresa chinesa e outra encomenda de dez aviões por uma segunda companhia aérea, que também deverá assinar uma opção para outras dez aeronaves, afirmou Borges. A China é o maior mercado para as exportações do Brasil, porém a maioria das compras é composta por produtos básicos, como minério de ferro e soja. A 6ª cúpula dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), que será realizada nos dias 15 e 16 de julho, em Fortaleza, terá como tema principal a criação de um banco de desenvolvimento para os países do bloco. A intenção dos líderes dos Brics é que a nova instituição ocupe parcialmente o espaço do Banco Mundial e do FMI, reduzindo a dependência dos países-membros desses organismos.

NOVO PRESIDENTE DA CBF DIZ QUE FELIPÃO DEVE FICAR NA SELEÇÃO

O presidente eleito da CBF, Marco Polo Del Nero, culpa a escolha tática do técnico Luiz Felipe Scolari como a responsável pela humilhação que o Brasil sofreu diante da Alemanha, na semifinal da Copa do Mundo. Mas, deixa claro que, se depender dele, Felipão continua como treinador. "Por mim, ele fica", declarou Del Nero, em conversa no hotel Copacabana Palace, no Rio de Janeiro. "O que aconteceu foi um erro tático. Esse foi o problema. Mas todos nós erramos. Isso acontece com qualquer um. O importante é que o trabalho foi bem feito. A campanha e a preparação foram boas. A base existe". Del Nero venceu a eleição na CBF e assumirá o cargo em 2015. Ele diz que será um período de "desafios", mas garante que está "pronto" para assumir a função. E fez questão de destacar o "sucesso" da Copa do Mundo como evento e não descarta nem mesmo pensar em nova candidatura para que o Brasil receba o Mundial, a partir de 2030. Del Nero ainda comentou a proposta do governo de realizar uma "intervenção indireta" no futebol depois da derrota para a Alemanha. "A participação do Estado é sempre bem-vinda, dentro dos limites do que se pode fazer", declarou Del Nero. "A escola é a base de tudo. O governo precisa dar maior prioridade para o esporte na rede pública. Os clubes não podem fazer tudo. Parte desse trabalho de base precisa ser construído pelas escolas." O dirigente ainda sugeriu que propostas para o desenvolvimento do futebol feminino enviado ao governo pela CBF estão paradas há anos. Na última quinta-feira, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e a Fifa cobraram da CBF uma operação de maior envergadura com relação ao desenvolvimento do futebol feminino no Brasil.

BANDIDO PETISTA MENSALEIRO JOSÉ DIRCEU FAZ EXAME ADMISSIONAL E BRASÍLIA

Autorizado a trabalhar durante o dia fora do CPP (Centro de Progressão Penitenciária), em Brasília, o ex-ministro e bandido petista mensaleiro José Dirceu, também deputado federal cassado por corrupção, compareceu a um consultório médico, por volta das 8 horas da manhã desta sexta-feira, para realizar exame admissional. O chefe do Mensalão do PT foi contratado para realizar trabalhos administrativos no escritório do advogado e amigo José Gerardo Grossi. Nos testes, não houve restrições à saúde do bandido petista mensaleiro. O exame custou 15 reais, pagos pelo empregador.

EMBRAER FECHA PARCERIA COM SAAB PARA ENTREGA DE AVIÕES CAÇA

A Embraer assinou um memorando de entendimento com a fabricante de caças sueca Saab para uma parceria na administração do Projeto F-X2, que vai modernizar a frota de aeronaves militares do Brasil. Segundo comunicado divulgado nesta sexta-feira, a empresa brasileira realizará grande parte do trabalho de produção e entrega do caça de última geração Gripen NG, nas versões com um e dois assentos, para a Força Aérea Brasileira (FAB). A Embraer ainda coordenará as atividades de desenvolvimento e produção no Brasil em nome da Saab, e também participará do desenvolvimento de sistemas, da integração, testes em vôo, montagem final e entregas. "A Embraer e a Saab serão responsáveis pelo desenvolvimento completo da versão biposto do Gripen NG, ao mesmo tempo em que as duas empresas estudam a formação de uma parceria estratégica para promoção e vendas das duas versões, monoposto e biposto, no mercado global", informou a companhia. O acordo será implementado após as negociações entre a Saab e a Embraer sobre o fechamento do contrato do Projeto F-X2. No início do ano, o governo brasileiro encomendou da Saab 36 caças a serem entregues a partir de 2018, mas o acordo final ainda não foi concluído. A expectativa é de que as conversas terminem até o fim deste ano.

RESTAURAÇÃO DO CRISTO REDENTOR É CONCLUÍDA APÓS SEIS MESES

As obras de restauro do Cristo Redentor foram concluídas nesta sexta-feira, no Rio de Janeiro, após seis meses. Debaixo de chuva, o cardeal dom Orani Tempesta deu sua bênção ao lado do padre Omar Raposo, pároco do Santuário do Cristo, e de Paolo dal Pino, presidente da Pirelli América Latina, empresa que patrocinou a reforma. Foram restaurados os dedos médio, indicador e polegar da mão direita e quatro pontos na cabeça do monumento. Novos sistemas de para-raios também foram instalados. A restauração teve início em 21 de janeiro e foi necessária depois que o monumento foi atingido por uma série de raios que danificaram sua mão direita e a cabeça. A obra completa custou 1,9 milhão de reais. Uma equipe de especialistas em rapel e alpinismo se revezou no trabalho. A restauração aconteceu fora do horário de visitas. "Essa reforma vai garantir a segurança do monumento e principalmente dos turistas, já que é um local de grande visitação e de oração", disse dom Orani. Quatro câmeras foram instaladas na cabeça do Cristo: duas para captar imagens em tempo real das zonas Norte (onde estão o Maracanã e a Quinta da Boa Vista) e Sul (Jardim Botânico e Lagoa Rodrigo de Freitas) e outras duas para fotografar a Baía de Guanabara e os turistas no platô. O disparo é acionado por um assistente do projeto Olhar do Cristo, também patrocinado pela Pirelli, e as fotos são enviadas para o site do projeto e redes sociais. Inicialmente, a campanha terá duração de 20 dias, mas a intenção é que ela se torne permanente.

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL DENUNCIA DELEGADO FEDERAL POR MORTE DE ÍNDIO MUNDURUKU

O Ministério Público Federal no Pará denunciou à Justiça Federal o delegado federal Antonio Carlos Moriel Sanches, suspeito de participar do assassinato do índio Adenilson Kirixi, da etnia Munduruku. Se a Justiça aceitar a denúncia, o delegado será julgado pelo crime de homicídio qualificado, podendo ser condenado a até 30 anos de prisão. Adenilson foi morto em 7 de novembro de 2012, durante uma operação policial na aldeia Teles Pires, na divisa do Pará com o Mato Grosso. A chamada Operação Eldorado era coordenada pelo delegado e tinha como objetivo desarticular uma organização criminosa que extraía ouro e destruir balsas de garimpo. A quadrilha atuava ilegalmente nas terras indígenas Munduruku e Kayabi. A Polícia Federal estimou que só uma das três empresas que revendiam o ouro no Sistema Financeiro Nacional movimentou mais de R$ 150 milhões em dez meses de investigações. Os índios recebiam R$ 30 mil por balsa garimpeira ilegal que, carregada, chegava a render aos operadores do esquema R$ 500 mil. Quatorze embarcações foram apreendidas e inutilizadas. Segundo relatos de indígenas, uma das lideranças da aldeia tentou convencer os policiais a não destruírem as balsas. A partir daí, as versões policiais e indígenas são conflitantes. Os policiais disseram que, na véspera da ocorrência, cerca de 60 índios tentaram invadir o local onde estava o coordenador da operação, ameaçando-o com arcos e flechas. Após horas de negociação, um acordo permitiu que os policiais prosseguissem com a operação. Apesar disso, os policiais afirmam que, no dia seguinte, foram emboscados quando retornavam à área. Em nota divulgada logo após a ocorrência, a polícia informou que gravações telefônicas feitas com autorização judicial comprovam que os índios planejavam atacar os policiais, que só revidaram as agressões para proteger a si e aos servidores do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis e da Fundação Nacional do Índio. Bombas de gás foram lançadas antes que "os policiais usassem a força necessária para reprimir o ataque, tendo em vista o grande número de disparos de armas de fogo vindos da aldeia". Os mundurukus alegam que não portavam armas e que toda a confusão começou quando o delegado Antonio Sanches empurrou o cacique da aldeia e, por isso, foi empurrado por um outro índio que tentava proteger seu líder. Na confusão, o delegado caiu na água. Os policiais, então, começaram a atirar contra os índios. Na denúncia apresentada à Justiça Federal em Itaituba (PA), o Ministério Público se vale dos testemunhos indígenas para relatar que vários policiais dispararam contra os índios, mas que os dois primeiros tiros contra Adenilson foram dados pelo próprio delegado, que permanecia dentro do rio, com água pela cintura. Três tiros acertaram as pernas de Adenilson antes que ele também caísse na água. Nesse momento, afirmam os índios, o delegado acertou um último tiro na cabeça da vítima. O corpo de Adenilson só foi encontrado no dia seguinte. A exumação demonstrou que a morte foi causada por um tiro na nuca. Outros dois indígenas sofreram lesões corporais graves no dia 7 de novembro de 2012, mas não foi possível localizar provas que relacionassem os ferimentos diretamente aos agentes envolvidos na operação. Por isso, apenas o delegado foi denunciado.

ARGENTINA TEM NOVA REUNIÃO COM MEDIADOR DE NEGOCIAÇÃO DA DÍVIDA

Uma comitiva argentina esteve reunida nesta sexta-feira, em Nova York, com Daniel Pollak, mediador da negociação da dívida do país vizinho com fundos especulativos, que exigem pagamento integral do valor nominal dos títulos que têm. Pollak foi nomeado pelo juiz norte-americano Thomas Griesa,  que bloqueou o pagamento a 93% dos credores que aceitaram a reestruturação do débito e determinou o pagamento aos holdouts, credores que não aceitaram a reestruturação proposta pela Argentina, e por isso foram taxados de "fundos abutres" pelo governo de Buenos Aires. Fazem parte da comitiva do governo o secretário de Finanças, Pablo López, e o secretário da Área Legal e Técnica do Ministério da Economia, Federico Thea. Esta é a segunda reunião que a Argentina tem com o mediador da negociação nesta semana. A primeira foi na segunda-feira, quando o ministro da Economia do país, Axel Kiciloff, esteve com Pollak, em Nova York. Na ocasião, Kiciloff afirmou que a decisão de Griesa “como interpretada, seria de cumprimento impossível”, e pediu a reposição de uma medida cautelar para permitir que a Argentina concretize o pagamento dos credores que entraram nas rodadas de reestruturação da dívida, em 2005 e 2010.

JUIZ CASSA LIMINAR QUE IMPEDIA PT DE DISPUTAR ELEIÇÕES EM SÃO PAULO, MAS DECIDE QUE O DEPUTADO ESTADUAL LUIZ MOURA PODE SE CANDIDATAR E QUE SÓ A JUSTIÇA ELEITORAL PODE LHE TIRAR ESSE DIREITO

Aconteceu o que me parecia óbvio: a Justiça revalidou a convenção do PT. Embora o partido tenha me incluído na sua lista negra, não acho que ela deva ser privado de disputar as eleições em São Paulo. Qual é o busílis? O deputado estadual Luiz Moura (PT), aquele que manteve um encontro com membros do PCC, recorreu à Justiça comum contra a decisão da direção estadual do partido, que o suspendeu, negando-lhe, assim, a possibilidade de se candidatar à reeleição. A direção considerou insatisfatórias suas explicações sobre aquele encontro. Muito bem! Ele recorreu à Justiça, e o juiz Fernando Camargo, do Tribunal de Justiça de São Paulo, concedeu uma liminar que tornou sem efeito a própria convenção, o que impediria os petistas de concorrer a qualquer cargo em São Paulo. Agora o juiz Renato de Abreu Perine, da 17ª Vara Cível do Tribunal de Justiça de São Paulo, reverteu essa decisão. Mas as coisas não aconteceram exatamente como o PT queria. O juiz decidiu que Luiz Moura tem, sim, o direito de se candidatar. Segundo seu despacho, só a Justiça Eleitoral pode inviabilizar a sua candidatura. A Justiça Eleitoral, leitores, só age quando provocada. Vamos ver se o PT vai recorrer a ela para tentar impedir a candidatura de Moura. Por Reinaldo Azevedo

PREFEITURA DIZ QUE TURISMO MOVIMENTOU R$ 1 BILHÃO NO PERÍODO DA COPA DO MUNDO EM SÃO PAULO, TEM QUE VER QUANTO DEIXOU DE SER MOVIMENTADO PELO TURISMO DE NEGÓCIOS QUE PARALISOU NESSE PERÍODO

A cidade de São Paulo recebeu quase 500 mil turistas entre os dias 12 de junho e 10 de julho em decorrência da Copa do Mundo. Mais de 299 mil eram brasileiros e 196 mil estrangeiros, de acordo com a prefeitura. Até o fim da primeira fase da Copa, os gastos de brasileiros e estrangeiros devem fazer com que a movimentação financeira com o turismo chegue a R$1 bilhão. Nos 23 dias de programação na Fifa Fan Fest, no Vale do Anhangabaú, o público foi 567 mil pessoas, com média diária de 24.680 participantes. A lotação máxima (25 mil pessoas) foi atingida em dias de jogos da Argentina e do Brasil. No bairro Vila Madalena, eleito  ponto turístico no período da Copa, cerca de 50 mil pessoas assistiram aos jogos do Brasil, com o pico de pessoas chegando a 70 mil. O prefeito petista Fernando Haddad avaliou que o evento transcorreu com tranquilidade. “A ordem de grandeza do custeio da Copa não excedeu o que São Paulo gasta anualmente com eventos como a Fórmula 1 e o carnaval. O custeio para todo o evento, excluindo desapropriações e obras, ficou entre R$ 30 milhões e R$ 40 milhões. Por tudo o que o evento trouxe para São Paulo ficamos nos estritos limites estabelecidos pelo governo”. Para Haddad, com o tempo, a cidade terá condições de avaliar os benefícios da Copa, principalmente no setor de turismo. O que ele esquece de calcular e de pensar é no quanto a cidade de São Paulo perdeu no turismo de negócio, a grande especialidade da cidade, que parou nesse período da Copa do Mundo.

EMPRESA NEGA QUE WHELAN TENHA SAÍDO ÀS PRESSAS DO COPACABANA PALACE

A empresa Match negou que o britânico Raymond Wheland tenha saído às pressas do hotel Copacabana Palace, na quinta-feira, antes da chegada da polícia, que tinha ordem de prendê-lo. Embora as imagens do circuito interno do hotel mostrem o executivo e seu advogado, Fernando Fernandes, saindo por uma porta lateral, destinada aos funcionários, a empresa negou, por meio de nota divulgada nesta sexta-feira, que isso tenha ocorrido de forma apressada. “As imagens do circuito interno do hotel distribuídas à mídia mostram que o senhor Whelan não saiu às pressas do hotel. A polícia chegou depois e, ao descobrir que Whelan não estava lá, simplesmente requereu que ele se apresentasse à 18ª Delegacia de Polícia”, escreveu a empresa, na nota distribuída pela assessoria de imprensa. De acordo com a polícia, no entanto, o britânico deixou a televisão ligada, malas abertas e telefones celulares no quarto do hotel, saindo apenas com a roupa do corpo. Ele é procurado por ter relação com a venda irregular de ingressos para a Copa. Neste momento, Whelan é considerado foragido pela polícia brasileira, que tem contra ele um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça. No texto, a Match destaca que Whelan não estava restringido em seu direito de movimentação, desde que estivesse no Brasil. “Não acreditamos que o termo "fugitivo" seja apropriado sob as circunstâncias, na medida em que ele esteja presentemente com seu advogado. Entendemos que qualquer acusado no Brasil tem o direito fundamental de resistir à coação que entenda ser arbitrária e ilegal". A empresa informa que o advogado de Whelan iria entrar com nova medida judicial para possível reconsideração da negativa anterior de habeas corpus. Também se pronunciou dizendo que ainda não havia sido concedido a Whelan o direito ao devido processo legal e a um julgamento justo. “Match continua absolutamente confiante que qualquer acusação contra Ray será refutada.” A empresa explicou, no final da nota, que os ingressos incluídos nos pacotes de hospitalidade não têm os preços impressos, pois são vendidos como parte de um conjunto de serviços oferecidos. Também argumentou que a proibição de revenda dos ingressos, conforme as normas da própria empresa, é um termo para proteger comercialmente a empresa e que a revenda dos ingressos não é proibida, mas apenas não é permitida sem o consentimento da Match. “Além disso, não há nada inapropriado ou ilegal referente ao apoio de Ray Whelan à operação de vendas da Match Hospitality, ainda que o seu papel principal seja em relação à Match Accommodation”.

EMBRAER FARÁ CAÇA NO BRASIL EM PARCERIA COM A SUECA SAAB

A Embraer anunciou a formação de uma parceria com a sueca Saab para o desenvolvimento conjunto do projeto de um novo avião no Brasil, dentro do programa F-X2 para reequipar a Força Aérea Brasileira. A Embraer fará a condução geral do programa e grande parte do trabalho de produção e entrega das versões de um e dois lugares do caça Gripen NG para a Força Aérea Brasileira, conforme ficou definido no memorando de entendimento entre as duas empresas. O acordo será implementado após conclusão das negociações em curso entre Saab e o governo brasileiro, o que deve acontecer até o final deste ano. Além de atividades de desenvolvimento e produção no Brasil, em nome da Saab, a Embraer informou que também participará do desenvolvimento de sistemas, da integração, testes em voo, montagem final e entregas. As duas empresas estudam a formação de uma parceria estratégica para promoção e vendas das duas versões, de um e dois lugares (monoposto e biposto) no mercado global, conforme o comunicado divulgado pela Embraer. O texto do comunicado sobre a parceria entre Embraer e a Saab para gestão conjunta do Projeto F-X2 diz: "A Embraer e a Saab serão responsáveis pelo desenvolvimento completo da versão biposto do Gripen NG, ao mesmo tempo em que as duas empresas estudam a formação de uma parceria estratégica para promoção e vendas das duas versões, monoposto e biposto, no mercado global", informou a fabricante brasileira. O acordo será implementado após a conclusão das negociações entre a Saab e o Brasil sobre a finalização do contrato do Projeto F-X2, sendo que a expectativa é de que as conversas sejam concluídas até o fim deste ano.

A PERONISTA POPULISTA CRISTINA KIRCHNER NÃO VIRÁ AO BRASIL PARA A FINAL DA COPA

A presidente da Argentina, a peronista populista e muito incompetente Cristina Kirchner, não virá ao Brasil para a final da Copa do Mundo, que seu país disputará com a Alemanha, neste domingo, no Estádio do Maracanã. Em carta enviada à presidente Dilma Rousseff, Cristina agradeceu o convite e confirmou presença apenas para a 6ª Cúpula do Brics (grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), em Fortaleza e Brasília, nos dias 15 e 16 de julho. Na carta, Cristina Kirchner explica que está se recuperando de uma “faringolaringite aguda severa” que a impediu de realizar tarefas do governo nos últimos dias. Além disso, a chefe de Estado informou que receberá o presidente da Rússia, Vladimir Putin, em visita oficial neste sábado, em Buenos Aires. Cristina ainda citou outro motivo para não ir à final da Copa no domingo: o aniversário de seu único neto. “No dia 14 de julho é o aniversário de 1 aninho do meu neto Néstor Iván, que mora em Río Gallegos. Você, como avó, deve imaginar os desejos que eu tenho de compartilhar com a minha família este acontecimento”, escreveu. Após o aniversário do neto, na terça-feira, Cristina seguirá de Río Gallegos, na Patagônia Argentina, direto para Brasília. No dia seguinte, se juntará a outros presidentes sul-americanos convidados para a reunião do Brics.

LIMINAR QUE ANULAVA A CANDIDATURA DO PETISTA ALEXANDRE PADILHA É DERRUBA PELA JUSTIÇA

A Justiça de São Paulo derrubou nesta sexta-feira a liminar em favor do deputado estadual Luiz Moura que anulava os efeitos da convenção do PT de São Paulo para as eleições deste ano. Com isso, a oficialização da candidatura do ex-ministro Alexandre Padilha ao governo do Estado está confirmada. A medida ocorre um dia após o PT recorrer da decisão em favor do deputado. Moura entrou com representação na Justiça contra a decisão unânime da executiva estadual que o suspendeu por 60 dias e, com isso, impediu sua inclusão na chapa de candidatos a uma vaga na Assembleia Legislativa. A liminar, assinada no sábado pelo juiz Fernando Oliveira Camargo, não só havia tornado temporariamente inválida a suspensão de Moura como havia considerado nula a convenção estadual do partido.

IMPORTAÇÃO DE GASOLINA PELO BRASIL DESPENCA 80% NO PRIMEIRO SEMESTRE

As importações de gasolina pelo País caíram 80% no primeiro semestre deste ano, frente o mesmo período de 2013, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, apesar do crescimento de 8,8% da demanda nos postos pelo combustível até maio. Até junho, o Brasil importou 941,4 mil toneladas de gasolina, de acordo com o ministério, enquanto no mesmo período do ano passado o volume somou 4,8 milhões de toneladas. Um dos fatores para a queda acentuada nas importações é o maior uso de etanol, tanto pelo aumento da mistura do biocombustível na gasolina, de 20 para 25% (a partir de maio de 2013), quanto pelo maior consumo de álcool hidratado pelos carros flex. "O efeito do aumento da mistura do álcool na gasolina nas importações da Petrobras é muito grande", afirmou o diretor de Regulação e Abastecimento do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e de Lubrificantes (Sindicom), Luciano Libório. A Petrobras também tem otimizado o uso de seu parque de refino, obtendo recorde de processamento de petróleo em junho, segundo informou em nota a empresa no início de julho. A carga média processada em junho pela Petrobras foi de 2,172 milhões de barris de petróleo por dia (bpd), alta de 21 mil bpd sobre o recorde mensal anterior, registrado em março de 2014, contribuindo para a redução das importações de derivados. A redução das compras externas é positiva para o caixa da Petrobras, já que a empresa vende derivados no mercado interno a preços inferiores aos que são praticados no Exterior, como parte das políticas de controle da inflação do governo federal. Libório destacou que, também por isso, torna-se desfavorável para outras companhias importarem gasolina para o Brasil - o ministério não divulga dados de importação por empresas. As vendas de gasolina C das distribuidoras, comercializada nos postos com adição de etanol anidro, tiveram crescimento de 8,8% nos primeiros cinco meses do ano em relação ao mesmo período de 2013, segundo os últimos dados fornecidos pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). As vendas de etanol hidratado, que abastece veículos flex, também apresentou crescimento no acumulado até maio, de 15,4%.

PRESIDENCIÁVEL EDUARDO CAMPOS SERÁ OUVIDO NO CASO QUE ENVOLVE PAULO ROBERTO COSTA E DOLEIRO ALBERTO YOUSSEF

Eduardo Campos (PSB), ex-governador de Pernambuco e candidato a presidente da República, deverá ser ouvido pela Justiça Federal, como testemunha de defesa, no caso que investiga a possível participação do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, e o doleiro Alberto Youssef, em suposto superfaturamento em obras empreendidas pela Petrobras, entre elas a Refinaria Abreu e Lima. Eduardo Campos e o candidato ao Senado e ex-ministro da Integração, Fernando Bezerra, deverão ser convocados pela Justiça Federal para prestarem depoimentos nas próximas semanas. Nesta sexta-feira, Paulo Roberto Costa e Youssef participaram de uma audiência de instrução de duas testemunhas de acusação - um agente e um delegado que participaram das investigações na Operação Lava Jato - na sede da Justiça Federal, em Curitiba (PR). Tão logo terminou a audiência, com duração de três horas, ambos voltaram para a cela da Polícia Federal, em Curitiba. Sobre a participação de Eduardo Campos e Fernando Bezerra no processo, o advogado de Paulo Roberto Costa, Nélio Machado disse que isso deve acontecer. "Continuam (Campos e Bezerra) como testemunhas, embora o juiz tenha solicitado que em cinco dias a defesa diga a motivação para essa indagação; embora não seja razoável o que o juiz solicita, pois a defesa não costuma conversar antes, e a testemunha dirá o que souber diante daquilo que for perguntado", observou. Machado também ressaltou que não conhece o ex-governador. "Eu não conheço sequer o senhor Eduardo Campos, muito menos a outra testemunha, que é um candidato a senador pelo Estado de Pernambuco. Mas, toda essa acusação, ela vem de uma peça de ficção, a idéia de que havia superfaturamento na construção da Refinaria Abreu e Lima", disse. Além disso, Machado disse desconhecer alguma participação de Eduardo Campos no processo. Já o advogado de Alberto Youssef, Figueiredo Bastos, disse que a audiência transcorreu dentro do esperado e que vai tentar anular o processo.

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL DENUNCIA O DOLEIRO ALBERTO YOUSSEF POR LAVAGEM DE DINHEIRO NO MENSALÃO DO PT

Operador de um megaesquema de lavagem de dinheiro descoberto pela Operação Lava-Jato, da Polícia Federal, o doleiro Alberto Youssef foi acusado pelo Ministério Público Federal de esconder a origem de parte do dinheiro distribuído no Mensalão do PT, o maior escândalo de corrupção do País, montado no governo do alcaguete LulaX9 (delatava companheiros para o Dops paulista durante a ditadura militar, conforme Romeu Tuma Jr.). A denúncia contra o doleiro foi apresentada à Justiça Federal do Paraná na quinta-feira. Na ação, Youssef é acusado de ocultar a origem de parte dos 4,1 milhões de reais recebidos pelo ex-deputado federal José Janene (PP), morto em 2010. O esquema de lavagem de dinheiro utilizava a indústria Dunel, de Londrina (PR). Janene virou sócio da empresa com um investimento de 1,16 milhão de reais, como se fosse um investidor interessado no crescimento do negócio. Mas, a investigação constatou que o objetivo era, na verdade, encontrar um duto para desviar recursos para empresas de fachada comandadas por Youssef e dar aparência legítima ao dinheiro do Mensalão do PT. Assinam a denúncia os procuradores Deltan Dallagnol, Januário Paludo, Carlos Fernando Santos Lima, Orlando Martello e Andrey Mendonça. Além de Youssef, familiares de Janene também foram denunciados. A filha do ex-deputado, Danielli Janene, e o primo Meheidn Hussein Jenani, ajudavam na operação da indústria. O irmão de Janene, Assad Jannani, auxiliou a ocultar ativos desviados da indústria Dunel, ainda de acordo com o Ministério Público. O doleiro Carlos Habib Chater, um dos pivôs da Operação Lava-Jato, também participou do esquema de lavagem de dinheiro do ex-deputado. Se fosse vivo, José Janene também seria acusado, segundo o Ministério Público Federal. A investigação foi aberta em 2009, quando um sócio enganado por Janene desconfiou do esquema. A partir deste inquérito, a Polícia Federal constatou que Youssef descumpriu acordo de delação premiada firmado com a Justiça e voltou a praticar crimes. Este foi o princípio da Operação Lava-Jato, que desvendou operações de lavagem que movimentaram cerca de 10 bilhões de reais. A polícia também constatou que o doleiro era o verdadeiro dono da corretora Bônus-Banval, uma das fontes dos recursos do Mensalão do PT. Se a denúncia for aceita pela 13ª Vara Federal do Paraná, os acusados vão a responder aos crimes de lavagem de dinheiro, associação criminosa, apropriação indébita, estelionato, falsidade ideológica e uso de documento falso.

PROCURADORA DA OPERAÇÃO ARARATH É AMEAÇADA DE MORTE NO MATO GROSSO

A procuradora federal Vanessa Cristhina Marconi Zago Ribeiro Scarmagnani, uma das responsáveis pelas investigações do Ministério Público Federal em Mato Grosso, relacionadas à Operação Ararath, está sob proteção da Polícia Federal. Ela foi ameaçada de morte. A informação foi dada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, nesta quinta-feira. "Ela está, sim, sob proteção porque foi ameaçada em sua integridade física. E está sob proteção da segurança institucional do Ministério Público Federal, em razão de ameaça. Estamos levantando os elementos necessários sobre essa a ameaça", limitou-se a dizer Janot. A procuradora foi peremptória: "Por minha segurança, eu não vou me pronunciar a respeito disso". Chefe do Ministério Público Federal, Janot foi a Cuiabá para definir novas estratégias para a força-tarefa montada pelo Ministério Público Federal em relação à Operação Ararath. Janot defendeu a procuradora, cujo trabalho foi colocado sob suspeição pelo deputado estadual José Riva (PSD), candidato ao governo do Estado. Preso por decisão do ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, Riva foi solto dias depois. O próprio ministro sugeriu que foi induzido a erro pelo Ministério Público Federal. No pedido de prisão, feito por Janot, ele considerou, com base nas informações da procuradora Vanessa, que Riva não estaria exercendo mandato público de deputado, quando, de fato, ele estava afastado das funções administrativas de presidente da Assembléia Legislativa. Janot minimizou o fato. "Quero deixar claro que não tenho nenhum reparo a ser feito sobre a atuação da procuradora Vanessa, até hoje. É normal que réus investigados e alvos tentem denegrir a imagem de quem os acusa. Isso é técnica de defesa", disse ele. "Agora, enquanto chefe do Ministério Público Federal, não tenho um grama de negativo a dizer do trabalho feito por minha colega. Volto a afirmar, ela é uma profissional de alto nível", afirmou Janot.

SITE DA NIKE PERMITIA CAMISETAS PERSONALIZADAS HOSTIS ÀS OPOSIÇÕES, MAS NÃO A DILMA E AO PT. EMPRESA, ATÉ AGORA, NÃO DEU EXPLICAÇÃO CONVINCENTE

Recebi na quinta-feira à noite este vídeo. Prestem atenção!

Imediatamente, tentei repetir a simulação que ali é feita. Já não era mais possível. Àquela altura, não tinha como ter a certeza de que se tratasse, realmente, do site do Nike, embora tudo indicasse que sim. Deixei para a hoje a confirmação. Está confirmado, como se lê em texto abaixo, publicado no Globo Online. Leiam. Volto em seguida.
A fornecedora de material esportivo da seleção brasileira, Nike, vetou a venda de camisas personalizadas com as palavras PT, Dilma Rousseff, Lula e mensalão. Contudo, até quinta-feira, era permitido personalizar dizeres com os nomes dos candidatos da oposição Aécio Neves e Eduardo Campos.
A restrição foi divulgada pelo usuários Twitter @CarlinhosTroll que tentou escrever “FORA DILMA” e “MENSALÃO” com o número 13 — usado pelo PT — e foi vetado pelo sistema. Contudo, era permitido comprar uma camisa personalizada com a expressão “FORA AÉCIO” e “FORA PSDB” até a quinta-feira. Qualquer frase contendo a sigla “CBF” também era barrada pelo sistema da personalização.
Após a viralização de um vídeo na internet mostrando a contradição, o nome do candidato tucano à Presidência da República e do PSDB também foram vetados. Na manhã desta sexta-feira, o GLOBO tentou personalizar uma camisa, mas o sistema não abriu a opção. Procurada, a fornecedora de material esportivo informou em nota que “não é filiada a nenhum partido político, não só no Brasil como no mundo todo”. Informou ainda que “o sistema do website nike.com, como descrito na própria página, não permite customizações com palavras que possam conter qualquer cunho religioso, político, racista ou mesmo palavrões”, e que “sistema é atualizado periodicamente visando cobrir o maior número de palavras possíveis que se encaixem nesta regra”.
Voltei
Ok. É evidente que a Nike não é filiada a nenhum partido político, como diz a nota. Empresas não se filiam a partidos no Brasil — e, até onde sei, nas democracias mundo afora.
A resposta da empresa é amplamente insuficiente. Existe um programa por trás da ferreamente que permitia a personalização das camisetas. E ele permitia “Fora Aécio” e “Fora PSDB”, mas não “Fora Dilma” e “Fora PT”. Isso quer dizer que alguém programou para que as palavras “Fora” e “PT” não pudessem compor uma unidade, mas não viu nada demais em compatibilizar “Fora” e “PSDB”, por exemplo, o mesmo valendo para Campos.
Diz a empresa que “o sistema do website nike.com, como descrito na própria página, “não permite customizações com palavras que possam conter qualquer cunho religioso, político, racista ou mesmo palavrões”. Isso é que está escrito lá. Mas o fato é que permitia mensagens hostis à oposição, mas não ao governismo. Quando há uma flagrante contradição entre o princípio anunciado e a prática, alguma explicação tem de ser dada, não?
A questão é, aparentemente, irrelevante. Só aparentemente. Faz parte do processo de construção da hegemonia partidária, que busca a uniformização da opinião e a ditadura do partido único, a naturalização da discriminação de quem pensa diferente do partido que se pretende majoritário. No site da Nike, alguém achou que era natural e conforme os princípios vetar as palavras “Fora Dilma”, mas que não havia impedimento nenhum no “Fora Aécio”.
A resposta da Nike me lembra a que recebi, certa feita, de uma empresa de alimentos. Sou alérgico a gergelim — alergia do tipo que mata mesmo! Consumi um pão de forma certa feita e fui parar no hospital. Nos ingredientes, não constava a existência do dito-cujo. Não havia nem mesmo aquele “este produto pode conter resquícios de…”. Nada!  A empresa insistia em me dar a seguinte resposta: “Nossos produtos são feitos seguindo as mais rigorosas normas de etc. etc. etc”. Ah, disso, eu já sabia. Eu queria saber a razão da minha crise. Acabaram admitindo que, no processo industrial, o gergelim acabou se imiscuindo no pão que eu consumira. Vale dizer: era mentira que os produtos fossem feitos “segundo as mais rigorosas regras etc, etc, etc”. Quando menos, as regras não eram rigorosas o bastante para impedir alguém de consumir involuntariamente algo que poderia matá-lo.
A Nike continua a dever uma explicação. Quando menos, está convidada a demonstrar o que há de errado no raciocínio que vai aqui. Por Reinaldo Azevedo

JOAQUIM BARBOSA REJEITA HABEAS CORPUS DE ENVOLVIDO NA OPERAÇÃO LAVA-JATO

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Joaquim Barbosa, julgou como inviável o habeas corpus apresentado pela defesa de João Procópio Prado, que teve a prisão cautelar decretada por envolvimento na Operação Lava-Jato. Como existem dois habeas corpus pendentes de apreciação de mérito nas instâncias inferiores – no Tribunal Regional Federal da 4ª Região e no Superior Tribunal de Justiça (STJ), o ministro entendeu que analisar o Habeas corpus acarretaria “inadmissível supressão de instâncias”. A defesa do empresário, investigado por suposta ligação com o doleiro Alberto Youssef, pedia a restituição da liberdade e alegava falta de fundamentos para manutenção da custódia. Além disso, a defesa também disse que Procópio é “possuidor de condições pessoais que lhe possibilitariam permanecer em liberdade até o trânsito em julgado de eventual condenação”. Contudo, Joaquim Barbosa entendeu que o caso não apresenta excepcionalidade alguma para justificar o pedido da defesa.

PASTOR EVERALDO TEM APOIO DE FIGURÕES EVANGÉLICOS

Aspirante à Presidência, Pastor Everaldo Pereira (PSC) se reuniu a portas fechadas no Rio de Janeiro, na quinta-feira, com Silas Malafaia e o senador Magno Malta (PR-ES), além de outras lideranças evangélicas, de quem obteve garantia de apoio a sua candidatura à sucessão da petista Dilma. O grupo tentará abocanhar parte dos votos destinados à candidatura de Marina Silva, em 2010, e alcançar a meta de 10% dos votos em outubro. O PSC ficou animado com o apoio de Magno Malta, que apareceu com 2% das intenções de votos em pesquisa Datafolha, em junho. Conhecido por suas criticas ao lobby gay na mídia, Silas Malafaia é vice-presidente do Cimeb, conselho que congrega oito mil pastores.