sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Dilma diz que relatório devastador do FMI sobre o Brasil a deixa "estarrecida"

Dilma Rousseff se declarou “estarrecida” com o relatório do FMI que demoliu as perspectivas da economia brasileira. “Ao que ele (FMI) atribuía a situação crítica do Brasil? Não era da economia, mas à instabilidade política e o fato de as investigações quanto à Petrobras terem prazo de duração maior do que eles esperavam”, disse Dilma. "Estarrecidos" deveriam ficar os brasileiros com mais uma tentativa de Dilma de defender a falácia de que a culpa da crise econômica é da Lava Jato. Ela não dá o braço a torcer nem diante das evidências mais evidentes de sua incompetência e do governo do PT.

Lula já foi interrogado pela Polícia Federal sobre a compra dos caças suecos Gripen

Lula foi questionado pelo delegado Marlon Cajado se o pagamento de R$ 2,5 milhões feito por Mauro Marcondes a Luís Cláudio foi "algum tipo de contraprestação por serviços prestados à empresa Saab para que viesse a vencer a concorrência de caças" da FAB. O ex-presidente considerou a hipótese "um absurdo" e que "nunca teve atuação relacionada a esse assunto". Lula também considerou "um outro absurdo" os pagamentos a Luleco serem decorrentes da negociação de medidas provisórias. O Antagonista considera um absurdo ainda maior a desculpa de que o pagamento milionário foi por consultorias de Luleco, que, como mostrou a PF, foram copiadas da Wikipedia.

Delegado investiga ligação da propina para filho de Lula com a compra de caças a jato suecos para a Aeronáutica


Embora Lula considere absurda a hipótese de que os repasses a Luleco tenham relação com a compra dos caças da Saab, os caças Gripen suecos, o delegado Marlon Cajado está dedicado a desvendar o mistério. Na busca feita no escritório dos lobistas Mauro e Cristina Marcondes, a Polícia Federal apreendeu documentos com menções a tratativas dos lobistas com o Instituto Lula e o ex-presidente para favorecer a Saab. Foi encontrada, por exemplo, uma solicitação de audiência do presidente da Saab, Ake Svensson, com Lula. O ex-presidente disse não se lembrar do pedido ou da audiência. Também foi encontrada mensagem de Marcondes ao investidor sueco Janer Bengt com dados do Instituto Lula e uma minuta de carta do lobista para Lula com "solicitação da empresa sueca para que o ex-presidente levasse seu apoio à contratação da Saab para Dilma".

Leonardo Quintão retira candidatura à liderança do PMDB na Câmara

Leonardo Quintão decidiu retirar a candidatura para a liderança do PMDB na Câmara. A disputa agora será apenas entre Hugo Motta e Leonardo Picciani. O preço de Quintão é a Aviação Civil. Esses caras só entram em disputas para ganhar algum. Esse é o regime petralha no seu auge. Tudo que diz respeito a aviões e aeroportos significa muita grana, muita bijuja, muito carvão.....

O rolezinho de Nelson Barbosa - a destruição do FGTS

Nelson Barbosa disse hoje em Davos que teve a ideia brilhante de usar o FGTS para obras federais em geral, a fim de reativar a economia. Além de moradia, como já é feito com o Minha Casa Minha Vida, o trabalhador também financiará obras rodoviárias e de saneamento. Isso é a mais desbragada queima de poupança que o petismo no estertor irá promover para tentar salvar sua pele. 

Lula está entregando a cabeça do próprio filho, lavando as mãos sobre o envolvimento dele na Operação Zelotes

Lula lavou as mãos novamente em relação ao filho Luís Cláudio Lula da Silva. Lula disse que não foi comunicado por Luleco (Luis Claudio Lula da Silva) de que havia sido contratado por R$ 2,5 milhões pelo lobista Mauro Marcondes, preso pela Zelotes no esquema de compras de Medidas Provisórias. Ou seja, outra vez, não sabia de nada. Só que agora a coisa será diferente. Vai feder dentro de casa. A galega italiana Marisa vai ficar furiosa. 

Bancos acham que, se Tombini cair no Banco Centro, o dólar dispara até R$ 7,00

O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, tem sido criticado por abrir mão da autonomia da instituição e não contrariar a presidente Dilma, deixando de aumentar a taxa Selic. Apesar disso, nenhum dos seus críticos deseja fora do cargo o que resta de credibilidade no governo Dilma. Ou seria o caos. Analistas de grandes bancos avaliam que, se Tombini cair, o dólar explodirá, chegando a valer até 7 reais. Alexandre Tombini é um dos mais admirados funcionários de carreira do BC. Inventivo, foi ele quem criou o sistema de metas de inflação. Presidente do BC não pode se demitir e ir embora, como qualquer um: deixar o cargo durante uma crise apenas a agravaria dramaticamente. Por ingenuidade ou desinformação, críticos de Tombini esquecem que foi a chefe do governo quem o nomeou, e com status de ministro. Alexandre Tombini é motivo de chacota e até de ira por deixar claro que ele manda no Banco Central. Mas quem manda nele é Dilma.